Você está na página 1de 7

REVISÃO GERAL DE FÍSICA

Prof. Maxwell
01.
Um automóvel a 90 km/h passa por um guarda num local em que
a velocidade máxima é de 60 km/h. O guarda começa a perseguir
o infrator com sua motocicleta, mantendo aceleração constante
até que atinge 108 km/h em 10 s e continua com essa velocidade
até alcançá-lo, quando lhe faz sinal para parar. Pode-se afirmar
que:
a) O guarda levou 15 s para alcançar o carro.
b) O guarda levou 60 s para alcançar o carro.
c) A velocidade do guarda ao alcançar o carro era de 3R2 v 2
25 m/s. a) x  (  g2R)
d) O guarda percorreu 750 m desde que saiu em perseguição até g R
alcançar o motorista infrator. 3R2
e) Nenhuma das respostas acima é correta. b) x 
g
02. 3R2
c) x  v
Um fio tem presa uma massa M numa das extremidades e na g
outra, uma polia que suporta duas massas; m1 = 3 kg e m2 = 1 kg
unidas por outro fio como mostra a figura. Os fios têm massas 3R 2
d) x  (v  gR)
desprezíveis e as polias são ideais. Se CD = 0,8 m e a massa M g
gira com velocidade angular constante  = 5 rad/s numa e) outro valor
trajetória circular em torno do eixo vertical passando por C,
observa-se que o trecho ABC do fio permanece imóvel. 05.
2
Considerando a aceleração da gravitacional g = 10 m/s , a massa Projetado para subir com velocidade média constante a uma
M deverá ser: altura de 32 m em 40 s, um elevador consome a potência de
8,5 kW de seu motor. Considere seja de 370 kg a massa do
2
elevador vazio e a aceleração da gravidade g = 10 m/s . Nessas
condições, o número máximo de passageiros, de 70 kg cada um,
a ser transportado pelo elevador é
a) 7 b) 8 c) 9
d) 10 e) 11

06.
Comentando as leis de Kepler para o movimento planetário, um
estudante escreveu:
I- Os planetas do sistema solar descrevem elipses em torno do
Sol que ocupa o centro dessas elipses.
II- Como o dia (do nascer ao pôr-do-sol) é mais curto no inverno
a) 3,00 Kg b) 4,00 kg c) 0,75 kg e mais longo no verão, conclui-se que o vetor posição da Terra
d) 1,50 kg e) 2,50 kg (linha que une esta ao Sol) varre uma área do espaço menor no
inverno do que no verão para o mesmo período de 24 horas.
03. III- Como a distância média da Terra ao Sol é de
8 9
Na experiência idealizada na figura, um halterofilista sustenta, 1,50.10 km e a de Urano ao Sol é de 3.10 km, pela 3ª lei de
pelo ponto M, um conjunto em equilíbrio estático composto de Kepler conclui-se que o “ano” de Urano é igual a 20 vezes o ano
uma barra rígida e uniforme, de um peso P1 = 100 N na da Terra.
extremidade a 50 cm de M, e de um peso P2 = 60 N, na posição IV- As leis de Kepler não fazem referência à força de interação
x2 indicada. A seguir, o mesmo equilíbrio estático é verificado entre o Sol e os planetas. Verifique quais as afirmações que
dispondo-se, agora, o peso P2 na posição original de P1, estão corretas e assinale a opção correspondente.
passando este à posição de distância x1 = 1,6 x2 da extremidade a) I e IV estão corretas.
2
N. Sendo de 200 cm o comprimento da barra e g = 10 m/s a b) Só a I está correta.
aceleração da gravidade, a massa da barra é de c) II e IV estão corretas.
d) Só a IV está correta.
e) II e III estão corretas.

07.
Uma haste homogênea e uniforme de comprimento L, secção
reta de área A, e massa específica ρ; é livre de girar em torno de
um eixo horizontal fixo num ponto P localizado a uma distância
d = L/2 abaixo da superfície de um líquido de massa específica
ρL = 2ρ. Na situação de equilíbrio estável, a haste forma com a
vertical um ângulo θ igual a:
a) 0,5 Kg b) 1,0 kg c) 1,5 kg
d) 1,6 kg e) 2,0 kg

04.
Uma pequena esfera penetra com velocidade v em um tubo oco,
recurvado, colocado num plano vertical, como mostra a figura,
num local onde a aceleração da gravidade é g. Supondo que a P
esfera percorra a região interior ao tubo sem atrito e acabe
saindo horizontalmente pela extremidade, pergunta-se: que a) 45º b) 60º c) 30º
distância, x, horizontal, ela percorrerá até tocar o solo? d) 75º e) 15º
08. São conhecidos: L ≅ 1 m, o comprimento do fio e o
-4
Um atleta de massa 60 kg carregando um corpo de 15 kg dá um μ ≅ 3.10 linear do fio.
salto de inclinação 60º, em relação ao plano horizontal com
velocidade inicial 10 m/s. Ao atingir a altura máxima lança
horizontalmente para trás o corpo com velocidade 2 m/s em
relação ao centro de massa do sistema formado por ele próprio
mais o corpo. Adotando para a aceleração da gravidade o valor
2
g = 10 m/s , podemos afirmar que o atleta ganhará em alcance
horizontal a distância:
a) 0,87 3 m b) -0,25 3 m c) 0,25 3 m
d) 1,25 3 m e) zero

09.
Um vagão-caçamba de massa M se desprende da locomotiva e
corre sobre trilhos horizontais com velocidade constante Nestas condições, pode-se afirmar que a frequência do diapasão
v = 72 km/h (portanto, sem resistência de qualquer espécie ao é de:
movimento). Em dado instante, a caçamba e preenchida com a) 50 Hz b) 75 Hz c) 100 Hz
uma carga de grãos de massa igual a 4M, despejada d) 125 Hz e) 150 Hz
verticalmente a partir do repouso de uma altura de 6 m (veja
figura). Supondo que toda a energia liberada no processo seja 13.
integralmente convertida em calor para o aquecimento exclusivo Um pêndulo simples é construído com uma esfera metálica de
dos grãos, então, a quantidade de calor por unidade de massa -4
massa m = 10 kg carregada com uma carga elétrica de 3.10 C
-5
recebida pelos grãos é e um fio isolante de comprimento L = 1 m de massa desprezível.
2
Este pêndulo oscila com período P num local em que g = 10 m/s .
Quando um campo elétrico uniforme e constante E é aplicado
verticalmente em toda região do pêndulo o seu período dobra de
valor. A intensidade do campo elétrico E é de:
3
a) 6,7.10 N/C
b) 42 N/C
-6
c) 6.10 N/C
d) 33 N/C
e) 25 N/C
a) 15 J/kg. b) 80 J/kg. c) 100 J/kg.
d) 463 J/kg. e) 78 J/kg. 14.
Um pesquisador percebe que a frequência de uma nota emitida
10. pela buzina de um automóvel parece cair de 284 Hz para 266 Hz
Uma certa quantidade de gás expande-se adiabaticamente e à medida que o automóvel passa por ele. Sabendo que a
quase estaticamente desde uma pressão inicial de 2 atm e velocidade do som no ar é 330 m/s, qual das alternativas melhor
volume de 2 litros na temperatura de 21 °C até atingir o dobro de representa a velocidade do automóvel?
seu volume. Sabendo-se que para este gás  = Cp/CV = 2, pode- a) 10,8 m/s
se afirmar que a pressão final e a temperatura final são b) 21,6 m/s
c) 5,4 m/s
respectivamente:
d) 16,2 m/s
a) 0,5 atm e 10,5°C.
b) 0,5 atm e - 126°C. e) 8,6 m/s
c) 2,0 atm e 10,5°C.
15.
d) 2,0 atm e - 126°C.
e) 2,0 atm e - 226°C. Conforme a figura, um circuito elétrico dispõe de uma fonte de
tensão de 100 V e de dois resistores, cada qual de 0,5  . Um
11. resistor encontra-se imerso no recipiente contendo 2,0 kg de
Considere as seguintes afirmativas: água com temperatura inicial de 20 ºC, calor específico 4,18 kJ/
I- Um copo de água gelada apresenta gotículas de água em sua kg ºC e calor latente de vaporização 2230 kJ/kg. Com a chave S
volta porque a temperatura da parede do copo é menor que a fechada, a corrente elétrica do circuito faz com que o resistor
temperatura de orvalho do ar ambiente. imerso dissipe calor, que é integralmente absorvido pela água.
II- A névoa (chamada por alguns de vapor) que sai do bico de Durante o processo, o sistema é isolado termicamente e a
uma chaleira com água quente é tanto mais perceptível quanto temperatura da água permanece sempre homogênea. Mantido o
menor for a temperatura ambiente. resistor imerso durante todo o processo, o tempo necessário para
III- Ao se fechar um “freezer”, se a sua vedação fosse perfeita, vaporizar 1 kg de água é
não permitindo a entrada e saída de ar do seu interior, a pressão
interna ficaria inferior à pressão do ar ambiente.
a) Todas são corretas.
b) Somente I e II são corretas.
c) Somente II e III são corretas.
d) Somente I e III são corretas.
e) Nenhuma delas é correta.
a) 67 s. b) 223 s. c) 256 s.
d) 446 s. e) 580 s.
12.
Um fio tem uma das extremidades presa a um diapasão elétrico e 16.
a outra passa por uma roldana e sustenta nesta extremidade um
O circuito da figura é composto de duas resistências,
peso P = mg que mantém o fio esticado. Fazendo-se o diapasão 3 3
R1 = 1.10 Ω e R2 = 1,5.10 Ω, respectivamente, e de dois
vibrar com uma frequência constante f e estando a corda -9 -9
-2 capacitores, de capacitâncias C1 = 1.10 F e C2 = 2.10 F,
tensionada sob a ação de um peso 3 kg.m.s a corda apresenta
respectivamente, além de uma chave S, inicialmente aberta.
a configuração de um 3º harmônio (3 ventres), conforme a figura.
Sendo fechada a chave S, a variação da carga ΔQ no capacitor II- O ângulo de refração na face AB é de 45º.
de capacitância C1, após determinado período, é de: III- O raio emerge do prisma pela face AC com ângulo de
refração de 45º.
IV- O raio emergente definitivo é paralelo ao raio incidente em
BD.
Das afirmativas mencionadas, é (são) correta(s) apenas:
a) I. b) I e IV. c) II e III.
d) III e IV. e) II, III e IV.

20.
O módulo da velocidade das águas de um rio é de 10 m/s
pouco antes da queda d’água. Ao pé da queda d’água existe
-9 -9 -9 um remanso onde a velocidade das águas é praticamente
a) −8.10 C. b) −6.10 C. c) −4.10 C. nula. Observa-se que a temperatura da água no remanso é
-9 -9
d) +4.10 C. e) +8.10 C. 0,1 °C maior do que a da água antes da queda. Conclui-se que
a altura da queda de água é:
17. “Caso necessário, utilize os seguintes valores de constantes:”
O índice de refração de uma lente plano-côncava é n2 ≅ 1,5 e o - aceleração de gravidade local g=10 m/s
2

raio de curvatura é R2 ≅ 30 cm. Quando imersa no ar (n1 = 1) a - calor específico da água = 4,2 kJ/kg K
lente comporta-se como uma lente divergente de distância focal a) 2 m. b) 25 m. c) 37 m.
f = -60 cm. Ao se colocar esta mesma lente num meio de índice d) 42 m. e) 50 m.
de refração 3 pode-se afirmar que:
21.
Dois blocos de massa M estão unidos por um fio de massa
desprezível que passa por uma roldana com um eixo fixo. Um
terceiro bloco de massa m é colocado suavemente sobre um dos
blocos, como mostra a figura. Com que força esse pequeno bloco
de massa m pressionará o bloco sobre o qual foi colocado?

a) a lente continuará divergente de distância focal 60 cm;


b) a lente se comportará como lente convergente de distância
focal 60 cm;
c) a lente se comportará como lente divergente de distância focal
de valor diferente de 60 cm;
d) a lente se comportará como lente convergente de distância
focal de valor diferente de 60 cm;
e) a lente se comportará como um espelho côncavo. a) 2Mmg/(2M+m b) mg c) (m - M)g
d) m.g/(2M+m) e) 2mg
18.
Um elétron (massa m e carga -e) com uma velocidade V penetra 22.
na região de um campo magnético homogêneo de indução Uma boia de peso desprezível apresenta o empuxo de 200 N
magnética B perpendicularmente à direção do campo, como quando totalmente submersa em água. Determine o numero de
mostra a figura. A profundidade máxima h de penetração do boias necessárias para sustentar submerso, nas condições da
elétron na região do campo magnético é: figura, um cabo de aço pesando 7.000 N e com peso específico
3 3
de 70 N/dm . O peso específico da água é de 10 N/dm

a) h = Vm (1 - cos  ) / (eB)
b) h = Vm (1 - sen  ) / (eB)
c) h = Vm (1 + sen  ) / (eB) 23.
3
d) h = Vm (cos  ) / (eB) Um gás é comprimido sofrendo uma redução de 50 dm do seu
2

e) h = Vm [1 - (cos  /2)] / (eB) volume. Durante o processo mantém-se constante a pressão de


2
2
41 N/cm pela retirada contínua do calor; o calor tirado é de
6 kcal. Calcule a variação da energia interna do gás.
19.
1/2 Dado:1cal = 4,18 J
Um prisma de vidro, de índice de refração n = (2) , tem por
secção normal um triângulo retângulo isósceles ABC no plano 24.
vertical. O volume de secção transversal ABD é mantido cheio de
1/2 Um elevador, tendo acabado de partir de um andar, desce com
um líquido de índice de refração n’ = (3) . Um raio incide 2
aceleração de 3 m/s o ascensorista, sentado em seu banco,
normalmente à face transparente da parede vertical BD e
percebe o inicio da queda do globo de luz, o qual está a
atravessa o líquido.
3,5 metros a cima de se pé. Calcule o tempo em que ele disporá
2
para afastar o pé. Use g = 10 m/s .

25.
Um carro esporte, pesando 5 kN e deslocando-se a 108 km/h,
choca-se com um furgão pesando 15 kN e com velocidade de
36 km/h, nas condições da figura. Os dois veículos cujos
motores deixam de funcionar no instante do choque, ficam presos
um ao outro e deslocam-se após a colisão 15 m até parar.
Considere as seguintes afirmações: Determine o módulo da força constante que travou os veículos.
I- O raio luminoso não penetrará no prisma.
31.
26. Da figura abaixo, sabem-se que:
l) A mola tem constante elástica k = 1000 N/m;
As extremidades do fio rígido em forma de U, com 10 g de
ll) As massas do carrinho e do bloco são respectivamente 1,0 kg
massa, estão imersas em cubas de mercúrio, como mostra a
e 9,0 kg. A massa da mola E desprezível.
figura. O campo magnético uniforme B tem 0,1 tesla de indução.
lll) O coeficiente de atrito entre o bloco e o caminho vale 0,5 e os
Fechando-se a chave C, uma carga Q circula pelo fio durante um
demais atritos são desprezíveis.
pequeno intervalo de tempo, o fio salta, atingindo uma altura de
2
3,2 metros. Calcule o valor de q. Use g = 10 m/s .

Determine a maior amplitude de oscilação possível para o


sistema sem que o bloco deslize sobre o carrinho.

32.
Um esquiador desce uma rampa inclinada de 30º, enquanto ouve
o som de uma sirene, colocada na base da rampa, que emite
som puro de 400 Hz. Sabe-se, ainda, que a velocidade do som
no ar vale 340 m/s, que o esquiador parte do repouso e não usa
27. os impulsores. Desprezar os atritos e a resistência do ar.
Uma plataforma oscila horizontalmente, com uma frequência de Determine a frequência do som percebido pelo esquiador após
2
1,0 Hz tendo sobre ela um bloco de massa m. determine a percorrer 28,9 m. (g = 10 m/s )
amplitude máxima que pode ter a oscilação da plataforma, para
que o bloco mova-se sem deslizar. O coeficiente de atrito estático
entre ao bloco e a plataforma é 0,40. 33.
Determinar a massa necessária ao bloco A para o bloco B,
partindo do repouso, suba 0,75 m ao longo do plano inclinado
28. liso, em um tempo t = 2,0 s. Desprezar as massas das polias e
-3
Uma pequena esfera de massa 10 kg, carregada eletricamente, dos tirantes e as resistências passivas ao movimento. A massa
é lançada de um ponto A com uma velocidade inicial de 40 m/s, do bloco B vale 5,0 kg e a aceleração da gravidade deve ser
2
formando um ângulo de 60º com o plano horizontal. No instante considerada igual a 10 m/s .
em que atinge o ponto mais alto da trajetória, a esfera penetra
em um campo magnético de 0,5 tesla, que é perpendicular ao
plano da trajetória. Supondo a aceleração da gravidade
2
g = 10 m/s e desprezando a resistência do ar, calcule a carga,
em Coulomb, que deve existir na esfera para que, após penetrar
no campo, mantenha trajetória sempre horizontal.

34.
Um cursor de dimensões desprezíveis e de massa m = 0,250 kg
29. está livre ligado a uma mola cuja constante é k = 150 N/m e cujo
comprimento livre vale 100 mm. Se o cursor é liberado a partir do
Em um plano desconhecido, de gravidade também
repouso em A e se desloca ao longo da guia, sem atrito,
desconhecida, deixam-se cair de uma altura de 9,0 metros e a
determinar a velocidade com a qual ele atinge o ponto B.
partir do repouso, esferas em intervalos de tempos iguais. No 2
Considere a figura contida no plano vertical. (g = 10 m/s )
instante em que a 1ª esfera toca o chão, a 4ª esfera esta no
ponto de partida. Determine nesse instante, as alturas em que se
encontram a 2ª e 3ª esferas.

30.
o
Um carro provido de uma rampa fixa e inclinada de ângulo 45 ,
suporta um bloco. O coeficiente de atrito estático entre o bloco e
a rampa vale 0,5. Não há atrito entre o carro e o chão. Determine
o maior valor da aceleração com a qual o carro pode ser
movimentado sem que o corpo comece a subir a rampa.
2
(g = 10 m/s )
35. 40.
Duas fontes sonoras A e B irradiam uniformemente a uma Uma barra uniforme e delgada AB de 3,6 m de comprimento
frequência de 600 Hz cada uma. A fonte A está parada enquanto pesando 120 N, é segura na extremidade B por um cabo,
que a B afasta-se da fonte A, a 60 m/s. Um observador está entre possuindo na extremidade A um peso de chumbo de 60 N. A
as duas fontes, movendo-se também para a direita, a 30 m/s. barra flutua, em água, com metade do seu comprimento
Calcular: submerso, como é mostrado na figura abaixo. Desprezando o
a) a frequência do som ouvido pelo observador se a fonte A empuxo sobre o chumbo, calcule:
emitisse sozinha; a) O valor da força de tração no cabo.
b) a frequência do som ouvido pelo observador se a fonte B b) O volume total da barra.
emitisse sozinha
c) a frequência do batimento do som ouvido pelo observador na
emissão simultânea das duas fontes.

36.
Deixa-se cair uma pedra pesando 10 Newtons de altura de
2,5 metros em um recipiente contendo água. Toda a energia
cinética da pedra é transferida para a água, cuja temperatura, em
consequência, aumenta de um valor T. Em uma segunda
experiência, o resistor R do circuito abaixo é mergulhado durante
1 segundo em um recipiente idêntico ao primeiro, também
contendo água. Se o aumento da temperatura da água também é
T, determinar o valor da tensão V aplicada ao circuito. 41.
Desprezar o atrito da pedra com o ar. Um bloco C desliza com velocidade constante sobre o trecho
horizontal da pista e choca-se com o bloco D, de mesma massa,
inicialmente em repouso. Em consequência, o bloco D desloca-se
e ao passar no ponto mais alto B não exerce qualquer esforço
sobre a pista. O bloco C continua em movimento e chega a subir
na parte curva da pista até uma altura de 0,2 m em relação ao
trecho horizontal. Desprezando a resistência do ar e o atrito entre
as superfícies, determine a velocidade do bloco C antes do
choque.
Dados:
2
g = 10 m/s ;
37. r = 2,88 m
Um corpo homogêneo é lançado, do ponto A na figura, com uma
velocidade v que forma um ângulo de 45° abaixo da horizontal.
O corpo percorre uma distância 2x, sob a água, e sai para o ar,
onde percorre uma distância x, até cair novamente sobre a
superfície líquida. Desprezando as resistências, da água e do ar,
ao movimento do corpo, determine a massa específica deste.
3 3
Dado: μágua = 1,0 x 10 kg/m
42.
Um projétil de liga de chumbo de 10g é disparado de uma arma
com velocidade de 600 m/s E atinge um bloco de aço rígido,
deformando-se. Considere que, após o impacto, nenhum calor é
transferido do projétil para o bloco. Calcule a temperatura do
projétil depois do impacto. Calcule a temperatura inicial do
38. projétil do impacto.
Na superfície de um planeta hipotético, de raio igual ao da Terra, Dados:
um pêndulo simples oscila com um período de 2,0 s. Sabendo, Temperatura inicial do projétil: 7ºC.
que na superfície da Terra, o período de oscilação do mesmo Temperatura de fusão da liga: 327ºC.
pêndulo vale 2 s, determine a razão entre as massas do Calor de fusão da liga ;20.000 J/kg.
planeta e da Terra. Calor específico da liga no estado sólido: 120J/kg.ºC.
Calor específico da liga no estado líquido; 121J/kg.°C.

39. 43.
A haste condutora rígida CD, de massa 0,05 kg pode deslizar Um carro de corrida de Fórmula 1 parte do repouso, atinge a
sem atrito ao longo de duas guias fixas paralelas, horizontais, velocidade de 216 km/h, freia e para no tempo total de
distanciadas de 10 cm, como mostrado na figura. A haste conduz 30 segundos. O coeficiente de atrito entre as rodas e a estrada,
uma corrente i = 2 A no sentido indicado, mantida constante pela que é explorado ao limite durante a frenagem, e = 0,5. Sabendo
fonte F, e está submetida a um campo magnético uniforme a que as acelerações, no período de velocidade crescente e no
constante, dirigido verticalmente de baixo para cima, valor período de frenagem, são constantes, determine:
2
B = 0,05 weber/m . Calcular o valor da velocidade adquirida pela a) a aceleração durante o período em que a velocidade está
haste em t = 2 segundo, supondo que ela estivesse em repouso aumentando;
no instante t = 0. b) a distância total percorrida ao longo dos 30 segundos.
2
Dado: g = 10 m/s

44.
Um astronauta em traje espacial e completamente equipado pode
dar pulos verticais de 0,5 m na Terra. Determine a altura máxima
que o astronauta poderá pular em outro planeta, sabendo-se que
o seu diâmetro é um quarto do da Terra e sua massa específica
dois terços da terrestre. Considere que o astronauta salte em
ambos os planetas com a mesma velocidade inicial.
45.
A intensidade da corrente elétrica em um condutor metálico varia,
com o tempo, de acordo com o gráfico abaixo. Sendo a carga
-19
elementar de um elétron 1,6 x 10 C, determine:
a) a carga elétrica que atravessa uma seção do condutor em 8
segundos;
b) o número de elétrons que atravessa uma seção do condutor
durante esse mesmo tempo;
c) a intensidade média de corrente entre os instantes zero e 8
segundos.
49.
Uma barra condutora MN, de massa m [kg], de resistividade
 [  .m], submetida a uma tensão V [V] entre suas extremidades,
apoia-se em dois trilhos condutores e paralelos, que formam com
a horizontal um ângulo  [º]. Não há atrito entre a barra e esses
condutores e o conjunto estão imerso em um campo magnético
uniforme vertical, de intensidade B [T].
A barra permanece em repouso na posição indicada.

46.
A barra condutora AB com 50 cm de comprimento, 5 N de peso e
resistência elétrica desprezível cai verticalmente com velocidade
constante, fazendo contato com dois trilhos verticais, paralelos e
sem atrito com resistências também desprezíveis, conforme Determine:
mostra a figura abaixo. Perpendicularmente ao plano dos trilhos a) o sentido da corrente na barra;
existe um campo de indução magnética uniforme B, com b) a seção reta da barra.
intensidade de 0,5 T
50.
Um poço tem seção reta quadrada, de lado . Duas de suas
paredes opostas são metálicas. Enche-se o poço, até a borda,
com um líquido de constante dielétrica k e índice de refração n.
Fazendo-se incidir um raio luminoso monocromático em uma
borda, com um ângulo  em relação à horizontal, o raio entrante
atinge exatamente a aresta interna oposta, no fundo do poço.
Dê, em função dos dados do problema, a expressão da
capacitância entre as duas placas metálicas do poço cheio pelo
Determine: líquido.
a) a corrente na resistência R; Dado: Permissividade do vácuo:  0 .
b) a velocidade da barra AB.

47.
A figura mostra um bloco “P” de massa 10 kg que parte do
repouso em “A” e desce o plano inclinado com atrito cujo
coeficiente cinético é  = 0,2. Em “B”, o bloco p choca-se com o
bloco “Q” de massa 2 kg, inicialmente em repouso. Com o
choque, “Q” desloca-se na pista horizontal, desliza sobre sua
parte semicircular e vai cair sobre o ponto “B”.
Sabendo que as partes, horizontal e semicircular da pista não
têm atrito e que o coeficiente de restituição entre P e Q é 0,8, 51.
determine a altura h. Um submarino inimigo encontra-se a uma altura H do fundo do
mar, numa região onde a gravidade vale g e a água pode ser
considerada um fluido não viscoso, incompressível, com massa
específica  . Subitamente, a nave solta do seu interior uma
3
misteriosa caixa cúbica de volume h e massa específica 1,2  .
Determine o tempo que a caixa gasta até tocar o solo.

Dados:
2,
g = 10 m/s r = 2,5 m , x = 2 11 m e  = 45º
Obs. Despreze a resistência do ar e as dimensões dos blocos.

48.
Um fio preso na extremidade O atravessa a argola fixa A e
sustenta um corpo de massa m = 3,2 kg. A densidade linear de Dados:
massa do fio é de 4 g/m. O corpo move-se formando um pêndulo 2
g = 10 m/s
cônico conforme a figura. Determine a menor frequência possível H = 7,5 m
para uma onda estacionária que oscile na parte horizontal do fio. 3
2
 = 1000 kg/m
Dado: g = 10 m/s . h=2m
52.
Um balão de borracha, esférico, perfeitamente elástico e de peso
desprezível é cheio com 1 kg de um gás ideal que ocupa 2 litros
nas condições ambientais de 20 ºC de temperatura e pressão
5
barométrica de 10 Pa. Depois de cheio o balão é mergulhado
lentamente em um poço profundo que contém água pura à
temperatura de 20 ºC de tal modo que a temperatura do gás não
varie. Supondo-se que o balão permaneça esférico e que esteja
totalmente imerso, determine a que profundidade, medida da
superfície do liquido ao centro do balão, o mesmo permanecerá
2
parado quando solto. Considere a gravidade local g = 10 m/s e a
3
massa especifica da água  = 1 g/cm .

53.
Um automóvel cujo velocímetro não funciona está se deslocando
com o movimento retilíneo uniforme. Possui o espelho retrovisor
esférico convexo, com raio de curvatura de 2 m. Ao entrar numa
avenida cuja velocidade máxima permitida é 50 km/h, o motorista
põe em funcionamento um cronômetro no exato instante em que
passa por uma trave graduada tendo 1,80 m de altura. Após um
tempo t = 14 s, a imagem da trave no espelho é de 10 mm de
altura. Determine se o automóvel trafega dentro do limite
permitido.

54.
Sabemos que a luz é uma onda eletromagnética e que o som é
uma onda mecânica. Por que, então, observamos normalmente
em nossa vida cotidiana difração do som e não observamos
difração da luz?

55.
Um pequeno bloco B de massa 0,02 kg é mantido em repouso no
alto de uma rampa pela tração de um fio isolante elétrico, ligado a
uma carga elétrica positiva Q, de massa desprezível, afastada de
-3
3 x 10 m de uma carga negativa de valor igual , fixada no fundo
de um poço ( ver a figura ). Calcule o valor das cargas sabendo
que, se o fio for cortado, o bloco levara 2s para chegar ao fim da
rampa, deslizando sem atrito (despreze a massa do fio).
9 2 2
Dado: valor da constante da lei de Coulomb: 9 x 10 N, m /c .

56.
Determine se a temperatura do sistema aumenta, diminui ou
permanece constante em cada uma das situações abaixo.
Justifique as suas conclusões a partir da 1ª Lei da
Termodinâmica.
a) O sistema não realiza trabalho, recebe 120J de energia
térmica e rejeita 80J;
b) O sistema não realiza trabalho, recebe 20J de energia térmica
e rejeita 80J;
c) O sistema recebe 100J de energia térmica e realiza um
trabalho de 100J;
d) O sistema sofre um trabalho de 50J e rejeita 40J de energia
térmica.

Você também pode gostar