Você está na página 1de 8

MAPA CONCEITUAL “A didática geral ou teoria do ensino: conceito, objeto e campos”

Organização do Trabalho didático: princípios e teorias do ensino e da aprendizagem


PPGED – FACED
Prof. dr. Roberto V. Puentes
Mestranda: Ilma A. de Moraes Oliveira

Mapa Conceitual do texto “A didática geral ou teoria do ensino: conceito, objeto e campos”
PUENTES Roberto Valdés. A didática geral ou teoria do ensino: conceito, objeto e campos. In: PUENTES, Roberto Valdés. Didática I. Coleção
Pedagogia a Distância UFU/UAB. UberlândiaMG, 2011, p.

(1629) Citada a palavra - 1ª vez pelo educador Wolfgang Ratke/livro Principais Aforismos Didáticos

J. A. Comênio (1592-1670) consagrou a Didática em sua obra Didática Magna e elaborou, pela 1ª vez, os fundamentos, os
métodos e o conteúdo do ensino geral.
- método Incluiu os portadores de
Acesso irrestrito à deficiência mental e as meninas
universal de Ensino de
escrita, à leitura e ao na escola; organizou o tempo e o
cálculo; tudo para todos
currículo; valorizou as
brincadeiras;
defendeu o uso do método
empírico de exploração do mundo;
combateu o sadismo pedagógico.

“Didática significa Arte de Ensinar”

Em grego, Techné didaktiké > arte ou


ou técnica
técnica de ensina
de ensinar

técnica de ensinar
Definições da Didática

“O objeto da Didática é ‘a instrução e a “uma disciplina que elabora os princípios mais “os processos de ensino e aprendizagem referentes
aprendizagem, como manifestações sociais gerais do ensino, aplicáveis a todas as disciplinas, ao ensino de conteúdos específicos, em situações
universais...” (p. 48).KLINGBERG, L. Introducción a na sua relação com os processos educativos e cujo sociais concretas” (p. 234).
la didáctica general. La Habana: Editorial Pueblo y objeto de estudo o constitui o processo de ensino e LIBÂNEO, José Carlos. Didática. 28ª reimpressão.
aprendizagem” (p. 12). São Paulo: Cortez Editora, 2008.
Educación, 1978.
REYES, G. L.; PAIROL, G. E. V. Pedagogia. La Habana:
Editorial Pueblo y Educación, 1988.
DIMENSÕES DA DIDÁTICA:

Fundamentos: conjunto de saberes, conhecimentos,


teorias, tendências, paradigmas,
ideias, pensamentos, juízos, discursos, argumentos etc.
Utilizados para justificar, explicar ou embasar as ações
didáticas.

Condições: condições externas (sociedade,


comunidade, família, políticas educacionais, Modos: discutem os objetivos, o
organização do trabalho pedagógico da sistema de conteúdos, os métodos, as
escola etc.) e internas (organização do atividades e as estratégias de
trabalho didático – ambiente educativo: aprendizagem, a organização do
espaço, tempo e recursos- , programas de ambiente educativo, a avaliação e o
aprendizagem, o papel educativo do desenvolvimento dos processos.
Campos de abrangência da Didática
processo docente) trabalho docente em sala
Ide- aula.
Campos de abrangência
O campo da investigativo
teórico ou Didática: da Didática: pesquisas sobre o estudo do ensino, dos processos de
ensino/aprendizagem, das relações entre ambos, da didática docente e da produção de conhecimento novo
sobre a didática.
. II - O campo profissional da Didática: trabalhos relacionados à formação e profissionalização para a docência
com base nos saberes didáticos.
III - O campo disciplinar da Didática: trabalhos que discutem o desenvolvimento da didática como disciplina
acadêmica.
Campo disciplinar da Didática
I - a pós-graduação - lato sensu (Especialização) e stricto
sensu (Mestrado e Doutorado);
II - a graduação (o curso de Pedagogia e os demais cursos
de Licenciatura).

Freitas (2008) pesquisa Projetos Políticos Pedagógicos de 73 cursos de especialização em IES de MG:
26 cursos (36%) oferecem a disciplina de Didática; mas apenas 2 deles (8%) cumprem 60 horas aula.
Na Ementa da disciplina Metodologia do Ensino Superior, maior parte do conteúdo é de caráter
filosófico, epistemológico, psicológico e antropológico no lugar de didático-metodológicos.

A pesquisa de Veiga, Silva, Xavier e Fernandes (2008) aponta que a disciplina de Didática é ministrada
na pós-graduação de maneira muito similar à Didática ministrada nas licenciaturas.
Disciplina de didática na pós-graduação forma o profissional para a pesquisa didática e não o profissional
para o exercício da docência.

Objeto da disciplina é o
desenvolvimento do
conhecimento e das
habilidades de
planejamento, execução e
avaliação dos processos de
ensino-aprendizagem em
contextos universitários.

A LDBN 9.394/96 (1996) e os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) propõem um projeto de matriz globalizada
em redes (transdisciplinar) ou integrativa (interdisciplinar).

PORÉM
Hoje o modelo predominante fragmenta a grade curricular em disciplinas que não se interligam.

Proposta de projetos
Interdisciplinar : interação entre disciplinas ou áreas
do saber.
Transdisciplinar : integração disciplinar que vai além
da interdisciplinaridade, com a coordenação de todas as
disciplinas e interdisciplinas do sistema de ensino sobre a
base de uma máxima geral. Saberes dos professores Didática
dos Níveis

Saberes dos professores relacionados com o A disciplina de Didática


campo da Didática, segundo (Cunha (2004): deveria ser ministrada no
curso de Pedagogia como
1.Saberes relacionados com o contexto da Didática dos Níveis:
prática pedagógica;
2.Saberes relacionados com a ambiência de a)-Didática para a Educação
aprendizagem; Infantil e Ensino Fundamental
3.Saberes relacionados com o contexto sócio- (Anos Iniciais) – Curso de
histórico do aluno; Pedagogia
4.Saberes relacionados com o planejamento das
atividades de ensino; b)-Didática para o Ensino
Infelizmente, nas escolas,
hoje há o predomínio de
Planos de Ensino no lugar de Os Programas de Aprendizagem, na versão de
Programas de Aprendizagem Anastasiou (2003), privilegiam o aluno e sua
aprendizagem, o trabalho colaborativo e os
saberes da ação pedagógica.
Veja

Os Planos de Ensino, na atualidade, têm seu centro no conteúdo, no professor, no isolamento, no individualismo
e nos saberes experienciais. São desenvolvidos de maneira horizontal, longitudinal ou linear negligenciando a
abordagem vertical, transversal.
Inadequação nos modos e nas condições para aprendizagem dos alunos nas escolas:

a) O número de atividades adequadas ou estimulantes é limitado;


b) É limitado o tempo da aula previsto para atividades práticas por parte dos alunos;
c) Não é valorizado o tempo de empenho e de aprendizagem do aluno que fica
envolvido na realização ou resolução de atividades; autonomia exagerada dos
professores;
d) Predomínio da aula expositiva ou da aula copiada que só ensina a copiar;
e) É baixo ou insignificante o grau de dificuldade das atividades de aprendizagem;