Você está na página 1de 45

AULA 6 – B1 – 24/02/2021

CINEMÁTICA
QUEM É QUE ESTÁ EM REPOUSO OU EM MOVIMENTO? TUDO É UMA
QUESTÃO DE REFERENCIAL

Em um trem com velocidade constante um passageiro Em um trem com velocidade constante um


lança uma bola pra cima e ela volta a sua mão. Para ele passageiro lança uma bola pra cima e ela volta a
o trem (referencial) está em repouso. A bola sobe e sua mão. Para um observador fora do trem a bola
desce na mesma vertical. faz um movimento em forma de parábola.
Qual o formato da trajetória para os dois observadores?

Para o observador dentro do trem a bola Para o observador fora do trem a bola faz
faz a trajetória para cima e para baixo em a trajetória parabólica.
linha reta

A análise de repouso ou movimento depende do observador e do referencial adotado, pois um


mesmo corpo pode estar em movimento em relação a um referencial e em repouso em relação a
outro. Inclusive a trajetória para um observador é diferente da trajetória para outro.
Qual o formato da trajetória para os dois observadores?

Para o piloto o objeto está sempre abaixo Para o observador no chão a bola faz a
dele em uma vertical. trajetória parabólica.

A análise de repouso ou movimento depende do observador e do referencial adotado, pois um


mesmo corpo pode estar em movimento em relação a um referencial e em repouso em relação a
outro. Inclusive a trajetória para um observador é diferente da trajetória para outro.
Conceitos importantes

Trajetória. Conjunto de posições por onde um corpo passa.

Referencial. Local de onde se observa o movimento dos corpos. Por exemplo: Observador a partir do solo.
Observador a partir do interior de um veículo.
Posição. Local onde o corpo se encontra em uma trajetória. Em uma estrada de rodagem a posição é marcada
por placas indicando em que quilômetro da estrada o corpo está. Ex. Km 204 da MG 060.
CINEMÁTICA – Variação de posição
Convenções. É preciso orientar a trajetória, ou seja, definir como as posições crescem ou diminuem. É comum
orientar a trajetória crescente (eixo positivo) para a direita e decrescente para a esquerda (eixo negativo).

t = 0s t = 1s t = 2s

Variação da posição (DS). A nomenclatura usual na física nomeia as posições com a letra S. O símbolo D
(delta) significa diferença de posição ou deslocamento. É calculado tomando a posição final menos a posição
inicial. DS = S – So (onde S é a posição final e So é a posição inicial)

Deslocamento de 0 a 1s: DS = S – So \ DS = 0 – (-2) = 2 m.


Deslocamento de 1 a 2s: DS = S – So \ DS = 2 - 0 = 2 m.
Deslocamento de 0 a 2s: DS = S – So \ DS = 2 – (-2) = 2 + 2 = 4 m.
CINEMÁTICA – Variação de posição
CUIDADO. Não confundir deslocamento com distância percorrida

A bola é levada da posição B = -2 m até a posição J = 6 m e retorna até a posição G = 3m

1. Determine a diferença de posição DS durante todo o deslocamento.


DS = S – So \ DS = SG – SB = 3 – (-2) \ DS = 3 + 2 DS = 5 m.

2. Determine a distância percorrida d durante todo o deslocamento. A distância percorrida é a


soma dos módulos (valores sem considerar o sinal negativo) dos deslocamento sucessivos.

d = |DSBC|+ |DSCD| + |DSDE| + |DSEF| + |DSFG| + |DSGH| + |DSHI|+ |DSIJ| + |DSJI|+ |DSIH| + |DSHG|
d= 1 + 1 + 1 + 1 + 1 + 1 + 1 + 1 + 1 + 1 + 1 d = 11 m.
CINEMÁTICA – Velocidade instantânea e escalar média

Velocidade instantânea: É a velocidade lida no velocímetro em cada


instante, ou seja, num intervalo de tempo muito pequeno. Por
exemplo em uma estrada onde tem um radar que indica a
velocidade máxima permitida de 60 Km/h, significa que naquele
instante em que o veículo cruzar aquele radar o velocímetro tem
que estar marcando no máximo 60 km/h sob pena de ser multado.

Velocidade escalar média (Vm): É a razão (divisão) entre o deslocamento e o


tempo de viagem:

Δ
m =

Exemplo: Você faz uma viagem de Papagaios a Pará de minas em um tempo de 1 hora. Sabendo
que o deslocamento entre as duas cidades é de 60 Km determine a velocidade escalar média.

Δ Perceba que não importa o que ocorreu no


m= = = 60 caminho, importa apenas o início e o final.
Conversão importante

.( ) De km/h para m/s


.( ) , divide-se por 3,6

. . 3,6
.
De m/s para km/h
. .
multiplica-se por 3,6
Velocidade relativa

30 km/h

A velocidade de um corpo depende também do referencial. Em


síntese pode-se afirmar que a velocidade mede o quanto um corpo
se distancia de outro no tempo. Para o observador que está de fora
o trem e o passageiro no seu interior viajam a velocidade de 30
km/h. No entanto para o passageiro no interior do mesmo a
velocidade do trem é zero.
Velocidade relativa

O carro amarelo, a cada hora, se aproxima 10 km do carro branco. Então a


velocidade relativa dos dois é de 10 km/h (70-60). Corpos no mesma
direção e sentido a velocidade relativa é determinada por subtração.

O carro vermelho, a cada hora, se afasta 80 km do carro amarelo. O carro


amarelo, a cada hora, se afasta 70 km do carro vermelho. Então os dois se
afastam 150 km (70+80). Corpos na mesma direção e sentidos opostos a
velocidade relativa é determinada pela soma.
Movimento Retilíneo Uniforme (MRU)

Xo X1 X2

DX = X – Xo De 0 a 1 h: DX = X – Xo = 80 – 20 = 60 km

De 1 a 2 h: DX = X2 – X1 = 140 – 80 = 60 km

Um corpo em MRU percorre distâncias iguais em tempos iguais.


Movimento progressivo ou retrógrado

Eixo positivo da velocidade


Movimento progressivo ou retrógrado
Ao iniciar o estudo de um movimento é preciso estabelecer qual a orientação da
trajetória, ou seja, para onde vão crescer as posições.

No caso desta trajetória, ela cresce para a direita, ou seja, as posições aumentam da
esquerda para a direita. Se um corpo se move para a direita diz-se que o movimento é
PROGRESSIVO, ou seja, as posições vão aumentando.

IMPORTANTE. Não confundir os números negativos. Os números negativos crescem


para a direita, ou seja, -1 é maior que -2 e 0 é maior que -1.
Movimento progressivo ou retrógrado
É importante perceber que o valor de DS = S – So é sempre positivo no movimento
PROGRESSIVO, pois a posição final tem que ser maior que a posição inicial. Veja os
cálculos:

De 0 a 1s Æ DS = S – So Æ DS = 0 – (-2) Æ DS = 0 + 2 Æ DS = 2 m
De 1 a 2s Æ DS = S – So Æ DS = 3 – 0 Æ DS = 3 m

De 2 a 3s Æ DS = S – So Æ DS = 6 - 3 Æ DS = 3 m

De 0 a 3s Æ DS = S – So Æ DS = 6 – (-2) Æ DS = 6 + 2 Æ DS = 8 m.
Movimento progressivo ou retrógrado

Agora a trajetória cresce para a direita mas o carro se move para a esquerda. As suas
posições vão diminuindo e diz-se que o movimento é RETRÓGRADO, ou seja, as
posições vão DIMINUINDO.
1º ANO – Ensino Médio

AULA 10 – B1 – 03/03/2021
MRU – Movimento Retilíneo Uniforme
Velocidade constante

Xo = 50m 60 m 70 m 80 m 90 m X = 100m
Vo = 10 m/s V = 10 m/s

10 10 10 10 10 10

t = 0s t = 1s t = 2s t = 3s t = 4s t = 5s

Quando o corpo percorre distancias iguais em tempos iguais a sua


velocidade é CONSTANTE.
Movimento Retilíneo Uniforme (MRU)

Xo X1 X2

DX = X – Xo De 0 a 1 h: DX = X – Xo = 80 – 20 = 60 km

De 1 a 2 h: DX = X2 – X1 = 140 – 80 = 60 km

Um corpo em MRU percorre distâncias iguais em tempos iguais.


Movimento progressivo ou retrógrado
Ao iniciar o estudo de um movimento é preciso estabelecer qual a orientação da
trajetória, ou seja, para onde vão crescer as posições.

No caso desta trajetória, ela cresce para a direita, ou seja, as posições aumentam da
esquerda para a direita. Se um corpo se move para a direita diz-se que o movimento é
PROGRESSIVO, ou seja, as posições vão aumentando.

IMPORTANTE. Não confundir os números negativos. Os números negativos crescem


para a direita, ou seja, -1 é maior que -2 e 0 é maior que -1.
Movimento progressivo ou retrógrado
É importante perceber que o valor de DS = S – So é sempre positivo no movimento
PROGRESSIVO, pois a posição final tem que ser maior que a posição inicial. Veja os
cálculos:

De 0 a 1s Æ DS = S – So Æ DS = 0 – (-2) Æ DS = 0 + 2 Æ DS = 2 m
De 1 a 2s Æ DS = S – So Æ DS = 3 – 0 Æ DS = 3 m

De 2 a 3s Æ DS = S – So Æ DS = 6 - 3 Æ DS = 3 m

De 0 a 3s Æ DS = S – So Æ DS = 6 – (-2) Æ DS = 6 + 2 Æ DS = 8 m.
Movimento progressivo ou retrógrado

Agora a trajetória cresce para a direita mas o carro se move para a esquerda. As suas
posições vão diminuindo e diz-se que o movimento é RETRÓGRADO, ou seja, as
posições vão DIMINUINDO.
Movimento progressivo ou retrógrado (Pág. 26)
Sinal da velocidade

V>0 X = Xo + V.t
V = 20/1 = 20 km/h

Eixo positivo da velocidade X = 40 + 20.t


Movimento progressivo ou retrógrado (Pág. 26)

Sinal da velocidade

X = Xo + V.t
V = 100/5 = -20 km/h

X = 140 - 20.t
Eixo positivo da velocidade
Estudo do MRU – Sinal da velocidade

Xo = 50m 60 m 70 m 80 m 90 m X = 100m
Vo = 10 m/s V = 10 m/s

10 10 10 10 10 10

t = 0s t = 1s t = 2s t = 3s t = 4s t = 5s

X = Xo + V . t Quais destas grandezas não variam?

60 = 50 + 10.1 Xo e V (podem ter seu valor expresso)


70 = 50 + 10.2
80 = 50 + 10.3 X = 50 + 10.t
90 = 50 + 10.4
90 = 50 + 10.5
Estudo do MRU – Sinal da Velocidade

Xo = 200m 150 m 100 m 50 m 0m X = -50 m


V = 10 m/s

10 10 10 10 10 10

t = 0s t = 1s t = 2s t = 3s t = 4s t = 5s
X = Xo - V . t
150 = 200 - 50.1 Quais destas grandezas não variam?

100 = 200 - 50.2 Xo e V (podem ter seu valor expresso)


50 = 200 - 50.3
0 = 200 - 50.4
X = 200 - 50.t
-50 = 200 - 50.5
MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME (MRU)

Exemplo 1. A tabela fornece, em vários instantes, a posição X de um automóvel em relação


ao km zero da estrada em que se movimenta. Determine:

a) O deslocamento do corpo entre cada intervalo de tempo.

De 0 a 2h Æ DX = X – Xo Æ DX = 170 – 200 Æ DX = -30 km


De 2 a 4h Æ DX = X – Xo Æ DX = 170 – 170 Æ DX = -30 km De 0 a 10h
DX = X – Xo
De 4 a 6h Æ DX = X – Xo Æ DX = 110 - 140 Æ DX = - 30 km
DX = 50 – 200
De 6 a 8h Æ DX = X – Xo Æ DX = 80 – 110 Æ DX = -30 km DX = - 150 km
De 8 a 10h Æ DX = X – Xo Æ DX = 50 - 80 Æ DX = - 30 km
MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME (MRU)

b) Que tipo de movimento que o automóvel realizou?

Movimento retilíneo uniforme – Porque o automóvel percorreu distâncias iguais em


tempos iguais

Movimento retrógrado – Porque o automóvel percorreu a trajetória diminuindo as


posições, ou seja, viajou voltando em uma trajetória.

c) Determine a velocidade constante

A velocidade é uma grandeza física que relaciona o deslocamento realizado pelo


tempo gasto:
O valor negativo da velocidade
Δ
= V= V = - 15 indica que o movimento é
retrógrado.
MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME (MRU)

d) Com os dados da tabela construa o gráfico X f(t)

X (m)
200
185
170
155
140
125
110
95
80
65
50
35
20
5
-10 0 2 4 6 8 10
1º ANO – Ensino Médio

AULA 15 – B1 – 17/03/2021
MRUV – Movimento Retilíneo Uniformemente
VARIADO
ESTUDAR: PÁG. 28-34
Aceleração

Aceleração é a grandeza física responsável pela


mudança de velocidade.
Aceleração

Observe que a velocidade cresce 5 m/s a cada segundo.

Δ
= = = = = =

/
=5 =5
²
Aceleração

Observe que a velocidade diminui 5 m/s a cada segundo.

Δ
= = = = = =

/
= −5 = −5
²
Equação horária da velocidade

Δ
=


= . = V - Vo V – Vo = .
Exemplo

1. Um carro viaja com velocidade de 10 m/s. O motorista então pisa no


acelerador e em 10 s o velocímetro marca 30 m/s. Determine:

a) Dados: Vo = 10 m/s; t = 10s; V = 30 m/s

30 − 10 20
b) A aceleração: = = =2 / ²
10 10

c) Equação horária de V: V = Vo + . V = 10 + 2.
Exemplo

2. Um carro viaja com velocidade de 40 m/s quando o motorista vê um


acidente a frente e desacelera até parar em 5 s. Determine:

a) Dados: Vo = 40 m/s; t = 5s; V = 0 m/s

0 − 40 −40
b) A aceleração: = = = −8 / ²
5 5

c) Equação horária de V: V = Vo + . V = 40 - 8.
Exemplo
V = 10 + 2.

35

V 30

25

20


15 área =
Vo 10

5 área = Vo. t
0

t
Exemplo
V = 10 + 2.

35
área = Vo. t
30

25
área =
20


15
d = Vo.t +
10

Δ . ²
= d = Vo.t + d = Vo.t +

Δ = a.t
1) Um móvel descreve um movimento em que sua
velocidade escalar varia com o tempo de acordo com
o gráfico ao lado. Determine:

a) Classifique os movimentos quanto a variação da


velocidade
b) Classifique os movimentos quanto a variação da
posição

c) Classifique os movimentos quanto a aceleração

d) A aceleração de cada movimento

e) A distância em cada movimento usando equação

f) A distância em cada movimento usando o gráfico

g) Se o móvel partiu da posição 100 m faça um gráfico apenas S f(t)


a) Classifique os movimentos quanto a variação da velocidade
De 0 a 2 s o móvel passou de v = - De 2 a 6 s o móvel De 6 a 12 s o móvel manteve v = 20 m/s
10 para v = 0 m/s passou de v = 0 para v =
20 m/s
É MRUV É MRUV É MRU

b) Classifique os movimentos quanto a variação da posição


De 0 a 2 s o móvel manteve De 2 a 6 s o móvel De 6 a 12 s o móvel manteve v positivo (v > 0)
velocidade negativa (V < 0) manteve v positivo (v > 0)

Retrógrado Progressivo Progressivo


c) Classifique os movimentos quanto a aceleração
De 0 a 2 s o móvel diminuiu de v = De 2 a 6 s o móvel De 6 a 12 s o móvel
10 para v = 0 m/s aumentou de 0 para 20 m/s manteve v = 20 m/s

Retardado Acelerado MRU

d) A aceleração de cada movimento


D ( ) D a=0
a= = = +5 m/s² a= = = +5 m/s²

Retardado
e) A distância em cada movimento usando equação
De 0 a 2 s o móvel diminuiu de v = De 2 a 6s o móvel aumentou de De 6 a 12 s o móvel manteve v = 20 m/s
10 para v = 0 m/s 0 para 20 m/s
Deus vê tudo.
V² = Vo² + 2.a.d d
0² = 10² + 2.(-5).d 20² = 0² + 2.(+5).d d = v.t V.t

= 0² + 2.(+5).d
10.d = 100 d = 20.6 = 120 m
400 = 10.d

d = 10 m d = 40 m
2s A3 20
A2 20

10 A1

4s 6s

e) A distância em cada movimento usando equação


De 0 a 2 s o móvel diminuiu de v = 10 para v = 0 m/s De 2 a 6s o móvel aumentou de 0 para 20 m/s De 6 a 12 s o móvel manteve v = 20 m/s

d = 10 m d = 40 m d = 120 m

f) A distância em cada movimento usando o gráfico


. . . . A3 = d = 6.20 = 120 m
A1 = = = 10 m A1 = = = 40 m

Você também pode gostar