Você está na página 1de 29

Sistema de proteção das estruturas

de concreto com pintura de


poliuretano
(Emcephob NanoPerm P/T)

Sistema de proteção do concreto com utilização


de pintura de poliuretano de base água,
resistente a raios UV e antipichação
06/11/2015
Edição: 06/11/2015
Página 2 de 29

Introdução
Este documento tem como objetivo apresentar especificação técnica, testes e certificados de
qualidade do sistema de proteção de poliuretano para as estruturas de concreto, através da
utilização do sistema Emcephob NanoPerm P/T. O sistema de poliuretano Emcephob NanoPerm
P apresenta elevada resistência contra cloretos e carbonatação, além disto é resistente contra
pichações e possui fácil limpeza.
Esta solução vai de encontro aos quesitos de sustentabilidade do meio ambiente, tendo em vista
sua formulação ser base d’água e apresentar um baixíssimo índice de compostos orgânicos
voláteis (VOC).
Para facilitar o entendimento dividiremos este documento em partes, conforme abaixo:
• Parte A – Conceitos Gerais do Sistema Emcephob Nanoperm P/T
• Parte B: Apresentação da especificação técnica do sistema com preparo do substrato,
formas de aplicação, consumo e características de desempenho;
• Parte C: Fichas técnicas do Emcephob NanoPerm P/T;
• Parte D: Fichas de segurança do Emcepho NanoPerm P/T;
• Parte E: Ensaios e certificados de qualidade;
• Parte F: Ensaios sobre a quantidade de compostos volatéis (VOC).
• Parte G : Referência de obras
Edição: 06/11/2015
Página 3 de 29

Parte A – Conceitos Gerais do Sistema Emcephob NanoPerm P

Emcephob NanoPerm P
Trata-se de pintura de poliuretano especialmente formulada a base d’água, sem presença de
solventes, com elevada resistência a penetração de gás carbônico e ao de ions cloro (cloreto)
oferecendo ao concreto grande proteção. Outro aspecto importante é a hidrorepelência (repele a
água) e a característica anti-pichação, que propicia fácil remoção e limpeza das superfícies
protegidas com Emcephob NanoPerm P/T.
Abaixo lista com as vantagens e benefícios do sistema de proteção Emcephob NanoPerm P/T
- Poliuretano bicomponente, base água;
- Repelente a sujeira e a água;
- Resistente às intempéries e aos raios UV (não amarela ou muda de cor);
- Resiste à abrasão;
- Resistente ao ataque de cloretos;
- Resistente a carbonatação;
- Aberto à difusão do vapor de água
- Protege contra pichação

A seguir apresentamos alguns conceitos importantes para os sistemas de proteção das estruturas
de concreto, visando garantir a perfeita proteção e durabilidade das estruturas do Estádio do
Museu Nacional de Brasília. Estes conceitos são preconizados através da norma europeia EN
1504 – Parte 3 “Sistema de proteção e reparação para estruturas de concreto”.

Difusão do vapor de água

Emcephob NanoPerm P é completamente aberto à difusão de vapor.


Portanto, a difusividade dos componentes - requerida para preservar a estética das construções –
não é interrompida pela aplicação de Emcephob NanoPerm P.
O transporte de vapor d’água, normalmente de dentro para fora, permanece inalterado.
Edição: 06/11/2015
Página 4 de 29

Hidrofóbico – resistente à água

O revestimento hidrofóbico Emcephob NanoPerm P baseado em resinas de poliuretano, é


hidrorepelente e extremamente resistente à água.
Portanto, a aplicação em zonas de spray como também em áreas com maior contato com a água
não é problema.
Resistência ao dióxido de carbono

Emcephob NanoPerm P é um sistema de proteção resistente a carbonatação.


Comparado ao coeficiente de difusão equivalente do concreto:
Emcephob NanoPerm P equivale a um cobrimento de concreto de 440 cm, atingido com um
espessura de filme seco igual a 200 µm.

Cobrimento de concreto equivalente

200 µm Emcephob NanoPerm P = 440 cm de concreto

CONCRETO
FETO
Edição: 06/11/2015
Página 5 de 29

Parte B - Especificação do Sistema

Emcephob NanoPerm P
Com o término dos reparos deverá ser realizada aplicação de pintura de proteção a base de
resina de poliuretano com alta resistência ao arranque e aberta a difusão do vapor de água, com
o objetivo de proteger a estrutura contra os agentes agressivos, como o gás carbônico, cloretos,
fuligem e a chuva ácida. Além disto, a pintura deverá apresentar propriedades antipichação, ou
seja, caso a estrutura seja alvo de pichadores seja possível remover a pichação sem prejudicar a
estética da pintura.

Preparação do substrato
Todos os substratos mencionados devem estar limpos e livre de partículas soltas, poeira, óleos,
nata de cimento e outros agentes contaminantes. O substrato deve possuir uma resistência ao
arranque maior do que 1,5 MPa. O substrato deve estar seco antes da aplicação da pintura de
proteção incolor.

Aplicação
A pintura deverá ser composta por dois componentes, base e endurecedor, os quais deverão ser
fornecidos em embalagens pré-dosadas. Antes da aplicação, ambos os componentes são
misturados usando um equipamento de baixa rotação até a completa homogeneização. Após a
mistura, a tinta deverá ser é vertida em um recipiente limpo e misturado novamente.
Após a completa mistura, a tinta é aplicada com rolo ou por pulverização, sobre o substrato.
A aplicação não deve ser aplicado sob ou na iminência de chuva e com umidade elevada.
Pinturas frescas devem ser protegidas da pichação durante 7 dias
A tinta a base de poliuretano deve ser sempre aplicada em duas demãos.

Produto: Tinta a base de poliuretano aberta à difusão do vapor de água (cores – tabela RAL)
Denominação: Emcebphob NanoPerm P
Consumo: 400 a 500 g/m²/ aplicado em duas ou três demãos
Proporção: 10 partes - Base
3,5 partes – Endurecedor (em peso)

Secagem ao toque: 4 horas


Resistência à limpeza da pichação: 7 dias
Tempo entre demãos: 8 a 72 horas (20ºC)
4 a 12 horas (30ºC)
Umidade do substrato: < 6%
Edição: 06/11/2015
Página 6 de 29

Desempenho requerido

- Resistência à difusão de CO2 > 3.628m (espessura de 2 mm)


- Resistência a penetração de cloretos < 2000 C (Coulombs)
- Resistência à difusão de vapor d’água: 1,25m (espessura de 2 mm)
- Testado e aprovado conforme a ZTV-WG parte 3, parágrafo 4.
Atende a DIN 4102, como material classe B1

Remoção da pichação
A pichação é removida até as primeiras 72 horas de esta ter ocorrido, com o agente de limpeza,
Emcephob Cleaner.

Garantia
O sistema de poliuretano Emcephob NanoPerm P possui 05 anos de garantia compartilhada entre
o fabricante e o responsável pela aplicação.
Edição: 06/11/2015
Página 7 de 29

Parte C – Ficha técnica do Emcephob NanoPerm P


Emcephob NanoPerm P
Sistema de proteção de superfície pigmentado, com proteção anti grafite

Propriedades
• Poliuretano bicomponente, base água
• Repelente a sujeira e a água (hidrorepelente)
• Resistente às intempéries e aos raios UV: não fica amarelo
• Resistente à abrasão
• Resistente ao ataque de cloreto
• Resistente a carbonatação
• Aberto à difusão de vapor
• Aplicado por rolo ou pulverização
• Protege contra pichação
• Testado e aprovado de acordo com a ZTV-WG parte 3, parágrafo 4

Áreas de aplicação
• Sistema de proteção superficial compatível com a linha de reparo da MC
• Proteção preventiva e acabamento de superfícies de concreto
• Proteção contra pichação de estruturas, fachadas, etc.
• Além do concreto, também é recomendado para alvenaria, texturas, superfícies metálicas pintadas, sobre pinturas
antigas (consultar departamento técnico), etc.

Aplicação

Preparação da superfície
Todos os substratos mencionados devem estar limpos e O Emcephob Nanoperm P deve ser sempre aplicado em
livre de partículas soltas, poeira, óleos, nata de cimento e duas demãos. Se a segunda demão for aplicada fora do
outros agentes contaminantes. O substrato deve possuir tempo recomendado, a primeira demão deverá ser lixada.
uma resistência ao arranque de acordo com as Se o Emcephob Nanoperm P é aplicado em combinação
regulamentações técnicas. Vapor ou jato d’água de alta com o Emcephob WM (agente hidrofóbico) ou Nafuquick, o
pressão são métodos permitidos para preparação da Emcephob NanoPerm P deve ser aplicado em uma
superficie. seqüência diária.

O substrato deve estar seco antes da aplicação do Remoção da pichação


Emcephob NanoPerm P. A pichação é removida até as primeiras 48 horas de ela ter
ocorrido, com o agente de limpeza, Emcephob Cleaner.
Aplicação
Emcephob NanoPerm P consiste de dois componentes, Informações gerais
base e endurecedor, os quais são fornecidos em Nenhum sistema anti-grafitti oferece completa proteção
embalagens pré-dosadas. Antes da aplicação, ambos os contra todos os tipos de pichação.
componentes são misturados usando um equipamento de
baixa rotação até a completa homogeneização. Após a
mistura, Emcephob NanoPerm P é vertido em um
recipiente limpo e misturado novamente.

Após a completa mistura, o Emcephob NanoPerm P é


aplicado com rolo ou por pulverização, sobre o substrato.
Sempre em duas demãos.

O Emcephob NanoPerm P não deve ser aplicado sob ou


na iminência de chuva e com umidade elevada. Pinturas
frescas devem ser protegidas da pichação durante 7 dias
Edição: 06/11/2015
Página 8 de 29

Dados Técnicos – Emcephob NanoPerm P


Característica Unidade Valor Observações – (23° C e 50% UR)
Densidade g/cm3 1,41
Teor de sólidos em volume 52
Proporção de mistura em peso 10 : 3,5 Base : endurecedor
Pot life horas 1,0
Tempo de secagem horas Aprox. 4 Secagem ao toque
dias Aprox. 7 Resistência - limpeza da pichação
Consumo teórico g/m2 150 – 200 por São necessárias 2 demãos: base e acabamento
demão
Resistência à difusão de m 3.628
CO2
Resistência à difusão de m 1,25
vapor de água
Resistência à chuva h Aprox. 6 - 8
Condições para aplicação ºC ≥ 8 ≤ 30 temperatura do ar e substrato
ºC ≥ 15 ≤ 25 Emcephob NanoPerm P
% ≤ 80 umidade relativa
K 3 ponto de orvalho
Tempo entre demãos horas Mínimo 8 + 20°C
Máximo 72 + 20°C
Mínimo 4 + 30°C
Máximo 12 + 30°C

Características – Emcephob NanoPerm P


Tipo de produto Sistema de proteção de superfície pigmentada
Estado líquido
Cor RAL 1024, 5014, 6011, 7023, 7030, 7032, 7035, 7038, 7042, 7044, 8014, 9002, em branco
de acordo com a tabela de cores da MC, onix faixas de 1-7
Armazenagem Armazenar em local seco, coberto e arejado
Validade 9 meses a partir da data de fabricação
Embalagens Conjuntos de 10 kg e 30 kg
Descarte Para a preservação do meio ambiente, favor esvaziar completamente as embalagens

Nota: As informações contidas nesta ficha técnica estão baseadas em nossa experiência e no melhor do nosso conhecimento, porém devem ser ajustadas a cada projeto,
aplicação e principalmente às condições locais. Nossos dados se referem a práticas aceitas na engenharia que devem ser considerados durante a aplicação. Não nos
responsabilizamos por aplicações erradas. Recomendações verbais diferentes das contidas aqui, não são válidas sem a confirmação por escrito da MC-Bauchemie.
Edição: 06/11/2015
Página 9 de 29

Parte D – Fichas de segurança do Emcephob NanoPerm P


Edição: 06/11/2015
Página 10 de 29
Edição: 06/11/2015
Página 11 de 29
Edição: 06/11/2015
Página 12 de 29
Edição: 06/11/2015
Página 13 de 29
Edição: 06/11/2015
Página 14 de 29
Edição: 06/11/2015
Página 15 de 29
Edição: 06/11/2015
Página 16 de 29
Edição: 06/11/2015
Página 17 de 29
Edição: 06/11/2015
Página 18 de 29
Edição: 06/11/2015
Página 19 de 29

Parte E – Ensaios e certificados de qualidade


Edição: 06/11/2015
Página 20 de 29
Edição: 06/11/2015
Página 21 de 29
Edição: 06/11/2015
Página 22 de 29
Edição: 06/11/2015
Página 23 de 29
Edição: 06/11/2015
Página 24 de 29
Edição: 06/11/2015
Página 25 de 29

Parte F – Ensaios sobre a quantidade de compostos voláteis


Edição: 06/11/2015
Página 26 de 29

Parte G – Referência de Obras


Obra: Metrô RIO – Linha 1 A
Área: 20.000 m²
Edição: 06/11/2015
Página 27 de 29

Obra: Metrô São Paulo – Linha 4


Área: 10.000 m²
Edição: 06/11/2015
Página 28 de 29

Obra: Estádio Nacional de Brasília (Mané Garrincha)


Área: Fase de testes
Edição: 06/11/2015
Página 29 de 29

Obra: Catedral Nacional de Brasília (campanário)


Área: 1.000 m²

Você também pode gostar