Você está na página 1de 3

Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro

Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro

Avaliação Presencial – AP2


Período - 2013/1º
Disciplina: Orçamento, Estrutura e Custo de Capital
Coordenador da Disciplina: Marcelo Alvaro da Silva Macedo

Aluno (a): ............................................................................................................................


Pólo: ....................................................................................................................................

 Só serão aceitas respostas feitas a caneta esferográfica azul ou preta;


 Não será feita revisão da questão quando respondida a lápis.
 É permitido o uso de calculadora;
 Cada questão vale 2,5 pontos.

Boa sorte!

1ª Questão:
A SQAR Ferramentas, um grande fabricante de ferramentas para jardinagem, está planejando a compra de uma nova máquina. A
empresa possui duas opções: Maq A e Maq B. A Maq A é considerada mais avançada tecnologicamente, enquanto a Maq B
possui tecnologia apenas básica. Foram projetados os fluxos de caixa inicial e para os próximos 5 anos para ambas as máquinas.
Tendo como base uma mesma TMA de 15% a.a., para ambas as máquinas, pede-se:
a) Qual das máquinas você indicaria para a empresa? Explique sua escolha com os devidos cálculos.
b) O que você pode dizer sobre a viabilidade econômico-financeira das máquinas para TMAs inferiores a 15% a.a.? Por que
isso acontece?
c) Se a empresa conseguisse recursos a uma taxa (TMA) de 10% a.a., haveria alteração em sua indicação sobre a máquina a
ser adquirida? Justifique sua resposta de maneira adequada.

ANO 0 1 2 3 4 5
Maq A -R$ 166.000,00 R$ 62.800,00 R$ 48.200,00 R$ 56.600,00 R$ 36.800,00 R$ 65.000,00
Maq B -R$ 134.000,00 R$ 48.800,00 R$ 62.000,00 R$ 39.600,00 R$ 28.600,00 R$ 40.700,00

RESPOSTA

15% 10%
VPL1 VPL2
Maq A R$ 15.627,25 R$ 38.944,82
Maq B R$ 17.940,57 R$ 36.161,05

a. A uma TMA de 15% o projeto escolhido seria a MAQ B, que possui VPL = R$ 17.940,57 maior que o da MAQ A cujo
VPL = R$ 15.627,25
b. Ambos seriam viáveis, já que quanto menor a TMA maior será o VPL.
c. A uma TMA de 10% o projeto escolhido seria a MAQ A, que possui VPL = R$ 38.944,82, maior que o da MAQ B cujo
VPL = R$ 36.161,05. Isto ocorre porque os fluxos de caixa da MAQ A, maiores no fim do fluxo, são preferíveis a taxa
menores, já que sofrem menores perdas a serem trazidos a valor presente.

2ª Questão:
Uma empresa está avaliando dois projetos mutuamente exclusivos, correspondentes à escolha de tecnologias industriais com
investimentos (FC0), vidas-úteis e rendimentos líquidos (FC anuais) diferentes, conforme abaixo (expressos em milhares de R$):
Tecnologias Vida-Útil Invest. Inicial (FC0) FC anuais
A 4 R$ 9.000,00 R$ 2.900,00
B 8 R$ 7.500,00 R$ 1.450,00

Tendo como base uma TMA de 10% a.a., qual das duas tecnologias deveria ser escolhida? Apresente sua resposta acompanhada
dos cálculos pertinentes.

RESPOSTA

VPL VPLAnualizado VPL (REPETIÇÃO)


A R$ 192.609,79 R$ 60.762,77 R$ 324.164,88
B R$ 235.642,99 R$ 44.169,87 R$ 235.642,99

Tanto considerando o VPL anualizado ou o VPL para os projetos com igualdade de vida útil (repetição), o projeto que deve ser
escolhido é a Tecnologia A, pois possui maior valor.

3ª Questão:
A administração da Cia. Rocipir está planejando o orçamento de capital para o próximo ano. A empresa projeta seu lucro líquido
em $ 25.000.000,00 e planeja distribuir 40% deste como dividendos. A empresa tem custos antes do IR para novas dívidas (CT)
na ordem 22 % a.a. para empréstimos de até $ 13.000.000,00. Para recursos de terceiros adicionais a empresa tem custo de capital
de 33 % a.a.. Já para o caso de novas ações (CP) o nível de retorno exigido dos novos sócios seria de 40 % a.a., maior que os
atuais 25 % a.a. dos lucros retidos. A Rocipir está em sua estrutura ótima de capital, que se constitui de 40% de CT (capital de
terceiros) e 60% de CP (capital próprio), com uma alíquota de imposto de renda de 30%. A empresa tem as seguintes
oportunidades de investimentos independentes:
Projeto Inv. Inicial TIR (% a.a.)
A R$ 9.000.000,00 29%
B R$ 11.000.000,00 24%
C R$ 15.000.000,00 32%
D R$ 13.000.000,00 27%
E R$ 7.000.000,00 22%
Qual(is) projeto(s) a Rocipir pode implementar? Justifique sua resposta com os cálculos apropriados.

RESPOSTA

Projeto Inv. Inicial TIR (% a.a.) Inv. Acum Necess CP Custo CP Necess CT Custo CT CMePC
C R$ 15.000.000,00 32% R$ 15.000.000,00 R$ 9.000.000,00 15,00000% R$ 6.000.000,00 6,160% 21,16000%
A R$ 9.000.000,00 29% R$ 24.000.000,00 R$ 14.400.000,00 15,00000% R$ 9.600.000,00 6,160% 21,16000%
D R$ 13.000.000,00 27% R$ 37.000.000,00 R$ 22.200.000,00 17,91892% R$ 14.800.000,00 6,535% 24,45351%
B R$ 11.000.000,00 24% R$ 48.000.000,00 R$ 28.800.000,00 19,31250% R$ 19.200.000,00 7,155% 26,46708%
E R$ 7.000.000,00 22% R$ 55.000.000,00 R$ 33.000.000,00 19,90909% R$ 22.000.000,00 7,420% 27,32909%

Dado o custo de capital (CMePC) de cada faixa de investimento, temos que apenas os projetos C, A e D são viáveis, visto que o
projeto B e E têm TIR menor que o custo de capital (CMePC).

4ª Questão:
A MRSG S/A possui ativos totais no valor de $30 milhões e seu LAJIR é de $15 milhões. Ela paga dividendos preferenciais de
$3.600.000 e é tributada à alíquota de IR 30%. Em seu esforço visando determinar a estrutura ótima de capital, a empresa coletou
dados relativos ao custo de capital de terceiros, ao número de ações ordinárias em cada nível de endividamento e ao retorno
exigido sobre o investimento:
Nível de Endividamento Custo de CT Nº de A.O. Retorno exigido
0% 0% a.a. 20.000 32% a.a.
10% 9% a.a. 18.000 34% a.a.
20% 12% a.a. 16.000 36% a.a.
35% 18% a.a. 13.000 40% a.a.
50% 25% a.a. 10.000 50% a.a.
a) Calcule o lucro por ação em cada nível de endividamento
b) Calcule o preço da ação em cada nível de endividamento.
c) Escolha a estrutura ótima de capital. Justifique sua escolha através dos cálculos apropriados.

RESPOSTA

Índice de Endividamento 0% 10% 20% 35% 50%


LAJIR R$ 15.000.000,00 R$ 15.000.000,00 R$ 15.000.000,00 R$ 15.000.000,00 R$ 15.000.000,00
(-) JUROS R$ - -R$ 270.000,00 -R$ 720.000,00 -R$ 1.890.000,00 -R$ 3.750.000,00
(=) LAIR R$ 15.000.000,00 R$ 14.730.000,00 R$ 14.280.000,00 R$ 13.110.000,00 R$ 11.250.000,00
(-) IR (30%) -R$ 4.500.000,00 -R$ 4.419.000,00 -R$ 4.284.000,00 -R$ 3.933.000,00 -R$ 3.375.000,00
(=) LUCRO APÓS IR R$ 10.500.000,00 R$ 10.311.000,00 R$ 9.996.000,00 R$ 9.177.000,00 R$ 7.875.000,00
(-) DIV PREF -R$ 3.600.000,00 -R$ 3.600.000,00 -R$ 3.600.000,00 -R$ 3.600.000,00 -R$ 3.600.000,00
(=) LUCRO DISP ACION R$ 6.900.000,00 R$ 6.711.000,00 R$ 6.396.000,00 R$ 5.577.000,00 R$ 4.275.000,00
(/) N. DE AÇÕES 20.000 18.000 16.000 13.000 10.000
(=) LPA R$ 345,00 R$ 372,83 R$ 399,75 R$ 429,00 R$ 427,50
(/) RET EXIGIDO 32% 34% 36% 40% 50%
(=) PREÇO DA AÇÃO R$ 1.078,13 R$ 1.096,57 R$ 1.110,42 R$ 1.072,50 R$ 855,00

A estrutura de capital preferida deve ser aquela que resulta no valor estimado da ação mais alto, e não o LPA mais alto, pois a
estrutura que resulta no maior valor estimado da ação é a que maximiza a riqueza do proprietário. A estrutura que resulta no
maior valor estimado da ação é a de índice de endividamento de 20% (preço estimado da ação: $ 1.110,42).

Caso julgue necessário utilize os quadros a seguir para as questões 01 e 02:

Valores para TMA de 10 % a.a.


Período Fator de Vlr. Fator de Vlr. Presente Período Fator de Vlr. Fator de Vlr. Presente
Presente para uma Anuidade Presente para uma Anuidade
1 0,909 0,909 7 0,513 4,868
2 0,826 1,736 8 0,467 5,335
3 0,751 2,487 9 0,424 5,759
4 0,683 3,170 10 0,386 6,145
5 0,621 3,791 11 0,350 6,495
6 0,564 4,355 12 0,319 6,814

Valores para TMA de 15 % a.a.


Período Fator de Vlr. Fator de Vlr. Presente Período Fator de Vlr. Fator de Vlr. Presente
Presente para uma Anuidade Presente para uma Anuidade
1 0,870 0,870 7 0,376 4,160
2 0,756 1,626 8 0,327 4,487
3 0,658 2,283 9 0,284 4,772
4 0,572 2,855 10 0,247 5,019
5 0,497 3,352 11 0,215 5,234
6 0,432 3,784 12 0,187 5,421