Você está na página 1de 1

c) Trabalho de Fat (θ = 180°):


Física τ Fat = Fat.d.cos180° = 10.10.(−1) = −100J
(trabalho resistente).
Professor Carlos Jennings Energia Mecânica – Chamamos de Energia Me-
cânica a todas as formas de energia relacionadas
com o movimento de corpos ou com a capacida-
Aula 50
de de colocá-los em movimento ou de deformá-
Trabalho e Energia los. É dada pela soma das energias cinética e po-
tencial: Em = Ec + Ep
O conceito científico de trabalho nem sempre
Energia Cinética – Energia associada ao movi-
coincide com o que se pensa vulgarmente sobre
mento. É uma grandeza escalar que depende da
trabalho (geralmente tido como “qualquer esfor- 01. Uma partícula de 20kg parte do repouso e,
massa e do quadrado da velocidade do corpo: →
ço do corpo ou da mente”). sob a ação única da força constante F de in-
mv2
Para a Física, Trabalho é a medida das transforma- Ec = ––––––
2 tensidade de 100N, atinge a velocidade de
ções de energia causadas por uma força sobre um
Energia Potencial Gravitacional – Energia 72km/h. Determine:
sistema. Energia é um conceito muito abrangente
armazenada associada à posição do corpo; pode
e, por isso mesmo, muito abstrato e difícil de ser a) a aceleração da partícula;
permanecer armazenada indefinidamente, ou ser
definido de um modo preciso. Usando apenas a b) o deslocamento da partícula;
utilizada a qualquer momento na produção de →
experiência do nosso cotidiano, poderíamos con- c) o trabalho realizado pela força F.
movimento, ou seja, pode ser transformada, no
ceituar energia como algo que é capaz de originar
todo ou em parte, em energia cinética: Ep = 02. Um bloco é lançado com uma velocidade
mudanças no mundo.
m.g.h
Podemos dizer que a presença de energia num inicial v0 sobre uma superfície horizontal e,
dado sistema físico encerra a possibilidade de Energia Potencial Elástica após percorrer uma distância d, atinge o re-
que se produza movimento. Por exemplo: a e- É a energia armazenada em uma mola compri- pouso. Nessas condições:
nergia armazenada por uma pessoa, a partir dos mida ou distendida. Matematicamente:
a) Houve ou não realização de trabalho?
alimentos, permite que ela se movimente e mova kx2
Epe = –––––, onde k é a constante elástica, e x é b) Em caso positivo, que forças realizaram
outros corpos. 2
Trabalho (τ) de uma força constante – Se uma a deformação da mola (quanto a mola foi compri-
trabalho? Esse trabalho é positivo ou ne-

força F constante atua em→ uma partícula, produ- mida ou distendida). gativo?
zindo um deslocamento d, o trabalho realizado Teorema da Energia Cinética – O trabalho da
03. Um corpo de massa 2kg move-se horizon-
por essa força é dado por: força resultante é igual à variação de energia ci-
τ =F.d.cos θ
talmente com uma velocidade de 3m/s.
nética: τ = ∆Ec = Efinal − Einicial
F = módulo da força aplicada ao corpo; Num dado instante, passa a atuar nele uma
Princípio da Conservação da Energia
d = módulo do deslocamento; força F, passando a mover-se, em 3s, com
→ → Mecânica – Uma força é chamada conservativa,
θ = ângulo entre F e d. quando pode devolver o trabalho realizado para
uma velocidade de 7m/s. Qual foi o trabalho
Unidade de trabalho (SI) – O joule: trabalho vencê-la. Desse modo, o peso de um corpo e a realizado pela força sobre o corpo?
realizado por uma força de 1 newton, ao deslo- força elástica são exemplos desse tipo de força. (Sugestão: utilize o Teorema da Energia Cinética).
car um corpo por 1 metro (1J = 1N . 1m). No entanto a força de atrito cinético, que não
04. (Fuvest-SP) Uma bola de 0,2kg é chutada
pode devolver o trabalho realizado para vencê-la,
para o ar. Sua energia mecânica em relação
é uma força não-conservativa ou dissipativa
(degrada energia mecânica). ao solo vale 50J. Qual é a sua velocidade
Em um sistema no qual só atuam forças conser- quando está a 5m do solo?
vativas (sistema conservativo), a energia mecâni- Dado: g = 10m/s2.
Dependendo do valor de θ, o trabalho de uma ca se conserva, isto é, mantém-se com o mesmo
força pode ser: 05. Na questão anterior, a que altura em
valor em qualquer momento, alternando-se nas
a) Positivo (trabalho motor) – A força “contribui” suas formas cinética e potencial (gravitacional ou
relação ao solo estaria a bola, se tivesse a
com o deslocamento. elástica). velocidade de 10m/s.
b) Negativo (trabalho resistente) – A força atua
em oposição ao deslocamento. 06. Uma pedra de 0,10kg é lançada vertical-
c) Nulo – A força é perpendicular ao sentido do
Aplicação mente para cima com energia cinética de
deslocamento do corpo. Uma pedra de 2kg é abandonada de uma altura 20J. Qual é a altura máxima atingida pela
Importante: o trabalho de uma força perpendi- de 8m em relação ao solo. Calcule a energia ci- pedra, sabendo-se que g = 10m/s2?
cular ao deslocamento é sempre nulo. nética e a velocidade de que estará dotada a pe-
(Sugestão: utilize o Princípio da Con-
dra ao atingir o solo. (Despreze a resistência do
servação da Energia Mecânica).
Aplicação ar e considere g = 10m/s2).
Um corpo movimenta-se por 10m sobre uma su- Solução: 07. (Unicamp-SP) Uma metralhadora dispara
perfície horizontal sob a ação das forças cons- a) Ec = Ep ∴ Ec = mgh = 2.10.8 = 160J (ao atingir balas de massa 80g com velocidade de
tantes indicadas na figura. Calcule o trabalho de o solo, a pedra terá uma energia cinética que cor- 500m/s. O tempo de duração de um dispa-
cada uma das forças atuantes no corpo. Dados: responde à energia potencial que tinha quando i- ro é 0,01s.
P = 100N; F = 50N; Fat = 10N; cos 60° = 0,5; cos niciou a queda). a) Calcule a aceleração média que uma ba-
90° = 0; cos 180° = −1. mv2 2.v2
b) Ec = –––– ∴ 160 = –––– ∴v = =12,6m/s la adquire durante um disparo.
2 2
b) Calcule o impulso médio exercido sobre
IMPULSO E MOMENTO LINEAR uma bala.

Um corpo recebe um impulso ( I ) quando é soli-
citado por uma força durante um certo intervalo 08. Sobre o impulso de uma força, podemos a-
de tempo. firmar que:
Solução:
→ →
→ →

a) P e N são perpendiculares ao deslocamento Impulso de uma força constante: I = F∆t a) é igual à variação da energia cinética;
(θ = 90º): – É uma grandeza vetorial (possui módulo, dire- b) é uma grandeza escalar;
τP = P.d.cos90° = 100.10.0 = 0 ção e sentido). → c) é uma grandeza termodinâmica;
τN = N.d.cos90°→ = 0 – Tem módulo proporcional ao módulo de F
d) é igual ao produto da força pela veloci-
b) Trabalho de F (θ = 60°): (quanto maior a força, maior o impulso).
τF = F.d.cos60° = 50. 10. 0,5 = 250J (trabalho

– Tem sempre direção e sentido iguais aos de F. dade;
e) tem a mesma dimensão de quantidade
motor);
de movimento.