Você está na página 1de 66

Simuladão

Simuladão
completo

Mais de

130
exercícios
do ENEM
caem nas provas
Temas que mais

Língua Portuguesa
Matemática
Geografia
Física

Inspire-se! Redação nota máxima do Enem


Conheça nossa mega edição de
estudos e se prepare para o Enem!
" Você é mais
corajoso do que
acredita, mais
forte do que parece
e mais inteligente
do que pensa."
A.A Milne

Enem- Português e Redação Ed. 04 | 7.908.182.016.952

3
Língua Portuguesa
01 - Enem 2019 Q43 Cad Azul 1SA R:E 02 - Enem 2019 Q11 Cad Azul 1SA R:E

Você vende uma casa, depois de ter mora-


do nela durante anos; você a conhece neces-
sariamente melhor do que qualquer compra-
dor possível. Mas a justiça é, então, informar o
eventual comprador acerca de qualquer de-
feito, aparente ou não, que possa existir nela,
e mesmo, embora a lei não obrigue a tanto,
acerca de algum problema com a vizinhança.
E, sem dúvida, nem todos nós fazemos isso,
nem sempre, nem completamente.
Mas quem não vê que seria justo fazê-lo e
que somos injustos não o fazendo? A lei pode
ordenar essa informação ou ignorar o proble-
ma, conforme os casos; mas a justiça sempre
manda fazê-lo.
Dir-se-á que seria difícil, com tais exigên-
cias, ou pouco vantajoso, vender casas... Pode
ser. Mas onde se viu a justiça ser fácil ou van-
tajosa? Só o é para quem a recebe ou dela se Disponível em: http://jconlineinteratividade.ne10.uol.com.br.
Acesso em: 17 set. 2015.
beneficia, e melhor para ele; mas só é uma
virtude em quem a pratica ou a faz. Ao relacionar o problema da seca à inclu-
Devemos então renunciar nosso próprio são digital, essa charge faz uma crítica a res-
interesse? Claro que não. Mas devemos sub- peito da
metê-lo à justiça, e não o contrário. Senão?
Senão, contente-se com ser rico e não tente A - dificuldade na distribuição de computado-
ainda por cima ser justo. res nas áreas rurais.
COMTE-SPONVILLE, A. Pequeno tratado das grandes virtudes.
São Paulo: Martins Fontes, 1995
B - capacidade das tecnologias em aproximar
realidades distantes.
No processo de convencimento do leitor, o C - possibilidade de uso do computador como
autor desse texto defende a ideia de que: solução de problemas sociais.
D - ausência de políticas públicas para o aces-
A - o interesse do outro deve se sobrepor ao
so da população a computadores.
interesse pessoal.
E - escolha das prioridades no atendimento às
B - a atividade comercial lucrativa é incompa-
reais necessidades da população.
tível com a justiça.
C - a criação de leis se pauta por princípios de
justiça.
D - o impulso para a justiça é inerente ao ho-
mem.
E - a prática da justiça pressupõe o bem comum.

4 EdiCase
E iCase Publicações
03 - Enem 2019 Q37 Cad Azul 1SA R:B 04 - Enem 2019 Q26 Cad Azul 1SA R:D

Prezada senhorita, Um ponto interessante do marco civil da in-


ternet, segundo Marília Maciel, pesquisadora
Tenho a honra de comunicar a V. S. que re- do Centro de Tecnologia e Sociedade da Fun-
solvi, de acordo com o que foi conversado com dação Getúlio Vargas (CTS/FGV), é o que tra-
seu ilustre progenitor, o tabelião juramenta- ta da garantia do princípio da neutralidade de
do Francisco Guedes, estabelecido à Rua da rede. “Isso quer dizer que, se eu compro um pa-
Praia, número 632, dar por encerrados nossos cote de um mega ou de cinco megas de inter-
entendimentos de noivado. Como passei a ser net, o uso que eu vou fazer desses meus megas
o contabilista-chefe dos Armazéns Penalva, de velocidade depende das minhas escolhas.
conceituada firma desta praça, não me res- Não é o operador que vai dizer o que eu pos-
tará, em face dos novos e pesados encargos, so acessar. Eu comprei tantos megas e posso
tempo útil para os deveres conjugais. acessar texto, vídeo ou fazer um curso de en-
Outrossim, participo que vou continuar tra- sino a distância on-line”.O novo texto assegura
balhando no varejo da mancebia, como vinha que o usuário vai poder continuar a contratar
fazendo desde que me formei em contabili- pacotes de velocidades diferentes, mas, den-
dade em 17 de maio de 1932, em solenidade tro daquela velocidade escolhida, ele poderá
presidida pelo Exmo. Sr. Presidente do Estado acessar qualquer tipo de aplicativo na internet.
e outras autoridades civis e militares, bem as- GANDRA, A. Disponível em: www.ebc.com.br.
Acesso em: 20 nov. 2013 (adaptado).
sim como representantes da Associação dos
Varejistas e da Sociedade Cultural e Recreati- Com o aprimoramento dos recursos tec-
va José de Alencar. nológicos, a circulação de informações e seus
Sem mais, creia-me de V. S. patrício e ad- usos têm reconfigurado os mais diversos se-
mirador, tores da sociedade. O texto trata da legislação
Sabugosa de Castro que regulamenta o uso da internet, criando a
CARVALHO, J. C. Amor de contabilista. In: Porque Lulu Bergatim seguinte expectativa para o usuário brasileiro:
não atravessou o Rubicon. Rio de Janeiro: José Olympio, 1971.

A exploração da variação linguística é um A - Proibição do corte do acesso pelo uso ex-


elemento que pode provocar situações cômi- cessivo.
cas. Nesse texto, o tom de humor decorre da B - Aumento da capacidade da rede.
incompatibilidade entre C - Mudança no perfil do internauta.
D - Promoção do acesso irrestrito.
A - o objetivo de informar e a escolha do gê- E - Garantia de conexão a baixo custo.
nero textual.
B - a linguagem empregada e os papéis so-
ciais dos interlocutores.
C - o emprego de expressões antigas e a te-
mática desenvolvida no texto.
D - as formas de tratamento utilizadas e as
exigências estruturais da carta.
E - o rigor quanto aos aspectos formais do
texto e a profissão do remetente.

Enem | Português e Redação


En Red çã 5
Redação
nota máxima
Tema "Democratização do acesso ao
cinema no Brasil"

2ҕOPH¤¥&LQH+ROO\ZRRG¥¥QDUUDDFKHJDGDGDSULPHLUDVDODGHFLQH-
PDQDFLGDGHGH&UDWRLQWHULRUGR&HDUi1DREUDRVPRUDGRUHVGRDWp
HQWmRYLODUHMRQRUGHVWLQRWrPVXDVYLGDVPRGLҕFDGDVSHODPRGHUQLGDGH
TXHQDTXHOHFRQWH[WRVHWUDGX]LDQDH[LELomRGHREUDVFLQHPDWRJUiҕ-
FDV'HPDQHLUDDQiORJDjKLVWyULDҕFWtFLDDTXHVWmRGDGHPRFUDWL]D-
omRGRDFHVVRDRFLQHPDQR%UDVLODLQGDHQIUHQWDSUREOHPDVQRTXH
GL]UHVSHLWRjH[FOXVmRGDSDUFHODVRFLDOPHQWHYXOQHUiYHOGDVRFLHGDGH
$VVLPpOtFLWRDҕUPDUTXHDSRVWXUDGR(VWDGRHPUHODomRjFXOWXUDHD
QHJOLJrQFLDGHSDUWHGDVHPSUHVDVTXHWUDEDOKDPFRPD¤¥VpWLPDDUWH¥¥
FRQWULEXHPSDUDDSHUSHWXDomRGHVVHFHQiULRQHJDWLYR
(PSULPHLURSODQRHYLGHQFLDVHSRUSDUWHGR(VWDGRDDXVrQFLDGH
SROtWLFDV S~EOLFDV VXҕFLHQWHPHQWH HIHWLYDV SDUD GHPRFUDWL]DU R DFHVVR
DRFLQHPDQRSDtV(VVDOyJLFDpFRPSURYDGDSHORSDSHOSDVVLYRTXHR
0LQLVWpULRGD&XOWXUDH[HUFHQDDGPLQLVWUDomRGRSDtV,QVWLWXtGRSDUDVH
UXPyUJmRTXHSURPRYDDDSUR[LPDomRGHEUDVLOHLURVDEHQVFXOWXUDLVWDO
PLQLVWpULRLJQRUDDo}HVTXHSRGHULDPSRWHQFLDOPHQWHIRPHQWDURFRQ-
WDWRGHFODVVHVSRXFRSULYLOHJLDGDVDRPXQGRGRVҕOPHVFRPRDGLVWUL-

6 EdiCase
EdiC
d Case
diC sse Publicações
Publ
Pub
b icaç
ccaç
aççõe
ções
õess
õe
EXLomRGHLQJUHVVRVHPLQVWLWXLo}HVS~EOLFDVGHHQVLQREiVLFRHSDVVHLRV
HVFRODUHVDVDODVGHFLQHPD'HVVHPRGRR*RYHUQRDWXDFRPRDJHQWH
SHUSHWXDGRU GR SURFHVVR GH H[FOXVmR GD SRSXODomR PDLV SREUH D HVVH
WLSRGHHQWUHWHQLPHQWR/RJRpVXEVWDQFLDODPXGDQoDGHVVHTXDGUR
2XWURVVLPpLPSHUDWLYRSRQWXDUTXHDQHJOLJrQFLDGHHPSUHVDVGR
VHWRUFRPRSURGXWRUDVGLVWULEXLGRUDVGHҕOPHVHFLQHPDVWDPEpP
FRODERUD SDUD D GLҕFXOGDGH HP GHPRFUDWL]DU R DFHVVR DR FLQHPD QR
%UDVLO ,VVR GHFRUUH SULQFLSDOPHQWH GD SRVWXUD FDSLWDOLVWD GH JUDQGH
SDUWHGRHPSUHVDULDGRGHVVHVHJPHQWRTXHSULRUL]DRVJDQKRVҕQDQ-
FHLURV HP GHWULPHQWR GR LPSDFWR FXOWXUDO TXH R FLQHPD SRGH H[HUFHU
VREUH XPD FRPXQLGDGH 1HVVH VHQWLGR Ki GH IDWR XPD YLVmR HOLWLVWD
DGYLQGDGRVGRQRVGHVDODVGHH[LELomRTXHPXLWDVYH]HVSUHFLҕFDP
LQJUHVVRV FRP YDORUHV DFLPD GR TXH FODVVHV SRSXODUHV SRGHP SDJDU
&RQVHTXHQWHPHQWHDSRSXODomRGHEDL[DUHQGDҕFDLPSHGLGDGHIUH-
TXHQWDUHVVHVHVSDoRV
e QHFHVViULR SRUWDQWR TXH PHGLGDV VHMDP WRPDGDV SDUD IDFLOLWDU R
DFHVVRGHPRFUiWLFRDRFLQHPDQRSDtV3RVWRLVVRR0LQLVWpULRGD&XO-
WXUDGHYHSRUPHLRGHXPDPSORGHEDWHHQWUH(VWDGRVRFLHGDGHFLYLO
$JrQFLD1DFLRQDOGH&LQHPD $1&,1( HSURҕVVLRQDLVGDiUHDODQoDU
XP 3ODQR 1DFLRQDO GH 'HPRFUDWL]DomR DR &LQHPD QR %UDVLO D ҕP GH
ID]HUFRPTXHRPDLRUQ~PHURSRVVtYHOGHEUDVLOHLURVSRVVDGHVIUXWDUGR
XQLYHUVRGRVҕOPHV7DOSODQRGHYHUiIRFDUSULQFLSDOPHQWHHPGHVWLQDU
FHUWRSHUFHQWXDOGHLQJUHVVRVSDUDSHVVRDVGHEDL[DUHQGDHHVWXGDQWHV
GHHVFRODVS~EOLFDV$GHPDLVR*RYHUQR)HGHUDOGHYHWDPEpPPHGLDQWH
RIHUHFLPHQWRGHLQFHQWLYRVҕVFDLVLQFHQWLYDURVFLQHPDVDUHGX]LUHPR
FXVWRGHVHXVLQJUHVVRV'HVVDPDQHLUDDVLWXDomRYLYHQFLDGDHP¤¥&LQH
+ROO\ZRRG¥¥SRGHUiVHUYLVXDOL]DGDQDUHDOLGDGHGHPDLVEUDVLOHLURV

En
Enem
Ene
ne | Por
Português
rtugu
tug
ug
uguês
ês e Redação
Red
Redação
açã
ção 7
Matemática
01 - Enem 2019 Q136 Cad Amarelo 2SA R:E consumo máximo de sal de cozinha (cloreto
de sódio) não deve ultrapassar 6 g diárias ou
O boliche é um esporte cujo objetivo é der- 2,4 g de sódio, considerando que o sal de co-
rubar, com uma bola, uma série de pinos ali- zinha é composto por 40% de sódio e 60% de
nhados em uma pista. A professora de mate- cloro.
mática organizou um jogo de boliche em que Disponível em: http://depoisdos25.com.
Acesso em: 31 jul. 2012 (adaptado).
os pinos são garrafas que possuem rótulos
com números, conforme mostra o esquema. Considere uma pessoa saudável que, no
decorrer de 30 dias, consuma 450 g de sal de
cozinha. O seu consumo médio diário excede
ao consumo máximo recomendado diaria-
mente em

A - 150%
B - 250%
C - 275%
D - 525%
O aluno marca pontos de acordo com a
E - 625%
soma das quantidades expressas nos rótulos
das garrafas que são derrubadas. Se dois ou
03 - Enem 2019 Q140 Cad Amarelo 2SA R:D
mais rótulos representam a mesma quan-
tidade, apenas um deles entra na contagem
Uma pessoa comprou um aparelho sem fio
dos pontos. Um aluno marcou 7,55 pontos em
para transmitir músicas a partir do seu com-
uma jogada. Uma das garrafas que ele derru-
putador para o rádio de seu quarto. Esse apa-
bou tinha o rótulo 6,8.
relho possui quatro chaves seletoras e cada
A quantidade máxima de garrafas que ele
uma pode estar na posição 0 ou 1. Cada esco-
derrubou para obter essa pontuação é igual a
lha das posições dessas chaves corresponde a
uma frequência diferente de transmissão.
A - 2.
A quantidade de frequências diferentes
B - 3.
que esse aparelho pode transmitir é determi-
C - 4. nada por
D - 5.
E - 6. A - 6.
B - 8.
02 - Enem 2019 Q139 Cad Amarelo 2SA R:A
C - 12.
D - 16.
A ingestão de sódio no Brasil, que já é nor-
E - 24.
malmente alta, tende a atingir os mais ele-
vados índices no inverno, quando cresce o
04 - Enem 2019 Q144 Cad Amarelo 2SA R:C
consumo de alimentos calóricos e condimen-
tados. Mas, o sal não é um vilão, ele pode e
Alguns modelos de rádios automotivos es-
deve ser consumido diariamente, salvo algu-
tão protegidos por um código de segurança.
mas restrições. Para uma pessoa saudável, o

8 EdiCase Publicações
Publicaçõ
u õ
Para ativar o sistema de áudio, deve-se digitar • loja 5: 15% de desconto, que equivale a R$
o código secreto composto por quatro algaris- 690,00, sem custo de frete.
mos. No primeiro caso de erro na digitação, a O produto foi comprado na loja que apre-
pessoa deve esperar 60 segundos para digitar o sentou o menor preço total.
código novamente. O tempo de espera duplica, O produto foi adquirido na loja

05 - Enem 2019 Q146 Cad Amarelo 2SA R:E A - 1.


B - 2.
A conta de telefone de uma loja foi, nes- C - 3.
se mês, de R$ 200,00. O valor da assinatura D - 4.
mensal, já incluso na conta, é de R$ 40,00, o E - 5.
qual dá direito a realizar uma quantidade ili-
mitada de ligações locais para telefones fixos.
As ligações para celulares são tarifadas se-
07 - Enem 2019 Q141 Cad Amarelo 2SA R:C
paradamente. Nessa loja, são feitas somen-
te ligações locais, tanto para telefones fixos
Um gerente decidiu fazer um estudo finan-
quanto para celulares. Para reduzir os custos,
ceiro da empresa onde trabalha analisando as
o gerente planeja, para o próximo mês, uma
receitas anuais dos três últimos anos. Tais re-
conta de telefone com valor de R$ 80,00.
ceitas são apresentadas no quadro.
Para que esse planejamento se cumpra, a
redução percentual com gastos em ligações
para celulares nessa loja deverá ser de Ano Receita (bilhão de reais)
I 2,2
A - 25% II 4,2
B - 40% III 7,4
C - 50%
D - 60% Estes dados serão utilizados para projetar
E - 75% a receita mínima esperada para o ano atual
(ano IV), pois a receita esperada para o ano IV
é obtida em função das variações das receitas
06 - Enem 2019 Q148 Cad Amarelo 2SA R:A anuais anteriores, utilizando a seguinte regra:
a variação do ano IV para o ano III será igual à
Deseja-se comprar determinado produto variação do ano III para o II adicionada à mé-
e, após uma pesquisa de preços, o produto foi dia aritmética entre essa variação e a variação
encontrado em 5 lojas diferentes, a preços va- do ano II para o I.
riados. O valor da receita mínima esperada, em bi-
• loja 1: 20% de desconto, que equivale a lhão de reais, será de
R$ 720,00, mais R$ 70,00 de frete;
• loja 2: 20% de desconto, que equivale a A - 10,0.
R$ 740,00, mais R$ 50,00 de frete; B - 12,0.
C - 13,2.
• loja 3: 20% de desconto, que equivale a
R$ 760,00, mais R$ 80,00 de frete; D - 16,8.
E - 20,6.
• loja 4: 15% de desconto, que equivale a
R$ 710,00, mais R$ 10,00 de frete;

Enem | Português
uguê
ê e Redação
Re
R aç 9
Geografia
01 - Enem 2019 Q78 Cad Azul 1SA R:B A - base da pirâmide etária.
B - alcance da fronteira de recursos.
Estima-se que no Brasil mais de 20% C - degradação da qualidade de vida.
da população tenha algum tipo de difi- D - sustentabilidade da matriz energética.
culdade de locomoção, seja por defici- E - exploração do trabalho humano.
ência física, motora, sensorial ou mesmo
por uma condição específica transitória. 03 - Enem 2019 Q58 Cad Azul 1SA R:E
Para que essa parcela da população exer-
ça plenamente o seu direito constitucional Imagem Mapa
de ir e vir, os sistemas de transporte têm
de apresentar características adequadas
de acessibilidade, dentro dos conceitos do
desenho universal.
IPEA. Políticas de melhoria das condições de acessibilidade do
transporte urbano no Brasil. Rio de Janeiro: Ipea, 2015.

No meio urbano, o atendimento da pro-


posta de inclusão social apresentada no texto
demanda um conjunto de intervenções técni-
cas que promovam o(a)

ATLAS GEOGRÁFICO. Rio de Janeiro: IBGE, 1986. Disponível em:


A - ocupação de áreas periféricas. www.ibge.gov.br.Acesso em: 16 ago. 2014 (adaptado).
B - democratização do espaço público.
C - alargamento da malha de rodovias. A partida final da Copa do Mundo de 2014
D - monitoramento de fluxos populacionais. aconteceu no dia 13 de julho, às 16 horas, na
cidade do Rio de Janeiro. Considerando o ho-
E - expansão de sistemas de comunicação.
rário de verão em Berlim, de 1 hora, os teles-
pectadores alemães assistiram ao apito inicial
02 - Enem 2019 Q86 Cad Azul 1SA R:C do juiz às

O progresso A - 11 horas.
B - 12 horas.
Eu queria não ver todo o verde da terra mor- C - 19 horas.
rendo D - 20 horas.
E das águas dos rios os peixes desaparecendo E - 21 horas.
Eu queria gritar que esse tal de ouro negro
Não passa de um negro veneno 04 - Enem 2019 Q63 Cad Azul 1SA R:C
E sabemos que por tudo isso vivemos bem
menos. TEXTO I
ROBERTO CARLOS; ERASMO CARLOS. Roberto Carlos.
Rio de Janeiro: CBS, 1976 (fragmento).
A adesão da Alemanha à Otan
O trecho da letra da canção avalia o uso de
combustíveis fósseis com base em sua poten- A adesão da Alemanha Ocidental à Orga-
cial contribuição para aumentar o(a)

10 EdiCase
diC Publicações
nização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) de correntes de ar (vento). Dessa forma, o ar
há 50 anos teve como pano de fundo o con- frio próximo ao solo não sobe porque é o mais
flito entre o Ocidente e o Leste da Europa e o denso, e o ar quente que lhe está por cima não
projeto da integração europeia. A adesão da desce porque é o menos denso. Nas grandes
República Federal da Alemanha foi um pas- cidades, esse fenômeno tende a se agravar,
so importante para a reconstrução do país no uma vez que a expressiva concentração de
pós-guerra e abriu o caminho para a Alema- indústrias e automóveis intensifica o lança-
nha desempenhar um papel relevante na de- mento de poluentes e material particulado
fesa da Europa Ocidental durante a Guerra Fria. na atmosfera, o que torna o ar mais impuro e,
HAFTENDORN, H. A adesão da Alemanha à Otan: 50 anos depois. por conseguinte, contribui para o aumento de
Disponível em: www.nato.int. Acesso em: 5 out. 2015 (adaptado). casos de irritação nos olhos e doenças respi-
ratórias.
TEXTO II AYOADE, J. O. Introdução à climatologia para os trópicos.
Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996 (adaptado).

Otan discute medidas para deter os Agravado pela ação antrópica, o fenôme-
jihadistasno Iraque e na Síria no atmosférico descrito no texto é o(a)

O regime de terror imposto pelos islamitas A - efeito estufa.


radicais no Oriente Médio alarma a Otan tanto B - ilha de calor.
ou mais que a Rússia, ainda que a estratégia C - inversão térmica.
para detê-los ainda seja difusa. O avanço do
D - ciclone tropical.
chamado Estado Islâmico, que instalou um
E - chuva orográfica.
califado repressor em zonas do Iraque e da
Síria, comandou boa parte das reuniões bila-
terais que mantiveram os líderes da organiza-
ção atlântica no País de Gales. 06 - Enem 2019 Q77 Cad Azul 1SA R:D
ABELLÁN, L. Otan discute medidas para deter os jihadistas no
Iraque e na Síria. Disponível em: http://brasil.elpais.com. O consumo da habitação, em especial
Acesso em: 5 out. 2015.
aquela dotada de atributos especiais no es-
As diferentes estratégias da Otan, de- paço urbano, contribui para o entendimento
monstradas nos textos, são resultantes das do fenômeno, pois certas áreastornam-se al-
transformações na vos de operações comerciais de prestígio com
a produção e/ou a renovação de construções,
A - composição dos países-membros. diferente de outras porções da cidade, dota-
B - localização das bases militares. das de menor infraestrutura.
C - conformação do cenário geopolítico. SANTOS, A. R. O consumo da habitação de luxo no
espaço urbano parisiense. Confins, n. 23, 2015 (adaptado).
D - distribuição de recursos naturais.
E - destinação dos investimentos financeiros. O conceito que define o processo descrito
denomina-se
05 - Enem 2019 Q84 Cad Azul 1SA R:C
A - escala cartográfica.
Particularmente nos dias de inverno, pode B - conurbação metropolitana.
ocorrer um rápido resfriamento do solo ou C - território nacional.
um rápido aquecimento das camadas atmos- D - especulação imobiliária.
féricas superiores. O ar quente fica por cima E - paisagem natural.
da camada de ar frio, passando a funcionar
como um bloqueio, o que impede a formação

Enem | Português e Redação


aç 11
Física
01 - Enem 2019 Q91 Cad Amar 2SA R:C
Imagem
Astrônomos medem a velocidade de afas-
tamento de galáxias distantes pela detecção
da luz emitida por esses sistemas. A lei de Hub-
ble afirma que a velocidade de afastamento
de uma galáxia (em km/s) é proporcional à sua
distância até a Terra, medida em megaparsec
(Mpc). Nessa lei, a constante de proporciona-
lidade é a constante de Hubble (h0) e seu valor CAPElETTI, l. B. et al. Tailored Silica – Antibiotic Nanoparticles:
mais aceito é de 72 km/s. O parsec (pc) é uma Overcoming Bacterial Resistance with low Cytotoxicity.
Langmuir, n. 30, 2014 (adaptado).
Mpc
unidade de distância utilizada em astronomia A interação entre a superfície da nanopar-
que vale aproximadamente 3 × 1016 m. Obser- tícula e o lipopolissacarídeo ocorre por uma
vações astronômicas determinaram que a ve- ligação
locidade de afastamento de uma determinada
galáxia é de 1 440 km/s . A - de hidrogênio.
Utilizando a lei de Hubble, pode-se concluir B - hidrofóbica.
que a distância até essa galáxia, medida em km, C - dissulfeto.
é igual a: D - metálica.
E - iônica.
A - 20 × 100
B - 20 × 106 03 - Enem 2019 Q94 Cad Amar 2SA R:D
C - 6 × 1020
D - 6 × 1023 Antes da geração do céu, teremos que re-
E - 6 × 1026 ver a natureza do fogo, do ar, da água e da
terra.
02 - Enem 2019 Q93 Cad Amar 2SA R:A Primeiro, em relação àquilo a que chama-
mos água, quando congela, parece-nos es-
Nanopartículas de sílica recobertas com tar a olhar para algo que se tornou pedra ou
antibióticos foram desenvolvidas com suces- terra, mas quando derrete e se dispersa, esta
so como material bactericida, pois são efica- torna-se bafoe ar; o ar, quando é queimado,
zes contra bactérias sensíveis e resistentes, torna-se fogo; e, inversamente, o fogo, quan-
sem citotoxicidade significativa a células de do se contrai e se extingue, regressa à forma
mamíferos. As nanopartículas livres de anti- do ar; o ar, novamente concentrado e contra-
bióticos também foram capazes de matar as ído, torna-se nuvem e nevoeiro, mas, a partir
bactérias E. coli sensíveis e resistentes ao an- destes estados, se for ainda mais comprimi-
tibiótico estudado. Os autores sugerem que a do, torna-se água corrente, e de água torna-
interação entre os grupos hidroxil da superfí- -se novamente terra e pedras; e deste modo,
cie das nanopartículas e os lipopolissacaríde- como nos parece, dão geração uns aos outros
os da parede celular da bactéria desestabili- de forma cíclica.
zaria sua estrutura. PlATÃO, Timeu (c. 360 a.C.).

12 EdiCase Publicações
Buscando compreender a diversidade de
formas e substâncias que vemos no mundo, A - 3,7
diversas culturas da Antiguidade elaboraram B - 6,6
a noção de “quatro elementos” fundamen- C - 7,3
tais, que seriam terra, água, ar e fogo. Essa D - 25
visão de mundo prevaleceu até o início da Era E - 36
Moderna, quando foi suplantada diante das
descobertas da química e da física.
PlATÃO. Timeu-Crítias. Coimbra: CECh, 2011.

Do ponto de vista da ciência moderna, a 05 - Enem 2019 Q97 Cad Amar 2SA R:E
descrição dos “quatro elementos” feita por
Platão corresponde ao conceito de Em regiões desérticas, a obtenção de água
potável não pode depender apenas da pre-
A - partícula elementar. cipitação. Nesse sentido, portanto, sistemas
B - força fundamental. para dessalinização da água do mar têm sido
C - elemento químico. uma solução. Alguns desses sistemas con-
D - fase da matéria. sistem basicamente de duas câmaras (uma
E - lei da natureza. contendo água doce e outra contendo água
salgada) separadas por uma membrana se-
04 - Enem 2019 Q95 Cad Amar 2SA R:A mipermeável. Aplicando-se pressão na câ-
mara com água salgada, a água pura é for-
O vinagre é um produto alimentício resul- çada a passar através da membrana para a
tante da fermentação do vinho que, de acor- câmara contendo água doce.
do com a legislação nacional, deve apresentar O processo descrito para a purificação da
um teor mínimo de ácido acético (CH3COOH) água é denominado
de 4% (v/v). Uma empresa está desenvolven-
do um kit para que a inspeção sanitária seja A - filtração.
capaz de determinar se alíquotas de 1 mL de B - adsorção.
amostras de vinagre estão de acordo com a C - destilação.
legislação. Esse kit é composto por uma am- D - troca iônica.
pola que contém uma solução aquosa de
E - osmose reversa.
Ca(OH)2 0,1 mol/L e um indicador que faz com
que a solução fique cor-de-rosa, se estiver
básica, e incolor, se estiver neutra ou ácida.
Considere a densidade do ácido acético igual
a 1,10 g/cm3 , a massa molar do ácido acético
igual a 60 g/mol e a massa molar do hidróxido
de cálcio igual a 74 g/mol .
Qual é o valor mais próximo para o volume
de solução de Ca(OH)2, em mL, que deve estar
contido em cada ampola do kit para garantir
a determinação da regularidade da amostra
testada?

Enem | Português e Redação 13


Gabarito

Língua Portuguesa
1 E 2 E 3 B 4 D

Matemática
1 E 2 A 3 D 4 C 5 E 6 A 7 C

Geografia
1 B 2 C 3 E 4 C 5 C 6 D

Física
1 C 2 A 3 D 4 A 5 E
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 15
16 EdiCase Publicações
Chutômetro
Enem

Enem | SIMULADÃO COMPLETO 17


18 EdiCase Publicações
Questões

Enem | SIMULADÃO COMPLETO 19


20 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 21
22 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 23
24 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 25
26 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 27
28 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 29
30 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 31
32 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 33
34 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 35
36 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 37
38 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 39
40 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 41
42 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 43
44 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 45
46 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 47
48 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 49
50 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 51
52 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 53
54 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 55
56 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 57
58 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 59
60 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 61
62 EdiCase Publicações
Enem | SIMULADÃO COMPLETO 63
64 EdiCase Publicações

Você também pode gostar