Você está na página 1de 1

Revolução Francesa cional, a França tornou-se uma Monarquia Cons-

titucional, dominada pela burguesia, cujos


Fatores determinantes pontos principais são:
1. Fatores econômicos e sociais – A França, em 1. Igualdade jurídica de todos os cidadãos fran-
fins do século XVIII, era ainda uma nação es- ceses (mas permanecia a escravidão nas colô-
sencialmente agrária, com uma produção agrí- nias).
cola estruturada no modelo feudal, enquanto a 2. Completa liberdade de produção e de comér-
Inglaterra, sua grande rival, desenvolvia o pro- cio, com proibição das greves dos trabalhado-
cesso de Revolução Industrial, transformando- res.
se na maior nação capitalista.
3. Liberdade de crença religiosa e separação en-
A sociedade francesa estava dividida em três Es- tre Estado e religião.
tados:
4. Estado dividido em três poderes: legislativo,
Primeiro Estado – Formado pelo alto e baixo executivo e judiciário. Nas eleições, foi instituí-
cleros. Os membros do alto clero (bispos e aba- do o voto censitário.
01. (Unitau) O capitalismo, com base na des) pertenciam à nobreza; os do baixo clero (pa-
transformação técnica, atinge seu proces- dres e monges) tinham origem no 3.° Estado. França foi invadida
so específico de produção, caracterizado Segundo Estado – Constituído pela nobreza, O rei Luís XVI não aceitou a perda do poder e
pela produção em larga escala, onde há que detinha, juntamente com o rei, o poder polí- conspirou contra a revolução. Fez contato com
tico do país. Estava dividida em alta e baixa no- os reis da Áustria e da Prússia com o objetivo de
uma radical separação entre o trabalho e breza. Parte dela vivia na corte (nobreza cortesã), formar um exército e invadir a França para resta-
o capital. Essa afirmativa está tratando: gozando dos privilégios concedidos pelo rei e belecer o Absolutismo.
aproveitando-se do dinheiro público; outra parte Em julho de 1791, o rei tentou fugir da França,
a) da separação entre capitalismo e socialis- vivia explorando os camponeses no campo. mas foi preso sob a acusação de traição. No
mo; Terceiro Estado – Tinha composição bem hete- mesmo mês, o exército austro-prussiano invadiu
b) da Revolução Industrial; rogênea: abrangia os camponeses, a massa po- a França, contando com o apoio secreto da famí-
bre da cidade, a pequena, média e alta burgue- lia real, que fornecia segredos militares às tropas
c) do advento do Mercantilismo; sia. invasoras. O país foi defendido pelo exército
d) da Revolução comunista na Rússia; 2. Fatores políticos – A Revolução Francesa foi composto pelos sans-cullottes (pequenos nego-
e) do plano Marshall, após a Segunda Guerra conseqüência imediata do absolutismo de Luís ciantes, artesãos e operários) sob a liderança de
XVI. No seu governo, a economia francesa Danton e Marat. Em 20 de setembro, o exército
Mundial. estrangeiro foi expulso da França.
passava por uma crise aguda, que, em parte,
02. (FGV) A Constituição da França de 1791, aumentou em função da participação da Fran- Convenção
ça na Guerra de Independência dos Estados
a partir dos princípios preconizados por Unidos. A partir desse momento, foi proclamada a Repú-
blica Francesa, que passou a ser governada pela
Montesquieu, consagrou, como funda- A situação econômica exigia reformas urgen- Assembléia Nacional, chamada de Convenção.
mento do novo regime, tes e gerava uma aguda crise política. Foram
vários os ministros das finanças francesas, tais Nesse período, as mais importantes forças políti-
a) a subordinação do Judiciário ao Legislativo, como Turgot, Necker e Calonne, que pretende- cas do país eram as seguintes:
que passou a exercer um poder fiscalizador ram forçar a nobreza e o clero a pagarem im- Partido Feuillants: composto por representantes
postos, mas o rei demitiu-os, porque também da burguesia financeira; defensores da monar-
sobre os tribunais; sofria pressão do Primeiro e do Segundo Esta- quia constitucional.
b) a identificação da figura do monarca com a dos. Partido Girondino: composto por representan-
do Estado, que, a partir desse momento, se A burguesia, na reunião dos Estados Gerais, tes da burguesia comercial e industrial; defenso-
tornou inviolável; fez duas grandes exigências: primeira, que o res da República.
Terceiro Estado tivesse um número de deputa- Partido Jacobino: composto pela pequena bur-
c) a supremacia do Poder Legislativo, deixan- dos igual ao dos dois outros Estados; segun- guesia; defendia a execução do rei e a instaura-
do de ser o rei investido de poder modera- do, que o voto, na Assembléia, fosse indivi- ção da República.
dor; dual. A primeira exigência foi atendida, mas a
segunda foi obstaculizada pelos outros dois Cordeliers: composto por representantes das
d) o poder de veto monárquico, que se restrin- Estados. camadas populares; defendia a execução do rei
e a instauração da República.
giu a assuntos fiscais, limitando, assim, a O rei anunciou, na abertura dos trabalhos, em
maio de 1789, que a finalidade daquele encon- Partido da Planície: uma parte representava a
soberania popular; burguesia financeira; a outra, a burguesia indus-
tro político era resolver somente problemas fi-
e) a separação dos poderes até então concen- nanceiros, e o processo de votação dos proje- trial.
trados, teoricamente, na pessoa do sobera- tos seria por Estado. O rei foi julgado na Convenção, acusado por
no. O Terceiro Estado, com apoio de membros do Robbespierre e condenado como traidor à
baixo clero e da nobreza de toga (nobreza que execução por guilhotina. Foi executado em 21
03. (Fuvest) Do ponto de vista social, pode-se comprou o seu título), declarou-se Assembléia de janeiro de 1793.
afirmar, sobre a Revolução Francesa, Nacional Constituinte. O rei reagiu, mandando República dos Jacobinos
fechar o Congresso Nacional e prender os de-
que: putados. A execução do rei provocou revoltas internas e
uma reorganização das forças absolutistas es-
a) teve resultados efêmeros, pois foi iniciada, Primeira jornada revolucionária trangeiras. Para enfrentar a ameaça, os jacobinos
dirigida e apropriada por uma só classe so- O rei mobilizou tropas militares para reprimir as criaram uma série de órgãos encarregados da
manifestações burguesas e populares. Mas a defesa da revolução. Entre esses órgãos, desta-
cial, a burguesia, única beneficiária da nova cam-se:
burguesia organizou milícias populares para en-
ordem; 1. Comitê de Salvação Pública.
frentar as tropas reais. No dia 14 de julho de
b) fracassou, pois, apesar do terror e da vio- 1789, a população parisiense tomou a Bastilha 2. Tribunal Revolucionário.
lência, não conseguiu impedir o retorno das (prisão política, símbolo do autoritarismo e das Nessa época, instalou-se uma verdadeira ditadu-
arbitrariedades do rei). ra dos jacobinos, sob a liderança de Robbes-
forças sociopolíticas do Antigo Regime; pierre, o qual, para governar, procurava equili-
A Tomada da Bastilha foi um marco da explosão
c) nela coexistiram três revoluções sociais dis- popular. Depois dela, a agitação revolucionária brar-se entre as diversas tendências políticas,
tintas: uma revolução burguesa, uma cam- espalhou-se por toda a França. O medo de a umas mais identificadas com a alta burguesia e
revolução camponesa espalhar-se e atingir tam- outras mais próximas das aspirações das cama-
ponesa e uma popular urbana, a dos cha- das populares.
bém as propriedades burguesas levou à extinção
mados “sans-culottes”; dos direitos feudais, em agosto de 1789. Robbespierre, tentando sustentar-se no poder,
d) foi um fracasso, apesar do sucesso político, No dia 26 de agosto de 1789, a Assembléia Na- eliminando as oposições dentro do governo, con-
cional proclamou a célebre Declaração dos Direi- denou à morte alguns membros da própria Con-
pois, ao garantir as pequenas propriedades venção, que discordavam de suas práticas radi-
tos do Homem e do Cidadão.
aos camponeses, atrasou, em mais de um cais, dentre os quais Danton.
Em 1790, a Assembléia Constituinte confiscou
século, o progresso econômico da França; várias propriedades da Igreja e subordinou o cle- Os Girondinos e a Planície uniram forças contra o
e) abortou, pois a nobreza, sendo uma classe ro à autoridade do Estado (chamada de Consti- governo de Robbespierre, que, por sua vez, per-
tuição Civil do Clero). Os religiosos e a nobreza, deu o apoio popular. O resultado foi a prisão e a
coesa, tanto do ponto de vista da riqueza, execução, por guilhotina, de Robbespierre.
descontentes, fugiram da França e, no exterior,
quanto do ponto de vista político, impediu organizaram exércitos para reagir à Revolução Golpe do Nove Termidor
que a burguesia a concluísse. Francesa. Após a morte de Robbespierre, a Convenção
Monarquia Constitucional passou a ser controlada pelos representantes da
Em 1791, após a elaboração da Carta Constitu- alta burguesia, que elaboraram uma nova Consti-
tuição.