Você está na página 1de 30

Youtube

Instagram

Facebook
Renderize seus Próprios Projetos | www.3dm.com.br
04. Introdução

07. Ciclo do 3D

12. Texturas

17. Render Setup

24. Editor de Materiais

26. Biblioteca de Materiais

28. Corona Converter

30. Conclusão
INTRODUÇÃO
Essa apostila é um
guia de referência rápida. Nela
eu explico as principais
funcionalidades do Corona e
como utilizá-las. É um kit de
sobrevivência para aqueles
que estão iniciando nesse
poderoso renderizador.
O Corona é um software com
uma interface super amigável,
que te permite ver em tempo
real como está ficando o
seu projeto através do render
interativo que é bem preciso e
estável, o que ajuda muito na
hora de configurar a
iluminação e os materiais da
cena.

04 Imagem do Curso de 3DS Max


Esse guia foi feito com base no
nosso consagrado curso de 3DS Max.
Procurei colocar os principais aspectos
desse renderizador de forma clara e didática
afim de ajudar os profissionais de projeto a
agregar ainda mais valor ao seu trabalho.
Esse manual foi feito para todos que
precisam renderizar os seus 3Ds com
qualidade. Ele pode servir tanto para
arquitetos, estudantes e projetistas quanto
designers de interiores, desenhistas industriais
e profissionais do mercado moveleiro.

Bom proveito!

Diogo Moita

www.3dm.com.br
Imagem renderizada com o Corona no curso de 3DS Max
05
Ciclo do 3D
Tudo o que você precisa para desenvolver maquetes eletrônicas profissionais!
CICLO
DO
3D

Você vai precisar de pelo menos 6 coisas para e um editor de imagens. Tudo isso rodando em
desenvolver uma maquete eletrônica realista: um um bom computador, é claro. Eu coloquei esses
software CAD; um software de modelagem 3D; elementos em ordem e batizei essa sequência de
www.3dm.com.br blocos 3D; texturas; um software de renderização Ciclo do 3D.

07
1 – SOFTWARE
CAD
Todos os seus clientes,
fornecedores e muito provavelmente você
também utiliza um software CAD para
desenvolver os projetos. Isso é básico e
crucial. Sem um software CAD você não
conseguirá visualizar e exportar os desenhos
do projeto. O mais utilizado no mercado é o
AutoCAD então esse é o primeiro item que
você vai precisar para desenvolver suas
maquetes.

Além de visualizar os desenhos, você deve


limpá-los. Deletar o excesso de informação e
exportá-los no formato compatível com seu
software de modelagem 3D. Normalmente o
formato dwg é aceito por todos.

www.3dm.com.br

08
2-SOFTWARES DE
MODELAGEM 3D

Com os desenhos em mãos você vai


precisar modelar sua maquete e pra isso você vai
precisar de um software de modelagem 3D. Muitos
dos softwares de modelagem 3D agregam outras
funções inclusive renderizadores nativos mas essa não
é uma regra. Os softwares de modelagem 3D mais
utilizados no mercado são o SketchUp, 3ds Max,
Blender, Maya, Modo, Cinema 4D e Revit. A 3DM
possui cursos de modelagem 3D específicos para a
modelagem de cenas externas e também internas
tanto para o SketchUp quanto para o 3ds Max. A regra
de ouro: seja caprichoso e utilize o mínimo de faces
possível. Quanto mais leve sua modelagem ficar,
melhor!

www.3dm.com.br

09
3 - BLOCOS
Pronta a modelagem da arquitetura passamos para a
aplicação do molho. O termo pode parecer engraçado
mas é realmente utilizado no meio e se refere a
colocação de blocos e detalhes que irão enriquecer a
cena: pessoas, plantas, móveis, carros, instalações
elétricas etc.

A qualidade dos blocos é um ponto crítico.


Existem muitos blocos ruins no mercado, então
cuidado! Além de diminuir o valor do seu projeto eles
podem danificar seu arquivo. Sim, isso é sério. É muito
comum o arquivo corromper por conta de blocos com
problemas.

A regra de ouro nessa fase é ser detalhista e não ter


preguiça. Coloque bastante objetos na sua cena e evite
blocos gratuitos e o Armazém 3D.

www.3dm.com.br
10
BLOCOS PARA O 3DS MAX

Aqui estão alguns sites onde você pode encontrar


blocos gratuitos e pagos para utilizar no seus
projetos:

3dsky: https://3dsky.org/

Designconnected:https://www.designconnected.com/

Cgmood: https://cgmood.com/

Maxtree: https://maxtree.org/

Evermotion: https://evermotion.org/shop

Cgtrader: https://www.cgtrader.com/free-3d-models

www.3dm.com.br
11
4 - TEXTURAS
Terminada a etapa de
colocação do molho você deve aplicar
os materiais. E para criar materiais
realistas de qualidade você vai precisar
de boas texturas. De nada adianta criar
materiais elaborados, com reflexos e
transparência se você utiliza imagens
pequenas e com emendas. Não existe
nada mais triste do que ver uma
maquete bem modelada sobre um
gramado com textura toda repetida.
Não faça isso.

Nessa etapa do desenvolvimento do


seu trabalho também é importante que
você tenha em mãos um bom acervo
de texturas. As texturas devem ter boa
resolução e pouca repetição.

www.3dm.com.br

12
MEGA PACK

Assim como na etapa de colocação do molho, Só para deixar claro, texturas e materiais são
para que você não perca tempo procurando coisas distintas. Um material possui propriedades
texturas na internet é importante que você tenha como reflexão, transparência e relevo. Para criar
uma grande biblioteca de imagens à mão. Aqui esses materiais nós utilizamos texturas. Ou seja,
na 3DM nós utilizamos o Mega Pack de Texturas. texturas são as imagens que nós utilizamos para
Com ele aqui nos HDs dos computadores do criar os materiais. Os formatos mais comuns de
www.3dm.com.br estúdio, são poucas as situações em que temos texturas são jpg, png, tif e bmp.
de recorrer a internet.
13
5 - RENDERIZADOR

Um renderizador nada mais


é do que um simulador. Ele simula a
iluminação e os materiais do mundo
real. Aquelas imagens realistas que se
parecem com fotos são geradas por
esse tipo de programa. Essas imagens
são o resultado da interação de 3
elementos: iluminação, materiais e
câmera. Os materiais aplicados na
modelagem 3D devem conter as
propriedades dos materiais do mundo
real: reflexo, transparência, relevo, etc..
Normalmente esses materiais são
proprietários ou compatíveis com o
renderizador. No caso do Corona, você
deve utilizar os materiais dele na sua
maquete.

www.3dm.com.br
13 14
6 – EDITOR
DE IMAGEM
Por fim, a última coisa de que você vai
precisar nesse processo é um editor de
imagens. Nós usamos o editor de imagens
para corrigir as cores, brilho, contraste, fazer o
ajuste fino da iluminação, adicionar mais
emoção ao trabalho e trocar o plano de fundo.

Esse processo é normalmente chamado de


pós-produção e os softwares mais utilizados
são o Gimp (gratuito), Corel Photo-Paint e
principalmente o Adobe Photoshop. No Curso
de Pós-Produção com Photoshop ministrado
aqui na 3DM, nós ensinamos as principais
técnicas utilizadas pelos profissionais de
maquete eletrônica para finalizar seus
trabalhos.

www.3dm.com.br

15
INÍCIO
Tudo o que você precisa para dar os primeiros passos sozinho!
RENDER SETUP
Ao abrir o 3DS Max, a
primeira coisa que devemos
fazer é configurar o Corona
como renderizador padrão.
Para fazermos isso basta clicar
na tecla de atalho “F10” ou
clicando no ícone da barra de
ferramentas ali em cima, que a
janela do Render Setup irá se
abrir, o 3DS Max vem com o
Scaline Renderer habilitado por
padrão, então altere para o
Corona Renderer.

www.3dm.com.br

17
RENDER SETUP
COMMON

Ao fazermos isso teremos


acesso ao Render Setup do Corona.
Na barra Common é onde definimos o
tamanho da imagem que iremos
renderizar, podemos colocar o tamanho
que quisermos ou clicar na janela
“Custom” e escolher um tamanho já pré-
definido pelo Corona.
Caso utilize a opção “Custom”, depois de
definir o tamanho da imagem clique no
ícone do cadeado para manter a
proporção da imagem, senão toda vez
que for aumentar o tamanho do render
ele vai aumentar apenas um dos lados
ao invés de aumentar proporcionalmente
o tamanho da foto.
Para poder ver o que de fato vai ser
renderizado na tela aperte o atalho
“Shift+F”.

www.3dm.com.br

18
RENDER SETUP
SCENE

Na aba “Scene” é podemos


editar algumas configurações do render.
O Corona é um motor de render progressivo,
ou seja quando apertamos no botão de
render ele irá começar a fazer passes para
limpar a imagem e ficará lá fazendo isso
enquanto você não parar o render ou
configurar-lo para que ele finalize o processo.
Então podemos regular para que ele faça
uma quantidade máxima de passes e pare, ou
estipularmos um tempo para isso, o que são
alternativas interessantes, mas se tratando de
uma imagem final temos que levar em conta
que a quantidade de Noise (ruído) é o que
importa e também podemos configurar isso, o
recomendado para imagens prévias é entre 4
e 5 para que o render limpe mais rápido, já
para entregas finais o recomendado é entre
1,5 e 2.
Ative o Denoising, essa opção ajuda a retirar
o ruído da cena

www.3dm.com.br

19
RENDER SETUP
CAMERA

Em “Camera” nós podemos


ter acesso a todas as opções que estão
disponíveis no Frame Buffer do Corona.
Podemos aumentar a exposição da
Câmera para clarear a cena.
Diminuir as partes que estão perdendo
informações porque estão muito brancas
(Highlights Compress).
Aumentar o contraste.
Aplicar uma vinheta na imagem.
Adicionar o efeito de Bloom e Glare.
Escolher entre os vários Luts (são
arquivos com pré-definições de cores e
contrastes) que já vem com o Corona.
Aplicar um nitidez (Sharpening)
diretamente no render.
E aplicar o efeito de profundidade de
campo através desta aba.

www.3dm.com.br

20 1
RENDER SETUP
PERFORMANCE

Em “Performance” é onde
podemos alterar os parâmetros para que o
render tenha mais qualidade no caso de uma
imagem final ou diminuir a qualidade para
fazer os testes de iluminação ou de
materiais.
Path Tracing é o equivalente ao Brute force
do V-Ray, ou seja é um tipo de cálculo muito
preciso que vai calcular toda a cena nos
mínimos detalhes e é mais pesado.
Já o UHD Cache é semelhante ao Light
Cache do V-Ray, que é um cálculo mais
otimizado nos rebatimentos de luz para que
a cena não demore muito para renderizar.
O Corona por padrão já é bem otimizado
então não precisamos alterar nada nessa
aba.
Um fator importante que pode ajudar na hora
de renderizar é a habilitar a opção “Conserve
Memory”, isso ajuda caso tenha pouca
memória RAM disponível no seu computador.

www.3dm.com.br

21 1
RENDER SETUP
SYSTEM

Já em “Sistem” é aonde
podemos ver a licença e saber qual
versão estamos utilizando.
Além disso podemos habilitar a opção
“Render Stamp”, que mostra o status
do render na imagem, ou seja quando
você for salvar a imagem se essa
V
opção estiver habilitada no rodapé da
imagem vai aparecer quanto tempo
demorou para renderizar, quantos
passes foram precisos para limpar a
cena, qual era a quantidade de ruído
que essa cena tinha antes de parar o
render

www.3dm.com.br

22
RENDER SETUP
RENDER ELEMENTS

Na aba é onde podemos


habilitar os render elements para
poder utilizar na pós-produção no
fotoshop para realçar os reflexos, o
brilho, saber onde precisamos
melhorar a qualidade da iluminação
com os passes de luzes indiretas e
diretas entre vários outros canais
que podemos adicionar para nos
ajudar a ter o melhor resultado
possível.

www.3dm.com.br

23 13
EDITORDEMATERIAIS Ícone do editor de
materiais compacto

Para abrir o editor de materiais no


3DS Max basta apertar a tecla de
atalho “M” ou apertar o ícone ali em
cima.
O editor de materiais no 3Ds max
tem dois modos, o Compacto e o
Slate.
O modo Compacto é uma versão
mais simplificada do editor.
Já o modo Slate é a versão
completa do editor onde podemos
ver todas as texturas e os
mapeamentos de uma vez só.
Modo Compacto

www.3dm.com.br

24
Ícone do editor de
materiais Slate

Modo Slate
EDITORDEMATERIAIS
BIBLIOTECA DE MATERIAIS

O Corona conta com uma biblioteca


de materiais de alta qualidade
dividida por categorias.
Para utilizar na cena basta arrastar
para dentro do Slate material,
selecionar o objeto que deseja
aplicar esse material e clicar na
opção “Assign Material to Selection”
ou selecione o objeto e clique com
o botão direito do mouse em cima
do material na biblioteca e escolher
a opção “Assign to Selected
Objects”.
Feito isso o 3DS Max vai aplicar o
material de forma automática a sua
seleção.

www.3dm.com.br

26
CORONACONVERTER

Para fazer o primeiro render com o


Corona você precisa converter todos
os materiais e objetos da cena para o
tipo Corona.
Ao importar o seu projeto de outro
programa como o SketchUp, ou
mesmo ao importar um bloco que tem
as configurações do V-Ray ou outro
renderizador é preciso fazer isso para
que você não tenha erros na hora de
renderizar. E o Corona tem um
conversor nativo que faz isso muito
bem, basta clicar nele e deixar
habilitado o que vem por padrão.
Depois de converter tudo clique na
opção, “Show Maps in VP” assim as
texturas que estavam nos blocos vão
aparecer novamente na tela

www.3dm.com.br

28
RENDERINTERATIVO

Ao fazer isso você vai precisar de


uma de luz na cena para ver como
está ficando o seu projeto.
E para fazer isso você precisa
apertar “F10”, ir até a aba “Scene” e
lá em baixo em “Scene
Environment” é a onde podemos
colocar uma luz geral na cena para
que ela ilumine o projeto. Altere de
“3ds max settings (Environment
tab)” para “Single map”, feito isso o
Corona vai iluminar o projeto com
uma cor branca e para ver como a
sua cena está ficando clique na
opção do render interativo.

www.3dm.com.br

29
É FÁCIL

Nessa apostila eu falei brevemente apenas sobre Se você quiser saber mais, entre no nosso site.
os pontos principais do processo de Lá você vai encontrar diversos cursos, tutoriais,
renderização. Foi apenas uma pincelada, mostrei bibliotecas, texturas, blocos.
a pontinha do iceberg. O Corona possui muitos
outros recursos fantásticos que eu sequer Clique aqui para acessar a 3DM ou acesse
mencionei. www.3dm.com.br

Além de ser um renderizador completo, ele


www.3dm.com.br é super intuitivo, fácil de se trabalhar e o
resultado é incrível.
30