Você está na página 1de 1302

BUSH

CRAFT
101

Um Guia de
Campo para a
Arte da
Sobrevivência na
Natureza
Dave Cantuária
Avon, Massachusetts
DEDICAÇÃO

Eu gostaria de dedicar esse trabalho a


todos os homens da fronteira e
lenhadores que vieram antes de mim e
transmitiram seus conhecimentos
através de seus escritos e diários. Sem
esses indivíduos, não teríamos tantas
informações para reunir nosso
conhecimento atual, e sem os livros de
dedicação deles, seria impossível.
CONTEÚDO

Introdução

Parte 1: ENFRENTANDO-SE

CAPÍTULO 1: SUA PACK


Os Cinco Cs
Pacotes: uma visão geral
Carregando seus cobertores
de lã Mochilas
Quadros de
embalagem
Cestas de
embalagem
Tumplines
Mochilas
Kit de transporte pessoal para o
viajante em andamento
Dicas e truques para o seu pacote

CAPÍTULO 2:
FERRAMENTAS
Facas
Segurança da faca /
apertos seguros
Batoning
Entalhes
Cortes de
cisalhamento
Cuidados
com a faca
Serras
Saw Safety
Saw Care
Machados
Moagens
Manuseio e uso
seguros Divisão de
lenha Processando
Lenha Me sentindo
Limbing
Bucking e Entalhe
Batonando no
Machado
Cuidados e Afiação de
Machado Sempre leve
cunhas
Dicas e truques para suas ferramentas

CAPÍTULO 3: CORDA,
CORDAGEM,
WEBBINGS E Knot
Cord
ões
Corda
Membrana
Fita Mula
Fazendo Cordage Natural Nós
básicos e úteis do
acampamento
Amarrações, ligações e alternâncias
Dicas e truques para corda e cordame

CAPÍTULO 4:
RECIPIENTES E
FERRAMENTAS DE
COZINHA
Garrafas de água /
cantinas Taças
Vasos
Pot Hanging
Frigideiras
Assador de
carne Pranchas
Ferramentas para
manipulação de
alimentos Ferros de
Cozinha
Fogões e queimadores
Dicas e truques para cozinhar no campo
CAPÍTULO 5:
COBERTURA
Lonas e barracas de lona
Polipropileno e Silnylon
Tela de pintura
Oleado
Ground Pads
Procurar
Bolsas
Cobertores térmicos de
emergência Redes
Sacos de dormir
Cobertores de lã
Abrigos Naturais
Dicas e truques para uma cobertura mais
inteligente
CAPÍTULO 6:
COMBUSTÃO
Isqueiros Hastes de
ferrocério
Lente de aumento (Sun Vidro) Faca /
Machado Lâminas
Fogo de Fricção
(Paus) Charring Tins
Dicas e truques para incêndios
seguros e bem-sucedidos

Parte 2: NO BUSH
CAPÍTULO 7:
CONFIGURAÇÃO DO
CAMP
The Four Ws
Higiene do
acampamento
Tarps e Configuração
de Tarp Firecraft
Materiais de partida
Disposições de fogo
Long Fires
Dakota Fire Pits
Keyhole Fires
Dicas e truques para o seu acampamento
CAPÍTULO 8:
TERRENO
NAVEGANDO
Bússolas
Uso básico da bússola
Noções básicas sobre recursos e
mapas do terreno
Orientando o mapa
Medindo a distância e tomando
rolamentos Cinco métodos de navegação
que todo homem da floresta deve
conhecer
Azimutes reversos ou traseiros
Determinando a distância quando
Viajando
Encontrando-se (Auto-
mapeamento) Obstáculos
PAULO Método (Layout
uniforme de azimute positivo)
Horário de verão
Dicas e truques para uma
navegação bem-sucedida

CAPÍTULO 9: ÁRVORES:
O RECURSO DE QUATRO
ESTAÇÕES
Pinheiros
Salgueiros e
choupos Noz preta
Sassafrás
Oaks
Dicas e truques para fazer uso de árvores

CAPÍTULO 10: JOGO DE


ARMADILHA E
PROCESSAMENTO
Compreendendo os componentes de
interceptação Criando sinal Postagens
Isca para captura
Armadilhas modernas
Materiais de armadilha
improvisados o Noções
básicas de captura de terras
altas Armadilhas para iscas
Aprisionamento de
água Conjuntos
especializados
Interceptação
primitiva
Armadilhas da
Queda Mortal
Armadilhas para
pássaros
Kits pequenos de armadilha
Pescar com varas improvisadas e
Tenkara
Processando Jogo
Pequeno Processando
Outro Jogo
Preservando Carne
Dicas e truques para uma captura bem-
sucedida Conclusão

Apêndice A: O Conceito Pathfinder:


Conservando e Utilizando Recursos
Apêndice B: Comestíveis selvagens e
Plantas medicinais
Apêndice C: Receitas
Bush Apêndice D:
Glossário
direito autoral
Introdução

"Noções preconcebidas,
especialmente quando alguém é
bastante influenciado por sua
influência, são mais difíceis de se
livrar".
STEWART EDWARD BRANCO,
ACAMPAMENTO E
TRILHA1907

"Bushcraft" é um termo para


habilidades no deserto e é a prática de
sobreviver e prosperar no mundo
natural. Para praticar efetivamente o
bushcraft, você deve
mestre um conjunto de habilidades
exclusivo que inclui armas de fogo,
navegação, captura, criação de abrigo,
rastreamento e uso de ferramentas,
modernas e primitivas. Os sábios
caminhantes carregam poucos objetos e
ferramentas essenciais em suas
jornadas; em vez de equipamento extra,
eles carregam o conhecimento e as
habilidades necessárias para criar itens
necessários diretamente da paisagem.
Prosperar na floresta sem os confortos
modernos disponíveis hoje em dia
exige determinação.
Como qualquer hobby, requer
dedicação e conhecimento que, em
certas circunstâncias, podem salvar
sua vida. Muitos
artesanato habilidades são essenciais
para sobreviver na natureza em caso
de emergência.
Voltando para o passado não tão
distante, você verá que alguns dos
homens mais influentes da história
tiraram a vida no deserto como um
empreendimento sério e também como
um passatempo eufórico. Eles se
reconectaram à natureza, conservaram
recursos e trabalharam para preservar o
mundo natural. Theodore Roosevelt é
talvez o presidente mais famoso
associado à exploração, preservação e
vida selvagem.
Trabalhando com John Muir, fundador
da
Sierra Club, ele melhorou a proteção
das maravilhas naturais dos Estados
Unidos, preservando 230 milhões de
acres de habitat de vida selvagem em
todo o país. Nos trinta anos da virada
do século XX, o pessoal dos Estados
Unidos estava redescobrindo como era
passar um tempo na natureza e
encontrar um alívio para a vida
cotidiana. Escritores e autores como
Horace Kephart e EH Kreps capturaram
essa nova mania usando os termos
"artesanato em madeira" e "camping".
Eles seguiram os passos de seus
antecessores, como George
Washington Sears "Nessmuk", que foi
um inovador em pisar e viajar na
floresta para recreação - não para
sobreviver. Mais recentemente, Les
Hiddins, o australiano "Bush Tucker
Man", Mors Kochanski, o instrutor
canadense de caça e sobrevivência e
Ray Mears, o famoso lenhador e
instrutor inglês, trouxeram a prática do
bushcraft para o público
contemporâneo.
Por que alguém, nesta era de
conveniências modernas e
tecnologia incrível, deixaria uma
vida confortável para trás em busca
de uma solução mais simples, mas
potencialmente perigoso, vagabundo na
floresta? As razões são muitas e os
benefícios são numerosos. Praticar
bushcraft é uma ótima maneira de
aproveitar o ar livre. Se você se sentir
preso em um ambiente urbano, um bom
vagabundo é uma maneira de voltar à
natureza, desligar seus dispositivos
eletrônicos e escapar das constantes
pressões da sociedade. Além disso, as
habilidades que você aprimora no mato
podem se tornar habilidades para salvar
vidas quando se trata de situações de
preparação e sobrevivência para
desastres.
Nessmuk disse isso melhor quando
explicou: "Nós não vamos para a floresta
verde e para as águas cristalinas para
desbaste, mas para suavizá-la". Essa é
uma afirmação poderosa, especialmente
neste dia de conveniência moderna.
Muitos acreditam que “suavizar” ou
estar à vontade significa que precisamos
de muitos equipamentos e acessórios. Na
realidade, você precisa de muito pouco
equipamento para ter sucesso na
natureza.
Em vez disso, você precisa conhecer o
mundo natural. Este livro fornece esse
conhecimento em um curto espaço de
palavras, mas deve ser complementado
por seu próprio
experiência e tempo no mato para obter
seu próprio "Doutorado em
Conhecimento Woodsy" (um termo
cunhado por Mark Baker).
Este volume é o companheiro
perfeito para os entusiastas do ar livre,
bem como aqueles novos na prática de
bushcraft. Foi escrito a partir de
experiências pessoais, pesquisas e
muitos dias e noites em vários
ambientes e ecossistemas diferentes.
Guiado pela minha experiência, você
descobrirá tudo o que precisa para
expedições, desde preparar sua mochila
até montar o acampamento
para escolher ferramentas e
suprimentos. Este manual também
inclui instruções claras sobre
navegação, fabricação de fogo,
captura, pesca, forrageamento e muito
mais.
Você vai aprenda até as melhores
maneiras de conservar recursos,
naturais e artificiais. As instruções,
dicas e truques testados e verdadeiros
encontrados aqui fornecerão as
importantes habilidades necessárias
para fazer a transição da vida interior
para a sobrevivência - e prosperidade -
no mundo natural.
Acredito que entendendo os recursos
naturais e aprendendo sobre o
itens que fazem a diferença entre
conforto e miséria, você pode obter uma
experiência quase eufórica ao passar o
tempo na trilha ou no mato. Com este
livro como seu guia, em breve você
também apreciará o deserto - sem a
necessidade de suavizá-lo. Para esse
fim, apresento esta redação a você,
inspirada por meus heróis e mentores do
passado como recuperação e uma
versão mais contemporânea de
bushcraft da minha experiência no leste
dos Estados Unidos.
- Dave Canterbury
PARTE 1
Se preparando
Capítulo 1
SEU PACOTE

"O homem que anda a pé,


preparado para acampar em
qualquer lugar e em qualquer
clima, é o sujeito mais
independente do mundo."
--HOR KEPHART, 1904

Quando você praticar bushcraft, você


é uma unidade independente: você
deve carregar tudo o que precisa nas
costas e nas costas
pessoa, tudo o necessário para sustentá-
lo durante a sua viagem. (Você também
deve incluir tudo o que precisar em
caso de emergência.)
OS CINCO Cs
Vocês pode organizar o essencial com
base nos Cinco Cs de Sobrevivência.
Dentro desses cinco elementos básicos,
estão todas as ferramentas e
conhecimentos que você precisa para se
preparar para emergências e para se
tornar independente das armadilhas da
selva urbana. Esses itens são os mais
difíceis de reproduzir a partir de
material natural, requerem a maior
quantidade de habilidade para
reproduzir e controlam as condições
que afetam mais diretamente a
temperatura central do corpo. (Eles
também podem ser usados para
processar itens brutos para ajudar a
controlar o núcleo do seu corpo
temperatura.) Esses itens, juntamente
com a sua capacidade de se vestir para
as condições atuais e o conhecimento
do mundo natural, facilite a embalagem
de um kit de luz e aproveite seu tempo
"a pé".
Os cinco Cs são:

1. Corte Ferramentas
manufaturar itens necessários
e alimentos processados
2. Elementos de cobertura para
criar um microclima de proteção
contra os elementos
3. Combustão dispositivos para
criando os incêndios necessários
não apenas para
preservar e cozinhar alimentos,
mas também para fazer
medicamentos e fornecer o calor
necessário
4. Recipientes carregar água a
distâncias ou para proteger
fontes de alimentos coletadas
5. Cordages para ligações e amarração

Esses itens, juntamente com o


conhecimento da paisagem e alguns
itens para garantir sua comida, serão o
núcleo do que você leva e leva. Você
pode adicionar algumas coisas para
primeiros socorros, navegação e reparo,
para tornar sua vida mais tranquila.
na trilha e no acampamento. Isso
significa que você precisa de uma
infinidade de itens que serão difíceis de
carregar ou que serão tão pesados que o
farão se arrepender da viagem a
algumas centenas de metros? Não; em
vez disso, você deve escolher os
elementos certos para o seu kit e
garantir que esses itens sejam da melhor
qualidade. Além disso, você deve
garantir que eles executem bem várias
tarefas necessárias.
CONTROLE DE
TEMPERATURA
PRINCIPAL, CONFORTO
E CONVENIÊNCIA
o Cinco Cs destinam-se em grande parte
a ajudá-lo a controlar a temperatura, o
conforto e a conveniência do núcleo. Ao
embalar ou criar seu kit, a compreensão
desses elementos ajudará a determinar
quais itens são realmente importantes e
quais são adicionados apenas peso. Sua
primeira prioridade em qualquer kit é
manter as funções corporais e a
temperatura central em qualquer
condição climática. Por esse motivo,
itens como dispositivos de combustão,
roupas,
e recipientes para a água do processo
será da maior importância. Se você olha
para o conforto, esses são os itens que
você deseja proporcionar uma noite de
sono confortável. Dormir pelo menos
quatro horas sólidas por noite é crucial
para aproveitar seu tempo em
movimento. (Você pode avaliar o nível
de experiência de alguém na floresta de
acordo com o quanto ele dorme à
noite.) Itens de conveniência são
aqueles que você não precisa levar, mas
gostaria de levar para tornar as coisas
mais agradáveis ou para realizar
algumas tarefas. um pouco mais fácil.
Ao focar no controle de temperatura
central e
conforto Ao planejar sua embalagem,
você abrirá espaço para itens de
conveniência que proporcionam
momentos memoráveis na natureza.
PACOTES: A VISÃO
GLOBAL
Agora que você conhece o filosofia de
embalagem, você precisa de algo para
transportar seu equipamento.
Atualmente, existem muitas
configurações e marcas de embalagem
diferentes no mercado, e as opções de
cores e estilo são quase infinitas. Eu
nunca fui fã de mochilas com muitos
bolsos e compartimentos; sempre que
você procura um determinado item,
encontrá-lo se torna uma provação.
Mantenha as coisas simples; nossos
mentores do passado acreditavam o
mesmo. O transporte mais básico
significa um rolo de cama / cobertor,
mochila, pacote
quadro, Armação, ou cesta de
embalagem. Alguns deles podem ser
combinados para maior conforto ou
versatilidade. Nas seções a seguir,
consideraremos algumas estratégias
improvisadas para embalagem, bem
como algumas opções mais comuns
disponíveis hoje.
CARREGANDO SUA LÃ
COBERTURAS
Se vocês planeje usar um cobertor de lã
e não um saco de dormir, você
precisará de um cobertor queen-size de
100% e um cobertor duplo de 100% de
lã combinados para a roupa de cama;
isso é suficiente nas temperaturas até o
congelamento.
Para crie esta opção de transporte,
coloque uma lona no chão, dobrada em
terços (8 '× 8' é um bom tamanho
mínimo). Em seguida, dobre o cobertor
da rainha ao meio com o gêmeo
dobrado ao meio em cima disso. Para
isso, você adicionará outros elementos
do kit que
você não será necessário
imediatamente, pois eles estarão
confinados a esse teste até você montar
o acampamento. Roupas sobressalentes
e alguns materiais secos são boas
coisas para colocar dentro deste rolo
para garantir a segurança a seco.
Uma vez que o rolo é colocado no
chão, dobre ao meio um pedaço de
corda ou fita de 12 'de comprimento e
coloque-a no final do rolo. Enrole a
corda no resto do saco de dormir;
quando estiver no rolo, um laço se
estenderá de um lado e as duas caudas
do cabo se estenderão do outro lado do
rolo. Alimente essas caudas através do
laço e amarre-as. Você então
preciso amarre o rolo usando dois
comprimentos de cordame ao redor da
parte externa do rolo e prenda-os.
Nesta configuração, você pode usar o
rolo como uma alça única ou a corda
pode ser dividida para formar uma
mochila no estilo mochila.
Montando seu saco de dormir
MOCHILAS
Uma mochila é um nome comum para
uma mochila, e hoje existem centenas
no mercado. Novamente, muitos bolsos
e compartimentos em um pacote
podem criar problemas; adira-se a
designs que apresentam um grande
compartimento em forma de balde e
dois bolsos externos para facilitar o
acesso a itens importantes ou usados
com frequência. Uma embalagem
grande o suficiente para caber em uma
cesta de embalagem, ou cerca de 35 a
50 litros, é mais do que suficiente para
muitos dias no campo. A coisa mais
importante a lembrar ao selecionar uma
mochila é a quantidade geral
durabilidade do pacote e de todos os
seus componentes, como correias,
zíperes e fivelas. Os pacotes de lona são
ótimos, mas um material pesado (com
um denier de mais de 500) também
funcionará. Para o iniciante, o
excedente militar é um bom lugar para
começar. Os materiais excedentes
militares foram testados para resistir a
muitos abusos e, se você os
inspecionar, geralmente os encontrará
em boas condições. Eles irão atendê-lo
por muitos anos a um preço muito bom.
MARCAS DE
EMBALAGEM TO
CONSIDERAR
Quando Ao selecionar um novo
pacote para compra, verifique se a
empresa possui uma boa reputação e
uma longa experiência na produção
de pacotes.
Lembre-se: Seu O pacote é a sua
salvação quando você está sozinho na
floresta. Uma garantia vitalícia é
dinheiro bem gasto. A Duluth Pack
Company está no mercado desde o final
do século XIX e hoje mantém a mesma
qualidade e garantia que o criador da
empresa.
Esses pacotes estão entre os melhores se
você
escolha uma opção de mochila. No que
diz respeito aos pacotes excedentes, as
mochilas de montanha suecas, as
embalagens US ALICE (Equipamento
de Transporte Individual Leve Leve
para Todos os Propósitos) e as
embalagens USMC ILBE (Equipamento
de Rolamento de Carga Aprimorado)
são difíceis de bater para garantir a
durabilidade testada.
Qualquer O sistema de embalagem
deve incluir uma bolsa impermeável
grande o suficiente para encher o
compartimento principal para garantir
que o conteúdo seja mantido seco -
independentemente das condições.
Depois que você acampar, você pode
remover a bolsa e usar a embalagem
vazia
para reunir acampamento recursos
como lenha. Se você deseja combinar
uma mochila com uma opção de rolo
de cama / cobertor, a mochila pode ser
de tamanho menor; simplesmente
adicionar anéis “D” em qualquer loja
de selim permitirá que o rolo seja
pendurado nas tiras na altura da
cintura. Muitos dos pacotes e armações
disponíveis incluem um cinto
acolchoado para ajudar a distribuir a
carga, e a maioria pode ser removida se
você achar que está no caminho ou se
quiser uma carga mais leve.
PACOTE QUADROS
As armações de pacote são o meu
sistema favorito para transportar
equipamentos para o campo. Você pode
usá-los como um item independente ou
combiná-los com outros itens. A
versatilidade dos quadros externos foi
praticamente esquecida hoje. A
armação improvisada mais popular hoje
em dia é a armação Roycroft, em
homenagem a Tom Roycroft, um
homem do ar livre que ensinou a
construção dessa armação a Mors
Kochanski, o famoso especialista
canadense em bushcraft e sobrevivência
na natureza. Este triângulo simples
pode ser construído dentro de
minutos e pode durar muitos anos se as
amarrações estiverem corretas e a
seleção de madeira for sábia. Para criar
esse tipo de estrutura, primeiro corte três
componentes (facilmente feitos de um
único rebento de madeira dura) e siga
estas instruções de amarração:

1. Cortar uma ripa lombar ou pedaço


de madeira de lei
aproximadamente 2 "mais largo
que a região lombar das costas (ou
aproximadamente o comprimento
da axila até o pulso).
2. Cortar 2 peças 1–11⁄2 vezes o
comprimento do seu braço da axila
para
pontas dos dedos estendidas.
3. Chicote de cisalhamento (Vejo
Capítulo 3) ambos os componentes
mais longos, com cerca de 1
polegada das extremidades da
veneziana lombar, e depois cruzá-
los na diagonal e amarrá-los a
cerca de 4 "da parte superior para
criar um triângulo.
4. Quando o quadro estiver completo,
crie 7 pontos de alternância para
amarrar a engrenagem ao quadro.
A alça para a armação é feita de
um pedaço de corda ou fita de 12
pés de comprimento, fazendo um
nó na cabeça de uma cotovia
passando pelo X superior da
armação. Em seguida, enrole a
corda nas orelhas da região lombar
peça, amarrando a cintura para
prender.
Moldura Roycroft

Uma vantagem para esse quadro é


que ele não possui barras cruzadas
dentro da estrutura do triângulo, o
que
suas costas. Outros tipos de quadrosCom
barras transversais, a carga da mochila é
empurrada pela estrutura e para trás,
causando desconforto ao longo do
tempo. Para embalar o quadro Roycroft,
você pode usar um método semelhante
para fazer um saco de dormir.
Novamente, use a lona como o
componente mais externo.
Em vez de de enrolar a engrenagem na
lona, dobre a lona ao redor da
engrenagem, garantindo que a última
dobra se torne uma aba para derramar
água. Prenda-o à armação usando
cordame da maneira X e amarre-o com
um nó de atolamento ou um nó
semelhante antes de adicionar tiras e
vestir a mochila.
Metal os quadros de embalagem
também vêm em várias configurações e
preços. Uma boa versão barata (embora
um pouco pequena para algumas
coisas) é a estrutura excedente do
pacote ALICE; você pode encontrá-los
com uma alça de ombro completa e
uma almofada lombar com alça de
cintura por cerca de US $ 30. A única
adição necessária para usá-lo como um
quadro independente, semelhante ao
Roycroft, são algumas opções de
pontos de amarração. Em alguns casos,
você também pode encontrar uma
prateleira de rádio destacável para a
parte inferior desse quadro,
aumentando sua versatilidade. Você
também pode comprar novos quadros
de pacotes
feito de tubos de metal de empresas
como a Cabela ou a Bull-Pac. Estes são
feitos para transportar animais de caça
mortos no campo. Esses quadros são
maiores que o pacote médio e são
principalmente de boa qualidade,
embora eu sugira verificar esses tipos
de quadros quanto à qualidade de suas
fivelas, correias e conexões antes da
compra. Para um novo quadro, é difícil
vencer o BULL-PAC, fabricado pela
empresa com o mesmo nome. Esse
quadro foi projetado com base no jogo,
mas possui algumas qualidades que
muitos quadros comuns não
oferta: pontos de amarração
incorporados ao projeto, com ferragens
e correias pesadas e resistentes, além de
uma prateleira para manter um saco de
dormir seguro. Este pacote deve durar a
vida inteira e é muito confortável,
mesmo com as cargas mais pesadas (e
leve quando vazio). Adaptar esses
quadros com outros sistemas é um
processo muito fácil; basta amarrar a
engrenagem no próprio quadro e partir
(como acontece com um quadro de
Roycroft). Eu uso a estrutura de design
do Bull-Pac e incorporo muitos
sistemas diferentes, dependendo da
excursão. Um cesto de lixo padrão para
escritório
faz um ótimo cesto de captura quando
preso ao quadro e com um saco de
dormir aninhado na prateleira, é uma
combinação perfeita de caça / captura.
Seu tamanho é determinado pela própria
moldura da embalagem.
PACOTE Cestas
Cestas de embalagem ter usado por
muitos anos, começando com os
caçadores de peles da Hudson's Bay
Company no final dos anos 1600. Eles
geralmente vêm com tiras de
embalagem presas e podem ser usadas
sozinhas como uma embalagem ou
combinadas com outras coisas. Você
pode colocar sua cesta em uma mochila
grande para facilitar o transporte. A
vantagem do cesto de embalagem é a
sua rigidez: é mais fácil colocar as
coisas e recuperá-las mais tarde, e como
as cestas são geralmente feitas de
madeira ou tecido
dos sintéticos modernos, eles também
drenam bem se qualquer coisa que você
colocar neles estiver molhada. No
entanto, qualquer equipamento
colocado nesses cestos (exceto o
equipamento de captura) deve ser
colocado em uma bolsa impermeável,
como em qualquer embalagem.
Nestes pacotes você pode transportar
armadilhas de metal, ferramentas de
armadilha e outros equipamentos sem a
chance de perfurar a tela ou outros
materiais da embalagem. Quando você
combina um invólucro externo do
pacote de lona, como um Duluth Pack,
uma bolsa impermeável interna e um
cesto de embalagem, isso se torna um
sistema muito versátil, fornecendo três
opções de transporte diferentes em uma
unidade. Vocêspode acampar, remover
a bolsa impermeável que contém o
equipamento de acampamento, remover
o cesto (uma cesta tecida geralmente
feita de fendas de cinzas com tiras
adicionadas; pode ser usada como um
pacote) para usar em uma linha
enquanto estiver acampada e ter a
mochila vazia para transportar recursos
de volta ao acampamento durante
pequenos escuteiros para lenha, etc.
Todos os componentes de captura
podem ser deixados no cesto da
mochila, e qualquer sangue ou lama da
linha de captura ficará confinado à
cesta de captura durante o uso.
DICA DE BUSHCRAFT
Um cinto de segurança emprega o
sistema de correia removível de
uma mochila ou armação para usar
com uma carga enrolada em uma
lona ou cobertor. Um exemplo é
um conjunto de correias ALICE
(amplamente disponíveis e muito
baratas quando compradas em
lojas excedentes). Quando usadas
em conjunto com uma carga
envolvida, como uma lona e uma
engrenagem, as correias podem
ser presas diretamente na correia
horizontal ou no cabo usado para
prenda a embalagem,
formando assim uma mochila
simples, mas eficaz.
TUMPLINES
Tumplines são tiras presas a uma carga
mais pesada (como um pacote ou
armação) que são usadas na testa para
ajudar no transporte da carga.
Antigamente, costumavam ser tiras
feitas à mão, mais largas onde se
estendiam sobre a testa. Os entusiastas
da canoa do século XX usavam
tumplines muitas vezes para transportar
mochilas pesadas de canoas ao
atravessar uma área na qual todo o
equipamento e a canoa tinham que ser
transportados de uma via navegável
para outra (isso é chamado
"Portaging"). AA maneira mais fácil de
criar um tumpline é usar a corda ou a
correia mencionada anteriormente e
adicionar uma cinta de cintura de uma
sela nas entrelinhas. A cinta de
circunferência é uma cinta acolchoada
para o cinto de um cavalo; isso pode ser
usado como uma alça de ombro
acolchoada, amarrada no meio da
tumpline de cada extremidade da área a
ser usada na testa. Você também pode
redefinir isso como uma alça de ombro
mais larga e confortável em conjunto
com um saco de dormir. Na maior parte
dos dias de hoje, com os novos designs
de embalagens modernas, os tumplines
são
desnecessário, mas eles pode ser útil ao
fazer as coisas de uma maneira mais
minimalista e tentar tirar o máximo
proveito do seu equipamento. Posso
dizer-lhe que uma máquina de lavar é
muito útil ao prender, pois você pode
estar carregando uma cesta cheia de
cerca de 100 libras da captura do dia,
além do seu equipamento. Isso por si só
faz valer a pena se você planeja
capturar.
HAVERSACKS
Uma mochila é uma pequena bolsa
carregada em um lado do corpo. A
mochila é um item de transporte padrão
desde os dias da fronteira. Essas sacolas
variam em tamanho entre 11 "× 18" e
24 "quadradas; o tamanho exato, no
entanto, é uma questão de preferência
pessoal. A construção é geralmente de
tecido ou couro. Muitas mochilas são
resistentes à água, feitas de oleado ou
lona encerada artesanal. Este
dispositivo é usado para transportar
itens de importância imediata ou itens
coletados ao longo da jornada.
Nunca encher demais esta bolsa a
ponto de não ter mais espaço,
principalmente para as coisas que
encontrar ao longo da trilha; pode ser
necessário espaço para armazenar
fontes rápidas de isca ou material de
ninho de pássaro.

DICA DE BUSHCRAFT
As bolsas de cinto, geralmente de
couro, são onde o carpinteiro
guarda seu kit principal de fogo e,
possivelmente, uma faca ou
canivete sobressalente. É a sua
carteira, por assim dizer, usada
para carregar o máximo
itens importantes que você pode
precisar, especialmente se você
deixou tudo para trás no
acampamento ou se você perde
seus suprimentos. O tamanho
desta bolsa é opcional, mas você
não deseja que ela seja grande
demais para se tornar pesada
enquanto se move.
KIT DE TRANSPORTE
PESSOAL PARA O
VIAJANTE AFOOT
Depois de ter selecionado seu pacote (ou
pacotes), você deve decidir o que
colocar nele. A seguir, é apresentada
uma lista geral de equipamentos e
suprimentos. Esta lista não é de forma
alguma exaustiva; no entanto, é uma
ótima ferramenta de referência para
garantir que você tenha o equipamento
essencial necessário em suas jornadas.
Não se preocupe se ainda não tiver
certeza do que são algumas dessas
coisas ou para que são usadas; Vou
explicar todos eles à medida que
avançamos.
BOLSOS

Isqueiro
Compass
o
Jackknife

CINTO

Faca bainha
Kuksa (copo de madeira
tradicional) em alternância

BOLSO DE CORREIA

Oculos de sol
4 "× 1⁄2Hastes de ferrocério de 2 "envolvidas
no final com fita adesiva de 1
"Mais leve
Jack de escultura
10 '# 36 linha de marinheiro
alcatroado

HAVERSACK

Casaco de relógio
(oleado) Lenço
(linho)
Cordame (rolo parcial da linha de
marinheiro # 36 asfaltada)
Luvas de trabalho (couro)
Haste de ferrocério de reposição (6
"× 1⁄2)Extremidade de 2 "envolvida com fita adesiva
de 1")
PACOTE

Lona de oleado de 8 '× 8'


ampla Saco de lixo de plástico (55
galões) Cobertor de lã dupla
Manta de lã da rainha (ou saco e
bivvy militar do Sistema de Sono
Modular [MSS])
Machado de caçador SA
Wetterlings
1 lista Linha do marinheiro #
36 asfaltada Serra dobrável ou
serra de proa de 20 "
Frigideira
Bolsa de lona encerada com 3
velas de cera de abelha e 6 palitos
de madeira compensada
Caderno e lápis
2–3 comprimentos completos de
corda de cânhamo, 1⁄22 "diâmetros
Kit de reparo para cabo de
paraquedas # 25 '# 550 (ridgeline)
para lâminas de facas e machados,
correias e correias ou lona
10 '# 8 da linha de marinheiro
alcatroado
2 vela agulhas, # 9 e # 13
1 haste de diamante de
Lansky
1 pequena pedra de amolar
2 Pregos 16P
KIT DE PESCA DE VERÃO
(PEQUENO)

2 fraudado linhas, 1 linha


flutuante e 1 linha trançada
com gancho # 6 Pequeno frasco
de shot dividido Ganchos
variados
Show de sapo / peixe de 3 pinos em
metal

KIT DE ARMADILHA DE
INVERNO

3 # 110 armadilhas de aderência do


corpo
Armadilhas para aperto de corpo 2
Armadilha de mola longa longa 1 #
3
12 armadilhas sortidas
25 'fio de enfardamento
Arma de fogo e acessórios
(sazonal)
DICAS E TRUQUES PARA
A SUA PACK

1. Circunferência usada correias


para cavalos são ótimas para
tumplines e podem ser
encontradas em lojas de pregos
locais. Estes são feitos para
durar e têm anéis de metal
pesado que suportam cargas
muito pesadas, se necessário.
2. Se vocês são alérgicas à lã, a
alpaca é um ótimo material
alternativo; no entanto, geralmente
não é tão resistente à água quanto
a lã.
3. Ao experimentar com o seu kit, faça
uma viagem à floresta por uma
noite e, quando voltar, reavalie o
que não usou. A menos que as
circunstâncias determinem o
contrário, deixe de fora da próxima
vez. Se você achar que precisa,
poderá adicioná-lo novamente
mais tarde.
4. Lembrar de pense sempre fora da
caixa sobre os usos dos itens que
você carrega. Em geral, cada item
deve ter três usos, mas quanto
mais você encontrar, menos itens
será adicionado posteriormente.
5. Sacos impermeáveis de 5 a 10
litros são sempre uma boa adição
aos elementos essenciais
separados e à prova d'água da
engrenagem. Eles também podem
servir como recipientes para
coleta e armazenamento de água
antes e depois de ferver ou
coletar água da chuva.
Capítulo 2
FERRAMEN
TAS

“Nos primeiros dias da vida


americana, o Machado e a Faca
eram as duas ferramentas
indispensáveis. Com a faca,
fizeram colheres, vassouras,
ancinhos e tigelas; aparou a pele
dos animais que capturaram e fez
as pequenas coisas de que
precisavam na cabana ou ao redor
dela. ”
- PHILIP D. FAGANS, 1933
Qualidade, ferramentas bem mantidas
podem significar a diferença entre um
vagabundo agradável e confortável e um
vagão malsucedido
- ou mesmo perigoso - aventure-se no
mato. Lembre-se deCapítulo 1 esse corte
ferramentas são um dos cinco Cs. Isso
significa que eles são itens essenciais
ao praticar bushcraft. Como existem
muitas opções em facas, serras e eixos,
este capítulo fornecerá o conhecimento
para selecionar as melhores ferramentas
para suas necessidades e destinos
específicos.
Cuidar de suas ferramentas também é
uma habilidade crucial a ser adquirida.
Não basta carregar essas ferramentas no
seu kit; A manutenção adequada
garantirá a longevidade e a durabilidade
de suas ferramentas ao longo do tempo.
Igualmente importantes são suas
habilidades no manuseio, uso e
manuseio adequados de suas facas,
serras e machados. De afiar arestas,
processar lenha e derrubar árvores, este
capítulo detalha as habilidades
essenciais que você precisará para se
tornar um especialista em lenhador, ao
mesmo tempo em que se protege - e
àqueles ao seu redor.
FACAS
Uma faca de cinto é a ferramenta mais
importante que qualquer lenhador pode
possuir. Sendo esse o caso, você deve
manter esta ferramenta diretamente
anexada à sua pessoa para evitar que ela
se perca. Com este item, você pode
recriar todos os outros itens necessários,
em caso de emergência. Portanto, a
pergunta final é: qual é a faca perfeita?
Falando por experiência própria, eu
diria que geralmente é o que você tem
quando surge a necessidade. No
entanto, para os propósitos desta
discussão, vamos
examinar o qualidades de uma faca que
será mais útil para você na natureza.

Perfis básicos de lâminas de faca

Início olhando o comprimento da


lâmina da faca. Uma lâmina que é muito
pequena
vai fazer isso difícil processar lenha, se
necessário, especialmente se você não
estiver carregando um machado ou se
não houver um disponível. Uma lâmina
grande demais tornará mais difíceis as
tarefas de escultura mais refinadas. O
meio feliz tem cerca de 41⁄2–6 "de
comprimento da lâmina.
Historicamente, a maioria das facas
encontradas na fronteira americana
tinha esse comprimento e tinha o perfil
de uma grande cozinha ou faca de
açougueiro. Atualmente, as lâminas são
feitas de aços de alto carbono como
1095 e 01 aço ferramenta são
preferíveis, por causa de sua capacidade
de lançar uma chuva de faíscas (como
fogo
aço). Isso os torna excelentes
ferramentas para iniciar o fogo. Você
pode usar lâminas de aço de alto
carbono com uma pedra dura, como
quartzo ou pedra, para inflamar tecidos
ou materiais carbonizados,
especialmente se o seu método
preferido de fabricação de fogo falhar
ou tiver sido usado. A coluna da lâmina
deve ter uma boa borda afiada de 90 °;
verifique se não está enrolado ou
chanfrado. Novamente, isso permitirá
que você o use como um dispositivo de
impacto para o fósforo de metal ou a
haste de ferrocério.
Muitas facas hoje são revestidos
com algo para impedir que as lâminas
enferrujem. Você deve evitar facas
revestidas; isto é
É muito difícil para as facas com este
revestimento jogar uma chuva de
faíscas ou inflamar o material em
combinação com uma rocha dura. É
melhor apenas manter sua lâmina para
evitar ferrugem.
Qualquer faca que você carrega como
uma faca de cinto, deve ter um design
completo; isso significa que a faca
inteira é um pedaço de aço com alças
presas ao exterior por um pino ou
parafuso. Isso é muito importante, pois
a faca pode sofrer muitos abusos ao
processar lenha, especialmente ao ser
atingida na espinha ao bater madeira
(veja a seguir). Porque seu cinto
faca é tal Como parte integrante do seu
kit, você deve reservar uma parte
considerável do orçamento do seu kit
para esta ferramenta.

DICA DE BUSHCRAFT
A moagem da faca, ou a forma da
seção transversal da lâmina, é
outra consideração que se resume
ao gosto pessoal. Os principais
tipos de moagem são:

Moagem oca
Moagem convexa
Moagem plana
Moagem escandinava

Moagem básica de facas

Plano moagens escandinavas


são mais fáceis de aprimorar a
nitidez rapidamente no campo.
Eles se dividem bem, mas podem
ser quebradiços, dependendo da
faca, se torcidos de um lado para
o outro,
especialmente em tempo frio.
Elessão absolutamente os
melhores para o barbear fino e o
trabalho de entalhar. As lâminas
de moagem oca mantêm uma
borda muito afiada e se destacam
nas tarefas de esfolar, mas são
as mais suscetíveis a danos
porque a lâmina é fina. As arestas
convexas são as mais resilientes
e as melhores para dividir; no
entanto, eles são mais difíceis de
manter em um ambiente de
campo e não são bons para
tarefas mais refinadas.
FACAS
(DOBRA)
Muitos tipos de ferramentas se
encaixam na categoria de canivetes,
desde canivetes suíços até ferramentas
múltiplas, até as mais caras das facas
dobráveis de lâmina única. É
importante entender o que essa
ferramenta realizará para você e
escolher uma faca que seja tão
multifuncional quanto você precisar.
Antes de comprar qualquer ferramenta
do tipo bolso ou implemento dobrável,
pense nela principalmente como uma
faca.
Considerando a
funcionalidade de
múltiplas ferramentas
O principal problema com a maioria
das facas para múltiplas ferramentas no
mercado hoje é que, embora sejam
muito úteis no que diz respeito a outras
ferramentas, sua funcionalidade como
faca está faltando muito. O livro de
Harriet Simpson Arnow, Seedtime on
the Cumberland, publicado em 1960,
fala de um cavalheiro esculpindo uma
espingarda de fuzil por seu pedregulho
quebrado com sua faca de talhar na
fogueira. Não consigo imaginar tentar
esta tarefa com as lâminas
multifuncionais de hoje, pois elas
geralmente são
menor e mais frágil do que uma lâmina
tradicional de canivete e muito menos
utilitária. No entanto, algumas facas
dobráveis no estilo do exército suíço
têm lâminas decentes e também
oferecem outras ferramentas úteis. Os
escoteiros usaram uma faca no estilo
acampamento por muitos anos, e até os
militares dos EUA adotaram essa
configuração. Esta faca de estilo
acampamento inclui uma boa mistura
de ferramentas com uma lâmina menor
útil para tarefas mais refinadas.
HABILIDADES DE PELE
DE JACKKNIFE
O especialista Horace Kephart afirma
que, se você pretende usar esta
ferramenta para esfolar, seu canivete
precisará de uma lâmina afiada que
também seja muito durável. Muitos de
nossos antepassados carregavam facas
com várias lâminas para tais propósitos.
Hoje lá Existem vários estilos de
canivetes feitos por empresas como a
Case e Imperial, incluindo os estilos
Hunter, Stockman e Trapper.
Para fins de esfola, prefiro os modelos
Hunter, que empregam duas lâminas:
uma menor para peixes e aves e uma
maior para esfolar
mamíferos. Essas lâminas têm
aproximadamente 31⁄2–4 "e são uma
boa ferramenta menor quando
acopladas a uma faca de bainha de 5 a
6". Qualquer canivete que você
carrega deve conter as ferramentas que
são importantes para suas
necessidades individuais e ter a
melhor qualidade.
FACA SEGURANÇA /
SEGURO GRIPS
Depois de ter Ao escolher sua faca, é
essencial que você aprenda a lidar
com ela com segurança. A última
coisa que você deseja no deserto é se
machucar (ou qualquer outra pessoa)
por descuido.

O TRIÂNGULO DA
MORTE
O triângulo de morte é o espaço
entre as pernas, incluindo a virilha e
as duas artérias femorais. Evite esta
área com uma lâmina exposta
custos. Nunca corte nesta área ou
segure objetos a serem cortados ou
esculpidos de maneira que a lâmina
possa entrar nela.
BUSHCRAFT DICA
E se você não está sozinho em
sua excursão pela natureza,
sempre que se preparar para
usar o canivete, será necessário
avaliar seu círculo sanguíneo.
Essa é a área em 360 ° ao seu
redor e mais distante do que o
comprimento do braço, onde
alguém pode entrar em contato
com uma lâmina sendo
empurrada para longe do material
que está sendo cortado.
DICAS
IMPORTANTES DE
SEGURANÇA
Manuseio seguro práticas com sua
faca no campo são de extrema
importância. Por esse motivo, coloque
sua faca imediatamente de volta na
bainha quando não estiver em uso.
Nunca o coloque no chão ou em outra
peça de equipamento. Sempre segure
sua faca como se estivesse fazendo um
punho; isso não apenas lhe dará
alavancagem e controle, mas também
eliminará qualquer chance de os dedos
entrarem em contato com a superfície
de corte. Se você precisar engasgar com
a lâmina da faca por um
tarefa de escultura mais fina ou para
usar a ponta da faca (como fazer um
entalhe ou cortar uma agulha de rede),
use luvas de couro, se disponível.
Praticar com a faca o deixará mais
confortável, mas não substitua a cautela
pela complacência. Uma faca afiada é
uma faca de dois gumes: capaz das
melhores tarefas de entalhar, mas
também capaz de infligir uma ferida
profunda e causar danos permanentes.
Punho de faca de segurança

Lá existem duas boas maneiras de


fazer com que a faca da correia
trabalhe para você de forma mais
eficiente e com mais controle, em
oposição a um movimento de corte
livre, onde a faca é afastada do
trabalho:
1. o alavanca de joelho. Trave o
pulso segurando a faca no joelho
externo ou oposto enquanto
estiver ajoelhado. Em seguida,
puxe o material em direção à
lâmina, removendo o material
sem movimento da própria faca.
Esse método é especialmente
bom para descolar grandes
quantidades de madeira, bem
como para esculpir com mais
precisão pontos e objetos nas
estacas da barraca.
2. o punho da alavanca do peito.
Aponte a facapara fora enquanto
os braços segurando o material e a
faca estão
alavancadas como asas de galinha
do peito, usando os músculos das
costas para controlar e remover o
material, movendo o objeto a ser
cortado e a lâmina da faca
simultaneamente. Este é um
método particularmente eficaz
para remover quantidades mais
pesadas de material enquanto
outros estão próximos.
BATONING
Do processamento de lenha à fabricação
de entalhes, você pode encontrar a
necessidade de bater com o canivete. A
batonagem é um método de cortar e
dividir madeira; você usa um bastão, ou
um taco, para acertar a espinha da faca
e empurra ou empurra-a através de um
pedaço de madeira. Isso pode ser
particularmente eficaz ao criar gravuras
mais finas a partir de materiais maiores
que podem estar úmidos ou úmidos por
fora, mas secos por dentro. Para batonar
adequadamente com sua faca, você
precisará de um bastão; geralmente este
é um ramo de madeira
aproximadamente
grandes como a distância da axila à
palma da mão. Madeiras mais macias
danificam-se facilmente, enviando
pedaços de madeira soltos e causando
ferimentos aos olhos. Se possível,
coloque o material a ser batonado em
uma superfície plana. Isso dará uma
base estável e impedirá que a lâmina da
faca entre em contato com sujeira ou
pedras por acidente. Depois que o
tronco estiver cortado em uma
superfície sólida ou toco de bigorna,
coloque a lâmina da faca na posição em
que deseja cortar ou dividir a madeira.
Golpeie a espinha da faca com seu
bastão, e isso
faça com que a madeira se divida na
marca desejada.

DICA DE BUSHCRAFT
Madeiras com muitos grãos,
como o carvalho, tendem a se
dividir desigualmente com um
corte reto; você pode combater
isso um pouco, torcendo a lâmina
da faca para longe do
escoamento enquanto estiver
batendo. Se você não dividir a
madeira na primeira batida, ou a
faca estiver abaixo do plano da
parte superior da
peça, você pode ter que bater
novamente, atingindo a ponta da
faca na espinha. Essa é outra
razão pela qual você deve ter uma
lâmina de alta qualidade. Nunca
tente bater em um pedaço de
diâmetro maior que o
comprimento da faca e tente ficar
pelo menos 1 "de diâmetro menor,
se possível. Se, ocasionalmente,
você se deparar com um nó ou
algo que interrompa a viagem do
seu lâmina, insira uma cunha de
madeira acima da faca e bata na
cunha com o bastão;
lâmina e muitas vezes dividir a
madeira completamente.

Batonando um galho
NOTCHES
A capacidade de esculpir certos
entalhes na madeira é uma habilidade
importante; você usará essa capacidade
para diversas necessidades de
acampamento. Existem quatro pontos
que você achará mais úteis.

THE STAKE NOTCH


o entalhe da estaca, juntamente com
o ponto da estaca, será útil para você
fazer não apenas apostas em lona, mas
também interceptar componentes. Para
criar esse entalhe, selecione o material
e o comprimento desejados para o
projeto e decida a localização do
entalhe. Coloque o material em uma
bigorna sólida e corte com um batente
(isto é, um corte que pare contra outro
corte) um terço do diâmetro da madeira
na parte superior desejada do entalhe.
Em seguida, usando a faca do cinto e o
punho da alavanca do joelho, afaste-se
cerca de 1 "do corte de parada e
remova o material em um ângulo de 45
° em direção ao corte de parada para
terminar o entalhe.

THE V NOTCH
o A capacidade de criar um entalhe
em V é uma habilidade muito útil ao
usar alternadores para várias coisas -
desde linhas de lona até
cabides (uma alavanca é uma pequena
vara de madeira pendurada em uma
corda e usada como um meio de
suspender as coisas; veja a seguir). Esse
entalhe ajuda a prender um pedaço de
cordame na área desejada de uma
alternância. Também pode ser usado em
uma escala maior para impedir que o
material empilhado se mova se o
diâmetro do entalhe for igual ao
material empilhado ou se o pedaço de
madeira a ser usado em conjunto com
este for entalhado da mesma maneira.
Esse entalhe é semelhante ao entalhe da
“cabana de madeira” (veja a seguir),
mas é angulado e não é tão preciso em
profundidade ou forma. Para criar esse
tipo de
entalhe, selecione o material desejado e
coloque-o em uma superfície firme
horizontalmente. Em seguida, coloque
a lâmina em um ângulo de 45 ° e
golpeie a lâmina da faca a uma
profundidade de 1⁄3–1⁄2 do diâmetro da
madeira, dependendo do uso a ser feito
no entalhe. Vá para o lado oposto do
entalhe e repita o processo, criando um
"V." Para entalhes que estejam sob
tensão e não sejam empilhados, nunca
corte esses entalhes com mais de um
terço do diâmetro do material.
O entalhe da cabine de
registro
O entalhe da cabana é usado
principalmente para a construção;
istopode ser usado em pequena escala
para montar uma estrutura de
embalagem ou em grande escala para
construir uma cabine. Para criar esse
entalhe, corte a largura do entalhe
desejado com cortes profundos o
suficiente para acasalar a peça desejada.
Depois que os cortes de parada forem
feitos, remova o material no meio com
uma faca ou uma cunha pequena.
Lembre-se, ao fazer entalhes que
coincidem (como em qualquer projeto
de construção), você pode retirar o
material, mas não pode adicioná-lo se
faça seu entalhe também grande - tenha
cuidado. Meça duas vezes e corte uma
vez.

O ENTALHE POT / BAIL


O entalhe da panela / fiança é útil para
preparar Ferramentas. Ele pode ser
usado para apoiar a fiança (a alça de
arame) de uma panela e invertida para
criar um cabide ajustável para mover as
panelas para mais ou para mais longe
de um leito de chamas ou carvão. Este
entalhe é um pouco mais complicado,
mas você pode fazê-lo com estas
instruções simples.
Início fazendo duas paradas corta um
terço do material desejado em um
padrão X horizontalmente. Em seguida,
use a faca e o punho da alavanca do
joelho para rebaixar e remover a parte
inferior ou superior do X, dependendo
da aplicação, para deixar um ponto
ligeiramente rebaixado. Se esse entalhe
for feito corretamente, ele será
enganchado na fiança do seu pote
quando feito próximo ao final do palito
ou do material. Se o bastão estiver
invertido, mudando a direção do
entalhe e os entalhes estiverem
espaçados por várias polegadas, eles
poderão servir como altura
ajuste usando uma vara cruzada e
perfurando um recuo em uma área
nivelada em cunha no final. Isso criará
uma área para o ponto descansar,
pendurando ou suspendendo seu pote.

Entalhes básicos
SHEAR CUTS
o O objetivo de um corte de
cisalhamento é raspar grandes
quantidades de madeira, mantendo o
controle do material e da faca. Fazer
cortes de cisalhamento requer algum
tipo de bigorna para garantir que os
materiais desejados estejam firmes e
não se movam de um lado para o outro
ou escorreguem. Para criar uma bigorna
em uma árvore caída, faça um grande
entalhe na cabana e use a superfície
plana da bigorna. Dessa forma, você
não colocará o material que está sendo
cortado em uma superfície curva.
Corte por cisalhamento pode ser
muito útil ao fazer palitos de penas,
lascas de madeira muito finas e
onduladas (veja a seguir); também é
ótimo para cortar mudas com o
canivete se um machado ou serra não
estiver disponível. Você pode concluir
os cortes usando um dos dois métodos:

1. Para itens pequenos, como palitos


de penas, segure a faca com o
punho, coloque-o em uma
superfície sólida ou bigorna e puxe
lentamente o material em sua
direção. Controlando o
ângulo do material, você pode
criar aparas muito finas do
material.
2. E se é necessária energia, como
quando você deseja cortar uma
muda, use este método: Coloque-
se sobre o material desejado,
certificando-se de que esteja
ancorado a uma bigorna (ou, no
caso de uma muda, verifique se
está firmemente no chão). Usando
o peso da parte superior do corpo,
empurre o material para baixo,
movendo o braço apenas no
cotovelo, com o peso do corpo
centrado sobre a parte superior.
CORTANDO UMA
SAPLING COM UMA
FACA
Corte Mudas com uma faca devem
ser o último recurso, algo que você
deve fazer porque não possui um
machado ou serra ou porque não
consegue encontrar madeira morta para
acomodar a tarefa necessária. Para
cortar uma muda, você precisa colocar
pressão sobre a árvore, curvando-a e
usando vários cortes de cisalhamento
para castigar a mastigação.
DICA DE BUSHCRAFT
Uma técnica de mastigação de
castores emprega vários cortes ao
redor da circunferência de um
bastão para enfraquecê-lo em
direção ao centro. É semelhante a
como um castor corta uma árvore,
só que você está usando sua faca
em vez de seus dentes.

Desde que como você está usando


uma faca boa e afiada, o processo é
bastante fácil, mas você deve tomar
cuidado. Corte a árvore o mais baixo
possível no chão, para evitar que
toco brotar e bater em você. Um toco
maior também pode ser um risco de
viagem durante a noite. Para cobrir
uma muda para uso na construção de
um abrigo ou colmo (ou seja, aparar
os galhos menores em direção ao
topo), dobre a parte superior da árvore
para baixo e ao redor, criando um “C”,
e fique no topo da árvore. Enquanto
controla o tronco sob o braço, use a
mesma técnica de corte por
cisalhamento e mastigação de castores
para cobrir a árvore.
REMOÇÃO DE CASCA
A remoção de casca é necessária para
a maioria dos projetos, mas é
especialmente importante ao processar
materiais de casca interna para materiais
de isca. Para remover a casca, ancore o
material em uma boa bigorna e use a
parte de trás da faca de maneira
cortante.
Para fazer aparas mais finas de cascas
internas, madeira gorda e fungos, ou
para criar materiais difusos para o
pavio, você pode usar a mesma técnica
com pressão e ângulo ajustados.
DICA DE BUSHCRAFT
Sua faca O limite é um recurso e
todos os recursos devem ser
conservados - você nunca sabe
quando a emergência pode
ocorrer e impede que você
chegue em casa quando planejou.
Outro bom motivo para ter essa
espinha nítida a 90 ° na sua faca é
a facilidade de remoção de casca
e processamento de tinder usando
cascas ou madeira gorda.
PENAS DE PENA
Paus de penas pode ser usado como
uma fonte de pavimentação para a sua
configuração inicial de incêndio. Eles
podem ajudar a estabelecer um incêndio
mais rapidamente. Crie-os usando
madeiras mais macias, que são mais
combustíveis porque são menos densas.
Os paus de penas aumentam a área da
superfície com a qual o calor entra em
contato, aumentando a probabilidade de
o combustível inflamar. Cortes de
cisalhamento em uma bigorna ou em
uma alavanca de joelho são boas
técnicas para fazer palitos de penas. Em
galhos maiores de madeiras mais
macias, pode ser necessário ficar em pé
ao criar as penas. Todas as penas devem
ser criadas no mesmo
avião como a madeira. Depois de criar
um bastão de penas, se você puder
reduzir ainda mais o tamanho do
barbear, tornando-o do tamanho do
palito de fósforo, eles funcionarão
melhor.
Faça até vinte desses palitos de
penas do tamanho de um palito de
fósforo e use-os na base do fogo para
formar um pacote de isca. Os paus de
madeira compensada combinam muito
para acender o fogo, reduzindo o tempo
necessário para usar a chama aberta de
um isqueiro. A regra geral é que você
nunca deve precisar de mais de cinco
segundos de chama
de um isqueiro para obter ignição. As
varas de penas ajudarão com isso.
FACA CUIDADO
Está de grande importância que você
mantenha sua faca afiada e a
manuseie com respeito. Está entre as
ferramentas mais importantes que
qualquer carpinteiro tem.

PROTEÇÃO
Proteger sua faca significa cuidando
dele para que não enferruja devido a
longos períodos de exposição à
umidade. A melhor maneira de
conseguir isso é secar a faca com seu
lenço de algodão ou lenço antes de
recolocá-la em sua bainha após o uso. A
lubrificação na superfície do metal
ajude a lâmina a repelir a água e
também a proteja da ferrugem. A
escolha do lubrificante depende muito
da sua intenção com a lâmina. Uso
azeite para manter minha faca
lubrificada. Isso ocorre porque, quando
estou processando alimentos, a faca
nunca é contaminada com derivados de
petróleo, como óleos de máquinas. Se
você não pretende que sua faca entre
em contato com alimentos, os óleos da
máquina também farão o trabalho de
lubrificação.
SHEATHS
Existem muitos estilos diferentes de
bainhas no mercado hoje. Os dois
materiais mais comuns para bainhas
são couro e Kydex. O couro é a escolha
tradicional. Sua maior vantagem é que
ele pode reter a lubrificação dentro do
próprio couro ao longo do tempo, para
que a faca seja lubrificada conforme
você a coloca na bainha. A maior
desvantagem do couro é que, uma vez
saturado com água, ele mantém a
umidade por um longo tempo. Para
impedir que isso aconteça ou pelo
menos retardar o processo, mergulhe a
bainha em azeite de oliva em casa por
cerca de vinte e quatro
horas e deixe secar antes de usar. Ou
você pode encerar a bainha com cera
de abelha e aquecer o couro perto de
um incêndio ou outra fonte de calor,
forçando a cera a impregnar os poros
do couro.
A maior vantagem da Kydex - que é
um tipo moldável de acrilonitrila-
butadieno-estireno (ABS), um
termoplástico - é que ela drena bem se
for construída corretamente e é
praticamente indestrutível. A
desvantagem da Kydex é que a
proximidade do ajuste cria um espaço
rígido e rígido que pode reter detritos.
Quaisquer detritos que entrem na bainha
serão
provavelmente arranhe a lâmina
quando você mover a faca para dentro e
para fora. O Kydex mantém sua lâmina
muito bem, mantendo-a protegida
contra perdas; ao usar uma bainha de
couro, compre uma que tenha uma aba
sobre a alça da faca que se encaixe no
lugar e prenda a faca o tempo todo.

AFIANDO
Você deve afie regularmente a faca
para restabelecer uma aresta gasta. Uma
faca cega é pior que inútil; é perigoso,
pois é mais difícil de controlar. o
a nitidez da sua faca é um indicador
chave do seu nível de habilidade como
bushman.

Whetstones
Uma pedra de amolar é uma pedra de
afiar, uma ferramenta usada para
remover o metal da lâmina da faca e
criar uma aresta de corte afiada. As
pedras de amolar são o método antigo
de afiar ou trazer a ponta de volta para
uma faca. Qualquer processo de nitidez
envolve algumas etapas.
Primeiro você deve entender o real
grau de chanfro que a ponta da sua
faca possui; geralmente estará em um
ângulo entre 10 e 20 °. O processo de
nitidez é dividido em cinco etapas:

1. Grosso
2. Médio
3. Bem
4. Afiação
5. Strop

Uma vez, um fabricante de facas


me disse que você deveria “afiar sua
faca uma vez e afiá-la para sempre”.
Embora isso seja verdade, lembre-se
de que cada etapa do processo de
afiação usando grossa,
médio e fino abrasivos remove o metal
da lâmina a cada golpe.

DICA DE BUSHCRAFT
A maioria das pedras de amolar
era tradicionalmente usada com
óleo como lubrificante, mas a
água é um substituto muito melhor
para o uso em trilhas e
acampamentos. Lembre-se de
que, ao comprar uma pedra nova,
se você aplicar óleo uma vez,
nunca poderá voltar a usar água.
Pedras vêm em diferentes grãos, de
grosso a médio a fino, e geralmente são
numerados por grão. (Quanto maior o
número, mais fina é a areia.) Por
exemplo, uma pedra de 800 é
considerada grossa e usada apenas para
remoção pesada de material, como
rebarbas grandes. Uma pedra de 3.000
grãos, por outro lado, é um grão
ultrafino para o trabalho final de
acabamento e a afiação da faca. Em
geral, uso de 1.000 a 1.200 pedras de
areia para qualquer afiação de rotina,
seguida de um cordão com um bom
cinto de couro. Para afiar sua faca, você
deve primeiro deixar a pedra de molho
molhe um pouco, deixando todos os
poros encherem. Em seguida, coloque-
o em uma superfície plana ou crie um
suporte de madeira que mantenha a
pedra nivelada. Você também pode
usar unhas pequenas para segurá-lo
temporariamente na superfície plana
que você criou em um tronco ou tronco.
Depois que a pedra estiver no lugar,
arraste a lâmina da faca em um ângulo
determinado pela retificação (veja a
seguir) através da pedra, da área mais
próxima ao cabo em direção à ponta,
mantendo o mesmo ângulo durante o
curso.
Na nitidez uma lâmina, considere
cuidadosamente sua condição atual. Se
você usar
também Como um abrasivo grosso,
você está desperdiçando um recurso
removendo mais metal da lâmina do
que o necessário, causando desgaste
desnecessário. Se você cuidar
adequadamente da sua lâmina, ela
nunca deverá levar mais do que os três
últimos passos - afiação, afiação e
afiação - para manter uma ponta de
corte aguçada. O uso de uma pedra de
amolar fará com que uma rebarba (um
pedaço fino de metal empurrado para o
lado oposto durante o processo de
afiação) se forme no lado oposto da
lâmina; remover isso exigirá
quantidades uniformes de movimentos
em ambos os lados da lâmina,
você progresso. A regra geral aqui é
que você desejará duas vezes o número
de traços para cada etapa sucessiva; se
você usar vinte golpes de cada lado em
uma pedra fina, serão necessários
quarenta de cada lado na pedra de afiar
e oitenta na argola. Depois de obter um
bom acabamento espelhado, a lâmina
deve ficar boa e afiada se o ângulo foi
mantido corretamente.
Lembre-se com pedras de usar
sempre um molho de água antes de
usar. Embora os óleos sejam um
padrão há muitos anos no campo, os
óleos entupem os poros da pedra e
tornam a limpeza do metal
materiais difíceis. A água aliviará esse
problema, e as pedras podem
simplesmente ser lavadas com água.
Uma camada leve de óleo leve, como
azeite ou gordura animal, manterá a
lâmina protegida após o afiamento. O
ângulo em que você segura a lâmina
enquanto afia depende do ângulo de
moagem da própria lâmina.

Placas e hastes de diamante


Hoje em dia, muitas pessoas usam
um cartão ou haste de diamante para
fins de afiação, embora a maioria dos
implementos revestidos com
diamante seja sobre
igual a uma pedra média / fina. Eu os
usei com bastante frequência no campo
para afiar rapidamente. Eles são fáceis
de embalar, tornam a lâmina bastante
nítida para as necessidades do seu
campo e não exigem tanto espaço
quanto transportar várias pedras. Você
faz um sacrifício aqui no departamento
de aprimoramento, embora ainda possa
enfiar a lâmina com um cinto de couro.
Um bom compromisso é transportar
uma pequena e fina pedra de amolar e
uma haste e, em seguida, usar o cinto de
couro para estender o campo.
Varas de cerâmica
Varas de cerâmica são um
dispositivo de afiação e são usados
para vestir finamente as lâminas para
rebarbas antes de serem removidas.
Eles não são uma necessidade, mas
uma pequena haste do tamanho de um
lápis ocupará pouco espaço no seu kit.
De qualquer forma, essas varas, seja
em casa ou na natureza, permitirão que
você obtenha uma
vantagem muito forte tanto na estação
quanto durante a manutenção de rotina
nas entressafras.
Afiar com uma haste de cerâmica é
como afiar com uma pedra de amolar,
mas a superfície de contato é muito
menor por causa da haste redonda. As
hastes de cerâmica são mais usadas para
remover qualquer rebarba criada durante
o
afiação processo, mas você pode usá-los
como um dispositivo de afiação sem
afiar se a faca for cuidada
adequadamente.

Stropping
Stropping refere-se ao polimento da
lâmina e é o processo final para criar
uma aresta de corte aguçada. Se você
não deixar sua faca ficar muito tempo
sem uma afiação adequada, o uso de
um fio sozinho muitas vezes pode
trazer a ponta de volta muito
rapidamente. No campo, um bom cinto
de couro funcionará como uma tira. Ao
esticar, você estará puxando a lâmina
do lado oposto
direção como você faria com uma
pedra ou vara. Uma boa prática é
encontrar o ângulo de afiação e, em
seguida, segure a faca em um ângulo de
45 ° em relação à lâmina, puxando-a
em sua direção com a lâmina afastada
de você.
SERRAS
Outro A ferramenta de corte essencial
para o seu kit é a serra. Tal como
acontece com as facas, uma grande
variedade de serras está disponível e
elas têm muitos usos importantes.

SERRAS DOBRÁVEIS
Lá Atualmente, existem muitos tipos
de serras dobráveis no mercado e essas
são ótimas ferramentas para você
transportar para a floresta, pois são
leves, compactas e relativamente
baratas. Usar uma serra é sempre mais
seguro do que girar um machado e, a
menos que você seja muito habilidoso
com um machado,
uma serra também será mais precisa.
Você pode evitar muito do processo de
corte ao fazer entalhes, se tiver uma
serra à mão, e para aparar e afiar essa
ferramenta é difícil de bater.
DICA DE BUSHCRAFT
Vocês pode dividir a madeira com
bastante facilidade usando uma
serra: Pegue um galho seco, com
aproximadamente o tamanho do
pulso em diâmetro, e faça uma
parada na metade do material. Em
seguida, bata na peça com uma
bigorna ou toco com a parada
cortada perpendicularmente ao
chão. Isso deve dividir o ramo da
parada cortada ao meio.
Muitos Existem marcas de serras
dobráveis no mercado, mas, na minha
experiência, o Bahco Laplander é a
melhor serra no mercado para
bushcraft, e por cerca de US $ 30 é
muito acessível. Minha própria serra
tem mais de seis anos e ainda está forte.

SERRAS DE CURVA
(SERRAS DE
QUADRO)
Os termos serra de arco, serra de
pinça e serra de quadro são bastante
sinônimos; cada uma é uma única
lâmina com uma estrutura para mantê-
la rígida. O tipo que escolho levar é
um
serra de arco. Trata-se de uma estrutura
de metal tubular em forma de “D” com
uma lâmina conectada às duas
extremidades. Eles vêm em tamanhos
de 12 a 30 "e possuem lâminas feitas
para muitas tarefas, como cortar
madeira verde, cortar madeira áspera ou
cortar metal. Somente use uma serra de
arco se estiver planejando uma excursão
mais longa (uma semana ou mais) em
uma área em que você possa precisar
processar madeira maior. O poder de
uma boa serra de arco não deve ser
subestimado; pode fazer um trabalho
curto de uma árvore caída e criar
rapidamente uma grande pilha de lenha.
Eu escolho transportar uma serra de
arco de 20 " , como eu gosto
meu ferramentas maiores para medir o
comprimento do meu saco de dormir
ou o comprimento da minha axila até a
palma da mão. Um quadro adicionado
a uma lâmina de 20 "torna a serra em
torno de 23 a 24" no geral. Uma serra
de arco é uma ótima companhia para
um machado ao derrubar árvores; está
bem adaptado para fazer o corte de
abate, é ótimo para desbaste e é a
melhor ferramenta para cortar madeira
com comprimento de lenha depois que
uma árvore é cortada ou madeira morta
é encontrada.
Serras de arco

Tipos de quadro de serra de arco


Lá Existem muitas formas de serras
de arco, desde um design básico no
estilo “D” até um formato quase
triangular. Aqui está o que deve ser
lembrado sobre as serras de quadro em
geral: elas só são capazes de fazer um
corte tão profundo quanto o quadro é
alto. Qualquer ângulo na estrutura
diminui o comprimento do curso ao
cortar madeira com diâmetro maior que
a altura da estrutura da serra. Também
existem no mercado serras rebatíveis ou
rebatíveis, feitas de madeira e metal,
mas nunca acreditei muito em mover
peças ou desmontar as peças no
mercado.
madeiras. Um tubo de metal é o
mais indestrutível possível.
SERRA SEGURANÇA
Mantenha sempre as lâminas das serras
de arco cobertas quando não estiverem
em uso. O método mais fácil para isso é
remover a lâmina em uma extremidade
da armação, coloque - "PVC sobre a
lâmina e prenda-a novamente na
armação. Ao serrar madeira, sempre
coloque a mão livre na armação para
garantir que a serra Não pule do corte
ou cause ferimentos. Ao usar a serra,
coloque a mão livre (a que está através
da estrutura) do lado de fora da queda.
Ao aplicar pressão, você abrirá a folga
(ou corte) causada pela lâmina; manterá
o
serra de furar à medida que se aprofunda
na madeira. As serras podem fazer um
corte desagradável se forem mal
manuseadas; portanto, seja deliberado,
esteja seguro e não se apresse.
SERRA CUIDADO
o a lâmina da sua serra pode estar
sujeita a desgaste e / ou danos causados
por ferrugem. Mantenha-o lubrificado
com os mesmos lubrificantes que você
usa para sua faca e outras ferramentas
de metal. Os dentes da sua lâmina estão
deslocados, criando o corte (o espaço
no corte onde a madeira foi removida);
a quantidade de deslocamento
determina a largura do corte. Ao usar a
lâmina, esse deslocamento será
reduzido (e o corte junto com ela),
fazendo com que a lâmina prenda ou
grude ao cortar.
Redefinir os dentes é mais complicado
e demorado do que você
provavelmente
quer lidar com isso. Geralmente é mais
barato substituir a lâmina; sempre leve
um sobressalente.
No entanto, se você estiver em campo
por um longo tempo, pode precisar de
uma maneira de restaurar os dentes.
Você pode realizar essa tarefa de duas
maneiras:

1. Usar um pequeno conjunto de


alicates (possivelmente uma
ferramenta múltipla ou um
conjunto de equipamentos para
prender) para dobrar suavemente
todos os outros dentes para fora,
certificando-se de que todos os
alternativos sejam empurrados
um pouco na direção oposta.
2. Remova o coloque-a sobre um toco
ou bigorna de árvore e bata
suavemente em uma unha com seu
machado, movendo um pouco os
outros dentes. Em seguida, vire a
lâmina e repita do outro lado. Este
procedimento não será de forma
alguma exato, mas em caso de
emergência ele funciona melhor
que nada. Você pode comprar
ferramentas comerciais de ajuste
de dentes, mas isso é outra peça de
equipamento para transportar e não
é necessário, pois as lâminas
duram muito tempo antes de serem
substituídas ou redefinidas.
Lembre-se sempre de substituir a
tampa da lâmina quando terminar de
usar a serra.

Serra e conjunto de serra


MACHADOS
Lá existem muitos tipos de eixos, alças
e pesos de cabeçote disponíveis hoje
para o lenhador e muitos são destinados
a uma finalidade específica. O que você
precisa considerar como manufatureiro
solitário é o que o seu machado precisa
atender, que tipos de madeira são mais
comumente encontrados na sua área e
quanto peso você está disposto a
carregar.
o quanto maior o machado, mais
seguro será o manuseio; será
necessário menos inércia para remover
o material e exigirá um balanço mais
leve e controlado. Bem
primeiro discuta os diferentes tipos de
eixos e, em seguida, aprenda mais
sobre seleção e uso.
Bit de lâmina de machado

Ponta

Lado do machado,
bochecha

@ell} f do maçaneta

Punho da Garganta
do Machado
Botão final
As partes do machado

TOMAHAWKS
Muitos de nossos antepassados
carregavam o machado de cinto ou
machadinha como item cotidiano;
muitos também carregavam o machado
de guerra em vez de uma machadinha.
Um tomahawk difere de um machado
de correia, principalmente porque sua
alça pode ser facilmente removida,
tornando-o uma ferramenta manual que
pode ser usada para outras tarefas e
também para cortar. A alça de um
tomahawk verdadeiro é geralmente fina
e reta, em comparação com as alças de
machado ou machado, que têm uma
ligeira curva. Ambos
alças são feitos de madeira de boa
qualidade, como nogueira, mas a alça
do machado é mantida no lugar em
grande parte por pressão; a alça é
cônica e enfiada na cabeça a partir do
topo. O afunilamento evita que o cabo
passe completamente pelo “olho” da
cabeça do machado de guerra, mas
como não está preso no lugar, pode ser
facilmente removido ou substituído, se
desejado ou quebrado.
Enquanto o romântico histórias sobre
lutas de tomahawk ao longo da
fronteira podem ser verdadeiras, esse
não era o objetivo inicial
da ferramenta. O tomahawk foi uma
ferramenta multifacetada antiga e
poderia ser usado para processar lenha
menor ao redor do acampamento. Com
a cabeça removida da alça, ela é uma
excelente ferramenta de raspagem e
esfolamento e também pode ser usada
como uma cunha para rachar toras. Por
esses motivos, o tomahawk é melhor
para transportar do que um pequeno
machado de correia, se o objetivo de
sua jornada for trabalhar uma linha de
armadilha ou processar peles.
EIXOS DE
CINTO
(MACHOS)
Os eixos dos cintos, também
conhecidos como machados de
fabricação ou machadinhas, têm sido
um elemento básico desde os primeiros
dias ao longo da fronteira americana;
até todo escoteiro tinha um machado
dentro de seu kit. Os eixos da correia
vêm em muitos padrões, e os
machadinhas também. Os principais
critérios para qualquer um desses itens
são semelhantes a uma faca: você
deseja que a cabeça seja de aço carbono
e forjada manualmente, se possível.
Sempre escolha um cabo de madeira
para que a substituição de emergência
seja possível enquanto estiver fora.
Além dessas recomendações, tamanho,
peso e forma são questões de ordem
pessoal.
preferência. Qualquer machado ou
machadinha com um comprimento de
cabo inferior a 16 "e uma cabeça de
menos de 2 libras pode ser pendurado
no cinto ou preso ao corpo sem se
tornar excessivamente pesado.

ESCOLHER UM EIXO
MAIOR
Machados também estão disponíveis
em vários padrões, bem como pesos e
comprimentos de manivela. A decisão
de transportar um machado grande o
suficiente para que você precise anexá-
lo a um pacote ou armação deve ser
justificada pelo tipo de trabalho a ser
realizado no acampamento
e na trilha. Um machado com um
comprimento de cabo que se estende da
axila até a palma da mão é um bom
machado. Você só precisará desse
tamanho se for necessário derrubar
árvores de diâmetro maior. (Para
árvores grandes, para os propósitos
deste livro, incluem madeiras grandes o
suficiente para serem consideradas
estruturais ou com 8 "de diâmetro e
maiores.) Para tarefas menores que
essas, um machado em algum lugar
entre o tamanho de um machado
derrubador ou machado de correia
funcionará e será muito útil para outras
tarefas do acampamento. A variedade
de machados do caçador, com alças de
15 a 18 ", é a melhor
compromisso para um machado geral.
Quanto às marcas ou tipos de
machados que melhor se adaptam ao
lenhador, os fabricantes de machados
suecos são os melhores. Eu nunca tive
um
SA Wetterlings marca ou Gränsfors
Bruk falham comigo em campo.
GRINDS
Quando Ao selecionar qualquer
machado, a retificação da lâmina
depende do uso pretendido. Uma
moagem mais convexa será um
excelente separador para madeira seca,
mas também não penetrará na madeira
úmida ou congelada e exigirá mais
energia. Uma moagem convexa não é
boa para tarefas mais refinadas, como
apontar estacas e verticais ou cortar
entalhes em toras. Uma moagem mais
escandinava do tipo “Scandi” é uma
boa moagem geral, tanto para rachar
lenha quanto para construção. A
maioria desses eixos do tipo sueco tem
uma ligeira
chanfro secundário na face da broca para
criar a aresta de corte real.

Cabeça de machado
escandinavo
MANUSEIO SEGURO E
USAR
1 Uma das marcas do habilidoso
lenhador é como ele lida e cuida de suas
ferramentas. É importante manter
sempre uma máscara adequada em
qualquer machado ou machado que não
esteja em uso.
Sempre tenha uma máscara durável e
segura disponível ou esteja pronto para
fazer uma a qualquer momento. Nunca
coloque seu machado no chão; isso
pode se tornar um risco de tropeço. Em
vez disso, incline-o contra a árvore ou
devolva-o ao seu sistema de
embalagem. Ao se preparar para
empunhar um machado, assim como
com uma faca, você deve garantir
área limpa - não apenas livre de outras
pessoas, mas também de qualquer coisa
que possa enredar seu machado durante
o balanço ou desviá-lo de um arco
uniforme. Sempre certifique-se de que
onde quer que seu machado atinja, um
golpe de relance ou um golpe mal
calculado não o machucarão ou
danificarão, atingindo rochas ou solo. É
uma boa prática ao rachar madeira para
usar uma bigorna, seja tocos de madeira
maiores ou tocos com bucha. Você
também pode criar uma bigorna
cortando um tronco abatido com um
entalhe grande da cabana para obter
uma superfície plana.
Máscara de machado
SPLITTING LENHA
Se possível, você deve dividir lenha
enquanto ajoelhada, a fim de eliminar o
deslocamento do machado se você
perder o registro. Isso limpará as pernas
de um possível contato e o manterá em
uma posição muito mais segura do que
em pé. Para fazer isso, ajoelhe-se na
frente da bigorna e ajuste sua posição
para que, quando a cabeça do machado
esteja no meio da bigorna, seus braços
estejam estendidos. Nesta posição, o
machado pode atingir o chão (embora
isso não seja desejado), mas nunca
pode balançar nas pernas ou nos pés.
Nunca use uma faca para
trabalho que pode ser realizado por um
machado, mas lembre-se de que quanto
menor a sua lenha, mais perigoso se
torna processar com um implemento
pesado.

Posição de divisão de madeira


segura
Outra maneira de dividir uma prancha
de madeira é colocá-la horizontalmente
na bigorna, em vez de verticalmente.
Isso criará uma margem menor para
uma falha e permitirá uma divisão fácil
para o tamanho do graveto.
Lembrar ao rachar qualquer madeira
que tenderá a voar para a esquerda ou
direita da bigorna; essas áreas devem
ser limpas de pessoas ou equipamentos
antes de iniciar. Depois de processar a
madeira em pedaços menores do que os
do tamanho do pulso, você pode usar
uma bigorna composta para a divisão
final de pedaços mais longos. Coloque
a peça desejada na bigorna
horizontalmente; uma vez que você
fez o golpe e o machado penetrou
através da madeira na bigorna, deixe o
machado parado e puxe a madeira
para um lado para concluir a divisão.
EM PROCESSAMENTO
LENHA
Você poderá processar um log de 8 "de
diâmetro com aproximadamente 12" de
comprimento em 88 pedaços de
gravetos, se necessário, ou em qualquer
derivado necessário. Use peças com
pelo menos 2 "de diâmetro para fontes
de combustível e peças que não sejam
maiores que lápis grandes # 2 como
gravetos. Lembre-se de que madeiras
mais duras e verdes queimam mais, mas
madeira mais macia chama mais
rapidamente, então uma combinação
pode ser necessária.
Boa há fogo, dependendo das
suas condições.
ME SENTINDO
Me sentindo uma árvore pode afetar o
meio ambiente, portanto não deve ser
feita de ânimo leve. Sempre use
madeira morta para qualquer
construção e mudas menores, quando
puder. Se for necessário derrubar uma
árvore, considere o seguinte antes de
continuar:

1. Selecione a menor árvore


disponível que atenda às suas
necessidades.
2. Verifique se o zona segura está
livre de qualquer engrenagem ou
obstrução. (Isso inclui outras
árvores que podem afetar
a queda da árvore pretendida. Uma
árvore pendurada no meio de outra
copa apresenta todo um conjunto de
problemas.)
3. Verifique se você possui uma boa
rota de fuga da área atrás de onde
a árvore se dobrará.

JULGANDO A ALTURA
DE UMA ÁRVORE
Para entender o Na área segura que
você deve criar antes de derrubar uma
árvore, é necessário saber a altura da
árvore para saber quanta área é
necessária. Para
Para fazer isso, você pode usar seu
inclinômetro de bússola. Afaste-se da
árvore até apontar a bússola para o topo
mostrar um ângulo de 45 ° no
inclinômetro. Nesse ponto, a distância
da árvore será aproximadamente igual à
sua altura.

DICA DE BUSHCRAFT
E se você não tem bússola, use
qualquer dispositivo de medição.
Eu costumo queimar marcas na
parte traseira da minha manivela
em incrementos de 1 ". Faça uma
medição a partir do base da árvore
e amarre um cordão a uma altura
conveniente, como 5 '. Afaste-se
da árvore até conseguir capturar 5
'de altura dentro da marca de 1
"no seu machado. Nesse
momento, olhe para o topo da
árvore e descubra quantas
marcas no machado a árvore é
alta e, em seguida, multiplique
isso por 5 'para obter uma altura
aproximada da árvore.
ZONA SEGURA
O corte de árvores grandes deve ser
tentado apenas pelo artesão experiente,
pois pode ser perigoso. Para escolher
árvores com grau de suporte de carga
que ainda sejam razoavelmente seguras,
use o "alcance ao redor do teste".
Abrace a árvore que você selecionou e,
se você puder tocar seu ombro
esquerdo com a mão direita ou vice-
versa, é de um tamanho seguro para
enfrentar sozinho ou sem muita
experiência. Sempre tente cair em
terreno plano, sem pedras grandes ou
outros pontos de alavanca no caminho
da árvore que cai. Verifique a zona
segura - uma área 180 ° na direção do
corte pretendido - para garantir
que todo o pessoal e equipamento
estejam limpos.

FELLING CHTS
Para caiu uma árvore, assume uma
posição fou cortando para um lado da
árvore - nunca atrás dela - e um
machado cheio de distância. Verifique
se você possui uma rota de fuga e se
limpou a área de emaranhados etc.
Derrubar uma árvore exige que você
faça dois cortes para criar uma
dobradiça para que a árvore caia e não
corte. (Se a árvore corta, pode
retroceder, possivelmente causando
lesão). O primeiro corte é feito na
frente da árvore na direção do corte
pretendido e é chamado de entalhe ou
entalhe frontal. Será um entalhe plano
ou perpendicular na parte inferior e
com um ângulo de 45 ° na parte
superior.
Esse corte deve tenha cerca da metade
do diâmetro da árvore e corte um pouco
mais de um terço do caminho. O
segundo corte, feito na parte de trás da
árvore oposta à direção do corte, é
chamado de corte de corte. É feito com
uma serra ou machado e é configurado
para ter o ápice de qualquer ângulo
corte aproximadamente 2 "acima do
ápice do corte frontal. Isso criará uma
dobradiça que fará a árvore cair para a
frente. Esse corte deve ter apenas cerca
de um terço do diâmetro da árvore, para
deixar uma dobradiça. As cunhas são
usadas para facilitar o momento da
árvore em direção ao corte de abate.
Colheita de madeira com ferramentas
manuais
LIMBING
Depois de uma árvore foi cortada ou, se
você deseja processar uma árvore
morta, precisará cortá-la (isto é, aparar
os galhos), para processamento
adicional ou para coletar lenha. Ao
galgar uma árvore, sempre fique do
lado oposto ao tronco do galho que
você pretende cortar.
Dessa forma, o machado nunca pode
atingir você. Para cortar uma árvore que
está caída no chão, corte sempre a parte
de trás da conexão do membro com a
árvore, não na virilha ou no ápice da
conexão. Dividindo em
a virilha geralmente fará com que a
árvore se divida e não corte o galho
de maneira limpa.
BUCKING E NOTCHING
Cortar toras para dividir (“bucking”) ou
entalhá-los com um machado para que
possam ser usados na construção
geralmente é feito, como em uma serra,
levantando pelo tripé. (Levantar por um
tripé significa usar um tripé para apoiar
a área a ser cortada, para que você tenha
uma extremidade livre pendurada do
tronco ou galho e para que a lâmina não
grude no corte.) Ao buchar toras com
um machado, use um entalhe em V e
role o registro para fazer quatro cortes,
completando a separação. Ao cortar um
entalhe na
log, você deve na verdade, fique em
cima do log para fazer seus cortes, se
possível. Se o diâmetro do tronco for
pequeno demais para suportar
confortavelmente, fique do lado oposto
ao que você está cortando. Nunca faça
o corte em cima do tronco, mas sempre
nas laterais para evitar olhares errantes
que possam causar ferimentos.
BATONING A MACHADO
Para criar ripas, tábuas ou telhas, forme
um bastão grande para poder usar a
lâmina do machado no lugar de um froe
(um froe é uma lâmina de corte plana
de metal presa a uma alça; é usada com
um bastão para fazer divisões finas de
madeira de prancha chata ao fazer
telhas). Assim como a cabeça do
machado de guerra, isso permitirá que
você use a cabeça do machado de
maneira mais controlada como uma
cunha para separar esses itens de uma
madeira de lei ou cedro com grãos
pesados.
CUIDADO E MACHADO
AFIANDO
Como com qualquer ferramenta, seu
machado precisa de um terno cuidado
amoroso para permanecer com a
máxima eficiência. Isso inclui
armazenamento, manutenção e afiação
da lâmina. Aqui estão alguns conceitos
básicos de cuidados com o machado.

CUIDADOS COM A
PUNHA
Quando você compra um machado,
preste atenção especial ao grão da alça.
As alças devem ser feitas de nogueira e
ter um grão reto percorrendo todo o
comprimento da alça, sem desvios para o
exterior
arestas. (Os vazamentos podem fazer
com que a alça se separe durante o
uso.) Não deve haver nós dentro da
alça. As alças de alburno são melhores
que as de madeira, mas uma
combinação de ambas é boa. Trate o
cabo com óleo de linhaça para selá-lo
após o uso, pois o acabamento se
desgastará e será suscetível a
ressecamento e, possivelmente,
rachaduras. A frequência com que você
faz isso depende da umidade,
temperatura e uso.
AX HEAD
Cuidar da cabeça do seu machado
não é diferente de cuidar de qualquer
outro
ferramenta de carbono. Ele enferruja,
portanto deve ser mantido lubrificado.
Mais uma vez, geralmente uso azeite
para esse fim (embora raramente usasse
meu machado para qualquer
processamento de alimentos); mantém
as coisas consistentes ao cuidar de todas
as minhas ferramentas e equipamentos
de metal.

AFIANDO
Assim como acontece com uma faca,
existem várias ferramentas para afiar ou
afiar um machado. Uma pedra de
Carborundum, com lados médios e
finos, atende a 95% de suas
necessidades, e você pode carregar uma
pequena no campo. Lansky
faz uma ferramenta chamada disco, que
é uma ferramenta de afiação fina e
média dos dois lados, do tamanho de
um disco de hóquei. Funciona muito
bem. Como nas pedras de amolar,
prefiro usar água e não óleo como
lubrificante para o disco. Ao usar esse
tipo de pedra, faça movimentos
circulares para afiar a lâmina,
atendendo uniformemente aos dois
lados, como com uma faca. Se o seu
machado obtiver um golpe ruim por
um balanço ou olhar perdido, pode ser
necessário um arquivo de fresagem
fino para removê-lo. Depois afie-o
com a pedra.
Ao usar uma lima, coloque o
machado em uma posição estável e
empurre a lima com o ângulo da lixa
contra e na lâmina, ou afaste-a,
dependendo da sua preferência. Para
remover esses cortes, os movimentos
lentos e uniformes serão seguros e
precisos. Não é necessário esticar um
machado, pois uma pedra fina tornará
sua ponta muito afiada. Tal como
acontece com as facas, a moagem nos
eixos varia e é melhor seguir o ângulo
existente.
SEMPRE CARREGAR
CUNHAS
Cunhas são de grande utilidade na
floresta para muitas tarefas, mas
discutiremos apenas algumas aqui.
Você pode fabricá-los de madeira, mas
é altamente recomendável que você
carregue pelo menos dois pré-
fabricados. As cunhas feitas de
materiais plásticos ABS são baratas e
leves; eles podem ser facilmente
transportados e podem ser um salva-
vidas.
Cunhas para derrubar
Depois de fazer um corte de abate e a
árvore começar a cair na direção
pretendida, coloque uma boa cunha no
corte de abate e bata nele com a ponta
cônica (o “mastro do martelo”) do
machado. Claro que isso deve ser feito
com cuidado e nunca diretamente atrás
da árvore.

Cunhas para desbaste de


toras
Quando Ao dividir um log completo,
depois de fazer o corte de divisão
inicial, use várias fatias para ajudar a
dividir o log ao longo de seu eixo.
Baton as cunhas no
crack sucessivamente quando o log
começa a se dividir.

Cunhas para divisão de log

Cunhas para
libertar sua faca
Às vezes ao bater ou rachar
madeira com uma faca, você ficará
com a lâmina presa na peça que está
sendo dividida. Se isso acontecer,
coloque uma cunha na divisão inicial
e conduza-a em bastão para abrir a
fenda e liberar sua lâmina.
DICAS E TRUQUES PARA
SUAS FERRAMENTAS

1. Faço uma placa de afiar fácil e


empacotável, anexando uma lixa
úmida / seca de 1200 grãos a um
palito de tinta, usando fita adesiva
dupla face.
2. Se vocês quebrar a alça do seu
machado e precisar removê-lo para
substituição, a melhor maneira de
fazer isso é queimando-o. Enterre
a ponta de corte real até a
bochecha na sujeira; então faça um
pequeno incêndio ao redor do olho
para remover a alça antiga
material sem remover a têmpera
da lâmina de corte.
3. Se sua faca não possui uma coluna
de 90 ° capaz de remover o
material da sua haste de
ferrocério, você pode usar uma
lima e uma fresa para remover
cuidadosamente o material e
esquadrar a coluna.
4. Para rapidamente adicione uma pá
de proteção à sua lâmina de alto
carbono que ajudará a protegê-la
da ferrugem; use o suco de cascas
de nozes verde-pretas; aplique
generosamente na lâmina e deixe
repousar por duas horas.
Isso lhe dará uma bela pátina preta.
Depois óleo e guarde.
5. Fazer uma cobertura de segurança
para a lâmina de corte da sua
serra de arco, corte um rebento de
álamo na primavera e divida a
casca longitudinalmente. Retire a
casca da madeira, coloque ao
redor da lâmina e deixe secar.
Capítulo 3
CORDA,
CORDAGE
M,
WEBBINGS
E KNOTS

"Isto é extraordinário quão pouco


o averaiva indivíduo sabe sobre a
arte de tornar até o mais simples
knots. ”
RM ABRAHAM, NOITES DE INVERNO
ENTRETENIMENTOS, 1932

Você deve carregar cordame como um


dos principais elementos do seu kit
devido à sua utilidade na criação de
outros itens. Você também deve
carregá-lo porque é difícil criar em
grande quantidade com material
natural, e isso levaria muito tempo. O
cordame é útil para fazer fogo,
amarrações e amarras e é útil para
prender, pescar e várias outras coisas.
Portanto, é importante que você
observe atentamente as
cordas que você escolher transportar
dentro do seu kit. Assim como todos os
outros elementos dos Cinco Cs, ele
deve ser capaz de uma infinidade de
tarefas. Embora cordão e corda sejam
termos realmente sinônimos, para fins
deste livro, identificaremos o cordame
como tendo um diâmetro menor que 1⁄4
"e cordão como qualquer coisa acima
de 1⁄4" feita de várias fibras, sejam elas
naturais ou naturais. sintético.
CORDS
Alguns cabos, como o cabo militar 550
(paraquedas), têm uma bainha externa
chamada manto. Trata-se de uma bainha
tecida, geralmente de material poli, que
cobre fios ou cordões internos. No caso
de 550 cabos verdadeiros, existem sete
fios dentro do manto. Os 550 cabos são
populares no campo de camping, porque
a maioria dos manuais do tipo
sobrevivência menciona esse cabo; eles
o fazem porque muitos dos manuais de
sobrevivência mais antigos eram
amplamente baseados em doutrinas
militares, e os militares tinham 550
cabos de aço. Em épocas anteriores,
cordas e cordões eram feitos de materiais
naturais, como cânhamo, algodão, juta
ou sisal.
Lá existem muitos tipos de cordões
disponíveis para você usar no mato,
mas acho que o fio de nylon torcido da
mariner é um cordão superior a
qualquer outra coisa disponível hoje. É
feito de três fibras de material sintético
que são tecidos juntos. Ele vem em
testes de resistência de linha de cerca
de 80 # a mais de 500 # (esses números
se referem à resistência à tração do fio)
em um diâmetro fino e em um pacote
útil. o
maior falha do cabo de paragem
tradicional
(550) é que é realmente útil apenas em
seu estado original. Depois que o manto
é removido, os sete fios internos
tendem a se separar e se desgastar
facilmente. Isso dificulta o aumento da
quantidade de cordão que você possui,
quebrando-o ou reduzindo o diâmetro
para atender às necessidades em
questão. O cabo para funciona bem para
criar iscas de pesca improvisadas e
lillian para varas de cana (o lillian é
uma trança de fixação na ponta de uma
vara de tenkara; veja Capítulo 10) A
linha do marinheiro alcatroado, no
entanto, divide-se facilmente em três
fibras menores, tem um revestimento de
alcatrão que a protege dos raios UV e se
liga bem a si mesma quando a utiliza
para amarrações ou amarrações.
Geralmente, carrego um rolo 1 # de dois
tamanhos diferentes: # 12 e # 36. O #
12 é ótimo para criar redes e pescar,
enquanto o # 36 funciona para qualquer
amarração e amarração pesada ou para
incluir linhas de lona.
CORDA
Ao contrário cabo, prefiro que minha
corda seja de um material natural,
como o cânhamo. A principal razão
para isso é sua inflamabilidade, que
auxilia na produção de fogo e na
criação de um ninho de pássaro
(discutido mais adiante). A corda pode
ser usada para várias coisas, como tiras
improvisadas e colchonetes. Pode ser
usado como cinto para as roupas mais
externas, para manter a faca da bainha e
a bolsa do cinto prontamente
disponíveis sem que você precise
mexer sob o casaco ou a camisa de
manta. Você também pode usar corda
para muitas tarefas do acampamento,
como suspender
animais de caça para processar, puxar
estacas, pendurar uma rede ou
improvisar um molinete para mover um
objeto pesado. Eu recomendo
transportar cerca de duas cordas de 12
pés de comprimento e uma corda de 25
pés de comprimento o tempo todo
quando estiver andando sozinho.
MEMBRANA
Correias tubulares é usado para
escalar, por isso tem uma resistência
à tração muito alta para evitar
quebras. Possui algumas vantagens
em relação ao cabo, pois pesa menos,
ocupa menos espaço e possui uma
maior resistência à tração. Ao fazer
tiras improvisadas e coisas desse
material, você achará muito mais
confortável a distância do que corda.
Porque a correia é plana, você poderá
transportar mais. Como a correia ocupa
menos espaço do que a corda
(geralmente), recomendo duas seções
de 20 'e uma de 50'
seção se espaço e peso permitirem. Esse
material fará qualquer coisa que a corda
fizer - e um pouco melhor na maioria
dos casos, além de ajudar na partida com
fogo. Você sempre pode carregar um
pouco de ambos, como eu.
MULE TMACACO
Fita mula Eué um manto sem fios
internos e é usado por eletricistas. Tem
uma resistência à tração muito alta em
relação ao seu tamanho, e você pode
carregar 100 'sem adicionar mais de um
quilo à sua mochila. Mors Kochanski,
instrutor boreal de bushcraft e um
conhecido escritor canadense, acredita
muito neste produto, e eu respeito sua
opinião. No entanto, como todos os
outros componentes do seu kit, o
ambiente é uma consideração muito
importante. Nas florestas do leste,
existem tantos sarças, garras de gatos e
espinhos em geral que tipo manto cordão
ou corda não é viável devido ao
desgaste das fibras e tecidos ao longo
do tempo. No entanto, se o seu
ambiente permitir, é ótimo para todas
as coisas das quais uma corda mais
pesada seria capaz.
TORNAR NATURAL
CORDAGE
Tornar natural primeiro, você deve
conhecer o material correto a ser usado
para esse fim. Ele deve ser bastante
forte, dependendo da sua aplicação, e
deve estar disponível durante as quatro
estações do ano.
Lá Existem muitas plantas e árvores que
formarão cordão natural nas florestas do
leste. Para fazer um único cordão a partir
de material natural de resistência
razoável, você só precisa olhar até as
videiras ou as raízes das árvores no chão.
Alguns deles podem ser relativamente
fortes,
e isso é é melhor testar os materiais em
sua área antes que surja a necessidade,
colhendo uma seção e tentando dar um
nó na corda. Se isso quebrar o cabo,
pode não ser viável para algumas
tarefas, mas se você puder fazer três ou
quatro voltas ao redor do dedo e ele não
se partir ou quebrar, pode ser aceitável
para alguns aplicativos.

REVERSE-WRAP DOIS-
CORDAGE
Para fazer esse tipo de cordão na
floresta oriental, o melhor material será
sejam as cascas internas da nogueira
shagbark ou a tulipa (álamo amarelo).
Outras opções para fibras vegetais fora
da floresta oriental são a mandioca e a
urtiga, bem como a cana. O álamo
amarelo é de longe o mais fácil e será
um bom cabo forte para a maioria das
aplicações em qualquer diâmetro
necessário. O álamo recentemente caído
ou morto é o material de cordame
menos desejável, mas será o mais fácil
de colher. Erga a borda desta casca com
uma faca e retire-a; deve sair em tiras
longas, dependendo do galho ou da
árvore. Em seguida, remova a casca
externa para obter
para o interior fibras de casca. Para
fazer isso, trabalhe a peça em torno de
uma muda de casca rústica ou de uma
corda; isso afrouxará e removerá a
casca externa. Depois que as fibras são
obtidas, você precisa processá-las ainda
mais em fios menores e depois em
grupos de fios para obter o diâmetro
desejado do cordão.
Como fazer cordame
Quando você estiver pronto para
começar, separe os fios em dois pacotes
separados.
Segurando os dois pacotes ao mesmo
tempo, mas mantendo-os separados,
torça-os um de cada vez na mesma
direção. Depois disso, junte os dois
pacotes e gire-os na direção oposta (ou
seja, eles são invertidos e torcidos
primeiro de uma maneira e depois
contra a outra) e depois repita todo o
processo até terminar. É melhor
começar com pacotes de dois
comprimentos diferentes, para que você
possa emendar outro pacote no cordão
para adicionar
comprimento. Faça isso apenasde um
lado de cada vez, nunca ao mesmo
tempo. Quando chegar a
aproximadamente 1 "do final do pacote
mais curto, adicione outro pacote desse
lado, torcendo-o com a cauda e
formando um pacote. Em seguida,
continue a inverter o invólucro
normalmente até que a emenda esteja
dentro do cordão. Se você deseja um
cabo mais forte, você sempre pode
usar dois cabos totalmente processados
e conectá-los ao mesmo processo, o
que lhe dará aproximadamente dois
terços da força original de uma única
fita do mesmo diâmetro.
usado com cordas como o fio de nylon
torcido da mariner para criar um cordão
mais forte também.
BASIC ACAMPAMENTO
ÚTIL KNOTS
Nós são a base de todas as amarrações e
amarras, além de essenciais para
proteger qualquer coisa, de uma carga a
uma alternância. Usamos nós na vida
todos os dias, e há centenas para
escolher. Pratique nós frequentemente
até que você os domine; você poderá
amarrá-los nas costas e com os olhos
vendados para poder fazê-los sem
pensar, se necessário! Esteja você
amarrando equipamentos a uma
estrutura ou construindo um abrigo, o
uso de nós, amarrações e amarras é
uma
habilidade crítica. Muitos nós
permitirão recuperar cabos que, de
outra forma, precisariam ser cortados, e
isso economizará um recurso
importante. Amarrações apropriadas
podem significar a diferença em um
abrigo que suporta uma tempestade ou
que cai sob o peso da neve, e uma
moldura de matilha que dura anos ou
quebra cinco quilômetros em uma
caminhada de fim de semana.
Das centenas de nós disponíveis, esta
seção aborda apenas alguns que
considero essenciais para o artesanato,
bem como a importância da
recuperação do cordão para conservar
um recurso. Vamos discutir
três tipos básicos de nós: slipknots,
nós de ligação e nós estáticos.
Slipknots, como a palavra indica, aperte
com o deslizamento de uma linha
através de um loop ou de um loop em
outra. Nós de ligação apertam por
fricção de corda em corda. Os nós
estáticos são independentes e não
requerem mais ações para funcionar
como um nó.

STOP KNOT
Um nó de parada é um nó simples
usado no final de uma linha que evita
que a corda escorregue. O nó funciona
bem com qualquer outro nó como
medida de segurança. Geralmente,
você deseja que esse simples nó
overhand tenha alguma cauda além do
próprio nó. Em qualquer linha ou nó,
você deve amarrar um simples nó de
parada na extremidade da etiqueta para
garantir que, se um nó escorregar, ele
não será desfeito. O nó de parada
impedirá que a linha deslize
completamente.
nó corredio

NÓ DA BOWLINE
o o nó da bolina (pronuncia-se
BOlin) é um dos quatro nós básicos dos
navegadores. Este nó é um nó
independente e também é um nó
principal usado em operações de
resgate. Esse nó retém dois terços da
resistência à tração da linha, mesmo
sob é ideal para colocar um loop
estático no final de qualquer linha. A
única desvantagem deste nó é sua
tendência a deslizar ou desfazer-se sob
uma carga pesada, dependendo do cabo
usado para fazê-lo. No entanto, isso
pode ser facilmente contornado com
um nó de parada na cauda.
Nó de bolina

o o nó de bolina é melhor para


qualquer aplicação de fim de linha em
que você precise de um laço para passar
a linha e apertar em torno de um objeto,
como a linha de refúgio de um abrigo.
Esse nó será fácil o suficiente para
remover, mesmo se houver grande
estresse
na linha. É útil para incorporação com
outros nós, como a cabeça da cotovia,
para linhas de amarração da lona e
também para alternar no final de uma
linha.

NÓ DA CABEÇA DE
LARK
Este nó é um nó de aperto automático
que pode ser usado em uma variedade
de situações, para tudo, desde conectar
botões com um nó de parada até
conectar uma linha a outra com o
objetivo de pendurar algo em um botão.
O nó da cabeça da cotovia é formado
por duas voltas simples.
No entanto, este nó deslizará se for
puxado
sob uma carga muito pesada de um
lado para o outro (ao contrário do nó
prusik). É ótimo para linhas de ajuste
de lona, especialmente ao usar duas
cordas de diâmetros diferentes, com a
cabeça da cotovia sendo o cordão
menor. Considero este o segundo nó
mais versátil para uso na floresta.
Nó de cabeça de cotovia

JAM KNOT
O nó de atolamento é um nó corrediço
que, quando usado em conjunto com
um nó de parada, atola um laço de linha
para apertar em torno de um nó.
objeto. Esse nó é facilmente liberado
puxando a cauda na parte do nó de
parada da linha. Este é um dos nós mais
úteis para sua adaptabilidade.

Nó de atolamento

ENTRADA DO
CAMINHÃO
Uma combinação de dois slipknots,
este nó é usado para colocar uma linha
sob tensão e mantê-la esticada. Pode ser
usado para qualquer aplicação em que
uma linha precise ser esticada, mas
ainda será facilmente liberada para
ajuste ou recuperação.
Engate do caminhoneiro

PRUSIK KNOT
o O nó prusik é usado para anexar
um laço de linha a outra linha de maior
diâmetro. O loop se aperta quando a
tensão é colocada sobre ele, apertando a
linha maior. Este é um nó de suporte de
carga que é usado para subir uma corda
ou gerenciar uma travessia em águas
rápidas, pois desliza facilmente para a
frente ou para cima da corda, mas se
aperta novamente sob atrito. Este
também é um nó com o qual
manter uma linha esticada conectada a
um ponto de amarração de lonas e
abrigos.

Nó Prusik
NÓ DO PESCADOR
Esses nós são simples nós de
overhand usados para criar um loop de
linha a partir de uma única peça.
Também é um nó corrediço e aperta
contra o nó oposto ao ser puxado, mas
pode ser solto facilmente puxando as
caudas. Os loops são muito úteis nas
configurações da cabeça do prusik e da
cotovia.
UMA

Frent
e

De volta
Nó de pescador
TIMBER HITCH
Engates de madeira são nós de
atrito. Um engate de madeira se
prenderá contra si próprio sob
pressão e é usado em aplicações de
amarrações, cordas de proa, estrias,
etc.
Engate de madeira

CLOVE HITCH
Este nó também é um dos quatro nós
do navegador principal e é muito útil se
você precisar ajustar a linha após a
configuração. o
nó vai solte-se quando uma das
extremidades da corda for empurrada em
direção ao nó, mas é mais difícil soltar-
se em cabos de menor diâmetro. É um
bom nó final para amarrações, pois
possibilita a recuperação do cordão
umbilical.
Engate de cravo
FIXAÇÃO, LIGAÇÕES E
TOGGLES

LASHINGS
Lashings são usados na construção
de objetos a partir da paisagem que
estarão sob alguma carga ou que
pretendem suportar outra coisa. Tripés,
armações de pacote, mobília de
acampamento e suportes de armação
tipo A exigem amarrações para torná-
las fortes. Para embarcações básicas,
você precisará entender o chicote reto
ou de cisalhamento e o chicote
diagonal ou cruzado. Amarrações de
cisalhamento são usadas quando duas
os objetos são amarrados lado a lado e
depois separados, fazendo com que a
amarração se aperte ainda mais. Um
chicote diagonal é usado com paus que
se cruzam enquanto são amarrados,
como a parte superior de uma moldura
da mochila de Roycroft.
Amarração por cisalhamento e
amarração diagonal
LIGAÇÕES
Ligações são usados para impedir que
algo se separe ou se separe. Você usa
uma encadernação, por exemplo, para
enrolar a ponta de uma corda cortada
para evitar que ela se desfie ainda mais.
Você também pode usar uma
encadernação para puxar algo, como
uma lâmina de faca ou ponta de flecha,
para uma alça.
Às vezes, as ligações são
usadas em conjunto com
adesivos e às vezes não,
dependendo da aplicação.
TOGGLES
Alterna estão entre os itens mais úteis
na caixa de conhecimentos do lenhador.
Eles podem ser usados para quase todas
as aplicações, desde abrigos, cozinhas,
até armadilhas, ou até mesmo
empacotando e carregando
equipamentos. Uma alternância é uma
simples vara de madeira ou cavilha
(tamanho dependente da necessidade),
que é conectada a uma linha por um nó.
este pode ser usado como um ponto de
conexão simples que é facilmente
movido ou removido e, se necessário,
suportará carga.
Configuração de alternância
do tripé
DICAS E TRUQUES DE
CORDA E CORDAGEM

1. Ativa cordas amarradas com um nó


na cabeça de cotovia e um nó de
geleia são ótimas para pendurar
equipamentos como mochilas,
mochilas e até armas para mantê-
las fora do chão.
2. Cordas feitas de fibra natural,
como o algodão, são ótimas para
serem usadas como uma partida
lenta carbonizada. Coloque uma
seção em tubos como cobre,
acenda uma pequena quantidade
de extremidade exposta e sopre-a
para queimar o material.
Você pode re-acender a partida
facilmente com haste de ferrocério
ou pederneira e aço para criar uma
brasa grande.
Ao alimentar a corda através do
tubo, você pode estender o tempo
de gravação. Use cerca de 12 "de
corda de 3⁄8–1⁄2" e um
comprimento semelhante de tubo de
cobre ou latão de 6 ". Para retirar a
brasa, basta puxar a extremidade de
queima de volta para o tubo.
3. Fazer cordas do couro cru de um
animal, insira sua faca em uma
seção de um toco e corte a pele
de maneira circular. o
faca é estacionário no toco e a pele
é puxada em direção à lâmina para
fazer o corte. Isso fornecerá
cordões únicos muito mais longos
do que tentar cortar um pedaço ao
longo do comprimento da pele.
4. Lembre-se que à base de nylon
cabos, como cabo de pára-quedas,
derreterão se queimados. Usando
apenas o manto externo deste
cordão e derretendo-o, você pode
fazer um adesivo ou adesivo de
emergência para pequenos
orifícios, em itens como
recipientes.
5. Certifique-se de que qualquer o
cabo não é armazenado molhado;
isso causará mofo e quebrará as
fibras.
Capítulo 4
RECIPIENTE
S
e ferramentas de
cozinha

“Quanto mais simples a roupa,


mais habilidade é necessária para
gerenciá-la e mais prazer se
obtém em suas realizações.”
- AUTOR KEPHART, CAMP COOKERY,
1910
No em todo bom kit, você encontrará
itens para aquecer água, cozinhar
alimentos e fazer chás e decocções
medicinais. Existem muitos tipos de
recipientes e utensílios de cozinha para
você escolher, e a era moderna do
acampamento ultraleve oferece ainda
mais opções do que antes. A escolha de
garrafas, xícaras, panelas e frigideiras
feitas com o material certo é uma
decisão importante e deve refletir suas
necessidades no mato. Portanto, é
crucial conhecer os diferentes materiais
de panelas antes de fazer compras ou se
aventurar no
selvagem.
De meados do século XIX ao início
do século XX, a maioria das panelas
transportadas a pé era de alumínio ou
aço. Os exploradores anteriores usavam
ferramentas de estanho, cobre e ferro
fundido também. A tecnologia moderna
produziu uma grande variedade de
produtos de aço inoxidável, dos quais
você pode escolher, além de panelas de
titânio super leves. (De fato, você pode
comprar utensílios de cozinha que
pesam quase nada; um conjunto inteiro
de utensílios de cozinha modernos tem
aproximadamente o mesmo peso que
um único objeto feito
Há 100 anos!) No entanto, materiais
leves não se desgastam com o tempo.
Descobri que, embora o titânio seja
ótimo para aquecimento rápido, ele
também é muito suscetível à
deformação sob chama direta. Pode ser
ótimo se você for cozinhar com um
fogão de acampamento, mas para o
verdadeiro homem da floresta que quer
que seus alimentos sejam cozidos em
fogo aberto, isso fica aquém do
esperado.
O aço inoxidável é forte e resistente,
retém bem o calor e cozinha de maneira
eficiente quando lubrificado com óleo.
Tem uma desvantagem: é muito pesado
comparado ao titânio e alumínio. O
alumínio é um dos melhores materiais
para resiliência, transferência de calor e
peso. Havia muita controvérsia nas
décadas de 1960 e 1970 em torno de
utensílios e produtos de alumínio,
quando os cientistas temiam uma
ligação entre o alumínio e a doença de
Alzheimer. Estudos recentes falharam
em confirmar isso, no entanto.
Hoje, estão disponíveis alumínio
anodizado revestidos para remover o
contato direto com alimentos e
líquidos durante o aquecimento e o
cozimento. Aço, aço inoxidável e
alumínio anodizado
todas são escolhas aceitáveis,
dependendo do seu gosto e preferência
pessoal, mas o aço inoxidável é o
vencedor pela durabilidade.
ÁGUA FRASCOS /
CANTINHAS
Recipientes são cruciais para qualquer
kit; eles são um dos cinco Cs devido à
dificuldade de fazer um recipiente para
a água a partir de materiais naturais na
natureza. É fundamental que você
tenha a capacidade de desinfetar a água
aquecendo-a; além disso, o rápido
reaquecimento por líquidos aquecidos
pode ser um salva-vidas se você se
tornar hipotérmico. Garrafas de água
são um item novo quando se trata de
pisar na floresta. Nos dias de Nessmuk
e Kephart, havia cantinas disponíveis,
mas
foram raramente mencionados como
um transporte diário. Hoje, estamos
mais familiarizados com os patógenos
transmitidos pela água e, portanto,
preocupados com a qualidade de
nossos recipientes de água. Seja qual
for o caso, você deve garantir a
qualidade da água que bebe.
Água garrafas de plástico são um
desperdício de tempo e dinheiro.
Qualquer contêiner que você escolher
transportar deve ser capaz de resistir à
chama direta. O CDC e a Wilderness
Medical Society concordam que a única
maneira 100% segura de desinfetar a
água para consumo seguro é fervê-la.
Em altitudes normais inferiores a
5.000 pés, quando a água ferver, é
tempo de contato suficiente sob o calor
para matar todas as ameaças
transmitidas pela água. Para fazer isso,
você deve ter um recipiente de metal.
Eu recomendo uma garrafa de água de
aço inoxidável que contenha pelo
menos 32 onças. Isso significa que você
deve ferver a água quatro vezes por dia
para manter a função normal do corpo.
Garrafas menores significam mais
ebulição, e garrafas maiores se tornam
uma questão de peso se carregadas.
Lá existem muitas boas garrafas de
água no mercado hoje, mas garanta
que aquela
você compra é de construção em peça
única para maior durabilidade no
incêndio.
Lá são poucas as cantinas metálicas
de alta qualidade no mercado. A única
cantina de aço inoxidável que conheço
é transportada pela Self Reliance
Outfitters e vem com um suporte para
copos e fogões. As cantinas de
alumínio no mercado não são
anodizadas, nem são tão duráveis
quanto o aço inoxidável.
Vocês pode usar uma alavanca e um
cordão para suspender uma garrafa de
água ou cantina sobre o fogo ou para
removê-la quando o aquecimento
estiver concluído. Para fazer isso,
amarre o
alternancia com um dente de cravo um
pouco fora do centro. Isso permitirá que
a alavanca gire no lugar e fora do lugar
facilmente quando não estiver sob
tensão, mas trava nos ombros da garrafa
quando suspensa.
CUPS
Taças estão disponíveis nos mesmos
materiais que as garrafas e muitos são
feitos para aninhar-se no fundo da
própria garrafa. Alguns copos estão
disponíveis com um suporte de fogão.
Qualquer xícara que você carrega é
uma escolha pessoal. Muitos
lenhadores do passado consideravam
seu cálice um significado especial; suas
xícaras ajudariam a suavizá-lo na
floresta. Noggins ou kuksas são xícaras
geralmente feitas de madeira, embora
também existam versões de plástico
composto e plástico ABS.
Os kuksas suecos originais eram feitos
de
resistente, verde-oliva plástico verde.
Alguns copos de metal têm marcadores
de medidas gravados ou recuados, o que
os torna uma boa opção para culinária de
acampamento.
Copos de cantina são feitos
principalmente de aço inoxidável, mas
as configurações das alças variam de
uma alça dobrável de alça única a alças
do tipo borboleta. Alças de alça única
tornam o copo mais estável no chão e
podem ser facilmente modificados
adicionando anéis “D” na alça. Isso
tornará possível adicionar um manípulo
para uma alça mais longa,
cozinhar mais agradável (isso é
muito parecido com os conjuntos de
cozinha suecos).
Outro Uma modificação fácil do seu
copo é fazer furos logo abaixo da
borda, perpendiculares às alças e com
aproximadamente 1⁄8 "de diâmetro.
Isso permitirá que você use um
espalhador de boca de peixe como uma
fenda para o copo, possibilitando usá-lo
como uma panela pendurada Muitas
tampas também estão disponíveis para
xícaras (de tamanho normal e de
cantina) para torná-las panelas mais
versáteis.Uma nova melhoria
tecnológica em relação ao anel do
fogão de copa dos EUA para as duas
garrafas
e cantinas é a fogão de aço inoxidável.
Este fogão aninha-se sob o copo, o que
permite que você use Trangia ou outros
fogões a álcool para aquecer e cozinhar
em lugar de fogo. (Isso é especialmente
eficiente se você parar brevemente em
um acampamento ou se o fogo aberto é
uma questão ambiental.) Esses itens
também estão disponíveis nos Self
Reliance Outfitters.
Como modificar um copo de
cantina
POTS
Vasos de Bush e conjuntos de cozinha
estavam entre os itens mais comuns
transportados por lenhadores do
passado, e são tão importantes agora.
Às vezes, esses itens se aninham para
que várias peças possam ser
transportadas em um espaço dentro do
pacote. Em seu livro Camping and
Woodcraft, Kephart afirma que, para
um kit individual, é necessário um pote
com no máximo um litro e que ele se
encaixe facilmente em uma mochila.
Os conjuntos de cozinha sueca são
ótimos para encher esta parte do seu
kit, mas, infelizmente, são difíceis de
localizar. Geralmente, eles são feitos de
alumínio e aço inoxidável e vêm com
um suporte de fogão e fogão Trangia; a
tampa se torna uma panela rasa ou um
copo para beber, e o corpo principal é
uma panela de 1,6 litro ou "Billy Can".
Existem muitos conjuntos de cozinha
similares disponíveis nos países
europeus por meio de excedentes. Um
único pote de 1 litro não deve ser difícil
de encontrar.
A Zebra fabrica vários tamanhos em
aço inoxidável, e a Self Reliance
Outfitters oferece vasos de maconha em
alumínio anodizado, bem como em aço
inoxidável no tamanho de 1,8 quart.
Se você não está preocupado com
Como uma tampa para sua panela, você
pode fazer uma de qualquer balde de
ordenha de aço inoxidável ou outro
recipiente de metal que seja seguro para
alimentos. Faça furos perto da borda do
contêiner, usando o fio de captura nº 9
para uma fiança. A panela se tornará
um amigo familiar ao redor do fogo à
noite, e você descobrirá depois de
algum tempo que qualquer coisa cozida
em seu velho amigo tem um gosto
melhor.
O pote de arbusto oferece um bom
espaço de armazenamento seco na
embalagem, se tiver uma tampa segura,
e pode ser um ótimo local para guardar
instrumentos de arranque. Um
cozinheiro
algum tipo de panela e uma garrafa e um
copo de aço inoxidável oferecem uma
combinação bastante confiável para
qualquer condição.
PANELA SUSPENSÃO
Lá Existem várias maneiras de
pendurar uma panela sobre o fogo
para cozinhar ou aquecer a água. Os
mais úteis são o tripé, o guindaste e o
gancho de panela ajustável.

TRIPÉS
Os tripés são feitos cortando três
varas de comprimento igual, com cerca
de 11⁄2 "- 2" de diâmetro. Esses paus
devem ser encaixados ou apontados
para a extremidade sem amarração
para ajudar a impedir que escorreguem
em solo molhado ou neve. Deixe um
comprimento suficiente no cabo para
que depois de
chicoteando você pode amarrar uma
alavanca na linha, que pode ser
ajustada envolvendo as extremidades
do tripé para variar a altura da panela
sobre o fogo. A alternância deve ser
maior que o vão superior da fiança, de
modo a segurar com a cunha. Amarre a
alavanca usando um entalhe em V e um
nó de engate de cravo.
Vocês pode facilmente ajustar a altura
em pequenas quantidades e mover as
pernas do tripé de um lado para o outro
para controlar a distância do pote das
chamas. Não mexa no cabo ou na
panela enquanto estiver movendo o
tripé.
GUINDASTE
Lá existem muitos tipos de
guindastes; alguns são bastante simples,
outros são assuntos mais complicados.
Simples é sempre o melhor e, na
maioria das vezes, é mais robusto. O
guindaste mais básico envolve um pau e
um garfo. A vara longa é afiada em uma
extremidade e entalhada com um
entalhe da cabana de madeira na outra.
Dirija a ponta do bastão longo para o
solo e, em seguida, coloque um bastão
com um garfo Y embaixo para prendê-
lo no lugar. Essas peças podem ser
ajustadas para aumentar ou diminuir o
ângulo que aumenta ou diminui o pote.
o
o pote é suspenso pela fiança do entalhe
da cabana, o que o impede de
escorregar pela vareta.

Guindaste simples

POTENCIÔMETROS
DE POTÊNCIA
Outro método de suspender panelas é
usando um cabide ou bastão. Este stick
deve ter vários ajustes
pontos para aumentar ou abaixe o pote
em uma vara cruzada, dois garfos
presos no chão a alguns metros de
distância com uma vara horizontal no
meio ou em um guindaste com um
ângulo plano na parte superior e
entreposto para encaixar nos entalhes
da fiança. Se você usar uma vara
cruzada, precisará de vários garfos para
ajustá-la. No final, geralmente é mais
fácil esculpir entalhes para esta tarefa
do que encontrar paus nos quais esses
garfos ou entalhes ocorrem
naturalmente. Lembre-se também: ao
usar garfos para fazer algo, não use um
garfo real
ramo, como estes são propensos a
dividir. Em vez disso, use um ponto
de corte onde outro galho cresça da
árvore, para que você esteja batendo
em um plano reto e sempre separe a
área a ser atingida com um machado
para evitar que se espalhe.
Cabides
SKILLETS
Uma frigideira, uma panela rasa, dá ao
viajante a capacidade de fritar
alimentos, além de fornecer um prato
para comer. É claro que não
precisaríamos da panela se
estivéssemos satisfeitos em comer
sopas da panela, bolos de cinzas do
fogo ou carne assada de um palito
verde sobre o fogo. Mas você realmente
quer fazer isso? A panela nos dá a
capacidade, quando usada com algumas
gorduras ou gorduras animais, de fritar
nossos alimentos. Para uma viagem
mais longa, algo frito pode ser uma boa
mudança para o paladar.
O sueco os conjuntos de cozinha
mencionados anteriormente têm uma
tampa que se torna uma tigela rasa ou
uma frigideira. No entanto, se você não
possui um desses conjuntos, existem
muitas frigideiras no mercado feitas de
alumínio, alumínio revestido, aço
inoxidável e aço. Vale a pena levar uma
panela extra devido à sua versatilidade.
Tente pegar um que possua algum tipo
de alça dobrável ou um com um
soquete no qual você possa inserir um
pedaço de pau. Se você está apenas
procurando um prato para armazenar
alimentos enquanto outra coisa cozinha
ou para
comer, muitas tampas de panela também
podem ser usadas para esses fins.
CARNE ROTISSERIE
Vocês pode criar um simples assador de
carne usando outro palito bifurcado
como a horizontal entre os dois garfos.
Corte um ponto na vareta na
extremidade oposta do garfo e, em
seguida, divida-a a cerca de 5 cm da
extremidade pontiaguda. Empurre as
extremidades da vareta por um pedaço
de carne e, em seguida, prenda as
divisões para apertar a pressão sobre o
garfo. Descanse a churrasqueira em dois
palitos bifurcados verticalmente, que
você grudou no chão em ambos os
lados do fogo para que a carne possa ser
girada quando desejado para um
cozimento uniforme.
animal jogo espetos através da carne e do
bastão bifurcado para estabilizar e
manter a caixa torácica aberta; isso
resultará em um cozimento mais
uniforme.
DICA DE BUSHCRAFT
Você pode fazer quase todas as
ferramentas necessárias para
cozinhar a partir de materiais
naturais, exceto um balde para
desinfetar água e ferver carne.
Todos os guindastes, cabides e
ferramentas para manipulação de
alimentos discutidos nesta seção
são feitos de palitos.
PRANKS
Pranchas são placas de corte
transversal de madeira de uma peça
maior e usadas como superfície de
cozimento para alimentos como pães e
bannocks. Essas tábuas devem ser de
madeira não resinosa para não afetar o
sabor; as madeiras de lei também são
preferidas, para que os alimentos
possam ser movidos para perto do
fogo, sem risco de queimar a madeira
enquanto a massa está cozinhando.
Você pode usar tábuas para cozinhar
quase todos os pães ou alimentos
relacionados a pães, mas a massa deve
ser um pouco mais grossa, pois a tábua
geralmente está inclinada sobre outro
pedaço de madeira ou
pedra para exponha a massa ao calor. É
então girado e manobrado para
aproveitar o melhor calor lento do
carvão e do fogo.
FERRAMENTAS POR
COMIDA MANIPULAÇÃO
Vocês não precisará de mais utensílios
do que a faca e o canivete, pois você
pode criar qualquer outro utensílio com
essas ferramentas. Um dos itens mais
úteis que você deseja é um dispositivo
de escavação para levar comida cozida
da panela à boca. Muitos alimentos e
líquidos podem ser simplesmente
consumidos bebendo-os diretamente do
recipiente, mas se você quiser uma
colher, não será preciso muito esforço
para esculpir uma.
Toma um ramo dividido com cerca de 8
"de comprimento e 4" de diâmetro. A
divisão pode ser esculpida em um
lidar com de um lado, e queimou com
carvões do fogo para criar a tigela ou
com uma faca. Você pode fazer uma
espátula da mesma maneira; siga o
mesmo procedimento que a colher, mas
em vez de esvaziar a tigela, corte a
ponta plana. Se você achar que precisa
de um garfo, um simples bastão
bifurcado fará o trabalho, assim como
qualquer garfo de metal. (Isso pode ser
necessário se você não quiser comer
sua carne do palito, cozinhá-la no fogo
ou se precisar obter um pedaço de carne
de uma panela.) Se você precisar de
pinças, criá-las é um projeto simples.
Use um
ramo verde e corte no meio do ramo.
Em seguida, dobre o ramo verde ao
meio. Um simples bastão funcionará
para mexer o açúcar no chá ou no café.
Quando se trata da culinária real,
pedras planas, livres de umidade,
podem formar uma excelente grelha.
Dependendo da espessura da laje de
pedra, você pode cozinhar qualquer
coisa, de ovos a bife na pedra.
Usar a pedra como apoio de fogo
também retém um bom calor para
cozinhar com outros métodos, como um
assador. Pedras dispostas ao redor de um
incêndio podem ser usadas para
qualquer coisa de aquecedores de panela
ou frigideira ao cozimento real.

FERRO FUNDIDO
A cozinha com ferro fundido é o
padrão para uma boa fogueira desde os
dias dos pioneiros. Dizem que nada
cozinha como ferro fundido, e uma boa
frigideira ou panela de ferro fundido é
uma herança de família. A principal
questão do ferro fundido, no entanto, é
o peso. A menos que você tenha algum
tipo de transporte (como uma canoa,
um cavalo ou um ATV), você se pesará
dramaticamente
mesmo com a menor peça de panelas de
ferro fundido. No entanto, se você tiver a
opção, o ferro fundido oferece facilidade
e versatilidade ao cozinhar no
acampamento ou na cabine. Um forno
holandês de dois litros e uma frigideira
na qual a tampa do forno se encaixa é o
melhor possível para cozinhar no
acampamento.

DICA DE BUSHCRAFT
E se você deseja que suas
panelas e frigideiras de ferro
fundido fiquem temperadas, evite
lavá-las com sabão. (Temperado
significa os poros da
o ferro é saturado e cheio de óleo
e graxa; isso faz com que as
panelas fiquem antiaderentes e
aumentam o sabor dos alimentos
cozidos.) Quando terminar de
cozinhar com um pedaço de ferro
fundido bem temperado, limpe-o
com um pano e guarde-o. Se algo
ficar preso na superfície ou você
acidentalmente queimar comida
no metal, encha-a apenas com
água e ferva-a no fogo, depois
limpe-a e seque-a bem. Nunca
use esfregão ou sabão no elenco
ferro. A maioria das novas
panelas de ferro fundido é pré-
temperada. Se o seu não estiver,
ou se você comprar usado e
estiver enferrujado, limpe a
ferrugem com um pedaço de lã de
aço, limpe com uma quantidade
pesada de óleo ou banha de
porco e aqueça em fogo. Repita
esse processo conforme
necessário até que o óleo fique na
panela. Nesse ponto, você pode
derramar o excesso de óleo e
limpá-lo como de costume.
COZINHANDO FERROS
Lá existem muitos tipos de ferros e
utensílios de cozinha feitos de ferro
por ferraria; os tipos abordados nesta
seção são os mais úteis e versáteis para
o acampamento. O ferro é pesado,
portanto, se você for transportá-los, na
maioria das vezes precisará de algum
tipo de transporte.
"Fogões de esquilo", como são
chamados, são um tipo muito útil de
ferro para cozinhar, composto de duas
peças do tamanho de um saco de
dormir. Eles podem ser usados para
cozinhar pedaços de carne, pendurar
uma panela sobre o fogo ou como
pôquer para mexer
carvão e organizar a lenha no fogo.
Outro uso para esses dois ferros é como
uma grelha de frigideira se colocada
sobre uma fogueira. Para usar o fogão
de esquilo como um cabide ou garfo de
carne, coloque a ponta do ferro no rabo
de porco do outro ferro (ou seja, a parte
do ferro enrolada como a cauda de um
porco) e depois coloque a outra final do
pedaço de rabo de porco no chão como
uma posição vertical. Isso então se
torna um guindaste que pode ser girado
para uso como um cabide ou garfo de
carne, dependendo de qual lado está
sobre o fogo.
Outro tipo de ferro que é útil no
acampamento é muito parecido com um
assador de madeira. Possui duas
colunas verticais e uma barra
transversal colocada horizontalmente
através dos olhos das duas colunas
verticais. A partir disso, uma
combinação de ganchos e correntes ou
tresmalhos é usada para ajustar as
panelas sobre o fogo ou cozinhar a
carne na barra transversal. Essas
configurações são um pouco
impraticáveis para o uso normal, pois
são pesadas. Eles são muito úteis, no
entanto, se você puder encontrar uma
maneira de transportá-los facilmente.
Fogão de esquilo
FOGÕES E
QUEIMADORES
Os termos "Fogão" e "queimador"
realmente se referem a duas coisas
diferentes. "Queimador" refere-se à
unidade que produz o fogo. Um fogão é
o suporte, material ralado ou
componente sobre o qual a panela ou o
copo repousa sobre o queimador. (Os
“fogões” de Trangia e álcool
atualmente no mercado são realmente
queimadores.) Para evitar confusão, vou
me referir a queimadores no texto a
seguir como fogões e fogões como
“fogões de fogão” - assim, ao pesquisar
o mercado atual, você não ficará
confuso.
FOGÕES
(QUEIMADORES)
Todos os fogões a álcool no mercado,
sejam eles fogões de um centavo,
fogões de Coca-Cola ou fogões
tradicionais da Trangia, funcionam com
o mesmo princípio: um pavio de
material fechado (geralmente amianto)
é selado em um espaço confinado com
orifícios na parte inferior do recipiente
para que o álcool penetre. Há um
reservatório no centro no qual é
derramado líquido, de forma a penetrar
nos orifícios de absorção. Depois que o
álcool é aceso no reservatório, o que
pode ser conseguido com uma barra de
ferrocério ou chama aberta, os vapores
sobem da
pavio dentro da câmara de vapor
fechada e queima através de pequenos
orifícios na borda superior do
dispositivo, fazendo com que ele jorra.
Algumas pessoas usam aceleradores
diferentes do álcool desnaturado nos
dispositivos, mas eu não recomendo
essa prática, pois entupem os orifícios
de saída ou fumam muito.
A maioria dos fogões Trangia, que
são o design original usado no conjunto
de cozedura sueco, queimam cerca de
trinta minutos com um pouco de álcool e
fervem um litro de água em cerca de
cinco minutos, com um bom suporte de
fogão. Novo modelo de fogões Trangia
no mercado também são aceitáveis,
mas os originais são os mais robustos.
Muitos deles estão disponíveis na web
por entre US $ 20 e US $ 100 e durarão
a vida inteira. O único componente do
Trangia que você precisa substituir é o
anel "O" usado para selar a tampa,
permitindo que o fogão seja
armazenado em sua embalagem quando
estiver cheio ou parcialmente cheio de
álcool.
Os anéis "O" podem ser comprados on-
line, mas você também pode encontrar
anéis comparáveis na maioria das lojas
de hardware. Esses fogões resistiram ao
teste do tempo e são muito menos
suscetíveis a problemas do que os
modernos fogões para mochilas
multicombustíveis.

STANDS
Carrinhos de fogão são usados para
elevar a panela ou o copo que está
sendo aquecido acima das chamas do
fogão (queimador) para fornecer espaço
entre os jatos em chamas e o fundo do
objeto, permitindo o fluxo de oxigênio.
Lá existem muitas pequenas versões
dobráveis desses suportes disponíveis;
no entanto, muitos não fornecem um
pára-brisas. O suporte de fogão que
acompanha o conjunto de cozinha sueco
foi projetado não apenas como um
fogão
suporte, mas também um pára-brisas
que nidifica com o aparelho,
eliminando a necessidade de
transportar duas peças de
equipamento separadas. Os estandes
de fogão mais antigos, feitos para a
cantina e o copo militares dos EUA,
têm um design de manga aberta,
aninhado no copo, com orifícios de ar
para fornecer oxigênio. Robert
Simpson deCanteenShop.com
projetou recentemente um suporte de
fogão para o
Copo cantina dos EUA que também
fornece uma grade superior para o
suporte e a tela. Trabalhando com Self-
Reliance Outfitters, o pessoal da
CanteenShop também fez estandes de
fogão para copos, copos de cantina e
mato
panelas em aço inoxidável, que
oferecem todos os benefícios
mencionados aqui. Lembre-se de que
qualquer suporte que você usar precisa
aninhar-se bem no conjunto de
cozeduras, para que não ocupe espaço
extra na embalagem. Você pode fazer
um fogão rápido a partir de qualquer
lata grande de sopa cortando a parte
superior e inferior da lata e, em seguida,
perfurando vários orifícios ao redor do
terço superior e inferior da lata para
permitir o fluxo de oxigênio.
Suporte de fogão simples feito de
uma lata de sopa
grande
Dicas e truques para
cozinhar no campo

1. Quando você estiver cozinhando


qualquer tipo de carne, a ebulição
economizará o valor mais
nutritivo do animal. Beba o caldo
também; contém gorduras
críticas.
2. Quaisquer pedras usadas para
cozinhar ou colocado diretamente
dentro de um incêndio nunca deve
vir de leitos de riacho ou rios.
Mesmo que pareçam secos, ainda
podem reter a umidade que causará
uma fratura quando aquecida; eles
pode criar grande perigo de detritos
voadores quando eles explodem.
3. Os fogos servem para aquecer e
os leitos de carvão servem para
cozinhar. Sempre deixe o fogo
queimar para desenvolver um
grande leito de carvão para as
necessidades de cozimento.
4. Sempre escolha cuidadosamente
os locais de incêndio, tendo em
mente a direção e a força do
vento, para que as chamas não
fiquem fora de controle.
5. Quando você é Ao sair de uma
área, o fogo deve estar
completamente apagado, sem
fumaça saindo dos carvões.
Esmague o carbono
completamente e
espalhe-o para causar o
menor impacto na terra.
capítulo 5
COBERTURA

"Um agradável ponto de parada é


sdificilmente longe de procurar em
um montanhoso cgrama que é bem
arborizada… uma nível regional,
seja ele aberto pdeitado ou terras
de fundo de madeira, gágua difícil
e um local alto e seco pode ser
difícil de encontrar. ”
- AUTOR KEPHART, CAMPING E
WOODCRAFT1919
Escolhendo a cobertura adequada para
suas expedições dependerá do
ambiente, da estação e da duração da
sua estadia na natureza. Um abrigo bem
construído, feito de material durável,
pode fazer a diferença entre uma noite
de sono segura, quente e seca e uma
situação potencialmente fatal. Para
ajudá-lo a escolher as melhores opções
para o seu kit, este capítulo detalha
muitas opções de cobertura, de tipos de
lonas a sacos-cama e cobertores, e até
abrigos naturais que você pode
construir em tempo real ou em
emergências. Você também
aprender habilidades essenciais para o
tratamento de seus materiais de
cobertura e criação de tendas, além de
opções de dobragem e armazenamento
para levar abrigos com seu kit. Dos
modernos Sistemas Modulares de Sono
militares, com bolsas dobráveis a
cobertores tradicionais de lã e
cabeceiras de incêndio, aqui você
encontrará as informações necessárias
para escolher e manter elementos de
cobertura essenciais - outro dos Cinco
Cs necessários para criar um
microclima de proteção contra os
elementos .
Tarps e barracas tarp
A maior vantagem da lona ou barraca de
lona é que ela fornece uma pegada sem
piso. Um piso à prova d'água em uma
barraca pode causar vários problemas:

1. Água pode correr sob a tenda e


vazar; então o piso à prova d'água
formará um balde de retenção para
essa água.
2. E se Se a água se infiltrar na
barraca por cima, a água será
contida pelo chão.
3. Com nenhum Como o fluxo de ar
sob a barraca ou em nenhum lugar
para a umidade escapar, as tendas
com piso podem se tornar um
pesadelo de condensação presa
durante a noite.

Tarps e barracas de lona são fáceis de


transportar e embalar. Eles também são
os mais versáteis para diferentes
configurações, dependendo das
condições e da sazonalidade. Os
materiais mais comuns para esses itens
são polipropileno, silnylon (nylon
impregnado com silicone), lona ou
oleado.
Todos esses materiais têm certas
vantagens, bem como desvantagens.
POLIPROPILENO E
SILNYLON
Polipropileno é um material leve que
pode ser comprado muito barato; no
entanto, sua baixa longevidade e
durabilidade o tornam inadequado para
algo que não seja a curto prazo. Um
campista experiente nunca iria querer
adquiri-lo para um dispositivo de
proteção usado com frequência devido
ao seu potencial impacto no meio
ambiente. Outro problema com este
material (que pode ser um problema
com qualquer material) é que as lonas
feitas com ele sempre usam ilhós
ou anéis de metal para opções de
amarração, não laços reais costurados no
material e reforçados. É sempre melhor
ter laços estabelecidos ou amarras reais
em vez de ilhós, pois os primeiros
oferecem melhor suporte e menos
estresse no material.
Silnylon, um material de nylon
impregnado com silicone para
impermeabilização, é de longe o
material mais popular hoje usado para
lonas e moscas de abrigo. A principal
vantagem do silny é que ele é muito
leve e pode ser triturado em uma
embalagem muito pequena para facilitar
a embalagem.
A principal desvantagem desse material
para o artesão que deseja passar muito
tempo na floresta é que ele é muito
suscetível ao fogo. Muitas empresas
ainda usam ilhós também, o que causa
falhas quando o material está sob
estresse. Muitas lonas de seda estão
disponíveis se você deseja usá-las, mas
lembre-se de que, como todos os outros
elementos críticos do seu kit, você
precisa que elas sejam multifuncionais
e duráveis.
Você nunca arrastará um cervo para fora
da floresta em uma lona de seda sem
destruí-la.
TELA DE PINTURA
A tela tradicional é uma dos materiais
mais resistentes para usar como lona ou
barraca de lona. Hoje, muitas lonas de
lona são mais resistentes ao fogo e ao
mofo do que no passado. Isso faz da
lona um material primordial para uso a
longo prazo como um componente de
abrigo (cobertura). A principal
desvantagem do material da lona é o
peso; qualquer coisa acima de 7 '× 7' é
muito volumosa para qualquer uso sem
algum tipo de transporte. Muitas lonas
de lona têm pontos de amarração bem
costurados, mas você ainda precisa
evitar ilhós.
Barracas de lona de 8 '× 8', 9 '× 9' ou 9
'× 12' será mais útil para o viajante
individual. Sou muito parcial
emTentsmiths.comé egípcio oleado para
transporte leve e durabilidade. Se você
estiver usando essa lona por uma
temporada, é importante que ela seja
resistente em condições climáticas
variadas.

FAZENDO UMA
BARRACA DE
LONA
Vocês pode fazer uma barraca de
lona simples a partir de qualquer pano
de lona do tipo pintor. Um tamanho de
9 '× 12' dará um bom número
de opções de configuração e pode ser
tratado facilmente com produtos como
o Kiwi Camp Dry ou o Water Seal da
Thompson, para maior rapidez. Você
precisará de pontos de amarração nesta
tela para conduzir estacas e executar
linhas de cara. Coloque a lona no chão;
para cada canto, pegue um mármore,
pedra ou maço de folhas e enrole o
tecido em torno desse objeto,
amarrando-o e deixando as caudas para
formar um laço. Você quer que um
desses itens em cada canto comece.
Depois disso, dobre a lona
longitudinalmente e faça novamente
laços, não apenas nos cantos, mas no
centro, como
bem, espaçados uniformemente entre o
canto e o centro. Em seguida, dobre a
lona pelo comprimento oposto,
seguindo o mesmo passo de antes,
incluindo mármore, pedra ou cacho de
folhas, adicionando um laço em cada
canto e em cada lado do centro,
espaçados uniformemente. Quando isso
estiver concluído, dobre a lona no
ponto mais largo até a metade do centro
das duas extremidades e, novamente,
faça amarrações nos cantos. Agora você
deve ter dezessete empates para fazer
várias configurações diferentes com
facilidade. Barraca de lona
configurações serão ser explicado mais
adiante Parte 2.
Acessórios de loop de lona com
pedras
OLEADO
Oleado as lonas são adequadas para
uso a longo prazo e, como as de
qualidade são feitas de algodão com
alta contagem de fios, são bastante
leves. Uma lona de oleado de 8 '× 8'
é facilmente gerenciável para
embalagem e transporte.
A única desvantagem real do oleado é
que ele queima se exposto à chama
direta. Alguns oleados são mais pesados
que outros, dependendo do tipo de
algodão usado em sua fabricação, mas o
bom algodão egípcio é leve e durável.
Faço verifique se você tem laços de
amarração e não grommets.

FAZENDO OLEO
Você precisará:

Pano para pintor de tecido com


peso superior a 8 onças
1 litro de álcool mineral,
disponível como diluente na
maioria das lojas de artigos para
casa
1 litro de óleo de linhaça
fervido, disponível em lojas de
artigos para o lar
Pigmento de concreto (opcional)

1. Lavagem à máquina e secar o


pano de limpeza; isso fechará
as fibras.
2. Misture o álcool mineral e o óleo
de linhaça em proporções 50/50.
Você precisará dessa combinação
de produtos químicos. O óleo de
linhaça impermeabiliza o tecido, e
as bebidas espirituosas minerais
permitem que o óleo seque. Se
você usar óleo de linhaça, o tecido
não secará e permanecerá oleoso e
pegajoso.
3. Agite bem a mistura.
4. Adicione qualquer tipo de
pigmento de concreto à mistura
para a cor desejada.
5. Pendure seu encerar de uma cerca
ou linha e, em seguida, pintar com
pincel a mistura, cobrindo todas as
áreas uniformemente. Verifique se
está bem saturado.
6. Deixe o lona pendurada até secar, o
que deve levar cerca de quarenta e
oito horas. O cheiro levará cerca
de uma semana para se dispersar
do oleado. AVISO: O óleo de
linhaça é inflamável, portanto,
tenha cuidado para não expor esta
lona à chama direta.
TERRA PADS
Lá Existem muitas pastilhas de
aterramento comerciais no mercado,
fabricadas com uma variedade de
materiais. Os colchões infláveis são
propensos a perfurações, embora
dobrem-se menores do que uma
almofada de espuma.
No entanto, uma almofada de espuma é
muito resistente a rasgos de galhos e
raízes e é fácil de secar quando o solo
está úmido. Eu prefiro um colchonete de
uma loja local; o tapete é preto, portanto
absorve o calor.
Estes são mais flexíveis do que os
tradicionais colchonetes, para que
também possam ser usados para fins
de primeiros socorros, como
estabilização de joelho deslocado ou
osso quebrado. Certifique-se de que
tudo o que você usar será adequado
ao seu propósito. Qualquer base de
aterramento deve ser grossa o
suficiente quando comprimida para
combater os efeitos da condução
(equalização da temperatura do solo
com o corpo, causando perda de
calor) e, no entanto, ser manejável
para ser transportada para fora da
embalagem.
SQUEAKY TOY BOLSAS
Uma bolsa de navegação é feita de
material leve, costurado em uma
extremidade e de um lado, criando uma
bolsa de comprimento que pode ser
usada para um colchão quando
preenchida com a navegação (folhas ou
detritos).
Porque o A bolsa é feita de um material
leve, pode dobrar-se pequeno e ocupar
pouco espaço ou adicionar pouco peso
ao pacote. Os sacos Browse também
podem ser usados como sacos de
dormir de emergência e como uma
maneira adicional de se aquecer.
o A melhor coisa sobre essas sacolas
é que elas impedem a condução de
frio
temperaturas do solo; ao contrário das
almofadas de terra, elas ocupam pouco
espaço na mochila. Esteja ciente de que
levará algum tempo para preparar sua
bolsa de navegação para o uso
adequado.
TÉRMICA DE
EMERGÊNCIA
COBERTURAS
Cobertores térmicos de emergência são
muito úteis em qualquer kit. Eles
podem atuar como um refletor de calor,
cobertor, almofada de solo ou lona. A
maioria dos cobertores reutilizáveis
(que é do tipo que você deve levar) é de
5 '× 7'. A maioria das mantas de
emergência tem pelo menos um orifício
em cada canto.
Embora este não seja o método mais
desejável de fixação a um objeto sólido
para amarrar, pode ser útil para uso
emergencial. Esses cobertores são um
excelente recurso leve para criar
umidade
barreira no chão em seu abrigo.
Coloque a superfície refletora no
inverno e no verão para obter a
máxima eficiência.
MACAS
Redes ter usado por centenas de anos,
embora seja relativamente novo no
tramper de madeiras modernas. As
redes oferecem a vantagem de tirar
você do chão acima das criaturas e,
quando combinadas com uma boa lona,
requerem pouca atenção para se
manterem secas - mesmo sob uma
chuva forte. Eles também são muito
leves e compactáveis, são rápidos de
configurar e proporcionam um sono
muito confortável. A maioria das redes
modernas são feitas de pára-quedas do
tipo nylon, mas
eles podem ser feitos de corda e lona.

CONFIGURAÇÃO
DO SEU
HAMMOCK
A configuração da rede não é um
assunto complicado e que os torna
preferíveis quando você viaja
rapidamente ou tenta não adicionar
mais peso. A maioria das redes
modernas são amarradas entre duas
árvores, usando cordas pesadas ou
material de cintas, como correias de
nylon. A maioria vem equipada com
clipes de mosquetão que você prende
no
correias. O quão firme você faz sua
rede depende de sua preferência
pessoal, mas lembre-se de que as tiras
de uma rede se esticarão quando
colocadas pela primeira vez, não
importa o quão firmemente você as
amarre. Algumas pessoas os preferem
bastante apertados, pois sentem que
isso dá um melhor suporte ao dormir,
mas outros preferem alguma folga.
Vôo uma lona acima da rede para um
telhado à prova d'água cria uma roupa
fabulosa e fácil para o acampamento,
especialmente em temperaturas amenas.
Você pode usar redes em ambientes ou
estações mais frias, mas
cuidados especiais devem ser tomados
para evitar a convecção devido ao risco
de hipotermia. Para fazer isso, pendure
uma almofada de dormir grossa ou
embaixo da rede abaixo da rede. Isso
retém o ar entre a rede e a colcha, mas
não permite que a brisa convectiva
toque o fundo da rede que está contra o
corpo.
Vocês também pode usar um saco de
dormir ou um cobertor de lã em conjunto
com a rede em clima mais frio. Inclinar a
lona para baixo também retém mais
calor que é liberado do corpo.
SACOS DE DORMIR
Você irá mantenha sempre o calor
prendendo o ar quente e selando-o em
um espaço ao redor do corpo. Para esse
fim, se você pode limitar o calor que
naturalmente escapa do seu corpo, pode
ficar mais quente por períodos mais
longos. Os sacos de dormir ajudam
você a fazer exatamente isso.
Os sacos de dormir são agora a
norma do acampamento. Atualmente,
existem muitos tipos de material
sintético disponíveis para
preenchimento de isolamento e criação
de loft ou espaço de ar preso nessas
bolsas. Sacos cheios de plumas ou
penas estão disponíveis como
bem, e estes variedades são muito
quentes. No entanto, essas bolsas têm
uma grande desvantagem no que diz
respeito à condensação e à coleta de
umidade: em poucos dias no campo,
elas ficam saturadas com a umidade do
corpo. Se você pratica bushcraft em
áreas secas e menos úmidas, uma boa
bolsa com lona e enchimento será uma
cama de boas-vindas em uma noite fria.

SISTEMA MILITAR
DE SONO MODULAR
(MSS)
Agora temos sintéticos para isolamento, e
poucos as alternativas superam um
sistema modular de sono (MSS) militar.
Com um Gore-Tex bivvy (uma concha
externa à prova d'água), esta é uma
opção muito conveniente a curto prazo
para praticamente qualquer clima ruim,
especialmente se os recursos forem
escassos ou o impacto ambiental for
restrito. Ao escolher o que você precisa,
lembre-se de que os sacos sintéticos
exigem secagem regular - e isso pode
não ser viável, dependendo da estação e
da localização geográfica. (Para um
ambiente seco normal, um saco
sintético
pode muito bem ser a melhor
escolha a curto prazo para o
caçador.)
O MSS consiste em um bivvy
externo Gore-Tex para
impermeabilização e dois sacos
internos com enchimento sintético, um
para temperaturas mais baixas e outro
para temperaturas médias. Você pode
combinar esses sacos em condições
muito frias. Também estão disponíveis
no mercado muitas malas militares de
outros países que não os Estados
Unidos, e você pode comprá-las com
um preço bastante acessível. Eu achei
os sacos de dormir suecos muito
espaçosos e quentes quando as
temperaturas estão altas
em torno de congelamento.
Combinadocom um único cobertor de lã
dupla, eles fazem uma ótima
combinação por menos de US $ 50.

BIVVY BAGS
A bolsa bivvy é uma bolsa
impermeável que cobre a cabeça e o
saco de dormir. Dá outra camada de
proteção contra frio e umidade. Muitos
bivvys são na verdade tendas de tubos
nas quais você dorme; eles fornecem
um espaço respirável fechado que
repelirá os bugs e a maioria das
condições climáticas. Algumas bolsas
dobráveis, como as usadas em um
MMS, são da Gore-Tex
conchas respiráveis que se prendem
diretamente ao saco de dormir. Estes são
à prova d'água e adicionam isolamento
adicional ao seu sistema de sono.

CARREGANDO
Para fins de transporte, trate os
sacos de dormir como se fosse um
saco de dormir - enrole-os e suspenda-
os da mochila.
LÃ COBERTURAS
Um cobertor de lã é de longe a melhor
escolha para o longo prazo e sua
versatilidade, mas dormir
confortavelmente com ele requer um
canteiro de folhas ou bolsa de viagem, e
você pode precisar ter um fogo
considerável próximo à cama.

DICA DE BUSHCRAFT
Para o dorminhoco de manta de lã,
é absolutamente essencial
compreender a regra dos
quadrados inversos relacionados
ao fogo e o uso de apoios de
toras.
A regra de quadrados inversos
significa que a quantidade de
calor sentida por um incêndio a
uma determinada distância é
reduzida pela raiz quadrada
dessa distância quando se move
essa distância para mais longe.
Pense em alguém em pé a um
metro de um incêndio. Se a
pessoa se afastar apenas um
metro, ela sentirá apenas 25% do
calor na distância original.
Lembre-se disso ao decidir o
quão perto ou longe do fogo você
deseja colocar o cobertor para
dormir.
Muitos as pessoas argumentam que
os cobertores modernos de mistura de
lã o manterão quente e seco enquanto
estiver na floresta. Isso está correto,
mas você deve saber que quanto mais lã
estiver na mistura, mais eficaz será o
cobertor. Cobertores feitos de 100% de
lã são resistentes à água, retardantes de
chamas e quentes, e retêm cerca de 70 a
80% de seu valor de isolamento,
mesmo quando úmidos. Um cobertor de
70% de lã será 70% mais eficaz do que
aquele que é 100% de lã.
Nem todos os cobertores de lã -
mesmo 100% de lã - são criados
iguais, e
você deve considere algumas coisas
antes de fazer sua seleção. As mantas
de tear feitas à mão com lã virgem (ou
seja, lã fiada pela primeira vez) sempre
serão superiores às mantas feitas à
máquina. Um tecido mais solto é um
pouco desejável nesse caso, pois cria
mais loft quando sobreposto.
Carregue um cobertor queen-size e
um twin-size, pois isso oferecerá o
maior número de opções não apenas
para dormir, mas também para roupas
externas. Essa versatilidade oferece ao
cobertor de lã uma grande vantagem
sobre outros arranjos de sono, como
sacos de dormir. Se não conseguir
encontrar cobertores grossos de lã, use
cobertores mais finos costurados juntos.
Good Hudson's Bay Company -
cobertores da marca ainda podem ser
encontrados em brechós, mercados de
pulgas e em locais como o eBay a
preços razoavelmente baixos.
NATURAL ABRIGO
o habilidade e conhecimento para
construir abrigos naturais é a coisa mais
importante que qualquer iniciante pode
ter. Por quê? Porque abrigo adequado é
o componente mais crítico para a
sobrevivência na floresta. Você pode
levar muitas coisas facilmente para sua
pessoa - mesmo sem uma mochila -
cuja perda seria pelo menos um sério
inconveniente. Ferramentas de corte,
dispositivos de combustão e contêineres
podem ser facilmente presos ao cinto, e
o cordão também pode ser recuperado
ou transportado nos bolsos, mas
adequado
abrigo é outra história. Se, por algum
motivo, você perder seu abrigo ou ficar
danificado, você deve saber como
construir um usando os materiais que
possui.
Existem muitas formas de abrigos
naturais que você pode construir se
não tiver uma lona ou barraca decente.
No entanto, entender que tipo de
abrigo construir e quais materiais usar
é a chave para controlar a condução,
convecção e radiação. Ao construir
qualquer abrigo natural, a primeira
consideração é o material estrutural
que está disponível e viável na área. Os
materiais mortos causam menos
impacto ao meio ambiente, exigem
menos esforço físico e são os que
consomem menos tempo; no entanto,
você deve garantir que eles sejam
estruturalmente seguros.
Embora estejam mortos, eles podem
precisar suportar um peso considerável
quando você terminar. Quaisquer
suportes principais (que devem ter pelo
menos 3 "de diâmetro) devem ser
cortados em verde, se possível.
Externo A estrutura que não suporta o
peso total pode ser construída com
material morto caído com pouco risco.
Lá Existem três formas principais de
abrigos naturais: o abrigo para pessoas
com mobilidade reduzida, o abrigo com
estrutura A e a cabana de entulho.
No entanto, você pode construir
qualquer abrigo natural para imitar
uma configuração de lona.

LEAN-TO
Se o Quando o tempo está bom e
você pode aproveitar a brisa, um abrigo
adequado é o melhor. Você pode se
inclinar amarrando uma vara simples
entre árvores. Adicione mais algumas
mudas em um ângulo de 45 ° ao chão
de um lado e depois
tecer em trepadeiras ou estacas
horizontais. Uma vez feito isso,
impermeabilize a parte inclinada
adicionando mais estacas de baixo para
cima, colocando-as sempre com o
crescimento de cabeça para baixo. (Isso
permitirá que a água seja canalizada
para longe do abrigo. Se forem
colocadas mudas à medida que crescem,
a água será coletada em direção às
juntas e caída no abrigo.) Evite galhos
que possam pegar água ou chuva e
pingar dentro do abrigo.
Abrigo magro

UM QUADRO
Para mais inclemente ou tempestuoso
Weather, adicione outro lado oposto ao
primeiro para o abrigo, criando um
A-frame para desvie a chuva ou o vento
dos dois lados. Novamente, não deixe
galhos ou suportes do lado de fora, ou o
abrigo coletará água. Quanto mais frio o
clima, mais espessa deve ser a palha e,
se você quiser que ela tenha um valor
isolante, ela deve ter pelo menos 3 pés
de espessura com folhas e detritos.
Abrigo A-frame

DEBRIS HUT
Nas noites mais frias, especialmente
se o fogo não for uma opção, uma
cabana de detritos será uma
necessidade. Este é um simples
modificação da estrutura A, com uma
extremidade do mastro no chão, criando
uma estrutura de triângulo fechado com
uma pequena abertura. A chave para
esses tipos de abrigos é lembrar que
eles só precisam ser grandes o
suficiente para você - e nada mais.
Você deve restringir o espaço para
manter o calor por dentro, pois tudo
sairá do seu corpo e ficará preso dentro
dele. Uma cama de folhas e detritos no
chão de qualquer abrigo deve ter pelo
menos 10 cm de espessura quando
comprimida para evitar os efeitos da
condução. Uma vez dentro, você pode
usar
seu pacote para fechar o buraco pelo
qual você entrou, como um alçapão.
Abrigo de cabana de detritos
DICAS E TRUQUES PARA
COBERTURA MAIS
INTELIGENTE

1. Ao usar o seu lona para se proteger


no chão em clima mais frio, use
detritos ou neve para ajudar a
isolar as bordas. Isso reduzirá a
entrada de brisa convectiva nessas
áreas.
2. As redes fazem ótimas cadeiras
durante o dia, quando você as
coloca em um tripé
longitudinalmente, com uma
barra aberta no tripé.
3. Se seu O encerado exige
reprovação para propriedades
repelentes à água, uma solução
simples é esfregar o encerado
inteiro com uma barra feita de
duas partes de cera de abelha e
uma parte de sebo ou banha.
4. Ao usar uma sacola de compras
como colchão, se todos os detritos
disponíveis estiverem úmidos,
você pode enfileirá-la com uma
sacola de lixo de 55 galões antes
de enchê-la para evitar que a
umidade penetre.
5. Nunca durma mais perto do que
um passo completo de qualquer
incêndio para evitar
brasas saltitantes.
Capítulo 6
COMBUSTÃO

"Possuir os meios e o
conhecimento para acender o fogo
a qualquer momento é um pré-
requisito para viver e sobreviver
no mato."
- MORS KOCHANSKI, 1987

Desde o início dos tempos, o homem


precisa de fogo, não apenas para
aquecer seu corpo, mas para cozinhar
e preservar sua comida, para
acenda o paredes escuras de sua caverna
ao gravar suas caçadas, e dar-lhe algo
para observar enquanto ele dormia à
noite. O fogo tem sido usado para
afastar animais que poderiam atacar
humanos inocentes enquanto dormiam,
e para manter distâncias soltas durante a
noite (imaginadas ou reais). Hoje,
nossas necessidades de fogo não são
menos importantes: precisamos do calor
do fogo para o calor em uma noite fria,
usamos o fogo para cozinhar e aquecer
a água e usamos para tornar a água
potável segura para o consumo.
Como você sabe que precisa de fogo,
precisará de um dispositivo de
combustão como elemento do seu kit.
Existem inúmeras maneiras primitivas
de iniciar um incêndio - tantas que eu
poderia escrever um segundo volume
para encobri-las - mas lembre-se de que
você está "suavizando". Você pode
praticar suas habilidades e "criar", mas
também precisa estar preparado. É
muito difícil criar fogo apenas a partir
de materiais naturais, especialmente em
alguns ambientes, e requer um alto nível
de habilidade. Existem três métodos
confiáveis de ignição disponíveis hoje:
1. O isqueiro
2. o haste de ferrocério
3. A ampliação vidro (ou
"protetor solar")
ISQUEIRO
Como com qualquer outra peça de
equipamento, existem milhares de
variedades de isqueiros disponíveis
para você. Qual é o melhor? É o que é
mais confiável em tempo ruim, é o mais
duradouro ao longo do tempo na sua
mochila quando não está em uso e tem
a facilidade de uso quando necessário.
O isqueiro regular da marca BIC é o
precursor dessa categoria. Os isqueiros
que exigem a adição de combustíveis
líquidos são propensos a evaporação e,
se precisarem de peças substituídas e
não forem itens descartáveis, serão
muito complicados para serem
confiáveis.
Para facilitar o uso, é difícil vencer
batendo rapidamente o BIC! Não aceite
as imitações baratas; obtenha um BIC
real e, se possível, obtenha-o em laranja
para encontrá-lo facilmente.
Você devia ter pelo menos três
isqueiros: um para o bolso, um para a
bolsa ou mochila e um para o pacote
principal. O peso é insignificante e a
recompensa é grande. A regra geral
para um dispositivo mais leve ou outro
dispositivo de chama aberta é de cinco
segundos para acender a chama;
qualquer uso adicional está
desperdiçando um recurso.
Os isqueiros da BIC têm uma
significativa problema: Eles são
suscetíveis ao frio. Se o isqueiro estiver
abaixo de 32 ° F, ele não acenderá.
Manter um próximo ao corpo no bolso é
a melhor maneira de evitar esse
problema. Se, por algum motivo, o
isqueiro se molhar, ele não acenderá até
secar novamente. Isso pode ser feito
deixando-o secar ou secando ou
removendo o alojamento dianteiro e
secando a roda de impacto real.
Substitua a roda seca para fazê-la
funcionar novamente.
FERROCERIUM RODS
Hastes de ferrocério, fósforo de metal,
metal de misch - estes são todos termos
sinônimos. Uma haste de ferrocério é
uma haste sólida feita de materiais
pirofóricos, como ferro, magnésio,
cério, lantânio, neodímio e praseodímio.
Alguns desses materiais têm uma
temperatura de combustão muito baixa
e, quando você cria atrito contra a haste,
ocorre combustão. Para fazer isso, você
precisa de uma borda afiada de 90 °
mais dura que o material da haste. Essa
aresta mais dura removerá o material e
criará
a centelha que é aproximadamente
3.000 ° F. Para uso na floresta, é
melhor ter a haste maior e mais longa
possível, pois isso aumentará a área da
superfície e o atrito ao longo da
distância. Uma haste mais longa terá
mais material removido quando você a
atingir e criará mais metal em chamas
(faíscas). Prefiro carregar uma haste em
branco com 1⁄2 "de diâmetro e 6" de
comprimento, com a extremidade
enrolada em fita adesiva de 1 ". (Isso
cria uma alça e atua como um extensor
de chama de emergência também.)
Muitas hastes têm alças de plástico,
madeira ou mesmo chifre, mas a menos
que sejam
realmente perfurados e fixados, não há
epóxi que impeça a haste de sair da
alça. Sendo esse o caso, seria melhor
comprar uma vara em branco e envolvê-
la com fita adesiva que não sai (a menos
que seja removida intencionalmente).
As hastes de ferrocério têm muito
poucos problemas. No entanto, se você
não usar a haste por algum tempo, ela
poderá oxidar. Você pode remover isso
com a parte de trás da faca ou adicionar
uma camada leve de tinta spray na haste
e raspar isso durante o próximo uso. Se
houver pressão desigual
aplicado através de repetidas tentativas
de golpe, você também pode
desenvolver ondulações na própria
haste. Você precisará removê-las para
que a haste funcione corretamente, pois
elas agem como lombadas durante a
batida. Para removê-los, você precisa
usar excesso de pressão para remover o
material extra e criar uma superfície
plana novamente. Se você acertar a
haste corretamente, não serão
necessárias mais de três tentativas para
acender a isca. Se isso não acontecer,
há um problema com o pavio e você
terá que descobrir o que é. o
rod é um recurso que deve ser
conservado.
AMPLIAÇÃO LENTE (SOL
VIDRO)
Do ponto de vista do gerenciamento de
recursos para o seu kit, a lupa ou a "lente
solar" é realmente a melhor
método de partida de fogo. Se o sol
estiver brilhando, você precisará apenas
de materiais naturais para fazer uma
brasa. Se você criou um material
carbonizado, ele será facilmente aceso
em segundos pelo sol. Qualquer lente
transportada deve ter pelo menos
ampliações de 5x; tamanho é realmente
mais crítico que o poder de ampliação.
Quanto maior a área da superfície para
coletar os raios do sol, melhor
vai trabalhos. Você não precisa
exagerar nesse aspecto; uma lente
simples de 11⁄2–2 "de diâmetro
funcionará bem. Existem recipientes
para tinder com copos embutidos,
chamados Hudson Bay Tobacco Boxes,
que foram projetados para transportar
tabaco e depois acender o cachimbo.
segurando um material carbonizado e
outros implementos para iniciar o fogo
em um belo kit independente.A lente
grande de um par quebrado de
binóculos antigos ou uma lente Fresnel
de qualquer farmácia também
funcionará bem.
KNIFE / AX BLADES
Vocês Você também pode usar a lâmina
da sua faca como um conjunto de sílex
e aço à moda antiga para efetuar a
ignição, se a lâmina for de aço de alto
carbono e uma boa dureza da escala
Rockwell. Esse método exigirá o uso de
rochas como pederneira, chert ou
quartzo com uma classificação de
dureza igual ou superior a 7. A rocha é
usada para golpear ou direcionar
material da parte de trás da sua lâmina.
Com esse método, você está removendo
partículas de ferro da coluna vertebral
da lâmina. Essas partículas são
pirofóricas, como ocorre com a barra de
ferrocério, embora essas
faíscas serão apenas cerca de 800 ° F. A
menos que um fungo do tipo pavio seja
usado, esse método exigirá um material
carbonizado para a ignição da brasa.
Você pode usar essa brasa para queimar
um pacote de isca ou ninho de pássaro.
Conjunto de pederneira e aço
FOGO DE FRICÇÃO
(VARAS)
Nisso seção, explicarei o básico da
ignição primitiva. Existem muitos
fatores que podem fazer uma enorme
diferença na ignição ou falha, e a
maioria dos livros faz com que pareça
muito mais fácil do que é. Para
começar, entenda que qualquer
incêndio requer calor, combustível e
oxigênio para queimar. Você tem
como objetivo criar um carvão; você
irá transferir esse carvão para um
ninho e soprá-lo em chamas. Criar um
carvão com esse método requer uma
brasa em brasa; isso significa limitar o
fluxo de oxigênio dentro da própria
brasa. O pó de
a o atrito criado entre as duas varetas é
compactado em um pequeno local com
pouca área de superfície para promover
o fluxo de oxigênio. A umidade e a
umidade dos materiais são os principais
fatores que impedem a ignição;
portanto, dependendo do ambiente,
esses elementos podem aumentar ou
diminuir muito o seu sucesso.
O outro fator importante para criar
fogo é o seu material. Você precisa de
materiais que sejam razoavelmente
macios; eles serão usados como placa e
eixo, de modo que a pressão
descendente remova facilmente
pequenas partículas de madeira.
o O método preferido para iniciar
incêndios primitivos nas florestas do
leste é uma broca de proa. Você precisa
de quatro peças para fazer uma broca de
arco. O bloco de apoio ou mancal é a
peça mais difícil de fabricar na
natureza, uma vez que essa parte do
conjunto é onde você deseja que ocorra
o menor atrito possível. Isso significa
que o apoio para as mãos deve ser de
madeira mais dura e mais densa que o
eixo e a placa da lareira. Qualquer atrito
dentro do apoio para as mãos reduzirá o
atrito alcançado na placa da lareira e
tornará a operação do aparelho muito
mais
difícil e menos eficiente em termos
energéticos. A parte do eixo se torna a
“broca” destinada a remover materiais
da placa para criar poeira; a poeira é
inflamada pelo calor causado pela
fricção e velocidade. O eixo e a placa
geralmente devem ser feitos dos
mesmos materiais. Uma boa regra é que
o material escolhido seja feito de
madeira, para que sua unha possa
causar boa impressão.
Novamente, o teor de umidade é o
mais crítico nas duas partes do
conjunto. A placa de incêndio ou lareira
é a parte inferior do conjunto que será
"perfurada"
onde o eixo criará um monte de aparas
minúsculas ou poeira a ser inflamada.
Faça o arco de qualquer bastão forte;
se esse bastão tiver uma inclinação
suave, isso ajudará a longo prazo. Pode
ser verde ou morto, contanto que seja
forte o suficiente para segurar uma
corda ou uma corda apertada, e tenha
cerca de 3 pés de comprimento.
Uma vez que seus componentes
reunidos, siga estas regras gerais:

o o eixo deve ter aproximadamente


o diâmetro do polegar e o
comprimento do
polegar ponta da ponta do dedo
mindinho com a mão estendida, ou
cerca de 9 ".
A placa da lareira precisará ser
duas vezes e meia mais larga que o
eixo, e com cerca de 1⁄2 "de
espessura. A forma será o outro
elemento-chave para o seu sucesso
com este método; você deve
sempre travar o pulso do o bloco de
rolamentos passa a mão na canela e
verifique se o eixo está
perpendicular à placa.
Kit de broca de arco

Ao começar a mover o seu eixo na


placa (para tentar fazer carvão), não gire
o eixo vigorosamente primeiro. Aplique
pressão constante para baixo, usando
todo o comprimento da corda do arco
para
atingir rotações máximas para cada
curso. À medida que a poeira começa a
se acumular, você pode aumentar
ligeiramente a sua velocidade. Isso
causará calor de fricção que inflamará a
poeira coletada em um carvão
fumegante. O maior erro que muitos
estudantes cometem é sair rápido
demais do portão de entrada. Se você
fizer isso, criará calor, mas nenhum
material para ignição.
CHARRING TINS
Latas de carbonização são uma parte
essencial do kit de todos os lenhadores.
Uma lata de algum tipo semelhante à
usada para balas de Altoids ou para
polimento de sapatos funciona bem.
Você usará esta lata para criar material
carbonizado para auxiliar no processo
de fabricação do fogo, especialmente
quando os ninhos ou as condições dos
pássaros estiverem úmidos. Por ignição
rápida de materiais carbonizados, você
terá uma brasa garantida para fornecer o
calor necessário para a ignição do ninho
de um pássaro. Para usar esta lata,
coloque algum material natural, como
algodão, madeiras punky ou a parte
interna macia das plantas. Fechar
a tampa e coloque a lata no leito de
carvão do seu fogo. Superaquecendo
os materiais internos - mas não
permitindo a entrada de oxigênio -,
você criará um material carbonizado
carbonizado como o carvão. É
importante deixar a lata esfriar antes de
abri-la, pois a adição de oxigênio a
materiais quentes fará com que ocorra
combustão. Para algumas amostras de
material de algodão com cerca de 2 "x
2", levará cerca de dez minutos em
uma lata normal para criar o carvão.
DICA DE BUSHCRAFT
Para teste seu char, você pode
usar qualquer uma das fontes de
ignição que você possui. (Essa é
a vantagem de criar esse material
- uma única faísca deve criar
imediatamente uma brasa
brilhante, se feita corretamente.)
A ignição solar com um carvão
adequado deve levar menos de 5
segundos de luz direta com um
vidro solar. Esta é a sua rede de
segurança, caso você não tenha
coletado os materiais adequados
para um ninho de pássaro ou
pacote de isca
ao longo da trilha ou no dia
anterior e deve trabalhar com
materiais marginais.
Dicas e truques para
incêndios seguros e bem-
sucedidos

1. Se vocês Se você encontrar um


pavio de lâmpada tubular, isso
pode ser usado para cobrir sua
barra de ferro e evitar oxidação
quando não estiver em uso.
Também pode ser usado para criar
uma brasa: acenda uma das
extremidades acendendo-a no fogo
e depois a sufoque. Isso pode ser
usado com sua barra de ferro ou
vidro solar para criar uma brasa.
2. Quando se trata de fogo, lembre-se
de praticar os métodos primitivos,
mas
sempre prepare seus backups
modernos em caso de emergência.
Praticar com métodos mais
primitivos fornecerá uma
compreensão muito melhor do que
é necessário para manipular o
triângulo de fogo para obter o que
você deseja.
3. Um isqueiro BIC é um bom
medidor de temperatura
ambiente. Se você colocá-lo do
lado de fora em um cobertor no
acampamento e ele não acender, a
temperatura está abaixo de zero.
Se a temperatura estiver acima de
zero, o BIC deve
acenda facilmente, desde que esteja
em boas condições de
funcionamento.
4. A ignição solar é sempre mais
fácil durante as horas de zênite do
sol, a partir de 10 SOU para 2 PM. e
sempre seja mais fácil no verão do
que no inverno.
PARTE 2
No Mato
Capítulo 7
CONFIGUR
AÇÃO DO
CAMP

“A Shelter fornece um
microambiente que suplementa
roupas inadequadas ou permite
que você derrame camadas
pesadas, especialmente quando
você deseja parar de se mover ou
quando quer dormir em clima frio.
Abrigo também
aumenta o efeito de um fogo
quente. "
- MORS KOCHANSKI, 1987

1 Uma das decisões mais importantes


que você pode tomar enquanto caminha
é o local onde você escolhe estabelecer
seu acampamento. Grande parte dessa
decisão é baseada em um conjunto
simples de regras (os Quatro Ws), mas
algumas outras coisas a considerar são:

Quão mais você pretende ficar?


Você está apenas parando para um
almoço rápido e uma pausa?
Você fica apenas uma noite depois
de seguir em frente ou pretende
montar um acampamento base
para trabalhar por vários dias?

Qualquer acampamento que você a


escolha como campo de base por um
período prolongado precisará ser
pensada com mais cuidado, devido ao
eventual esgotamento de recursos
limitados.
OS QUATRO WS
Os Quatro Ws são uma lista de
verificação muito fácil, mas
importante, a seguir ao escolher um
local de acampamento adequado.
Eles são:

1. Madeira
2. Água
3. Vento
4. Widowmakers

MADEIRA E ÁGUA
O primeiro W significa madeira.
Certifique-se de fazer as seguintes
perguntas
cada vez que você para no
acampamento:

Tenho uma fonte próxima da


madeira necessária para realizar
quaisquer tarefas que planejo
para este acampamento? Existe
lenha para durar o tempo que
estarei aqui?
é o bastante deadfall, ou
precisarei cortar madeira?
(Dependendo de quais
ferramentas você possui, isso
pode ser significativo.)
Existem materiais de
construção por perto que eu
possa usar para construir
enquadramento de abrigo,
utensílios de cozinha ou qualquer
outra arte que eu tenha planejado?
A madeira que está disponível
para mim é a espécie adequada
para um aquecimento ou um
aquecimento?

Geralmente, para criar um incêndio de


aquecimento rápido, bem como para as
disposições iniciais de incêndio, você
deseja espécies mais macias de madeira,
como salgueiro, choupo, pinheiro ou
cedro. Se você planeja cozinhar e precisa
de um leito de carvão duradouro sem as
resinas e óleos predominantes em
algumas dessas madeiras,
vai querer espécies de madeira como
freixo, nogueira, carvalho e nogueira.
O segundo W significa água. Assim
como a madeira, há perguntas
importantes a serem respondidas antes
de você montar o acampamento:

Existe uma fonte de água a curta


distância do campo que seja
conveniente para facilitar a coleta?
A fonte de água é uma fonte
fluida ou permanente? Uma
fonte permanente evapora no
verão e também representa a
ameaça de estagnação. Qualquer
terreno
a água de origem precisará ser
fervida no mínimo, mas a filtragem
e a ebulição são preferidas quando
possível. A fonte de água é grande
o suficiente para conter peixes?
A água é atraente para outros
animais que a utilizarão, como
sapos, lagostins, tartarugas e
similares? A fonte é grande o
suficiente para atrair mamíferos
para usá-la como fonte diária de
água?

Estas questões pode ajudar quando


você está tomando decisões sobre onde
configurar um
campo de base.

WIND E
WIDOWMAKERS
O terceiro W é vento. Onde quer que
você escolha acampar, o vento é uma
preocupação, tanto pela ameaça de
incêndios fora de controle quanto pela
capacidade de combater ou tirar
proveito das brisas convectivas.
Você também Você deve considerar o
vento ao lançar ou pilotar uma lona,
pois o vento pode soprar a fumaça do
fogo para o seu rosto ou abrigar-se
durante a noite (o que se torna um
enorme incômodo para impedir sua
prazer do campo). A elevação do seu
acampamento afetará a quantidade de
vento a que você está exposto. Acampar
em uma cordilheira o tornará mais
suscetível ao vento, mas acampar em
áreas baixas o torna mais propenso a
temperaturas frias. Lembre-se de que o
ar quente sobe e o ar mais frio afunda;
por esse motivo, você deve escolher
terreno médio-alto, se possível.
O quarto W significa viúvas. São
árvores mortas em pé que podem cair
ou se quebrar facilmente se sujeitas ao
vento. Eles poderiam causar
sérios problemas de segurança se eles
estiverem perto o suficiente para cair na
área do acampamento ou na área em
que você viajará frequentemente para
obter madeira ou água.
ACAMPAMENTO HIGIENE
Uma vez que você tenha Ao escolher um
local de acampamento, você precisará
pensar nas necessidades de higiene na
forma de descarte de resíduos, se
estiver acampando por mais de uma
noite. A urina e a defecação devem ser
mantidas longe das fontes de água.
Ambos precisam mantenha-se afastado
do acampamento para não convidar
bactérias e bichos.
A urina é uma questão simples; você
pode simplesmente caminhar cerca de
vinte degraus na direção oposta do
acampamento e da fonte de água e
fazer negócios diretamente no chão ou
contra uma árvore. Fazendo o outro
os negócios, no entanto, podem exigir
um pouco mais de trabalho se a estadia
for de longo prazo. Se você estiver lá
apenas por um curto período, você pode
simplesmente cavar um buraco de 8 a
10 "de profundidade quando necessário
e preencher o buraco quando terminar,
permitindo que tudo se decomponha
naturalmente. Se você ficar mais tempo,
um pequeno e alongado a trincheira
pode estar em ordem. Cavar esta
trincheira um pouco mais fundo. A cada
visita, cubra o depósito; nas visitas
subsequentes, você descerá a trincheira
um pouco de cada vez. Qualquer grupo,
incluindo mais de uma pessoa
acampando por alguns dias
exigirá um sistema mais elaborado,
como várias valas em diferentes
áreas.

HIGIENE PESSOAL
Para a higiene pessoal diária,
costumo usar o lenço na minha mochila
combinado com as cinzas do fogo para
criar uma solução rápida, de natureza
antibacteriana, quando um pouco de
água quente é adicionado. Para fazer
esta solução, adicione cinzas brancas de
madeiras duras à água, na proporção de
três partes de água para uma parte de
cinza. Lavei minhas roupas dessa
mesma maneira
solução e faça um bom trabalho quando
estiver sem sabão. Isso servirá para a
lavagem, se necessário, mas a simples
fumaça de fogo é de natureza
antibacteriana por um período muito
curto; de pé sobre o fogo e abrindo suas
roupas para deixar entrar fumaça,
matará muitos odores da transpiração.

Dentes limpos
Geralmente carrego uma escova de
dentes porque, na minha experiência, é
muito superior a qualquer material
vegetal ou bastão mastigado para o
trabalho. (Além disso, o pensamento de
uma lasca nas gengivas é suficiente
para fazer
a escova de dentes mais do que vale o
peso!) Ao escovar os dentes a curto
prazo, a água morna fará um bom
trabalho; se for necessário grão, misture
cinzas com água para isso também.

Pés limpos e secos


1 Um dos assuntos mais
negligenciados e importantes que você
deve abordar diariamente são os seus
pés. Se você não pode andar, não pode
caminhar. Muitas coisas afetam seus
pés e precisam de atenção especial para
que você possa manter o conforto ao
caminhar. As botas para pisar devem
ser
bem claro, e atenda às necessidades do
ambiente em que você está operando.
As botas de verão devem respirar bem e
as botas de inverno devem estar bem
isoladas. Além disso, preste atenção nas
meias dos pés e sempre leve trocas com
você. Os pés molhados,
independentemente do clima, nunca são
confortáveis por muito tempo. As meias
devem ser trocadas com frequência ao
caminhar; espere passar pelo menos três
pares por dia em caminhadas mais
longas. Se você precisar dormir de
meias, nunca durma naquelas que usava
o dia todo; Eu não recomendo dormir de
meias em
qualquer caso, a menos que você
carregue um par folgado especial.
Meias apertadas restringem a circulação
e resultam em pés frios à noite, mesmo
em uma boa bolsa. Os pés devem estar
bem secos no ar ou pelo fogo todas as
noites antes de se transformar, e um
pouco de banho de fumaça também não
vai doer se você não puder lavá-los.
Tarps e instalação Tarp
o O elemento de capa que você usa
determinará como você se adapta a uma
determinada situação. É por essa razão
que acredito tanto em lonas e barracas
de lona. Mesmo se você estiver usando
uma rede, a versatilidade é a chave para
uma noite de sono confortável em
qualquer cenário. É importante que você
escolha ou faça lonas com a quantidade
máxima de pontos para empates, seja
por loops ou por caudas de empate
reais. Também deve haver loops para
puxar a lona do lado de fora para
aumentar o espaço interno.
As instruções a seguir explicam
algumas das configurações mais
comuns de tarp. Antes de começar,
aqui está o vocabulário básico usado
para campos de lona e barraca de lona:

Quando uma lona é montada sem


que nenhum tecido toque o chão, é
conhecido como voar a lona. Isso
funciona muito bem para
configurações do tipo rede.
Se qualquer parte do tecido da lona
estiver empilhada ao nível do solo,
você estará lançando a lona.
Montar um acampamento é montá-
lo, e atacar um acampamento é
derrubá-lo.

VOANDO UMA
LAREIRA
Mais frequente, ao pilotar uma lona,
você usará uma espécie de ridgeline
como suporte principal para a lona. A
lona pode ser colocada sobre esta linha
de esquadria, tanto na forma quadrada
quanto na de diamante, ao usar uma
lona quadrada, que eu recomendo para
a maior versatilidade. As ridgelines que
eu uso são geralmente uma corda de
material natural de 1⁄2 "de diâmetro ou
um pedaço de 550 cabo de paraquedas
de 25 pés de comprimento.
O comprimento dará a você espaço de
sobra, caso as árvores estejam mais
afastadas do que o desejado. Siga estas
instruções para uma configuração
infalível:

1. Gravata um nó de bolina em uma


das extremidades da corda ou
cordão. Amarre um nó overhand
com uma cauda de 2 ", para ser
usado como um nó de parada, na
outra extremidade.
2. Passe a corda ao redor de uma
árvore ou local de amarração
principal e alimente a extremidade
da etiqueta através da bolina. Isso
criará um loop de aperto
automático
que não trava (para facilitar o
ajuste), mas permanece seguro sob
carga.
3. Uma vez que o outro extremo da
corda foi passada em torno de uma
árvore oposta, crie o engate de um
caminhoneiro, deixando um laço
que para no nó de parada. Isso
permite que você prenda um canto
da lona passando esse laço através
de um empate na lona e, em
seguida, colocando uma simples
alternância no laço da corda,
puxando-a para baixo para apertá-
la. Isso vai sair
facilmente, se necessário, para
chegar ao acampamento ou fazer
ajustes mais tarde.
4. o A melhor coisa a usar na
extremidade oposta da lona é um
nó simples feito de um laço de 6 ".
Depois de amarrar a linha na
crista, puxe o laço pelo laço de
amarração oposto e alterne-o.
Você pode deslize-o ao longo da
linha até que a lona fique firme no
cume e mantenha-se por atrito,
facilitando ajustes e golpes.
5. Neste ponto, estique a lona até a
altura desejada nos dois ou
quatro
cantos e coloque-o com linhas em
outro objeto ou piquete-o no chão.
É importante garantir que essas
linhas também sejam facilmente
ajustadas, porque muitos materiais
de lona se esticarão, dependendo
do clima. Linhas ajustáveis
facilitam o aperto.

O LEAN-TO
Você pode criar uma inclinação
simples com uma lona retangular ou
quadrada, anexando dois cantos
opostos a uma linha de rampa,
conforme descrito anteriormente, e
apostando do outro lado da lona para o
chão com estacas. A coisa mais
importante a entender aqui é que o tom
ou o ângulo da lona controla fatores
importantes, como a quantidade de
calor retida e se a chuva entra
facilmente pela frente.

ABRIGO DO
DIAMANTE OU DO
PONTO DE FLUXO
1 Um dos meus abrigos de lona
favoritos e mais rápidos de montar é o de
diamantes. Novamente, é melhor fazer
isso com uma lona quadrada. Anexe um
canto da lona a um
em pé objeto como uma árvore ou
apenas para uma extremidade da linha
do ridg. Coloque os três cantos
restantes no chão, criando um abrigo
em forma de diamante. Esse tipo de
abrigo tem muitas vantagens,
especialmente quando usado com a
linha de rampa, pois pode ser
rapidamente ajustado para criar uma
inclinação durante o tempo bom. É
ótimo para concluir tarefas do
acampamento sob a proteção do sol e
oferece cobertura de três lados à noite
ou durante o tempo inclemente. Se sua
lona tiver laços externos, você pode
criar um loop da linha central para
outro objeto para criar mais espaço por
dentro ou
pode usar um pau no interior
para fazer isso.

Barracas de lona
Barracas de lona geralmente são lonas
quadradas com extensões para a frente
que se tornam portas quando um poste
central é usado ou quando a lona é
presa a uma linha reta pelo ponto de
amarração central. Isso cria uma
estrutura de três lados com duas abas
usadas como portas para criar um
gabinete completo. Você também pode
criar uma barraca de lona a partir de
uma lona retangular grande, mas
precisará carregar uma lona maior que o
normal para obter
o mesmo efeito que uma barraca de
lona fabricada. A maior vantagem das
barracas de lona é sua versatilidade.
Eles podem ser usados para todas as
configurações de uma lona normal,
com as vantagens de uma barraca, se
necessário.

PANOS À TERRA
Um pano de chão de algum tipo será
útil não apenas como uma barreira à
umidade, mas também como um local
conveniente para colocar você ou seu
equipamento no chão direto. Você pode
moldá-lo a partir de qualquer material
que seja à prova d'água (se possível),
mas não precisa ser
maior que o comprimento e a largura
do corpo, para manter o kit leve. Um
pano de chão grande o suficiente para
ser dobrado pode ser incorporado em
uma configuração de saco de dormir.
Em vagabundos de bom tempo, você
pode renunciar completamente a uma
lona.
FIRECRAFT
Fazer fogo é o mais importante
habilidade para qualquer lenhador
dominar. Com o fogo, você pode se
aquecer, secar suas roupas e tornar a
água potável. Essas são as coisas mais
simples que você pode precisar do seu
fogo diariamente no acampamento, mas
a sua utilidade vai além de qualquer kit
individual. Você precisará de fogo para
cozinhar sua comida, criar cinzas
necessárias, queimar materiais para
futuros incêndios e manter afastado o
bicho-papão no meio da noite. Pelo
fogo, você girará os fios do seu
aventuras e sonho dos futuros. A
fogueira é a televisão da floresta,
sempre mudando e navegando nos
canais enquanto queima a noite
toda.

OS TRIÂNGULOS
DO FOGO
Todos os incêndios precisam de três
componentes para queimar: ignição (ou
calor), oxigênio e combustível. Ao
entender e controlar essas entradas,
você pode dominar o fogo. Se você
adicionar ou limitar alguma dessas
entradas, alterará o resultado. Isso
significa que você pode criar um
incêndio, criar um
cozinhar fogo ou criar material
carbonizado para a criação do seu
próximo incêndio.
O combustível é dividido ainda em
um segundo triângulo: isca, inflamação e
combustível.
Esses são insumos importantes que
aumentarão ou diminuirão suas chances
de sucesso, especialmente quando as
condições são abaixo do ideal para
começar um incêndio.

Tinder é o material mais


altamente combustível dentro
dos componentes do fogo. Pode
ser composto de muitas coisas,
desde natural a
materiais artificiais, mas deve
facilmente acender uma chama ou
pegar fogo facilmente quando
uma brasa fumegante é
adicionada.
Gravetos é feito de materiais
naturais com tamanho de lápis ou
diâmetro menor. Você deseja que
cerca de dois terços do seu fogo
inicial sejam compostos por esse
material. Os combustíveis serão
qualquer coisa maior do que a
inflamação, incluindo troncos,
dependendo da natureza e
necessidade do fogo que você está
usando.
INICIANDO MATERIAIS
No Chapter 6 discutimos os
principais componentes do seu kit
de incêndio:

Isqueiros hastes
de ferrocério
Ampliação vidro (vidro de sol)
Char estanho

Juntos, esses materiais fornecem os


meios para iniciar o incêndio. Agora
você precisa do seu material de
partida: isca.
Ninhos do pássaro
O ninho de um pássaro, como
elemento do fogo, é um feixe de
material altamente combustível,
moldado e formado para imitar o ninho
de um pássaro. O que é imperativo
entender é que ele realmente precisa ser
como um ninho de pássaro: uma
combinação de materiais finos, médios
e grossos que são altamente
combustíveis, como cascas internas e
externas de árvores de madeira macia,
como choupos e choupos. Gramíneas e
ervas daninhas trabalharão para isso,
assim como cascas de bétula, mas
algumas cascas têm outras propriedades
que serão discutidas mais adiante. O
ninho de um pássaro é usado em
combinação com
uma brasa, criada a partir de carvão ou
de outro método, como uma broca de
proa. Deve ser de um tamanho que
mantenha a chama por tempo suficiente
para acender a chama. Uma boa regra
para o tinder é garantir que ele seja do
tamanho do softball ou maior.
Ninho de Pássaro
IGNITANDO O NINHO
DO PÁSSARO
o o ninho do pássaro é melhor usado
quando os materiais são levemente
verdes ou úmidos, e pode levar a brasa
por algum tempo prolongado para
efetuar a ignição. Ao usar esse método,
mantenha o ninho separado do fogo real
e coloque a brasa dentro do ninho do
pássaro onde o ovo estaria. Eleve o
ninho logo acima do nível da boca,
lembrando que o calor aumenta. Sopre
levemente a brasa para aquecer os
materiais ao redor. À medida que a
brasa e o material brilham mais, você
pode aumentar
fluxo de ar até que o ninho se
incendeie e gire-o 180 ° para que as
chamas subam pelos materiais. Em
seguida, coloque esse pacote em
chamas no fogo.

PACOTES PARA
MÁQUINAS, PACOTES
DE GÊMEOS,
TINDERS FLASH E
RESINAS DE PINHO
Pacotes do Tinder diferir do ninho de
um pássaro, na medida em que são
colocados na base do fogo, jazem e
geralmente acendem sem o uso de uma
brasa. Para que esse método seja bem-
sucedido, o pavio deve estar seco e
combustível o suficiente para uma faísca
da sua haste de ferrocério. Esse pacote é
semelhante em materiais, tamanho e
natureza ao ninho do pássaro, exceto
que não há necessidade de calor
prolongado de uma brasa. Você pode
combinar pacotes de iscas e ninhos de
pássaros com um pacote de galhos para
prolongar o tempo necessário para
tornar um incêndio sustentável, o que
lhe dá mais tempo para encontrar
materiais para adicionar a ele.
Pacote Tinder

Pacotes de galho
Um pacote de galhos pode ser usado
sozinho ou combinado com ninhos de
pássaros ou pacotes de iscas. A maneira
mais eficaz de acender essa isca é
aplicar uma chama aberta de um
isqueiro. Isso permitirá que você
renuncie um pouco à perna do
triângulo, aplicando calor excessivo em
materiais combustíveis, como hastes de
ervas daninhas secas e tampas de ervas
daninhas. Enrole um pacote de galhos
sob um pacote de ninho ou isca e depois
vire a chama para si.
Deixe a chama e o calor subirem
através do feixe de galhos; este é o
método mais eficaz, se usado sem
chama.
Então insira este pacote em chamas no
leito do fogo.
Pacote de galho de pinheiro com
pavio

Flash Tinders
Alguns materiais vegetais são o que
chamamos de "flash tinder". Eles
contêm óleos voláteis que facilmente
queimam, mas devido às fibras finas
envolvidas, eles queimam muito
rapidamente e a chama é de curta
duração. Quando estes são combinados
no ninho de um pássaro, podem ser
muito eficazes. Eles também podem ser
usados em pacotes de iscas para a
mesma finalidade. Os melhores
exemplos de flash tinders são
thistledowns e fluff de taboa.
DICA DE BUSHCRAFT
Muitas árvores têm óleos naturais e
resinas naquela agir como
aceleradores. Isso pode ser muito
útil, pois as cascas e a madeira
terão um tempo de queima muito
mais longo que as fibras das
plantas. As duas fontes mais
significativas para o seu propósito
são cascas de bétula e resinas de
pinheiro. Ambos requerem
diferentes tipos de
processamento. A casca de bétula
pode ser retirada da árvore, mas
seu uso pretendido decidirá o tipo
de processamento. Lembre-se de
que sempre que você tenta
ignorar faíscas de uma haste,
você
precisará de muita área de
superfície para capturar as
faíscas. O mesmo vale para
latidos como bétula; você
precisará triturá-lo o mais
finamente possível para expor
muitas superfícies que podem ser
inflamadas por faíscas. Se você
tiver uma chama aberta, a casca
queimará diretamente da árvore.

Resinas de pinho
As resinas de pinheiro podem ser
usadas de várias maneiras; a seiva
pingando de um pinheiro ferido é
altamente inflamável, e você pode
basta espalhá-lo sobre o material seco e
acendê-lo com uma vara ou chama.
Essas resinas também se depositam na
própria árvore, criando o que é
chamado de madeira maciça, madeira
de breu ou pinheiro mais leve. A
maioria dos pinheiros possui áreas de
madeira encharcadas de resina em
qualquer lugar em que haja uma junta -
por exemplo, onde um galho sai da
árvore. Em um pinheiro morto, as
resinas correm para o fundo em direção
às raízes. Os pinheiros mortos em pé
são os melhores para esta madeira, mas
um pinheiro morto caído pode conter
bons recursos também.
este a madeira cheira a terebintina e é
muito combustível com chama aberta.
No entanto, você pode processá-lo para
torná-lo ainda mais útil para um kit de
incêndio:

Raspe essa madeira carregada de


resina com a espinha da sua faca,
criando uma pilha de aparas finas.
As aparas queimam rapidamente
com as faíscas quentes da sua
haste de ferrocério. Crie palitos de
penas.
Aparar aparas de madeira maciça

PENAS DE PENA
Fazer palitos de penas é uma maneira
fantástica de aumentar a sua inflamação.
Se pequenos paus secos não estiverem
disponíveis, madeiras macias fazem os
melhores paus de penas.
Barbear uma série de pequenos
cachos de madeira fina em um pedaço
maior de pau. Se essa madeira for um
pinheiro gordo, você terá um
acelerador para tornar esse graveto
ainda mais poderoso. Ao criar palitos
de penas, você aumenta a área da
superfície e permite que as chamas
aqueçam o material mais rapidamente,
queimando mais rapidamente. Um
bom bastão de penas terá várias dessas
aparas finas no mesmo plano e
cada um terá vários cachos. As varetas
de penas podem compor a totalidade de
uma pilha de estopa usada para uma
postura de fogo, se necessário.

Vara de penas
FOGO LEIS
O tipo A configuração de fogo que você
configura é determinada por suas
necessidades. Aqui discutiremos
algumas configurações básicas. Além
do tamanho do seu pacote de tinder e da
quantidade de gravetos necessários para
criar um bom fogo sustentável, as duas
regras a serem lembradas são:

1. Mais oxigênio geralmente é


melhor. Isso não significa que você
deve soprar ou acender o fogo
desde o momento em que o acende
até que seja sustentável; pelo
contrário, significa que você deve
ter um
muito espaço entre os gravetos
para que o oxigênio possa fluir
para o fogo.
2. Fogo ama o caos. Isso significa
que você não precisa empilhar as
coisas em pilhas organizadas
para fazer um bom incêndio.
Imagine o velho jogo infantil de
palitos - é assim que o caos se
parece nos seus filhos.

Outra grande A regra a ser lembrada ao


iniciar um incêndio é que nenhum
combustível deve ser adicionado a
nenhum incêndio até que as chamas
subam acima do nível atual de
combustível. Isso vai
mantê-lo de privar o fogo estava o
oxigênio precioso.
DICA DE BUSHCRAFT
A maioria das pessoas que vejo
que fracassam no incêndio
durante as aulas na minha escola
o fazem porque o combustível
que eles estão usando é muito
grande para o calor atual que
vem do fogo.
Lembre-se de que quanto menor o
diâmetro do combustível, mais
rápido ele vai queimar. Adicione
gravetos até ver uma camada
visível de carvão e comece a
adicionar combustível.

FOGOS DE TEEPEE
O fogo da tenda é aquele que Uso a
maior parte do tempo para iniciar meu
incêndio inicial. É muito útil por causa
da atualização criada, que permite que
o oxigênio entre do fundo e o calor
suba rapidamente para o topo. Os
melhores incêndios aproveitam o efeito
Venturi (atualização). Coloque muitos
gravetos em uma pilha modelada como
uma tenda, com as pontas tocando no
topo, com um pacote de isca ou ninho
de pássaro dentro da tenda, para que o
calor suba para os gravetos e as chamas
aqueçam ao longo do comprimento
vertical dos materiais.
Tenda fogo lay

LOG CABIN FIRES


O leito de incêndio da cabana é
melhor utilizado em condições ideais
com madeira muito seca. É uma
reminiscência de brincar com Lincoln
Logs: Você crie uma caixa quadrada de
combustível com uma pilha de gravetos
e iscas dentro. Coloque os pedaços
maiores um sobre o outro; o espaço
entre eles dá ao oxigênio a chance de
fluir para o leito. O pavio e a lenha são
geralmente acesos por chamas abertas
neste tipo de fogo.
GRANDES INCÊNDIOS
Quando Se o abrigo não for ideal e o
clima estiver muito frio, um incêndio
prolongado pode ser um salva-vidas
para uma noite de sono confortável.
Um fogo longo é exatamente o que
parece - um fogo que é construído em
uma longa fila, paralelo ao seu corpo
quando você está dormindo. Para
acender uma fogueira longa, você
precisará de madeira morta grande ou
madeira morta seca que você possa
cortar. Os incêndios prolongados
devem durar desde que você seja alto e
esteja a aproximadamente um passo da
área em que pretende dormir.
Geralmente é prudente
construa uma parede de toras atrás do
fogo, que absorverá o calor e se tornará
um aquecedor de massa térmico. Estes
são freqüentemente chamados de
refletores, embora sem uma superfície
reflexiva, eles realmente retêm apenas o
calor e o empurram por convecção de
volta ao seu acampamento. Essas
paredes traseiras devem ser tão altas
quanto o topo do seu abrigo, e o fogo
deve ser colocado de maneira a obter
uma brisa cruzada para ajudar a
alimentar o oxigênio. Por uma longa
noite em clima frio, sem abrigo
adequado, manter um fogo longo
exigirá madeira suficiente para encher
uma caminhonete de tamanho normal
tão alto quanto o táxi. Só essa
representação mostra o trabalho
envolvido e as calorias que serão gastas
apenas juntando tanta madeira. Se tal
incêndio for necessário, você deve
começar a configurar pelo menos
quatro horas antes do pôr do sol.
DAKOTA FIRE PITS
Se você realmente Se quiser aproveitar o
updraft para realizar um incêndio em
chamas quentes, construa uma fogueira
de Dakota. Eles funcionam muito bem
se os materiais a serem queimados
forem verdes ou úmidos, ou se você
precisar de excesso de calor para um
projeto, como forjar um poço.
Cavar dois orifícios com
aproximadamente 2 pés de distância,
cerca de 14 "de diâmetro e 6-12" de
profundidade. Esses orifícios são então
conectados cavando um túnel entre os
dois. Em um buraco longe do vento,
construa o fogo. No buraco oposto
contra o vento, cavar um ângulo na
borda de frente para o vento.
Isso maximizará o fluxo de ar no
túnel.

Buraco de fogo de Dakota

Esse tipo de fogo tem vantagens e


desvantagens. Vai queimar muito
quente; portanto, se você estiver
queimando material abaixo do padrão,
esse método utilizará o material mais
efetivamente. No entanto, o consumo de
combustível também será no máximo;
portanto, se os recursos forem curtos,
essa não será uma boa configuração.
BURACO DA
FECHADURA INCÊNDIOS
Esse tipo de fogo é o melhor para
cozinhar. Para montar uma fogueira de
buraco de fechadura, faça um pequeno
buraco para a sua fogueira (a
profundidade dependerá do tamanho da
fogueira que você deseja). Na frente
deste buraco, você cavará uma vala na
mesma profundidade que o buraco do
fogo, para poder arrastar as brasas do
coração do fogo para criar uma área de
cozimento sobre a vala. A fogueira
resultante se assemelha à forma de um
buraco de fechadura. Isso funciona
particularmente bem se você estiver
usando uma panela para cozinhar ou se
estiver assando os alimentos.
DICAS E TRUQUES PARA
O SEU ACAMPAMENTO

1. Se seu Como o local do abrigo


não possui boa drenagem por
causa do ambiente e você não
pode sair do chão, pode abrir uma
vala ao redor do abrigo para
orientar o escoamento da água.
2. Os arquivos antigos geralmente
são temperados com muita força e
tornam o aço passável para ignição
de pederneira e aço, se você
retificar as bordas. Ao fazer isso,
não deixe de ir devagar
e mergulhe a lima em água fria para
preservar seu temperamento.
3. Após o seu o fogo foi aceso e você
está trabalhando para torná-lo
sustentável; nunca adicione
combustível até que as chamas
estejam acima do nível atual de
combustível.
4. Sempre use paus verdes e
madeira ao construir ferramentas
como assadeiras para cozinhar.
Nunca use madeira resinosa como
pinho; em vez disso, use madeiras
de lei, como nogueira ou cinza.
5. Revestimento ferragens como
firesteels com cera de abelha
quando quente ajudará a preservá-
las e a evitar ferrugem.
Capítulo 8
TERRENO
NAVEGANDO

“Saber onde você está é


desnecessário. O que você precisa
saber é como voltar para onde
estava.
—DON PAUL, 1991

A navegação é uma habilidade


subestimada para qualquer lenhador.
Mesmo encontrando o caminho de volta
acampar de um batedor curto sempre
deve ser gerenciado com algum método
de verificação, caso você se vire. Não é
apenas importante entender todos os
aspectos do mapa e da bússola, mas
você também deve desenvolver um
senso de direção e viajar prestando
muita atenção em onde esteve e para
onde está indo. A associação das
características do terreno de
aprendizado e o uso de trilhos de mão o
ajudarão bastante ao percorrer
distâncias curtas, mas, para fazer longas
caminhadas, o mapa e a bússola são as
chaves para o sucesso.
Bússolas
De jeito nenhum bússolas são criadas
da mesma forma e existem muitos
tipos no mercado hoje. Sempre
assegurei que todos os equipamentos
que eu carregasse fossem ótimos para o
uso pretendido e multifuncionais. A
bússola não é diferente. Sua bússola
deve agir como:

Dispositivo de navegação
Dispositivo de sinalização para
emergências Espelho usado para
primeiros socorros e para a higiene
diária
Ferramenta capaz de iniciar o
fogo por ignição solar

Com essas funções em mente, você


pode começar a imaginar o tipo de
bússola que você deve escolher. Você
quer uma bússola de placa de base feita
para leitura de mapas. Essa bússola
possui uma placa plana, geralmente
feita de plástico, que pode ser colocada
no mapa e é transparente para uso em
conjunto com rotas de mapeamento e
fatoração em um mapa com sua
bússola. Ele também possui um anel de
moldura móvel que gira na bússola, no
qual as leituras de grau
são marcados, de preferência com tinta
incandescente no escuro. Isso facilitará
a discagem de um rumo de viagem,
tanto no mapa quanto usando o método
de rumo visual discutido neste capítulo.
Verifique se a bússola possui um
espelho e uma lupa de 5x. No que diz
respeito à sua bússola, recomendo
gastar o dinheiro para comprar uma
boa; Dessa forma, você confiará
quando for necessário. Se desejar, você
pode carregar uma bússola de backup,
mas ela nunca substituirá uma
verdadeira bússola de placa base feita
para leitura e navegação de mapa.
Por que carregar uma
bússola?
o A resposta para isso não é tão óbvia
quanto parece. A descoberta geral de
direção não requer uma bússola; de
fato, em dias ensolarados, você é seu
próprio bastão de sombra! No
Hemisfério Norte, se estiver de frente
para o sol, estará olhando em direção
sul: sudeste (SE) de manhã, sudoeste
(SW) à noite e geralmente sul (S)
durante o zênite, das 10h às 2h. PM
DICA DE BUSHCRAFT
E se não há sol, as árvores lhe
dirão a resposta. Todas as árvores
têm uma coisa em comum: todas
elas precisam efetuar a
fotossíntese para viver, de modo
que a maioria dos galhos estará
do lado da árvore, na direção sul.
Veja várias árvores para verificar
suas conclusões.

O mais importante O motivo de


carregar uma bússola é para que
possamos caminhar em linha reta ao
longo da distância. Todos
experimenta o que é chamado de desvio
lateral, o que nos leva a mover
gradualmente para a esquerda ou direita
por longas distâncias ao caminhar. Se
você pode ver um objeto, pode
facilmente caminhar direto em direção
a ele.
No entanto, se você descer uma colina
ou uma obstrução bloquear sua visão
do destino pretendido, você não seguirá
mais a mesma linha reta. É por isso que
você carrega uma bússola.
BASIC BÚSSOLA USAR
Além de determinar direção, o uso
básico de uma bússola é estabelecer um
rumo. Se a sua bússola tiver um anel de
moldura móvel com leituras de graus,
você poderá executar esta tarefa. A
maioria das bússolas possui uma agulha
com duas cores diferentes, geralmente
vermelho / branco ou laranja / branco.
O lado branco da agulha aponta para o
sul e a área colorida aponta para o
norte. A “frente” ou “parte superior” da
bússola é onde está o espelho; portanto,
se você abrir a bússola e olhar no
espelho, ela será apontada
para a frente. Sob o painelo anel da
bússola deve ser uma seta destacada ou
um conjunto de linhas que se movem à
medida que o anel do painel é movido.
Isso é importante porque você usará
isso para "conectar" um rolamento
visual.

TOMAR E SEGUIR UM
ROLAMENTO
Depois de entender o componente
partes da bússola, tomar uma orientação
visual e segui-la é fácil. Use o
dispositivo de mira na tampa da bússola
(geralmente se parece com uma mira em
“V”) para
alvo em um objeto distante. Mantenha a
bússola centrada no seu corpo, com os
braços esticados parcialmente à sua
frente, afastados do corpo. Incline o
espelho o suficiente para poder ver o
objeto à distância através do “V” e o
aro da bússola. A agulha da bússola
sempre apontará para o norte; nesse
momento, mova o anel do bisel para
que o contorno, ou “casinha de
cachorro”, se alinhe de maneira que a
agulha do norte esteja dentro. Você terá
o rumo no topo da sua bússola. Neste
ponto, se você diminuir o seu
bússola e mantenha a agulha norte
dentro da linha no anel do bisel
enquanto caminha, você estará
caminhando em linha reta ou na direção
exata.
Bússola de sobrevivência
FUTEBOL PARA
VIAGENS DE LONGA
DISTÂNCIA
Tentando observe a bússola enquanto
você anda pode não ser seguro; nesse
caso, você precisará saltar. Para fazer
isso, você usará o rolamento que
acabou de conectar para avistar um
objeto mais próximo de você em
direção ao qual possa caminhar sem
perdê-lo de vista. Depois de alcançar o
objeto, escolha outro ponto no mesmo
rumo e caminhe até ele, e assim por
diante, até chegar onde você quer ir. Se
você receber uma orientação a seguir
ou tiver verificado seu mapa para obter
uma orientação,
você pode colocar esse nível de leitura
na parte superior da bússola e girar o
corpo até que a agulha esteja na
“casinha de cachorro”. Nesse ponto,
você está voltado para a direção do
rolamento e pode prosseguir, em um
movimento contínuo ou saltando.
COMPREENDER
RECURSOS TERRENOS
E MAPS
Lembre-se disso um mapa topográfico é
uma imagem bidimensional de uma
superfície tridimensional. Portanto, se
você entender o que está vendo no
mapa, poderá visualizar como ele é na
vida real. Aqui discutiremos as cinco
cores mais importantes e os cinco
recursos mais úteis do terreno em
qualquer mapa topográfico.

AS CINCO CORES
1. Castanho é usado para contorno
linhas Essas linhas mostram
elevação; geralmente, as linhas de
contorno estão em incrementos de
20 '. Se você encontrar um nível de
elevação escrito em uma linha
próxima ao topo de uma colina,
isso ajudará a determinar o nível
do contorno. Por exemplo, se uma
linha de contorno for 800 ', 5
linhas acima serão 900' e 5 linhas
abaixo serão 700 '.
2. Verde é usado para vegetação.
Geralmente, omais escuro o
verde, mais densa a vegetação.
3. Azul é usado para fontes de
água, riachos, córregos, rios,
lagos, lagoas e assim por
diante.
4. Preto é geralmente um objeto
feito pelo homem de algum tipo,
como uma trilha, uma ferrovia ou
um prédio.
5. Vermelho mostra as principais
estradas, como estradas.

OS CINCO
RECURSOS DO
TERRENO
1. Hilltops são o ponto mais alto
de uma elevação, oferecendo
oportunidades para negligenciar.
2. Um ridgeline é uma série de
morros. Essas áreas permitirão
viagens terrestres altas; os animais
os usam para a mesma finalidade.
3. Uma sela é uma área baixa entre
dois morros. Essas áreas oferecem
um bom quebra-vento para
acampamentos sem sacrificar a
elevação. Colinas e cumes drenam
através das selas para os vales
abaixo.
4. Um empate é a redução da
elevação de uma sela com
terreno alto de ambos os lados.
Isto é
geralmente um bom ponto de
escoamento da água e, em muitos
casos, leva a um vale.
5. Um vale é uma altitude baixa que
corre entre as ridgelines. Essas
áreas mantêm o escoamento
superficial e são os melhores
lugares para procurar fluxos não
marcados. Se eles mantiverem
água, o terreno mais alto acima
deles será excelente para
emboscadas que caem na água
para beber. A maioria dos vales
também são bons locais de
captura.
LER OUTROS
DETALHES DO MAPA
Depois de ler os recursos básicos do
mapa, você precisa entender as outras
informações que ele pode fornecer.
O mapa pode distanciar-se de um ponto
a outro, além de mostrar as diferenças
entre o que sua bússola está lendo
(chamado norte magnético) e o que o
mapa estabeleceu (chamado grade
norte). Essas informações serão
importantes se você planeja viajar
usando seu mapa para obter rolamentos.
O mapa escala é uma referência
geralmente na parte inferior do mapa
que informa quantas polegadas no
mapa são iguais a uma certa distância
no chão. Os mapas são
redimensionados em números como 1:
10.000. Isso significa que 1 "no mapa
representa 10.000" no chão. A barra de
escala no mapa facilita isso, mostrando
um dispositivo de medição dividido em
polegadas ou centímetros, para que
você possa medir com precisão com
uma régua e convertê-lo em distância.
Também é importante que você decida
se vai trabalhar com o sistema dos
EUA.
da medição ou do sistema métrico ao
fazer cálculos. A maioria dos exemplos
que utilizo neste livro está no sistema
métrico, pois acho que tudo dividido
por dezenas é uma matemática fácil.
ORIENTANDO A MAPA
Para navegação rudimentar, você não
precisa se preocupar muito com as
diferenças de declinação entre o norte
da grade e o norte magnético. No
entanto, se você estiver tentando ser
muito preciso à distância e pretender se
orientar no mapa, precisará entender
esse processo. Seu mapa contém um
diagrama de declinação, que mostra a
quantidade de deslocamento de grau
esquerda ou direita entre o norte
magnético e o norte do mapa. O topo
de qualquer mapa está orientado para o
norte. Pense diretamente
o mapa como corresponde aos ponteiros
de um relógio apontando para 12. O
norte magnético é na verdade esquerdo
ou direito das 12 horas, dependendo de
onde você está na superfície da Terra.
Sua bússola sempre aponta para o norte
magnético, mas o mapa é feito na
direção linear e lateral; portanto, o
norte no mapa não é norte magnético.
Essa diferença é indicada no diagrama
de declinação como um grau de
deslocamento. Depois de encontrar o
diagrama de declinação, você pode
fazer uma de duas coisas:
1. Defina a diferença de
declinação na sua bússola se ela
tiver declinação ajustável.
2. Use o cálculo com base no grau
de deslocamento em cada rumo
que você tira do mapa ao
planejar sua rota.

Orientar o mapa é importante se você


deseja combinar a imagem
bidimensional no mapa com o que
você vê na paisagem antes de você.
Também é importante se você estiver
planejando uma rota e baseando seu
planejamento no mapa
sozinho. Para orientar o mapa, coloque
sua bússola totalmente aberta em um
canto para que a borda reta da bússola e
as linhas de grade no mapa fiquem
paralelas. Se você estiver usando este
mapa para descobrir uma rota e fatorar
os rolamentos de deslocamento, para
iniciar esta operação, será necessário
definir a diferença de declinação na
bússola ou compensar o anel do painel
que atinge 360 ° na parte superior da
bússola. Quando você fizer isso, gire o
mapa até que a agulha norte esteja
novamente na casinha. O mapa será
orientado para o terreno à sua frente.
Certificar-se de que
naquela Quando você inicia esse
procedimento, a parte superior da
bússola do mapa fica na parte superior
do mapa.
Orientando a bússola
MEDIR A DISTÂNCIA E
TOMAR ROLAMENTOS
Depois de encontrar a balança no mapa,
você pode usar qualquer dispositivo
para medir, de um barbante com nós
amarrados a um pedaço de papel com
marcas de escala nas mesmas distâncias
da balança. Colocando esse objeto entre
o ponto A e o ponto B, você pode
calcular a distância a ser percorrida.

TOMAR UM
ROLAMENTO OU
AZIMUTE DO MAPA
Quando o mapa estiver corretamente
orientado, você pode usar sua bússola
para obter orientações ou azimutes do
mapa. (“Azimute” e “orientação” são
palavras bastante sinônimos,
significando a direção da viagem.) Para
fazer isso, não mova o mapa. Coloque
sua bússola com a borda reta entre o
ponto em que você está e o ponto que
deseja chegar. Em seguida, gire o anel
do painel até que a agulha esteja na
casinha. O rumo no topo da bússola
será o rumo da sua viagem.
CINCO MÉTODOS DE
NAVEGAÇÃO, TODOS OS
PILOTOS DEVERAM
CONHECER
1. Corrimãos são objetos lineares
dentro do terreno que você pode
usar como orientação a seguir
quando eles levam na direção
pretendida da viagem. Um leito de
riacho, uma rampa, um rio ou um
leito de estrada podem servir essa
função para ajudá-lo a navegar
para um local sem seguir o rumo
da bússola.
2. Backstops é um ponto que você
sabe que não deve ir além.
Geralmente, são recursos lineares
do terreno que perpendiculares ao
destino pretendido. Um batente
traseiro pode ser um rio, riacho,
leito de estrada ou ferrovia. Ele
não precisa estar no topo do
destino pretendido, mas deve
estar próximo o suficiente para
que você saiba, se você acertar
esse recurso, que passou da sua
marca.
3. Linhas de base são o oposto de
batentes; estes são usados para
retornar para onde você começou
e deve correr perpendicular a um
acampamento ou acampamento
base. Quando você chegar à linha
de base, deverá entender qual
caminho seguir para voltar ao
acampamento sem precisar ser
precisamente preciso com uma
bússola.
4. Visando fora é (geralmente) feito
em conjunto com uma linha de
base. Você intencionalmente
tomará o rumo à esquerda ou à
direita do destino pretendido
alguns graus, para que saiba na
chegada que vira à esquerda ou à
direita para chegar ao local
desejado.
5. Azimutes em pânico são criados
para que, se você se perder, tenha
uma orientação para conectar
imediatamente à sua bússola que o
levará a um ponto conhecido. Por
exemplo, digamos que você esteja
viajando para o norte, e para o
leste é um rio que não faz parte da
sua rota de viagem pretendida e
não é um corrimão. No entanto, se
você se perder, sabe que um
azimute oeste direto do rio o levará
de volta ao seu curso pretendido. A
partir daí, você pode usar isso
como uma linha de base para obter
sua orientação para
viaje novamente ou retorne
aos trilhos.
MARCHA RÉ OU VOLTA
AZIMUTHS
Mais cedo ou mais tarde, ao viajar de
bússola, você se desviará do curso.
Quando isso acontece, você deve tentar
um azimute reverso para retornar ao
último ponto conhecido. Um azimute
reverso significa apenas viajar 180 ° na
direção oposta de onde você estava
indo.
O método mais fácil é basta olhar para a
sua bússola como se fosse um relógio.
Se o seu mancal atual estiver às 12
horas, gire o painel até o número das 6
horas e você terá o azimute reverso.
DETERMINANDO
DISTÂNCIA QUANDO
VIAJANDO
Uma coisa importante a se perceber não
é apenas o quão longe você precisa
viajar, mas também o quão longe você
já viajou. É ótimo olhar para um mapa,
abrir um dispositivo de medição e saber
que seu destino fica a 2,5 quilômetros -
klicks - a leste de você. Mas como você
sabe até onde você andou quando está a
caminho? Contas de ritmo são a
resposta para esta pergunta; estes são
usados para medir a distância
percorrida.
Para usá-los, crie duas cordas de
contas: uma de nove e outra de quatro.
Estes são usados para contar 5
quilômetros. Cada conta do lado com
nove contas representa 100 metros, e
cada conta do lado com quatro contas
representa 1 quilômetro. Você
começará com todas as contas na parte
superior das duas cordas e soltará as
contas conforme você viaja em
incrementos de 100 metros.
A chave para isso é descobrir quantas
passos necessários para caminhar
100 metros.
Para calcular sua contagem de ritmo, ou
quantos passos são necessários para
você viajar 100
metros sobre a terra, você deve
considerar vários fatores. Você deve ter
um diário no qual guarde anotações
pessoais para uso dentro e fora do
acampamento. Neste caderno, você
deve registrar sua contagem de ritmo.
Verifique o seu ritmo em todos os
terrenos e sempre com o equipamento
que você pretende transportar. Grave o
seu ritmo em terrenos planos, subidas,
descidas, terrenos irregulares, etc.
Assim você pode calcular a média,
quando necessário, para vários terrenos.
As contagens do seu ritmo são
calculadas a passos inteiros; portanto, se
você pisar com o pé esquerdo, sua
contagem estará em cada batida do pé
direito.
ENCONTRAR A SI
MESMO MAPEAMENTO)
Algumas pessoas supõem que ter um
mapa e uma bússola os manterão
encontrados. No entanto, se você não
acompanhar onde está e se perder,
pode ser muito difícil descobrir onde
está no mapa.
Se vocês Se você encontrar um
recurso identificável que esteja no
mapa, poderá concluir a ressecção para
descobrir onde está. Olhe do alto para
duas características diferentes no mapa.
Talvez você tenha encontrado uma torre
de incêndio e possa ver
duas colinas de onde você está. Se esta
torre é a única no mapa, você está
pronto, mas para verificar isso, seria
bom fazer a ressecção da torre.
Toma uma orientação sobre os
objetos que você pode ver de onde você
está e use os azimutes reversos para
desenhar linhas no mapa. Se essas
linhas se cruzarem na torre de incêndio
(neste caso) a partir dos dois morros,
você confirmou suas suspeitas de que a
torre é a que você pode ver no mapa.
Parece fácil neste exemplo, mas em
florestas profundas ou no crescimento
do verão, pode ser quase
impossível, por isso, é melhor assistir
ao mapa desde o início e navegar por
todos os métodos listados aqui para
ficar ciente da sua localização atual.
Ressecção
DICA DE BUSHCRAFT
Aqui está uma história engraçada
que demonstra com que facilidade
as pessoas se perdem. Eu estava
na floresta numa manhã fria de
inverno, a menos de 200 metros
de uma estrada principal onde
meu veículo estava estacionado.
Após cerca de trinta minutos, ouvi
outro veículo subir e estacionar
próximo ao meu. Comecei a ouvir
um ruído de neve vindo atrás de
mim; não parecia um cervo, mas
mais um humano. Como eu
sentado em minha posição, vi um
caçador passar por mim. Ele
caminhou cerca de 50 metros,
depois parou, olhou em volta,
virou à esquerda e deu alguns
passos, e então parou e olhou em
volta novamente. Depois de
alguns minutos, ele caminhou
alguns metros de volta para a
direita. Nesse ponto, ele
começou a olhá-lo como se não
tivesse certeza exatamente de
onde estava; lembre-se, ele
estava a apenas 200 metros de
uma estrada principal!
Após cerca de dez minutos
vagando no que parecia pequeno
A alguns metros do meu poleiro
na árvore, ele se sentou ao lado
de uma árvore, e eu pude
perceber que ele não estava
caçando - ele estava
visivelmente mexendo no
equipamento e agindo como se
estivesse um pouco nervoso.
Depois de alguns minutos, ele
começou a andar novamente,
mas desta vez eu tossi para não
assustá-lo muito chamando.
Quando ele olhou na minha
direção, eu simplesmente disse:
"Seu carro está atrás de mim
cerca de 200 metros". Ele
respondeu: "Eu sabia disso" e
saiu abruptamente. Ao ver meu
carro, ele deveria saber quando
entrou na floresta que mais
alguém poderia estar falando e,
pelo comportamento dele, tenho
certeza de que ele estava perdido
a 200 metros de seu carro. Em
áreas com muitos recursos que
parecem todos iguais, como
árvores, pode-se desorientar
rapidamente. Você deve sempre
ter uma orientação de onde você
começa, para que você saiba pelo
menos a direção para retornar.
OBSTÁCULOS
Você pode encontrar muitos obstáculos
durante seus vagabundos, e talvez seja
necessário circunavegá-los ou
atravessá-los. A circunavegação de um
objeto, como um lago ou lagoa, é
bastante simples. Você pode optar por
fazer uma de duas coisas, dependendo
da situação:

1. Encontrar um objeto facilmente


identificável do outro lado (se você
pode ver até agora) que está na
mesma linha que o rumo que você
está viajando. Andar
ao redor e dar outra direção a
esse objeto.
2. Se você não puder veja o outro
lado do obstáculo, ou não há uma
maneira confiável de identificar
algo do outro lado; será necessário
90-90-90. Com este método, você
usará sua contagem de ritmo. Pare
na beira do obstáculo, vire à
esquerda ou à direita 90 ° e conte
o ritmo até ultrapassar o
obstáculo. Em seguida, vire 90 °
para a frente e caminhe até evitar
o obstáculo. Se você está
contando o ritmo para a distância,
este
perna precisa ser gravada. Agora
gire 90 ° na direção oposta e
caminhe no mesmo número de
passos que você fez na primeira
perna, criando uma caixa de três
lados. Isso o levará de volta ao
rumo em que estava antes de
encontrar o obstáculo.
Obstáculo
Se você precisar atravessar um
obstáculo, pode ser necessário
determinar a distância através dele. Isso
pode ser verdade se você precisar cortar
uma árvore para obter assistência na
travessia ou se tiver uma corda e
precisar determinar se é longa o
suficiente para uma travessia.

1. Identifique algo que você pode


ver facilmente do outro lado do
obstáculo.
2. No limite do obstáculo, empurre
um graveto no chão diretamente
em frente ao objeto que você
identificou.
3. Toma uma bússola na direção
desse objeto, vire à esquerda ou à
direita e caminhe em linha reta até
atingir uma diferença de 45 ° com
uma leitura da bússola do
rolamento original para o mesmo
objeto. Agora você criou um
ângulo reto. A distância em passos
de volta à sua estaca será a mesma
que a do outro lado do obstáculo.
PAUL (LAYOUT
UNIFORME POSITIVO DE
AZIMUTH) MÉTODO
Usando o método PAUL, você poderá
explorar uma área desconhecida e
imagine uma linha reta voltando ao
acampamento sem voltar atrás pelos
azimutes reversos até o fim. Isso pode
ser muito útil se você percorreu uma
certa distância. Para usar esse método,
você precisará configurar uma página
de registro em seu diário para
anotações e precisará registrar os
rolamentos e a distância para cada
ponto ao longo do caminho. A maneira
mais fácil de
realizar isso e ainda assim fazer o
seu reconhecimento é levar uma
bandeira ou bandana altamente
visível, de preferência uma
laranja.
Leve um azimute do seu
acampamento para um objeto distante.
Em seu diário, registre o azimute e a
distância enquanto caminha até ele.
Depois que você lá, coloque sua
bandeira no objeto e continue a
explorar a área - mas nunca perca a
bandeira. Quando estiver pronto para
seguir em frente, volte para a bandeira
e faça outra leitura para um objeto
distante. Caminhe até ele, registrando o
rumo e andando novamente no seu
Diário. Coloque a bandeira no objeto e
olhe ao redor.
Continue esse procedimento até estar
pronto para retornar ao acampamento.
Desenhe um mapa em seu livro em
pequena escala, usando os pontos e
distâncias que você registrou. Decida a
balança com base em qualquer
dispositivo de medição - por exemplo, 1
"= 100 metros.
Depois de desenhar o mapa (e este pode
ser feito facilmente com paus no chão
ou com pedras), verifique o azimute de
retorno do último ponto até o
acampamento e a distância. Você
poderá viajar de volta em linha reta. E
se
você acampou ao longo de um riacho
ou fonte de água, você tem um batente
pronto.
FIGURANDO O DIA
HORAS
Haverá pode ser que você queira saber
quanta luz do dia resta. É prudente
acampar pelo menos duas horas antes
do pôr do sol no verão e quatro horas no
inverno, devido aos suprimentos
necessários para uma noite confortável,
como madeira. Para descobrir isso sem
um relógio, levante a mão com o
polegar dobrado e os dedos juntos.
Coloque sua mão sob o sol. Cada mão
que você pode colocar entre o sol e a
linha do horizonte descendo é igual a
hora e cada dedo representa quinze
minutos.
DICAS E TRUQUES PARA
UMA NAVEGAÇÃO COM
SUCESSO

1. LURD: Esquerda, Cima, Direita,


Baixo. Lembre-se dissoenquanto a
terra se move, também faz com
que os objetos no céu se movam.
Plante um graveto no chão e deite-
se de costas. Olhando para o topo
do bastão como uma mira, alinhe-
o com uma estrela. Após alguns
minutos, a estrela parece ter se
movido à medida que a Terra
girava. Se a estrela se mover
esquerda você estão voltados para
o norte. Se a estrela subir, você
estará voltado para o leste. Se a
estrela se mover para a direita,
você estará voltado para o sul. Se
descer, você está voltado para o
oeste. O movimento também pode
ocorrer em combinação: direita e
para baixo seria sudoeste.
Este método funcionará para
qualquer estrela, exceto a Estrela
do Norte.
2. Lembre-se que a lua viaja mais ou
menos no mesmo arco que o sol e,
à noite, oferece uma grande ajuda
à navegação. Nasce no leste e se
põe no oeste, com suas horas de
zênite de 10
PM – 2 da manhã estar
na direção sul
quando você está olhando para a
lua.
3. Uma lua crescente pode ser
usada para encontrar facilmente
uma direção sul no Hemisfério
Norte. Uma linha imaginária
traçada do crescente superior
para a base do crescente e para o
horizonte indicará uma direção
sul.
4. Quando viajando, é sempre uma
boa idéia olhar para onde você
esteve. Na rota de retorno, as
coisas parecerão mais familiares
se
Você tem já os vi daquele ângulo
antes.
5. Ao usar qualquer método de
navegação para obter uma direção
geral que não seja uma bússola,
verifique pelo menos três métodos
de verificação.
Capítulo 9
ÁRVORES
:O
RECURSO
DE
QUATRO
TEMPORA
DAS
"Desde os tempos mais antigos, os
seres humanos acreditavam
primordialmente que as plantas
contêm poderes de cura."
-MATEUS MADEIRA, O LIVRO DE
SABEDORIA ERVAL, 1997

Como todas as plantas têm uma estação


de crescimento, muitas das plantas que
você usaria para qualquer coisa, desde
comestíveis a fins medicinais, têm uma
estação muito curta para aproveitá-las.
As árvores, no entanto, são um pouco
diferentes; muitos de seus recursos
estão disponíveis o ano todo, sendo os
mais importantes materiais de
construção e medicamentos.
Observando as árvores comuns e as
propriedades que elas possuem, você
pode identificar algumas que
dar a você a maior variedade de
recursos. Este capítulo detalha as
árvores mais importantes - e ricas em
recursos - que serão úteis para o seu
tempo no mato.
PINES
Pinheiros, sendo sempre-vivas,
mantenha as agulhas o ano todo, e isso
pode ser um recurso vital no mato. O
pinheiro branco é o melhor para o valor
medicinal, e o pinheiro vermelho é o
melhor para outras coisas, como
materiais de partida e tarefas de
construção. Todos os pinheiros têm
sementes comestíveis (embora a
colheita das nozes da maioria das
espécies orientais possa ser mais
problemática do que vale a pena). Na
primavera, os cones masculinos jovens
(os cones masculinos são menores e
geralmente mais baixos na árvore;
geralmente são revestidos por um pólen
empoeirado e
nunca produzir sementes) também pode
ser comido cru ou cozido, e a casca
interna de pinheiro também é saborosa
quando separada em tiras e crocante.

VALORES MEDICINAIS
Pinho branco as agulhas podem ser
transformadas em uma infusão muito
rica em vitamina C que produz uma boa
bebida estimulante do sistema
imunológico. Para fazer isso, colete um
punhado de agulhas, corte-as em terços
e coloque-as em 8 onças de água
fervida. Coloque uma tampa no
recipiente e deixe-os afastados do fogo
para
quinze minutos. Coe e beba três
vezes por dia no inverno ou quando
as fontes de alimentos são escassas.

PRIMEIROS SOCORROS
Pinho seiva é uma alegriat recurso
para primeiros socorros, além de ser
um adesivo. Na sua forma bruta, pode
ser usado como um gesso rápido de
“nova pele” que ajudará a cobrir uma
ferida e é anti-séptico. Seiva de
pinheiro pode ser encontrada em
qualquer lugar onde a árvore sofreu
ferimentos. Se for necessário e você
não conseguir encontrá-lo, um corte
intencional na árvore com um machado
geralmente revelará uma pequena
quantidade
bem rápido. Se você antecipar a
necessidade a longo prazo, crie áreas
ao longo do seu percurso para coleta
futura, usando o mesmo método.
Corte o exterior descasque de galhos
pequenos em uma tira para usar como
gesso improvisado, altamente anti-
séptico e pegajoso por dentro, como
resultado da seiva.

LENHA
A madeira gorda é a área resinosa
do pinheiro que a seiva acumula
naturalmente (consulte Capítulo 7)
Qualquer área da árvore
onde um galho cresce a partir do tronco
conterá um pouco de madeira gorda. Se
o pinheiro estiver morto, a seiva irá
correr para a base do tronco e das áreas
das raízes. Essa madeira gordurosa
pode ser identificada por sua aparência
espessa e sensação ao cortar, e terá um
cheiro distinto a aguarrás.
este a madeira é um excelente material
de partida para o fogo e altamente
inflamável, tanto em aparas finas
quanto na forma de bastões de penas.
Pinheiro branco também faz um kit
decente para a fabricação de fogueiras
primitivas, como uma furadeira de
proa, mas é preciso ter cuidado para
permanecer
longe de áreas pesadas carregadas de
resina de madeira morta para esta tarefa.

ADESIVOS
Pinho o tom é feito a partir de uma
mistura de seiva de pinheiro, carvão
vegetal do fogo e algum tipo de
aglutinante para dar alguma
flexibilidade, como fibras de cabeça de
taboa ou fezes de coelho moídas e em
pó. Isso é um ótimo adesivo para
qualquer coisa, desde remendar
contêineres até hafting uma ponta de
flecha ou lâmina. As etapas para fazer
essa mistura são as seguintes:
1. No um recipiente de metal,
misture a seiva do pinho, o carvão
e o material do ligante em partes
iguais.
2. Aqueça lentamente e mexa sobre
um leito de carvão até que se torne
uma pasta grossa. Tente não
deixá-lo pegar fogo, se possível,
pois isso pode tornar o tom
quebradiço.
3. Uma vez o colar endurece, pode
ser armazenado. Para reutilizar,
aqueça até o ponto de fusão.
O campo de pinheiro funciona para
fazer bandagens, mas lembre-se de
que será
quente, tenha cuidado para não causar
mais ferimentos com queimaduras.
Depois de feito, você pode deixá-lo
secar no recipiente e reaquecer quando
necessário novamente. Ou reúna o
campo em palitos para uso posterior,
girando um palito na pasta um pouco de
cada vez, como algodão doce, e
deixando o campo secar no palito.
Reaqueça o tom endurecido até
amolecer e aplique na forma de pasta.

MATERIAIS DE
CONSTRUÇÃO
Ramos de pinheiro são um ótimo
recurso de construção para muitas
necessidades de inverno e podem
ser usado para roupa de cama, bem
como para telhas construídas em
material natural. Lembre-se de que
qualquer roupa de cama deve ter 4 "de
espessura compactada. Ao usar
materiais vegetais para a telha, eles
devem ser entrelaçados para que fiquem
de cabeça para baixo na maneira como
crescem. Isso criará um abrigo que
derrama água e resiste à coleta de água,
impedindo o abrigo. vazamentos.
As raízes de pinheiro e pinheiro
abeto formam cordas muito aceitáveis,
especialmente para ligações rápidas e
construção de abrigos. Você pode
encontrar as raízes logo abaixo do solo
superfície e pode puxá-los em seções
longas. Peças mais finas que 3⁄8
"funcionarão melhor. Se a casca
externa da raiz precisar ser removida
para melhor flexibilidade no uso
pretendido, faça isso apertando a raiz
entre duas varetas curtas na mão e
puxando a raiz. Isso torno irá remover
a maior parte da casca.
WILLOWS E POPLARS
Estes as árvores são todas da mesma
família, e as quatro mais comuns nas
florestas do leste são salgueiro branco e
preto, choupo de tulipa e choupo.
Choupos são algumas das melhores
árvores para construção e combustão.
Todos eles são excelentes conjuntos de
fogo para combustão primitiva (broca
de arco); todos possuem cascas internas
que, quando secas, podem ser
transformadas em ninhos de pássaros
altamente inflamáveis e pacotes de
isca.
Os salgueiros são muito flexíveis,
especialmente quando jovens, e a casca é
um excelente material para cestos e
utensílios de cozinha para acampamento.
Como essas madeiras são muito macias,
elas são excelentes materiais de
escultura para coisas como tigelas e
colheres. No verão, as cascas podem ser
removidas em pedaços grandes para
criar recipientes e aljavas.
A casca de salgueiro é usada há
milhares de anos como analgésico (como
a aspirina). Pode ser mastigado ou você
pode preparar uma decocção.
VejoApêndice B
Para maiores informações em
fazer decocções.
O salgueiro é um ótimo indicador de
água, pois as árvores requerem solo
muito úmido para crescer. O álamo de
tulipa está entre as árvores mais altas
dos bosques do leste e, como deixa cair
seus galhos mais baixos à medida que
cresce, é um ótimo lugar para procurar
materiais para fazer fogo. Outras
árvores comuns nesta família são aspen,
aspen, quaking aspen e choupo.
PRETO NOZ
As nogueiras negras têm muitas
finalidades úteis e propriedades
medicinais. Nós derivamos três
compostos químicos principais dessa
árvore: iodo, tanino e juglone.

Iodo é um elemento benéfico de


primeiros socorros por sua
capacidade de matar germes. Além
disso, é o que confere à noz preta a
sua qualidade de corante, desde
tecidos a madeira e armadilhas de
metal. (Para manchar eficazmente
armadilhas de metal, ferva-as em
um recipiente
os cascos verdes da nogueira preta.)
Os cascos verdes também são
eficazes na prevenção da ferrugem:
quando esfregados em metais como
01 aço de ferramenta e 1095
lâminas de facas, proporcionam
uma pátina escura agradável que
ajuda a evitar ferrugem.
Tanino é um adstringente. As
folhas verdes desta árvore usadas
em uma infusão são excelentes
para condições de secagem, como
erupções cutâneas e hera
venenosa. (VejoApêndice B Para
maiores informações infusões.) O
tanino também faz uma
excelente produto químico para
curtimento de peles de casca. Uma
solução fria de cascas e cascos
produzirá uma pele marrom escura
que pode ser quebrada e trabalhada
após algumas semanas de imersão.
Juglone é um veneno que impede
ou atrapalha o crescimento de
muitas plantas, fazendo com que
elas não cresçam bem ao redor da
própria árvore. Também pode ser
usado em concentração para uma
poção de atordoamento de peixe, se
você a usar em uma piscina restrita
de água. Esmague o
cascos de nozes pretas e coloque-
os na água para liberar essas
toxinas.
SASSAFRÁS
A casca das sassafrás é um carminativo
(isto é, expele gases digestivos) e
ajudará em qualquer tipo de distúrbio
digestivo. Faz um chá agradável, e
também é adstringente e pode ser usado
como emplastro para doenças de pele.
A madeira queima quente e longa por
causa dos óleos inerentes à própria
árvore. Os sassafrás também podem ser
usados como corante para os tecidos,
produzindo uma cor vermelha
enferrujada. A casca e as raízes desta
árvore também são ricas em vitamina C,
tornando-a um estimulador do sistema
imunológico.
NOTA: Verifique os efeitos
colaterais medicinais antes de usar
internamente.
OAKS
Oaks são alguns dos materiais de
construção mais fortes das florestas do
leste; eles fazem bons arcos e alças, e a
madeira queima longa e quente. O valor
medicinal do carvalho não pode ser
exagerado. Existem dois tipos
principais de carvalho: branco e
vermelho. Há uma maneira simples de
dizer a diferença: o carvalho vermelho
tem folhas pontudas e o carvalho
branco tem folhas lóbulos. O carvalho
vermelho é o melhor dos dois para fins
de construção, e o carvalho branco é
melhor para os medicamentos. O
carvalho branco é um medicamento tão
poderoso que foi
usava como um símbolo para a materia
medica européia por várias centenas de
anos. Diz-se que a casca interna do
carvalho branco, quando moída e
decochada, é boa para todas as doenças
acima do pescoço. Além disso,
qualquer tipo de vazamento de fluido
pode ser controlado por este
medicamento, do coriza à diarréia. Os
carvalhos estão cheios de adstringentes
e taninos. Essas árvores são
consideradas o "modelo adstringente"
por autoridades como Matthew Wood.
VejoApêndice B para informação em
fazer decocções.
DICAS E TRUQUES PARA
UTILIZAÇÃO DE
ÁRVORES

1. No inverno você pode


simplesmente cortar a casca de um
carvalho para ver se a casca
interna é vermelha ou branca,
significando espécies de carvalho
vermelho ou branco.
2. E se decocções não são uma
opção viável, você pode
mastigar a casca para obter um
efeito semelhante.
3. Mastigar resina de pinho como
goma, causará salivação excessiva
e reduzirá a fome, além de aliviar a
dor de garganta.
4. Faça qualquer medicamento
coletando das árvores vivas de
aparência mais saudável
disponíveis.
5. Qualquer infusão ou decocção deve
ser usada em incrementos de 8
onças, três ou quatro vezes por dia.
Capítulo 10 JOGO
DE
ARMADILHA E
PROCESSAMEN
TO

“A primeira coisa a ser


considerada em referência a uma
campanha é a seleção de um
local de aprisionamento, e é
sempre desejável escolher uma
localidade em que as viagens por
água possam ser aproveitadas o
máximo possível.
que possível. Lontra, marta,
castor e rato almiscarado estão
entre os animais mais desejáveis
para o caçador, e como todos
são animais anfíbios, um distrito
regado é, portanto, o melhor em
todas as contas. ”
-W. HAMILTON GIBSON,ACAMPAM A VIDA EM
O BOSQUE1881

o a arte de capturar é muito mal


compreendida. Pense em caçar: você tem
a oportunidade de procurar animais e,
com a arma escolhida, atirar em
qualquer
criatura que entra no seu alcance de
morte, que pode facilmente ser de 100
ou mais metros. Com uma armadilha,
você precisa atrair um animal para
colocar seu pé em um círculo de 5 cm
quando você nem está lá. Prender é
tanto uma forma de arte quanto rastrear,
mas existem muitas maneiras de
aumentar suas chances de sucesso.
estudando os conceitos de rastreamento
de sinal e paisagem, torna-se uma
questão de entender conjuntos
(localização de armadilhas), paciência e
estatísticas.Quanto mais armadilhas
você definir, mais chances terá de pegar
alguma coisa.No entanto, isso não
significa
você deve armadilhas sem uma
finalidade adequada. Preste atenção ao
estabelecimento de sinais - isto é, sinais
de que os animais estiveram na área.
Freqüentemente, se você montar
algumas armadilhas perto do
acampamento, não poderá capturar
nada nem em alguns dias, muito menos
da noite para o dia. A captura é um jogo
de porcentagens, e doze armadilhas
devem ser um número mínimo quando
se considera esse método para garantir a
carne. Sei que parece muito, mas isso
pode ser feito com materiais mínimos
em cerca de uma hora, depois que você
entender os princípios básicos.
ARMADILHA DE
COMPREENSÃO
COMPONENTES
Quase tudo as armadilhas contêm três
componentes principais: o gatilho, a
alavanca e o motor:

1. O gatilho é o parte da armadilha


que, na verdade, abre caminho para
desencadear a armadilha. Em uma
armadilha primitiva, isso
geralmente é o isco ou os fios
desencadeados de um Conibear,
por exemplo.
2. o alavanca é geralmente o
dispositivo que mantém a tensão
empregada pelo
armadilha e é liberado ou
movido pelo gatilho.
3. O motor está o que alimenta a
armadilha. Pode ser a gravidade no
caso de queda ou broto de uma
árvore ou arbusto verde. Qualquer
coisa que cause transferência de
peso ou armazene energia é um
motor.

Armadilhas são projetados geralmente


para executar uma das três funções
principais: esmagar, estrangular ou
capturar ao vivo. (Ou, como John
“Lofty” Wiseman colocou, Strangle,
Mangle e Dangle.) O tipo de armadilha
você set e sua função dependerá do
jogo que você deseja capturar. Lembre-
se de que, embora a comida viva nunca
estrague, lidar com um guaxinim
zangado pode ser um jogo perigoso;
portanto, a discrição na captura é
sempre sensata. É melhor matar o
animal e estar seguro do que ter que
despachar um animal possivelmente
perigoso.
CRIANDO SINAL
POSTAGENS
o O objetivo de uma postagem de sinal
é descobrir quais animais estão
freqüentando uma área que você planeja
usar para capturar. Esta etapa não é
necessária se você já encontrou muitos
sinais e percebe o que está buscando e o
que está na área. Conseguir isso é fácil.
Selecione uma boa área para possíveis
viagens frequentes e coloque um
pedaço de pau no chão. Limpe o terreno
ao redor desta área por cerca de 2 pés
quadrados, para que as trilhas sejam
visíveis se um animal vier investigar.
Uma vez configurado, qualquer tipo de
atrativo visual ou de perfume pode
ser usado no bastão para trazer animais.
Uma boa prática é usar os dois tipos de
atrativos. Por exemplo, você pode usar
as entranhas de um sapo e uma pena ou
um pedaço de pano brilhante amarrado
à bengala.
Os animais vão notar coisas que mudam
nas rotas diárias, como faria se alguém
mudasse ou colocasse algo novo em sua
sala de estar. Os animais vêm investigar
e deixar rastros, permitindo identificar
quais tipos de animais freqüentam a
área. A partir disso, você melhor
atenderá armadilhas e iscas para esses
animais.
DICA DE BUSHCRAFT
Fragrância o controle é
superestimado! Sim, eu disse
superestimada. Não é necessário
exagerar no controle do odor
humano. Os mamíferos são
curiosos e são todos “farejadores”
- eles querem saber o que houve
onde e por que, e alguns até são
atraídos por coisas fedorentas,
como suor ou urina. Conheço um
cara que realmente usou as
folhas com as quais se limpou
depois de defecar em seu posto
de sinalização, apenas para
achar que tinha atraiu vários
guaxinins e um gambá. O odor
humano pode ser muito prejudicial
para a caça às vezes, mas os
catadores não se incomodam com
isso. A lição aqui é que as coisas
que cheiram mal às vezes são as
melhores atrativas, e a
preocupação em cobrir seu
perfume é desnecessária. Sujeira
e fogo fumegante farão muito
para cobrir o seu cheiro, e a
menos que você tenha algum
produto químico ou combustível
fedorento
em suas mãos, você estará bem
seguro.
ISCA PARA ARMADILHA
Animais coma certas coisas; eles
também têm coisas favoritas, além
de coisas novas que não provaram,
mas que certamente gostariam,
assim como você e eu.
Encontrando essas coisas pode ser fácil
ou difícil, dependendo da
sazonalidade. Para pássaros, nozes,
sementes e frutas são sempre uma boa
aposta; estes também funcionam bem
para pequenos mamíferos, como
esquilos e esquilos. Se você tem algo
novo e diferente no seu pacote que se
enquadra nessa categoria, você pode
estar à frente do jogo.
Uma castanha de caju pode ser nova
para os esquilos, e o aroma doce os
atrairá definitivamente. Para outros
animais que são catadores, como
guaxinins ou gambás, qualquer coisa
fedida, como entranhas de sapo ou
metade de um bluegill, funcionará bem.
O elemento chave para uma boa isca é
encontrar algo que o animal queira que
não seja comum na área. Se bolotas
estão espalhadas por todo o chão, qual
é a chance de um esquilo escolher
aquele que isca sua torneira? No
entanto, uma noz solitária, quebrada
para liberar o perfume no ar, pode ser o
ingresso certo para atrair
atenção do esquilo. Os pássaros
gostam de frutas pequenas; portanto,
se você precisar viajar um pouco para
coletar algumas frutas em uma área
onde sabe que elas estão se
alimentando de sementes, faça-o!
MODERNO ARMADILHAS
o A seção a seguir fornece alguns usos
básicos para armadilhas modernas que
considero mais úteis para um kit do
tipo de auto-suficiência. Não abro
todos os tipos de armadilhas modernas,
apenas as que ocupam uma pequena
quantidade de espaço e são
multifuncionais. As armadilhas
modernas são feitas de metal; portanto,
não ocorrem danos causados por
animais ou mastigações (animais que
mastigam partes de armadilhas, como
armadilhas). Essas armadilhas ocupam
espaço no seu kit ou mochila e podem
ser complicadas em grandes números;
transportar cerca de três
estes em conjunto com armadilhas
de cabos de aço e / ou suprimentos
primários de captura.

THE # 110 CONIBEAR


The Conibear A armadilha (também
chamada de “empunhadura do corpo”),
batizada em homenagem ao seu
inventor, é provavelmente a armadilha
mais eficaz já feita. Tem a capacidade
de capturar todas as espécies pequenas
de caça, incluindo aves aquáticas, aves
terrestres e até peixes, com um
conjunto adequado. É uma armadilha
para matar, e muito raramente os
animais serão encontrados vivos nela.
Pode ser configurado para diferentes
sensibilidades
níveis e pode ser usado com isca ou
definido sem isca. Você pode
facilmente definir o número 110 menor
manualmente, onde o número 220 é
normalmente definido usando uma
ferramenta, tornando-o uma opção
menos que ótima.
Aperto do corpo armadilha

CAIXAS DE CABO
Enquanto o termo implica,
armadilhas de cabo são armadilhas
feitas de cabo de aço. O tamanho deles
depende da sua pedreira. Geralmente,
as armadilhas para cabos têm
mecanismos chamados travas que
impedem que a armadilha se solte;
portanto, quanto mais o animal luta,
mais apertada a armadilha. Isso pode
parecer desumano, mas pode matar o
animal rapidamente.
Um mecanismo de armadilha ou
armadilha é um dispositivo para ativar
a armadilha rapidamente, em vez de
confiar na tentativa de fuga do animal
para apertar o laço. Um motor pode ser
um ramo verde elástico, um contrapeso
ou uma corda de choque de algum tipo;
é só
limitado por sua imaginação. As
armadilhas para cabos são uma boa
maneira de transportar muitas
armadilhas sem sacrificar muito peso,
principalmente se forem de tamanho
mínimo. Estes também podem ser
fabricados com materiais comuns. A
única desvantagem das armadilhas é
que elas provavelmente serão úteis
apenas uma vez - se um animal for
pego, a armadilha será distorcida e
distorcida a um ponto de inutilidade.
Laço
ARMADILHA
MELHORADA MATERIAIS
Vocês pode usar muitos materiais para
improvisar armadilhas modernas ou
feitas de materiais que não sejam da
corda:

1. Fio pendurado na imagem Os


resultados obtidos em qualquer
loja de ferragens funcionam bem
para tornar as armadilhas dos
cabos capazes de levar o jogo do
tamanho de um coelho com
facilidade. O fio 4 é o melhor para
esta tarefa. Uma coisa a lembrar
ao usar um fio é aquele de bitola
pequena, quando
incorporado a um motor, pode
cortar carne ou decapitar sua presa.
2. As cordas da guitarra também são
boas armadilhas para cabos, desde
que você use as cordas mais
pesadas e não as mais finas.
3. Simples os líderes de aço utilizados
na pesca são uma armadilha pronta
com ajuste simples e servirão a
dois propósitos se transportados -
pesca e armadilhagem.
4. As armadilhas para ratos são um
trunfo muitas vezes esquecido
para um pequeno kit de captura e
são como um pobre homem
comum: muito
eficaz para animais menores até
esquilos e pássaros pequenos. Ao
usar armadilhas para rato para
prender, pinte-as de uma cor opaca
em tons de terra e faça um furo em
um canto para ancorá-las e evitar
que sejam arrastadas para longe em
caso de um ataque que não mata.
O BÁSICO DA UPLAND
ARMADILHA
Armadilha de terras altas refere-se a
armadilhas acima da água em terrenos
mais altos para animais como coiote,
raposa, guaxinim, gambá e outros
pequenos animais terrestres.
Dependendo do tipo de armadilhas que
você está usando e do jogo que você
está tentando capturar, montar
armadilhas em terra requer um pouco
mais de equipamento do que a captura
de água. Para os fins desta seção,
discutiremos apenas armadilhas para os
pés; depois falaremos sobre armadilhas
e armadilhas para o aperto do corpo.
Uma armadilha para os pés é aquela
em que o animal é mantido firme,
geralmente pelo pé, e permanece vivo
até a chegada do caçador. Existem
cinco componentes principais para
essas armadilhas:

1. A moldura. Isto é obase da


armadilha à qual todos os outros
componentes estão conectados.
2. A (s) mola (s). Estespode ser
mola (s) longa (s) ou mola (s)
em espiral; estes operam as
mandíbulas para fechá-las.
3. o mandíbulas. Eles geralmente
são feitos de aço e são
compensados ou não
deslocamento, o que significa que
há um espaço cortado para que as
mandíbulas tenham um pouco de
espaço na posição fechada. (Isso
ajuda no conforto do animal e
ajuda a evitar "anilhas" - situações
nas quais a perna do animal é
cortada por causa de suas lutas
para escapar das garras da
armadilha.)
4. A panela. Este é o alvoárea em que
você deseja que o animal coloque
todo o peso do pé da frente quando
se aproximar da isca.
5. O cachorro. Isto é onível que
mantém a tensão das garras da
armadilha. Quando
o animal pisa na panela, isso libera o
cão, que fica sobre o que é chamado
de mandíbula operacional ou
"forte" da armadilha e é alternado
em um entalhe na panela.

Lá Existem três tipos básicos de


armadilhas de apoio de pés usadas
para o conjunto de terras altas: a
única mola, a dupla mola e a mola
helicoidal.
Uma única armadilha de mola “longa”
é um conjunto de garras de aço que são
fechadas por uma mola elétrica quando a
panela é acionada. Uma mola longa
dupla possui duas molas operando o
mandíbulas e uma mola helicoidal
também pode ser simples ou dupla.
Uma mola helicoidal, como você pode
esperar, é uma mola feita de um
pedaço de fio metálico enrolado. Nos
tempos antigos, os caçadores de
montanhas carregavam principalmente
longas armadilhas de primavera, e
estas são as que mais parecem
familiares aos não caçadores.
Armadilha da mola
helicoidal
Armadilha de mola longa

Antes de preparar as armadilhas para


uso, precisamos falar sobre outro item
importante: A tensão da panela refere-
se à quantidade de pressão para baixo
necessária para mover a panela para
baixo e soltar o cão. Nas armadilhas
mais recentes, isso é controlado por
um parafuso que prende a panela à
armadilha. Apertar este parafuso
tornará a panela mais difícil de mover;
o contrário é verdadeiro se for
afrouxado. A tensão do pan determina o
tipo de animal que você captura - será
necessário um animal mais pesado para
liberar uma armadilha com mais tensão
no pan, ajudando a reduzir as chances
de capturar um animal não-alvo.
Anexado ao quadro da armadilha é a
cadeia de armadilhas. Isso geralmente é
conectado a uma estaca ou âncora para
impedir que o animal preso escape da
armadilha. O comprimento da corrente
varia; Eu prefiro sobre
18 "de corrente e pelo menos três
pontos de giro. Giros ajudarão a
impedir que o animal torça a corrente e
se machuque ainda mais enquanto
aguarda sua chegada.

PREPARANDO SUAS
ARMADILHAS
Vamos preparar nossas armadilhas
para uso.
Quando as armadilhas vêm da fábrica,
são revestidas com óleo para evitar
ferrugem no transporte ou
armazenamento. Este óleo deve ser
removido para que a armadilha possa ser
tingida, encerada ou ambas. Para
remover isso
óleo, ferva as armadilhas em água
quente e deixe-as secar ao ar até
oxidar levemente.
Sim você deseja que eles tenham uma
leve camada de ferrugem, pois os
corantes e ceras grudam no metal dessa
maneira. Depois que as armadilhas são
limpas de qualquer óleo, elas podem ser
tingidas com produtos comerciais ou
cozidas em cascas de nozes pretas.

EQUIPAMENTO
COMPANHEIRO
PARA SUAS
ARMADILHAS
Como com qualquer outro hobby,
existem muitos gadgets relacionados a
armadilhas no mercado,
mas você pode (e deve) manter as coisas
simples. Você precisará de uma tela
para peneirar grânulos finos de sujeira
no seu aparelho. Para estacas pesadas, o
bastão de martelo de um machado
serve, ou até mesmo um grande tronco
de madeira. Para cavar o alçapão, uma
ferramenta E (ferramenta de
entrenching), uma pequena espátula
manual ou até mesmo um palito de
escavação funcionarão bem. Um pincel
pequeno para expor a panela é muito
útil, mas descobri que soprar a panela
para expô-la não tem nenhum efeito
prejudicial na captura.
DICA DE BUSHCRAFT
Uma palavra sobre armadilhas
para encerar: o motivo para fazê-
lo é ajudá-las a operar sem
problemas, além de impedir a
formação de mais ferrugem.
Também os manterá funcionando
se você os usar na água ou no
solo úmido em temperaturas
congelantes. A melhor cera para
esta operação é a cera de abelha;
você pode comprá-lo
comercialmente se não tiver um
suprimento interno.
Morrer na armadilha não é
absolutamente necessário; de
acordo com muitos
especialistas, tinta spray ou nada
vai funcionar tão bem. Enquanto a
armadilha estiver bem lubrificada
com cera, ela funcionará e
capturará os animais, se
configurados adequadamente.

COLOCANDO AS
ARMADILHAS
Você precisará de grandes estacas ou
âncoras de terra para manter suas
armadilhas no lugar. Os dois métodos
preferidos para isso são estacas de
vergalhões, com cerca de 2 pés de
comprimento, ou âncoras de terra. Uma
âncora de aterramento é um pedaço de
metal angular conectado a um cabo.
Quando conduzido para o
chão, vai direto, mas quando puxado
para cima, ele se vira de lado na sujeira
abaixo, ancorando a armadilha
rapidamente. Eu conheci muitos
caçadores antigos que usavam estacas
de madeira para prender. Eles podem
ser fabricados com material natural com
bastante facilidade, embora isso o force
a transportar fios fortes (mínimo de
calibre 16) com os quais prender as
armadilhas às estacas. O principal
problema das âncoras de aterramento é
que elas são difíceis de remover sem um
grande dispositivo de alavanca. No
entanto, usá-los garante que sua captura
não fique longe de você, nem
você perde sua armadilha. Todas as
armadilhas que não estão presas por
uma âncora de aterramento devem ter
dupla estaca.
Conjunto de trilha

CONFIGURAÇÃO DA
ARMADILHA
Com o seu equipamento em mãos,
você está pronto para montar suas
armadilhas. Lembre-se, como em todos
os imóveis, a chave é localização,
localização, localização! Uma armadilha
colocada no lugar errado geralmente não
pega ou levará mais tempo do que a
colocada em um bom local. A maioria
dos jogos viaja em trilhas ou rotas
específicas, e esses lugares são os
melhores para suas armadilhas.
Para começar, procure sinais de que
os animais estão lá; rastrear, dispersar e
recusar a alimentação são todos bons
indicadores. Em qualquer lugar, as
trilhas se encontram ou se conectam, é
uma localização privilegiada em uma
floresta
meio Ambiente. AtInterseções Eu gosto
de definir duas armadilhas a 45 ° uma
da outra em lados opostos da trilha. O
velho ditado diz: "Se foi bom o
suficiente para definir uma armadilha,
é bom o suficiente para definir duas".
Você pode definir armadilhas nas
quais as trilhas atendem a campos
abertos. Geralmente, é preferível
terrenos altos a terrenos baixos em
áreas abertas, pois a maioria dos
animais predadores viaja mais alto para
obter boa visibilidade para detectar
presas. Ao selecionar o local da
armadilha, não se esqueça de levar em
consideração o vento; qualquer isca ou
isca que você estiver usando para atrair
um animal
preciso fique contra o vento para que
o cheiro viaje bem.
BAITING ARMADILHAS
Isca uma armadilha é um elemento
chave para a configuração dela. Na
maioria das vezes você deseja que o
animal trabalhe para pegar a isca. A isca
colocada no sistema de gatilho de uma
armadilha, a menos que seja colocada
em um mecanismo do tipo bandeja,
deve ser conectada ao dispositivo de
gatilho para que não possa ser
facilmente retirado. Em outros
conjuntos, apenas colocar a isca o mais
longe possível na parte traseira da
armadilha pode ser eficaz o suficiente
para forçar o animal a dispará-la. Você
quer que o animal trabalhe para a isca
enquanto tenta prendê-lo; você não quer
alimentá-lo!
Armadilha do buraco da sujeira

A MAIS ISCA PODE SER


ALIMENTO
Lembre-se disso, a menos que você
estiver usando pedaços de outras
mortes que você não está comendo,
como entranhas, a maioria das iscas
que você usa também é comida que
pode ser comida para
sirva de alimento para o seu corpo. O
ponto a ser lembrado é o seguinte:
quanta isca você precisa usar
proporcionalmente à quantidade de
proteína derivada do animal preso? Se
você está gastando mais energia para
capturar comida do que está obtendo
dela, precisa encontrar outra maneira
de conseguir algo para comer.
Outra lição que tento incutir em todas
as minhas
alunos: Não espere até você estão com
fome de garantir comida; isso só vai
piorar as coisas e diminuir a chance de
sucesso. Como qualquer outra coisa,
caça, pesca e armadilha usam calorias e
energia. Se você esperaraté que o tanque
esteja vazio, você não terá os recursos
para tornar sua caça eficiente. Um dos
maiores benefícios de tentar encontrar
alimento na natureza é o fato de ele
ocupar a mente. Isso pode fazer
maravilhas em tempos de espera em um
cenário de SAR (Search and Rescue).
Tudo isso significa que você não
deve comer as pernas de um sapo
grande antes de usar o restante dos
pedaços não consumidos para atrair
uma armadilha? Claro que não;
significa que você deve escolher o que
você come e conservar recursos quando
você pode fazer refeições maiores,
tomando alimentos fáceis, com muita
proteína e com muita gordura e usando
as outras coisas para obter mais
proteína e gordura. Sempre procure
melhorar sua situação; é disso que se
trata a capacidade de sobrevivência.
Alise-o, não o faça áspero!
DICA DE BUSHCRAFT
o A diferença entre iscas e iscas é
simples: uma isca atrai o animal
pelo cheiro até o local definido e
isca é algo que o animal deseja
comer ou investigar. As iscas são
geralmente feitas de glândulas ou
óleos, e a isca geralmente é
baseada em alimentos. Um bom
exemplo de isca é o skunk musk;
pode trazer animais para olhar a
uma distância muito longa. Isca
consiste em coisas como carne
crua.
ESPECÍFICOS DA
ARMADILHA
Com uma boa localização
selecionada, você deve decidir quão
grande ou pequena a armadilha deve ser
e qual arma usar. Para armadilhas de
fixação de pernas, prefiro armadilhas
com mola longa (DLS). Um pequeno
DLS manterá os mesmos animais que
uma única primavera maior, mas
também capturará animais menores.
Essas armadilhas são muito mais
estáveis para conjuntos de água e
geralmente mais seguras e fáceis de
configurar do que as de uma única mola
ou de mola helicoidal. Eu prefiro o # 11
DLS feito por Sleepy Creek. Eu peguei
tudo de gambá e guaxinim a coiote nele.
Eu recomendo transportar pelo
menos seis delas em conjunto com
armadilhas e alças, mas três serão
suficientes se o peso for um problema.
Para coleta de carne e peles a longo
prazo, doze seria melhor, mas para
transportar muitas armadilhas, você
precisará de outro transporte além de
apenas um pacote. Para uma boa
captura de carne em geral, não carrego
mais que doze armadilhas em qualquer
combinação.
Carregando o direito doze armadilhas
para o seu ambiente o manterão em
carne
sem caçar nada se você colocá-los certos.
As luvas, aliás, não são necessárias
ao prender, a menos que você esteja
preocupado com a segurança. Acho que
eles são perigosos ao montar minhas
armadilhas, pois inibem a sensação em
meus dedos, na qual confio para montar
uma armadilha com segurança.

CORTANDO UMA
CAMA DE ARMADILHA
Quando você esteja pronto para
montar sua armadilha em um ótimo
local que atraia até os animais mais
cautelosos, comece cavando uma cama
de armadilha. Esta é a área que oculta
seu armadilha para que o conjunto
pareça natural. A cama deve ser
profunda o suficiente para cobrir suas
estacas ou âncoras, bem como a
corrente da armadilha; insira-os
primeiro e cubra-os antes que a
armadilha seja colocada sobre eles.
Colocar a armadilha na cama é uma das
etapas mais importantes na captura.
Acredite ou não, se você criar um
conjunto perfeito com uma armadilha
imperfeita, irá acabar com a armadilha
voltada para baixo, ainda colocada, em
cima da sujeira. Se a armadilha não for
assentada de maneira sólida, ela irá
balançar na sujeira. Quando um animal
está trabalhando, seu aparelho e
acidentalmente pisa na parte externa ou
mandíbula fraca da armadilha, isso faz
com que a mandíbula forte suba na
terra. Isso desperta a curiosidade do
animal e ele vai cavar onde o
movimento ocorreu, geralmente
enganchando a mandíbula da armadilha
e puxando-a para cima. O jogo acabou
nesse ponto.
O DLS # 11 armadilha tem duas
molas que atuam como estabilizadores.
Assim, mesmo que a roupa de cama não
seja perfeita, a armadilha não balança
tão facilmente quanto a armadilha da
mola helicoidal.
Certifique-se de que a armadilha
esteja posicionada corretamente
primeiro, sempre de acordo com o vento
direção e com o cachorro em direção à
parte traseira do conjunto. Isso impede
que o cão bloqueie o pé do animal ou
empurre-o para fora do caminho das
garras de fechamento. Depois que a
armadilha estiver configurada e coberta
com sujeira peneirada, continue a cobrir
todo o leito da armadilha com sujeira
peneirada. Isso é importante porque
você não deseja grandes aglomerados
de sujeira, detritos ou rochas que
afetem a operação da armadilha ou
encravam nas mandíbulas, causando
separação e fuga do animal. Depois de
terminar a roupa de cama, varra
levemente ou remova a sujeira da
panela para expor
Visão. Esta etapa ajuda a decidir o
deslocamento (a relação da panela com o
furo de sujeira real ou a área de isca) e
onde seus atrativos visuais e de apoio e
furo de sujeira serão colocados.

CRIE O SEU
APOIO
O suporte é a estrutura por trás do
conjunto que impede o animal de se
aproximar de qualquer direção, mas de
onde você quer que ele venha. Pode ser
qualquer coisa, desde um semicírculo
de sujeira, folhas ou outros detritos a
um tronco, árvore,
pedra ou toco. Coloque um orifício de
sujeira contra o suporte para servir
como um suporte de isca. O furo deve
ter aproximadamente 12 "de
profundidade em um ângulo de 30 a 45
°. Isso faz duas coisas:

1. isto força o animal a se


aproximar da frente para
alinhar os olhos e o nariz com o
buraco.
2. isto força o animal a ir fundo para
encontrar o prêmio ou cavar - de
qualquer maneira é bom.
Dentro do buraco coloque algum
tipo de atração; existem muitas iscas
comerciais no mercado, é claro, mas
você
pode usar qualquer coisa que cheira
mal. Eu prefiro a isca pegajosa Catfish,
que vem em um recipiente grande; dura
muito tempo e um pouco é tudo o que
você precisa. Como alternativa, tudo o
que resta da última morte será bom.
Apenas pense fedido - qualquer coisa
podre vai funcionar.

DICA DE BUSHCRAFT
Outro Um grande truque para o
buraco de terra é isca o buraco e
depois conectá-lo com a cauda de
outra morte, como um coelho ou
guaxinim. este
torna-se um atrativo visual
também. Lembre-se de que os
animais caçam à vista e cheiram,
portanto os visuais são sempre
uma boa adição.
As vezes eles sozinhos são
suficientes. Outra técnica é usar
um recurso de destaque como
suporte. Pode ser um osso
grande, tronco queimado ou
qualquer coisa que contrasta
diretamente com o ambiente para
atrair animais visualmente para o
conjunto.
Isca ou atrair o item em si.
Você pode enfiar iscas nas
cavidades ósseas ou até mesmo
colocar algumas
tripas sob uma grande rocha
coberta com um pouco de terra
para parecer que foi enterrada por
outro animal.
O objetivo é fazer o animal se
aproximar de sua armadilha pela
frente e enfiar o nariz no buraco
para trabalhar o conjunto; é aqui
que o deslocamento entra em
jogo.

DESLOCAMENTO
Deslocamento é da esquerda para a
direita e da frente para trás. Pense no
animal: ele lidera com um pé, e isso será
compensado
linha central. Você pode forçar o pé que
está cercando. (Falaremos sobre isso em
breve.) O tamanho do bicho determina
quão longe está a distância entre o nariz
e o pé. Já fiz muitas vezes uma captura
na perna traseira de um animal menor,
como uma raposa ou um guaxinim, ao
tentar escolher um coiote com um
conjunto maior de costas. Descobri que,
para capturar carne, um pequeno
deslocamento de 2 a 4 "em ambas as
direções funciona melhor. Se você está
tentando capturar predadores maiores,
precisará de um deslocamento de 6 a 9".
PASSOS FINAIS
Depois que você decida seu
deslocamento e seja capaz de ver
exatamente onde está sua panela,
configure seu buraco de sujeira, seu
atrativo visual ou ambos. Em seguida,
coloque seu apoio se não for um
objeto que ocorre naturalmente.
Quando o apoio estiver no lugar, você
pode se preocupar com a esgrima.
Esgrima é o que você usa para fazer
o animal colocar o pé exatamente onde
você quer que ele esteja. Pode ser
muito simples, como parte do material
bruto da peneira, que o animal não vai
querer pisar. Tente não fazer nenhum
esgrima ou apoio se estender além da
frente ou
Mandíbula "solta" da armadilha. Isso
fará com que o animal desconfie de
colocar o pé no espaço confinado se ele
se estender além das garras da
armadilha. Em outras palavras, para a
mandíbula oposta ao cachorro, existe
algo como "muita vedação". Você pode
usar cercas secundárias, como pedras,
paus e até palha, para aglomerar o
animal em direção à panela.
Uma vez que todos esses etapas estão
completas, cubra levemente a panela
com sujeira peneirada; cerca de 1⁄4 "é
suficiente. A essa altura, a panela deve
ser a parte mais baixa de todo o
conjunto. É isso que você deseja,
porque o
animal terá que colocar seu peso para
baixo para lá confortavelmente. Quando
o conjunto estiver concluído, você
poderá iscar, atrair, colocar recursos
visuais ou todos os três. A observação
de outros animais é sempre um bom
incentivador da curiosidade, servindo
como um atrativo visual e olfativo, bem
como cercas secundárias. Penas
colocadas em um fundo de terra
também são um ótimo atrativo visual.
Um grande professor me disse uma vez
que todo conjunto deveria ter um BLT:
“Isca, isca e cocô”.
ÁGUA ARMADILHA
Animais terrestres, em Em geral, os pêlos
valem mais dinheiro, mas os mamíferos
aquáticos são muito mais fáceis de
capturar e, portanto, são uma fonte
mais confiável de carne. A captura de
água requer menos requinte e menos
equipamento do que a captura de
animais terrestres, e a isca estará
prontamente disponível na água ou na
beira da água.
Simplicidade é o nome do jogo aqui.
A maioria dos animais nessas áreas é
anfíbia e está relacionada a ratos;
portanto, eles não são tão inteligentes
em comparação com espécies caninas e
felinas. Você vai fazer
bem aprisionando na água com
algumas armadilhas duplas de
primavera, dos tamanhos 1 ao 3. Com
eles você pode pegar vison e castor.
Os conjuntos de água não precisam
de roupas de cama, pois a água é seu
leito de armadilha e as molas longas
tornarão a estabilidade um problema.
Os principais conjuntos usados para
capturar água são um conjunto de bolso
ou um conjunto de mamona para castor.

POCKET SET
Um conjunto de bolso é um orifício
inserido no banco, que você pode fazer
com o dedo do pé
da sua bota. Coloque a isca no buraco,
estando o buraco logo acima do nível
da água, e centralize a armadilha no
buraco. Você também pode usar
esgrima; coloque alguns paus para
direcionar o animal pela frente,
forçando-o a pisar na armadilha.
Conjunto de bolso

JOGO DE TERRA
Para o castor, os melhores
conjuntos são chamados de rodízios.
Se você pode pegar um
castor, o rodízio cedeu pegará o
próximo, e o próximo, e assim por
diante. Castor é produzido como um
perfume por um castor para marcar
território; existem glândulas mamárias
perto da base da cauda. Este é um
perfume muito atraente para todos os
animais, mas especialmente atraente
para outros castores.
Crie uma prateleira na beira do
banco para definir uma armadilha de
mola longa nº 3, com cerca de 10 a 12
"de profundidade na água na prateleira
e desloque cerca de 1⁄2 da distância de
um lado ao centro e de um lado ao
centro, à esquerda ou à direita.Na
margem, crie um slide falso arrastando
o pé pela lama,
como se um castor tivesse deslizado na
água em sua barriga. Se você encontrar
um slide novo e genuíno, defina a
armadilha aqui, pois isso pode não
exigir isca com rodízios. Acima do
escorregador, coloque algumas ervas
rasgadas e algumas varas que você
tiver acabado de assar. Coloque um
pouco de mamona nessa pilha, se a
tiver. Os castores patrulham
constantemente as margens da água e
investigam esses slides. Quando
alguém se aproxima do banco, ele põe
o pé em sua armadilha.
Muskrats são muito parecidos com
castores, mas se você pode encontrar
uma loja ou um slide sinalizando sua
presença, eles também são
locais ideais para usar pequenos # 110
Conibears. O vison é carnívoro e o rato
almiscarado é a sua refeição favorita;
portanto, qualquer carne de rato
almiscarado que você não comer deve
ser usada para isso. Guaxinins e
gambás patrulham as margens também,
e qualquer peixe podre ou material
fedorento atrairá sua atenção.
Assim como na pesca, grandes
armadilhas com forte tensão no prato
capturam animais grandes; armadilhas
pequenas com tensão leve na panela
capturam qualquer animal.
ESPECIALIDADE SETS
No Além dos conjuntos discutidos
anteriormente, existem alguns
conjuntos de especialidades. Nesta
categoria, eu colocaria um conjunto
cego (ou seja, sem isca) que você pode
criar com armadilhas de arame: o
conjunto de pólos de esquilo. Usando
esse método, você cria uma avenida ou
caminho de menor resistência para o
esquilo, inclinando uma árvore caída
contra outra na qual os animais já estão
vivendo ou freqüentando. Eles
invariavelmente viajam para cima deste
poste, em vez de subir no tronco
principal da árvore. Usando uma série
de armadilhas abertas neste
ponte produzirá esquilos nove em cada
dez. Você pode até levar os animais para
a armadilha, assustando-os do chão para
as árvores.

Armadilha para mastro


inclinado
PRIMITIVO ARMADILHA
As armadilhas primitivas têm sido
usadas pelos povos antigos desde que
nos tornamos caçadores-coletores, e são
tão eficazes hoje quanto eram nos
tempos antigos. A maior vantagem do
trapping primitivo é que são necessários
muito menos equipamentos para
realizar, e o tempo de configuração é
mínimo quando você possui as
habilidades. Você pode definir uma
linha de armadilha de vinte armadilhas
em questão de uma hora, quando estiver
familiarizado com o sistema e
acostumado a fazê-lo. Isso requer
tempo de prática e sujeira, como
qualquer outro
habilidade, mas é uma habilidade tão
importante quanto iniciar um incêndio
ou construir um abrigo.

GATILHOS
A coisa mais importante a aprender
na captura primitiva simples é um
sistema de gatilho que pode ser
adaptado a muitas armadilhas. Dessa
forma, você pode pré-fabricar várias
armadilhas e ajustar gatilhos e
armadilhas em tempo real para se
adequar à situação. Um simples gatilho
de alternância é tudo o que você
precisa para definir uma variedade de
armadilhas que capturam todos os
pequenos animais, assim como
pássaros e até peixes para conjuntos de
linhas de bancos. É muito melhor
para esteja familiarizado com algumas
armadilhas que empregam esse gatilho
simples do que ter algum conhecimento
de muitas armadilhas complicadas que
requerem tempo e energia para serem
empregadas. A criação de componentes
complicados leva tempo e muita
reflexão, além de ajustes para torná-los
corretos, enquanto as alternâncias
diretas são simples assim, e muitas
dessas armadilhas podem ser feitas sem
nenhuma ferramenta. Para cada
armadilha complicada definida, você
pode definir muitas armadilhas simples
e obter os mesmos ou melhores
resultados.
DICA DE BUSHCRAFT
Muitas pessoas complicam demais
a captura primitiva! A captura é
muito simples de entender.
Qualquer armadilha
queefetivamente prende ou mata
um animal é tudo que você
precisa. Viajei por todo o mundo,
e as pessoas tribais que ainda
são caçadoras-coletoras me
mostraram que as armadilhas
simples que empregam um
simples gatilho são a melhor
armadilha geral para proteger a
carne e as que eles usam todos
os dias para pequenos
mamíferos e pássaros. O
método KISS (mantenha-o
simples e sensível) funciona
para interceptar.
DEADFALL ARMADILHAS
Armadilhas mortíferas ter tem sido
empregado há séculos, mais
frequentemente usado em jogos
menores, como esquilos terrestres, ratos
e roedores maiores. As armadilhas de
queda morta podem ser usadas com o
mesmo sistema de gatilho usado para
armadilhas de armadilha. Isso é
chamado de "queda mortal de Paiute"
devido aos índios Paiute do deserto, que
a usavam com bastante frequência.
As armadilhas de queda morta
precisam ser cinco vezes mais pesadas
que a presa a ser morta; a armadilha
esmagará a presa. No entanto, isso não
significa que o animal será
imediatamente morto - pode sufocar com
o tempo.
Você pode adicionar combinações,
como um conjunto de cubos. Conjuntos
Cubby são pequenos orifícios, como
conjuntos de bolso, às vezes usados na
base de uma árvore ou tronco. Eles são
construídos sobre uma armadilha de
queda para adicionar peso à armadilha e
ajudar a disfarçá-la para torná-la mais
eficaz. As quedas tradicionais de Paiute
empregavam grandes rochas como
dispositivo de matar. Você pode adaptar
essa armadilha às áreas da floresta
usando toras ou o conjunto de cubos
mencionado anteriormente. Outras
armadilhas de queda para animais
médios podem
seja criado com facilidade para
empregar logs maiores criando um
quadro simples, mas usando o mesmo
gatilho de alternância. Essas
armadilhas são limitadas apenas pela
sua ingenuidade pessoal. A principal
desvantagem desse sistema de
interceptação é a disponibilidade de
peças componentes, dependendo de
onde você está e do tempo necessário
para construí-las.
PÁSSARO ARMADILHAS
As armadilhas de pássaros podem
empregar o mesmo sistema de
armadilha e alternância discutido
anteriormente, ou podem ser armadilhas
de gaiola implantadas para capturar o
pássaro vivo, conservando-o para uso
posterior. Muitas armadilhas da gaiola
são usadas para aves menores, mas as
aves maiores e as aves aquáticas são
melhor capturadas usando outros
métodos, conforme discutido nas seções
anteriores. As armadilhas da gaiola
funcionam bem para aves que habitam
o solo, como codornas, perdizes e
faisões. Eles também podem ser usados
para pequenas espécies empoleiradas,
como pombas e rolas de luto.
Usando um dispositivo de armadilha
para capturar pássaros não requer a
resistência à tração necessária para
pequenos mamíferos; portanto,
transportar cordas com várias camadas
que podem ser quebradas em diâmetro
é uma grande vantagem ao prender
pássaros dessa maneira. Um sistema de
alternância de interrupção é usado para
esse tipo de armadilhas e também pode
ser adaptado a obstáculos. O sistema de
captura de aves vivas geralmente
emprega um fio de tropeço ou uma
vara, forçando o pássaro a cruzá-lo para
conseguir isca.
ARMADILHA PEQUENA
KITS
Kits de captura pode variar de elaborado
a um rolo de linha de banco (nylon
alcatrão usado para pesca e fabricação
de redes) e uma faca. Eu prefiro o peso
leve de um kit pequeno, confiando no
meu conhecimento e habilidade para
empregar muitas armadilhas. Carrego
alguns itens para ajudar a garantir o
sucesso, mantendo o peso e o espaço no
mínimo.
Há algo para dito para o kit de linha
de banco e faca apenas. As principais
adições que sugiro para uma situação
de curto prazo ou um kit de
emergência para sua mochila são
algumas de agudos médios
ganchos (novamente, multiuso para
armadilhas e pesca), meia dúzia de
chumbadas de cano maiores e grandes
ganchos individuais em uma sacola
plástica com zíper contida no rolo da
linha do banco, presa por duas rolhas e
um rolo de arame # 4. O principal uso
do fio é para armadilhas especiais,
como postes de esquilo, nos quais você
precisa da rigidez do fio sobre a linha
do banco. Ele adiciona pouco peso e
pode ser multiuso como líder de aço
para conjuntos de membros e pesca, se
as tartarugas forem predominantes.
Conjuntos de membros envolvem
pendurar uma linha isca de um
membro com um gancho no final
debaixo de água. Para pescar, adicione
um kit de pesca de bolso.
PESCA COM
MELHORADO RODS E
TENKARA
Alguns das melhores varas de pesca são
feitas de bambu ou cana-de-rio. Eles
podem ter de 9 a 13 pés de
comprimento, e cortá-los em verde
funcionará bem. As linhas para hastes
dessa natureza devem ter o mesmo
comprimento que a haste. Não há
necessidade de enrolar a linha - use a
alavanca da vara para aproximar o
peixe da rede de imersão ou do banco
para garantir a captura.
DESCUBRA TENKARA
A técnica de pesca chamada O tenkara
é usado nas montanhas do Japão e agora
começou a se espalhar rapidamente para
outras partes do mundo. Baseia-se nos
mesmos conceitos da pesca com cana,
com algumas adaptações. O Tenkara é
usado principalmente em rios e
córregos, por isso é uma forma de pesca
com mosca e não está longe de aparecer
(levantar uma isca / voar e largá-la na
superfície da água, jogando-a sobre a
água). O brilho do tenkara é a maneira
como as linhas e os cordames são
presos e destacados da haste. Você pode
ter vários diferentes
fraudado linhas para diferentes
aplicações, que você pode conectar e
desconectar da haste em alguns
segundos sem precisar cortar ou amarrar
uma linha na ou da haste.
Você faz isso usando o que é chamado
de trança liliana presa ao final da sua
haste. Isso pode ser facilmente
modelado a partir do manto de
qualquer cordão de paraquedas ou
cordão de pequeno diâmetro:

1. Usando um pedaço de cabo de


aproximadamente 3 "de
comprimento, deslize a ponta do
cabo sobre a ponta da haste como
se fosse uma meia.
2. Deixe cerca de 2 "deste pino e
prenda o primeiro 1"
permanentemente, envolvendo a
haste naquele ponto com uma
corda ou linha de pequeno
diâmetro. Selar isso com resina de
pinho, para formar uma ligação
com a haste.
3. Gravata um nó no manto no final e
queime um pouco esse material de
nylon para criar uma espécie de
bola no final. Uma vez feito isso,
sua haste está pronta para aceitar
qualquer linha manipulada.
RIGGING LINES
Como declarado anteriormente, com
uma vara de tenkara, você pode manter
várias linhas equipadas para atender às
condições de pesca e alterá-las
rapidamente para ajustar. Você pode ter
linhas flutuantes, linhas trançadas e
linhas enroladas em diferentes escadas
de armazenamento equipadas com iscas
e combinações de ganchos diferentes.
Geralmente, transportar quatro linhas
diferentes permite cobrir a maioria dos
cenários. Depois de escolher o tipo de
linha e o equipamento para essa linha
específica (por exemplo, ganchos,
chumbada, mosca seca ou flutuante e
indicador de ataque), amarre um loop
simples na parte superior do
a usando uma figura 8 com 1⁄2 2 " ciclo.
Para anexar o linhas à sua haste, crie um
laço na cabeça da cotovia e coloque-o
sobre o nó da bola que você criou na
trança liliana. Nesse ponto, ele se auto-
aperta. Não sairá, mas será fácil
removê-lo quando você desejar alterar
as linhas.

DICA DE BUSHCRAFT
Escadas de linha são detentores
de segurar as linhas manipuladas
ordenadamente e não são
absolutamente necessários. As
linhas podem
Se desejar, enrole-o em uma lata,
mas as escadas evitarão que
sejam atadas quando removidas
para uso. Uma escada é
simplesmente uma miniatura de
uma escada feita de madeira ou
plástico. Eles podem ser
facilmente modelados a partir de
uma tira plana de madeira
esculpida em forma de meia-lua
em cada extremidade. A duração é
uma questão de preferência
pessoal; Eu gosto do meu com
cerca de 10 cm de comprimento.
Enrole a linha em volta deles para
mantê-la limpa para uso e
configurada para esse aplicativo
específico.
PROCESSAMENTO
PEQUENO JOGOS
Processar caça pequena é mais rápido e
fácil do que processar um animal
grande e requer menos energia para
transferir a carne de volta ao
acampamento da área de abate ou
captura. A principal razão para se
concentrar no jogo pequeno, no
entanto, é que muitas vezes ele pode
ser consumido em um ambiente,
deixando algumas sobras para isca.
Processar, cozinhar ou preservar caça
de grande porte é uma tarefa demorada
e, às vezes, tediosa. Em áreas onde
animais predadores estão presentes,
Ter grandes quantidades de carne,
sangue ou carcaças em sua área de
acampamento pode ser muito perigoso.
O processamento de pequenos jogos é
uma tarefa muito fácil e pode ser
realizado por qualquer pessoa com
habilidade ou prática mínima.

PEQUENOS
MAMÍFEROS
Muitos mamíferos menores, como
esquilos moídos, camundongos, ratos e
similares, não precisam de
processamento além de fazer uma fatia
rasa para remover as tripas e o trato
anal. Você pode colocá-los no fogo
para queimar a pele e cozinhar a carne.
Consumi-los inteiro para obter todos os
nutrientes de uma pequena refeição.
Lembre-se de que qualquer carne que
sobrar deve ser usada na isca de uma
armadilha para pegar outra coisa.

MAMÍFEROS DE
TAMANHO MÉDIO
Tamanho médio criaturas não são
muito mais difíceis de lidar; você só
precisa remover o pêlo para torná-lo
fácil de processar e cortá-lo para
cozinhar mais rapidamente. Remova
todas as entranhas e o trato anal. Tenha
cuidado para não perfurar o intestino ou
intestino enquanto os remove, pois
esta pode sujar o sabor da carne. Vale a
pena consumir muitas entranhas, como
coração e fígado. Verifique os órgãos
de qualquer morte para garantir que
eles tenham uma aparência saudável: de
cores vivas, sem manchas ou vermes.
Novamente, lembre-se de usar sobras
para várias armadilhas ou pescar.
PROCESSANDO OUTROS
JOGOS
o as florestas orientais oferecem uma
grande variedade de outros jogos que
podem sustentá-lo se você souber como
capturá-lo e prepará-lo.

PÁSSAROS
Removendo arrancar as penas na
natureza pode ser um processo
demorado; é melhor esfolar o pássaro
como faria com um mamífero. O
principal a lembrar com os pássaros é
esvaziar a colheita, uma bolsa na base
da garganta
onde os alimentos são mantidos antes
da digestão. Isso geralmente conterá
sementes secas e outras provenientes de
refeições recentes. Novamente, o fígado
e o coração produzem boa comida e
todos os pássaros são comestíveis. No
entanto, com aves que limpam, como
urubus, você deve ferver bem a carne
para garantir que todos os parasitas
sejam mortos antes do consumo. Use
seu bom senso ao examinar a carne e os
órgãos para obter uma saúde geral.

PEIXE
Processe peixes cortando-os da
abertura ou ânus até a base das
brânquias,
removendo todas as tripas e arrancando
as brânquias. Você pode escalar o peixe
ou apenas cozinhá-lo com a escama ou
a pele e comer a carne de dentro para
fora como uma batata cozida. Se você
escolher esfolar um peixe-gato antes de
comer, precisará de um alicate para
descamação e esfolamento, pois pode
ser difícil. Todos os peixes de água
doce da América do Norte são
comestíveis.
Como limpar peixe
Répteis e anfíbios
Répteis como cobras podem ser
esfolados e as tripas removidas e
cozidas como qualquer outro alimento.
Remova a cabeça de qualquer cobra
venenosa antes do processamento. Os
sapos também podem ser esfolados ou
cozidos e consumidos após evisceração.
As tartarugas são um pouco
complicadas: corte a cabeça, pendure o
corpo de cabeça para baixo para
sangrar, remova a concha inferior
cortando a fina camada de membrana
entre a concha e a carne e limpe as
entranhas.
Você pode usar a concha como uma
panela na qual
para cozinhe a carne. A carne de
tartaruga é uma isca muito boa para a
pesca.
PRESERVAÇÃO CARNE
Desde os tempos antigos, os seres
humanos preservaram a carne para uso
posterior. Existem muitas maneiras de
fazer isso. Aqui estão algumas
maneiras simples de preservar com
pouco ou nenhum excesso de
equipamento ou recursos adicionais.

SECAGEM
A secagem remove a umidade da
carne e a torna disponível para
consumo mais tarde em uma viagem ou
na trilha. A chave é cortar a carne o
mais fino possível para que o processo
aconteça
rapidamente. Vocêspode secar a
carne de várias maneiras diferentes,
dependendo dos recursos naturais
disponíveis.

Suspenda a carne em fogo baixo,


em fogo baixo, por um período
de tempo, até que a carne rache
quando dobrada, como uma carne
seca.
Secar ao sol a carne sobre uma
rocha plana ou rack. Se houver
sol quente, gire a carne de um
lado para o outro até secar.
A carne também pode ser
defumada durante a secagem para
adicionar sabor e mais
agentes matadores de bactérias.
Observe que esse não é o mesmo
processo que fumar carne (discutido na
próxima seção).

FUMAR
Para fumar carne, você precisará uma
caixa de algum tipo feita com
equipamentos disponíveis, como
poncho, saco de lixo, cobertor de
espaço, etc. Também pode ser feita de
material natural. Construa um tripé com
um rack para fumar a carne
aproximadamente 2 'acima de uma
cama quente de carvão e pequenas
chamas. O gabinete faz com que a
fumaça e o calor subam
diretamente à carne e realiza o processo
de defumação. Ao contrário da
secagem, na verdade você cozinha
lentamente a carne e não tenta remover
toda a umidade.
A fumaça acrescenta sabor e
propriedades antibacterianas à carne.
Você pode usar madeira verde para
ajudar no conteúdo de fumaça, mas
fique longe de madeiras resinosas,
como os pinheiros.
Fumar carne
DICAS E TRUQUES PARA
ARMADILHAS DE
SUCESSO

1. Carne podre e com peixe


atrair animais do tipo
catador.
2. Gatos caçam mais pela visão do
que pelo olfato, então pendurar
imagens acima do aparelho
funciona melhor se você estiver
prendendo felinos.
3. Canino os predadores serão mais
atraídos pelas iscas de carne no
inverno, quando outros alimentos
forem escassos.
4. Jaritataca que são baleados e
ensacados em um revestimento de
tambor podem ser usados para
contaminar outros itens com
perfume.
5. Skunk o perfume é uma das
melhores atrações de chamadas de
longa distância.
6. Castor castor vai atrair quase
tudo animais.
Conclusão

Gostaria de agradecer a você por ler


este livro. Obviamente, é importante
que você não apenas absorva as lições,
mas também saia e aproveite o que a
natureza tem a oferecer. A melhor
maneira de aprender as habilidades que
discutimos é praticá-las.
É importante que não esqueçamos os
ensinamentos de nossos antepassados e
repassemos essas habilidades para
aqueles que desejam aprender.
Enquanto todos nós somos artesãos de
bosques e lenhadores, devemos também
lembre-se de que somos mordomos da
terra. Conservação de recursos e
manutenção de coisas renováveis e
renovadas devem ser um objetivo
principal em qualquer passeio.
Somente dessa maneira haverá belas
áreas da terra para que nossos filhos e
seus filhos desfrutem.
É possível que quando você se
aventura na natureza, algo vai dar
errado. Nesse caso, praticar essas
habilidades de manufatura de mato em
vagabundos mais curtos e fáceis ajudará
a prepará-lo para lidar melhor com uma
emergência. Em vez de enfrentar uma
situação de vida ou morte, você poderá
transformá-la
em um problema sério, mas não
mortal, capaz de resolver.
Me levou anos de pesquisa e
experiência para discernir quais são as
habilidades mais valiosas a serem
adquiridas e quais são os itens mais
importantes a serem transportados. Este
livro é uma tentativa de resumir isso em
um espaço curto e com algumas
ilustrações.
Volumes poderia ser escrito sobre
tópicos individuais, mas também
acredito na regra da vida 80/20: 80% do
que você ouve e vê diariamente é a
informação menos valiosa. Este livro
cobre o que eu acredito ser os 20% dos
bushcraft que é do maior valor. Ele não
apenas fará de você um melhor artesão,
mas também permitirá que você
"suavize" em vez de amassar.
E no final, é isso que conta.
Boa sorte!
Apêndice A O
CONCEITO
DE
PATHFINDER
:
CONSERVAN
DO
UMAUTILIZAÇÃ
O DE ND
RECURSOS
Conservando recursos significa muitas
coisas. No contexto deste livro,
significa a necessidade de ser
econômico e fazer o melhor uso
possível dos recursos que você possui.
Se você está preso na natureza, não
sabe quanto tempo levará para ser
encontrado, portanto, você deve
entender e conservar os principais
recursos. Aqui estão algumas coisas
para você pensar.
DEZ COISAS A LEMBRAR

1. Nunca use sua faca, a menos que


você precise. Quebre varas
sempre que possível e retire a
casca à mão ou com pedras
afiadas.
2. Nunca passe a oportunidade de
coletar pavio seco para uso
posterior. Inicie incêndios com
métodos primitivos, se você tiver
tempo e calorias para queimar, e
guarde a chama certa quando for
absolutamente necessário.
3. Nunca desperdice carne depois de
prendê-la. Seque o que sobrou e
guarde-o em um lenço para
consumo posterior.
4. Faça uso de todas as partes de
qualquer animal. Ossos podem
fazer ferramentas e entranhas
podem ser usadas como isca.
5. Usar deadfall para abrigos e
incêndios sempre que possível
para evitar desperdício de energia
quebrando e cortando materiais.
6. Água pode ser precioso. Sempre
que houver chuva iminente,
configure um dispositivo de coleta.
7. Não viajar desnecessariamente
para garantir o jogo. Execute
armadilhas em um padrão de
margarida em torno de seu
acampamento base, em vez de
uma linha.
8. Configure seu acampamento perto
da água, quando possível. Isso
torna a coleta de água e a
segurança dos alimentos mais
acessíveis e requer menos viagens.
9. Sempre pense no próximo incêndio
e planeje-o, fazendo um pano de
carvão ou poupando algum pavio.
10. Viaje durante momentos de
conforto fácil. Em clima quente,
viaje de manhã e à noite e em
o tempo frio viaja durante períodos
de sol forte.
Apêndice B
SELVAGEM
COMESTÍVEIS
E PLANTAS
MEDICINAIS

Muitos as pessoas se envolvem na


identificação de comestíveis selvagens
e o que podem e não podem comer.
Mais uma vez, mantenha-o simples.
Olhe em volta do seu quintal; há
provavelmente várias plantas
comestíveis selvagens muito comuns.
Em vez de se preocupar com as plantas
que são poucas e distantes, concentre-se
nas comuns. Escolha oito e depois
confirme com a memória. Em uma
recente viagem à Nova Zelândia, fiquei
surpreso ao ver que muitas das mesmas
fábricas que estão nos Estados Unidos
também estão prosperando lá; dentes-
de-leão, trevo, banana-da-terra, taboa
etc. estavam todos crescendo
exatamente como aqui. As chances são
de que, se você passar muito tempo na
natureza, ficará perdido ou perdido pelo
menos uma vez, então concentre-se nas
plantas comuns. Se vocês
Se conseguir identificar oito plantas
comestíveis, pelo menos algumas serão
comuns em outras áreas dos Estados
Unidos e no exterior. Você pode prestar
um ótimo serviço, aprendendo famílias
de plantas, para poder identificar
comestíveis por similaridade.
No entanto, lembre-se de que muitas
plantas têm aparência de veneno.
Aviso: Nunca coma cogumelos
selvagens ou outros fungos.
Identifique completamente qualquer
planta antes de consumi-la.
Lá Existem quatro grupos de
comestíveis que fornecem bom valor
nutricional, mas não gordura. Você
deve memorizar pelo menos dois
cada grupo e aprenda a reconhecer a
árvore ou planta em todas as
estações.

1. Amidos, raízes e tubérculos


2. Frutas e Bagas
3. Nozes
4. Verdes

A seguir, é apresentada uma lista de


alguns comestíveis comuns dessas
categorias:
COMESTÍVEIS CATEGORI
Cattail Raízes /
Tubérculos
Pastinaga Raiz (Warni
As folhas e
o caule
desta
planta
podem
causar
dermatite
por conta.)
Dente-de-leão Verdes
Bardana Verdes /
Raiz
Hickory Noz
Noz Noz
Framboesa / Amora / Baga Fruta
de Salmão
Baga de sabugueiro comum Fruta
Cattails são o supermercado e a
farmácia da natureza. Os brotos
são comestíveis crus ou cozidos;
os tubérculos das raízes podem ser
cozidos e comidos também. O
pólen coletado das cabeças das
sementes pode ser usado como
farinha, e as cabeças jovens das
sementes podem ser consumidas
como espiga de milho.
Pastinaga de campo foi usado
como alimento básico por
séculos, mas agora é esquecido
pela maioria; a raiz desta planta é
um grande amido e pode ser
assada como uma batata. Aviso:
A dermatite de contato pode
ocorrer ao manusear esta planta.
Dentes-de-leão são excelentes
para uma salada ou podem ser
consumidos em tempo real; eles
estão cheios de vitamina A e os
topos de flores também são
comestíveis.
A raiz do dente-de-leão é um bom
substituto do café quando seca e
moída. As folhas jovens da planta
de bardana são especialmente boas
para as verduras, e a raiz principal
grande é amido fino.
Nozes de nogueira pode fornecer
proteínas à sua dieta se você as
abrir
e cavar a carne de noz por
dentro.
Nozes pretas são uma ótima fonte
de proteína e não são difíceis de
processar. Os cascos são úteis para
fazer um corante marrom e
possuem um composto químico
que, quando moído, pode ser usado
para atordoar peixes em pequenas
piscinas.
Framboesas são frutas de verão
muito comuns nas florestas
orientais. Outras formas, como
bagas de salmão e amoras, são
comuns em outras regiões. Estes
são uma ótima fonte de frutas e
vitaminas e podem ser usadas em
muitas aplicações de refeições e
chás, além de comidas cruas.
Uvas também são comuns,
embora tenham muitas parecidas
venenosas. Os rebentos dessas
plantas também são comestíveis
quando a fruta não está dando
frutos e as folhas fazem um bom
chá.
Baga de sabugueiro comum frutas
são muito comuns do verão ao
outono. Você pode comê-los crus
e cozê-los para fazer uma bebida
agradável, ou
combiná-los com outros
alimentos para fazer uma
refeição maravilhosa.
MEDICINAL PLANTAS
As plantas medicinais também são
comuns, e muitas delas crescem nas
margens das estradas e em pátios por
todo os Estados Unidos. Novamente,
você deve identificar alguns comuns
que ajudarão quando usados como
remédios simples para doenças comuns,
por exemplo, resfriado, dor de
estômago, dor de cabeça, mordidas e
picadas e reações alérgicas (dermatite
de contato). Também vale a pena
entender as plantas que auxiliam na
higiene.
A seguir, é apresentada uma lista de
algumas plantas medicinais mais
comuns:
PLANTAR BENEFÍCIO MEDICINAL
Cattail cuidados anti-sépticos,
dentários e gengivais
Verbasco frio / congestão,
necessidades do ciclo
feminino
Jewelweed dermatite de contato
Tanchagem mordidas / picadas
hortelã dor de cabeça
Hortelã e dor de estômago
Dente-de-
Leão
Yarrow coagulante sanguíneo /
resfriado e gripe /
repelente de insetos
Boneset contusões profundas,
quebras, febres
Carvão: Este claro que não é uma
planta, mas eu menciono nesta
seção
pois pode ser um recurso
indispensável no caso de
intoxicação acidental por
alimentos ou plantas. Moído na
água, ele imediatamente induz ao
vômito e possui qualidades
absorventes para remover as
sobras de toxinas do estômago.
Cattail tem um gel muito bom
que está presente na base da
bainha quando os brotos são
retirados.
Este gel é anestésico e anti-
séptico; você pode compará-lo ao
aloe, pois é ótimo para aliviar a
dor local devido a queimaduras ou
picadas. O jovem
fotos desta planta também são
ótimas escovas de dente.
Verbasco tem foi usado por séculos
como descongestionante e é ótimo
para remédios para tosse e
resfriado; as grandes folhas macias
desta planta podem ser usadas
como curativos e são absorventes
para as necessidades femininas.
Jewelweed A planta possui
substâncias químicas em seus
sucos que ajudam a aliviar os
sintomas da dermatite de contato
da hera venenosa e de outras
plantas. A planta recém colhida
pode ser esfregada na pele. É
importante
para usar isso planta o mais rápido
possível após o contato de uma
planta com problema. A banana-
da-terra pode ser usada como
cataplasma mastigando a planta e
colocando as folhas maceradas em
uma picada ou mordida. Ajuda a
extrair objetos estranhos, como
lascas e espinhos, além do veneno
de uma picada.
hortelã tem muitos excelentes
propriedades para uso geral e
médico. Folhas de hortelã fresca
esfregadas nas têmporas ajudarão a
aliviar dores de cabeça menores.
Infusões de hortelã e dente de leão
secas
são bons para dores de estômago e
ajudam a aliviar a diarréia. Uma
decocção de hortelã também pode
ser gargarejada para dores de
garganta, e uma infusão ou chá
pode ser feita com hortelã e menta
para aliviar os sintomas de resfriado
e gripe.
Yarrow tem é conhecido ao longo
da história por sua capacidade de
coagular o sangue de feridas
profundas; também possui
propriedades anti-inflamatórias.
Induzirá a transpiração quando
consumida como chá e ajuda a
quebrar a febre.
Estudos recentes também
mostraram que é um ótimo
repelente de insetos.
Boneset como uma infusão
ajudará a quebrar a febre,
enquanto um cataplasma das
folhas verdes ajudará com
hematomas profundos e até reparo
ósseo.
UTILIZANDO MEDICINA
PLANTAS
As plantas medicinais são usadas
principalmente de quatro maneiras:

1. Cataplasma: Reunindo o plantar


folhas e flores cruas e macerá-las,
você pode formar um cataplasma.
Isso pode ser embebido em água
fervida ou até mastigado na boca
(cuspido em cataplasma), se for
uma emergência, e depois
colocado diretamente na área
afetada e envolvido com um lenço
ou bandagem.
2. Chá de infusão: Fazer um chá ou
uma infusão, íngreme como
você faria em um cataplasma por
aproximadamente 10 a 15
minutos e, em seguida, consumir
o líquido após o esforço.
3. Decocção: Uma decocção é muito
parecida com uma infusão, mas
requer que o material seja fervido,
não embebido. Este método é
usado para qualquer material de
casca ou raízes. O líquido é então
coado e consumido após ferver
metade do líquido.
4. Lavar: Uma lavagem é uma
infusão usada para limpar a área
afetada, em vez
de ingestão.

FILIAÇÃO DE PLANTAS /
ÁRVORES POR GOSTO
Se você sabe Se uma planta não é
venenosa, você pode entender muito
sobre as propriedades, provando-a.
Coloque na boca, mastigue, role; sinta
o que está fazendo na boca e o gosto.
Com base no gosto, você poderá dividi-
lo em uma das quatro categorias:
Amargas: As plantas que têm um
sabor amargo ou amargo
geralmente são um bom remédio
para gripes e resfriados. Eles
geralmente têm natureza anti-
séptica e antiviral.
Mucilaginoso: Plantas que fazem a
boca água ou é viscoso é bom para
a constipação, pois eles "lubrificam
os canos", por assim dizer.
Eles serão bons para seios irritados
secos, bem como queimaduras.
Adstringentes: Plantas que são
adstringentes vão franzir a boca
ou secar o paladar e farão
a mesma coisa no corpo ou sobre a
pele. Secam a hera venenosa,
ajudam a secar a diarréia e curam o
nariz escorrendo.
Carminativos: Essas plantas vão
sentir-se quente ou apimentado e
será ótimo para dores de estômago
e alívio geral de gases e
desconforto no trato digestivo.
apêndice C
RECEITA DE
BUSH

HARDTACK
4-5 xícaras de farinha de
trigo 2 xícaras de água
3 colheres de chá de sal

1. Pré-aqueça o forno a 375 ° F


(ou 350 ° F se você tiver um
forno de convecção ou
refletor).
2. Misture a farinha, a água e o sal
em uma tigela grande e verifique
se a mistura está bem seca.
Adicione mais farinha, se
necessário.
3. Abra a mistura para cerca de
1⁄22" espessura e moldá-lo em
um rectângulo. Corte-o em
quadrados de 3 "x 3" e faça
furos nos dois lados com um
garfo ou faca.
4. Coloque em uma panela
untada e cozinhe por 30
minutos de cada lado.
BASIC BANNOCK
1 xícara de farinha (branca ou uma
mistura de branco e trigo integral)
1 colher de chá de fermento em pó
1⁄4 colher de chá de sal

1⁄4 xícara leite em pó seco


1 colher de sopa de
óleo para fritar
Água, conforme necessário

1. Faça a mistura em casa antes do


tempo. Peneire os ingredientes
secos em uma tigela grande e
corte a gordura até obter uma
granular, mistura de fubá.
Empacote essa mistura em sacos
com congelador com zíper.
Mochila dupla, se você estiver em
uma longa viagem.
2. Comece com uma pequena
frigideira de ferro fundido ou aço
inoxidável e unte bem. Você
também pode usar uma prancha
de madeira.
3. Despeje aproximadamente 1⁄24
copo água na bolsa e aperte para
misturar.
4. Esprema a mistura da bolsa e na
panela aquecida ou em uma
prancha.
5. Seu bannock vai comece a parecer
pão em 10 a 12 minutos,
dependendo do nível de calor do
queimador. Neste ponto, você vai
querer virar o pão. Para verificar o
produto acabado, pegue um palito
de dente e cutuque o pão. Se sair
seco, está feito; se ficar úmido ou
com gosma, deixe cozinhar um
pouco mais.
ESQUILO OU COELHO
ASSADO
1 esquilo ou coelho adulto
Farinha de uso geral, suficiente para
polvilhar a carne
Óleo, para fritar
Água, para assar
1-2 batatas, descascadas e trituradas
3-4 cenouras, descascadas e picadas
1 cebola, descascada e
esquartejada Sal e pimenta, a
gosto

1. Limpe bem a carne,


certificando-se de que todo o
cabelo seja removido. Corte em
peças.
2. Enrole os pedaços de farinha e
doure na frigideira (use apenas
óleo suficiente para impedir que a
carne grude). Apenas marrom as
peças; não é necessário cozinhar a
carne.
3. Quando dourar, adicione água para
cobrir. Coloque as batatas, as
cenouras picadas, a cebola e o sal e
a pimenta a gosto na panela com a
carne. Coloque a tampa na panela
e cozinhe em fogo médio-baixo até
terminar, aproximadamente 30
minutos, dependendo no calor do
fogo.
RÃ Pernas
12 pernas de sapo
2 xícaras de migalhas de biscoito
salgado ou massa dura
1 xícara de farinha de
trigo 1 xícara de
farinha de milho
1⁄8–1⁄4 de xícara de cebola picada Sal

e pimenta, a gosto 1 ovo grande

1⁄2 xícara de leite evaporado

Óleo de cozinha ou sebo, para fritar

1. Lave o pernas de sapo e seque;


deixou de lado. Em uma grande
bolsa que pode ser fechada
novamente,
combine migalhas de biscoito
salgado ou massa dura, farinha,
fubá, cebola, sal e pimenta. Agite
para misturar. Em uma tigela rasa,
misture o ovo e o leite evaporado.
2. Aqueça o óleo de cozinha ou o
sebo na frigideira em fogo médio-
alto. O óleo deve ter cerca de 1⁄22"
profundo.
3. Mergulhe as pernas do sapo no leite
e
mistura de ovo, então mergulhe na
mistura do cracker até revestir
uniformemente. Coloque-os
cuidadosamente no óleo quente.
Cozinhe até dourar de cada lado,
cerca de 5 minutos de cada lado. E
se
a pernas começam a dourar muito
rapidamente, reduza o fogo para
médio. Escorra antes de servir.
FERVIDO CASTOR
1 quarto traseiro de
castor 1 cebola grande
3 cenouras em fatias
2 colheres de chá de sal

1. Ferva o castor na água em uma


panela grande por 30 minutos.
Escorra e enxágue. Repita esse
método mais duas vezes.
2. Cubra com água novamente e
adicione os ingredientes
restantes. Cubra e ferva até ficar
macio. Descarte os vegetais antes
de servir, pois eles
conterá a maior parte do sabor
selvagem do castor.
MUSKRAT SOPA
Quarto traseiro de um
almíscar 1–2 xícaras de
leite evaporado 3 ovos
grandes cozidos
1 colher de sopa de mostarda
com alho seco 1 colher de sopa
de farinha de trigo
Pimenta preta, pimenta caiena e sal, a
gosto

1. Cubra o rato almiscarado


preparado (almíscar removido e
bem lavado) com água em uma
panela grande. Cozinhe
lentamente até ficar macio,
adicionando água, se necessário,
aproximadamente 30
minutos, dependendo no calor do
fogo e no tamanho dos quartos.
2. Deixe esfriar e retire a carne dos
ossos. Corte a carne em pedaços
pequenos com uma faca.
3. Guarde o licor da panela e
adicione uma quantidade igual de
leite evaporado. Gemas de ovo
amassadas; adicione a mostarda e
a farinha de alho e mexa no
líquido. Tempere a gosto com
pimenta preta e pimenta e sal e
volte a ferver.
4. Pique o ovo brancos. Adicione a
carne e as claras em neve à sopa
depois de
fervido. Sirva muito quente.
GUAXINIM ENSOPADO
1 (4 libras) de guaxinim, cortado
em cubos 2 ou 3 cebolas selvagens,
fatiadas Sal e pimenta, a gosto
6 a 12 folhas de mostarda com alho ou a
gosto
Pitada de molho picante
Ao cubo batatas e legumes de sua
escolha, a gosto

1. Brown os cubos de carne


lentamente em forno holandês,
aproximadamente 20 minutos.
Deve haver gordura suficiente
nos tecidos que não é necessário
óleo adicional.
2. Adicione cebolas durante o último
do processo de escurecimento
para que não fiquem
chamuscados. Reduza o fogo,
tempere com sal, pimenta,
mostarda com alho e molho
picante e cubra. Cozinhe em fogo
baixo até quase completamente
macio, cerca de 45 minutos.
3. Adicionar ao cubo legumes de sua
escolha e continue a ferver até que
os legumes estejam macios. Sirva
quente com o Basic Bannock.
POMBA ASSADA PEITOS
Seios de 12 a 24 pombas
(aproximadamente 1 libra)
Sal e pimenta, a gosto 2
xícaras de farinha de uso
geral Banha ou sebo,
para fritar
1⁄4 libra cogumelos frescos

(cogumelos), fatiado
6 cebolas médias, cortadas em fatias
1 frango cubo caldo dissolvido em 1
xícara de água fervente
Arroz integral preparado, a gosto
1. Pré-aqueça o forno a 350 ° F. Sal e
pimenta os peitos de pomba e
farinha levemente. Marrom em
uma frigideira de ferro fundido
com banha ou sebo.
2. Coloque os cogumelos fatiados e
as cebolas em cima dos seios.
Cubra com o caldo de carne.
Cubra a frigideira com papel
alumínio. Asse por 25 minutos.
Descobrir e continuar assando por
mais 15 minutos.
3. Sirva com arroz integral.
SNAPPING TARTARUGA
EM UM PANELA
Sal, a gosto
1-2 kg de carne de tartaruga
2 colheres de chá cebolas em cubos
1⁄8 colher de chá de cebola seca alho 2 xícaras

de água

8 pequenas batatas descascadas com


casca vermelha, cortadas ao meio

1. Salte bem a carne da tartaruga e


coloque-a na panela de ferro
fundido que cozinha lentamente.
Adicione todos os outros
ingredientes na ordem indicada.
Cubra e cozinhe
fogo baixo por 6 a 7 horas ou
até que a carne da tartaruga
esteja macia.
2. Retire a carne de tartaruga da
panela e corte em pedaços
pequenos. Coloque a carne na
panela de cozimento lento,
tampe e continue cozinhando
em fogo baixo por mais 2 horas
ou até que os legumes estejam
prontos.
JERKY (TODA A CARNE
VERMELHA E PEIXE)
3 libras de carne, cortes magros
Especiarias de sua escolha (sal, pimenta,
etc.)

1. Fatia fina da carne (o mais fino


possível; secará mais rápido).
Brasão com amplo tempero,
colocando em um saco de
congelador e agitando.
2. Construa uma estante de
secagem em seu tripé e pendure a
carne em uma fogueira ardente
de madeira para que você possa
segurar confortavelmente a mão
no lugar por 3–5
segundos. Cubra com um
cobertor de espaço para
acelerar esse processo e criar
uma câmara de fumaça.
3. Lentamente Alimente o fogo,
evitando grandes chamas, até que
a carne esteja seca o suficiente
para rachar quando for dobrada.
Guarde em uma bolsa respirável
para a trilha. Reidratar em sopas
para adicionar valor à carne.
Apêndice D
GLOSSÁRIO

Abrigo A-frame
Um abrigo com duas paredes que
se encontram no topo, que pode
desviar o vento ou a chuva dos dois
lados.

mirar
Na navegação, para vire à
esquerda ou à direita do destino
pretendido alguns graus para que
quando chegar ao rumo, vire à
direita ou à esquerda para chegar
aonde está indo.

azimute
Um rumo, ou a direção em que
você está viajando; o ângulo de
desvio de um rolamento em relação
a uma direção padrão, como norte
ou sul.

recuar
Na navegação, um ponto além do
qual você não deve ir.
Geralmente, um recurso linear que
é perpendicular ao
sua rota para o destino pretendido.

fiança
Uma forma de cabide com vários
pontos de ajuste para que você
possa aumentar ou diminuir o
pote acima do fogo.

linha bancária
Nylon alcatrão usado para pesca e
criação de redes. Isto éum bom cabo
de sobrevivência, pois também é
resistente à podridão e aos raios UV.

linha de base
O oposto das paradas, as linhas de
base funcionam
perpendicularmente ao seu ponto
de partida e fornecem um meio de
voltar para onde você começou.

bússola da placa de base


Uma bússola feita de uma placa
plana que geralmente é
transparente e pode ser colocada
em um mapa para determinar os
rolamentos precisos.

batonagem
Um meio de rachar madeira usando
um bastão (ou "bastão") para
acertar sua faca
e passe por um pedaço de madeira,
como um tronco.

rolamento
Na navegação, direção.

anel de bisel
Um anel móvel em uma bússola
indicando as direções marcadas em
graus. É usado na orientação.

obrigatório
Feitas de cordame, as ligações são
usadas para impedir que os
objetos se separem ou se
separem. Por exemplo, um
amarrar no final de uma corda
impede que os fios se desgastem.

ninho de Pássaro
Utilizado no início do fogo, trata-se
de um feixe de estopa com a forma
de um ninho de pássaro. Deve ser
uma combinação de materiais finos,
médios e grossos e altamente
combustíveis.

saco bivvy
Um saco de plástico que cobre a
cabeça do campista e o saco de
dormir para proteger contra a
umidade
tempo ou solo úmido. Derivado da
palavra "acampamento".

círculo sanguíneo, o
No manuseio da faca, a área 360 °
ao seu redor, mais do que o
comprimento do braço, onde
alguém pode entrar em contato
com uma lâmina sendo empurrada
para longe do material que está
sendo cortado.

broca de proa
Um método de fazer fogo que
usa um arco para mover um
bastão rapidamente,
gerando atrito e calor que podem
inflamar o pavio.

procurar saco
Uma bolsa leve costurada de um
lado e do outro lado. Pode ser
preenchido com material para
fazer um colchão.

queimador
A unidade em um fogão de
campo que produz a chama.

laço de cabo
Na captura, uma armadilha de
caixa feita de cabo de aço.
tela de pintura
Material usado principalmente
para lonas e barracas de lona. É
à prova d'água, geralmente à
prova de fogo e resistente a
mofo.

estanho carbonizado
Uma caixa de lata contendo material
carbonizado para ajudar na produção
de fogo.

Conibear
Uma armadilha muito eficaz
para pequenos animais e
peixes.

guindastes
Feitos com um bastão entalhado e
um bastão bifurcado, os guindastes
podem ser usados para suspender
panelas sobre o fogo ou para
segurar qualquer outra coisa que
você queira suspender acima do
nível do solo.

Fogueiras de Dakota
Havia um tipo de incêndio no qual
dois orifícios são conectados e um
incêndio é construído em um deles.
O ar que circula do outro buraco
mantém o fogo aceso quente e
brilhante.
queda mortal
Madeira que caiu naturalmente -
morta
galhos, árvores sopradas e assim
por diante.

armadilhas de queda
Uma armadilha que depende do
animal disparar um gatilho que
libera um objeto que cai no animal,
matando ou aprisionando-o.

cabana de detritos
Um abrigo no qual três cantos estão
ancorados no chão, com um lado
montado em um poste, criando
uma estrutura triangular, que
é então coberto com folhas e
outros detritos.

diagrama de declinação
Um diagrama em um mapa que
mostra a quantidade de
deslocamento de grau esquerda ou
direita entre o norte magnético e o
norte do mapa.

decocção
Uma bebida feita de material como
raízes ou casca, que é fervida e
depois bebida.
placa de diamante / haste de
diamante
Um dispositivo para afiar facas e
outras ferramentas afiadas.

abrigo de diamante (abrigo


de arado)
Igual a Como uma cabana de
detritos, esse abrigo é ancorado
por três cantos no chão, enquanto o
quarto canto é preso a uma árvore
ou alguma outra estrutura, criando
assim uma forma de diamante.

desenhar
A redução na elevação de uma
sela com terreno alto em ambos
lados.

madeira compensada, madeira


maciça, pinho mais claro A área
resinosa do pinheiro na qual a seiva
se acumula naturalmente.
Excelente como material de partida
de fogo.

varas de penas
Paus cortados para criar cachos de
aparas em uma extremidade. A área
de superfície adicional que isso cria
torna os bastões de penas úteis
para iniciar incêndios.
caiu
Cortar madeira, especialmente
árvores. Derrubar uma árvore não é
uma decisão que deve ser tomada
de ânimo leve.

haste de ferrocério
Uma haste feita de materiais
pirofóricos e usada para iniciar
incêndios, atingindo-a contra uma
superfície dura, que produz
faíscas.

postura de fogo
Madeira colocada em um padrão
particular com a finalidade de iniciar
um incêndio.

flash tinders
Materiais vegetais que contêm óleos
voláteis, que queimará prontamente.
No entanto, porque das fibras finas
envolvidas, elas queimam muito
rapidamente e a chama é de curta
duração.

voando a lona
Um método de montar uma lona
em que nada toca o chão.

pano à terra / almofada à terra


Um pano ou cobertor que você pode
colocar no chão para se proteger da
umidade e do frio.
maca
Uma cama que você pode balançar
entre dois suportes do chão. Evita
criaturas e evita a perda de calor
corporal por condução.

corrimãos
Objetos lineares no terreno que
você pode usar como orientação a
seguir quando eles conduzem na
direção pretendida da viagem.

mochila
Uma pequena bolsa que você
carrega em um lado do seu corpo.
Usado para itens que são
provavelmente de importância
imediata.

cânhamo
A fibra resistente da planta de
cânhamo indiana, usada para
fazer cordas.

canivete
Um canivete no qual a lâmina e
outros implementos se dobram na
alça.

juglone
Um veneno que impede ou
atrapalha o crescimento de muitas
plantas. Também pode
ser usado em concentração para
uma poção de atordoamento de
peixe.

buraco da fechadura
Uma fogueira cavou na forma de
um buraco de fechadura. O fogo é
construído no “buraco” e as brasas
são arrastadas para a vala para
formar uma área de cozimento.

gravetos
Material que pode ser facilmente
inflamado para iniciar um incêndio.
moagem de faca
A forma da seção transversal de
uma lâmina de faca. Moagens
diferentes exigem que você segure
sua pedra de amolar em ângulos
diferentes ao afiar a lâmina.

kuksa
Um copo (também conhecido
como noggin) feito de madeira ou
plástico. Pode ser usado para
beber ou cozinhar.

amarração
Nós usados para prender vários
objetos juntos. Eles são essenciais
em
construindo abrigos robustos na
natureza.

desvio lateral
A tendência, ao caminhar longas
distâncias, de se mover
gradualmente para a esquerda ou
direita.

abrigo inclinado
Um abrigo feito de uma única
parede apoiada em um ângulo e
coberto de folhas, galhos e outros
detritos para formar um telhado
seguro.
fogo da cabana
Havia uma fogueira, colocando
toras cruzadas em um quadrado
com gravetos e iscas dentro.

LURD
Esquerda, cima, direita, baixo.
Um método de navegação
baseado no movimento aparente
das estrelas devido à rotação da
Terra.

lupa
Uma lente usada para examinar de
perto qualquer coisa, além de um
firestarter confiável no deserto.
escala do mapa
Um indicador da correspondência
entre a medição em um mapa e a
distância real. Por exemplo, alguns
mapas podem indicar que uma
polegada do mapa é igual a uma
milha de distância.

Sistema Modular Militar do


Sono (MSS)
Um conjunto de sacos de dormir -
um peso intermediário e outro leve -
e uma capa dobrável, que
fornecer proteção do sono na
maioria dos ambientes.

fita mula
Uma fita muito usada por
eletricistas, que possui uma
resistência à tração muito alta e é
leve.

entalhe
Entalhes em um galho ou poste, seja
para construção ou para criar
cabides e alças.

oleado
Um pano impermeável usado
para lonas e tendas, feito de
algodão revestido com álcool
mineral e óleo de linhaça.

contas de ritmo
Strands de contas usadas para
acompanhar a distância enquanto
caminhava. Você solta uma conta
no fio depois de caminhar um
determinado número de passos.

tensão da panela
Quantidade de tensão necessária
para mover a panela de uma
armadilha para baixo e saltar a
armadilha.
cabo de paraquedas
Um cordão que possui uma
cobertura externa tecida (o manto)
que protege os fios internos que
dão força ao cordão.

Método PAUL
Representando o layout uniforme
de azimute positivo, esse método
permitirá que você explore uma área
desconhecida e calcule uma linha
reta voltando ao acampamento sem
voltar atrás pelos azimutes reversos
até o fim.
armar um acampamento; atacar
um acampamento
Configuração um acampamento;
derrubar um acampamento.

lançando a lona
Estacar qualquer parte de uma lona
ao nível do solo.

pranchas
Lajes de madeira cortadas a partir
de uma peça maior e usadas como
superfície de cozimento para
alimentos como pães e bannocks.

polipropileno
Um material leve que pode ser
comprado muito barato;
Contudo, sua longevidade e
durabilidade o tornam inadequado
para algo que não seja a curto prazo.

cataplasma
Massa macia e úmida aplicada ao
corpo como curativo ou remédio
para doenças.

ressecção
Levando um rolamento usando
triangulação para determinar sua
localização.

resina
A seiva de um pinheiro. Ele tem
vários usos, incluindo como um
bombeiro, atadura para uma ferida e
vários fins medicinais.

ridgeline
Uma série de morros, oferecendo um
ponto de observação e viagens por
terrenos altos.

Moldura Roycroft
Uma moldura para carregar sua
mochila. Consiste em três paus
amarrados para formar um
triângulo.
mochila
Outro nome para uma mochila. Esta
é a sacola básica na qual você
carrega a maioria dos itens de que
precisa enquanto estiver no
deserto.

selim
Uma área mais baixa entre dois
morros que forma um ponto de
drenagem para os morros, bem
como proteção contra vento e
chuva.

corte de cisalhamento
Um corte feito com a intenção de
cortar a madeira de um grande
peça.

bainha
Um estojo ou cobertura para uma
ferramenta com lâminas.

silnylon
Nylon impregnado com
silicone, tornando-o
impermeável.

saco de dormir
Um número de sacos
acolchoados feitos para dormir.
Eles podem ser isolados com
penas, plumas, isolamento
artificial ou espaço aéreo, entre
outras coisas.
estripar
Um dispositivo, geralmente uma
pulseira de couro, para colocar uma
ponta fina em uma lâmina.

tanino
Um adstringente derivado do
Carvalho. Pode ser usado para
fazer cataplasmas, infusões e
corantes.

lona
Abreviação de encerado; uma
cobertura de lona ou pele de óleo,
usada para erguer abrigos e para
outros fins na natureza.
fogo da tenda
Havia uma fogueira em que a
inflamação ficava em pé com as
pontas tocando, parecendo uma
tenda.

isca, pacotes de isca


Altamente combustível material que
pode facilmente pegar uma faísca ou
pegar fogo facilmente quando uma
brasa é adicionada.

alternancia
Uma vara de madeira ou passador
conectado a uma linha por um nó.
Isso pode ser usado como um
ponto de anexo que é facilmente
movido ou removido e, se
necessário, suportará carga.

tomahawk
Um machado com uma alça fina e
reta que pode ser facilmente
removida, tornando-o uma
ferramenta manual que pode ser
usada para outras tarefas.

Fogões Trangia
Um fogão no qual um pavio de
material fechado (geralmente
amianto) é selado em um espaço
confinado com orifícios na parte
inferior do recipiente para o álcool
passar.
triângulo da morte, o
A parte do seu corpo que deve
estar sempre protegida de uma
faca ou machado. Compreende o
espaço entre as pernas, incluindo a
virilha e as duas artérias femorais.

correias tubulares
Correias usadas principalmente para
escalar. Ele pesa menos que a
corda, ocupa menos espaço e
geralmente possui maior resistência
à tração.
tumplines
Correias para um pacote ou
armação usada na testa para
ajudar no transporte de cargas
mais pesadas.

captura de terras altas


Colocar armadilhas acima da água
em terrenos mais altos para animais
como coiote, raposa, guaxinim,
gambá e outros pequenos animais
terrestres.

Efeito Venturi
A tendência do ar que entra em
um tubo estreito flui mais
rapidamente. Isso pode ter um
efeito significativo em um
incêndio.
pedra de amolar
Uma pedra usada para afiar
ou afiar uma ferramenta de
lâmina.

viúvas
Árvores mortas em pé que podem
cair ou quebrar facilmente se
sujeitas ao vento.
Isso pode causar sérios
problemas de segurança.
SOBRE O
AUTOR

Dave Canterbury é o co-proprietário e


instrutor de supervisão da Pathfinder
School, no sudeste de Ohio (nomeado
pelo USA Today como uma das doze
melhores escolas de sobrevivência nos
Estados Unidos). Ele é um veterano
do exército e atualmente é um guia de
caça por conta própria e instrutor de
sobrevivência. Seu trabalho também
foi publicado na Self Reliance
Ilustrado, New Pioneer e American
Frontiersman.
Direitos autorais © 2014 por F + W
Media, Inc.
Todos os direitos reservados.
Este livro, ou partes dele, não pode ser
reproduzido de nenhuma forma sem
permissãon do editor; exceções são feitas
fou breves trechos usados em revisões
publicadas.

Publicado por
Adams Media, uma divisão da F + W Media,
Inc. 57 Littlefield Street, Avon, MA 02322.
US.UMA. www.adamsmedia.com

eISBN 10: 1-4405-7978-4


eISBN 13: 978-1-4405-7978-3
Dados de Catalogação na Publicação
da Biblioteca do Congresso
Cantuária, Dave.
Bushcraft 101 / Dave Canterbury.
páginas cm
Inclui índice.
ISBN-13: 978-1-4405-7977-6 (pb)
ISBN-10: 1-4405-7977-6 (pb)
ISBN-13: 978-1-4405-7978-3 (ebook)
ISBN-10: 1-4405-7978-4 (ebook)
1. Sobrevivência no deserto - Manuais,
manuais, etc. 2. Vida ao ar livre - Manuais,
manuais, etc.
3. Recreação ao ar livre - Manuais, manuais,
etc. 4. Camping - Manuais, manuais, etc. 5.
Camping - Equipamentos e suprimentos -
Manuais, manuais, etc. I. Título.
GV200.5.C37 2014
613.6'9 - dc23
2014012976

Mqualquer uma das designações usadas por


mfabricantes e vendedores para distinguir suas
product são reivindicados como marcas
registradas. Onde ºdesignações de ose
aparecem neste livro e F+ W Media, Inc. sabia
de uma marca comercial clobjetivo, as
designações foram impressas com
nomaiúsculas iniciais.

Ilustrações interiores por Eric Andrews.

Design da capa de Stephanie Hannus.


Tampa e interior images © Clipart.com, tanik
/ 123RF, Sergey YAkovlev / 123RF, Pavel
Bortel / 123RF.