Você está na página 1de 8

Editorial

Quem é o deputado da saúde?

J
orge Vianna é técnico em enfermagem, enfermeiro e
instrutor do SAMU, na Secretaria de Estado de Saúde.
Atualmente está como deputado distrital pelo partido Po-
demos e foi eleito com 13.070 votos.

Vianna atuou durante anos no Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em


Enfermagem (Sindate-DF), e enquanto sindicalista sempre lutou para
combater as injustiças a qual a classe estava exposta, principalmente
por não terem condições de prestar assistência adequada à popula-
ção, a qual fez o juramento de cuidar da melhor forma.

Na da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), é


vice-presidente da Comissão Especial de Vacinação e
membro da Comissão de Educação, Saúde e Cultura.
Dedica seu mandato, sobretudo, às pautas voltadas para
saúde e educação, principalmente as emendas parla-
mentares, pois na sua visão, são os setores que mais Deputado da Saúde - Jorge Vianna (Podemos)
necessitam de atenção.
E pensando nisso, o deputado da saúde abriu mão da verba indenizatória, integralmente, o recurso
mensal era no valor R$ 15.193,35. Com isso, já economizou mais 200 mil da verba que era utiliza-
da para aluguel de carro e abastecimento. O deputado visita todo o DF, e se desloca da sua casa ao
trabalho utilizando seu próprio veículo e com as despesas custeadas com o seu salário.


Eu sou profissional de saúde, eu estou
parlamentar. A minha profissão


é salvar vidas.

02
Deputado Jorge Vianna consegue aprovar a
Carreira dos Técnicos em Enfermagem

F
oi aprovado na Câmara
Legislativa do DF, o Pro-
jeto de Lei nº 1490/2020,
de autoria do Poder Executivo,
que cria o Plano de Carreira
dos Técnicos em Enfermagem.
Esse projeto foi uma promes-
sa de campanha do deputado
Jorge Vianna (Podemos), que
também é da enfermagem, fez
o pedido ao governador, Iba-
neis Rocha (MDB) para cria-
ção do projeto. O PL foi apro-
vado em 1º turno do dia 9 de
dezembro e na tarde do dia
10, foi aprovado em 2º turno
e recebeu 14 votos favoráveis.

História no Brasil
A
criação da carreira específica para os Técnicos em Enfermagem é uma luta antiga do depu-
tado Jorge Vianna (Podemos), desde quando militava no movimento sindical juntamente
com toda a diretoria do Sindate-DF, a qual não poderia estar mais feliz por essa conquista.
“Foi um sonho que iniciou, que partiu do sindicato, em ter uma carreira pró-
pria para falar especificamente sobre esses profissionais e depois de 20 anos a gen-
te viu se concretizar. Isso aconteceu devido a vontade do Governo do Distrito Fede-
ral, à organização, a força e a luta do sindicato e a eleição de um parlamentar que não
virou as costas para os trabalhadores e cumpriu a sua promessa com a categoria”, diz Vianna.

Governador Ibaneis Rocha e Dep Jorge Vianna Deputado Jorge Vianna, Governador Ibaneis Rocha e Sindate-DF

03
Dep. Jorge Vianna comemora lançamento de Plano de
Saúde aguardado há mais de 20 anos

O deputado distrital Jorge Vianna (Po-


demos) esteve presente na solenida-
de de lançamento do Plano de Saú-
de exclusivo para os servidores públicos do
DF, denominado GDF Saúde, ocorrido no
dia 28 de outubro, que tem por objetivo ti-
rar a sobrecarga da rede pública e oferecer
um plano de saúde para até 500 mil pessoas,
entre servidores e seus familiares. A princí-
pio, o GDF Saúde será apenas ambulatorial
e hospitalar com obstetrícia. As adesões fo-
ram fracionadas nesse primeiro momento,
no mês de novembro, para os servidores
da Secretaria de Saúde, em dezembro, ser-
vidores da Secretaria de Educação e em ja-
neiro as demais secretarias e convênios.
Dep. Jorge Vianna - Palácio do Buriti

Custeio do Plano

E
stá estabelecido através do recebimento de 1,5% total da folha dos servidores do
GDF, bem como, do pagamento das mensalidades da participação dos servidores
titulares, que corresponde a 4% da renda bruta e dos dependentes, que corresponde
a 1% da renda bruta do servidor. E a coparticipação será dividida em 30% ambulatorial e
5% hospitalar.

PROMESSA DE CAMPANHA:
Programa do Bolsa Estágio do
deputado Jorge Vianna vira Lei

F
oi sancionada em setembro (16/09), pelo
Governador Ibaneis Rocha (MDB) a Lei de
autoria do deputado Jorge Vianna (Pode-
mos), Nº. 6.667/2020 que cria o programa Bol-
sa Estágio, para estudantes de cursos de formação
profissional na saúde, para atuar nas unidades da
Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF).

Esse projeto foi uma proposta de campanha


do parlamentar, criado justamente por conhecer a
realidade e ter passado por dificuldades na época em
que fazia estágio. Diversos alunos e acadêmicos, não
têm condições financeiras de se manterem no está-
gio, que é o momento mais caro para manter o curso. é importante, porque o estagiário acaba se tornando
As roupas brancas, os materiais de bolso, conhecido um trabalhador no hospital e ajuda muito o estado,
como o estetoscópio, bem como todo material que é a população e o paciente. “Agradeço ao governador
necessário para que seja feito um bom atendimento. por permitir aos estudantes de ensino técnico, de
Para o deputado, autor da proposta, ter um faculdades e universidades, adquirirem experiên-
subsídio do estágio para desempenhar essa função cia no mercado de trabalho na SES-DF”, finaliza.
04
Lei que garante fardamento aos profissionais de
saúde é promulgada
os profissionais que desempenham suas atribuições
na Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Fe-
deral (SES-DF) e no Serviço de Atendimento Mó-
vel de Urgência do Distrito Federal (SAMU/DF).
Com a promulgação, embora a Lei não estabele-
ça valor fixo para o fardamento, os servidores da SES-
-DF passam a ter direito a indenização para cobrir o
custo, estimado em R$ 1 mil, por profissional de saú-
de, para aquisição da paramentação obrigatória aos
profissionais de saúde, nas respectivas áreas de atua-
ção.“Grande parte dos servidores da saúde precisam

E
de vestimenta adequada para o atendimento aos pa-
m outubro foi publicada no Diário cientes e muitos itens possuem alto custo, principal-
Oficial do Distrito Federal (DODF), mente, os utilizados pelo SAMU, pagos com os recur-
de 19/10/2020 a promulgação da lei nº sos do próprio trabalhador. Diante disso, apresentei
6.688/2020, que teve origem no Projeto um projeto que virou lei! A lei n° 6.688/2020, garante
de Lei nº 616/2019, de autoria do deputado distri- a indenização para a compra de jalecos, macacões e
tal, Jorge Vianna (Podemos), que assegura em ca- botas para os profissionais da Secretaria de Saúde e
ráter indenizatório, o fardamento (uniforme) para do Samu do Distrito Federal.”, disse o autor do PL.

Estágio passa a contar como tempo de experiência para


atuação profissional na Saúde

O governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), san-


cionou no dia 29 de outubro a Lei nº 6.690, ori-
ginária do Projeto de Lei (PL) nº 883/2020, de autoria
do deputado Jorge Vianna (Podemos). A Lei garante
aos estudantes a consideração do tempo dedicado
em estágios como tempo de experiência para concur-
sos públicos e processos seletivos realizados no DF.
Para Vianna, a nova lei permite que estudantes,
sobretudo aqueles em início de carreira, possam faci-
litar o acesso ao mercado de trabalho. “A maioria das
empresas privadas e algumas entidades públicas, exi-
gem o mínimo de seis meses de experiência. Acredito
que a vivência é realmente importante, visto que, apli- Turma de Estágio
camos o que aprendemos na teoria em sala de aula.”
Concurso público e processo seletivo
O deputado observa ainda que o uso do tempo de estágio como comprovação de experiência também
deve facilitar a vida dos concurseiros que tentam ingressar na Secretaria de Saúde ou em outros órgãos da
administração pública do DF. Isso porque, com a mudança, bastará ao candidato apresentar o certificado
emitido para contabilizar o tempo de experiência para a vaga disputada.
05
Jorge Vianna: Um mandato dedicado a gerar melhorias
para o Distrito Federal

D
esde o início do mandato, Vianna tem atu- O deputado também, obteve números ex-
ado na Câmara Legislativa do DF (CLDF), pressivos, não só na destinação, mas na execução
em prol dos mais de 3,5 milhões de ha- de recursos destinados pelo parlamentar. No total,
bitantes da capital do país e, em especial ao fun- foram destinados aproximadamente R$ 19 mi-
cionalismo público, principalmente aos servido- lhões em emendas parlamentares. Do montante,
res e profissionais de saúde que atuam no Distrito 80%, ou cerca de R$ 15,2 milhões apenas na Saú-
Federal. Mesmo em meio a pandemia do Coro- de, para compra de medicamentos, equipamentos
navírus, Vianna continua com as fiscalizações e médicos, Equipamentos de Proteção Individual
uma atuação intensa para trazer melhorias ao DF. (EPIs), insumos, construções de novas unidades,
além de reformas de unidades de saúde e educação.
Desde então, Vianna apresentou um to-
tal de 55 Projetos de Leis, com um total de 15 Na Educação, mais de 40 escolas foram con-
Leis que se tornaram realidade e passaram a templadas com mais de R$ 4 milhões. Foram ações
beneficiar a população do DF. O deputado re- de reformas, reparos gerais, aquisições de equipa-
alizou ainda, 175 sugestões de melhorias ao mentos e materiais com emendas destinadas por
DF, para o governador, Ibaneis Rocha, e reali- Vianna, ao Programa de Descentralização Admi-
zou 17 audiências públicas, fora outros com- nistrativa e Financeira (PDAF). Somente em Sa-
promissos, normais da agenda de parlamentar. mambaia, mais de 20 escolas foram contempladas.

Vianna abriu mão da verba indenizatória no início de 2020

O deputado Jorge Vianna abriu da ver-


ba indenizatória no início do ano de
2020, após ser alvo de polêmica em
reportagem produzida pelo G1, em 2019,
justamente com os gastos relativos à verba
indenizatória, destinada ao abastecimento
de veículo, o distrital explicou que por estar
em primeiro mandato, teve gasto acentuado
no início daquele ano, para conhecer de per-
to as realidades das regiões administrativas
e, em especial, das unidades de saúde do DF.
Ainda em 2019, Vianna também se posi-
cionou quanto as intenções de abrir mão
da verba indenizatória, o que foi oficiali- mandato. A partir de janeiro do 2020 não
zado em março do ano seguinte. O depu- usei um único centavo da verba indeniza-
tado apresentou uma carta oficializando tória e em março entreguei o requerimen-
o requerimento em março de 2020, mas to abrindo mão desse recurso.”, explicou.
já iniciou o ano sem utilizar o recurso.
O recurso mensal era no valor R$ 15.193,35,
“No início de 2019, me dediquei a conhe- após ter aberto mão do recurso, já eco-
cer as nossa Regiões Administrativas e ver nomizou mais 200 mil da verba que era
de perto os problemas das unidades de saú- utilizada para aluguel de carro e abaste-
de e de ensino. Então, eu tive naquele mo- cimento. Atualmente, o deputado visita
mento uma agenda bem extensa. Mas ainda todo o DF, e se desloca da sua casa ao tra-
em 2019, comecei a reduzir drasticamente balho utilizando seu próprio veículo e com
os gastos com combustível e divulgação do as despesas custeadas com o seu salário.
06
Programa de Descentralização Progressiva de Ações de
Saúde agora é Lei

F
oi promulgada pela Câmara Legislativa do
DF (CLDF), no dia 18 de novembro, a Lei n°
6.715/2020, de autoria dos deputado Jorge
Vianna e Delmasso, que permite a destinação de ver-
ba diretamente às unidades de saúde por meio do
Programa de Descentralização Progressiva de Saúde
(PDPAS). Agora, os parlamentares poderão destinar
emendas diretamente para as unidades e os gesto-
res da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-
-DF) poderão decidir a melhor forma de utilizá-las.
Para o deputado Jorge Vianna, a Lei moderniza e
flexibiliza o atual texto do PDPAS estabelecido pelo
Decreto nº 31.625 de 29 de abril de 2010. “Permitir
que o Legislativo passe a direcionar emendas, dire-
tamente para unidades de saúde, a exemplo do que ajudar gestores das diversas unidades de saúde, a
ocorre no Programa de Descentralização Adminis- exemplo das Unidades Básicas de Saúde (UBS) , que
trativa e Financeira (PDAF), praticado pela Secre- poderão realizar aquisições de produtos e serviços,
taria de Estado de Educação do DF (SEEDF), deve o que com o decreto vigente, é inviável”, explica.

CLDF aprova PL que garante local de descanso aos


profissionais de Enfermagem
(Podemos), que dispõe sobre a observância, pe-
las unidades de saúde do DF, da disponibilida-
de de local de descanso aos enfermeiros, técni-
cos em enfermagem e auxiliares de enfermagem.
Segundo Vianna, o PL aprovado se baseia no Regula-
mento Técnico dos Sistemas Estaduais de Urgência e
Emergência, instituído pela Portaria do Ministério da
Saúde nº 2.048, de 05 de novembro de 2002, no tocante
às salas de descanso aos profissionais de Enfermagem.

“Nós estamos conquistando hoje um espaço para


os profissionais de enfermagem poderem descan-
sar nas unidades de saúde. Olha o que estamos
pedindo! Além de tudo, temos que pedir o bási-
co, um lugar adequado com chuveiro, banheiro,
que elas possam fazer um descanso, o que é um
A Câmara Legislativa do DF (CLDF), aprovou direito. E estamos fazendo isso baseado na Legis-
no dia 28 de outubro, o Projeto de Lei 999/2020, lação da Portaria 2048 que regulamenta o servi-
de autoria do deputado distrital, Jorge Vianna ço de urgência e emergência no Brasil.”, lembrou.

08