Você está na página 1de 32

PORTUGUÊS

INSTRUÇÕES DE USO E MANUTENÇÃO


CATÁLOGO GERAL DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO CT. 200499
ITALIANO

n° de série da máquina

SISTEMAS DE BOMBAGEM PARA A CONSTRUÇÃO


ÍNDICE

USO E MANUTENÇÃO PEÇAS DE REPOSIÇÃO


1. - Informações gerais 5 Des. 1 - Corpo da máquina 34
1.1 - Introdução Des. 2 - Motor - Transmissão 36
1.2 - Informações gerais
Des. 3 - Bomba 2L6 38
2. - Descrição da máquina 6 Des. 4 - Bomba T25 40
2.1 - Tipo de máquina 6 Des. 5 - Bomba 60.12 42
Placa de fábrica
Posição da placa da fábrica Des. 6 - Misturadora planetária potencializada 44
Posição do número de série da máquina
Des. 7 - Quadro eléctrico 46
2.2 - Descrição da máquina 7
2.3 - Dimensão da máquina 8 Des. 8 - Comando remoto 48
2.4 - Características técnicas 8 Des. 9 - Peneira vibratória 50
Des.10 - Compressor trifásico completo 52
3. - Transporte da máquina 9
3.1 - Transporte Des.10 A- Compressor trifásico 54
Des.11 - Caixa de acessórios cód. 201.112
4. - Uso da máquina 10 para argamassas tradicionais 56
4.1 - Princípio de funcionamento 10
Des.11 A- Caixa de acessórios cód. 201.112
4.2 - Materiais bombeáveis 10
Aplicações 11 Pistola e tubos 58
Escolha da bomba Des.12 - Caixa de acessórios cód. 201.067
Escolha da pistola para materiais prontos a usar 60
4.3 - Operações preliminares 12
Posicionamento da máquina Des.12 A- Caixa de acessórios cód. 201.067
Ligação eléctrica Pistola 62
Tubos 13
Ancoragem dos tubos Des.12 B- Caixa de acessórios cód. 201.067
Uniões Tubos 64
Ligações 14 Des.13 - Caixa de acessórios cód. 201.071
4.4 - Accionamento 15 para produtos de alisar 66
Controles preventivos
Regulação da bomba 16 Des.13 A- Caixa de acessórios cód. 201.071
Accionamento da máquina 18 Pistola e tubos 68
Preparação da massa 20
Transporte e projecção da massa Des.14 - Caixa de acessórios cód. 201.089
4.5 - Limpeza e término do trabalho 22 para placas de pavimento
4.6 - Substituição do grupo de bombagem 24 autoniveladoras 70

5. - Manutenção da máquina 26
5.1 - Operações de responsabilidade ACESSÓRIOS
do operador 26 Des.15 - Extensões 74
Operações a serem feitas diariamente Des.16 - Pistolas 78
5.2 - Operações de responsabilidade
de pessoal habilitado 27 Des.17 - Bocais 80
Des.18 - Dispositivo de injecções 82
6. - Problemas – causas - soluções 28 Des.18 A- Grupo dispositivo lim. de pressão 84
6.1 - Não sai material pela pistola 28
6.2 - Outros problemas 29 Des.18 B- Pistola - Tubos 86
6.3 - Intervenções do operador 30 Des.19 - Conta-litros 88
6.4 - Intervenções de pessoal habilitado 30

7. - Responsabilidade do operador 32 ESQUEMAS ELÉCTRICOS


Des.20 - Esquema eléctrico 92
MANUAL DE INSTRUÇÃO

IMPORTANTE
Leia e observe as instruções contidas no presente ma-
nual: desta maneira, evitar-se-ão acidentes,
usufruir-se-á da garantia do fabricante e ter-se-á à dispo-
sição uma máquina sempre eficiente e pronta a usar.

O uso e a manutenção da máquina são incumbências que


cabem somente a pessoal experiente, consciente dos
perigos existentes.

Devem-se cumprir as prescrições relativas à prevenção de


acidentes e as normas vigentes relativas à segurança do
trabalho.

O fabricante não se responsabiliza por eventuais danos


causados derivados de modificações feitas arbitraria-
mente na máquina.

MÁQUINA DE MISTURAR, TRANSPORTAR E


PROJECTAR ARGAMASSAS PRONTAS A USAR,
ARGAMASSAS TRADICIONAIS, REVESTIMENTOS
DE ACABAMENTO

POLI T
Número de série da máquina:

Aconselhamos anotar acima o número de série da má-


quina, que deve ser sempre fornecido, para facilitar o
trabalho do pessoal responsável, em todos os pedidos de
assistência ou de peças de reposição.

Reservamo-nos o direito de fazer todo tipo de modifica-


ção para melhorar as máquinas, mesmo se não prevista
neste manual.

Para qualquer tipo de impressão ou reprodução, mesmo


parcial, do presente manual, é necessário obter a nossa
autorização escrita.

3
LEGENDA E ETIQUETAS

DESCRIÇÃO

É obrigatório É obrigatório ler


lero manual de instruções no manual de instruções
antes de iniciar a trabalhar a parte relativa a manutenções
ordinárias e extraordinárias

Aviso:
risco de descargas eléctricas

ATENÇÃO!
A - O alimentador é dotado de dispositivo de segurança. C - Atenção para que ninguém pare nas proximidades
Se a grelha de segurança for aberta, o agitador pára das saídas de ar.
de funcionar imediatamente. D - A pistola nunca deve ser dirigida para pessoas.
B - A misturadora é dotada de dispositivo de segurança. E - Há componentes eléctricos que podem estar sob
Se a grelha de segurança for aberta, o misturador tensão.
pára imediatamente.
B

D
E

4
1 - INFORMAÇÕES GERAIS

1.1 - INTRODUÇÃO 1.2 - INFORMAÇÕES GERAIS


A máquina de misturar, transportar e projectar argamassas As máquinas TURBOSOL
prontas a usar, argamassas tradicionais e revestimentos São o produto de uma longa experiência e de um
de acabamento POLI T pode ser fornecida com desenvolvimento contínuo. O “know-how” adquirido,
diversos acessórios, mas isto não significa que todos os juntamente à grande atenção dada às exigências em
componentes descritos neste manual estejam montados matéria de qualidade, constitui a garantia fundamental
na sua máquina. para o fabrico de máquinas de longa duração, de grande
fiabilidade e de custos de gestão reduzidos.
Nós nos antecipamos a ressaltar claramente as diversas
variantes, para possibilitar-lhes a fácil identificação das Precauções a serem tomadas
instruções de serviço e manutenção relativas à sua com a máquina em funcionamento
máquina. Manutenções ou reparações devem ser feitos somente
com a máquina parada. Os dispositivos de protecção
Pedimos que as instruções contidas a seguir sejam lidas que foram desmontados para fazer os trabalhos devem
com muita atenção, antes de ligar a sua máquina, e que ser remontados quando os trabalhos tiverem sido
sejam respeitadas minuciosamente. terminados.

Para qualquer informação ulterior, o serviço de apoio ao Manutenção e cuidados


cliente da TURBOSOL PRODUZIONE S.P.A. encontra-se São de fundamental importância para que o funcionamento
à sua completa disposição. da máquina corresponda às expectativas. Por isso, é
indispensável respeitar os intervalos de manutenção
prescritos e efectuar cuidadosamente as manutenções
necessárias.
TURBOSOL PRODUZIONE S.P.A.
Via Marche, 50 Segurança
31030 Pero di Breda di Piave (TV) - ITALIA Este símbolo distingue todos os pontos concernentes
Tel. 0039 - 0422 - 90.2.51 à segurança ou uso correcto contidos neste manual,
Fax 0039 - 0422 - 90.44.08 e deve ser cuidadosamente observado. As normas de
http://www.turbosol.it segurança também devem ser comunicadas ao pessoal
e-mail: info@turbosol.it de serviço. Devem-se também observar as normas gerais
relativas à segurança e à prevenção de acidentes previstas
o pela legislação local.

Importado por Turbosol do Brasil Ltda. - Av. Berna, Treinamento


56 - CEP 04774-020 - São Paulo-SP Este símbolo mostra que o operador deve receber
um treinamento específico para fazer correctamente
a operação.

TURBOSOL SERVICE
Para qualquer inconveniente concernente a
problemas com a máquina ou em caso de
necessidade de peças de reposição, dirigir-se ao
revendedor TURBOSOL.

5
2 - DESCRIÇÃO DA MÁQUINA

2.1 - TIPO DE MÁQUINA


Placa da fábrica Posição da placa da fábrica
A placa da fábrica (1) está fixada na carroçaria da
máquina.

A B

O tipo de máquina (A), o número de série da máquina (B),


e também os dados relativos à potência estão gravados 2
na placa.
A seguir, é explicado o significado dos símbolos
utilizados.

(A) = Tipo de máquina: POLI T EV (/MP) Posição do número de série da máquina


O número de série da máquina (2) está gravado no
POLI T = Máquina de misturar, transportar e projectar alimentador, e também na placa da fábrica.
argamassas prontas a usar, argamassas
tradicionais e revestimentos de acabamento

EV = Versão eléctrica
com variador de caudal

/MP = Com misturadora planetária

(B) = Número de série da máquina: NNNNN/AA

NNNNN = Número de série da máquina

/AA = Ano de fabrico

6
2.2 - DESCRIÇÃO DA MÁQUINA
Acessórios de série: Opcionais:
• cárter portante com rodas pneumáticas; Peneira vibratória completa.
• alimentador de 120 litros com agitador; Dispositivo para injecções de calda de cimento.
• caudal variável com variador mecânico; Conta-litros.
• motor eléctrico; Distribuidor fungiforme para misturadora planetária com
• quadro eléctrico conforme norma CE com tomadas e ferro raspador.
selectores para a ligação e utilização da máquina; Pistola para rebocos de alta espessura prontos a usar.
• tomada para misturadora planetária (/MP); Pistolas para recobrir e encher juntas.
• comando remoto eléctrico (com 33 metros de cabo) ou Bocal para bombear argamassa.
pneumático com selecção no quadro; Bomba de parafuso e estator tipo 60.12
• peneira vibratória com rede Ø 8 mm (para rebocos tradi- Compressor 250 l/min -1,5 kW - 380 V (incorporável).
cionais); Compressor 590 l/min - 3 kW - 380 V para produtos de alisar
• misturadora planetária de 120 litros com motor potencia- (à parte).
lizado de 1,8 kW e inversão de marcha (versão /MP para Componentes principais:
rebocos tradicionais, rebocos prontos a usar e argamas- A máquina é formada essencialmente de:
sas estruturais); uma alimentador (3) com agitador (4);
• bomba de parafuso e estator de borracha tipo T25 (para um motovariador (5);
rebocos tradicionais); um quadro de comando (6);
• bomba de parafuso e estator de borracha tipo 2L6 (para um grupo de bombagem (7);
rebocos prontos a usar e argamassas estruturais); uma peneira vibratória (8) com motovibrador (9) (para
• saída da bomba com união de came DN 50; rebocos tradicionais);
• 30 metros (20 + 10) de tubo de argamassa Ø 35 com uniões uma misturadora planetária potencializada (versão /MP) (10)
de came (para rebocos tradicionais e argamassas estruturais); (para rebocos tradicionais ou prontos a usar ou argamassas
• 31 metros de tubo de ar Ø 13 com ligações rápidas (para estruturais) com misturador (11);
rebocos tradicionais e argamassas estruturais); um compressor (opcional) (12).
• 35 metros (20+10 Ø 35+5 Ø 25) de tubo de argamassa
com uniões de came (para rebocos prontos a usar); 11
• 36 metros (20+16) de tubo de ar Ø 13 com ligações rá- 10
pidas (para rebocos prontos a usar);
• caixa de acessórios;
• documentos técnicos.

6
3

7
9
12
4

7
2.3 - DIMENSÃO DA MÁQUINA
De seguida, encontram-se as dimensões máximas e o peso bruto (pronta para funcionar) da máquina.

Versão POLI T EV Versão POLI T EV/MP (misturadora planetária potencializada)


COMPRIMENTO LARGURA ALTURA PESO COMPRIMENTO LARGURA ALTURA PESO

1.850 mm 710 mm 650 mm 205 kg 1.850 mm 710 mm 1.210 mm 295 kg

2.4 - CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS


mínimo 2 bar
Calibração do pressostato da máquina
máximo 4 bar
mínimo 3 bar
Calibração do pressostato do compressor
máximo 5 bar
Calibração da válvula de máxima do compressor 7 bar
Ar fornecido pelo compressor incorporado a 2 bar 200 l/m’
Tensão de alimentação 400 VCA ±10%
Frequência de alimentação 60 HZ
Tensão do circuito auxiliar 24 VCA
Corrente de curto-circuito máxima 6 KA
Número de arranques por hora máximo 24
MÁQUINA
Potência do motor eléctrico da máquina 5,5 kW
Corrente nominal do motor 12,2 A
COMPRESSOR INCORPORADO
Potência do motor eléctrico 1,5 kW
Corrente nominal 3,5 A
MISTURADORA POTENCIALIZADA
Potência do motor eléctrico 1,85 kW
Corrente nominal 4,36 A

Troca de óleo do redutor (shell omala 220 - 2,8 l) a cada 3.000 horas
Troca de óleo do variador (SHELL A.T.F. DEXRON III - 1,0 l) a cada 3.000 horas
Troca de óleo do compressor (TURBO DIESEL 15W40 - 0,6 l) a cada 3.000 horas
Troca de óleo do redutor da misturadora (AGIP DELIUM VSF 320 - 0,7 l) potencializada a cada 3.000 horas
Capacidade do alimentador 120 l
Capacidade da misturadora 120 l
Temperatura ambiente de trabalho da -5° a + 35° C
LwA garantido (90% nível de fiabilidade, directiva 2000/14/CE),
77 dB(A)
testado por ISET, Notificação n° 0865

#
Nota bene: O operador deve obrigatoriamente utilizar equipamentos de protecção acústica individual
que garantam uma redução de pelo menos 10 dB(A).

8
BOMBAS 2L6 T25 60.12
(de série) (opcional) (opcional)
Caudal teórico do material° 0 ÷ 45 l/m’ 0 ÷ 55 l/m’ 0 ÷ 150 l/m’
Pressão máxima da bomba 40 bar 30 bar 20 bar
Granulometria máxima bombeável 4 ÷ 6 mm 8 ÷ 10 mm 8 ÷ 10 mm
Altura útil (indicativa)* 50 - 60 m 30 - 40 m 40 - 50 m
Distância útil (indicativa)* 80 - 100 m 60 - 80 m 80 - 100
Tubo de borracha para material ** Ø 35 x 49 mm
Ø 35 x 49 mm Ø 50 x 66 mm
Ø 25 x 37 mm

Nota bene: * O caudal pode variar segundo a viscosidade, qualidade e composição da massa, estado de desgaste
da bomba, diâmetro e comprimento dos tubos de argamassa, altura de bombagem.

* distância e altura máximas não alcançáveis simultaneamente.


Estes dados não são absolutos, mas dependem da qualidade dos materiais a bombear,
da sua consistência, do caudal das bombas, do diâmetro dos tubos utilizados.

** utilize exclusivamente tubos específicos para esta máquina.

3 - TRANSPORTE DA MÁQUINA

3.1 - TRANSPORTE
Engate os cabos nas argolas posicionadas no lado da Evite elevar a máquina com o empilhador.
máquina.

Use um gancho e dois cabos homologados para


elevar 500 kg.

Antes de elevar a máquina, assegure-se de que


ninguém se encontre próximo da máquina.

9
4 - USO DA MÁQUINA

4.1 - PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO 4.2 - MATERIAIS BOMBEÁVEIS


A POLI T é composta essencialmente de um alimentador Damos a seguir alguns conceitos fundamentais
com agitador, que recebe o material misturado, e de uma para preparar as massas tradicionais que devem ser
bomba de parafuso para a bombagem do material. transportadas com a POLI T:
Pode ser equipada com uma misturadora planetária
(versão /MP) para misturar a massa. • os agregados devem estar em curva
granulométrica:
A massa é descarregada no alimentador e então
bombeada pela bomba de parafuso para o local de
utilização e projectado nas paredes pela pistola (diferente
consoante o tipo de material utilizado) para a qual fluem
tanto o material como o ar fornecido pelo compressor
auxiliar.

O caudal da bomba pode ser regulado mediante um


volante de regulação (13).

por exemplo, utilize agregados que tenham


13 granulometria: 1/3 compreendida entre 0 e 1 mm;
1/3 compreendida entre 1 e 3 mm;
1/3 compreendida entre 3 e 5 mm.

• para fazer uma massa de 140 litros, utilizam-se


normalmente 50 kg (um saco) de cimento ou de
cal plástica;

• a relação água/cimento deve ser aproximada-


mente 0,6; isto significa utilizar 25 ÷ 35 litros de
água para um volume de massa de 140 litros,
consoante a quantidade de cimento e humidade
dos agregados.

Para evitar a ruptura do variador, a regulação do • quando se utilizam argamassas prontas a usar
caudal deve ser feita só com o motor a funcionar. (argamassas de retracção controlada, prontas
a usar, à base de cimento, normais ou ligeiras)
O arranque e a paragem da máquina são é importante seguir com atenção as instruções
comandados directamente pelo operador dadas pelo produtos do material, especialmente
mediante a pistola, abrindo e fechando a quantidade de água e o tempo de mistura.
a torneira de ar (14) posicionada na 14
pistola, ou mediante um comando
remoto por cabo (15).

15

Pode ser dotada de um conta-litros para a dosagem


da água e de uma peneira vibratória para peneirar o
material.

10
Aplicações Escolha da bomba
A POLI T mistura, bombeia, projecta e injecta diversos Há à disposição 3 tipos diferentes de bombas, indicada
tipos de materiais, tais como: cada uma consoante o tipo de material utilizado:

• argamassas e rebocos tradicionais; CONFIGURAÇÃO STANDARD:


• Bomba 2L6
• argamassas e rebocos prontos a usar; (parafuso cód. 250.123, estator cód. 263.184) para
materiais prontos a usar, com granulometria 4 ÷ 6 mm
• argamassas e rebocos isolantes termoacústicos; (agregados);

• argamassas e rebocos para revestimentos de • Bomba T25


acabamento, raspagem decorativa ou rústica; (parafuso cód. 250.089, estator cód. 238030) para
argamassas tradicionais, com granulometria 8 ÷ 10 mm.
• argamassas e rebocos para revestimentos de camada
fina;
OPCIONAL:
• rebocos para recobrir juntas; • Bomba 60.12
(parafuso cód. 250.136, estator cód. 263.366) para
• massas para placas de pavimentos ligeiras e massas para placas de pavimento autoniveladoras.
autoniveladoras;

• argamassas para alvenaria e argamassas adesivas para


blocos e cartão gesso;
Escolha da pistola
• argamassas e caldas de cimento para injecções de Consoante o tipo de material utilizado, escolhe-se a
reforço; respectiva pistola.

• argamassas de cimento especiais fibro-reforçadas e • Pistola (cód. 216.246) para argamassas tradicionais e
micro-betão para recuperação estrutural; argamassas de retracção controlada (caixa de acessórios
cód. 201.112).
• revestimentos ignífugos;
• Pistola (cód. 216.252) para rebocos prontos a usar e
• caldas de cimento e lamas de bentonita; para argamassas estruturais (caixa de acessórios cód.
(recomenda-se o uso do distribuidor fungiforme para 201.067).
misturadora planetária com ferro raspador);
• Pistola (cód. 216.266) para produtos de alisar, plásticos,
• argamassas refractárias e antidesgaste; impermeabilizantes (caixa de acessórios cód. 201.071).

• argamassas pesadas para enchimento de moldes, • Bocal Ø 50 (cód. 251.193) para placas de pavimento
recipientes especiais e lastros; autoniveladoras (caixa de acessórios cód. 201.089).

• rebocos intumescentes. • Pistola (cód. 216.251) para rebocos de alta espessura


prontos a usar (opcional).

• Pistola (cód. 216.256) para encher juntas (opcional).

• Pistola (cód. 216.496) para juntas (opcional).

• Pistola (cód. 216.299) para injecção de calda de cimento


(opcional - dispositivo de injecção).

• Bocal Ø 25 (cód. 216.255),


Ø 35 (cód. 216.216) para bombagem de arga-
massas e massas para placas de pavimentos
autoniveladoras (opcional).

11
4.3 - OPERAÇÕES PRELIMINARES
Posicionamento da máquina Ligação eléctrica
Coloque a máquina numa posição que seja o mais Ligue a máquina ao quadro eléctrico do estaleiro utilizando
horizontal possível; a inclinação máxima permitida é 5º, um cabo em neopreno (borracha antidesgaste), marcado
seja no sentido longitudinal, seja transversal. H07 RN-F, de secção mínima:

4 x 4 mm para distâncias até 20 m;


4 x 6 mm para distâncias até 50 m;
4 x 10 mm para distâncias até 100 m.

O uso de um cabo eléctrico de secção imprópria


prejudica o funcionamento da máquina.
A máquina deve ser posicionada no ponto do estaleiro
O quadro eléctrico do estaleiro deve ter:
que permita o melhor aproveitamento do raio de alcance
• uma potência mínima de 12 kVA,
dos tubos.
• ligação à terra eficiente,
• fusíveis de 35 A (tipo aM),
• diferenciais de alta sensibilidade (de 30 mA),
Bloquear as rodas.
• em todo caso, deve atender às normativas nacionais
vigentes.
Preveja todo o material para a limpeza da máquina (tubo
de água, esponjas de lavagem, etc.).

Ligue o terminal de terra da máquina à baliza de terra


do quadro do estaleiro com um cabo de secção mínima
Em torno da máquina deve haver passagens de pelo
igual à secção do cabo de alimentação e, todavia, nunca
menos 80 cm, sem impedimentos e com pavimento
inferior a 16 mm².
sem buracos ou saliências perigosas.

Se a máquina for alimentada por um grupo


electrogéneo, utilize um grupo de 30 kVA.

12
Tubos Uniões
Estenda os tubos e limite o comprimento o mais possível Verifique se as uniões estão eficientes e limpas.
(reduz-se o desgaste e o tempo de transporte), e controle
ao mesmo tempo que estejam em boas condições. • Uniões de came
ao ligar os troços de tubos, verifique que esteja colocada
Os 10 primeiros metros de tubo durante a bombagem a junta de borracha (16),
oscilam alguns centímetros; recomenda-se manter tal
troço levantado do pavimento, de modo a evitar que apoie
sobre cantos ou elementos abrasivos para que não haja
desgaste precoce dos tubos.

Utilize somente tubos e uniões originais. 16


Os tubos devem ser ligados pela TURBOSOL
PRODUZIONE S.P.A. ou por empresas por ela
expressamente autorizadas.
Em caso algum a TURBOSOL PRODUZIONE S.P.A.
e o importador responderá por danos a pessoas ou feche completamente as alavancas.
coisas causados pela utilização de tubos ou uniões
não originais.

Ancoragem dos tubos


A linha de tubos deve estar adequadamente ancorada:
utilize o suporte para tubos entregue com a máquina para
a ancoragem dos troços verticais e para chegar ao andar
(opcional - cód. 234.049 + 266.148 + 266.103 / duas
unidades).

Tubos Ø 35 x 49 - comprimento de 10 ou 20 metros


para granulometria bombeável máxima de 0 ÷ 10 mm.

13
Ligações Ligue o tubo de material (20) à bomba de parafuso e o
Ligue o tubo de ar do compressor (17) ao grupo de tubo de ar à ligação de saída do grupo de ar da máquina
compressão de ar da máquina (18). (21).

21
20

17

18
De seguida, ligue a pistola à parte terminal do tubo
de material. Quando utilizar a pistola para argamassas
Faça a ligação eléctrica do compressor ao quadro tradicionais (cód. 216.245), retire a junta
eléctrico da máquina (19). de vedação que se encontra
no interior da união.

22

23 bloqueie
as alavancas da junta
mediante a respectiva mola de
segurança (22), e ligue o tubo do ar
fixando bem as uniões.
19
24
Na versão com misturadora planetária (/MP), ligue a
tomada ao quadro eléctrico da máquina (23).

Na versão com peneira vibratória, ligue a tomada ao


quadro eléctrico da máquina (24).

14
4.4 - ACCIONAMENTO DA MÁQUINA
CONTROLES PREVENTIVOS • Controle se todas as torneiras de serviço (28) estão
Faça os seguintes controles: fechadas.

• Nível
do óleo do compressor:
O nível do lubrificante deve estar na marca de MÁX.
aposta na haste.
Se necessário, ateste com
ELF TURBO DIESEL 15W40.

28

• Nível do óleo do redutor:

Após eventuais reparações ou manutenção,


certifique-se de que todos os dispositivos
de protecção (cárter da ventoinha, grelha do
Controle o nível do lubrificante (25). alimentador e grelha da misturadora) tenham sido
Se necessário, ateste com: remontados e que nenhuma ferramenta tenha
SHELL OMALA 220. 25 sido esquecida dentro do alimentador ou da
misturadora.

• Nível de óleo do variador:


27
Certifique-se de que as grelhas de protecção
estejam posicionadas na misturadora e no
alimentador e fixadas correctamente.

Antes de ligar a máquina, certifique-se de que


ninguém, excepto os operadores, se encontre
próximo à máquina, ou seja, a menos de 1 metro.

Controle o nível do
lubrificante (26).
Se necessário, ateste (27) com: 26
SHELL A.T.F. DEXTRON III.

15
• Regulação da bomba - ligue a bomba de argamassa com o botão ON/OFF I/0
Se tiver sido instalada uma bomba nova, e diariamente (32);
antes de começar a utilizar o material, recomenda-se
controlar a calibração da bomba da forma descrita a
seguir:

- monte o grupo 33
de regulação da
bomba (29), com
a torneira aberta; 31
26

32
- encha o
alimentador de
água;
29

- abra a torneira do ar (14) da pistola


14
e a de ar (30) da máquina;

- leia a pressão de bombagem indicada pelo manómetro


instalado no colector de descarga de argamassa (33).

Os valores devem corresponder, indicativamente,


aos da tabela.

- Após poucos segundos (cerca de 10 segundos), pare a


bomba: no manómetro lê-se a pressão de manutenção
da bomba, que deve ser igual a cerca da metade da
pressão de bombagem lida anteriormente.

30

- feche a torneira (31) do grupo de regulação da bomba;

16
VALORES CORRECTOS DA PRESSÃO (indicativos)
BOMBA COMPRIMENTO DOS TUBOS ATÉ

40 m 50 m 60 m
2L6* 10 bar 15 bar 20 bar
60.12* 8 bar 10 bar 12 bar
T25** 10 bar 15 bar ----

* bombas 2L6 e 60.12 valores de regulação.


** bomba T25 valor da pressão de bombagem.

Se os valores da pressão de regulação lidos forem


diferentes dos correctos transcritos na tabela, regule os
parafusos do estreitador da bomba (34)
- fixe: a pressão de regulação aumenta;
- solte: a pressão de regulação diminui.

34

Repita a operação de regulação para obter valores de


pressão correctos.
Retire então o grupo de regulação da bomba (29) e ligue
o tubo de descarga de material.
Se não conseguir regular o grupo da bomba, é necessário
substituir o estator e, eventualmente, o parafuso.

17
Accionamento da máquina A bomba começa
Feche a torneira de compressão de ar (30) a girar. Verifique
da máquina e abra a se o sentido de
38
torneira de ar sob rotação do parafuso
a pistola (14). (38) é correcto e,
eventualmente,
inverta a posição do
inversor de marcha
(36).

30
A luz avisadora (39) acende-se quando a grelha de
segurança do alimentador está aberta.
Com a luz avisadora acesa, o agitador pára.
A luz avisadora vermelha se acende mesmo em
caso de intervenção do aparelho de protecção.
14

Controle o funcionamento da grelha de segurança.


Levantando-a a bombagem pára e acende-se a luz
avisadora vermelha (39) do quadro eléctrico.
Para ligar novamente a máquina, carregue no botão
ON/OFF (32). Com a bomba de argamassa a funcionar
regularmente, regule o caudal da bomba.

O caudal pode ser regulado só com a bomba a


Encha o alimentador de água para evitar que a rosca gire funcionar. Uma regulação quando parada pode
a seco. danificar gravemente o variador.

Coloque o interruptor principal (35) na posição I e o


inversor de marcha (36) na posição 1 ou 2. Quando se inverte o sentido de rotação da
Acende-se a luz avisadora branca (37) de corrente bomba, por causa de um bloqueio nos tubos,
eléctrica ligada. pare primeiro a misturadora planetária (versão
/MP).

Ligue o compressor carregando no botão verde (40) do


pressostato.

37
39

32
40

35

36

Ligue a bomba de argamassa pressionando o botão Verifique se tudo funciona regularmente.


ON/OFF I/0 (32).

18
Accionamento da misturadora planetária (versão/MP) Na versão com peneira vibratória, coloque o selector (44)
Na versão com misturadora planetária, após ter carregado na posição ON para ligar o electrovibrador.
o material a misturar, ligue a misturadora.

Coloque o interruptor
principal (41)
na posição I e então o
inversor de marcha (42)
na posição 1 ou 2. 43
44
O sentido correcto de
rotação do eixo da
misturador está indicado
na figura (43). 42

41

Verifique, com a misturadora a funcionar, o


funcionamento do microinterruptor de segurança.
Ao levantar a grelha, o eixo do misturador deve Assegure-se do funcionamento correcto das grelhas
parar. Para que o misturador arranque novamente, de protecção da misturadora e do alimentador. Não
gire primeiro para a posição 0 e então para a deve ser possível levantá-las mais de 30 mm sem
posição 1 o interruptor principal (41). que o misturador e o agitador parem.

Durante estas provas, controle que haja sempre


água no alimentador. A rosca nunca deve
girar a seco, caso contrário deteriora-se muito
rapidamente.

Utilize luvas em nitrilo para proteger contra cortes e


abrasões, preferivelmente modelos com certificação
CE 940072.

19
Preparação da massa Transporte e projecção da massa
A massa deve ser plástica e estar em curva Esvazie o alimentador da água restante utilizada para a
granulométrica, conforme ilustrado no parágrafo regulação da bomba, abrindo a portinhola do fundo do
4.2. alimentador.

Para preparar a massa, utiliza-se a misturadora planetária


(versão/MP). Durante o trabalho, utilize luvas em nitrilo para
proteger contra cortes e abrasões, preferivelmente
Ao preparar as massas para rebocos tradicionais, deite a modelos com certificação CE 940072.
água na misturadora; carregue 50% do agregado (areia) e
100% do aglutinante (cimento) e, por fim, o outro 50% de Durante o trabalho, utilize óculos, de preferência
agregado; acrescente mais água, se necessário. com lentes em policarbonato à prova de choque,
Com argamassas tradicionais, recomenda-se utilizar a para proteger os olhos.
peneira vibratória para evitar que a bomba danifique-se
por causa de pedras ou crostas de material.
Deite no alimentador dois ou três baldes (30 l) de calda de
Ao preparar massas prontas a usar, siga as instruções cimento (50% água, 50% cimento ou cal).
dadas pelo produtor do material.
Com materiais prontos a usar, se não houver calda
de cimento, utilize material um pouco mais fluido
Para dosar correctamente a água, tem-se à disposição que o normal.
(opcional) um conta-litros que indica a quantidade de água
introduzida na misturadora.
14
• Abra a torneira de compressão do
ar (30) da máquina e a torneira
do ar (14) da pistola de
argamassa.

30

• Gire o conta-litros de modo a colocar o indicador na


posição 0.
• Coloque a água na misturadora girando a alavanca na
direcção indicada no desenho.
• Coloque a alavanca na posição ortogonal relativamente à
torneira para a fechar; quando o indicador do conta-litros
alcançou a quantidade desejada.

Antes de fazer cada nova massa, recoloque, para maior


praticidade, o indicador do conta-litros na posição 0.

20
Cada pistola é formada de:
- uma união para o tubo de descarga do material (45);
- uma união para o tubo do ar (46);
- uma torneira para fechar o ar (14);
• Liguea bomba mediante o - um bico do ar (47)
botão ON/OFF I/0 (32): a com ou sem possibilidade de regulação (48);
32
bomba começa a bombear - um deflector (49);
a calda que foi deitada antes - e eventualmente uma torneira para fechar o material (50);
no alimentador. - e uma torneira de descarga do ar em excesso (51).

Regule o caudal da bomba ao valor desejado mediante o 51


volante do variador de caudal (13).
46

14

48 47
13
45
50

49

Como informação de carácter geral, com bicos e deflec-


tores de diâmetro menor, o material é projectado com um
diâmetro mais amplo e vice-versa.

Se forem utilizados materiais prontos a usar, a peneira


vibratória não é necessária.
Quando a calda de cimento, que foi deitada anteriormente
no alimentador, tiver sido bombeada, pare a máquina Como alternativa ao comando remoto pneumático, há um
fechando a torneira do ar (14) da pistola. comando remoto por fio de ON/OFF.

• Deite a massa no alimentador.


• Ligue a máquina abrindo a torneira do ar (14) da pistola.
Para utilizar o comando
Quando da pistola não sair mais calda de cimento, mas remoto com fio, é necessário
argamassa, comece a trabalhar normalmente. ligá-lo ao conector (52)
O comando remoto da máquina é feito mediante a posicionado sob o quadro
abertura e fechamento da torneira do ar (14) da pistola. de comando.

52
Há diversos tipos de pistola diferentes para a projecção
dos materiais (vide página 11).

Controle regularmente, durante o trabalho, a


pressão de bombagem indicada pelo manómetro
(33) do colector de saída da bomba.

21
4.5 - LIMPEZA E TÉRMINO DO TRABALHO
Bombeada a última massa – melhor se um pouco mais Antes de destacar uma junta do tubo de
fluida que o normal - quando se começa a ver a rosca do descarga de material ou de destacar a pistola,
agitador, feche a torneira de compressão do ar (30) para assegure-se de que o manómetro indique uma pressão
desligar a bomba. igual a 0 (zero) bar e de que não haja nenhuma pressão
residual nos tubos.

O operador deve ter sido especialmente


treinado para fazer esta operação.
Em particular, antes de abrir uma união, assegure-se de
que não haja pressão residual nos tubos e de que não
haja outras pessoas nas proximidades.
Esta operação, potencialmente perigosa, deve sempre
30 ser feita por pessoa experiente com a máxima atenção.

Retire a pistola e lave-a bem,


desmontando o
deflector (49).
Controle se o furo 47
do bico (47) está
desobstruído (se
necessário, limpe-o).

49

Destaque os tubos da bomba


de argamassa e coloque uma
esponja de lavagem na boca do
Pare a bomba de argamassa 32
tubo.
mediante o botão ON/OFF I/0
(32)

Abra a portinhola do alimentador.


Com um jacto de água, lave bem primeiro a misturadora e
e a misturadora planetária potencializada mediante o então o alimentador.
interruptor principal em 0 (41)

Feche a portinhola de descarga do alimentador e encha o


alimentador de água.
Ligue a bomba e bombeie água até quando sair limpa da
bomba. Desligue a bomba.

Ligue novamente o tubo à bomba. Ligue a máquina e


bombeie água até quando a esponja de lavagem sair.
Se a esponja não consegue expulsar o material dos tubos,
41 isto significa que a pressão exercida pela bomba na água
é insuficiente.

22
Com uma fixação idêntica do estreitador, a bomba exerce
sobre o material uma pressão sensivelmente superior
que sobre a água. Aperte então o estreitador até quando Al fine di evitare sovraccarichi e quindi un'usura
obtiver uma pressão adequada. precoce dell'apparecchiatura di pompaggio, A FINE
Por fim, recoloque o estreitador na posição de trabalho LAVORO arrestare la macchina con il volantino del
anterior. variatore in posizione intermedia. (In questo modo,
Se o tubo ainda não estiver limpo, repita a operação. alla ripartenza, il variatore potrà disporre di una
coppia maggiore, riducendo i rischi di slittamento
all'avviamento).

Durante a lavagem da máquina, nunca dirija o


jacto para o quadro eléctrico ou para os motores
eléctricos.

Nunca dirija o jacto de água para pessoas.


Utilize protecções apropriadas, especialmente para
as mãos e olhos.

Antes de parar a máquina, é necessário:


• parar a bomba de argamassa com o botão ON/OFF I/0
(32), a misturadora planetária potencializada colocando
o interruptor principal em 0 (41) e o compressor com o
botão (53).

53

35
De seguida, desligue a máquina
mediante o interruptor geral
(35) do quadro de comando.

Se for necessária uma PARAGEM DE EMERGÊNCIA,


coloque o interruptor geral vermelho sobre fundo
amarelo (35) - do quadro de comando da máquina
- em 0.

23
4.6 - SUBSTITUIÇÃO DO GRUPO DE BOMBAGEM
Para substituir o grupo de bombagem, siga as instruções Pegue o grupo do
abaixo. estator – rosca, coloque-
o na morsa, bloqueie o estator
Antes de fazer esta operação, desligue a e com uma barra redonda de
bomba e de seguida desligue a alimentação 12 mm de comprimento (80
no quadro de comando. cm) enfiada no furo existente
para o parafuso de fixação da
rosca na junta cardánica da
O operador deve ter sido especialmente hélice (ou na hélice), solte a
treinado para fazer esta operação. rosca até retirá-la.
Em particular, antes de abrir uma união, assegure-se de
que não haja pressão residual nos tubos e de que não Controle se a rosca ainda
haja outras pessoas nas proximidades. pode ser utilizada – no máximo
Esta operação, potencialmente perigosa, deve sempre o diâmetro deve ser de 3 mm
ser feita por pessoa experiente com a máxima atenção. inferior ao valor original – e em
caso contrário, além de um
estator novo, utilize também
• Levante a grelha de protecção do alimentador. uma rosca nova.
• Retire o parafuso de fixação da rosca do agitador.
• Solte completamente os parafusos de ajuste (34) do
estreitador e de seguida solte-o mediante os parafusos
(54).

34

Este controle é feito apoiando a rosca numa superfície


54 horizontal e verificando que a distância das cristas da
rosca do própria superfície não seja inferior a (56):
- 59 mm para a rosca 2L6;
54
- 71 mm para a rosca T25;
- 78 mm para a rosca 60.12.
55

Retire o colector de descarga de material, soltando as


porcas de fixação dos tirantes (55).
56

Para a montagem do grupo, lubrifique bem com vaselina


ou graxa para pneus (não utilize absolutamente óleos ou
graxas minerais! o pulmão resultaria irremediavelmente
avariado) tanto a rosca como o estator e então, com um
processo análogo ao utilizado para a desmontagem, fixe a
rosca no estator. O estator deve ser montado com o lado
mais côncavo girado para o alimentador.

24
Se a montagem com
este procedimento
for impossível, pegue
o grupo com a
rosca parcialmente
inserida, levante-o e
bata-o no pavimento
repetidamente.

Controle que a distância entre o centro do furo do


parafuso de fixação da rosca na junta cardánica da hélice
(ou na rosca) e a linha do pulmão seja de aproximadamente
85 mm.

85 mm

• Monte o estreitador.
• Monte o colector de descarga do material e fixe-o bem
com os dois tirantes.
• Solte e feche a grelha de protecção no alimentador.
• Ligue o motor

Faça a regulação do grupo de bombagem conforme


ilustrado à pág. 16.

25
5 - MANUTENÇÃO DA MÁQUINA

5.1 - OPERAÇÕES DE RESPONSABILIDADE DO OPERADOR


A seguir, encontram-se as informações essenciais • Nível de óleo do variador:
para uma correcta manutenção da máquina. 27
Informações mais detalhadas relativas à manutenção
do motor diesel encontram-se no respectivo manual
de uso e manutenção, que deve ser lido com atenção
pelo operador da máquina, juntamente com o presente
manual, antes de iniciar o trabalho.

Operações a serem feitas diariamente

ao iniciar o trabalho
Controle o nível
• Controle o nível do óleo do compressor, que deve estar
do lubrificante (26).
sempre além da marca de MAX da haste de controle e,
Se necessário, ateste (27) com:
eventualmente, atestar com óleo 26
SHELL A.T.F. DEXTRON III.
ELF TURBO DIESEL 15W40.

• Controle se
o filtro de ar (57) do
compressor está limpo.
57

• Nível de óleo do redutor:

Controle o nível do lubrificante (25).


Se necessário, ateste com: Controle se os tubos de ar e de material estão
SHELL OMALA 220. 25
íntegros; preste muita atenção nas uniões.

26
5.2 - DE RESPONSABILIDADE DE PESSOAL HABILITADO
ao terminar o trabalho O operador deve também assegurar-se de que sejam
• Lubrifique com respeitados os modos de manutenção programada,
graxa, com de responsabilidade de pessoal habilitado, descrito
a máquina a seguir.
a funcionar,
o suporte do O fabricante não assume nenhuma responsabilidade
agitador (58) utilizando derivada do desrespeito da tabela de manutenção ou no
a bomba de graxa caso de operações pertinentes a pessoal habilitado terem
fornecida. sido feitas por operadores de máquina.

Operações a fazer após as primeiras 50 horas


58
• Substitua o óleo do compressor.

Operações a fazer após as primeiras 300 horas


• Substitua o óleo do variador.
• Substitua o óleo do redutor.
• Substitua o óleo do redutor da misturadora planetária
potencializada (óleo sintético: AGIP DELIUM VSF 320).

Para que esta operação seja feita correctamente, a graxa


deve sair pelos elementos vedação. Operações a fazer a cada 6 meses ou a cada 500 horas
Se esta operação não for feita, em pouco tempo (dias) as • Controle do nível do óleo do variador e do redutor da
juntas de vedação e os suportes danificam-se. máquina.
• Controle do nível do óleo do redutor da misturadora
• Pulverize o alimentador e a misturadora com líquido planetária potencializada.
desmoldante. • Controle geral da máquina.
• Controle dos dispositivos de segurança.
• Controle a eficiência do manómetro que indica a pressão
do material.
• Controle a eficiência do quadro eléctrico.
• Controle a estanqueidade das juntas do alimentador.
• Controle as regulações do sistema pneumático da
máquina.
• Controle os tubos de ar.
• Controle os tubos de material.

Operações a fazer anualmente ou a cada 1.000 horas


• Substitua o óleo do compressor.

Operações a fazer a cada 3.000 horas


• Substitua o óleo do redutor e do variador da máquina.
• Substitua o óleo do redutor da misturadora planetária
potencializada (óleo sintético: AGIP DELIUM VSF 320).

27
6 - PROBLEMAS - CAUSAS - SOLUÇÕES

6.1 - NÃO SAI MATERIAL PELA PISTOLA


Tubo de material obstruído Descarregue sempre a pressão dos tubos
Uma massa incorrecta ou uma paragem muito prolongada fazendo a bomba girar ao contrário por alguns
podem causar a obstrução do tubo de compressão do segundos (5 ÷ 10), antes de os destacar. O manómetro
material: não sai material da pistola e o manómetro de que indica a pressão do tubo de argamassa deve indicar
pressão do tubo de argamassa indica uma pressão supe- uma pressão igual a 0 bar.
rior à normal de trabalho.

A “pressão normal de trabalho” depende do material e dos O operador deve ter sido especialmente
tubos utilizados. Recomenda-se controlar regularmente treinado para fazer esta operação.
no manómetro de pressão do tubo de argamassa o Em particular, antes de abrir uma união, assegure-se de
valor desta pressão, para poder localizar rapidamente que não haja pressão residual nos tubos e de que não
eventuais falhas. haja outras pessoas nas proximidades.
Esta operação, potencialmente perigosa, deve sempre
ser feita por pessoa experiente com a máxima atenção.

Desligue a bomba.
Desligue a bomba de
argamassa carregando no 32 Localize onde a linha de descarga do material está
botão ON/OFF I/0 (32). obstruída; neste ponto o tubo apresenta-se rígido.
Os pontos mais críticos são junto das uniões.

14

Solte o tubo obstruído, bata


com um martelo junto da
extremidade da obstrução
para partir o “bloqueio” que
se formou até que o material
endurecido saia.
35
Descarregue a pressão dos
tubos de descarga de material
fazendo girar a bomba ao
contrário por alguns segundos. 36
Ligue a bomba por alguns instantes e certifique-se de que
Abra a torneira do ar (14) da
o tubo tenha sido liberado do “bloqueio”: o material sai
pistola e inverta o sentido de
regularmente.
rotação da bomba mediante o
Deite calda de cimento no tubo após aquele onde havia
respectivo comando (36).
a obstrução, ligue novamente os tubos e reinicie o
trabalho.
Tente arrancar novamente.
Se o material presente no alimentador não for bombeável,
o alimentador deve ser esvaziado.
Mantenha sob controle a pressão de trabalho e pare
Carregue no botão ON/OFF I/0 (32) para parar a bomba
rapidamente a máquina se a pressão supera o valor
de argamassa, abra a grelha do alimentador e com uma
normal, pois neste caso a obstrução ainda existe.
colher de pedreiro esvazie o mesmo.
Feche a torneira do ar (14) da pistola e descarregue a
pressão dos tubos de descarga de material fazendo a
bomba girar ao contrário (36) por alguns segundos.
Abra a portinhola de descarga do alimentador e com um
jacto de água lave e retire todo o material. Então feche
a portinhola, recoloque e fixe a grelha de protecção do
alimentador, faça a massa correcta e recomece.

28
6.2 - OUTROS PROBLEMAS
Pistola obstruída Se, durante o funcionamento, o material tende a gotejar
Uma crosta de material endurecido ou uma pedra ou um pela pistola, tente substituir o deflector e/ou o bico por um
deflector com passagem muito reduzida para o material que tenha um furo mais pequeno.
utilizado podem provocar uma obstrução na pistola.
Descarregue a pressão dos tubos, invertendo por alguns
instantes o sentido de rotação da bomba. Se, durante o trabalho, o material chega até à pistola
de maneira intermitente, antes de mais nada controle
Descarregue sempre a pressão dos tubos que haja material no alimentador e então verifique se
fazendo a bomba girar ao contrário por alguns a máquina não arranca e pára sem motivo, isto é, sem
segundos (5 ÷ 10), antes de os destacar. O manómetro alguma intervenção externa.
que indica a pressão do tubo de argamassa deve indicar Neste segundo caso, verifique se o tubo do ar não está
uma pressão igual a 0 bar. dobrado em algum ponto ou se o bico do ar não está
obstruído.
Pare a bomba (32) e, para maior segurança, desligue a
máquina (35).

O operador deve ter sido especialmente


treinado para fazer esta operação.
Em particular, antes de abrir uma união, assegure-se de
que não haja pressão residual nos tubos e de que não
haja outras pessoas nas proximidades.
Esta operação, potencialmente perigosa, deve sempre
ser feita por pessoa experiente com a máxima atenção.

Desmonte o deflector e, se necessário, a pistola, e retire o


material que causa a obstrução.
Antes de remontar o deflector ou a pistola, certifique-se de
que o bico esteja livre (se necessário limpe-o) e de que o
material saia livremente pelo tubo.

Regulação do estator incorrecta


Um estator não correctamente regulado pode fazer com
que não saia material pela pistola ou até mesmo provocar
uma obstrução no início do tubo por sobreaquecimento
do material.

Nestes casos, a pressão


33
indicada pelo manómetro
do tubo de argamassa
(33) é a de trabalho.
É necessário regular o
estator (pág. 17).

29
6.3 - INTERVENÇÕES DO OPERADOR

PROBLEMAS CAUSAS SOLUÇÕES


Estreitador muito apertado. • Solte o estreitador.

Pressão de trabalho demasiado • Modifique a massa ou reduza o


elevada. comprimento dos tubos ou utilize
Intervenção do aparelho de tubos de diâmetro maior.
protecção da bomba
(acende-se a luz avisadora Tensão de alimentação incorrecta. • Mande controlar a tensão da linha
vermelha do quadro eléctrico) (página 12).
Eventualmente, utilize um grupo elec-
trogéneo autónomo de pelo menos:
25 kVA (versão sem misturadora)
ou 30 kVA (versão com misturadora)

Tubo obstruído. • Massa incorrecta, modifique a


massa.
• Paragem demasiado prolongada,
reduza o tempo de paragem.
• Estator não regulado correctamente,
regule o estator.

Não sai material pela pistola. Crosta de material ou pedra • Limpe o deflector e se necessário a
obstruem a passagem. pistola.

Deflector com passagem demasiado • Substitua o deflector.


reduzida.

Estator não regulado correctamente. • Regule o estator.

Deflector ou bico com furo • Substitua o deflector e/ou o bico


Durante o funcionamento o ma-
demasiado grande. por um com furo mais pequeno.
terial tende a gotejar pela pistola.

Tubo de ar dobrado ou bico de ar • Verifique se o tubo do ar e o bico


Durante o trabalho o material
obstruído. estão livres.
chega à pistola de forma
intermitente.

6.4 - INTERVENÇÃO DE PESSOAL HABILITADO


Para falhas não enumeradas acima, recorra ao serviço de assistência autorizado.

30
31
7 - RESPONSABILIDADE DO OPERADOR

O RESPONSÁVEL pela máquina deve assegurar-se de que


quem a opera conheça bem as instruções contidas no
presente manual de uso e manutenção, e, particularmente,
que tenha recebido um treinamento específico para
a correcta execução das operações evidenciadas no
presente manual com o símbolo .

A garantia fornecida pelo Fabricante perde a validade


se a máquina não for utilizada de acordo com as
instruções contidas no presente manual que deve sempre
acompanhar a máquina.
O operador da máquina deve ser instruído e treinado
de maneira completa sobre o funcionamento e o uso
da mesma, deve assinar o presente manual de uso e
manutenção ao lado da menção “lido e aprovado”. Caso
contrário, ser-lhe-á proibido operar esta máquina.

Assinatura do RESPONSÁVEL

lido e aprovado

lido e aprovado

lido e aprovado

Assinatura do OPERADOR

lido e aprovado

lido e aprovado

lido e aprovado

32