Você está na página 1de 1

Observe que não há preposição intermedi-

Português ando os verbos e seus respectivos comple-


mentos. Diz-se, então, que os complemen-
tos ligam-se aos verbos diretamente, ou se-
Professor João BATISTA Gomes ja, sem auxílio de preposição. São, por isso,
verbos transitivos diretos.
Aula 36 4. Objeto direto preposicionado
Texto Se o verbo transitivo direto vier preposiciona-
do, com certeza a preposição não é exigida
De repente pelo verbo. O complemento recebe, então, o
Intérprete: Pedro Mariano nome de objeto direto preposicionado.
01. Assinale a alternativa em que a cons-
Autores: Lulu Santos e Nelson Mota a) Ela só ouve a mim.
Regência de ouvir: transitivo direto. trução NÃO está de acordo com a norma
De repente a gente sente
Função sintática da expressão “a mim”: culta da língua escrita.
Que já não sente o que já sentiu
objeto direto preposicionado. a) Não parece, mas eu a amo muito.
De repente, naturalmente,
O que era novo envelheceu, de novo b) Venceu ao pai o filho. b) Não parece, mas eu amo-a muito.
Regência de vencer: transitivo direto.
De repente não há mais saco c) Não parece, mas eu lhe amo muito.
Função sintática da expressão “ao pai”:
Pra tanto papo que já se ouviu objeto direto preposicionado. d) Não parece, mas eu te amo muito.
De repente a moda muda e) Não parece, mas eu amo muito você.
c) Em casa, ele não respeitava a ninguém.
O mundo roda e você mudou mais uma vez
Regência de respeitar: transitivo direto.
02. Em que item o conjunto verbo + lhe está
Não há nada a perder Função sintática da expressão “a nin-
Não há nada a ganhar guém”: objeto direto preposicionado. de acordo com a norma culta da língua?
A não ser o prazer de ser o mesmo mas a) Pode esperar-me; vou visitar-lhe amanhã.
5. Objeto direto X pronomes átonos
mudar
Ao lado de verbos transitivos diretos, na fun- *b)Há muito tempo, não lhe visito a casa.
Não há nada só bom
Nem ninguém é só mau ção de complemento, só podem aparecer os c) Acredite em mim: não lhe odeio.
Se o início e o final de nós todos é um só seguintes pronomes átonos: d) Você nem notou, mas eu lhe vi no cinema.
Eu digo: só! a) o, a, os, as – Só podem ser objeto dire- e) Porque lhe conheço muito bem, sei que
to. Podem aparecer antes (próclise), no você está mentindo.
De repente a gente saca
meio (mesóclise) ou depois (ênclise) do
Que só não passa o que já passou
verbo, representando pessoas ou coisas.
Sem vergonha e sem orgulho
Nós somos feitos do mesmo pó Exemplos: Arapuca
1. Sempre a ouço.
03. Assinale a alternativa em que há equívoco
2. Convivendo com ela, eu a mudei.
3. Convivendo com ela, eu mudei-a. quanto ao emprego dos pronomes o(a) e
Regência Verbal I lhe?
4. O dinheiro, passei-o a você.
1. Classificação dos verbos quanto à b) lo, la, los, las – Variantes de o, a, os, as a) Minha avó, visitei-a na semana passada.
predicação quando enclíticos (depois do verbo) ou b) Visitei-lhe a avó na semana passada.
Quanto à regência (relação entre o verbo e mesoclíticos (no meio do verbo); só po-
c) Você é simples; eu a admiro por isso.
os termos ou expressões que lhe completam dem ser objeto direto. Devem ser acres-
o sentido ou a ele atribuem uma circunstân- centados a verbos transitivos diretos que d) Admiro-lhe muito a simplicidade.
cia), podemos dividir todos os verbos da lín- terminem por r, s ou z. e) Lembro-me bem do dia em que lhe
gua portuguesa em três categorias: Exemplos: conheci.
a) transitivos; 1. Vou ouvi-la sempre.
b) intransitivos; 04. Há uma construção errada quanto à
2. As testemunhas? Ouvimo-las ontem.
c) de ligação. 3. As planilhas de custo? Refi-las à noite. regência verbal; identifique-a.
Os transitivos podem ser: c) no, na, nos, nas – Variantes de o, a, os, a) Na rua, todos lhe chamavam de cabeção.
a) diretos; as quando enclíticos (depois do verbo); b) Na rua, todos o chamavam de cabeção.
b) indiretos; só podem ser objeto direto. Devem ser c) Na rua, todos lhe chamavam cabeção.
c) diretos e indiretos. acrescentados a verbos transitivos dire-
d) Na rua, todos o chamavam cabeção.
tos que terminem por ão, õe ou m.
2. Vocabulário técnico e) Todos lhe chamaram, mas ele não quis
Exemplos:
a) Transitivo – Que requer um ou mais com- participar.
plemento; complemento. 1. Com relação ao dinheiro, ele repõe-no
ainda hoje.
b) Intransitivo – Que não aceita comple-
2. Lições de esperança? Eles dão-nas
mento; sem complemento. Caiu no vestibular
todos os dias.
c) Direto – Que se liga ao verbo sem pre- 3. Obstáculos da vida? Transpõe-nos
posição; complemento direto. 05. (FGV) Leia a frase: “A lei de lucros extraor-
naturalmente.
d) Indireto – Que se liga ao verbo por meio dinários foi detida no Congresso”. Assinale a
6. Verbo transitivo direto x lhe alternativa que corresponde exatamente a essa
de preposição; complemento indireto.
Se o pronome lhe estiver ao lado de verbo frase.
e) De ligação – Que liga o predicativo ao
transitivo direto, com certeza estará no pa-
sujeito. Antônimo: verbo significativo. a) O Congresso deteve a lei de lucros ex-
pel de pronome possessivo: pode ser tro-
3. Verbo transitivo direto cado por seu (dele), sua (dela), seus (deles), traordinários.
Entende-se por transitivo o verbo que pre- suas (delas). A função sintática, nesse caso, b) Deteu-se no Congresso a lei de lucros
cisa de complemento. Vamos observar as é de adjunto adnominal.
extraordinários.
seguintes construções: Exemplos:
c) O Congresso deteu a lei de lucros extra-
a) De repente, a gente sente isso. 1. Ouço-lhe muito as opiniões. ordinários.
Função de “isso”: objeto direto. = Ouço muito as suas opiniões.
d) Deteve-se no Congresso a lei de lucros
b) A gente já não sente aquilo. “lhe” = adjunto adnominal.
extraordinários.
Função de “aquilo”: objeto direto. 2. Conheço-lhe a família há muitos anos.
= Conheço a sua família há muitos anos. e) A lei de lucros extraordinários era detida no
c) De repente não há mais saco.
Função de “saco”: objeto direto. “lhe” = adjunto adnominal. Congresso.

13