Você está na página 1de 1

Aprovar_18V.

qxp 8/7/2008 11:45 Page 8

• Endoderme: a endoderme dá origem às fen- semelhanças no desenvolvimento embrionário.


das branquiais, aos pulmões e às diferentes Supõe-se que os primeiros mamíferos eram oví-
partes do sistema digestório e suas glândulas paros, com ovos grandes, ricos em vitelo, do tipo
anexas. Nos equinodermos e cordados, o blas- telolécito, e com desenvolvimento embrionário
tóporo dá origem ao ânus (animais deuterostô- semelhante ao dos répteis.
mios), e um novo orifício, o estomodeu, abre- Em algum momento da evolução, alguns mamí-
se para a formação da boca.
feros tornaram-se vivíparos com o embrião de-
3. ANEXOS EMBRIONÁRIOS senvolvendo-se dentro do útero da mãe e rece-
1. Introdução bendo alimento através de uma estrutura deno-
Anexos embrionários são estruturas que deri- minada placenta. Com isso, a quantidade de vite-
vam dos folhetos germinativos do embrião, mas lo no ovo teria diminuído, uma vez que o alimento
que não fazem parte do corpo desse embrião. seria fornecido pela mãe.
Os anexos embrionários são: vesícula vitelínica Nos atuais mamíferos viventes, pode-se verificar
01. (G2) Nos vertebrados, derme, pulmão e cé- (saco vitelínico), âmnio, cório e alantóide. A pla-
que tal processo evolutivo, provavelmente, ocor-
rebro são, respectivamente, de origem: centa, que costuma ser citada como exemplo de
reu, uma vez que existem mamíferos ovíparos e,
anexo embrionário. não deve ser assim conside-
a) mesodérmica. endodérmica e ectodérmica; portanto, sem placenta, com ovos telolécitos;
rada, pois da sua formação participam tecidos
b) ectodérmica, endodérmica e mesodérmica; tanto do feto como da mãe. mamíferos vivíparos, com placenta pouco desen-
c) mesodérmica, ectodérmica e endodérmica; 2. Vesícula vitelínica volvida e com ovos oligolécitos e mamíferos viví-
Durante a evolução dos grupos animais, os pri- paros com placenta desenvolvida, com ovos sem
d) endodérmica, ectodérmica e mesodérmica;
meiros vertebrados que surgiram foram os pei- vitelo (alécito).
e) ectodérmica, mesodérmica e endodérmica.
xes, grupo que possui, como único anexo em- Com base nesses critérios, os mamíferos atuais
02. (Fuvest) Qual das alternativas, a seguir, é a brionário, a vesícula vitelínica. podem ser agrupados em três subdivisões:
A vesícula vitelínica é uma bolsa que abriga o vi- • Prototheria (prototérios) ou Monotremata
melhor explicação para a expansão e o do- telo e que participa do processo de nutrição do (monotrêmatos): mamíferos primitivos que
mínio dos répteis durante a era mesozóica, embrião. É bem desenvolvida não somente em botam ovos e não possuem placenta .Ovos te-
incluindo o aparecimento dos dinossauros e peixes, mas também em répteis e em aves. Nos lolécitos com desenvolvimento embrionário se-
sua ampla distribuição em diversos nichos mamíferos, é reduzida, pois, nesses animais, co-
melhante ao dos répteis.
do ambiente terrestre? mo regra geral, os ovos são pobres em vitelo.
• Metatheria (metatérios) ou marsupiais: mamí-
A vesícula vitelínica não tem, portanto, significado
a) Prolongado cuidado com a prole, garantindo feros vivíparos, com placenta rudimentar. O jo-
no processo de nutrição do embrião da maioria
dos mamíferos. vem, ao nascer, não está completamente for-
proteção contra os predadores naturais.
Nos anfíbios, embora os ovos sejam ricos em vi- mado. Ovos oligolécitos.
b) Aparecimento de ovo com casca, capaz de
telo, falta a vesícula vitelínica típica, encontrando- • Eutheria (eutérios) ou placentários verdadei-
evitar o dessecamento. ros: mamíferos vivíparos, com placenta bem
se o vitelo dentro de células grandes (macrôme-
c) Vantagens sobre os anfíbios na competição ros) não envolvidas por qualquer estrutura pró- desenvolvida. O ovo é completamente despro-
pelo alimento. pria. vido de vitelo (alécito), e o jovem, ao nascer, já
d) Extinção dos predadores naturais e conse- 3. Âmnio é uma membrana que envolve comple- está completamente formado.
qüente explosão populacional. tamente o embrião, delimitando uma cavidade Os prototérios ou monotrêmatos estão represen-
denominada cavidade amniótica. Essa cavidade tados por apenas dois gêneros viventes: a Echid-
e) Abundância de alimento nos ambientes aquá-
contém o líquido amniótico, cujas funções são na (équidna) e o Ormihorhynchus (ornitorrinco),
ticos abandonados pelos anfíbios. proteger o embrião contra choques mecânicos e
que ocorrem na Austrália-
contra a dessecação.
03. (Fuvest) Em condições normais, a placenta 4. Cório ou serosa é uma membrana que en-
A maioria dos metatérios ou marsupiais vive,
humana tem por funções: volve o embrião e todos os demais anexos em- atualmente, na Austrália, onde estão representa-
brionários. É o anexo embrionário mais externo dos pelo canguru, lobo-da-tasmânia, coala, den-
a) proteger o feto contra traumatismos, permitir a
ao corpo do embrião. Nos ovos de répteis e aves, tre outros. No Brasil, o representante mais conhe-
troca de gases e sintetizar as hemácias do fe- cido é o gambá.
por exemplo, essa membrana fica sob a casca.
to; Nesses animais, o cório, juntamente com o alan- Os eutérios, ou placentários verdadeiros, estão
b) proteger o feto contra traumatismos, permitir a tóide, participa dos processos de trocas gasosas representados pelos demais mamíferos, entre os
troca de gases e sintetizar os leucócitos do entre o embrião e o meio externo. Na maioria dos quais o homem.
feto; mamíferos, o cório une-se à parede uterina, e es- Os conceitos, em qualquer campo do conheci-
sas duas estruturas formam a placenta. A placen- mento humano, podem sofrer alterações ao lon-
c) permitir o fluxo direto de sangue entra a mãe e
ta, portanto, é formada por tecidos da mãe (pare- go do tempo. Foi o que aconteceu com o concei-
o filho e a eliminação dos excretas fetais; de do útero) e por tecidos derivados do corpo do to de placenta.
d) permitir a troca de gases e nutrientes e a elimi- embrião (cório).
O termo placenta é aplicado para qualquer tipo
nação dos excretas fetais dissolvidos; 5.Alantóide
de órgão formado pelo íntimo contato entre teci-
e) permitir o fluxo direto de sangue do filho para O alantóide é um anexo que deriva da porção
posterior do intestino do embrião. É uma mem- do materno e tecido fetal e que serve como trans-
a mãe, responsável pela eliminação de gás porte de nutrientes da mãe para o feto; pode ser
brana que delimita uma estrutura saculiforme de-
carbônico e de excretas fetais. nominada saco do alantóide. A função do alantói- considerado como qualquer órgão de troca de
de nos répteis e nas aves é armazenar excretas substâncias entre mãe e filho. A placenta não é
04. (Fuvest) O ornitorrinco e a equidna são ma- nitrogenadas e participar das trocas gasosas, encontrada exclusivamente nos mamíferos, mas
míferos primitivos que botam ovos, no inte- nesse caso, juntamente com o cório. A excreta ni- em muitos outros grupos animais, como certos
rior dos quais ocorre o desenvolvimento trogenada eliminada por embriões desses ani- peixes e anfíbios. A natureza dos tecidos da mãe
embrionário. Sobre esses animais, é correto mais é o ácido úrico, insolúvel em água e pouco e do feto que entram na formação da placenta va-
afirmar que tóxico, podendo ser armazenado no interior do ria de grupo para grupo animal.
ovo sem contaminar o embrião. Nos mamíferos, Nos mamíferos eutérios, a placenta é um órgão
a) diferentemente dos mamíferos placentários, o alantóide é reduzido. formado pela interação entre a mucosa uterina
eles apresentam autofecundação; da mãe e os anexos embrionários cório e alantói-
b) diferentemente dos mamíferos placentários, de.
eles não produzem leite para a alimentação Já vimos que, por ser um órgão formado pela in-
dos filhotes; teração entre os tecidos materno e fatal, a pla-
c) diferentemente dos mamíferos placentários, centa não é considerada um anexo embrionário
seus embriões realizam trocas gasosas direta- verdadeiro.
mente com o ar;
d) à semelhança dos mamíferos placentários,
seus embriões alimentam-se, exclusivamente,
de vitelo acumulado no ovo; 6. Placenta
e) à semelhança dos mamíferos placentários, Os mamíferos surgiram na face da Terra há cerca
seus embriões livram-se dos excretas nitroge- de 200 milhões de anos, e existem fortes evidên-
cias sugerindo que evoluíram a partir de um gru-
nados através da placenta.
po de répteis. Uma dessas evidências refere-se à