Você está na página 1de 1

O movimento pregava uma idéia separatista e vi-

História sava proclamar a República do Equador.


Causas da Revolta:
Professor DILTON Lima a) Crise econômica e financeira.
b) Dissolução da Assembléia Constituinte.
Aula 72 c) Outorgação da Constituição de 1824. Os rebel-
des pretendiam seguir o modelo da Constitui-
Brasil Império – 1. parte a

ção colombiana.
PRIMEIRO REINADO (1822–1831)
Houve forte repressão governamental. Vários re-
ASSEMBLÉIA COONSTITUINTE (1823) beldes foram executados, entre eles o Frei Joa-
01. (PUCMG) O reconhecimento da nossa
Foi convocada pelo príncipe-regente D. Pedro quim Rabelo do Amor Divino e Caneca, o frei Ca- independência política enfrentou sérias
(futuro D. Pedro I), no dia 3 de junho de 1822, pa- neca, que foi fuzilado em Recife. Além de domi- dificuldades nas negociações entre Brasil
ra elaborar a primeira Constituição brasileira. Os nar o movimento em Pernambuco, a Paraíba, o e Portugal, as quais só conseguiram ser
trabalhos dos deputados constituintes se inicia- Rio Grande do Norte e o Ceará foram também sanadas com o apoio da Inglaterra, que
ram em maio de 1823. O imperador D. Pedro I de- dominados pelas forças imperiais e dos merce- exigiu em troca:
clarou que respeitaria essa carta constitucional nários estrangeiros, principalmente os ingleses. a) a revogação do decreto de D. João VI que
caso ela fosse digna do País e do imperador. Abdicação de D. Pedro I (1831) permitira a instalação de fábricas e manufa-
Anteprojeto: Tinha como título “Constituição da turas no País desde 1808.
Vários fatores contribuíram para aumentar a im- b) a manutenção de tarifas alfandegárias pre-
Mandioca”, pois, para ser eleitor ou candidato
popularidade do Imperador D. Pedro I. Os princi- ferenciais para os produtos portugueses
aos cargos legislativos, era preciso possuir deter-
minada renda, baseada em alqueires de mandio- pais, que provocaram a crise e a conseqüente nos portos brasileiros.
ca. O anteprojeto constitucional defendia, entre abdicação do imperador, foram: c) a renovação dos tratados de 1810 e a pro-
outras propostas, as seguintes: a) Dissolução da Assembléia Constituinte (1823). messa brasileira de extinguir o tráfico ne-
greiro.
a) O voto seria censitário, ou seja, baseado na b) Outorgação da Constituição de 1824. d) a abolição imediata da escravidão africana
renda do cidadão. no Império sem a devida indenização à elite
c) O Imperador D. Pedro I era autoritário, transfor-
b) O povo seria afastado de qualquer decisão po- rural brasileira.
mando seu governo num caráter absolutista.
lítica. e) a atitude do governo brasileiro em abrir os
c) Os poderes do imperador D. Pedro I seriam li- d) Morte do líder da Confederação do Equador. O
portos às nações amigas.
mitados. carrasco negara-se a enforcar frei Caneca. O
Imperador D. Pedro I, autoritariamente, man- 02. (FGV) A Constituição Brasileira de 1824:
Observação:
dou, então, fuzilá-lo. a) Foi elaborada e aprovada pela Assembléia
No dia 12 de novembro de 1823, o imperador D. Geral Constituinte e estabeleceu a organiza-
Pedro I, não aceitando ter poderes limitados dis- e) Gastos desnecessários com os nacionalistas
ção do Estado a partir da divisão em três
solveu a Assembléia Constituinte. Esse aconte- da Província Cisplatina. Essa região ficou inde-
poderes: Legislativo, Judiciário e Modera-
cimento ficou conhecido como a “Noite da Ago- pendente e passou a chamar-se República Ori-
dor.
nia”. O imperador D. Pedro I nomeou o Conselho ental do Uruguai (1828). b) Ficou conhecida como a Constituição da
de Estado, que elaborou a primeira Constituição f) Assassinato do jornalista Libero Badaró, do jor- Mandioca, em razão da adoção de um sis-
brasileira. nal O Observador Constitucional, que criticava tema censitário que definia pelo critério de
Constituição de 18224 o governo autoritário e intransigente de D. Pe- renda e bens aqueles que poderiam votar e
dro I (1830). ser votados nas eleições gerais.
Pontos principais: c) Foi elaborada pelo Conselho de Estado,
a) Foi outorgada pelo Imperador D. Pedro I. g) Conflito envolvendo os comerciantes portu- após a dissolução da Constituinte, e garan-
gueses e os grupos agrários brasileiros. Esse tia forte autonomia às Províncias, apesar da
b) Adotou eleições indiretas.
episódio ficou conhecido como a “Noite das implementação do Poder Moderador, a ser
c) Impôs o voto censitário (baseado na renda do Garrafadas”. (1831). exercido pelo monarca brasileiro.
cidadão). d) Foi elaborada pelo Conselho de Estado,
h) Deposição do Ministério dos Brasileiros, for-
d) Declarou o catolicismo a religião oficial do Im- após a dissolução da Constituinte, e, além
mado por políticos ligados aos grupos agrá-
pério. A igreja ficava subordinada ao Estado, dos poderes Legislativo, Executivo e Judi-
rios, e a nomeação do Ministério dos Marque-
pelo regime de padroado e beneplácito. ciário, estabelecia o Poder Moderador, a ser
ses, cujos comerciantes portugueses apoia-
e) Tirou a autonomia das províncias. O Estado é exercido pelo monarca brasileiro.
vam o imperador D. Pedro I (5/4/1831) e) Foi elaborada pela Assembléia Geral Cons-
Unitário.
Fim do Primeiro Reinado (1831) tituinte e caracterizou-se pela adoção dos
f) Instituiu a formação do Conselho de Estado, princípios liberais, pela garantia da defesa
composto de conselheiros vitalícios, nomea- D. Pedro I abdicou ao trono brasileiro em 7 de
dos direitos fundamentais do homem e pela
dos pelo imperador. abril de 1831, em favor de seu filho Pedro de Al-
adoção dos princípios federativos.
g) Adotou a divisão em quatro poderes: cântara (futuro D. Pedro II), que ainda iria com-
pletar cinco anos de idade, com as seguintes pa- 03. (MACKENZIE) A Carta Constitucional de
Executivo: exercido pelo imperador e por seus 1824 representava uma vitória do Executi-
lavras: “Abdico mui voluntariamente em favor de
ministros de Estado. vo sobre o Legislativo, do Imperador so-
mui amado filho Pedro de Alcântara”.
Legislativo: formado pela Assembléia Geral: bre as oligarquias. A oposição ao Impera-
PERÍODO REGENCIAL (1831–1840) dor foi mais forte nas províncias do norte,
Deputados (eleitos por um mandato de quatro
anos) e Senadores (mandato vitalício). O período compreendido entre 1831 e 1840 foi as mais afetadas pelo forte centralismo
um dos mais agitados da nossa história. Iniciadp que caracterizava a Carta.
Judiciário: composto por juízes e por tribu-
nais. Seu órgão máximo era o Supremo Tribu- pela abdicação de D. Pedro I em favor de seu fi- Carlos Guilherme Mota. 1822 - Dimensões

nal de Justiça. lho de apenas cinco anos de idade, determinou a A oposição de que fala o texto resultou
escolha de uma regência para governar o País, em sério movimento revolucionário que
Moderador: exclusivo do imperador. Esse po-
em função de D. Pedro de Alcântara (futuro D. teve, entre seus líderes, Frei Caneca.
der seria a chave da vida política do País.
Pedro II) ser de menor. Foi um período marcado Identifique-o.
Confederação do Equador (1824)
por: a) Farroupilha
Rebelião no Nordeste do País que envolveu as b) Cabanage
a) agitações sociais.
seguintes regiões: Pernambuco, Rio Grande do c) Sabinada
Norte, Paraíba e Ceará. Os líderes foram Manuel b) turbulências políticas.
d) Balaiada
Pais de Andrade e frei Caneca, que foi o idealiza- c) instabilidade imperial. e) Confederação do Equador
dor do movimento.
d) intranqüilidade nas províncias.

13