Você está na página 1de 56

Associação dos Dirigentes de Empresas da Indústria Imobiliária do Estado de Sergipe Ano 2 - nº 7 - 2008

Consagração
do Mercado
Salão Imobiliário de Sergipe, em sua segunda edição, confirma
fortalecimento das empresas locais, tem público recorde de mais
de 8 mil pessoas e fecha cerca de R$ 100 milhões em negócios

Capa Mosaico.indd 1 7/10/2008 06:07:02


Ultragaz.indd 2 7/10/2008 06:10:31
Cosil - Harmonie.indd 3 7/10/2008 01:52:21
Sumário
E x p E d i E n t E
Editorial
Discurso da presidente da ADEMI/SE no Simse 2008 8
Entrevista
Genival Nunes Silva, presidente da Adema 10 Diretoria Executiva

12
presidente
Por Dentro danusa Silva Menezes
Mercado imobiliário em foco Vice-presidente financeiro
tarcísio Mesquita teixeira

14
Crédito Vice-presidente administrativo
Júlio César de Vasconcelos Silveira
Apostando nas economias
Vice-presidente de Atividades técnicas
Jorge Augusto Vasconcelos Machado
Mercado
Pequenas construtoras são atraídas pelo mercado 16 Conselho Fiscal
Eduardo Machado do prado Barretto
Ana Cecilia Barreto de Oliveira
tennyson peixoto Barbosa
Capa
2° Salão Imobiliário de Sergipe 20 Abrahão Lincoln pinto de Oliveira

Revista ADEMI-SE

26
Prêmio Ademi/SE Editada pela:
Os melhores de 2008

Hall
Flashes do Simse 2008 30 publisher
Clóvis Remacre Munaretto

36
clovisremacre@yahoo.com.br
Evento
Administrativo
Norcon - 50 anos em grande estilo ivone de novais F. Munaretto
ivoneremacre@yahoo.com.br
Editor Jornalista
Roberto Viturino (dRt 1540/SE)

Fotografia
Roberto trindade
tarcísio dantas

38 História
Uma ADEMI/SE fortalecida
tarcício Henrique
Arquivo AdEMi/SE
Arquivo pessoal
Comercial

40 Profissional de Destaque
Valmor Barbosa e o comando da Emurb
Arnildo Ricardo - (79) 9977-4511
Clóvis Munaretto - (79) 9978-3934
Colaboração
Cristina Santana (AdEMi/SE)

42 Interior Design
Sustentabilidade na decoração
REMACRE COMuniCAçãO
Rua São Cristovão, 709 - Centro - Aracaju/SE
(79) 3222-9613 / 9978-3934

Aracaju: 153 anos


44 Siqueira Campos - Um bairro de vários nomes,
por Luiz Antônio Barreto
Relação dos Associados AdEMi/SE
AC Engenharia Ltda.
Casanova Habitação e Construções Ltda.
Contrutora Celi Ltda.
Contrutora Cunha Ltda.
Contrutora Empe Ltda.

46
Contrutora J.J. Ltda.
Gastronomia Contrutora Santa Maria Ltda.
Cosil - Construções e incorporações Ltda.
Bacalhau de um jeito mediterrânea Engeb Botelho Engenharia Ltda.
FelizCidade
FFB participações e Construções Ltda.

48
Habitacional Empreendimentos Ltda.
Turismo impacto Construções e Montagem Ltda.
J. nunes Construções Ltda.
Penedo: relicário vivo de Alagoas Jupiá Empreendimentos e Construção Ltda.
Laredo Construções Ltda.
M. Mattos Engenharia Ltda.

50
Master Engenharia Ltda.
Cultura nassal - nascimento e Sales Construção Ltda.
norcon - Sociedade nordestina de Construção S/A
Arte aquece a construção Orlamar Construções Ltda.
tecnoconsult Engenharia Ltda.
união Engenharia Ltda.

52
Associadas honorárias
Gestão e Marketing Cohab - Corretora Habitacional Ltda.
Felizola Consultoria imobiliária Ltda.
Por que realizar uma venda consultiva, por Antônio Neto FGi negócios imobiliários
nosso Lar processamentos Ltda.
Valor imobiliária Ltda.

54 Lançamentos tiragem: 3.000 exemplares


*Os textos publicados são de responsabilidade dos seus autores
Veja as novidades do setor
AdEMi-SE praça Siqueira de Menezes, 299
Anexo 1 - Bairro Santo Antônio Fone: (79) 3215-8866
www.ademi-se.com.br / e-mail: ademise@infonet.com.br

sumario 7.indd 4 7/10/2008 01:43:38


Serigy honda.indd 5 7/10/2008 01:55:45
06 07 Governo.indd 10 7/10/2008 01:57:02
06 07 Governo.indd 11 7/10/2008 01:57:08
Editorial

Simse 2008
É
com muita satisfação que como presidente da ADEMI/ cidades, à medida que os empreen-
SE tenho a honra de declarar aberto o 2° Salão Imobiliá- dimentos preenchem espaços aber-
rio de Sergipe. Nós, que constituímos o setor imobiliário tos e nascem bairros modernos.
do Estado de Sergipe, podemos afirmar que vivemos um Embora o Estado de Sergipe seja o menor da Federação, quero
momento de desafios, de competitividade e de enxergarmos lembrar a frase proferida num recente evento público pelo nosso
novos horizontes. Excelentíssimo governador do Estado, Sr. Marcelo Déda, quando
O mercado imobiliário vem atravessando a sua melhor fase de afirmou que: “Os maiores perfumes estão contidos nos menores
crescimento, após duas décadas de estagnação. As conquistas de frascos”. O governador Marcelo Déda, com sua visão moderna e de
2007 e 2008 foram muitas, e o Salão Imobiliário de Sergipe tem longo prazo, nesses dois anos, vem atuando de modo incansável
participação importante nesse desenvolvimento, oferecendo ao para modernizar Sergipe.
mercado imobiliário novas ferramentas de marketing, promoção Aliás, governador Marcelo Déda, temos a certeza de que o senhor
e, principalmente, proporcionando contato direto com os compra- serve de inspiração e exemplo a todas as gerações aqui presentes
dores, além de permitir a integração, a exposição das marcas e a e a todos que vivem em nosso Estado.
geração de novos negócios para o mercado.
Sabemos que as economias não se desenvolvem sem a ação de
A indústria da construção civil se moderniza rapidamente, não indivíduos empreendedores que transformam idéias, necessidades
apenas por conta da evolução tecnológica de seus processos cons- e poucos recursos em oportunidades para a geração de novos
trutivos, mas também por conta da alta competitividade atual que negócios, empregos e renda. No entanto, enquanto lutamos num
torna necessário se pensar de modo contínuo em projetos inova- mundo competitivo e bastante agressivo, a todo instante surgem
dores e acessíveis. obstáculos que devem ser ultrapassados.
Está cada vez mais claro que não é mais possível se pensar nos Senhoras e senhores, Aracaju foi considerada recentemente a
negócios apenas visando o lucro. É fundamental que cada empresa capital brasileira com o melhor índice de qualidade de vida, resul-
gere lucros, pois isso a torna sustentável. Mas devemos ter em conta tado de ações desenvolvidas nas áreas de saúde e bem estar social.
que o mundo pede uma vinculação radical entre sustentabilidade Também foi a capital com o melhor índice de desenvolvimento do
financeira e os preceitos da sustentabilidade sócio-ambiental. Nordeste, o Firjan, mensurado com base em indicadores das áreas
Estamos saindo de um tipo de negócio essencialmente lógico e de emprego, renda e educação. Com certeza, um resultado do
técnico, para o desenvolvimento de parcerias saudáveis, de cons- trabalho incansável do nosso prefeito, o senhor Edvaldo Nogueira,
trução de redes que se organizam e desorganizam de acordo com e sua equipe. Excelentíssimo senhor prefeito, o senhor está de para-
as necessidades do momento. Sustentabilidade é a outra face do béns pelo trabalho em realização!
desenvolvimento. Um mundo sustentável depende, incondicional- Gostaria de aproveitar essa oportunidade para agradecer, em
mente, da capacidade humana de inovar, seja na sociedade, nos público, à Adema, na pessoa do senhor Genival Nunes; à Emurb, na
governos ou nas empresas. pessoa do senhor Valmor Bezerra; e à SMTT, na pessoa do senhor
Senhoras e senhores, o poder da indústria da construção civil Antônio Samarone, a quem recorremos quando vimos que a data
como um agente de transformação é inquestionável, a cadeia pro- do salão se aproximava, pelo empenho e velocidade na análise
dutiva é imensa. O setor demanda grande quantidade de força dos processos relativos a todos os empreendimentos que estarão
de trabalho e pode, rapidamente, contribuir para a melhoria de sendo vendidos durante este evento. Não podia também deixar de
indicadores econômicos e sociais, como a taxa de desemprego. agradecer a toda equipe que faz parte destas instituições.
Para cada novo empreendimento, existem dezenas de pequenas Por fim, temos empresas sólidas e com alta credibilidade, e, como
e médias empresas trabalhando e, como conseqüência, milhares presidente da ADEMI/SE, continuarei a defender a nossa classe,
de empregos são gerados. São os proprietários que vendem seus sempre com muita ética, transparência e seriedade, para agregar
terrenos; arquitetos que projetam os empreendimentos, nós que, novos valores e desafios ao mercado imobiliário sergipano.
com nossas equipes, traduzimos sonhos dos nossos clientes para
realidades; nossos fornecedores que nos entregam seus serviços Agradeço aos expositores, aos apoiadores e aos patrocinadores
e produtos; milhares de trabalhadores que constroem as nossas por acreditarem na realização de mais este salão imobiliário.
obras; e, finalmente, os nossos corretores que negociam os empre- Tenho certeza de que todos teremos a oportunidade de realizar
endimentos com nossos clientes. bons negócios.
Todavia, esse poder transformador não para aí. Somos também Discurso de Danusa Silva Menezes,
responsáveis pela mudança e valorização dos cenários de muitas presidente da ADEMI/SE, na abertura do Simse 2008

8 ADEMI-SE

editorial.indd 8 7/10/2008 02:00:37


Celi.indd 9 7/10/2008 02:02:30
Entrevista

‘O licenciamento
ambiental não é cartorial’
Presidente da Adema esclarece causas da
morosidade na análise dos processos, aponta
atuais melhorias e revela futuras soluções

B
iólogo licenciado e bacharelado. Estado e também os da aquecida indústria
Psicólogo. Professor. Genival Nunes da construção civil, em especial do mer-
Silva, 50 anos, traz no currículo ainda cado imobiliário. Genival comenta que,
atividades na Associação Sergipana além disso, outros pontos contribuem
de Proteção ao Meio Ambiente – Aspam para a sobrecarga de processos e a con-
–, nos idos da década de 80, e atualmente seqüente demora nas análises. Por exem-
a Presidência da Câmara Técnica de Eco- plo: a Adema assumiu responsabilidades
nomia e Meio Ambiente do Conselho que antes eram do Instituto Brasileiro de
Nacional de Meio Ambiente – Conama. Meio Ambiente – Ibama – e do Instituto
As diversas profissões e ações na área Nacional de Colonização e Reforma Agrá-
são o embasamento para atuar à frente da ria – Incra. E mais: segundo ele, os atrasos
Administração Estadual de Meio Ambiente muitas vezes acontecem porque os proje-
– Adema –, desde o início de 2007. tos enviados pelas construtoras vêm com
O baiano com coração simãodiense erros de engenharia, que precisam ser
divide as atribuições da Adema com o corrigidos pelas empresas e reavaliados
Colégio Módulo, onde dá aulas no Ensino pelo órgão estadual, para, então, receber
Médio. “É para não perder o hábito”, diz, em o licenciamento. Genival: “melhoramos muito a gestão da Adema”
tom brincalhão. Foi assim, nesse clima des- É fato: desde que assumiu a Presidência
contraído, que ele concedeu essa entrevista da Adema, observou-se, sim, uma melhoria
exclusiva à Revista ADEMI/SE. Porém, antes na gestão, à medida que o órgão foi total- mento). Também houve crescimento no
de comentar sobre questões mais técnicas mente informatizado, o que, sem dúvida, setor da construção civil em Sergipe, com
e burocráticas, aproveitou para relembrar agiliza os processos. Porém, o encalhe de a consolidação das empresas de pequeno
um pouco a época em que foi presidente análises no órgão persiste. “Precisamos e médio portes, além da extensa ação das
de uma ONG, o Instituto Sócio-ambiental de mais técnicos. Já contratamos 14. Mas grandes. E ainda tem as obras no interior,
Acauã, entre os anos de 2000 e 2005. faltam profissionais no mercado. Hoje que também precisam do licenciamento
Hoje no órgão estadual, ele se desdobra em dia, está raro encontrar engenheiro, da Adema.
com sua equipe para aprovar os inúmeros geólogo, em função da grande demanda
processos que se acumulam em decorrên- da construção civil”, argumenta Genival. A Além disso, surgiram outros fatores que
cia dos diversos projetos do Governo do seguir, leia a entrevista. retardam a análise dos processos?
A Adema assumiu uma nova ação, a ges-
tão de floresta, que era (de responsabili-
Uma das principais reclamações dos Genival Nunes – Na realidade, temos um dade) do Ibama. Isso implica em autori-
construtores sergipanos é quanto à volume de processos bem maior que nos zação e averbação de reservas. Há ainda
demora na aprovação de seus pro- anos anteriores. Nunca teve tanta obra no outro fator importantíssimo: 140 licencia-
jetos. Quais as razões para tanta Estado como agora com os projetos do mentos do Incra, que estavam parados.
morosidade? PAC (Programa de Aceleração do Cresci- Estamos legalizando tudo. Quanto aos

10 ADEMI-SE

entrevista 7.indd 10 7/10/2008 02:04:56


empreendimentos do mercado imobili-
ário, nossa triagem é rigorosa. Às vezes,
“O fato é que caso (de não participar do Salão), não foi por
intenção nossa. Pode ter acontecido alguns
acontece de o projeto apresentar algum
erro de engenharia, que o técnico não
temos um volume desses fatores que citei anteriormente.

percebeu na entrada. Os erros são noti-


ficados ao empreendedor, que, quando
de processos bem A ADEMI/SE sugeriu à Prefeitura de Ara-
caju criar um órgão municipal à seme-
retorna para complementar o processo, maior que nos anos lhança da Adema, a fim de desafogar o
já não o encontra no mesmo setor. fluxo de projetos à espera de aprovação.
anteriores” O senhor concorda com essa idéia?
O que tem sido feito para contornar a situ- Sem dúvida. Concordo plenamente.
ação e tentar agilizar os processos?
Primeiro, estamos tentando aumentar o Quais os planos da Adema para solucio-
nosso quadro de pessoal. Já contratamos vezes, tinha gente que não vinha pegá- nar o problema da morosidade?
14 técnicos. Mas faltam profissionais no las. Temos algo em torno de 200 licenças Vamos melhorar a eficiência. Tenho como
mercado. Hoje em dia, está raro encontrar nesta situação. O Estado gastou dinheiro e meta fazer a Adema ficar mais eficaz. Não
engenheiro, geólogo, em função da grande tempo desnecessários. Agora, o processo estou culpando ninguém no passado.
demanda da construção civil. só é gerado se passar pela triagem. Então, Quero deletar algumas coisas que atra-
é providenciado um boleto, que deverá ser palhavam, as gorduras, os excessos. Apro-
Há quantos técnicos na Adema pago previamente. Isso evita desperdícios vamos no Conselho Estadual de Meio
atualmente? de tempo e dinheiro. Como se vê, melho- Ambiente, no dia 13 de agosto, um docu-
Em torno de 30. Mas claro que precisamos ramos muito a gestão da Adema. mento importante: ‘Procedimentos Admi-
de mais (técnicos). nistrativos de Licenciamento Ambiental
Essa demora na aprovação tem pre- e Critérios de Enquadramento e Tipifi-
A Adema tem equipamentos adequados judicado o desempenho de boa parte cação de Atividades. Com isso, criamos
para agilizar os processos? das empresas. Algumas, por exemplo, um mecanismo para licença simplificada
Informatizamos a Adema. Mas só conse- não puderam lançar empreendimen- e bem mais rápida. Também vai começar
guimos fazer isso no final de 2007. Hoje, tos no Simse 2008. Como o senhor a funcionar uma Autorização Ambiental,
o empresário vai fazer virtualmente seu analisa isso? porque, às vezes, não há necessidade de
licenciamento e poder calcular quanto vai GN – O licenciamento ambiental não é licenciamento em determinadas obras.
pagar. Só vem aqui concretizar o pedido de cartorial. Envolve uma série de estudos, Também duplicamos o prazo da validade
licenciamento. Com a informatização, cria- visitas técnicas, análises do projeto e em do licenciamento. Antes, era por um ano;
mos um grau de eficiência. Os processos relação ao ambiente em que foi instalado. agora, vai para dois anos. Depois quere-
entram e virtualmente já são distribuídos Também há a produção das condicionan- mos ir para três. O empreendedor vai
para o técnico. Antigamente, as licenças tes. A Adema outorga para que o cidadão ter um prazo muito maior para pensar
só eram cobradas depois de prontas e, às use bem o meio ambiente. Se houve algum na renovação do licenciamento.

ADEMI-SE 11

entrevista 7.indd 11 7/10/2008 02:05:04


Por Dentro

Jorge Santana na Ademi/SE


Jorge Santana, secretário estadual do Desenvolvimento Econômico, Ciência
e Tecnologia, esteve no restaurante Veleiros, no Delmar Hotel, no dia 17 de
junho, para reunião-almoço com os filiados da Associação dos Dirigentes das
Empresas da Indústria Imobiliária do Estado de Sergipe – ADEMI/SE. O obje-
tivo do encontro foi discutir sobre o Plano de Desenvolvimento Econômico
que está sendo trabalhado em Sergipe. Ele ressaltou as estratégias que estão
sendo adotadas para fomentar o crescimento do Estado, apresentando dois
projetos principais: ‘Sergipe Inovador’ e ‘Sergipe Competitivo’.

Expo construção 2008 ADEMI/SE E ADIT


Entre os dias 19 e 23 de agosto, no Cen-
tro de Convenções da Bahia, foi realizado A terceira reunião da Associação para da ADEMI/SE. Um dos destaques da
a Expo Construção Bahia – Feira de Tec- o Desenvolvimento Imobiliário e Turís- reunião, patrocinada pelas empresas
nologia, Máquinas e Equipamentos da tico do Nordeste – Adit Nordeste – rea- Norcon, a maior construtora do Norte-
Indústria da Construção. O evento é o lizado este ano aconteceu no dia 1° de Nordeste, e pela Sol Corretora de Câm-
principal acontecimento da construção setembro, no Delmar Hotel, em Aracaju. bio, foi a participação de Paul Weeks,
civil na região Norte/Nordeste, pois, O evento reuniu aproximadamente 80 gestor do fundo inglês Charlemgne
desde 2001, reúne toda a cadeia pro- empresários dos setores imobiliário e Capital, que proferiu uma palestra sobre
dutiva da construção civil, promovendo turístico do Brasil e teve a participação a ‘Experiência de fazer negócios com
contato entre as empresas e os profissio- de Danusa Silva Menezes, presidente fundos imobiliários ingleses’.
nais do setor. Sergipe também estava lá,
representado por profissionais técnicos
de diversas empresas do setor.
Braga na JNunes
Um dos mais competentes
Cosil em Pernambuco executivos da construção civil
A Cosil reuniu jornalistas da imprensa sergipana mudou de time. Após
pernambucana em julho para anunciar quase 20 anos atuando na Nor-
oficialmente sua entrada naquele Estado. con, João Raimundo Braga (ao
Carlos José Silva, diretor geral, e Jéssica centro) deixa a Diretoria Finan-
Silva, diretora comercial, falaram sobre ceira da maior construtora do
a chegada da construtora ao novo mer- Norte/Nordeste para assumir
cado e contaram um pouco da trajetória a Diretoria Executiva da JNu-
de sucesso da empresa sergipana. nes, uma das mais promissoras
empresas do setor. Com tal
mudança, ele reescreve sua tra-
Consórcio BB jetória e surpreende o mercado
O Banco do Brasil anunciou a venda imobiliário sergipano.
de cotas de seu consórcio de imóveis.
Segundo a instituição financeira, o
prazo de pagamento da modalidade
é de 200 meses, com cartas de crédito
Braga na JNunes II
com valores que vão de R$ 30 mil a R$ “Tenho convicção de que cumpri bem meu papel na Norcon. Sou muito grato a Tarcí-
300 mil. Segundo o banco, o produto sio (Teixeira, presidente do Conselho de Administração). Deixo muitos amigos e saio
tem como vantagem sobre o financia- tranqüilo”, esclarece ele. Sobre a JNunes, Braga não titubeia: “Estou convencido de que
mento habitacional convencional o fato a construtora tem todos os fundamentos necessários para dar um salto e se tornar
de não haver cobrança de taxas de juros um das grandes empresas do mercado imobiliário”. Na foto, Braga está entre Cristiano
nas parcelas. Teixeira, da Norcon, e Paulo Nunes, presidente da JNunes.

12 ADEMI-SE

por dentro 7.indd 12 7/10/2008 02:07:52


iHouse em Aracaju
A alagoana Cipesa ofereceu um café da
manhã à imprensa, no dia 17 de setem-
A
AGENDA
bro, para oficializar sua entrada no mer- CONSTRUTECH 2008
cado sergipano. No sofisticado estande O encontro internacional dos profissionais da
de vendas na Avenida Beira Mar, serão indústria da construção – Construtech 2008 –,
comercializados os prédios Nouvelle e promovido pelo Grupo Pini, com apoio do Sindicato
Lumiere, de altíssimo padrão, que têm a da Indústria da Construção Civil do Estado de São
tecnologia de automação residencial da Paulo – Sinduscon/SP – e do Instituto de Pesquisas
iHouse, líder do setor no Brasil e com sede Tecnológicas do Estado de São Paulo – IPT –, será
em São Paulo. Na foto, Leonardo Senna, realizado de 21 a 23 de outubro, no Centro de
diretor-presidente da iHouse, está acom- Convenções Frei Caneca, em São Paulo. O evento
panhado do publisher Clóvis Munaretto, alia um ciclo de palestras técnicas e uma área de
exposição com avançados sistemas e tecnologias
coordenador da Revista ADEMI/SE, e do
desenvolvidos para o setor.
gerente de vendas Arnildo Ricardo.
DESIGN
Começa no dia 8 de outubro, em Brasília, no Distrito
Laredo no SIMSE Federal, a 2ª Bienal Brasileira de Design. O evento,
Jorge Machado, diretor-presidente da Laredo Construções, está mais do que satisfeito que segue até o dia 5 de novembro irá explorar
com a atuação de sua empresa no Simse 2008. “Particularmente, para a Laredo, o a convergência entre arte e tecnologia em prol
Salão Imobiliário deste ano foi melhor do que no ano passado”, afirma o empresário. A do design para a competitividade da produção
nacional. O foco será em produtos escolhidos
razão para tanto entusiasmo foi a boa aceitação do público, em virtude de dois novos
no universo industrial contemporâneo com
empreendimentos pré-lançados no evento: o Grand Rio e o Prime House Laredo.
significados sociais e econômicos para o Brasil e
que intensificam a relação entre a cultura, o design
Laredo no SIMSE II e as empresas.

O Grand Rio é um condomínio fechado de 180 apartamentos, com dois e três quartos, ENGENHARIA URBANA
sendo um suíte. Este prédio será construído no Bairro Industrial, bem próximo à orla. A Universidade Federal de São Carlos – UFSCar–,
Jorge destaca como vantagem o fato de o bairro ser provido de toda infra-estrutura está com inscrições abertas em processo seletivo
necessária para se viver com comodidade, além de ser um logradouro de fácil aces- para o curso de mestrado no Programa de
sibilidade e perto de tudo. O Prime House Laredo, por sua vez, é um condomínio Pós-Graduação em Engenharia Urbana – PPGEU.
fechado de casas de alto luxo com quatro quartos, no Bairro Aruana. Será erguido na Entre os dias 22 de setembro e 10 de outubro, os
Avenida Melício Machado, próximo ao condomínio Melício Machado, que também interessados podem se inscrever, e há possibilidade
foi edificado pela Laredo. de concessão de bolsas de estudos. O número de
bolsas depende da disponibilidade de recursos das
agências financiadoras (Capes e CNPq). Confira
informações completas sobre o processo em www.
ufscar.br/~ppgeu/selec.html.
Novo associado
A FelizCidade, subsidíaria do Grupo Nor- MOSTRA ARACAJU
con, é a mais nova filiada ADEMI/SE. A De 22 de outubro a 23 de novembro acontece a
empresa, criada com foco específico para Mostra Aracaju 2008, que este ano acontece na
produzir e comercializar empreendimen- Avenida Beira Mar, n° 2.186, no bairro Atalaia–
tos residenciais econômicos, foi lançada
vizinho ao Palácio de Veraneio do Governo do
Estado. A sexta edição da maior mostra de
em Aracaju e em mais quatro Estados –
decoração de Sergipe traz como tema central a
Alagoas, Bahia, Ceará e Pernambuco. Sem
preservação do meio ambiente. Diante disso, os
trocadilhos, César Villar, diretor-executivo,
profissionais devem escolher materiais renováveis e
está muito feliz com o sucesso do pri- recicláveis para projetar cada um dos 30 ambientes
meiro empreendimento da subsidiária, da mostra. Além de conhecer os lançamentos e
o Residencial Mar de Aruana. tendências, os visitantes poderão desfrutar da
programação lúdica que está sendo montada,
a exemplo de desfiles, arena gastronômica,
lançamentos de produtos, exposições e muito mais.

ADEMI-SE 13

por dentro 7.indd 13 7/10/2008 02:07:59


Crédito
Somente em junho, o valor contratado
pelo Sistema Brasileiro de Poupança e
Empréstimo – SBPE – cresceu 130,36%
sobre o mesmo mês de 2007, para R$
3,197 bilhões, batendo o recorde mensal.
Em relação a maio, o crescimento foi de
41,35%. Em junho, 32.555 unidades foram
financiadas, 96,06% acima do registrado
em junho do ano passado e 48% acima
do anotado um mês antes.

No acumulado em 12 meses (abril a


junho), o valor contratado com recursos de
poupança soma R$ 24,286 bilhões, cresci-
mento de 100,3% sobre o intervalo anterior,
enquanto o número de unidades financia-
das chega a 243.507, alta de 69,5%.
A previsão do presidente da Abecip,
Luiz Antonio França, é encerrar o ano com
financiamento recorde, de pelo menos R$
Previsão 2008: financiamento recorde de pelo menos R$ 25 bilhões, em 267 mil unidades 25 bilhões, em 267 mil unidades. No ano
passado, os empréstimos atingiram R$

Apostando nas
18,302 bilhões, com 195.981 unidades em
2007, no maior patamar registrado há 19
anos, de 181,8 mil imóveis em 1988.

economias
PESSOAS BENEFICIADAS
A Caixa Econômica Federal anunciou
que concedeu R$ 9,181 bilhões para
financiamento habitacional no primeiro
semestre deste ano, valor 34% maior
Financiamento de imóveis pela poupança cresceu quase que o registrado no mesmo período do
ano passado (R$ 6,8 bilhões). O resultado
90%. Foram quase 130 mil unidades imobiliárias financiadas representa 201.956 unidades habitacio-
nais, com 425.922 pessoas beneficiadas.

O
O Fundo de Garantia por Tempo de Ser-
volume liberado em empréstimos dados da Associação Brasileira das Enti- viço – FGTS – foi responsável pela contrata-
imobiliários com recursos da pou- dades de Crédito Imobiliário e Poupança ção de R$ 5,365 bilhões de janeiro a junho,
pança cresceu 86,66% no primeiro – Abecip. No mesmo período, o número 47% acima dos seis primeiros meses do
semestre deste ano, em relação de imóveis financiados alcançou 128.439 ano passado. Com recursos das caderne-
ao mesmo período do ano passado, unidades, alta de 58,9% sobre os seis pri- tas de poupança, a Caixa aplicou R$ 3,4
chegando a R$ 12,932 bilhões, segundo meiros meses do ano passado. bilhões, 33% a mais.

14 ADEMI-SE

credito 7.indd 14 7/10/2008 02:11:23


Norcon.indd 15 7/10/2008 02:14:10
Mercado

Atraídas pelo m
Portal da Cidade: aposta da Dicon e da Villacon no mercado

Pequenas construtoras, acostumadas ao setor de obras públicas, migram para o


segmento imobiliário motivadas pelo aquecimento da construção civil

A
construtora Dicon, em parceria Franco Barreto, a Dicon, atuou em obras trutoras sergipanas que também optaram
com a incorporadora Villacon, vai públicas por seis anos. Mas, diante do pelo mesmo caminho e se mostram mais
construir o Portal da Cidade Resi- momento ímpar de aquecimento da do que satisfeitas com a escolha.
dencial Clube. Você deve estar se construção civil no país e atraída pelo O que se percebe é que os pequenos
perguntando: que empresas são essas? mercado imobiliário em ascensão cons- empresários da construção civil vislum-
Provavelmente, você nunca ouviu falar tante em Sergipe, ela desviou suas ativida- bram no mercado imobiliário um negó-
em nenhuma delas. Pelo menos não no des e apostou todas as fichas no setor de cio promissor cada vez mais lucrativo e
mercado imobiliário. Isso porque a cons- imóveis. Destaque-se que este é apenas estável. A prova disso é que está ocor-
trutora que pertence ao jovem Diogo um entre os muitos exemplos de cons- rendo um processo migratório, em que

16 ADEMI-SE

Mercado 7.indd 16 7/10/2008 02:18:07


fora do cone aéreo e numa excelente loca-
lização, com os mais diversos serviços em
seu entorno, além de ser um local seguro”,
afirma Felipe.

Felipe: empolgado com o mercado

MAIS EMPRESAS
A RFM Construções também é outra
empresa que dá seus primeiros passos
no mercado imobiliário. Atua desde 1996
e também veio do setor de obras públicas,
com uma pequenina experiência no setor
imobiliário ao edificar 15 casas. De acordo
com o sócio-proprietário Ricardo Menezes
Barreto, 37 anos, a empresa lançou o Con-
domínio Santa Isabel, um conglomerado

o mercado
de três blocos de apartamentos de dois
quartos, com quatro andares, num total de
48 unidades, que será localizado na Ave-
nida Simeão Sobral, no Centro de Aracaju.
“Nossas perspectivas no mercado são óti-
mas para o tipo de empreendimento que
estamos oferecendo, na faixa de preço de
R$ 55 mil, pois existe um público muito
grande, em função do elevado déficit habi-
tacional em Sergipe estar localizado neste
nicho de mercado”, explica Ricardo.
as pequenas, geralmente voltadas para Prêmio ADEMI/SE 2008 como ‘Arquiteto do A Prumo Engenharia já nasceu voltada
a área de obras públicas, resolveram Ano’, investiu em especialização de pessoal para o mercado imobiliário e nunca atuou
investir na edificação de imóveis. Exem- e em outras parcerias extremamente qua- no setor de obras públicas. Sua atuação no
plos? Constren, Imperial, GP Engenharia, lificadas, para garantir que sua inserção no segmento de imóveis, no entanto, sempre
CasaNova, Orlamar e Jupiá entraram no mercado imobiliário fosse à altura do nível foi acanhada, apesar de já estar no mer-
mercado com produtos que agradaram das incorporadoras sergipanas. cado desde 1995. A construtora edificou
em cheio a população, resultando em Assim, surgiu o Portal da Cidade Resi- o Condomínio Wave, com três casas, e o
sucesso de vendas. dencial Clube, um condomínio fechado outro com 64 chalés. Em 2008, a empresa
É na certeza de tal êxito que Felipe de apartamentos de três quartos, com sete de Eduardo Prudente lançou o Residencial
Girão, diretor de Marketing Comercial da torres, num total de 168 unidades. Fica na Juca Prudente, um três quartos, sendo um
Villacon, também está apostando. Para Avenida Júlio César Leite, em frente à praça suíte, que custa a partir de R$ 110 mil, des-
tanto, contratou Herval Rosa, ganhador do Santos Dumont, no Bairro Aeroporto. “Está tinado, por tanto, para a classe B.

ADEMI-SE 17

Mercado 7.indd 17 7/10/2008 02:18:13


Mercado

Novo superintendente
regional do maior
banco social da América
Latina toma posse e
tem a provação do setor
imobiliário sergipano
Autoridades prestigiaram a posse de Luciano Pimentel

Pimentel assume a Caixa


L
uciano Azevedo Pimentel, 50 anos, no setor de Recursos Humanos, como Luciano assumir a Caixa. Conhecemos sua
é o novo superintendente regional instrutor na área de pessoal; foi gerente história, seu papel como uma pessoa que
da Caixa Econômica Federal em Ser- geral em cinco agências; trabalhou, inclu- sempre associou seu nome à Caixa. Tenho
gipe. Ao ser empossado no dia 1° sive, como gerente geral no interior do certeza de que a Caixa continuará a ser
de agosto, o executivo assumiu dupla Estado; foi gerente regional de Pessoa bem administrada”, opina o prefeito.
responsabilidade: dirigir a regional do Física; gerente de Mercado, Estados e O governador Marcelo Déda, por sua
maior banco social da América Latina no Municípios; e depois gerente regional vez, destaca o conhecimento profundo
Estado e superar, com ações ainda mais de Governo e Judiciário. Antes de tudo de Pimentel a respeito da economia ser-
empreendedoras, os feitos de Gilberto isso, Luciano trabalhou no extinto Banco gipana e ressalta a Caixa como parceiro
Occhi, seu antecessor. Nacional de Habitação – BNH. “Tudo o indispensável para os setores público e
O baiano Pimentel se diz mais do que que eu sou, tudo o que construí profis- privado, além de ser um grande finan-
preparado, destacando os 28 anos de atu- sionalmente foi dentro da Caixa. Como ciador do setor imobiliário. “Sergipe só
ação na Caixa, sendo que 27 deles foram profissional, digo que sempre busquei a tem a ganhar com o trabalho que Luciano
em Sergipe. Diante disso, os representan- evolução”, comenta ele. Pimentel desenvolverá com muita maes-
tes do mercado imobiliário concordam Antes de assumir a Superintendência tria”, crê Déda.
e apostam que a vasta experiência de da Caixa, Pimentel atuou ‘emprestado’ à Luciano Barreto, presidente da Constru-
Pimentel na área de habitação vai con- Secretaria de Planejamento da Prefeitura tora Celi, considera que a escolha do nome
tribuir para intensificar ainda mais as par- de Aracaju, durante um ano e sete meses. de Pimentel foi acertada, por considerá-lo
cerias entre Caixa e construtoras. “Foi uma experiência muito positiva, pois um profissional sério, ético, honesto e
De fato, o executivo tem experiência tive a possibilidade de perceber os dois que tem muito a acrescentar ao mercado
de sobra na instituição bancária. Atuou lados das políticas de habitação”, explica imobiliário. “Isso nos dá a certeza de que
ele. Pimentel acredita que isso será a Caixa será o instrumento para o cresci-
fator positivo em sua gestão, pois, mento da cidade. Estamos certos de que,
segundo ele, permite melhor enten- sob sua gestão, todos os projetos serão
dimento dos problemas sociais. cada vez mais ampliados e fortalecidos”,
“Essas questões devem ser levadas confia Luciano.
em consideração pelo Poder Público Para Henrique Côrtes, presidente da
como também pelo agente financeiro Impacto Construções, as expectativas
Caixa”, argumenta. quanto à gestão de Luciano Pimentel
são as melhores possíveis. “Sem dúvida,
APROVAÇÃO não faltará competência nem lealdade.
Edvaldo Nogueira, prefeito de Não tenho dúvidas de que o mercado
Aracaju, demonstrou grande con- ficará aquecido e, com sua competência,
Déda: “Sergipe só tem a ganhar com o trabalho tentamento com a nomeação. “É teremos o apoio de que precisamos para
que Luciano Pimentel desenvolverá” uma alegria muito grande o fato de incorporar”, afirma Henrique.

18 ADEMI-SE

Mercado 7.indd 18 7/10/2008 02:18:15


Loredo.indd 9 7/10/2008 02:21:53
Capa

Simse 2008 teve 42 expositores e mais de 4 mil imóveis à venda

Sucesso mais do
que esperado
2° Salão Imobiliário de Sergipe alcança o patamar dos R$ 100 milhões, recebe
mais de 8 mil visitantes e confirma fortalecimento crescente do setor

F
aça as contas: 42 expositores, 4 mil de Convenções – CIC. Finalizado o Salão, mente cadastradas – na edição passada,
imóveis à venda num espaço de 2 os números mais uma vez impressionam. foram cerca de 6 mil visitantes.
mil metros quadrados, durante cinco Segundo Alexandre Porto, diretor da Esses números reafirmam as expec-
dias. Essa é a contabilidade inicial do Êxito Eventos, que organizou o Salão, tativas de sucesso de organizadores
2° Salão Imobiliário de Sergipe – Simse foram fechados, em média, negócios da e expositores. Unânimes, eles sempre
–, promovido pela Associação dos Diri- ordem de R$ 100 milhões, equiparan- acreditaram que ali seriam realizados
gentes das Empresas da Indústria Imo- do-se ao montante comercializado na bons contatos e excelentes vendas. Ale-
biliária do Estado de Sergipe – ADEMI/ edição anterior. Sem contar a visitação xandre destaca que houve um equilíbrio,
SE –, de 10 a 16 de setembro, no Centro recorde de mais 8 mil pessoas efetiva- na medida em que alguns expositores

20 ADEMI-SE

Materia de capa.indd 20 7/10/2008 02:24:46


venderam mais do que no ano anterior E é importante frisar que esse primeiro
e outros venderam menos. resultado é apenas uma parcial das con-
“Quem não tinha lançamento ficou pre- seqüências do Simse 2008. Agora é que
judicado. Já quem tinha imóveis de um os construtores vão começar a colher os
padrão melhor vendeu como água”, ava- frutos do investimento nos belos e sofis-
lia Danusa Silva Menezes, presidente da ticados estandes. Danusa comenta que
ADEMI/SE. A Cosil, por exemplo, empresa no próximo dia 10 de outubro, haverá
que ela administra, bateu sua meta já na uma reunião-almoço com os associados
quinta-feira, dia 11. Detalhe: foram esti- para avaliar resultados, ouvir todos os
pulados 30% a mais nas vendas acima do expositores e saber quais suas percep-
resultado alcançado no 1° Salão. Como a ções sobre o Simse 2008.
Cosil, a Celi e sua marca Stanza brindaram Nos próximos meses, os corretores terão

Edvaldo Nogueira, prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, governador


do Estado, Alexandre e Danusa inauguram Salão

muito a superação das metas, compro- muito trabalho pela frente para fazer as
vando o sucesso de seus imóveis. vendas pós-salão. Afinal, para a maioria
Houve, inclusive, quem participou pela dos visitantes, de início, o Simse é uma
primeira vez e comemorou muito por ter gigantesca vitrine do mercado imobiliário
superado as metas. A Valor Imobiliária é e a possibilidade de pesquisar em um só
um exemplo disso. Para tanto, disponi- lugar todas as opções de empreendimen-
bilizou empreendimentos que agradam tos. “Agora, com calma, com a contribui-
todos os nichos de mercado: o Portal da ção dos familiares, será possível tomar
Cidade Residencial Clube, da Dicon em a decisão mais acertada, escolhendo o
parceria com a Villacon; o Laguna de produto que melhor se encaixe com as
Veneza e o Porto Atlântico, ambos da suas necessidades”, comenta Roger Pei-
Nassal; o Via Terrazzo, da Laredo Cons- xoto, diretor comercial da Empe.
truções; e o Portal dos Mares e o Sunset Roger tem toda razão. Afinal, a grande
Garden, da Empe. Todos foram muito quantidade e a diversidade de empreen-
bem vendidos, segundo Taiguara Fraga, dimentos deixaram os visitantes meio
diretor geral da imobiliária, que tinha um atabalhoados, surpresos, diante de um
dos estandes mais inusitados do Salão. evento grandioso para os moldes ser-

ADEMI-SE 21

Materia de capa.indd 21 7/10/2008 02:25:01


Conheça os expositores
Quase todas as empresas do setor
imobiliário participaram do Simse
2008. Só ficaram de fora algumas que
não conseguiram ter seus produtos
Público na expectativa do resultado
aprovados a tempo pelas instituições
do 3° Prêmio ADEMI/SE
reguladoras. Diante disso, foram
expositoras as seguintes empresas:
Alexandre Ávila Imóveis, ALG Con-
sultoria, Banese, Cadgraffics, Caixa gipanos. “Não imaginava que fosse tão
Econômica Federal, CasaNova, Celi, bonito. Vim com o objetivo de comprar.
CINFORM, Cipesa, Cohab Imobiliá- Já sabia mais ou menos o que procurava.
ria, Contadata, Cosil, Empe, Engeb, Mas quando cheguei aqui, me deparei
Felizola Imobiliária, FFB Constru- com tantos estandes e tantos aparta-
ções, Governo de Sergipe, Habita- mentos à venda que ficou difícil decidir”,
cional, JNunes Construções, Jornal admite a professora Ana Lúcia Santos
da Cidade, Lig TV, Massoterapia, Menezes, 29 anos. Ela voltou pra casa
MMattos, Modular Dellanno, Mundo na quarta-feira, dia 10, com um calha-
Imóveis, Nassal, Norcon, Paulo Sousa maço de folders e portfólios e a certeza
Imóveis, Refril, Residir Imóveis, Revista de que, com tantas opções, iria realizar,
Arte Ambiente, Santa Maria,Sergás, enfim, o sonho da casa própria.
Stanza, Tecnoconsult, TV Atalaia, TV
Sergipe, União Engenharia e Valor VISITAÇÃO
Imobiliária. Todos os construtores capricharam
O evento teve ainda apoio insti- nos estandes, fazendo bonito para atrair
tucional da Associação dos Comer- a população. O que se viu foi muita
ciantes de Material de Construção no sofisticação, luxo e bom gosto. Desta-
Estado de Sergipe – Acomac/SE –, do que-se que o requinte não se resumiu
Conselho Regional dos Corretores de apenas à decoração. Com belos recep-
Imóveis no Estado de Sergipe – Creci/ cionistas, corretores bem vestidos com
SE – e do Sindicato da Indústria da seus ternos e gravatas e atendimento
Construção Civil no Estado de Ser- impecável, os estande ‘transpiravam’
gipe – Sinduscon/SE –, além da pró- profissionalismo. De fato, o Simse 2008
pria ADEMI/SE. não deixou a desejar a nenhum salão
imobiliário do sul do país.

22 ADEMI-SE

Materia de capa.indd 22 7/10/2008 02:25:19


ADEMI-SE 23

Materia de capa.indd 23 7/10/2008 02:25:24


3° Prêmio ADEMI/SE e O resultado mais do que positivo do
os destaques do ano Salão reafirma que se trata da consagra-
A terceira edição do Prêmio ADEMI/SE aconteceu ção do setor imobiliário, cada vez mais
na noite de abertura do Simse 2008, em 9 de em ascensão. É a redenção do mer-
setembro, num evento concorrido e ressaltado cado que vivenciou duas décadas de
pela elegância. O objetivo foi premiar aqueles estagnação da construção civil no país
que mais se destacaram no mercado imobiliário e que agora se mostra fortalecido. E o
neste ano. “O Prêmio ADEMI/SE tem como
público foi conferir. As mais de 8 mil pes-
objetivo o reconhecimento e a valorização dessas
soas cadastradas dão conta do sucesso.
empresas e profissionais que engrandecem não
só o setor imobiliário como também o Estado de Houve quem considerasse a participa-
Sergipe”, explica Danusa Silva. Conheça agora ção da sociedade menor este ano em
os vencedores, entre os quais o maior destaque relação ao Simse 2007. Danusa discorda
foi a Norcon, que, direta ou indiretamente, e argumenta: “O Salão deste ano foi
levou cinco das seis categorias. Com certeza, bem maior, teve um número maior de
um presente e tanto no ano em que comemora estandes, que também aumentaram
suas cinco décadas de atuação (leia mais
de tamanho. Desse modo, os visitantes
sobre os premiados nas páginas
foram muito melhor acomodados, sem
seguintes).
precisar ficar circulando”.
Empresa do Ano Danusa avisa que o evento vai per-
Norcon
manecer na mesma data, sempre no
Empreendimento Destaque do Ano fim de semana depois do feriado de 7
José Andrade Neto, da Norcon de setembro, porque os corretores terão
mais tempo para trabalhar o pós-venda.
Campanha Publicitária do Ano Para 2009, ela já adianta: fará uma festa
Comunicação UP, pelo Grand Parc Jardins, da Norcon ainda maior, pois pretende caprichar
ainda mais na terceira edição do Simse;
Imobiliária do Ano vai promover melhorias no 4° Prêmio
Decide, empresa que vende com exclusividade
Ademi/SE; e aproveitará para realizar a
os empreendimentos Norcon
posse do novo presidente da entidade.
Arquiteto do Ano Como se vê, vem muita efervescência
Herval Rosa, com o empreendimento Mar de imobiliária no próximo ano. Prepare-se,
Aruana, da FelizCidade, subsidiária da Norcon pois o Simse 2009 promete ser ainda
melhor do que foi em 2008.
Fornecedor – Lojista
Mundo da Construção, loja de materiais

No coquetel, convidados conheceram os estandes

24 ADEMI-SE

Materia de capa.indd 24 7/10/2008 02:25:38


JNC.indd 25 7/10/2008 02:30:07
Prêmio ADEMI/SE

A “Empresa do Ano” é a Norcon


N Empresa do Ano
o ano em que comemora cinco
décadas de atuação na indústria
da construção civil sergipana, a
Norcon dá a impressão de que
vai atingir outros 50 anos com o mesmo
fôlego. A disposição se concretiza no
número cada vez mais crescente de uni-
dades imobiliárias construídas em Ser-
gipe e nos Estados onde mantém filiais.
Danusa Silva, presidente
Foi assim que a empresa dos irmãos Luiz da ADEMI/SE, entrega
e Tarcísio Teixeira alcançou um patamar troféu a Cristiano Teixeira
nunca antes imaginado por uma cons- pela grande atuação da
trutora sergipana, ao se tornar a maior Norcon em 2008
do Norte/Nordeste.
O merecido título foi ratificado com a ria no Prêmio ADEMI 2008. Ao comple- A estratégia adotada para a abertura
vitória arrasadora no 3° Prêmio ADEMI/ tar cinco décadas, a Norcon vai expandir de novos mercados impulsionou o cres-
SE. Das seis categorias disputadas, a Nor- suas operações para Recife, em Pernam- cimento e o desenvolvimento da Norcon,
con – direta ou indiretamente – saiu vito- buco. Com mais de 2 milhões de metros que já entregou cerca de 17 mil unidades,
riosa em cinco. A mais importante, sem quadrados construídos e entregues em entre imóveis residenciais e comerciais.
dúvida, é a alcunha de ‘Empresa do Ano’, Sergipe, Alagoas e Bahia, Estados onde E com uma visão antenada do mercado,
conferida à Norcon pela segunda vez – a a empresa já atua, a Norcon planeja até criou a FelizCidade, empresa subsidiária,
empresa saiu vencedora na primeira edi- o final de 2009 o lançamento de empre- que desenvolve empreendimentos eco-
ção do Prêmio, em 2006. endimentos do Ceará, Maranhão e Pará, nômicos, destinados a famílias com renda
Razões não faltam para explicar a vitó- consolidando sua liderança na região. de três a cinco salários mínimos.

Mundo da Construção, a melhor em 2008

E
m 2009, a loja de materiais Mundo melhor do segmento em 2008. sergipana maiores facilidades na compra
da Construção vai completar 20 Nestas quase duas décadas, a busca de material de construção – da areia ao
anos. O presente chegou mais pela excelência no atendimento tem mais fino acabamentos com as melhores
cedo, na forma do Prêmio ADEMI/ sido o principal objetivo do empresário. marcas e parceiros.
SE, que, em sua terceira edição, desta- Para tanto, ele investiu maciçamente no Tavares enfatiza que receber o Prê-
cou a empresa de José Tavares como a aperfeiçoamento de equipe, composta mio ADEMI/SE é o reconhecimento do
por 160 colaboradores, e na estrutura público. “É a resposta disso tudo. Graças
de suas duas lojas – a matriz, na Ave- à equipe que trabalha dia a dia, dando
Ubirajara Rabelo, do Sinduscon/SE, premia loja,
nida Chanceler Osvaldo Aranha, e a seu melhor. Nós realizamos sonhos,
representada pelo diretor comercial Marconi Tavares
filial, ainda mais moderna, na Avenida e um prêmio como esse vem sinali-
Augusto Franco, antiga Rio de Janeiro. zar que estamos no caminho certo e
Entre as muitas ações para garantir o que não podemos estagnar”, analisa o
melhor atendimento aos clientes, a loja empresário.
lançou este ano um cartão de crédito Diante disso, Tavares avisa que vêm
próprio, o Mundo da Construção Card, mais novidades por aí. Em breve, ele
com bandeira MasterCard. Com isso, vai abrir uma nova filial para as ban-
visa a disponibilizar para a população das de Aruana, na zona de expansão
de Aracaju, uma área que vem se
Fornecedor – Lojista do Ano desenvolvendo rapidamente nos
últimos anos.

26 ADEMI-SE

Perfil - premio ademi.indd 26 7/10/2008 02:33:45


Decide é a
“Imobiliária do Ano”

C
om 32 anos de atuação no mer-
cado sergipano, em 2008, a Decide
Imobiliária vivencia a glória. Em
sua melhor fase, a empresa de José
Dantas, que vende com exclusividade
Imobiliária do Ano José Dantas, Edvaldo Nogueira, prefeito de Aracaju, e
Cristiano Andrade na cosagração da Decide
os imóveis Norcon, colhe os louros pelo
empenho cotidiano em buscar a exce- Nordeste. Como resultado, conquistou a multiplicaram nestes anos de eferves-
lência no atendimento. Ela foi eleita credibilidade e o respeito do mercado. cência imobiliária. São eles: Espaço Nor-
‘Imobiliária do Ano’ na terceira edição Para manter-se no topo – afinal, é a imo- con Decide, um requintado prédio na
do Prêmio ADEMI/SE. biliária que mais vende em Sergipe –, a Avenida Oviêdo Teixeira, no Jardins; a
A Decide é a primeira empresa sergi- Decide não poupa esforços. Destaque-se Decide Jardins, em frente ao shopping;
pana a ter registro no Conselho Regio- que nesse mercado cada vez mais aque- a Decide Unit, próximo à Universidade
nal de Corretores de Imóveis 16ª Região cido e competitivo, apostar em diferen- Tiradentes; a Decide Farol, na Farolândia;
– Creci/SE. Desde que foi fundada, em ciais é primordial. Por isso, na concepção e o mais recente estande de vendas inau-
1976, galgou o sucesso, comercializando de Cristiano Andrade, diretor da Decide, gurado na Avenida Tancredo Neves, bem
os empreendimentos de uma das empre- investir nos espaços físicos e na equipe é em frente ao supermercado Makro. Nes-
sas mais sólidas do Estado, hoje consi- o que garante boa performance. tes locais, atuam cerca de 40 corretores
derada a maior construtora do Norte/ Diante disso, os pontos de venda se e 22 colaboradores.

Arquitetura prestigiada
foi secretário de Obras da Prefeitura de
Arquiteto do Ano Camacã, no sul baiano, onde antes atuou
como fazendeiro numa propriedade
rural de seu pai.
ao morar bem. Aos 54 anos, Her- Surgiu, então, a oportunidade de tra-
val Rosa é um dos mais renoma- balhar na Soengil, em Salvador. Algum
dos arquitetos de Sergipe, e esta tempo depois, Herval ficou responsável
premiação apresenta-se como o pela filial da empresa em Aracaju. Foi
reconhecimento por uma carreira mais ou menos nessa época que surgiu a
vitoriosa de quase 30 anos. parceria com o também arquiteto baiano
Herval graduou-se pela Facul- Paulo Rehm, o primeiro vencedor do Prê-
dade de Arquitetura da Universi- mio ADEMI/SE. A sociedade na HP Arqui-
dade Federal da Bahia – FA/Ufba–, tetura e Construções durou 17 anos.
em 1981. Muito antes de se formar, Em 1999, nasceu a HR Arquitetura e
Bruno e Herval recebem prêmio de José Tavares, da Acomac/SE ele deixou evidente que a palavra Construções. “Comecei do zero de novo”,

O
dedicação ao trabalho seria seu resume Herval. O mais novo sócio é seu
vencedor da categoria ‘Arquiteto norte. Assim, precocemente, ainda no próprio filho, que se formou arquiteto
do Ano’ do Prêmio ADEMI/SE 2008 segundo período da faculdade, come- há dois anos. “Estamos fazendo proje-
é um profissional que dispensa çou a estagiar. E as experiências foram tos para empresas, Governo do Estado,
comentários. No entanto, é mais muitas: serviços prestados ao Governo diversas construtoras sergipanas, em
do que merecido destacar suas atuações, da Bahia, através da Seplantec; atuações Salvador e até para Angola. Isso é fruto
que vão de obras públicas à projeção nas construtoras Erg, Rota Engenharia, de muito trabalho”, assegura um sorri-
de modernos prédios, verdadeiros cultos Craesyvita, entre outras. E já formado, dente Herval.

ADEMI-SE 27

Perfil - premio ademi.indd 27 7/10/2008 02:33:57


Prêmio ADEMI/SE

Residencial José Andrade Neto:


aposta de sucesso
O
Residencial José Andrade Neto,
da Norcon, foi eleito o ‘Empreen-
dimento Destaque do Ano’ no 3°
Prêmio ADEMI/SE. Mas o que levou Cristiano Teixeira, diretor
os jurados a optarem, como modelo de administrativo da Norcon,
empreendimento, por um três quartos recebe Premio ADEMI/SE
sem grandes inovações tecnológicas em das mãos do governador
suas especificações? Qual o diferencial Marcelo Déda
que o fez destacar-se dos concorrentes?
Simples: a Norcon apostou na quali-
dade de vida, conceito tão enfatizado
Empreendimento
em seu slogan. Como? Para atrair a forte Destaque do Ano
classe média sergipana, projetou um con-
domínio com uma variada gama de itens
de lazer, praxe até então em condomínios tro unidades por andar e seis opções de Os pais buscam levar maior qualidade de
de luxo. Resultado: o edifício de aparta- plantas, numa área privativa de aproxi- vida, além de segurança e proteção para
mentos vendeu como água e, com isso, madamente 115 metros quadrados. os filhos”, resumiu Caroline Teixeira, dire-
a empresa consolidou o conceito merca- No quesito lazer, pode ser considerado tora comercial e de Marketing da Norcon,
dológico de que as construtoras precisam um verdadeiro clube. Há salões de fes- na época do lançamento.
apostar cada vez mais em diferenciais. tas e de jogos, piscinas adulto e infan- Como se vê, a construtora acertou em
As 56 famílias residentes no José til, playgrounds coberto e descoberto, cheio ao dar vida ao novo conceito. O
Andrade Neto foram as grandes benefi- sauna e sala de ginástica, além de lan resultado? A certeza de famílias satisfei-
ciadas. O condomínio fechado, localizado house, movie room e espaço gourmet. tas e um troféu merecido que o confirma
na Rua Juarez Carvalho, no bairro Jardins, “O público desse tipo de imóvel é a classe como o melhor empreendimento edifi-
próximo ao Colégio Master, possui qua- média, geralmente com filhos pequenos. cado em 2008.

Prêmio é entregue
por Sérgio Sobral,
presidente do
A vez da Comunicação UP
Creci/SE, desenvolvido pela agência do publicitário line Teixeira, diretora comercial e de
a André Britto André Luiz Barros Britto, 34 anos, para o Marketing da Norcon, que, segundo ele,
Grand Parc Jardins, um dos maiores suces- sempre acreditou no investimento em
sos de venda da Construtora Norcon. comunicação. “Com o Grand Parc Jardins,
A parceria e a empatia com a Norcon, fez toda a diferença o trabalho de criação
aliás, são de longa data. Remonta seis anos que fizemos. Esse resultado é uma soma-
antes, quando André e boa parte de sua ção de fatores: um produto interessante,
atual equipe integravam o quadro de pes- uma equipe motivada para as vendas e
soal da Insight Propaganda, vencedora do boas idéias”, avalia ele.
O resultado? Mais de 90% dos aparta-
Campanha Publicitária do Ano mentos vendidos em poucos meses com

C
a ajuda de filmes para TV e cinema, além
riatividade. Talento. Conhecimento Prêmio na edição passada, pelo Park Ville de peças publicitárias na mídia impressa
de mercado. Some esses ingredien- Condominium, o mais luxuoso dos empre- e em outdoors. “A idéia da campanha era
tes e tem-se a fórmula do sucesso da endimentos Norcon. A Comunicação UP mostrar os atributos do produto e as áreas
Comunicação UP para conquistar o surgiu em meados de maio de 2007, após comuns com assinatura do renomado
3° Prêmio Ademi/SE, na categoria ‘Campa- a cisão da sociedade entre André e Dhênio paisagista Benedito Abud, geralmente
nha Publicitária do Ano’. A premiação foi Cerqueira, dono da Insight. encontradas em empreendimentos de
referente ao trabalho de mídia publicitária O publicitário destaca a visão de Caro- alto luxo”, comenta André.

28 ADEMI-SE

Perfil - premio ademi.indd 28 7/10/2008 02:34:07


Uniao.indd 29 7/10/2008 02:36:54
Hall

Flashes do Simse 2008


T
odo mundo estava lá. Construtores,
autoridades, políticos, empresários de
diversos segmentos, imprensa e
convidados prestigiaram a festa de
inauguração do 2° Salão Imobiliário de Ser-
gipe – Simse –, realizada no dia 9 de setem-
bro (leia matéria completa nas páginas
20, 21, 22 e 24). Todos compareceram
em massa ao auditório do Centro de Con-
venções para celebrar, juntamente com
os filiados da Associação dos Dirigentes
das Empresas da Indústria Imobiliária no
Estado de Sergipe – ADEMI/SE –, o maior
evento da construção civil sergipana.
Sem dúvida, o Simse é o reflexo incon-
teste da excelente fase do setor, pois o
que se viu foi a consagração de uma
indústria que só cresce e que demonstra
fôlego para continuar em evolução durante
muito tempo. A entrega do 3° Prêmio ADEMI/
SE, que prestigiou as excepcionais atuações
das melhores empresas e profissionais do
mercado imobiliário em 2008, simboliza
perfeitamente isso.
Nas fotos, o leitor terá um pequeno aperi-
tivo do que foi a noite de glamour, elegân-
cia e congraçamento. Mais: poderá ver um
pouquinho do sucesso da segunda edição do
Simse, que atraiu para o CIC, entre os dias 10
e 14, de quarta a domingo, mais de 8 mil pes-
soas. Com certeza, elas foram até lá e não se
decepcionaram. Ao contrário. Depararam-se
com belíssimos estandes de 42 expositores
e conheceram de perto – e num único lugar,
frise-se – todo a força e o potencial do mer-
cado imobiliário sergipano.

30 ADEMI-SE

hall 7.indd 30 7/10/2008 02:40:52


ADEMI-SE 31

hall 7.indd 31 7/10/2008 02:41:26


Hall

32 ADEMI-SE

hall 7.indd 32 7/10/2008 02:41:58


hall 7.indd 33 7/10/2008 02:42:05
Hall

34 ADEMI-SE

hall 7.indd 34 7/10/2008 02:42:35


Valor.indd 35 7/10/2008 02:47:33
w

Evento

Milhares de convidados dançaram ao som de Ivete Sangalo

50 anos em grande estilo


Norcon preparou festa inesquecível para mais de 4 mil pessoas, a fim Tarcísio e Luiz Teixeira comemoram os 50 anos
de comemorar suas cinco décadas de sucesso da Norcon

N
inguém vai esquecer. A festa em contribuíram para fazer da Norcon uma nhecimento ao trabalho em favor da
comemoração aos 50 anos da Nor- das empresas mais fortes de todo o país. construção civil no Estado de Sergipe.
con vai ficar marcada na História de Ele agradeceu aos parceiros e ao Estado de “Os irmãos Tarcísio Teixeira e Luiz Tei-
Sergipe como o maior evento de Sergipe. Para finalizar seu discurso, Tarcísio xeira, seguindo os passos do pai, e com o
2008. Na noite do dia 31 de julho, a empresa não podia deixar de falar do pai, Oviêdo apoio dos operários, engenheiros e todos
de Luiz e Tarcísio impressionou Aracaju ao Teixeira, o grande incentivador, espinha os demais colaboradores, foram capazes
oferecer uma megafesta para mais de 4 mil dorsal da Família Teixeira, que deixou para de fazer da Norcon uma marca sergipana
pessoas, num espaço no Bairro Garcia, nas os filhos Tarcísio e Luiz, principal executivo e brasileira de êxito”, definiu Déda.
proximidades do Shopping Jardins, erguido da Norcon, um legado de empreendedo- Durante a festa, foi assinado o proto-
especialmente para a ocasião. Glamour, sofis- rismo. “Meu pai criou os filhos para serem colo de intenções de investimentos entre
ticação e alegria deram a tônica do evento empreendedores e não funcionários de a Norcon e a Caixa Econômica Federal no
que teve animação da esfuziante Ivete San- ninguém”, resumiu o empresário. valor de R$ 3,6 bilhões, o maior montante
galo, um presente em altíssimo estilo da já firmado com uma construtora em uma
Norcon para a sociedade sergipana. HOMENAGENS única negociação. Esse valor também
Para a festa do cinqüentenário da maior Em seguida, foi feita uma merecida será trabalhado para moradias econô-
construtora do Norte/Nordeste, estavam homenagem aos primeiros colaborado- micas, num dos maiores investimentos
presentes autoridades de Sergipe, Bahia, res e técnicos da Norcon – mais de cem da área no país junto com a subsidiária
Alagoas e Pernambuco, Estados onde a nomes constavam na lista. Os ex-gover- FelizCidade, recém-criada especialmente
Norcon também atua. A imprensa, políti- nadores Seixas Dórea, Paulo Barreto de para atuar neste segmento.
cos, empresários da construção civil e de Menezes, Celso de Carvalho e Lourival Depois de todo o cerimonial, os con-
diversos setores da economia sergipana Baptista também foram homenageados. vidados assistiram ao show contagiante
também não poderiam faltar. O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, de Ivete Sangalo. Ninguém ficou parado
Tarcísio Teixeira, presidente do Conse- também recebeu uma homenagem por diante do carisma e da voz de um dos
lho de Administração da Norcon, movido suas respectivas contribuições à evolução mais importantes nomes do cenário
pela emoção, fez um discurso de agrade- da construção civil na capital sergipana musical brasileiro. Com certeza, um
cimento curto, mas bastante simbólico, Outra personalidade homenageada presente inesquecível para a sociedade
tentando sintetizar em poucas palavras a naquela noite foi o governador Marcelo sergipana e à altura da importância das
gratidão e o reconhecimento a todos que Déda, que recebeu um troféu em reco- cinco décadas da Norcon.

36 ADEMI-SE

Norcon.indd 36 7/10/2008 02:49:17


Alumibox.indd 37 7/10/2008 02:57:04
História

Uma ADEMI/SE fortalecida


Com quase 30 anos, entidade que congrega as empresas do
mercado imobiliário em Sergipe vive seu melhor momento

O
2° Salão Imobiliário de Sergipe ter sido fácil alcançar este patamar pela solidez financeira, pela entrega
(leia matéria completa nas de consolidação. Foram necessários nos prazos e pela alta qualidade na
páginas 20, 21, 22 e 24) foi quase 30 anos, a serem comemora- produção e no acabamento de seus
muito mais do que uma feira de dos em 2010 – a ADEMI/SE nasceu em empreendimentos.
negócios. Configurou-se como a com- 1980 –, e uma guinada excepcional na
provação da força da Associação dos indústria da construção civil, que saiu ATUAÇÕES DECISIVAS
Dirigentes das Empresas da Indústria de um estado de letargia durante duas A ADEMI/SE é, sem dúvida, responsável
Imobiliária no Estado de Sergipe – décadas para a efervescência total em por possibilitar que todas as empresas –
ADEMI/SE –, que organizou o evento e apenas cinco anos. pequenas, médias e grandes –, ressal-
que vem contribuindo para transformar É fato: a ADEMI/SE nunca esteve tão vando-se, óbvio, as devidas proporções,
o cenário imobiliário sergipano. Mais: fortalecida. Tem as principais empresas alcançassem esse nível de excelência. Na
o Simse 2008 mostrou à sociedade a do setor em seu quadro de associados medida em que estimula a concorrência
união e o empenho desta entidade em (leia expediente na página 4 com os salutar, cobra posturas mais sérias das
prol do crescimento do mercado imobi- nomes de todas), respaldadas pela construtoras e fomenta o crescimento
liário local e da elevação dos nomes das credibilidade, cuja fama ultrapassa os do setor, deu provas incontestes disso. E
construtoras e incorporadoras além- limites de Sergipe e impõe respeito mais: também exige dos poderes públi-
fronteiras do Estado. lá fora. Mesmo fazendo parte de um cos agilidade no licenciamento de obras,
Engana-se, no entanto, quem acha Estado pequeno, elas são conhecidas um problema que angustia os constru-
tores desde que começou o
boom imobiliário.
Para tanto, precisou de
comandantes de pulso, à altura
da associação representativa
da indústria imobiliária, con-
tando sempre com a contribui-
ção de vice-presidentes e con-
selheiros, que somam idéias e
ações em prol do segmento.
Pela Presidência da ADEMI/SE
já passaram os empresários
Lênio Mendonça (três ges-
tões não seqüenciais), Sérgio
Smith, Eduardo Barretto, da
Santa Maria, e Tarcísio Teixeira,
da Norcon, este por três man-
datos não consecutivos. Atu-
almente, a entidade é liderada
por Danusa Silva Menezes, que
ainda tem mais um ano para
concluir a atual gestão.
Eduardo Barretto comandou a ADEMI/SE por apenas um mandato Tarcísio Teixeira atuou por três mandatos não consecutivos

38 ADEMI-SE

Historia.indd 38 7/10/2008 02:58:48


Arquiteto+Gralha Azul.indd 29 7/10/2008 03:01:04
Profissional Destaque

Valmor Barbosa e o
comando da Emurb
Engenheiro civil está à frente da Empresa Municipal de Obras
e Urbanização há dois anos

Q
uando se fala em Empresa Muni- quadro da Prefeitura Municipal de Ara-
cipal de Obras e Urbanização – caju – PMA –, sempre ocupou cargos
Emurb –, o nome mais lembrado estratégicos em várias administrações,
na atualidade é Valmor Barbosa coordenando equipes responsáveis pelo
Bezerra. E não é apenas pelo fato de planejamento das obras da cidade.
ele ser o presidente do órgão público Em seu currículo, Valmor traz experi-
municipal há dois anos. Mas também ência técnica e formação específica em
pela expressividade no comando da áreas como pavimentos rígidos; pavi-
entidade que autoriza Aracaju a conti- mentação rodoviária; avaliação e perí-
nuar crescendo. Valmor é responsável, cia; qualidade na fiscalização de obras;
juntamente com sua equipe, por defi- gerenciamento de projetos internacio-
nir o destino de um empreendimento. nais; dentre outros. Destaque-se que
É quem avalia se um prédio de apar-
tamentos ou um condomínio de casas
terá a liberação para ser erguido ou não.
Quanta responsabilidade! “Infelizmente,
E pelo que se comenta nos bastido-
res da construção civil, ele tem agra-
dado. Os empresários, em sua grande
ainda temos uma
maioria, aprovam a administração de
Valmor e elogiam o empenho dele em
equipe pequena em Valmor: “nunca se construiu tanto”
tentar reduzir a morosidade nos trâmi-
tes para a aprovação dos projetos. “A função da grande
construção civil sergipana está muito Antes de assumir a Presidência da
aquecida. Nunca se construiu tanto e, demanda. Fazemos, entidade, Valmor foi diretor de Obras e
por isso, o número de processos cresceu Operações, de janeiro de 2005 a feve-
muito. Infelizmente, ainda temos uma
equipe pequena em função da grande
então, o que está ao reiro de 2006. Desde então, tornou-se o
principal executivo da Emurb. Entre as
demanda. Fazemos, então, o que está
ao nosso alcance”, avalia o presidente
nosso alcance” diversas ações que merecem destaque,
está o trabalho de reurbanização do
da entidade. bairro Coroa do Meio, que solucionou
Graduado em Engenharia Civil pela um gravíssimo problema social naquela
Universidade Federal de Sergipe – UFS ele foi premiado por sua contribuição área. “A importância social da conclusão
–, Valmor Barbosa também foi profes- na elaboração de projetos para o embe- desse projeto se fundamenta na triste
sor universitário. Porém, desde 15 de lezamento dos logradouros públicos da realidade que existia naquele bairro até
maio de 1986, quando foi admitido no capital sergipana. o início de 2002”, diz ele.

40 ADEMI-SE

profissional de destaque 7.indd 40 7/10/2008 03:05:09


Cipesa Nouvelle+impacto protensao.indd 29 7/10/2008 03:07:34
Interior Design

No chão e em uma
das paredes, o uso do
piso laminado

Sustentabilidade

Fotos: Divulgação
na decoração
Materiais reciclados e ecologicamente corretos agregam
valor e responsabilidade social no design de interiores

H
á um ditado que diz: “todos os dentro desta perspectiva de sustentabili-
caminhos levam a Roma”. Ultima- dade ambiental, será lançado o Selo Eco-
mente, nota-se, em especial, o uso mostra 2008, que premiará profissionais,
desse conceito quando o assunto é empresas e fornecedores que utilizam os
meio ambiente e sua necessidade urgente materiais renováveis, recicláveis e com
de preservação. É quando todos os cami- duração prolongada.
nhos levam à sustentabilidade. O homem A arquiteta Sarah França vai participar
– ainda muito devagar, frise-se – está se da mostra sergipana com o ‘Lounge das ção de materiais alternativos. Foi usado,
atentando para a necessidade de cuidar Mangueiras’, um ambiente de 60 metros por exemplo, piso laminado da Eucaflor
do planeta, através de idéias e ações quadrados, em parceria com a designer – tanto no chão quanto em uma das pare-
que desembocam, entre outras coisas, de interiores paulista Renata Barcellos. des próxima à cama – e o mobiliário de
na reciclagem e no reaproveitamento de Antes, a dupla deu um ‘pulo’ em São fibra sintética, da Tidelli. A arquiteta des-
materiais em diversos setores. Já é possível Paulo e participou da Nova Equipotel taca o revestimento de parede à base de
evidenciar isso na construção civil. E na 2008, a maior feira de hotelaria e gastro- restos de madeira picada, uma tendência
decoração não é diferente. nomia, no período de 15 a 18 de setem- cada vez mais forte na decoração.
A Mostra Aracaju 2008, que acontece bro de 2008. Elas apresentaram o Resort O resort é uma espécie de flat com
de 22 de outubro a 23 de novembro, por da Praia, um dos 11 ambientes no Equip minicopa, mesa e uma banheira de hidro-
exemplo, adotou a preservação do meio Design, evento paralelo à Feira. massagem integrada ao ambiente. Ao
ambiente como tema. Os arquitetos, deco- redor dela, foram utilizados seixos rola-
radores, designers de interiores e paisagis- MATERIAIS ALTERNATIVOS dos nas cores branca e creme. Nas pare-
tas terão a tarefa de concretizar o conceito Segundo Sarah, o ambiente projetado des, Renata e Sarah escolheram a cor azul
dos quatro ‘Rs’ – Repense, Reduza, Recicle com 37 metros quadrados incorporou o mar. Outro detalhe que merece destaque
e Reuse. Assim, os profissionais devem tripé da sustentabilidade – economia, a é a plotagem na parede próxima à mesa,
escolher materiais renováveis e recicláveis questão social e a ambiental. Diane disso, que sugere ao casal a vista do mar logo
para apresentar em seus ambientes. Mais: o ponto principal do ambiente é a utiliza- no café da manhã.

42 ADEMI-SE

interior design 7.indd 42 7/10/2008 03:09:43


Tecnoconsult + Discar.indd 29 7/10/2008 03:11:09
Aracaju: 153 Anos

Siqueira Campos
Um bairro de vários nomes Por Luiz Antonio Barreto

grupo dos 18 do Forte, levante no Rio de


Janeiro em 1922, e participou da Coluna
Prestes, em 1926. Siqueira Campos foi
também o nome do Sport Club, fundado
em 4 de setembro de 1931, para a prática
de todos os esportes, e tendo o branco e
o vermelho como suas cores.
Mantendo as características do plane-
jamento central da cidade, de quadras
simétricas, o bairro Siqueira Campos teve
suas ruas denominadas com os nomes
dos Estados brasileiros (Maranhão, Bahia,
Rio Grande do Sul, Acre, Bahia, Paraíba,
História do bairro começa com construçaão da ferrovia do trecho Timbó/BA-Aracaju dentre outros), acrescidas de algumas

A
capitais (Florianópolis, Porto Alegre, e
racaju morria, praticamente, antes centro comercial, que chegava até a pri- outras), todas transformadas em impor-
das dunas que cobriam a terra, no meira estação ferroviária, construída no tantes vias de entrada e saída de Aracaju,
lado oeste da nova cidade. Uma início da Avenida Coelho e Campos. e de contato com o centro comercial e
dessas dunas, conhecida como Na altura da atual Rua Salgado, um com os demais bairros aracajuanos.
Morro do Bonfim, permaneceu intocada grande portão indicava os domínios da No final dos anos 1940, na gestão do
por justos cem anos, sendo desmontada ferrovia, onde estavam instaladas as ofi- prefeito Marcos Ferreira de Jesus, foi feita
em 1955, no Governo Leandro Maciel. No cinas da Rede Ferroviária Federal, na dire- a abertura da Rua Laranjeiras, centrando
ano do centenário da mudança da capi- ção norte pela atual Avenida São Paulo, uma comunicação mais fácil com o resto da
tal. Poucas ruas, como a Divina Pastora, danando-se pelos trilhos, passando vaga- cidade, substituindo quase completamente
passavam das areias brancas dos morros rosamente por pequenas estações, em o uso das Avenidas Minas Gerais e Mara-
que cercavam o centro de Aracaju. direção a Propriá, viagem que fazia desde nhão – esta reabilitada como via de acesso
A história do bairro Siqueira Campos 1915, quando o presidente do Estado, o aos bairros Santos Dumont e Bugio.
começa com a construção da ferrovia no general Manoel Prisciliano de Oliveira Outras vias de comunicação são a Rua
trecho Timbó/BA – Aracaju, inaugurado em Valadão, inaugurava o novo percurso São Cristóvão e a Avenida Desembar-
1913, pelo presidente do Estado, o gene- da estrada de ferro. gador Maynard, movimentadas. A pri-
ral José de Siqueira Menezes. O traçado As oficinas da Leste Brasileiro deram meira, porque desemboca na Avenida
da estrada de ferro parecia um ‘L’ inver- nome a uma parte do atual bairro Siqueira Osvaldo Aranha, ponto zero da BR-235;
tido, pois cortava Aracaju de sul a norte Campos, pedaço da região conhecida e a segunda, porque se liga à Avenida
(conforme se poderá como Aribé, e que tinha grande lagoa Marechal Rondon, de acesso ao Campus
observar a Avenida (que tomava grande área da atual Rua da Universidade Federal de Sergipe e à
Augusto Franco, Santa Catarina), aterrada pelos médicos Rodovia João Bebe Água, que liga Aracaju
ex-Rio de Janeiro) e e técnicos da Fundação Rockfeller, que ao município de São Cristóvão.
mantinha uma linha atuavam combatendo a malária em Ara- Com vida autônoma, grande comércio,
reta, em direção ao caju, nos anos de 1930/1940. agências bancárias, autopeças e oficinas,
O nome Siqueira Campos presta home- templos religiosos, dentre eles a Igreja de
nagem a Antônio Siqueira Campos, militar Nossa Senhora de Lourdes, sede da paró-
nascido em Rio Claro, São Paulo, em 1898, quia de mesmo nome, situada na praça
e que morreu em desastre de avião perto Dom José Tomás, e com ares de cidade,
Luiz Antonio Barreto é de Montevideo, no Uruguai, em 1930. o Siqueira Campos é um dos bairros de
jornalista e historiador. Ele foi um revolucionário, integrante do maior importância para Aracaju .

44 ADEMI-SE

historia de aracaju.indd 44 7/10/2008 03:12:20


Cipesa Lumiere + Sicilia.indd 29 7/10/2008 03:15:49
Gastronomia

Igredientes
600 gramas de bacalhau dessalgado
Cebolinha picada*
Azeitonas negras e verdes*

Bacalhau de um Legumes mediterrâneos*


Leite*
Azeite marinado*
Batata souté*

jeito mediterrâneo Cebola*


*Quantidades ficam ao gosto de cada um

O
Preparo
Lombo de Bacalhau dos Deuses de cousine, ou na panela de barro. “A
Coloque o bacalhau dessalgado no
é uma iguaria digna do Mediter- minha sugestão é servi-lo na panela de
leite e ferva por aproximadamente oito
râneo. O bacalhau dessalgado barro, para manter a temperatura e dar o minutos. Depois, mantenha por quatro
recebe um tratamento todo charme na mesa”, recomenda Rogel Dias, dias em um balde com azeite marinado.
especial muito antes de chegar à mesa. do Restaurante Carro de Bois. Só então grelhe o peixe na brasa. Agora,
E quando aporta – hum!!! –, enche os E as guarnições? Deliciosas batatas monte o prato, acrescentando as guar-
olhos com sua beleza. É um prato leve souté, azeitonas negras e verdes, além nições – batatas souté, azeitonas negras
e saboroso que dá água na boca bem de legumes mediterrâneos. Tudo acom- e verdes e os legumes mediterrâneos.
antes de ser provado. panhado de um bom vinho, que pode Adicione cebolinha picada e uma
A apresentação – destaque-se – é ser um branco seco, como um Chirac, ou cebola assada na brasa. Nos legumes
algo importantíssimo. Pode ser servido um tinto, como o Angelica Zapatta. Quer mediterrâneos, ponha azeite trufado.
no prato, com uma decoração artesa- saber como se faz essa iguaria? Delicie-se Tempo: 25 minutos
nal, digna dos mais renomados chefs com a receita a seguir. Rendimento: 2 porções

De onde vem a iguaria


O Restaurante Carro de Bois nasceu há oito isso. Os freqüentadores, ávidos pela culiná- sofisticado, satisfaz o paladar dos mais exi-
anos para ser tipicamente nordestino. A deco- ria típica, não se decepcionam e encontram gentes, que têm, cotidianamente, deliciosas
ração rústica com objetos que remetem à cul- iguarias de ‘lamber os beiços’, como diria um surpresas, como o Lombo de Bacalhau dos
tura do Nordeste e seus pratos com ingredien- nordestino daqueles bem arretados. Deuses, no auge de seus 13 anos de atuação
tes característicos daquela região reforçam O que pouca gente sabe é que o Carro de no ramo, embasados por experiências em res-
Bois, desde que os irmãos Rogel e Gilson Dias taurantes de São Paulo, no Brasil, de Buenos
assumiram a administração, em dezembro de Aires, na Argentina, e de Madri, na Espanha. A
2003, mudou. Melhor dizendo, diversificou. E passagem por terras espanholas, aliás, serviu
agradou. Isso porque o cardápio, agora mais de inspiração para o prato de origens mediter-
râneas, cuja preparação é supercuidadosa.
Rogel e Gilson:
diversificando sabores

46 ADEMI-SE

Gastronomia 7.indd 46 7/10/2008 03:17:19


Refil+Habitacional.indd 47 7/10/2008 03:19:42
Turismo

Penedo: casarões coloniais e lindas igrejas barrocas contam a História de Alagoas e atraem turistas de todo Brasil

Relicário vivo Penedo é uma cidade histórica,


que preserva as belezas
de Alagoas arquitetônicas do país
O
litoral de Alagoas é caracterizado Localizada no extremo sul do Estado, a Como chegar
por uma inigualável sucessão de 180 quilômetros de Maceió, pela Rodo- Para chegar a Penedo, o visitante
magníficas praias, concentradas via AL 101-Sul, Penedo atualmente conta deve ir por Neópolis, distante 121
numa extensão de 230 quilôme- com uma população urbana de aproxi- quilômetros de Aracaju. Lá, atra-
tros. Nesta terra abençoada, o generoso madamente 45 mil habitantes. vessa o Rio São Francisco de balsa.
sol brilha o ano inteiro, filtrado pela imen- A cidade é um relicário vivo. As marcas
sidão de coqueirais à beira-mar, revelando dos colonizadores podem ser consta-
uma das mais fascinantes paisagens do tadas na arquitetura barroca dos con- ONDE FICAR
Nordeste, uma natureza quase intocada. ventos e igrejas, como a Nossa Senhora Hotel São Francisco
Mas Alagoas não é só praia. Junto às das Correntes, que está fechada para Avenida Floriano Peixoto, 237,
belezas naturais figuram importantes reforma, uma das mais belas. Há ainda Centro Histórico.
conjuntos arquitetônicos e históricos. a Catedral de Nossa Senhora do Rosá-
Fone: (82) 3551-2273
A cidade de Penedo, por exemplo, tem rio, Igreja de São Gonçalo Garcia dos
muita história, casarões coloniais e lindas Homens Pardos, Oratório da Forca, Paço
igrejas barrocas. Imperial, Mirante da Rocheira e Teatro Pousada Colonial
Penedo é o Brasil Colonial às margens Sete de Setembro. Praça 12 de Abril, 21, Centro
do Rio São Francisco. A cidade, fundada O turismo é uma atividade muito
Fone. (82) 3551-2355
em 1614, é o maior patrimônio histórico importante na cidade, que possui muitas
de Alagoas, repleta de igrejas, conventos pousadas localizadas próximas ao centro
e palacetes dos séculos 17 e 18, tomba- histórico ou às prainhas do rio. Simples Hotel Turista
dos pelo Patrimônio Histórico Nacional. e confortáveis, elas possuem preços Rua Siqueira Campos, 143, Centro
Foi palco de várias disputas entre holan- interessantes e incluem café da manhã Fone. (82) 3551-2237
deses e portugueses por seu território. e roupas de cama e de banho.

48 ADEMI-SE

Turismo.indd 48 7/10/2008 03:21:14


Felizola + mundo construcao.indd 29 7/10/2008 03:22:56
Cultura

Arte aquece a
construção
Nelly Oliveira, da Master Engenharia, revela o prazer
pelas artes plásticas, em especial pela pintura Nelly: “sou uma simples ‘meladora’ de quadros”

A
árida construção civil é um setor gosta de pintar qua-
onde prevalece a frieza dos cálcu- dros e fazer trabalhos explica a corretora-artista. Algumas des-
los arquitetônicos, que culminam artesanais, utilizando sas peças foram vendidas; outras, dadas
em prédios de concreto e aço ainda diversas técnicas, em com carinho para alguns amigos.
mais frios. Porém, é possível encontrar nos especial com material No âmbito do artesanato, Nelly deixa
bastidores da indústria que mais cresce reciclado. “Pinto por a modéstia de lado. “De artesanato, eu
no Brasil a beleza das artes plásticas aque- puro prazer. Sou uma simples ‘meladora’ entendo bem”, afirma ela. Tanta convicção
cendo corações e mentes. Mais um hobby de quadros”, diz, com modéstia. vem do embasamento em 26 cursos, onde
do que um ofício, pintar, moldar o barro Comedimentos à parte, a publicitária aprendeu a fazer papel machê com reci-
ou fazer delicadas peças de artesanato são, de formação, que tem 25 anos como cor- clagem de jornal, quadros em MDF, com
na verdade, um refúgio de relaxamento e retora de imóveis, se realiza quando está elementos reciclados ou não, entre outras
descontração para algumas pessoas. envolta por telas e tintas. Nesse momento, técnicas, que ela repassa para uma galeri-
É o caso de Nelly Wanderley de Oliveira, depara-se com beleza e paz ao retratar pai- nha especial. Nelly, que é evangélica, faz
50 anos, gerente de vendas da Master sagens e flores. “Tenho mais de 150 telas, um trabalho de voluntariado, ensinando
Engenharia e diretora da Master Imobili- pinturas em relevo com técnica de tex- arte e cidadania a crianças carentes do
ária. Em suas horas de folga e relax, Nelly tura em tela, que é muito utilizado hoje”, bairro Coroa do Meio.

Filme Livro
‘Estômago’: fábula nada infantil ‘Sempre aos Domingos’,
de Marcos Cardoso
Estômago’ é um filme ítalo-brasileiro que conta a his-
tória da ascensão e queda de Raimundo Nonato, um As visões pontuais sobre a história contemporânea de
cozinheiro com dotes muito especiais, interpretado por Sergipe, com foco especial na política, estão descri-
João Miguel, de ‘Cinema, Aspirinas e Urubus’. Trata de tas na antologia ‘Sempre aos Domingos’, do jornalista
dois temas universais: a comida e o poder. Mais espe- Marcos Cardoso. Neste livro com 239 páginas, constam
cificamente, a comida como meio de adquirir poder. E 73 textos publicados em jornais e revistas nos últimos 15 anos.
pode ser definido como ‘uma fábula nada infantil sobre Divididos em quatro temas – Política, Personalidades, Sociedade, Cultura, Economia
poder, sexo e culinária’. e Acontecimentos –, esses textos foram extraídos do Jornal da Cidade, do qual ele é
As críticas são as melhores: “Belíssimo filme que sacia nossa fome de diversão inte- diretor de Redação e assina coluna aos domingos, do Jornal Cinform, do extinto Jornal
ligente”, opina Marcelo Janot, da criticos.com.br. Em Aracaju, ‘Estômago’ ficou em de Sergipe, do A Tarde, da Bahia, e, inclusive, da revista Veja.
cartaz por poucas semanas. Quem viu garante: o filme é fantástico. Por enquanto, O autor explica que seus textos não são apenas opinativos, mas, sobretudo, analíticos.
ainda não saiu em DVD. Mas é só questão de tempo. Comenta-se que, em breve, “Procuro analisar aquilo que não está sendo analisado”, argumenta.
vai estar nas melhores locadoras da cidade. ‘Sempre aos Domingos’é o terceiro livro de Marcos Cardoso. Antes, teve‘Becos e Trechos’,
coletânea de poemas com Nivaldo Menezes, Léo Mittaraquis e Eduardo Casquinha; e
FICHA TÉCNICA
Título Original: Estômago ‘Tupinanquim’, também uma coletânea, só que de cartuns e charges de autores sergi-
Gênero: Drama panos, em parceria com José Augusto Araújo.
Tempo de Duração: 112 minutos
Ano de Lançamento (Brasil / Itália): 2007 Livro: ‘Sempre aos Domingos’
Direção: Marcos Jorge Autor: Marcos Cardoso
Elenco: João Miguel, Fabíula Nascimento, Babu Santana, Carlo Briani, Páginas: 239
Zeca Cenovicz, Alexander Sil e Paulo Miklos. Editora: Editora UFS

50 ADEMI-SE

Cultura.indd 50 7/10/2008 03:28:04


Impacto const + Mitti andaimes.indd 29 7/10/2008 03:24:12
Gestão e Marketing Por Antônio Neto

Por que realizar uma


Antônio Neto é conferencista e consultor
venda consultiva
organizacional, especialista em marketing e vendas.

A
Site: www.antonioneto.com.br
E-mail: palestras@antonioneto.com.br
venda consultiva representa uma evo- A venda consultiva é uma venda ampliada.
lução lógica da abordagem de análise Prestar consultoria em vendas não é um ato
das necessidades. O vendedor assume isolado. Tem que estar compromissado com
uma postura ativa na relação comer- a melhor, a mais honesta e a mais completa
cial. Não basta analisar as necessidades do oferta e com a certeza do melhor uso, da
cliente, porque este, muitas vezes, pode não melhor conservação e da maior amplitude de
saber exatamente qual a melhor solução para aproveitamento, garantindo o melhor valor
seu problema. Este papel cabe ao consultor pelas melhores condições.
em vendas, que deve conhecer a empresa que A garantia da imagem da empresa e dos
ele trabalha, o produto oferecido e o mercado produtos junto aos clientes, de maneira que
em que atua, procurando sempre superar o eles disponham de uma assistência pré-
conhecimento dos clientes. É preciso questio- venda, de venda e de pós-venda durante
nar e identificar as necessidades para que se todo o tempo, é de responsabilidade do
possa, juntamente com os clientes, descobrir consultor para que o mesmo seja conside-
aquelas que ainda estão ocultas. rado pelos seus clientes um fornecedor de
Os profissionais que atuam com base na integridade.
venda consultiva não vendem soluções que Afinal, estamos na era do consultor-corre-
sejam simplesmente melhores que as ofertas tor e não do corretor-vendedor. Estamos na
dos concorrentes. Vendem a ‘solução dos pro- era do solucionador de problemas. Devendo
blemas’ atuais e futuros do cliente, posicio- esse perfil ser encarado como condição de
nando uma boa impressão na cabeça dele. garantia de permanência no mercado e do
Ao corretor de imóveis, é exigido que seja sucesso nos negócios.
altamente qualificado, tenha grandes conhe- Não ofereça coisas. Ofereça idéias, emo-
cimentos gerais e de produto, capacidade de ções, ambiência, sentimentos e benefícios!
dialogar e questionar o cliente em busca das Não ofereça uma casa. Ofereça segurança,
reais necessidades e pleno conhecimento da comodidade e um lugar limpo e feliz!
situação do cliente. Ao apresentar-se como Realizar uma venda consultiva significa
parceiro, o consultor-corretor, desenvolve ter visão estratégica e entender que a pró-
com o cliente uma relação de grande con- pria venda ou a comissão são conseqüên-
fiança e, principalmente, duradoura. cias de uma competente negociação. Pra-
Esta abordagem é realmente focada no ticar consultoria em vendas é demonstrar
comprador, visando a construir um relacio- expertise, criar um clima de confiança e
namento efetivo e duradouro, de modo que credibilidade.
ele perceba o quanto o corretor ou a empresa Evite focar os obstáculos e acenda os
é comprometido(a) com seu sucesso. faróis da oportunidade.

52 ADEMI-SE

Antonio neto.indd 52 7/10/2008 03:14:22


It consulting + Cohab.indd 29 7/10/2008 03:25:22
Lançamentos

Vizcaya Residence
O bairro Jardins vai ganhar ainda mais glamour com a chega do Vizcaya Residence,
o mais novo lançamento da Santa Maria. Com a qualidade impecável da empresa de
Eduardo Barretto, o prédio terá apartamentos com 121 metros quadrados de área
privativa em cada um. Será um três quartos, sendo um suíte, com amplos estar e
varanda. A área de lazer é completa como um verdadeiro clube: brinquedoteca, espaço
gourmet, lan house, piscina com raia e prainha, churrasqueira, quadra poliesportiva,
fitness, sauna, salões de jogos e de festas, além de duas vagas de garagem.

Residencial Moserrat
A Impacto Construções aposta mais uma vez no conjunto Santa
Lúcia. Dessa vez, a construtora do engenheiro Henrique Côrtes
vai lançar o Residencial Monserrat, um condomínio fechado com
13 torres, numa das localizações mais agradáveis de Aracaju e
numa das regiões que mais têm crescido na capital sergipana. O
Monserrat terá nove torres com apartamentos de três quartos,
Portal dos Trópicos
Aracaju está crescendo para o sul, na direção das praias
medindo 64,19 m² e 65,03 m², e os quatro prédios restantes com
ensolaradas da Rodovia José Sarney. É lá que a Habi-
unidades residenciais de dois dormitórios, que medirão 51,71 m² e
tacional vai direcionar suas atividades, edificando um
54,33 m². A área de lazer mais parece um clube, devido ao grande
empreendimento diferenciado, que mescla 55 casas e
número de itens. Entre as opções de entretenimento, o Residencial
52 apartamentos num condomínio fechado, o primeiro
Monserrat oferece quadra poliesportiva, piscinas adulto e infantil,
de Sergipe com este conceito. As assinaturas dos imóveis
caramachão (pergolado com mesa e bancos para jogos, como
são dos arquitetos Eduardo Carlomagno, Aline Dantas e
dama e dominó, por exemplo), área para exercícios físicos, além
Maurício Meireles. Os apartamentos medindo 126 metros
da novidade do spirerball.
quadrados serão distribuídos em duas torres com seis e
sete pavimentos, respectivamente. Há ainda oito cober-
turas que medirão 198 metros quadrados.

Reserva Garcia
Esmero tem sido a palavra de ordem para designar os projetos da Celi. Um dos mais belos
já apresentados no mercado nos últimos anos, o Reserva Garcia impressiona pelo requinte
e bom gosto. São quatro suítes com terraço ampliado, numa área privativa total de 199,08
metros quadrados. Localizado na Rua Orlando Magalhães Maia, 140, o prédio fica em frente à
Praça Luciano Barreto Júnior, projetada pela própria Celi e um dos logradouros mais bonitos
e arborizados de Aracaju. A área de lazer dispensa maiores comentários. É simplesmente
fantástica. E como não poderia deixar de ser, tem o Selo de Entrega Garantida, que assegura
dia, mês, ano e hora que será inaugurado.

54 ADEMI-SE

lançamentos ed 7.indd 54 7/10/2008 03:29:42


Cosil passeio.indd 55 7/10/2008 06:14:25
Sergas.indd 56 7/10/2008 06:12:24