Você está na página 1de 23

Teorias da Comunicação

A comunicação é um fenômeno tipicamente


humano e social.

Quem COMUNICA algo, comunica a


ALGUÉM.

Latim communicatio, onis = ação de


comunicar, de partilhar.
Mesmo em suas
formas mais
rudimentares, a
comunicação
representa a
base da unidade
sociocultural de
qualquer
grupamento
humano.
A Comunicação consiste num PROCESSO
pelo qual ideias e sentimentos são
transmitidos de indivíduo a indivíduo,
tornando possível a interação social.
As experiências do passado úteis para as
decisões do presente e que podem ajudar
a preparar o futuro só podem ser
perpetuadas por meio da Comunicação.
COMUNICAÇÃO SOCIAL

Além das possibilidades de expressão do


indivíduo, ocupa-se da comunicação de
massa – mediada por recursos externos ao
corpo humano.
Como campo de atuação profissional e
disciplina de estudo, ocupa-se da
formulação da mensagem, dos canais
utilizados (linguagens) e da recepção.
Sociedades que desenvolveram aparatos
destinados ao registro das experiências e
à transmissão de conteúdos, tornam-se
relativamente independentes da tradição
oral.
A impressão permite que a mensagem
parta do emissor e alcance um grande
número de pessoas não apenas da época,
mas também na posteridade, sem
interferência humana.
Somente pela comunicação é possível
estabelecer uma relativa uniformidade
de conhecimentos, opiniões, crenças e
sentimentos numa dada sociedade.
A Comunicação Social favorece a
circulação de informação, a atividade
econômica, a disseminação da cultura e
a prática da política.
Campos de atuação profissional:

a) Jornalismo: objetivo primordial é servir


à sociedade informando, fiscalizando o
exercício do poder, estimulando o debate
democrático e, dessa forma, contribuindo
para o desenvolvimento político, social,
cultural e econômico.
b) Publicidade e Propaganda: divulga
informações de interesse público
concernentes a produtos, serviços e
ideias, objetivando o convencimento da
sociedade e a aderência da mesma à
causa defendida.
c) Relações Públicas: tem como objetivo
principal a gestão da comunicação
organizacional. É capacitado para formular
políticas e estratégias de comunicação
organizacional com o objetivo de criar e
manter o conceito positivo da marca da
organização.
d) Radialismo e TV: área voltada para a
difusão de conteúdos por meio de mídias
eletrônicas.
e) Produção Editorial: área voltada para a
edição e publicação de livros e
gerenciamento de projetos editoriais em
geral.
As teorias têm como finalidade fornecer
fundamentos científicos às atividades
humanas. São elas que, mediante
observação, reflexão e experimentações,
permitem identificar os desafios a serem
superados, os melhores métodos e as
consequências das soluções encontradas.
No limite, atuam como legitimadoras dos
campos profissionais em suas
complexidades e dinamismo.
“Em geral, a ciência é uma poderosa arma
de convicção. Existem outras, tais como a
intuição, a experiência mística, a aceitação
da autoridade; mas a ciência, talvez pela
aparente objetividade, proporciona a
informação mais conveniente. Se alguma
evidência científica é relevante para
determinada afirmação, dita evidência
ajudará na decisão de aceitar ou rejeitar
esta afirmação”. RICHARDSON, Roberto
Jarry. Pesquisa social: métodos e técnicas.
3ª edição, Ed. Atlas, São Paulo, 2008.
O estudo das Teorias da Comunicação tem
as seguintes finalidades:

• Subsidiar a prática profissional com a


necessária reflexão sobre as causas e os
efeitos da comunicação, bem como as
soluções para os desafios comunicacionais.

• Detalhar os paradigmas da área


formulados a partir da reflexão sobre a
prática profissional.
• Associada à prática profissional, e por
esta subsidiada, desenvolver pesquisas que
resultem em novos paradigmas de atuação
profissional.

• Analisar e explicar os fenômenos


comunicacionais, de forma a oferecer os
“porquês” tão necessários ao pleno
exercício da profissão.
• Refletir sobre a ética envolvida na lida
comunicacional.

• Expandir o conhecimento sobre os


fenômenos comunicacionais, de modo a
subsidiar a prática profissional.
Bibliografia recomendada

HOHLFELDT, Antonio; MARTINO, Luiz C.;


FRANÇA, Vera Veiga. Teorias da
Comunicação – conceitos, escolas e
tendências. 11ª edição, Vozes, Petrópolis,
2011
MORIN, Edgar. Cultura de massas no século
XX: o espírito do tempo. 10. ed. Rio de
Janeiro: Forense Universitária, 2011.

RÜDIGER., and Francisco. As teorias da


comunicação. ArtMed, 2011.

SANTOS, Roberto Elísio dos; VARGAS,


Herom; CARDOSO, João Batista Freitas
(Org.). Mutações da cultura midiática. São
Paulo: Paulinas, 2009.
THOMPSON, John B. A mídia e a
modernidade: uma teoria social da mídia.
3ª edição, Petrópolis, Ed. Vozes, 2009.

WOLF, Mauro. Teorias da Comunicação. 5ª


edição, Lisboa, Editorial Presença, 1999.

Você também pode gostar