Você está na página 1de 5

Aço – Exercício 3.

a) Calcular a área líquida da cantoneira L 177,8x101,6x19,05 abaixo, com furos padrão para parafusos φ3/4” e em seguida
calcular o máximo esforço de tração que a peça poderá suportar.
Adote aço MR250.

b) Determinar qual é a máxima solicitação de tração que a peça poderá suportar em "valor de cálculo".

Resolução:

a.1 ) considerar a cantoneira como uma chapa :


→ largura da chapa : l = 177,8 mm + 101,6 mm − 19,05mm = 260,35mm
3
→ furo padrão : d f = ''×25,4mm + 2 mm + 1,5mm = 22,55mm
4

a.2 ) possíveis linhas de ruptura :


→ abde:
l n =260,35mm−2×22,55 mm = 215,25 mm

→ abcde :
2 2
57,15 57,15
l n =260,35mm−3×22,55mm + mm + mm= 210,98mm < menor entre os dois >
4×(2×63,5−19.05) 4×76,2

a.3 ) Área líquida:


An = l n ×t = 210,98mm×19,05mm = 4019,2mm 2 = 40,19 cm2

b.1 ) ESB :
A g = 260,35mm×19,05 mm = 4959,7 mm2 = 49,6 cm2
A ×f 2 2
R dt = gγ y = 49,6cm ×25 kN /cm = 1127 kN
a1 1,10

b.2 ) RSL:
Ae = C t × An = 1×40,19 cm2 = 40,19 cm2
A×f 40,19 cm2 ×40 kN / cm2
R dt = eγa 2 u = = 1191 kN
1,35

A resistência ESB é menor , logo , a resistência total é : N Rd = 1127 kN

Estruturas de Aço e Madeira – Prof. Juliano J. Scremin 1


Aço – Exercício 3.2

Duas chapas de 22 mm x300 mm são emendadas por transpasse com oito parafusos de φ7/8” (22 mm).
Elas são solicitadas por uma carga variável de tração, decorrente de utilização, em valor característico de 300kN.
Verificar se as dimensões das chapas são satisfatórias adimitindo-se aço A36 e furo padrão.
- Desconsiderar a possível excentricidade da ligação.

Resolução:

Área Bruta: A g = 300 mm×22mm = 6600 mm 2 = 66,00cm 2


Área Líquida: An = (300−4×[ 22+2+1,5 ])×22 = 4356mm 2 = 43,56 cm2

ESB :
A g× f y 66 cm2 ×25 kN /cm2
R dt = γa 1 = = 1500kN
1,10

RSL :
A e× f u 43,56 cm2 ×40 kN /cm2
R dt = γa 2 = = 1290kN
1,35

Solicitação em valor cálculo: N Sd = γ f × N = 1,5×300 kN = 450 kN


Resistência em valor cálculo: N Rd = 1290 kN [menor entre ESB e RSL]

Como: N Rd = 1290 kN > N Sd = 450kN Ok !! ! Verifica !! !

Estruturas de Aço e Madeira – Prof. Juliano J. Scremin 2


Aço – Exercício 3.3

Verificar a estabilidade de um perfil W150 x 29,8 kg/m, em aço ASTM A 572 ( fy = 35,4 kN/cm², fu = 45 kN/cm² e E = 20000
kN/cm² ) quando usado como tirante e submetido a uma carga axial de tração de 650kN sendo 150 kN de ações
permanentes e 500 kN de ações variáveis.
Considerar que a peça tem 10 m de comprimento com ligações parafusadas nas extremidades em furação conforme o
indicado nas figuras.

Resolução:

Força de Tração Axial Solicitante de Cálculo:


N Sd = 1,25×150 kN + 1,50×500kN = 937,5 kN

Verificação da esbeltez limite:


L 1000cm
= = 263 < 300
ry 3,8cm

ESB :
A g× f y 38,5 cm2 ×35,4 kN / cm2
R dt = γa 1 = = 1239kN
1,10

RSL :
An = A g −4 × (d p +0.35cm) × t f
An = 38,5cm2 −4 × (1,9 cm+0,35cm ) × 0,93 cm = 30,13 cm2
e 1,42cm
C t = 1− c = 1− = 0,94
lc 22,5cm
Como C t = 0,94 > 0,90 adota−se o valor limite C t = 0,90
Ae = C t × An = 0,90 × 30,13cm2 = 27,12cm2
A×f 27,12 cm2 ×45kN / cm2
R dt = eγa 2 u = = 904kN
1,35

Verificação Final :
R dt = mínimo (1239 kN ,904 kN ) = 904 kN
Como R dt = 904kN < N d =937,5kN
Conclusão: O perfil não passa no critério de ruptura da seção líquida (RSL);

Estruturas de Aço e Madeira – Prof. Juliano J. Scremin 3


Aço – Exercício 3.4

Determine qual a máxima força de tração em valor de cálculo que pode solicitar a barra indicada na figura abaixo.

• Dados:
- Aço A36 (MR250)
- A chapa de (5,0 x 50 mm) está ligada por meio de solda ao seu
elemento de apoio.
- Comprimento da solda (lw) é de 70 mm

Resolução:

Propriedades Geométricas :
A g = 0,50×5cm = 2,50 cm2
l w = 7,0 cm
2b = 2×5cm = 10 cm
1,5b = 1,5×5cm = 7,5 cm
b = 5cm

Coeficiente Ct :
Ct = 1 p / l w ≥10cm
Ct = 0,87 p/ 7,5cm ≤ l w < 10 cm
Ct = 0,75 p/ 5cm ≤ l w < 7,5 cm

Cálculos de Resistência :
Ae = 0,75 × 2,5cm2 = 1,875cm 2
A ×f 2,5cm 2× 25kN / cm2
R dt ESB = gγ y = = 56,82 kN
a1 1,1
Ae × f u 1,875 cm2 ×40 kN /cm 2
R dt RSL = γ a2 = = 55,56 kN
1,35

N sd max = 55,56 kN

Estruturas de Aço e Madeira – Prof. Juliano J. Scremin 4


Aço – Exercício 3.5

Verifique se a barra resiste à força em valor de cálculo indicada.

Dados:
- Aço A36, barra chata com espessura de 8,0 mm.
- Ligação da barra ao elemento adjacente através de parafusos com10,0mm, furo padrão.
- Distância entre linhas de parafusos, 90 mm, distância entre o primeiro/último furo e as bordas verticais, 40mm, entre as
linhas de furos e as bordas horizontais, 55 mm.

Resolução:

Propriedades Geométricas :
A g = (5,5 + 9 + 5,5) × 0,8 = 16 cm2
d pad = 1,0 cm + 0,35cm = 1,35cm
l 1=5,5 cm + 9,0cm + 5,5 cm − 1,35cm = 18,65 cm
(9,0 cm)2
l 2=5,5 cm + 9,0 cm + + 5,5 cm −2 × 1,35 cm = 19,55cm
4×9,0cm
An = 18,65cm × 0,8 cm = 14,92 cm2
Ct = 1

Cálculos de Resistência :
A ×f 16 cm2 ×25kN / cm2
R dt ESB = gγa1 y = = 363,64 kN
1,1
A×f 2 2
R dt RSL = eγ u = 14,92cm ×40kN / cm = 442,07 kN
a2 1,35

Como N tsd = 350,0 kN < N trd = 363,6 kN OK ! Verifica !

Estruturas de Aço e Madeira – Prof. Juliano J. Scremin 5

Você também pode gostar