Você está na página 1de 14

Nutrição e

Saúde da Mulher
INDICE
02 SÍNDROME DO OVÁRIO POLICÍSTICO (SOP)

03 CICLO MENSTRUAL E O EXERCÍCIO FÍSICO

04 GANHO DE PESO NA GESTAÇÃO

05 CANDIDÍASE DE REPETIÇÃO

07 ENXAQUECA

08 CELULITE

09 ANTICONCEPCIONAL

10 ENDOMETRIOSE

11 T.P.M. E A COMPULSÃO ALIMENTAR

13 NOSSA EQUIPE
>>
SÍNDROME 1
A Dieta Low Carb

DO OVÁRIO
A dieta apresenta bons resultados
para pacientes com SOP que
apresentam resistência à insulina.
Ademais é de suma importância

POLICÍSTICO (SOP) evitar o consumo de carboidratos


simples, açúcares refinados e ali-
mentos ultraprocessados.

Qualidade é sempre melhor!

2 Dessa forma se faz importante


sempre priorizar os alimentos in
A SOP é uma doença endócrina, que dentre os sintomas dela en- natura, consumir bastante frutas,
contramos, a resistência a insulina, infertilidade, menstruação ir- legumes e verduras, aumentar a
ingestão de fibras e preferir
regular, aumento da gordura corporal, dificuldade de perder
sempre os carboidratos comple-
peso, acne, e outros. xos.

É uma doença que afeta 20% das mulheres durante a fase de


vida reprodutiva, principalmente, mulheres em idade reprodutiva, Ingestão de Chás + Suplementos
com idade variando de 17 a 39 anos. Seus objetivos de tratamen-
to não são apenas relacionados aos fatores reprodutivos, mas,
também, à prevenção de comorbidades associadas .
RECOMENDAÇÕES
DIETÉTICAS PARA 3 Além disso há chás, como o de
canela, que ajuda no controle de

A SOP sintomas e suplementos nutricio-


nais como, ômega 3, coenzima
Portanto, algumas medidas não-farmacológicas são essenciais. Q10, magnésio, vitamina E, picoli-
Dietas para perda ou manutenção
O tratamento envolve, também, uma alimentação saudável, nato de cromo que também
do peso.
rotina regular de atividade física e mudança de hábitos. podem auxiliar no tratamento e
controle de sintomas.
Lembre-se, nenhum dos suplementos a
seguir devem ser tomados por conta pró-
pria. Procure um profissional especializado!

02
Fase Folicular

>>
CICLO
É a primeira fase do ciclo, começando no primeiro dia da menstruação e dura
cerca de 14 dias. Nos primeiros dias dessa fase (1 – 5 dias, marcados pela mens-

FASE 1
truação) há uma baixa concentração de estrogênio e progesterona, o útero

MENSTRUAL E O
está contraindo, e expelindo o sangue da menstruação. Aqui, geralmente senti-
mos mais desconfortos, indisposição e cólicas. É um período que devemos dimi-
nuir o volume e intensidade de treinos, optando por sessões mais leves.
Logo após a menstruação, mais ou menos do 6º até o fim dessa fase, há uma

EXERCÍCIO FÍSICO produção do hormônio FSH (hormônio folículo-estimulante), responsável por


estimular o crescimento dos folículos ovarianos (estruturas na qual os óvulos se
desenvolvem). Com o aumento das concentrações de FSH, há a liberação de
estrogênio. Com esses níveis mais elevados, nossa disposição começa a apare-
cer novamente, e agora é a hora de aumentar nosso volume e intensidade de
Ana Karla Araújo Herrero Garcia - CREF5 014433-G/CE. treinos, focar nas atividades que demandam foco e energia. Aqui o corpo já vai
responder melhor. Aproveita!
É muito comum a variação de humor e disposição durante o
ciclo menstrual. Certamente você também passa por isso.
Muitas mulheres se queixam sobre a queda de desempenho

FASE 2
Ovulação
esportivo, maiores níveis de fadiga, inchaço e pouca disposi-
ção, durante o período pré-menstrual e menstrual. Já em Ocorre mais ou menos no 14º do ciclo, com um pico de secreção do Hormônio
Luteinizante (LH), necessário para que ocorra a ovulação. Nessa fase, o folículo
outros momentos, se apresentam super dispostas e com
está desenvolvido e óvulo é liberado para as tubas uterinas para ser fecundado.
mais foco. Aqui, temos ótimos níveis de estrogênio, nossa libido está nas alturas e estamos
Tudo isso decorrente das alterações hormonais durante o no período mais fértil do ciclo. Nos sentimos mais bonitas e energizadas! Vale a
ciclo menstrual, sendo os principais, hormônio folículo-esti-
mulante (FSH), hormônio luteinizante (LH), Estrogênio e Pro-
gesterona. Para entender melhor esse ciclo, abordaremos de
forma simples e didática, cada etapa e suas respectivas al- Fase Lútea
terações. Nosso ciclo menstrual dura em média 28 dias,
Representa os 12 últimos dias do ciclo, logo após a ovulação. O folículo vazio se

FASE 3
sendo iniciado pelo primeiro dia da menstruação. transforma em um corpo lúteo. Suas células secretam grandes quantidades de
É dividido em 3 fases: Fase Folicular, Ovulação e Fase Lútea. progesterona e estrogênio durante essa fase, e poucos dias antes da menstrua-
ção, há uma queda na secreção de LH, com isso, o corpo lúteo degenera e
Vale ressaltar que, toda mulher pode ter variações no cessa a secreção de hormônios. No final dessa fase, com essas alterações hor-
ciclo, e uma fase demorar mais ou menos tempo. Além monais, chega a temida TPM, com indisposição, inchaço, baixa libido, e outros
do que, os sintomas em cada fase podem aparecer ou sintomas comuns. É hora de diminuir volume e intensidade dos treinos, mas não
não. A sugestão é, fique atenta aos sinais que seu corpo deixar de se exercitar. No período de 2 dias da falência do corpo lúteo, a mens-
emite, tente perceber cada uma das fases e haja como truação inicia novamente.
você se sentir melhor. Nada se torna regra quando tra-
balhamos com individualidade. Bons treinos!!! 03
>>
GANHO Rotina de Treinos:

DE PESO
A rotina de treinos deve permane-
cer se já existia uma antes do perí-
odo gestacional. O exercício ga-

NA GESTAÇÃO rante e preserva a massa muscu-


lar, fortalece os músculos para a
diástase e afastamento dos
mesmos, fortalece e prepara a
mulher para um eventual parto
normal, e garante uma recupera-
ção e retorno para o corpo antes
da gestação muito mais rápido,
O ganho de peso é algo individual pois a condição nutricional e além de uma melhora na circula-
peso da mulher antes da gestação é fundamental para deter- ção diminuindo o inchaço e reten-
minar esse “ganho” durante o período da gravidez. ção.

Importante lembrar que existe sim um ganho de peso, mesmo O TERMO Exercícios nesse período são fun-
para quem já inicia a gravidez acima do peso. O corpo tende a
acumular uma quantidade maior de gordura, para se preparar
“COMER POR damentais para fortalecimento da
lombar, e parte interna da coxa,
para o período da amamentação e produção de leite materno. DOIS” DEVE SER fortalece as articulações para su-

A sua alimentação e qualidade das refeições feitas determinam


ABOLIDO DO SEU portar o peso extra, reduzindo as
dores causadas nesse período.
não só o ganho de peso e “tipo” desse peso, como a saúde do PENSAMENTO
bebê, a disposição durante a gestação, o sono, queda de cabelo
e unhas. CASO ESTEJA
GRÁVIDA OU
PENSANDO EM
ENGRAVIDAR.
04
>>
Desta forma, se o intestino vai mal,
HÁ RESTRIÇÕES
CANDIDÍASE
está cheio de bactérias ruins, isto
também vai impactar em outra ALIMENTARES?
região do nosso corpo.

DE REPETIÇÃO Cientistas da Whashington University


School of Medicine mostraram que a
Os alimentos proibidos são aqueles
ricos em açúcar, pois alteram o pH va-
disbiose no trato genital ou no intes- ginal, e alimentos industrializados e
tino está associada à endometriose. ricos em conservantes e aditivos quí-
micos, pois pioram a imunidade. Assim,
Desequilíbrios na microbiota intesti- deve-se evitar o consumo de:
nal têm relação com candidíase va- • Açúcar e doces em geral;
ginal, vaginose bacteriana e infec- • Bebidas: sucos prontos, refrigerantes,
ções do trato urinário. bebidas alcoólicas e energéticos;
A candidíase de repetição, também é chamada de candidíase • Farinha branca, bolos, pães brancos,
recorrente e é definida quando a mulher apresenta 4 ou mais O QUE CAUSA salgados, biscoitos;
episódios da infecção em um ano. A candidíase é um corrimento
comum, acometendo cerca de 75% das mulheres pelo menos INFECÇÃO POR • Alimentos enlatados e comida pronta
congelada;
uma vez ao longo da vida. Já a candidíase de repetição aconte-
ce em cerca de 5% das mulheres.
CANDIDÍASE? • Carnes processadas, como salsicha,
linguiça, bacon, presunto, peito de peru
Temos uma conexão entre o intestino e a vagina. Candidíase de Existem muitas causas possíveis de e mortadela;
repetição está intimamente ligado com disbiose intestinal, prin- cândida, incluindo uma dieta rica • Grãos refinados, como arroz branco,
cipalmente, nos casos em que esse intestino tem a chamada hi- em açúcar, carboidratos refinados e macarrão branco e tapioca;
perpermeabilidade e o que seria isso?! Hiperpermeabilidade é o álcool que ajudam a fermento a • Picles, palmito e cogumelos, pois esti-
intestino que perdeu a conexão entre as suas células intestinais crescer. mulam o crescimento de fungos;
deixando que moléculas grandes passem para corrente sanguí- • Antibióticos de grande espectro; • Molhos prontos e temperos em cubos.
nea podendo gerar com isso doenças autoimunes. • Pílulas anticoncepcionais;
Somos seres que temos mais bactérias do que células, desta • Corticosteróides orais;
forma o intestino não é a única parte do nosso corpo que tem • Tratamentos contra o câncer;
microbiota; a vagina também possue microbiota; as bactérias • Diabetes;
do nosso corpo trabalham em sinergia. • Sistema imunitário enfraquecido.

05
>> CANDIDÍASE • Alimentos fermentados, como iogurte natural,
kéfir e kombucha, pois são ricos bactérias boas

DE REPETIÇÃO
que melhoram a saúde intestinal e fortalecem o
sistema imunológico;

• Própolis, que deve ser tomado diariamente, po-


dendo ser adicionado a chás, à água com limão
ou apenas diluído em água. Adultos devem tomar
o própolis em extrato alcoólico, enquanto mulhe-
res e crianças devem usar o própolis aquoso;

• Ervas naturais, como orégano, alecrim, tomilho,


Esses alimentos também contribuem para o desequilíbrio da
flora intestinal, um dos principais mecanismos de defesa do
VEJA QUAIS SÃO alho e cebola, pois têm ação antifúngica;

corpo contra micro-organismos invasores. Além disso, o uso de OS ALIMENTOS • Gorduras boas, como azeite, óleo de coco, cas-
antibióticos, corticoides e laxantes também pioram a flora intes-
tinal e favorece o surgimento da candidíase. QUE AJUDAM A tanhas, amêndoas e amendoins, pois reduzem a
inflamação;
FORTALECER
O SISTEMA • Sementes, como chia, linhaça e semente de
abóbora, pois são ricas em ômega-3, fortalecen-
IMUNOLÓGICO, do o sistema imunológico;

MELHORAM A FLORA • Alimentos integrais, frutas e vegetais, pois forta-


INTESTINAL E lecem a flora intestinal benéfica que, quando
saudável, impede a proliferação da candidíase.
AJUDAM NO
CONTROLE DE
pH VAGINAL:
06
>>
Alimentos que podem estar rela-
cionados à enxaqueca:

ENXAQUECA - Queijos envelhecidos;


- Alimentos fermentados ou defu-
mados;
- Cerveja;
- Frutos do mar;
- Leite e seus derivados ;
- álcool ;
- Cafeína ;
- Frutas cítricas ;

É importante analisar a
A enxaqueca é uma condição neurológica que afeta frequente- sensibilidade individualmente!
mente mulheres. O principal sintoma costuma ser: ataques de
dor de cabeça duradoura com sensação de náusea e/ou fotofo-
bia ou fonofobia. Importante para prevenção das
VOCÊ SABIA QUE crises:

ALGUNS ALIMENTOS - Comer de 3h em 3h, evitando

E NUTRIENTES longos períodos sem se alimentar;


- Diminuir o consumo de açúcar,
PODEM ESTAR alimentos industrializados e fari-
náceos ;
RELACIONADOS - Realizar higiene do sono e ter um
sono de qualidade ;
AO DESENCADEAMENTO - Adequação do peso e melhora
da composição corporal ;
DA CRISE, COMO:

07
>>
- É necessário que o intestino esteja saudável, para isso devemos consumir alimentos
ricos em fibras, probióticos e prebióticos!

CELULITE
- Existem alguns nutrientes específicos que estão relacionados com a melhora da ce-
lulite, como:

• Potássio: Regula os líquidos corporais. Tem como exemplo o da


masco, uva passa, tâmara, verduras e legumes crus
• Ferro: Favorece a oxigenação sanguínea. Carnes, vísceras, gema
de ovo, leguminosas.
• Zinco: Atua nos processos de cicatrização. Carnes, grãos integrais
e legumes.
• Silício: Favorece a produção de colágeno. Aveia, grãos integrais,
folhas verdes, beterraba.
• Ômega 3: Melhora a circulação e tem ação anti-inflamatória.
Salmão, sardinha, bacalhau, semente de linhaça.
Ela aparece geralmente nas coxas e nas nádegas, e isso aconte-
• Polifenóis: Protegem os vasos sanguíneos e combatem os radi
ce devido ao hormônio estrogênio que faz com que a mulher cais livres. Semente da uva, suco de uva e ameixa.
acumule mais gordura do que o homem, e à medida que a pele
envelhece fica mais fina tornando a celulite mais evidente. - Uma das maneiras de ajudar na redução da celulite é com alguns chás e alimentos
mais diuréticos, também ajudando na retenção hídrica.
Outras causas da celulite: hereditariedade falta de atividade
física, cigarro, maus hábitos alimentares, alterações nos proces- • Cavalinha: 1 col de sobremesa da folha em 200mL de água. Tomar
sos circulatórios. até 3x ao dia.
A celulite pode ser tratada e prevenida por meio de uma alimen- • Dente de leão: 1 col de sobremesa em 150mL de água. Tomar até
3x ao dia.
tação saudável e pela prática de atividade física.
• Carqueja: 2 col de chá em 150mL de água. Tomar de 2 a 3x ao dia.
• Chá verde: 1 col de sopa para 200mL de água. Tomar 3x ao dia.
• Melancia, pepino, salsa, abacaxi.
A NUTRIÇÃO TEM
UM PAPEL MUITO
IMPORTANTE NA Deve-se evitar
CELULITE. Bebidas alcóolicas, refrigerantes, doces, açúcares, frituras, alimentos indus-
trializados, carboidratos refinados como pão branco e biscoitos.
Aqui estão alguns pontos:

08
>>
Eles podem prejudicar a absor-
ção e metabolização de algumas
vitaminas e minerais, como:

ANTICONCEPCIONAL • Complexo B
• Zinco
• Vitamina C
• Magnésio
• Selênio
• Frutas cítricas

Alguns sintomas comuns com a


falta desses micronutrientes
são:

• Alterações no humor,
Com o uso em longo prazo ele pode trazer alguns malefícios à • Ansiedade,
• Queda de cabelo,
saúde, como aumento do colesterol, alteração na libido, dificul-
• Unhas fracas,
dade no ganho de músculo, retenção hídrica e deficiências nutri- • Fadiga,
cionais. • Acne e outros.
Pode ocorrer o aumento de peso na balança por conta da reten-
ção de líquidos, mas....
DICA IMPORTANTE!

Inclua na alimentação alimentos


como:
• castanhas,
...NÃO HÁ • cereais integrais,
• leguminosas,
COMPROVAÇÕES • carnes,
• ovos,
QUE ELE ENGORDE. • frutas,
• vegetais verde escuros.

No caso de retenção, inclua:


• Chás diuréticos

09
>>
• A base da alimentação deve ser
comida de verdade: frutas, vegetais,
raízes, grãos, oleaginosas, ovos, proteí-
nas magras.

ENDOMETRIOSE • O consumo de 5 porções por dia de


frutas + vegetais diminui significativa-
mente o desenvolvimento da endome-
triose. Dar preferência às frutas amare-
lo-alaranjadas, elas apresentam efeito
protetor!

• Diminuir o consumo de industrializados


ao máximo, optando por aqueles com
menor lista de ingredientes.

• Consumir carne vermelha em momen-


tos pontuais, preferir carnes brancas.
A Endometriose é uma doença que pode ser desenvolvida em
qualquer idade do período fértil da mulher, com auge dos 25 aos • Diminuir o consumo de glúten: pãezi-
30 anos. Ocorre quando, durante a menstruação, células do en- nhos, biscoitinhos, torradinhas, bolo...
dométrio ‘’fogem’’ do útero e se fixam num outro local no abdô- • Evitar as gorduras ruins encontradas
men, onde começam a crescer e se multiplicar formando a lesão em frituras, margarina, óleos vegetais
endometriótica. (soja, girassol, milho, etc), comidas con-
O principal sintoma costuma ser uma dor pélvica intensa, princi- geladas e aumentar o consumo de boas
fontes de gordura como: azeite extravir-
palmente na época da menstruação. Se não tratada com rapi- gem, abacate, castanhas.
dez pode evoluir e necessitar de intervenção cirúrgica para reti-
rada das lesões. • Consumir diariamente fontes de
A nutrição entra como parte fundamental no tratamento da en- ômega 3: semente de chia, linhaça, sar-
dometriose, associada à algum método contraceptivo que cesse A CHAVE DO dinha.

a menstruação. Por meio do tratamento nutricional conseguimos


diminuir significativamente as dores, diminuir o tamanho da
TRATAMENTO ESTÁ • Manter altos níveis de vitamina D é fator
protetor!
lesão endometriótica e evitar sua multiplicação. EM MELHORAR O • Importante fazer o básico: cuidar da
PADRÃO ALIMENTAR. qualidade do sono, atividade física e in-
gestão de água adequada (35ml para
cada kg de peso corporal)
10
>>
Principais sintomas: Dicas de alguns chás para o período

T.P.M
• Enxaqueca da TPM:
• Estressa • Melissa
• Irritabilidade • Erva doce

E COMPULSÃO
• Mal humor • Camomila
• Muita fome • Valeriana
• Desejo por doces • Casca da laranja vermelha
• Dificuldade de aprendizado

ALIMENTAR
• Dores no corpo
• Cólicas
• Retenção de líquidos

DICAS DO QUE EVITAR:

A tensão pré-menstrual (TPM) constitui um conjunto de sensa- • Açúcar simples (doces, chocolates, pão branco, açúcar refinado, bolos..)
ções e sintomas físicos, emocionais e comportamentais que
• Gordura saturada (carnes gordas, manteiga, alguns laticínios),
ocorrem na semana anterior à menstruação.
Alguns dias antes da menstruação, a produção de um hormônio • Alimentos processados,
no nosso corpo começa a diminuir, resultando em alteração de
algumas funções do Sistema Nervoso Central. • Muita cafeína.
Esse hormônio está muito relacionado com a regulação do com-
portamento alimentar, nossa fome e saciedade. E como está di- A compulsão por doces é decorrente de fatores que estão muito associados: estresse, an-
minuído, temos aumento da fome e comportamentos compulsi- siedade, noites mal dormidas/poucas horas de sono, alterações hormonais, rotina alimentar
vos em relação a comida. O estresse também altera esse hor- composta por excesso de alimentos industrializados e pouca comida de verdade.
mônio, que tem relação com a compulsão alimentar, por isso o
O estresse e a ansiedade podem ser gatilhos para o início da compulsão por doces, uma vez
descontrole é maior nesse período. que a pessoa numa tentativa de lidar com aquela frustração e/ou tristeza, vê no doce uma
forma de compensação, de felicidade momentânea e aí entra no ciclo vicioso de sempre
ter que comer doce para se sentir feliz.

11
>>
T.P.M
O QUE CONSUMIR PARA AJUDAR NESSE PERÍODO E SINTOMAS?

E COMPULSÃO
• Alimentação anti-inflamatória: Redução de dores, sensibilidade nas mamas, cólicas e acne.

• Consumir: Frutas, legumes, verduras, ômega 3, cacau, gengibre, açafrão.

ALIMENTAR Vitamina D: Maior incidência e gravidade dos sintomas, menos inflamação e maior capacida-
de antioxidante.
Fontes: Peixes gordurosos (salmão, cavala, atum, sardinha), ovos, leite de soja.
Obs: Precisamos da luz do sol para a vitamina D ter eficiência!

Zinco: Baixas quantidades podem aumentar os quadros de irritabilidade, mal humor e mu-
danças de emoções.
Além disso, algumas deficiências nutricionais, como níveis baixos de triptofa- O consumo de zinco melhora os sintomas da TPM e ajuda no controle da ingestão alimentar.
no, magnésio e vitamina B, que podem ser causadas pela má alimentação, Fontes: Castanha do Pará/Brasil, aveia, semente de linhaça, ostra, semente de abóbora.
fazem com que a produção de de serotonina seja diminuída. E ela age na sa-
Grãos Integrais: São ricos em fibras alimentares, vitaminas do complexo B, zinco, magnésio e
ciedade, no humor e na sensação de bem estar. Logo, a pessoa nessas con- vitamina E. Vão ajudar a reduzir os sintomas de humor, físicos e comportamentais da TPM.
dições sente mais fome e maior vontade de comer doces. Exemplos: Arroz integral, pão integral, aveia, germe de trigo.

Vitamina B6: Super importante para o nosso sistema nervoso central (cérebro). Além de parti-
Mas, por outro lado.. pode ser também por uma restrição!
cipar da regulação de alguns nutrientes, ela faz síntese de compostos (neurotransmissores)
que manejam nossos sintomas, principalmente comportamentais (Falta de atenção, Insônia,
Atualmente, é normal considerar o doce como algo “errado” ou “proibido”, e bipolaridade, irritabilidade).
isso só aumenta a vontade de comer! Pode, inclusive, levar a um momento Fontes: Soja, castanha, carne, atum, leite, banana, aveia.
de exagero e possível descontrole.
GABA: É um mensageiro entre nossos neurônios e células, que inibe alguns efeitos no nosso
cérebro, reduzindo sintomas da TPM. Ele possui efeito analgésico e “anti-ansiedade” também.
E ficar tentando “mascarar” a vontade de doce com outros alimentos “permi- Fontes: Soja, ervilha, aveia, tomate, batata-doce, espinafre.
tidos” só piora a situação! Eles não vão trazer satisfação, apenas uma possí-
Serotonina: É uma substância responsável por modular nosso humor, sono e ingestão alimen-
vel distração temporária, mas a vontade permanece e pode ser ainda mais
tar, sendo muito importante na TPM, pois está reduzida nesse período. Precisamos aumentar o
“avassaladora” depois. consumo!
Então se conceder essa permissão de comer doce quando tem vontade (e Fontes: Kiwi, banana, tomate, maracujá, mamão, ameixa, abacaxi.
em um período como a TPM), pode ser justamente o que vai fazer com que
Triptofano: Uma substância que vai ajudar a formar a serotonina! Não temos no organismo,
você não tenha vontade o tempo inteiro! Se permita e tenha seu momento
precisamos consumir.
de prazer com a comida. Tudo com moderação funciona! Fontes: Leite, queijo, iogurte, soja, semente de abóbora, carne, peixe.
12
Nutricionista clínica e esportiva, com foco em saúde,
emagrecimento, estética e performance. Nutricionista clínica e esportiva. Graduada pela Universi-
Graduada pela Universidade de Fortaleza (Unifor). Pós dade de Fortaleza (Unifor). Pós graduada em exercício
graduada em Oncologia pelo Hospital Albert Einstein, pós físico pela INADES.
graduanda em Nutrição Esportiva pela FAPES e pós gra-
duanda em Nutrição Clínica Funcional pela VP.

Yasmin Melo Isabel Lobo

Nutricionista Clínica e Materno Infantil, Graduada pela Uni-


Nutricionista Clínica com foco em emagrecimento e
versidade de Fortaleza (Unifor). Pós-grad. em Nutrição
comportamento alimentar. Graduada pela Universidade
Materno Infantil pela IPGS e Residente em Saúde da Mulher
de Fortaleza (Unifor). Pós graduanda em Nutrição Clínica
e da Criança (MEAC/UFC).
Funcional (VP).

Luísa Rolim Nathália Patrício

Nutricionista clínica com foco em emagrecimento, saúde


Nutricionista clínica com foco em saúde da mulher e do- da mulher e materno-infantil. Graduada pela Universida-
enças autoimunes. Graduada pela Universidade de For- de de Fortaleza (Unifor). Pós graduanda em nutrição clíni-
taleza (Unifor). Pós graduada em Nutrição Clínica Funcio- ca e fitoterapia aplicada (IVESP).
nal - VP.

Natália Pamplona Marcia Trevia

Nutricionista clínica e esportiva. Com foco em emagreci- Profissional de Educação Física, com atuação em Treina-
mento e estética. Graduada pela universidade Estácio de mento Personalizado e Corrida de Rua. Graduada pela
Sá. Pós graduada em nutrição, metabolismo e fisiologia Universidade de Fortaleza. Pós Graduanda em Fisiologia
no esporte. (Inades) Pós graduanda em nutrição com- do Exercício e Nutrição Esportiva (Start Treinamento)
portamental (iPGS) Pós graduanda em nutrição e hiper-
trofia. (Uniguaçu)

Caroline Nelly Ana Karla Herrero

13

Você também pode gostar