Você está na página 1de 1

1.

Modos de articulação
Aula 2
Oclusivas – Quando o obstáculo à cor-
Fonética e fonologia II rente de ar, ao passar pela boca, for to-
tal. Note que “oclusiva” provém de “oclu-
1. Encontros vocálicos são” = fechamento, cerramento. A pro-
Chama-se encontro vocálico ao agrupamen- núncia é momentânea, explosiva.
to de vogais (na mesma sílaba ou em sílabas 1. /p/ = pato, papo.
diferentes) sem consoantes intermediárias. 2. /b/ = babo, bota.
Tipos – Há três tipos de encontros vocálicos: 3. /t/ = taco, teto.
1. Hiato – É a seqüência de duas vogais 4. /d/ = dado, dama.
pronunciadas em sílabas separadas: 5. /k/ = caco, cama, quilo.
i-a = vi-a, di-a, ti-a, Ma-ri-a, se-cre-ta-ri- 6. /g/ = gago, guerra. 01. Faça opção pelo item com análise
a, ma-qui-na-ri-a. Constritivas – Quando o obstáculo à fonética errada:
corrente de ar, ao passar pela boca, for
i-o = ri-o, ti-o, fri-o, na-vi-o, des-va-ri-o. a) Item: ditongo decrescente nasal.
parcial. Note que “constritiva” provém de
u-a = ru-a, nu-a, lu-a, su-a, con-ti-nu-a. b) Amém: ditongo decrescente nasal.
“constrição” = aperto, compressão. A
c) Linda: encontro consonantal.
o-a = vo-a, co-ro-a, bo-a, ca-no-a, per- pronúncia é prolongada.
d) Fenda: dígrafo.
do-a, lei-to-a.
Constritivas frictivas – Quando ocorre e) Imensidão: um dígrafo e um ditongo
u-e = a-ve-ri-gú-e, a-ve-ri-gú-es, a-pa-zi- fricção (atrito) do ar através de uma fen- decrescente nasal.
gú-e, a-pa-zi-gú-es. da no meio da via bucal.
u-o = ar-gu-o, ar-gú-is, ar-gú-e, ar-gú-em. 02. Dado o seguinte texto, opte pela
1. /f/ = fada, fenda.
afirmativa incoerente.
2. /v/ = venda, vida.
2. Ditongo – É a seqüência de vogal + se- 3. /s/ = cedo, sapo, assar, máximo. Andorinha lá fora está dizendo:
mivogal (decrescente) ou de semivogal 4. /z/ = zebra, casa, exato. – “Passei o dia à toa, à toa!”
+ vogal (crescente) na mesma sílaba: 5. /ƒ/ = chama, taxa, chá, xadrez. Andorinha, andorinha, minha cantiga é
Ditongo crescente – Na sílaba, vem pri- 6. /3/ = jaca, gente, jiló, girafa, gibi. mais triste!
meiro a semivogal (intensidade menor); Constritivas laterais – Quando o ar Passei a vida à toa, à toa...
depois, a vogal (intensidade maior). passa pelos lados da cavidade bucal. (Andorinha, Manuel Bandeira)
a) Oral – O som é produzido com o véu 1. /l/ = lata, leite, colo. a) Em toa, há hiato.
palatino levantado, impedindo a pas- 2. /l/ = ilha, malha, espelho, velho. b) Em dizendo, há dígrafo.
sagem do ar também pela cavidade c) Em dia, há hiato.
Constritivas vibrantes – Quando a cor-
nasal. Exemplos: d) Em mais, há ditongo decrescente oral.
rente de ar faz vibrar o dorso da língua.
Pró-prio, nó-doa, má-goa, sé-rie, qua- e) Em cantiga, o número de letras coin-
1. /r/ = caro, raro, barata, aro. cide com o número de fonemas.
dro, á-rea, pá-reo. 2. /R/ = carro, barro, roda, rio.
Tran-qüi-lo, se-qües-tro, qüi-pro-quó, 2. Pontos de articulação 03. Marque a opção em que todas as
qüin-qüê-nio. palavras apresentam dígrafo:
Esse critério toma por base o ponto da
b) Nasal – Parte da corrente de ar origi- cavidade bucal em que se localiza o obs- a) fixo, auxílio, tóxico, exame
nada nos pulmões escoa através da táculo à corrente de ar. Conforme o b) enxergar, luxo, bucho, olho
cavidade nasal. Exemplos: ponto de articulação, as consoantes são: d) choque, sintaxe, unha, coxa
Quan-to, de-lin-qüen-te, fre-qüên-cia, Bilabiais – Quando ocorre contato dos e) ainda, assim, algum
en-xa-güe-mos. lábios superior e inferior. c) bicho, passo, carro, abrupto
Ditongo decrescente – Na sílaba, vem 1. /b/ = bata, belo. 04. (PUC–SP) Nas palavras anjinho,
primeiro a vogal (intensidade maior); 2. /m/= mama, mamão. carrocinhas, nossa e recolhendo,
depois, a semivogal (intensidade menor).
Labiodentais – Quando o lábio inferior podemos detectar oralmente a
a) Oral: seguinte quantidade de fonemas:
toca os dentes incisivos superiores.
ai= Pais, mais, a-mais, cais, pa-rais. a) três, quatro, dois, quatro
1. /f/ = fato, favo, fenda.
au= Maus, paus, Ma-naus, min-gaus. b) cinco, nove, quatro, oito
2. /v/ = voto, veto, vento.
ei= Leis, reis, fôreis, a-má-reis. c) seis, dez, cinco, nove
eu= Deus, pneus, seus, meus, adeus. Linguodentais – Quando a língua toca a d) três, seis, dois, cinco
iu= Viu, fu-giu, par-tiu, con-se-guiu. face interna dos dentes incisivos superiores.
e) sete, onze, cinco, dez
ui= Cir-cui-to, In-tui-to, for-tui-to, gra- 1. /d/ = dedo, dado, data.
tui-to, flui-do, des-cui-do. 2. /t/ = tato, tédio,todo. 05. (AMAN–RJ) Assinale a opção em
b) Nasal: 3. /n/ = nada, neto, nódoa. que a divisão de sílabas não está
ão = Mão, ór-fão, ór-gão, zân-gão. corretamente feita:
Alveolares – Quando a língua toca os
ãe = Mãe, a-le-mães, pães, ca-pi-tães. a) a-bai-xa-do
alvéolos (cavidades onde se implantam os
em= Bem, a-mém, hí-fen, pó-len. dentes) dos dentes incisivos superiores. b) si-me-tria
am= A-mam, re-cla-mam, di-fa-mam. c) es-fi-a-pa-da
1. /s/ = sala, passar, cela, calça.
d) ba-i-nhas
3. Tritongo – É a seqüência de semivogal 2. /z = asa, êxito, fazer, azar.
e) ca-a-tin-ga
+ vogal + semivogal na mesma sílaba 3. /l/ = tela, vela, ela.
(sempre nessa ordem). 4. /r/ = aro, caro, faro. 06. Opte pela letra somente com pala-
a) Oral – Pa-ra-guai, i-guais, a-ve-ri-güeis, Palatais – Quando o dorso da língua vras dissílabas.
a-güeis. toca o palato duro (céu da boca). a) pneus, adeus, Manaus, mingaus
b) Nasal – Sa-guão, á-güem, en-xá-güem. 1. /ƒ/ = chapa, caixa, pichar. b) dia, tia, rio, frio
2. /3/ = jacaré, gelo, jeito, gengibre. c) pais, cais, mais, seio
2. Consoantes 3. /l/ = telha, velha, orelha. d) voa, côa, moa, magoa
As consoantes são fonemas em cuja produ- 4. /h/ = ganho, venho, linha. e) rua, lua, nua, Deus
ção a corrente de ar que vem dos pulmões
Velares – Quando há contato do dorso 07. Opte pela letra com palavra
encontra obstáculos ao passar pela cavidade
da língua com o palato mole (véu palati- monossílaba.
bucal. Esses obstáculos podem ser totais ou
no). a) rua
parciais, dependendo da posição da língua e
dos lábios. 1. /k/ = cabra, quebra, quatorze. b) frio
2. /g/ = galho, guincho, distinguir. c) tio
As consoantes são classificadas de acordo
3. /R/ = rota, burro, bizarro. d) pneus
com os seguintes critérios:
e) boa