Você está na página 1de 201

DB Publishing é uma marca do Darkerwood Publishing Group, PO Box 2011, Arvada, CO 80001.

Entre em contato
com o editor para compras em massa e descontos ou entre em contato com ofs.admin@gmail.com para obter links
de compra no atacado online.

Partes deste livro foram publicadas pela primeira vez como:


Demonolatria moderna, Darkerwood Publishing Group 1997
Demonolatria moderna, DB Publishing, 2005
Lessons in Demonolatry, DB Publishing, 2005

The Complete Book of Demonolatry © 1997-2006 por S. Connolly. Nenhuma parte deste livro pode ser reproduzida em
qualquer forma, eletrônica ou outra, sem a permissão expressa por escrito do autor e do editor. As informações dos
diários Dukante, Delaney, Willit e Purswell são usadas com permissão exclusiva das famílias. S. Connolly e DB
Publishing não são responsáveis pelo uso indevido de qualquer informação aqui contida.

Biblioteca de dados de publicação do Congresso

Connolly, S., 2006


O livro completo da demonolatria
I. Oculto, II. Demonology, III. Demonolatria
Bibliografia e indexada
ISBN: 978-0-9669788-6-5
Desenho de livro por DB Publishing, Adrianna.
Arte da capa: Steven Lafitte
Prefácio de M. Delaney

Aviso: Nenhum incenso ou óleo contido neste livro deve ser tomado internamente. DB Publishing e S. Connolly não
são responsáveis por qualquer pessoa que use os incensos ou oleus indevidamente de uma forma que possa causar
ferimentos, doenças ou morte. As ervas venenosas usadas em algumas das receitas tradicionais incluídas estão
claramente marcadas e não devem ser ingeridas. AVISO LEGAL: As informações neste livro são fornecidas apenas
para fins informativos. O autor e o editor não são responsáveis por qualquer pessoa que use as informações deste
livro para atividades ilegais ou se qualquer pessoa for ferida ou prejudicada pelo uso das informações aqui contidas.

Dedicação
Este livro é dedicado às seitas familiares por todas as informações e incentivo que elas forneceram ao longo dos
anos. Especialmente Mike, que concordou em escrever o prefácio deste livro. Da mesma forma, gostaria de
agradecer a todos os membros do OFS que apoiaram e ajudaram com este projeto - vocês são todos minha família
estendida. E, finalmente, gostaria de agradecer aos numerosos demonólatras que estão por aí e aos muitos
membros do fórum, que testaram e experimentaram as lições deste livro e fizeram as perguntas que precisavam ser
feitas para que as respostas pudessem ser encontradas. Este livro é para todos vocês. Que você encontre sabedoria,
verdade e sempre seja abençoado pelas Nove Divindades. Salve Leviathan!
Conteúdo
Prefácio de M. Delaney

Sobre este livro

Introdução à Demonolatria

Tudo sobre demônios


As Hierarquias Demoníacas
Panteões pessoais
The Demon Directory
Demônios por Propósito
A Hierarquia Dukante: Enns e Notas
Os sigilos

Noções básicas de hermética

História da Demonolatria

A prática da demonolatria

Invocação, Ferramentas, Execução Ritual e Layout Adequados

Dedicação e Iniciação

Oração e ofertas

Introdução à demonolatria - lições

Meditação e Ascensão
Meditation Core
Núcleo Demonolatria
Ritos de Ascensão
Canalizando Demônios
Exercícios de construção e aterramento de energia
Vibrações de energia
Projeção astral
Templos Astrais
Lucid Dreaming

Ritos do Dia Santo e Ritos dos Nove

Ritos demonolatria de nascimento, casamento e morte

Demonolatria Magick
Funcionamentos Positivos
Funcionamento Negativo

A Árvore da Vida Demonolatria e o Qlippoth

Modificações das Chaves Enoquianas para Demonolatria

Tabletes de Gematria e Magickal para Demonolatria

Ritual do Pilar do Meio Modificado

O Grande Trabalho
Alquimia e o Pathworking da
Pedra Filosofal
Relações com Demônios

O demonólatra solitário e o adepto

Sex Magick
Ritos de sangue e sacrifícios

Vi Baoith Raimi Kairtey e o nome demoníaco

Necromancia

Hinos de demonolatria

Seguindo em Frente
Testes para pré-iniciados
Testes para iniciados
Determinando Status
O sacerdócio

Pensamentos Finais

Receitas básicas oleum

Bibliografia e leitura sugerida

Prefácio

Quando soube deste livro, fiquei entusiasmado. Demonolatria moderna era um


bom livro e Lessons in Demonolatry também era bom. Juntar os dois com ainda mais
informações foi uma excelente ideia. Muitas vezes usei os outros dois livros para
treinar nossos iniciados e estou ansioso para usar este livro da mesma maneira.

Como membro de uma das “seitas familiares”, como as chamamos, acho


importante ressaltar que ficamos emocionados ao descobrir que existem outras
pessoas como nós, além de nossas próprias famílias e grupos. Estamos felizes por ter
oferecido algumas de nossas informações contidas nestas páginas a todos vocês, mas
acho que é importante compartilhar com todos vocês por que não colocamos nossos
registros familiares em exibição, não os publicamos ou compartilhamos tudo . Acima
de tudo, devo compartilhar por que somos tão reservados.

Sobre o primeiro ponto, você deve entender que nossos grimórios familiares também
são diários e contêm algumas informações bastante pessoais sobre nossas famílias.
Algumas dessas informações pessoais são pessoais por um motivo. Afinal, quem quer
compartilhar com o mundo que a sua bisavó, por exemplo, praticada perversa sangue
sex-magia, ou que a sua grande-grande avô tinha várias amantes? Ou, no meu caso, as listas
de compras da minha bisavó ou as receitas da terrível torta de nozes da irmã? Sim está certo.
Os grimórios também são diários que contêm pensamentos e sentimentos privados
destinados apenas à família e mais ninguém. Ao publicar essas coisas, estaríamos
desrespeitando os mortos e vendendo nossas próprias famílias. Se eles pretendessem
compartilhar essas informações privadas com o mundo, provavelmente o teriam feito
sozinhos, ou haveria mais de uma cópia de cada jornal / grimório. Para adicionar a isso, você
também deve entender que algumas das revistas, pelo menos no meu caso, estão em alemão,
achamos, e outras partes estão em código. Ainda estamos no processo de tradução de
algumas delas. Alguns de nossos diários datam de 1500 e estão atualmente em processo de
restauração. Muitas das informações sobre a demonolatria relativas a ritos, receitas e
demônios, estão dispersas ao longo e entre as entradas de diários pessoais. Muito do que era
Demonolatria foi perdido devido à falta de um registro histórico escrito. Talvez os Demônios
quisessem assim.

Você tem que entender que eu não conheço uma vida sem demonolatria. Muito
do que sei não vem de grimórios. Vem de ser criado dentro da religião e

sendo ensinado boca a boca com meu pai, que aprendeu com o pai dele e assim por
diante. Algumas das tradições que praticamos nos feriados, como decorar a casa com
sigilos e colocar altares especiais para certos Demônios durante diferentes épocas do
ano, são coisas que minha família sempre fez. É assim que meus filhos sempre fizeram
as coisas e, espero, como seus filhos farão as coisas.

Na segunda questão de privacidade, isso deve ser algo que todos nós
praticamos. Em primeiro lugar, não somos muitos. Meu palpite é que os demonólatras
geracionais têm menos de 200 pessoas. Essas são as pessoas que nasceram e foram
criadas em uma família Demonolatria. Algumas pessoas adivinharam mais alto e
outras mais baixo. A questão é que não sabemos.

Infelizmente, a adoração ao demônio nunca foi uma prática socialmente


aceitável no mundo dominado pelos cristãos em que vivemos. Ainda não é. Muitos de
nós podem perder empregos e possivelmente até mesmo nossos filhos se declararmos
nossas crenças religiosas. Muitos de nós não participam tanto das comunidades online
da Demonolatria porque estamos ocupados com nossas próprias vidas e seitas.
Embora isso possa não parecer justo para todos vocês, acho que falo por todos nós
que fomos criados como demonólatras quando digo que o melhor que podemos fazer é
oferecer todas as informações que pudermos para que vocês possam ter algumas
práticas tradicionais para trabalhar. Então você pode pegar suas crenças e criar seus
filhos e começar seus próprios grupos familiares. Ou talvez você queira manter sua
prática de Demonolatria para si mesmo, o que também está bom.

Não é realmente importante que não estejamos nos colocando no centro das
atenções ou que optemos por não compartilhar tudo dos grimórios de nossa família. Alguns
de vocês podem discordar, mas você pode querer reavaliar suas prioridades. O que é
importante são as partes importantes, o fundamento básico e algumas das nossas tradições
estão sendo difundidas a todos vocês através da obra de S. Connolly, que tem recebido muitas
condenações e críticas pela nossa falta de visibilidade ao longo dos anos. Ela aceitou as
críticas com calma e continuou apesar delas. Acho isso admirável.

É o trabalho dela e esses livros que ficarão no registro escrito da história como o
início da Demonolatria, embora este livro venha quinhentos anos após os primeiros
registros escritos existentes que possamos documentar. Ela merece o crédito por trazer
a Demonolatria das trevas para a luz para que outros possam encontrar seu caminho
para a sabedoria e espiritualidade de si mesmos, os Demônios, Satanás e uma conexão
com tudo o que existe.

Se você deseja uma prova definitiva de que a demonolatria é poderosa, eficaz e


pode transformar sua vida tanto espiritual quanto fisicamente, desafio você a levar a
sério o que este livro oferece. Aqueles que praticam a demonolatria conhecem seu
poder. É isso e só isso que pode provar a você que a demonolatria vem de algo mais
antigo e atemporal do que qualquer grimório de quinhentos anos . Os Demônios
existiam muito antes de nós. Nós demonólatras acabamos de aperfeiçoar os métodos
de comunhão e de trabalho com eles em paz e amizade para nos transformarmos.

Na Luz de Lúcifer e Baalberith, eu permaneço,


- M. Delaney

Sobre este livro

Este livro foi originalmente vários. A primeira foi a demonolatria moderna, que nunca
achei completa. Eu havia pensado em revisá-lo por algum tempo, mas então percebi que tinha
muito a acrescentar que deveria escrever um livro que incluísse todo o novo material que eu
havia escrito, além de todas as informações em Lições de Demonolatria. Inicialmente, a DB
Publishing queria fazer uma série de livros de treinamento que ajudassem os demonólatras de
pré-iniciados, iniciados e adeptos, mas parecia bobo e uma perda de tempo repetir as
mesmas informações continuamente. Sem mencionar que parecia impraticável continuar
escrevendo livros separados para cada tópico, especialmente para o demonólatra ou
satanista teísta que queria apenas um livro que cobrisse todos os fundamentos por meio de
adeptos. Em vez disso, decidimos que seria melhor escrever um único livro que incluísse
todas essas informações.

Este livro enfoca a fundação e o lado espiritual da Demonolatria e apresentará a


Magick Demonolatria. Se você estiver interessado em mais informações sobre a Demonolatria
Magick, você deve verificar The Art of Creative Magic ou Goetic Demonolatry de minha boa
amiga, Ellen Purswell. Dito isso, eu também gostaria de aproveitar este momento para apontar
que desde o lançamento inicial da demonolatria moderna em 1999, um bom número de
satanistas teístas, grupos satânicos e alguns gnósticos luciferianos começaram a trabalhar
com demônios de uma maneira mais respeitosa usando a demonolatria Enns, sigilos e
práticas exclusivas como rituais de dedicação. Estas coisas eram desconhecidos antes
Demonolatry.com , Vault do Tezrian, ea versão inicial do Modern Demonolatry em 1999. O
consenso, desde aqueles que usaram estes métodos Demonolatry particulares, é que eles são
extremamente eficazes.

Este livro pode ser usado como uma referência geral, bem como um guia de
estudo e apostila para pré-iniciados e iniciados. Para o adepto, este livro dará algumas
dicas sobre o funcionamento do caminho pessoal, que é o próximo passo lógico em sua
evolução espiritual pessoal.

Uma coisa que este livro inclui, que é de extrema importância, são todos os
sigilos da hierarquia Dukante. Nunca colocamos todos eles assim antes. Também incluí
todos os sigilos da hierarquia Goetic. Embora vários livros incluam a hierarquia Goética
e os sigilos, ter um livro na sua frente pode ser muito mais fácil do que ter dois ou três
quando você está estudando.

Enquanto estou chamando este livro de Livro Completo da Demonolatria , tenho


certeza de que pode haver coisas que perdi. Poucos autores admitiriam isso.
Sinceramente, seria ridículo para mim afirmar que um livro poderia conter todas as
informações sobre um único tópico. Em primeiro lugar, muito da demonolatria se
perdeu ao longo dos anos e, em segundo lugar, ainda há muito enterrado em diários
familiares privados; informações que provavelmente nunca verão a luz do dia. É assim
que as coisas acontecem.

Em vez disso, você encontrará muitas coisas modernas ao lado dos ritos mais
antigos neste livro. Informarei o que escrevi ou modifiquei para uso aqui (ao contrário
do que vem de grimórios familiares) na seção apropriada. Muitas das inclusões mais
recentes são meus ritos e acréscimos de certas coisas de outros caminhos e tradições
para uso na demonolatria. Descobri que a modificação é perfeitamente aceitável e
eficaz porque todos os supostos originais vêm da mesma fonte mais antiga. Para
aqueles de vocês que discordam do aumento daquilo que já existe, ou veem isso como
uma perversão de outra tradição, este livro pode não ser para você.

Estou não da crença de que mais velho é melhor ou a única forma válida. Também não
acredito que devemos confiar apenas em coisas com mais de cem anos, ou apenas em
coisas que estão escritas em livros. Nem mesmo este. Afinal, experiências e sentimentos
pessoais têm precedência sobre a palavra escrita quando se trata de espiritualidade. Além
disso, a religião não existe no vácuo e deve crescer e mudar com o tempo para refletir novas
idéias e informações. Todas as religiões se basearam em coisas do passado, sobre as quais
você lerá na seção de história deste livro. Portanto, embora a história seja importante e os
ritos mais antigos sejam válidos e eficazes, acho que você descobrirá que os ritos mais novos
são muito poderosos e continuam a adicionar à nossa história. Sinta-se à vontade para
escrever seus próprios rituais também.

Agora, gostaria de me dirigir diretamente aos alunos da Demonolatria que estão


lendo este livro. A coisa mais importante que você pode fazer durante seu estudo e
prática da Demonolatria é manter diários. Ao revisá-los daqui a um ano ou daqui a vinte
anos, você será capaz de ver o quão longe você chegou. Seus diários devem conter
seus pensamentos, sentimentos, experimentos, rituais e experiências com os
Demônios. Você também deve registrar suas revelações e observações espirituais.

Demonolatria, acima de tudo, tem a ver com seu relacionamento pessoal com os
Demônios e seu crescimento espiritual pessoal e conexão com tudo o que existe. Não se trata
de magia demoníaca , embora a magia possa certamente ter um grande papel na
autodescoberta e na mudança positiva de vida. O que estou dizendo é que a magia não
precisa fazer parte da demonolatria, mas frequentemente é.

Então, agora eu lhe dou O Livro Completo da Demonolatria . Na Luz, Paz e em


honra do Eu e dos Demônios,

- S. Connolly

Introdução à Demonolatria

Nas páginas seguintes, você encontrará ritos da demonolatria, há muito


mantidos clandestinos na história mal compreendida do satanismo. Este não é um livro
para os despreocupados. Nem é um livro para o amador casual. Destina-se a ser usado
como uma referência da Demonologia e um grimório prático para o praticante moderno
da Demonolatria.

Em primeiro lugar, acho importante que o aluno conheça a terminologia correta


para começar a aprender sobre Demonolatria. Com muita frequência, ouço pessoas se
referindo à demonolatria como demonologia. Até mesmo estudiosos do ocultismo
experientes cometem esse erro. Enquanto ambas as escolas se concentram na
entidade Demônio, uma é o estudo enquanto a outra permanece a adoração e a prática.
Essas são duas escolas de pensamento muito diferentes, na verdade.

Demônio / Daemon / Daimon : Espírito ou deus inferior. Um demônio na mitologia cristã.


Significado literal para Demônio - "Repleto de sabedoria." Derivado do grego "daimon", que
significa poder divino.

Demoníaco : Ser semelhante ou semelhante a um Demônio.

Demoniac : Uma pessoa possuída por Demônios.

Demonocracia : As hierarquias e / ou governos demoníacos.

Demonógrafo : Aquele que estuda e registra a história e a descrição dos Demônios.

Demonografia : A história e descrição dos Demônios.


Demonólatra (er) / Demonólatra : Aquele que pratica Demonolatria.

Demonolatria : A adoração de Demônios e / ou prática de magia ritual com a ajuda de


entidades conhecidas como Demônios.

Demonologista : Aquele que estuda e cataloga Demônios. Também conhecido como Demonógrafo.

Demonologia : O estudo e a catalogação de Demônios.

Demonomancia : Adivinhação por meio de Demônios de acordo com alguns textos.


Literalmente "para criar demônios".

Daemon, Demon, Daemonolatrie, Daemonolatry, Demonolatry, Demonolatrie,


Daemonolator, Demonolator, Demonolater: Todos estes são apenas uma variedade de
grafias para as mesmas palavras. Algumas pessoas usam Daemon, Daemonolator e
Daemonolatry por respeito. Outros usam todas as grafias do termo dependendo do
capricho. Nenhum deles está errado . Nenhum desses termos pertence a qualquer
indivíduo ou grupo. Eles são simplesmente encarnações diferentes das mesmas
palavras. Use a grafia que deseja usar.

O que é demonolatria?

É literalmente - "a adoração de demônios." É, para o demonólatra moderno, a


prática de invocar forças elementares ou de energia pura conhecidas como Demônios
para auxiliar no autoconhecimento, crescimento espiritual e projetar a própria vontade
em um objeto ou pessoa através do uso de magia ritual. Para o demonólatra teísta, os
demônios são entidades muito reais. Vejamos várias definições de demonolatria:

Este primeiro é da vovó Gynna de “O que é Demonolatry” originalmente


impresso em Demonolatry.com e ofs-Demonolatry.org e usado aqui, modificado por
mim para mais esclarecimentos, com permissão.

Demonolatria é uma religião do Self. [ Significa que fazemos trabalho próprio para
melhorar a nós mesmos .] É sobre descobrir o poder divino pessoal dentro de cada um de nós
e viver dentro do equilíbrio natural das energias que nos cercam [ o Universo ]. É também
sobre responsabilidade própria e paz interior. Demônios, para alguns, são simplesmente
pontos focais de energias puras únicas. Para outros, eles são entidades reais com
personalidades e consciência individual.

Cada um dos Demônios é a personificação de uma emoção, um elemento ou uma


ideia. Algumas pessoas acreditam que essas energias são sencientes [ divindades reais ],
enquanto outras acreditam que são simplesmente forças naturais sem consciência. Eu sei
que isso certamente soa tão wiccaniano quanto parece, mas realmente não é. Existem muitas
diferenças, incluindo o fundamento hermético básico de nossa religião, e temos diferentes
Panteões / Deuses. Nossos Deuses são Demônios [ Inteligências Divinas Repletas de
Sabedoria ] porque representam partes mal compreendidas ou clandestinas do mundo ao
nosso redor.

Muitos demônios eram meramente deuses de religiões pagãs pré-cristãs . Existem


Demônios para amor e cura tão certos quanto existem Demônios para raiva e destruição. Há
um equilíbrio natural em nossa religião [ hermética ]. Para cada Demônio, existe um Demônio
igual e oposto. Há também aqueles Demônios sobre o sutil no meio dos dois. Em nossa
filosofia religiosa,
tudo, cada situação e todos têm esse equilíbrio. Portanto, vemos o mundo em muitos
tons sutis de cinza e nos consideramos as manifestações físicas do divino.
Demonolatria inclui auto-adoração.

Em nossa religião não existe céu ou inferno. Muitos de nós acreditam na reencarnação
de nossas próprias energias pessoais. Também tendemos a levar a ciência em consideração
quando se trata de perguntas como "De onde viemos?" e "Existem outros planetas como o
nosso no universo?" e assim por diante. Nossa religião não entra em conflito com as teorias
científicas sobre a criação, nosso universo e evolução.

Na prática da demonolatria, existem muitos ritos. A maioria deles são


meditativos [ e incluem oração e exercícios mentais ], enquanto outros incorporam
magia na qual pedidos são queimados, incensos e velas são acesos representando
certos aspectos do design do ritual. Muitas formas diferentes de magia são usadas em
conjunto com nossa religião. Isso depende da preferência do indivíduo. Nós
encorajamos um sistema de crença pessoal que atenda às necessidades do praticante.

Muitas pessoas interpretam mal nossas práticas mágicas como nossa religião.
Magick é geralmente o que as pessoas veem na linha de frente. O que ganhamos com
que a prática é a paz interior, auto-imagem positiva, força e coragem, e um
assentado de profundidade conhecimento de nós mesmos, e a humanidade. Em vez de
tentar olhar nos olhos de nossos deuses, formamos um relacionamento pessoal com
eles e trabalhamos com eles como nossos professores sábios e amigos eternos. O que
esperamos conseguir é ser capaz de ver com os olhos de nossos deuses. Cada
demônio é uma parte de nós, assim como nós somos parte deles.

Agora vamos dar uma olhada em uma entrada enciclopédica que ajudei a
escrever que descreve a demonolatria. Observe que eu o modifiquei no contexto deste
livro para maiores esclarecimentos.

Demonolatria - não deve ser confundida com Demonologia (o estudo de


Demônios) - significa, literalmente, a adoração de Demônios. Embora a palavra seja antiga, foi
originalmente usada (como o rótulo Satanismo) como um termo de escárnio para se referir a
uma variedade de religiões diferentes que a Igreja primitiva perseguiu. Não foi adotado como
um termo de auto-referência até relativamente recentemente (final dos anos 1950 / início dos
1960). Mesmo assim, a demonolatria era clandestina. Só em 1998, quando a Guilda da
Demonolatria (agora extinta), finalmente financiou um site - Tezrian's Vault - dedicado à
religião que a Demonolatria saiu do armário. Esse site foi fechado em 2001. Anteriormente,
muitas seitas simplesmente se referiam a si mesmas como seguidores de [ insira o nome do
Demônio aqui ].

Demonolatria moderna é uma religião politeísta ou panteísta (dependendo se


você vê alguns demônios acima de outros ou todos eles iguais) em que entidades
demoníacas são adoradas e trabalhadas como divindades sábias. Cada demônio é a
fonte de uma única fonte de energia. Essas energias podem ser definidas como
elementos, emoções ou idéias universais. O panteão de deuses mais comum usado
são os demoníacos - das mitologias cristãs sobre seres diabólicos, que antes eram os
deuses de religiões pagãs pré-cristãs . No entanto, romanos, gregos, egípcios e outros
panteões foram usados.

Talvez o mais popular dos panteões seja a Hierarquia de Richard Dukante, que foi
desenvolvida no início dos anos 1960. Tornou-se a base para muitas seitas demonólatras
modernas. Somos informados de que Dukante criou sua hierarquia puxando os nomes de
Demônios que apareciam em vários grimórios familiares diferentes. Por exemplo, como
Lúcifer foi mencionado em todos os grimórios que Dukante olhou, ele colocou aquele
Demônio na lista. Em seguida, ele os categorizou em famílias.
Cada praticante de Demonolatria escolhe o que é conhecido como Demônio
"contraparte", ou um Demônio que define ou se identifica com os atributos do
praticante. Esta se torna a matrona ou divindade padroeira do indivíduo (dependendo
da associação de gênero). Todos os demônios se tornam secundários a este demônio
em particular. Para aqueles praticantes que fazem fronteira com o que pode ser
chamado de satanismo teísta, esse demônio pode ou não ser Satanás. Na
demonolatria, Satanás é o “quinto elemento” ou a fonte de todas as outras energias. Em
outras palavras, Satanás é o Todo e todos os outros Demônios são simplesmente uma
parte do todo. Cada pessoa, animal, planta e coisa que existe na natureza é uma parte
do todo [o divino] também. Por causa disso, não existem demônios mais "poderosos"
do que outros.

Ao adorar Demônios, Demonólatras querem dizer que os respeitam e os têm em


alta consideração como professores e amigos. Eles não são maus, mas, pelo contrário,
são benignos. Alguns demonólatras acreditam que os demônios são simplesmente
fontes de energia, enquanto outros acreditam que são entidades reais. Isso varia de
praticante para praticante. Independentemente de sua perspectiva, os demonólatras
tradicionais rejeitam a mitologia cristã sobre Satanás, demônios, céu ou inferno, e não
acreditam no Deus cristão.

A maioria dos demonólatras aceita que:

1. Tudo no universo está interconectado .

2. Não existem coisas como o bem e o mal absolutos . Em vez disso,


existem muitos tons sutis de cinza.

3. Entidades demoníacas são professores / guias e merecem respeito .

4. Demonólatras, portanto, não conjuram / evocam Demônios contra a


vontade do Demônio .

5. Satanás é o todo, os Demônios e nós mesmos somos partes do todo e,


portanto, também divinos.

6. Somos responsáveis por todas as nossas ações e todas as ações


têm uma reação igual e oposta.

7. Nós criamos nossa própria realidade (com a ajuda dos Demônios ou sem ela).

8. O crescimento espiritual e a autodescoberta acontecem enquanto a


pessoa mantém um relacionamento pessoal com seu patrono / matrona e
com o todo . ou seja, o demônio é o guia que leva o homem à sua natureza
divina.

9. Crença, religião e opinião são únicas para cada indivíduo e baseadas em


experiências e ideias individuais . Não é preciso concordar com todos,
mas sim respeitar os direitos dos outros de ter suas próprias crenças,
religião e opinião, sem julgá-los ou condená-los.

Demonólatras não se consideram como estando na tradição do satanismo de


Anton LaVey, embora demonólatras individuais possam acreditar pessoalmente em
algum aspecto de sua filosofia, particularmente nos aspectos de auto-adoração. No
entanto, a filosofia de LaVey não é uma força motriz por trás da demonolatria como
religião. A demonolatria defende a auto-capacitação e o crescimento espiritual através
do desenvolvimento de um relacionamento com o "criador" de alguém ou com o todo,
e pela descoberta do próprio propósito, natureza divina e poder dentro do esquema
das coisas (ou como parte do todo) .

Existem dois tipos de Demonólatras com relação à prática: aqueles cuja


abordagem é principalmente religiosa e aqueles que praticam Magia Demoníaca. Muito
da demonolatria moderna está impregnada de magia elemental. Os principais ritos
religiosos são os seguintes (as datas específicas podem variar, mas esses são os dias
em que esses feriados geralmente caem):

21 de março - Rito a Lúcifer em celebração da iluminação e do ar que sustenta a vida neste


planeta. É também uma celebração de conhecimento, educação e ideias. É também uma
celebração da primavera e de novos começos. Às vezes, os casamentos são realizados
durante ou próximo ao Rito de Lúcifer.

2 de maio - Primeiro Rito ao Leviatã . Esta é normalmente uma cerimônia de iniciação.


Leviathan simboliza o ciclo da semente e laços emocionais. Muitas seitas optam por
iniciar suas novas chegadas durante este rito. No entanto, é também o Rito em que
algumas pessoas podem escolher se casar ou ter filhos, pois simboliza a fertilidade e a
união.

21 de junho - Rito para Flereous . Flereous é a Fênix que renasce das cinzas. Este rito
celebra o calor do sol e do verão. Este é o Rito em que os Batismos Baphométicos de
Fogo são realizados. Os batismos raramente são realizados em crianças. No entanto,
os adultos podem optar por ter o sigilo de sua matrona ou divindade patronal marcado,
tatuado ou cortado em algum lugar de seu corpo. Embora algumas culturas possam
considerar isso como uma automutilação, um demonólatra encontra honra neste ritual
e carrega a "cicatriz" com orgulho. Hoje em dia, as tatuagens são muito populares
porque os sigilos podem ser incluídos em uma imagem.

21 de setembro - Segundo Rito ao Leviatã . Este é o Rito que celebra o outono e a


colheita. Ele celebra o elemento água. Também celebra os laços emocionais (os casais
às vezes escolhem este rito para reafirmar os votos do casamento). Scrying, leituras de
tarô e outras formas de adivinhação são praticadas durante este tempo, pois acredita-
se que a conexão entre as muitas partes do todo é mais forte agora.

31 de outubro - Rito a Eurynomous . Também homenageados são Baalberith e Babael.


Este rito, como em muitas outras tradições, é uma celebração da morte, do morrer e
dos mortos. Muitas pessoas escolhem esse rito para "destruir" os sentimentos ruins,
pedindo maldições contra aqueles que as ofenderam. Os ritos de maldição são uma
prática tolerada e encorajada na demonolatria. Este é um momento de limpeza
emocional e auto-renovação.

21 de dezembro - Rito a Belial . Isso às vezes é chamado de segundo rito de iniciação


porque Belial também representa novos começos. Belial representa coisas materiais,
questões financeiras e empreendimentos comerciais. É a celebração do inverno, da
família e dos amigos, e do nascimento do sol (por ser o dia mais curto do ano).

Estes são os principais ritos praticados pelos demonólatras religiosos, além do


feriado de sua divindade Patron / Matrona. Eles são numerosos demais para listar. [
Adicionado ] No entanto, muitas pessoas perguntaram sobre os Ritos de Belphegore e o
Segundo Rito para Lúcifer. A segunda Rite a Lúcifer cai em 13 de novembro th . Os Ritos
para Belphegore cair em 31 de março st , 09 de abril th e 13 de maio th . Também
descobrimos que o dia sagrado de Lucifuge Rofocal era do interesse das pessoas.
Essa data é 14 de setembro th .
Demonólatras que praticam magia demoníaca também participam dos feriados
acima, mas eles formularão ritos nos quais trabalharão magia sempre que houver
necessidade. Ao contrário da feitiçaria de outras formas de magia popular, a magia
demoníaca geralmente só acontece dentro dos limites de um ritual ou rito estruturado.
Os círculos são construídos para conter e equilibrar a “energia” em vez de proteção.
Incensos, misturas de ervas e materiais de focalização são freqüentemente usados.
Óleos rituais para ungir velas e pessoas também são comuns. Ritos de sangue, nos
quais o praticante se corta e usa seu próprio sangue durante o ritual, é uma parte
regular de muitos rituais mais antigos. Deve-se notar que, para os ritos de sangue, os
praticantes são ensinados a tirar sangue da maneira menos destrutiva possível (por
exemplo, picar um dedo, sangue menstrual para mulheres e assim por diante). A
automutilação não faz parte da Demonolatria.

Demonolatria tem ritos de casamento formais (realizados em nome de Rosier e


do patrono / matrona), serviços funerários formais (realizados em nome da matrona ou
patrono, Eurynomous, Baalberith e Babael), e divórcios formais (em nome do matrona /
patrono e Rosier ou Satan).

Demonólatras religiosos usam oração para auto-capacitação, enquanto aqueles


que praticam a magia demoníaca usam tanto a oração quanto para a auto-capacitação.
Para aqueles que usam magia demoníaca, a magia em si é simbólica e ajuda a
concentrar a energia pessoal para criar uma mudança na vida de alguém. Muitos
demonólatras acreditam que a magia tem uma explicação científica que ainda não
descobrimos.

Esperançosamente, essas explicações mais detalhadas sobre a demonolatria


ajudaram você a compreender a natureza e o escopo da demonolatria como religião.

Satanás não é apenas uma parte da mitologia cristã?


Bem, sim e não. O nome - Satanás - significa adversário. Isso é algo semelhante a
Lúcifer, que - antes da perversão cristã - era um deus cujo nome significava O Portador da Luz.
Ele era um deus-sol pagão pré-cristão . A maioria dos demônios do Cristianismo são deuses
sombrios (e às vezes não tão sombrios) de religiões pré-cristãs . Demonólatras adoram esses
deuses porque eles incorporam o lado mais sombrio da natureza, que às vezes não
entendemos. Eles são os elementos pelos quais fomos criados. Nós os adoramos como
nossos criadores. Os deuses do passado são um indicativo do que a humanidade se tornará.
(Isto é, iluminado. Esperamos.)

Os demonólatras veem e falam com demônios?


Alguns dizem sim e outros dizem não. Isso depende de com quem você está falando e
em que eles acreditam. Eu, pessoalmente, acredito que os demônios às vezes se manifestam
fisicamente. Eu também acredito que eles se comunicam conosco. Às vezes, essa
comunicação é sutil, outras vezes é direta. Veja bem, não estou falando sobre ouvir vozes,
mas sim sobre ter um pensamento repentino que vem do nada, mas que contém bons
conselhos. Observe que os demônios são diferentes dos demônios. Demônios significam
malevolência. Demônios não são maus nem bons, como a mitologia cristã nos faz acreditar.
Eles são tons de cinza. Tudo que é bom pode causar algo negativo e vice-versa.

Por que demonólatras não são satanistas?


Bem, eles são e podem ser por definição. No entanto, alguns satanistas se recusam a
reconhecê-los como tais. Nos últimos anos, no entanto, muitos satanistas teístas abraçaram a
subcultura da Demonolatria. Os satanistas modernos não acreditam na entidade Demônio -
mesmo na forma de uma energia com propriedades físicas. Alguns luciferianos dirão que são
demonólatras modernos por definição. Outros não reivindicarão tal apego. Demonólatras são,
essencialmente, satanistas teístas em algum grau. A diferença é que Satanás não é
necessariamente o patrono / divindade primária. A maioria dos demonólatras acabam
adorando seu Demônio elemental.

Por que Satanás não é a divindade patrona ?


Demonolatria exige que cada praticante selecione um Demônio equivalente.
Essa contraparte se torna o patrono ou divindade matrona. Existem duas maneiras de
definir um Demônio. Um demônio é uma entidade com sua própria mente e agenda. Um
demônio é literalmente - um ponto de foco de uma única energia pura. As pessoas lhes
dão nomes e atributos para que possamos nos identificar, visualizá-los e trabalhar com
eles. Os demônios não são adorados pela maioria dos demonólatras modernos
(aqueles que vêem os demônios como energias em vez de seres) com os quais
"trabalham". A razão para isso é porque os demônios são vistos como energias por
essas pessoas, e não se pode adorar uma energia. Portanto, quando um demonólatra
moderno lhe disser: "Nunca adorei minha caixa elétrica ..." você entenderá por quê.

Por outro lado, demonólatras tradicionais ou teístas adoram os demônios


(entidades reais) que incorporam atributos do praticante. Isso não se limita a Satanás.

Demonolatria é uma forma de Magick, uma Religião ou uma Filosofia?


Ao contrário do Satanismo LaVeyano moderno, que é meramente uma filosofia com
magia ritual adicionada, a Demonolatria é principalmente uma religião, mas pode abranger a
prática mágica. Há muito espaço para expandir e personalizar a Demonolatria de acordo com
o estilo de vida do praticante. Como magia

e a religião é independente uma da outra, a magia pode ser adicionada à prática da


demonolatria (como tem sido feito ao longo dos tempos). Mas a prática da magia não é
necessária.

Os demonólatras fazem sacrifícios rituais?


Não. A maioria dos demonólatras não tolera o sacrifício físico (como no
assassinato), ritual ou outro, de qualquer animal ou pessoa. É claro que o sacrifício
emocional e indireto de pessoas adultas é totalmente apoiado por uma causa justa.
Normalmente, um trabalho de magia onde o objetivo final é a morte será suficiente. E,
como sempre, realmente deve haver um bom motivo para querer amaldiçoar, quanto
mais matar, alguém em primeiro lugar. Algumas seitas podem praticar o sacrifício de
frango. Depois de sacrificarem o pássaro, eles o cozinharão e comerão em um
banquete após o rito. Deixe-me salientar aqui que a palavra “sacrifício” significa “tornar
sagrado”.

Eu gostaria de compartilhar meus pensamentos sobre este assunto. O seguinte é a


opinião do autor : Algumas pessoas acham que o sacrifício é uma coisa poderosa, apreciada
pelos Demônios. Acho que uma entidade respeita o praticante que está disposto a sacrificar
seu próprio sangue antes do de outra criatura. Não quero dizer cometer suicídio.
Simplesmente quero dizer que algumas gotas do próprio sangue são mais potentes do que
matar uma criatura inocente porque vem de você . Eu respeito as crenças dos outros, porém, e
acredito que se a criatura for consumida em um banquete após o rito, então pelo menos é um
sacrifício respeitoso. Eu sou da opinião que matar apenas pelo sangue é inútil se você não
tem intenção de consumir a carne do sacrifício. Sacrifício significa "tornar sagrado". E isso
significa, em minha humilde opinião, que nenhuma criatura deve sofrer no ato de tornar sua
morte sagrada. Nesse caso, a criatura que está sendo sacrificada deve ser morta o mais
rápido e sem dor possível. Afinal, se eu fizesse parte da cadeia alimentar e fosse sacrificado,
gostaria de ser respeitado o suficiente para ser morto rapidamente e honrado por desistir da
minha vida. No mínimo, meu corpo poderia ser usado para nutrir aqueles que me sacrificaram,
após minha morte.

Mesmo assim, eu pessoalmente não tinha estômago para matar uma galinha,
muito menos qualquer outro ser vivo. Simplesmente não é para mim. Prefiro usar meu
próprio sangue.

Então, o que o Demônio recebe do praticante?


Quando você adora, respeita ou tem alguém ou coisa em alta consideração, há
uma transferência de energia saudável e positiva. Isso é o que o Demônio obtém do
praticante. Relaxe - não há como vender sua alma, ou fogo e enxofre para a eternidade.
Essas coisas são apenas mitos perpetuados, herdados de uma religião há muito tempo
atrás de seu apogeu. Comumente, literatura popular como o Dr. Faustus de Marlowe e a
renomada Divina Comédia - Inferno de Dante são o que as pessoas imaginam quando
pensam na adoração ao demônio.

Livrando-se de um ponto de vista cristão do demoníaco .


Normalmente, perder o ponto de vista cristão dos demônios é natural para aqueles
que praticam a demonolatria. Lembre-se de que os demônios não são as feras vermelhas e
feias com chifres, caudas e forcados da mitologia cristã. Eles aparecem como o praticante
deseja que apareçam. Alguns dizem que se você visse um Demônio em sua forma natural, ele
não seria diferente de uma luz colorida brilhante. O filósofo Goethe disse que o Daimônico era
a natureza. Muitos filósofos gregos disseram que tinham Daimon pessoal e se referiram à
natureza do Daimon. (Inteligência Divina) Então, se você sempre se lembrar que existe uma
história antes do Cristianismo, e que

Os demônios existiam muito antes do cristianismo se tornar uma religião estabelecida, então
você acabará abandonando o ponto de vista cristão dos demônios. Algumas pessoas
escreveram rituais para si mesmas que usam para se livrar do dogma enraizado nelas desde
sua educação cristã. Você pode encontrar esse ritual, criado por J. Caven, no livro Ritos da
Demonolatria .

Junto com essa perda do ponto de vista cristão, virá um ponto de vista diferente
do mundo em geral. As coisas não são mais preto e branco, mas tons de cinza. Isso
ocorre porque depois de praticar a demonolatria, aprender com os demônios e o
crescimento espiritual, começamos a ver que mesmo o positivo tem um lado negativo e
vice-versa.

Demonolatry é caminho da mão direita ou caminho da mão esquerda?


(Esta pergunta foi retirada do FAQ em nosso site, quando a pergunta continuava
aparecendo e as pessoas simplesmente não a entendiam.)

Ah, a longa questão debatida sobre se uma pessoa pode ou não ser teísta e
ainda assumir responsabilidade por si mesma. Recentemente, decidimos que as
definições de RHP e LHP são tão complicadas que tentar nos definir como LHP ou RHP
é discutível. Somos do Caminho da Demonolatria. Talvez se encontre em algum lugar
no meio, não sei, nem acho que me importe agora que um amigo me iluminou.

No entanto, muitos nos consideram LHP porque os demonólatras tradicionais


acreditam que todos somos partes do todo e, portanto, não menos que Deuses
(embora imperfeitos por nossa própria natureza). Estamos simplesmente presos ao
corpo físico.

Autoconhecimento, responsabilidade própria e auto-adoração são todas partes


da Demonolatria, assim como a busca pelo conhecimento e a prática da adoração ao
Demônio. Não nos humilhamos diante dos Demônios como seres indignos que
dependem de seu ajudante para fazer qualquer coisa. Eles não nos controlam. Nós nos
controlamos. Trabalhamos com os Demônios e os honramos para descobrir nosso
verdadeiro potencial como seres imperfeitos, porém divinos, limitados por um plano
físico de existência. Ao honrá-los e adorá-los, estamos honrando e adorando a nós
mesmos, porque eles são uma parte de nós assim como nós somos parte deles. Todas
as coisas são divinas. Não gastamos nosso tempo tentando olhar nos olhos de nossos
deuses. Em vez disso, trabalhamos para olhar através dos olhos de nossos deuses.
Basicamente, todos nós somos a manifestação física do divino.

Definimos adoração como reverência, respeito e consideração elevada .

A Entidade Demoníaca e o Conceito de Divindade

As três maneiras mais comuns pelas quais o Demônio é visto

1. Como na mitologia cristã. Tentadores que lideram os homens contra Deus no pecado.
2. Como uma única fonte de energia pura antropomorfizada por nomes e atributos.
3. Como deuses em seu próprio direito, como Demônio significa poder divino ou um ser repleto
de sabedoria.

É claro que muitas opiniões pessoais refletem que um Demônio é algum


aspecto do que conhecemos como (ou seremos) deidade. A maioria das pessoas
acredita que uma divindade é apenas quem ou o que adoramos. Existem também
vários conceitos de divindade.

1. A força divina que adoramos quando estamos à sua mercê.


2. A força divina em cuja sabedoria confiamos.
3. Como uma força divina, nós respeitamos e escolhemos trabalhar com
harmonia. O que significa que respeitamos a divindade prestando homenagem
a ela (adoração).

Demonolatria é “Adoração ao Demônio” com os números 2 e 3 como definições


da Entidade e da Divindade. Isso compreende o conceito básico de Demonolatria.

Agora você deve ter uma boa ideia do que está por vir. Então, vamos prosseguir
e nos aprofundar mais nos Demônios.
Tudo sobre demônios

Nesta seção, você aprenderá sobre as Hierarquias Demoníacas, a criação de


panteões pessoais, os objetivos dos Demônios, a hierarquia Dukante, os Enns e os
sigilos.

Esteja ciente de que as várias hierarquias estão incluídas, compiladas de fontes listadas no
final do livro, para mostrar como as pessoas catalogaram Demônios nos últimos 500-1000 anos.
Não reivindico precisão em relação a essas hierarquias nem a seus autores. Estou simplesmente
repetindo listas conforme aparecem em vários livros. Eu fiz anotações em relação a certas listas em
relação a qualquer nova informação que encontrei sobre a origem. Por isso, agradeço aos
numerosos estudiosos do ocultismo que me corrigiram. Em alguns casos, confiei na palavra deles.
Se você estiver interessado em um Demônio ou hierarquia em particular, recomendo fortemente que
você mesmo pesquise para obter a precisão histórica. Infelizmente, não tenho os meios ou as
habilidades para visitar as bibliotecas que guardam os manuscritos originais, nem possuo as
habilidades linguísticas para traduzir esses manuscritos.

Eu também gostaria de mencionar que muitos dos propósitos listados para os


vários Demônios nas hierarquias e no diretório dos Demônios vêm de um ponto de vista
cristão. A única maneira de você realmente saber os verdadeiros atributos de um
Demônio é trabalhando com aquele Demônio. As lições que um Demônio pode ensinar,
ou um atributo que ele possui, podem variar dependendo do que o praticante precisa e
da sabedoria que o Demônio pode transmitir. Por exemplo, muitas pessoas atribuem
Asmodeous exclusivamente à luxúria. Trabalhei com sucesso com ele e busquei sua
sabedoria e orientação em relação à fisioterapia e exercícios. Ele provou que é um
especialista nessa área.

Em outros casos, alguns praticantes vêem Demônios como Lúcifer e Leviatã no


feminino ao invés do masculino. Isso provavelmente ocorre porque cada Demônio tem
um equilíbrio.

Portanto, considere as informações nas páginas a seguir para ver o que vale a
pena. Apenas lembre-se de sempre seguir seu instinto. Lembre-se de que os demônios
nunca são “maus”, embora algumas de suas lições possam parecer duras para você.
Às vezes, essa aspereza é necessária ao tentar obter um ponto de vista. Se você está
constantemente tendo experiências ruins com Demônios ou um Demônio específico, é
provável que esteja fazendo algo errado ou perdendo o objetivo da lição que eles estão
tentando transmitir.

As Hierarquias Demoníacas

Os demônios foram catalogados desde 100-400 DC. Isso foi por volta da época em
que o Testamento de Salomão apareceu, tendo descrito o anel mágico para comandar o
DJINN (isto é, Demônios Goéticos). Os Djinn (também jinn) eram originalmente gênios da
mitologia árabe que atendiam aos desejos das pessoas. Infelizmente, essa ideia particular de
Demônios ficou com as pessoas.
Talvez um dos demonologistas mais famosos seja Johan Weyer, que
desenvolveu a hierarquia mais complexa conhecida, consistindo em mais de sete mil
demônios servindo a setenta e dois príncipes do inferno. Infelizmente, só tenho os
principais demônios de Weyer listados aqui. É importante observar que a hierarquia
goética é a base de muitos deles.
É quase impossível encontrar todas essas hierarquias em uma publicação. Eles
são compilados de várias fontes, incluindo literatura. O autor da Hierarquia é fornecido
quando conhecido.

Do Dictionaire Infernale de Collin De Plancy (1863)

Asmodeus - o destruidor
Astaroth - Obtém amizade de grandes senhores.
Behemoth - Demônio da indulgência
Ronwe - Demônio do conhecimento lingual
Urobach - Da ordem inferior dos Demônios
Andras - Grande Marquês do Inferno, causa discórdia e brigas
Belzebu - Senhor das moscas

O Magus de Sir William Fletcher Barrett (1801)

Mammon - Príncipe dos tentadores


Asmodeus - Príncipe da Vingança
Satan - príncipe dos enganadores
Belzebuth - Chefe dos falsos deuses
Pytho - Príncipe dos espíritos do engano
Beliel - Príncipe da iniquidade
Merihim - Príncipe dos espíritos da peste

Abbadon - príncipe da guerra


Astaroth - Príncipe dos acusadores e inquisidores

Do Grimório do Papa Honório: (1600's)

PRINCÍPIO ESPÍRITOS INFERNOS:


Lúcifer - Imperador
Belzebu - Príncipe
Astarot - Grão-Duque

ESPÍRITOS SUPERIORES :
Lucifage Rofocale - Primeiro Ministro
Satanchia - Grande General
Agaliarept - General Aussi
Feurety - Tenente Comandante
Sargantanas - Major
Nebiros - Field Marshall

ESPÍRITOS SUBORDINADOS
Bael, Bathim, Agares, Pursan, Marbas, Abigar, Pruslas, Loray, Aamon, Valefar, Barbatos,
Forau, Buer, Ayperos, Gusoyn, Nuberus, Botis, Glasyabolis

A Hierarquia do Inferno de Johan Weyer (1515-1588):


(AE Waite?) Weyer, que estudou com Cornelius Agrippa, é o mesmo demonologista do século 16,
John Weir (às vezes também soletrado Wier), mencionado em muitos livros da maçonaria. No
entanto, como o registro escrito contém Johan Weyer e John Weir e as listagens de hierarquia
são um pouco diferentes, ambos foram incluídos em entradas separadas . Observação: uma
discussão recente com um estudioso do ocultismo sugere ainda que essa hierarquia é, na
verdade, de AE Waite , que tomou liberdade com o trabalho de Weyer, e o erro dessa hierarquia
foi repetido a partir do trabalho de Waite e colocado em livros subsequentes como fato
histórico e atribuído a Weyer. Esta lista de hierarquia particular foi extraída de tais livros.
Disseram-me que essa hierarquia não aparece no Pseudomonarchia Daemonum de Weyer e
que a hierarquia de Weyer é simplesmente uma reformulação da Goetia (como muitos são).
Veja a hierarquia de John Weir abaixo para a hierarquia (e acredito que seja parcial) que vem
do trabalho de Weyer .:

Beelzebuth - Supreme Chieftain


Satanás - ocupa o segundo lugar como príncipe das trevas.
Eurynomous - Príncipe da Morte
Moloch - Príncipe da terra das lágrimas
Plutão - Príncipe do Fogo
Baal - Comandante dos exércitos do inferno
Lúcifer - Dispensa justiça
Asmodeus - Jogos de azar

Baalberith - Ministro de pactos e tratados


Proserpine - Príncipe dos espíritos demoníacos
Astaroth - Príncipe e tesoureiro do inferno
Nergal - chefe da polícia secreta
Bael - Rei, senhor do Oriente, e comanda 66 legiões
Forcas - Presidente
Beur - Presidente e comanda 50 legiões
Marchocias- Marquês e comanda 30 legiões
Behamoth - desconhecido

Chamos, Melchom, Dagon, Adramalek

Hierarquia de John Weir (parcial): John Weir (Wier) é o mesmo demonologista do século
16 que Johan Weyer, aluno de Agripa. No entanto, como o registro escrito contém Johan
Weyer e John Weir e as listagens de hierarquia são um pouco diferentes, ambos foram
incluídos em entradas separadas . Consulte Weyer acima para obter mais informações
sobre a possível desinformação da hierarquia de Weyer acima.

-Bael - Rei, senhor do Oriente, e comanda 66


legiões -Forcas-Presidente
-Beur - Presidente e comanda 50 legiões
-Marchocias- Marquês e comanda 30
legiões -Behamoth - desconhecido

Histoire admirável de la Possession et conversion d'une penitente de Sebastien


Michaelis (1613)

PRIMEIRA HIERARQUIA

Belzebuth - orgulho
Leviathan - fé
Asmodeus - luxo
Balberith - blasfêmia e assassinato
Astaroth - vaidade e preguiça
Verrine - impaciência
Gresil - impureza
Sonnillon - ódio
SEGUNDA HIERARQUIA

Carreau - impiedoso
Carnívoro - obscenidade
Oeillet - riquezas e riqueza
Rosier - amor

Verrier - desobediência

TERCEIRA HIERARQUIA

Belial - arrogância
Olivier - crueldade e ganância
Juvart - possessão demoníaca

Demônios dos Sete Pecados Capitais de Peter Binsfeld (1589)

Lúcifer - orgulho
Mammon - avareza
Asmodeus - luxúria
Satan - raiva
Belzebu - gula
Leviathan - inveja
Belphegore - preguiça

Hierarquia dos reinos de Fausto:

Belzebu - Lúcifer
Norte - Belial
Oriental - Astaroth
Sul - Oeste
Phlegathon - Centro (não é um demônio real, mas um rio. Phlegathon significa centro em grego).

Misc. Hierarquias medievais de origem desconhecida


Possivelmente do obscuro Liber Perditionis; um livro medieval de Demônios e sua
posição na hierarquia infernal.

OS SETE PRÍNCIPES DO INFERNO

Baal-beryth - mestre dos rituais e pactos


Dumah - comandante dos Demônios da GehEnna
Meririm - príncipe do ar
Rahab - príncipe dos oceanos
Sariel - Príncipe da Lua
Mephistopholes - o destruidor
Lúcifer Rofocale - primeiro ministro e controla a riqueza

ARCO DEMÔNIOS DO INFERNO


Adramaleck - Príncipe do Fogo
Carniveau - Demônio da Possessão
Python - Príncipe dos espíritos mentirosos
Mammon - Príncipe dos tentadores, avareza e ganância
Rimmon - Príncipe dos raios e tempestades

ARCH SHE-DEMONS

Leviathan - o dragão do caos


Barbelo - Desconhecido
Proserpine - Destroyer
Astarte - Rainha dos espíritos dos mortos
Agrat-bat-mahlaht - Uma das esposas de Satanás e demoníacas das prostitutas
Eisheth Zenunim - O mesmo que acima
Lilith - a esposa favorita de Satanás
Naamah - Demônio da sedução

A Hierarquia Goética

Listado na ordem tradicional como: nome, elemento e várias correspondências.

1. Bael - Incêndio, espionagem.


2. Agares - Terra, comunicação e reconciliação.
3. Vassago - Água, adivinhação.
4. Samigina (também Gamigin) - Água, necromancia, descobrindo segredos,
correções e ciências.
5. Marbas - Ar, transformação.
6. Valefor - Terra, familiares e recuperando itens perdidos.
7. Amon - Água, assuntos materiais e mundanos, bem como relacionamentos.
8. Barbatos - Fogo, favores, percepção da realidade e comunicação com animais.
9. Paimon - Água, carisma, vinculação, honra e arte.
10. Buer - Fogo, cura e fitoterapia.
11. Gusão - Água, adivinhação, honra e dignidade.
12. Sitri - Terra, desejo sexual e atração.
13. Beleth - Terra, paixão sexual.
14. Leraje (também Leraikha) - Fogo, superação de obstáculos, competição
(vitória) e também corrupção.
15. Eligos - Água, estratégia prática.
16. Zepar - Terra, infertilidade.
17. Botis - Água, reconciliação.
18. Bathin - Terra, transformação e viagens físicas e espirituais.
19. Sallos (também Saleos) Terra, amor.
20. Purson - Terra, assistência e favor.
21. Marax (também Narax) Terra, sabedoria.
22. Ipos - Água, coragem pela presença e graça.

23. Objetivo - Fogo, vitória por meio da atividade.


24. Naberius - Ar, a ponte entre este mundo e o mundo espiritual.
25. Glasya-Labolas - Fogo, para comandar a conclusão de algo.
26. Bune (também Bime) - Terra, proteção espiritual e riqueza.
27. Ronove - Ar, ganhe com charme e carisma.
28. Berith - Fogo, para status de honra, poder e respeito.
29. Astaroth - Terra, proteção psíquica e sucesso.
30. Forneus - Água, reconhecimento pela fama e fortuna.
31. Foras - Terra, sabedoria, resistência e compreensão.
32. Asmoday - Ar, inteligência e habilidade.
33. Gaap - Ar, ignorância e viagens astrais.
34. Furfur - Fogo, transformação, atração e comportamento agressivo.
35. Marchosias - Fogo, força e prosperidade.
36. Stolas (também Stolos) - Ar, clareza de espírito e praticidade em todos os assuntos.
37. Phenex (também Pheynix) - Ar, harmonia e arte.
38. Halphas - Fogo, ambição e poder.
39. Malphas - Ar, força e aspirações.
40. Raum - Fogo, justiça.
41. Focalor - Água, falha e reversão de maldições.
42. Vepar - Água, equilíbrio de carma e destruição.
43. Sabnock - Fogo, construção e vitória.
44. Shax - Ar, imobilidade e confusão.
45. Vine - Água, exposição de influências negativas e proteção psíquica.
46. Bifrons - Terra, memória e comunicação espiritual.
47. Uvall (também Vual ou Voval) - Água, sensualidade, luxo, história e as coisas boas da vida.
48. Haagenti - Terra, alquimia, transformação e mudança.
49. Crocell - Água, instinto, intuição e prazer.
50. Furcas - Ar, divinação e poder psíquico.
51. Balam - Terra, revelação e a habilidade de descobrir coisas escondidas.
52. Alloces - Fogo, compreensão espiritual e sabedoria. Atrair familiares.
53. Camio (também Caim) - Ar, intuição e diplomacia nos negócios.
54. Murmur (também Murmus) - Água, aprendizagem e comunicação espiritual.
55. Orobas - Água, influência para fama e reconhecimento.
56. Gremory (também Gemory ou Gamori) - Água, ganho em todas as áreas da
vida, incluindo amor e riqueza.
57. Ose (também Voso ou Oso) - Ar, responde a segredos e transformação.
58. Amy (também Avnas) - Fogo, tesouros, conhecimento e astrologia.
59. Oriax (também Orias) - Ar, predição, honras e astrologia.
60. Vapula (também Naphula) - Ar, esforços de especialização, conhecimento, filosofia e ciências.
61. Zagan - Terra, transmutação, sabedoria e riqueza.
62. Volac (também Valak, Valac ou Valu) - Terra, descoberta de tesouros e / ou inimigos ocultos.
63. Andras - Fire, para derrubar inimigos e criar ou dissipar discórdia.
64. Haures (também Flauros, Haurus ou Havres) - Fogo, novos começos, justiça e equilíbrio.
65. Andrealphus - Ar, medição, previsão e transformação.
66. Cimejes (também Cimeies ou Kimaris) - Terra, força e estrutura.
67. Amdusias (também Amdukias) - Ar, música e manipulação.

68. Belial - Fogo, domínio, poder político, dignidades e favores.


69. Decarabia - Ar, visões e ilusões.
70. Seere (também Sear ou Seir) - Ar, ação, colocar as coisas em movimento e descobrir ladrões.
71. Dantalion - Água, persuasão, telepatia e visões.
72. Andromalius - Fogo, retribuição e justiça.

1 Hierarquia de Richard Dukanté (1963)

Satan - rei
Unsere - Fertility and Sorcery
Satanchia - Grande General (Guerra)
Agaliarept - Grande General Assistente (Guerra)
Lucifage - Alto Comando (Controle)
Flereous - Fogo Elemental
Lúcifer - Elemental do Ar
Leviathan - Água Elemental
Belial - Elemental da Terra
Beelzebuth - Senhor dos insetos
Belphegore - Mestre em Armaduras e Armamentos
Mesphito - Guardião do livro da morte
Amducious - O destruidor
Asmodeus - Demônio da Luxúria
Sonnilion - Demônio do ódio
Abbadon - Conselheiro
Ammon - Demônio da dominação
Mammon - Demônio da Avareza
Rosier - Demônio do amor
Ashtaroth - Sacerdotisa da amizade
Eurynomous - Demônio da Morte
Verrine - Demônio da Saúde
Ronwe - Demônio do Conhecimento
Babeal - Keeper of Graves

Os aspectos demoníacos - a verdadeira hierarquia de Richard Dukanté.

A hierarquia é composta por nove famílias diferentes, incluindo 39 hierarcas infernais importantes:

Família 1
• Satan - Rei
• Unsere - Fertilidade e Feitiçaria
• Satanchia - Grande General (Guerra)
• Agaliarept - Grande General Assistente (Guerra)
• Lucifage - Alto Comando (Controle)
• Flereous - Fire Elemental

• Lúcifer - Elemental do Ar
• Beelzebuth - Senhor dos insetos
• Belphegore - Mestre em Armadura e Ganho de Armamento
• Mesphito - Guardião do livro da morte
• Delepitoré- Demoness of magick.
• Belial - Elemental da Terra

Família 2
• Luithian - Conselheiro
• Leviathan - Elemental da Água
• Sonnelion - Demônio do ódio

Família 3
• Abbadon - Conselheiro
• Ammon - Demônio da dominação
• Mammon - Demônio da Avareza

Família 4
• Rosier - Demônio do amor
• Astarte - Demônia do amor
• Ashtaroth - Sacerdotisa da amizade
• Astarot - Assuntos relacionados ao coração
• Amducious - O destruidor
• Asmodeus - Demônio da Luxúria

Família 5
• Eurynomous - Demônio da Morte
• Balberith - Príncipe da morte
• Babeal - Keeper of Graves

Família 6
• Verrine - Demônio da Saúde
• Verrier - Demônio do conhecimento de ervas
• Ronwe - Demônio do Conhecimento
Família 7
Svengali - Demônio da Vingança
Tezrian - Sacerdotisa da batalha

Família 8
Asafoetida - Demônia dos atributos
femininos Rashoon - Sacerdotisa da
sedução

Taroon - Sacerdotisa do Desejo

Família 9

Consiste em uma hierarquia menor

As nove divindades demoníacas 2

Satanás - Ele através do qual flui toda


a energia Lúcifer - ar
Flereous - fogo
Leviathan - água
Belial - terra
Amducious - polaridade
negativa Verrine -
polaridade positiva Unsere
- vida
Eurynomous - morte
Criação de panteões pessoais

Muitos demonólatras descobrem que um panteão existente funciona bem.


Gostamos do que é familiar. Se você se sente confortável com o panteão com o qual
está trabalhando atualmente, não há razão para alterá-lo. Deixe para lá. Esta seção é
para aqueles demonólatras que descobrem que não estão realmente se conectando a
um panteão existente.

Nesse caso, um panteão pessoal pode ser a solução para o demonólatra que
não se sente confortável trabalhando com nenhum dos panteões definidos por aí.

Para algumas pessoas, rótulos simples para Demônios de um panteão


funcionam perfeitamente. Outros, entretanto, preferem que suas fontes de energia
externas sejam nomeadas. Pois o satanista, Satanás, Lúcifer, Set, Belial ou toda uma
série de nomes de demônios podem apontar para a mesma fonte de energia. Ou eles
podem ser separados.

A questão é que você deve escolher os rótulos ou nomes de Demônios com os


quais sente que tem um relacionamento pessoal. Sua próxima pergunta pode ser:
"Como alguém vai descobrir com quais formas de deus temos um relacionamento
pessoal?"

Sempre gosto de sugerir que as pessoas meditem sobre os demônios primeiro para
ter uma idéia deles. Medite sobre os nomes e quaisquer representações correspondentes que
possa encontrar. Você descobrirá rapidamente que existem alguns Demônios com os quais
não se sente conectado, enquanto outros com os quais sente uma ligação profunda. Depois
de escolher os Demônios com os quais você se sente mais confortável, trabalhe com eles.
Nada será mais revelador do que como você e o Demônio trabalham juntos. Mantenha um
diário desses exercícios e volte às suas anotações. Quais demônios foram mais eficazes?
Qual deles parecia ser uma parte forte de você? Mais importante ainda, havia uma conexão?
Como com um bom amigo, você será imediatamente clique com um demônio compatível com
você.

Observe que este também é um ótimo exercício a ser feito quando você está
procurando sua matrona / patrono .

Para aqueles que desejam criar um panteão pessoal, faça uma lista dos Demônios que você
sente

mais atraídos e conectados com. Depois de fazer as mediações e trabalhos como os


mencionados acima, escolha aqueles com os quais você sentiu as conexões mais
fortes. Muitas pessoas me disseram que o Demônio a quem uma vez se sentiram mais
conectado muda conforme as situações e experiências da vida mudam o indivíduo.

Organizando Seu Panteão

Se o seu panteão for simples, tal como você tem um Demônio para cada terra,
ar, fogo, água, espírito - então a organização pode não ser importante. No entanto, se
você se deparar com uma lista cada vez maior de Demônios compatíveis, pode optar
por organizá-los para seu uso pessoal.

A organização do panteão pode ser realizada de várias maneiras. Você pode


listá-los por época do ano em que se sente mais conectado, pode classificá-los por dia e
noite, pode classificá-los por cor, elemento, emoção, propósito ou mesmo em ordem
alfabética. Estas são apenas algumas idéias para aqueles demonólatras que gostam de
listar e categorizar porque gostam de ser organizados.

Trabalhando com o seu Pantheon

Quanto mais você trabalhar com seu panteão pessoal, mais familiarizado você se
tornará com cada Demônio individual. Acho que todos nós tendemos a ter uma pequena lista
dos Demônios dos quais nos tornamos mais próximos. Você pode descobrir que deu a eles
uma forma e uma aparência únicas para sua visão. Você pode descobrir seus pontos fortes e
fracos. Você sem dúvida perceberá que cada Demônio tem sua própria personalidade . Isso é
perfeitamente normal (você não está louco) e está tudo bem. Freqüentemente, os demônios
assumem o papel de ego do altar - coisas que gostaríamos de ser. Permita que isso aconteça
porque é por meio dessas fontes que podemos descobrir a nós mesmos e o potencial oculto
que temos. Um Demônio que assume o papel de ego do altar pode nos ajudar a ser menos
tímidos ou a nos defendermos.

Só há uma maneira de trabalhar com seu próprio panteão. E isso é seguindo seu
próprio instinto e trabalhando com eles de uma maneira que pareça certa e confortável para
você. Se isso significa que você dá ofertas de abóboras e cabaças ao seu elemento terra
demoníaco todo outono
- que assim seja!

Com muita frequência, no mundo do ocultismo e da religião alternativa,


julgamos qual é a maneira certa e errada de trabalhar com nossos panteões
demoníacos com base em grimórios e guias escritos por outras pessoas que criaram
as regras. Se você se sentir confortável com as regras deles (e haverá regras de outras
pessoas de que gostará), faça-as suas.

Caso contrário, crie suas próprias regras. Claro, é aconselhável certificar-se de que
suas regras pessoais sejam éticas, morais e não violem as leis de seu estado ou país. Ainda
devemos nos conformar com a lei social, especialmente quando a reputação de nossos
irmãos é julgada pelo comportamento de cada um de nós. Isso significa que você não deve
praticar sacrifícios físicos de humanos ou animais sem comida (nunca encontrei um Demônio
que me pedisse para matar alguém!), Nem roubar, nem estuprar,

etc ... Nunca encontrei um Demônio que exigisse qualquer uma dessas coisas, nem
encontrei nenhum Demonólatra sério e mentalmente estável que tenha feito qualquer
uma dessas coisas. Gostaríamos de mantê-lo assim.

Claro, sinta-se à vontade para amaldiçoar qualquer um que o ofender


seriamente. Sinta-se à vontade para praticar magia sexual com parceiros dispostos e
com idade legal (use sexo seguro sempre!), Pratique a masturbação durante o ritual e
use gotas de seu próprio sangue durante o ritual. Todas essas coisas são tradicionais
dentro do reino da prática da demonolatria e não são consideradas moralmente más ou
eticamente questionáveis pela maioria dos demonólatras. Digo mais porque cada
indivíduo tem limites pessoais.

O que quero dizer com seguir seu instinto é mais ou menos o seguinte: Para
mim, Belial não se importa com comida como oferenda. Ele (ele é um ele para mim)
prefere cobertura morta e terra. Para outros, produtos frescos são a única oferta
adequada para um Demônio da terra. Na verdade, quem pode dizer se Ele se importa
com algum deles? Ou talvez os demônios da terra gostem de tudo. Tudo que posso
saber com certeza é o que parece certo para mim. Tudo o que você pode saber com
certeza é o que é certo para você. Essa é a premissa por trás do panteão pessoal. Você
não precisa se limitar aos demônios do panteão cristão ou demonolatria. Você também
pode procurar panteões egípcios, romanos e gregos se achar que eles combinam com
você.

The Demon Directory 3

Esta não é, de forma alguma, uma lista completa de todos os demônios


existentes. Compilar algo tão completo seria uma tarefa para a vida toda, uma vez que
existem milhões de Demônios abrangendo as diversas culturas do nosso mundo. Este
diretório também não tem como objetivo fornecer informações completas sobre cada
demônio listado. Esta é apenas uma referência rápida fornecida para que demonólatras
possam entender melhor as funções atribuídas a cada demônio em seu papel de
perspectiva dentro da história, religião e mitologia. Muito disso é do ponto de vista
cristão. Por favor, tenha isso em mente ao escolher um Demônio para trabalhar.
Lembre-se sempre de que a melhor maneira de descobrir o que um Demônio pode
oferecer é trabalhar com o próprio Demônio, porque às vezes seu propósito é único
para o indivíduo.

UMA

Abaddon - (hebraico) Destruidor, Conselheiro. Disse ser o chefe dos demônios. Às


vezes considerado o anjo destruidor.

Abdiel - (árabe) de "Abd" que significa escravo. Senhor dos escravos / escravidão.

Abduxuel - (Enochiano) Um dos governantes demoníacos das mansões lunares.

Abigor - (desconhecido) supostamente um demônio guerreiro que comanda sessenta


legiões. Weyer o nomeia como deus do Grão-Duque do Inferno. Apresenta-se de forma
agradável. Também Abigar - Pode prever o futuro e dar conselhos militares.
Aclahayr - (desconhecido) Da quarta hora do Nuctemeron, o espírito do gênio.

Adad , Adad , deus da tempestade (babilônico, hitita).

Adramalech - demônio ( samariano ). Comandante do Inferno. O chanceler das regiões infernais de


Wierius. No

Assíria, onde ele era adorado, crianças eram supostamente queimadas em seus altares.

Adriel - Mansões da lua entre os Demônios Enoquianos.

Aeshma , Aesma - (persa) Um dos sete arcanjos dos persas. Adotado mais tarde na
mitologia hebraica como Asmodeus. Foi registrado na história por pelo menos três mil
anos. Diz-se que é um pequeno demônio peludo capaz de fazer os homens praticarem
atos cruéis.

Demônio Ahazu - o Demônio da apreensão da noite.

Agaliarept - comandante dos exércitos (hebraico). General Aussi do inferno - Grimório


do Papa Honório ..

Agares ou Aguares- demônio (desconhecido). A hierarquia de Wierius afirma que Agares é o


Demônio da coragem.

AgathoDemon - (egípcio) um bom demônio adorado pelos egípcios.

Agramon - Demônio (desconhecido) do medo

Agrat-bat-mahlaht - Uma das esposas de Satanás e demoníacas das prostitutas.

Ahpuch - diabo (maia).

Ahriman - demônio (Mazdeano). Ahremanes era o nome dado aos anjos caídos pelos persas.

Alastor - o demônio cruel de Wierius chamado "o carrasco".

Aldinach - (egípcio) Um demônio que causa desastres naturais (ou seja, inundações,
furacões, tornados, terremotos).

Allocen - um dos 72 espíritos de Salomão.

Alocer, Allocer - (desconhecido) Grande duque do inferno. Um dos 72 espíritos de Salomão.

Alu-Demon - Demônio da Noite (Semita).

Amaimon - um dos 72 espíritos de Salomão.

Amaymon - Espírito Maligno, rei do sul.


Amducious - (hebraico) O destruidor. Também Amducias - Grão-duque de Hades. De
acordo com Wierius, um demônio da música.

Amon , Ammon - Deus do Sol (egípcio). Muito parecido com Lúcifer, exceto que controla
a reprodução e a vida. Veja também Amaimon, Amoymon, Amaymon e Aamon.

Amy - um dos 72 espíritos de Salomão. Disse ser presidente supremo do inferno. Ele vai
trocar conhecimento pela alma humana.

Anamelech , Anomylech - portador (assírio) de más notícias. Um demônio obscuro. Seu


nome significa "bom rei". Algumas fontes afirmam que Anamelech é a deusa da lua
enquanto Andramalech é o deus do sol.

Andras - (desconhecido) deus das brigas. Grande marquês do inferno.

Andrealphus - um dos 72 espíritos de Salomão.

Andromalius - um dos 72 espíritos de Salomão.

Anini - um dos 72 espíritos de Salomão.

Anneberg - Demônio (alemão) das minas.

Ansitif - ( desconhecido ) Irmã possuída Bárbara de São Miguel em 1643 durante as


posses das freiras em Louviers.

Apollyn - (grego) Outro nome para Satanás.

Ardat-Lile - (Semita) um espírito feminino / Demônio que se casa com seres humanos
e causa estragos nas habitações dos homens.

Arioch - (desconhecido) Demônio da vingança. Ele oferece vingança apenas quando chamado.

Arphaxat - (desconhecido) O demônio que possuiu Loise de Pinterville durante a


possessão das freiras em Loudun.

Ashtaroth , Astaroth (Phonician) - deusa da luxúria, sedução. O mesmo que Ishtar.


Tornado homem na mitologia cristã - Senhor Tesoureiro do Inferno. Príncipe dos
acusadores e inquisidores. Demônio da vaidade e da preguiça. Um dos 72 espíritos de
Salomão.

Asmodeus , Asmoday - deus (hebraico) da luxúria. Um demônio mais comumente envolvido em


possessão

casos, particularmente notados na posse das freiras Louviers. Evoluído do Aeshma


persa. Veja Aeshma.

Astarte - Rainha dos espíritos dos mortos.

Aym - (desconhecido) Grande duque do inferno. Também Haborym.

Ayperos - (desconhecido) Príncipe do inferno. Subordinado no Grimório do Papa Honório.


Azazel - (hebraico) deus / demônio da guerra. Veja também Azael.

B
Baal , demônio Bael (hebraico). Significa "o senhor". Os cananeus adoravam Baal e
realizavam rituais em que crianças eram queimadas para o sacrifício. De acordo com
Wierius, este Demônio é o primeiro monarca do inferno e aparece como uma besta de
três cabeças. Bael é citado no Grande Grimiore como comandante geral dos exércitos
infernais.

Baalberith , Balberith - (Cananéia) Senhor da aliança mais tarde fez deus da morte. De
acordo com Wierius - um mestre demônio da aliança infernal. Em algumas hierarquias,
ele é o secretário dos arquivos do inferno. Demônio de blasfêmia e assassinato.

Baalzephon - (cananeu) Capitão da guarda e sentinelas do Inferno de acordo com Wierius.

Babael - (desconhecido) Guardião de sepulturas.

Balaam - (hebraico) avareza e ganância.

Balan - (desconhecido) Um demônio na hierarquia de Wierius disse estar no alto da


monarquia. O demônio da sutileza e das artimanhas. Também um príncipe do inferno.

Balban - (desconhecido) um demônio da ilusão.

Baltazo - (desconhecido) O demônio que possuiu Nicole Aubry de Laon em 1566.

Baphomet - Deus dos Templários. Adorado como Satanás. Os Templários do Cavaleiro


são considerados, por alguns, uma das primeiras seitas da Demonolatria.

Barbas - (desconhecido) um demônio da mecânica de acordo com algumas hierarquias.

Barbetos - (desconhecido) Duque de Hades.

Bar-Lgura - (Semítico) Um demônio do tipo gárgula que se diz que se senta em cima de
casas e se lança sobre os habitantes.

Barqu - (desconhecido) O demônio que guarda os segredos da pedra filosofal.

Barzabel - Associado a Machidael e Barchiel.

Bast - deusa (egípcia) do prazer. Representado por um gato.

Bathym , Bathim , Bathin - (desconhecido) Veja também Marthim. Demônio das ervas e
pedras preciosas segundo Wierius. Um dos 72 espíritos de Salomão.

Bayemon - (desconhecido) De acordo com o Grimiore do Papa Honório, um monarca


Demônio reinante que preside a região infernal ocidental.

Bechard , Bechaud- (desconhecido) Um Demônio mencionado em Key Of Solomon


como Demônio das tempestades. Demônio das forças naturais.
Belzebu , Beelzebuth , Belzebath - (hebraico) Senhor das Moscas. Entre os Demônios
culpados pelas possessões demoníacas das freiras em Loudun. Chefe dos falsos
deuses.

Behemoth - (hebraico) Outro nome para Satanás.

Beherit - (Siríaco) Outro nome para Satanás.

Belial ou Beliar- (hebraico) O elemental da terra. Especulações sugerem que o nome


Belial vem da frase hebraica beli ya 'al que significa "sem valor". Príncipe da
malandragem. Um dos 72 príncipes de Salomão.

Belphegor , Belphegore , Baalphegor - (Moabites) Demônio da descoberta, invenção e riquezas.

Berith - um dos 72 espíritos de Salomão.

Biffant - (desconhecido) O demônio que supostamente possuía Denise de la Caille.

Bifrons - Demônio da astronomia, geometria e outras ciências (desconhecido) de


Wierius. Um demônio que acende luzes estranhas sobre as tumbas dos mortos.

Bile ' - deus (celta) do inferno.

Bileth - um dos 72 espíritos de Salomão.

Blisargon - (desconhecido) Grande sedutor de ladrões até levar seus seguidores à destruição.

Botis - um dos 72 espíritos de Salomão.

Buer - (desconhecido) um demônio de segunda ordem que comanda cinquenta legiões.


Um dos 72 Espíritos de Salomão.

Bune - (desconhecido) um dos demônios da morte de Wierius.

C
Caacrinolaas - Demônio do conhecimento das artes liberais (desconhecido) de Wierius.
Aparece como um Griffon. Também Grande Presidente do Inferno. Também Caasimolar
ou Glasya.

Cambions - Prole (desconhecida) de Incubi e Succubi.

Carreau - Impiedade.

Cassiel , Caspiel - (desconhecido) governante de Saturno.

Caym , Caim - (desconhecido) Grande Presidente do Inferno. Um dos 72 Espíritos de Salomão.

Chamos - sem descrição.

Charon - Barqueiro do inferno. Transporta almas através do styx e / ou archeron. Do Inferno de Dante.
Chax - (desconhecido) Grande duque do inferno. Também Scox.

Chemosh - demônio (moabita).

Chomie - (Enoquiano) sem descrição.

Cimeries - demônio (africano).

Clauneck - Demônio sobre tesouros e riquezas.

Clisthert - (desconhecido) um demônio que pode mudar de dia para noite e de noite para dia.

Colopatiron - Da 9ª hora do Nuctemeron, gênio. Abre as prisões.

Cresil - Demônio (desconhecido) da impureza e da desleixo. Também Gressil.

Cunali - Um dos Demônios da 8ª hora do Nuctemeron.

Cusion - sem descrição.

D
Dagom - (Filisteu) outro deus serpente e deus do oceano.

Dabriel - sem descrição

Dameal , Deamiel - sem descrição

Dantalian - um dos 72 espíritos de Salomão.

Decarabia - um dos 72 espíritos de Salomão.

Delepitorae , Delepitoré - (desconhecido) Demônio da iluminação de feitiçaria.

Demogorgon , Gorgo - demônio (grego).

Demoriel - sem descrição

Diriel - sem descrição

Drácula - demônio (romeno).

E
Eblis - deus (maometano) do fogo. Também Haris.

Emma-O - governante (japonesa) do Inferno.

Euronymous, Eurynomous - deus (grego) da morte. Príncipe do inferno que se alimenta de


cadáveres.
F
Flereous , Feurety - (desconhecido) deus do fogo. Fire Elemental usado no lugar de Satan. Tenente
do inferno.

Furfur - (desconhecido) detém a classificação como contagem do inferno.

G
Geryon - (literário- Dante) Centauro / Dragão que guarda o inferno.

Guecubu - (Chili) Espíritos malignos.

H
Haborym - (hebraico) Outro nome para Satanás.

Hecate - deusa (grega) do submundo e da feitiçaria. Rainha das bruxas.

Hela - deusa (teutônica) da morte, filha de Loki.

eu
Ifrits - (árabe) Mal, espectros horríveis. Tornou-se gênios na mitologia persa e indiana.
Também associado a Jinns e Divs of Persia.

Incubus - Demônio masculino da sedução dito para invadir os sonhos de uma mulher.
Observe várias grafias: Inncubus, Inccubus. Plural = Incubi

Ishtar - deusa (babilônica) da fertilidade.

J
Jezebeth - (desconhecido) o Demônio das falsidades.

K
Kali - filha (hindu) de Shiva, o destruidor. Uma succubus / succumbus.

Kasdeya - O livro de Enoch refere-se a este Demônio como o "quinto satanás"

Kobal - (desconhecido) contato de entretenimento do inferno.

Kostchtchie - (Russo) um goblin da morte.

eu
Leonard - (veja também Urian; Alemão) Demônio da feitiçaria. Aparece como uma cabra preta
gigante.
Leviathan - (hebraico) a serpente, o mar furioso. Adoração de cobra. Água Elemental.
Grande almirante do inferno. Visto como andrógino.

Lilith - (hebraico) no mito hebraico - a primeira esposa de Adão. Mais tarde, esposa de
Satanás. De acordo com muitos demonologistas, Lilith preside Súcubos. Diz-se que
Lilith tenta destruir bebês recém-nascidos. Por esta razão, a prática de escrever uma
fórmula para afastar Lilith em todos os quatro cantos da câmara de parto foi adotada
pelos judeus. Lilith é a princesa do inferno.

Loki - diabo (teutônico).

Lúcifer - (Romano) O Portador da Luz. Air Elemental. Muitas vezes interpretado


erroneamente como sendo Satanás. Eles são dois demônios separados.

Lucifuge , Lucifuge Rofocale - demônio (romano).

M
Malphas - (desconhecido) Grande presidente das regiões infernais. Aparece como um corvo.

Mammon - deus (aramaico) da riqueza e do lucro.

Mandrágoras - Demônios familiares (desconhecidos). Eles são atribuídos à raiz de


mandrágora e considerados presentes de Satanás para o feiticeiro que os conjura.

Mania - deusa (etrusca) do Inferno.

Mantus - deus (etrusco) do inferno.

Mara - (budista) um demônio que tenta condenar a alma.

Mastema - líder (desconhecido) da prole humana / demônio

Melchom - (desconhecido) o tesoureiro do palácio do inferno.

Mephistopholes , Mesphito - (grego) o evitador de luz. Contraparte de Lúcifer.

Merihim - ( desconhecido ) o príncipe da pestilência.

Metztli - deusa (asteca) da noite

Mictain - deus (asteca) da morte

Moloch - demônio (fenício)

Mormo - (grego) Deus dos espíritos. Consorte de Hécate.

Mullin - braço direito de Leonard (desconhecido).

Murmur - Demônio (desconhecido) da música. Uma contagem do inferno.

N
Naamah - sedução (hebraico)

Naburus, Naberios - (desconhecido) protetor das portas do inferno. Associado ao


Cerberos. Um marquês do inferno.

Nebiros - (desconhecido) Mar De Camp do inferno.

Nergal - deus (babilônico) do submundo. Um demônio de segunda ordem.

Nihasa - demônio (índio americano).

Nija - deus (polonês) do submundo

Nina - Deusa da Serpente (da Babilônia) .

Nybras - (desconhecido) um demônio inferior que divulga os prazeres do inferno.

Nysrogh - (desconhecido) outro demônio de segunda ordem - que é o chefe de gabinete no palácio
do inferno.

O
Orias - Demônio (desconhecido) da adivinhação. Marquês do inferno.

Oroan - (Guiana) Demônio do eclipse.

Orthon - (desconhecido) um demônio de origem desconhecida que se diz ter ligações


com posses na França e com o culto satânico-maçônico do paladinismo na Itália do
século 19.

O'Yama - (Japonês) Outro nome para Satan.

Pan - deus (grego) da luxúria.

Paymon - mestre (desconhecido) de cerimônias infernais.

Philotanus - (desconhecido) um Demônio de segunda ordem a serviço de Belial.

Plutão - deus (romano) do submundo.

Proserpine - rainha (grega) do submundo.

Pwcca - (galês) Pooka em mitos celtas derivado deste nome para Satanás.

Pyro - (desconhecido) Um príncipe demônio da falsidade.

Pytho - (desconhecido) um demônio de mentiras. Um demônio serpente.

Q
R
Rahu - diabo (hindu).

Rakshasa - (Índia) Demônio cuja aparência no mínimo, horripilante.

Raum - (desconhecido) uma contagem do inferno.

Rimmon - diabo (Sírio).

Ronwe - (desconhecido) o demônio do conhecimento. Em alguns relatos - um demônio menor.

S
Sabazios - (Frígio) a cobra. Adoração da serpente.

Samael - (desconhecido) pensa-se que este anjo da morte foi o Demónio que tentou
Eva. Também o príncipe do ar. Este é apenas outro nome para satanás.

Samnu - diabo (asiático).

Satan , Shaitan (Satan / hebraico Shaitan / árabe) O Adversário. Senhor do fogo. Fogo Elemental.

Diabo de Satanchia (hebraico / grego). O mesmo que Satanás.

Sargatanas - brigadeiro do inferno.

Demônio Sedit (índio americano).

Sekhmet (egípcia) deusa da vingança.

Semiazas - (desconhecido) disse ser o chefe de todos os anjos caídos.

Set - demônio (egípcio).

Shabriri - (mito judeu) um demônio que cega as pessoas.

Shiva - (Hindu) o destruidor.

Sonnilion , Sonnillon - deusa (armênia) do ódio.

Succorbenoth - (desconhecido) Demônio do ciúme e disse proteger os portões e pontes.

Succumbus , Succubus - Demônio feminino da sedução. Diz-se que seduz os homens


durante o sono. Observe várias grafias. Plural - Súcubos.

Supay - (Inca) deus do submundo.

T
T'an-mo - demônio (chinês) do desejo.
Tchort - (Russo) O Deus Negro. Outro nome para Satanás.

Tezcatlipoca - deus (asteca) do inferno.

Tezrian - deusa (armênia) da guerra

Thamuz - diabo (sumério). Um embaixador do inferno. Disse ter iniciado a inquisição e


inventado a artilharia.

Thoth - deus (egípcio) da magia.

Troian - Demônio noturno (russo).

Tunrida - demônio ( escandinavo ).

Typhon - (grego) Outro nome para Satanás.

você
Ukobach ou Urobach - (desconhecido) um Demônio de Fogo.

Unsere - deusa (desconhecida) da feitiçaria e da fertilidade.

Uphir - (desconhecido) o médico demônio chefe no palácio do inferno.

V
Valafar - ( desconhecido ) outro grão-duque do inferno.

Veltis - espírito maligno (babilônico) que assaltou Santa Margarida.

Verdelet - (desconhecido) Mestre de cerimônias da corte infernal. Demônio de segunda ordem.

Verin também Verrine e Verraine - (desconhecido) o Demônio da impaciência.

Vetis - (desconhecido) o tentador do sagrado.

X
Xaphan - (desconhecido) outro demônio de fogo. Guardião das fornalhas do inferno.

Y
Yaotzin - deus (asteca) do inferno.

Yen-lo-Wang (chinês) governante do Inferno.

Z
Zabulon - Demônio (desconhecido) que possuía uma das freiras em Loudun.
Zaebos - (sumério) Grande Conde do inferno disse ter disposição gentia.

Zagam - (desconhecido) Grande rei e presidente das regiões infernais. Disse para
transformar as coisas em seu oposto. Demônio da falsificação.

Zapan - (desconhecido) Um dos reis do inferno de acordo com Wierius.

Zeernebooch - monarca (alemão) do império dos mortos.

Zepar - (desconhecido) Grande duque do inferno - deus da guerra. Também Vepar e Separ

Demônios baseados em propósitos

Esta é simplesmente uma referência rápida para encontrar Demônios


rapidamente. É útil quando você deseja realizar um ritual que funciona por uma das
seguintes razões e deseja considerar todas as suas opções. Nem todo demônio está
aqui, nem todo propósito. Esta lista é baseada nos propósitos mais comuns para os
quais as pessoas podem realizar rituais.

Amor - Luxúria - Relacionamentos - Compaixão


Rosier
Astarte
Ashtaroth
Astaroth
Asmodeous
Agrat-bat-mahlaht
Eisheth-Zenunim
Lilith
Naamah
Asafoetida
Rashoone
Taroone

Hatrid - Vengence - Anger - Guerra

Ambicioso
Andras
Merihim
Abbadon
Satanchia
Lucifuge-Rofocale
Agaliarept
Feurety
Sargatanas

Nebiros
Baal
Sonnilion
Tezriano
Olivier
Mefestófilos
Dumah
Proserpine
Belphegore
Svengali

Life-Healing

Unsere
Verrine
Verrier
Belial

Morte

Eurynomous
Baalberith
Babael

Natureza

Belial
Lúcifer
Satanás
Flereous
Leviatã
Rimmon
Dagon
Rahab
Seriel

Dinheiro-Prosperidade-Sorte

Gigante
Belphegore
Asmodeous
Astaroth
Oeillet

Olivier
Belzebu
Mammon

Knowledge-Secrets-Sorcery

Ronwe
Pytho
Lúcifer
Leviatã
Baalberith
Unsere
Delepitorae
Mesphito
Luithian
Abbadon
Verrier
A Hierarquia Dukante

Esta seção particular inclui a Hierarquia Dukante e os Enns. Junto com isso,
você encontrará notas de grimórios familiares e outros demonólatras que discutem
avarias adicionais e informações adicionais sobre esses demônios, incluindo suas
descrições. Observe que os Enns (invocações) estão sublinhados e em itálico. Mais
sobre o Enns será discutido posteriormente neste livro. Observe também que a
hierarquia Dukante é reconhecidamente incompleta. O Sr. Dukante morreu antes de
terminar seu trabalho.

Família 1

Satan - Rei: Tasa reme laris Satan - Ave Satanis - Direção: Centro / Todos; Cor:
Todo ; Meses: todos; Temporadas todas; Rituais- Qualquer .; Satanás
aparece como um homem sábio e sábio com cabelos prateados e olhos
negros. Seus olhos foram descritos como nada e tudo. Unsere -
(Feminino) Fertilidade e Feitiçaria: Unsere tasa lirach on ca ayar - Direção:
Nordeste; Cores: Verde e Branco; Mês: fevereiro; Temporada: final do
inverno; Ritual: Sabedoria, paciência, maternidade .; Unsere tem olhos
verdes profundos como as planícies férteis da Irlanda [Nota do editor - eu
a vi com olhos azuis]. Seu cabelo é castanho com mechas prateadas.
Seus olhos sorriem e brilham. Sua energia é gentil e nutritiva. Ela viaja
frequentemente em uma capa com capuz . Mais memoráveis são suas
mãos finas, delicadas e pálidas. Ela se dissolve como uma névoa. Diz-se
que ela costuma aparecer para as mulheres durante ou após o parto para
dar vida aos bebês. [Referência Delaney Grimoire]
Satanchia - Grande General (Guerra): Furca na alle laris Satanchia Ver
informações sobre os Comandantes .
Agaliarept - Grande General Assistente (Guerra): On ca Agaliarept
agna - Veja informações sobre os Comandantes .
Lucifage - Alto Comando (Controle): Eyen tasa valocur Lucifuge Rofocale Seu
irmão gêmeo é Lúcifer. Veja informações sobre os comandantes .
Flereous - Fogo Elemental: Ganic Tasa Fubin Flereous - Direção: Sul; Cor:
Laranja vermelha; Mês: junho; Temporada: verão; Ritual: Batismo, ação,
amor, solstício. Flereous aparece como um homem alto com cabelos
longos e ruivos e olhos vermelhos. Sua voz é baixa e sibilante. Sua
expressão é de placidez. Veja informações sobre Elementais .

Lúcifer - Elemental do Ar: Renich Tasa Uberaca Biasa Icar Lúcifer - Direção:
Leste; Cores: Branco Amarelo; Mês de março; Temporada: primavera;
Ritual: Iluminação, equinócio da primavera, iniciações. Lúcifer aparece
com longos cabelos negros e olhos azuis. Sua voz é considerada normal,
embora ele pareça excessivamente animado na maioria das vezes. Ele
usa pingentes de águias. Gêmeo para Lucifuge. Veja informações sobre
Elementais
Beelzebuth - Senhor dos insetos. [Nota do editor - traduções mais recentes de
textos mais antigos dizem que Beelzebuth foi traduzido incorretamente e
deveria ter sido Lord of Lords. É possível que Dukante não soubesse disso?]:
Adey vocar avage Beelzebuth Belphegore - Mestre em Armas- ganho: Lyan
Ramec Catya Ganen Belphegore Mesphito - Guardião do livro da morte:
Mesphito ramec viasa on ca Delepitoré- (Feminino) Demônio da magia . : Deyen
pretore ramec Delepitore on ca - Ela é alta e esguia, com olhos azuis / cinza. Ela
possui todo o conhecimento da feitiçaria e carrega consigo uma varinha de
carvalho com uma ponta de cristal vitrificado. Ela aparece com mais
frequência em mantos e capas azuis. Paciente e reservado. Preste atenção
para não irritá-la, pois ela conhece bem os Demônios Tezrian e Sonnellion.
Belial - Terra Elemental: Lirach Tasa Vefa Wehlc Belial - Direção: Norte;
Cores: Verde, Marrom, Preto; Mês: dezembro; Temporada: inverno; Ritual:
iniciação, novos começos, solstício de inverno. Belial aparece com o cabelo
tingido de preto e branco como sal e pimenta (algumas pessoas relatam que
seu cabelo é loiro). Seus olhos mudam de castanhos para verdes. Sua voz
parece normal, embora ele fale com uma confiança resoluta em tudo o que diz.
Ele freqüentemente parece perplexo ou confuso com algum grande mistério.
Ele não é tão alto quanto alguns dos outros elementais. Veja informações
sobre Elementais

Família 2

Luithian - Conselheiro: Deyan anay tasa Luithian


* Azlyn - (Feminino) Tece os fios das coisas que estão por vir, futuro.
[Nova adição decorrente da ascensão em 8/4/01] Seu Enn também foi
gerado pela ascensão. Rean Par Tasa Azlyn Ayar
Leviatã - Água Elemental: Jaden Tasa Hoet Naca Leviatã - Direção: Oeste;
Cores: Azul, Cinza; Mês: setembro; Temporada: outono; Ritual: emoções,
iniciação, equinócio, cura, fertilidade. Leviathan aparece com longos
cabelos negros e olhos azuis / cinzas tão impressionantes que é como
se você estivesse olhando para as águas de sua própria alma. Sua voz é
baixa, sua fala reservada. Ele também é mais baixo que Lúcifer e
Flereous, mas tem um cabelo mais alto que Belial. Ele usa um amuleto
de seu próprio sigilo. Veja informações sobre Elementais
Sonnelion - Demônio (feminino) do ódio: Ayer Serpente Sonnillion - Direção:
Sudoeste; Cores: violeta; Mês: julho; Temporada:
meados do verão; Ritual: dispersar a raiva, xingar, equilibrar, foco.

Família 3

Abbadon - Conselheiro: Es na ayer Abbadon avage

Ammon - Demônio da dominação: Avage Secore Ammon ninan Gêmeo de Mammon.


Mammon - Demônio da Avareza: Tasa Mammon em ca lirach Gêmeo de Ammon.

Família 4

Rosier - Demônio do amor: Serena Alora Rosier Aken - Ele freqüentemente


permanece isolado dos olhos humanos. A maior parte de seu trabalho é
feito à distância. Rosier, no entanto, responde às orações e ouve muito
bem. No plano demoníaco, ele ficará banhado em um canto sombreado
quando for apresentado. Ele é muito tímido
Astarte - (Feminino) Demônia do amor: Serena Alora Astarte Aken
Ashtaroth - (Feminino) Sacerdotisa de amizade: Tasa Alora FOREN
Ashtaroth -Twin para Astarot
Astarot - Assuntos relacionados ao coração: Serena Alora Astartot
Aken - Gêmea de Ashtaroth
Amducious - O destruidor: Denyen valocur avage secore Amducious - Twin to
Asmodeous. Direção: Sudeste. Cores: Laranja; Mês de maio; Temporada: Tarde
Primavera; Ritual: guerra, ação, dissipar o velho.
Asmodeus - Demônio da Luxúria: Ayer avage Aloren Asmodeus aken -
Gêmeo para Amducioso. Aparece como um homem atraente e
articulado. Seus olhos seduzem todas as mulheres mortais e não. Ele
atenderá chamadas de tabuleiros Ouija se solicitado. Ele é muito
simpático. Esteja avisado, ele freqüentemente transforma a conversa
em algum aspecto da sexualidade conforme lhe agrada.

Família 5
Eurynomous - Demônio da Morte: Ayar Secore em ca Direção Eurynomous :
Noroeste. Cores: Preto e Branco; Mês: outubro; Temporada: Final do outono;
Ritual: Novos começos, morte, renascimento, celebração da morte,
Halloween. Eurynomous aparece como uma sombra ou espectro. Ou
como um homem comum com cabelos brancos ou translúcidos e olhos
claros ou brancos. Sua energia é calmante e fria. Ele também segura o
livro dos mortos. Ele costuma se comunicar vi baoith raimi Kairtey - ou
como mãos invisíveis.
Balberith - Príncipe da morte: Avage Secoré on ca Baalberith - Ele guia as almas
dos mortos ao plano demoníaco onde renascem de todo o quinto elemento. Ele
os conduz a uma passagem segura. Ele aparece como alguém que o falecido
lembra e que também faleceu. Sua verdadeira forma é um mistério.
Babeal - Keeper of Graves: Alan Secore em ca Babeal - Ele é uma sombra
em meio aos cemitérios cuidando de almas e túmulos. Mantendo-os
protegidos da profanação em seus locais de descanso.

Família 6

Verrine - Demônio da Saúde: Elan Typan Verrine - Direção: Noroeste; Cores:


Branco azulado; Mês: novembro; Temporada: Final do outono; Ritual: cura.

Verrier - Demônio (fêmea) do conhecimento de ervas: Elit Rayesta Verrier -


Direção: Noroeste; Cores: Verde Claro; Mês: novembro; Temporada: Tarde
Outono.; Ritual: cura, terra, conhecimento ou fitoterapia.
Ronwe - Demônio do Conhecimento: Kaymen Vefa Ronwe - vem para
aqueles que o procuram por meio de sonhos em cenários condizentes
com o Demônio do Conhecimento, como livrarias, bibliotecas e cafés
onde muitos tipos intelectuais se reúnem. Sua forma varia
frequentemente, pois ele é um adepto de mudar sua aparência. No
entanto, seu comportamento permanece consistente com o do homem
sábio. Sua alma está muito velha e seus olhos refletem grande
compreensão.

Família 7

Svengali - Demônio da Vingança: Desa on Svengali ayer - Cabelo branco, olhos


vermelhos
Tezrian - (Feminino) Sacerdotisa da batalha: Ezyr ramec ganen Tezrian

Família 8 - Surgiram algumas especulações sugerindo que a família 8 deveria de fato


ser acoplada à família 3. Como foi sugerido, estas são as mulheres dessa família.

Asafoetida - Demônia (feminina) dos atributos femininos: Asana


nanay on ca Asafoetida
Rashoon - (Feminino) Sacerdotisa da sedução: Taran Rashoon nanay
- Gêmeo de Taroon.
Taroon - (Feminino) Sacerdotisa do Desejo: Taroon an ca nanay - Gêmeo de Rashoon.

Família 9

Consiste em hierarquia inferior: estes são os únicos Enns que possuo


atualmente de hierarquias inferiores, ou hierarquia que não aparece na hierarquia
Dukante.

Berith: Hoath redar ganabal Berith


Agares: Rean ganen ayar da Agares
Abigor: Aylan Abigor tasa uan em ca
Lillith: Renich viasa avage lillith lirach

Sobre o Enns

Ninguém sabe de que idioma vêm os Enns. Alguns especularam que eles têm alguma
forma de gaélico, mas nossa pesquisa sobre essa afirmação provou que esse não é o caso.
Eles foram considerados Enns demoníacos no final do século 16 pelo demonólatra Alexander
Willit 4 . Os Enns são únicos por aparecerem em vários grimórios familiares (a menos que seja
indicado) que são de diferentes localizações geográficas e permanecem os mesmos. Este
também é o caso para os sigilos dos Demônios da Hierarquia Dukante. Existem pequenas
variações nos sigilos, mas eles permanecem muito semelhantes ou praticamente os mesmos.
Mostraremos isso na seção de sigilos quando compararmos dois sigilos

de Azlyn obtido por ascensão por duas pessoas diferentes em diferentes localizações
geográficas. Há também supostamente Enns para muitos dos Demônios Goéticos,
embora eu não os tenha coletado nem incluído aqui.

Um dicionário Enn

As seguintes definições foram recebidas de uma ascensão com Delepitorae. Estas são
as únicas palavras relacionadas com Enn que pudemos definir até agora. É
terrivelmente curto, eu sei.

Asta - Ashtaroth
Et - E
Fubin - (a) Chama
Ganic - Fogo
Geana - Mistério
Jedan - Água
Hesta - Maldição
Hoet - Nosso
Lanire - mentiroso
Lirach - Terra
Naca - Círculo (anel)
Par - Thee
Renich - Air
Roroth - (traga) para mim
Tasa - Proteger
Uberaca Biasa Icar - o céu circundante
Vefa - Este
Wehlc - Solo
Withar - Descubra

Não tenho um Enn de que preciso - o que devo fazer?

Essa questão surge muito, acredite ou não. Sua melhor aposta é criar sua
própria invocação. "Lorde Paimon, eu o procuro, por favor, participe deste rito." Este é um
exemplo perfeitamente aceitável de como criar sua própria invocação. Apenas lembre-
se de ser sempre gentil e respeitoso. Não comande os Demônios! A razão para isso
será explicada na seção que discute a invocação adequada.

Correspondências de hierarquia adicionais

Para referência, aqui estão as nove divindades novamente. Você verá essa lista
repetida com frequência ao longo deste livro porque são importantes. Algumas
pessoas escolheram contrapartes Goéticas para os Nove que consideram adequadas
às contrapartes Dukante.

Satanás
Lúcifer
Flereous
Leviatã
Belial
Verrine
Ambicioso
Unsere
Eurynomous

Do Purswell Grimoires- Elemental Breakdown

Satan-All
Belial / Eurynomous-Earth
Lucifer / Verrine-Air
Flereous / Amducious-Fire
Leviathan / Unsere - Água

Eu, o autor, tenho uma teoria sobre o colapso elemental e alquímico em relação
às designações elementais acima dos Nove.

Satan: tudo
Belial: Terra
Lúcifer: Ar
Flereous: Fire
Leviathan: Água
Unsere: Vapor (água transformada pelo fogo)
Amducious: Heat (ar transformado fogo)
Verrine: Fria (Água transformada pela Terra)
Eurínômico: seco (ar transformado pela Terra)

Por favor, veja a seção sobre a Árvore da Vida Demonolatria e o Qlippoth para
mais informações sobre minhas próprias idéias sobre isso.

De Purswell Grimórios - Análise de propósito  

Iluminação : Lúcifer / Belial / Satan


Criativo : Leviathan / Unsere / Verrine
Destrutivo : Flereous / Amducious / Eurynomous

Do livro 7 do Grimoire de Dukanté Notas: Página 49 (Nota: p / o faz parte de)

Verrine = arejado p / o água

Verrier = terra p / o água


Leviathan = aguado p / o água
Sonnellion = água p / o ardente
Ronwe = terra p / o arejada
Belial = terra p / o terra
Tezrian = ígnea p / o terra
Unsere = aguado p / o terra
Lucifuge = ar p / o terrestre
Lúcifer = arejado p / o ar
Ammon = ardente p / o ar
Delepitorae = ar aquoso p / o
Belphegore = fogo p / o terreno
???? = arejado p / o fogo
Flereous = fogo p / o fogo
Amducuious = fogo p / o
aquoso

Página 73

Água = Sonnellion, Verrine, Verrier, Leviathan, Delepitorae


Terra = Baalberith, Unsere, Eurynomous, Belphagore, Babael, Ronwe
Ar = Lúcifer, Lucifuge Rofocale
Fogo = Asmodeous, Tezriano

[Nota: Esta seção do texto estava incompleta, porque Dukanté não havia terminado suas
classificações. Observe também que há inconsistências com o lugar de Tezrian. Fogo ou
Terra]

Sobre os Comandantes: Páginas 163-164

Satanchia é o mais alto. Ele carrega a marca de Satanás, seu pai, na parte inferior de suas
costas esquerdas. Ele se porta com orgulho, com cabelos e olhos escuros, bigode e cabelos
que caem sobre os ombros.

Lucifuge Rofocale é muito mais curto. Seus olhos brilham verdes e ele tem unhas
afiadas. Ele, mais do que os outros, parece diabólico.

Agaliarept é o mais calmo dos três irmãos. Seu cabelo e olhos são castanhos. Ele é
magro, alto e bastante modesto.

Sobre os Elementais: Páginas 165-173

Demônios Elementais são muito distinguíveis, não por causa de sua aparência geral,
mas por causa de seus olhos. Eles são fascinantes, como gatos. Eles brilham e são
muito grandes. Os elementais também emitem raios brilhantes de energia com cores
correspondentes ao seu elemento. Eles são muito altos e costumam visitar os
humanos em seus sonhos.

Mulheres na hierarquia de Dukanté Página 173

As mulheres da 5ª e 8ª famílias aparecem como o espectador deseja que apareçam. Para o homem,
muitas vezes aparecem como uma bela mulher; para a mulher, meio-gato / meio- mulher, ou apenas
como mulheres.

Trechos do Livro 18 de Dukante - Observações


Página 12: Demônios que podem dar sigilos de poder pessoal (vi baoith Raimi Kairtey)
incluem apenas as nove divindades demoníacas.

Página 17: Dormir com o sigilo de um demônio específico sob seu colchão ou
travesseiro aumentará suas chances de encontrar um demônio durante um estado de
sonho.

Página 47: Comece o seu convite ajoelhando-se sobre o joelho esquerdo. Trace o
símbolo ou sigilo, beije a lâmina, levante a lâmina acima de sua cabeça, empurre-a para
cima e para baixo com um golpe uniforme, sem golpear ou empurrar. Esta é a forma
mais agradável de convidar um Demônio para um círculo. Todo o sacerdócio deve
tomar medidas para fazer isso.

Página 94: É sempre mais poderoso construir círculos a partir de seu próprio ponto elemental.

Páginas 163-164 - De Satanchia / Agaliarept e outros Demônios da Milícia.

3 poderes militares do avião demoníaco:

Gog - eles são uma legião


Mingog - ofensivo
Dilgog - defensivo

3 Comandantes desses
poderes: Satanchia
Lucifuge
Agaliarept

Sigilos

Começaremos com a Hierarquia Dukante.

Como mencionei no capítulo anterior , os sigilos também foram obtidos de


estados ascendidos. Temos um exemplo moderno disso e é realmente muito
interessante. Dois demonólatras em estados diferentes acreditaram que cada um deles
obteve o sigilo de Azlyn por meio da ascensão. Azlyn é uma adição recente à hierarquia
Dukante e tínhamos uma descrição dela e de um Enn, mas não tínhamos sigilo. Cada
Demonolatress enviou seu sigilo para mim. Essas mulheres receberam seus sigilos em
momentos diferentes e nenhuma sabia que a outra tinha um. Isso é o que eu recebi.
Embora eles não sejam exatamente iguais, observe a forma semelhante (um V
diagonal), as duas linhas cruzadas à direita na parte inferior direita de cada sigilo e o fato de
que ambas têm loops (embora em pontos diferentes). Disseram-me que existem algumas
variações como esta para cada sigilo, mas a forma básica é sempre a mesma e os sigilos irão
compartilhar duas ou mais características semelhantes, como loops ou linhas cruzadas. O
resto dos sigilos nas páginas seguintes foram obtidos por meio de ascensão como esta. Não
tenho certeza se foi Dukante quem os pegou ou se os copiou de outro grimório. Eu não ouvi
queixas. O que sei é que os peguei nos grimórios de Dukante e os imprimi aqui com a
permissão de sua filha. Começaremos com todos os sigilos que você pode ter visto se viu
qualquer um dos outros livros nos quais eles foram impressos. Por favor, perdoe a formatação
após estes porque os gráficos de sigilos restantes foram feitos separadamente.

Sigilos são assinaturas - representações - pictogramas - que representam um


indivíduo ou entidade. Eles são símbolos de nosso próprio design, nos quais devemos
nos concentrar. Nós os utilizamos durante o ritual e em imagem para honrar os
Demônios e a Nós Mesmos.

Queime aquele Sigil - O Inferno que Você Diz?

Acho que a pergunta mais comum que ouço quando as pessoas começam a
praticar a Demonolatria é: "Eu tenho que queimar o sigilo ?? !!! ", seguido por um suspiro.
Como alunos, todos nós já estivemos preocupados em queimar sigilos. Isso nos fez
mal ao estômago. Nervoso e talvez até um pouco desconfiado por vários dias após o
ato indescritível. Aprendemos isso por meio de nossos outros estudos ocultos, nos
quais ler dezenas de livros que nos diziam que queimar um sigilo era um sacrilégio e
era assim que controlávamos os demônios. Queimando o sigilo, o Demônio ficou com
raiva de nós. Ou que devolveu ao Demônio seu poder porque não guardamos mais seu
sigilo.

Na Demonolatria, os Sigilos são queimados. Eles são entregues às chamas


durante o ritual ou enterrados no solo como uma oferenda simbólica de nossa devoção.
Ao fazer isso, não estamos destruindo nada sagrado. Estamos simplesmente
prestando o sigilo ou pedido durante um rito para compartilhar nossa devoção à
entidade para a qual foi criado. Ao comprometer o sigilo com o fogo, você está
mudando simbolicamente sua forma e permitindo que sua mensagem se eleve, como a
fênix, a um estado de energia para que os Demônios possam absorver a energia
positiva colocada em sua criação.
Lucifuge

Satanás

Este sigilo de invocação também pode ser usado para representar Satanás
ou qualquer uma das nove divindades. Veja a seção de Invocação para aprender mais
sobre o sigilo de invocação.

Verrine

Astaroth / Astarot

Verrier

Abigor

Balandax - não realmente listado na hierarquia, mas entre os sigilos.

Boragus - não listado na hierarquia, mas entre os sigilos.

Lilith

Luithian
Rashoon

Svengali

Taroon

Sigilos Circulados vs. Sigilos Não Circulados

Um sigilo é freqüentemente circulado em Demonolatria para denotar Satanás


abrangendo aquela parte específica do todo. Circulando o sigilo, você está focando no
Demônio como parte de algo maior. Ao deixar o sigilo não circulado , sugere focar no
próprio Demônio sem olhar para ele como parte do todo. Pense nisso como aumentar
ou diminuir o zoom. Se você quiser ver a imagem maior - circule-a. Se você quiser se
concentrar no próprio Demônio, não o faça.

Na Magia Goética e Cerimonial, circundar o sigilo é freqüentemente simbólico de ter


poder sobre um Demônio. Demonólatras não fazem isso. Não nos vemos acima dos
Demônios. É considerado desrespeitoso e pode causar problemas com Demônios. Nunca use
práticas baseadas em demonolatria ou magia e então tente amarrar ou controlar um demônio.
O autor deste livro não é responsável por suas ações e não garante sua segurança se você se
desviar das diretrizes para a adoração respeitosa do demônio contidas neste livro.
Sigilos da Hierarquia Goética

Bael

Agares

Vassago

Gamigin

Marbas

Valefor

Amon

Barbatos
Paimon

Buer

Gusion

Sitri / Sytry

Beleth

Leraje

Elgios

Zepar

Botis
Bathin

Sallos

Purson

Marax

Ipos

Mirar

Naberius

Glasya-Labolas

Bune
Ronove

Berith

Astaroth

Forneus

Foras

Asmoday

Gaap

Furfur
Marchosias

Stolas

Phenex

Halphas

Malphas

Raum

Focalor

Vepar

Sabnock
Shax

Videira

Bifrons

Uvall

Haagenti

Crocell

Furcus

Balam

Alloces
Caim

Murmúrio

Orobas

Gremory

Ose

Amy

Orias

Vapula

Zagan
Volac

Andras

Haures

Andrealphus

Cimejes

Amducious .

Belial

Decarabia

Seere
Dantalion

Andromalius

Noções básicas de hermética

Os fundamentos da demonolatria

As religiões e teosofia do Egito Antigo são a fonte e o fundamento da Demonolatria. A


tradição gnóstica / hermética egípcia deu origem a duas escolas. A primeira foram as Escolas
Filosóficas e Alquímicas (do ponto de vista científico) e a segunda foram as Escolas
Espirituais que também incluíram o filosófico e o alquímico (do ponto de vista mais espiritual).
A demonolatria, muitos acreditam, é um descendente direto das Escolas Espirituais dos
Antigos ensinamentos do Egito, que podem ou não ter vindo de uma cultura ainda anterior.

Muitos gregos foram para o Egito e aprenderam com os Illuminati dos templos
egípcios. A partir disso, a teosofia egípcia e os estudos alquímicos do hermetismo
passaram a ser conhecidos no mundo clássico a partir dos escritos de muitos filósofos
gregos. A alquimia deu origem à física, biologia e psicologia durante a iluminação.
Foi a partir das Escolas Filosóficas do Egito Antigo que deu origem à Maçonaria
medieval, da qual os Cavaleiros Templários são um subconjunto. Das Escolas Espirituais
(além da Demonolatria) também veio o Rosacrucianismo. Há uma razão pela qual os maçons
e os rosacruzes costumam estar ligados. É porque eles vêm de escolas irmãs em diferentes
subconjuntos da mesma tradição. Os membros de alto escalão tanto dos maçons quanto dos
rosacruzes constituem os lendários Illuminati. Ao contrário da crença popular de que os
Illuminati são uma sociedade secreta própria (o que já foi supostamente verdadeiro), há
algumas evidências de que poderia realmente ser uma fusão das ordens superiores dos
maçons e dos rosacruzes. Illuminati é um título dado àquelas pessoas que, em qualquer
tradição, se tornaram iluminadas para a Gnose; Consciência universal.

Na tradição de escolas separadas, os maçons acabaram gerando tradições mágicas


mundanas (da terra) (com influências de uma magia árabe influenciada indiretamente pelo
Egito) como a OTO e outras formas menos espirituais de magia cerimonial, onde o objetivo é
invocar de dentro do Self com o propósito de desenvolvimento psicológico de sabedoria
interna, enquanto que do Rosacrucianismo temos Magick Enochiana (John Dee era
supostamente um Rosacruz) e subsequentemente a Golden Dawn que são formas de magia
mais espiritualmente ligando o Self à Consciência Universal e os elementos da criação. Além
disso, Druidismo Moderno, Alexandrino

Bruxaria e, portanto, Wicca dos dias modernos, todos têm ligações diretas com o
Rosacrucianismo no que diz respeito aos estudos de tipo místico mais da nova era. O
fundador da Bruxaria Alexandrina foi um Rosacruz. Nestes três exemplos modernos - o
Hermético / Alquímico, o Científico e, em alguns casos, o Teosófico foram todos eliminados
ou não são explorados tão completamente como a tradição que os influenciou. Outros
Movimentos Ocultos Modernos que foram influenciados direta ou indiretamente pelos
Rosacruzes e Maçons e, conseqüentemente, o Egito Antigo, incluem grupos Khemetic
Moderno, Thelema, Templo de Set, Luciferianismo Gnóstico et al. E todos são caminhos
válidos.

Como o conhecimento e a espiritualidade não existem no vácuo, os


ensinamentos de ambas as escolas (Filosófica / Científica e Espiritual) expandiram
seus ensinamentos em novas tradições, apagaram aquelas coisas que não se aplicam
mais e percorreram um longo caminho desde suas escolas ancestrais, mas os
ensinamentos teosóficos, herméticos e alquímicos básicos subjacentes ainda estão
intactos e crescem à medida que aprendemos mais sobre a ciência e a natureza do
universo em que vivemos. Consequentemente, como mencionado anteriormente, os
ensinamentos mágicos e espirituais cresceram para incluir aplicações modernas.

Por exemplo: Considerando que 6.000 anos atrás você poderia ter abençoado e
protegido seu gado, hoje em dia você pode abençoar e proteger seu carro. É isso que
queremos dizer ao dizer que essas tradições, seja qual for o nome que seu fundador de
movimento lhes der, se modernizam para a sociedade em que existem.

Os laços que unem todas essas tradições estão profundamente enraizados no ensino
gnóstico e levam cada um deles de volta ao Egito Antigo, mesmo que tenham se desviado do
caminho básico das escolas antigas. Sem dúvida, as religiões populares de nosso mundo
moderno também foram influenciadas por esses ensinamentos antigos. É altamente evidente
em seus rituais, textos e práticas para aqueles que foram devidamente treinados para ver as
antigas tradições e ideologias internas. Isso não quer dizer que todas as coisas na religião
moderna podem ser encontradas nas escolas antigas. Muitos caminhos modernos seguiram
o que consideraram útil e deixaram o resto para trás.

Embora a demonolatria possa não ter sido conhecida como demonolatria como é
hoje, o fato é que os ensinamentos básicos das escolas antigas ainda estão lá. Não deixamos
para trás tanto quanto alguns dos outros. Demonólatra é simplesmente um rótulo moderno
usado para descrever alguém que comunga, adora e busca sabedoria de inteligências divinas
(Daimons, Daemons e Demônios). A inteligência divina também pode vir do Ser por meio de
uma sabedoria inerente que cada um de nós possui, que é um dos ensinamentos mais
básicos dos antigos egípcios - que somos como Deuses e também Divinos pela própria
substância de nossos seres.

O que é hermetismo?

O hermetismo é uma teosofia que explica a ciência do universo, a natureza dos


deuses e o lugar do homem no universo. A Scientifica Hermetica, escrita por Hermes
Trismegistus como sua interpretação dos ensinamentos dos Papiros de Ani do Egito
Antigo. O hermetismo pode ser ligado como o antepassado de todas as religiões
modernas e é a base para muitas escolas modernas de pensamento oculto, incluindo a
demonolatria e as várias formas de

Cerimonial Magick incluindo Enochian e Qabbalah (do misticismo judaico).

Do Antigo Egito à Filosofia Grega

A teosofia hermética foi levada para a Grécia por meio de numerosos filósofos
gregos que viajaram ao antigo Egito para aprender com os sacerdotes nos templos.
Acreditava-se que os sacerdotes tinham conhecimento sagrado transmitido de uma
cultura ainda mais antiga.

Ciência hermética moderna prática

Da ciência hermética, alquimia, vieram a química e a física modernas. Você


também pode ver, se ler os textos com atenção, a antiga compreensão da astronomia e
da criação do universo. Estranhamente, essa informação está diante de nós há séculos,
mas foi necessária a redescoberta pela ciência moderna para percebermos que era
algo que nossos ancestrais já sabiam. Portanto, enquanto você lê os livros a seguir,
tenha em mente as metáforas usadas e como elas podem ser aplicadas ao
conhecimento científico comum que cada um de nós agora possui. Por exemplo - como
nossa Terra gira em torno de nosso sol.

Tarefas de leitura: Leia os livros a seguir quando tiver oportunidade. Eles lhe darão uma
base sólida para a demonolatria. Acredito que muitos de vocês que estão lendo isso
provavelmente se sentirão esclarecidos por este material.

Hermetica: The Greek Corpus Hermeticum - por Hermes


Trismegistus The Hermetica - A Sabedoria Perdida dos Faraós
por Freke e Gandy Iniciação ao Hermetismo - por Franz Bardon
O Livro dos Mortos egípcio - a tradução de Budge é boa, mas se você
puder encontrar uma tradução diferente, considere isso. Embora Budge
seja considerado o especialista em egiptologia, recentemente veio à luz
que algumas de suas traduções estavam erradas e são bastante cristãs, já
que Atem (a fonte de tudo e sinônimo de Satanás) é frequentemente
chamado de Deus, no sentido genérico em melhor.

O Projeto Científico da Divindade

A Hermetica explica o projeto científico e a natureza das Divindades como sencientes,


embora às vezes forças caóticas e imprevisíveis da natureza e dos elementos naturais que
ocorrem em nosso mundo e além. Isso é ainda correspondido a propriedades alquímicas
metafóricas à natureza do espiritual, conectando-o assim ao mundano. Todo o tempo, a
Deidade está limitada pelas mesmas leis físicas da natureza que nossa ciência moderna
definiu com relação à física básica. Também existem leis que não entendemos. Considere a
Teoria das Cordas em como várias dimensões vibram em frequências diferentes, unindo a
matéria para formar nosso universo. Recomendo fortemente A Brief History of Time, de
Stephen Hawking . Os Teoros Enoquianos, escritos por John Dee, também influenciado pelo
pensamento hermético, são simplesmente seus resumos dos teóricos escritos por Hermes
Trismegistus na Hermetica, tirados das leis naturais observadas pelos antigos

Egípcios.

A matéria não pode ser criada ou destruída, ela só pode mudar de forma .

A forma da Deidade é infinita. Muitas pessoas olham para Demônios e acreditam que
um Demônio só pode estar em um lugar por vez. Portanto, eles pensam que um Demônio não
pode vir até eles e esperar que esteja com outro ao mesmo tempo. Como humanos, muitas
vezes pensamos muito pequeno. Olhamos para qualquer coisa que existe fisicamente em
nosso mundo e sabemos que tem forma e tamanho e só pode estar em um lugar por vez.
Mesmo no caso de manifestação física. Portanto, transportamos isso para o mundo
sobrenatural e esperamos que todas as coisas que não podemos necessariamente ver
também estejam contidas em uma única forma física ou forma. É apenas a natureza de nosso
pensamento com base em nosso conhecimento e experiência de nossa forma física.
Gostamos de dar aos nossos deuses (Daemon ou outro) forma física e forma à nossa própria
imagem para que possamos nos identificar melhor com aquilo que não entendemos. Isso nos
dá um ponto de referência para conceituar a natureza da divindade. Mas há um problema
inato com essa linha de pensamento humano limitado e tendencioso.

Minha experiência me diz, e portanto eu acredito, os próprios Demônios são


uma parte entrelaçada de nosso universo natural. Eles não só poderiam ser
realisticamente multidimensionais, mas também poderiam transcender as fronteiras de
tempo e espaço e todas as leis da física como as conhecemos. Sua natureza exata
está além da compreensão humana. Apesar de sua popularidade, alguns demônios
estão tão presentes que podem existir em todas as coisas ao mesmo tempo. Na
Demonolatria, acreditamos que eles fazem parte de nós tanto quanto nós somos Eles.
Portanto, é perfeitamente plausível que um Demônio possa estar em vários lugares ao
mesmo tempo e se manifestar simultaneamente.
História

Yezidiz - adoração ao demônio na Rússia e na Síria, datada do século 13

Se você lesse o Livro Negro (datado do século 13) dos iazidiz, o experiente
estudioso do ocultismo seria imediatamente capaz de definir claramente os papéis dos
demônios, embora com nomes diferentes, na tradição iazidiz. O Yezidiz é uma pequena
seita composta por aproximadamente 200.000 seguidores. Como muitas tradições da
Seita Demonolatria, os Yezidiz passam sua fé para cada geração subsequente, criando
um forte sacerdócio geracional como resultado. A seita foi estudada extensivamente
no final do século 19 e início do século 20 por teólogos de todo o mundo que
encontraram semelhanças interessantes com o cristianismo dentro da estrutura
religiosa da seita. Alguns especulam que a seita é muito mais antiga do que o
Cristianismo e adaptou algumas de suas tradições originais aos moldes dos costumes
cristãos para que pudessem sobreviver ao início do cristianismo. Além da tradição
cristã, também existem traços de influência muçulmana e persa. Existem nove “
arcanjos ” ou “entidades demoníacas” de influência positiva adoradas pelos iazidiz. Eles
estão:

Shams El Din
Fakr El Ein
Nasr El Din
Sij El Din
Sheik Ism
Sheikh Bakra
Kadir Rahman

Embora haja pouca documentação das verdadeiras seitas da Demonolatria na


história, os Yezidiz, embora obscuros, permanecem a seita da Demonolatria
mais bem documentada e pesquisada de todos os tempos fora da comunidade da
Demonolatria.

Os Cavaleiros Templários

Entre os anos de 1119 e 1188, um pequeno grupo de cavaleiros fundou os Cavaleiros

Templário também conhecido como A Ordem em dedicação à proteção dos peregrinos


que viajam para a Terra Santa. Originalmente uma Ordem Cristã, os Templários
mantinham seus ritos religiosos em muito segredo. Por causa desse segredo, muitas
especulações ocorreram a respeito de sua natureza como ordem religiosa. Rumores que
vinham se formando por gerações sugeriam que os templários adoravam Baphomet e
participavam de rituais satânicos durante essas reuniões secretas. Outros acreditam
que os rumores foram produto do rei Filipe IV da França, que buscou desesperadamente
remover o poder dos Templários não apenas para seu próprio bem (já que ele devia a
eles uma quantia substancial de dinheiro), mas por sua alegada antipatia por um dos
Grandes Mestres da Ordem. Ainda outras fontes sugerem que, embora a Ordem fosse
originalmente cristã, foi conquistada pela Seita de Lemann em 1249 e foi uma
verdadeira seita Demonolatria. 5 Neste último caso, afirma-se que o motivo da queda
dos Templários foi devido ao afrouxamento do fator de sigilo entre os membros e
requisitos de entrada menos rígidos, o que permitiu a quase qualquer homem entrar na
ordem, desde que estivesse disposto.

Enquanto os membros individuais da Ordem eram muito pobres, a Ordem


ganhou riqueza excessiva, que eles usavam no comércio. No século 14, a Ordem era
uma potência financeira e religiosa cujo único contendor era o próprio Papa. Em 1307, o
rei Filipe IV convenceu o papa Clemente a mandar prender todos os templários. Os
Templários foram despojados de todas as suas propriedades e títulos e foram julgados
por feitiçaria e heresia e queimados na fogueira. A Ordem foi dissolvida oficialmente
por Filipe em 1312.

Apenas deste último podemos ter certeza, pois a perseguição aos Templários
está bem documentada. No entanto, se os templários eram ou não uma seita
demonolatria genuína permanece especulação e teoria. Seus rituais não foram
documentados em arquivo público. Muitos dos testemunhos das ocorrências nessas
reuniões secretas foram dados sob extrema tortura e interrogatório e, portanto, são
considerados inválidos devido às circunstâncias.

Possessão demoníaca

Aqui, daremos uma olhada na histeria de possessão por demônios. Os


incidentes principais (e talvez os mais conhecidos) que devem ser mencionados aqui
são as possessões de Louviers, as possessões de Aix e as possessões de Loudon.

LOUVIERS : As possessões em Louviers ocorreram no Convento de Louviers em 1647. Muito


parecido com os casos de Posse de Aix e Loudun, o padre Mathurin Picard (diretor do
convento) e o padre Thomas Boulle (vigário em Louviers) foram condenados com base nas
evidências das freiras possuídas. A irmã Madeleine Bavent, que tinha dezoito anos na época,
foi a primeira vítima de possessão, cujo testemunho deixou a igreja em pânico. Supostamente,
Picard e Boulle haviam levado as freiras a sabás secretos, onde elas saltitavam com
Demônios; Ou seja, o Demon Dagon pelo testemunho de Bavent. Testemunhos semelhantes
de outras freiras se seguiram. Após uma investigação mais aprofundada, descobriu-se que as
freiras sofriam dos sintomas clássicos de possessão.

Possessão demoníaca - os sintomas clássicos

Contorções

Movimentos corporais não naturais.


Falando em línguas (glossolalia)
Insultos
Blasfêmias
Aparecimento de feridas que desaparecem tão rapidamente quanto aparecem.

Como em Loudun, os ritos de exorcismo em Louviers tornaram-se públicos. Os relatos


do incidente sugerem que o exorcismo foi tudo menos um ritual sagrado. Os inquisidores
supostamente criaram histeria em massa questionando e perseguindo a todos. Padre Boulle
foi torturado durante o exorcismo.

Parlamento na sentença de Rouen, a irmã Bavent foi condenada à prisão


perpétua, o padre Boulle foi queimado vivo e o cadáver do padre Picard (que teve a
sorte de ter morrido antes) foi exumado e queimado.

LOUDUN: Este foi considerado o caso mais famoso de histeria por possessão da história. Em
1634, foi dito que o padre Urbain Grandier infligiu a posse às freiras ursulinas de Loudun. Este
é o caso que questionou a existência real da possessão demoníaca, se as freiras de fato
sofreram ou não, e se o Padre Grandier morreu ou não por outras razões que não as posses
(nomeadamente razões políticas). As acusações contra o Padre Grandier começaram com a
Madre Superiora Jeanne des Agnes, que relatou ter sonhos ilícitos e demoníacos com
Grandier. Nenhuma penitência manteve os sonhos de Jeanne afastados e logo - as outras
freiras fizeram o mesmo - sucumbindo à histeria dos sonhos da Madre Superiora e tendo os
seus próprios. Neste ponto, é relatado que o Padre Mignon, um inimigo de Grandier, e seu
assistente aproveitaram os supostos bens como uma oportunidade para se voltar contra
Grandier. Eles começaram a exorcizar as freiras. Dois dos demônios responsáveis por essas
possessões foram Asmodeus e Zabulon, embora houvesse outros.

Grandier mandou isolar as freiras e escreveu ao Arcebispo de Bordéus, que por


sua vez, imediatamente enviou um médico para examinar as freiras. O médico
encontrou as mulheres fisicamente sãs e livres de possessão. Apesar disso, Grandier
deixou ficar sua ordem de que as freiras fossem confinadas em suas celas. Isso
acalmou a histeria por alguns meses, mas então começou novamente.

Desta vez, os inimigos de Grandier estavam trabalhando para que ele fosse preso e
condenado por bruxaria. Os ex-amantes de Grandier contaram histórias de sacrilégio, adultério
e incesto. Enquanto isso, Jeanne continuou alimentando a histeria - adicionando nomes à lista
de Demônios que possuíam as freiras. Ela chegou a ter uma gravidez psicossomática.

Os Demônios na lista de possessão de Loudun:

Asmodeus, Zabulon, Isacaaron, Astaroth, Gresil, Amand, Leviatom, Behemot, Beherie,


Easas, Celsus, Acaos, Cedon, Alex, Naphthalim, Cham, Ureil e Achas.

Finalmente, Grandier foi acusado, torturado, condenado e sentenciado a ser queimado vivo. O

As freiras foram supostamente exorcizadas pelo Padre Surin, um exorcista renomado


que mais tarde sucumbiu aos próprios Demônios que ele baniu, tendo enlouquecido.
Invariavelmente, as posses no convento Loudun continuaram (supostamente como
uma atração turística, já que os exorcismos chamaram tanto a atenção) mesmo após a
morte de Grandier. As possessões finalmente pararam em 1637, quando a fraude foi
descoberta.

AIX-EN-PROVENCE: O incidente em Aix (queimar o padre Gaufridi vivo) serviu de base para a
condenação das possessões de Loudun e a sentença do padre Grandier vinte anos depois.
Este é também o primeiro caso em que o depoimento de uma pessoa possuída foi levado em
consideração durante a condenação do Padre Gaufridi. Antes do século dezessete, o
testemunho de uma pessoa possuída não era usado, pois os demônios eram conhecidos por
serem mentirosos.

Como nas posses Loudun, os temas sexuais desempenharam um grande papel


no testemunho da possessão. O Padre Gaufridi foi condenado pelas suas próprias
confissões (sob tortura), bem como pelos testemunhos das freiras possuídas, Irmã
Madeleine Demandolx de la Palud e Irmã Louise Capel. Tanto o padre Gaufridi quanto a
irmã Madeleine recitaram sua denúncia a Deus e aos santos diante da igreja.

O veredicto e as consequências: o padre Gaufridi foi queimado vivo. Ambas as


freiras foram banidas do convento. Em 1613, dois anos depois, a histeria de possessão
se espalhou para a vizinha Lille. Em Lille, foi relatado que três freiras estavam
possuídas. Eles acusaram a irmã Marie de Sains de enfeitiçá-los.

Breve análise de casos de possessão demoníaca:

Os casos de posse acima são interessantes em suas semelhanças. É possível


que os conventos fossem suspeitos de possessão de demônios devido à frustração
sexual das castas mulheres de Deus? Esta é uma probabilidade real conhecendo a
psicologia do instinto humano.
Os sacerdotes poderiam ter sido desviantes sexuais? Talvez, no entanto, parece
improvável. Se fosse esse o caso, as freiras em cada caso não teriam simplesmente
colocado o padre ofensor na hierarquia da igreja por quebrar seus votos e por explorar
sexualmente as mulheres? Muitas pessoas tendem a acreditar que sim. Algumas
pessoas concluem que as mulheres não eram tão oprimidas quanto somos levados a
acreditar pelos textos de história moderna.

Existe possessão demoníaca? Quem sabe. Há tanto sobre o mundo que não
entendemos. O que é possível está apenas dentro do reino da percepção humana. O
que quer que seja essa percepção depende exclusivamente de cada indivíduo. No
entanto, a maioria dos demonólatras duvida que os demônios se incomodariam em
possuir humanos, a menos que haja alguma necessidade motriz que exceda a
recomendação para manifestação física.

Richard Dukanté

Talvez um dos demonólatras mais conhecidos hoje seja o falecido Richard


Dukanté. Dukanté nasceu em 1931 em Chicago, Illinois, filho de Andrew e Teresa
Dukanté. Ele foi criado como demonólatra tradicional e frequentou escolas particulares.
Tendo sido criado no cenário social da comunidade ocultista, ele teve o prazer de
conhecer inúmeras personalidades ocultistas desde seus primeiros anos de
adolescência. Entre eles, Aleister Crowley em 1945, apenas dois anos antes da morte
de Crowley.

Em 1952, quando ele tinha apenas 21 anos, a mãe de Dukanté morreu em um acidente
automobilístico e nem um ano depois, com problemas cardíacos, seu pai o seguiu. Sua irmã,
Elizabeth (b1933), desde então renunciou à família por suas práticas religiosas e se casou em
uma família cristã. Foi nessa época que Dukanté começou sua imersão na Demonolatria.
Depois de obter um mestrado em Teologia com extensos estudos em Latim e História em
Princeton, ele se sustentou como professor particular e viveu do fundo fiduciário e da herança
que seus pais lhe deixaram.

Em 1960, Dukanté casou-se com Laura Emmery e em 1965 ele teve seu primeiro
e único filho, Selinda Tezrian Dukanté. O zelo de Dukanté pela demonolatria e suas
práticas obscuras levaram sua esposa a se divorciar dele em 1968, quando ele recebeu
a custódia de sua filha. Em 1967, Dukanté, juntamente com vários membros do
sacerdócio Demonolatria [Delaney, Purswell, Linton e Willit], deu início à Guilda da
Demonolatria. Em 1968, a Shadow Guild of Demonolatry (SGD) foi oficialmente
estabelecida com mais de 50 membros. Foi em 1963 quando a Hierarquia Dukanté foi
estabelecida pela primeira vez completa com Demônios femininos que não eram
comuns, como Lilith. Dukanté afirmou que encontrou uma maneira, através do ritual,
que lhe permitiu viajar para planos demoníacos de existência, onde ele registrou a
descrição física dos Demônios quando foi apresentado a eles. Ele alegou que o próprio
Satanás havia escoltado essas viagens breves, mas numerosas.

Por causa disso, ele foi ridicularizado pela comunidade ocultista. Dois de seus
confidentes mais próximos, também demonólatras, que estiveram ao seu lado durante
esse período difícil, foram Lance Delaney e Grant Purswell. Em 1980, Dukanté foi
rotulado de lunático por vários ocultistas e demonólatras. Ele morreu em 1985 aos 54
anos, de ataque cardíaco. Durante sua vida, Dukanté reuniu mais de 25 livros não
publicados detalhando seu funcionamento e experimentos com Demônios. Esses livros
passaram a ser conhecidos, dentro da comunidade Demonolatria, como Dukanté
Grimórios.

Linha do tempo histórica


Eventos importantes na história da demonolatria

3000BC - The Hermetica - uma coleção de escritos atribuídos a Thoth, é a base para a
filosofia da Demonolatria Moderna. Esses escritos são datados de pelo menos 3.000
aC. As religiões egípcia, grega e romana, juntamente com as práticas dos cananitas,
amorreus e outras várias seitas, são os ancestrais da demonolatria. Observe as
semelhanças (ou seja, as pessoas escolheram patronos / matronas e trabalharam com
panteões, estando entre os mais óbvios).

2500 AC - Os amorreus adoraram BaalBerith ao mesmo tempo que os cananeus e semitas

adorava Baal. As primeiras versões conhecidas de ritos feitos para essas divindades
em particular datam historicamente por volta de 1400 aC, de acordo com textos
encontrados em Rad Shamara em 1929.

DC em diante - The Onslaught of Christianity - os Deuses Demoníacos das antigas


religiões se tornaram "demônios". Observe que, ao dizer Demoníaco, quero dizer que
esses deuses são inteligências divinas repletas de sabedoria. Divino vindo do latim
Divus. Demonolatria vai para a clandestinidade.

100-400 DC - Testamento de Salomão aparece com as instruções para comandar o


Djinn. Observe como Salomão nunca foi acusado de bruxaria, mas sempre será
lembrado como o rei sábio, embora supostamente tenha trabalhado com Demônios por
alguns anos. Disto aparece a hierarquia Goética da qual todos os grimórios modernos
(Grand Grimoire, Black Pullet et al) são derivados. Mesma coisa, livros diferentes.

1119AD - 1188AD - Os Cavaleiros Templários adoravam Baphomet. Historicamente,


eles eram uma ordem cristã e supostamente um subconjunto dos maçons, mas muitas
pessoas ainda sugerem que a ordem era uma seita demonolatria bonificada. The
Delaney Family Grimório por volta de 1519 discute os Templários como uma seita
demonolatria válida, dizendo: "Embora os Templários não sejam de nossa família,
devemos tratá-los como tal como prestamos nossos respeitos a Baphomet em seus
templos sagrados." [página 90, livro 2]

1200 DC - A tradição Yezidiz (Yezidis) [Síria e Rússia] é documentada pela primeira vez
em grimórios familiares. Os demônios eram adorados como governantes da terra. Os
iazidis acreditavam que, se adorassem demônios enquanto estivessem vivos, suas
colheitas estariam bem e eles seriam poupados das pragas. Mas eles também
acreditavam que quando morressem, iriam para o céu. A ideia deles - adorar os
governantes da terra (Demônios) enquanto estão na terra - adorar a Deus na vida após
a morte.

1312 DC - As Nove Divindades Demoníacas (com óbvia influência cristã em algum


grau) aparece no Livro Negro (Grimoire) de Thoman Buchan.

1589 -1863AD - Um Demônio se torna sinônimo de Diabo quando vários membros do


Clero Cristão criam hierarquias de Demônios usando os nomes dos antigos Deuses.
Demonólatras fingem ser cristãos apenas para não serem assassinados.

1585AD - ou por aí - demonólatra Alexander Willit considera as invocações estranhas


usadas por demonólatras - Enns demoníacos. Ninguém sabe ao certo em que idioma
os Enns estão. No entanto, uma coisa é certa - os Enns espalhados pelo mundo em
vários grimórios familiares não relacionados de diferentes períodos de tempo
permanecem todos iguais. Há uma consistência aí que nos diz que algo mais profundo
está em ação aqui.
1963AD - Richard Dukante cria a primeira hierarquia demoníaca montada por um
demonólatra. Inicia o SGD, uma rede mundial de seitas da Demonolatria.

1985AD - morre Dukante.

1997AD - O Vault de Tezrian nasce como uma voz pública para a comunidade
Demonolatria (por menor que seja).

1998AD - Demonolatry.com nasce e Demonolatry tem uma voz pública em uma escala maior.

1999AD - É publicado o primeiro livro sobre Demonolatria escrito por um Demonólatra.


Modern Demonolatry, Darkerwood Publishing 1999.

2000AD - Nasce a primeira seita "pública" no Primeiro Templo da Demonolatria.

2001AD - Demonolatry volta ao subsolo. Sai da Internet por causa de equívocos. O


Primeiro Templo da Demonolatria foi dissolvido.

Os antigos grimórios

Chave de Salomão - Este livro é citado em muitos documentos históricos do


século I em diante. Assim, os historiadores acreditam que este manuscrito
existia no primeiro século. Há uma versão grega desse texto datando de
1100-1200 no Museu Britânico. Outras datas de publicação conhecidas incluem
cerca de 1345, 1555 e no século 17 era bastante popular. Você pode obter
cópias deste livro traduzidas por Crowley e Mathers da publicação Samuel
Weiser. Esses livros estão disponíveis no amazon.com ou em qualquer grande
livreiro da seção de ocultismo.

Grimorium Verum - muitas pessoas acreditam que este foi realmente


escrito no século 18, embora sua suposta data (como você bem sabe)
seja 1517. IGOS e publicação Trident, cada um tem uma versão.

Honorius - apareceu em Roma no início de 1600's. Também era popular


no século XVII. Trident tem uma versão disso.

Abremalin - muitas pessoas pensam que este livro foi escrito no século 18
como Grimoirium Verum. Dizem que foi escrito por volta de 1450.
Facilmente disponível em qualquer grande livreiro. Eu acredito que Weiser
publica este.

Grand Grimoire e Red Dragon são quase idênticos. Grande Grimoire é


conhecido por ter sido escrito no século XVII. Enquanto o Dragão Vermelho é
uma obra do século 19 (1822) que afirma ter raízes em 1522. Os livros podem
ser obtidos através de IGOS, Trident e, às vezes, grandes livreiros. Verifique na
Amazon.com

Todos esses grimórios contêm praticamente as mesmas informações. Se você


quiser um composto - experimente o Livro de Magia Negra de AE Waite (também Livro
de Magia Cerimonial) porque ele contém um pouco de tudo.
Demonolatria de Remy

À primeira vista, alguém olharia para a demonolatria de Remy e diria: "Ei, este é
apenas mais um guia de caça às bruxas!" Embora isso possa ser verdade, existem
algumas informações interessantes neste livro que o tornam um estudo válido para
alguém que deseja seriamente mergulhar em um projeto de pesquisa. Alguns
demonólatras sugerem que Remy conseguiu um grimório verdadeiro e o perverteu com
antigas afirmações cristãs de bruxaria OU ele sabia algo sobre a prática ritual politeísta
e panteísta pré-cristã .

Minha opinião pessoal é que Remy simplesmente se referiu a tantas fontes diferentes
que foi por pura coincidência que certos "fatos não tão conhecidos sobre certos ritos da
Demonolatria" entraram no livro. O livro está repleto de curiosidades fascinantes da mitologia
romana e grega, práticas rituais e outros enfeites. Isso por si só o qualifica como uma leitura
que vale a pena. Você pode pegar as datas e referências e pesquisar mais sobre o assunto
para saber mais.

Página 2 Capítulo 2 - Referências a powders et al. Embora a demonolatria


use o herbalismo em alguns de seus rituais, duvido que isso signifique
alguma coisa. Já repassei cerca de seis ou sete vezes.

Página 8 Capítulo 5 - Referências aos ritos do Batismo do Fogo


Baphomético que podem ser encontrados nos grimórios Purswell e nos
grimórios Dukante. Remy não vem direto ao assunto e diz que foi
Baphometic. Mas ele se refere à "marca do diabo" como uma marca de
batismo (o que é curioso, pois a maioria dos caçadores de bruxas se
referia a elas como marcas de bruxas ou marcas de demônios). Óbvio para
mim, Remy estava se referindo a marcas naturais ao invés de óbvias. As
marcações batismais de demonolatria são geralmente muito óbvias. Fora
da referência interessante - isso só vai para o método pobre de como eles
costumavam testar marcas de bruxas.

Página 37 - Por algum motivo, marquei esta página. Acho que foi por
causa da menção de tirar sangue em homenagem à Deusa Bellonarii.
Tirar sangue do braço em vez da palma da mão é consistente com
vários dos rituais dos grimórios mais antigos de Grant. Acho que ia
fazer uma pesquisa sobre os rituais para Bellonarii.

Página 40 Capítulo 11- Fazendo ofertas anuais aos seus Demônios.


Algumas seitas ainda praticam isso. Esta é a seção sobre galinhas
pretas, cabras, gado e assim por diante. Mas, tradicionalmente, o preto
era usado para absorver energia negativa. O sacrifício foi uma oferenda
ao Demônio Patrono da Seita, mas a seita consumiu o sacrifício após o
rito. Durante este rito particular (nos grimórios de Purswell), todos os
membros da seita arrancavam cabelos de suas cabeças e os colocavam
no altar junto com moedas, misturas de ervas e outras oferendas. Todas
as ofertas foram então amarradas em um pano branco e enterradas ao
pé do altar.

Página 41, Capítulo 11 - Discute as crenças romanas e como elas se qualificam como

"Demonolatria".

Página 70-71 Capítulo 23 - Discute como os demônios aparecem de


forma diferente para todos, o que é verdade.
Página 103, Livro 2, Capítulo 4 - Alguma mitologia histórica sobre Asmodeous.

Página 113, Livro 2, Capítulo 113 - Mais mitologia divertida,


desta vez sobre lobisomens.

A página 125 tem uma história interessante de maldições. Obviamente


você pode ver as semelhanças com a magia moderna
(independentemente da tradição).

Página 151, Livro 2, Capítulo 3 - Referências romanas e gregas


interessantes discutindo práticas rituais. Este livro está repleto deles.

Página 153, Livro 2, Capítulo 3 - Para obter saúde, é dito que o adorador
do Demônio irritou o Demônio "... portanto, ele [Demônio] deve ser
apaziguado por uma peregrinação votiva ao seu santuário e por
presentes e sacrifícios de nove dias ." Essa era uma prática comum.

Página 176, Livro 2, Capítulo 11 - Discute a adivinhação com a ajuda de


Demônios e novamente, como Demônios se mostram aos humanos.

Havia mais páginas do que esta marcada, mas essas são as mais interessantes. Você
realmente tem que cavar em Remy e suas notas de rodapé para encontrar pequenos,
pequenos fatos que coincidem com alguns dos grimórios da Demonolatria mais antigos.
Muito disso pode ser aplicado a qualquer religião poli ou panteísta.

A Hermetica - A Sabedoria Perdida dos Faraós

De: "Man is a Marvel"

Para referência - observe que é assim que estou interpretando isso. Satan = Atum = o
Cosmos = O Todo

Atum é o primeiro
o Cosmos é o
segundo e o
homem o terceiro .
Atum é um .
O cosmos é um . e
o homem também .
para como o
Cosmos
ele é um todo feito de
diferentes partes
diversas .

Este segmento acima explica como tudo faz parte do todo e como cada parte é
tão importante quanto a próxima.

Falar sem medo


os seres humanos estão acima dos
deuses do céu ou pelo menos seus
iguais

Por Atums a humanidade


é compactada
da divindade e da mortalidade
Ele é mais do que apenas
mortal
e maior do que o puramente imortal .

O homem é uma maravilha


devida honra e reverência
ele assume os atributos dos
deuses como se fosse um
deles. Ele está familiarizado
com os deuses porque sabe
que vem da mesma fonte

Esses segmentos acima explicam a lei da seita e como o homem é tão digno de
reverência quanto seus deuses. Também é indicativo de auto-adoração, o principal
qualificador de uma religião LHP. Isso sugere que os egípcios foram os primeiros
verdadeiros praticantes do LHP.

Eu recomendo fortemente The Hermetica: Lost Wisdom of the Pharaohs de Freke e

Gandy . É curto, abrangente e fornece uma introdução alquímica básica à teosofia


hermética. Para aqueles de vocês que estão estudando para sua iniciação, por favor,
leia e faça anotações das correlações que encontrar, bem como seus pensamentos e
observações. Para alunos mais avançados, pondere como o texto pode ser aplicado à
ciência moderna e ao processo alquímico de crescimento espiritual.
A prática da demonolatria

Agora que passamos um tempo discutindo o que é Demonolatria, Demônios, sua


natureza, sigilos, Enns, a história por trás da Demonolatria e essa história ilustrada em alguns
lugares obscuros, vamos prosseguir para o que você tem esperado - a prática real de
Demonolatria. Se você é um iniciante e saltou imediatamente para esta seção, volte. Muitas
das informações após este ponto serão melhor compreendidas se você tiver um
entendimento básico dos capítulos mencionados acima. Sei que é muita informação e muitas
pessoas ficam tentadas a pular de imediato.

Mas eu prometo que se você entender a história, a natureza dos Demônios, o


que é Demonolatria, sigilos e Enns, você obterá muito mais com sua prática
Demonolatria.

O Coven / Seita

Demonolatria esteve no subterrâneo por séculos. Na Europa, as seitas se


reuniam em bosques e cavernas em segredo, ensinando verbalmente os caminhos da
demonolatria. Supostamente poucos demonólatras, se houver, foram perseguidos
durante a inquisição. Naquela época, o fator sigilo com seus métodos rígidos já havia
sido construído na base da religião. Alguns grimórios falam de demonólatras fingindo
ser cristãos para não levantar suspeitas.

Por esta razão, a história escrita da Demonolatria permanece oculta nos grimórios
familiares, mantidos clandestinos ao longo dos séculos. Vários relatos escritos escapam ao
fato de que algumas pessoas podem ter tido conhecimento da existência da demonolatria
sem ter nenhuma prova real e concreta para prosseguir. Talvez o incidente mais famoso tenha
sido o meio torturante pelo qual os rituais secretos do Cavaleiro Templário foram revelados
durante o auge da Idade Média. Embora embelezados para incluir a perversão cristã, os ritos
descritos dos Templários, que supostamente adoravam Baphomet, são muito próximos dos
ritos demonolatria reais daquele período. Ovelhas e galinhas eram sacrifícios comuns, assim
como bois e gado. No entanto, em quase todos os incidentes de sacrifício, seguia-se um
banquete em que o sacrifício era consumido pelo Coven / Seita, já que o sangue era a única
parte que poderia ser usada durante o ritual com alguma vantagem. O sangue do sacrifício foi
transformado em tintas mágicas e oleus e usado como uma oferenda às entidades
demoníacas.

Poucos Coven / Seitas, se houver, ainda usam o sacrifício como uma prática ritual
comum. Deve-se notar aqui que os humanos não são e nunca foram sacrificados pelas seitas
da Demonolatria. O mais fácil de obter e talvez a escolha mais comum para o sacrifício são as
galinhas (independentemente da cor, embora algumas pessoas insistem que a cor da galinha
e o sexo são fatores determinantes para saber se elas são adequadas ou não para o
sacrifício), pois as ovelhas tendem a ser menos comum e usado apenas ocasionalmente. Por
que galinhas e ovelhas? É apenas a história que dita o sacrifício usado durante um ritual
específico. Durante a Idade Média, quando muitos dos grimórios da família foram escritos,
ovelhas e galinhas floresciam. Eles eram abundantes e convenientes. Hoje em dia, esses
animais se tornaram apenas uma tradição. E, mantendo-se dentro das tradições da religião, os
sacrifícios são consumidos em uma festa logo após o ritual. O Coven / Seitas que praticam
sacrifícios rituais não estão aptos a fazê-los mais de uma vez por ano (geralmente durante o
Rito de Eurynomous), se o fizerem. A maioria dos grimórios rituais modernos isentou as
seções de sacrifício do ritual cortando-as como se nunca tivessem existido.

O raciocínio por trás disso é claro. O sacrifício ritual, mesmo de uma mera galinha, não
parece bom. Com toda a má imprensa que cerca as religiões do lado esquerdo já - os
demonólatras modernos optaram por manter alguma história enterrada nas páginas de
grimórios esfarrapados trancados em cofres e acumulando poeira nas estantes de livros. O
que deixamos de lembrar é que muitas outras religiões, incluindo as primeiras seitas cristãs,
participaram de ritos de sacrifício durante o curso de sua história.

Uma questão popular que freqüentemente surge diz respeito à questão de um


membro do coven deixando o coven ou seita: Há rumores em toda parte que os
membros que traíram o coven foram assassinados, mas não por meios físicos. Em vez
disso, o coven empregaria uma maldição para vingar a justiça do ofensor. No entanto,
isso não é verdade. Os membros podem deixar o Coven / Seita a qualquer momento,
sem medo de causar danos. Grimórios mais antigos, como os grimórios Willit e
Delaney, contêm rituais em que um membro é oficialmente removido da seita. Os ritos
são um tanto semelhantes a um rito de desvinculação do casamento (divórcio formal).

A composição de um coven / seita e títulos

A Seita Demonolatria é composta por três grupos de pessoas. Aqueles que são
estudantes / iniciados, aqueles que são adeptos e aqueles do sacerdócio. É função do aluno
estudar para se tornar um adepto. Uma vez que o aluno tenha feito as aulas ou o treinamento,
ele se torna um Iniciado. Uma vez iniciada, ela se torna uma Aprendiz. O próximo "posto", por
assim dizer, é o Adepto. É uma pessoa que sabe o suficiente para orientar os que ainda estão
aprendendo. A menos que uma pessoa nasça em uma família Demonolatria, ela não pode
ascender ao Sumo Sacerdócio, entretanto, ela pode se tornar um Sacerdote Assistente.
Observe que o nascimento em uma família demonolatria não concede automaticamente
privilégios de sumo sacerdócio. Essas pessoas são obrigadas a subir os níveis, assim como
todas as outras. Eles apenas têm a vantagem de que a maioria das pessoas nascidas em
famílias Demonolatria são Adeptas no início da adolescência e Sacerdotes Assistentes no
final da adolescência e início dos vinte anos.

Já que suas famílias começam a ensinar Demonolatria desde o primeiro dia -


isso se torna algo natural para eles. Se dois Adeptos se casam e têm um filho, esse
filho é elegível para um dia presidir como Alta Sacerdotisa. É assim que é e sempre foi.
No entanto - há exceção a qualquer regra. As exceções, porém, são raras.

O objetivo de cada título é o seguinte:

Aluno - Alguém que ainda está fazendo aulas e aprendendo o básico.

Iniciar - pode ajudar os alunos. É oficialmente iniciado e dedicado a um demônio


patrono. Foi aprovado em todas as classes obrigatórias. Conhece os rituais básicos e
os pratica.

Aprendiz - Pode ajudar Iniciados e Alunos. Foi colocada sob a proteção de um Adepto
ou membro do Sacerdócio para descobrir seus talentos e usar esses talentos durante o
ritual para maior dedicação e realização espiritual. Começa a formular seus próprios
rituais e a se familiarizar com rituais complexos. É batizado, se ainda não foi.

Adepto - Um demonólatra praticante que sabe ajudar os alunos-aprendizes. Pode


aceitar Aprendizes. É elegível para estudar para se tornar um Sacerdote Auxiliar.

Sacerdote Auxiliar - Auxilia os membros do sacerdócio durante o ritual. Tem autoridade


para liderar outros em rituais básicos. Tem autoridade para fazer iniciações em
pequena escala.
Sumo Sacerdote - Orienta todos os membros do Coven / Seita em assuntos espirituais,
preside todos os rituais, embora possa ficar de lado e permitir que o Auxiliar assuma o
controle durante os rituais básicos, incluindo iniciações. O sumo sacerdote (ess ') é o
único autorizado a presidir durante as iniciações em massa, ritos batismais,
casamentos e funerais. O Sumo Sacerdote aconselha os membros e oferece ajuda e
orientação quando necessário.

Algumas seitas dividirão seus títulos em um sistema de graus. Nesse caso,


geralmente há nove graus, dez se você contar a fase de pré-início . Dos nove graus, três
são graus iniciados, três são graus adeptos e três são graus do sacerdócio. Para
aprender mais sobre o praticante solitário e determinar onde você está, consulte o
capítulo Seguindo em Frente . Observe também que os títulos são um rito de passagem
indicando que o indivíduo atingiu um estado definido de crescimento espiritual.

As cortesias do feiticeiro ou lei da seita

Antes de começarmos o trabalho ritual real e os fundamentos da Demonolatria


Magick, acho importante reservar um momento para discutir a Lei da Seita. A Lei da
Seita rege os comportamentos do demonólatra que pratica magia em um ambiente de
grupo.

Em meus livros anteriores, usei as cortesias reais de Dukante, conforme escritas por
ele. No entanto, ele foi modificado por Ellen Purswell em 2005 e, francamente, eu gosto mais
de sua versão de Sect Law do que de Dukante, talvez porque ela usou a palavra Mago em vez
de Feiticeiro. Então aqui estão Cortesias do feiticeiro da Sra. Purswell, reproduzidas aqui com
permissão (publicado pela primeira vez em seu

livro Goetic Demonolatry , DB Publishing 2005). No dela, ela explica o raciocínio por trás
de cada uma das “leis”.

· O mago que tem um suposto conhecimento maior de magia e contradiz o


conhecimento de outro mago de nível superior ou inferior nunca será excelente em
seus estudos . [ Isso basicamente significa manter seu ego sob controle. Você ainda é
apenas mortal e a arrogância em seu nome apenas irá retê-lo .]

· O mago poderoso não se vangloria de poder ou maior conhecimento. Ele deve se


destacar . [ Um pouco de humildade ajuda muito .]

· A classificação de um mago em comparação com a de outro não deve ser vista


como competição . [ Vocês não estão competindo com outros de sua fé, vocês são
irmãos e devem ajudar uns aos outros .]

· Um mago de categoria inferior não é inferior e não deve ver outro de categoria
superior como uma ameaça, mas como um igual e com quem se pode aprender . [
Aqueles mais experientes podem ajudá-lo a atingir seus objetivos .]

· Um mago de categoria superior não é superior e não deve ver outro de categoria
inferior como fraco ou inferior, mas como um igual e com quem se deve aprender . [ A
experiência do mago não deve ser usada para puxar patente .]

· O que um mago vê como a melhor ou única forma de magia, outro não pode. Somos
todos indivíduos . [ Existem muitas maneiras de realizar a mesma operação mágica e
nenhuma delas é a melhor. O que funciona para uma pessoa pode não funcionar para
outra .]
· Como em tudo, cada indivíduo tem uma área dentro da magia onde ele é mais hábil e
se sobressairá rapidamente . [ Todos nós temos diferentes pontos fortes e fracos. Cabe
a nós descobrir onde nos destacamos e onde podemos usar a prática. Conheça a si
mesmo .]

· Cada mago recebe pelo menos um presente do universo (Satanás). Este dom pode ser
aquele que outro mago pode possuir, mas outro irá faltar onde a excelência é quase
impossível. Isso ocorre porque um dom é uma extensão natural de algo com que o mago
nasceu . [ Não se culpe se a adivinhação for mais fácil para os outros do que para você, caso
contrário, sua autoconfiança sofrerá devidamente. Você pode levar uma surra quando se trata de
enviar e direcionar energia, enquanto aqueles que se destacam em adivinhação talvez não .]

Se você está interessado em praticar magia em conjunto com sua prática


demonólatra (como muitos demonólatras fazem), mantenha a Lei da Seita em mente.
Dukante disse que aqueles que não seguissem a Lei da Seita teriam seus dons naturais
retirados deles porque os Demônios têm pouca paciência com o Mago que usa seus
dons tolamente.

Invocação, Ferramentas, Execução Ritual e Layout Adequados

As ferramentas rituais básicas do demonólatra


Essas são coisas que você provavelmente deve adquirir para a sua prática.
Esses itens são bastante básicos. A finalidade de cada item é listada após o item.

Espada - Para invocação. Para invocar, a ponta da lâmina está voltada para o céu e você
traça um D e um Z entrelaçados 6 . Você também pode usar a espada para traçar o
círculo no chão. Procure em catálogos de artigos esportivos por espadas baratas e
adequadas.

Dagger - Para invocação. Na verdade, eu prefiro a adaga para invocação porque uma espada
pode ser desajeitada. Também para dispersão de água, se necessário, e para tirar sangue.
Embora para tirar sangue, uma caneta para diabéticos com lancetas descartáveis é mais
segura e higiênica, especialmente em um grupo. Novamente, olhe nos catálogos de artigos
esportivos. Eles geralmente vendem adagas afiadas e baratas adequadas para rituais.

Cálice - Para água ou bebida. Provavelmente é seguro ter dois ou três. Experimente
brechós ou lojas de penhores.

Tigela - Para pedidos de queima e incenso durante o ritual. Deve ser capaz de suportar o calor.
Você precisará de duas tigelas. Mais uma vez, brechós e antiquários tendem a ter a melhor
seleção.

Castiçais - Compre vários tamanhos. Certifique-se também de que correspondem à sua


personalidade. Brechós e lojas de antiguidades também poderão ajudá-lo aqui.
Velas sortidas - várias cores e tamanhos. Velas maiores servirão como velas do altar,
enquanto as velas servirão como velas de foco ou propósito. Considere também velas
de ponto elementar. O melhor lugar para comprar é uma loja de hobby / artesanato. As
velas costumam ser mais baratas lá.

Óleo e Incenso Diversos - Para uso durante o ritual. Comece com conjuntos básicos e
trabalhe em oleos e incensos bem definidos conforme necessário.

The Cord of Nine / Prayer Cords - Este é um item notoriamente usado em grimórios
medievais (livros negros) para maldições. Também é conhecida como escada das
bruxas. Este é um pedaço de couro ou corda em que nove nós são amarrados. Cada nó
representa uma das nove divindades demoníacas. Os primeiros cinco são os cinco
elementos sendo Lúcifer, Flereous, Leviathan, Belial e Satan. Os próximos dois são as
polaridades positiva e negativa sendo ambíguo para destruição e Verrine para cura. Os
dois últimos são vida, Unsere, e morte, Eurynomous. O cordão é usado durante a oração
devocional e ritos religiosos.

Os cordões de oração podem ser de qualquer cor e podem ser criados com as
Nove Divindades na ordem que você escolher.

Tradicionalmente, as Divindades Demoníacas caem na seguinte ordem em


relação aos cordões de oração básicos:

1. Satan
2. Lúcifer
3. Flereous
4. Leviathan
5. Belial
6. Desfazer-se
7. Amducioso
8. Verrine
9. Eurynomous

Os cordões de oração são usados durante, bem, a oração. Ao passar o polegar e


o indicador sobre cada nó, você diz uma prece à divindade que o nó representa. Os
cordões de oração são mais antigos do que o cristianismo e serviram de inspiração
para as contas do rosário católico.

Cada uma de suas ferramentas deve ser consagrada e limpa elementarmente. Ao


limpá-los, você deve ficar longe de abrasivos químicos. Use uma adaga e água quente para
remover a cera derretida. Use terra para limpar, fogo para esterilizar, água para enxaguar e
deixe tudo secar ao ar. Você pode querer secar qualquer prata para que não manche ou fique
com manchas de água. Todas as ferramentas rituais devem ser limpas pelo menos uma vez
por ano, quer precisem ou não. Existem rituais de consagração formais nos quais o patrono /
matrona Demônio é chamado para abençoar cada item. No entanto, esses tipos de rituais
podem ser realizados durante ritos maiores e, portanto, não incluí um ritual formal aqui.

Os poderes que existem

De acordo com Richard Dukanté 7, havia 13 poderes que sugeriam o nível em


que um praticante de Demonolatria estava trabalhando. Ele os definiu como:

1. A capacidade de esquecer o que é conhecido e inútil. Funcionamentos consistentes e


espontâneos.
2. Reconhecimento, equilíbrio e trabalho com cada elemento / Demônio harmoniosamente.

3. A captação e projeção da vontade.

4. A diferença entre bom senso e conhecimento.

5. Percepção dos próprios limites e omissão dos efeitos do poder sobre o praticante.
[isto é, viagens de ego e coisas do gênero]

6. As leis definidas da feitiçaria são as cortesias.

7. Manter o alfa por meio de um trabalho de magia ritual à vontade.

8 O reconhecimento das próprias fases de poder correspondentes a horas, dias e planetas.

9. Precisão e vontade específicas.

10. Interpretação de fórmulas e trabalhos rituais.

11. Transcendência para uma magia superior.

12. Convite para manifestações físicas à vontade.

13. Ascendendo ao plano Demoníaco.

Uma palavra sobre idiomas

Latim, hebraico e francês são as línguas mais comumente usadas nos grimórios
mais antigos. Porque? Primeiro, nem todos os autores de grimórios falam inglês. Além
disso, (isto é especialmente verdadeiro para o texto em latim) quando a educação era
privialge, qualquer informação que se escondesse entre as páginas de antigos
grimórios era secreta apenas para aqueles sem educação, tornando a prática mágica
em todas as formas um luxo para o homem educado.

Hoje em dia, se um estudante deseja estudar os textos mais antigos para que ele
possa entender mais a magia ritual, ele deve aprender algo das línguas acima. É
recomendável que você tenha um dicionário de latim, um dicionário de hebraico e um
dicionário de francês. O raciocínio por trás disso é que você irá, com o tempo, se familiarizar
com as diferentes línguas e ser capaz de reconhecê-las. Embora nem todo mundo esteja
destinado a falar esses idiomas fluentemente, a familiaridade básica e os dicionários podem
ajudar na tradução.

Música Ritual

A música ritual é uma maneira maravilhosa de invocar a atmosfera, que por sua
vez pode ajudar o foco mental do demonólatra que medita em oração, assim como o
demonólatra que pratica magia ritual. Para Coven / Seitas, a preferência tende a se
inclinar para os hinos e cânticos tradicionais. Demonólatras solitárias, no entanto,
relataram encontrar consolo em todos os tipos de música, do Celtic Classical ao Death
Metal. Outros ainda acham que a música ritual diminui a concentração do praticante /
adorador e preferem o silêncio. A música ritual é realmente uma preferência pessoal.
Para encontrar sua preferência pessoal experimente ritos com e sem diferentes
tipos de música. Você pode descobrir que certos rituais são fortalecidos pela música,
enquanto outros parecem exauridos de sua energia com ela.

O altar nativo é cantar o Demoníaco Enns. Usando um tom rítmico e monótono para
cantar o Enn, o Enn é geralmente entoado até que os participantes do ritual sintam que a
energia suficiente foi construída ou até que o Sumo Sacerdote (ess) indique que o nível de
energia atingiu seu nível ótimo.

Talvez um dos hinos cantados mais populares seja “Melus De Quo Magna”. É
versátil, pois pode ser usado em qualquer ritual para qualquer propósito. É apenas uma
declaração de que todas as coisas vêm dos elementos demoníacos. No entanto, não é
tão apropriado para ritos altamente religiosos, como Batismos de Fogo Baphomético,
Casamentos ou Funerais, uma vez que a prática de magia ritual não é realizada durante
esses ritos. Coven / seitas diferentes têm preferências diferentes com relação a hinos e
cânticos.

Você pode obter esses hinos em CD ( Abyss: Daemonolatry Hymns for Ritual and
Meditation ) da DB Publishing. Você também pode encontrar os hinos no final deste
livro. Para referência, aqui estão as palavras de Melus De Quo Magna .

Prodere Foras
quo numen de
magicus ad-mihi ejus
neus veneficium.

Tradução: Fora da natureza, há magia em tudo, fornecida pelos poderes divinos para
uso no funcionamento da feitiçaria.

Configuração Básica do Altar

Existem duas velas no altar. Um de cada lado do altar. Eles servem para iluminar, pois as
velas serão sua única fonte de luz. Para rituais ao ar livre, tochas tiki são maravilhosas. No centro do
altar está o que é chamado de vela de foco . Simboliza o poder e o ponto de foco do rito.
Tradicionalmente, esta vela é espessa e semelhante a um pilar e geralmente roxa ou preta. Ao redor
da vela central estão as velas de propósito usadas para focar para propósitos de rito secundário. Em
frente a ela está a tigela de incenso e a tigela de queima para pedidos. Para rituais de seita, algumas
pessoas

escolha colocar a tigela em chamas na frente do altar em sua própria mesa. Todas as
adagas e espadas são colocadas à direita do altar, enquanto todos os cálices, incensos,
pergaminhos, instrumentos de escrita (uma caneta-tinteiro Schaefer barata funciona
maravilhosamente bem) e todos os outros itens necessários estão à sua esquerda.
Esta é uma configuração muito simples e pode ser modificada para ser tão elaborada
ou simples quanto você preferir. Para rituais de grupo, considere configurar “estações”.
Uma estação é para tirar sangue, uma para pedidos, uma para unção e assim por
diante.

Execução Ritual Básica

O ritual consiste em três partes universais, verdadeiras para todas as escolas de


pensamento oculto. O início / abertura, o meio e o fim / fechamento.

O COMEÇO - A invocação / convite da entidade que você está chamando para obter
poder ou das entidades destinadas a protegê-lo. Na Demonolatria, um círculo elemental
é invocado com os Demônios Belial para Norte / Terra, Lúcifer para Leste / Ar, Flereous
para Sul / Fogo e Leviatã para Oeste / Água. Satanás também pode ser convidado
como o quinto elemento, ou a fonte da qual flui toda a energia. Observe que algumas
escolas ocultas de pensamento chamam o quinto elemento de espírito. As invocações
adequadas para cada um dos elementos são as seguintes:

Para invocar a Terra: “Lirach Tasa Vefa Wehlic, Belial.”


Para invocar o ar: “Renich Tasa Uberaca Biasa Icar, Lúcifer.”
Para invocar o fogo: “Ganic Tasa fubin, Flereous.”
Para invocar a água: “Jedan Tasa hoet naca, Leviathan”.
Para Satan - Tasa reme laris Satan - Ave Satanis

Para ritos de nove (veja a seção apropriada), você invocaria todas as nove divindades.

Lembre-se de que a evocação sugere chamar um Demônio à manifestação física


contra sua vontade, enquanto a invocação é uma prece pedindo ao Demônio para estar
presente ou abençoar o rito.

NOTA: Caso você tenha perdido, uma palavra sobre as Enns ou Invocações
Demoníacas. Ninguém sabe de que idioma vêm os Enns. Eles foram considerados Enns
Demoníacos no final do século 16 (1585) por Demonolator Alexander Willit 8 .

O MEIO - O meio é literalmente a “Definição” do propósito do ritual. Esta é a parte onde


você invoca / convida o Demônio para este propósito. É o corpo do ritual. É onde o
verdadeiro “trabalho” de magia e adoração ocorre. Qualquer coisa pode acontecer
dentro dos limites não tão rígidos do corpo ritual.

FIM - Aqui você dispensa / diz adeus aos Demônios que você invocou / convidou
normalmente com um educado “Agradecemos [nome do Demônio]. Vá em paz." As
velas estão apagadas. Limpe e assim por diante.

Para a prática mágica , podemos quebrar isso ainda mais em três aspectos do ritual.

Os aspectos simbólicos da prática mágica.

Espaço Ritual
Ferramentas Rituais
Amuletos, Talismãs e Sigilos

Os aspectos espirituais e de crença da prática mágica.

Panteões / demônios pessoais


Oração e invocação
Crença Básica

Os aspectos intencionais da prática mágica.

Feitiços
Rituais

O ritual (mágico ou espiritual) pode ser dividido em sete partes.

Defina o propósito do ritual e o resultado desejado.


Crie ou reúna as invocações.
Descreva as etapas do ritual:

⚪ Início - invocações
⚪ Meio - o trabalho
⚪ Fim - fechamento

Monte os sigilos adequados, misturas de ervas e / ou itens mágicos.


Prepare a câmara ritual e você mesmo.
Realize o ritual.
Acompanhamento pós-ritual .

Defina a finalidade e o resultado desejado:

O primeiro passo para criar qualquer ritual eficaz é definir seu propósito. Seja o
mais específico possível. “Eu preciso de algum dinheiro extra” é muito vago, mas às
vezes uma maneira necessária de colocá-lo. “Quero que meu chefe me dê um aumento”
é mais específico. “Quero um emprego melhor” também é muito vago. Experimente
adicionar o campo no qual gostaria de trabalhar (seja realista) a essa frase. “Eu
gostaria de conseguir um emprego de engenharia melhor” é mais específico.

Às vezes, ser específico é impraticável. Em casos como esse, fique à vontade para definir seu

o propósito e a meta desejada dos rituais em declarações amplas e abrangentes. No


entanto, ser específico tem suas vantagens. Primeiro, ajuda você a se concentrar mais
claramente no resultado desejado. Em segundo lugar, dá uma imagem mais clara do
que você realmente deseja. Você realmente quer um aumento ou um novo emprego?
Não dê voltas.

Alguns rituais não têm outro propósito senão honrar os demônios. Se for esse o
caso - então este é o propósito e o resultado desejado.

Crie ou reúna as invocações

Em seguida, decida qual (is) membro (s) de seu panteão pessoal é / são apropriados
para o propósito do ritual e reúna ou crie (se você não tiver um Enn) as invocações
necessárias. Para este trabalho específico (para conseguir um aumento), eu escolheria
Belphegore. Um exemplo (continuando na linha de querer um aumento) de uma invocação
criada pode ser mais ou menos assim:

“Belphegore, da terra, por favor, participe deste rito. Eu te invoco com uma oferta.
Me ouça; esteja presente neste rito para me trazer boa sorte .

Você pode então adicionar outra invocação durante o corpo do ritual (onde o
trabalho é realizado) que define melhor o propósito e objetivo de seu ritual para os
Demônios que você está chamando. Isso pode ser mais ou menos assim:

“Belphegore, da terra, peço que você me conceda a força para encontrar


estabilidade em meu trabalho e as habilidades terrenas para me sobressair ali, para que
eu possa receber um aumento no pagamento.”

Embora esses exemplos possam não ser tão eloquentes quanto você pode
escolher para escrever suas próprias invocações, eles ilustram o quão específicas as
invocações devem ser. Quanto mais específica for a invocação, mais você
compreenderá o que realmente deseja, e os Demônios serão mais capazes de ajudá-lo
e você será mais capaz de honrá-los. Pedir às forças externas que simplesmente lhe
dêem um aumento provavelmente não será tão eficaz. Lembre-se de todas as cores,
símbolos ou correspondências que você precisará seguir para deixar seus convidados
confortáveis.

Descreva as etapas do ritual

Em seguida, você desejará delinear as etapas do ritual. Isso pode ser tão
simples quanto escrever suas invocações para o início e o meio, e escrever seu
“obrigado, por favor, saia e dirija com segurança” para o encerramento. Isso significa que
qualquer coisa durante o corpo do ritual (o meio) é um jogo justo. Se você gostaria de
realizar feitiços ou ação simbólica durante o trabalho, orar, cantar, dançar, pintar,
cozinhar, comer - ou o que quer que seja que você faça durante o corpo de seus rituais -
você pode anotar se estiver preocupado em esquecer um parte específica.

Do contrário, no meio do ritual, você pode fazer o que quiser no momento presente.
Com rituais como este, certifique-se de ter tudo o que você poderia desejar

dentro de seu círculo incluindo pergaminho, velas, tinta, óleos, incensos, tintas, telas,
música, utensílios de cozinha, etc ...

Eu sei que pode parecer estranho ter alguns desses itens dentro de um círculo
ritual, mas você deve sempre lembrar que tudo o que você está fazendo durante o
corpo do rito deve ter um significado pessoal para você, deve conectá-lo ao seu
panteão pessoal, e deve ser feito com o propósito e o resultado desejado do ritual em
mente.

Se você quiser escrever um roteiro, faça-o. Se os scripts preparados parecem


atrapalhar o fluxo do ritual, não os use. Conforme você está planejando a parte de
trabalho de seu ritual, certifique-se de anotar todas as cores, sigilos ou correspondência
que deseja usar durante o ritual. Você também pode querer planejar um tempo para o
ritual baseado na fase da lua, hora, etc ...

Tenha em mente que sigilos e talismãs podem ser feitos durante o corpo do
ritual, se você preferir construí-los dentro de um círculo ritual.

O encerramento do ritual pode ser elaborado ou tão simples quanto você


desejar. No caso de Belphegore, posso dizer algo como,

“ Belphegore, da terra, obrigado por participar deste rito. Vá em paz."

Basicamente, você está dizendo aos convidados reunidos (seu panteão pessoal)
que os aprecia por ter vindo ajudar e os está acompanhando como se fossem um
hóspede.

Monte os sigilos adequados, misturas de ervas e / ou itens mágicos .

Nada é mais frustrante do que ter construído um círculo ritual apenas para
descobrir que esqueceu algo. Faça uma lista de todas as coisas que deseja e leve-as
para a câmara ou espaço ritual com antecedência. Assim, nada fica para trás.

Prepare a Câmara Ritual e você mesmo

Pense nisso como uma configuração. Algumas pessoas, durante a fase de


planejamento, gostam de desenhar diagramas do layout do ritual. Use esta técnica se
ajudar você. Ter o espaço ritual estabelecido com antecedência o deixará livre para se
preparar.

Algumas pessoas podem desejar tomar banho com sais ou óleos rituais. Outros
podem escolher jejuar antes do ritual. Outros ainda podem escolher levar seu tempo
colocando suas vestes e preparando-se mentalmente para um ritual. Talvez você queira fazer
todos os três. Essas escolhas dependem inteiramente de você.

Realize o Ritual

Eu não acho que preciso ir mais longe nisso. Mas certifique-se de reservar
tempo suficiente para realizar o ritual. Especialmente se você estiver em um horário
privado e seu colega de quarto estará em casa em uma hora.

Acompanhamento Pós-Ritual

Depois de fazer um trabalho ritual de magia, você não pode simplesmente ficar
sentado de braços cruzados e esperar que um aumento ou um novo trabalho caia em
seu colo. Nem deve ir trabalhar e xingar seu chefe, ou ficar em casa esperando que o
telefone toque com uma oferta de emprego melhor. Em vez disso, você deve participar
ativamente da magia. Essa participação significa chegar ao trabalho pontualmente e
mostrar ao seu chefe que você é competente e merece um aumento. Isso significa que
você tem que sair e preencher as inscrições.

O objetivo do círculo

Um círculo é criado não para amarrar os Demônios, mas sim para equilibrar as
energias que eles trazem para o ritual. Existem outros tipos de ritos que empregam triângulos,
onde todas as nove divindades são chamadas (três para cada ponto). Esses rituais existem
para criar um fluxo de energia mais vibrante. Aconselho os novos praticantes a ficarem longe
do triângulo, ou rituais da pirâmide, como os chamamos, a princípio porque a energia pode ser
forte, opressora e profundamente perturbadora para aqueles que não experimentaram a
presença demoníaca desequilibrada. Eles podem até ser perturbadores para o adepto e
podem causar náuseas, vômitos, tonturas e, em casos raros - desmaios. Portanto, antes de
fazer um rito da pirâmide, beba muitos líquidos (mesmo em jejum) e esteja ciente de que os
rituais que empregam um triângulo produzem energia forte e desequilibrada e um rito de
equilíbrio elemental pode ser necessário depois.

Técnicas de invocação adequadas

Ao chamar os Demônios para o seu círculo ritual, a maneira tradicional de fazer


isso é usar o Enn, ou uma invocação de sua própria invenção, e usar a adaga ritual ou
sua mão para desenhar o seguinte no ar à sua frente (meio diagonal para o céu, se isso
faz sentido), começando na seta e terminando no ponto:
Ele começa com o ponto mais próximo da flecha com Unsere, próximo é Lúcifer,
próximo é Flereous, próximo é Verrine, próximo é Belial, então Amducious, então Leviathan,
Satan e finalmente termina no

ponto com Eurynomous. Começa com a criação, move-se para a iluminação e termina
com a destruição. Ele repete este ciclo três vezes.

Agora, algumas definições. Eu aprendi recentemente que os Magistas Cerimoniais e


Goéticos usam suas próprias definições de invocar e evocar. Disseram-me que para os magos
cerimoniais, evocar é a manifestação externa e invocar é a manifestação interna (que
também às vezes chamam de possessão, o que também é estranho, mas é o seu jargão).

Isso me deixa louco porque não é isso que essas palavras significam de acordo
com o dicionário, mas eu respeito totalmente as definições especializadas do Mago
Cerimonial e seu direito de usá-las. Afinal, não tenho nenhum problema com a
evocação usada para trazer partes da psique para a linha de frente para o trabalho do
"Eu", que é realmente como a maioria dos CMs vêem os Demônios (como aspectos
negativos / malignos da psique humana, por assim dizer, em oposição para entidades
neutras reais).

É que demonólatras usam as definições de dicionário para essas mesmas


palavras - não as definições de CM. Se você não tiver certeza, procure no dicionário.

Invocação- O ato de chamar (um poder superior) para obter ajuda, apoio ou inspiração.

Os CMs dizem que este é o interno, mas por definição isso seria tecnicamente externo
porque a definição real sugere um poder fora do self. No entanto, como cada um de nós é
uma parte do divino e de tudo o que existe, posso ver de onde eles tiraram sua definição
"interna" . A invocação é o que nós demonólatras fazemos.

Não evocamos Demônios em nenhuma circunstância .

Evocação - O ato de convocar (como você faria com um servo ou subordinado)


uma entidade (implícito: contra sua vontade. Também implícito: Demônios são servos).

Os CMs dizem que isso é externo, mas por definição a implicação de evocar é interna e
externa e sugere algo que o mago cria ou evoca de si mesmo ou forças de outra fonte .

NOTA: Demonólatras consideram a evocação MUITO desrespeitosa .

Agora, gostaria de discutir outro aspecto. A de possessão vs. canalização.


Demonólatras nunca são possuídos por demônios. Posse, por sua própria definição,
significa contra a vontade do indivíduo. Demonólatras acreditam que os demônios não
precisam de posse.
Possuído - controlado (implícito contra a vontade de alguém) por um espírito ou outra força.

Os CMs costumam usar essa palavra na minha frente para descrever o que os
demonólatras chamariam de canalização. Posse significa que o mago não tem vontade
de pará-lo e as palavras do
definição implica o mesmo .

Nós, entretanto, acreditamos em Canalizar Demônios. Existem métodos para fazer isso.

Canalização - O meio pelo qual um guia espiritual se comunica supostamente


com o mundo físico. (Isso é feito com o consentimento da pessoa, porque ela tem que
se abrir fisicamente para a experiência.)

CMs não parecem usar essa palavra .

Dedicação e Iniciação

Como o praticante escolhe o demônio equivalente

Escolher sua contraparte Demônio (Matrona / Patrona) pode ser uma experiência
interessante. Requer honestidade do Eu e alguns sabem do ocultismo para ter sucesso. Sim,
você pode acabar escolhendo uma contraparte sem sucesso. No entanto, você não deve se
preocupar. As escolhas malsucedidas geralmente resultam em desequilíbrios parciais que são
facilmente corrigidos.
Você deve escolher um Demônio que se assemelhe muito a algum aspecto seu.
EXEMPLO: Se você é um leitor ávido ou adora aprender, sua escolha óbvia como contraparte
seria Ronwe, o Demônio do Conhecimento. Você deve pesquisar seu Demônio por completo
para ter certeza de que este é realmente o Demônio que você deseja que seja sua contraparte.
Se você preferir não escolher seu Demônio dessa maneira, uma escolha que está sempre
disponível é seu Demônio elemental.

A maneira mais simples de escolher seu Demônio é conhecer seu elemento.


Você pode basear seu elemento em um mapa natal, um signo solar ou como você se
sente em geral. Ao longo do livro, usarei a hierarquia de Dukanté como um modelo para
ilustrar métodos.

Talvez você seja um Sagitário (fogo) com Touro (terra) ascendendo, mas
geralmente se sente aquoso devido às suas emoções profundas e criatividade inata.
Você pode escolher Flereous, Belial ou Leviathan como sua contraparte. Para resumir
muito bem - você não poderia dar errado com Flereous, Leviathan pode funcionar
adequadamente, mas Belial provavelmente não é a melhor escolha. Agora, se você
costumava se sentir terreno, Flereous e Belial se tornariam escolhas viáveis. Veja abaixo
.

Observe que contrapartes Elementais andam de mãos dadas com Magick


elemental. Este pode ser o caminho a seguir, especialmente se você tiver experiência
em Magick elemental. Agora você provavelmente está vendo como isso pode se tornar
personalizado.

O Ritual de Auto-Dedicação :

Leve o seu tempo escolhendo um Demônio para se dedicar. Não há pressa .

Quando for para acontecer, vai acontecer. É sugerido que você trabalhe com
muitos Demônios antes de dar esse passo em direção à dedicação. Você pode praticar
a Demonolatria por anos sem se dedicar a um Demônio em particular. Acontece que,
depois do tempo, muitos demonólatras podem descobrir que estão mais conectados
ou atraídos por um determinado Demônio do que os outros. Este Rito basicamente
reconhece e fortalece esse vínculo.

Vou notar uma mudança logo após fazer uma dedicatória?


Provavelmente não. Mas não se preocupe. A dedicação não é a solução para
todos os nossos problemas terrenos. A dedicação é um rito que solidifica um vínculo
entre você e um Demônio. Isso não significa que o Demônio vai começar a falar com
você o tempo todo ou se manifestar em cada esquina. Em vez disso, sua matrona /
patrona é seu guia principal. Sem dúvida, você descobrirá que outros Demônios são
mais fortes ao longo do seu caminho. Isso porque você pode precisar da ajuda de um
demônio diferente em um determinado momento de sua vida. Em casos como esse, a
Matrona / Patrona se afastará para permitir que outro Demônio dê um passo à frente
para oferecer sua orientação.

Então, por que escolher uma Matrona / Patrona?

A Matrona / Patrono é uma contraparte para equilibrar o indivíduo. É nesse


equilíbrio que podemos ver as coisas com mais clareza e começar a conhecer o Ser,
melhor.

Patronos / Matronas e Mentores

Há uma diferença entre patronos / matronas e demônios mentores. Patronos


(masculino) ou matronas (feminino) têm um vínculo com o praticante que é sempre
forte. Eles se atraem naturalmente.

Mentores, no entanto, vêm ao praticante espontaneamente e podem mostrar interesse


em "orientar" o demonólatra durante uma fase ou situação específica da vida em que ele
precisa de ajuda e o Demônio tem lições para transmitir. Quando os Mentores aparecem, a
Matrona / Patrona geralmente fica de lado. Isso é normal e necessário para que o Mentor
possa ajudá-lo o máximo possível. Assim que você não precisar mais do Mentor, o Patrono /
Matrona dá um passo para trás para tomar o lugar do Mentor.

Um praticante pode encontrar-se sob o comando de um mentor por anos a fio.


Freqüentemente, o praticante fica preocupado porque o vínculo com a Matrona /
Patrono foi perdido, ou preocupações que ele escolheu o Demônio errado para se
dedicar. Este não é o caso. O M / Patron sempre retornará, assim como o
relacionamento próximo. O relacionamento com o mentor também pode se tornar
estreito. Em sua vida, você pode ter vários mentores vindo até você, dependendo do
que os Demônios pensam que você precisa e do que você acha que precisa. Não há
dedicação feita a um mentor.

Os rituais de dedicação devem ser feitos em um dia importante para você, se


possível. Aniversários, aniversários de crianças ou datas com algum significado para
você são ideais. Se você não pode esperar por esta data, você pode usar uma lua nova
ou cheia em seu lugar ou usar mapas planetários para planejar seu ritual. Consulte a
seção de planejamento abaixo. Você precisará reunir os seguintes itens:

Bell or Gong, 2 cálices, Pure Solar Sea Salt, água de um rio corrente, uma tigela
para incenso, uma tigela / urna de ferro fundido para queimar, um athame 'ou adaga,
uma espada para invocação, pergaminho, tinta, um incenso apropriado para o seu
elemento.

Você precisará saber: O Demônio ao qual você planeja se dedicar como


contraparte, seu elemento e o lugar onde seu ritual começará. As bases do incenso
para cada elemento são as seguintes:

Água - Base Calamus


Terra - Base Patchouli
Ar - Base de absinto
Fire - Base de Sândalo.

Preparação para o Ritual:

Planeje com antecedência. Você deve permitir-se pelo menos 3 dias de


preparação. Se você fuma, bebe ou usa drogas recreativas, deve abster-se de fazê-lo
por pelo menos 48 horas antes de realizar este ritual. Você também deve jejuar 24
horas, bebendo muitos líquidos, a menos que você tenha uma condição médica que
não o permita. A relação sexual também deve ser evitada durante esse período, pois
drena a energia física. Certifique-se de que todos os seus itens foram adquiridos, que
você escolheu o seu demônio homólogo e que escolheu um local ritual onde não será
perturbado.

O Ritual:

Este ritual pode ser feito vestido de céu (nu) ou vestido. Use um convite /
conjuração de sua preferência para reunir os elementos em seus pontos cardeais de
seu círculo ritual.

Para invocar a Terra: Lirach Tasa Vefa Wehlic, Belial.


Para invocar o ar: Renich Tasa Uberaca Biasa Icar, Lúcifer.
Para invocar o fogo: Ganic Tasa fubin, Flereous.
Para invocar a água: Jedan Tasa hoet naca, Leviathan.

Depois de chamar os elementos e seu círculo ter sido construído, escreva em


um pedaço de papel:

Eu, [seu nome], por meio deste me dedico a [nome do Demônio]. Por Satanás - o monarca
infernal e governante dos elementos - eu juro lealdade a [nome do Demônio] para sempre.
Servirei e trabalharei com você conforme você pedir. Aceite-me agora como um aluno
dedicado ao elemento de seu projeto. Eu afixo meu selo abaixo .

Assine a dedicação.

Medite em sua devoção por pelo menos meia hora. Depois de sentir a presença
do Demônio escolhido (e você vai sentir) - queime a dedicação. Feche o ritual.

O Resultado:

Este ritual não requer nenhuma manutenção adicional, exceto você permanecer
dedicado como prometeu. Uma vez que você se dedica a um Demônio, você não pode se
dedicar a outro. É por isso que é tão importante ter certeza de sua escolha. Deixar de
permanecer dedicado é entre você e sua entidade escolhida. Algumas pessoas relataram que
nada de adverso aconteceu, enquanto outras dizem que nada mais aconteceu do que algo
adverso. Acredito que isso tenha a ver com a percepção do adorador e se ele sente ou não a
culpa mais profundamente. Lembre-se de que os demônios são entidades peculiares que têm
gostos, aversões e temperamentos específicos. Quanto mais você trabalhar com um
Demônio, mais compreenderá seu temperamento.

A Iniciação -

A iniciação na Demonolatria pode acontecer de duas maneiras. Por meio da


auto-dedicação e auto-iniciação, ou através da auto-dedicação e iniciação seita.
Algumas seitas exigem que você seja batizado antes de ser iniciado. Outros permitirão
o batismo em uma data posterior. De qualquer forma, você provavelmente terá que
estudar por algum tempo antes de ser iniciado.

O rito de iniciação básico é o seguinte: O ritual começa com a construção básica de


um círculo elemental. O iniciado entra na parte norte da câmara ritual, pois o norte significa
novos começos na demonolatria. Em cada ponto elemental, o iniciado é apresentado pelo
sacerdote ou sacerdotisa ao Demônio elemental como: [Nome do Demônio], apresentamos a
você [Nome do Iniciado] - um

verdadeiro seguidor de seu caminho. Conceda a ele a sabedoria de conhecer seu poder divino.

O Iniciado Responde a cada Elemento assim: Salve [Nome do Demônio].

Coven / Sect segue com retumbante "Hail"

O iniciado deve então se ajoelhar diante do altar e cortar sua mão, permitindo
que seu sangue derrame no cálice em que o sangue do resto do coven foi colocado.
Uma vez misturado com água abençoada pelo Demônio Leviatã, o iniciado é
apresentado ao Demônio patrono do Coven / Seitas. Isso pode variar de uma seção
para outra. Feito isso, o iniciado é convidado a beber do cálice. O cálice é então
passado de membro a membro. Alguns coven / seitas dão ao iniciado um nome pelo
qual os Demônios o reconhecerão e / ou um pingente para usar, significando sua
aceitação no grupo. Mas geralmente, a atribuição do nome demoníaco é salva para o
rito do Adeptado.

Para a auto-iniciação, o rito prossegue da mesma forma, exceto que o iniciado


deve se apresentar: [Nome do Demônio], eu me apresento a você como um verdadeiro
seguidor de seu caminho. Conceda-me sabedoria para conhecer seu poder divino.
Salve [Nome do Demônio]. A iniciada deve se apresentar no altar e deve cortar a mão
deixando o sangue cair no cálice. O iniciado mistura o sangue com água, apresenta-o
ao Leviatã: "Leviatã - abençoe esta água para que eu possa me limpar e começar minha
vida de novo como demonólatra." Feito isso, o iniciado se apresenta ao patrono
Demônio ou Satanás. Ela então bebe do cálice.

Um pendente pré-purificado significativo pode ser feito para o propósito deste


ritual, de modo que quando o iniciado terminar a auto-iniciação, ele possa dar o
pendente a si mesmo. O pingente é apenas um lembrete e um símbolo de fé, amor e
devoção.

Auto-dedicatórias podem ser feitas antes ou depois de uma seita ou auto-iniciação.

A diferença entre um batismo, uma iniciação e uma dedicação:

Batismo = Recomeçar a vida como demonólatra. Ou começando sua vida como


demonólatra, o que for apropriado.

Dedicação = Fidelidade e vínculo com uma entidade Demoníaca específica.

Iniciação = Um rito de boas-vindas a uma nova pessoa em um Coven / Seita, ou a


prática da Demonolatria em geral.

Feriados Demonolatria:

Feriado do mês / dia


21 de março Rito do Equinócio para Lúcifer
30 de abril Walpurgisnacht / Véspera de maio - Iniciações e primeiro rito para
 
Leviatã
22 de junho Rito do Solstício para Flereous
21 de setembro Rito do Equinócio para o Leviatã
31 de outubro All Hallows Eve / Halloween Rite to Eurynomous &
 
Baalberith
22 de dezembro Rito do Solstício para Belial

Enquanto os Solstícios e Equinócios celebram a mudança das estações e os


elementos demoníacos, a Véspera de Maio é o segundo rito do Leviatã. Às vezes, o
ritual de maio não é realizado até primeiro ou segundo de maio. Este é um ritual onde
novos iniciados são apresentados às suas novas seitas. O rito de 31 de outubro é um
rito para Eurynomous, Balberith e Babael. Os demônios da morte da 9ª quinta família.
Há também um segundo rito para Lúcifer realizado em meados de novembro. No
entanto, por razões desconhecidas, o segundo rito de Lúcifer foi abandonado por
muitas seitas da Demonolatria no século XIX. Foi recentemente reintroduzido.

Oração

Infelizmente, quando muitas pessoas olham para a oração, pensam na versão cristianizada
- rastejando diante da divindade implorando por misericórdia. Algumas pessoas também
podem ver a oração como uma forma de conseguir coisas, como "Querido Deus, por favor, dê-
me um carro novo." Na verdade, a oração não é nenhuma dessas coisas.

A oração é definida como : “Uma petição reverente feita a Deus, um deus ou outro objeto
de adoração. Um ato de comunhão com Deus, um deus ou outro objeto de adoração,
como em devoção, confissão, louvor ou ação de graças. ”
Como em petições reverentes, o seguinte é apropriado:

“Lorde Leviathan, por favor, conceda-me força emocional e controle para não estrangular
meu irritante colega de trabalho. Agradeço por isso. Um homem."

“Lord Belphegore, por favor, ajude-me a descobrir uma nova oportunidade de obter renda
adicional. Agradeço por isso. Um homem."

O que se segue é simplesmente ridículo:

“Lord Rosier, faça Martha me amar e querer pular sobre meus ossos!”

"Senhor Satanás, deixe-me ganhar na loteria!"

A reverência é definida como :

1. Um sentimento de profunda admiração e respeito e, muitas vezes, amor; veneração.


2. Um ato de respeito, especialmente uma reverência ou reverência.
3. O estado de ser reverenciado.

Basicamente, isso significa que orar para pedir força, discernimento, sabedoria e
outras coisas é bom, pois é reverente ao Demônio. Você está buscando a sabedoria e
as energias deles para ajudá-lo. Nos últimos exemplos, o peticionário estava pedindo
coisas impossíveis, usando os Demônios como se fossem gênios concedendo desejos.
É aqui que as velhas mitologias árabes dos jinn (djinn) entram e o trabalho de Salomão
com a hierarquia goética.

Mas e quanto aos trabalhos mágicos em que você busca o amor de Martha ou
quer ganhar na loteria? Realista é a palavra chave aqui. Você pode orar e pedir a Verrine
para ajudar a curar um amigo doente ou pode pedir a Verrine que conceda a seu amigo
forças para se curar. O último é mais realista porque os Demônios são conhecidos por
ajudar aqueles que se ajudam. Eles raramente entregarão algo a você, especialmente
se você tiver o poder de mudar as coisas por conta própria. Essa é uma das muitas
lições que os demônios costumam transmitir aos seus seguidores. Faça por si mesmo
e busque os Demônios para obter força e orientação para ajudá-lo a alcançar seus
objetivos. Não os procure para lhe entregar coisas. Não é provável que aconteça.

Muitas vezes, a oração é em ação de graças. Freqüentemente esquecemos que


as lições que os demônios nos ensinam são coisas pelas quais devemos ser gratos.
Quando comecei a praticar Demonolatria, anos atrás, eu era uma garota tímida e não
me defendia. Através da minha prática de Demonolatria e lições que aprendi por meio
da intervenção Demoníaca, aprendi não apenas como me defender, mas como interagir
melhor com as pessoas. Agradeço aos Demônios diariamente por me ajudar a alcançar
essa força. Observe como eu não dou a eles todo o crédito.

O divino só pode fazer muito por conta própria. Existimos como a manifestação física
do divino. Dito isso, somos parte do divino assim como os demônios. Isso me leva ao meu
próximo ponto - a oração também pode ser uma petição a esta parte Divina do Ser. Os
Demônios não ficarão chateados. Você deve se tratar como os trata e se dar crédito quando
conquistar algo com ou sem influência Demoníaca. Dê o crédito onde o crédito é devido. Isso
não o torna egoísta. Simplesmente fortalece a auto-deificação por meio da qual você
compreende melhor o seu Eu superior. Conhecer a si mesmo é a chave para viver a vida que
você deseja, aqui e agora.
A oração também pode ser retransmitida em uma oferta de respeito e
reverência. Você pode oferecer sigilos para a chama em oração. Você pode oferecer
incensos, óleos, sangue e até mesmo fortes emoções de excitação, felicidade, amor e
devoção.

A oração funciona por meio de uma troca positiva de energia. Você oferece ao
Demônio energia positiva e reverência durante a oração e essa energia é devolvida do
Demônio, para você, como uma energia ainda mais forte. É por isso que a oração funciona e
não foi abandonada. Também oferece uma comunhão entre o indivíduo e a divindade. Um elo
ou vínculo direto que, quando cultivado, cresce em uma forte conexão com as inteligências
divinas que chamamos de Demônios e tudo o que existe - Satanás.

Vamos dissecar uma oração por um momento. A oração pode ser dividida em quatro partes.

1. Reconhecimento
2. Petição ou oferta reverente

3. Ação de Graças
4. Enviando a oração

O Reconhecimento
“Lord Leviathan ,

A Petição ou Oferta Reverente


por favor, conceda-me força emocional e controle para não estrangular meu irritante colega de trabalho .

Ação de graças
Eu te agradeço por isso ,

Enviando a Oração
Um homem."

Nem todas as quatro partes estão sempre presentes em palavras, mas devem estar presentes
no pensamento e
sentindo-me.

Mas Amém é uma coisa cristã ... Errado. Amém não é um final cristão exclusivo para a
oração. Vem do antigo Egito da divindade Amen-Ra. Como Amém, ele era um Deus oculto e
secreto. Ra representou Seu lado tangível. Amém foi dito no final da oração para enviar a
oração ao Deus mais elevado e oculto, Amen-Ra. Portanto, nesse sentido, você estaria
literalmente enviando a oração ao maior poder invisível do universo, Satanás. Algumas
pessoas vêem Atem, Amém e Satanás como meros aspectos diferentes da mesma divindade.
Se você se sentir mais confortável, termine cada oração com Satanás . O conceito ainda é o
mesmo. Algumas orações também terminam com Naamah como uma bênção. Dizer Naamah
é basicamente desejar um resultado, experiência ou jornada agradável. Usado para abençoar
itens ou pessoas, Naamah significa que você está desejando ao indivíduo uma experiência ou
jornada agradável, ou que o item abençoado traga prazer ao portador ou (como no caso dos
amuletos) mantenha suas experiências agradáveis ou protegidas da discórdia. Lembre-se
também dessa opção. Como você termina suas orações depende de você.

A oração pode até ser silenciosa. A oração pode assumir a forma de uma oferta,
desde que todas as quatro partes da oração estejam presentes em seus pensamentos
e sentimentos enquanto você está construindo a oferta e dando.

Orações e meditações devocionais


Para Lúcifer

Foi nosso Senhor Lúcifer quem nos trouxe das trevas para a luz. Ele ilumina nosso
caminho para que possamos encontrar a iluminação. Nós o honramos. Seus ventos
trazem consigo a promessa de lições aprendidas para esta vida. Salve Lúcifer. Senhor
do Ar.

Para Flereous

O fogo nos renasce e, como a fênix, nós também nos ergueremos. Nosso Senhor
Flereous assim o ordenou. Dele somos abençoados com nossas paixões e amores.
Nossos desejos e energias. Pois todas essas coisas são Flereous. Ele nos traz ação e
desejo, dando vigor e força ao propósito de nossa vida. Salve nosso Senhor Flereous.
Senhor do Fogo.

Para o leviatã

Somos limpos nas ondas do oceano, nosso Senhor Leviatã. Pois você nos dá os
poderes de intuição e emoção que guiam nosso caminho espiritual. Em sua sabedoria,
como a serpente sugere, você nos traz fé, devoção e amor. Sua graça é eterna e
verdadeira e somos verdadeiramente abençoados. Salve nosso Senhor Leviathan.
Senhor da Água.

Para Belial

Lord Belial nos traz estabilidade e conhecimento. Ele é a força da educação e o pilar dos
sentidos. Por meio dele, somos encorajados a explorar o mundo por meio da sensação e do
prazer. Somos convidados a descobrir. Por isso temos sido verdadeiramente abençoados.
Salve nosso Senhor Belial. Senhor da Terra.

Morte

Oração Funeral

Na escuridão, surge um raio de luz na promessa de renascimento profetizada por nossos


Senhores das trevas. Salve Eurynomous e Baalberith. Que Babael mantenha este cemitério
sagrado e imaculado. Rezo a você, Senhor Eurynomous, pela passagem segura de meus entes
queridos para Unsere, que traz vida dos desertos.
Devocional / Oração

Meu mais sombrio dos Senhores, ouça-me. Pois, quando eu estiver morto, você deve
saber que fui fiel a você em vida para que possa cumprimentá-lo com respeito e para
que você possa me conhecer pelo nome na morte. Salve a você e ore para me manter
seguro até que chegue a minha hora de deixar este avião.

Morte de uma criança

Lord Baalberith, por favor, cuide desta criança. (S) ele veio até você na morte. Como
protetor de almas, console e guie-a para seu lugar de descanso. Que Babael a proteja
para que nenhum mal lhe aconteça. Uma vida tão jovem abandonada. Choramos e
encontramos conforto em saber que ela está agora e sempre estará entre parentes.
Como sua energia estava em vida, ela retorna à sua fonte. Bem-aventurados os filhos
por sua inocência. Abençoada é esta criança. Lorde Eurynomous protegê-la e mantê-la,
que assim seja.

Morte de um animal de estimação

Mesmo que essa mera criatura de Belial não fosse homem nem mulher, ele era meu amigo e
companheiro de vida. Agora, nosso Senhor Eurynomous levou sua alma para um descanso
tranquilo. Assim nós a colocamos no chão, na terra de onde ela veio. Com tristeza a
libertamos e com alegria celebramos o amanhecer de seu falecimento. Abençoadas são as
feras por seu amor incondicional. Bem-aventuradas as bestas por seu julgamento mentem na
verdade. Proteja e mantenha-a, que assim seja.

Devoções às Nove Divindades Demoníacas

Satanás
Senhor Satan, me ouça. Abençoado em seu nome, eu oro, por favor, mantenha-me
seguro. Doravante, juro minha devoção e amor eternos. Que assim seja.

Belial
Lorde Belial, ouça-me. Abençoado em seu nome, eu oro, por favor, mantenha-me
seguro. Doravante, juro minha devoção e amor eternos. Que assim seja.

Lúcifer
Senhor Lúcifer, ouça-me. Abençoado em seu nome, eu oro, por favor, mantenha-me
seguro. Doravante, juro minha devoção e amor eternos. Que assim seja.

Flereous
Lorde Flereous, ouça-me. Abençoado em seu nome, eu oro, por favor, mantenha-me
seguro. Doravante, juro minha devoção e amor eternos. Que assim seja.

Leviatã
Lorde Leviathan, ouça-me. Abençoado em seu nome, eu oro, por favor, mantenha-me
seguro. Doravante, juro minha devoção e amor eternos. Que assim seja.

Unsere
Unsere, me ouça. Abençoado em seu nome, eu oro, por favor, mantenha-me seguro.
Doravante, juro minha devoção e amor eternos. Que assim seja.

Eurynomous
Lorde Eurynomous, ouça-me. Abençoado em seu nome, eu oro, por favor, mantenha-me
seguro. Doravante, juro minha devoção e amor eternos. Que assim seja.

Verrine
Lorde Verrine, ouça-me. Abençoado em seu nome, eu oro, por favor, mantenha-me
seguro. Doravante, juro minha devoção e amor eternos. Que assim seja.

Ambicioso
Lorde Amduscius, ouça-me. Abençoado em seu nome, eu oro, por favor, mantenha-me
seguro. Doravante, juro minha devoção e amor eternos. Que assim seja.
Lições de introdução às demonolatria para pré-iniciados

Esta seção é oferecida para Estudantes de Demonolatria que buscam iniciação.


Agora que você chegou até aqui e entende os fundamentos da Demonolatria, reveja o
que aprendeu e faça as atribuições. Se você tem um professor com quem está
trabalhando, entregue suas tarefas a ele. Se você não tiver um professor, fazer as
tarefas para sua própria edificação o ajudará a absorver melhor o material.

Essas lições também podem ser benéficas para os adeptos e os já iniciados,


visto que contêm material complementar às informações já apresentadas neste livro.

O pré-iniciado deve manter um caderno para escrever entradas de diário e notas


sobre o material.

Notas para adeptos e sacerdócio: Às vezes pode ser útil para os alunos dar-lhes
as datas de vencimento para cada designação. Você também pode pedir que
entreguem seus cadernos uma vez por semana ou dê-lhes tarefas de casa adicionais,
conforme achar adequado.

LIÇÃO UM

Para obter os melhores resultados - leia as anotações da aula, anote quaisquer dúvidas
que você tenha, pesquise suas perguntas neste livro e, em seguida, entre em contato
com seu professor com quaisquer perguntas que não foram respondidas. Se houver
algum dever de casa, você deve fazê-lo e escrever um pequeno diário ou ensaio
detalhando seus resultados. Isso deve ser transformado em seu professor.

Esta primeira aula é sobre o estudo de Demônios, a natureza de Demônios e


divindades, e a adoração de Demônios como divindades. A palavra Demônio (do latim e
grego) originalmente significava uma inteligência divina repleta de sabedoria. Divino
vem do latim divus que significa Deus. Portanto, podemos dizer com segurança que os
demônios não começaram como demônios cristãos como a palavra agora se aplica em
nossa era moderna. Demônios eram originalmente deuses em seu próprio direito.

Primeiro, vamos começar discutindo Demonologia, que é o estudo de Demônios.


Demonology como um estudo foi criado pela igreja cristã para catalogar Deuses (também
conhecidos como Demônios) de religiões passadas. Talvez os mais notáveis sejam os 72
espíritos de Salomão. Esses demônios goéticos datam de cerca de 100 DC, quando a prática
da demonologia e demonografia se tornou lugar comum entre o clero da igreja católica.
Demônios hebraicos e outros foram posteriormente catalogados por notáveis demonologistas
como Johan Weyer, Peter Binsfield, Papa Honório e assim por diante. Na maioria dos casos,
esses homens pegaram hierarquias demoníacas existentes e as modificaram, adicionaram a
elas e mudaram para criar novas hierarquias. Não é de se admirar que a história de muitos
Demônios tenha se perdido com o passar do tempo. Dagon, por exemplo, era supostamente
um Deus da colheita antes de, de alguma forma, encontrar um lar como um Deus serpente do
submundo. De fato, uma enorme diferença de propósitos. Ou como um simples erro de
tradução pode criar todo um gambito de erros. ie Beelzebuth era originalmente o Senhor das
Moscas. Evidências mais recentes sugerem que a tradução estava errada e ele deveria ter
sido identificado como Lord of Lords.

Além disso, um bom número de Demônios foi criado a partir de um Demônio. Eu gosto
de chamar isso de "jogo do nome". Um excelente exemplo disso é o Demônio Asmódico. Ele
também é conhecido como Asmoday, Amducious, e seu nome pode ser escrito de várias
maneiras. É assim que um Demônio se torna dois. Ronove se torna Ronwe por causa de um
erro de ortografia simples transmitido com o passar do tempo, assim como Astarte se torna
Astaroth e Ashtaroth. Ou Leviathan se torna Luithiano e assim por diante.

Por isso, devo dizer que estudar diferentes demônios e hierarquias pode ser um
hobby gratificante e bastante fascinante. Na Demonolatria, as hierarquias que as
diferentes pessoas usam geralmente são baseadas em preferências pessoais. Muitas
pessoas usam os Demônios Goéticos e a hierarquia Dukanté, junto com Demônios
Hebraicos autônomos que não têm hierarquias específicas. Geralmente as hierarquias
Goetia e Dukante são as mais populares.

Estudar Demônios pode ser valioso para você como praticante da Demonolatria,
pois pode ajudá-lo a escolher uma Matrona / Patrona e a saber com quais Demônios
você deseja trabalhar ou homenagear para qualquer variedade de propósitos. Observe
que gosto de salientar que a definição de um Demônio não é o propósito da alma. É
simplesmente um aspecto desse demônio. Uma opção para lhe dar uma maneira de
interpretá-lo. Iremos examinar isso com mais detalhes na próxima aula.

Agora eu gostaria de discutir a natureza da divindade. Algumas pessoas


acreditam que a divindade é uma única fonte de energia pura, enquanto outras
acreditam na divindade como um ser senciente. Esta é uma escolha inteiramente
pessoal. No entanto, na Demonolatria, algumas regras básicas se aplicam a isso - todo
demônio tem uma contraparte, polaridade positiva e negativa, polaridade masculina /
feminina e todos os aspectos intermediários. Deixe-me salientar que, ao dizer homem /
mulher, não estou falando do gênero físico ou sexual como os conhecemos. Estou
falando de polaridade arquetípica. Cada gênero representa um conjunto de ideias ou
aspectos que foram rotulados como feminino ou masculino. Você pode ver essa
polaridade nas nove divindades demoníacas, bem como nos aspectos de cada
demônio individual. Ao dizer que um demônio é masculino ou feminino, observe que
não estou sugerindo sexo literal. Algumas pessoas optam por ver o Leviatã como
homem, enquanto outras vêem o Leviatã como mulher. O mesmo pode ser aplicado a
Lúcifer e muitos outros Demônios.

Vamos usar o Belial como exemplo. Belial é o elemental da Terra. Seu aspecto feminino é

mãe, nutridora e colheita abundante. Seus aspectos masculinos são a natureza carnal,
força, estabilidade e equilíbrio. Cada aspecto pode ser útil ou prejudicial, dependendo
da perspectiva da experiência individual referente a esse aspecto.

Uma coisa é certa, seja energia ou entidade senciente - uma divindade é


composta de matéria. Nós adoramos (trabalhamos com) esse "assunto". Por meio da
oração, damos forma e energia positiva. Por sua vez, provavelmente retribuirá o favor.
Discutiremos como a oração funciona um pouco mais na próxima lição.

Lição de casa: Leia o capítulo Introdução à Demonolatria. Isso irá apresentá-lo às


filosofias básicas da demonolatria. Além disso, vá até o diretório do Demônio e
encontre um Demônio que tenha várias grafias diferentes de seu nome. Observe a
variedade.

NOTAS
LIÇÃO DOIS

Ritual Básico e Oração

Vou revisar brevemente as nove divindades demoníacas. Os primeiros cinco são


os cinco elementos. Eles promovem a vida e o equilíbrio. Eles são o ciclo de vida e
morte, o ano, etc. Eu sei que isso soa extremamente wiccaniano, mas deixe-me lembrar
a você que a demonolatria deriva de religiões pré-cristãs, que eram todas muito
orientadas para a "Natureza". As próximas divindades são Unsere - Vida e
Eurynomous-Death. Arquétipos opostos polares. Finalmente, há Cura e Destruição -
Verrine e Amduscious. É assim que o cordão de oração é configurado. Nove nós, nove
divindades. Se o cordão de oração parece um rosário católico para você, é porque os
católicos pegaram o conceito de rosário das tradições da demonolatria.

Noções básicas de ritual . Existem três propósitos básicos para o ritual. 1. Para
homenagear ou celebrar um Demônio ou conjunto de idéias representado por aquele
Demônio. 2. Para meditação pessoal, insight e iluminação. e 3. Para focar em um
propósito ou objetivo específico (Magick). Cada ritual tem três partes. 1. O começo -
onde você convida os demônios para o seu espaço ritual. 2. O meio - onde o propósito
do ritual é reconhecido e posto em prática. 3. Fim - onde você agradece a cada
Demônio por aparecer educadamente antes de "irem para casa".

Para cada ritual - é considerado respeitoso construir um círculo elemental. Em nossa


tradição, o círculo promove o equilíbrio para garantir o fluxo adequado de energia condizente com o
tipo de atmosfera que o Demônio prefere. Construímos o círculo por respeito aos nossos sábios
amigos e professores. Diz-se que aquelas pessoas que dedicam tempo para construir um círculo
adequado são consideradas dignas de obter sabedoria e discernimento das inteligências divinas.
Esta é uma prática tradicional.

Demonólatras selecionam um Demônio Matrona / Patrono. Eles fazem isso


combinando os atributos do Demônio com os seus próprios. Algumas pessoas escolhem com
base em sinais e atributos elementais, algumas pessoas escolhem um Demônio que se
parece com o que eles gostariam de ser (alter ego), algumas pessoas escolhem um Demônio
que os equilibra (ou seja, uma pessoa de fogo cabeça quente pode escolher um estábulo,
demônio de terra com cabeça nivelada) e outros escolhem um demônio com base em uma
paixão ou hobby que os interessa muito. Um bom número de demonólatras eruditos escolheu
Ronove (Ronwe) como seu patrono, pois ele é o Demônio que ensina línguas e dá
conhecimento.

Mas - escolher uma Matrona / Patrono não significa que você não pode trabalhar com
outros Demônios. Você pode trabalhar com os Demônios que escolher. Mas é um
relacionamento totalmente diferente do que com uma Matrona / Patrona. Muitas pessoas me
perguntaram sobre "Guias de Demônios". Em Demonolatria, o equivalente é um Demônio
"Mentor ou Professor". Este Demônio escolhe você apresentando-se a

você através de uma visão, experiência sobrenatural ou uma das muitas formas de
comunicação que um demônio pode usar. Você não escolhe um mentor. Isso
geralmente acontece por padrão se acontecer de você atingir a fantasia de qualquer
Demônio em particular. É muito raro um mentor escolher alguém que pratica há menos
de três anos. No entanto, existem exceções a qualquer regra. O Demônio Mentor /
Professor dá lições espirituais e iluminação, enquanto a Matrona / Patrona é o Demônio
"próprio". O Demônio "próprio" ajuda você a se concentrar e aprender sobre você. É uma
parte inata de você. Pode intensificar seus pontos fortes existentes e anular seus
pontos fracos. É por isso que escolher a Matrona / Patrona "adequada" é tão
importante.
Um breve comentário sobre a oração : a oração é a conexão entre você e a divindade.
Não oramos para “obter” coisas. A oração é intenção de vontade e as palavras faladas são a
ponte para a manifestação dessa vontade. As divindades existem para promover a força de
vontade. Veja o capítulo Oração para mais.

TRABALHO DE CASA:

Eu gosto de sugerir a seguinte meditação (na qual você não terá que construir
um círculo elemental - e você será perdoado por isso). Vá até o dicionário ou seção de
hierarquia do Demônio e encontre um Demônio para seu alter-ego, um Demônio que
seja o oposto de sua personalidade, encontre seu Demônio elemental, encontre um
Demônio que apele para seu lado estético / de imagem e encontre outro Demônio que
lida com quaisquer emoções ocultas fortes que você tenha. Faça uma lista. Escreva o
que o atrai em cada demônio. Observe quaisquer padrões. Alguns desses demônios
podem ser o mesmo demônio. Se você tem um desenho específico para um Demônio
em particular, anote.

Agora eu quero que você construa imagens mentais para cada Demônio. Nas
próximas noites, reserve de meia hora a uma hora e sente-se em uma sala silenciosa com
uma vela. Concentre-se em um Demônio de sua lista para cada sessão de meia hora. Registre
seus pensamentos, sentimentos, gostos, cheiros ou sons que você sentiu durante a
meditação. Faça isso para cada demônio. Depois de terminar com cada Demônio - coloque
todas as suas anotações na sua frente. Qual demônio deixou a impressão mais forte em
você? Continue fazendo isso. Pode levar semanas, meses ou anos para concluir este
exercício. Depois de explorar todos os Demônios que lhe interessam, escolha aqueles com os
quais você se sentiu mais conectado. Você provavelmente se sentirá atraído por um em
particular. O mais forte em que você sentiu uma "conexão" é geralmente a MELHOR escolha
para um Patrono / Matrona

Lição de casa, parte dois: Construa um altar de ofertas. Pode ser ao ar livre ou pode ser
imperceptível. Pode ser o mesmo altar que você usa para o ritual. Sobre este altar, crie
o hábito de deixar ofertas e orações. Faça anotações em um diário descrevendo seus
pensamentos e sentimentos, bem como os resultados com isso.

NOTAS

LIÇÃO TRÊS

Símbolos Pessoais de Poder

Sigilos e Enns são, essencialmente, ferramentas de foco usadas para auxiliar o


praticante a invocar uma entidade demoníaca. Eles são considerados os "cartões telefônicos"
de uma entidade particular. De onde vêm os sigilos? Algumas pessoas acreditam que o sigilo
é a "assinatura" espiritual de uma entidade demoníaca. Eles geralmente são adquiridos
através da conversa com um determinado espírito durante uma meditação de ascensão. De
onde vem o Enns? Enns também são adquiridos por meio da ascensão. O que é ascensão?
Um estado meditativo profundo em que o sacerdote (ess) ou adepto de longa data se
comunica com entidades demoníacas em um nível espiritual. Na ausência de um Enn ou sigilo
- você pode criar seu próprio convite em qualquer idioma com o qual se sinta confortável.
Você também pode criar um sigilo para um Demônio com base na sua percepção desse
Demônio. Existem muitas técnicas para a criação de sigilos. Uma é usar formas, letras ou
imagens representativas. Ou talvez um projeto de sua própria criação que signifique algo para
você. A magia sigilosa é um curso por si só. Eu sugiro um livro chamado Practical Sigil Magic
de UD Frater e Ingird Fischer.

Invocação vs. Evocação - Demonólatras invocam ao invés de evocar porque a


evocação sugere conjurar uma entidade contra sua vontade. A invocação é mais um
"convite" pessoal, uma oração, e permite à entidade demoníaca o direito à sua própria
vontade. Pessoas que evocam demônios geralmente acabam voltando ao Cristianismo
depois de algumas experiências assustadoras. Os demônios não aceitam a tentativa de
comparecimento “forçado”.

As hierarquias usadas na Demonolatria incluem a hierarquia Dukanté e a


hierarquia Goética, que foi discutida na última lição. Também tocamos brevemente nas
9 divindades demoníacas.

Trabalho de casa: Continue com seus exercícios de meditação e oração. Faça seu
próprio sigilo usando formas que você goste, letras de seu nome ou representações
pictóricas de você mesmo. Você pode fazer deste sigilo uma fonte de poder pessoal.
Crie um Enn para si mesmo para invocar sua própria coragem e força. Exemplo - Eu sou
um predador, sou uma sedutora, sou forte! Mantenha essas coisas privadas. Eles são
pessoais para você. Sempre que você se sentir fraco ou usurpado de poder, use seu
próprio sigilo e Enn para retomar seu poder.

NOTAS

LIÇÃO QUATRO

Cortesias / Lei da Seita e Celebração

Vamos primeiro discutir as Cortesias do Feiticeiro. Dukanté delineou as


cortesias como lei seita para mostrar a harmonia de trabalho que deve existir entre
todos os praticantes. O principal conceito subjacente ao design [das Cortesias] é que
somos todos parte do todo e podemos aprender e crescer uns com os outros, embora
nossos talentos individuais possam variar. As Cortesias também alertam contra o
ciúme e as viagens de poder como formas de esgotar nosso próprio poder pessoal.
Você pode imprimir uma cópia das Cortesias e pendurá-las em algum lugar onde possa
revisá-las diariamente.

Idealmente, cada praticante da demonolatria deve considerar as cortesias a


forma mais elevada de lei da seita. A Lei da Seita envolve os códigos de conduta que
cada demonólatra deve obedecer. Pode variar de seita para seita. Algumas leis da seita
(como as cortesias) são abrangentes e universais. Outros se referem à mecânica de
grupo e à psicologia humana. Quebrar a lei da seita não machuca ninguém, exceto o
próprio praticante. A Seita Lei pode ser encontrada na seção Invocação Adequada,
Ferramentas, Execução Ritual e Layout

Feriados e Ritos Principais: Os Demônios mais universalmente celebrados na


Demonolatria são as mudanças sazonais representadas pelos Demônios elementais, o rito de
iniciação da primavera padrão (Primeiro Rito para Leviatã) e o Rito para Eurynomous.
Enquanto a maioria dos Demônios tem seus próprios dias ou meses individuais para a
celebração, os últimos são os básicos. Nosso calendário anual é dividido em quatro estações
- cada uma marcada por um equinócio ou solstício. Cada parte do ano constitui o todo. Se
você estiver familiarizado com muitas religiões modernas da natureza, verá que cada estação
representa um ciclo de vida. Isso também é verdade para a Demonolatria. Nosso universo se
torna equilíbrio e matemático. A demonolatria está vendo tudo desse ponto de vista. Os
feriados religiosos são extensões, expressões e manifestações dessas idéias. Eles são
simbólicos e de equilíbrio e estrutura, tanto quanto são universais para nossa experiência.

Dia do mês Feriado


21 de março Rito de Equinócio a Lúcifer
30 de abril Walpurgisnacht Rito de
22 de junho Solstício de Véspera de

22 de dezembro Rito do Solstício para Belial

Para aprender mais sobre cada rito e seu propósito ou função dentro da
Demonolatria como religião - veja o capítulo Introdução à Demonolatria.

Os ritos principais são um tempo para homenagear os demônios, concentrando-


se nas partes individuais do todo, oração, meditação e celebração. Esses ritos básicos
são principalmente rituais religiosos. Porque a demonolatria em si é uma religião, isso
significa que a magia não é necessariamente uma parte da prática. No entanto, a magia
pode ser adicionada à Demonolatria, desde que seja feita na construção de um círculo
cerimonial em adoração a um Demônio em particular. O que, como mencionado nas
aulas anteriores, é costumeiro por respeito e tradição. Iremos para o próximo período de
aula de magia quando discutirmos os princípios científicos e psicológicos de como e
por que a magia funciona e porque ela complementa a demonolatria como religião.

Trabalho de casa: Continue com exercícios de meditação e oração.

NOTAS
LIÇÃO CINCO

Obviamente, todos nós sabemos agora que a magia demonolatria é


amplamente cerimonial, pois tomamos o tempo para construir uma atmosfera (círculo)
confortável para as entidades demoníacas. Também dedicamos tempo para construir
altares, santuários e / ou templos pessoais que criam uma atmosfera para nós. Esses
lugares e coisas são freqüentemente carregados com o simbolismo de nossa devoção
aos Demônios, nossas matronas e patronos, e assim por diante.

As Ferramentas Rituais - As ferramentas rituais básicas incluem uma tigela para


queimar coisas como incenso e pedidos, velas, castiçais, uma adaga (ou faca de algum tipo),
um cálice (ou copo de vinho), caneta
e papel. Suas ferramentas rituais não precisam ser elaboradas. Pode levar anos para
você adquirir as ferramentas certas. Nesse ínterim, se você não tem dinheiro ou não
encontrou o que deseja, certamente pode improvisar usando taças de vinho para
cálices, facas de manteiga para punhais, bastões para espadas, cinzeiros para queimar
incenso e pedidos, e qualquer tipo de velas que você tem. Você pode até optar por não
usar nenhuma ferramenta, se isso funcionar para você.

No entanto, com o tempo, você descobrirá que trabalhar a magia é mais fácil
com as ferramentas certas. Você vai querer pelo menos dois cálices, uma tigela de
ferro fundido, um queimador de incenso, castiçais que combinem com você,
pergaminho, uma caneta ritual, tinta ritual, uma adaga, uma espada, o sigilo de seu
patrono / matrona pintado ou inscrito em um suporte de altar (pedaço de madeira),
uma grande seleção de velas (cores diferentes). Você também deve adquirir um
conjunto básico de oleus rituais e incensos e construir a partir daí. Claro que a maneira
mais fácil é fazê-los você mesmo. No início, você pode usar incenso comprado em loja
se tudo mais falhar. Use aromas amadeirados para a terra (sândalo, patchouli), aromas
leves para ar (bergamota), aromas profundos para fogo (canela ou rosa) e aromas
florais para água (lírio). Para cada propósito ritual individual, decida em qual elemento
esse propósito se enquadra e use o perfume apropriado.

As ferramentas rituais devem ser usadas exclusivamente para fins rituais. Você
pode consagrá-los passando-os pelo fogo, limpando-os com terra, enxaguando-os com
água e deixando-os secar ao ar. Então você pode fazer um rito em que você
"mentalmente" (ou magicamente) infunde cada item com sua vontade e a imagem de
seu patrono / matrona.

Lembre-se de que suas ferramentas são uma extensão de você. Eles se


destinam a ajudá-lo a se concentrar e a criar uma atmosfera em seu espaço ritual.

O Altar - Para o seu altar, um pedaço de madeira ou uma parte do chão funcionará
perfeitamente. Para aqueles de vocês que têm mais espaço - você pode usar uma
escrivaninha ou mesa velha como altar. Para outros de vocês - uma mesa de centro ou a parte
superior do seu centro de entretenimento também funcionará. Sempre cubra seu altar com
um pano - para evitar que pingos de cera caiam de seus móveis, carpetes e

pisos. Panos de altar são itens meramente práticos. Um lençol velho será suficiente.
Mas se você estiver em uma cerimônia, um belo pedaço de cetim serve tão bem.

Espaço Ritual - seu espaço ritual deve ser silencioso, aconchegante, confortável
e o mais livre de distrações possível. Não precisa ser um espaço grande. Espaço
suficiente onde você possa caminhar ao redor do altar e se ajoelhar em frente a ele.
Algumas pessoas optam por giz ou pintar os limites externos de seu círculo no chão do
espaço ritual.
Fora a configuração aparentemente elaborada de ferramentas, altares e outros, a
magia demoníaca pode parecer bastante básica. Na maioria das vezes, a fórmula mágica
básica para a magia demoníaca inclui oleos e incensos correspondentes ao propósito do
trabalho mágico, a escrita de um pedido, o selo do pedido no próprio sangue do mágico, a
queima de um pedido e, finalmente, uma oração ou tempo de meditação. A maior parte da
magia é feita durante um rito em homenagem a um Demônio que atende ao objetivo
específico do trabalho mágico. ou seja, um exemplo pode ser que a magia para o amor seria
feita durante um rito para homenagear Rosier ou qualquer um dos Demônios "Amor e
Amizade". Em todos os outros casos, as pessoas optam por fazer magia durante os rituais
para suas matronas / patronos ou para Satanás.

Todo esse simbolismo ajuda a magia a funcionar corretamente. O ponto mais


importante a lembrar é que Magick não é uma solução rápida para nada .

Magick funciona de várias maneiras. Primeiro: Coloca o foco do mago em um


objetivo. Segundo: direciona a energia apropriada para esse objetivo. Terceiro: motiva o
mago a agir com base nesse objetivo.

Enquanto alguma magia pode e irá funcionar se você apenas sentar e esperar
que funcione - parte dela não funcionará a menos que o mago tome uma ação
pós-rito em direção ao objetivo. Exemplo - se você faz um rito para Belphegore e faz
magia durante esse rito para encontrar um emprego - o trabalho não vai simplesmente
cair no seu colo. Na verdade, você tem que sair e preencher formulários, ir a entrevistas
e assim por diante. O que me leva ao próximo ponto.

Vamos quebrar a magia em dois tipos - magia psicológica (auto) onde o mago
assume um papel ativo na criação de energia positiva e direcionando-a para um
objetivo, e magia física onde o mago realmente muda ou cria o estado físico ou
existente de algo ou alguém .

Em quase todos os casos, toda magia é altamente psicológica. Ele sintoniza a


mente do mago com o objetivo em questão e prepara o mago para alcançá-lo. Também
favorece o mago por meio da energia colocada no ritual. Na maioria das vezes, requer
acompanhamento pós-ritual .

O propósito e a direção da magia física são mais claramente definidos. Esta magia é
realmente mais científica. Como a magia psicológica em si mesma pode ser vista
simplesmente como um ritual de "auto-ajuda" que motiva o indivíduo a fazê-lo - a magia
científica é na verdade algo como esp ou telecinesia onde a própria vontade do mago envia ou
dirige matéria (na forma de um puro

energia) em direção a um objeto ou pessoa (incluindo o self). Sim, quero dizer mover
moléculas reais de energia depois de infundi-las com um propósito. Sozinha, essa
magia requer pouco ou nenhum acompanhamento.

Toda magia é psicológica e física em um grau ou outro. Dividi-los é apenas uma


maneira de o aluno entender melhor como a magia funciona como um "todo".

Algumas pessoas têm mais dificuldade com a magia física do que outras. Aqui
estão alguns problemas comuns com os quais as pessoas com certas maquiagens
elementares podem ter dificuldade:

Água - quando a eletricidade atinge a água, ela se torna elétrica sem


direção clara. Pessoas que têm muita água em seus mapas natais
podem ter dificuldade em se concentrar.
Terra - quando a eletricidade atinge a terra, ela aterrará. Pessoas que
têm muita terra em seus mapas natais podem ter dificuldade em
construir e enviar energia antes de aterrar.
Ar - quando a eletricidade atinge o ar, ela o atravessa. As pessoas que têm
muito ar em seus mapas natais podem estender demais suas energias e
exagerar ou não fazê-las para compensar. O pessoal do ar deve ter muito
cuidado ao direcionar energia negativa, pois podem, inadvertidamente, ferir
outras pessoas ou a si mesmas por exagero.
Fogo - quando o fogo atinge a eletricidade, ele se mistura. Pessoas que têm
muito fogo em seus mapas natais podem gastar toda a sua energia gerando
energia de forma que não tenham mais nada para direcionar essa energia.
Eles podem acabar se sentindo exaustos após o trabalho ritual.

Então, onde entram os demônios? Invocar Demônios cujas correspondências


combinam com o trabalho mágico beneficia o mago e o Demônio. Beneficia o mago
porque atrai energia pura adicional para que o mago não se esforce demais na criação
de tudo sozinho (o que torna a magia muito mais eficaz), e também ajuda o mago a
obter um foco mais claro e uma visão mais clara do propósito de a magia - que no final
das contas ajuda com uma direção mais fácil. Além disso, os demônios ajudarão a
"enviar" ou direcionar essa energia em conjunto com o mago, fazendo com que a magia
funcione mais rápido. Ao fazer o trabalho mágico dentro de um rito estruturado - o
mago alimenta a energia positiva do Demônio por meio da oração, devoção e energia
construída durante o rito. Um demônio feliz é um demônio útil!

Sem mencionar que a verdadeira magia demoníaca envolve adorar e respeitar o


Demônio, que por sua vez provoca respeito e ajuda do Demônio. É por isso que a magia
demoníaca combinada com a demonolatria funciona muito melhor do que muitas das
outras formas de magia popular e cerimonial - porque tanto o demônio quanto o
praticante se beneficiam positivamente do rito. O equilíbrio é mantido porque tanta
energia é fornecida quanto consumida.

Lição de casa: descubra sua decomposição elemental com base em seu mapa natal
(cada signo tem um elemento e cada um de nós tem 12 signos em nossos mapas - veja
balanceamento elementar para mais informações) e corrija qualquer desequilíbrio
observado usando o ritual de balanceamento elemental.

NOTAS
Meditação e Ascensão

Esta seção contém as lições de meditação e informações sobre a ascensão. Os alunos


são solicitados a trabalhar as meditações em ordem.

A primeira seção é o Núcleo de Meditação Básica, cujo objetivo é ensinar o aluno como
meditar e ajudá-lo a construir uma prática regular de meditação. Este núcleo também é
acompanhado por um conjunto de quatro leituras que ensinarão o aluno sobre meditação e
sugerirão estudos e leituras adicionais.

O segundo conjunto de lições constitui o Núcleo da Meditação Demonolatria. Não há


leituras, mas o trabalho é muito mais extenso.

Uma nota para os professores: Essas lições pedem ao aluno para registrar suas
meditações. Você pode fazer com que eles compartilhem verbalmente suas
experiências de meditação com você ou pode pedir para ver suas anotações no diário.
O prazo estabelecido para o estudo é de uma semana por exercício ou meditação. O
mesmo vale para leituras. Uma leitura por semana. Incentive os alunos a não correrem
mais rápido do que isso ou eles podem perder todos os benefícios do núcleo da
meditação.

Uma nota sobre a Ascensão: É aconselhável que os pré-iniciados e iniciados evitem tentar a
prática da ascensão até que tenham desenvolvido uma prática regular de meditação. Isso
significa, no mínimo, que o aluno deve ser capaz de meditar por no mínimo meia hora.

Alerta de saúde
Pessoas que estão experimentando discórdia emocional ou depressão não
devem praticar meditação, ascensão ou canalização. Trabalho com sonhos e outros
trabalhos astrais também não são recomendados. Os estados meditativos são
conhecidos por aumentar a depressão e a discórdia emocional. O autor e o editor não
são responsáveis por nenhuma pessoa que opte por ignorar essas informações
importantes.

NÚCLEO DE MEDITAÇÃO BÁSICA

Registrando suas meditações

Após cada meditação, você deve registrar sua experiência da seguinte maneira:

Encontro
Descrição e duração da meditação:
Como me sentia antes da meditação.
Como me senti durante a mediação.
Como me senti imediatamente depois.
O que continuou surgindo em minha mente durante a meditação?
Cheiros que percebi:
Sons que notei:
Sensações físicas:
Sensações emocionais:
Pensamentos ou comentários:
Se você não pode preencher todos os espaços imediatamente - não force.
Reserve um tempo para refletir sobre a experiência e, em seguida, volte e preencha as
lacunas mais tarde. Observar como você se sentiu é especialmente importante. Você
sentiu cãibras nas pernas? Você percebeu que alguns músculos estavam ficando
tensos? Esses podem ser problemas de postura de meditação, o que pode indicar que
você precisa encontrar uma posição sentada diferente.

OBSERVE
Se você foi diagnosticado com depressão clínica ou transtorno bipolar, NÃO medite se estiver experimentando um
início severo de depressão ou se estiver se sentindo suicida. Estudos indicam que algumas pessoas que meditam
durante a depressão podem ficar ainda mais deprimidas.

LENDO UM

POR QUE MEDITAR?

Para o demonólatra, a meditação tem muitos benefícios. Primeiro, ajuda a desenvolver


habilidades de foco. Isso inevitavelmente o ajudará a focar sua vontade durante os trabalhos
mágicos. Em segundo lugar, ajuda a abrir sua mente para se conectar mais facilmente com
entidades demoníacas. Por último, a meditação irá, com o tempo, ajustar a sua concentração
e consciência, levando a uma prática de ascensão mais eficaz. Pessoas que saltam para a
ascensão sem fortes habilidades de meditação frequentemente acham difícil praticar a
ascensão porque ainda não desenvolveram a quietude da mente e o foco necessários para
atingir aquele estado de consciência que pode permitir que a mente acesse o plano
demoníaco. Também pode nos ajudar a explorar nossas habilidades naturais de adivinhação e
sabedoria interna.

Em um nível mais básico, a meditação pode nos ensinar como controlar como
respondemos aos gatilhos de estresse, nos ensinar a observar nossas emoções /
pensamentos / reações e pode levar a um estado geral elevado de consciência,
relaxamento e bem-estar.

COMO MEDITAR:

"Como" uma pessoa aprende a meditar? Muitas pessoas que conheci parecem
preocupadas demais com a técnica, como se aprender a meditar fosse algo
semelhante a aprender a tocar flauta. Como alguém que medita há quase 20 anos,
estou aqui para dizer que não é tão complexo.

Primeiro, aprender "como" meditar não é tão difícil quanto as pessoas parecem pensar.
Você meramente se senta em um local confortável em uma posição confortável e
focaliza sua atenção em algo, seja um objeto, uma ideia ou sua própria respiração.

O que * é * difícil é aprender como focar sua atenção em algo por longos
períodos de tempo. Não existe uma técnica testada e comprovada para fazer isso. Não
pode ser "ensinado" por assim dizer. Ou você tem foco ou não. A maioria de nós precisa
"desenvolver" nossos períodos de atenção (foco) para nos ajudar a aprender a meditar
por períodos mais longos. Isso significa que começamos a meditar por curtos períodos
e gradualmente aprendemos a ter paciência e maneiras de nos mantermos focados à
medida que avançamos. Aprender a meditar é realmente uma coisa prática . Você não
pode ler um livro ou ter alguém lhe dizendo como fazer algo, e então esperar apenas
"saber" como se faz e ter resultados 100% excelentes daí em diante.

A meditação é, para todos os efeitos e propósitos, acalmar a mente e direcionar o foco.

Isso leva à revelação, percepção e relaxamento. Portanto, não importa como você
medita ou por quanto tempo você faz isso, você realmente não pode fazer "errado" e
não pode se machucar (a menos que esteja deprimido - veja o aviso na introdução da
aula). Não existe uma maneira definitiva de meditar e o que funciona para uma pessoa
nem sempre funcionará para outra.

O conforto é uma parte importante de qualquer prática de meditação porque o


desconforto pode se tornar uma distração. Use roupas largas e confortáveis e
certifique-se de que seu espaço silencioso esteja a uma temperatura confortável e livre
de distrações.

Existem mais duas coisas que podem ajudar a melhorar sua prática de meditação .

1. Postura . A maneira como você se senta é muito importante. Existem muitas


posições que você pode tentar. O ponto-chave é que você deve se sentir confortável
sem estar tão confortável a ponto de adormecer (a menos que esteja usando uma
técnica meditativa específica para curar a insônia ou precise se colocar no
estado de espírito adequado para vários trabalhos de sonhos). Deixe suas mãos caírem
confortavelmente sobre os joelhos com as palmas para baixo ou você pode descansar
as costas das mãos sobre os joelhos, todos os dedos ligeiramente dobrados para cima,
com o polegar e o indicador se tocando. Além disso, você pode colocar as mãos junto
ao peito e com os dedos criar um triângulo sobre o chacra cardíaco.

Aqui estão várias das posições que você pode tentar:

-Sente-se em uma cadeira com os pés bem


assentes no chão. -Sente
-se de pernas cruzadas.
-Sente-se em
meio-lótus.
-Sente-se em
lótus
completo.
-Sente-se contra a parede com as pernas esticadas à sua frente.
-Use uma almofada de meditação para erguer os quadris, alinhar adequadamente a
coluna e abaixar as pernas até o chão. A almofada de meditação fornece suporte extra.

Se você não está familiarizado com a postura de lótus (a posição sentada preferida por
muitos), pesquise na internet. Existem muitos sites com informações sobre a pose de
lótus.

O alinhamento correto do corpo é importante. Sua cabeça deve sentar-se diretamente


sobre os ombros e sua coluna deve permanecer flexível. Os ísquios devem estar firmemente
em contato com o solo (se não estiver usando uma almofada de meditação). Se isso é
confortável ou não para você, é outra história. Faça o que fizer, não se curve e tente não
tensionar os músculos (costas, ombros ou pescoço) nem deve endireitar muito as costas,
pois elas acabarão ficando tensas. Cada parte de você deve estar relaxada, incluindo a testa, a
língua e a garganta.

2. Concentração . A maioria das pessoas descobrirá que tem um período de atenção mais
curto do que imaginava. Suas primeiras meditações podem durar apenas de 5 a 10 minutos,
mas irão aumentar gradualmente à medida que você começar a se sentir mais confortável
meditando. Para meditações sobre "nada" especificamente, muitas pessoas acham difícil se
concentrar em nada. Isso é completamente normal. Meditações mais fáceis

são geralmente guiados, ou permitem que a mente algum assunto para mastigar.
Comece com algo em que se concentrar. Passe para "nada" mais tarde.

Algumas dicas para manter o foco:

-Sempre comece por tomar consciência da sua respiração. Respire fundo, até mesmo.
Relaxar. Em seguida, mude seu foco para o assunto. Permita que seus pensamentos
passem por sua mente sem julgá-los ou reagir. Torne-se um observador.

-Use objetos físicos para se concentrar e feche os olhos. Chamas de velas, fotos,
estátuas ou sigilos podem ajudá-lo a manter o foco. Quando você começar a perder o
foco, abra os olhos, e então volte para o aqui e agora. Além disso, você pode escolher
permitir que sua mente divague. Não existe jeito certo ou errado. Às vezes, permitir que
a mente divague revelará algo sobre o assunto original. Se sentir necessidade de se
concentrar, tente falar em voz alta para si mesmo ou recite um mantra para voltar aos
trilhos. O que quer que funcione.

EXERCÍCIO 1

MEDITAÇÃO E A RESPIRAÇÃO

Na filosofia oriental, a respiração é o espírito. É a ponte entre o corpo e a mente. A maioria de


nós não respira direito. Respiramos rápido e superficialmente com respirações profundas
intermitentes. Pessoas que fumam quase sempre terão esse problema. Pessoas estressadas
tendem a prender a respiração. Como resultado da respiração inadequada, você pode suspirar
ou bocejar muito. Você pode descobrir que está exausto no meio do dia. Tudo isso é resultado
de não receber oxigênio suficiente. Para o mago, baixas reservas de energia e exaustão (ou
seja, oxigênio insuficiente) podem afetar adversamente a eficácia de seus trabalhos mágicos.
Parte de uma prática de meditação pode ser sobre como aprender a controlar sua respiração.

Que tipo de respiro você é? Tome consciência de como você respira .

EXERCÍCIOS DE RESPIRAÇÃO

1. Sente-se confortavelmente e inspire e expire completamente. Depois de expirar todo


o ar dos pulmões, contraia fortemente o abdômen, force a expulsão do ar pelo nariz e
inspire com a mesma rapidez pelo nariz. Faça isso 20 vezes. Concentre-se em
respirações rápidas e constantes que se concentrem na expulsão de ar. Trabalhe até
três séries de 20, respirando normalmente entre as séries.
2. Deite-se de costas com os braços ao longo do corpo. Expire completamente e
depois inspire lenta e profundamente pelo nariz, expandindo o abdômen e os pulmões.
Contraia levemente a garganta e faça um som sibilante suave ao expirar e esvaziar
completamente os pulmões.

3. Sente-se confortavelmente e expire com um suspiro. Isso redefinirá seu diafragma.


Inspire pelo nariz, contando lentamente até 7. Prenda a respiração por um momento. Em
seguida, expire pelo nariz contando até 7 e, novamente, prenda a respiração por um
momento. Faça isso várias vezes.

4. Sente-se confortavelmente e coloque o dedo médio da mão direita na testa (chacra


do terceiro olho). Coloque o polegar na narina direita e o anel e o dedo mínimo na
narina esquerda. Inspire e expire e feche a narina direita com o polegar. Inspire pela
narina esquerda e conte até cinco. Feche as duas narinas e prenda a respiração
contando até cinco. Levante o polegar e expire pela narina direita, contando até 5.
Repita do outro lado.

LENDO DOIS

OS DIFERENTES TIPOS DE MEDITAÇÃO

Guiado: Uma meditação guiada é quando outra pessoa conduz sua imaginação em uma
jornada. Nesse caso, a pessoa que medita simplesmente se concentra na voz do guia e
permite que sua mente o acompanhe. Você simplesmente observa a reação de sua
mente como se estivesse assistindo a um filme. Existem inúmeras fitas e CDs de
meditações guiadas disponíveis. Ou você pode gravar o seu próprio.

Relaxamento: para reduzir o estresse, a meditação de relaxamento é popular. Geralmente,


para uma meditação relaxante, você se concentra na respiração. Respire profunda e
uniformemente e, sistematicamente, comece pelos pés e contraia e libere os grupos
musculares dos pés à cabeça para ficar relaxado. Esse tipo de meditação pode ser feito
deitado, mas você pode adormecer antes de terminar. É uma ótima meditação para tentar se
você tem problemas para dormir ou muita tensão. O objetivo da meditação de relaxamento é
aquietar a mente. Tente focar no silêncio - ele faz maravilhas, especialmente no mundo
moderno, onde somos constantemente bombardeados com estímulos externos.

Insight: Este tipo de meditação (às vezes chamada de meditação concentrativa) é


usado para busca da alma e descoberta de sua própria sabedoria inata. Também pode
ser usado para desenvolver uma conexão mais profunda com o seu Eu espiritual. Você
começa a se concentrar na respiração. A respiração profunda e relaxada ajudará a levá-
lo a um estado meditativo consciente, então você muda seu foco para o assunto da
meditação e permite que sua mente explore livremente o assunto à sua própria
maneira. Ficar focado no assunto torna-se a maior parte da batalha. Algumas pessoas
disseram que a meditação perspicaz é algo semelhante a sonhar acordado relaxado.
Em certo sentido, é. Seu estado relaxado e consciente permite que a mente faça
correlações e revele insights com mais facilidade do que a consciência cotidiana.
Muitas pessoas usam a meditação do insight como meio de resolver preocupações
incômodas e problemas emocionais ou da vida.

No geral, meditação, como qualquer coisa, é algo que você aprende com o tempo.

Exercícios de respiração, sessões suaves de ioga com antecedência e ouvir meditações


guiadas podem ajudá-lo em sua jornada. Experimente e explore. Eventualmente, você
encontrará a técnica de meditação certa para você.

EXERCÍCIO 2

BREVE MEDITAÇÃO 1

Sente-se com a coluna confortavelmente ereta. Respire fundo e expire completamente.


Inspire pelas narinas, imaginando uma onda estacionária subindo pelo corpo e pela
coluna. Expire pelas narinas e imagine uma luz quente emanando de todos os poros da
pele. Faça isso por cinco minutos.
LENDO TRÊS

FAZENDO A MEDITAÇÃO UMA PRÁTICA REGULAR

Pode ser difícil, com um estilo de vida agitado, encontrar tempo para meditar. Se você
achar que está tendo essa dificuldade, tente meditar antes de dormir, logo ao acordar
ou quando o bebê estiver tirando uma soneca (para seus pais). Para aqueles de vocês
com mais tempo e mais resistência, você pode escolher meditar mais ou com mais
frequência. Como qualquer coisa, tornar a meditação um hábito pode ser difícil, pois
exige que você faça modificações em sua rotina diária existente. É mais fácil fazer
modificações no estilo de vida se você começar devagar e aumentar gradualmente o
tempo de meditação de semana a semana ou de mês a mês.

Comece meditando duas vezes por semana durante quinze minutos cada. Manter uma
programação regular para a prática de meditação tornará mais fácil para você segui-la.
Escolha dois dias da semana e um horário específico para sua prática. Quando estiver
em seu espaço de meditação, defina um cronômetro ou despertador. Certifique-se de
que seu espaço de meditação seja silencioso, sem distrações e a uma temperatura
confortável.

MEDITAÇÃO E IOGA

Aleister Crowley era grande em ioga por um motivo. Yoga é sobre acalmar a mente, tornar-se
consciente do Eu, concentrar-se, ter disciplina sobre o corpo e aumentar o fluxo de oxigênio
para o sangue. Tudo isso pode melhorar muito o seu trabalho ritual. Você pode considerar
fazer uma sessão de prática leve de ioga antes da meditação para aquecer o corpo e a mente
para uma meditação prolongada. Eu sugiro Yoga para Meditação do Yoga Journal com
Rodney Yee. Você provavelmente pode encontrá-lo em sua loja local de saúde ou fitness, bem
como online. As fitas custam cerca de US $ 15 cada.

EXERCÍCIO 3

MEDITAÇÃO BREIF 2

Esta é uma versão modificada de uma das meditações da próxima seção. Esta
meditação vem do livro: Conceitos Cabalísticos - Vivendo a Árvore de William Gray.

Sente-se em uma sala escura (quanto mais escuro melhor) e relaxe. Fique atento à sua
respiração. Respire fundo e uniformemente. Relaxar. Concentre sua atenção em seu terceiro
olho. Pense no nada. Ouça o silêncio. Concentre-se nisso enquanto imagina a escuridão como
um todo. Imagine-se como uma pequena partícula na escuridão. A escuridão é nada. Nada.
No entanto, é abrangente. Isto é

tudo e nada. Permita-se tornar-se um com a escuridão. Você se torna a escuridão. Você
é o todo. Você é tudo e nada. Permaneça atento à sua respiração. Faça isso por 10
minutos.
LENDO QUATRO

Livros / kits úteis:

Insight Meditation: Um curso passo a passo sobre como meditar - Salzburg & Goldstein,
este é um curso completo sobre a meditação insight. Embora seja orientado pela
filosofia budista, eu recomendo fortemente porque os fundamentos estão lá. O kit
custará aproximadamente $ 30. Você provavelmente pode encontrá-lo em sua livraria
local ou loja metafísica. Você pode comprar a pasta de trabalho em brochura por cerca
de $ 15 dólares. O kit vem com a apostila, dois CDs de meditação guiada e cartões de
estudo.

Recursos online : como as páginas online podem desaparecer, tentei incluir links que
parecem estáveis. No entanto, se você notar que um link não está funcionando, sinta-se
à vontade para enviar um e-mail para meu editor em ofs.admin@gmail.com

Usando meditação para aprender a relaxar:


http://www.learningmeditation.com/relax.htm

Usando a meditação para ajudar com problemas de saúde:


http://1stholistic.com/Meditation/hol_meditation.htm - Este é um site maravilhoso
(role para baixo depois dos anúncios) que detalha os benefícios da meditação para a
saúde.

http://www.newscientist.com/article.ns?id=dn8317 - Resultados de um estudo de


meditação e seus efeitos na saúde e no desempenho.

Meditações online:
http://www.learningmeditation.com/room.htm - Você precisa do Real Player para ouvir
essas meditações guiadas voltadas para o relaxamento e a consciência.

http://www.dailyzen.com/ - Um recurso online de meditação zen.

http://www.insightmeditation.org/meditation.htm - Um recurso online de meditação do Dharma.

http://www.666blacksun.com/Power_Meditations.html - Meditações da alegria de


Satanás. Posso não concordar com sua teologia, mas algumas de suas meditações
são boas e podem ser modificadas de acordo com seus desejos e necessidades
específicos.

EXERCÍCIO 4

Esta também é uma meditação modificada da próxima lição principal. Na meditação original,
pretende-se aumentar o vínculo entre o indivíduo e sua Matrona / Patrona. Neste caso, a
meditação é um meio para você explorar as várias energias de diferentes Demônios .

Medite sobre um Demônio de sua escolha usando seu sigilo como um ponto focal.
Quando seus olhos começarem a ficar pesados, sinta a energia do Demônio ao seu
redor. Veja uma luz suave emanando de sua pele. Permita que a energia do Demônio
entre em contato com essa luz. Renda-se à energia do Demônio e deixe-a fluir através
de você. Lembre-se de sua respiração. Relaxar. Permita que todas as emoções,
sentimentos e pensamentos fluam livremente. Faça isso enquanto se sentir
confortável. Anote quanto tempo você gastou em meditação.
Nota - o objetivo deste exercício não é SE TORNAR o Demônio. Isso é impossível. No
entanto, você pode se fundir com um Demônio entrelaçando as energias de forma
empática .

Demonolatria
Meditation Core

MEDITAÇÃO 1

A primeira lição é sobre ser parte do todo. Cada um de nós é apenas uma
partícula no vasto universo. No entanto, cada um de nós é uma parte necessária do
todo. Sem a sua essência, o todo seria apenas uma fração de si mesmo. Todos nós
somos compostos da matéria de todo o universo. A matéria não pode ser criada ou
destruída - ela só pode mudar de forma, independentemente se sua composição é
senciente ou não.

Esta meditação modificada vem do livro: Conceitos Cabalísticos - Vivendo a


Árvore de William Gray. Eu recomendo fortemente este livro como parte de seu estudo,
pois é extremamente interessante, e parte dele muito aplicável à Demonolatria.

Sente-se em uma sala escura (quanto mais escuro melhor) e relaxe. Fique
atento à sua respiração. Respire fundo e uniformemente. Relaxar. Concentre sua
atenção em seu terceiro olho. Pense no nada. Imagine a escuridão como um todo.
Imagine-se como uma pequena partícula na escuridão. A escuridão é nada. Nada. No
entanto, é abrangente. É tudo e nada. Permita-se tornar-se um com a escuridão. Você
se torna a escuridão. Você é o todo. Você é tudo e nada. Lembre-se de continuar
respirando.
MEDITAÇÃO 2

(M / P) atrons são a extensão espiritual do self. Eles são uma parte de você, seu alter
ego, um equilíbrio em algo que você carece ou uma extensão do que você gostaria de se
tornar. Eles estão sempre presentes dentro de você e se tornam mais fortes após sua
dedicação. Conectar-se a eles por meio da meditação traz realização, sabedoria e uma
compreensão mais profunda de si mesmo.

Esta meditação é a seguinte: Medite em seu M / Patrono. Permita que a energia


deles o envolva. Renda-se a isso. Junte-se a ele. Lembre-se de sua respiração. Relaxar.
Permita que todas as emoções, sentimentos e pensamentos fluam livremente. Os
pensamentos deles se tornam seus pensamentos e vice-versa. Você está entrelaçado
com seu M / Patrono. [Nota - o objetivo deste exercício não é SE TORNAR o Demônio.
Isso é impossível. No entanto, você pode se fundir com um Demônio entrelaçando as
energias com empatia.]

MEDITAÇÃO 3

Assim como você meditou em seu M / Patrono - você pode meditar em qualquer
Demônio, símbolo, imagem ou pessoa. Se ajuda seu foco ter uma representação física
para se concentrar - leve-a com você para o seu espaço de meditação. Às vezes,
meditar sobre uma divindade, item ou símbolo específico torna seu significado mais
claro para nós. Exemplo - eu nunca consegui pegar o jeito de ler pedras rúnicas.
Finalmente, sentei-me e decidi que uma vez por noite, pelo tempo que demorasse, me
sentaria com uma pedra de cada vez e meditaria sobre ela, depois escreveria o que
significava para mim. Como resultado, acabei com um dicionário de runas criado por
mim mesmo.

Agora, quando faço leituras de runas, elas são quase 95% precisas todas as vezes.
Este exemplo pretende mostrar que às vezes as meditações permitem que as coisas se
desenrolem bem diante de seus olhos, porque você parou para notar como essas coisas *
você * fazem sentir e o que você sente delas com empatia. Permitir que sua empatia natural
assuma o controle é um processo espiritual que aprofunda nosso senso de individualidade e
totalidade. Para aprender mais sobre um Demônio específico cujas origens parecem um
mistério para você, tudo o que você precisa fazer é sentar e meditar sobre ela por um tempo.
Gentilmente, ela se * revelará * a você pela forma como você se relaciona espiritualmente com
ela.

Escolha um Demônio, símbolo ou carta de tarô e medite sobre ele. Certifique-se


de anotar suas anotações habituais de meditação, bem como o que o demônio, o
símbolo ou a carta do tarô revelaram a você. Qual foi o seu apelo para você em primeiro
lugar? Ele perdeu seu apelo depois que você meditou sobre ele? Tornou-se mais
atraente? Explore por que e como.

MEDITAÇÃO 4

Resolução de problemas externos por meio da demonolatria .

A melhor maneira de apresentar nosso próximo tópico é contando uma história.


Há alguns anos, um jovem estava tendo dificuldades em seu relacionamento com as
mulheres. Parecia que apenas quando ele pensava que um relacionamento estava indo
para algum lugar, ele encontrou algo desagradável sobre a mulher, ou ela iria encontrar
algo desagradável sobre ele e o relacionamento terminaria imediatamente. Como
resultado, ele estava muito sozinho e cansado da cena de namoro. Sendo um
demonólatra, ele fez vários rituais para Rosier e Astarte. Enquanto trabalhavam, seus
resultados duraram pouco. Finalmente, seu bom amigo e sumo sacerdote sugeriu que
ele escrevesse todos os seus problemas de relacionamento em um diário, depois
escolhesse um problema de cada vez e meditasse com Rosier enquanto pensava no
problema ao mesmo tempo. Ao fazer isso - o jovem descobriu que tinha medo do
compromisso e tinha o hábito de escolher mulheres que também tinham medo do
compromisso. Ao enfrentar o medo do compromisso, ele foi capaz de finalmente
superar a dificuldade e entrar em um relacionamento de longo prazo - curando sua
solidão.

O ponto desta história é que devemos perceber que às vezes o ritual e a oração
são apenas uma ajuda temporária. As soluções para nossos problemas estão dentro de
nós. Tudo está interligado. Os demônios só podem ajudá-lo quando você decidir se
ajudar examinando a si mesmo. Quase todos os problemas externos (além da morte e
impostos e coisas além do seu controle, como desastres naturais) são "auto"
relacionados.
Os problemas externos podem incluir: relacionamentos, problemas de dinheiro, problemas de
trabalho e assim por diante.

Faça uma lista de todos os seus problemas "externos", incluindo finanças,


trabalho, família, estresse e assim por diante. Escolha o que você considera ser o seu
maior problema. Medite com um demônio correspondente. Quais são seus resultados?
Analise sistematicamente cada problema dessa forma. Pode levar dias, pode levar
meses. Depois de sentir que examinou cada problema, faça um rito no qual queima um
pedaço de papel com os problemas escritos nele.

MEDITAÇÃO 5

Agora examinaremos os problemas internos da mesma forma que examinamos os


externos. Os problemas internos incluem medo, raiva, ansiedade, estresse, imagem corporal,
saúde e emoções negativas. Todas essas coisas nos causam fadiga, infelicidade e prejudicam
nosso bem-estar geral. O que muitas pessoas não conseguem perceber é que a mente tem o
poder de nos curar física, espiritual e emocionalmente, assim como tem o poder de nos
causar problemas da mesma natureza. Estar espiritualmente contente requer que estejamos
felizes / confortáveis conosco e com nossas vidas. Requer que assumamos total
responsabilidade por nós mesmos. Um bom exemplo disso é quando alguém diz algo que
magoa seus sentimentos, você opta por deixar que isso o incomode. Uma maneira de negar
esse sentimento negativo é dizer à outra pessoa que ela feriu seus sentimentos. Isso é o que
significa assumir a responsabilidade por suas emoções, ações, reações e assim por diante.

Faça uma lista de todos os seus problemas "internos". Escolha o que você
considera ser o seu maior problema. Medite com um demônio correspondente. Quais
são seus resultados? Analise sistematicamente cada problema dessa forma. Pode
levar dias, pode levar meses. Depois de sentir que examinou cada problema, faça um
rito no qual queima um pedaço de papel com os problemas escritos nele.
MEDITAÇÃO 6

Agora que você se concentrou em seus "problemas", vamos nos concentrar em


seus pontos fortes. Todos nós precisamos de um impulso espiritual para o ego de vez
em quando. Todos nós passamos por momentos difíceis em que nos sentimos mal,
deprimidos ou como se nossas vidas fossem terríveis. É necessário que tenhamos os
momentos difíceis, assim como os altos, para que possamos experimentar plenamente
o que é ser humano e nos explorarmos mais profundamente. Você sempre terá altos e
baixos, não importa quanto trabalho autônomo faça. No entanto, quanto mais trabalho
autônomo você fizer, é mais provável que tenha menos problemas de vida.

Esta meditação é muito importante e, como as duas anteriores, é uma longa jornada.

Você vai fazer três listas em folhas de papel / páginas separadas em seu diário.

1. Faça uma lista de todos os seus pontos fracos . Seja objetivo, não
autodestrutivo. Exemplo - não diga - sou um idiota preguiçoso e gordo. Diga - Não tenho
motivação. Encontre um Demônio que seja oposto à sua fraqueza ou que você sinta
que não teria essa fraqueza. Exemplo - um dos meus pontos fracos é que me preocupo
muito com o que as outras pessoas pensam de mim. Eu escolhi Lúcifer para negar essa
fraqueza porque, para mim, Lúcifer é iluminado e tem um ego. Ele não se importa com
o que as pessoas pensam dele. Quando terminar sua meditação - escreva coisas que
você pode fazer para negar a fraqueza. Permita que o Demônio revele uma visão da
situação. Siga seus instintos porque esse é o conselho dela para você.

2. Agora faça uma lista de todos os seus pontos fortes - coisas boas que as pessoas
disseram sobre você, coisas que você realmente gosta sobre você (agora NÃO é hora
de ser humilde!), Coisas que você faz muito bem, maneiras que você tem ou pode
ajudar os outros , coisas que fazem você se sentir bem e assim por diante. Liste apenas
coisas POSITIVAS.

3. Finalmente, faça uma lista de seus objetivos - todas as coisas que você deseja fazer na
vida. Minha lista de objetivos inclui: "Ter um grande castelo nas montanhas em algum lugar!"
Faça seus objetivos grandiosos e elevados. Torne alguns deles realistas como: "Limpe a casa
antes das 14h00 da tarde de sábado." Agora analise e marque cada meta de uma das três
maneiras - curto prazo (1 dia a 6 meses), longo prazo (6 meses a cinco anos), futuro (após
cinco anos). Provavelmente, você descobrirá que quanto mais alto o objetivo - menos
importante ele realmente é. Não tenha medo de ter metas de longo prazo ou futuras. Quando
eu tinha 17 anos e decidi que queria ser escritor, disse em voz alta em uma sala cheia de
pessoas: "Quando tiver 30 anos, terei minha própria coluna". Quando eu tinha 27 anos, ganhei
minha própria coluna de informática em uma revista de comércio nacional. Então você vê -
nenhum objetivo de longo prazo é impossível ou irreal. Talvez algum dia você dirija um Jaguar
ou tenha uma casa em Beverly Hills. Quem sabe. Quanto mais claro for seu foco, mais fácil
será transformar seus sonhos e objetivos em realidade.

Uma vez por semana - pegue uma força que se relaciona com um objetivo de
curto prazo e encontre um Demônio correspondente. Medite sobre a situação. Faça um
ritual para se concentrar na situação. Inclua orações para obter informações durante
suas meditações. Conclua a meta. Conforme você atinge cada objetivo - risque-o de
sua lista. Atualize sua lista de objetivos e forças à medida que descobrir coisas novas
sobre você e o que deseja da sua vida. Eu reviso o meu duas vezes por ano.

Uma vez por mês - pegue uma força que complementa uma meta de
longo prazo e encontre um Demônio correspondente. Medite sobre a situação. Faça um
ritual para se concentrar na situação. Inclua orações para compreensão em suas
orações diárias. Eventualmente, você VAI completar a meta.
Nunca tente conquistar um grande objetivo muito rapidamente. Dê pequenos
passos de bebê e, eventualmente, você conseguirá o que deseja. Muitos atores e
atrizes têm que passar por toneladas de audições antes de se tornarem famosos.
Muitos escritores foram rejeitados centenas de vezes antes de serem publicados pela
primeira vez. Muitas princesas tiveram que passar por uma série de sapos para
encontrar um príncipe. Você pode ter que aceitar empregos com menor remuneração
por alguns anos antes de conseguir o emprego dos sonhos. A questão é: qualquer coisa
que valha a pena ter ou fazer leva tempo .

Ascensão

Ascensão é um estado de consciência ascendida alcançado por meio de


meditação profunda. Ele permite que o praticante se comunique com os Demônios no
plano Demoníaco e o ajuda a falar com o Eu Superior.

Não pratique a ascensão se não tiver desenvolvido uma forte prática de


meditação, porque ela pode drenar sua energia de tal forma que você pode ficar doente,
sentir tonturas ou náuseas e pode até causar depressão.

Os seguintes rituais devem ser usados sem modificação até que você se sinta
confortável em sua própria capacidade de modificá-los de acordo com suas
necessidades.

Para Ascender ao Plano Demoníaco


Richard Dukanté

1 parte rosa
2 partes de camomila
1 parte de cânfora

Misture no óleo e unja os templos. Coloque um pergaminho no qual estão


desenhados 12 sigilos demoníacos de sua escolha. Coloque-o embaixo do colchão ou
de dormir. Acenda uma vela branca. Coloque uma imagem sua fora de você e projete
sua consciência nela. Passe por cavernas negras e enfrente seus medos um por um. Só
então você emergirá no avião. Do contrário, seus medos não foram enfrentados.

Invocação para falar com um demônio


( de Dukanté grimoire )

A Conjuração do Demônio de Richard Dukanté (por volta de 1963 - o Grimório de


Richard Dukante Livro 1, página 50) Sendo um trabalho em que o Demônio da escolha
do praticante pode ser invocado voluntariamente.

Sobre o altar deve haver três velas. Um dos Pretos, Um dos Brancos, Um dos
elementos da mamona. Dentro do cone do Castor, o nome do Demônio deve ser inscrito
nele junto com o nome de Satanás. [significando real - SATAN]

Também deve estar presente a adaga e o cálice de água tirado de um rio que
corre ou da chuva que cai.

O incenso de invocação deve ser queimado dentro do turíbulo durante todo o


rito: 2 partes de sândalo, 5 partes de pó do cemitério [verbasco] e 3 partes de garra do
diabo.
Você deve começar acendendo as velas sobre o altar depois de ter escrito as
inscrições acima mencionadas na vela central. Coloque o incenso no turíbulo. Faça o
círculo invocando cada elemento na linguagem dos Demônios -

• Terra - Belial - Lirach Tasa Vefa Wehlic Belial

Tradução - Terra proteja este solo, Lorde Belial

• Ar - Lúcifer - Renich Tasa Uberaca Biasa Icar Lúcifer

Tradução - O ar protege o céu ao redor, Lord Lucifer

• Fogo - Flereous - Ganic Tasa Fubin Flereous

Tradução - O fogo protege a chama, Lord Flereous

• Água - Leviatã- Jedan Tasa Hoet Naca Leviatã

Tradução - A água protege nosso círculo, Lord Leviathan .

Comece a invocação: Eu, [seu nome], convido-te, [nome do demônio]. Em nome de


Satanás, eu peço que você saia .

Portanto, você deve tirar seu próprio sangue da palma da mão e deixar três
gotas caírem no cálice. Misture com a água e convide todos os presentes a beberem
dela. Não beba de seu próprio sangue para não convidar o Demônio a entrar em você.

Você deve desenhar um círculo no chão com a largura do cone, pelo menos.
Dentro deste círculo, inscreva o sigilo do Demônio que você conjurou. Se este sigilo não
estiver disponível, use um pentagrama inverso ou DZ. Você deve derramar o restante do
conteúdo do cálice dentro do círculo - pois é a sua energia que o Demônio usará para se
levantar. "É essa energia que é sangue."

Sobre o círculo você deve dizer:

Reayha bacana lyan remé quim [nome do Demônio] .

Coloque a vela da mamona dentro do círculo. Deste círculo - o Demônio sairá da


chama e você poderá falar livremente com ele até que a vela se apague.

Canalizando Demônios

Os demônios podem ser canalizados permitindo-lhes voluntariamente que


entrem em seu corpo. O propósito desta prática é permitir que um Demônio fale através
da pessoa que está canalizando. Não há razão para praticar a canalização, a menos
que você esteja em um ambiente de grupo e buscando sabedoria demoníaca. Além
disso, nem todos podem canalizar Demônios porque nem todos nós somos bons
condutores. O tipo de pessoa com maior probabilidade de sucesso é aquele que possui
alguma habilidade mediana e que pode se abrir voluntariamente para a experiência.
O procedimento de canalização é semelhante a uma ascensão. Você deve entrar em
um estado meditativo, fazer contato, fundir energia com o Demônio e então convidar o
Demônio para dentro de você. Os exercícios de meditação deste livro, incluindo exercícios de
fusão, podem ajudar. A canalização só deve ser tentada se você tiver desenvolvido uma
prática regular de meditação, não estiver deprimido e não tiver qualquer turbulência emocional
em sua vida. Freqüentemente, é sugerido que jovens de 12 a 20 anos tenham cuidado ao
praticar a ascensão ou canalização, porque os desequilíbrios hormonais podem intensificar a
energia bruta e causar profunda discórdia emocional. Portanto, preste atenção a esses avisos.

Quando um demônio passa por uma pessoa, a sensação é muito estranha. É como ter
uma consciência superior dentro de você e ver através de dois pares de olhos ao mesmo
tempo. Embora possa ser difícil de explicar, tenha certeza de que o Demônio irá embora
quando solicitado. Se você for educado com os demônios, eles o tratarão com o mesmo
respeito. Nunca falha que aqueles que tratam demônios com desrespeito serão tratados
desrespeitosamente na mesma moeda. É por isso que algumas pessoas têm experiências
negativas após experiências negativas com demônios. Eles fizeram algo desrespeitoso como
comandar, ameaçar, ou têm um medo profundo do Demoníaco.

Exercícios para construção de energia e aterramento

Os exercícios a seguir podem ser praticados para amplificar a energia ou para


repor a energia usada. Um também pode ser usado para aterrar o excesso de energia.
Veja também o ritual do pilar modificado mais adiante neste livro para repor a energia
esgotada. Esses exercícios são praticados desde a época dos antigos egípcios e
variações podem ser encontradas em muitas escolas de ocultismo moderno e
pensamento da nova era.

EXERCÍCIO 1

Primeiro, sente-se em frente ao altar. Junte as palmas das mãos e esfregue


vigorosamente para aumentar o fluxo sanguíneo. Suas mãos ficarão quentes. Nesse
ponto, afaste as palmas das mãos uns três centímetros e você começará a sentir a
energia se acumulando entre as palmas. Você realmente sentirá resistência (tente
juntar as palmas das mãos novamente - você sentirá a resistência) quando a energia se
acumular o suficiente. Então você pode direcionar essa energia para equilíbrio
elemental, trabalho mágico, ou pode trazê-la para dentro de si, conforme necessário.
Você também pode dar como uma oferta a um Daemon, se assim desejar. Use esta
técnica com o ritual de Equilíbrio Elemental incluído na seção “Funcionamentos
Positivos” deste livro.

Experiência: Outra coisa que você pode tentar é fazer isso em uma sala escura
ou à noite, em frente a um objeto de metal ou uma cerca de arame. Quando sentir que
acumulou energia suficiente, atire-a no objeto de metal e poderá ver faíscas. Muito
poucas pessoas são capazes de fazer isso. Eu também não posso. Nos últimos 18
anos, conheci uma pessoa com essa habilidade.

EXERCÍCIO 2

Sente -se com as pernas cruzadas ou em posição de lótus em frente ao altar.


Coloque os braços ao lado do corpo. Coloque a palma da mão esquerda para baixo e a
palma da mão direita para cima. Agora imagine um círculo de energia envolvendo você
e movendo-se no sentido horário ao seu redor. Você começará a sentir a energia
movendo-se por uma mão, ao redor e pela outra. Faça isso e tente o Exercício Um
imediatamente depois e veja como você se sente.
EXERCÍCIO 3

Na próxima vez que sentir ansiedade, estresse, agitação ou raiva, faça o seguinte:
Sente-se no chão e coloque as duas mãos, com as palmas para baixo, firmemente no chão.
Faça três respirações profundas e moderadas. Permita que a solidez do solo suba através de
você até todos os pontos de seu corpo e, em seguida, afunde de volta ao solo através de suas
mãos. Isso vai aterrar você. Experimente ao ar livre, na grama ou na terra. Observe as
diferenças entre o solo natural e o carpete, ladrilho ou piso de madeira.

Vibrações de energia

Uma das coisas que você deve saber sobre energia é que cada coisa, inanimada ou
não, criada por nós ou não, tem uma certa vibração própria. As moléculas de cada coisa
vibram em uma certa frequência. Se você entende a teoria das cordas, pode entender melhor.
Isso significa

que cada emoção faz com que sua energia vibre de forma diferente do normal. Essas
vibrações podem se ligar a coisas inanimadas. Instintivamente, os humanos estão em
sintonia com isso. Mas com nosso mundo moderno de estímulos constantes, aprendemos a
ignorar as vibrações de tudo que nos rodeia. O próximo exercício é para que você sinta e se
sintonize com as várias vibrações de vários objetos e emoções. Por sua vez, você aprenderá a
se sintonizar com a energia demoníaca, com suas próprias energias e com a energia criada
durante o ritual. O primeiro é um ótimo exercício para fazer em grupo (mesmo que as pessoas
do grupo não compartilhem de suas crenças).

PARTE UM

Cada membro do grupo deve trazer um objeto pertencente a outra pessoa. Eles
não devem dizer a ninguém a quem o objeto pertence, mas devem saber algo sobre a
pessoa a quem pertence. Neste exercício, cada pessoa vai sozinha para uma sala onde
os objetos foram colocados e um a um, cada pessoa sente cada objeto e anota as
impressões que obtém dele.

Uma vez que todos tenham participado, os objetos são recuperados de quem os
trouxe e todos se reúnem em uma sala. Em seguida, cada pessoa compartilha o que
pensa sobre cada objeto. A pessoa que trouxe o objeto, então, compartilha a quem o
item pertencia e como era essa pessoa. Você ficará surpreso com o que algumas
pessoas foram capazes de captar sobre um objeto apenas por sentir sua energia
vibracional.

PARTE DOIS

Circule pela sua casa e sinta as vibrações dos vários itens em sua casa. Sinta
algo novo, sinta algo velho, sinta algo que você ama e sinta algo com o qual você
realmente não se importa. Observe as diferenças nas vibrações de cada objeto.

PARTE TRÊS

Na próxima vez que você estiver em um ritual, sinta as vibrações de todas as


suas ferramentas rituais e observe as vibrações que você sentiu durante o ritual.
Comece a fazer isso regularmente. Isso é importante porque, uma vez que você
aprenda a distinguir uma vibração positiva ou negativa, melhor será capaz de
determinar quando suas ferramentas rituais devem ser balanceadas e limpas.

Projeção astral
A projeção astral é o ato de separar o corpo astral (espírito ou consciência) do
corpo físico e sua jornada para o universo. É diferente de uma experiência fora do corpo
(ou quase morte) porque a Projeção Astral acontece voluntariamente. Existem três
tipos de projeção astral. Projeção mental, como na meditação, onde você retira a mente
do corpo, projeção astral, onde o corpo astral e a mente deixam o corpo físico, e a
projeção etérica, onde o corpo astral, a mente e o espírito deixam o corpo.

Um método comum de alcançar a projeção astral é entrar em um estado


meditativo e sentir cada respiração e energia se concentrando em todos os chakras.
Então, a partir do chacra do terceiro olho (às vezes também o chacra do coração), você
se levanta voluntariamente de seu corpo.

Então, o eu astral pode viajar livremente pelo universo ou pelo mundo conforme desejado.

Consulte o gráfico na próxima página para obter informações sobre onde os chakras ficam.

Templos Astrais

Para algumas pessoas, um templo físico é impossível. Esse pode ser o caso do
praticante que vive com outras pessoas que não são demonólatras. Nesse caso, o
praticante pode optar por construir um templo astral. Um templo astral é um lugar na
mente onde você pode praticar ritual, meditação e oração em particular. Seu templo
pode ser tão grande ou pequeno quanto você quiser e pode ser equipado com qualquer
ferramenta que você imaginar. Lá, você pode encontrar e conversar livremente com
Demônios e outras pessoas com quem você fez acordos anteriores para se encontrar
lá. Você pode viajar para o templo astralmente ou por meio de projeção mental.

Para começar, faça uma meditação na qual você visualiza seu templo perfeito.
Percorra e coloque os detalhes neste local. Veja em cores. Dê uma volta para sentir o
seu espaço. Quanto mais você visitar o templo, mais claro e sólido ele se tornará.

Lucid Dreaming

O sonho lúcido é outro método de comunicação com o Divino Demoníaco. Existem vários
métodos que você pode usar para causar sonhos lúcidos. A primeira é fazer uma meditação antes
de dormir, onde você vai encontrar alguém em seu templo astral, ou onde invoca um demônio
estar presente em seu sonho para transmitir sabedoria.

Alguns métodos adicionais que você pode tentar incluem:

Coloque um sigilo do Demônio com o qual deseja comunicar-se sob


seu colchão ou travesseiro.
Queime um incenso que promova o sonho
lúcido. Invoque um círculo elemental ao redor
de sua cama.

Você também pode escolher empregar todos os métodos acima ao mesmo


tempo, dependendo de quanto foco de vontade é necessário para ajudá-lo a atingir um
estado de sonho lúcido. Quanto mais experiente você se tornar, menos preparação ou
ajuda externa precisará. Muito parecido com o aprendizado da ascensão, você pode
aprender a querer se projetar no astral, ir ao templo astral ou ter sonhos lúcidos.

Existem muitos livros por aí que abordam os mundos astral e dos sonhos de
forma mais completa. Portanto, vamos deixar este tópico agora e seguir em frente.

Ritos do Dia Santo e Ritos dos Nove

Rito Básico de Belial

O Altar deve estar voltado para o ponto mais ao norte da câmara ritual. Uma vela
é colocada em cada ponto elemental. Os demônios elementais são invocados pelo uso
dos enns com a adaga. Invoque Lúcifer primeiro e trabalhe no sentido horário, deixando
Belial por último. Um incenso de patchuli e verbasco invoca a atmosfera.
Acenda as velas de Lúcifer a Belial. Então - Carregando uma tigela de areia em
uma das mãos e uma adaga na outra (não importa qual) aproxime-se de cada ponto e
ajoelhe-se recitando o enn para Belial e mergulhe a adaga na areia e borrife em cada
ponto. (Se você tiver carpete em sua câmara ritual, coloque uma tigela em cada ponto e
deixe a areia cair em cada tigela). Finalmente, convide o quinto elemento do centro do
espaço ritual.

Ajoelhe-se no altar em oração: "Rogamos a ti Belial, conceda-nos a força de seu


desígnio. Dê-nos o presente da estabilidade ou para começar o Ano Novo livre de impasses
passados. Permita que nossos pensamentos e ações sejam nossa proteção. Seja
apresentamos para que não vacilemos em nossas decisões. Somos como a terra estável.
Humildemente te homenageamos em nossa oferta de terra para que você conheça nosso
respeito por sua vasta força. Oferecemos pedidos de novos começos, força e coisas
mundanas importa que possamos empregar sua criação para fazer isso. Salve Belial. Senhor
e Mestre da Terra. "

Em seguida, vem o corpo ritual típico no qual pedidos de novos começos, força
e assuntos mundanos são queimados dentro do altar ou no fogo do espaço ritual
primário. (isto é, uma tigela, um queimador de incenso ou uma fogueira.) Use a areia
restante para abafar o fogo depois que os pedidos forem queimados. As cinzas devem
ser esmagadas até um pó fino e posteriormente enterradas. Algumas seitas optam por
cantar hinos e fazer orações mais longas antes do encerramento do ritual.

O ritual é encerrado assim: "Salve Belial. Senhor e Mestre da Terra.


Agradecemos por estar presente em nosso ritual. Pedimos a você, vá em paz."

Encerre o ritual normalmente. Se praticar solitário - mude todos "nós" para "Eu" Também - a
oração

pode ser feito com uma única vela se você não tiver espaço, tempo ou suprimentos para fazer um
ritual prolongado.
Rito Básico para Lúcifer

O Altar deve estar voltado para o ponto mais a leste da câmara ritual. Uma vela
é colocada em cada ponto elemental. Os demônios elementais são invocados pelo uso
dos enns com a adaga. Invoque Flereous primeiro e trabalhe no sentido horário,
deixando Lúcifer por último. Um incenso de Feitiçaria invoca atmosfera.

Acenda as velas de Flereous a Lúcifer. Então - Carregando uma varinha de


incenso ou queimador em uma mão e uma adaga na outra (não importa qual)
aproxime-se de cada ponto e ajoelhe-se recitando o enn para Lúcifer e agite a adaga
através da fumaça. Finalmente, convide o quinto elemento (Satanás, espírito) do centro
do espaço ritual.

Ajoelhe-se no altar em oração: "Rezamos a ti Lúcifer, conceda-nos a força de seu


desígnio. Deixe a águia nos trazer uma nova compreensão. Sua luz será nossa proteção e nos
guiará nesta vida. Somos como o vento. Humildemente prestamos homenagem a ti em nossa
oferta de incenso para que você conheça nosso respeito por sua vasta força. Oferecemos
pedidos de conhecimento e reflexão para que possamos empregar sua criação para isso.
Salve Lúcifer. Senhor e Mestre do Ar. "

Em seguida, vem o corpo ritual típico em que pedidos de concentração,


conhecimento, intelecto e purificação são queimados no altar. (isto é, uma tigela, um
queimador de incenso ou uma fogueira.) As cinzas devem ser esmagadas até virar um
pó fino e, posteriormente, dispersas ao vento. Algumas seitas optam por cantar hinos e
fazer orações mais longas antes do encerramento do ritual.

O ritual é encerrado assim: "Salve Lúcifer. Senhor e Mestre do Ar. Agradecemos


por estar presente em nosso ritual. Pedimos que vá em paz."

Encerre o ritual normalmente. Se praticar solitário - mude todos "nós" para "eu"
também - a oração pode ser feita com uma única vela se você não tiver espaço, tempo ou
suprimentos para fazer um ritual prolongado.

Rito Básico para Flereous

O Altar deve estar voltado para o ponto mais ao sul da câmara ritual. Uma vela é
colocada em cada ponto elemental. Os demônios elementais são invocados pelo uso
dos enns com a adaga. Invoque o Leviathan primeiro e trabalhe no sentido horário,
deixando Flereous por último. Um incenso de sândalo e sálvia invoca a atmosfera.
Carregando uma vela em uma das mãos (não importa qual) aproxime-se de
cada ponto e se ajoelhe recitando o enn para Flereous e acendendo a vela. Finalmente,
convide o quinto elemento do centro do espaço ritual.

Ajoelhe-se no altar em oração: "Nós te pedimos Flereous, conceda-nos a força


de seu desígnio. Permita que nossas ações sejam rápidas e infalíveis. Esteja presente
para que nossos inimigos não nos conquistem. Somos como chamas brilhando
intensamente em seu esplendor . Humildemente prestamos homenagem a ti em nossa
oferta de incenso e fogo para que você possa conhecer nosso respeito por sua vasta
força. Oferecemos pedidos de vingança e amor para que possamos empregar sua
criação para isso. Salve Flereous. Senhor e Mestre do Fogo . "

Em seguida, vem o corpo ritual típico em que pedidos de vingança e amor são
queimados dentro do altar ou no fogo do espaço ritual primário. (isto é, uma tigela, um
queimador de incenso ou uma fogueira.) Algumas seitas optam por cantar hinos e orar por
períodos mais longos antes do encerramento do ritual.

O ritual é encerrado assim: "Salve Flereous. Senhor e Mestre do Fogo.


Agradecemos por estar presente em nosso ritual. Pedimos que vá em paz."

Encerre o ritual normalmente. Se praticar solitário - mude todos "nós" para "eu" também -
a oração pode ser feita com uma única vela se você não tiver espaço, tempo ou
suprimentos para fazer um ritual prolongado.

Rito Básico do Leviatã

O Altar deve estar voltado para o ponto mais a oeste da câmara ritual. Uma vela
é colocada em cada ponto elemental. Os demônios elementais são invocados pelo uso
dos enns com a adaga. Invoque Belial primeiro e trabalhe no sentido horário, deixando
Leviathan por último. Um incenso de cálamo e olíbano invoca a atmosfera.

Acenda as velas de Belial a Leviathan. Então - Carregando um cálice de água


(com sal marinho) em uma mão e uma adaga na outra (não importa qual) aproxime-se
de cada ponto e se ajoelhe recitando o enn para o Leviatã e mergulhe a adaga na água
e borrife-a sobre cada um vela. Finalmente, convide o quinto elemento do centro do
espaço ritual.

Ajoelhe-se no altar em oração: "Rezamos a ti Leviatã, conceda-nos a força de


seu desígnio. Deixe a serpente lidar com a morte das mentiras de nossos inimigos.
Permita que nossa empatia seja nossa proteção. Permita que nossa raiva seja veloz
com justiça. Esteja presente para que nossos inimigos não nos conquistem. Nós
somos como a rápida maré fluindo de um lado para outro. Nós humildemente te
homenageamos em nossa oferta de sal marinho e água para que você conheça nosso
respeito por sua vasta força. Nós ofereça pedidos de cura e equilíbrio emocional para
que possamos empregar sua criação para isso. Salve Leviatã. Senhor e Mestre da
Água. "

Em seguida, vem o corpo ritual típico em que os pedidos de cura e equilíbrio


emocional são queimados dentro do altar ou no fogo do espaço ritual primário. (isto é, uma
tigela, um queimador de incenso ou uma fogueira.) Use a água restante para apagar o fogo
depois que os pedidos forem queimados. As cinzas devem ser esmagadas até um pó fino e
depois dispersas em água corrente (isto é, oceano, riacho). Algumas seitas optam por cantar
hinos e fazer orações mais longas antes do encerramento do ritual.

O ritual é encerrado assim: "Salve Leviatã. Senhor e Mestre da Água.


Agradecemos por estar presente em nosso ritual. Nós lhe pedimos que vá em paz."

Encerre o ritual normalmente. Se praticar solitário - mude todos "nós" para "eu"
também - a oração pode ser feita com uma única vela se você não tiver espaço, tempo ou
suprimentos para fazer um ritual prolongado.

Rito de Baalberith e Eurynomous

Este rito será realizado na noite do dia 31 de outubro entre as 20h e as 2h do dia
1º de novembro. A pessoa que conduz o rito não deve comer, fumar ou ter relações
sexuais no mínimo 12 horas antes do início do rito.

Preparação - você precisa de:

luz vermelha ou preta para os cálices da câmara


ritual (atmosférica)
tigelas ou
queimadores de
incenso a carvão
velas pretas para o altar e todas as quatro pontas
elementais espada para evocação
Oleum de Baalberith ou Eurynomous ou
ambos Oleum de Lucifuge Rofocale
controle de óleo
2x2 pedaços de
pergaminho de cera
preta derretida
xícara de sálvia
moída xícara de
verbasco moído de
raiz de mandrágora
urina
sangue

Para fazer quadrados de papel preto para pedidos de rituais e orações

Pegue 2x2 pedaços de papel e mergulhe em óleo de controle por 10 minutos.


Coloque papel em uma assadeira, aqueça o forno para assar baixo, leve ao forno por
cinco minutos, deixe esfriar. coloque um de cada vez em cera preta derretida usando
uma pinça até cobrir totalmente. Em um lado de cada lugar, o sigilo de Eurynomous ou
Baalberith. Armazene em uma caixa escura e seca.

Oleum de Lucifuge Rofocale

1 xícara de suco de azeitona - preto


1 colher de chá de
azeite (opcional) 1/2
xícara de álcool
uma pitada de mandrágora
terra uma pitada de
verbasco

Óleo de controle -
Raiz de cálamo embebida em óleo vegetal leve.

Incenso

sábio
mandrágora
verbasco
1 colher de chá de Lucifuge Rofocale Oleum

Este rito é particularmente útil para amaldiçoar e banir a negatividade. Este é o


prelúdio do Rito de Belial, que é o "Novo Começo".

Use todas as velas pretas para os pontos elementares. Você pode usar uma vela de
"poder" pessoal de qualquer cor que escolher em seu altar, se quiser. Coloque um cálice de sal
marinho misturado com água em cada ponto (ou água diretamente do oceano). Você pode
escolher ter dois cálices no altar. Um para a libação ao Leviatã e outro para a bebida
cerimonial / oferenda aos Demônios da morte. Você também deve colocar tigelas de terra em
cima das quais carvão deve ser colocado para o incenso ritual - em cada um dos pontos
elementares e um no altar para pedidos de queima. Seu altar deve estar voltado para seu
ponto elemental ou o ponto noroeste de seu círculo.

*** NOTA IMPORTANTE - ao misturar o sal e a água com a adaga, você deve dizer o
seguinte para cada cálice que misturar -

"Talot pasa oida Belial et Leviathan"

Convide os Demônios elementais como faria normalmente, empregando seus


enns. Convide Satanás do centro usando a seguinte enn: "Ave Satanis! Tasa reme laris
Satan."

Do ponto mais ao norte, você vai convidar Baalberith e Eurynomous.

Para convidar Balberith, use o enn - "Avage secore on ca Baalberith."

Para convidar Eurynomous, empregue o enn - "Ayar secore on ca Eurynomous."

Em seguida, recite a oração (ou use uma de sua preferência, se preferir) -

"Neste círculo, dou as boas-vindas à morte. De Baalberith e Eurynomous,


venham e estejam presentes. Pois este ritual é em sua honra. Esta noite você reina
supremo. Rogo-lhe que me ajude em meus trabalhos e abençoe este rito."

Agora é a hora da oração silenciosa ou de fazer pedidos. Nos quadrados de


papel preto, você escreve seu pedido, uma letra sobre a outra, concentrando sua
energia no quadrado. Segure o quadrado sobre a chama antes de queimar e recite o
verso apropriado dependendo da intenção. Para rituais de grupo - cada pessoa escreve
e queima seus próprios pedidos.

Amaldiçoando - "Blanae core sanada. Recta sabra naca Flereous."

Dissipando a negatividade - "Poco tasa helna rabac tasa. Recta sabra naca Flereous."

Grave todos os pedidos. O rito é então encerrado da maneira usual. As cinzas


dos pedidos e o restante da cera da vela são enterrados (em até 24 horas) no solo.
Enquanto você está enterrando os restos do ritual, você deve dizer:

"Padar ast fo ehaoth pedar ganabel Berith."

Algumas pessoas preferem enterrar os pedidos em um cemitério. Isso é muito


simbólico, não apenas do aspecto de maldição ou morte, mas também do aspecto de
novos começos.

Honrando os Ancestrais - O Altar Ancestral

Uma das muitas tradições da demonolatria é erigir um altar anual para os


ancestrais durante o mês do Rito a Eurynomous. Sobre este altar, coloque fotos dos
que morreram. Queime incenso Eurynomous e velas de oração nele. Coloque um sigilo
de Eurynomous, Baalberith e Babaal sobre ele. Cubra-o com um pano preto de altar.
Não precisa ser grande ou sinistro. Pode ser uma pequena mesa à qual você pode se
ajoelhar. Nas noites em que você se sentir atraído para o altar, acenda uma vela de
oração e o incenso e faça uma oração pelas pessoas falecidas ou animais de
estimação que são retratados ou cujos itens estão sentados sobre o altar. O objetivo é
honrar aqueles que vieram antes de nós e os demônios que governam sobre a morte e
a mudança. Colocar estátuas de Set ou Anúbis sobre altares como este também é
comum.
Os Ritos de Belphegore
Este artigo foi publicado pela primeira vez na Black Serpent, Primavera de 2006.

Os Ritos para Belphegore acontecer em 31 de março, 09 de abril th e 13 de maio


th. Tradicionalmente, esses ritos eram celebrados para dar as boas-vindas à vinda da
nova terra (primavera). É prática comum fazer grandes festas durante esses rituais. Diz-
se que se o demonólatra permitir que algumas gotas de seu sangue caiam no chão em
torno dessas datas, Belphegore e os outros Daemons baseados na terra olharão com
benevolência para o praticante por um ano inteiro. Magick para novos empregos, deixar
para trás o passado, estabilidade e ajuda com questões mundanas (ou seja, encontrar
um novo lugar para morar, bênçãos da casa, etc ...) pode ser feito durante os Ritos para
Belphegore.

Belphegore / Belphegor - foi um Demônio de descobertas, invenções, riquezas e


preguiça (um dos pecados mortais). Originalmente um deus assírio, Baal Poer, ele
governou sobre a luxúria. Nos escritos Cabalísticos, ele era a polaridade oposta da
sexta Sephiroth. Ele é um Daemon da Terra. Na Hierarquia Dukante, ele é listado como
um mestre de armas, um daemon de guerra e um daemon a ser chamado para obter
ganhos no mundo material.

Nove Ritos

Nove Ritos não são muito diferentes de um rito regular, exceto em vez de invocar os
elementais e Satanás, todas as nove Divindades são invocadas. Existem duas maneiras
diferentes de construir o espaço ritual - um círculo ritual tradicional e uma pirâmide
(triângulo). Mais uma vez, deixe-me reiterar que os rituais da pirâmide só devem ser realizados
por mágicos experientes porque a energia é tão errática e forte que pode causar náuseas,
tonturas, vômitos e até desmaios.

O seguinte é de um dos grimórios / diários da família Purswell, País de Gales,


1638. Ele descreve como as Nove Divindades agem juntas. Minhas notas da
transcrição são anotadas por []. Eu o incluí, com permissão, para dar uma ideia de
como os demonólatras ao longo do tempo viram as nove divindades.
Nos nomes de Daemon sejam Lúcifer e Flereous adjacentes [parece adjacente, mas não
conseguiu distinguir a palavra] Leviatã e Belial. Cercado por todos por Satanás, que é a fonte de
tudo .

Este, nosso reino sagrado da terra governado pela hierarquia imperial é terra, a
terra. Ela é o útero de Unseré, cujo consorte é Satanás. Mãe de Belial, a terra sólida cujo
elemento é a matéria sólida. Lúcifer, o portador da luz, nos dá conhecimento e nos traz
Flereous, o fogo e o calor. Leviathan é a semente fértil cujas águas dão vida. Eurynomous
traz morte no ciclo [de regeneração, renovação]. Verrine cura doenças e enfermidades.
Amducious destrói com raiva. Unidos, nove estão na divindade. Existem dois de cada
elemento e o todo. Leviathan Unsere, Flereous Amducious, Belial Eurynomous, Lucifer
Verrine e Satan . [Estou perplexo com esta divisão, pois nunca vi ou considerei isso. Eu
teria pensado que Verrine fosse a Água e a Terra Indiferente. Mas isso exigiria que
Eurynomous fosse Ar, o que não faz sentido para mim.] Divididos por três, eles são a
trindade. Leviathan Unsere Verrine, Eurynomous Amducious Flereous, Belial Lucifer Satan .
[Vida, Morte / Destruição e Iluminação / Conhecimento]

[O] início deste ciclo é o equinócio, a primavera governada por Lúcifer. Lúcifer é um
jovem cuja ingenuidade renova tudo e traz novos conhecimentos. Ronove [Ronwe] é o
mentor sábio desse conhecimento e pode dispersá-lo. Agora é a hora do aprendiz assumir
seu lugar diante do altar para receber a sabedoria dos demônios . [Iniciação] O altar está
diante do Norte com sua entrada Leste. Tochas iluminam a fronteira externa em cada
ponto onde os elementais presidem. Tasa Raimie Laris Satan, peço-te que dê testemunho.
Este Rito é uma homenagem ao seu filho, Lúcifer, Renich Tasa Uberaca Biasa Icar Lúcifer!
Rogamos-te que traga luz a tua sabedoria. Buscamos iluminação para descobrir os
mistérios de sua criação. Nisso descobrimos o universo e nosso propósito neste plano.
Venha Flereous - Ganic Fubin Flereous e esteja presente, nós te pedimos .

Diagramas de Layout Ritual

Pirâmide (triângulo):

Diagrama do altar voltado para o oeste

Esta não é a única configuração que pode ser usada. Por exemplo, todos os
Demônios mais "destrutivos" podem ser colocados juntos (Amducious, Flereous,
Eurynomous), os Demônios da criação colocados juntos (Unsere, Verrine, Leviathan), e
todos os Demônios da Iluminação juntos (Lúcifer, Belial, Satan )
Círculos usando os nove (o topo sendo a Terra):

Este círculo particular é elementar. No entanto, você também pode escolher a polaridade em
que

Lúcifer e Leviathan estariam no Leste, Belial e Flereous no Norte, Unsere e Amducious


no Sul, e Verrine e Eurynomous no Oeste. Ou qualquer combinação dos mesmos. No
caso dos Círculos de Nove, Satanás é sempre invocado do centro OU pode ser invocado
em cada ponto elemental.
Ritos Demonolatria de Nascimento,
Casamento e morte

Os seguintes rituais são muito básicos. Esses ritos podem variar de grupo para
grupo ou demonólatra para demonólatra, mas a construção básica é a mesma. Eles
podem ser modificados como desejar. Observe que durante qualquer rito que peça a
você para jejuar, o jejum é opcional . Pessoas com condições médicas nas quais o
jejum não é uma opção não devem jejuar, ou não devem jejuar por mais tempo do que o
necessário para uma coleta de sangue. Normalmente 8-12 horas. Certifique-se de beber
muitos líquidos durante o jejum.

O batismo

De alusões literárias ao uso metafórico, o Baphometic Fire Baptism veio para


simbolizar o infinito renascimento da consciência. Na realidade, para ritos batismais de
adultos, este é realmente o caso. Há uma diferença definida entre o batismo de adultos
e os ritos de batismo de crianças. Para as crianças, nenhum sangue é extraído e
nenhuma marca é queimada na pele. Para rituais de adultos, entretanto, o rito batismal
envolve uma pequena quantidade de dor.

O rito é aberto como de costume. No entanto, no centro da câmara ou espaço


ritual, há um círculo pintado com os sigilos de cada Demônio elemental e o de Satanás
marcando seus pontos correspondentes. No centro do círculo está o sigilo do Demônio
da Seita, se o destinatário for uma criança, ou se o destinatário do ritual for um adulto -
o Demônio patrono / matrona. Nos casos em que um patrono / matrona não foi
escolhido, o sigilo do Demônio da Seita é usado. Ao redor desse círculo há muitas
velas. As velas brancas são tradicionais.

Uma vez que o círculo tenha sido construído, pede-se ao destinatário do batismo, se
for um adulto, que dê algumas gotas de sangue, e se for uma criança, pede-se aos pais que
dêem gotas de seu sangue. O sangue é misturado com a água consagrada (abençoada pelo
Senhor Leviathan) no altar para uso posterior durante o rito. O destinatário do ritual deve usar
vestes tradicionais de branco, cinza ou preto.

O Batismo de Adultos - A pessoa a ser batizada fica dentro do círculo de velas


fechado. Deve ser largo o suficiente para permitir que a pessoa fique com segurança dentro
dele com pelo menos um pé

em todos os lados para evitar que mantos ou cordas pegem fogo. É sempre melhor ter
água extra à mão e um extintor de incêndio como precaução. As velas são então
acesas. O seguinte (ou uma variação) é dito pelo sacerdote / sacerdote presidente
sobre a pessoa -

“Salve nosso Senhor infernal, Satanás. Salve [nome do Demônio da Seita ou Matrona /
Patrono]. ”

Os enns desses Demônios são então falados.

“Bendito em nome de nosso Senhor Satanás é [nome da pessoa que está sendo
batizada], seu filho amado. Pelo Norte nosso Senhor Belial, que ela conheça seu
caminho. Pelo Oriente nosso Senhor Lúcifer possa ela conhecer seu espírito. Pelo
Ocidente, nosso Senhor Leviathan possa ela conhecer suas emoções. Pelo Sul, nosso
Lord Flereous possa ela conhecer o desejo. Por Baphomet que seu caminho a leve à
sabedoria. Tudo isso em nome de nosso Senhor Satanás e de nosso Senhor [demônio
presidente], deixe ser conhecido que este (ai) homem é parente entre vocês e todos os
presentes nesta noite. Que ela possa trilhar seu caminho na Luz de Lúcifer. Que assim
seja."

Nesse momento, um jarro de água consagrada é derramado sobre o círculo de velas


até que todas as chamas se apaguem. O sacerdócio presidente abre o círculo e leva o
destinatário ao altar. Nesse momento, o sacerdote mistura o óleo apropriado com a água do
sangue e unge o recipiente. 10 Em seguida, o ferro em brasa é removido do fogo e a receptora
descobre a parte superior da coxa esquerda para receber a marca do Demônio da Seita ou da
Matrona / Patrona. Uma vez marcada, a mistura restante da água é descartada no solo e o rito
é encerrado.

O Batismo da Criança - Se a criança tiver idade suficiente para ficar sozinha


dentro do círculo, ela pode. No entanto, se a criança for pequena, é melhor que um dos
pais entre no círculo e segure a criança ou fique ao lado dela. O ritual procede
normalmente, porém em vez do sangue da criança, o sangue dos pais é usado e a
criança não é marcada, mas é ungida. A maioria das seitas exige a permissão de
ambos os pais para batizar uma criança (definida como qualquer pessoa com menos
de 18 anos). Algumas crianças já batizadas optam por refazer a cerimônia quando
tiverem idade suficiente para se submeter ao ritual de batismo adulto completo.

A Cerimônia de Casamento

Os casamentos demonolatria podem variar de simples a complexos. A seguir


está o esboço básico do rito. Pode ser embelezado com a complexidade decorativa ou
simbólica necessária, conforme a necessidade dos noivos. Como padrão, este rito é
feito antes do Coven / Seita e aqueles não iniciados são obrigados a ficar fora do
círculo e atrás. Não há exceção para pais ou parentes na maioria das seitas. Outras
seitas são mais tolerantes. Não há nenhuma lei da seita declarando que casais
homossexuais não podem ser associados a esses ritos.

As duas coisas necessárias são a vela de unidade 11 e o cordão de ligação. A


maioria das pessoas escolhe vermelho ou azul para a vela da unidade. O cordão de
ligação é apenas um pedaço de cordão de aproximadamente 60 centímetros de
comprimento. Sua cor geralmente corresponde à cor da vela da unidade e é mantida
pelo casal após o término da cerimônia.

O círculo é construído como de costume. O altar está voltado para o norte 12 . O noivo
fica no ponto mais ao sul do círculo e aguarda sua noiva. Os assistentes rituais a trazem até
ele e eles descem pelo centro do círculo até o altar diante do sacerdote presidente. O
Demônio convidado para este rito é Rosier. Este enn é falado e os noivos se ajoelham diante
do altar. O sacerdote (ess) fala o seguinte ou uma variação disso:
“Nosso Lorde Rosier nos reúne aqui para testemunhar e regozijar nesta união de
[nome da noiva] e [nome do noivo]. Verdadeiramente abençoado é este dia. Diante de
todos os presentes e de nosso Senhor Satanás, essas pessoas desejam se unir em
amor e matrimônio pelo resto de seus dias nesta terra. ”

A noiva e o noivo se levantam e se dão as mãos e o sacerdote (ess) enrola o


cordão em seus pulsos, ligando-os um ao outro enquanto diz:
“Jedan Olmec Ayran, Rosier. Liran fortes Satanas. ”

O Coven / Seita ressoa com: “Hail Rosier. Amarre-os e mantenha-os no Amor. Nós oramos por
você. ” A noiva e o noivo (ainda amarrados, pois permanecerão o resto do rito) cada um
oferece várias gotas de sangue, que são adicionadas ao vinho cerimonial abençoado pelo
Senhor Leviatã. Em seguida, cada um recebe uma pequena vela branca. Cada um deles
acende sua vela na vela do altar central e, juntos, acendem a vela da unidade. As chamas das
velas acesas estão apagadas
no cálice de água. Se algum voto, discurso ou sermão tiver que ser feito, será feito neste momento.

Feito isso, o noivo pega o cálice do vinho e o apresenta à noiva que o pega. “Em nome
de Rosier, bebo para nossa união eterna”. Ela bebe e devolve o cálice ao noivo que diz o
mesmo, bebe e devolve o cálice ao altar.

O sacerdote presidente (ess) então pega uma pequena mecha dos cabelos do
noivo e da noiva e a coloca em um frasco junto com uma pequena quantidade de vinho.
A água consagrada é derramada sobre as mãos atadas do casal e é pedido que se
voltem para o leste.

O sacerdote (ess) diz: “Aos olhos de nosso Lorde Rosier e de nosso Senhor
Satanás e em testemunho de todos os presentes, vocês agora estão casados até que
nossos Senhores considerem adequado que vocês se separem. Vá para o Leste e
Lúcifer iluminará seu caminho. Está feito."

O frasco, agora tampado e seu conteúdo selado, é dado a um familiar ou amigo


de confiança para mantê-lo em segurança. Pois existe um rito para desfazer um
casamento e o frasco será necessário se o casal desejar se separar ou se um dos
parceiros morrer e o outro desejar se casar novamente. Se o frasco for perdido,
nenhuma outra ligação de amor terá sucesso.

O casal guarda o cordão e o restante da vela da unidade como lembranças da


ocasião. Segue-se uma recepção.
O funeral

Abordada aqui está a velha questão "O que acontece quando morremos?"
Enquanto a maioria dos demonólatras admitem que não têm certeza do que acontece
após a morte (se alguma coisa), muitos acreditam que nossas almas transcendem ou
seguem em frente. Em suma, a reencarnação é uma crença difundida entre a
comunidade da Demonolatria. No entanto, não é visto exatamente como o esotérico “Eu
fui Cleópatra em uma vida passada”, mas sim como subir uma escada. Não importa
quem éramos, mas quem nos tornaremos. Cada vida tem o potencial de nos levar mais
perto de renascer no plano demoníaco. Então, isso significa que nos tornamos
demônios? Não. Voltamos aos elementos de onde viemos e renascemos desses
mesmos elementos. Eventualmente, uma parte de nós vai acabar lá. Claro que este é
apenas um ponto de vista. Outros acreditam que nossa consciência simplesmente
morre quando isso acontece. Mesmo assim, o fato é que voltamos aos elementos e,
portanto, aos Demônios. O rito fúnebre da Demonolatria reflete essa filosofia.

Por causa disso, a cremação é geralmente escolhida ao invés do enterro. Além


disso, como é ilegal na maioria dos estados dos EUA espalhar os restos mortais de uma
pessoa morta em solos intocados ou em água, muitos demonólatras optaram por
comprar sua cripta Coven / seita ou comprar um mausoléu particular de família para
sua urna. Não é tão estranho que pareça estranho que um rito fúnebre da Demonolatria
seja realizado em um crematório / capela da casa funerária (embora isso seja
conhecido por acontecer ocasionalmente), então a maioria dos ritos são feitos em uma
casa de família após a cremação.

O círculo é construído como sempre. Os itens selecionados do falecido são


levados para o altar junto com a urna. Eurynomous, Baalberith e Babael são convidados
a presidir o rito. Em uma tigela grande são colocados os itens do falecido. Cada um dos
membros da família e amigos escrevem suas despedidas antes do rito e os trazem para
queimar durante a cerimônia. A maior parte do rito é feita em silêncio para permitir que
os enlutados reflitam e chorem.

Cada nota / despedida é levada e transformada em cinzas e derramada sobre os itens,


que serão enterrados ou sepultados com as cinzas do falecido. À medida que cada pedaço de
papel é queimado, o sacerdote (es) diz: “Por Flereous seu espírito é elevado. Santificado nas
chamas sagradas, você se levantará. "

O incenso é aceso e agitado sobre o altar. "Por Lúcifer seu espírito se acomoda
suavemente para retornar a Belial."

A areia é colocada na tigela até que tudo esteja coberto. “Por Belial você se
torna um com ele. Seu solo, agora desolado e aparentemente árido, renascerá você. "

Sobre ele é derramado um cálice de água consagrada. “Por Leviathan seu espírito é re-

nascido nos elementos. ”

O sigilo do Demônio Patrono / Matrona é traçado com a adaga ritual sobre a


tigela. “Que [nome do patrono / matrona] possa guiá-lo e mantê-lo.”

“Em nome de nosso Senhor Satanás está feito. Nós nos despedimos de nosso irmão / irmã
[nome]. ” Eulogies são feitos neste momento, se necessário. O sacerdote (ess),
assistentes e membros da família
todos levam a urna e a tigela para o cemitério ou local de sepultamento e sepultam ou
enterram a urna com o conteúdo da tigela e selam-na. A parte externa da tumba é
ungida com os oleos e sigilos apropriados.

Demonolatria Magick

Funcionamentos Positivos

Banimento / Purificação

É duvidoso que a maioria dos demonólatras algum dia precise desse ritual. Às vezes,
porém, trazemos algo desagradável em nosso espaço ritual que simplesmente não vai
embora por conta própria. Se você tiver que realizar banimentos com frequência - procure um
sacerdote ou sacerdotisa para descobrir o que você está fazendo de errado durante seus
trabalhos rituais. Você pode estar trazendo uma energia desagradável para si mesmo devido a
problemas emocionais ou psicológicos. Como sempre, você nunca deve praticar um trabalho
ritual intenso se estiver experimentando discórdia emocional ou psicológica .

Certifique-se de ter uma tigela grande de incenso se for uma área grande.
Queime alho (cravos inteiros) e olíbano.

Chame os demônios elementais usando os enns demoníacos. - Use a espada para


conjurar, desenhando um D com um Z enquanto recita o enns.
Norte - Lirach tasa vefa wehlc Belial
Leste - Renich tasa uberace biasa icar Lúcifer
Sul - Ganic tasa fubin Flereous
Oeste - Jedan tasa hoet naca Leviathan

Misture água e sal marinho solar puro em um cálice. Use uma adaga para dispersar a
água pela área enquanto diz:

"Espíritos malévolos deixam este lugar. Em nomes de Belial, Lúcifer, Flereous e


Leviathan - eu te ordeno ... retire-se de onde você veio."

Despeje o restante da água / sal no centro da área.

Continue com um rito de proteção de sua escolha ou qualquer outro ritual positivo
trabalhando. Para dispensar os Demônios, segure a espada diante de você, ajoelhe-se sobre o
joelho direito e diga em cada ponto elemental-

Norte - Agradecemos a ti Belial. Vá em paz.


Leste - Agradecemos a ti Lúcifer. Vá em paz.
Sul - Agradecemos Flereous. Vá em paz.
Oeste - Agradecemos a ti Leviathan. Vá em paz.

Isso deve acabar com qualquer força malévola que esteja operando neste lugar.
Ritual de Equilíbrio Elemental

Como sempre, lembre-se de que a Magia Demoníaca depende de duas coisas: A.


Demônios B. Os Elementos Naturais que constituem nosso universo.

É importante lembrar que os rituais de cura não são diferentes. A água é o elemento de
cura. Leviathan é o senhor da água. Suas cores são azul, cinza e às vezes branco.

Por que ficamos doentes - todas as doenças são causadas por tensões / tensões mentais e
influências ambientais. Ficamos doentes quando essas coisas se tornam negativas. Isso é
chamado de Desequilíbrio Elemental. É essencialmente o que diz. Seu corpo fica
desequilibrado e, portanto, insalubre.

Para negar e corrigir os efeitos do desequilíbrio - você deve fazer, em uma base regular,
o que é comumente conhecido como Ritual de Equilíbrio Elemental.

Este ritual depende muito da visualização criativa.

Monte seu altar como faria normalmente, invoque seu círculo demoníaco elemental e
sente-se confortavelmente em frente a ele. Algumas pessoas preferem fazer este ritual
vestido de céu (nu) em vez de vestido.

Primeiro você deve remover todos os seus elementos de você. Faça isso
imaginando que está segurando uma caixa. Nesta caixa você coloca todos os seus
elementos, um de cada vez, e então joga a caixa de você. Você pode ter que preencher
a caixa com cada elemento mais de uma vez. Imagine a Terra como solo e folhas.
Imagine o ar como fumaça. Fogo e água etc ...

Depois de remover todos os seus elementos - e você será capaz de perceber


porque estará exausto - você pode começar a repor aquilo de que se libertou. Imagine
reabastecer a caixa com elementos "novos". Preencha a caixa apenas uma vez com
cada elemento. Puxe a caixa para você. Quando isso for feito corretamente, você se
sentirá revigorado e cheio de energia. Então você fecha o ritual como faria
normalmente.

Nota interessante: Este ritual também pode ser modificado para diferentes sistemas de
crenças ou para um sistema de crenças pessoal. Disseram-me que funciona da mesma forma,
independentemente de quais deuses você invoque, se houver.

Descobrindo sua composição elemental e identificando o desequilíbrio:

Você começa pegando seu mapa natal (você pode conseguir um gratuitamente
em www.alabe.com ) e olhando quais sinais você tem nas doze casas. Em seguida,
você os soma com base no elemento. Agora, isso é apenas um indicador de onde
podem ocorrer desequilíbrios elementares, e você pode obter desequilíbrios que não
coincidem com seu gráfico devido ao que quer que esteja fazendo. Por exemplo, gastar
muita energia no emocional pode esgotar a água ou fazer com que você acumule um
excesso de água. É diferente para pessoas diferentes.

Áries (FOGO)
Touro (TERRA)
Gêmeos (AIR)
Câncer (ÁGUA)
Leo (FOGO)
Virgem (TERRA)
Libra (AIR)
Escorpião (ÁGUA)
Sagitário (FOGO)
Capricórnio (TERRA)
Aquário (AIR)
Peixes (ÁGUA)

Desequilíbrio de ar - Um desequilíbrio de ar pode apresentar sintomas de dificuldade


para recuperar o fôlego, pensar muito em vez de fazer ou não ser capaz de pensar com
clareza.

Desequilíbrio do Fogo - Um desequilíbrio do fogo pode ser identificado por falta de


motivação, exaustão, raiva rápida, irritabilidade ou sede extrema.

Desequilíbrio hídrico - os desequilíbrios hídricos podem ser identificados por sede


extrema, mudanças emocionais graves de humor e a incapacidade de ir além dos
sentimentos para encontrar a razão.

Desequilíbrio da Terra - As características de um desequilíbrio da Terra podem incluir


sensação de letargia, cansaço e pessimismo excessivo.

Se o seu gráfico for pesado em certos elementos e leve em outros, pode ser
melhor fazer um equilíbrio regular para ajudar com um desequilíbrio natural. Para
aqueles de nós que são naturalmente mais equilibrados com base em gráficos mais
equilibrados, será mais fácil identificar um desequilíbrio.

Ritual para aliviar o resfriado comum / gripe / depressão

Demons Invoked: Verrier e Verrine, Demons of health and heal.

Elementos concentrados em: Fogo e Água, os elementos de limpeza.

Ferramentas necessárias : velas azuis, vermelhas ou cinzas para incorporar a doença dos
participantes do ritual, pretas

velas para o altar para absorver a energia negativa da doença, espada para lançar o
círculo, pergaminho, tinta e instrumento de escrita, pequena mochila que pode usar no
pescoço após o ritual (cor à sua escolha) e incenso à base de cálamo. Algumas lojas
de ocultismo vendem um bom incenso de cura, então você não precisa fazer o seu
próprio. Muitas pessoas gostam de fazer os seus porque sabem o que contém. Você
também precisará de um frasco de água doce de um rio corrente ou de água da chuva.
E uma tigela grande na qual você pode queimar algo.

O que fazer : lance o círculo. Invoque Verrier e Verrine chamando-os e convidando-os para
estarem presentes durante o ritual. Acenda o incenso. Inscreva seu nome na vela usando uma
adaga ou outro objeto pontiagudo. Unja a vela com a água. Corte a palma da mão para tirar
algumas gotas de sangue. (Uma nota sobre os rituais de sangue - se você puder reabrir uma
ferida antiga - faça-o ou, se você for mulher, use sangue menstrual.) Unja a vela também com
seu sangue. Ilumine.

Visualização mais criativa - usamos apenas 10% de nossos cérebros. A mente tem
poder para curar. Ainda mais rápido é a habilidade da mente de curar em um ritmo mais
rápido com a ajuda de entidades demoníacas. Sente-se em frente ao altar e respire
fundo. A respiração profunda permite que o corpo expulse as energias negativas dele.
Encontre a origem da doença. Talvez a sua gripe tenha começado no estômago. É aqui
que você deve ir. Feche os olhos e imagine o elemento de limpeza absorvendo e
permeando aquela parte do seu corpo e movendo-se lentamente até que você irradie a
cor do elemento que escolheu para purificá-lo.

O pedido - respire fundo. No altar - escreva seu pedido de saúde no pedaço de pergaminho.
Coloque os sigilos de Verrier e Verrine sobre ele junto com sua própria assinatura. Queime o
pedido acendendo-o primeiro com a vela esquerda do altar, depois a direita e depois a vela
central. Deixe queimar dentro da tigela. Quando o fogo tiver devorado totalmente o
pergaminho, misture o incenso e a cera restante da vela depois que ela tiver queimado.
Coloque tudo isso no sachê e unja com água. Use ao redor do pescoço até que a saúde seja
restaurada.

O Rito de Ronwe

Para auxiliar no estudo e questões de natureza intelectual

Itens necessários:

Vela amarela
Vinho no cálice

Invoque o círculo elemental. Acenda uma vela amarela e chame Ronwe com o Enn. -
"Kaymen Vefa Ronwe."

Então diga (e você pode traduzi-lo para qualquer idioma com o qual se sinta
confortável) - "Eu te invoco, Ronwe. Esteja presente. Ajude-me a adquirir concentração
e sabedoria. Ajude-me a aprender o que ainda não aprendi. Convido você como meu
professor. Ave Ronwe. "

Relaxe e saboreie seu vinho. Permaneça consciente de seus arredores e de seus


objetivos e certifique-se de definir o objetivo esperado firmemente em sua mente. Uma
vez que a vela é queimada cerca de 1/4 do caminho para baixo - retire seus livros e
estude ou concentre-se no assunto em questão. Às vezes, também ajuda se o praticante
tocar música ambiente ao fundo. Instrumental é bom.

Queimar um incenso de baunilha ou sândalo também ajudará a relaxar ainda mais.


Um rito de demonolatria para tornar um animal de estimação um familiar
~ Delepitorae

um molde de
algum tipo de
cabelo / escamas
de animal de
estimação
seu próprio cabelo / aparas de
unhas / óleo de sangue de
dragões de sangue
vela do seu elemento

Construa um círculo. Acenda as velas do altar. Seu animal de estimação deve estar no
quarto com você. Acenda sua vela elemental. No molde, coloque um pouco do cabelo
ou escamas do animal misturado com seu próprio cabelo, aparas ou sangue. Pegue
sua vela elemental e pingue a cera dela no molde. Enquanto faz isso, coloque o sangue
do dragão e misture-o também no molde. Assim que secar, retire-o do molde e esculpa
o sigilo do seu Demônio patrono nele. Permita que seu animal de estimação toque e
veja. Mantenha este item em seu altar ou em um lugar seguro.

Ritos e trabalhos negativos

Maldições e outras coisas semelhantes 13


Do Livro do Fogo de Dukanté .

Uma nota sobre maldições: Não sinta culpa ou remorso antes, durante ou depois de
fazer uma maldição e certifique-se de ter pensado sobre a maldição por três dias antes de
executá-la para que haja menos chance de culpa ou remorso. Se você sentir culpa ou remorso,
muitas vezes irá trazer de volta para si aquela negatividade que colocou para fora. Em
essência, você se amaldiçoa. Portanto, certifique-se de ter 100 por cento de certeza e de que a
pessoa que você está amaldiçoando realmente o merece.
Além disso, não confunda maldições com feitiços. Uma maldição sozinha
geralmente não é feita como um rito em si mesma na Demonolatria, mas é sempre feita
dentro dos limites de um círculo ritual para um equilíbrio de energia. Além disso, não
desenhei ritos em torno deles neste livro pelo simples fato de que reescrever o rito
básico seria uma leitura banal e tediosa. Cada uma dessas ações deve ser realizada
durante os ritos dedicados aos Demônios de guerra e vingança, ou durante o Rito de
Eurynomous e Baalberith. Feitas sozinhas ou sozinhas, fora de um rito estruturado,
essas ações podem não atingir o fim desejado.

Para Vingança: Para controlar tua chama dentro de você, busque luz por faísca e pare
de falar. Tua mão direita para lançar o feitiço, tudo preparado para o mal e bem. Espada
poderosa pelo anel seja procurada, os elementos que tu mesmo trouxe. Contemple os
rituais de Belphegore e derrame seu sangue enquanto este jurou: "Vingado seja,
vingança seja minha, meu inimigo procurou o caminho dos cegos."

Para selar tuas palavras de consternação - a espada para lançar este Baphomet. Acima
da tua chama de vingança queima, identificada com popa em chamas. Feito isso e tudo
o que foi dito, acrescente a sujeira de um morto há muito tempo.

Vingança Contra Pessoas de Duas Faces: Se os inimigos forem ditos ou ouvidos lançando
ódio contra os outros - seja seu rosto um espelho do tempo, lance os elementos cheios de
escuridão, sobre aquilo em que você está. Banhe profundamente no solo um frasco de
zimbros em um lugar onde nada cresça. E bainha tuas vestes com medalhões de preto,
marrom e dourado. Dentro de um toco - tendo estado morto por treze luas, coloque velas
pretas com línguas de fogo inscritas com runas demoníacas.

Inscreve o selo de fogo, Flereous que você procura, em uma pele de casca de árvore,
que em uma maldição seja escrita. Destrua a casca com fogo para fazer seu oponente
parar e se livrar do tormento.

Por um amigo que te ofendeu: capture a face do ódio dentro de um reflexo de vidro e

urine sobre ele em solo pútrido enquanto entoa: "Aquele que tem um nome duplo, se
envergonhará e eu, que proclama esta profecia, maldito seja meu inimigo."

Para se livrar de alguém de quem você não gosta: Para se livrar daqueles que atrapalham o
seu caminho, contemple a terra dos anos passados. Junto com Oleum de mistura de água
com ferro fundido. Um conquistador pode construir esta parede, um ramo de bétula com fogo
e pedra. E com estas palavras ferva diga: “Uva Rasar Hecate”

Com imagens focadas em tua mente, busque seu inimigo para que ele seja cego.
Proteção assim, ele se perderá, ganhe a qualquer custo.

Para arruinar uma amizade ou caso de amor: Para aqueles que se unem por livre e
espontânea vontade, os próximos serão rejeitados por sua amizade. De cada elemento
que eles apostam, um punhado de cada pelo qual tu deves tomar. Cicuta de terra, o solo
muito adornado. Hensbane para o ar, vingança seja jurada. Wolvesbane para fogo,
chama busca a noite. Beladona pela água, destrua toda luz buscada. Busque cada um
como um falcão poderoso e coloque sua perdição onde eles caminharem. À luz de
velas, o preto deve ser aceso, no pergaminho aqui deve ser escrito:
Sanarin Serpenté
Destroyer
Serpenté Senarin
Arei Destroyer
Arei Senarin Erté
Destroyer Erté
Senarin Salmé
Destroyer Salmé

Dize: Salmé me conhece - eu te imploro, mostra-te a mim.

Com esta invocação afirmada, o pergaminho deve ser queimado. Cinzas em terreno
distante para serem escondidas e nunca encontradas.

Para manter uma maldição até Projete a energia que você procura, o seu elemento
que seja necessário: Sobre sua amplamente sábio. palavras trazem morte: Darak Vana
fúria, assim você fala o Evate. Evate, Seron Evna

E assim uma chama torna-se vermelha, um brilho de fúria de sangue. Por tua mão,
agulha e linha o sigilo deve ser feito. Uma águia com sopro de fogo sobre um carvalho
sagrado. Um símbolo de destruição, morte - colocado dentro de uma fumaça pútrida.
Entre os laços de preto e branco este selo você deve manter. Para manter o poder
apertado até que seja liberado.

Maldição do Demônio Sonnillion (ou Tezrian)


( A maldição de sangue )

Materiais necessários: uma vela preta

Oleum de Sonnillion ou Tezrian ou outro como o Demônio da Vingança.


Pergaminho e tinta
Uma tigela grande o suficiente para queimar pergaminho
Quadrado de Pano Vermelho
Espada ou adaga.

Invoque o círculo elemental. Então você deve chamar Sonnelion do sul. Unja a vela com o
Oleum e inscreve o nome das vítimas na vela e acende-a. Cante o demoníaco enn. sobre a
vela - "Ayar Serpente Sonnelion. Ater Salme Sonnelion. Ave Satanas."

Coloque o Sigil of Sonnelion sobre o pergaminho. Abaixo, escreva o nome da pessoa de


quem você jura vingança. Dobre o pergaminho - despeje Oleum sobre ele - acenda-o na
chama da vela. Deixe queimar dentro da tigela. Deixe a vela queimar completamente.
Coloque a cera restante na tigela com as cinzas do pedido de sigilo. Corte a palma da
mão e deixe três gotas de sangue - ou mais - se misturarem com o conteúdo da tigela.

Cante três vezes sobre a tigela - "Avage secoré, ón ca Sonnelion."

Envolva o conteúdo em um quadrado de pano vermelho. Sob a lua cheia, enterre o


pacote em um local isolado.

The Cord Of Nine

Leve um cordão de couro para a sua câmara ritual junto com uma imagem ou item
semelhante que pertença ou seja semelhante ao inimigo. Use uma agulha ou adaga para furar
o couro nove vezes enquanto diz: Justo é imundo, imundo é justo, eu lanço esta maldição para
o ar, escuro seja negro como a escuridão, em torno deste desgraçado assim será.
Recomenda-se um cordão de oração usado especificamente para este tipo de rito.

14 Demonolatria Coentro Maldição


Misture uma xícara de coentro (ou papoula preta) com uma xícara de sal e passe a
mistura de mão em mão antes do fogo, dizendo:

Sal e coentro, eu te conjuro.


Por Lúcifer, Por Satanis,
Por Flereous amaldiçoado.
Não como sal e coentro eu te chamo,
Mas o coração de [VICTIM]

Jogue a mistura no fogo e diga:

Enquanto você queima, deixe o coração de [VICITIM] queimar

E traga aqui para mim!


Conjurado por Unsere
Pelo próprio submundo
e as serpentes do mar.
[VÍTIMA] Eu te invoco.
Por Lúcifer, Por Satanis,

Por Leviathan
conjurado ser. Pelo
próprio submundo
Unsere
Entrar em [VICTIM]
E traga-o aqui para mim.
Poderes dos elementos
Traga-o aqui para mim!
Com mais mensagens eu mando para
te ligar. Por Unsere, Demônio da
feitiçaria.
Por Tezrian
Quem caminha pelos campos de
batalha durante o dia e assombra
as encruzilhadas à noite. Guerras
giratórias e inimizades.
Leve [VICTIM] para você
para que possamos ser libertos de sua existência mortal.

Vinculação e controle

Mergulhe em óleo de Cálamo um pergaminho com o nome da vítima e o sigilo de


Amdúcio escrito nele. Mergulhe uma raiz de john the conquistador em um óleo de
resina feito de sua própria casca externa. Enrole o pergaminho em volta da raiz e
amarre com um cordão ou linha roxa enquanto diz: Você está amarrado por
Amducious.

Para parar a fofoca

Misture partes iguais de Rue, Garlic e Hensbane. Misture um pouco da sua própria
urina. Coloque em um envelope e envie para o fofoqueiro.

Para separar os amantes em nome de Satanás


Misture partes iguais de urina, mandrágora, verbasco, cicuta, absinto e espinhos de
rosa. Construa um círculo e tenha dentro dele - 1 vela preta. Escreva os nomes dos
amantes na vela e deixe-a queimar. Misture a cera restante com a mistura de ervas.
Capacite a mistura cantando sobre ela: “Qui Osa Satan Lila Fubine et Kalo”. Jogue a
mistura no quintal ou na porta de onde as vítimas moram.

Para permitir que o Leviatã julgue se um inimigo lhe ofendeu

Em meio a qualquer rito, você pode invocar o Leviatã como tal: “Por Leviatã. Grande Senhor da Água.
eu pergunto
esteja presente para julgar esta pessoa que se chama: [nome da pessoa]. Eu coloco
minha confiança em você, serpente sábia, e em seu julgamento e justiça. Peço que você
[solicite] [nome da vítima], já que ela colocou minha vida em discórdia. Que todos os
limites de proteção sejam tirados dele / dela. No entanto, proteja-me do perigo, pois
respeito a natureza do seu projeto e o adoro assim. "

Para quebrar uma maldição colocada sobre você (para perder um símbolo)

Para transformar um símbolo de maldição esculpido ou colocado em objetos


pertencentes a você por alguém que o prejudicaria - examine o símbolo com uma
adaga. Em seguida, conclua-o se estiver incompleto. Passe óleo de cálamo sobre o
símbolo, quebrando o controle do inimigo e tornando-o seu.

Sono da Doença

Coloque um sigilo de Verrine escrito ao contrário com sangue entre o colchão do


inimigo, debaixo de sua cama, ou costurado em suas fronhas. A vítima ficará mal-
humorada.

Uma obra de demonolatria para colocar um colega de trabalho em apuros. ~ Delepitorae

tanásia
líquen
(musgo)
verbasco de
alho

arruda

Polvilhe isso e polvilhe no armário das vítimas ou coisas enquanto diz: IOD GÂNICO
PAR LANIRE HESTA WITHAR SATAN.
A Árvore da Vida Demonolatria e o Qlippoth

As Nove Divindades Demoníacas são a pedra angular da prática tradicional da


Demonolatria. Este artigo se aprofundará no simbolismo dos nove e lhe dará várias
perspectivas diferentes do simbolismo, pois muito dele pode depender da maneira como o
indivíduo pensa e como essa percepção individual ajuda o indivíduo ao longo de seu caminho
pessoal a trabalhar.

A ideia do nove não é nova. Nove sempre foi um número importante que
remonta aos antigos egípcios, que foram os primeiros a anunciar o nove como o
número da fundação e do equilíbrio. No entanto, eles honraram dez divindades
diferentes em sua árvore da vida. Na Demonolatria, tecnicamente honramos dez
também. As nove divindades e o eu.

Mas antes de chegarmos a isso, vamos primeiro repassar quem são os Nove, o
que eles simbolizam e suas colapsos elementais de acordo com alguns demonólatras.

Mais uma vez, a seguir estão as Nove Divindades Demoníacas . Eles são
repetidos várias vezes porque são importantes. Memorize-os.

Satanás
Lúcifer
Flereous
Leviatã
Belial
Verrine
Ambicioso
Unsere
Eurynomous

A seguir, listaremos novamente seu propósito, Enn, Rituais, Estações e como


alguns demonólatras os viram e os corresponderam. Dessa forma, você não precisa
virar o livro para consultá-los nesta seção.

Satan - Rei: Tasa reme laris Satan - Ave Satanis - Direção: Centro / Todos; Cor:
Todo ; Meses: todos; Temporadas todas; Rituais- Qualquer .; Satanás aparece
como um homem sábio e sábio com cabelos prateados e olhos negros. Seus
olhos foram descritos como nada vendo e vendo tudo. No entanto, sua cor ou
características são indefinidas.
Lúcifer - Elemental do Ar: Renich Tasa Uberaca Biasa Icar Lúcifer - Direção:
Leste; Cores: Branco Amarelo; Mês de março; Temporada: primavera; Ritual:
Iluminação, equinócio da primavera, iniciações. Lúcifer aparece com longos
cabelos negros e olhos azuis. Sua voz é considerada normal, embora ele
pareça excessivamente animado na maioria das vezes. Ele usa pingentes de
águias. Gêmeo para Lucifuge.
Flereous - Fogo Elemental: Ganic Tasa Fubin Flereous - Direção: Sul; Cor:
Laranja vermelha; Mês: junho; Temporada: verão; Ritual: Batismo, ação,
amor, solstício. Flereous aparece como um homem alto com cabelos
longos e ruivos e olhos vermelhos. Sua voz é baixa e sibilante. Sua
expressão é de placidez.
Leviathan - Água Elemental: Jaden Tasa Hoet Naca Leviathan - Direção:
Oeste; Cores: Azul, Cinza; Mês: setembro; Temporada: outono; Ritual:
emoções, iniciação, equinócio, cura, fertilidade. Leviathan aparece com
longos cabelos negros e olhos azuis / cinzas tão impressionantes que é
como se você estivesse olhando para as águas de sua própria alma. Sua
voz é baixa, sua fala reservada. Ele também é mais baixo que Lúcifer e
Flereous, mas tem um cabelo mais alto que Belial. Ele usa um amuleto de
seu próprio sigilo. Belial - Terra Elemental: Lirach Tasa Vefa Wehlc Belial -
Direção: Norte; Cores: Verde, Marrom, Preto; Mês: dezembro; Temporada:
inverno; Ritual: iniciação, novos começos, solstício de inverno. Belial
aparece com o cabelo tingido de preto e branco como sal e pimenta
(algumas pessoas relatam que seu cabelo é loiro). Seus olhos mudam de
castanhos para verdes. Sua voz parece normal, embora ele fale com uma
confiança resoluta em tudo o que diz. Ele freqüentemente parece perplexo
ou confuso com algum grande mistério. Ele não é tão alto quanto alguns
dos outros elementais.
Verrine - Demônio da Saúde: Elan Typan Verrine - Direção: Noroeste; Cores:
Branco azulado; Mês: novembro; Temporada: Final do outono; Ritual: cura.
Amducious - O destruidor: Denyen valocur avage secore Amducious - Twin to
Asmodeous. Direção: Sudeste. Cores: Laranja; Mês de maio; Temporada: Tarde
Primavera; Ritual: guerra, ação, dissipar o velho.
Unsere - (Feminino) Fertilidade e Feitiçaria: Unsere tasa lirach em ca ayar -
Direção: Nordeste; Cores: Verde e Branco; Mês: fevereiro; Temporada: Tarde
Inverno; Ritual: Sabedoria, paciência, maternidade .; Unsere tem olhos
verdes profundos como as planícies férteis da Irlanda [nota de Adrianna -
eu a vi com olhos azuis]. Seu cabelo é castanho com mechas prateadas.
Seus olhos sorriem e brilham. Sua energia é gentil e nutritiva. Ela viaja
frequentemente em uma capa com capuz . Mais memoráveis são suas
mãos finas, delicadas e pálidas. Ela se dissolve como uma névoa. Diz-se
que ela costuma aparecer para as mulheres durante ou após o parto
para dar vida aos bebês. [Referência Delaney Grimoire]
Eurynomous - Demônio da Morte: Ayar Secore em ca Direção Eurynomous :
Noroeste. Cores: Preto e Branco; Mês: outubro; Temporada: Final do outono;
Ritual: Novos começos, morte, renascimento, celebração da morte, Halloween.
Eurynomous aparece como uma sombra ou espectro. Ou como um homem
comum com cabelos brancos ou translúcidos e olhos claros ou brancos. Sua
energia é calmante e fria. Ele também

segura o livro dos mortos. Ele costuma se comunicar vi baoith raimi


Kairtey - ou como mãos invisíveis.

Do Purswell Grimórios - Divisão Elemental dos Nove


Satan: tudo
Belial / Eurynomous - Terra
Lúcifer / Verrine - Ar
Flereous / Amducious - Fire
Leviathan / Unsere - Água

Dos Purswell Grimórios - Análise do Propósito dos Nove


Iluminação: Lúcifer / Belial / Satanás
Criativo: Leviathan / Unsere / Verrine
Destrutivo: Flereous / Amducious / Eurynomous

Esses nove são, de fato, a base ou equilíbrio e podem, conseqüentemente, ser


colocados na árvore da vida (pela minha perspectiva) como tal:
É importante saber que na Árvore da Vida, o pilar esquerdo é a Severidade, o
pilar do meio é Suave (neutro) e o pilar direito é o da Misericórdia.

Meu pensamento por trás de colocar o nove dessa maneira foi o seguinte:
Flereous começa como a fundação, aquele fogo ou luz especial de onde todos nós
viemos. Ele leva a Eurynomous no esplendor da transformação da consciência física
real para a consciência física espiritual, que leva ao Amducious. Amducious é o
guerreiro físico e a vitória espiritual que leva à beleza mental e emocional percebida que
é Belial. Belial é a beleza do físico e mental. Ele leva ao Leviathan que representa a força
emocional e mental e é nessa força que encontramos Verrine, que é misericordioso.
Misericórdia e Verrine, por sua vez, conduzem ao Unsere e ao entendimento feminino. É
na compreensão que descobrimos a sabedoria masculina e, em última análise, um
vínculo com o Divino - Satanás.

Também é importante saber que, em vez de considerar a existência de dois de


cada elemental, conforme sugerido em uma das listagens acima mencionadas, dei
uma olhada alquímica nas Nove Divindades. Quatro eram elementares e quatro
tornaram-se alquímicos.

Em minha interpretação dos Nove, com relação à Árvore da Vida, Flereous,


Eurynomous e Amducious representam a consciência física. Belial, Leviathan e Verrine
constituem a consciência mental. E, finalmente, Unsere, Lúcifer e Satanás representam
a consciência espiritual.

10. O Ser (Malkuth, Reino) . Somos as manifestações físicas do divino.

9. Flereous (Yesod, Foundation) é a base do fogo. Não haveria vida sem o sol ou o
desejo pela vida. É do fogo, que nosso universo começou. Portanto, é a base da vida e
um elemento essencial. O fogo também representa o desejo. Desejo de vida,
conhecimento e prazeres terrenos.

8. Eurynomous (Hod, Splendor) é o esplendor, o ar transformado da terra (Seco). Há


esplendor na transformação e mudança de consciência. A mudança é sempre severa,
portanto, é colocada no pilar da Severidade. A morte é igual à mudança do fogo como
um renascimento mutável. O Batismo Baphomético com Fogo é o exemplo perfeito
disso.

7. Amducious (Netzach, Victory) é fogo transformado em ar (Heat), a vitória sobre o


físico emerge transformado em vitorioso. É o domínio da vontade física e sobre as
limitações do corpo físico. Embora Amducious possa parecer destrutivo, a força é
governada pela vontade, enquanto a mudança acontece independentemente. Portanto,
assim como o Amducious pode escolher ser destrutivo, há mais poder e força em ser
capaz de desejar a misericórdia. Daí a razão de Amducious se assentar no pilar da
misericórdia.

6. Belial (Tiphereth, Beleza) é a beleza da Terra. Nas coisas tangíveis como a terra, Belial
conecta o físico ao mental trazendo uma consciência da beleza para todas as coisas.

5. Leviatã (Geburah, Força) é a força emocional e mental por meio da água. No


reconhecimento do físico e mental, há força. A força pode ser vista na resistência de
agua. Isso leva a uma maturidade emocional necessária para avançar para Verrine e misericórdia.

4. Verrine (Chesed, Mercy) é a terra transformada pela água (Fria). Da estabilidade e


maturidade emocional vem a força da intuição, que leva à misericórdia e ao
reconhecimento daquilo que precisa ser curado. Curar o Eu e os outros é
misericordioso consigo mesmo e com os outros.

3. Unsere (Binah, Compreensão) é água transformada pelo fogo (Vapor / Vapor). Ela
leva a uma compreensão e sabedoria feminina de si e dos outros. Ela é a conexão do
mental com o divino / espiritual. Isso leva à iluminação.

2. Lúcifer (Chokmah, Sabedoria) é ar e sabedoria. Essa iluminação e sabedoria é ser


capaz de ver o todo em conjunto com a soma de suas partes para chegar à gnose.

1. Satã (Kether, Coroa) é a fonte e o divino e consiste em todos os elementos e


conjunções e transmutações alquímicas. Ele é o espírito eterno e o Divino.

Todos nós começamos aos 10 anos e avançamos para o 1 em nossos caminhos


individuais para a iluminação espiritual. Além disso, senti que isso era importante:

Físico:
Flereous é neutro e combina o físico, o mental e o espiritual. Eurynomous é espiritual
feminino. Amducius é o físico masculino

Mental :
Belial é neutro e combina físico, mental e espiritual. Leviathan é o físico feminino.
Verrine é o espiritual masculino.

Espiritual
Satanás é o divino neutro. Unsere é o mental feminino Lúcifer é o mental masculino

Tentei dividi-los ainda mais em positivos e negativos, mas descobri que cada um
desses Demônios possui aspectos positivos e negativos.

Você pode estar se perguntando por que não incluí Daath. Depois de discutir o
assunto com outras pessoas, chegamos à conclusão de que Daath tinha de ser
Lucifuge Rofocale. Veja a capa deste livro para descobrir Daath. Ele representa a
respiração espiritual que conecta o corpo à mente para criar toda a manifestação física
do Divino - Nossos Eus.

• Lucifage - Alto Comando (Controle): Eyen tasa valocur Lucifuge Rofocale


Seu irmão gêmeo é Lúcifer. Lucífugo é frequentemente visto como uma
figura paterna que dá bons conselhos e é firme, mas geralmente quieto.

Mas nada disso é uma ideia nova. Não por um tiro longo. As pessoas trabalham
com nove muito mais do que a história registrada.

Muitas pessoas acreditam que a Árvore da Vida foi uma criação do misticismo
judaico. A verdade é que é mais antigo. Nas antigas pirâmides do Egito, foi descoberto
o seguinte:
Do qual podemos colocar na árvore da vida assim:

Observe que Atem também é a fonte de tudo, Kether, assim como Satanás.

Também seria difícil discutir a Árvore da Vida sem incluir o Qlippoth. O Qlippoth,
também conhecido como a Árvore da Morte, supostamente mostra o oposto dos Arch
Angels. Este é um ponto de vista muito cristão. Demonólatras não acreditam em preto
ou branco, bem ou mal. Portanto, esta árvore em particular, como vista por muitos de
nós, é apenas uma diferença na hierarquia e nada mais.

AS ESFERAS

1. URANO

2. NETUNO

3. SATURNO

4. JUPITER

5. MARS

6. SUN

7. VENUS
8. MERCÚRIO

9. LUA

10. EDEN

DAATH - PLUTO

O QLIPHOTH
ARQUIDEMÔNIOS
1. SATANÁS (LUCIFER) E MOLOCH
2. BEELZEBUB
3. LUCIFUGE ROFACALE
4. ASTAROTH
5. ASMODEUS
6. BELPHEGOR
7. BAEL
8. ADRAMELECH
9. LILITH
10. NAHEMA
CHARON?

Observação: este artigo apareceu pela primeira vez na edição do verão de 2006
da Black Serpent e foi incluído neste livro porque era digno de inclusão como uma
exploração adicional das Nove Divindades Demoníacas.
Modificação das Chaves Enoquianas para Demonolatria

As chaves foram escritas pelo Dr. John Dee e Edward Kelley. Supostamente, Dee
obteve as chaves dos próprios anjos. Existem 19 aqui (dos 30 originais). As chaves não
foram muito modificadas. Eu simplesmente substituí o nome de Satanás e / ou
Demônios específicos em lugares onde o Deus Cristão é referido, ou o conceito de um
Demônio em particular se encaixa. A razão pela qual não as mudei ou tomei outras
liberdades é porque sinto que cada chave contém um princípio hermético interessante
que cada estudante Adepto deve contemplar.

A verdade é que as chaves enoquianas vêm de uma fonte mais antiga. Muitos
magos cerimoniais vão me ferir por dizer isso, mas acredito que Dee e Kelley não os
receberam dos anjos. Desculpe. São, na verdade, descrições mais elaboradas -com as
liberdades tomadas- das Chaves do Corpus Hermetica.

A interpretação liberal de Anton Szandor LaVey das chaves Enoquianas pode ser
encontrada em The Satanic Bible .

Para o adepto, medite sobre essas chaves tendo em mente os princípios


herméticos e a alquimia espiritual. Você pode vê-los de forma diferente.

Chave 1

Eu raiong sobre você, diz Satanás, em poder exaltado acima dos firmamentos da ira: em cujas mãos
o Sol é como uma espada e a Lua como um fogo que lança: que mede suas vestes
no meio de minhas vestes, e os coloco juntos nas palmas de minhas mãos: cujos
assentos são enfeitados com o fogo da reunião, e embelezados suas vestes com
admiração. Para quem eu fiz uma lei para governar os Daemons e entreguei a você uma
vara com a arca do conhecimento. Além disso, vocês levantaram suas vozes e juraram
obediência e fé a Lúcifer que trouxe luz e cujo começo não é, nem o fim não pode ser,
que brilha como uma chama no meio de seu palácio e reina entre vocês como o
equilíbrio da justiça e da verdade . Movam-se, portanto, e mostrem-se: abram os
mistérios de sua criação: sejam amigáveis comigo: pois sou um servo de Satanás, o
verdadeiro adorador do Éter de tudo o que existe.

Chave 2

Podem as asas do vento compreender as tuas vozes de admiração, ó tu o segundo do


primeiro, que as chamas ardentes emolduraram nas profundezas das minhas
mandíbulas: que preparei como taças para um casamento, ou como flores na sua
beleza para a câmara da justiça. Mais fortes são seus pés do que a pedra estéril, e mais
poderosas são suas vozes do que os múltiplos ventos. Pois você se tornou um edifício
tal não existe, mas na mente de todo poderoso. Levantai-vos, diz Ronwe: Movei-vos,
pois, para Mim; mostrai-vos no poder; e fazei-me um forte furor; porque Eu sou de
Satanás e vivo para sempre.

Chave 3

Eis que diz Satanás, eu sou um círculo em cujas mãos estão 12 reinos: seis são os lugares dos vivos
respiração: o resto são foices afiadas ou chifres da morte, onde as criaturas de sua
terra não são, exceto minha própria mão que dorme e se levantará. Na primeira, eu vos
faço administradores e os coloco nos 12 assentos do governo, dando a cada um de
vocês o poder sucessivamente mais de 456, as verdadeiras eras do tempo: com o
propósito de que de seus mais altos vasos e dos cantos de seus governos vocês
possam trabalhe meu poder, derramando o fogo da vida e cresça continuamente sobre
a terra: Assim, vocês se tornaram as saias da Justiça e da Verdade em nome de
Amducious, levantem-se, eu digo, vocês mesmos. Veja sua misericórdia florescer e o
nome se tornou poderoso entre nós. Em quem dizemos: movam-se, desçam e
apliquem-se a nós, como aos participantes da Sabedoria Secreta de sua criação

Chave 4

Pus os pés no sul e olhei ao meu redor, dizendo: Não são os trovões do aumento
numerados 33 que reinam no segundo ângulo? Sob os quais eu coloquei 9639 a quem
ninguém ainda contava, mas um, em quem o segundo princípio das coisas é forte, que
também são sucessivamente o número do tempo: e seus poderes são como os
primeiros 456. Levante-se, Asmodeus e Flereous, e visitem a terra, porque eu sou
Satanás e vivo. Em nome de tudo o que existe, movam-se e mostrem-se como
agradáveis libertadores, para que possam louvar o Divino Demoníaco entre os filhos
dos homens.

Chave 5

Os poderosos sons entraram em seu terceiro ângulo e se tornaram como azeitonas em


seu monte de oliveiras, olhando com alegria para a terra e habitando no brilho dos céus
como consoladores contínuos. A quem eu fixei pilares de alegria 19 e lhes dei vasos
para regar a terra com suas criaturas: e eles são os irmãos do primeiro e do segundo e
do início de seus próprios assentos que são enfeitados com lâmpadas de acendimento
contínuo 69636 cujos números são como o primeiro, os fins e seu conteúdo de tempo.
Venha, pois, pela natureza da sua criação: visite-nos em paz e conforto: conclua-nos
como receptores dos seus mistérios: para quê? Nosso Senhor e Mestre é um só.
(Satanás)

Chave 6

Os espíritos do quarto ângulo são nove, poderosos no firmamento das águas: quem o primeiro
possui
plantou um tormento para os ímpios e uma guirlanda para os justos: dando-lhes dardos
inflamados para joeirar a terra e 7699 trabalhadores contínuos cujos cursos visitam
com conforto a terra e estão no governo e continuação como o segundo e o terceiro.
Portanto ouve minha voz: Eu falei de você e movo-o em poder e presença: cujas obras
serão uma canção de honra e o louvor de Satanás em sua criação.

Chave 7

O Oriente é uma casa de virgens cantando louvores entre as chamas da glória onde
Amducious abriu sua boca: e elas se tornaram 28 moradas vivas nas quais a força do
homem se alegra, e elas são vestidas com ornamentos de brilho como maravilhas em
todos criaturas. Cujos reinos e continuação são como a terceira e quarta torres fortes e
lugares de conforto, os lugares de misericórdia e continuidade. Ó vocês, demônios de
misericórdia: Movam-se, apareçam: cantem louvores a Satanás e sejam poderosos
entre nós. Pois a esta lembrança é dado poder e nossa força se fortalece em nosso
consolador.

Chave 8

O meio-dia, o primeiro, é como o terceiro abismo feito de pilares de jacinto 26: em quem os anciãos
estão
tornar-se forte o que preparei para o meu próprio diz Satanás: cuja longa permanência será
como broquéis para o dragão inclinado e como para a colheita da viúva. Quantos são os que
permanecem na glória da terra, que estão, e não verão a morte, até que esta casa caia e o
dragão afunde? Afastai-vos, pois os trovões falaram: afastai-vos, pois as coroas do templo e a
túnica daquele que é Eurinômio, foi e será coroado, estão divididas. Venha, apareça para o
terror da terra e para nosso conforto e de quantos estão preparados.

Chave 9

Uma poderosa guarda de fogo com espadas de dois gumes flamejantes que têm
frascos 8 de ira por duas vezes e meia: cujas asas são de absinto e fora da medula de
sal, estabeleceram seus pés no oeste e são medidos com seus ministros 9996 . Estes
recolhem o musgo da terra como o rico faz com o seu tesouro: malditos são aqueles
cujas iniqüidades são aos seus olhos pedras de moinho maiores do que a terra, e de
suas bocas correm mares de sangue: suas cabeças estão cobertas de diamantes, e
sobre suas cabeças há mangas de mármore. Feliz é aquele a quem eles não
desaprovam. Por quê? Flereous se alegra com eles! Afastem-se e não seus frascos,
pois o tempo é o que exige conforto.

Chave 10

Os trovões do Julgamento e da Ira são numerados e abrigados no Norte do

semelhança de um carvalho, cujos ramos são ninhos 22 de lamentação e de pranto,


sepultados para a terra, que ardem noite e dia; e vomitam as cabeças dos escorpiões e
vivem enxofre misturado com veneno. Estes são os trovões que 5678 vezes na 24ª
parte de um momento rugem com uma centena de terremotos poderosos e mil vezes
mais ondas que não descansam nem conhecem qualquer tempo ecoando aqui. Uma
rocha produz 1000, assim como o coração do homem faz seus pensamentos. Ai, ai, ai,
ai, ai, ai, ai ai para a terra! Pois a iniquidade de Belial é, foi e será grande. Vá embora:
mas não seus ruídos.

Chave 11

O mar poderoso gemeu e foram 5 trovões que voaram para o leste: e a águia falou
e clamou em alta voz, sai: a casa da morte de quem se mede e é como eles são, cujo
número é 31. Vem, porque eu preparei para você. Movam-se, portanto, e mostrem-se:
abram os mistérios de sua criação: sejam amigáveis comigo: pois eu sou o servo de
Satanás, o verdadeiro adorador das alturas.

Chave 12

Ó vós que reinais no Sul e tens 28 anos, as lanternas da dor, atai os vossos cintos e
visita-nos. Desça seu trem 3663 para que Satanás seja magnificado, cujo nome entre
vocês é Asmodeus. Movam-se, eu digo, e mostrem-se: abram os mistérios de sua
criação: sejam amigáveis comigo: pois eu sou o servo de Satanás, o verdadeiro
adorador das alturas.

Chave 13

Ó espadas do Sul que têm 42 olhos para despertar a ira do pecado, embriagando os homens
que estão vazios. Contemple a promessa de Satanás e seu poder que é chamado de aguilhão
amargo. Movam-se, portanto, e mostrem-se: abram os mistérios de sua criação: sejam
amigáveis comigo: pois eu sou o servo de Satanás, o verdadeiro adorador das alturas.

Chave 14
Ó filhos da fúria, as filhas dos justos, que se sentam em 24 assentos, irritando todas as
criaturas da terra com a idade, que têm sob vós 1636: eis a voz de Satanás, a promessa
dAquele que entre vós se chama Fúria ou Justiça extrema. Movam-se, portanto, e
mostrem-se: abram os mistérios de sua criação: sejam amigáveis comigo: pois eu sou
o servo de Satanás, o verdadeiro adorador das alturas.

Chave 15

Ó tu, o primeiro governador da primeira chama sob cujas asas estão 6739 que conhece
o grande nome Lucifuge e o Selo de Honra. Movam-se, portanto, e mostrem-se: abram
os mistérios de sua criação: sejam amigáveis comigo: pois eu sou o servo de Satanás,
o verdadeiro

adorador do mais alto.

Chave 16

Ó tu segunda chama, a casa da Justiça, que tem seu início na glória e deve confortar os
justos: que andam sobre a terra com os pés 8763 que entendem e separam as
criaturas: grande és tu Satanchia, Venha e Vença. Movam-se, portanto, e mostrem-se:
abram os mistérios de sua criação: sejam amigáveis comigo: pois eu sou o servo de
Satanás, o verdadeiro adorador das alturas.

Chave 17

Ó tu terceira chama cujas asas são espinhos para agitar o tormento e tem 7336
lâmpadas vivas indo diante de ti, cujo Deus é Dagom, cinge teus lombos e ouve.
Movam-se, portanto, e mostrem-se: abram os mistérios de sua criação: sejam
amigáveis comigo: pois eu sou o servo de Satanás, o verdadeiro adorador das alturas.

Chave 18

Ó tu luz poderosa e chama ardente de conforto que abre a glória Satanás para o centro
da terra, em quem os segredos da verdade 6332 têm sua morada, que é chamada em
teu reino Alegria e não pode ser medida: seja tu uma janela de conforto para mim.
Movam-se, portanto, e mostrem-se: abram os mistérios de sua criação: sejam
amigáveis comigo: pois eu sou o servo de Satanás, o verdadeiro adorador das alturas.

Chave dos 30 Ayres

Ó você abismo, que habita no Primeiro Ayre , é poderoso nas partes da terra, e executa o
julgamento do mais alto! Para você é dito, eis a face de Satanás, o princípio do conforto, cujos
olhos são o brilho dos céus: que proveu para você o governo da terra e sua variedade indizível,
fornecendo-lhe um poder de entendimento para dispor todas as coisas segundo a providência
dAquele que se assenta no santo trono, e se levantou no princípio dizendo: a terra seja
governada por suas partes e haja divisão nela, para que a glória dela seja sempre embriagada
e atormentada em em si. Seu curso, deixe correr com os céus, e como uma serva que ela os
sirva. Uma estação se confunde com a outra, e não haja nenhuma criatura sobre ou dentro
dela igual: todos os seus membros os deixam diferir em suas qualidades, e não há uma
criatura igual a outra: as criaturas razoáveis da terra os deixam atormentar e se eliminem uns
dos outros, e as moradas os deixem esquecer os seus nomes; a obra do homem, e a sua
pompa, sejam desfigurados: os seus edifícios se tornem cavernas para as feras do campo.
Confunda seu entendimento com escuridão. Por quê? Me arrepende de ter feito homem. Um
momento seja conhecida e outro estranho: porque ela é a cama da prostituta e a morada do
caído. Unsere e Lilith. Ó, ergue-se do abismo: o abismo inferior debaixo de você, deixe-os servir
você! Governe aqueles que governam: derrubados como caem!
Traga adiante com aqueles que aumentam e destroem os podres! Em nenhum lugar o
deixe permanecer em um número: some e diminua até que as estrelas sejam
numeradas! Levante-se, mova-se e apareça diante do pacto de sua boca, que ele jurou
ser sua justiça. Abra os mistérios de sua criação: e nos torne participantes do
conhecimento imaculado. Salve Satan! Salve Lúcifer!

Tabletes de Gematria e Magickal para Demonolatria

Estudo Básico

Esta lição tem como objetivo ensinar os conceitos básicos de como um tablet
funciona. As tábuas são uma ferramenta mágica eficaz porque são equilibradas
elementarmente, numericamente e alquimicamente.
Vamos apenas dizer que na maioria das tradições mágicas da variedade
cerimonial, o conhecimento completo para criar tabuletas personalizadas é algo que é
guardado para os adeptos do escalão superior e círculo interno. A maioria dos
iniciantes começa a trabalhar com as tabuinhas Enoquianas básicas (torres de vigia
dos elementais).

Você também pode encontrar alguns artigos fascinantes sobre magia enoquiana aqui,
incluindo gráficos úteis e como os números funcionam de várias maneiras complexas, se
você olhar na Internet.

Posso dizer por conhecimento pessoal que muitas tradições tornam isso
deliberadamente confuso. Em algumas tradições, eles até dizem que apenas os homens
podem criar e usar comprimidos. Obviamente, esse mito surgiu de uma época em que eram
negados às mulheres certos conhecimentos e práticas.

Na Tabuleta Enoquiana tradicional (assim como nas torres de vigia, como na


página anterior), você começa com um quadrado de 13 para baixo por 12 de largura
(simbólico do zodíaco, propriedades alquímicas e éteres da árvore da vida). Os
quadrados são divididos. O sexto e o sétimo quadrados partem do lado esquerdo e 13
quadrados para baixo e o sétimo quadrado para baixo e 12 de largura representam a
grande cruz (com armas iguais). Então você tem os quatro quadrantes, que são
elementares e também alquímicos. Os quadrantes são 6 para baixo e 5 para frente.
Cada quadrante é subdividido em quadrados querúbicos, quadrados menores e a cruz
sefirótica (orientação cristã, obviamente, uma vez que todo o sistema de magia
enoquiana era originalmente egípcio e convertido em uma inclinação cristã com anjos e
outros)

Mas tudo isso vai apenas confundi-lo porque há muitas maneiras de criar
tabuletas mágicas que são equilibradas elementar, alquimicamente e numericamente e
sintonizadas com uma determinada divindade (Daemônica ou outra).

Eu acho que é importante que todos os alunos de Demonolatria aprendam o


máximo que puderem sobre outras escolas de pensamento ocultista, incluindo
comprimidos Enoquianos, porque tudo está interconectado com Hermetics, que é a
base para Demonolatria de qualquer maneira.

Portanto, em vez de começar com Enoquiano de uma vez, foi assim que meu professor me
ensinou.

Depois de começar com o básico, você pode seguir em frente e o sistema Enochiano
fará mais sentido. Começamos de forma simples com o Gematria básico e a língua inglesa.
Primeiro, escreva em um pedaço de papel o nome do Demônio para o qual deseja criar o
tablet.

Nas próximas páginas, você encontrará os valores das letras (há muitas outras
considerações, dependendo da complexidade que você deseja que seus tablets sejam).

Observe apenas para sua informação - você deve saber que nas tabuinhas
enoquianas, cada letra em inglês também corresponde a um signo e elemento do zodíaco,
bem como a uma carta de tarô, mesmo antes de ser traduzida para o alfabeto enoquiano
para dar uma ideia de como isso pode se tornar complexo .

Aqui estão os valores Gematraic para cada letra em inglês (para letras com dois
valores, o primeiro é o valor principal e o segundo é o valor secundário ou alternativo):

A=6
B=5
C = 300
D=4
E = 10
F=3
G=8
H=1
I = 60
J = 60
K = 300
L=8
M = 90
N = 50
O = 30
P=9
Q = 40
R = 100
S=7
T = 9,3
U = 70
V = 70
W = 70
X = 400
Y = 60
Z = 9,3

Primeiro, vamos começar descobrindo o valor gematria do seu nome. Experimente isso
usando seu nome e os nomes de outras pessoas para descobrir o significado oculto
nos números de um nome. Use o Sepher Sephiroth ou The Enochian Workbook para os
significados por trás dos valores de vários números.

Você pode obter significados do Sepher Sephiroth. A maioria das pessoas possui uma cópia
de Crowley's 777 and Other Writings . Se não o fizer, sugiro que compre um. Tem o Sepher
Sephiroth nele. Embora você possa querer ficar longe da Gematria Hebraica no início, porque
pode ser confuso.

Vamos fazer um tablet para Lúcifer. É um nome curto. Primeiro você quer descobrir o valor de Lúcifer.

L=8
U = 70
C = 300
I = 60
F=3
E = 10
R = 100

Some todos esses números. Você obtém um total geral de 551.

Você pode dividir ainda mais 551

5 + 5 + 1 = 11

Divida 11 ainda mais como 1 + 1 = 2.

Essa é a propriedade mais baixa a que você pode reduzi-lo. 551 não tem valor, mas 11 é
um número que tem o significado , “o fogo ou luz especial da magia sagrada de luz /
vida” . O número 2 é a Sephira da Sabedoria. Obviamente, isso descreve Lúcifer muito
bem.

Agora você pode decidir o tamanho do quadrado que deseja e como irá organizá-lo.
Lembre-se de que isso não é necessariamente magia Enoquiana - é simplesmente um
método de criação de tabuletas mágicas eficazes que lhe ensinará sobre Gematria e
todas as propriedades alquímicas e elementares da construção matemática de uma
tabuinha. Esses comprimidos, descobri, são tão eficazes quanto qualquer outro.

Pessoalmente - eu escolheria criar um quadrado de 9x9 apenas porque quero a


representação das nove divindades e a nona sephiroth representa a fundação ou base.
As nove divindades são a base ou base da Demonolatria, então isso funciona.

Isso significa que você terá um total de 81 quadrados para trabalhar. Desenhe isso em
uma folha de papel milimetrado e use um marcador para colorir a quinta linha
transversalmente e a quinta linha abaixo. Agora você tem uma cruz armada igual e
quatro quadrantes.
Por enquanto - vamos continuar com o inglês. Na linha destacada para baixo, pule o
primeiro quadrado. Agora soletre LUCIFER - uma letra por quadrado - indo para baixo.
Faça o mesmo. O I estará no mesmo lugar, então eles se cruzarão exatamente no
mesmo ponto.

Agora, digamos que seu quadrante superior esquerdo é AIR (porque você deseja começar com o
elemento de

Lúcifer). Por alguma razão, vamos supor que seu quadrante superior direito seja ÁGUA. O
quadrante inferior esquerdo é TERRA, o quadrante inferior direito é FOGO (para o propósito
deste exemplo). Existem quatro propriedades alquímicas associadas a certas combinações,
então você pode colocar os quadrantes elementais onde quiser, apenas no caso de não querer
o ar no canto superior esquerdo.

Propriedades alquímicas elementares:


Ar + Água = Umidade
Terra + Fogo = Secura
Terra + Água = Frio
Fogo + Ar = Calor.

Você também pode dividir isso em decanatos do zodíaco, mas não iremos tão longe.

Agora, tecnicamente, você também poderia escrever Lúcifer diagonalmente através dos
quadrantes, mas não vamos. Em vez disso, vamos condensar os elementais em quatro
letras cada. Lúcifer é LCFR, Leviathan se tornará LVTN, Belial se tornará BELL e Flereous
se tornará FLRS.

Com outro marcador de texto ou lápis de cor de cor diferente (você pode usar as cores
dos elementos se desejar) em cada quadrante, pinte os quatro quadrados centrais de
cada quadrante. Da direita para a esquerda, de cima para baixo, soletre as quatro letras
de cada nome de Demônio.

EXERCÍCIO - qual é o valor numérico (gematraico) de cada um dos elementais escritos


como são? Qual é o valor mais baixo para o qual você pode reduzir esse número?
Quantos quadrados vazios você tem sobrando? As respostas estão na próxima página.

30 quadrados usados
81 quadrados no total
51 quadrados restantes

LCFR = 411 a 6
LVTN = 92 a 11 a 2
SINO = 31 a 4
FLRS = 118 a 10 ou a 1
LENDO DOIS

Então agora que você conhece a construção básica de um tablet vamos


trabalhar na construção de um tablet mais complexo.

Que tal adicionar um sigilo a um tablet? Além de uma representação pictórica


(sigilo real) adicionada a uma placa em algum lugar em seu ponto médio, por que não
construir uma dentro dela?

Pegue um pedaço de papel milimetrado.

Vamos começar com outro tablet 9x9 porque é pequeno e fácil de trabalhar.
Além disso, 9 + 9 = 18 e 1 + 8 = 9. Você pode escolher um tablet maior com um
significado numérico diferente.

Para o propósito deste exemplo - trabalharemos com o seguinte sigilo (Verrine):

Já que eu quero que o valor do sigilo seja 1 porque ele representa as Sephiroth
Kether na árvore da vida. (Você pode escolher qualquer valor para o sigilo que desejar)
Se eu estivesse usando o Enoquiano de Crowley - 1 seria representativo da letra A. No
sistema numérico Enoquiano modernizado que estamos usando para o propósito deste
curso de estudo (veja a leitura um ) a letra H é a única letra com o valor de 1. Portanto,
usaremos a letra H.

Você pode ver a semelhança do sigilo dentro da placa? Você pode colorir o tablet da maneira
que desejar. Escolhi o azul para este comprimido em particular porque o azul representa a cura para
mim. Também representa relaxamento e renovação. Escolha as cores que representam o sigilo e o
propósito do tablet mais

de perto.

Quantos quadrados este sigilo usa? Quantos quadrados sobraram?

Quadrados usados - 34
Quadrados restantes - 47

Uma alternativa para criar um tablet baseado em Verrine seria:


Neste caso, o sigilo real de Verrine fica no centro da placa e seu nome circunda
a placa em todos os quatro lados. Ainda há espaço suficiente para quadrantes
elementais aqui, e várias outras propriedades baseadas no propósito do tablet.

Quantos quadrados este sigilo usa? Quantos sobraram?

Quadrados usados - 29
Quadrados restantes - 52

Você deve estar se perguntando por que eu fico perguntando quantos


quadrados são usados e quantos sobram. A razão para isso é que você precisará saber
o que resta para terminar o tablet.

Você também pode criar o tablet primeiro e, em seguida, embelezá-lo com os sigilos
desejados ao redor
isto.

Lembre-se de que os comprimidos nestes exemplos não estão completos. Essa é uma
surpresa para a próxima lição. Nesse ínterim, vamos discutir, com mais profundidade, mais
aspectos da tábua mágica. Não apenas quadrantes ou palavras individuais dentro do tablet
podem ser somados para significância numérica, mas eles podem ser somados para baixo e
para baixo e como um todo para seu valor numérico.

Um exemplo simples para ilustrar isso seria:

O valor das colunas e linhas deste tablet genérico = 81


8+1=9

Ou 81 + 81 = 162

1+6+2=9

Agora, vamos tentar um exemplo mais complexo (você pode querer copiar esta página para calculá-
lo):
Deixei espaço na tabela para você totalizar todos os valores de cada linha e coluna.
Depois de obter os valores para baixo e transversalmente - some o valor da coluna e
linha e, em seguida, reduza para o cálculo mais baixo.

Leitura três

Propriedades do tablet

Cores:

Aqui estão algumas correspondências básicas de cores com as quais você pode
trabalhar. Se algum desses aspectos não parece adequado para você - você é mais que
bem-vindo para adicionar cores que associa ao propósito do seu tablet mais
prontamente.

Vermelho e laranja - fogo, ação, amor, relações de luxúria, trabalho


criativo, raiva, paixão.
Azul e Cinza - Água, emoções, empatia, intuição, processo criativo, cura,
adivinhação, fertilidade.
Amarelo e Branco - Ar, iluminação, educação, lições de vida,
planejamento. Marrom, Preto, Verde - Terra, estabilidade, questões
financeiras, questões mundanas, aspectos físicos de fertilidade,
conhecimento, confiança, aterramento / equilíbrio.

Números especiais para você:


Considere números que podem ser especiais para você, como datas de nascimento, aniversários, etc
...

Alquímico e Elemental:

Elemental = uma parte do universo natural essencial à vida. Terra, ar,


fogo, água. Alquímico = partes do universo natural combinadas para
criar algo diferente. Umidade, secura, frio e calor são alguns exemplos.

Propriedades demoníacas:

Veja as várias listas de Demônios neste livro para encontrar Demônios que
correspondem ao propósito do seu tablet.

Propriedades planetárias:

Planetas Governantes
Este é o centro da existência. Na astrologia, simboliza tudo o que estamos
tentando nos tornar, o centro em torno do qual giram todas as nossas
atividades na vida. Esta

sol Planeta (também conhecido como luminária e estrela) representa o eu, a


personalidade e o ego de uma pessoa, o espírito e o que torna o indivíduo
único. Rege o signo zodiacal de Leão, um signo de fogo. Em última análise,
tudo no horóscopo gira em torno desse corpo singular. É o Sol que dá força
aos outros Planetas, razão pela qual este Planeta ocupa um papel
fundamental na Astrologia. É o símbolo de força, vigor, sabedoria, dignidade,
ardor e generosidade, e a capacidade de uma pessoa funcionar como um
indivíduo maduro.

Como a Lua está mais próxima da Terra, ela nos influencia mais
profundamente do que qualquer outro planeta. O efeito é muito pessoal,
Lua
muito íntimo. Enquanto o Sol nos dá nosso espírito, é a Lua que nos dá nossa
alma. A Lua é semelhante a uma deusa no sentido de que simboliza a mãe e
a relação entre mulher e filho. A lua (também conhecida como luminária) fala
às mulheres em sua vida e em seu papel como nutridoras. Este planeta rege
o signo zodiacal Câncer, um dos signos de água.

Este planeta implora que nos expressemos com clareza. Mercúrio representa
Mercúrio sua capacidade de compreender os desejos de sua própria vontade e de
traduzir esses desejos em ação. Em outras palavras, é o planeta da mente e o
poder de comunicação. Por meio do mercúrio, desenvolvemos a capacidade
de pensar, escrever, falar e observar - ter consciência do mundo ao nosso
redor. Quando Mercúrio retroceder (a aparência de viajar para trás), nossas
comunicações serão desafiadas. Mercúrio rege o signo zodiacal de Gêmeos e
Virgem.

Vênus
Simboliza a harmonia e o brilho de uma qualidade rara e indescritível, a
própria beleza. Vênus tem tudo a ver com prazer, especialmente o prazer
compartilhado com outra pessoa. Este planeta se preocupa com amor,
romance e harmonia em nossos apegos emocionais, casamentos, amizades
e outras uniões (como parcerias de negócios). Vênus também lida com o
prazer que obtemos de nossas posses. Luxos (joias, pinturas, carros caros),
uma bela casa e uma sensação de refinamento, tudo isso pertence aos
interesses de Vênus. Este planeta regendo os signos zodiacais de Touro e
Libra aprecia a natureza requintada das coisas.
Marte
Marte é o planeta de ação do Zodíaco. Seu signo de Marte define o que você
deseja e como você expressa esse desejo. Este planeta ordena que você se
levante, seja notado e faça as coisas, etc. Ambição e competição também
estão dentro do reino de Marte. Marte também governa o poder e a
Júpiter expressão confiante do indivíduo. Marte é o planeta regente dos signos
zodiacais de Escorpião e Áries.

Júpiter influencia a capacidade de pensamento de uma pessoa. Na


astrologia, rege boa sorte e bom humor, saúde, riqueza, otimismo,
felicidade, sucesso e alegria. É um símbolo de oportunidade e sempre abre
caminho para novas oportunidades na vida. Júpiter é a minimização da
limitação e a ênfase na espiritualidade e potencial. Embora nosso sucesso,
realizações e prosperidade estejam todos dentro do reino de Júpiter, sua
influência negativa pode se deteriorar em preguiça e preguiça. Isto
rege os signos zodiacais Sagitário e Pices pertencentes aos
elementos fogo e água, respectivamente.

Saturno desempenha o papel de um capataz no Zodíaco. Saturno nos


ordena que trabalhemos e trabalhemos duro. Saturno rege o tempo, a
velhice e a sobriedade. Pode trazer depressão, tristeza, ciúme e
Saturno
ganância, ou uma séria aceitação de responsabilidades a partir das
quais o sucesso se desenvolverá. Aprender as lições da vida é a chave
deste Planeta, em consonância com seu papel de professor. Rege o
signo de terra Capricórnio e o signo de ar Aquário.

Urano traz consigo uma nova maneira de ver as coisas, e sua


abordagem encontra-se melhor com uma consciência expandida.
Urano Urano rege mudanças inesperadas, convulsões e revoluções. É o
símbolo da independência total e afirma a liberdade de um indivíduo
de todas as restrições e restrições. É um planeta revolucionário e
indica talento, originalidade e gênio em um horóscopo. Este planeta
rege Aquário como um signo de ar.

Netuno regendo o signo aquático de Peixes, desperta um senso de maior


responsabilidade, muitas vezes causando culpa, preocupação, ansiedades ou
Netuno
delírios. Em suma, Netuno é

criando uma ilusão - do que é encantador por fora e cativante por


dentro. O sono e os sonhos também são governados por este planeta.
Plutão
Este planeta influencia a transformação, regeneração e renascimento. Este
planeta é sobre tudo o que é secreto e encoberto, aquilo que está oculto.
Plutão começa sua influência com um evento menor ou incidente
insignificante que pode até passar despercebido. Plutão governa o signo de
fogo Áries e o signo de água Escorpião.

Letras, o Zodíaco e o alfabeto (de exemplos da Magia Enoquiana Moderna):

A = Touro
B = Áries
C, K = Fogo
D = Espírito
E = Virgem
F = Cauda
G = Câncer
H = Ar
I, J, Y = Sagitário
L = Câncer
M = Aquário
N = Escorpião

O = Libra
P = Leo
Q = Água
R = Peixes
S = Gêmeos
T = Leo
U, V, W = Capricórnio
X = Terra
Z = Leo

Leitura Quatro

Completando os Tablets

Ao ler um, começamos com o seguinte tablet.

Agora vou completar este tablet. Este é um Air Tablet. Ele já tem todos os
Elementais presentes, exceto Satanás. Vou incluir Lucifuge Rofocale também. Uma vez
que Lucifuge Rofocale se ajusta equilibrado ao redor da borda externa (e representa
Daath), é onde o colocarei. Satanás envolverá cada elemento em forma de L. Neste
caso, usei cinza e amarelo para ar, azul para água, verde azulado para terra e vermelho
para fogo. Usei um ouro mais profundo para Lucifuge Rofocale para mostrar seu lado
do fogo. Escolhi um cinza profundo para Satanás representar o todo e o equilíbrio
interno.

Esta tabela contém as seguintes propriedades numéricas (você começa a descobrir):

Valor vertical:
Valor horizontal:
Valor total:

O único propósito deste tablet é uma representação do elemental do ar. O cálculo é verdadeiro

ao seu propósito?

Quando traduzo o tablet para o Enoquiano, fica assim:

Sua tarefa para esta leitura é completar uma das seguintes tabuinhas com base em
SUA preferência pessoal. Se você escolher a Tabuleta de Lúcifer da Lição 1, modifique-a
de forma diferente da anterior. (Veja o final da lição para aprender como fazer isso em
palavras)

EXERCÍCIO: Escolha um dos seguintes comprimidos e complete-o .


Perguntas e respostas para tablets

Esta seção está incluída, com respostas, para ver se você entendeu totalmente
as leituras do tablet. Trabalhe com eles lentamente. Se você não obtiver a mesma
resposta, tente descobrir o porquê.

PARTE 1

1. Qual é o valor do seu nome e seu significado de acordo com as Sepher


Sephiroth?

2. Calcule o valor de LEVIATHAN. O que você ganha? Qual é o menor valor


numérico que você pode obter dele? Quais são os significados de Leviathan com
base nesses números e nas Sepher Sephiroth? Baseado no Sephir Sephiroth
(Crowley) e LVTN .

LVTN = 486. = (18) = (9). (18) Ódio, a antiga serpente. (9) = Fogo da Feitiçaria, Amado,
encantador e Chesed. (486) = fundações (como no lugar de LVTN em torno da sephira)

ou - com base no sistema numérico Gematraic apresentado (usando o número primário): 2

Leviatã = 220 2 + 2 + 0 = 4

220: O eleito, heroína, augusta, domina, você deve fender, cean, elegante, gigantes

4: pai, oco, uma veia, orgulhoso.

Usando o valor secundário: 214 = 7 - o senhor dos exércitos, a Sephira da firmeza


e vitória.

3. Os números 7, 6, 9/3, 6, 50 soletram qual nome em inglês? Qual é o valor


deste nome e seus significados de acordo com o Sepher Sephiroth?

Satan. Primário: (78) = (15) = (6). Steam / Vapor, Pride, # Geburah, Monograma para o eterno,
Aquele que impulsiona. Secundário: 72 = 9

4. Por que algumas letras têm mais de um número associado a elas? (Um basico

A resposta é boa, mas sinta-se à vontade para escrever mais se você fez uma pesquisa
aprofundada sobre isso.)
O primário e o secundário têm a ver com o valor do canal. Por exemplo, o primário seria
usado em casos de maiúsculas indicativas de nomes próprios denotando o específico
versus o comum. O primário e o secundário. O primeiro número é primário e o segundo
número é secundário. Use o número secundário se a letra estiver no meio de um nome.

5. Por que um quadrado 9 x 9 foi escolhido para a tábua de Lúcifer criada no


exemplo de leitura?

Porque a 9ª Sephiroth, Yesod, representa a fundação, e a fundação da


Demonolatria são as nove divindades.

PARTE 2

Tablet de Atribuição

1. Qual é o cálculo total da tabuinha de atribuição na leitura de dois (usando os valores das
letras da gematria na leitura de um)? Você usou um valor primário ou secundário para T?
Notou algo sobre o cálculo vertical e horizontal usando os valores primários e secundários?
De qualquer maneira - o valor total do comprimido ainda sai o mesmo quando condensado
no número mais baixo. Qual é o seu cálculo mais baixo?

Cálculo total primário = 5520 = 12 = 3


Não Primário = 5484 = 21 = 3
3 = A Sephira da compreensão.
Para baixo e transversal, os valores não primários são ambos 2742 = 15 = 6

2. Explique por que devo ter escolhido as cores que escolhi. Você teria escolhido de
forma diferente - e por quê?

Azul - Leviatã - Água (elemento)


Vermelho - Satanas - (Fogo) o todo.
Amarelo - Lúcifer - Ar (elemento)
Verde - BAL = 19 = 10 = 1 - O todo. O verde foi escolhido para equilibrar o
tablet, que carecia de terra e estabilidade.
Cinza - H - tem valor 1 - o todo - a Sephira de Satã - O cinza parecia uma cor
apropriada devido aos tons sutis de cinza em tudo.
Azul claro - P - tem o valor 9 - o todo. Azul claro, para mim, é
uma cor calmante / equilibrante e 9 é a base ou equilíbrio.

3. Por que, você acha, usei 8 H's e 4 P's. Observe os valores numéricos e as cores para
descobrir .

H = 1 e há 8 polaridades nas nove divindades.


P = 9 e 9 x 4 = 36 = 9

4. O que é BAL? Por que, você acha que eu escolhi isso?

BAL = 19 e representa a manifestação e contém um equilíbrio de luz e escuridão. Além disso,


é dividido em 10, que é a Sephira do Reino, exaltada. Mais dividido em 1 - é

o todo. BAL (uma versão abreviada de Baal - a Terra primária) conecta o físico a tudo o
que existe e é representativo da Terra ausente nesta tabuinha para alcançar o equilíbrio.

5. O que todas essas informações sugerem sobre o propósito deste tablet?

Este é um tablet para equilíbrio, para conseguir uma conexão com tudo o que existe.
Seria usado na ascensão, para adivinhação e / ou ordenação de membros do
sacerdócio. Representa uma compreensão do todo e a conexão entre o mundano e o
espiritual.

SIGIL TABLETS LEITING

1. Você consegue descobrir por que escrevi Verrine para frente e para trás nas bordas
externas da segunda mesa de leitura?

Para equilíbrio na parte superior e inferior do tablet.

V's em cantos opostos para equilíbrio = 140 = 5


E's em cantos opostos para equilíbrio = 20 = 2

2. Qual seria o significado numérico de um tablet 48 x 48?

2304 = 9 - o mesmo que um tablet 9x9.

3. Como alguém pode escolher cores para certos aspectos de um tablet?

Baseado em correspondências elementares, intencionais, alquímicas e / ou planetárias


que têm significado para o próprio Demonólatra.
Ê
LENDO TRÊS

1. Calcule o valor do tablet na leitura 3: valor


vertical: 3870
Valor horizontal: 4113
Valor total: 7983 7 + 9 + 8 + 3 = 27 2 + 7 = 9

Para que serve o tablet que criei na leitura final?

A base do Air

Ritual do Pilar do Meio Modificado

O Ritual do Pilar do Meio (MPR) é perfeitamente compatível com a Demonolatria


porque a Demonolatria também é Hermética. Vou fazer o MPR depois de um equilíbrio
elemental se estiver me sentindo cansado. A energia que fornece geralmente dura
cerca de uma semana antes de precisar ser repetida. Ou farei antes de um rito em que
gaste muita energia. Simplesmente mudo as palavras do MPR tradicional. Veja o
gráfico de Chakra na seção de Projeção Astral do livro.

O equilíbrio elemental é realmente o mais próximo que posso pensar de um


verdadeiro ritual de "Demonolatria" que aumentará a energia pessoal. Portanto,
considere ambos quando você se sentir esgotado. Faça isso dentro de um círculo
elemental para obter melhores resultados.

1. Fique em pé em seu templo (ou outro local). Os braços estão esticados para os
lados. À sua direita está o Pilar Negro da Severidade; à sua esquerda está o Pilar
Branco da Misericórdia. Você está no meio como o Pilar do Meio do Equilíbrio.

2. Uma luz branca e ofuscantemente brilhante, a Luz de Satan (Ain Soph Aur também
é) se origina bem acima de sua cabeça, vindo da Coroa. (Saharshra).

3. A luz desce até o topo da sua testa, formando uma esfera do tamanho da sua
cabeça. Vibrar fortemente: EH-EI-EH ("EU SOU")

4. Quando isso for sentido fortemente, permita que a luz desça até o centro de Daath
(chakkra da garganta). Vibrar: OM (ou talvez até mesmo o enn de Lucifuge Rofocal, pois
acho que decidimos que ele provavelmente é Daath)

5. Permita que a Luz desça ainda mais para o centro do coração (chakra Tiphareth /
Anahatta). Vibre o Enn de Belial.

6. Permita que a Luz desça através do Plexo Solar, até o Chakra Svadisthana (centro
geracional) em Yesod. Vibre o Enn de Flereous.
7. Permita que a Luz desça ainda mais, através do Chakra Muladhara (centro da raiz) e
por todo o caminho até a terra, ganhando densidade conforme avança. Vibre suas
palavras pessoais de poder. (Veja o núcleo da lição de Demonolatria)

8. A luz o envolve.

9. Permita que ele suba de volta ao centro do Coração, onde se estabelece em plenitude.

10. Desse centro, a luz pode ser canalizada como uma energia de cura ou direcionada
a um objeto. A Luz também pode ser estabelecida no Coração e utilizada como um
catalisador para visões e estados meditativos.

O Grande Trabalho

A Grande Obra é, essencialmente, a jornada da descoberta do Ser e do lugar do


indivíduo no universo, bem como sua relação com o Divino Demoníaco.

Esta seção é fornecida para Adeptos que se encontram em um impasse sobre o


próximo passo em seu caminho. Não há estudo prescrito para adeptos. Nenhum
esboço para eles seguirem. Nesse ponto, torna-se sua responsabilidade fazer as coisas
que o ajudarão a seguir em frente em sua jornada. Nas páginas seguintes, você
encontrará tópicos de interesse, livros para estudar e alguns exercícios dignos de sua
contemplação.
Alquimia e a Pedra Filosofal

Um amigo e eu estávamos conversando um dia sobre quais símbolos ocultos


poderiam ser usados como uma representação pictórica da Pedra Filosofal. Discutimos o
pentagrama tanto do lado direito quanto inverso, discutimos a árvore da vida e muitos outros
símbolos. Finalmente decidi que poderíamos aplicar os princípios da pedra filosofal ao Ankh.
Aqui está o que eu disse a ele, abaixo.

O Ankh representa 3 porque tem 3 pontos (o corpo físico, o corpo psicológico e o


corpo espiritual), formando um triângulo (no topo dos elementos). Obviamente, é o físico
e o psicológico que concebem o espiritual. Também parece um pouco na forma humana
para representar o homem. Sua qualidade ativadora é seu equilíbrio e sintonia inerentes
ao animal humano. O "olho" do ankh vê pela janela da alma. Vamos dar uma olhada em
um ankh por um momento. Eu rotulei . Veja a página seguinte .

Além disso, eu provavelmente poderia ter ido mais longe e explorado a trindade
das Nove Divindades e os aspectos demoníacos presentes no Ankh. Gostaria de pedir
ao adepto que contemple a imagem do ankh na próxima página e veja se você pode
defini-la usando as Nove Divindades. Existe uma tríade, os cinco elementos ... apenas o
nono está oculto. Você pode encontrá-lo? Eu colocaria o nono no centro do triângulo.
Dois demônios residem no ponto de fogo. Quais? Estas são as perguntas que você
deve fazer a si mesmo a respeito do seu símbolo ao fazer o seguinte exercício.

Exercício de adepto: Você consegue pensar em algum símbolo religioso ou oculto que
poderia ser uma representação pictórica da Pedra Filosofal? Faça como fizemos e
desenhe o símbolo. Em seguida, rotule-o e explique por quê.

Além disso , leia os seguintes livros :


A Pedra Filosofal de Israel Regardie
O Arcano Hermético
O Casamento Químico
O Casamento Químico

Você pode encontrar esses livros online em PDF.


Pathworking

Pathworking é um processo longo e difícil que visa expandir a mente, aprofundar a


consciência espiritual, encontrar nosso lugar único como parte do todo e aproveitar a
sabedoria inata e a força de nossos Eus para que possamos viver a vida mais gratificante
possível aqui e agora.

Muitas vezes tropeçamos em nossos caminhos ou nos distraímos com as lindas


flores ao lado da estrada, criando um impasse. É quando a maioria das pessoas muda de
religião ou continua procurando por algo que tornará suas vidas gratificantes e significativas.
Portanto, olhamos para os livros. Embora os livros possam oferecer conselhos e aumentar
nosso conhecimento e compreensão, a verdadeira compreensão vem da experiência. Vem da
comunhão com Demônios e vem

de dentro.

Isso significa que, em vez de apenas ler sobre os rituais de qualquer tradição em
particular, talvez devêssemos participar (por meio de modificações confortáveis para
garantir que os Demônios sejam respeitados e reconhecidos) e sujar as mãos até certo
ponto. Precisamos explorar coisas diferentes. Isso vai além do material estritamente
relacionado ao espiritual. Sair pelo mundo e tentar coisas novas pode ser
espiritualmente gratificante e dar sentido e propósito à nossa vida. Podemos colocar
essas experiências em um contexto espiritual e depois refletir sobre a experiência para
aprender o quanto ela realmente significou para nós.

Portanto, ao discutir o trabalho do caminho, também estamos discutindo as


experiências de vida e como essas coisas, mesmo que nem sempre espirituais, podem
afetar nosso bem-estar espiritual. Por exemplo, certa vez conheci uma mulher que
adorava ler sobre viagens ao exterior. Mas ela nunca foi. Ela poderia lhe contar tudo
sobre a Torre de Londres, historicamente falando, mas nunca experimentou estar lá por
si mesma. Então, um ano ela finalmente foi. Quando ela voltou e contou a história do
que tinha visto, você podia ver um brilho em seus olhos e a admiração e reverência que
ela tinha pela experiência. Mais tarde, ela admitiu que a própria experiência foi
mentalmente, emocionalmente e espiritualmente gratificante.

Portanto, quando você se encontrar preso em seu trabalho do caminho e


entediado com os mesmos rituais, orações e trabalhos espirituais que vem fazendo há
anos, considere outra abordagem para tirá-lo do impasse.

Faça algo que você nunca fez antes.


Leia sobre uma prática mágica ou tradição religiosa que você nunca
explorou. Faça aulas de algo que você sempre quis aprender.
Faça uma viagem para um país estrangeiro ou vá para um
lugar onde você nunca esteve. Saia com seus amigos por
uma noite na cidade.
Fique em casa e assista a um filme que
você nunca viu. Aprenda um novo idioma.

Basicamente - ao vivo! A própria vida é a experiência mais espiritual de todas.


Não pode ser encontrado em um ritual ou livro, ou em uma oração. A própria
experiência é a sua própria recompensa e a vida tem muitas lições e segredos para lhe
ensinar.

Relações com Demônios


Muitos praticantes, após anos de trabalho, podem se ver desconectados dos
Demônios, ou desejando fortalecer os laços existentes que construíram. Em minha
experiência de muitos anos como uma demonólatra, descobri que muitas vezes nos
tornamos complacentes e tomamos como garantido o que já existe.

Depois de um tempo, perdemos a adrenalina que sentimos quando invocamos um Demônio


em um círculo ritual. Nós

perca a emoção da primeira vez que desenvolvemos um vínculo com um Demônio em particular.

Você nunca vai notar sua complacência mais do que quando a energia demoníaca que
você acumulou ao longo dos anos simplesmente não existe mais. Isso aconteceu comigo.
Convidei um mágico cerimonial (sem meu conhecimento) para entrar em minha casa e ele
começou a comandar os demônios em minha casa. Consequentemente, todos eles foram
embora. Isso é frequentemente o que Demônios irritados fazem.

Sim, você me ouviu. Os Demônios ficaram tão ofendidos (assim como eu) que
foram embora apesar do fato de não ter sido eu quem fez isso. Sem energia
demoníaca, minha casa parecia vazia, hostil e, de repente, eu era um convidado em
minha própria casa.

Acabei tendo que fazer uma série de rituais convidando os Demônios de volta
para minha casa até que me sentisse bem novamente. Foi nesse ponto que percebi o
quanto eu considerava meu relacionamento com os Demônios garantido. Eles estavam
lá há tanto tempo que eu tinha esquecido como era não ter a energia demoníaca
sempre presente ao meu redor.

Pode ser o caso do demonólatra que está buscando um novo relacionamento com um
demônio, ou que sente falta da emoção de seus primeiros dias, quando tudo era tão novo e
havia tantos segredos para descobrir. Não tenho certeza de qual é a resposta para ajudar a
renovar a novidade. Você cultiva seu relacionamento com os Demônios cada vez que ora, ou
realiza um rito, ou faz um trabalho mágico. Cada oferta, cada sigilo e cada incenso ou oleum
que você faz fortalece esse vínculo. Cada meditação e ascensão aproxima você das energias
demoníacas.

Mas, assim como o casamento, a novidade passa e torna-se obsoleto. Agora, eu


não sugiro comandar Demônios ou convidar aqueles que o fazem para entrar em sua
casa apenas para que você possa perceber que não deu valor aos Demônios. O que
você pode fazer, entretanto, é desenvolver uma série de ritos para se reintroduzir aos
Demônios com os quais deseja renovar o contato. Procure-os durante a ascensão para
ver se eles têm sugestões sobre maneiras de renovar sua excitação e descoberta deles.
Seja criativo e encontre maneiras de cultivar esse relacionamento.

Se você nunca tentou um relacionamento mental (sexual ou outro) com um


Demônio em particular, talvez devesse tentar. Cabe a você redescobrir e estimular esse
relacionamento. Além disso, considere trabalhar com Demônios com os quais você
nunca trabalhou antes, mesmo que eles não façam parte de seu panteão preferido.
Existem milhares para escolher e existem muitas maneiras de explorar Demônios,
comungar com eles e honrá-los. Basicamente, você tem que ser criativo e sair do
impasse. Com esta experiência, você crescerá espiritualmente e continuará a cultivar
relacionamentos duradouros com numerosos aspectos do Divino Demoníaco.
O demonólatra solitário
E
O adepto

A estrada para a iluminação leva ao Self. Isso pode tornar a prática de qualquer
caminho espiritual solitária. Muitas pessoas desejam iluminação instantânea. Eles
querem encontrar aquele livro ou caminho que lhes dará rapidamente o que desejam.
Ou parecem pensar que pertencer a um grupo os levará de A a Z com mais rapidez. É
verdade que livros e grupos podem ajudar alguém com o básico mais rápido. Por outro
lado, quanto mais rápido você aprender, reter e colocar em uso o básico, mais cedo
poderá se ver em um impasse. O que vem a seguir não pode ser "ensinado". Ou você
entende ou não.

O que a maioria das pessoas não percebe é que sua espiritualidade e conexão
com os demônios e Satanás dependem delas. Seu crescimento através do adeptado
depende do indivíduo e do Trabalho Pessoal que o indivíduo realiza. Isso pode parecer
fácil, mas não é. A Grande Obra de "conhecer a si mesmo" é uma jornada de uma vida
inteira carregada de contratempos, desastres, confusão, perda de fé, decepção
profunda e muitas outras lições difíceis. As recompensas, no entanto, superam em
muito esses obstáculos.

Depois que você ultrapassar o básico, a novidade vai se dissipar. Você pode se sentir
como se estivesse em um beco sem saída, fazendo as mesmas coisas repetidamente. Você
pode sentir que deseja algo novo para aprender - algum segredo oculto para descobrir.
Infelizmente, é aqui que começa o intenso trabalho pessoal. Pertencer a um grupo ou ler um
livro não pode substituir o Trabalho Pessoal e ninguém pode realmente dizer a você como
proceder. Portanto, para todos os efeitos e propósitos, neste ponto todos nós nos tornamos
solitários em nossos caminhos individuais para a consciência universal, iluminação e auto-
capacitação. Livros como este existem apenas para ajudar alguém ao longo do caminho.
Suas experiências, embora possam ser semelhantes às de outras pessoas, sempre serão
exclusivas para você.

Para o Demonólatra Solitário, pode ser frustrante fazer esse trabalho sozinho. O lado
positivo disso é que você se torna mais autossuficiente e independente. Você é forçado a usar
sua intuição. Com um grupo, alguns demonólatras podem vir a confiar demais no professor e
ignorar sua intuição. Eles são dependentes e freqüentemente precisam ser desmamados .
Portanto, existem prós e

contras para ambos os grupos e solitário de trabalho.

Para o praticante solitário, este livro deve guiá-lo através dos princípios básicos
da adoração respeitosa do demônio e da prática regular. Para o Adepto, espero que
este livro tenha dado a você algum material para mastigar e talvez uma perspectiva
diferente.

Para os praticantes solitários, trabalhe no seguinte:

Aprendendo e trabalhando com os Demônios.


Compreender os fundamentos básicos da demonolatria, alquimia
espiritual e hermética.
Compreender (por meio da prática) a oração, as ofertas e o ritual.
Aprender o básico da Demonolatry Magick (A Arte da Creative Magick
será muito útil se você deseja continuar seus estudos lá).
Para o Adepto, trabalhe no seguinte:

Contemple a Pedra Filosofal e considere todos os símbolos ocultos em


relação a ela.
Considere A Grande Obra e elabore um plano de estudo e prática para
levá-lo onde deseja estar em seu caminho espiritual.
Escreva seus próprios rituais e execute-os.
Pratique a ascensão e veja a sabedoria que os Demônios têm a
oferecer. Continue a ampliar sua base de experiência de vida e a
experimentar coisas novas.

Sex Magick

Eu acho que é muito importante para nós abordarmos o tópico Sex Magick. A
magia sexual é perfeitamente aceitável e apropriada para os Ritos de Demonolatria,
contanto que todos os participantes sejam maiores de idade e desejem. Pratique sexo
seguro sempre! Para os praticantes solitários que podem ser adolescentes, a
masturbação é perfeitamente aceitável e normal e não deixe ninguém dizer o contrário.

A premissa básica por trás da magia sexual é durante o meio do rito, após o
propósito do rito ter sido claramente definido, o indivíduo ou pessoas envolvidas se
masturbam ou têm relações sexuais. Durante o clímax, todas as pessoas envolvidas
devem mudar sua atenção para o propósito do Rito, enviando assim a energia do
clímax para servir a esse propósito.

Alguns ritos pedem ao indivíduo que se deite ou se sente sobre o sigilo do


Demônio sendo invocado e domine-o, usando fluido sexual para ungir o sigilo antes de
queimá-lo.

Existem muitos tipos diferentes de rituais baseados em Sex Magick por aí. Em
alguns casos, eles podem ser parentes de um grupo, casais ou indivíduos. Eles podem
envolver relação sexual ou apenas masturbação, e as secreções sexuais podem ou não
ser coletadas para uso na preparação de oleos ou na unção dos participantes do ritual.

Em alguns dos ritos mais antigos, que não incluo aqui porque não tenho
permissão para compartilhá-los, um membro do grupo pode ser escolhido para ser
masturbado (por outra pessoa) na frente de toda a seita, ou de alguns selecionados, ou
uma outra pessoa com o objetivo de coletar fluido sexual para óleos especiais.
(Obviamente, com o consentimento desta pessoa.)

Outros usaram Sex Magick como uma forma de representar simbolicamente relações
sexuais com Daemons. Muitas pessoas me abordaram ao longo dos anos querendo discutir a
possibilidade de ter relações sexuais com demônios, já que muitas pessoas parecem pensar
que existe um rito que se pode fazer para que isso aconteça. Como sabemos que o sexo
também é uma necessidade do Demônio? Pode ser um humano, mas seríamos tolos e
arrogantes em supor que os demônios têm as mesmas necessidades que nós. Mal podemos
compreender sua natureza e existência, muito menos sua natureza sexual

necessidades - se houver.

Os relacionamentos sexuais com demônios podem ocorrer de forma imaginativa


(ou seja, fantasia) e emocionalmente. Esses "relacionamentos" psicológicos
autocriados podem causar reações físicas como ereção, lubrificação, contração
muscular, sensações fantasmas de penetração e orgasmo. Portanto, pode ser físico
neste sentido particular. Mas ainda é unilateral neste plano de existência e ocorre
principalmente em nossas próprias mentes. Uma experiência autocriada que
chamamos.

Não estou tentando descartar as experiências pessoais de qualquer pessoa que


esteja lendo isto e que possa alegar ter um relacionamento sexual físico genuíno com
um Daemon, mas a evidência dessas alegadas relações físicas é questionável e aponta
para o psicológico ao invés do físico. Os demonólatras mais sérios e adeptos admitem
ter fantasias sexuais e sonhos sexuais envolvendo demônios. No entanto, nunca
encontrei um adepto que acreditasse em um relacionamento sexual físico pele a pele
com Demônios. Isso nunca aconteceu com eles. Então surge a pergunta: "Se eles
fossem dormir com humanos, os demônios não começariam com os humanos com os
quais eles já se relacionam? Especialmente se o demônio fosse convidado livremente
por um demonólatra ou demonólatra altamente atraente e desejável?"

Você pensaria que a resposta seria sim. Mas, apesar do quanto tentamos, o mais próximo
que os demonólatras podem chegar do sexo com os demônios é a fantasia que preenche as
necessidades de nós mesmos. Do lado positivo, esses tipos de relacionamento podem solidificar
emocionalmente um vínculo entre um demonólatra e um demônio, e podem ser usados como
oferendas e transferência de energia positiva para um demônio em particular. Eles também podem
ser satisfatórios na ausência de um parceiro humano real. É minha convicção que qualquer pessoa
que alega dormir com Demônios tem uma vida de fantasia rica e gratificante, e não há nada para se
envergonhar. No entanto, também acredito que devemos ser honestos com nós mesmos e com os
outros e admitir que temos laços psicológicos e emocionais com Demônios - não necessariamente
amantes de Demônios "físicos", independentemente de quão reais possam parecer as experiências
que nossas mentes nos proporcionam.
Ritos de sangue e sacrifício

Ritos de sangue

Ritos de sangue são definidos como ritos em que o sangue é parte integrante da
oferta. É recomendável que você tenha uma caneta para diabéticos e lancetas
disponíveis para tirar sangue para o ritual, conforme necessário. O sangue, incluindo o
sangue menstrual, tem sido usado para ungir velas, pessoas, adicionado a tintas,
vinhos e óleo. O sangue do Eu, retirado da maneira menos destrutiva possível e usado
durante um Rito de Sangue, é considerado por muitos demonólatras a forma mais
elevada e sagrada de sacrifício a um demônio.

Antes de sabermos tanto sobre doenças transmitidas pelo sangue, muitos


demonólatras usavam adagas nas palmas das mãos para tirar sangue, sem se
preocupar com infecção.

O sangue (algumas gotas) de cada membro de um grupo era freqüentemente


colocado em um cálice de vinho do qual toda a seita bebia. Hoje em dia, com o que
sabemos sobre AIDS e Hepatites e outras doenças transmitidas pelo sangue, essa
prática não é segura e foi abandonada por muitos. Às vezes, ainda é praticado entre
amigos íntimos e mais frequentemente entre casais que trocam fluidos corporais de
qualquer maneira. Independentemente do que você escolha fazer, sempre considere
sua segurança e a segurança dos outros. Não pratique magia de sangue onde o sangue
é compartilhado na bebida com aqueles que você não conhece bem (ou seja, conhece
seu histórico médico).

Sacrifícios

Eu declarei em outro lugar neste livro que os demonólatras não praticam o sacrifício
de animais não comestíveis, ou outras pessoas porque os demônios não exigem essas
coisas. Sacrificar significa tornar sagrado. O sacrifício mais sagrado de todos são algumas
gotas de sangue de seu Self. Fluidos sexuais ou lágrimas podem compensar o Sacrifício de
Sangue se você for melindroso.

Algumas pessoas afirmam que o sacrifício de sangue é necessário para produzir a


quantidade certa de energia para o trabalho mágico. Nisto, eles estão sugerindo que talvez a
magia demoníaca não seja tão eficaz se um sacrifício de sangue não for realizado. Eu
discordo veementemente. Eu sei que o demoníaco

meus trabalhos mágicos e de outros demonólatras são extremamente potentes e


eficazes, apesar do fato de nenhum de nós jamais ter realizado um sacrifício de sangue
ritual de um animal.

Se o que essas pessoas dizem é realmente verdade - então pessoas como nós
provavelmente não deveriam praticar o sacrifício ritual de qualquer maneira. Eu sei que já
estou surpreso (e às vezes inseguro) com o quão efetivo é meu trabalho mágico e quão
rapidamente ele manifesta a mudança desejada sem o sacrifício de sangue de outra criatura
viva. Estremeço ao pensar no que aconteceria se esta afirmação fosse verdadeira e os
demonólatras que já estavam trabalhando magia eficaz começassem a realizar sacrifícios de
sangue apenas para aumentar a energia produzida. Mas eu duvido muito da validade dessa
afirmação.

As maldições podem ser e são uma forma aceitável de "sacrifício", desde que a
pessoa que está sendo amaldiçoada seja merecedora. Merecer significa que eles
mataram alguém, estupraram alguém ou destruíram a vida de outra pessoa de uma
forma que a pessoa foi destruída mentalmente, fisicamente ou espiritualmente. Essas
são razões justificáveis para amaldiçoar.

Amaldiçoar Jane porque ela dormiu com Bob, e você gosta de Bob e não gosta de
Jane - bem, isso é mesquinho e provavelmente uma perda de energia e tempo. Sua melhor
aposta seria amaldiçoar os sentimentos negativos que você tem em relação à situação para
se livrar dessa negatividade, em vez de amaldiçoar a pessoa cujas ações o fizeram reagir tão
negativamente. Afinal, Jane pode não saber que você gosta de Bob ou, mesmo que ela goste,
ela não é responsável por sua reação. Você escolhe sua reação às ações das pessoas. Toda
ação causa uma reação igual e / ou oposta. Além disso, os Demônios podem te dar um tapa
por fazer algo tão mesquinho. Tenha isso em mente.

Uma palavra sobre maldições (de novo): Não sinta culpa ou arrependimento por fazer
uma maldição ou você apenas se machucará. Certifique-se de que seja justo e tenha
considerado isso cuidadosamente. Espere três dias antes de agir para ter certeza de
não estar agindo com base em pensamentos e sentimentos irracionais. Estas são as
leis básicas que todos os demonólatras devem seguir. Amaldiçoar nunca deve ser
considerado levianamente. Se você quiser saber mais sobre amaldiçoar e por que isso
pode ser uma coisa ruim, verifique a Demonolatria Goética de Ellen Purswell, onde ela
explica por que algumas pessoas não podem ser amaldiçoadas ou mesmo curadas por
meio do trabalho mágico. Lembra nas cortesias onde diz que todos nós temos dons
naturais que Satanás nos concedeu? Algumas pessoas são naturalmente resistentes à
energia externa, a menos que seja convidada. Você pode amaldiçoar essa pessoa e
essa pessoa pode enviar sua negatividade de volta para você. E você pode não ter a
habilidade natural de se proteger disso. Você pode ser um absorvente. Portanto, antes
de usar magia demoníaca em outra pessoa, mesmo uma pessoa merecedora, sempre
reserve um tempo para considerar isso e incluí-lo em seu plano.

Vi Baoith Raimi Kairty


& O nome demoníaco

Vi Boith Raimi Kairty

Vi Boith Raimi Kairty é um sigilo pessoal de poder dado a um praticante não pela
Matrona / Patrona Demônio, mas sim por uma das Nove Divindades. Isso geralmente
acontece durante o ritual. O símbolo pode aparecer em um pedaço de pergaminho ou
pode aparecer desenhado no altar. Em vários casos, foi relatado que apareceu no
próprio praticante, apenas para desaparecer mais tarde. Se você suspeita que recebeu
Vi Boath Raimey Kairty, certifique-se de desenhar o símbolo em seu caderno ou diário e
mantê-lo. Este é o seu símbolo pessoal de poder e pode ser usado durante rituais e
magia demoníaca para amplificar suas forças e energia existentes. A maioria dos
demonólatras não recebe Vi Boath Raimey Kairty imediatamente. Geralmente vem
inesperadamente após alguns anos de prática dedicada e adoração. Não temos certeza
de por que essa é a regra geral, mas suspeito que tenha algo a ver com os Demônios
dando essas coisas sabiamente às pessoas que não abusam e que estão prontas para
o que recebem.
Você pode compartilhar seu Vi Boath Raimey Kairty com outra pessoa se quiser,
mas será inútil para outra pessoa. Não - você não pode nem usar outra pessoa contra
eles, então nem pense nisso. É exclusivo para você. Sim, como uma impressão digital,
mas possui proteções integradas. Se sua energia não estiver ligada a ele - torna-se
inútil. Simples assim. Eu sei disso porque fizemos um experimento em que três de nós
compartilhamos nossos VBRKs. Os rituais não produziram resultados em todas as
instâncias. Mas quando você coloca o VBRK certo com a combinação certa de energia,
os resultados dos rituais são estelares.

O nome demoníaco

O nome demoníaco é o nome que os demônios tradicionalmente dão a um


adepto por meio de uma sessão de adivinhação feita antes da passagem para o rito de
adepto. O uso do nome de nascimento no início do rito e do nome demoníaco no final
do rito é um símbolo da passagem. Para todos os ritos após o adepto, o nome
demoníaco do adorador é usado. Para todos os ritos antes do adepto, o nome de
nascimento do adorador é usado.

No entanto, na ausência de um grupo, como no caso de muitos praticantes solitários, os


Demônios freqüentemente dão a você esse nome. Você pode ouvi-lo repetidamente em um sonho ou
se sentir atraído pelo nome. Existem vários métodos que os demônios usaram para dar esses nomes
aos demonólatras. Às vezes, os nomes são estranhos. Em outros casos, eles parecem bastante
normais. Ao contrário do que se pensa, o seu nome demoníaco também não pode ser usado contra
você (por alguém que deseja lhe fazer mal). Portanto, não se preocupe. É simplesmente o nome pelo
qual os Demônios o conhecem.
Necromancia

Você pode estar se perguntando por que existe um capítulo tão curto intitulado
Necromancia neste livro. O que Necromancia tem a ver com Demonolatria?
Necromancia é basicamente comungar com a morte de uma forma ou de outra. Seja
usando práticas de adivinhação para falar aos mortos, alinhando-se com a energia da
morte (ressuscitando os mortos), honrando os mortos ou chegando a um acordo com a
morte.

Existe toda uma escola de pensamento e prática da Demonolatria dedicada aos


Demônios da morte. Consulte o Rito a Eurynomous, Ba (a) lberith e Babaa (e) l para
encontrar informações sobre o altar ancestral tradicional e as formas de honrar os
mortos. Além dos Ritos que honram os Demônios da Morte, também existem
numerosos Ritos para Eurynomous (e outros) para alinhar as pessoas com a energia da
morte e para chegar a um acordo com as mudanças semelhantes à morte , ou mesmo
a própria morte. Um livro inteiro discutindo a Necromancia baseada na Demonolatria
será lançado em 2007 (se já não tiver sido lançado quando você ler este). É um tema
complexo, digno de um livro próprio e não poderia fazer justiça aqui.

Portanto, se este é um tópico no qual você está interessado, saiba que ele existe
como uma prática da Demonolatria e que há muitas maneiras de homenagear e
trabalhar com os Demônios alinhados com a morte. Veja também o Rito Funeral da
Demonolatria neste livro.

Hinos

Esta seção foi incluída porque muitas pessoas se perguntam sobre a letra dos
hinos. Os hinos a seguir podem ser encontrados em Lulu.com no CD exclusivo do OFS ,
ABYSS: Daemonolatry Hymns for Ritual & Meditation . O seguinte é escrito feneticamente
onde as palavras reais são desconhecidas.

Aprendi os hinos com minha professora (ouvindo-a cantá-los), e ela os aprendeu com
seu pai, que os aprendeu com seu professor e assim por diante. Pelo que sei, o único que
podemos vincular a qualquer grimório familiar ou diário é Meleus De Quo Magna, que é
basicamente um hino à natureza de nosso universo e à magia (conexão conosco) dentro.

Outros são simplesmente hinos cantados em louvor para homenagear certos


Demônios (como os de Leviatã e Lúcifer) ou para abençoar um evento como na Liturgia
do Amor, geralmente cantado ou tocado em cerimônias de casamento da
Demonolatria. As Meditações são exatamente isso. Cantar ou vibrar os hinos conduz à
meditação profunda e ajuda antes da ascensão. Enns também pode ser usado neste
Hino ou de maneira vibratória.
Meleus De Quo Maga

Prodere Foras
quo numen de
magicus ad-mihi ejus
neus veneficium.

Rito a Lúcifer

Nas vocare tu Lucifer,


Parcepts es hic ritus.

Ave Rege Leviathan

Ave rege Leviathan


Es mae na equi requiem
Alle man tre daray nas
Enae ave Satanas

Liturgia de amor

Ananae broc ananae broc


Um Rosier nanae sed
Aneva Ashtaroth reda gipe
Um Astarte para nae ed.

Meditações da Terra

Ave na terra na terra na eva ta na


Ave na arhimon arhimon eva ta
na Ave na dagon dagon eva ta na

Meditação

A-na nas pa no dia


Eva ro –no Sata-na-an-ae
Seguindo em Frente

Os questionários e esta seção foram incluídos porque muitos demonólatras


buscam ter uma diretriz para medir seu conhecimento e crescimento na prática da
demonolatria. Sem esta orientação, muitos sentem que estão em um impasse e não
podem ver o progresso que estão fazendo em sua busca pelo conhecimento de si
mesmos, relacionamentos com os Demônios e, finalmente, sua conexão com tudo o
que é, Satanás.

Além de usar os questionários, todos os demonólatras devem manter um diário


de suas práticas, experiências e epifanias espirituais. É muito mais fácil ver como
crescemos quando podemos voltar e ver por onde começamos.

Tradicionalmente, os demonólatras só realizam ritos de passagem de avanço,


graduação ou titulação, uma vez que o indivíduo tenha alcançado um estado definido de
progresso dentro da tradição. Isso significa que, tradicionalmente, as iniciações pessoais ou
em grupo só são feitas depois que o questionário de pré-iniciação puder ser respondido na
íntegra e o aluno tiver um forte conhecimento dos tópicos nele contidos. Assim como um rito
de adeptado só deve ser feito quando o quesitonairre iniciado puder ser respondido na íntegra,
e cada assunto elaborado com detalhes e confiança.

Usando os questionários

Estes são os questionários reais usados pelos membros do sacerdócio ao


decidir quem será iniciado ou avançado em título ou status dentro de um grupo. Para o
praticante solitário, eles podem ser úteis como um guia para onde você pode precisar
de um estudo mais aprofundado. Seja honesto consigo mesmo ao respondê-las.

Em um ambiente de grupo, você é solicitado a elaborar as respostas conforme


necessário, como se estivesse explicando cada conceito. Isso é para que o sacerdote
ou sacerdotisa possa determinar se o pré-iniciado ou iniciado realmente entende o
material ou não .

Treinamento Pré-Iniciado

Há quanto tempo você pratica Demonolatria?

Qual das seguintes você leu?


O livro egípcio dos mortos
A hermetica
Iniciação ao Hermetismo
The Hermetica - Lost Wisdom of the Pharohs
Demonolatria moderna
Lições de demonolatria

Qual das seguintes áreas de estudo ou tradições ocultas você já estudou


antes? Thelema
Luciferianism
Modern Satanism
Theistic Satanism
Goetic Magick
Cerimonial Magick
Sex Magick
Enochian Magick
Religião egípcia e magia (Khemetics)
Wicca
Witchcraft
Chaos Magick
Elemental
Magick Alchemy
Outro: _______________________________

Você já pertenceu a algum dos seguintes grupos? Se sim, que graus você alcançou?
OTO
Golden Dawn
Templo de Set
AMORC
Outro: ________________________________

Responda às perguntas a seguir da melhor maneira possível. Sem pressa. Se você


respondeu sim, qualifique sua resposta sim com um exemplo ou explicação. Você pode
testar qualquer seção se achar que a compreende bem o suficiente. Indique as seções
que você gostaria de testar.

Você acha que entende o básico de Hermetics?


Você sente que entende o desígnio de Deus e da Deidade?
Você pode ver como a ciência hermética pode ser aplicada à religião?
Você sabe como a ciência hermética funciona quando se trata
de operações mágicas?
Qual é a sua visão dos demônios? O que eles são? Como são suas personalidades?

Você entende a polaridade dos Demônios?


Você entende como um Demônio pode se tornar
dois? Quais Panteões Demoníacos você está
familiarizado?
Você acha que entende os fundamentos da Demonolatria?
Você está familiarizado com a Lei da Seita? Em caso afirmativo, resuma,
em uma frase, o que isso significa.
Você entende completamente as
ofertas? Você medita regularmente?
Você sabe o que é oração e como orar? Você
entende as partes básicas do ritual? Você
está familiarizado com os implementos
rituais?
Você entende o raciocínio por trás da construção do círculo?

Você pode construir um círculo sem ajuda?


Você entende o método básico de invocação de Demonolatria
(DZ)? Você entende os propósitos das ferramentas rituais e seu
simbolismo? Você sabe o que é acompanhamento ritual ?
Você escolheu uma matrona / patrona? Se sim, qual Demônio e por quê?
Se sim, você já fez um rito de dedicação? Se sim, descreva sua
experiência com isso.
Você sabe a diferença entre batismo e iniciação?

Finalmente -

Por que você escolheu a Demonolatria?


Em quais áreas específicas de estudo você está interessado?

Questionário de inicialização:
Você entende sua própria composição de fogo ?
Você entende os vários aspectos herméticos / alquímicos
do fogo? Você entende o simbolismo do fogo?
Você sabe como reconhecer e corrigir um desequilíbrio de
fogo? Você entende quais ferramentas rituais estão
associadas ao fogo? Você consegue identificar pelo menos
cinco demônios associados ao fogo?
Você entende a magia cerimonial?
Você entende os aspectos do fogo da Magia Enoquiana?
Você entende os primeiros dois aspectos da árvore da vida e pode aplicá-
los ao seu caminho espiritual atual?

Você entende sua própria composição de água ?


Você entende os vários aspectos herméticos / alquímicos da água?
Você entende o simbolismo da água?
Você sabe como reconhecer e corrigir um desequilíbrio hídrico?

Você entende quais ferramentas rituais estão associadas à


água? Você consegue identificar pelo menos cinco demônios
associados à água? Você leu algum dos vários grimórios de
magia cerimonial? Você entende os aspectos da água da
Magia Enoquiana?
Você entende o terceiro e o quarto aspectos da árvore da vida e pode
aplicá-los ao seu caminho espiritual atual?

Você entende a sua própria composição terrestre ?


Você entende os vários aspectos herméticos / alquímicos da
terra? Você entende o simbolismo da terra?
Você sabe como reconhecer e corrigir um desequilíbrio da
Terra? Você entende quais ferramentas rituais estão
associadas à Terra? Você pode identificar pelo menos cinco
demônios associados à terra?
Você entende a Gematria e seu uso na magia e pode aplicá-la à
Demonolatria?
Você entende os aspectos terrestres da Magia Enoquiana?
Você entende o quinto e o sexto aspectos da árvore da vida e pode
aplicá-los ao seu caminho espiritual atual?

Você entende sua própria composição de ar ?


Você entende os vários aspectos herméticos / alquímicos
do ar? Você entende o simbolismo do ar?
Você sabe como reconhecer e corrigir um desequilíbrio de
ar? Você entende quais ferramentas rituais estão
associadas ao ar? Você consegue identificar pelo menos
cinco demônios associados ao ar?
Você entende os aspectos do ar da Magia Enoquiana?
Você entende o sétimo e o oitavo aspectos da árvore da vida e pode
aplicá-los ao seu caminho espiritual atual?

Você sabe o que implica ser um adepto? (ou seja, o que é esperado de você?)

Determinando Títulos, Graus e Status

Além de distribuir questionários aos alunos, membros do sacerdócio ou


professores adeptos também podem fazer com que os praticantes realizem rituais
prescritos e compartilhem seus resultados. Eles podem receber testes verbais ou
escritos. Existem também questionários e testes dados aos adeptos que desejam
passar para o sacerdócio.

O sacerdócio

Tradicionalmente, o Sacerdócio Demonolatria trata a linhagem do indivíduo


como uma consideração para a aceitação no treinamento para o sacerdócio. Mas isso
não se aplica necessariamente a alguns grupos modernos. No entanto, as seitas da
demonolatria modernas ainda são muito seletivas sobre quem escolher para o
treinamento do sacerdócio.

Alguns requisitos universais para ser aceito no treinamento para o sacerdócio


demonolatria tradicional (auxiliar) incluem:

Pratica Demonolatria há no mínimo seis anos.


Alcançou um Status de Adepto e foi Adepto por no mínimo três anos.
Boas pessoas habilitadas.
Empatia forte.
Boas habilidades organizacionais.
Participa ativamente da adoração e do ritual, tanto com o grupo quanto
sozinho. (ou seja, suja as mãos).
É um professor eficaz.
Possui habilidades de
liderança.
Tem experiência para aconselhar outras pessoas.

Como eu disse, esses parecem ser alguns dos requisitos universais. Não são tão
universais os requisitos de quanto tempo a pessoa deve ter pertencido a um grupo particular,
quais ritos, rituais e orações podem ser recitados de memória. A capacidade de criar rituais
do zero. Compreensão profunda do simbolismo por trás de todos os aspectos do trabalho
ritual. E assim por diante.

Basicamente, na Demonolatria tradicional, poucas pessoas, se é que alguma,


recebem um título de sacerdócio e ninguém pode simplesmente se declarar sacerdote.
Não há direito. O título tem que ser conquistado e leva anos de estudo, treinamento,
dedicação ao crescimento espiritual do eu e dos outros, e a capacidade de liderar e
guiar os outros.

Mais importante ainda, nem todos são adequados para o sacerdócio. Alguns
demonólatras praticam há anos e se contentam em permanecer adeptos porque não
desejam realmente liderar e lidar com as pessoas. Em vez disso, eles podem escolher
alunos para ensinar, ou simplesmente se concentrar em si mesmos e em seu próprio
trabalho espiritual, o que é maravilhoso. Ao se conhecerem, eles fizeram a escolha
correta. Outros não são adequados à personalidade. Por exemplo, a pessoa cujo
conselho procurado para os problemas externos da vida de um aluno é apática e diz
algo como "Supere isso", "Lide com isso" ou "Seu divórcio não é problema meu e não
deve afetá-lo espiritualmente, então anime-se e volte a trabalhar naqueles rituais que
lhe dei ”, provavelmente não é um bom candidato.

Portanto, antes de aspirar ao sacerdócio, pergunte-se por quê. Você realmente


deseja ajudar os outros (com conselhos e aconselhamento) em seu próprio caminho
(divórcios e tudo) ou está buscando o título e o poder? Não se trata de título e bons
sacerdotes não se deleitam com o brilho da justiça própria nem com a condenação dos
outros. Ser sacerdote não tem nada a ver com pregar a palavra de Satanás, por
assim dizer, porque Satanás pode ter palavras diferentes para cada um de nós para nos
ajudar em nossos caminhos individuais para uma gnose espiritual. Além disso, em uma
seita liderada por um padre apropriado, a tomada de decisão para todo o grupo é
freqüentemente feita depois que os adeptos (e às vezes iniciados) do grupo foram
consultados para suas contribuições. Portanto, os padres não têm, e não deveriam ter,
poder infinito sobre os outros sob sua responsabilidade.

Portanto, seja honesto consigo mesmo. É preciso muito mais do que um


profundo amor e reverência pelos Demônios para buscar o Sacerdócio Demonolatria.
Existem outras pessoas envolvidas que têm problemas, emoções e vidas reais para
enfrentar junto com seu próprio crescimento espiritual. O verdadeiro sacerdote entende
isso e ajudará os membros de seu grupo tanto quanto possível, mesmo que essa ajuda
ou conselho signifique dizer à pessoa para fazer uma pausa no ritual ou trabalho em
grupo para refletir e resolver os problemas externos (fora da demonolatria) da vida que
ela pode estar experimentando. Mesmo se um membro estiver ausente para se
concentrar em outras questões, o sacerdote irá verificar o membro para ver se ela está
bem. É por essa razão que os grupos tradicionais são extremamente cautelosos com
relação a quem eles escolhem aceitar para treinamento, quanto mais para ordenação.

Além disso, adorar os demônios e crescer espiritualmente não tem nada a ver
com títulos. Os títulos existem como ritos de passagem para reconhecer o trabalho e o
crescimento do indivíduo. Os sacerdotes existem apenas para liderar um grupo em um
ritual e mantê-lo unido, bem como ensinar os neófitos e guiar outros ao longo do
caminho espiritual individual.

Lembre-se também das Cortesias e de que estamos todos em pé de igualdade.


Não devemos usar nossos títulos para dominar os outros, ou nos gabar de que
qualquer título indica que uma pessoa é melhor ou mais especial do que outra.

Dito isso, eu não voltaria a incluir os exemplos de questionário do sacerdócio que


foram incluídos nas Lições de Demonolatria. Então percebi que isso era terrivelmente injusto
da minha parte. Por que eu deveria reter essa informação quando eu a compartilhei livremente
antes. Não servirá (a não ser para satisfazer a curiosidade) para aqueles que não pertencem a
um grupo ou que não aspiram ao sacerdócio.

Então me ocorreu que este livro será usado por membros de grupos que podem
querer esse tipo de informação porque aspiram ao sacerdócio. Portanto, repensei essa
decisão e a seguir estão os exemplos dos tipos de Questionários que o clero pode usar
para avaliar a prontidão de um membro para o treinamento do sacerdócio. Obviamente,
esses não são os mesmos questionários que os grupos usam. Eles são simplesmente
exemplos dos tipos de perguntas para as quais um candidato ao sacerdócio deve saber
as respostas (em muitos níveis). Quem sabe - talvez algumas das perguntas lhe dêem
algo para ponderar e, no processo, você possa ter uma compreensão profunda ou
profunda.

Exemplo de exame de qualificação para o sacerdócio assistente .

Quem é Aleister Crowley e com que ele contribuiu para a Demonolatria? O que a
Demonolatria contribuiu para ele?

Quantas famílias estão na hierarquia Dukanté?

Liste o propósito de cada família e explique por que eles são divididos em famílias.

Que tipo de religião é demonolatria e como ela difere do cristianismo - teologicamente?


Faça o seguinte: Construa um círculo, acenda uma vela roxa e medite sobre a chama
até que a vela se apague. O que este exercício lhe ensinou?

Liste as nove divindades demoníacas e suas relações umas com as outras, bem como
o raciocínio por trás do conceito das divindades.

Explique como as ferramentas rituais são consagradas e com que frequência um


sacerdote assistente de seita (ess) deve realizar essa tarefa.

Qual é o seu propósito principal para com os outros membros da seita como sacerdote assistente
(es)?

NOTAS DO PRESIDENTE DO PADRE (ESS)

O adepto pode construir um círculo e recitar os enns apropriados de memória?

O adepto pode realizar um ritual na ordem adequada? O adepto está familiarizado com
a Lei da Seita e ele exibe esse conhecimento?

Exemplo de exame de qualificação para o sacerdócio

Geralmente é um teste verbal. O sacerdote ou sacerdotisa deve administrar o exame


verbal. (Observação: as respostas a essas perguntas não podem ser encontradas em
nenhum texto e nenhum sacerdote ou sacerdotisa lhe dará as respostas - apenas as
ferramentas para obtê-las.)

Há quantos anos você é demonólatra praticante?

Há quantos anos você estuda ocultismo?

Por favor, liste as tradições que você estudou e acha que entende?

Defina a entidade Demoníaca e o conceito de divindade.

Se você fosse fazer um rito na ausência de um círculo ritual, o que aconteceria?

Rituais elaborados, como aqueles descritos no Grande Grimoire, Grimorium Verum,


Rituais Goéticos e outros, têm instruções específicas que devem ser seguidas
exatamente. Porque?

Por favor, leve o Demônio Delepitoré em consideração. Na hierarquia Dukanté, ela é a


Demônia da Magia e é membro da primeira família. O que isso nos diz sobre suas
correspondências elementares, horárias e planetárias?

Como funciona a magia / feitiçaria?

No rito de Dukanté para Ascender ao Plano Demoníaco, ele afirma que se deve viajar pelas
cavernas das trevas e enfrentar seus medos um por um e ascender ao plano Demoníaco.
Crowley fez um exercício semelhante. Como esse rito é feito e qual é o seu propósito?

Qual é o propósito do símbolo durante o ritual? O que os símbolos têm a ver com magia?
O que é um ritual / rito / ou cerimônia?

O que os demônios, uma flor e uma unha têm em comum?

Responda aos itens a seguir com explicações e / ou suas ideias. Cada uma é uma
mensagem real de que um demonólatra real foi dado por uma entidade demoníaca.

uma. Grandes súcubos caminham com a lua, o que está escondido revelará
segredos em breve. b. O plano que você busca não está longe de sua própria
existência.
c. Cada rito que você encontra tem algo errado com ele.

Liste os poderes da feitiçaria e explique como cada um se relaciona com o resto.

Liste as cortesias e sua importância.

Para cada direção elemental dê o (s) Demônio (s), o elemento, correspondências


planetárias e enn. Em seguida, explique com alguns detalhes como todos eles
funcionam juntos.

O que é um Enn e como funciona?

Quantas realizações espirituais você teve durante seu tempo como demonólatra?

Quanto tempo durou o seu ritual de dedicação e para quem você o fez? Você teve
alguma experiência espiritual durante ou após o rito?

O que ser demonólatra significou para você e mudou sua perspectiva? Se sim, como?

NOTAS DO PRESIDENTE DO PADRE (ESS)

O AP é capaz de conduzir cerimônias formais de memória?

O AP é capaz de construir um círculo com facilidade e fluidez e a capacidade de recitar os enns de

memória?

O AP fez psicologia básica e aulas de aconselhamento / intervenção?

O AP funciona bem com as pessoas?

A AP pode responder com eficácia a perguntas sobre assuntos espirituais para que as pessoas a
entendam?

O AP pode tirar o sangue de outra pessoa?

O AP pode assumir alunos e orientá-los de forma eficaz?


Pensamentos Finais

Depois de terminar de trabalhar neste livro e desejar explorar mais


profundamente as várias práticas da Demonolatria, existem livros por aí que discutem
tópicos mais específicos da Demonolatria.

Lembre-se das cortesias e que sua adoração aos Demônios lhe traga iluminação
e crescimento sempre. Naamah.

Receitas básicas oleum

Instruções para fazer bases e outros óleos .

O azeite de oliva virgem é usado com mais frequência porque tem muito pouco
aroma. Misture partes iguais (a menos que especificado) até que você tenha de uma a
três xícaras, dependendo da quantidade de óleo necessária. Adicione óleo suficiente
para fazer uma papa, aqueça em uma tigela em uma panela com água quente. Quando
começar a ferver, acrescente mais óleo. Ferva por dez minutos e passe por uma gaze.
Coloque em potes, adicione tintura de benjoim ou álcool 100 para preservação.
Óleo de base para oleos e pomadas

BASE favorita de Selinda


Azeite Virgem Puro
Salsinha
Raiz de aipo
Cinquefoil
Mandrágora
Papoula
Verbena
Patchouli
Tintura de Benjoim - quatro gotas por 2 drams

BASE # 1
Azeite Virgem Puro
Sândalo
Orris Root
Tomilho
Semente de papoula
Mirra
Incenso
Tintura de Benjoim - quatro gotas por 2 drams

BASE # 2
Azeite Virgem Puro
Cicuta (venenosa!)
Absinto
Cornsilks
Opcional: Fórmulas Colestrom
Tintura de Benjoim - quatro gotas por 2 drams

BASE # 3
Azeite Virgem Puro
Aipo Selvagem
Folhas de álamo
Sweet Birch
Tintura de Benjoim - quatro gotas por 2 drams

BASE # 4 (recomendado)

Azeite virgem puro


cinquefoil de
absinto
Aipo Selvagem
Folhas de choupo
(opcional) Fuligem (se
ungüento - opcional)
Tintura de Benjoim - quatro gotas por 2 drams

BASE DE INICIAÇÃO
Azeite Virgem Puro
Catnip Sândalo
Sândalo Olíbano
Mirra

Tintura de Benjoim - quatro gotas por 2 drams


Tintura de Benjoim
1 parte de Benjoim finamente moído
3 partes de álcool

Oleum de Rosier
Base
Cinnimon
Cravo
Ruivo
Lavanda
Rosas
Sangue de dragão
Cardamomo

Oleum de Leviathan
Base
Cálamo
Sal marinho solar moído
1 colher de chá de chuva / água do rio

Oleum de Verrine
Base
Bayberry
Mullberry
Sangue de dragão
Cânfora

Oleum de Lúcifer

Base
Papoula
Limão
Alum - só uma pitada
Mostarda preta

Oleum de Belial
Base
Vetivert
Patchouli
Sândalo
Cedro

Oleum de Flereous
Base
Rue
Arnica
Sangue de dragão

Oleum de Belphegore
Base
Patchouli
Erva-cidreira
Sândalo
Chiclete arabico
Peste Tezriana
Uma xícara de
suco de azeitona
1 colher de chá de azeite (opcional)
3 tipos de plantas perfumadas de sua escolha (eu uso rosas, lavanda e
gladíola) 1/2 xícara de álcool

Quadrados de papel preto para grandes rituais . Esses quadrados de pergaminho são
usados para escrever pedidos e depois queimados. Diversão para toda a Seita!

2x2 quadrados de
pergaminho para
controle de óleo
derretido cera preta

Faça o controle do óleo embebendo Cálamo e Cicuta em azeite de oliva,


conforme a receita pede. Guarde em local fresco e escuro por três semanas.

Coloque quadrados de pergaminho (quantos forem necessários) no controle do óleo. Aqueça


o forno para baixo

assar. Coloque os quadrados em assadeiras. Asse por 5 minutos e deixe esfriar. Mergulhe um
de cada vez na cera quente usando uma pinça. Deixe esfriar até a cera endurecer. Guarde em
uma caixa para ser colocada no altar.
Bibliografia &
Leitura sugerida
Ashley, Leonard RN, The Complete Book of Devils and Demons 1996 Barricade Books,
Nova York

Ashwin, EA; Tradutor, Compendium Maleficarum 1988 Dover Publications, Nova York

Barrett, Francis, The Magus 1989 Citadel Press, Nova York

Baskin, Wade, Satanism 1991 Carol Publishing Group, Nova York

Bardon, Franz Initiation Into Hermetics

Budge, EA Wallace, O Livro Egípcio dos Mortos

Connolly, S. Art of Creative Magick, The , 2005 DB Publishing.

Connolly, S. (Editor, Vários Autores) Demonolatry Rites , 2005, DB Publishing

Connolly, S. Lessons in Demonolatry , 2005 DB Publishing

Connolly, S. Modern Demonolatry , First Printing 1999 Darkerwood Publishing Group,


Second Printing 2005, DB Publishing.

Dukanté, Richard, The Dukanté Grimoires não publicado

Freke & Gandy, The Hermetica: Lost Wisdom of the Pharoahs

Guiley, Rosemary Ellen The Encyclopedia of Witches and Witchcraft 1989 Facts on File,
Nova York

Hermes Trismegistus, The Hermetica

Hyatt, Victoria & Charles, Joseph W. O Livro dos Demônios 1974 Simon and Schuster, Nova York

Joseph, Isya Devil Worship 1997 Kessinger Publishing Co., Montana, EUA

Kieckhefer, Richard Forbidden Rites 1997 Pennsylvania State University Press, PA

Kohl, Benjamin G. e Midelfort, HC Erik Editors On Witchcraft; uma tradução resumida do


De Praestigiis Daemonum 1998 Pegasus Press de Johan Weyer , Carolina do Norte

LaVey, Anton Szandor The Satanic Bible 1969 Avon Books, Nova York

LaVey, Anton Szandor The Satanic Rituals 1972 Avon Books, Nova York

Marwick, Max; Editora Witchcraft & Sorcery 1987 Penguin Books, Nova York
Mathers, SL MacGregor The Key of Solomon the King: Clavicula Salomonis , 1992 Samuel
Weiser, York Beach, ME

Mathers, SL MacGregor; Tradutor The Goetia : The Lesser Key of Solomon 1997 Samuel
Weiser, York Beach Maine

Mathers, SL MacGregor; Tradutor O Grimório de Armadel 1998 Samuel Weiser, York


Beach, ME

Parker, John At the Heart of Darkness 1993 Citadel Press, Nova York

Paulsen, Kathryn Magic & Witchcraft 1980 Penguin Books, Nova York

Purswell, Ellen Goetic Demonolatry de 2005 DB Publishing.

Purswell, Grant The Purswell Family Grimórios não publicados

Remy, Nicolas Demonolatry 1930 John Rodker, Londres

Seleneicthon Daemonic Magick 1994 Mi-World Publishing, Flórida

Seleneicthon Gods, Spirits, Daemons 1994 Mi-World Publishing, Flórida

Spence, Lewis An Encyclopedia of Occultism 1993 Citidel Press, Nova York

Summers, Montague The History of Witchcraft 1993 Carol Publishing Group, New Jersey

Summers, Montague; Tradutor The Malleus Maleficarum 1971 Dover Publications, Nova York

Waite, Arthur Edward O Livro de Magia Negra 1991 Samuel Weiser, York Beach, Maine

Whitcomb, Bill The Magician's Companion 1993 Llewellyn Publications, St. Paul MN

Willit, Alexander The Willit Family Grimórios não publicado

OUTROS:

Grimoirium Verum 1997 Trident Books, Seattle, Washington

The Grand Grimoire 1996 Trident Books / Ars Obscura, Seattle, Washington

Dr. Faustus , Christopher Marlowe, 1604.

A Divina Comédia - Dante Algeheri, 1300.


OUTROS LIVROS DA DB Publishing
Livros de demonólatras para demonólatras ™

Abismo: Hinos de Demonolatria para Rituais e Meditação


Arte da Magia Criativa
Livro Completo de Demonolatria
Ritos de Demonolatria
Demonolatria Goética
Honrando a Morte
Meditation Journal
Ritus Record Libri
Manual do clero satânico
Rito Kasdeya de Ba'al

Para ver uma lista completa de nossos títulos e autores, visite nossa Loja Online em:
http: //www.ofs- demonolatry.org/bookstore.htm

Ou visite as páginas da nossa loja Lulu em:

Página 1 - http://www.lulu.com/demonolatry/
Página 2 - http://www.lulu.com/demonolatry2/

Você também pode nos contatar diretamente para obter descontos em grandes
quantidades, distribuição para pequenas livrarias ou solicitar nossos títulos com ordem
de pagamento, escrevendo para ofs.admin@gmail.com .

1 Impresso aqui com a permissão de Selinda T. Dukanté.


2 As nove divindades demoníacas apareceram pela primeira vez em 1312 no Livro Negro de Thoman Buchan de
acordo com a Família Delaney Grimoire.
3 Este diretório foi publicado pela primeira vez por S. Connolly eletronicamente em Tezrian's Vault Demonolatry www.Demonolatry.com
4 Da família Willit Grimoire por volta de 1648.
5 Da família Delaney Grimoire por volta de 1519.
6 Consulte a seção de invocação para ver o diagrama.
7 Livro 3, página 67.
8 Da família Willit Grimoire por volta de 1648.
9 A Quinta Família Referindo-se à Hierarquia Dukanté Grimoire.

10 Algumas seitas optam por 'cortar' o sigilo na carne para produzir uma cicatriz mais clara. O problema com este
método é que o sigilo deve ser refeito de vez em quando para que a marca não desapareça. Alguns demonólatras
corrigiram a situação por completo, tatuando o sigilo apropriado na coxa esquerda.
11 Muitas vezes é mal interpretado que a vela da unidade é um conceito cristão. A prática data dos primeiros rituais
pagãos e atualmente é usada em muitas religiões e culturas diferentes durante as cerimônias de casamento. A
chama representa a eternidade e o elemento fogo rege a emoção e o amor. Daí seu simbolismo apropriado durante a
união de duas pessoas.
12 Na maioria das vezes, a direção voltada para o altar depende do Demônio presidindo o rito. Deixando isso de
lado, a direção tradicional para o altar ficar voltado para o leste. No rito do casamento, o altar está voltado para o
norte para significar a nova vida que os noivos começarão juntos.
13 Impresso pela primeira vez como “Do Livro do Fogo: Uma Galeria de Maldições e Outros Funcionamentos”, transcrito e editado por
S. Connolly.
14 Uma variação dessa maldição aparece em Mastering Witchcraft, de Paul Huson.

Você também pode gostar