Você está na página 1de 77

SEMANA DO

GESTOR DE

TRÁFEGO

Os superpoderes

do gestor de tráfego

profissional
AULA 2

@sobralpedro_ pedrosobral.com.br
AULA 2 -​ OS SUPERPODERES DO GESTOR DE 
TRÁFEGO PROFISSIONAL 
 
Bem-vindos, bem-vindos, meu povo!  
 
Moçada,  é  o  seguinte,  a  gente  vai  começar  a  aula  2  da  Semana  do 
Gestor  de  Tráfego  e  você  já  vai  ver  que  essa  aula  aqui  é  voadora  de  2 
pés,  é  tapa  na  orelha  pra  gente  começar  com  o  pé  direito,  destruindo 
tudo, partindo pra cima do conteúdo. 
 

Introdução​ (​11’24’’) 
 
Mas,  antes  da  gente  partir  pra  cima  do  conteúdo,  eu  tenho  só  que 
recapitular  com  você o que a gente viu na aula anterior, que foi o que? 
Basicamente  4  coisas:  porque  toda  a  empresa  precisa  de  um  gestor 
de  tráfego;  os  fundamentos  do  tráfego  pago;  o  que  é  tráfego  pago  e 
gestão  de  tráfego;  e  a  gente  terminou  a  aula  falando  dos  10 
mandamentos  da  Filosofia  Sobral  de  Tráfego,  que  você  vai  utilizar  pra 
aprender a parada da gestão de tráfego. 


 
Então,  ontem,  basicamente,  o  que  a  gente  fez?  A  gente  abriu  a 
portinha  da  oportunidade,  e,  se  você  foi  guerreiro,  persistente, 
disciplinado,  e  voltou  aqui  hoje,  é  porque  você  decidiu  abraçar  a 
oportunidade  (a  oportunidade que eu abracei há uns anos atrás, que 3 
dos  meus  5  irmãos  abraçaram,  e  que  os  meus  amigos  e  a  minha 
equipe  abraçaram  também)  de  fazer  da  gestão  de  tráfego  uma 
profissão  e  de  se  tornar  um  profissional  disputado  e  bem  pago  no 
marketing digital, que é o gestor de tráfego. 
 
Então,  ontem  você  aceitou  o  compromisso  de  ouvir  pra  sempre  a 
piada  ruim  na  sua  vida  de  que  você  trabalha  com  tráfico  (sim,  aquela 
piada  bosta).  E  hoje,  a  gente  já  vai  começar  a  entrar  um  pouco  mais 
em  “como  a  gente  vai  se  tornar  essa  pessoa”,  esse  gestor  de  tráfego 
que  é  disputado,  bem pago, que não é amador, que é profissional, que 
escolhe  com  quem  vai  trabalhar,  e  que  não  é  demitido  por  cliente 
(porque,  pra  mim,  o  gestor  de  tráfego  profissa  não  é  o  cara  que  é 
demitido  por  cliente,  mas  sim  o cara que demite cliente). Eu digo hoje 
em  dia:  cliente  nenhum  me  demite,  eu  demito  os  meus  clientes, 
porque  eu  manjo  e  tenho  dentro  de  mim  os  7  superpoderes  dos 
gestores de tráfego. 
 
Eu  tenho  um  superpoder  próprio  que  eu  vou  apresentar  pra  vocês 
agora.  Todo  mundo  zoa  a  minha  voz,  falando  que  o  Pedro  tem  voz de 
locutor, então pega essa: 
 
“OS  7  SUPERPODERES  DO  GESTOR  DE  TRÁFEGO”  ​–  Com  voz  de 
locutor. 
 
Vem  comigo  aqui  pra  gente  falar  hoje  sobre  esses 7 superpoderes. Eu 
já  vou  bater  o  olho  aqui  contigo  de  que  esses  7  superpoderes  são 
óbvios,  mas  você  lembra  dos  mandamentos  de  como  aprender 


tráfego?!  Cara,  é  o  arroz  com  feijão  que  funciona.  Não  tem 
esqueminha  secreto.  É  o  óbvio  que  funciona,  mas  as  pessoas  tendem 
a  negligenciar  o  óbvio,  a  dizer:  “Não  é  isso  que  ele  tá  falando.”  Mas  é 
isso  que  eu  vou  te  ensinar  hoje  sim!  Eu  olhei  pra  trás  e  pensei:  “Quais 
são  as  habilidades  que  os  gestores  de  tráfego  de  sucesso  têm  em 
comum?”  E  eu  tenho  acesso  a  muitos  gestores de tráfego de sucesso! 
Quais  são  as  habilidades  que  eu  tenho  como  gestor  de  tráfego  que 
fizeram eu chegar até aqui? Quais são esses superpoderes?  
 
A  gente  resolveu  chamar  de “superpoder” por que, quem não quer ter 
um  superpoder?  Foi  esse  o  pensamento!  “7  pilares”  da  gestão  de 
tráfego  ou  “7  passos”  é  meio  chato,  então,  eu  decidi  chamar  de  “7 
superpoderes”!  Vamos  desenvolver  então  esses  superpoderes.  Pode 
ser  que  você  não  tenha  todos  eles  mega  blaster  ultra  bem 
desenvolvidos,  mas,  o  que  você  vai  ter  hoje?  Você  vai  ter  a  clareza  de 
que  você  precisa  desenvolver  esses  superpoderes  e de que eles vão te 
acompanhar em toda a sua jornada como gestor de tráfego. 
 
É  o  seguinte,  vamos  começar  aqui  falando  dos  superpoderes.  Vou 
pegar aqui o meu bloco de notas maroto: 
 


 
Agora  eu  falo  aqui  e  as  coisas  acontecem.  Eu  falo  “bloco  de  notas”  e 
nasce  o  bloco  de  notas  aqui  na  tela.  Aqui  é  mágica,  são  os 
superpoderes  do  gestor  de  tráfego!  Um  dia  você  vai  dominar  o 
superpoder do studio, de falar e as coisas acontecerem! 
 
Então, os 7 poderes para se tornar um gestor de tráfego profissional: 
 

1 - O SUPERPODER DE CLICAR NOS BOTÕES​ ​(15’46’’) 


 


 
Pasmem! Gestores de tráfego, vocês têm que saber fazer tráfego. 
 
“Meu Deus do céu!” 
 
Sim,  cara,  você  tem  que  saber  fazer  tráfego,  porque  de  nada  adianta 
na  aula  de  amanhã  você  aprender  a  abordar  os  seus  clientes,  quanto 
você  vai  cobrar  dos  seus  clientes,  como  você  negocia,  o  que  você  faz 
na  primeira  reunião,  etc.  (tudo  isso  você  vai  aprender  na  aula  de 
amanhã  e  na  aula  de  hoje  você  vai  entender  os  fundamentos por trás 
do  seu  trabalho),  e  conseguir  pegar  o  cliente,  se  você  não  conseguir 
manter  ele.  Por  que  o  cliente  espera  o  que  de  você?  Ele  espera  que 
você saiba fazer o primeiro superpoder: clicar nos botões. 
 
Moçada,  quem  aí fez o dever de casa? Papo reto aqui. Você fez o dever 
de  casa?  Coletou  os  20  anúncios?  Porque  vou  te  dizer,  eu  pensei 
assim:  “Dei  o  dever  de  casa  pra  galera,  mas  vou  fazer  o  dever  de  casa 
também,  porque  eu  não  sou  um  cara  só  que  fala.”  Aí  eu  fui  lá  e  fiz  o 
dever  de  casa  (roubei  20  anúncios).  E,  além  de fazer o dever de casa, o 
que  eu  fiz?  Ainda  gravei  mais  uma  aula  que  você  vai  receber  no  final 
dessa aula aqui de hoje.  
 
Então, essa aula que você tá vendo não é a primeira aula do dia que eu 
tô  gravando.  Já  fiz  o  dever  de  casa  que  você  também  deveria ter feito 
e  gravei  mais  uma  aula  que  você  vai  receber  o  acesso.  Fiz  toda  essa 
parada!  Se  você  fez  o  dever  de  casa,  manda  #deverdecasa  aí  no  chat. 
Ontem  eu  falei  pra  você:  o  gestor  de  tráfego  profissional  é  a  pessoa 
que  faz  todo  o  dever  de  casa!  Quero  saber  se  você  fez,  e,  se  você  não 
fez,  sem  desespero  (“Ai  meu  Deus,  eu  não fiz”), mas ele é essencial pra 
você seguir na jornada.  
 


Parece  besteirinha  (“Ele  tá  fazendo  isso  só  pra gerar engajamento. Ele 
tem  que  dar  um  deverzinho  de  casa  pra  gente  lembrar  dele,  porque 
isso  é  uma  estratégia  de  marketing”),  mas  não  é!  Não  é  uma 
estratégia  de  marketing,  é  porque  vai  fazer  diferença  pra  você 
conseguir  os  seus  clientes,  e  eu  juro  pra  você!  Você  vai  ver  o  dever  de 
casa  da  aula  de  hoje  (aula  2)  e  você  vai  precisar  do  dever  de  casa  da 
aula  1  feito,  pra você conseguir implementar o que você vai pegar hoje 
de dever de casa no final dessa aula. 
 
Então,  o  superpoder  de  clicar  nos  botões  tá  muito  relacionado  com  a 
Filosofia  Sobral  de  Tráfego,  que  foi  aquilo  que  a  gente  falou ontem de 
“como  você  aprende  a  mexer  na  ferramenta”.  Quem  tava  aqui  ontem 
lembra que eu falei que isso daqui é o mandarim: 
 

 
 
E que isso daqui é o chinês: 
 


 
 
Você  não  entende  nada  dessas  ferramentas  ainda,  mas  você  tem que 
tornar  elas  compreensíveis  pra  você.  E  qual  é  o  primeiro  passo  pra 
você  já  ir  tornando  as  ferramentas  compreensíveis  pra  você?  Moçada, 
é  o  primeiro  mandamento  da  Filosofia  Sobral  de  Tráfego.  Diz  aí  pra 
mim  no  chat  qual  é  o  primeiro  mandamento,  ou  seja,  qual  é  a 
primeira  coisa  que  a  gente  faz  pra  já  ir  se  acostumando  com  a 
ferramenta. 
 
Eu  sei  que  vocês  sabem  que  a  primeira  coisa  que  você  tem  que  fazer 
pra dominar o “apertar os botões é”: 
 
A- Ler a Bíblia. 
 
Parece  bonito  o  Pedro  falando  pra  você  ler  a  Bíblia,  e  você  talvez  já 
tenha  se  perguntado:  “Mas  será  que  o  Pedro  já  leu  esse  negócio?” 
Cara,  quando  eu  comecei  a  anunciar  na  internet,  o  Mairo  falou:  “A 
gente  tem  que  ficar  bom  nesse  negócio  de  anúncios  online, porque o 
segredo  pra  gente  explodir  esse  negócio  tá  nos  anúncios  online.  E  o 
seu  trabalho,  Pedro,  é  estudar  tudo  aquilo  que  eu  não  tenho  tempo 


pra  estudar.”  Foi  isso  que  ele  me  falou!  O  Mairo  sempre  foi  bem 
visionário!  E  eu  respondi: “Beleza! De sentar a bunda na cadeira (já vou 
dar  um  spoiler:  esse  é  um  dos  superpoderes)  e  estudar  eu  sou  bom, 
isso eu sei fazer.”  
 
E  aí  ele  perguntou  o  que  eu  ia  fazer  e  eu  disse:  “Me  dá  um  curso  de 
tráfego”.  E  ele  respondeu:  “Não,  vamos  começar  pelo  início. Pega esse 
manual  aqui  (Central  de  Ajuda  do  Facebook)  e  lê  esse  negócio.  É  isso 
que  eu  quero  que você faça. Até você acabar, você não vai parar mais.” 
Aí  eu  li  a  Central  de  Ajuda  inteira  e,  quando  eu  terminei  de  ler  a 
Central  de  Ajuda,  eu  sabia  a  gestão  de  tráfego?  Não.  Eu  era  um  bom 
gestor  de  tráfego?  Muito  menos.  Mas  o  que eu já tinha? Eu tinha uma 
familiaridade  com  a  ferramenta.  Eu  já  tinha  ouvido  falar  alguma  vez 
na  vida  em  lookalike,  pixel,  catálogo,  objetivo  de  campanha,  janela  de 
conversão,  etc.  (mesmo  que  eu  não  soubesse  o  que  eram  essas 
coisas).  Você  não  precisa  saber  o  que  são  essas  coisas  agora.  Então, 
mesmo  que  eu  não  soubesse  o  que  eram  essas  coisas,  eu  já  tinha 
ouvido falar nelas, porque eu tive esse primeiro contato. 
 
E  aí,  quando  eu  terminei  de  ler  a  Central  de  Ajuda,  eu  falei  pro  Mairo: 
“Mairo,  acabei  de  ler  a  Central  de  Ajuda,  qual  é  o  próximo  passo? 
Vamos  subir  os  anúncios!”  E  o  Mairo  falou  assim:  “Não,  você  não  vai. 
Agora  você  vai  fazer  o  que?  Você  vai  ler  de  novo!”  E  eu  respondi: 
“Mano,  como  assim?”  E  ele  disse:  “Cara,  melhor  do  que  ler  um  livro 
uma  vez  é  ler  um  livro  duas.”  E  eu  só  concordei:  “Tá,  beleza,  vamos  ler 
de novo essa joça!”  
 
B- Fuçar e clicar​. 
 
Aí  fui  lá  ler  de  novo  a Central de Ajuda, só que, dessa vez, enquanto eu 
ia  lendo  eu  ia  fuçando  e  clicando.  Então,  eu  ia  lendo  e  mexendo  na 
ferramenta  (apertando  nos  botões,  vendo  o  que  faziam  os  menus, 


etc.),  e  ia  me  familiarizando  com  aquilo,  porque  o  mandarim  é 
totalmente  incompreensível  quando  a  gente  nunca  tem contato com 
ele,  mas,  a  partir  do  momento  que  você  começa  a  ter  mais  contato 
com  o  mandarim,  você  começa  a  entender  mais,  a  ficar  mais 
confortável, e a coisa vai fluindo. 
 
C- Campo de batalha. 
 
Além  disso,  o  campo  de  batalha  é  o  melhor  lugar  de  todos  os  lugares 
que  eu  vou  falar  aqui. Não tem lugar melhor pra você aprender a fazer 
anúncios  online  do  que no campo de batalha, com o cliente fungando 
no  seu  cangote  pedindo  resultado,  mais  clientes,  mais  engajamento, 
mais  seguidores,  etc.  Então,  não  tem  lugar  melhor  pra  você  aprender 
do que na arena. 
 
E,  cara,  por  que  a  Semana  do  Gestor  de  Tráfego  é  feita  pra  você 
aprender  o  que é tráfego, aprender os superpoderes e conseguir o seu 
cliente  (você  só  vai  conseguir  o seu cliente se você aprender os passos 
anteriores)?  Ela  é  feita  dessa  maneira  porque  eu  acredito  que  a 
melhor  maneira  de  você  aprender  a  fazer  a  gestão  de  tráfego,  a clicar 
nos  botões,  é  você  indo  pro  campo  de  batalha,  e  não  vendo  30  aulas 
minhas.  
 
Ninguém  vê  30  aulas  minhas  e  vira  um  super  gestor  de  tráfego, 
ninguém!  Você  só  vira  um  super  gestor  de  tráfego  se  você vê as aulas 
e  implementa  aquilo  que  você  viu  nas  aulas  no  campo  de  batalha. 
Então,  de  nada  adianta  ver  conteúdo  se  você  não  tem  onde 
implementar  esse conteúdo, porque você vai esquecer e depois vai ter 
que  ver  de  novo.  Então,  o  campo  de  batalha  é  o  terceiro  lugar  onde 
você aprende a clicar nos botões, e é o mais importante. 
 
D- Aprender com quem faz. 


 
Além  desses,  você  vai  aprender  com  quem  faz,  e  aí  entra  a  parte  do 
que eu tô te falando. 
 
“Ah,  Pedro,  quer  dizer  então  que  eu  não  tenho  que  ver  as  suas 
aulas?” 
 
Não,  claro  que  você  tem que ver as minhas aulas! Por quê? Só por que 
eu  sou  muito  legal?  Por  que  eu  tenho  o  superpoder  de  olhar  pra 
câmera?  Por  que  eu  tenho  o  superpoder  da  voz  do  além?  Não,  não  é 
só  por  causa  disso!  Você  tem  que ver as minhas aulas porque eu tô no 
campo de batalha, eu sou a pessoa que faz os anúncios online. 
 
Hoje  eu  gravei aula pra você, mas hoje eu também fiz anúncio, eu subi 
campanha,  eu  otimizei  anúncio  no  Facebook  do  Mairo,  subi  uma  lista 
de  palavras-chaves  numa  campanha,  etc.  Eu  tô  sempre  trabalhando 
pros  meus  clientes,  e  esse  aprendizado  todo  que  eu  tenho  com  os 
meus clientes eu entrego de graça.  
 
Velho,  tem  um  milhão  de  grupos  na  internet  sobre  gestão  de tráfego, 
sobre  Facebook  Ads,  etc.,  e  você  entra  nesses  grupos  e  sempre  tem 
alguém  falando  de  mim.  Sempre  tem!  Mas, eu tenho certeza absoluta 
que  você  SEMPRE vai entrar nos comentários e a maior parte deles vai 
estar  sempre  falando  positivamente,  falando  assim:  “Cara,  ele  entrega 
tudo!”  E  por  quê?  Porque  eu  tô  há  130  semanas  entregando  tudo  e 
fazendo o negócio acontecer! 
 
E  você  sabe  quem  tá  me  acompanhando  há  130  semanas?  Todos  da 
minha equipe, no geral, assistem todas as minhas aulas, mas tem uma 
pessoa que me acompanha há 130 semanas, e não é o Diego, é o João. 
 
“Quem é o Diego?” 

10 
 
Se  você  viu  a  aula  de  ontem,  você  viu  a  história  do  Diego.  O Diego é o 
carinha  como  todos  nós,  que  tava  ferrado  na  vida,  que  não  tava 
conseguindo  ir  pra  frente,  que  nem  ele  mais  tava  acreditando  nele 
mesmo,  e  que  resolveu,  assim  como  você  (porque  você  tá  aqui) 
abraçar  a  oportunidade  da  gestão  de tráfego. Só que o Diego resolveu 
abraçar  isso  essa  semana,  e  eu  tenho  um  amigo,  o  João,  que  ele 
resolveu  abraçar  essa  oportunidade  não  há  1  semana  atrás,  mas  ele 
resolveu  abraçar  essa  oportunidade  há  130  semanas  atrás.  Há  130 
semanas atrás, quando eu comecei a dar a minha aula n° 1, o João tava 
lá acompanhando as minhas aulas. 
 
E  eu  falei  pra  vocês  que  a  gente  ia  pegar  o método da Filosofia Sobral 
(tudo  o  que eu tô te explicando aqui) e ia botar esse método a prova. E 
a  gente  colocou  esse  método  à  prova  com  o  Diego,  mas  a  gente 
também colocou esse método à prova com o João, porque a ideia foi o 
seguinte:  “Vamos  mostrar  pra  galera  o  que  é  um  iniciante  (alguém 
que  não  tem  um  superpoder  de  escolher  os  seus  clientes  ainda)  indo 
prospectar  clientes,  na  jornada gestor de tráfego, e vamos mostrar pra 
eles  o  que  é  um  profissional,  alguém  que  já  tá  me  acompanhando  há 
tempos  (o  João  é  o  responsável  por  produzir  todos  os  materiais  PDFs 
da  Comunidade  Sobral),  que  vive  a Filosofia Sobral de Tráfego no dia a 
dia,  que  já  tem  clientes,  indo  atrás  do  campo  de  batalha,  indo  fazer 
acontecer.”  
 
E  aí,  da  mesma  maneira  que  eu  mandei  uma  equipe  lá  pra  filmar  o 
Diego  e  colher  todas  as  informações  do  Diego,  eu  também  mandei 
uma  equipe  lá  pro  Rio  Grande  do  Sul,  pra  Pelotas,  na  cidade  onde  eu 
nasci,  no  final  do  mundo.  Os  caras  desacreditaram  aqui:  “Caraca,  nós 
vamos  ter  que  ir  pra  Pelotas,  velho?!  Podia  mandar  a  gente  pra  uma 
praia.”  (mas  Pelotas  tem  praia,  inclusive).  Mandei  os  caras  pra  Pelotas 
pra  filmar  o  João  e  agora  eu  vou  dar  um  gostinho  do  que  vai  vir 

11 
amanhã,  porque  amanhã  a  gente  vai  liberar  o  documentário 
completo  da  história  do  Diego  e  da  história  do  João.  Então, produção, 
pode soltar o teaser do João aí pra nós: 
 
João:  ​“Bom,  hoje  era  pra  gente  estar  na  rua,  prospectando  alguns 
clientes, só que tem um problema...” 
 

 
 
Reportagem:  ​“Situação  dramática  também  no  Rio  Grande  do  Sul, 
que  vive  o  momento  mais  crítico  desde  o  começo da pandemia. O 
Governador  do  Rio  Grande  do  Sul,  Eduardo  Leite,  anunciou  agora 
à  noite  bandeira  preta  em  11  regiões  do  Estado,  inclusive  na 
Capital.” 
 

12 
 
 
João:  ​“Esse  era  o  motivo  perfeito  pra  gente  adiar  o  projeto  e  não 
sair de casa...” 
 

13 
 

14 
 
 
João:  ​“Com  o  checklist  na  mão,  eu  pensei:  ‘Cara,  eu  acho  que 
ainda  dá!’  Peguei  a  minha  prancheta  com  o  checklist  e  fiz  uma 
relação  dos  nichos  dos negócios que ainda poderiam funcionar na 
pandemia.” 
 

 
 
João:  ​“E,  mesmo  assim,  nesse contexto, a gente conseguiu contato 
com alguns empresários, e hoje a gente fez 2 reuniões.” 
 

15 
 
 
João:  ​“Então,  o  Pedro  não  só  transformou  a  minha  vida.  Ele 
transformou  a  vida  da  minha  mãe,  da  minha  avó,  do  meu  irmão, 
dos alunos do meu irmão...”  
 

 
 
João:  ​“Se  o cara aprender a Filosofia Sobral, o cara tá seguindo um 
método  que  não  tem  erro.  Não  é  à  toa  que  hoje  eu  tô  aqui.  Há  2 
anos  atrás  eu  tava  com  as  contas  todas  atrasadas  e se eu tô aqui 
hoje  é  porque  eu  fui  gerando  resultado  pros  meus  clientes  com 

16 
muita  clareza,  muita  integridade,  e  eu  tô  muito  feliz  de  ter 
conseguido  alcançar  isso  depois  de  ter  saído  do  Banco  por  causa 
de  problemas  de  comunicação.  Então,  é  isso,  cara,  tô  feliz  de 
poder ter te ajudado aqui um pouco hoje, e estamos aí pra isso!”. 
 

 
 
Véio,  fala  sério?!  A  gente  tá  muito  nojento!  A  gente  tá  tipo  Netflix.  É 
um  nível  de  produção  que  jamais  foi  visto  na  história  dos  gestores  de 
tráfego  desse  Brasil.  A  galera  que  tá  acostumada  a ver a live de toda a 
terça-feira  tá  desacostumada  já.  A  live  de  terça-feira  é  como? É com a 

17 
internet  do  Pedro  caindo,  fica  sem  som,  a  câmera  buga,  o  áudio  fica 
dessincronizado  do  vídeo...  Fica  uma  bagunça!  Mas  nós  estamos  no 
alto  nível  aqui  moçada,  e  eu  tô  fazendo  tudo  isso  pra  te  mostrar  o 
quê?  Pra  te  mostrar  que  é  possível,  que  você  também  pode  agarrar 
essa oportunidade. 
 
Então,  vamos  voltar  pro  bloco  de  notas  pra  seguir  o  conteúdo.  O 
primeiro  superpoder  é  o  superpoder  pra  você  clicar  nos  botões. 
Moçada,  preste  atenção!  Eu  sei  que  você  tá  olhando  pro  lado  agora,  e 
eu  preciso  que  você  olhe  aqui  pra  tela  e  preste  atenção  no  que  eu  tô 
falando,  fechou?  Então,  minha  gente,  o  primeiro  superpoder  é  o 
superpoder  de  clicar  nos  botões,  e  você  vai  desenvolver  esse 
superpoder  com  o  passar  do tempo: lendo a Bíblia aos poucos (não da 
noite  pro  dia),  fuçando  e  clicando, indo pro campo de batalha (que é o 
mais  importante)  e  aprendendo  com  quem  faz,  com  outros  gestores 
que  estão  no  campo  de  batalha  e  que  estão  compartilhando  seus 
conhecimentos e ensinando aquilo que eles fazem. 
 
O  segundo  superpoder,  por  mais  óbvio  que  pareça,  é  um  superpoder 
que  quase  ninguém  implementa,  mas  pega  a  voz  secreta  desse 
superpoder: 
 

2 - O SUPERPODER DE ESCUTAR (​ 30’00’’) 


 
Pasmem  no  superpoder  de  escutar!  O  superpoder  de  escutar  é  um 
dos  superpoderes  mais  importantes  que  você  vai  ver  aqui  hoje, 
porque,  quando  você tem o superpoder de escutar, você vai conseguir 
fazer  uma  das  principais  coisas  que  um  gestor  de  tráfego  tem  que 
fazer, que é entender os objetivos do cliente. 
 

18 
Então,  quando  você  vai  fazer  tráfego  pro  cliente,  o  cliente  não  quer 
que  você  faça  a  campanha  perfeita,  que  você  faça  a  estrutura 
hierárquica  e  saiba  de  todas  as micro ferramentas de segmentações e 
janelas  de  conversão  e  blablablableblebléu.  O  que  o  cliente  quer?  O 
cliente  quer  dinheiro;  o  cliente  quer  cliente;  mais  gente  comprando  o 
produto  dele  (vendas);  mais  engajamento;  seguidores;  etc.  E, 
entendendo  o  objetivo  do  cliente,  você  vai  conseguir  fazer  a 
campanha  certa  pra  ele,  ainda  mais  quando  você  tiver  o  superpoder 
afiado de clicar nos botões e fazer a parada acontecer. 
 
“Pedro,  mas  eu  não  sei ainda clicar nos botões. Como eu vou fazer 
a parada acontecer?” 
 
Calma,  meu  querido.  Lembra  o  que  eu  falei  pra  você? Aqui é o Mestre 
Miyagi  e  o  Daniel  San.  Você  é  o  Daniel  San,  e  agora  você  vai  ter  que 
seguir  o  método.  Segue  o  método, confia no método. O João falou: é a 
Filosofia  Sobral.  Você  tem  que  confiar  no  método!  Confia  no  método 
que  ele  vai  dar  certo,  eu  tô  garantindo  pra  você.  E  lembre-se  que,  na 
última  aula  da  Semana  do  Gestor  de  Tráfego  (que  vai  rolar  amanhã), 
além  de  aprender  a  captar  os  seus  clientes,  eu  também  vou  liberar 
alguns  conteúdos  extras  pra  você,  que  são  mais  técnicos,  mais  sobre 
apertar  os  botões,  e  amanhã  a  gente  vai  dar  umas  pinceladas falando 
um pouco também sobre a Comunidade Sobral de Tráfego. 
 
Então,  a  gente  tem  que  ter  o  superpoder  de  escutar,  principalmente 
pra  gente  conseguir  falar  pro  cliente  aquilo  que  ele  quer  escutar.  A 
gente  vai  falar  amanhã  da  sua  munição. Amanhã eu vou te passar um 
checklist  de  perguntas  que  você  faz  pro  seu  cliente.  Mas,  a  sua 
munição,  quem  vai  te  dar  ela,  é  o  seu  cliente.  Ele  que  vai  te dizer qual 
é a dor dele, o problema dele.  
 

19 
O  João  (que  vocês  viram  no  documentário),  inclusive,  ele  fala  um 
negócio  muito  engraçado.  Ele  fala  que  você  tem  que  chegar  pro  seu 
cliente  e  dizer  assim:  “Me  dá  a  sua  mão.  Me  conta  quais  são  os  seus 
problemas,  as  suas  dores  e  como eu posso te ajudar.” E aí você deixa o 
cliente  falar!  O  João  fala  um  negócio  também  que  é  o  seguinte:  “As 
pessoas  são carentes. As pessoas precisam de atenção; elas gostam de 
ser  ouvidas.”  Uma  pessoa  interessante,  na  maioria  das  vezes,  não  é  o 
cara  que  mais  fala,  é  o  cara  que  mais  escuta,  que  sabe  fazer  boas 
perguntas.  E  isso  você  vai  pegar  a  manha  amanhã  (quase  um 
trava-língua),  ou  seja,  você  vai  pegar  o  jeito  de  fazer  isso  amanhã, 
porque  eu  vou  te  passar  um  checklistzinho  de  quais  perguntas  você 
tem que fazer pro seu cliente, beleza?  
 
Então,  você  tem  que  escutar  mais  do  que  falar!  Tem  até  aquela  frase 
que  é:  “Você  tem duas orelhas e uma boca por um motivo.” É tipo isso. 
Você  tem  que  escutar  mais  do  que  você  fala.  E,  além  disso,  você  tem 
que  entender  o  que  o  cliente  espera  do  seu  trabalho.  Isso  é 
extremamente  importante!  Às  vezes  o  cliente  espera  uma  coisa 
impossível  de  você;  ele  espera,  por  exemplo,  que  você  vai  gastar  R$  5 
por dia e que ele vai fazer 5 mil vendas por dia. 
 
“Pedro, esse exemplo é extremo” 
 
Eu  sei,  mas  é  só  pra  você  entender  que  o  cliente  espera  alguma coisa 
de você. E, na vida, a gente tem a fórmula secreta da felicidade, que eu 
vou te contar qual é: 
 
FELICIDADE = REALIDADE – EXPECTATIVAS 
 
Então,  preste  atenção,  porque  a  parada  é  simples:  Quanto  maior 
forem as tuas expectativas, menor vai ser a sua felicidade.  
 

20 
 
 
Agora,  quanto  menor  forem  as  suas  expectativas,  maior  vai  ser  a  sua 
felicidade. 
 

 
 
É  bem  comum  a  galera  falando:  “O  segredo  é  nunca  criar 
expectativas”.  Vou  contar  um  negócio  pra  você:  eu  tava  ansioso  pra 
aula  de  ontem!  Você  acha  que  não?!  Pô,  é  a  Semana  do  Gestor  de 
Tráfego!  Eu  fiz  toda  uma  movimentação,  documentário,  equipe, 
gravação,  etc.,  e  eu  tava  pensando  assim:  “Quantas  pessoas  será  que 
vão  chegar  ao  vivo  na  aula  de  amanhã?!”  Eu  tava  com  essa 
expectativa!  E  eu  tava  saindo  de  casa  e  falei  pra  Priscila:  “Eu  acho que 
vai  bater  umas  4  mil  pessoas.”  E  ela  falou  assim:  “Você  tá  falando  isso 
só  pra  baixar  a  expectativa,  né?!”  E  eu  falei:  “É,  é  pra  baixar  a 
expectativa,  porque,  qualquer  número  que  eu bater lá, se for maior do 
que  4  mil  (que  não  é  um  número  tão  pequeno),  eu  vou  ficar  feliz.” E o 
cliente é a mesma coisa!  
 
Preste  atenção  nisso:  grande  parte  do  seu  trabalho  como  gestor  de 
tráfego  é  ser  um  gerenciador  de  expectativas.  Você  tem  que  fazer 
com  que  o  seu  cliente  não  fique  com  as  expectativas  muito  altas,  de 
que:  “Meu Deus, vai explodir!” É claro, a gente vai prometer pra ele que 
vai  dar  certo,  a  gente  vai  prometer  pra  ele  resultado,  só  que  a  gente 
não pode prometer coisas que a gente não pode cumprir.  
 
E,  se  ele acha, na cabeça dele, que a gente pode fazer coisas que estão 
além  da  nossa  alçada,  além  do  que  a  gente  pode  fazer,  a  gente  tem 

21 
que  fazer  o  que?  A  gente  tem  que  diminuir  essas  expectativas  dele, 
botar  o  pezinho  dele  no  chão.  Você vai falar pra ele: “Meu querido, não 
é  bem  assim.  Não  é  da  noite  pro  dia.  Tráfego  é  um  negócio  que  a 
gente  tem  que  testar.  A  gente  tem  que  entender como funcionam os 
anúncios  pro  seu  negócio,  mas  eu  tenho  certeza  que  a  gente  faz  dar 
certo.  É  uma  questão  de  tempo  e  da  gente  estar  o  tempo  inteiro  ali 
melhorando o nosso trabalho.” 
 
Então,  o  superpoder  de  escutar  é  extremamente  importante  por  isso, 
porque  ele  vai  fazer  com  que  você  entenda  o  seu  cliente,  as 
expectativas  dele,  e  que  você  consiga  regular  as  expectativas  dele.  E 
como você regula as expectativas dele? Com o terceiro superpoder: 
 

3 - O SUPERPODER DE FALAR/COMUNICAR​ (​ 35’50’’) 


 
É o superpoder da didática! 
 
“Ih,  Pedro,  ferrou! Ferrou, ferrou, ferrou! Eu não sou didático. Como 
eu  vou  implementar  o  superpoder  da  didática,  se  eu  não  sou 
didático?!  Eu  não  sou uma pessoa naturalmente comunicativa. Eu 
não sou uma pessoa falante, eu sou extremamente introvertido.” 
 
Não  tem  problema!  Por  quê?  Porque  eu  conheço  pessoas  que  são 
extremamente  introvertidas  e  desenvolveram  o  superpoder  de  se 
comunicar.  É  óbvio,  tem  gente  que  é  mais  comunicador  nato  do  que 
outras  pessoas. O João, por exemplo, é um cara que se comunica bem, 
e  se  comunica  melhor  do  que  eu  até,  mas  eu  desenvolvi  a  minha 
habilidade  de  comunicação  antes  mesmo  de  dar  as  minhas  aulas  ao 
vivo,  de  aparecer  na  internet.  Eu  desenvolvi  as  minhas  habilidades  de 
comunicação  porque  eu  tive  que  me  comunicar  com  os  meus 

22 
clientes.  Então,  o  terceiro  superpoder  é  o  superpoder  de  saber 
falar/didática/comunicação.  
 
E  que  tipo  de  coisa  você  tem  que  falar  pro  seu  cliente?  A  primeira 
coisa  que  você  tem  que  saber  comunicar  pro  seu  cliente  são  os 
potenciais  da  fonte de tráfego. Preste atenção: o seu cliente não tem a 
obrigação  de  saber  o  que  dá  pra  fazer  dentro  da  fonte  de  tráfego.  O 
seu  cliente  não  tem  a  obrigação  de  saber  que  tipo  de  segmentação  a 
gente  pode  fazer  dentro  do  Facebook  Ads;  pra  que  tipo  de  públicos  a 
gente  pode fazer os anúncios dentro do Facebook e dentro do Google; 
etc., e o seu trabalho é explicar isso pra ele. 
 
“Pedro,  ferrou!  Eu  também  não  sei  fazer  essa  merda!  Você  tá 
acabando comigo!” 
 
Calma,  você  vai  aprender  a  fazer  esse  negócio,  mas,  por  ora,  o  que  eu 
vou  pedir  que  você  entenda?  Eu  vou  te  dizer  agora,  nesse  momento, 
quais  são  os  potenciais  da  fonte  de tráfego, e você vai olhar pra mim e 
prestar  o  máximo  de  atenção  agora.  Por  quê?  Você  vai  ter  que  pegar 
isso  que  eu  tô  te  explicando  agora  e  pensar  assim:  “Eu  vou  prestar 
atenção,  porque  eu  vou  ter  que  ensinar pra alguém isso daqui. Eu vou 
ter  que  reproduzir  isso  daqui  pra  outra  pessoa.”  Você  vai  ter  que 
explicar  isso  daqui  pra  sua  mãe,  pro  seu  cliente,  pro  tiozinho  da 
pizzaria,  pro  cara  que  vende  um  produto  online,  pro  dono  de  um 
e-commerce,  etc.  Você  vai  ter  que  explicar  isso  pra  eles,  porque  isso 
vai ser uma das coisas que mais vai te ajudar a vender o seu produto. 
 
“Pedro, como assim o meu produto?” 
 
O  seu  produto  é  a  gestão  de  tráfego;  você  decidiu  virar  um  gestor  de 
tráfego. 
 

23 
Então,  um  dos  potenciais  que  a  gente  tem  na  fonte  de  tráfego,  que  é 
um  dos  mais  atrativos  para  os  donos  de  negócios  locais,  é  fazer 
anúncios  para  pessoas  que  moram  em  determinados bairros. A gente 
pode,  literalmente,  anunciar  pra  um  CEP.  Sabe  o  CEP  da  sua  cidade?! 
Então,  a  gente  pode  fazer  anúncios  pra  um  CEP!  Eu  posso  fazer 
anúncios  somente  pra  um  bairro,  pra  uma  cidade, pra um Estado, etc. 
E  isso  parece  óbvio  pro  gestor  de  tráfego  que  já  tem  um  pouquinho 
de  experiência,  mas  pra  maioria  das  pessoas  não  é.  Eu  lembro  que eu 
buguei  a  minha  mente  quando  eu  descobri  que  eu  podia  fazer 
anúncio só pra um bairro. 
 
Eu  posso  pegar,  no  mapa  do  Brasil,  tipo  um  pino,  e  colocar  esse  pino 
em  cima  de  onde  eu  quiser.  Então,  imagine  que  você  vende  plano  de 
saúde.  Esse  exemplo  foi  de  uma  menina  (não  lembro  o  nome  dela, 
senão  eu  daria  os  créditos)  numa  live  que  eu  fiz  e  eu  surtei.  Ela  falou 
assim:  “Eu  vendo  plano  de  saúde,  e  o  que  eu  faço?  Eu  anuncio  no 
bairro  dos  hospitais  das  cidades.  Por  quê?  O  cara que tá lá no hospital 
da  cidade  (um  hospital  público,  que  não  tem  tanta  estrutura) 
normalmente  é  o  cara  que  mais  tá  precisando  de  um plano de saúde. 
Então,  eu  anuncio  pras  pessoas  que  estão  nos  hospitais.”  E  é 
exatamente  esse  o  potencial  que ela utilizou, ela pegou o potencial da 
localização!  Então,  a  gente  consegue  anunciar  pra  qualquer 
localização.  Já  imaginou  você  falar  pro  cara  da  pizzaria:  “Você  não  vai 
aparecer  pro  Brasil  inteiro,  você  vai  aparecer  só  pras  pessoas  que 
moram aqui no nosso bairro”?! 
 
Além  de  fazer  anúncios  baseados  na  localização,  a  gente  pode  fazer 
anúncios  segmentados  por  idade,  e  é  muito  simples  isso  pra  grande 
maioria  das  pessoas,  mas,  de  novo:  pro  dono  do  negócio  não  é  tão 
simples  assim.  E  você  tem  que  explicar  isso  pra  ele,  dessa  maneira 
mesmo  que  eu tô te explicando: “Pô, você pode fazer anúncios pra um 
bairro,  e  você  também  pode  fazer  anúncios  só  para  pessoas  que  têm 

24 
determinadas  idades  (de  25  a  35 anos; só de 26 anos; só de 45 anos; de 
45  a  50;  etc.).  Pra  qualquer  faixa  etária  de  idade  você  pode  fazer  os 
anúncios!  Então,  a  gente  pode  descobrir,  por  exemplo,  qual  é  a  idade 
que  tem  a  maioria  dos  seus  clientes,  e  fazer  anúncios  só  pra  quem 
mora num determinado bairro e que também tem essa idade.” 
 
E, além disso, a gente pode fazer anúncio baseado em gênero. O que é 
o  anúncio  baseado  em  gênero?  É  o  anúncio  pra  homem  ou  pra 
mulher. Então, se, em uma clínica de estética, 90% das clientes moram 
nos  bairros  ricos  da  cidade,  são  mulheres  e  têm  entre  25  e  35  anos, 
você  pode  chegar  pra  dona  do  salão e falar assim: “A gente pode fazer 
anúncios  só  pros  bairros  que  têm  mais  dinheiro  da  cidade  (bairros 
mais nobres), pra mulheres de 25 a 35 anos.”  
 
Além  disso,  a  gente  pode  atingir  somente  as  pessoas que têm Iphone 
ou  Android.  Normalmente  as  pessoas  que  têm  Iphone  tem  um  poder 
aquisitivo maior. 
 
“Ah, Pedro, mas tem Android que é caro.” 
 
Sim,  eu  sei,  mas  a  maioria  dos  Androids  são  mais  baratos  do  que  os 
Iphones,  porque  Iphone  é  caro.  Então, a gente pode atingir as pessoas 
que  estão  utilizando  o  Instagram  e  o  Facebook  num  Iphone,  e,  nesse 
caso,  a  gente  tá  pegando  uma  pessoa  que  tem  um  poder  aquisitivo 
maior. 
 
A  gente  pode  atingir  pessoas  baseado  em  determinados  interesses. 
Então,  eu  posso  pegar  pessoas  que  têm  interesses  em  beleza,  em 
moda,  em  Star  Wars,  em  pizzaria,  em  hamburgueria,  em  comida,  em 
MC  Donald’s,  em  anunciar  na  internet,  em  empreender,  em  ganhar 
dinheiro, enfim, os interesses são infinitos. 
 

25 
Existe  um  interesse  pra  cada  nicho!  É  muito  raro  você  não  conseguir 
encontrar  um  interesse  pra  um  determinado  nicho  que  você  tá 
fazendo,  principalmente  nichos  mais  comuns  (que  são,  por  exemplo, 
“poço  artesiano”,  que  é  mais  difícil  de  você  encontrar  interesse  pra 
isso,  mas  ainda  assim  dá  pra  fazer  anúncio  pra  poço artesiano). Então, 
você pode fazer anúncios baseados em interesses. 
 
Além  disso,  você pode anunciar pra pessoas que fazem aniversário em 
um  determinado  mês.  Então,  a  gente  pode  fazer  um  anúncio  assim: 
“Aniversariantes  de  março:  superpromoção  imperdível!  Traga  a  sua 
família  pra  comer  uma  pizza  e  ganhe  de  brinde  um  bolo.  É  só  nos 
avisar  com 3 dias de antecedência. Clica no botão do Whatsapp que tá 
aqui  embaixo  desse vídeo.” Já era, velho! O cara tá lá pensando: “Como 
eu  vou  comemorar  o  meu  aniversário?  Olha  só,  uma  promoção  pra 
aniversariantes  de  março!  Sou  eu!  Eu  sou  aniversariante  de  março! 
Vou  levar  a  minha  família  pra  comer  uma  pizza  e  ganhar  um  bolo  de 
graça.  É  só  eu  mandar  um  Whatsapp”.  Mandou  o Whatsapp, reservou 
a  mesa,  foi  lá,  e  o  dono  do  restaurante  vai  ficar  feliz,  porque  a 
promoção que ele tá fazendo deu certo.  
 
A  maioria  dos  negócios  consegue  fazer  promoções  pro  mês  do 
aniversariante.  Isso  é  uma  coisa  meio  que  comum  nos 
comércios/negócios,  e,  cara,  você  falar  pro  seu  possível  cliente,  dono 
do  negócio,  que  ele  pode  fazer  isso,  dá  segurança  pra  ele,  mostra que 
você sabe do que você tá falando. 
 
Então,  foram  6  potenciais  que  eu  listei  pra  você  aqui,  e isso é o básico. 
Você  vai  aprender  a  fazer  mais  do  que  isso,  só  que,  por  ora,  eu  só 
preciso  que  você  saiba  que  isso  daqui  existe,  porque  você  vai  precisar 
explicar isso pra outras pessoas. 
 

26 
E  lembre-se  que  a  gente  tá  falando  do  superpoder  da  comunicação, 
então,  além  do  superpoder  de  comunicar  os  potenciais  da  fonte  de 
tráfego,  ou  seja,  o  que  dá  pra  fazer  nos  anúncios  online, você tem que 
comunicar  pro  cliente  aquilo  que  você  pode  fazer  por  ele.  Dentro  do 
marketing  a  gente  tem  um  negócio  chamado  “promessa”.  O  que  é  a 
promessa?  
 
Quando  eu  fui ficar com a Priscila pela primeira vez na vida, eu fiz uma 
promessa,  porque  eu  sou  mais  novo  que  ela  (sou  menino  novo,  e  uso 
essa  barba  pra  dar  uma  enganada).  Então,  eu  prometi  pra  ela  que  eu 
não  era  esses  molecotes  que  só  queriam  farra  e  que  eu  queria  um 
negócio  sério.  Eu  escutei  ela!  Ela  falou  pra  mim  tudo  o  que ela queria: 
“Eu quero um negócio sério, porque eu saí de um relacionamento...”  
 
Eu  usei  o  superpoder  de  escutar  (não  tive  que  clicar  em  botão 
nenhum,  mas  usei  o  superpoder da escuta) com essas minhas orelhas 
que  não  são  pequenas  e  ela  foi  me  dizendo  tudo  o  que  ela  queria.  Eu 
pensei:  “Agora  chegou  a  minha  vez!  Agora  chegou  a  hora  de  colocar 
em  prática  tudo  o  que  eu  aprendi  com  a  gestão  de  tráfego:  eu  vou 
falar pra ela tudo o que ela quer ouvir!”  
 
Ferrou,  ela  tá  aqui  e  já  vai  me  olhar  com  uma  cara  feia.  Então,  eu falei 
pra  ela  tudo o que ela queria ouvir... Já ia dizer que eu me ferrei! Já era, 
moçada,  eu  tô  me  embananando  nas  palavras.  Adeus,  acabou  a  live! 
Ela vai cortar a energia! 
 

27 
 
 
Volta! Priscila, eu te amo! Me desculpa! 
 
Mas  eu  falei  pra  ela  as  coisas  que  eu  sabia  que  ela queria escutar, que 
é  o  que  uma  mulher  espera  que  um  homem  fale  pra  ela:  “Pô,  eu  vou 
ficar  com  você  e  esse  negócio  é sério! Não é brincadeira aqui não. Não 
tô  de  molecagem  aqui  com  você.  Eu  quero  casar  com  você,  eu  quero 
ter filho com você, fazer uma família com você.” Óhhh, que bonitinho!!! 
Mas  é  verdade!  Isso  é  uma  declaração  pra  você  me  perdoar,  Priscila! 
Uma declaração sincera do fundo do meu coração. 
 

28 
 
 
Então,  o  que  a  gente  vai  fazer?  Quando  você  vai  pegar  um  cliente, 
você  tem  que  prometer  pra  ele,  mas  você  não  pode  prometer  o  que 
você  não  pode  cumprir.  Se  eu  prometesse  pra  Priscila  uma  coisa  que 
eu  não  poderia  cumprir,  ia  dar  ruim,  eu  não  ia  estar  com  ela  até  hoje. 
Eu  tô  com  ela  até  hoje  porque  eu  tô  cumprindo  aquilo  que  eu 
prometi,  por  mais  que  eu  tenha  falado  o  que  ela  queria  escutar.  A 
galera  tá  me  zuando  no  chat,  mas  eu nem vou olhar senão eu vou me 
desconcentrar.  E  pro  cliente  é  a  mesma  coisa,  você  tem  que  fazer  pra 
ele uma promessa.  
 
O  que  é  a  promessa?  A  promessa  é  o  que  o  cliente  vai  ganhar  com 
isso.  Preste  atenção!  No  início  você  não  pode  prometer  muita  coisa, 
porque  você  não  é  um  mega  blaster  gestor  de  tráfego  ainda,  mas 
você  vai  virar  esse  cara.  Você  vai  virar  o  cara  que  pode  prometer!  Mas 
eu  vou  dizer  uma  coisa  pra  você:  eu,  ainda  hoje,  não  prometo  pro 
cliente que vai dar certo.  
 
Vou  contar  uma  história  pra  vocês. Eu fui fazer uma consultoria com o 
Érico  Rocha  (a  primeira  consultoria  que  eu  dei  na  vida  foi  pro  Érico 

29 
Rocha),  e  eles  não  sabiam  fazer  tráfego!  Eu  tinha  lido  a  Central  de 
Ajuda,  eu  fucei  e  cliquei,  eu  fui  pro  campo  de  batalha. Eu fiz um curso 
do  Tiago  Tessmann  na  época,  que  era  um  curso  menor  do  que  o  que 
ele  tem  hoje  em  dia  (que  atualmente  é  melhor),  um  curso  da  Camila 
Porto,  além  de  outros  cursos,  mas  onde  eu  aprendi  mesmo  o  grosso 
foi  no  campo  de  batalha,  lendo  a  Central  de  Ajuda  e  fuçando  e 
clicando.  
 
E  aí,  eu  não  sabia  se  eu  sabia  tráfego  e  eu  fui  botar  meus 
conhecimentos  à  prova  dando  uma  consultoria  pro  irmão  do  Érico 
Rocha,  o  Hugo  Rocha.  Fui  dar  consultoria  pra  eles  e  eles  não  sabiam 
nada  de  tráfego  e  eu  ensinei  pra  eles  tudo  o que eu sabia. Um ou dois 
anos  depois  eu  voltei  pra  dar  outra  consultoria  pra  eles,  só que nesses 
2  anos  eles  evoluíram  muito,  já  sabiam  muita  coisa.  E  eles  faziam 
tráfego  de  uma  maneira  muito  parecida  com a qual eu fazia também, 
e  aí eu fui colocar os meus conhecimentos à prova nessa consultoria, e 
eu juro pra vocês: eu estava apavorado/cagado de medo.  
 
Eu  pensei:  “Cara,  e  se  eu  chegar  lá  e  não  tiver  nada  pra  falar?!  Se  eu 
não  tiver  nada  que  eu  possa  acrescentar  na  conta  deles?!  Ferrou!  Os 
caras  vão  dizer  ‘o  Sobral  já  foi  melhor’.”  Aí  eu  fui  obstinado!  Falei:  “Eu 
vou  entrar  nessa  consultoria  e  vou  conseguir  descobrir  alguma  coisa 
que  vai  conseguir  melhorar  o  resultado  dos  caras”.  Eu  entrei  na 
consultoria obstinado a gerar resultados pra eles! 
 
E  o  Érico  me  mandou  um  áudio  perguntando  assim:  “Ô,  Pedro,  é  o 
seguinte,  falei  com  a  Priscila  (não  é a minha Priscila, é a coordenadora 
dele),  e  ela  falou  que  a  gente  tem  que  ter  uma  meta.  Você  tem  que 
me  prometer  que  você  vai  chegar  em  algum  lugar.”  Aí  eu  falei  assim: 
“Cara,  a  promessa  é  que  eu  vou  dar  o  meu  melhor.  A  promessa  é  que 
eu  vou cuidar das tuas campanhas como se elas fossem minhas. É isso 

30 
que  eu posso te prometer! Eu não posso te prometer que eu vou gerar 
resultado.”  
 
E  por  quê?  Porque  ele  já  tava  fazendo  um  tráfego  bem  feito.  Se  é  um 
cliente  que  tá  com  o  tráfego  horrível,  eu  consigo  olhar  e  dizer:  “Isso tá 
ruim.  Consigo  melhorar  isso,  no  mínimo,  o  dobro”.  Então,  eu  posso 
prometer  isso  pro  cliente,  mas,  no  caso  dele,  eu  não  prometi,  porque 
eu  não  podia  fazer  uma  promessa  pra  ele  que  eu  não  podia  cumprir. 
Do  mesmo  jeito  que  você,  que tá aí me assistindo, não pode prometer 
pro seu cliente algo que você não vai cumprir, mas, no seu poder de se 
comunicar, você tem que prometer alguma coisa! 
 
Um  exemplo  do  que  você  pode  prometer  pro seu cliente é que ele vai 
alcançar  todas  as  pessoas  de  um  determinado  bairro.  Você  pode 
prometer  pra  ele  que  você  vai  dar  o  seu  melhor,  que  você  tá 
aprendendo  ainda  esse  negócio;  que você é aluno do Pedro Sobral, ou 
seja,  você  é  aluno  de  um  cara  que  manja  muito  sobre  isso;  que  você 
entrou  na  Comunidade  Sobral de Tráfego; que você tá disposto a fazer 
o  que  tiver  que  ser  feito  pelo  negócio  dele;  que  você  tá  realmente  se 
importando com o negócio dele; etc. 
 
Então,  você  pode  prometer  que  você  vai  alcançar  todas  as pessoas de 
um  determinado  bairro,  e  você  também  pode  prometer  que  tudo  o 
que  ele  vai precisar pra fazer uma divulgação é o Whatsapp e o celular 
dele  pra  tirar  as  fotos.  Então,  você  pode  fazer  promessas  pra  ele  de 
coisas  básicas:  que  ele  vai  alcançar  todo  mundo  de  um  determinado 
bairro;  que  o  negócio  dele  vai  ficar  mais  conhecido  na  cidade;  que 
vocês  vão  conseguir  divulgar  melhor  as promoções; que você vai fazer 
ele  ser  uma  pessoa  que  tá  sendo  vista  o  tempo  inteiro  no  Instagram; 
que  o  engajamento  dele  vai  crescer;  que  o  número  de  seguidores  vai 
aumentar;  etc.  Isso  são  coisas  que  você  pode,  com  toda  a  certeza  do 
mundo, prometer pra ele. São coisas que servem como promessa! 

31 
 
E  você  vai  desenvolver  o  raciocínio.  Você  vai  falar  assim:  “Alcançando 
mais  pessoas,  a  gente  vai  conseguir  chegar  nas  pessoas  certas  e 
conseguir  fazer  as  pessoas  converterem/comprarem.  Eu  consigo 
alcançar  as  pessoas  que  moram  num  determinado  bairro,  que  usam 
Iphone,  que  são  mulheres,  que  têm  determinada  idade,  que  fazem 
aniversário  num  determinado  mês,  etc.  Eu  consigo  atingir  somente 
essas  pessoas  com  os  nossos  anúncios.  Eu  acredito  que  isso  vai  gerar 
muito  resultado  pra  você  e  eu  tô  disposto  a  fazer  o  que  tiver  que  ser 
feito  pra  gente  conseguir  gerar  esse  resultado.”  E  isso  já  é  uma  baita 
de  uma  promessa,  porque tudo o que dono do negócio quer escutar é 
que  você  se  importa  e  que  você  tá ali pro que der e vier (que você não 
tá só tentando sugar ele e que você quer gerar resultados pra ele).  
 
Isso  é  a  promessa,  é  você  encher  os  ouvidos  dele  com  aquilo  que  ele 
encheu  os  seus  ouvidos.  Ele  encheu  os  seus  ouvidos  de  vontades,  de 
coisas  que  ele  quer,  e  agora  você  vai  devolver  pra  ele  essas  vontades 
realizadas,  esses  desejos:  “Imagina  você  fazendo os anúncios somente 
nos  horários  de  delivery?  Você  pode  fazer  isso!  Ou  somente  pra  um 
determinado  bairro; pra quem tem um poder aquisitivo maior; pro seu 
público alvo; etc.” Tudo isso você pode prometer pra ele! 
 
A  gente  tá  só  no  poder  de comunicar, moçada. Além da gente ter que 
falar  pro  cliente  quais  são  os  potenciais  da  fonte  de  tráfego  e  aquilo 
que  a  gente  pode fazer por ele, agora a gente vai pra uma parte muito 
importante,  e  que  tá  100%  ligada  com  o  nosso  dever  de  casa  de  hoje. 
Então,  presta  atenção:  a  gente vai solicitar os criativos para os clientes. 
Você,  gestor  de  tráfego,  não  sei  se  você  viu,  mas  hoje  de  manhã  eu 
mandei  um  link  do  Zoom  lá  no  Telegram  da  Semana  do  Gestor  de 
Tráfego,  e  fiz  uma  reunião  com  a  galera,  onde  a  gente  ficou  em  torno 
de 1h30min conversando.  
 

32 
E  eu  recebi  muitas  vezes  a  mesma pergunta, que era: “Pedro, o gestor 
de  tráfego  é  responsável  por  fazer  os  anúncios?  Eu tenho que fazer as 
imagens?  Eu  tenho  que  gravar  os  vídeos?”  Não,  o  gestor  de  tráfego 
não  é  responsável  por  fazer  as  imagens  e  gravar  os  vídeos.  Isso  é 
responsabilidade  do  seu  cliente  e  isso  tem  que  ser  alinhado!  Lembra 
do  alinhamento  de  expectativa?  Então,  solicitar  os  criativos  pros  seus 
clientes é o que? 
 
“Pera aí, Pedro, você tá indo rápido. Que criativo?” 
 
Você  não  fez  o  dever  de  casa  ontem? Qual foi o dever de casa ontem? 
Eu  falei  pra  você:  “Você  vai  entrar  nas  páginas  e  você  vai  roubar  os 
anúncios das outras pessoas.” 
 
“Aí,  eu  vou  roubar  os  anúncios  pra  quê?  Pra  usar  os  anúncios  nas 
minhas divulgações?” 
 
Não,  você  vai  roubar  porque  você  vai  ter um material que vai ser a sua 
fonte de inspiração. E você vai fazer esse processo constantemente, ou 
seja,  você  vai  sempre  ir  guardando  esses  anúncios  numa  pasta,  que 
vão  servir como inspiração pra você. Então, esses anúncios que você tá 
lá pegando, são os criativos. Os criativos são os anúncios!  
 
Quando  eu  falo  pra  você  que  você  vai  solicitar  os  criativos  para  o 
cliente,  você  tem  que  entender  uma  coisa:  o  seu  cliente  não  sabe 
nada  sobre  anunciar  na  internet.  Ele  tem  uma  visão  totalmente 
distorcida  daquilo  que  dá  resultado  e  daquilo  que  não  dá  resultado  e 
você,  gestor  de  tráfego,  uma  das  suas  grandes  habilidades,  deve  ser 
solicitar  os  anúncios  para  os  seus  clientes.  E  eu  falo  pra  você, 
sinceramente,  que  o  MEU  grande  superpoder  (porque  todo  mundo 
vai  ter  um  superpoder  melhor  do  que  o  outro),  a  coisa  que  faz  eu  ser 
quem eu sou, é saber solicitar os anúncios para os clientes. 

33 
 
“Pedro,  como  você  ficou  bom  nesse  negócio  de  solicitar  os 
anúncios para os clientes?” 
 
Primeiro:  fazendo  não  só  uma  vez  o  dever  de  casa  da  aula  de  ontem, 
mas  fazendo  várias  e  várias  vezes o dever de casa da aula de ontem. E, 
segundo: além disso, fazendo o dever de casa da aula de hoje. Mas não 
vou  te  dizer  qual  é,  porque  o  dever  de  casa  é  só  no  final,  mas  eu 
garanto  pra  você  que  você  vai  se  surpreender  com o dever de casa da 
aula  de  hoje,  porque  é  um  negócio  óbvio,  mas  nenhum  gestor  de 
tráfego  faz,  e,  quando  o  gestor  de  tráfego  faz  o  que  eu  vou  ensinar 
hoje,  o  resultado  explode.  Não  é  bullshit,  eu  prometo  pra  você, 
beleza?! 
 
Então,  você  precisa  solicitar  pro  seu  cliente  os  anúncios/criativos,  e 
você  vai  aprender,  no  final  dessa  aula,  como  você  faz  pra  ficar  bom 
nesse  negócio  de anúncio, além de ficar roubando os anúncios alheios 
(porque tem mais do que isso, e você vai descobrir). 
 
Além  disso,  no  poder  de  se  comunicar,  você  tem  que  fazer  o  quê? 
Prestar  contas!  Isso  eu  não  gosto  de  fazer!  Ninguém  gosta  de  ficar 
prestando  conta  pra  outras  pessoas,  mas  você  tem  que  prestar  conta 
pro  cliente.  E  o  que  é  prestar  conta?  É  relatar  os  resultados  dos 
investimentos dele, relatar o que foi bom e relatar o que foi ruim.  
 
A  gente  tem  uma péssima mania de achar que a gente não pode falar 
do  que  não  deu  certo,  mas  a  gente  tem  que  falar  do  que  não  deu 
certo!  Por  quê?  Você  tem  que  comunicar  pra ele que isso é uma coisa 
natural  do  tráfego:  que às vezes vai dar certo, e várias vezes tem coisas 
que  não  vão  dar certo, mas, o que você vai fazer? O que não deu certo, 
ou  você  vai  melhorar  ou  você vai parar de fazer, e isso é normal dentro 
do tráfego pago.  

34 
 
Só  que  eu  vejo  uns  gestores  de  tráfego  que  ficam  cheios  de dedos de 
falar  assim:  “Nossa,  aquilo  que  a  gente  fez  não  deu  bom.”  Mas  você 
tem  que  falar  isso  pro  cliente:  “Aquela  imagem  que  eu  falei  pra  você 
fazer  não  converteu  tanto  quanto  eu  pensava,  ou  seja,  não funcionou, 
mas  essa  outra  aqui  funcionou”  E  isso  é  o  seu  superpoder  da 
comunicação.  Esse  é  o  superpoder  que  você  tem  que  ter,  de  relatar 
pro  cliente  os  resultados  daquilo  que  funcionou  e  daquilo  que  não 
funcionou. 
 
Esse  daqui  é  todo  o  superpoder  da  comunicação!  Então,  são  essas  4 
coisas:  falar  pro  seu cliente quais são os potenciais da fonte de tráfego; 
falar  pro  seu  cliente  aquilo  que  você  pode  fazer  por  ele;  solicitar  os 
criativos  pro  seu  cliente;  e  fazer  a  prestação  de  contas  pro  seu  cliente 
(que é falar pra ele o que deu certo e o que não deu certo). 
 
“Pedro, como eu faço a prestação de contas?” 
 
Você  vai  descobrir  com  o  seu  cliente.  Tem  gente  que  vai  gostar  mais 
de  receber  um  áudio  no  Whatsapp.  O  Mairo,  por  exemplo,  adora  que 
eu  mande  pra  ele  por  Telegram,  então,  eu  mando  pra  ele  um  texto 
pelo  Telegram.  Tem  cliente  que  vai  gostar  de  uma  planilha;  e  tem 
cliente  que  vai  gostar  de  uma  super  planilha.  Então,  vai  depender  do 
seu cliente. 
 
“Ah, Pedro, eu não sei muito de excel.” 
 
Eu  também  não  sei.  Dentro  da  Comunidade  Sobral  tem  umas  aulas 
que ensinam a fazer umas planilhas, uns dashboard bonitão, cheios de 
frescura, mas eu não sou o cara que faz os dashboard bonitão. Quando 
eu  vou  alinhar  com  o  meu  cliente,  eu  já  falo  pra  ele  que  essa  não  é  a 
minha  especialidade,  mas  que  eu  posso  fazer  o  relatório  mais  bonito 

35 
que  eu  conseguir  pra  entregar  pra  ele (dentro das minhas limitações). 
E tá tudo bem, essa é uma das minhas limitações e tá tudo certo. Você 
não  tem  que  ser  bom  em  tudo,  mas  você  tem  que  saber  quais  são  os 
seus pontos falhos e onde você tem que se aprimorar. 
 

4 - O SUPERPODER DE APRENDER ​(58’09’’) 


 
Moçada,  ta  aqui  um  negócio  que  as  pessoas  não  entendem  direito. 
Você não aprende assim: 
 
“aah, vou ver uma aula aqui do Sobral” 
 

 
 
NINGUÉM  APRENDE  ASSIM!  Aprender  é  uma  atividade  ativa.  Quando 
você  vai  ver  uma  aula,  pra  aprender  o  conteúdo  dela,  você  tem  que 
anotar,  tem  que rever a aula, consumir e reconsumir aquele conteúdo. 
Cada  um  tem  o  seu  jeito  de  aprender.  Eu,  enquanto  vejo  a  aula,  vou 
anotando  em  um  bloco  de  notas,  vocês  já  perceberam  que  eu  gosto 
do bloco de notas. 
 

36 
Tem  gente  que  gosta  de  escrever,  mas  você  tem  que  fazer  um 
aprendizado  ativo.  E  eu  te  digo  uma  coisa:  não  acha  que  você  vai 
começar  a  aprender  agora  e  que  você  vai  parar  de  aprender  mais 
tarde porque acabou. 
 
“Ah,  comecei  a  aprender  agora  e  vi  três  aulas de gestão de tráfego 
e agora eu parei de aprender.” 
 
Não  cara,  esse  é  um  negócio  que  nunca  termina e é ótimo que nunca 
termine. Então as duas coisas que você deve aprender é: 
 
1º​ - Aprender é uma atividade ativa 
2º -​ Aprender é uma atividade contínua 
 
É  contínua  porque  é  um  negócio  que  não  vai  parar  mais.  Lembra  dos 
10  mandamentos  da  Filosofia  Sobral  de  Tráfego?  O  tráfego  está 
sempre  mudando,  as  ferramentas  estão  sempre  mudando.  Quando 
eu  comecei  a  fazer  tráfego,  a  ferramenta  era  uma  coisa, hoje em dia é 
outra.  Mas  essa  mudança  é  ótima  porque  enquanto  todo  gestor  de 
tráfego  amador  vai  estar  reclamando  que  a  parada  mudou,  que  meu 
deus  do  céu  está  mais  caro,  você  vai  estar  se  adaptando  a  essa 
mudança,  vai  estar  aprendendo  como  você  lida  com  essa  nova 
mudança. 
 
Então  o  aprendizado,  o  apertar  nos  botões  e fazer tráfego é uma coisa 
que  você  nunca  pode  deixar  de  fazer.  Você  nunca  vai  delegar  100%. 
Ontem  eu  falei  isso,  fazer  gestão  de  tráfego  hoje  em  dia  não  é  minha 
principal  fonte  de  renda,  mas  eu  sigo  fazendo,  pois  fazer  gestão  de 
tráfego  é  meu  aprendizado  constante.  Como  que  eu  aprendo?  No 
campo de batalha. 
 

37 
Tem  três  lugares  que  eu  aprendo  tráfego  hoje:  No  campo  de  batalha, 
dentro  da  comunidade  com  os  outros  gestores  de  tráfego  – 
aprendendo  com  quem  faz,  com  outras  pessoas  que  estão  no  campo 
de  batalha  –  e,  por  último,  eu  aprendo  ensinando.  Quando  eu  estou 
dando aula eu aprendo muito, mas muito tráfego. 
 
“Ah Pedro, mas eu não vou ser professor” 
 
Mas  o  dia  em  que  você  estiver  bom  na  gestão  de  tráfego,  um  baita 
negócio que você vai poder fazer é vender consultoria de tráfego. 
 
Quando  você  vende  consultoria  de  tráfego  você  estará  vendendo  o 
seu  ensinamento  de  tráfego  para  outras  empresas  e  esse  é  um 
mercado  GI-GAN-TES-CO!  Todo  mundo  está  sempre  pedindo  “me  dá 
uma  consultoria”  e  nem  eu  e  nem  minha  equipe  temos  tempo  de 
atender  tanta  consultoria.  E  tem  muita  gente  pedindo.  Tem  muito 
mais  gente  solicitando  consultoria  do  que  gente  dando  consultoria. 
Porque  pra  dar  consultoria  você  precisa  ser  uma  pessoa  que  manja 
mais do universo dos anúncios online. 
 
Então voltando, pra aprender é aquele negócio que eu te falei ontem: 
 
Pra  aprender  você  vai  ter  que  usar  uma  coisa  muito,  muito  sinistra 
que é A CADEIRA. 
 

38 
 
 
O  que  você  vai  fazer  com  a  cadeira?  Vai  colocar  ela  no  lugar,  vai 
preparar bem a sua cadeira. 

 
 
Ai você vai sentar a bunda na sua cadeira. 
 

39 
 
 
E  então  você  vai  olhar  pra  aula, vai olhar pra central de ajuda, vai olhar 
pras  suas  campanhas  e  você  vai  ativamente  escolher  aprender  com 
aquilo alí, você vai focar pra pegar aquele conhecimento pra você. 
 
Então o superpoder de aprender é o superpoder de: 
 
- Sentar a bunda na cadeira e aprender com quem faz; 
- Sentar a bunda na cadeira e ler a central de ajuda; 
- Sentar a bunda na cadeira e procurar a solução. 
 
Porque  você  vai  encontrar  vários  problemas  no  tráfego  que  você  não 
vai  saber  como  resolver.  Todos  os  dias  eu  fazendo  tráfego  acabo 
encontrando  alguma  coisinha  que  eu  não  sei  resolver.  E  aí  o  que  eu 
faço?  Sento a bunda na cadeira e procuro a solução, eu vou no Google, 
eu  pesquiso,  eu  vou  na  central  de  ajuda,  eu  pergunto  pros  meus 
amigos  da  Comunidade  Sobral.  Eu estou o tempo inteiro aprendendo, 
o  tempo  inteiro  desenvolvendo  a  minha  habilidade  como  gestor  de 
tráfego. 
 

40 
O  próximo  superpoder  é  um  dos  que  mais  vai  fazer  diferença  na  sua 
vida,  não  só  para  o  tráfego,  esse  superpoder  é  meio  que  universal.  E 
qual é esse superpoder? 
 

5 – O superpoder de ir para o campo de batalha. 


(1h04’00’’)​: 
 
O  que  é  o  superpoder  de  ir  para  o  campo  de  batalha?  Cara  tem  uma 
linha  na  sua  vida  e  essa  linha  separa  você  do  próximo  nível: a linha do 
cagaço.  Sabe  o  medo?  Medo  na  vida  pode  querer  dizer  duas  coisas.  A 
primeira coisa que o medo quer dizer é o medo de sobrevivência. 
 
Tem  um  cachorro  violento  correndo  atrás  de  você  na  rua  e  se  ele  te 
pegar  vai  te  matar.  O  que  acontece?  Você  fica  com  medo, adrenalina, 
sua  pupila  dilata,  coração  bate  mais  rápido.  Esse  é  o  medo  de 
sobrevivência,  é  o  instinto  de  “foge  que  vai  dar  merda,  você  vai 
morrer”.  Só  que  qual  é  o  problema?  O  problema  é  que  a  gente 
confunde o medo de sobrevivência com o medo de evolução. 
 
Quando  você  vai  evoluir,  quando  você  vai  para  o  próximo  nível, 
quando  você  vai  agarrar  a  oportunidade,  como  por  exemplo,  a 
oportunidade  de  virar  um  gestor  de  tráfego,  quando  você  vai  para  o 
campo  de  batalha  para  abordar  o  seu  primeiro  cliente,  quando  você 
vai  fazer  sua  primeira  campanha para o cliente, você vai sempre sentir 
esse medo. 
 
  Hoje  no  zoom  a  menina  me  perguntou  ​“Pedro,  como  eu  lido  com  o 
medo de fazer as campanhas pro meu cliente?”. 
 
Aí  eu  falei  pra  ela  assim  ​“Você  sempre  vai  sentir  esse  medo,  esse 
medo nunca vai sair de você”. 

41 
 
O  que  ela  não  conseguia identificar era que tipo de medo era esse. Ela 
não  iria morrer se fosse fazer a campanha para o cliente. Então se você 
não  vai  morrer,  esse  não  é  um  medo  de  sobrevivência,  é um medo de 
evolução.  E  quando  você  sentir  o  medo  de  evolução  e  parar  por  1 
segundo  e  pensar  “eu  não vou morrer se eu fizer isso”. Você faz o quê? 
Você corre pra esse medo, corre pra cima dele. 
 
Você  vai  atravessar  essa  linha  imaginária  que  é  a  linha  do  cagaço. 
Toda  vez  que  você  atravessa  a  linha  do  cagaço,  você  vai  para  o 
próximo  nível.  Vocês  perceberam  que  aqui  tem  a  música  tema  que  a 
gente  está  usando  em todos os documentários que é o “another level” 
–  Que  é  ir  pro  próximo  nível  –  Quer  ir  pro  próximo  nível?  Então  você 
tem  que  ir  para  o  campo  de  batalha,  você  tem  que  atravessar  sua 
linha do cagaço. 
 
E  todo  mundo  sempre  vai  ter  uma  linha  do  cagaço.  Se  você  não  tem 
uma  linha  do  cagaço  agora  na sua vida, tem alguma coisa errada com 
você.  Na  verdade  não  é  uma  coisa  errada,  é  que  você  está  parado  no 
mesmo  lugar.  Eu  tenho  meus  desafios,  eu  tenho  meus  medos,  eu 
tenho  as  coisas  que  eu  quero  fazer  e  tenho  medo.  Eu  tenho  minhas 
linhas do cagaço pra ultrapassar. E eu sei que não é fácil. 
 
Primeiro  não  é  fácil  identificar  que  aquilo  ali  não  vai  nos  matar  e 
segundo,  depois  de  identificar  que  aquilo  não  vai  nos  matar,  ir  pra 
cima  e  fazer  o  que  tem  que  ser feito, porque no final das contas a vida 
se resume a isso. Você sabe o que tem que ser feito? 
 
“Pô, eu quero emagrecer”. 
 
Você  sabe  o  que  precisa  fazer,  não  fica  aí  inventando  história, 
inventando moda. 

42 
 
“Eu quero ser um gestor de tráfego”. 
 
Você  sabe  o  que  tem  que  fazer,  eu  estou  te  dizendo  o  que  você  tem 
que fazer. Desenvolver seus poderes de apertar nos botões, de escutar, 
de  se  comunicar,  de  aprender,  de  atravessar  a  linha  do  cagaço  e  ir 
para  o  campo  de  batalha.  Não  tem  como  fugir  disso,  eu  não  posso 
pegar  na  sua  mão  e  ir  no campo de batalha por você. Isso é uma coisa 
que só você pode fazer por você. 
 
E  te  digo  mais  –  agora  Pedro  coach  total  –  As  coisas  da  vida  que  só 
você  pode  fazer  por  você  são  as  mais  importantes.  As  coisas  que  sua 
mãe,  seu  pai,  seu  irmão,  o  Pedro  Sobral,  qualquer  pessoa,  as  coisas 
que  eles  não  podem  fazer  por  você  são  as  coisas  que  mais  fazem  a 
diferença  na  sua  vida.  São  as  coisas  que  mais  vão  mudar  a  sua  vida  e 
vão te colocar em um outro lugar. 
 
E  que  lugar  é  esse?  É  o  lugar  que  você  merece  estar  velho.  É  o  lugar 
pra  você  parar  de  ter  essa  vida  média  que  você  tem  e  ter  uma  vida 
boa,  ter  controle  das  suas  24  horas,  ganhar dinheiro fazendo anúncios 
online, por exemplo. 
 
Então você precisa ir para o campo de batalha. 
 
E  nessas  lives  aqui,  isso  aqui  é  um  chamado.  Eu  te  chamei  ontem. 
Existe  uma  oportunidade  para  toda  e  qualquer  pessoa  virar  gestor  de 
tráfego.  Você  só  tem que ter o poder da persistência e ir para o campo 
de  batalha.  E  hoje  eu  estou  te  falando  isso,  quais  as  habilidades  que 
você  tem  que  ter,  e  não  só  ter,  mas  você  tem  que  ter  e  desenvolver 
para partir pro campo de batalha. 
 
Essa aqui é a nossa linha imaginária da linha do cagaço: 

43 
 

 
 
E  você  tem  que  atravessar  essa  linha  do  cagaço.  Não  tem  como,  eu 
não posso fazer isso por você. Você que vai ter que agarrar essa parada 
aqui e ir pra cima. 
 

6 – ​O SUPERPODER DE PERSISTIR​ ​(1h08’54’’)​: 


 
Ele  é  muito  parecido  com  o  poder  de  ir  para  o  campo  de  batalha. 
Porque  o  que  acontece  é  que  você  vai  pro campo de batalha, aí o que 
vai  acontecer  lá?  Vai  ser  gostosinho?  Não  vai  ser  gostosinho.  Vai  ser 
confortável? Não, não vai ser confortável. 
 
Mas  assim,  você  tem  que  entender  que  a  gente  demoniza muito esse 
negócio  de  “zona  de  conforto”.  É  legal  hoje  em  dia  você  falar  mal  da 
zona  de  conforto.  Cara,  zona  de conforto é uma delícia, quem que não 
gosta  de  ficar  no  sofá  vendo  Netflix  e  comendo  pipoca?  Quem  não 
gosta  disso?  Quem  não  gosta  de  ter  todas  as  contas  pagas  por  outra 
pessoa? Em um curto prazo, isso é muito gostosinho. 
 

44 
Agora,  vou  sair  de  casa  pra  abordar  cliente,  vou  ter  que  ver  uma  aula 
extra  do  Pedro  pra  fazer  o  dever  de  casa  da  aula  02  da  Semana  do 
Gestor  de  Tráfego.  Você  fazer  isso  não  é  gostosinho,  não  vai  ser  bom. 
Não é bom você levar não na cara de vários clientes. 
 
Mas eu já vou te dar spoiler aqui, eu não sei se eu posso mas vou dar:  
 
O  Diego  que  foi  lá  pro  campo  de  batalha  e  deu  a  cara  a  tapa,  deu  a 
cara a tapa e levou um monte de tapa. 
 
Aqui  não  é  só  frase  bonitinha “ai, eu vou dar a cara a tapa” – Aqui é dar 
a  cara  à  tapa  pra  levar  tapa,  você  vai  apanhar,  não  vai  ser  legal.  Ir  pro 
campo  de  batalha  não  é  bom,  não  é  uma  coisa  super  fácil,  super 
tranquila  e  que  vai  ser  mil  maravilhas  e  um  conto  de  fadas  só  por  ter 
um checklist do Sobral. Não! É óbvio que não. 
 
Mas  vai  dar  certo?  Vai.  Mas  só  vai  dar  certo  se  você tiver o superpoder 
de persistir. O superpoder de persistir é: 
 
- Ir atrás dos nãos​. 
 
Quando  eu  fiz  a  minha  reunião  com o Diego, eu fiz uma call com ele e 
eu  falei  “Você  não  está  indo  atrás  de  sim,  você  está  indo  atrás  não.  Eu 
quero  que  você  leve  não  atrás  de  não  até  você  não  aguentar  mais”. 
Porque  eu  quero  que  todo  mundo  veja  que  ninguém  morre  quando 
leva  um  não.  Quando  você  leva  um  não,  o  que  você  faz?  Vai  pro 
próximo, vai perseguir o não. 
 
Então  o  superpoder de persistir é o superpoder de ir atrás dos nãos – E 
digo  mais!  É  o  superpoder  de  comemorar  o  não.  É  o  superpoder  de 
você  levar  o  não  e  falar  ​“boa,  mais  um”​,  porque  cada  não  é  um 
passinho  a  mais  do  seu  sim.  O  sim  é  um  conjunto  de  nãos,  você  vai 

45 
levar  não,  não,  não,  e  cada  um  vai  ter  o  seu  número.  Às  vezes você vai 
ter  que  levar  duzentos  não  pra  chegar  no  seu  sim,  mas  você  vai 
chegar. 
 
Eu  acho  que  duzentos  não,  duzentos  é  muito.  Mas  pelo  menos  uns 
trintas  não  na  cara  você  vai  levar  até  chegar  no  seu  primeiro  sim.  Se 
você  implementar  tudo  o  que  eu  estou  te  falando  pra  fazer  aqui,  a 
chance  de  você  levar  o  sim  aumenta  em  300,  500,  600%.  O  que  eu 
estou  te  ensinando  aqui,  o  dever  de  casa  que  eu  estou  te  dando 
nessas  aulas  não  é  à  toa.  Eu  estou  te  falando  tudo  isso  porque  eu  sei 
que vai te ajudar a chegar no sim. 
 
Eu  não  quero  só  que  você  tenha  não,  eu  não  estou  dizendo  isso,  não 
estou dizendo que você só vai ter não na sua vida, que todo mundo vai 
te  dizer  não  e  não  e  não,  porque ninguém aguenta, uma hora a gente 
quer  um  sim.  E  o  que  eu  quero  te  ajudar  aqui  é  a  receber  esse  sim. 
Receber  o  sim  dessa  oportunidade,  receber  um  sim  de  um  cliente 
onde  você  vai  ser  pago  para  fazer  um  trabalho  de  gestão  de  tráfego. 
Que  você  vai  poder  ir para o campo de batalha e fazer aquilo que você 
está disposto a aprender. 
 
Mas eu preciso que você tenha esse poder da persistência. 
 
Qual  é  a  parte  mais  difícil  de  persistir?  No  começo.  O  começo  é 
sempre  horrível  pra  todo  mundo,  não  importa  o  quão  gênio  seja  a 
pessoa,  é  horrível  pra  todo  mundo,  é  desconfortável  pra  todo  mundo. 
Você  vai  ter  que  passar  por  isso,  e  mais  uma  vez,  com  suas  próprias 
perninhas,  com  seus  próprios  pezinhos.  Não  tem  como  eu  caminhar 
nessa jornada por você. 
 
- Principalmente no começo 
 

46 
Principalmente  no  começo  você  vai  ter  que  se  esforçar  mais.  Lembra 
do  exemplo  do  idioma  que  a  gente  está  usando  aqui,  do  mandarim. 
Você  está  aprendendo  mandarim  e  no  começo  você  não  sabe  nada, 
você tem que aprender um monte de coisas novas. 
 
Tanto  que uma das minhas aulas lá da Comunidade Sobral é o ABC do 
Tráfego,  porque  é  tanto  nome,  é  tanta  coisa  que  a  gente  tem  que 
aprender  que  a  cabeça  dá  um  nó.  Mas  você  tem  que  entrar  nesse 
universo,  você  vai  ter  que  aprender  esse  novo  idioma.  E  só  vai 
sobreviver  no  aprendizado  desse  novo  idioma  quem  persistir,  quem 
estiver na batalha, quem estiver indo pra cima, quem não parar. 
 
Eu  já  falei  que  você não precisa ser bom em nada na vida, você só tem 
que  ser  bom  em  persistir,  é  a  única  coisa  que  você  tem  que  ser  bom, 
em começar e não parar mais. 
 
Tem duas coisas então: 
 
- Você tem que ser bom em começar – Ir pro campo de batalha; 
-  Você  tem  que  ser  bom  em  entrar  no campo de batalha e não sair de 
lá. – “não vou sair daqui até fazer esse negócio dar resultado.” 
 
E  eu  garanto  pra  você,  isso  é  um  negócio  que  eu  posso  te  prometer, 
eu  sei  que  você  quer  escutar  isso,  mas  é  uma  coisa  que  eu  prometo 
porque  eu  sei  que  posso cumprir isso: eu garanto que se você seguir o 
que  eu  estou  te  falando  aqui,  se  você  persistir,  você  vai  conseguir  ter 
sucesso  na  profissão  Gestor  de  Tráfego.  Você  vai  conseguir  porque eu 
vou  te  dar  todas  as  ferramentas  que  você  precisa  pra  conseguir  fazer 
essa  parada.  E  a  ferramenta  que  a  gente  está  explorando  hoje,  essa 
parada  de  entender  os  superpoderes,  é  pra  você  entender  o que você 
tem que ter de habilidade como gestor de tráfego. 
 

47 
Se você perguntar pra qualquer gestor de tráfego amador quais são as 
habilidades  que  um gestor de tráfego tem que ter, ele não vai saber te 
responder.  Por  que?  Porque  isso  faz  o  amador.  Ele  não  sabe  o  que 
precisa  ter  pra  ser  bom.  Mas  eu  estou  te  dizendo aqui, é isso que você 
precisa pra ser bom. 
 
“ah, mas é muito simples” 
 
Sim,  é  muito  simples,  é  você  escutar,  é  você  saber  se  comunicar,  é 
você  saber  aprender,  é  você  saber  clicar  nos  botões,  é  você  ir  pro 
campo de batalha, é você persistir sem parar. 
 
São  só  esses  seis  pontos?  Não  tem  o  sexto  ponto  que  eu  vou  te  falar 
agora. 
 
Mas  é  muito  simples,  só  que  é  o  simples que todo mundo ignora, pois 
todo mundo acha que tem uma coisa a mais, uma firula a mais. 
 
Eu  não  falei  em  nenhum  momento  que  você  tem  que  ser  um  gênio 
do  excel, que você tem que ser bom com dados, que você tem que ser 
bom  com  matemática,  que  você  tem  que  ser  bom  de  computação, 
que você tem que ser bom de programação, que você precisa ser uma 
pessoa super mega hiper ultra criativa. Não falei. 
 
Eu  falei  que  você  só  tem  que  aprender  a  clicar  nos  botões  –  isso  é 
verdade  -  você  tem  que  aprender a escutar, você tem que aprender a 
falar  e  a  se  comunicar  –  e  você  nem  precisa  ser  um  grande 
comunicador,  você  não  precisa  dar  uma  aula ao vivo, você não precisa 
estar  aqui  onde  eu  estou  agora,  você  tem  que  aprender  a  se 
comunicar  com  o  seu  cliente  no  um  a  um,  em  falar  os  potenciais  das 
fontes  de  tráfego,  explicar  os  resultados  da  campanha,  solicitar  os 
criativos,  prometer  pra  ele  o  que  você  pode  cumprir,  está 

48 
entendendo?  Então  não  é  um  bicho  de  sete  cabeças,  é  mais  simples 
do que parece. 
 
É  tão  simples  quanto  parece,  pra  falar a verdade. Esse então é o poder 
de persistir. 
 
Então  agora  a  gente  entra  no  nosso  sétimo  e  último  superpoder.  E 
esse  aqui é unanimidade com qualquer gestor de tráfego que você for 
falar.  Qualquer  profissional dessa área que tem sucesso, todos eles vão 
te dizer o seguinte: 
 
Que  pra  você  ser  um  bom  gestor  de  tráfego,  você  precisa  ter  bons 
clientes. 
 
“O  Pedro  Sobral  só  é  o  Pedro  Sobral  porque  o  irmão  dele  chamou 
ele pra trabalhar junto” 

 
 
Verdade,  de  um  certo  aspecto.  Eu  só  sou  o  gestor  de  tráfego  que  eu 
sou hoje porque eu tive um bom cliente. 
 

49 
Porque  eu  soube  fazer  esse cliente que não investia (na época a gente 
investia  pouquinho  mas  a  gente  cresceu  junto),  eu  soube  fazer  esse 
trabalho  de  gestão  de  tráfego  com  esse  cliente,  ele  cresceu  e  ele 
investe  muito  e  por  isso  eu  tive  a  oportunidade  de  gerenciar  muitos 
milhões  de  reais  em  investimentos.  Mais  de 150 milhões de reais essas 
mãozinhas já gastaram de dinheiro das outras pessoas. 
 
Então  eu  tive  a  oportunidade  de  gastar  o  dinheiro  dele.  Eu  tive  a 
oportunidade,  eu  era  bom  o  bastante,  para  pegar  a  conta  do  Érico 
Rocha  e  conseguir  ensinar  eles  a  fazer  tráfego.  Pra  pegar  a  conta  do 
Wendell  Carvalho,  do  Gerônimo  Theml,  da Isis Moreira, do Italo Marsili, 
da  Sabrina  Nunes,  do  Curso  Sapientia,  da  Nathalia  Arcuri,  da 
Empiricus,  de  todas  essas  empresas,  eu  tive  a  capacidade  de  pegar  o 
tráfego deles e fazer a parada dar certo. 
 
Então  tentar  reduzir  a  minha  história  à  “o  Pedro  só  deu  certo  por 
causa  do  Mairo”  –  Não,  porque  eu  tenho  certeza  que  a  maioria  dos 
gestores  poderiam  até  ter  começado  a  trabalhar  pro  Mairo,  mas  será 
que eles teriam sucesso em trabalhar pra todos esses outros clientes? 
 
Eu  garanto  pra  você,  uma  coisa  que  eu  tenho  e  que  ninguém vai tirar 
de  mim  nunca  é  o  sangue  nos  olhos,  é  essa  vontade  incansável  de 
melhorar.  Meu  objetivo  de  vida  não  é  “ah,  eu  quero  transmitir  a 
mensagem  dos  anúncios  online”,  não,  meu  objetivo  de  vida  é  que  eu 
quero  ajudar  o máximo de pessoas enquanto eu passar pela terra e eu 
quero  ser  melhor.  É  isso que eu quero fazer, todos os dias eu quero ser 
melhor.  Quero  ser  melhor  pra  minha  mulher,  quero  ser  melhor  pros 
meus  alunos,  quero  ser  melhor  pras  pessoas  que  assistem  às  minhas 
aulas,  quero  ser  melhor  pros  meus  amigos,  pros  meus  pais,  quero  ser 
o melhor gestor de tráfego... 
 

50 
Tudo  o  que  eu escolher fazer eu vou falar “esse negócio que eu escolhi 
fazer,  eu  vou  ser  melhor  nessa  coisa,  todo  dia  eu  vou  ser  melhor”. 
Melhor  que  quem?  Melhor  do  que  eu  era  ontem,  não  é  melhor  que 
ninguém.  Você  não  tem  que ser o melhor gestor de tráfego. Você tem 
que  ser  o  melhor  gestor  de  tráfego  nos  negócios  que  você  trabalha, 
nas  empresas  que  você  escolheu  atender,  é  lá que você tem que ser o 
melhor.  Da  mesma  forma  que  eu  busco  ser  o  melhor  para  as 
empresas  que  eu  escolho  atender,  pras  empresas  que  eu  escolho 
trabalhar. 

 
7 - ​O superpoder de conseguir os clientes.​ (​ 1h18’30’’) 
 
Então  o  sétimo  superpoder  do  gestor  de  tráfego  é  o  superpoder  de 
você  conseguir  bons  clientes.  Só que no começo, você não vai atender 
um  cara  que  vai  investir  milhões,  não  se  iluda,  você  é  peixe  pequeno. 
Mas todo peixe grande, um dia já foi um peixe pequeno. 
 
Você  vai  começar  com  clientes  pequenos  e  depois  vai  evoluir  para 
clientes  maiores.  Todo  gestor  de  tráfego  que  você  falar  que  tem 
sucesso,  eles  atendem  bons  clientes.  Pra  atender  bons  clientes  você 
precisa  aprender  a  captar  esses  clientes  e  manter  esses  clientes. 
Manter  esses  clientes  está relacionado aos seis poderes anteriores que 
a  gente  falou.  Os  seis  poderes  anteriores  são  sobre  manter  os  seus 
clientes. 
 
O  sétimo  superpoder  –  O  superpoder  de  conseguir  clientes,  meus 
subidos  e  minhas  subidas,  é  o  tema  da  nossa  aula  de amanhã, onde a 
gente vai entrar a fundo em como conseguir clientes de tráfego. 
 
Na  aula  de  amanhã  você  vai  pegar  toda  a  manha.  Como  eu  encontro 
esse  cara?  Como  eu  abordo?  O  que  eu  falo  pra  esse  cara  quando  eu 

51 
encontro  ele?  Quanto  eu  cobro?  O que eu faço depois que eu fechei o 
meu cliente? 
 
Tudo isso a gente vai ver na aula de amanhã. 
 
Mas  o  que  a  gente  já  viu  até  agora?  Vem  comigo  pra  gente  repassar 
aqui.  Isso  aqui  é  importante,  se  você  chegar  na  aula  de  amanhã  sem 
lembrar  o  que  a  gente  viu  aqui  agora,  vai  dar  ruim,  eu  garanto  pra 
você.  E  espera  que  a  gente  tem  o  dever  de  casa  supremo.  O  dever  de 
casa  da  aula  de  hoje  é  surreal,  eu  garanto  pra  você  que  o  dever  de 
casa de hoje é do além. 
 
Então,  o  que  a  gente  viu  hoje?  Os  7  superpoderes  para  você  se tornar 
um gestor de tráfego profissional. 
 
Por que isso aqui é importante? Porque isso aqui é o c
​ omo​. 
 
Ontem  a  gente  viu  que  tem  oportunidade  no  universo  da  gestão  de 
tráfego,  que  tem  mais  empresas  que  precisam  de  gestão  de  tráfego 
do que gestor de tráfego pra fazer o trabalho. 
 
Tá,  então  se tem mais empresas que precisam de gestor de tráfego do 
que  gestor  de  tráfego  bom,  como  eu  me  torno  um  gestor  de  tráfego 
bom? 
 
Seguindo esses 7 pontos você se torna um gestor de tráfego bom: 
 
- Desenvolver o superpoder de clicar nos botões; 
- Desenvolver o superpoder de escutar; 
- Desenvolver o superpoder de falar/didática/comunicação; 
- Desenvolver o superpoder de aprender; 
- Desenvolver o superpoder de ir para o campo de batalha; 

52 
- Desenvolver o superpoder de persistir; 
- Desenvolver o superpoder de conseguir clientes. 
 
Eu  sei  que  você  não  tem  todos  esses  superpoderes  dentro  de  você 
agora,  mas  todos  eles,  sem  exceção,  são  habilidades  que  eu  tenho 
certeza  que  você  pode  desenvolver.  Não  são  habilidades  impossíveis, 
um negócio que não pode ser desenvolvido. 
 
Você  que  está  me  assistindo  agora:  eu  tenho  certeza  que  você  pode 
desenvolver  essas  coisas,  porque  eu  não  tinha  o  superpoder  de  me 
comunicar,  eu  não  tinha  o  superpoder  de  escutar,  eu  não  tinha  o 
superpoder  de  clicar  nos  botões,  eu  não  tinha  o  superpoder  de 
solicitar anúncio... 
 
Eu  não  tinha  o  superpoder  de  nada,  eu  só  tinha  um  superpoder:  o  de 
começar  e  não  parar  mais.  Se  você  tiver  isso  dentro  de  você  vai  dar 
certo,  acredita  em  mim.  Da  mesma  maneira  que  o  Diego  entrou  no 
campo  de  batalha  só  com  esse  superpoder,  se  agarrou  nele  e 
acreditou. 
 
Ele  foi  com  esse  superpoder  agarrado  para  o  campo  de  batalha  –  e 
amanhã  vocês  vão  descobrir  o  que  aconteceu  na  história  dele  –  da 
mesma  maneira  que  o  desenrolar  da  história  dele  aconteceu,  vai 
acontecer  pra  você  também,  eu  garanto.  Tudo  o  que  você  precisa 
fazer é seguir o que eu estou te falando pra fazer. 
 
Então  como é que você vai se tornar um gestor de tráfego disputado e 
bem  pago  no  mercado?  Seguindo  isso  daqui  que  eu  estou te falando. 
Só  que  como  eu  falei  na  aula  anterior,  não  acaba  aqui.  A  Semana  do 
Gestor de Tráfego é tipo um filme, tem início, meio e fim. 
 

53 
No  começo  a  gente  viu  tudo  sobre  a  base  da gestão de tráfego, agora 
a  gente  viu  como  virar  um  bom  gestor  de  tráfego  e  amanhã  você  vai 
receber  o  tutorial  completo  pra  você conseguir captar os seus clientes 
e gerar resultados pra esses clientes. 
 
Então  você  tem  que  entender  uma  coisa, cara. Pensa comigo, a gente 
tem  falado  tanto  de  superpoder,  você  já  parou  pra  pensar  que  nos 
filmes  de  super-herói,  ele  é  sempre  fodido  no  começo?  Ele  está 
sempre  na  pior  fase  da  vida  dele. Ele é sempre um cara nada a ver, ele 
nunca  é  um  cara  mega  bem  sucedido,  ele  nunca  é  o  cara  mais 
popular, o cara que têm mais resultado. Ele nunca é essa pessoa. 
 
Ele é um cara médio, um cara mediano. 
 
Só  que  ele  recebe  um  chamado,  ele  recebe  uma  oportunidade,  uma 
aranha  pica  ele,  o  Pedro  Sobral  vem  e  te  dá  um  tapa  na  orelha  e  fala 
“existe uma oportunidade no tráfego pago” 
 
É  isso  que  acontece,  acontece  um  chamado,  da  mesma  maneira  que 
aconteceu  agora  com  você.  E  aí  você  decide  atender  esse  chamado, 
você  pensa  “eu  to  vendo  uma  oportunidade  aí,  esse  negócio  que esse 
cara  ta falando faz sentido”. Então você resolve atender esse chamado, 
se  agarrar  nesse  chamado  e  aí  esse  cara  tem  sucesso.  Esse  cara  tem 
sucesso e vira o super-herói. 
 
Porque  ele  junta  todos  aqueles  superpoderes  e  ele  vira  um 
super-herói.  Então  o  que  é  ser  um  super-herói?  É  aquele  carinha 
médio que resolveu atender o chamado que apareceu na sua vida. 
 
E  pra  você  que  está  me  acompanhando  agora  eu  sei  que esse é o seu 
chamado,  é  o  chamado  pra  você  pegar  uma  profissão  que  vai  fazer 
você  faturar,  que  vai  fazer  você  virar  um  profissional  disputado  no 

54 
mercado  e  bem  pago.  Esse  é  o  chamado  que  a  gente  está  fazendo 
aqui.  E  se  você  está  comigo  aqui  até  o  final,  você  está  me  dando  o 
sinal  de  que  você se interessa por esse chamado, você se interessa em 
participar da Liga do Tráfego. 
 
O  que  é  a  Liga  do  Tráfego?  Não  tem  a  Liga  da  Justiça?  Nós  vamos 
montar  a  Liga  do  Tráfego.  A  Liga  do  Tráfego  é  a  liga  das  pessoas  que 
querem resultados como gestor de tráfego. 
 
Essa é a hashtag da aula de hoje: #LIGADOTRÁFEGO 
 
Liga  do  tráfego  é  a  hashtag  da  aula  de  hoje,  Liga  do  Tráfego  é  o 
chamado  pra  você  desenvolver  os  superpoderes  e  pra  você  ter 
resultado  como  gestor  de  tráfego  e  dominar  essa  profissão  assim 
como  eu  dominei,  assim  como  vários  alunos  meus  dominaram  e  eu 
tenho certeza que você pode fazer o mesmo. 
 
Então, pra finalizar aqui. 
 

8-D
​ ever de casa (​ 1h25’25’’) 
 

55 
 
 
 
O  seu  dever  de  casa  hoje  é  surreal.  É  o  seguinte:  você  vai  receber  um 
vídeo meu, uma aula. 
 
“Pedro, outra aula?” 
 
Sim,  outra  aula.  Eu  não  canso  de  trazer  conhecimento  pra  você.  Você 
vai  receber  um  vídeo  meu  que  é  uma  aula  dos  sete  pilares  dos  bons 
anúncios. 
 
Então,  durante  esses  muitos  milhões  de  reais  investidos  nos  anúncios 
online,  eu  cheguei  a  sete  pilares  dos  anúncios  que  dão  certo.  Aí 
conversando  hoje  com  a  Priscila  eu  falei  que  as  pessoas  tem  que  ver 
essa  aula,  elas  têm  que  consumir  esse  conteúdo.  Mas  mais  do  que 
consumir esse conteúdo, elas tem que saber passar esse conteúdo pro 
cliente delas. 
 

56 
Assim como eu sei passar esse conteúdo pra você, eu preciso que você 
saiba  passar  esse  conteúdo  pro  seu  cliente.  Então  o  dever  de  casa  da 
aula de hoje vai ser o seguinte: 
 
Você vai receber acesso a essa aula. 
 
“Pedro, onde eu vou receber acesso a essa aula?” 
 
Você  vai  receber  no  canal  do  Telegram 
(​https://t.me/semanadogestordetrafego​) 
 
Você  vai  entrar  no  canal  do  Telegram  e  você  vai  receber  o  link  dessa 
aula.  E  a  sua  missão  é  fazer  o  RESUMO  dessa  aula.  Você  vai  assistir  a 
essa  aula e você vai criar o resumo dessa aula. Da mesma maneira que 
a  gente  entregou  um  material  PDF  incrível  da  aula  anterior,  você  vai 
ter que produzir o material da próxima aula. 
 
Então  você  vai  assistir  à  aula  extra  de  criativos  de  bons  anúncios  e 
você  vai  fazer  um  resumo  dessa  aula  para  apresentar  para  o  seu 
cliente.  Quando  você  for  apresentar  esse  material  para  o  seu  cliente 
você  vai  falar  que  isso é o seu MANUAL DE CRIATIVOS. É o seu manual 
de  anúncios.  Chega  pro  seu  cliente  e  fala ​“eu tenho um manual aqui 
da minha empresa sobre como fazer bons anúncios”. 
 
E  aí  você  vai  dar  esse  manual  pro  seu  cliente.  Você  pode  apresentar 
esse  manual  para  o  seu  cliente em uma ligação, você pode só mandar 
o  arquivo  para  o  seu  cliente,  você  decide a melhor forma de fazer. Isso 
daqui  parece  bobinho,  mas  você  não  tem  noção  como  os  meus 
clientes  surtam  quando  eu  apresento  o  meu  manual  pra  eles.  E 
adivinha  o  que  contém  no meu manual? Exatamente o que eu ensino 
nessa  aula  que  você  irá  receber,  que  é  a  aula  dos  sete  pilares  dos 
anúncios que dão resultado. 

57 
 
Você  vai  pegar  essa  aula,  vai  criar  o  seu  resumo  e  esse  vai  ser  o  seu 
manual  de  anúncios.  O  seu  manual  de  anúncios  vai  ser  ótimo,  vai  ser 
perfeito?  Não.  Mas  ele  é  melhor  do  que  o  que  você  tem  agora.  Você 
tem  algum  agora?  Não!  Então  é  exatamente  isso  que  eu  estou 
falando,  você  precisa  de  um  manual  de  anúncios.  E  a  maior  parte dos 
gestores de tráfego não tem.  
 
Eu garanto que depois dessa aula de hoje as pessoas vão falar assim: 
 
“ah,  o  manual  de  anúncios  é  óbvio,  todo  mundo  sempre  fez  o 
manual dos anúncios, não foi o Pedro que inventou essa parada” 
 
Não,  não  fui  eu  quem  inventou  essa  parada,  eu  aprendi  com  o  João 
que trabalha comigo. 
 
O João um dia falou pra mim: 
 
“Eu  tenho  aqui  o  meu  manual  dos  anúncios”  –  ​eu  perguntei 
“manual  do  que?”  –  ​e  ele  falou  ​“manual  dos  anúncios.  Eu peguei a 
tua  aula  sobre  os  anúncios  que  dão  certo  e  transformei  em  um 
material  que  eu  mando  pros  meus  clientes  fazerem  os  anúncios 
do  jeito  certo.  Aí  se  eles  conseguem  fazer  os  anúncios  do  jeito 
certo eu sempre tenho mais resultado que o normal”. 
 
Então você vai criar esse manual. 
 
E  presta  atenção  em  como  as  coisas  se  conectam! O dever de casa da 
aula  01  era  pegar  20  anúncios. Agora você vai pegar esses 20 anúncios 
e  vai  unir  eles  com  o  material  dessa  aula.  Então  você  vai  unir  os  seus 
20  anúncios  com  o  resumo  que  você  vai  ter  que  fazer  da  aula  que  vai 
ser enviada no canal do Telegram e no e-mail. 

58 
 
E  agora  a  gente  vai  fazer  o  sorteio  maroto.  Depois  de  dar  o  dever  de 
casa,  a  gente  tem  que  espalhar  alegria  pelo  mundo.  A  gente  vai 
sortear o Kit Subido – O kit do gestor hidratado. 
 

 
 
Como  funciona  o  sorteio?  Vou  postar  no  meu  instagram 
(@sobralpedro_)  a  #LIGADOTRÁFEGO  e  a  gente  vai  sortear  um 
comentário.  Mas  é  só  comentário  de  aprendizado,  se  for  comentário 
de  mãozinha  ou  de  muito  legal,  não  tem.  Tem  que  ser  um 
aprendizado dessa aula, se não postar o aprendizado vai dar ruim. 
 
Enquanto  a  galera  vai  batendo  os  comentários,  ou  não,  não  sei  se 
vocês  tem  essa  capacidade.  Eu  falei  ontem,  se  fosse  a  live  do  Primo 
Rico  dava  certo,  mas  como  é  a  do  Primo  Pobre,  o  Pedro  Sobral,  não 
vão comentar, hahaha! 
 
Então  enquanto  a  galera  não  vai  comentando,  manda  pra  mim  as 
perguntas. 
 

59 
“onde está o PDF da aula anterior?” (1h31’50’’) 
 
Está  no Telegram, quando você entrar lá no grupo do Telegram, vai ter 
um link que te leva pra página onde está o PDF. 
 
Esse  é  o  canal  do  telegram.  Lá  eu  postei  o  link pro replay da live 01 e o 
material em PDF. 
 

 
 
Ao  abrir  o  link,  você  vai  chegar  nessa  página,  onde  você  pode  ​(1) 
assistir o replay da Aula 1  - O que é (e como aprender) tráfego pago e 
vai ter disponível ao lado o material em PDF, basta c
​ licar no botão (2)​: 

60 
 
 

 
 
A  minha  equipe  ficou  até  as  05  da  manhã  pra  produzir  esse  material. 
Foram  quatro  pessoas.  Por  que?  Porque  não  é  um  checklist,  não  é 
igual  ao  meu  bloco  de  notas.  O  negócio  foi  revisado  até  pela 
professora  de  português  pra  não  ter  erros  de  português.  Tem  tudo, 
tem até os prints do documentário do Diego, do teaser do Diego. 
 

61 
O  negócio  ficou  surreal,  tem  toda  a  explicação  que  eu  fiz  ontem  e 
vocês vão receber a explicação de amanhã também.  
Isso  aqui  é  um  livro,  melhor  do  que esses e-book tosco que você baixa 
aí  na  internet  achando  que  vai  mudar  sua  vida.  Foram  80  páginas 
explicando  porque  Gestão  de  Tráfego  é  a  melhor  profissão  que existe, 
porque  todo  mundo  precisa  de  um  gestor  de  tráfego,  o  que  é tráfego 
pago,  o  que  é  gestão  de  tráfego  e  como  você  aprende essa parada de 
gestão de tráfego. 
 
Pegou  esse  PDF  aí  você  vai  dominar  essas  coisas  de  trás  pra  frente  e 
ainda tem o replay da aula. 
 
“como assim comentar conteúdos”​ (1h33’52’’) 
 
Tem  que comentar na postagem do instagram alguma coisa que você 
aprendeu.  Você  não  pode  comentar  um  “oi”,  você  tem  que  falar  “po, 
aprendi  que  blábláblá”  ou  “aprendi  que  não  sei  o  que”.  Pra  mostrar 
que você está prestando atenção na aula.  
 
Lembra,  aprender  é  uma  atividade  ativa,  você  tem  que  estar 
ativamente  aqui  comigo.  Você  não  pode ficar olhando pro lado se não 
você não aprende nada, você não vai conseguir reproduzir essas coisas 
pros  seus  clientes,  não  vai  ser  capaz  de  reproduzir  o  potencial  das 
fontes de tráfego se você não tiver prestado atenção. 
 
“O  que  fazer  com  um  cliente  que  insiste  em  resultado  mas  que 
apresenta materiais que não são legais”​ (1h34’30’’) 
 
Ou  você  aprende  a  fazer  o  manual  do  criativo  e  entrega  ele  pro  seu 
cliente  e  vê  se  soluciona  isso,  ou então você vem na aula de amanhã e 
descobre como conseguir quantos clientes você quiser. 
 

62 
Se  você  já  tem  um  cliente,  é  muito  fácil  de  você  conseguir  os 
próximos,  garanto  isso  pra  você.  Amanhã  vou  te  mostrar  na  prática. 
Mas  faz  o  manual  do  criativo, faz o dever de casa da aula de hoje. Você 
vai  ter  o  manual  explicando  como  fazer  os  anúncios,  você  manda  pro 
seu  cliente,  ele  vai  seguir  o  manual  que  vai  estar  cheio  de  instruções 
de  como  ele  vai  produzir  um  bom  anúncio  e  dificilmente  ele  não  vai 
ser capaz de produzir um bom anúncio. 
 
Minha  gente,  amanhã  tem  a  aula  suprema  de  como  conseguir  os 
clientes,  você  não  pode  faltar  a  aula  de  amanhã  porque  vai  ser  o 
fechamento  da  Semana  do  Gestor  de  Tráfego.  A  gente  vai  falar  tudo 
sobre  como  conseguir  os  clientes e eu também vou te falar no final da 
aula um pouco sobre a Comunidade Sobral de Tráfego. 
 
Mas o foco da aula é COMO CONSEGUIR CLIENTES. 
 
E  a  gente  tem  o  documentário  amanhã,  o  documentário  do  Diego,  o 
documentário  completo.  O  que  vocês  viram  até  agora  é só um teaser, 
um  trailer.  Amanhã  vocês  vão  ver  o  documentário  completo  mesmo, 
ver  os  nãos,  os  sim,  se  deu  bom  ou  deu  ruim, se ele foi só atrás de não 
e ficou atrás de não. Vão ver qual foi o resultado final da parada. 
 
“​Como  é  que  contabiliza  o  gasto  dos  clientes  com  os  anúncios?  O 
facebook emite nota fiscal?”​ (1h36’50’’) 
 
Emite  nota  fiscal  sim.  Quem  paga os anúncios é o cliente no cartão de 
crédito  dele  ou  no  boleto,  mas  o  Facebook  emite  nota  fiscal  sim.  O 
próprio  facebook  tem  uma  seção  onde  mostra  quais  foram  as 
cobranças, quanto que cobrou, etc. 
 
“​Quanto cobrar no começo, como precificar?”​ (1h37’11’’) 
 

63 
Precificação  e  cobrança é amanhã, segura aí. Amanhã a gente vai falar 
sobre isso, sobre como cobrar. 
 
“​Em época de pandemia, como prospectar clientes?”  
 
Amanhã,  amanhã.  Vocês  viram  o  teaser  do  João,  a  cidade  lá  está  em 
bandeira  preta,  eu  nem  sabia  que  tinha  bandeira  preta.  Não  tem 
ninguém  na  rua,  tudo  fechado  e  ainda  assim  ele  prospectou  os 
clientes. É possível. 
 
A  pandemia  pro  gestor  de  tráfego  é  uma  oportunidade,  pois  todos  os 
negócios  precisam  funcionar  via  delivery,  eles  precisam  estar  na 
internet.  Se  o  negócio  não  está  no  físico,  ele  é  obrigado  a  estar  no 
online.  Porque  se  ele  não  estiver  em  nenhum  dos  dois,  ele  não  está 
em lugar nenhum, é isso que você tem que entender. 
 
Então  a  pandemia  obriga  os  negócios  a  irem  pro  online,  obriga  os 
negócios a terem um gestor de tráfego. 
 
“​Pedro,  peguei  hoje  pra  colocar  a  cara  a  tapa  e  consegui  três 
clientes”  
 
E ele nem viu a aula de amanhã ainda moçada. 
 
“​Pedro,  como  mostrar  para  o  cliente  os  resultados  positivos,  tipo, 
vendeu tantas pizzas?” (​ 1h38’19’’) 
 
Se  é  cliente  de  negócio  local,  o  que  eu  recomendo  fazer  é  pedir  pro 
seu  cliente  ter  um  Whatsapp  específico  que  só  vai  receber  contatos 
de pessoas que vieram dos anúncios. 
 

64 
Então  por  exemplo,  se  for  uma  clínica,  ele  vai  ter  o  numero  de 
whatsapp  da  clínica  que  vai  atender  todo  mundo  e  vai  ter  o  numero 
de  whatsapp  só  dos  anúncios  online.  Toda  vez  que  pipocar  ali  uma 
notificação  daquele  whatsapp,  ele  vai  saber  que  veio  dos  anúncios 
online que você está fazendo. 
 
“​Posso ser gestor de tráfego sendo menor de idade?” ​(1h38’53’’) 
 
Talvez,  muito  provavelmente,  você vai ter que emitir nota fiscal. Menor 
de  idade  não  pode  abrir  empresa,  mas  você  pode pedir pros seus pais 
abrirem  pra  você  e  dessa  forma  você  vai  conseguir  ser  gestor  de 
tráfego. 
 
“​Até quantos clientes é possível prestar serviço?” (​ 1h39’10’’) 
 
Cara, isso depende mais de você do que de qualquer outra coisa. E dos 
clientes  que  você  está pegando. Eu tenho amigos que atendem 20, 50 
clientes.  Mas  tenho  outros  amigos  que  atendem  3.  Depende  do 
quanto  você  quer  trabalhar,  do  quanto  trabalho dão os seus clientes e 
de  quanto  tempo  você  gasta  pra  atender  cada  um  deles.  Isso  você  só 
vai descobrir com o tempo. 
 
Você  vai  pegar  um  e  vai  ver  “estou  trabalhando  1  ou  2  horas  por  dia  e 
estou  dando  conta”.  Tinha  uma  época  que  eu  estava  fazendo  todo  o 
tráfego  do  Mairo  em  3  horas  por  dia,  nesse  tempo  eu  dava  conta  de 
tudo. 
 
Aí  eu  comecei  a  pegar  outros  clientes.  De  repente  eu  estava 
trabalhando  16  horas  por  dia  com  16  clientes,  sem  conseguir  atender 
ninguém  direito.  Aí  eu  pensei  "tô  fazendo  errado”.  Eu  demiti  alguns 
clientes,  fiquei  só  com  os  melhores,  comecei  a  fazer  um  trabalho 
melhor  pra  esses  caras  que  eram  os  melhores,  eles  começaram  a  me 

65 
pagar  mais  por  isso  e  eu  tinha  menos  horas  de  trabalho  pra  fazer  e 
ganhando mais. 
 
Então  vai  chegar  um  momento  da  sua  carreira  que  você  vai  ter  que 
peneirar esses clientes. 
 
“​Pedro,  eu  estou  angustiada  porque  eu  não  sei  apertar  nenhum 
botão?” (​ 1h40’29’’) 
 
É  o  seguinte,  você  tem  as  instruções  do  que  você  vai ter que fazer pra 
clicar  nos botões. Eu falei pra você não falei? O que você tem que fazer 
pra clicar nos botões? 
 
1 –​ L
​ er a bíblia; 
2​ – f​ uçar e clicar; 
3​ –​ i​ r pro campo de batalha; 
4 –​ e
​ aprender com quem sabe. 
 
Eu  vou  te  ajudar  na  aula  03  a  botar  você  no  campo  de  batalha 
conseguindo  seus  clientes  e  vou  te  ajudar  a  aprender  com  quem  faz. 
Então  você  vai  receber  amanhã  as  minhas  aulas,  algumas  aulas 
selecionadas que vão te ajudar no seu início como gestor de tráfego. 
 
"Essas aulas vão me ensinar tudo que eu preciso saber?” 
 
Não,  tudo que você precisa saber está dentro do meu curso, mas essas 
aulas  vão  te  colocar  em  movimento,  vão  gerar  algum  resultado  pro 
seus  clientes,  vão  te  ensinar,  te  colocar  em  movimento  pra você clicar 
nos seus primeiros botões. 
 

66 
Então  não  se  preocupe,  eu  vou  te  ajudar  a  clicar  nos  botões  através 
das  aulas  que  eu  vou  enviar  amanhã  ao  final  da  última  aula  da 
semana do gestor de tráfego. 
 
Mas  lembrando  que  tem  que  estar na aula. Se não estiver na aula, não 
vai  ter  como  receber  esses  materiais,  tem  que  ver  a  aula  até  o  final, 
pois  esses  materiais  vão  estar  protegidos  com  uma  senha  e  você  vai 
ter que usar essa senha pra desbloquear esses vídeos. E a senha vai ser 
falada durante o conteúdo de amanhã. 
 
“​Tem  certeza  que  o mercado não saturou de gestores de tráfego?” 
(1h42’00’’) 
 
Cara,  eu  tenho  certeza.  Você  não  fez  o  dever  de  casa  da  aula  01,  disso 
eu  tenho  certeza  também.  Quem  aqui  teve  dificuldade  de  achar  em 
algum  momento  uma  empresa  com  anúncios  rodando?  Manda  um 
“eu” no chat. 
 
Se  todas  as  empresas  estivessem  anunciando  na  internet,  aí  a  gente 
teria  um  problema  sério.  Porque  ou  essas  empresas  estão  todas 
contratando agências ou todas têm gestores de tráfego. 
 
Mas  não  é  isso  que  acontece.  Você  procura  os  anúncios  online  das 
empresas  e  a  maioria  não  tem  anúncios  rodando.  E  todas  elas,  se 
anunciassem  na  internet,  estariam  ganhando  mais  dinheiro.  Então 
ainda  tem,  e  vai  demorar muito pra isso mudar, ainda tem muito mais 
pessoas  que  precisam  fazer  anúncios  na  internet  do  que  pessoas  que 
sabem fazer anúncios na internet. 
 
O  que  acontece?  A  gente  vive  em  uma  bolha,  a  gente  acha  que  a 
nossa  bolha  é  o  mundo,  que  todo  mundo  está  nessa  nossa  bolha  de 
marketing digital, que todo mundo sabe o que é gestor de tráfego. 

67 
 
Eu  entro  nesses  grupinhos  de  facebook  de  gestor  de  tráfego  e  estão 
sempre  os  mesmos  caras  sem  resultados  falando  ​“agora  gestor  de 
tráfego  é  a  nova  modinha”.  ​Cara,  todo  ano  tem  um  monte  de 
médico  se  formando  e  ninguém  fica  falando  “os  médicos  estão 
saturados”. 
 
Forma  meio  milhão  de  advogados  por  ano,  tá saturado de advogado? 
Não tá. Sempre vai ter gente precisando de advogado. 
 
Sempre  vai  ter  gente  precisando  de  alguém  que  saiba  anunciar  na 
internet,  só  que  hoje  tem  muito  mais  gente  precisando  de  alguém 
que saiba anunciar do que pessoas que sabem anunciar na internet. 
 
Negócio  de  contador,  tá  saturado?  Toda  empresa  precisa  de  um 
contador,  ainda  assim  todo  ano  se  forma  um  monte  de  contador  e os 
contadores  conseguem  trabalho.  Só  que  o  gestor  de  tráfego  não  tem 
uma  faculdade  de  gestão  de  tráfego.  Sabe  qual  é  a  faculdade  de 
gestor de tráfego? É isso aqui que eu estou te ensinando. 
 
Não  tem  um  curso  profissionalizante  de  gestor  de  tráfego  no  SENAI, 
não  existe.  Você  está  numa  bolha  muito  pequena.  10  mil  pessoas,  15 
mil  pessoas  não  é  nada,  nada,  nada  comprado  a  quantidade  de 
empresas que precisam de pessoas pra anunciar na internet. 
 
Vamos fazer o sorteio maroto? Vamos lá. 
 
A primeira vencedora: 
 

68 
 
 
O segundo vencedor: 
 

 
 
Essa  foi  a  nossa  aula  2  da  Semana  do  Gestor  de  Tráfego.  Amanhã 
vamos  finalizar  com  a  nossa  aula  3,  a  aula  mais  esperada,  como 
conseguir os seus clientes de tráfego. 
 

69 
Amanhã  você  vai  ter  acesso  aos  materiais  em  PDF,  aos  materiais 
extras  pra  você  aprender  a  clicar  nos  botões.  E  também  vamos 
conversar  um  pouquinho  sobre  a  Comunidade  Sobral de Tráfego, se é 
pra você, se não é, enfim, todas essas paradas aí. 
 
Eu espero você amanhã! 
 
João:  ​“Bom,  hoje  era  pra  gente  estar  na  rua,  prospectando  alguns 
clientes, só que tem um problema...” 
 

 
 
Reportagem:  ​“Situação  dramática  também  no  Rio  Grande  do  Sul, 
que  vive  o  momento  mais  crítico  desde  o  começo da pandemia. O 
Governador  do  Rio  Grande  do  Sul,  Eduardo  Leite,  anunciou  agora 
à  noite  bandeira  preta  em  11  regiões  do  Estado,  inclusive  na 
Capital.” 
 

70 
 
 
João:  ​“Esse  era  o  motivo  perfeito  pra  gente  adiar  o  projeto  e  não 
sair de casa...” 
 

71 
 

72 
 
 
João:  ​“Com  o  checklist  na  mão,  eu  pensei:  ‘Cara,  eu  acho  que 
ainda  dá!’  Peguei  a  minha  prancheta  com  o  checklist  e  fiz  uma 
relação  dos  nichos  dos negócios que ainda poderiam funcionar na 
pandemia.” 
 

 
 
João:  ​“E,  mesmo  assim,  nesse contexto, a gente conseguiu contato 
com alguns empresários, e hoje a gente fez 2 reuniões.” 
 

73 
 
 
João:  ​“Então,  o  Pedro  não  só  transformou  a  minha  vida.  Ele 
transformou  a  vida  da  minha  mãe,  da  minha  vó,  do  meu  irmão, 
dos alunos do meu irmão...”  
 

 
 
João:  ​“Se  o cara aprender a Filosofia Sobral, o cara tá seguindo um 
método  que  não  tem  erro.  Não  é  à  toa  que  hoje  eu  tô  aqui.  Há  2 
anos  atrás  eu  tava  com  as contas todas atrasadas, e se eu tô aqui 
hoje  é  porque  eu  fui  gerando  resultado  pros  meus  clientes  com 

74 
muita  clareza,  muita  integridade,  e  eu  tô  muito  feliz  de  ter 
conseguido  alcançar  isso  depois  de  ter  saído  do  Banco  por  causa 
de  problemas  de  comunicação.  Então,  é  isso,  cara,  tô  feliz  de 
poder ter te ajudado aqui um pouco hoje, e estamos aí pra isso!”. 
 

 
 
 
   

75 
​Time Stamps : 

 
● Introdução (11’24’’); 
● 1 - O superpoder de clicar nos botões (15’46’’); 
● 2 - O superpoder de escutar (30’00’’); 
● 3 - O superpoder de falar/comunicar (35’50’’); 
● 4 - O superpoder de aprender. (58’06’’): 
● 5 - O superpoder de ir para o campo de batalha. (1h04’00’’): 
● 6 - O superpoder de persistir. (1h08’54’’): 
● 7 - O superpoder de conseguir os clientes. (1h18’30’’) 
● 8 - Dever de casa (1h25’25’’) 

76 

Você também pode gostar