Você está na página 1de 1

A propriedade acima decorre de: Seja x = am/n.

Matemática Podemos escrever xn = (am/n)n e, daí, xn = am, de


onde vem, extraindo-se a raiz n-ésima de ambos
Professor CLÍCIO Freire os membros:

A operação com radicais é denominada RADICIA-


Aula 39
ÇÃO, que é a inversa da POTENCIAÇÃO. Isso
Função exponencial decorre de
Exemplos:
Potência de expoente natural
Como 2 elevado a 4 é igual a 16, dizemos que 2
Sendo a um número real e n um número natural é uma raiz quarta de 16.
maior ou igual a 2, definimos a n-ésima (enésima) 01. Calcule o valor da expressão
Como 3 elevado a 2 é igual a 9, dizemos que 3
potência de a como sendo: an = a.a.a.a.a. … .a é uma raiz quadrada de 9. 41/2 – 2–1 + (–3)0 + (–0,1)0. (25–1)0.
(n vezes) em que o fator a é repetido n vezes, ou Como 5 elevado a 3 é igual a 125, dizemos que a) 2/7 b) 5/7 c) 7/2
seja, o produto possui n fatores. 5 é uma raiz cúbica de 125, etc d) 5/2 e) n.d.a.
Denominamos o fator a de base e n de expoen- Equações exponenciais (38)4 . (34)–2
te; an é a n-ésima potência de a. Portanto potên- 02. Calcule –––––––––– .
Chamamos de equações exponenciais toda equa- (37)2.( )20
cia é um produto de n fatores iguais. A operação ção na qual a incógnita aparece em expoente.
a) 1 b) 4 c) 3
por meio da qual se obtém uma potência, é deno- Exemplos de equações exponenciais:
d) 2 e) 0
minada potenciação. 3x =81 (a solução é x = 4)
Exemplos: 2x–5=16 (a solução é x = 9) 03. Ache o conjunto solução da equação
72 = 7 . 7 = 49; 25 = 2.2.2.2.2 = 32; 63 = 6.6.6 16x–42x–1–10=22x–1 (a solução é x = 1) 1
32x–1–3x–3x–1+1=0 (as soluções são x’ = 0 e
2x–3 = –––.
=216; 107 = 10.10.10.10.10.10.10 = 10.000000 8
(dez milhões); 106 = 10.10.10.10.10.10 = 1.000 x’’ = 1) a) { 3 } b) { 4 } c) { 2 }
000 (um milhão) Para resolver equações exponenciais, devemos d) { 0 } e) { 1 }
realizar dois passos importantes:
Nota: A potência 10n é igual a 1 seguido de n 04. Calcule o conjunto verdade da equação
1. redução dos dois membros da equação a 2
zeros. Assim, por exemplo, 1010 = 10.10.10.10. 2x –7x+12=1 .
potências de mesma base;
10.10.10.10.10.10 = 10.000000000 (dez bilhões)
2. aplicação da propriedade: a) {3,4} b) {2,4} c) {3,5}
Convenções: am =an ⇒ m=n (a ≠ 1 e a>0) d) {4,6} e) {4,5}
a) Potência de expoente zero: a0 = 1
Exemplos: 45670 = 1; 2430 = 1; (- 2001)0 = 1 Exercícios resolvidos 05. Calcule a soma das soluções da equa-
b) Potência de expoente unitário: a1 = a ção 2x –2–x=5(1–2–x).
1. 3x=81
Exemplos: 231 = 23; 20011 = 2001 a) {1} b) {2} c) {3}
Resolução: Como 81=34, podemos escrever
Nota: As potências de expoente 2 e 3 recebem d) {4} e) {5}
3x=34. E daí, x=4.
nomes especiais, a saber: 2. 9x = 1 06. Resolva a equação
a2 = a.a, é lido como “a ao quadrado”. Resolução: 9x = 1 ⇒ 9x = 90 ; logo x=0. 3x+3x–1+3x–2+3x–3+ 3x–4+3x–5=1092.
a3 = a.a.a, é lido como “a ao cubo”.
a) {2} b) {3} c) {5}
Propriedades das potências d) {6} e) {7}
São válidas as seguintes propriedades das potên-
cias de expoentes naturais, facilmente demons- 9
07. Resolva a equação 2x+1+2x+2 = –– .
tráveis: 2
1. am . an = am+n a) {1} b) {3} c) {4}
Exemplo: 25.23=25+3=28 = 2.2.2.2.2.2.2.2 = 256 d) {6} e) {8}
2. am : an = am-n
08. Determine o conjunto solução da
Exemplo: 57:54=57-4=53=5.5.5=125
3. (am)n = am.n inequação .
Exemplo: (42)3= 42.3=46=4.4.4.4.4.4= 4096 a) {x ∈ IR / 2 ≤ x <3}
4. am.bm = (a.b)m b) {x ∈ IR / 3 ≤ x <4}
Exemplo: 23.43=(2.4)3=83=8.8.8= 512 c) {x ∈ IR / 0 ≤ x <1}
5. am:bm = (a:b)m 23x–1 = 322x d) {x ∈ IR / –2 ≤ x <1}
Exemplo: 124:34=(12:3)4= 44 =4.4.4.4= 256 Resolução: 23x–1= 322x ⇒ 23x–1=(25)2x ⇒ 23x–1= e) {x ∈ IR / 0 ≤ x <2}
6. a-n = 1/an 210x ; daí 3x–1=10, de onde x=–1/7.
Resolva a equação 32x–6.3x–27=0. 09. Resolva a equação 5x–1+5x–2=30
Exemplo: 5–2 = 1/52 = 1/5.5 = 1/25
Resolução: vamos resolver esta equação através a) {2} b) {3} c) {4}
Radicais
de uma transformação: d) {5} e) {6}
A forma mais genérica de um radical é , em 32x–6.3x–27=0 ⇒ (3x)2–6.3x–27=0
que c = coeficiente, n = índice e A = radicando. 10. Calcule o valor numérico da expressão
Fazendo 3x=y, obtemos: y2–6y–27=0; aplicando
ab–2+4a2 1
O radical acima é lido como: c raiz n-ésima Bhaskara encontramos ⇒ y’=–3 e y’’=9 –––––––– para a = –1 e b = ––– .
(enésima) de A. Para achar o x, devemos voltar os valores para a b – a–1 2
• Se n = 2, costuma-se não representar o nú- equação auxiliar 3x=y: a) 0 b) 2 c) 3
mero 2 e lê-se como “c raiz quadrada de A”. y’=–3 ⇒ 3x’ = –3 ⇒ não existe x’, pois potência d) 5 e) 8
• Se n=3, lê-se o radical como “c raiz cúbica de A”. de base positiva é positiva 11. (Cesgranrio) os valores de x que
Exemplos: y’’=9 ⇒ 3x’’ = 9 ⇒ 3x’’ = 32 ⇒ x’’=2 satisfazem à equação (43–x)2–x são dados

Portanto a solução é x=2 por:
é lido “5 raiz cúbica de 25”, onde 5 é o
coeficiente, 3 é o índice e 25, o radicando. a) –3 e –2 b) –1 e –6 c) 1 e 6
Aplicação 1
• é lido “3 raiz quadrada de 10”, onde 3 é d) –1 e 6
o coeficiente, 2 (não indicado, por convenção) Calcule o conjunto verdade da equação e) nenhuma das respostas anteriores.
é o índice e 10, o radicando.
12. (UFPA) a raiz da equação
Potência de expoente fracionário é um número:
a) irracional negativo. b) irracional positivo.
Exemplo: c) par. d) inteiro negativo.
e) Inteiro positivo.