Você está na página 1de 3

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUÍZ DE DIREITO DA COMARCA DE

SÃO LUÍS DE MONTES BELOS/GO

Inquérito Policial: 201/2020

Indiciado: ELISNALDO GOMES TOMÁS

O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS,


através da Promotora de Justiça in fine assinada, no uso de suas atribuições
legais, vem perante V. Exª, com fulcro no art. 129, I, da Constituição Federal e
art. 24 do Código de Processo Penal e, ainda, com base no incluso inquérito
policial, oferecer DENÚNCIA em desfavor de :

ELISNALDO GOMES TOMÁS, brasileiro, solteiro, nascido


em 28 de fevereiro de 1975, natural de Moiporá (GO), filho
de Divani Gomes Tomas e Geraldo Martins Tomas,
residente em Rua Jabacuara, Setor Central, São Luís de
Montes Belos - GO, atualmente recolhido na Cadeia
Pública local;

pela prática dos seguintes fatos delituosos:

Consta do incluso inquérito policial que, no dia 23 de


agosto de 2020, por volta das 17h00, no interior do escritório de engenharia da
vítima LEONARDO AUGUSTO BATISTA ALVES, o qual tem como sócia LILIAN
CARLA DE OLIVEIRA E SILVA ROCHA, situado na Rua Jabaquara, No. 210,
Setor Central, na cidade de São Luís de Montes Belos – GO, o denunciado
subtraiu para si uma boia inflável e um botijão de gás, após arrombar o comércio,
quebrando uma janela de vidro.

Segundo se apurou, por volta das 16h00 da data


mencionada, as vítimas foram informadas pela vizinhança do estabelecimento
que ouviram um barulho como de vidro se quebrando, e que aparentava vir do
escritório. Assim, a vítima LEONARDO se dirigiu ao local, deparando com
estilhaços da janela pelo chão, que foi quebrada com o arremesso de um tijolo,
para que o denunciado pudesse entrar. Observando o local, a vítima deu por
falta uma boia inflável. As câmeras do circuito interno flagraram toda a ação do
autor, e as imagens foram enviadas para as vítimas pela empresa responsável.

Na sequência, a vítima acionou a Polícia Militar via


COPOM, e informou que suspeitava de um vizinho que morava aos fundos
escritório. A equipe policial foi então a residência, encontrando lá o denunciado,
que ainda usava as mesmas roupas da hora do fato, conforme se vê nas
imagens do circuito interno,

Nisto, o denunciado confessou que havia furtado a boia


inflável, a qual a caixa ainda queimava em seu quintal, como também assumiu a
autoria de outro furto no mesmo local, no dia 19 de agosto de 2020, subtraindo
um botijão gás. A equipe policial encontrou ainda dois pés de maconha,
substância ilegal, na residência do denunciado.

Diante o exposto, vem DENUNCIAR, ELISNALDO


GOMES TOMAS, como incurso nas penas do artigo 155, caput, e artigo 155,
§ 4º, inciso I, em concurso material, na forma do artigo 69, caput, todos do
Código Penal, nas sanções do artigo 28 da Lei 11.343/06, razão pela qual este
Órgão Ministerial requer a V. Exª, o recebimento da denúncia para
processamento do feito sob o rito ordinário (artigos 396 e seguintes do Código
de Processo Penal), seguido da citação do denunciado para responder a esta
ação penal, prosseguindo-se o feito sob o rito e na forma delineada nos artigos
acima citados, ouvindo-se durante a instrução criminal as vítimas e as
testemunhas abaixo arroladas e prosseguindo-se, nos termos da lei, até final
condenação.

Termos em que
Pede deferimento.
São Luís de Montes Belos, 07 de outubro de 2020.

Promotor de Justiça
Rol de Testemunhas:

1. Leonardo Augusto Batista Alves, qualificado as fls. 31,


2. Liliana Carla de Oliveira e Silva Rocha, qualificada as fls. 33,
3. Divino Eterno da Silva Alves, qualificado as fls. 46,
4. Roberto Faleiro, qualificado as fls. 48,
5. Agenor Donizete da Silva, qualificado as fls. 5;
6. Gerly Borges Donato, qualificado as fls. 6.

Você também pode gostar