Você está na página 1de 43

NOME DA FACULDADE

CURSO POR EXTENSO...

[NOME DO ALUNO]

[TÍTULO CENTRALIZADO EM NEGRITO]: subtítulo.

Cidade
20....

Prof. Maurício Sálvia©


Prof. Maurício Sálvia©
NOME DO ALUNO

TÍTULO DO TRABALHO

Trabalho de Conclusão de Curso


apresentado à ........ (NOME DA
FACULDADE) como parte das exigências
do Curso de .... (NOME DO CURSO) para
obtenção do título de Bacharel em ..........
(NOME DA PROFISSÃO)

Orientador: Prof.: Dr. / Me. (nome completo)

Cidade (onde se localiza a Instituição de Ensino)


20.... (ano do término do TCC)

Prof. Maurício Sálvia©


NOME DO ALUNO

TÍTULO DO TRABALHO

Trabalho apresentado e aprovado pela Banca Examinadora


em (dia) do (mês) de (ano).

_____________________________________
Nome e titulação

_____________________________________
Nome e Titulação

_____________________________________
Nome e Titulação.

Visto e permitido a impressão final.


Cidade

Prof. Maurício Sálvia©


AGRADECIMENTO

Esta página deverá ser inserida no Projeto final

Prof. Maurício Sálvia©


Esta página deverá ser inserida no Projeto final
Alguma mensagem, ao pé da página à direita, que queiram deixar
(poema ou frase de autores que se identificam com seu trabalho)

Prof. Maurício Sálvia©


EXEMPLO: “A mente que se abre a uma nova ideia
jamais voltará ao seu tamanho original’.

Albert Einstein

Prof. Maurício Sálvia©


RESUMO

Resumo é a descrição dos pontos considerados importantes do trabalho,


devendo apresentar de forma resumida as ideias centrais do conteúdo, como tema,
contexto, problema, objetivos, metodologia, resultados e conclusões. A elaboração
do resumo é obrigatória. Quanto à sua apresentação, deve ser constituído por um
único parágrafo (com ou sem recuo) entre 150 a 500 palavras. O conteúdo deve
ser desenvolvido por uma sequência de frases interligadas e afirmativas, fazendo-se
uso do verbo na voz ativa, tempo presente e na terceira pessoa do singular.
Recomenda-se a não utilização de tópicos, símbolos, fórmulas, equações,
diagramas e contrações que não sejam de uso corrente. Quanto a sua digitação,
deve estar com espaçamento simples, com ou sem recuo de parágrafo e
tamanho da fonte 12. Logo após o parágrafo do resumo recomenda-se deixar uma
linha em branco, e na sequência, devem ser apresentadas de três a cinco palavras
que sejam representativas do texto. Deve-se usar letra maiúscula somente na
primeira letra e separá-las com ponto [.], conforme exemplo:

Palavras-chave: Conhecimento. Pesquisa. Qualificação Profissional.

Esta página deverá ser inserida no Projeto final

Prof. Maurício Sálvia©


ABSTRACT

A mesma orientação do resumo, porém em língua estrangeira. No caso da língua


inglesa, a palavra “resumo” é abstract e a “palavra-chave” é keyword. O

Keyword:

Esta página deverá ser inserida no Projeto final

Prof. Maurício Sálvia©


LISTA DE QUADROS

Quadro 1 - Ilustração da Estrutura do Projeto de Pesquisa 18


Quadro 2 - Síntese dos Temas de Estudo 18
Quadro 3 - Cronograma da Pesquisa 19
Quadro 4 - Quadro de Questões da Pesquisa Qualitativa 27
Quadro 5 - Exemplo controle de Custos 29

Prof. Maurício Sálvia©


LISTA DE FIGURAS

Figura 1 - Exemplo de apresentação de fundamentação teórica 21


Figura 2- Inserir legenda da tabela 1. 30
Figura 3 - Inserir legenda da tabela 2. 30
Figura 4 - Inserir índice de ilustração1. 31
Figura 5 - Inserir índice de ilustração 2. 32
Figura 6 - Apresentação da lista de figuras 32
Figura 7 - Atualizar lista de figuras/tabelas1. 33
Figura 8 - Atualizar lista de figuras/tabelas 2. 33
Figura 9 - Inserir gráfico 1. 34
Figura 10 - Inserir gráfico 2. 35

Prof. Maurício Sálvia©


LISTA DE GRÁFICOS

Prof. Maurício Sálvia©


LISTA DE TABELAS

Tabela 1- Índice de satisfação 31


Tabela 2 - Exemplo de apresentação de resultados de uma pesquisa. 34

Prof. Maurício Sálvia©


SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 14
2 DELIMITAÇÃO DO TEMA 15
2.1 FORMULAÇÃO DO PROBLEMA 15
2.1.1 Problema A 15
2.1.2 Problema B 15
2.1.3 Problema C 15
2.2 QUESTÃO PROBLEMA 15
2.3 HIPÓTESE 15
2.3.1 Hipótese A 15
2.3.2 Hipótese B 15
2.3.3 Hipótese C 16
2.4 DETERMINAÇÃO DE VARIÁVEIS 16
2.4.1 Variável A 16
2.4.2 Variável B 16
2.4.3 Variável C 16
2.4.4 Variável D 16
2.5 OBJETIVOS 16
2.6 JUSTIFICATICA 16
2.7 APRESENTAÇÃO DA ÁREA OU DO OBJETO DE ESTUDO 17
2.8 ESTRUTURA DO TRABALHO 17
19
3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 20
3.1 FONTES 20
3.2 SUBDIVISÕES DOS CAPÍTULOS 20
4 METODOLOGIA 22
4.1 ESTRATÉGIA DA PESQUISA 22
4.1.1 Método XXXXXXXXX 23
4.1.2 Pesquisa Xxxxxxx 24
4.1.3 Estudo de Caso XXXXXX 24
4.1.4 Classificação da Pesquisa 24

Prof. Maurício Sálvia©


4.1.5 Apresentação Geral da Pesquisa 27
4.2 DEFINIÇÃO DO PÚBLICO-ALVO 27
4.3 LIMITAÇÕES DO MÉTODO 28
4.4 TECNOLOGIAS UTILIZADAS 29
4.5 ORÇAMENTO DA PESQUISA 29
5 A PRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS 30
5.1 TABELAS 30
5.2 FIGURAS 33
5.3 GRAFICOS 33
6 ANÁLISE DOS RESULTADOS 36
7 CONSIDERAÇÕES FINAIS 37
7.1 SUGESTÃO PARA TRABALHO FUTUROS 37
REFERÊNCIA 38

Prof. Maurício Sálvia©


16

1 INTRODUÇÃO

O presente documento visa auxiliar os alunos à melhor visualização das


normas de produção de trabalhos da INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR. Bem
como fornece um Modelo dessas normas.
Para melhor entendimento, os elementos anteriores ao capítulo de introdução
são elementos pré-textuais (capa, folha de rosto, agradecimentos, lista de figuras,
lista de gráficos e sumários). E, por conseguinte, os elementos após o capítulo de
referência são os elementos pós-textuais (anexos e apêndices). Quanto a estruturas
dos capítulos, cada início dos mesmos deve começar na folha seguinte.
Além disso o modelo já está com a configuração do Word pré-estabelecida, e
ainda procura orientar de forma simples o meio de colocar figuras e tabelas nos
trabalhos acadêmicos. Este arquivo é um modelo sugerido, podendo ser adaptável
as necessidades da pesquisa de cada aluno(a).

1.1 IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO (escolha da temática)


Relação dos assuntos a serem desenvolvidos

Prof. Maurício Sálvia©


17

2 DELIMITAÇÃO DO TEMA

2.1 FORMULAÇÃO DO PROBLEMA

Um ou mais questionamentos de guia da pesquisa

2.1.1 Problema A

2.1.2 Problema B

2.1.3 Problema C

2.2 QUESTÃO PROBLEMA

Trata-se rapidamente sobre o tema e se continua dizendo que como este


contexto de pesquisa se pretende responder a seguinte questão:
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX?
Essa questão de pesquisa foi respondida com enfoque no estudo da
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx.

2.3 HIPÓTESE

2.3.1 Hipótese A

Aqui se tenta responder o problema A e, também, insere-se uma teoria que embase,
e seu respectivo autor.

2.3.2 Hipótese B

Aqui se tenta responder o problema B e, também, insere-se uma teoria que embase,
e seu respectivo autor.

Prof. Maurício Sálvia©


18

2.3.3 Hipótese C

Aqui se tenta responder o problema C e, também, insere-se uma teoria que embase,
e seu respectivo autor.

2.4 DETERMINAÇÃO DE VARIÁVEIS

2.4.1 Variável A

Dizer se há (e nesse caso, quais são) ou não variáveis em relação ao


problema A (pode haver ou não). Variáveis pode ser traduzido como: tudo aquilo que
pode ser modificado durante a pesquisa, do ponto de vista do pensamento no
problema – alteração da legislação, teorias acerca dos assuntos, dificuldades na
confecção do desenvolvimento....

2.4.2 Variável B

2.4.3 Variável C

2.4.4 Variável D

2.5 OBJETIVOS

Inicia-se a frase com o verbo conjugado no infinitivo. Procurar adequar os


exemplos de verbos mais utilizados em pesquisa científica. Esse objetivo deverá ser
citado na conclusão e relacioná-lo com o resultado obtido no estudo.

2.5.1 Objetivo específico

Nos objetivos específicos deve-se colocar o como será feito para atingir o
objetivo geral. É um desdobramento do objetivo principal do trabalho

Prof. Maurício Sálvia©


19

2.6 JUSTIFICATICA

Nessa parte pode-se procurar responder o seguinte questionamento. “O que


me levou a escrever esse TCC”.
Deve argumentar de forma lógica, clara e objetiva o que destaca sua pesquisa
no meio da multidão, servirá para apresentar um argumento convincente para sua
faculdade. Deverá finalizar com argumentos de relevância de seu trabalho para:
• a ciência (que seja importante em seu curso)
• a sociedade (o que a sociedade ganhará com sua pesquisa)

2.7 APRESENTAÇÃO DA ÁREA OU DO OBJETO DE ESTUDO

Discorra brevemente sobre qual o “campo” de estudo que o TCC vai se


desenvolver.

2.8 ESTRUTURA DO TRABALHO

De acordo com a questão de pesquisa e os objetivos apresentados, o


presente trabalho está estruturado em .... capítulos. Sendo que, a seguir no quadro
...., contribui-se para a visualização das relações que envolveram o contexto
proposto para o estudo com a demonstração das etapas percorridas durante a
pesquisa para se chegar às conclusões deste estudo, dando sequência com o
quadro .... que tem a proposta de demonstrar as referências bibliográficas utilizadas
neste projeto de pesquisa e com a tabela .... demonstra-se a pretensão de prazos
que “serão” OU “foram” respeitados neste trabalho.

Prof. Maurício Sálvia©


20

Modelo
Quadro 1 - Ilustração da Estrutura do Projeto de Pesquisa

Fonte: https://fio.edu.br

Quadro 2 - Síntese dos Temas de Estudo


Modelo
Síntese dos Temas de Estudo e Autores da Pesquisa
Tema de Estudo Autores Referenciais

MAXIMIANO (2012)
Empreendedorismo STERK (2011)
GERBER (2004)

Teoria Geral da Administração CHIAVENATO (2014)

SOUZA (2014)

Prof. Maurício Sálvia©


21

Gestão de Pessoas LOTZ; GRAMMS (2014)


GOLDSMITH; LYON (2012)

Fonte: do autor.

Para melhor execução e organização da pesquisa, é necessário estipular prazos,


assim como, o seu cumprimento.
Gil (2002) nos elucida a respeito da necessidade do cronograma, vejamos:
Como a pesquisa se desenvolve em várias etapas, é necessário fazer a
previsão do tempo necessário para se passar de uma fase para outra.
Como, também, determinadas fases são desenvolvidas simultaneamente, é
necessário ter a indicação de quando isso ocorre. Para tanto, convém definir
um cronograma que indique com clareza o tempo de execução previsto para
as diversas fases, bem como os momentos em que estas se interpõem
(GIL, 2002, p. 155).

Abaixo apresenta-se o Cronograma que contém as datas do planejamento que


serão utilizadas e respeitadas ao desenvolver este projeto.
Modelo

Quadro 3 - Cronograma da Pesquisa

Prof. Maurício Sálvia©


22

Fonte: do autor.

Prof. Maurício Sálvia©


23

3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

A fundamentação teórica consiste num levantamento sobre o tema em


estudo, fornecendo uma visão geral do que já existe escrito sobre o assunto e que
serve como base para a investigação prática. Entretanto, todo o texto deve ser
escrito com as palavras do autor da monografia ou TCC. As citações
complementam, fundamentam e justificam as ideias que estão sendo descritas.
IMPORTANTE: cuidado para não PLAGIAR. Veja na ABA Prevenção ao
Plágio um método que vai te proteger: siga-o corretamente.

3.1 FONTES

Para um trabalho acadêmico é necessário usar fontes bibliográficas


confiáveis, isto é, um referencial bibliográfico que valide suas ideias. Recomenda-se
consultar livros, artigos científicos e para complementar, também é possível utilizar
artigos de jornais, artigo de revistas. Caso seja tenha alguma informação específica
como um dado estatístico, recomenda-se utilizar a fonte original desse dado, como
por exemplo, pesquisar no site do IBGE ou em outros dados governamentais.

3.2 SUBDIVISÕES DOS CAPÍTULOS

Ao formular a fundamentação teoria (mediante o uso das fontes, conforme o


capítulo 3.1.), é necessário criar uma linha de raciocínio onde todos os assuntos que
permeiam o tema principal do trabalho sejam abordados. A figura abaixo demonstra
essa ideia, no caso, foi usado um exemplo de uma dissertação, que de forma
simples coloca os assuntos na fundamentação teórica representando o que foi
exposto no título.

Prof. Maurício Sálvia©


24

Figura 1 - Exemplo de apresentação de fundamentação teórica

Fonte: do autor.

Prof. Maurício Sálvia©


25

4 METODOLOGIA

Definido o problema e analisada a literatura prévia, é chegada a hora de pensar em


dados!
Procedimentos metodológicos consistem em descrever:
a) a metodologia utilizada na realização da pesquisa;
b) a população e/ou objeto investigado; bem como a amostragem;
c) os procedimentos técnicos empregados na obtenção dos dados, como foram
construídos e utilizados;
d) a explicitação dos tipos de fontes utilizadas e como os dados foram coletados;
e) o relato dos diferentes momentos do processo investigativo.

Ressalta-se que o tempo verbal utilizado é o passado.

4.1 ESTRATÉGIA DA PESQUISA

Como foi construído o projeto (a revisão bibliográfica xxxx)


A delimitação da pesquisa sobre xxxx
Este trabalho pode será definido como uma investigação (empírica xxxxx)
através de um (estudo de caso descritivo xxx) de fenômenos contemporâneos de
múltiplas fontes de evidências.
Na presente pesquisa, será empregada a proposta metodológica de verificar
o/a xxxxxxxxx (autor utilizado) utilizando-se as seguintes técnicas de coletas de
dados:
Xx
Xx
Xx
Xx
As questões tanto da entrevista quanto do questionário fazem parte do
apêndice xxxx
As entrevistas efetivadas junto empresa foram estruturadas, intencionais, com
um roteiro desenvolvido pelos autores desta pesquisa xxxx.

Prof. Maurício Sálvia©


26

Salienta-se que a natureza desta pesquisa pode se diferenciar pela


abordagem:

Qualitativa, por conta das entrevistas semiestruturadas realizadas junto


xxxxxxxxxxxx
Quantitativa, por conta da survey realizada pelo questionário junto xxxxxxxxxx
Definido a linha desta pesquisa, conclui-se que se trata de estudo de caso
(descritivo de natureza qualitativa e quantitativa) verificar qual será.
As perguntas podem ser “fechadas” ou “abertas” conforme:

Prof. Maurício Sálvia©


27

Fonte: Guia da Monografia (2017).

4.1.1 Método XXXXXXXXX

Este trabalho visa utilizar o método XXXXXX


No método hipotético dedutivo, de acordo com XXXXX (XXXX):
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

4.1.2 Pesquisa Xxxxxxx

Poderá ser caracterizado como uma pesquisa


Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxx.
A pesquisa XXXX, de acordo com XXXXX (XXXX):
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

4.1.3 Estudo de Caso XXXXXX

A pesquisa se fundamentou em um estudo de caso xxxxxx com o objetivo


de31
xxxxxxxxxxxxxxx.
As pesquisas do tipo xxxxx têm como objetivo xxxxxxxxxx

4.1.4 Classificação da Pesquisa

 Quanto a Natureza:

Prof. Maurício Sálvia©


28

Pesquisa básica: tem como objetivo principal o avanço do conhecimento


científico, sem nenhuma preocupação com a aplicabilidade imediata dos
resultados a serem colhidos.

Pesquisa aplicada: é realizada com o intuito de resolver problemas ou


necessidades concretas e imediatas. Muitas vezes, nessa modalidade de
pesquisa, os problemas emergem do contexto profissional e podem ser
sugeridos pela faculdade para que o pesquisador solucione uma
situação-problema.

Ao classificar o estudo quanto a sua natureza salienta-se que foi empregada a


pesquisa xxxxxxx com o intuito de fornecer xxxxxxxxx.
Segundo XXXX (XXXX) “a análise xxxxxxxxx”.

 Quanto ao Objetivo:

Exploratória – proporcionar maior familiaridade com o problema, torná-lo mais


explícito ou constituir hipóteses
Descritiva – descrição das características de determinada população ou
fenômeno, ou estabelecimento de variáveis.

Explicativa – identificar os fatores que determinam ou que contribuem para a


ocorrência dos fenômenos.

 Quanto ao procedimento técnico:

Pesquisa Bibliográfica – desenvolvida com base em material já elaborado,


boa parte são estudos exploratórios.

Prof. Maurício Sálvia©


29

Pesquisa Documental – assemelha-se a pesquisa bibliográfica, a diferença


consiste na natureza das fontes, pois esta vale-se de materiais que ainda não
receberam um tratamento analítico ou que podem ser reelaborados de acordo
com os objetos da pesquisa.

Pesquisa Experimental – determinar um objeto de estudo, selecionar


variáveis, formas de controle e de observação dos efeitos que a variável
produz no objeto.

Pesquisa Ex-Post Facto – o estudo é realizado após a ocorrência de


alterações na variável dependente no curso natural dos acontecimentos.
Também verifica relação entre variáveis, semelhante a pesquisa experimental,
difere considerando que o pesquisador não possui controle sobre a variável
independente.

Estudo de Campo – assemelha-se com o levantamento, difere considerando


que o levantamento possui maior alcance e o estudo maior profundidade, pois
este procura aprofundar nas questões propostas, estuda-se um único grupo
ou comunidade, não necessariamente geográfica.

Estudo de Caso – estudo profundo e exaustivo de um ou poucos objetos,


permitindo o conhecimento amplo e detalhado.

Pesquisa Participante – caracteriza-se pela interação entre pesquisadores e


integrantes da situação investigada. A pesquisa-ação pressupõe uma forma
de ação planejada, de caráter social, educacional, técnico. A pesquisa
participante envolve a distinção entre ciência popular e ciência dominante,
tende a ser vista como uma atividade que privilegia a manutenção do sistema
vigente.

Prof. Maurício Sálvia©


30

Ao classificar a presente pesquisa quanto ao procedimento técnico define-se


como xxxxx de forma a constituir-se em uma pesquisa xxxxxxxxxx.
De acordo com xxxx (xxxxx):
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 Quanto a abordagem do problema:


Quanto a abordagem ao problema classifica-se a presente proposta de
pesquisa foi construída através de entrevistas semiestruturadas ou questionários,
possibilitando resultados qualitativos ou quantitativos que foram definidos por meio
de pessoas respondentes xxxxxx

Conforme Xxxx (xxxx) pode-se definir questionário como:


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

4.1.5 Apresentação Geral da Pesquisa

O presente trabalho consiste em apresentar de forma: qualitativa; quantitativa;


descritiva; explicativa; xxxxxx.
As questões tanto da entrevista/questionário quanto do questionário fazem
parte do apêndice XX.
As entrevistas efetivadas junto aos profissionais xxxxxx foram estruturadas,
intencionais, com um roteiro desenvolvido pelos autores desta pesquisa.

4.2 DEFINIÇÃO DO PÚBLICO-ALVO

O público alvo consiste em xxxxxx

Prof. Maurício Sálvia©


31

Foram realizadas entrevistas semiestruturadas/questionários, com construção prévia


e diretamente relacionados aos objetivos desta pesquisa, de forma a possibilitar a
avaliação de resultados que fornecerão subsídios para a resolução da questão
problema proposta.
A entrevista semiestruturada/questionário foi aplicada a xx entrevistados.

Modelo
Quadro 4 - Quadro de Questões da Pesquisa Qualitativa

4.3 LIMITAÇÕES DO MÉTODO

 Do ponto de vista de sua natureza:

Prof. Maurício Sálvia©


32

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 Quanto a abordagem ao problema:
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 Do ponto de vista dos objetivos:
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 Quanto aos procedimentos técnicos:
Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

4.4 TECNOLOGIAS UTILIZADAS

Utilizou-se do xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx (Exemplo: Business Model


Canvas - BMC) para organização de ideias a fim de tornar a presente pesquisa mais
objetiva e clara (encontra-se no Apêndice XX).

4.5 ORÇAMENTO DA PESQUISA

Segundo Gil (2002) para se ter uma estimativa dos gastos com a pesquisa,
convém que seja elaborado um orçamento. Para ser adequado, o orçamento deverá
considerar os custos referentes a cada fase da pesquisa, segundo itens de despesa.

No quadro XX demonstramos os gastos dependidos com o projeto

Modelo
Quadro 5 - Exemplo controle de Custos

Fonte: do Autor

Prof. Maurício Sálvia©


33

Prof. Maurício Sálvia©


34

5 A PRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS

5.1 TABELAS

Quando se quer apresentar algum dado estatístico, é recomendável que se


use uma tabela. Para colocar o índice da mesma clique em referência e após inserir
legenda
Figura 2- Inserir legenda da tabela 1.

Fonte: do autor.

Após, selecione o tipo de legenda, no caso, tabelas. Coloque a legenda da


tabela e clique ok.:

Figura 3 - Inserir legenda da tabela 2.

Fonte: do autor

Prof. Maurício Sálvia©


35

Conforme a orientação, abaixo o como deve ficar a apresentação da tabela. Por se


tratar de uma tabela, deverá apresentar sem as laterais.

Tabela 1- Índice de satisfação


Índice Percentual
Bom 50%
Regular 35%
Ruim 15%
Fonte: da pesquisa1

Para inserir os índices das listas e das tabelas, clique em referência e após
clique em inserir índice de ilustração, conforme as 3 e 4.

Figura 4 - Inserir índice de ilustração1.

Fonte: do autor.

1
Dados fictícios.

Prof. Maurício Sálvia©


36

Figura 5 - Inserir índice de ilustração 2.

Fonte: do autor.

Na página da lista (posicionada antes do sumário), deverá ficar apresentada


da forma:
Figura 6 - Apresentação da lista de figuras

Prof. Maurício Sálvia©


37

Fonte: do autor.

Para atualizar alguma informação da lista, clique na própria lista com o botão direito
e depois em atualizar campo.

Figura 7 - Atualizar lista de figuras/tabelas1.

Fonte: do autor.

Figura 8 - Atualizar lista de figuras/tabelas 2.

Prof. Maurício Sálvia©


38

Fonte: do autor.

5.2 FIGURAS

Para inserir as imagens, segue a mesma orientação para inserção das


tabelas, e deve ser apresentada conforme os exemplos acima (figura 1 a 5)

5.3 GRAFICOS

Quando se é feita uma pesquisa, e/ou precisa mostrar algum dado, o gráfico é
uma ótima ferramenta de análise visual. Por exemplo: o trabalho consiste em realizar
uma pesquisa com uma determinada população, e para mostrar esse resultado, o
pesquisador pode utilizar um gráfico.

● Importante!!: Já ter os dados pré-organizados como forma de obter uma


apresentação gráfica de forma correta.
Ex:

Tabela 2 - Exemplo de apresentação de resultados de uma pesquisa.


O atendimento da biblioteca é satisfatório
Índice Porcentagem
Concordo 65%
Indiferente 20%
Discordo 15%
Fonte: do autor.

Para a inserção dele:


1° selecionar a informação que será representada no gráfico.

Prof. Maurício Sálvia©


39

2° clique em inserir
3° clicar no ícone “gráfico”

Figura 9 - Inserir gráfico 1.

Fonte: do autor.

Figura 10 - Inserir gráfico 2.

Prof. Maurício Sálvia©


40

Fonte: do autor.

Prof. Maurício Sálvia©


41

6 ANÁLISE DOS RESULTADOS

Neste capítulo é apresentada a interpretação dos dados recolhidos, e o que é


possível realizar a partir desses dados.
Sugestões:
As entrevistas com xx pessoas, as xx perguntas foram construídas com base
nos objetivos deste trabalho, conforme item 3.2 (quadro xx). Por conseguinte, as
respostas dos entrevistados foram tabuladas de forma a responder estes objetivos e
responder à questão problema.

Após a análise, tabulação e plotagens em gráficos das respostas do


questionário semiestruturado oriundos da pesquisa qualitativa/quantitativa aplicada
por este Projeto Empreendedor, retoma-se a questão problema com intuito de
respondê-la, a qual foi a proposta inicial desta pesquisa.
Questão Problema: xxxxxxxxxxxxxxxxxx?
Diante da pesquisa realizada e dos resultados apurados xx% das respostas
verifica-se
xxxxxxxxxxxxxxxxx, sendo que xx % das respostas identificaram que
xxxxxxxxxxxxxxxxxxx, e xx % do total respondido avaliou xxxxxxxxxxxxxxxx.

Prof. Maurício Sálvia©


42

7 CONSIDERAÇÕES FINAIS

Sugestão: O presente trabalho consistiu em atender aos objetivos e problema


inicial proposto, embasado por referencial de literatura e estudo de caso com
enfoque xxxxxxxxxxxxxxx.
Ainda, as metodologias aplicadas foram suficientes para aplicar os
procedimentos e alcançar os resultados.
Tratando sobre as hipóteses apresentadas no início deste trabalho, foram/não
foram descartadas, relacionando a efetividade xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx.
Os objetivos gerais e específicos foram/não foram alcançados,
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. Logo, foram identificados através do gráfico apresentado, o
qual responde o objetivo xx.
Por conseguinte, há questões insatisfatórias xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx.
Este fato pode ser constatado nos seguintes trechos, identificados nas
respostas de entrevistados:
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
E verificando ainda, xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx.
As questões apresentadas comprovam que xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx.
Com isso, há identificação da necessidade de xxxxxxxxxxxxxxxx. O que
poderá levar ao caminho de xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx.

7.1 SUGESTÃO PARA TRABALHO FUTUROS

Na presente pesquisa, ao aplicar a pergunta: “xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx?


Foram respondidas xxxxxx pelos entrevistados, as quais não foram
contempladas na proposta apresentada para esta pesquisa no item 2.5.3 no
presente trabalho.
Então, o presente Projeto .............................. propõe e recomenda
xxxxxxxxxxxxxxxx

Prof. Maurício Sálvia©


43

2
REFERÊNCIA

Exemplo de documento online:


BALCEIRO. R. B. e BALCEIRO. L. B. A aprendizagem organizacional e a inovação: o
caso Pfizer. Disponível em: http://portal.crie.coppe.ufrj.br. Acesso em: 16.04.2010.

BORGES. M. E. N. A informação como recurso gerencial das organizações na sociedade


do conhecimento. Revista Ciência da Informação – Vol. 24, número 2, 1995 – Artigos.
Disponível em: http://revista.ibict.br. Acessado em: 29.03.2010.

Exemplo de trabalho acadêmico:


CARVALHAL, F. Estilo de liderança de jovens empreendedores: Um estudo de auto
percepção dos empreendedores da Cidade de Aracaju – Sergipe. 2012. 169f. Dissertação
(Monografia em Administração de Empresas). Centro de Ciências Sociais e Aplicadas;
Departamento de Administração. Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2012.

Exemplo de livro com mais de um autor:


CORRAR, L. J., Paulo, E., & DIAS, J. M., FILHO. Análise multivariada para os cursos de
Administração, ciências contáveis e economia. São Paulo: Atlas, 2007.

Exemplo de artigo de revista:


FERREIRA, J. M, GIMENEZ, F. A. P, RAMOS, S. C. Potencial Empreendedor e
Liderança Criativa: um Estudo com Varejistas de Materiais de Construção da Cidade
de Curitiba/Pr. Revista de Administração da UNIMEP. V. 3, n. 3. P. 45-69. Set/Dez de 2005.

Exemplo de artigo de revista online:


FLEURY, M. T. L.; FLEURY, A. Construindo o conceito de competência.
Rev. adm. Contemp, Curitiba, V. 5 Ed. Especial, 2001. Disponível em
http://www.scielo.br/pdf/rac/v5nspe/v5nspea10.pdf. Acesso em: 10 out. 2016.

Exemplo de livro:
HAIR, J. F. Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman, 2005.

Exemplo de referência quando o mesmo autor tem várias obras citadas no texto:
MOTTA. P. R. Gestão Contemporânea: A Ciência e Arte de ser dirigente. 15ª ed. Rio de
Janeiro e São Paulo: Editora Record. 2004.

_________. Transformação Organizacional: A Teoria e a Prática de Inovar. 6ª ed. Rio de


Janeiro: Editora Qualitymark. 2007

2
Sugere-se que as referências sejam organizadas por ordem de entrada principal (seja ela um autor
pessoal, autor institucional ou título) e em ordem alfabética.
Prof. Maurício Sálvia©