Você está na página 1de 5

A ESCOLA E A FAMÍLIA SÃO AS BASES PARA O

DESENVOLVIMENTO DO ALUNO

Luana Marangoni Luz1


Renata Laurindo Vieira de Souza
Schayane Hercílio
Lisandra Petry Martins2
RESUMO

É de conhecimento geral que, os pais precisam ter um acompanhamento na escola do seu filho,
procurando saber como está o desenvolvimento do mesmo, pois quanto mais a família participa,
maior será o desenvolvimento da criança. A escola é fundamental para o desenvolvimento do
aluno, pois é na escola que a criança começa conviver com o diferente, obedecendo às regras da
classe e criando uma rotina. Quanto maior for à união entre escola e família, mais positivos e
relevantes serão os resultados da aprendizagem do aluno, visto que através da educação que os
alunos se tornam pessoas conscientes e críticas. A união das mesmas só traz benefícios para todas
as partes, os pais precisam enxergar os professores como aliados e professores que veem os pais
interessados no aprendizado da criança, tem mais possibilidade de conversar abertamente sobre os
problemas e avanços do aluno. Na sala de aula, o diálogo entre professor e aluno deve ser muito
valorizado, pois através dela ocorre uma relação de confiança e a criança tem mais vontade de
aprender, tornando o aprendizado mais produtivo e gerando respeito de ambas as partes.

Palavras-chave: Família. Escola. Professor.

1. INTRODUÇÃO

Neste trabalho vamos falar um pouco sobre a família no desenvolvimento do aluno,


além do papel da escola em sua formação, e por fim como unir família e escola no processo de
aprendizagem do aluno.
Consideramos que se trata de um tema enriquecedor para o nosso conhecimento, pois
sabemos que todas as crianças precisam da participação dos pais na família e na escola.
A escola e a família precisam ter o mesmo objetivo preparar a criança para a sociedade
e se preocupar com a sua educação.
2. A FAMÍLIA NO DESENVOLVIMENTO DO ALUNO
1
Nome dos acadêmicos
2
Nome do Professor tutor externo
Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI – Licenciatura em Pedagogia (PED 3162/2) – Prática Módulo II –
02/06/20
2

A importância da participação dos pais nas escolas contribui para um melhor


desempenho da aprendizagem. A família é a base principal da criança, fornecendo proteção, amor,
conhecimentos e valores. Pois é na família a primeira escola da criança, ficando o professor para dar
continuidade no ensino. Quanto mais a família participa maior será o desenvolvimento da criança,
tanto a tarefas educacionais quanto a interação social.
[...] é de suma importância que haja a participação da família no contexto escolar dos filhos,
de forma complementar ao trabalho realizado na escola. Um trabalho conjunto, em que a
participação dos pais é essencial e insubstituível. No entanto, está participação dos pais no
processo de aprendizado de seus filhos, se dá muito antes da criança entrar na escola.
(ARAÚJO; SILVA, 2014, p. 33)

Toda criança deve viver em um bom ambiente, pois isso influencia diretamente em seu
desempenho. Os pais precisam ter um acompanhamento na escola frequentemente procurando saber
como está o desenvolvimento de seu filho, também estar presentes nas reuniões escolares agendas
de seus filhos, perguntar como foi o seu dia, que tipo de atividade fizeram, participar das
confraternizações etc. Pois pais que procuram saber sobre a relação dos filhos com os professores
ajudam eles a vencer os desafios em sala de aula, adotando medidas complementares em casa.

Os pais precisam enxergar os professores como aliados e professores que vem os pais
interessados no rendimento dos seus filhos tem mais possibilidades de conversar abertamente sobre
os problemas dos alunos.

3. O PAPEL DA ESCOLA NA FORMAÇÃO DO ALUNO

A escola é fundamental para o desenvolvimento do aluno, pois ela existe com o intuito
de inserir as crianças em um grupo de colegas, onde ela irá conhecer crianças com características
diferentes, irá obedecer ás regras da classe e criar uma rotina.

A mesma tem o papel de ensinar seus alunos, a sempre aprender os conteúdos e


matérias, que serão usadas durante o dia a dia. A escola é um local de transmissão de saber e
construção do conhecimento. “O conhecimento transforma a vida do ser humano, levando-o
à aprendizagem e à mudança [...].” (SIQUEIRA NETO, 2016, p. 18).

A escola leva junto com todos os seus objetivos a formação do caráter, valores e novas
competências, para que sejam aplicadas em favor da sociedade e de uma realidade melhor para
todos. Pois é na escola que a criança começa conviver com o diferente.

Machado (2013), diz que a escola é um espaço social na construção de conhecimento


que forma seres capazes de adquirir e desenvolver novas competências, ou pelo menos deveria ser.

3.1 O PAPEL DO PROFESSOR NA FORMAÇÃO DO ALUNO


3

Quando falamos em escola, não podemos deixar de lado o papel do professor, pois o
mesmo tem funções importantes, de passar conhecimento, ensinar e até aconselhar seus alunos a
escolher um caminho melhor para o seu futuro.

A comunicação entre professor e aluno deve ser muito valorizada, pois por meio dela o
educador passa uma relação de confiança e o aprender se torna mais produtivo. “Portanto, se faz
necessário o uso do diálogo para que gere em sala de aula um clima de respeito mútuo, onde o
professor possa respeitar e valorizar as experiências que o aluno traz consigo que são únicas [...].”
(MACHADO, 2013, p. 134).

Os professores tomam para si, o papel de transmissor de conhecimento e muitas vezes


fazem o papel dos pais. Sabemos que o trabalho de educar é dos professores, mas o mesmo precisa
da ajuda e auxilio dos pais.

4. COMO UNIR FAMÍLIA E ESCOLA NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM DO


ALUNO

A família que é parceira e atua de acordo com a instituição escolar é a família dos
sonhos de toda a rede de ensino. Porém, na maioria das vezes não ocorre assim. Como bem se sabe,
a relação entre escola e família, é complicada, desigual e normalmente com conflitos. Dado que
ainda há uma distância entre a família e a escola nos processos educativos.

Um dos grandes desafios da atualidade é envolver as famílias dos alunos no cotidiano


escolar. A família é considerada a base do aprendiz e, desse modo, é de grande importância
para o desenvolvimento do aprendiz que ela esteja envolvida em parceria com a escola,
estando sempre em contato com os professores e profissionais que ali atuam para saber do
rendimento escolar do aluno e, dessa maneira poder sanar os possíveis problemas que
possam estar ocorrendo com o aluno. (ANDRÉ; BARBOSA, 2018, p. 15)

A escola tem papel fundamental para que haja a interação entre a família e o espaço
escolar de seu filho. Pois se a escola se posiciona de forma correta e age para criar o envolvimento,
ela vai ganhar mais aliados. Estratégias devem ser criadas para que a família participe mais da
educação de aluno.

As instituições de ensino devem aproveitar todas as oportunidades de contato com os


familiares para passar informações relevantes sobre seus filhos, suas metas, eventuais problemas e
questões pedagógicas. Festinhas, eventos na comunidade, apresentações de trabalhos dos alunos
abertos as famílias, reuniões, debates coletivos, voluntariado dos pais ou responsáveis e muitas
outras ações são estratégias que podem ajudar as escolas a aproximar os responsáveis do ambiente
escolar.

A tecnologia também é um forte aliado para que se diminua o distanciamento da família


com a escola. Com o uso de um aplicativo escolar, por exemplo, a comunicação pode ser contínua e
de ambas as apartes. Assim os responsáveis pelo aluno podem tirar suas dúvidas ou dialogar com os
professores, e os profissionais de ensino podem enviar informações, material de apoio para que os
4

pais possam utilizar em casa, fotos, marcar reuniões, enfim, as duas partes podem ter uma interação
mais rápida.

Através de todos esses meios de interação entre família e escola, que se deve
conscientizar as famílias de sua importância. De como podem ajudar na educação de seus filhos.
Mostrar a eles que existem diversas maneiras de ajudarem os seus filhos na rotina escolar, como por
exemplo, ajudar nas lições de casa, conversar com seus professores, acompanhar a agenda escolar,
participar dos eventos e reuniões escolares, enfim, interagir em tudo que engloba a educação de seu
filho.

Quanto maior for à união entre escola e família, mais positivos e relevantes serão os
resultados da aprendizagem do aluno. Desse modo, é fundamental que família e escola atuem juntas
para que facilitem o desenvolvimento completo do educando, visto que, através da educação que os
alunos se tornam pessoas conscientes e críticas, onde realmente podem ser agentes influenciadores
na sociedade onde vivem.

Saber ouvir e Saber falar é uma necessidade para escola e para a família. Tanto a escola
como a família precisam em algum momento ouvir e em outros falar. Trata -se da
disponibilidade não mais de está fisicamente presente, mas para realmente ser uma parte de
uma parceria de co-responsabilidade. (GOMES, 2005, p. 117)
5. CONCLUSÃO

A relação escola e família são fundamentais para que ocorra uma educação de
qualidade. Nesse sentimento, a escola deve ser a encarregada de elaborar meios de aproximação
com as famílias, orientando e mostrando que educar não é função exclusiva das escolas, e sim de
todos.

É muito importante que a escola conheça a realidade da família de seu aluno para que
possa utilizar as ferramentas certas de interação. Já a família, não deve espera somente a iniciativa
das instituições de ensino, pode sim tomar a frente e buscar soluções para a educação escolar de
seus filhos.

Com isso, conclui-se que escola e família é uma parceria que dá resultados para o
desenvolvimento do aluno. Juntas podem traçar planos para uma educação de qualidade. Porém, se
sabe que não é uma tarefa fácil, mas se ambas as partes estiverem dispostas a colaborarem, todas
saem ganhando, principalmente o aluno.

REFERÊNCIAS

ANDRÉ, Elisandra Leite; BARBOSA, Reginaldo José. A importância da parceria entre a família e
a escola para a formação e desenvolvimento do indivíduo. Revista Científica Eletrônica da
Pedagogia, São Paulo, n. 30, 21 p., 2018. Disponível
em:<http://faef.revista.inf.br/imagens_arquivos/arquivos_destaque/lupTy4EkojpUN2D_2018-10-6-
10-36-41.pdf>. Acesso em: 25 abr. 2020.
5

ARAÚJO, Tonilson Barros; SILVA, Arlene da Graça. Relação família e escola. 2014. 60 f.
Trabalho de conclusão de curso (Graduação em licenciatura plena em pedagogia) – Centro
Educacional Eliã- CEEL, Tomé- Açu, 2014. Disponível em:
<https://pt.slideshare.net/JJOAOPAULO7/tcc-relao-famlia-e-escola.> Acesso em: 05 maio. 2020.

GOMES, Sâmia Silva. Relação família- escola: uma parceria educativa na promoção da saúde.
2005. 141f. Dissertação (Mestrado em Educação e Saúde) – Centro de Ciências da Saúde,
Universidade de Fortaleza- UNIFOR, Fortaleza, 2005. Disponível em:
http://livros01.livrosgratis.com.br/cp002223.pdf. Acesso em: 25 abr. 2020.

MACHADO, Gilmar. Paradigmas Escolares: Processos Conceituais da Educação. Rondônia:


Ariquemes, 2013. Disponível em: <http://www.elivros-gratis.net/elivros-gratis-educacao-e-
familia.asp.> Acesso em: 31 mar. 2020.

SIQUEIRA NETO, Armando Correa de. A Educação Sob o Olhar Docente. São Paulo: Mogi
Mirim, 2016. Disponível em: <http://www.elivros-gratis.net/elivros-gratis-educacao-e-familia.asp.>
Acesso em: 31 mar. 2020.