Você está na página 1de 15

II SIMULADO PMPE 2018

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO

Não deixe de preencher as lacunas a seguir.

Nome

Nº de Identidade Órgão Expedidor UF Nº de Inscrição

Prédio Sala

POLÍCIA MILITAR DE PERNAMBUCO

ATENÇÃO

 Abra este Caderno, quando o Fiscal de Sala autorizar o início da Prova.


 Observe se o Caderno está completo. Ele deverá conter um total de 60 (sessenta) questões,
sendo 15 (quinze) de Português, 15 (quinze) de Direito, 10 (dez) de História de Pernambuco,
10 (dez) de Geografia de Pernambuco e 10 (dez) de Matemática.
 Se o Caderno estiver incompleto ou com algum defeito gráfico que lhe cause dúvidas, informe,
imediatamente, ao Fiscal.
 Uma vez dada a ordem de início da Prova, preencha, nos espaços apropriados, o seu Nome
completo, o Número do seu Documento de Identidade, a Unidade da Federação e o Número de
Inscrição.
 Para registrar as alternativas escolhidas nas questões da prova, você receberá um Cartão-
Resposta de Leitura Ótica. Verifique se o Número de Inscrição impresso no cartão coincide
com o seu Número de Inscrição.
 As bolhas do Cartão-Resposta para as questões de múltipla escolha devem ser preenchidas,
totalmente, com caneta esferográfica azul ou preta.
 Você dispõe de 4 horas para responder toda a Prova – já incluído o tempo destinado ao
preenchimento do Cartão-Resposta. O tempo de Prova está dosado, de modo a permitir fazê-la
com tranquilidade.
 Você só poderá retirar-se da sala 2 (duas) horas após o início da Prova.
 Preenchido o Cartão-Resposta, entregue-o ao Fiscal juntamente com este Caderno e deixe a
sala em silêncio.

BOA PROVA!
II SIMULADO PMPE

LÍNGUA PORTUGUESA
Atenção: As questões de números 1 a 10 referem-se ao texto que segue.
No coração do progresso
Há séculos a civilização ocidental vem correndo atrás de tudo o que classifica como progresso. Essa palavra
mágica aplica-se tanto à invenção do aeroplano ou à descoberta do DNA como à promoção do papai no novo
emprego. “Estou fazendo progressos”, diz a titia, quando enfim acerta a mão numa velha receita. Mas quero
chegar logo ao ponto, e convidar o leitor a refletir sobre o sentido dessa palavra, que sempre pareceu abrir todas
as portas para uma vida melhor.
Quando, muitos anos atrás, num daqueles documentários de cinema, via-se uma floresta sendo derrubada para
dar lugar a algum empreendimento, ninguém tinha dúvida em dizer ou pensar: é o progresso. Uma represa
monumental era progresso. Cada novo produto químico era um progresso. As coisas não mudaram tanto:
continuamos a usar indiscriminadamente a palavrinha mágica. Mas não deixaram de mudar um pouco: desde que
a Ecologia saiu das academias, divulgou-se, popularizou-se e tornou-se, efetivamente, um conjunto de iniciativas
em favor da preservação ambiental e da melhoria das condições da vida em nosso pequenino planeta.
Para isso, foi preciso determinar muito bem o sentido de progresso. Do ponto de vista material, considera-se
ganho humano apenas aquilo que concorre para equilibrar a ação transformadora do homem sobre a natureza e a
integridade da vida natural. Desenvolvimento, sim, mas sustentável: o adjetivo exprime uma condição, para
cercear as iniciativas predatórias. Cada novidade tecnológica há de ser investigada quanto a seus efeitos sobre o
homem e o meio em que vive. Cada intervenção na natureza há de adequar-se a um planejamento que considere
a qualidade e a extensão dos efeitos.
Em suma: já está ocorrendo, há algum tempo, uma avaliação ética e política de todas as formas de progresso
que afetam nossa relação com o mundo e, portanto, a qualidade da nossa vida. Não é pouco, mas ainda não é
suficiente. Aos cientistas, aos administradores, aos empresários, aos industriais e a todos nós – cidadãos comuns –
cabe a tarefa cotidiana de zelarmos por nossas ações que inflectem sobre qualquer aspecto da qualidade de vida.
A tarefa começa em nossa casa, em nossa cozinha e banheiro, em nosso quintal e jardim – e se estende à
preocupação com a rua, com o bairro, com a cidade.
“Meu coração não é maior do que o mundo”, dizia o poeta. Mas um mundo que merece a atenção do nosso
coração e da nossa inteligência é, certamente, melhor do que este em que estamos vivendo.
Não custa interrogar, a cada vez que alguém diz progresso, o sentido preciso – talvez oculto - da palavra
mágica empregada. (Alaor Adauto de Mello)
1. Centraliza-se, no texto, uma concepção de progresso, segundo a qual este deve ser:
A) equacionado como uma forma de equilíbrio entre as atividades humanas e o respeito ao mundo natural.
B) identificado como aprimoramento tecnológico que resulte em atividade economicamente viável.
C) caracterizado como uma atividade que redunde em maiores lucros para todos os indivíduos de uma
comunidade.
D) definido como um atributo da natureza que induz os homens a aproveitarem apenas o que é oferecido em sua
forma natural.
E) aceito como um processo civilizatório que implique melhor distribuição de renda entre todos os agentes dos
setores produtivos.
2. Considere as seguintes afirmações:
I. A banalização do uso da palavra progresso é uma consequência do fato de que a Ecologia deixou de ser um
assunto acadêmico.
II. A expressão desenvolvimento sustentável pressupõe que haja formas de desenvolvimento nocivas e
predatórias.
III. Entende o autor do texto que a magia da palavra progresso advém do uso consciente e responsável que a
maioria das pessoas vem fazendo dela.
Em relação ao texto está correto APENAS que se afirma em
A) I.
B) II.
C) III.
D) I e II.
E) II e III.
3. Considerando-se o contexto, traduz-se corretamente uma frase do texto em:
A) Mas quero chegar logo ao ponto = devo me antecipar a qualquer conclusão.
B) continuamos a usar indiscriminadamente a palavrinha mágica = seguimos chamando de mágico tudo o que
julgamos sem preconceito.
______________________________________________________________________________________________________________________________ 2
II SIMULADO PMPE

C) para cercear as iniciativas predatórias = para ir ao encontro das ações voluntariosas.


D) ações que inflectem sobre qualquer aspecto da qualidade da vida = práticas alheias ao que diz respeito às
condições de vida.
E) há de adequar-se a um planejamento = deve ir ao encontro do que está planificado.
4. Cada intervenção na natureza há de adequar-se a um planejamento pelo qual se garanta que a
qualidade da vida seja preservada.
Os tempos e os modos verbais da frase acima continuarão corretamente articulados caso se
substituam as formas sublinhadas, na ordem em que surgem, por:
A) houve - garantiria – é.
B) haveria - garantiu - teria sido.
C) haveria - garantisse – fosse.
D) haverá - garantisse – e.
E) havia - garantiu – é.
5. As normas de concordância verbal estão plenamente respeitadas na frase:
A) Já faz muitos séculos que se vêm atribuindo à palavra progresso algumas conotações mágicas.
B) Deve-se ao fato de usamos muitas palavras sem conhecer seu sentido real muitos equívocos ideológicos.
C) Muitas coisas a que associamos o sentido de progresso não chega a representarem, de fato, qualquer avanço
significativo.
D) Se muitas novidades tecnológicas houvesse de ser investigadas a fundo, veríamos que são irrelevantes para a
melhoria da vida.
E) Começam pelas preocupações com nossa casa, com nossa rua, com nossa cidade a tarefa de zelarmos por
uma boa qualidade da vida.
6. Está correto o emprego de ambas as expressões sublinhadas na frase:
A) De tudo aquilo que classificamos como progresso costumamos atribuir o sentido de um tipo de ganho ao qual
não queremos abrir mão.
B) É preferível deixar intacta a mata selvagem do que destruí-la em nome de um benefício em que quase
ninguém desfrutará.
C) A titia, cuja a mão enfim acertou numa velha receita, não hesitou em ver como progresso a operação à qual
foi bem sucedida.
D) A precisão da qual se pretende identificar o sentido de uma palavra depende muito do valor de contexto a que
lhe atribuímos.
E) As inovações tecnológicas de cujo benefício todos se aproveitam representam, efetivamente, o avanço a que
se costuma chamar progresso.
7. Considere as seguintes afirmações, relativas a aspectos da construção ou da expressividade do texto:
I. No contexto do segundo parágrafo, a forma plural não mudaram tanto atende à concordância com academias.
II. No contexto do terceiro parágrafo, a expressão há de adequar-se exprime um dever imperioso, uma
necessidade premente.
III. A expressão Em suma, tal como empregada no quarto parágrafo, anuncia a abertura de uma linha de
argumentação ainda inexplorada no texto.
Está correto APENAS o que se afirma em
A) I.
B) II.
C) III.
D) I e II.
E) II e III.
8. A palavra progresso frequenta todas as bocas, todas pronunciam a palavra progresso, todas
atribuem a essa palavra sentidos mágicos que elevam essa palavra ao patamar dos nomes
miraculosos.
Evitam-se as repetições viciosas da frase acima substituindo-se os elementos sublinhados, na
ordem dada, por:
A) a pronunciam - lhe atribuem - a elevam.
B) a pronunciam - atribuem-na - elevam-na.
C) lhe pronunciam - lhe atribuem - elevam-lhe.
D) a ela pronunciam - a ela atribuem - lhe elevam.
E) pronunciam-na - atribuem-na - a elevam.

______________________________________________________________________________________________________________________________ 3
II SIMULADO PMPE

9. Está clara e correta a redação da seguinte frase:


A) Caso não se determine bem o sentido da palavra progresso, pois que é usada indiscriminadamente, ainda
assim se faria necessário que reflitamos sobre seu verdadeiro sentido.
B) Ao dizer o poeta que seu coração não é maior do que o mundo, devemos nos inspirar para que se estabeleça
entre este e o nosso coração os compromissos que se reflitam numa vida melhor.
C) Nada é desprezível no espaço do mundo, que não mereça nossa atenção quanto ao fato de que sejamos
responsáveis por sua melhoria, seja o nosso quintal, nossa rua, enfim, onde se esteja.
D) Todo desenvolvimento definido como sustentável exige, para fazer jus a esse adjetivo, cuidados especiais com
o meio ambiente, para que não venham a ser nocivos seus efeitos imediatos ou futuros.
E) Tem muita ciência que, se saísse das limitações acadêmicas, acabariam por se revelarem mais úteis e mais
populares, em vista da Ecologia, cujas consequências se sente mesmo no âmbito da vida prática.
10. Está inteiramente correta a pontuação do seguinte período:
A) Toda vez que é pronunciada, a palavra progresso, parece abrir a porta para um mundo, mágico de
prosperidade garantida.
B) Por mínimas que pareçam, há providências inadiáveis, ações aparentemente irrisórias, cuja execução cotidiana
é, no entanto, importantíssima.
C) O prestígio da palavra progresso, deve-se em grande parte ao modo irrefletido, com que usamos e abusamos,
dessa palavrinha mágica.
D) Ainda que traga muitos benefícios, a construção de enormes represas, costuma trazer também uma série de
consequências ambientais que, nem sempre, foram avaliadas.
E) Não há dúvida, de que o autor do texto aderiu a teses ambientalistas segundo as quais, o conceito de
progresso está sujeito a uma permanente avaliação.
Leia o texto a seguir para responder às questões de números 11 a 15.
De um lado estão os prejuízos e a restrição de direitos causados pelos protestos que param as ruas de São
Paulo. De outro está o direito à livre manifestação, assegurado pela Carta de 1988. Como não há fórmula perfeita
de arbitrar esse choque entre garantias democráticas fundamentais, cabe lançar mão de medidas pontuais – e
sobretudo de bom senso.
A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) estima em R$ 3 milhões o custo para a população dos protestos
ocorridos nos últimos três anos na capital paulista. O cálculo leva em conta o combustível consumido e as horas
perdidas de trabalho durante os engarrafamentos causados por protestos. Os carros enfileirados por conta de
manifestações nesses três anos praticamente cobririam os 231 km que separam São Paulo de São Carlos.
A Justiça é o meio mais promissor, em longo prazo, para desestimular os protestos abusivos que param o
trânsito nos horários mais inconvenientes e acarretam variados transtornos a milhões de pessoas. É adequada a
atitude da CET de enviar sistematicamente ao Ministério Público relatórios com os prejuízos causados em cada
manifestação feita fora de horários e locais sugeridos pela agência ou sem comunicação prévia.
Com base num documento da CET, por exemplo, a Procuradoria acionou um líder de sindicato, o qual foi
condenado em primeira instância a pagar R$ 3,3 milhões aos cofres públicos, a título de reparação. O direito à livre
manifestação está previsto na Constituição. No entanto, tal direito não anula a responsabilização civil e criminal em
caso de danos provocados pelos protestos.
O poder público deveria definir, de preferência em negociação com as categorias que costumam realizar
protestos na capital, horários e locais vedados às passeatas. Práticas corriqueiras, como a paralisia de avenidas
essenciais para o tráfego na capital nos horários de maior fluxo, deveriam ser abolidas.
(Folha de S.Paulo, 29.09.07. Adaptado)
11. De acordo com o texto, é correto afirmar que:
A) a Companhia de Engenharia de Tráfego não sabe mensurar o custo dos protestos ocorridos nos últimos anos.
B) os prejuízos da ordem de R$ 3 milhões em razão dos engarrafamentos já foram pagos pelos manifestantes.
C) os protestos de rua fazem parte de uma sociedade democrática e são permitidos pela Carta de 1988.
D) após a multa, os líderes de sindicato resolveram organizar protestos de rua em horários e locais
predeterminados.
E) o Ministério Público envia com frequência estudos sobre os custos das manifestações feitas de forma abusiva.
12. No primeiro parágrafo, afirma-se que não há fórmula perfeita para solucionar o conflito entre
manifestantes e os prejuízos causados ao restante da população. A saída estaria principalmente na:
A) sensatez.
B) Carta de 1998.
C) Justiça.
D) Companhia de Engenharia de Tráfego.
E) na adoção de medidas amplas e profundas.
______________________________________________________________________________________________________________________________ 4
II SIMULADO PMPE

13. De acordo com o segundo parágrafo do texto, os protestos que param as ruas de São Paulo
representam um custo para a população da cidade. O cálculo desses custos é feito a partir:
A) das multas aplicadas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).
B) dos gastos de combustível e das horas de trabalho desperdiçadas em engarrafamentos.
C) da distância a ser percorrida entre as cidades de São Paulo e São Carlos.
D) da quantidade de carros existentes entre a capital de São Paulo e São Carlos.
E) do número de usuários de automóveis particulares da cidade de São Paulo.
14. A quantidade de carros parados nos engarrafamentos, em razão das manifestações na cidade de São
Paulo nos últimos três anos, é equiparada, no texto,
A) a R$ 3,3 milhões.
B) ao total de usuários da cidade de São Carlos.
C) ao total de usuários da cidade de São Paulo.
D) ao total de combustível economizado.
E) a uma distância de 231 km.
15. No terceiro parágrafo, a respeito do poder da Justiça em coibir os protestos abusivos, o texto assume
um posicionamento de:
A) indiferença, porque diz que a decisão não cabe à Justiça.
B) entusiasmo, porque acredita que o órgão já tem poder para impedir protestos abusivos.
C) decepção, porque não vê nenhum exemplo concreto do órgão para impedir protestos em horários de pico.
D) confiança, porque acredita que, no futuro, será uma forma bem-sucedida de desestimular protestos abusivos.
E) satisfação, porque cita casos em que a Justiça já teve êxito em impedir protestos em horários inconvenientes e
em avenidas movimentadas.

DIREITO CONSTITUCIONAL

16. Sabe-se que o art. 5º consagra que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza,
garantindo-se a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à
propriedade. Os direitos e garantias constitucionais aplicam-se:
A) aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País.
B) aos brasileiros natos e naturalizados.
C) aos brasileiros natos.
D) aos brasileiros que estejam dentro ou fora do País.
E) indistintamente a todas as pessoas, sejam elas físicas ou jurídicas.
17. Assinale a opção correta com relação aos direitos e deveres individuais e coletivos assegurados e
garantidos pela CF.
A) É absolutamente proibida a aplicação de pena de morte ou de prisão perpétua em todo o território nacional e a
qualquer tempo.
B) Diferentemente do direito de propriedade, o direito de herança não é garantido pelas normas constitucionais.
C) É dever do Estado promover a defesa dos direitos do consumidor na forma da lei.
D) O habeas data é o instituto adequado para a garantia da liberdade de acusados de prática criminal se não
configurado flagrante delito.
E) É vedada a concessão de asilo político para nacionais de Estados com os quais o Brasil tenha relação diplomática.
18. Segundo o art. 5º, inciso XLII, da Constituição Federal, é correto afirmar que:
A) a Constituição prevê pena de advertência para o responsável por qualquer conduta que impeça ou obstaculize o
livre acesso de pessoas a lugares públicos em razão da raça, cor, etnia ou religião.
B) a prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei.
C) os crimes resultantes de preconceitos de raça ou de cor, etnia, religião ou procedência nacional não serão
punidos quando praticados com finalidade pública.
D) a prática do racismo constitui crime inafiançável e insuscetível de graça, sujeito à pena de reclusão, nos termos
da lei.
E) a prática do racismo constitui, apenas, uma contravenção penal.
19. Assinale a alternativa correta acerca das liberdades públicas na Constituição de 1988.
A) Todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de
autorização ou de qualquer aviso prévio à autoridade competente.
B) Todos podem reunir-se pacificamente, mesmo portando armas, em locais abertos ao público, independentemente
de autorização ou de qualquer aviso prévio à autoridade competente.
______________________________________________________________________________________________________________________________ 5
II SIMULADO PMPE

C) É plena a liberdade de associação para fins lícitos, mas exige-se autorização expressa da autoridade
competente, na forma da lei, para associações de caráter paramilitar.
D) As entidades associativas, quando expressamente autorizadas, têm legitimidade para representar seus filiados
judicialmente ou extrajudicialmente.
E) A criação de associações e, na forma da lei, a de cooperativas depende de autorização do Poder Público, o qual
poderá interferir em seu funcionamento a qualquer tempo, por razões de conveniência e oportunidade.
20. A Constituição da República Federativa do Brasil apresenta um extenso catálogo de direitos e garantias
fundamentais, tanto individuais como coletivos, sendo que tais normas definidoras de direitos e garantias
fundamentais têm aplicação imediata, por expressa previsão constitucional. O texto constitucional também é claro
ao prever que direitos e garantias expressos na Constituição não excluem outros decorrentes do regime e dos
princípios por ela adotados, ou dos tratados internacionais em que a República Federativa do Brasil seja parte. Por
ocasião da promulgação da Emenda Constitucional de nº 45, em 2004, a Constituição passou a contar com um § 3º,
em seu artigo 5º, que apresenta a seguinte redação: "Os tratados e convenções internacionais sobre direitos
humanos que forem aprovados, em cada Casa do Congresso Nacional, em dois turnos, por três quintos dos votos
dos respectivos membros, serão equivalentes às emendas constitucionais". Logo após a promulgação da
Constituição, em 1988, o Brasil ratificou diversos tratados internacionais de direitos humanos, dentre os quais se
destaca a Convenção Americana de Direitos Humanos, também chamada de Pacto de San José da Costa Rica
(tratado que foi internalizado no ordenamento jurídico brasileiro pelo Decreto nº 678/1992), sendo certo que sua
aprovação não observou o quorum qualificado atualmente previsto pelo art. 5º, § 3º, da Constituição (mesmo
porque tal previsão legal sequer existia).
Tendo como objeto a Convenção Americana de Direitos Humanos, segundo a recente orientação do
Supremo Tribunal Federal, assinale a alternativa correta sobre o Status Jurídico de suas disposições.
A) Status de Lei Ordinária.
B) Status de Lei Complementar.
C) Status de Lei Delegada.
D) Status de Norma Supralegal.
E) Status de Norma Constitucional.
21. Acerca dos Direitos Fundamentais, é INCORRETO afirmar que
A) embora os direitos fundamentais estejam previstos na Constituição Federal de 1988, nada impede que outros
sejam reconhecidos, decorrentes dos princípios por ela adotados ou dos tratados internacionais em que a
República Federativa do Brasil seja parte.
B) a proteção ao direito à vida prevista na Constituição Federal de 1988 impede a realização de abortos fora dos
casos previstos em lei.
C) o Brasil se submete à jurisdição de tribunal penal internacional desde que tenha aderido a este e concordado
com sua criação.
D) a proteção ao direito à vida prevista na Constituição Federal de 1988 impede que se reconheça o direito à
eutanásia.
E) a proteção ao direito à vida prevista na Constituição Federal de 1988 impede que se reconheça o direito ao
suicídio, sendo sua prática um crime.
22. O princípio constitucional, segundo o qual ninguém é considerado culpado até o trânsito em julgado
de sentença penal condenatória, é o princípio da(o)
A) vedação às provas ilícitas.
B) ampla defesa.
C) contraditório.
D) presunção de inocência.
E) devido processo legal.
23. Consoante estabelece a Constituição Federal, no tocante aos direitos e garantias fundamentais,
assinale a alternativa correta.
A) Todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, desde que não frustrem outra
reunião anteriormente convocada para o mesmo local, sendo apenas exigida prévia autorização à autoridade
competente.
B) A casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem consentimento do morador, salvo
em caso de flagrante delito ou desastre, ou para prestar socorro, ou, durante o dia, por determinação judicial.
C) As associações só poderão ser compulsoriamente dissolvidas ou ter suas atividades suspensas por decisão
judicial, exigindo-se, em ambos os casos, o trânsito em julgado.
D) A prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de detenção, nos termos da lei.
E) Não haverá penas de morte em quaisquer hipóteses.
______________________________________________________________________________________________________________________________ 6
II SIMULADO PMPE

24. Segundo o disposto no artigo 5°, §3°, da Constituição Federal, os tratados e convenções
internacionais sobre direitos humanos que forem aprovados, em cada Casa do Congresso Nacional,
em dois turnos, por três quintos dos votos dos respectivos membros, serão equivalentes
A) às emendas constitucionais.
B) às leis complementares.
C) às leis ordinárias.
D) às leis delegadas.
E) aos decretos legislativos.
25. Sobre os direitos e garantias fundamentais, analise as afirmativas abaixo:
I. As violações a direitos fundamentais não ocorrem somente no âmbito das relações entre o cidadão e o Estado,
mas, igualmente, nas relações travadas entre pessoas físicas e jurídicas de direito privado.
II. Existe hierarquia entre os direitos fundamentais previstos na Constituição Federal. Dessa forma, podemos
afirmar, por exemplo e em abstrato, que o direito à informação sempre estará em patamar de superioridade
com relação à proteção da vida privada.
III. Historicamente, o direito à liberdade decorre das revoluções burguesas, buscando-se um “não fazer do Estado”.
IV. Historicamente, os direitos sociais remetem-se à segunda dimensão ou geração dos direitos fundamentais.
Busca-se um Estado tutor, provedor de condições mínimas necessárias a uma vida digna.
Estão CORRETAS somente
A) I, II e III.
B) I, III e IV.
C) II, III e IV.
D) I, II e IV.
E) I e II.
26. O Mandado de Segurança Individual:
A) destina-se a assegurar direitos coletivos, de partidos políticos, de organizações sindicais, de entidades de classe
ou associações legalmente constituídas e em funcionamento há, pelo menos, um ano.
B) destina-se a proteger todo cidadão que se achar ameaçado de sofrer violência ou coação em sua liberdade de
locomoção.
C) pode ser impetrado por qualquer cidadão, independentemente de representação por advogado com capacidade
postulatória.
D) destina-se a assegurar o conhecimento de informações relativas à pessoa do impetrante, constantes de
registros ou bancos de dados de entidades governamentais ou de caráter público.
E) tem, respectivamente, a finalidade jurídica de invalidar atos de autoridade ou suprimir efeitos de omissões
administrativas capazes de lesar direito individual ou coletivo, líquido e certo.
27. A respeito dos Direitos e Garantias Fundamentais, considere as seguintes assertivas:
I. As normas definidoras dos direitos e garantias fundamentais têm aplicação imediata.
II. São gratuitas as ações de habeas corpus e habeas data, e, na forma da lei, os atos necessários ao exercício
da cidadania.
III. A pequena propriedade rural, assim definida em lei, trabalhada pela família, será, excepcionalmente, objeto
de penhora para pagamento de débitos decorrentes de sua atividade produtiva.
IV. O Brasil se submete à jurisdição de Tribunal Penal Internacional a cuja criação tenha manifestado adesão.
Nos termos da Constituição Federal, está correto o que consta em
A) I, II e IV, apenas.
B) II e IV, apenas.
C) I, II, III e IV.
D) II e III, apenas.
E) I e III, apenas.
28. Suponha que uma empresa tenha requerido ao Poder Executivo a emissão de certidão em que
constem os dados e a situação atual do processo administrativo de que é parte. Indeferido o pedido
sob o argumento de que o processo seria sigiloso, a empresa pretende obter ordem judicial para que
a certidão seja expedida. Deverá deduzir sua pretensão por meio de
A) ação popular.
B) mandado de injunção.
C) mandado de segurança.
D) habeas data.
E) habeas corpus.

______________________________________________________________________________________________________________________________ 7
II SIMULADO PMPE

29. É assegurada na Constituição Federal a seguinte garantia fundamental:


A) Homens e mulheres são absolutamente iguais em direitos e obrigações.
B) É plenamente livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão.
C) Ninguém poderá ser compelido a associar-se ou a permanecer associado.
D) Em nenhuma circunstância haverá penas cruéis ou de morte, de caráter perpétuo, de trabalhos forçados e de
banimento.
E) É livre a manifestação do pensamento, inclusive pelo anonimato.

30. No que se refere à efetividade na aplicação dos direitos sociais, conforme previsão do art. 6 da
Constituição Federal, assinale a alternativa correta.
A) É assegurado ao trabalhador o gozo de férias anuais remuneradas com, no mínimo, um terço a mais do que o
salário normal.
B) A localização dos direitos sociais no título constitucional destinado aos direitos e às garantias fundamentais
não acarreta, por consequência, a subordinação à regra da autoaplicabilidade das normas definidoras dos
direitos e das garantias fundamentais.
C) O mandado de segurança coletivo pode ser impetrado por partido político recém criado, organização sindical,
entidade de classe ou associação legalmente constituída e em funcionamento há pelo menos um ano, em
defesa dos interesses de seus membros ou associados.
D) A Constituição Federal estabelece como direito dos trabalhadores urbanos e rurais o repouso semanal,
remunerado aos domingos.
E) É um direito do trabalhador urbano e rural a remuneração do serviço extraordinário superior à do normal, no
mínimo, em 70%.

HISTÓRIA DE PERNAMBUCO
31. Em finais do século XVIII e início do XIX, a Europa se viu imersa em uma série de eventos que alterariam
substancialmente as relações políticas e sociais dentro do “velho continente”. O Brasil, particularmente, foi
afetado diretamente com essas transformações, levando-o à separação política de Portugal. Em relação ao
processo de independência do Brasil, assinale a alternativa CORRETA.
A) As transformações culturais, urbanas, políticas pelas quais o Brasil passou, após a chegada da família real
portuguesa e sua corte, contribuíram, sobremaneira, para a concretização da independência brasileira.
B) A Revolução Liberal do Porto foi uma tentativa da corte portuguesa para assegurar o domínio português sobre
o Brasil. Nela, os deputados e senadores portugueses concediam ao Brasil a condição de Reino Unido.
C) Como uma das consequências do período napoleônico está a ida da família real portuguesa ao Brasil. Essa
situação atrasou a independência brasileira, uma vez que a presença do monarca português amenizou os
conflitos existentes.
D) O reconhecimento da independência brasileira por parte dos Estados Unidos da América, que, em início do
século XIX, já era a maior grande potência mundial, foi fator determinante para que a coroa portuguesa
aceitasse a separação política.
E) Como última alternativa para manter a colonização brasileira, o monarca português, Dom João VI, prometeu
alforriar todos os escravos que apoiassem Portugal na luta contra as tropas do Brasil.
32. Em relação à abolição e resistência escrava no Brasil, assinale a alternativa CORRETA.
A) Por ser uma sociedade extremamente conservadora, o engajamento para o processo abolicionista esteve
restrito às pressões externas, notadamente à inglesa, que, por questões econômicas, queriam o fim da
escravidão no Brasil.
B) Marginalizados do sistema político brasileiro os escravos, libertos e livres de cor, não tiveram possibilidade de
lutar pelo fim da escravidão, estando apenas como observadores do processo abolicionista.
C) Pernambuco foi um dos estados que mais recebeu escravos africanos. Não por um acaso nasceram, neste
estado, dois personagens que se destacaram na questão abolicionista: José Mariano, um dos maiores
defensores do escravismo, e Joaquim Nabuco, considerado um dos grandes abolicionistas do Brasil.
D) Dentro do processo da escravidão, não existia espaço para negociação entre escravos e senhores, uma vez
que o escravismo se baseava na imposição da obediência.
E) A luta pelo fim do escravismo não se restringiu aos homens; as mulheres também resistiram contra as
atrocidades da escravidão. Conhecidas por senhoras abolicionistas, algumas mulheres se organizaram em
clubes e sociedades abolicionistas para lutarem contra o trabalho escravo.
33. “Olhando para a história social do Recife na primeira metade do século passado, três aspectos chamam a
atenção: o primeiro é o ciclo das insurreições liberais, que se inicia com a Insurreição de 1817, passa pela
Confederação do Equador em 1824 e termina com a Praieira, em 1848; o segundo é a virtual ausência de
______________________________________________________________________________________________________________________________ 8
II SIMULADO PMPE

rebeliões escravas, mesmo tendo havido até mais confusão no Recife do que na maioria das capitais provinciais
nesse período; o terceiro é que a literatura sobre esses assuntos encontra-se dispersa em monografias, faltando
portanto, tentativas mais concisas de análise dos possíveis nexos entre a resistência escrava e o contexto político
mais amplo daquele período.”
(CARVALHO , Marcus. Rumores e rebeliões: estratégias de resistência escrava no Recife, 1817-1848. Revista Tempo, vol.3, nº6, Niterói: UFF, 1998. In:
ttp://www.historia.uff.br/tempo/artigos_dossie/artg6 - 5.pdf. (22/11/06).
Em relação aos eventos ocorridos em 1817, 1824 e 1848, é CORRETO afirmar que
A) um elemento que essas revoltas possuem em comum é a defesa da abolição da escravatura. Essa foi uma
bandeira defendida, principalmente, pelos rebeldes de 1817 e um dos pilares da Praieira.
B) os escravos pernambucanos, ao contrário daqueles de São Domingos, não aproveitaram as rusgas entre as
elites locais para se rebelarem contra a opressão do sistema escravista.
C) uma das consequências da Praieira foi a promulgação, em 1850, da Lei Antitráfico Atlântico de Escravos, a
qual fez parte da negociação com o governo imperial para o fim da revolta.
D) a Confederação do Equador é considerada a mais elitizada das três reformas por quase não contar com a
participação popular. Afastado e preso pelos confederados, Pedro Pedroso não pôde articular as massas,
como fez em 1824.
E) em 1817, muitos senhores utilizaram seus escravos para sua proteção. Mas esses cativos agiram como
guarda-costas, e outros tantos aproveitaram a confusão para fugir, contribuindo para a formação do quilombo
do Catucá, que começava quase às portas do Recife.
34. “...a história do denominado Brasil Holandês exerce grande fascínio sobre a sociedade brasileira e não é de hoje
que o tema é caro aos pesquisadores, em especial aos historiadores de Pernambuco. Esses foram beneficiados
pelas coletas documentais, feitas por José Hygino Duarte Pereira e Joaquim Caetano Silva, em fins do século XIX,
e que hoje se encontram nos acervos do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano e na
Biblioteca Nacional, respectivamente.”
(VIEIRA, Hugo Coelho [et al. ] (orgs.). Brasil holandês: história, memória e patrimônio compartilhado. São Paulo: Alameda, 2012. p. 14).
Sobre o Brasil Holandês, assinale a alternativa CORRETA.
A) Aproveitando o conflito existente entre Portugal e Espanha, durante a União Ibérica, os flamengos se
aproveitaram do descuido português em relação à América Portuguesa para invadir e colonizar um fragmento
litorâneo do atual Brasil.
B) A Companhia das Índias Ocidentais possuía uma perspectiva completamente diversa da administração
portuguesa no que tange ao processo de colonização. Para os holandeses, o que deveria vigorar no território
conquistado da América Portuguesa seria uma colônia de povoamento e não de exploração.
C) Cada um a sua maneira, lusos e flamengos estiveram engajados em uma missão civilizadora, na qual
buscavam ajudar os habitantes do Brasil a aumentarem seu poder sobre a natureza, a explorarem os recursos
naturais pelo benefício geral da humanidade e a se tornarem mais educados.
D) A obra de Frans Post, um dos pintores que integravam a comitiva de Maurício de Nassau, deve ser entendida
não só como parte de um conjunto mais amplo de produtos culturais mas também estar relacionada ao
contexto maior do imaginário sobre a América Portuguesa, tal qual elaborado socialmente no interior da
cultura visual holandesa do século XVII.
E) Considerado grande intelectual e humanista, Maurício de Nassau defendeu, junto com a Companhia das
Índias Ocidentais, que a escravatura fosse abolida nas terras holandesas da América, sendo este um dos
motivos da grande popularidade que possuía nas terras pernambucanas.
35. Sobre a cana-de-açúcar no Brasil colonial, não é correto afirmar que
A) as zonas produtoras coloniais dedicavam-se à elaboração de um só produto (monocultura).
B) a produção, que tinha a finalidade de complementar as economias da metrópole, estava voltada para os
mercados europeus.
C) os simples plantadores acabaram subordinando-se aos senhores de engenho.
D) se optou pela implantação do escravismo negro, devido a um empreendimento de alta rentabilidade: o tráfico
negreiro.
E) se incentivava minifúndio, isto é, o trabalho livre de pequenos agricultores.
36. Sobre a Revolução Pernambucana de 1817, assinale a alternativa incorreta.
A) Os revolucionários pretendiam proclamar uma República.
B) O movimento rebelde tinha como principal objetivo abolir a escravidão.
C) Inspirava-se nas ideias liberais da Revolução Francesa e do movimento de independência dos Estados Unidos.
D) Os rebeldes adotaram uma lei orgânica, destinada a regulamentar os poderes da República de Pernambuco.
E) O movimento revolucionário envolveu a elite latifundiária, setores médios e urbanos, como militares e
clérigos, e teve participação popular.

______________________________________________________________________________________________________________________________ 9
II SIMULADO PMPE

37. Em finais do século XV e início do XVI, os países Ibéricos voltaram suas atenções para uma extensa porção de
terras, que se situavam no Oceano Atlântico. A partir daí, engendraram esforços para povoar e manter o
território conquistado. Em relação ao Brasil colonial, assinale a alternativa CORRETA.
A) Embora o catolicismo fosse considerado a religião oficial da América Portuguesa, segundo a legislação de
Portugal, a Igreja Católica não possuiu um papel relevante no processo de colonização.
B) Na América Portuguesa, a relação entre padres e autoridades administrativas revelava a harmonia entre eles,
não existindo nenhum tipo de conflito.
C) Nomeado pelo rei, o donatário era a autoridade máxima dentro da Capitania. Esse modelo de Capitania
Hereditária reproduziu no Brasil as estruturas feudais da Europa.
D) Em decorrência da falta de interesse por parte da coroa lusitana, esta delegou a particulares a missão de
investir na colonização das terras da América.
E) O reconhecimento do monopólio do pau-brasil, a transferência de dez por cento dos lucros sobre os produtos
retirados da terra e um quinto dos lucros sobre os metais e pedras preciosas eram algumas das obrigações
dos Capitães Donatários.
38. Considerado uma das maiores migrações forçadas de seres humanos do mundo, o tráfico atlântico da Era
Moderna transferiu do continente africano, entre os séculos XVI e XIX, cerca de 11 milhões de africanos. Destes,
cerca de 4 milhões vieram para o território do atual Brasil. O sistema escravista no Brasil foi imprescindível para o
êxito da colonização e posterior desenvolvimento da América Portuguesa e Império do Brasil, embora nem
sempre, ou quase nunca, os escravos aceitassem, de forma pacífica, as normas do sistema escravista. Em
relação às estratégias de resistência escrava no Brasil, é CORRETO afirmar que
A) apesar do controle exercido sobre os escravos, eles reagiam contra a escravidão de várias maneiras. Alguns
escravos, por exemplo, praticavam suicídio, enforcando-se ou envenenando-se.
B) além de fugas individuais, existiam, também, as fugas coletivas. Todos esses escravos, porém, buscavam o
mesmo objetivo, a formação ou integração a um quilombo.
C) as negociações estabelecidas entre senhores e escravos, também, faziam parte do cotidiano da escravidão,
mas não podiam ser consideradas uma forma de resistência.
D) inegavelmente os escravos eram a parte mais fraca nas relações de poder travada entre eles e seus senhores.
Isso fazia com que eles sempre buscassem, na violência, sua única forma de resistir ao cativeiro.
E) os quilombos formados pelos escravos reproduziam, de forma idêntica, as condições em que esses negros
viviam na África.
39. Além das revoltas internas ocorridas na América Portuguesa, em finais do século XVIII e início do XIX,
Conjuração Mineira (1789), Conjuração Baiana (1798) e Insurreição Pernambucana (1817), ocorreram, também,
no plano externo, uma série de acontecimentos, como a Revolução Industrial (1770), a Independência dos
Estados Unidos (1776), a Revolução Francesa (1789) e as Revoluções Liberais, que varreram a Europa nas duas
primeiras décadas do século XIX. Todos esses eventos culminaram por contribuir, uns de forma mais direta que
outros, para que, em 1822, o Brasil se tornasse um país independente. Em relação ao processo de independência
do Brasil, assinale a alternativa CORRETA.
A) A Revolução Liberal do Porto, ocorrida em 1821, acabou fortalecendo o domínio português sobre sua colônia
americana, pois a volta de D. João VI para Portugal permitiu que a metrópole controlasse melhor a América
Portuguesa. Isso afastou a possibilidade de haver um rompimento entre metrópole e colônia.
B) A fuga da família real portuguesa e da sua corte para o Brasil, no contexto do Período Napoleônico,
proporcionou aos colonos brasileiros uma série de vantagens, que poderiam ser retiradas com a volta de D.
João VI para Portugal.
C) As realizações, feitas na colônia durante a estada da família real no Brasil, tiveram como objetivo beneficiar a
população mais pobre. Essas medidas fizeram com que as camadas populares fossem terminantemente contra
a Independência.
D) A elevação do Brasil, em dezembro de 1815, à categoria de Reino Unido de Portugal e Algarves foi uma
estratégia da coroa lusitana para conseguir apoio das elites brasileiras. Esse apoio ficou evidente quando estas
se posicionaram contra a independência do Brasil.
E) Os grandes comerciantes e proprietários de terras do Brasil apoiaram as intenções dos deputados das Cortes
de Lisboa, no sentido de diminuir a autonomia do governo brasileiro e da necessidade de o príncipe regente
regressar do Brasil para Portugal.
40. A América Portuguesa, entre finais do século XVII e primeiras décadas do XVIII, foi marcada por uma
instabilidade interna. Revoltas que colocavam, em cheque, o domínio colonial português, como a Conjuração
Mineira (1789), Conjuração Baiana (1798) e Insurreição Pernambucana (1817), prenunciavam a futura
independência. Sobre essas revoltas, assinale a alternativa CORRETA.

______________________________________________________________________________________________________________________________ 10
II SIMULADO PMPE

A) A decisão do Visconde de Barbacena, governador de Minas Gerais, de anunciar uma nova cobrança imediata e
forçada de impostos atrasados (derrama), provocou tensão e revolta entre os proprietários de minas. Estes,
por sua vez, planejaram um movimento contra as autoridades portuguesas e a derrama.
B) A coroa portuguesa, sabendo que sua situação era bastante delicada, uma vez que seu governo se fragilizava
a cada dia, procurou não reprimir, de forma violenta, os revoltosos da Conjuração Mineira, Conjuração Baiana
e Insurreição Pernambucana. Com exceção de Joaquim José da Silva Xavier, que foi enforcado e
esquartejado, nenhum outro dos revoltosos foi penalizado, ganhando a liberdade poucos anos após suas
prisões.
C) Uma característica comum às três revoltas foi que seus principais líderes eram pobres, brancos, mestiços e
negros. Todavia, no caso da Conjuração Baiana, alguns homens ricos e letrados também participaram do
movimento até o seu fim.
D) A Insurreição Pernambucana se caracterizou por ser um movimento em que diversos grupos sociais estavam
envolvidos, possuindo os mesmos objetivos. Esta foi a primeira vez no Brasil em que as elites defenderam,
abertamente, o fim da escravidão.
E) As ideias socialistas que já circulavam na Europa, desde meados do século XVIII foram fundamentais para
estimular os revoltosos da Conjuração Mineira e Conjuração Baiana.

GEOGRAFIA DE PERNAMBUCO

41. "As espécies dessa formação vegetal apresentam raízes que funcionam como escoras. O emaranhado de raízes
diminui a velocidade das correntes marinhas, criando um depósito de lama e argila, fundamental para a
reprodução da vida marinha."
Adaptado de PGC / Secretaria Estadual de Meio Ambiente.
O texto está se referindo à seguinte formação vegetal:
A) Manguezal.
B) Cerrado.
C) Caatinga.
D) Restinga.
E) Pantanal.
42. Os manguezais são ecossistemas mediterrâneos com vegetação característica, onde o solo é lodoso
e salgado. No Brasil os manguezais se estendem por toda a costa, com interrupção nas regiões de
litoral rochoso. Os manguezais são considerados berços de várias espécies, pois possui alta
disponibilidade de nutrientes minerais e matéria orgânica, dentre elas peixes, caranguejos e
moluscos. Consequentemente são encontrados diversas aves que estão em busca desses
organismos que se alimentam nesses locais.
De acordo com o texto descrito acima:
A) Os manguezais são ecossistemas sem importância, pois possui muita lama.
B) Os mangues são biomas brasileiros, e ocorrem principalmente em litoral rochoso.
C) Os manguezais possuem uma grande importância ecológica por serem berços de muitas espécies.
D) Os manguezais são locais rochosos, que possui muita disponibilidade de alimento.
E) Os manguezais possuem vegetação típica.
43. Sobre o bioma manguezal, são feitas as afirmações:
I. o solo é rico sendo formado por lodo e areia fina, com variado teor de sal, dependendo exclusivamente do
mar;
II. nesse bioma, não é comum vegetação rasteira, havendo predomínio de vegetação arbustiva;
III. os vegetais desse bioma apresentam raízes que emergem do solo na busca por maior luminosidade.
É correto o que se afirma em:
A) I, II e III.
B) II e III, apenas.
C) I e II, apenas.
D) III, apenas.
E) II, apenas.
44. No litoral brasileiro, os costões abruptos recebem o nome de:
A) barcanas.
B) restingas.
C) tombolis.
D) falésias.
E) mamelões.
______________________________________________________________________________________________________________________________ 11
II SIMULADO PMPE

45. O atual percentual da população urbana e rural em Pernambuco, representado no gráfico a seguir,
demonstra uma considerável mudança na condição geográfica desse Estado.

A análise do gráfico permite afirmar que essa mudança ocorreu com


I. uma estrutura agrária concentradora, associada à expulsão da população rural, que migra para as cidades
em função da ausência de oportunidades no campo.
II. a modernização agrícola, que reduziu o tempo de emprego nesse setor e substituiu o trabalho permanente
pelo trabalho temporário.
III. formas de exploração e uso dos solos que demandam pequenas propriedades e absorvem grande mão de
obra durante todo o ano produtivo.
IV. uma produção agrícola tradicional, independentemente das condições naturais, características da
Mesorregião do sertão pernambucano.
V. a agricultura canavieira, na Mata pernambucana, que fixou o trabalhador rural no campo, desenvolvendo
mecanismos de produtividade no período posterior à moagem e à colheita.
Está CORRETO o que se afirma em
A) I e II.
B) II e V.
C) I e IV.
D) I, III e V.
E) I, II e III.
46. Leia o texto a seguir:
A feminização do mercado de trabalho
Desde o início da década de 1990, é possível verificar um aumento significativo na participação das mulheres no
mercado de trabalho. Enquanto, em 1995, 54,3% das mulheres de 16 anos ou mais eram economicamente ativas
– estavam empregadas ou à procura de emprego -, esse valor alcançou 59,1% da população feminina em 2005,
um importante acréscimo, ainda mais quando se pensa que a taxa de atividade masculina apresentou tendência
de queda no mesmo período… A ainda persistente divisão sexual do trabalho leva mulheres a ter uma sobrecarga
com as obrigações relativas ao trabalho doméstico, de cuidado com a casa e com os filhos. Os dados do IBGE
apontam que, enquanto 92% das mulheres ocupadas se dedicam aos afazeres domésticos, uma parcela bastante
inferior dos homens (51,6%) encontra-se na mesma situação, o que aponta para uma inegável dupla jornada
para a população feminina.
Fonte: IPEA, 2007.
O texto aponta uma transformação sociodemográfica no Brasil, associada, dentre outros, aos
seguintes fatores:
I. Redução significativa da fecundidade.
II. Menor expectativa de vida das mulheres em relação aos homens.
III. Redução do tamanho das famílias.
IV. Baixa taxa de envelhecimento da população.
V. Aumento da escolaridade feminina.
Está CORRETO o que se afirma em
A) I e II.
B) II e V.
C) II e IV.
D) IV e V.
E) I, III e V.
______________________________________________________________________________________________________________________________ 12
II SIMULADO PMPE

47. Analise as proposições.

Está(ão) incorreta(s) apenas


A) I. II
B) II.
C) III e IV.
D) II e III.
E) I e IV.
48. Observe as duas pirâmides etárias a seguir:

Pirâmide Etária A

Pirâmide Etária B
Fonte: Organização das Nações Unidas e Wikimedia Commons
A diferença entre as duas informações é que:
A) a primeira é característica do SE, enquanto a segunda é predominante em regiões pobres
B) a primeira é mais comum em estados desenvolvidos como o PE enquanto a segunda é exclusiva de países
com elevada densidade demográfica, como a SE.
C) a primeira faz referência a estados pouco urbanizados e subdesenvolvidos, e a segunda é proveniente de
estados industrializados como SP.
D) a primeira destaca o envelhecimento rápido da população, e a segunda, uma maior estabilidade
demográfica.
E) a primeira está relacionada com as elevadas taxas de mortalidade infantil, enquanto a segunda está
associada a uma baixa expectativa de vida.
______________________________________________________________________________________________________________________________ 13
II SIMULADO PMPE

49. O governo Federal Está construindo uma obra enorme e polêmica para combater e diminuir as
consequências da seca do semi-árido. Qual é o nome desse projeto em andamento?
A) Transposição do Parnaíba.
B) Transposição do Jequitinhonha.
C) Transposição do São Francisco.
D) Transposição do Jaguaribe.
E) Transposição do Rio Paraná.
50. O litoral nordestino foi economicamente explorado desde a chegada dos primeiros portugueses ao
Brasil. Durante o período colonial a principal atividade econômica nordestina foi:
A) a policultura da cana-de-açúcar e do algodão que se estenderam do Rio Grande do Norte até a Bahia.
B) a monocultura da cana-de-açúcar que se estendeu do Rio Grande do Norte até a Bahia.
C) a indústria artesanal e os moinhos de café que se estenderam do Ceará até Sergipe.
D) a criação de gado leiteiro que se estendeu do Piauí até a Bahia.
E) a policultura do algodão no Rio de Janeiro e Minas Gerais.

MATEMÁTICA

51. Em um bairro da cidade com 8 000 domicílios, em 25% deles a renda familiar se situa entre zero e
um salário mínimo. Nesse bairro, em quantos domicílios a renda familiar é superior a um salário
mínimo?
A) 2 000 domicílios.
B) 3 000 domicílios.
C) 4 000 domicílios.
D) 5 000 domicílios.
E) 6 000 domicílios.
52. Gilbert e Hatcher, em Mathematics Beyond the Number, relativamente à população mundial,
informam que:
- 43% tem sangue tipo O;
- 85% tem Rh positivo;
- 37% tem sangue tipo O com Rh positivo.
Nesse caso , a probabilidade de uma pessoa escolhida ao acaso não ter sangue tipo O e não ter Rh positivo é
de :
A) 9%.
B) 15%.
C) 37%.
D) 63%.
E) 91%.
53. Um produto custava R$ 2000,00 e sofreu um aumento de 50%. Com a queda das vendas, o
comerciante ofereceu um desconto de 25% sobre o novo preço. Por quanto está sendo vendido o
produto?
A) R$ 2250,00.
B) R$ 2550,00.
C) R$ 2750,00.
D) R$ 1850,00.
E) R$ 2350,00.
54. Seja f uma função real de variável real definida por f(x + 1) = x2 – 2x +3. É CORRETO afirmar que
f(x) é definida por
A) x2 – 3x + 4.
B) x2 – 4x + 3.
C) x2 + 4x + 3.
D) x2 – 4x + 6.
E) x2 – 6x + 4.

______________________________________________________________________________________________________________________________ 14
II SIMULADO PMPE

55. O gráfico da função real de variável real f(x) = ax + b passa pelos pontos (2, 6) e (3, 4). É
CORRETO afirmar que b/a é igual a
A) – 5.
B) 5.
C) 6.
D) – 6.
E) 4.

56. Tales, um aluno do Curso de Matemática, depois de terminar o semestre com êxito, resolveu viajar
para a Europa. O portão de Brandeburgo, em Berlim, possui cinco entradas, cada uma com 11
metros de comprimento. Tales passou uma vez pela primeira porta, duas vezes pela segunda e
assim sucessivamente, até passar cinco vezes pela quinta. Então ele percorreu ____ metros.
A) 55.
B) 66.
C) 165.
D) 275.
E) 330.
57. A soma dos dez primeiros termos de uma P. A. de primeiro termo 1,87 e de razão 0,004 é:
A) 18,88.
B) 9,5644.
C) 9,5674.
D)18,9.
E) 21,3.
58. A soma dos termos de P. A. é dada por Sn = n2 – n, n = 1, 2, 3, … Então o 10° termo da P. A vale:
A) 18.
B) 90.
C) 8.
D)100.
E) 9.
59. Na palavra BARBACENA, a quantidade de anagramas que começam com a letra E e terminam
com a letra N é

A)210.
B)280.
C)360.
D)420.
E) 510.

60. Considere todas as trinta e duas seqüências, com cinco elementos cada uma, que podem ser
formadas com os algarismos 0 e 1. Quantas dessas seqüências possuem pelo menos três zeros em
posições consecutivas?
A) 3.
B) 5.
C) 8.
D) 12.
E) 16.

______________________________________________________________________________________________________________________________ 15