Você está na página 1de 24

1

1. Apresentação
O Material do Professor – Digital é um recurso voltado à organização e aprimoramento do trabalho docente. Ele
proporciona abordagens diversificadas alternativas para a sala de aula por meio de materiais ricos e diferenciados, com
propostas que contribuem para sua ação visando ao desenvolvimento das competências e habilidades preconizadas na
Base Nacional Comum Curricular (BNCC).
As propostas de encaminhamento e desenvolvimento que compõem este material digital estão agrupadas por critério
temático de acordo com a organização dos conteúdos no Livro do Aluno. Ressalte-se, no entanto, que o alinhamento
com as habilidades da BNCC possibilita implementá-las sem a necessidade de constante acompanhamento dos livros
impressos, ou seja, as propostas podem ser aplicadas para o aprendizado do aluno de forma paralela e independente de
um material didático específico. A composição deste material digital é a seguinte:
• Quatro planos de desenvolvimento bimestrais;
• Três sequências didáticas em cada plano, que propiciam o desenvolvimento de habilidades da BNCC;
• 15 sugestões de avaliação em cada plano, também pautadas nas habilidades e acompanhadas de gabarito e proposta
de reorientação do trabalho com base nos resultados;
• Um projeto integrador em um dos planos bimestrais com proposta de contextualizar a aprendizagem e tornar os
conteúdos significativos para o aluno, favorecendo o desenvolvimento das competências gerais e das habilidades
da BNCC e integrando componentes curriculares.

Primeiro bimestre
Plano de desenvolvimento bimestral: A vida em grupos
• Sequência didática 1: Resgatando parte de nossa história
• Sequência didática 2: A vida em sociedade
• Sequência didática 3: As comunidades de migrantes

Plano de desenvolvimento bimestral


Primeiro bimestre – A vida em grupos

Objetos de conhecimento Habilidades desenvolvidas No Livro do Aluno

O “Eu”, o “Outro” e os diferentes (EF03HI02) Selecionar, por meio Unidade 1 – A vida em grupos
grupos sociais e étnicos que compõem da consulta de fontes de diferentes Capítulo 3: Histórias compartilhadas
a cidade: os desafios sociais, culturais e naturezas, e registrar
ambientais da cidade em que se vive acontecimentos ocorridos ao
longo do tempo na cidade em que
vive.
(EF03HI03) Identificar e comparar Unidade 1 – A vida em grupos
pontos de vista em relação a eventos Capítulo 3: Histórias compartilhadas
significativos do local em que vive,
aspectos relacionados a condições
sociais e à presença de diferentes
grupos sociais e culturais, com
especial destaque para as culturas
africanas, indígenas e de migrantes.

A produção dos marcos da (EF03HI05) Identificar os marcos Unidade 1 – A vida em grupos


memória: os lugares de memória históricos do lugar em que vive e Capítulo 3: Histórias compartilhadas
(ruas, praças, escolas, compreender seus significados.
monumentos, museus etc.)
2

A produção dos marcos da memória: (EF03HI07) Identificar semelhanças e Unidade 1 – A vida em grupos
formação cultural da população diferenças existentes entre Capítulo 2: As minhas, as nossas
comunidades de sua cidade e comunidades
descrever o papel dos diferentes
grupos sociais que as formam.

Proposições didáticas
O acompanhamento da aprendizagem em sala de aula deve ocorrer de forma continuada e processual, visando ao
desenvolvimento de competências e habilidades necessárias para o pensar histórico. Por essa razão, é importante propor
a realização de atividades colaborativas e em conjunto, além de estimular a reflexão e o pensamento dos alunos. Outro
elemento importante para acompanhar a aprendizagem é o desenvolvimento de competências leitoras e escritoras dos
alunos, por isso é interessante sempre acompanhar as produções individuais dos alunos e identificar pontos de avanço e
de dificuldade.

O que é essencial para avançar nos estudos?


Ao final do bimestre, espera-se que os alunos tenham desenvolvido as habilidades EF03HI02,
EF03HI03, EF03HI05, EF03HI07 e, com isso, sejam capazes de:
• Reconhecer diferentes tipos de documentos históricos para entender como se constrói a
história;
• Compreender o sentido de pertencimento a um grupo e o sentido de comunidade, assim
como reconhecer e respeitar a diversidade dos grupos humanos.

Sequências didáticas
Sequência didática 1 – Resgatando parte de nossa história
O objetivo desta sequência didática é orientar o aluno na compreensão de como a história de um lugar pode ser
registrada pelo historiador.
Por meio de um estudo de caso, os alunos são convidados a perceber que a história é investigada, contada e registrada
com base em diversas fontes e que a história da cidade onde vivem também pode ser contada através de métodos
semelhantes à investigação historiográfica: por meio do nome de ruas, bairros, imigrantes, monumentos, reservas
indígenas e quilombolas etc.

Objetivo de
Objetos de conhecimento Habilidades desenvolvidas
aprendizagem

Compreender como se O “Eu” e o Outro” e os diferentes grupos (EF03HI02) Selecionar por meio da
constrói a história de cada sociais e étnicos que compõem a cidade: consulta de diferentes naturezas e
pessoa ou local e como ela os desafios sociais, culturais e ambientais registros acontecimentos ocorridos ao
se relaciona com a formação da cidade em que se vive longo do tempo na cidade em que vive.
cultural da população de
uma cidade.

A produção dos marcos da memória: os (EF03HI05) Identificar os marcos


lugares de memória (ruas, praças, históricos do lugar em que vive e
escolas, monumentos, museus etc.) compreender seus significados.

Duração
3 aulas
3

Material:
• material para desenho e escrita.

Onde realizar
Em sala de aula, no laboratório de informática e em um museu, arquivo histórico ou espaço de memória da cidade.

Como encaminhar

Aula 1
Inicie a conversa com os alunos contando a história fictícia de dona Sibila, uma antiga moradora da cidade de
Pequeninos:

Dona Sibila é uma senhora de 101 anos. Ela veio da Alemanha e chegou ao Brasil quando era adolescente.
Anos após chegar a nosso país, ela se casou, teve filhos, netos, bisnetos.
Mas dona Sibila já esqueceu de muita coisa sobre sua vida, principalmente do local onde nasceu, por que
veio para o Brasil e como chegou aqui. Como podemos ajudá-la a se lembrar? Como podemos recuperar as
informações de sua história?
Texto composto especialmente para esta obra.

Convide os alunos a refletir sobre qual seria a melhor maneira de recuperar a história da senhora mais idosa da
comunidade.
Organize a turma em quatro grupos e distribua a cada grupo algumas pistas sobre a história de vida da dona Sibila.
O objetivo é que todos consigam contar parte da história dela, de modo que a junção das informações produza uma
narrativa mais completa.
Pista 1 – Relatos da família dela

Pista 2 – Fotografias

Pista 3 – Cartas antigas

Pista 4 – Documentos pessoais

Grupo 1
Ao primeiro grupo deverá ser entregue a representação do relato de um membro da família de dona Sibila.
Pista 1: Depoimento de José, neto de dona Sibila:
4

Estúdio Ornitorrinco

Grupo 2
Pista 2: Fotografias antigas

Ilustrações: André Toma


5
Grupo 3
Pista 3: Cartas antigas

Prezada Sibila,

Não sei se esta carta vai chegar até você. Agora que a guerra acabou, aqui na Alemanha
estamos arrumando tudo para retomar nossa vida. Espero que você esteja bem aí no Brasil e que
você e Helga tenham chegado sãs e salvas.

Mande notícias, por favor.

Bonn, 9 de dezembro de 1945.

Sibila

Toda a família ficou feliz ao saber que vocês foram bem recebidas pelos brasileiros.

Desejamos que você seja muito feliz em seu novo emprego e que Helga se adapte à nova
escola e esteja se acostumando com a nova língua.

Sentimos sua falta!

Bonn, 2 de janeiro de 1946.

Pista 4: Documentos pessoais

Ilustrações: André Toma

Dê um tempo para os alunos conversarem entre si e, no final, faça as seguintes perguntas.


1. Onde e quando dona Sibila nasceu?
2. Porque ela veio para o Brasil?
3. Ela veio sozinha?
4. Ela teve alguma ajuda quando chegou?
6
À medida que os alunos forem respondendo, escreva as informações na lousa e, ao final, informe que conseguiram
construir parte da história de dona Sibila. Pergunte, então, se apenas com as informações de uma das fontes (pistas) seria
possível resgatar essa parte da história de vida dela.
Os alunos deverão perceber que documentos oficiais, fotos, cartas, depoimentos, relatos, matérias de jornais e outras
fontes históricas ajudam a levantar hipóteses para contar a história de vida de uma pessoa e recuperar a memória
histórica.
Explique que é dessa maneira que o historiador trabalha. Pode-se dizer que parece um detetive, buscando,
recuperando informações e levantando hipóteses aqui e ali, em várias fontes, para resgatar e contar a história.

Aula 2
Reúna os alunos e lembre-os da primeira aula, quando fizeram o papel semelhante ao de historiadores para levantar
hipóteses e reconstruir a história de dona Sibila.
Comente que, assim como as histórias individuais podem ser resgatadas e reconstruídas por meio de fontes
históricas, a história de uma cidade também pode ser investigada, recuperada e contada por meio de diversas fontes.
Explique-lhes que existem espaços cuja função é preservar a história de uma cidade e que esses espaços são
chamados de museus. A coleção dos objetos expostos em um museu é chamada de acervo. Há acervos históricos,
etnográficos, artísticos, tecnológicos, biográficos, de ciências naturais, entre outros. A maioria dos museus contém
acervos diversos, que, juntos, formam o patrimônio cultural daquela instituição.
Inicie a conversa perguntando se já passearam em museus e, em caso afirmativo, quais são eles. Explique aos
alunos que um museu tem muito mais objetos e documentos do que aparecem nas exposições. Há os arquivos, locais
em que as coleções são organizadas e catalogadas. A maioria dos museus também tem uma sala chamada Reserva
Técnica, em que os objetos e documentos passam por estudo e restauração e depois são guardados à espera de futuras
exposições no próprio local ou em outros lugares.
Cite exemplos e mostre imagens de museus famosos, como o Museu Imperial, em Petrópolis. Se possível, faça um
tour virtual com os alunos por alguns museus interessantes, via datashow ou no laboratório de informática. O link a
seguir traz uma matéria com uma lista de museus pelos quais é possível fazer um tour virtual:
Paulo Desiderio. 80 museus “abertos” a visitas virtuais, 15 abr. 2015. A Rede Educa (Tecnologia para a Educação).
Disponível em: <www.arede.inf.br/80-dicas-de-museus-que-oferecem-vistasvirtuais-02>. Acesso em: 11 out. 2017.

Aula 3
Caso em sua cidade haja um museu, um arquivo histórico ou um espaço de memória, promova uma visita com os
alunos.
Para essa visita, considere os aspectos a seguir.
• Agende com a instituição uma visita monitorada. Se possível, solicite que o foco da visita seja direcionado aos
aspectos históricos da cidade.
• Prepare os alunos para ter contato com a história da instituição; assim, ao chegarem lá já terão conhecimento prévio
sobre o local e seu respectivo acervo.
• Explique previamente as regras do local a ser visitado.
• Oriente os alunos a anotar o que mais gostaram. No entanto, a ideia não é que fiquem presos a um questionário ao
longo da visita, e sim que possam apreciar o local. Deixe que observem, perguntem e conversem sobre o que viram
entre si, com você e até mesmo com os monitores e funcionários do local.

Atividade complementar

1. Qual é a importância do historiador para o estudo das histórias de pessoas ou


locais?
7
O historiador investiga e levanta hipóteses a fim de recuperar a história de uma pessoa ou de um local de forma
mais completa.

Como avaliar
Ao fim da terceira aula, faça uma avaliação com os alunos do que aprenderam. Para isso, sugerimos as duas questões
a seguir.

1. De que forma um museu pode ser um local importante para a história da cidade?
O aluno deve ser capaz de responder que o museu guarda em seu acervo fotografias, documentos,
utensílios, peças artísticas etc. Que há vários tipos de museus, e alguns têm o acervo da memória da cidade, ou
seja, durante a visitação (virtual ou presencial) podemos conhecer a memória da cidade (por exemplo, o Museu
do Imigrante).

2. O que são fontes históricas? Dê alguns exemplos que conhece.


O aluno deve responder que fontes históricas são documentos, jornais, revistas, fotografias, obras
artísticas, artesanato, vestimenta, música, filmes, cartas e tudo o mais que contém o registro, escrito ou não, da
produção e do modo de vida de determinado povo.

Para concluir, solicite uma autoavaliação, estimulando uma reflexão sobre o que aprenderam. Entregue a eles uma
cópia da ficha a seguir ou escreva-a na lousa para que a copiem no caderno. Eles devem usá-la ao longo do bimestre
para acompanhar o próprio desenvolvimento de aprendizagem. Peça a eles que respondam às questões e, se achar
conveniente, compartilhem as respostas com a turma.
Lembre-se: não existem respostas erradas na autoavaliação, mas este é um bom momento para alinhar expectativas
e resolver possíveis dúvidas dos alunos.

Aprendi como se constrói a história?

O que aprendi a respeito do trabalho do


historiador?

De tudo o que aprendi, o que achei mais


interessante?

Sequência didática 2 – A vida em sociedade


Nesta sequência didática, o objetivo é orientar o aluno a perceber que diferentes formas de convívio e de
comunicação refletem as características culturais de sociedades do passado e do presente.

Objetivo de Habilidades
Objetos de conhecimento
aprendizagem desenvolvidas
8

Compreender as diferentes formas de O “Eu”, o “Outro” e os diferentes (EF03HI03) Identificar e comparar


convívio e de comunicação entre os grupos sociais e étnicos que compõem pontos de vista em relação a
grupos sociais e como elas refletem a cidade: os desafios sociais, culturais eventos significativos do local em
as manifestações culturais de uma e ambientais da cidade em que se vive que vive, aspectos relacionados a
sociedade. condições sociais e à presença de
diferentes grupos sociais e
culturais, com especial destaque
para as culturas africanas,
indígenas e de migrantes.

A produção dos marcos da memória: (EF03HI07) Identificar semelhanças


formação cultural da população e diferenças existentes entre
comunidades de sua cidade e
descrever o papel dos diferentes
grupos sociais que as formam.

Duração
3 aulas

Material:
• lápis de cor;
• tinta guache;
• lápis preto;
• borracha;
• cartolina ou papel kraft.

Onde realizar
Em sala de aula ou na sala de Arte.

Como encaminhar
Aula 1
Inicie o diálogo com os alunos explicando que as pessoas sempre viveram em grupos, pois o ser humano é, por
natureza, um ser social, e que, para a boa convivência, é importante que haja sempre comunicação entre os indivíduos.
Uma maneira de os primeiros seres humanos se comunicarem era por meio de pinturas rupestres. Mostre as imagens
a seguir aos alunos e faça algumas perguntas para se certificar de que compreenderam o que está sendo representado,
como: O que está retratado? As pessoas estão sozinhas ou em grupo? Podemos perceber que se trata de uma cena de
caça?

Guilherme Jofili Varejão/Flickr Chico Ferreira/Flickr

Pintura rupestre na Serra da Capivara, Piauí, 2012. Pintura rupestre no Morro do Chapéu, Bahia, 2010.
9
Explique-lhes que, se entenderam o que foi retratado, ocorreu comunicação.
Em seguida, apresente algumas das maneiras de se comunicar, como música, teatro, danças, cinema, celular,
internet, escrita e linguagem brasileira de sinais, a Libras.

Maryland GovPics/Flickr Romont Willy

Homem se comunica por meio da linguagem de sinais. Alfabeto em Libras.

Aula 2
Retome a aula anterior perguntando aos alunos quais são as formas de comunicação.
Em seguida, explique que, além dessas, há também formas de comunicação que podem expressar aspectos culturais
de uma sociedade. Para introduzir o assunto, mostre as imagens a seguir ou traga objetos de artesanato que valorizem a
cultura tradicional (exemplos: matrioscas – bonecas russas; luminárias orientais; objetos de cerâmica ou palha da cultura
indígena; roupas e bolsas bolivianas; colares de miçangas e penas etc.).

Pxhere.com nouveaumonde34/Pixabay.com

Matrioscas (bonecas russas). Máscara de carnaval em Veneza.

Além desses objetos, mostre também fotografias que revelem manifestações coletivas artísticas, culturais ou
religiosas de povos distintos (pinturas corporais indígenas, vestimenta de monges budistas etc.).
10
Free-Photos/Pixabay.com Pxhere.com

Decoração corportal indiana. Dança tradicional de tribo aborígene.

Pergunte o que os alunos observam nas imagens e os incentive a discorrer livremente sobre os assuntos retratados,
fazendo comparações.
Conclua falando das diversas formas de comunicação e de interação entre os povos. Ressalte a importância do
respeito à diversidade e de conhecer e preservar as culturas, em especial as tradicionais.

Aula 3
Retome as aulas anteriores e fale das características culturais do município em que vocês vivem:
artesanato, músicas, danças, sotaques e expressões linguísticas, roupas típicas, culinária tradicional, nomes de ruas,
bairros, entre outras.
Organize a turma em grupos, distribua material para escrita, desenho ou colagem e peça que elaborem um produto
típico da região: pode ser um poema, expressões regionais, objetos de artesanato (por meio de colagem ou desenho) etc.
Depois solicite que apresentem suas produções para a turma. Você também pode promover uma exposição desses
trabalhos nos corredores das salas, na sala de Arte, no pátio ou em local convencionado pela escola para esse uso.
Atividade complementar
Pergunte aos alunos se identificam grupos de diferentes origens que vivem em sua cidade. Caso respondam que
sim, pergunte quais são as características culturais desses grupos (modo de vestir, de trabalhar, de falar, de morar, de
celebrar, de viver). Caso não identifiquem, pergunte sobre as tradições familiares que têm origem em outros povos, tanto
de fora do país quanto de migrantes que vivem na comunidade.

Como avaliar

1. Por que é importante conhecermos e respeitarmos as tradições de todos os povos?


Com base no conteúdo abordado nas três aulas desta sequência didática, os alunos devem mencionar que todos os
povos têm igual importância para a formação de uma sociedade. É fundamental que respondam com as próprias palavras.

2. Como a comunicação por meio da arte pode valorizar um povo?


Os alunos podem responder que a arte tem a função de comunicar a tradição de um povo, além de dizer que a
preservação e a divulgação dessa arte e cultura são fundamentais para a sobrevivência de seus membros (um povo não
vive sem cultura), portanto preservar essa memória ao longo do tempo é essencial. Eles devem responder com as
próprias palavras.

Para concluir, solicite uma autoavaliação, estimulando uma reflexão sobre o que aprenderam.

O que entendi sobre a importância


das manifestações culturais de um
povo?

O que compreendi das formas de


comunicação?

De tudo o que aprendi, o que achei


mais interessante?
11

Sequência didática 3 – As comunidades de migrantes


Nesta sequência didática, o objetivo é fazer o aluno compreender o conceito e o sentido de comunidade. Para esse
tema, serão trabalhados os movimentos migratórios no Brasil e no mundo, o conceito e o sentido de pertencer a uma
comunidade.
Objeto de
Objetivos de aprendizagem conhecimento Habilidade desenvolvida

O “Eu”, o “Outro” e (EF03HI03) Identificar e comparar pontos de


Entender a importância de viver em os diferentes grupos vista em relação a eventos significativos do
comunidade. sociais e étnicos local em que vive, aspectos relacionados a
Compreender como e por que ocorrem os que compõem a condições sociais e à presença de diferentes
movimentos migratórios no Brasil e no mundo. cidade: os desafios grupos sociais e culturais, com especial
sociais, culturais e destaque para as culturas africanas,
Entender que os imigrantes são importantes ambientais da cidade indígenas e de migrantes.
para o estabelecimento das características em que vive
culturais de uma região.

Duração
2 aulas

Material:
• lápis de cor;
• tinta guache;
• lápis preto;
• borracha;
• cartolina ou papel kraft.

Onde realizar
Em sala de aula ou no laboratório de informática.

Como encaminhar
Aula 1
Inicie perguntando aos alunos se entendem o que é comunidade. Deixe que se expressem livremente. Depois
comente que a turma deles faz parte da comunidade escolar, assim como os funcionários, os professores, a direção, os
pais etc.
Após essa conversa, pergunte quais outros tipos de comunidade os alunos conhecem além da escolar. Em seguida,
fale sobre a comunidade de imigrantes que cresce a cada dia nos países que a recebem. Na sequência, esclareça os
conceitos de imigrante, emigrante e migrante.

Imigrante: pessoa que vem de outro país para fixar moradia.


Emigrante: pessoa que sai de seu país para morar em outro.
Migrante: pessoa que se desloca de um local para outro dentro do mesmo país.
No Brasil, na segunda metade do século 20, muitos migrantes saíram do Nordeste em busca de melhores condições
de vida nas regiões Sudeste e Sul (fugindo da seca, fome e pobreza extrema). Nos outros países, migrantes também saem
em busca de sobrevivência (por motivos de guerra, perseguição, desemprego, catástrofes ambientais etc.). São as
chamadas migrações forçadas.
12
Explique aos alunos que há também as migrações espontâneas, em que muitos saem (emigrantes) da sua terra de
origem para estudar, buscar melhor qualidade de vida, receber salários mais altos ou, ainda, porque querem se fixar em
outro local.
Pergunte se já viram notícias na TV sobre os diversos movimentos migratórios da atualidade. Se possível, pesquise
na internet e apresente aos alunos a animação Ivine e o travesseiro, do Unicef, que trata de histórias reais que explicam
às crianças o drama vivenciado pelos refugiados sírios que, a partir de 2011, deixaram seu país devido a uma guerra
civil. A animação é bastante triste, por isso é aconselhável assisti-la antes de exibir para os alunos, conversar com eles
para contextualizar o tema e avaliar se estão preparados. Se preferir, selecione apenas alguns trechos em que ficam
evidentes as causas da imigração.
Ao final, pergunte o que sentiram vendo a animação e explique que, com a ajuda e a união de todos, é possível
colaborar com os sírios e outros refugiados que estejam em situações difíceis de sobrevivência e exclusão social.
Conte que muitos migrantes formam bairros inteiros, onde mantêm suas tradições e aprendem os costumes locais.
Cite exemplos das comunidades japonesas, italianas, polonesas, lituanas, árabes, judaicas, coreanas, ucranianas,
armênias, chinesas, haitianas, congolesas e tantas outras que vivem no Brasil. Fale sobre as comidas e festas típicas,
danças, roupas, expressões linguísticas, sotaques e religião oriundos desses povos que foram adaptados e incorporados
ao cotidiano dos brasileiros.
Conclua a aula abordando a importância da aceitação do outro, de oferecer ajuda e acolhimento. Destaque que não
importa a cor da pele, o tipo físico, o sotaque, o país ou a região de origem: todos devem ter os mesmos direitos, respeito
e dignidade.

Aula 2
Caso a escola tenha laboratório de informática, leve os alunos para pesquisar os diversos aspectos culturais dos
migrantes (podem ser migrantes internos, de outras regiões do Brasil, ou migrantes externos, de outros países):
organize-os em duplas ou trios, selecione alguns países ou cidades para eles pesquisarem na internet sobre:
• comidas típicas;
• trajes típicos;
• localização geográfica;
• produção artística (música, dança, artes plásticas, artesanato etc.);
• onde moram no Brasil e como é seu modo de vida.
Ao fim, solicite que elaborem cartazes e apresentem o resultado da pesquisa à turma.
É importante finalizar dizendo que frequentemente pessoas saem de um lugar para viver em outro e que, para a
sociedade desenvolver-se e prosperar em harmonia, não pode haver preconceitos de etnia, gênero, de nenhum outro tipo.
Atividade complementar

1. O que são migrações?


Os alunos devem responder que migrações são movimentos espontâneos ou forçados de pessoas que deixam seu
local de origem rumo a outro lugar por diversos motivos (econômicos, políticos, guerras, fome, catástrofes naturais etc.).
Eles devem usar as próprias palavras.

Como avaliar
Ao fim da terceira aula, faça uma avaliação com os alunos sobre o que aprenderam. Para isso, sugerimos as duas
questões a seguir.

1. Como os movimentos migratórios contribuem para o enriquecimento cultural de


uma sociedade?
13
Os alunos devem ser capazes de responder que, quanto mais pessoas de origens distintas, mais rica fica a cultura do
local (as manifestações culturais, a culinária etc.). Lembre-os das contribuições dos diversos povos que formam a mistura
cultural que é o Brasil. Isso compõe nossa diversidade e pluralidade cultural.

2. Por que é importante para um migrante se sentir pertencente à sociedade em que


ele passou a viver?
Os alunos devem responder que é importante pertencer a uma comunidade, a um grupo, a uma sociedade para ser
respeitado e para ter direitos como todos os cidadãos.

Para concluir, solicite uma autoavaliação, estimulando uma reflexão sobre o que aprenderam.

O que aprendi a respeito de


movimentos migratórios?

Aprendi a diferença entre migração,


imigração e emigração?

De tudo o que aprendi, o que achei


mais interessante?
14
Escola: _________________________________________________________________
Nome: __________________________________________________________________
Professor(a): ______________________________ Turma: 3o ano Data: _____ /___/___

Proposta de acompanhamento da aprendizagem

Avaliação / Primeiro bimestre

1. Qual é a atual função deste tipo de registro?

MICKAËL T./FLICKR
PINTURA RUPESTRE. BOLÍVIA, 2014.

a) Dar indícios de fatos do cotidiano das pessoas que viveram no período em que foi produzida
essa arte. Nos dias atuais constitui-se em uma fonte histórica.
b) Ser compreendido como arte decorativa.
c) Esse tipo de registro histórico não cumpre nenhuma função.
d) A função é servir apenas como entretenimento, não possui nenhuma função histórica.
2. Assinale o item que indica fontes históricas.
a) Certidões de nascimento, casamento e óbito, Carteira de Identidade, documentos de
imigração, cartas.
b) Notícias em jornais e revistas.
c) Fotografias, desenhos, pinturas.
d) Todas as alternativas.

3. Assinale o item que indica a principal função de um museu.


a) Harmonizar
b) Cooperar
15

c) Preservar
d) Aplicar

4. Observe as imagens e faça o que se pede.


1. 2. 3.

Avalone Reinaldo Rosa Edde Wagner

a) Circule aquelas que podem ser consideradas fontes históricas.


b) Por que os jornais podem ser usados como documentos históricos?
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

c) Explique a função da estátua e do edifício como documentos históricos.


_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

5. Na cidade em que você mora há um museu ou centro de memória? Se sim, escreva


um pequeno texto que indique alguns dos objetos que esse lugar abriga e o que eles
representam para a história da cidade.

_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
16

6. Observe o gráfico e faça o que se pede.

DAE

a) Explique o que o gráfico representa.


_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

b) Qual a nacionalidade da maioria dos imigrantes durante o período representado?

7. Por que o artesanato produzido por povos de diferentes regiões é importante para a cultura
de um local?

_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
17

8. Observe as fotografias e, depois, assinale com verdadeiro (V) ou falso (F).

Pexels/Pixabay.com jamett1023/Pixabay.com

( ) As imagens não retratam fontes históricas.


( ) Por meio do estudo dos objetos podemos levantar hipóteses e compreender determinadas
ações dos seres humanos em diferentes épocas e lugares.
( ) Cotidianamente as muitas comunidades das quais fazemos parte produzem materiais e
conteúdos que futuramente serão compreendidos como vestígios do passado.
( ) A vida cotidiana de uma comunidade nunca reflete ou tem relação com os acontecimentos
da sua história.
9. Observe as imagens a seguir e faça o que se pede.

Avalone Marco Cortez Ronaldo Barata

Assinale a comunidade que não está representada na imagem e da qual você não tem idade para
participar.
a) familiar
b) escolar
c) de trabalho
d) religiosa
10. Assinale a alternativa incorreta sobre as profissões representadas nas imagens.

Ilustrações: Carlos Seribelli


18

a) Professores são os responsáveis por alfabetizar os alunos e ensinar conhecimentos


científicos.
b) Coletores de lixo não têm importância social, pois todas as pessoas sabem que devem
jogar o lixo na lixeira.
c) Agricultores são profissionais que plantam os alimentos que consumimos. Esse trabalho é
fundamental para que tenhamos alimentos independentemente de vivermos no campo ou
na cidade.
d) Médicos são profissionais da saúde de grande importância, pois tratam das pessoas
quando estão doentes e atuam na prevenção de doenças.
11. Complete as frases.
a) Sandra saiu de Pernambuco e foi morar em Manaus. Ela é uma________________.

b) Ana morava em Portugal e veio morar no Brasil. Ela é uma_______________________.


c) Lucas vai embora do Brasil para morar na Nigéria. Ele é um________________________.
12. Observe as imagens e faça o que se pede.
1. 2.

Ilustrações: Marcel Borges

a) Assinale V para verdadeiro e F para falso.

( ) As imagens retratam a passagem do tempo em uma mesma localidade.


( ) As imagens mostram duas localidades.

b) Circule de azul a cidade no passado e de vermelho a cidade no presente.


19

c) Sua cidade se parece com a cidade da imagem 1 ou com a da imagem 2? Explique sua
resposta.

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

13. Por que os movimentos migratórios ocorrem?


_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

14. Você conhece imigrantes que moram no Brasil? Dê exemplos.


_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

15. Observe a figura. Pintada há quase 200 anos, ela retrata dois grupos sociais que viviam
no Brasil naquela época. Que grupos são esses?

Museus Castro Maia/Div. Iconografia, Rio de Janeiro O jantar no Brasil. Gravura de Jean-Baptiste Debret
publicada no livro Viagem pitoresca e histórica ao Brasil, 1839.

a) Descendentes de indígenas e africanos.


b) Descendentes de europeus e africanos.
c) Descendentes de indígenas e europeus.
d) Descendentes de asiáticos e europeus.
20

Gabarito
Atividade 1

Habilidade avaliada

(EF03HI03) Identificar e comparar pontos de vista em relação a eventos significativos do local em que vive, aspectos
relacionados a condições sociais e à presença de diferentes grupos sociais e culturais, com especial destaque para as
culturas africanas, indígenas e de migrantes.

Alternativa a.
Os alunos deverão identificar a imagem como um registro histórico dos primeiros humanos na Terra, e que nos dias
atuais constitui uma fonte histórica importante.

Atividade 2

Habilidade avaliada

(EF03HI02) Selecionar, por meio da consulta de fontes de diferentes naturezas, e registrar acontecimentos ocorridos ao
longo do tempo na cidade em que vive.

Alternativa d.
Os alunos deverão perceber que todas as alternativas trazem objetos importantes para o historiador recuperar a
história, uma vez que fontes históricas têm características diferentes e representam diferentes pontos de vista.

Atividade 3

Habilidade avaliada

(EF03HI02) Selecionar, por meio da consulta de fontes de diferentes naturezas, e registrar acontecimentos ocorridos ao
longo do tempo na cidade em que vive.

Alternativa c.
Os alunos devem ter compreendido que os museus agregam diferentes objetos e arquivos que guardam a memória
de um local e de uma comunidade.

Atividade 4

Habilidade avaliada

(EF01HI05) Identificar os marcos históricos do lugar em que vive e compreender seus significados.

Item A
Todas as imagens representam fontes históricas.

Item B
Espera-se que os alunos respondam que as notícias e matérias publicadas nos jornais ajudam a construir um
panorama histórico, pois contêm datas, relatos dos acontecimentos e fotografias, e todos esses elementos são registros
históricos. É importante perceber que, por meio dessas fontes, pode-se entender como uma notícia foi transmitida e
propagada naquele momento histórico.
Item C
Os alunos devem compreender que tanto a estátua quanto o edifício são marcos de memória, narrativas de
acontecimentos, personalidades e práticas tidas como importantes em determinados períodos da história. Em geral, esse
21
tipo de documento visa registrar um passado compreendido como glorioso ou lembrar personalidades tidas como
importantes para a localidade.

Atividade 5

Habilidade avaliada

(EF03HI05) Identificar os marcos históricos do lugar em que vive e compreender seus significados.

Resposta pessoal. Os alunos devem identificar o modo pelo qual a cidade construiu sua história e memória.

Atividade 6

Habilidade avaliada

(EF03HI03) Identificar e comparar pontos de vista em relação a eventos significativos do local em que vive, aspectos
relacionados a condições sociais e à presença de diferentes grupos sociais e culturais, com especial destaque para as
culturas africanas, indígenas e de migrantes.

Item A
Representa a chegada de imigrantes ao Brasil nos anos de 1884 a 1933.

Item B
Italianos.

Atividade 7

Habilidade avaliada

(EF03HI07) Identificar semelhanças e diferenças existentes entre comunidades de sua cidade e descrever o papel dos
diferentes grupos sociais que as formam.

Os alunos devem responder que o artesanato é uma forma de comunicação e reflete a arte e os costumes de um
povo, sendo, assim, importante para a preservação de sua memória, história e cultura.
Atividade 8

Habilidade avaliada

(EF03HI05) Identificar os marcos históricos do lugar em que vive e compreender seus significados.

F, V, V, F.
Espera-se que os alunos tenham compreendido que toda a atual produção humana, futuramente, pode ser objeto de
estudo sobre como vivíamos. Também é esperado que tenham entendido que eles são agentes históricos e que produzem
história por meio do fazer cotidiano. Caso perceba que não consolidaram esse conhecimento, retome o assunto por meio
da constatação de que toda produção material e intelectual reflete a cultura na qual foi produzida. Com base nisso, aborde
as peculiaridades das comunidades das quais o aluno participa.

Atividade 9

Habilidade avaliada

(EF03HI07) Identificar semelhanças e diferenças existentes entre comunidades de sua cidade, e descrever o papel dos
diferentes grupos sociais que as formam.

Alternativa c.
22
Espera-se que o aluno tenha compreendido que todas são comunidades das quais ele atualmente participa ou pode
participar, sendo a exceção a comunidade do trabalho.

Atividade 10

Habilidade avaliada

(EF03HI07) Identificar semelhanças e diferenças existentes entre comunidades de sua cidade, e descrever o papel dos
diferentes grupos sociais que as formam.

Alternativa b.
O objetivo dessa atividade é fazer com que os alunos reflitam sobre a importância de algumas profissões.

Atividade 11

Habilidades avaliadas

(EF03HI03) Identificar e comparar pontos de vista em relação a eventos significativos do local em que vive, aspectos
relacionados a condições sociais e à presença de diferentes grupos sociais e culturais, com especial destaque para as
culturas africanas, indígenas e de migrantes.

(EF03HI07) Identificar semelhanças e diferenças existentes entre comunidades de sua cidade e descrever o papel dos
diferentes grupos sociais que as formam.

Os alunos deverão identificar povos que habitam em diferentes regiões e identificar os movimentos migratórios.

Item A migrante

Item B
imigrante Item C

emigrante

Atividade 12

Habilidade avaliada

(EF03HI03) Identificar e comparar pontos de vista em relação a eventos significativos do local em que vive, aspectos
relacionados a condições sociais e à presença de diferentes grupos sociais e culturais, com especial destaque para as
culturas africanas, indígenas e de migrantes.

Item A
V, F

Item B
Imagem 1 – azul; imagem 2 – vermelho.

Item C
A resposta é pessoal, pois depende da percepção do aluno e do lugar onde ele mora. Espera-se que identifique que
na atualidade não existe bonde, mas a identificação do espaço é uma resposta aberta, que deve ser analisada com base
nas experiências reais e cotidianas do aluno.
23

Atividade 13

Habilidade avaliada

(EF03HI03) Identificar e comparar pontos de vista em relação a eventos significativos do local em que vive, aspectos
relacionados a condições sociais e à presença de diferentes grupos sociais e culturais, com especial destaque para as
culturas africanas, indígenas e de migrantes.

Os alunos deverão ter compreendido o que faz os povos se deslocarem em seu país ou para fora dele, e responder
que são muitas as causas dos movimentos imigratórios: busca de oportunidade, crise econômica, guerra, fuga de
fenômenos naturais. Assim, há movimentos migratórios espontâneos ou forçados, dependendo das condições sociais,
econômicas ou políticas da região.

Atividade 14

Habilidade avaliada

(EF03HI03) Identificar e comparar pontos de vista em relação a eventos significativos do local em que vive, aspectos
relacionados a condições sociais e à presença de diferentes grupos sociais e culturais, com especial destaque para as
culturas africanas, indígenas e de migrantes.

Resposta pessoal. A ideia é que identifiquem os diferentes grupos de imigrantes que conhecem ou dos quais tenham
ouvido falar. Entre as respostas possíveis, podem comentar movimentos de grupos atuais, como os sírios, venezuelanos
e os de países africanos, ou falar dos imigrantes tradicionais, como os japoneses, italianos, poloneses e alemães, entre
outros.
Atividade 15

Habilidade avaliada

(EF03HI03) Identificar e comparar pontos de vista em relação a eventos significativos do local em que vive, aspectos
relacionados a condições sociais e à presença de diferentes grupos sociais e culturais, com especial destaque para as
culturas africanas, indígenas e de migrantes.

Alternativa b.
Os alunos devem perceber que o artista teve a intenção de retratar os escravizados africanos e seus senhores,
geralmente de origem europeia.