Você está na página 1de 1

Pressão absoluta (ou total) – No fundo do reci-

Física piente, a pressão total leva em conta a pressão


atmosférica:
pabs = patm + pef ∴ pabs = patm +dgh
Professor Carlos Jennings

Aula 65

Hidrostática
De maneira simples, pode-se dizer que um fluido
adquire o formato do recipiente que o contém.
São considerados fluidos os líquidos e os ga- 01. (UFRGS) Um corpo cuja massa é 1kg flutua
ses.
inteiramente submerso na água (massa es-
Nesta aula, estudaremos as propriedades dos lí-
quidos em equilíbrio estático, embora tais pro- pecífica 1g/cm3). Qual o módulo da força
priedades possam ser estendidas aos fluidos em Aplicações
geral.
resultante com que o corpo afundaria no ál-
01. (FAAP–SP) Calcular, em N/m2, a pressão que
Massa específica de uma substância – É a ra- cool (massa específica 0,8g/cm3)?
exerce uma determinada quantidade de petróleo
zão entre a massa de uma quantidade da subs- sobre o fundo de um poço, se a altura do petróleo, Considere g=10m/s2 e despreze o atrito do
tância e o correspondente volume ocupado por
no poço, for igual a 10m e a sua densidade corpo com o álcool.
essa substância:
m 800kg/m3. Dado: g = 10m/s2.
a) 1N b) 2N c) 4N
µ = ––– Solução:
v d = 800kg/m3; h = 10m; g = 10m/s2. d) 8N e) 10N
Uma unidade muito usada para massa específica A pressão pedida é hidrostática (ou efetiva):
é g/cm3. No S.I., utiliza-se kg/m3. A relação entre p=d.h.g 02. (UFRGS) Um morador da ilha de Fernando
essas duas unidades é: p = 800 . 10 . 10
10–6kg
de Noronha costuma mergulhar no mar,
g kg p = 80.000N/m2
1 = –––– = ––––––– = 103 –––
3 –6 3
sem equipamento, até profundidades de
cm 10 m m3 02. No interior do Amazonas, é comum a prática
da pesca do bodó com as mãos. Se um pesca- 25m. Sendo po a pressão atmosférica ao ní-
Densidade de um corpo – É a razão entre a
massa do corpo (porção limitada de matéria) e o dor mergulhar a 10m de profundidade, em rela- vel do mar, a 25m de profundidade, ele
correspondente volume que ele ocupa: ção à superfície de um lago, para capturar alguns
submete seu corpo a uma pressão de,
m desses peixes, qual será a pressão a que ele es-
d = –––– tará submetido? aproximadamente,
v Dados: patm = 105N/m2 (pressão atmosférica
Pressão – Conceito que relaciona a força local); dágua = 103kg/m3. a) 26po b) 6po c) 3,5po
aplicada sobre uma superfície com a área dessa d) 2,5po e) 2,0po
superfície. Assim, a pressão de uma força sobre Solução:
uma superfície é a razão entre a componente Deseja-se calcular a pressão total (ou absoluta)
normal da força e a área da superfície na qual ela sobre o mergulhador:
03. (UFRGS) Considere as afirmações se-
atua: pabs = patm + pef ∴ pabs = patm +dgh
F pabs = 105 + 103 . 10 . 10 guintes:
p = –––– pabs = 2,0 .105 Pa I. A força de empuxo sobre um copo de vi-
A
No S.I., a unidade de pressão é N/m2, também LEI DE STEVIN dro totalmente submerso na água (e
conhecida como pascal (Pa). cheio de água) é igual à soma das for-
Pressão atmosférica – A atmosfera, composta
de vários gases, exerce pressão sobre a superfí- ças de empuxo que sofreriam os cacos
cie da Terra. Ao nível do mar, tem-se: desse copo, se ele se quebrasse dentro
patm = 1,01 . 105 N/m2 = 1,01 . 105 Pa.
da água.
Pressão hidrostática (ou efetiva) – É a pressão
exercida pelo peso de uma coluna fluida em II. A força de empuxo que sofre uma canoa
equilíbrio. Considere um cilindro com um líquido
de alumínio que flutua sobre a água é
até a altura h e um ponto B marcado no fundo de
área A. O líquido exerce uma pressão no ponto B, maior do que a força de empuxo que so-
dada por:
As pressões em A e B são: freria a canoa totalmente submersa na
pA = po + dghA água (e cheia de água).
pB = po + dghB
Então a diferença de pressão (∆p) entre A e B é:
III. A força de empuxo sobre uma pedra
pA – pB = dg (hA – hB) ou ∆p = dg∆h irregular, totalmente submersa na água,
Conclusão: dois pontos na mesma horizontal, mas suspensa por um cordão, é maior
dentro de um fluido em equilíbrio, estão submeti-
do que a força de empuxo sobre ela
dos à mesma pressão.
quando, livre do cordão, está deposita-
P Aplicação da no fundo do recipiente.
p = ––––, como P = mg, temos:
A No tubo em U da figura, tem-se água e óleo em Quais estão corretas?
mg m equilíbrio. Sendo hA= 10cm a altura da água, de- a) Apenas I b) Apenas II
p = ––––, como d= –––– ∴ m =dV, temos: termine a altura hB do óleo, sendo dados: dA =
A V 1,0g/cm3 (densidade da água); dB = 0,8g/cm3 c) Apenas I e II d) Apenas I e III
dVg (densidade do óleo). e) Apenas II e III
P= –––––, como V=Ah (volume do cilindro),
temos:
A 04. (UFRGS) Duas esferas maciças, X e Y, de
dAhg mesmo volume, flutuam em equilíbrio na
p = –––––– p = dhg
A água. Se X tem o dobro da massa de Y,
Importante! a) X está menos submerso do que Y.
A pressão hidrostática ou efetiva depende da
b) X e Y possuem pesos iguais.
densidade do fluido (d), da altura do fluido acima
do ponto considerado (h) e do lugar da expe- c) X e Y possuem massas específicas iguais.
riência (g), independendo do formato e do tama-
nho do recipiente. d) X e Y sofrem forças de empuxo iguais.
e) X desloca mais água do que Y.

11