Você está na página 1de 4

Art. 155.

O juiz formará sua convicção pela livre apreciação da prova


produzida em contraditório judicial, não podendo fundamentar sua decisão
exclusivamente nos elementos informativos colhidos na investigação,
ressalvadas as provas cautelares, não repetíveis e antecipadas.
“Princípio do livre convencimento motivado”

Art. 156. A prova da alegação incumbirá a quem a fizer – ônus da prova,


sendo, porém, facultado ao juiz de ofício – iniciativa probatória:

I – ordenar, mesmo antes de iniciada a ação penal, a produção antecipada


de provas consideradas urgentes e relevantes, observando a necessidade,
adequação e proporcionalidade da medida;
Art. 157. São inadmissíveis, devendo ser desentranhadas do processo, as
provas ilícitas, assim entendidas as obtidas em violação a normas
constitucionais ou legais.

Provas ilícitas: violação de direito material; ex. tortura, escutas não autorizadas
etc.

Provas ilegítimas: violação processual; ex. prazos; t. do júri, provas até 3 dias
antes.

§ 1o São também inadmissíveis as provas derivadas das ilícitas (...);


Prova é o elemento de convicção produzido sob o crivo do contraditório
e ampla defesa;
Finalidade: influenciar no convencimento do juiz;
O juiz tem o dever de motivar e de fundamentar as decisões com base
no que foi apresentado – provas – nos autos pelas partes. Art. 93, IX, CF;
O juiz pode complementar as provas, na busca pela verdade real;

O IP não dá contraditório/ampla defesa = elementos de informação;


IP: elementos de convencimento para a justa causa da AP;
O que se produz no IP deve ser repetido na AP – inquérito judicial;
Exceções: provas cautelares, irrepetíveis, antecipadas;
Art. 155. O juiz formará sua convicção pela livre apreciação da prova
produzida em contraditório judicial, não podendo fundamentar sua decisão
exclusivamente nos elementos informativos colhidos na investigação,
ressalvadas as provas cautelares, não repetíveis e antecipadas.
Fontes de prova
• “Coisas”: perícias e documentos;
• “Pessoas”: confissão e prova testemunhal.

Meios de prova
• Provas nominadas: confissão, testemunhal, acareação etc;
• Provas nominadas típicas x atípicas;
• Prova nominada atípica: o CPP não traz o procedimento; ex. reprodução
simulada. Art. 7o Para verificar a possibilidade de haver a infração sido
praticada de determinado modo, a autoridade policial poderá proceder à
reprodução simulada (...);

Princípio da Liberdade Probatória;


Exceções: 1) Estado de pessoas: prova descrita na lei civil – certidões;
2) Exame de corpo de delito: vestígios; testemunha;
3) Provas ilícitas: não admitidas.

Você também pode gostar