Você está na página 1de 20

Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal

Equacionamento para Concretos de Classe até C50


Na Figura abaixo, é indicada a situação de seção retangular, submetida à flexão simples, com as
deformações possíveis, para concretos de classe até C50, considerando o valor de x/d = 0,45, imposto pela ABNT
NBR 6118:2014, para aumentar a ductibilidade do elemento.
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
Equacionamento para Concretos de Classe até C50
Serão agora deduzidas as expressões para o dimensionamento de elementos de seção
retangular para concretos até C50.
Seja então o seguinte problema:
- conhecidos (fcd, bw , d, tipo de aço (fyd , yd ) e o momento de cálculo Md (Md = 1,4 · M);
- determinar a área da armadura longitudinal necessária (AS) para que um elemento de
concreto armado de seção transversal retangular resista a esse momento.
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
Equacionamento para Concretos de Classe até C50
a) Equilíbrio da seção
• Equilíbrio das forças atuantes normais à seção transversal: como não há força externa, a força
atuante no concreto (FC) deve ser igual à força atuante na armadura (FS):

• Equilíbrio dos momentos: o momento das forças internas em relação a qualquer ponto (no
caso, em relação ao C.G. da armadura.) deve ser igual ao momento externo de cálculo:

Das equações acima,


Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
Equacionamento para Concretos de Classe até C50
b) Posição da linha neutra (x)
Conhecendo a posição da linha neutra, é possível saber o domínio em que a peça está
trabalhando e calcular a resultante das tensões de compressão no concreto (FC) e o braço de
alavanca (z).

Colocando FC e z na equação a seguir,

tem-se:
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
Equacionamento para Concretos de Classe até C50
b) Posição da linha neutra (x)
Resolvendo a equação acima, obtém-se x, o qual define a posição da linha neutra, que
é fundamental para a solução do problema proposto. Nota-se que a variação de x não é linear
com o esforço solicitante Md, mas segue um polinômio do segundo grau.
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
Equacionamento para Concretos de Classe até C50
c) Cálculo da área necessária de armadura (AS)
Com o valor de x determinado acima, é possível encontrar AS. A força na armadura (FS)
vem do produto da área de aço (A) pela tensão atuante no aço (fyd).
Da equação abaixo,

tem-se, M/z =FS = fyd . A, resultando:


Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
Cálculo da Altura Mínima de uma Seção com Armadura Simples
Seja uma viga, com armadura simples, submetida a um momento fletor MD em uma
determinada seção. A menor altura necessária (dmin) para a seção resistir a esse momento é
aquela em que a posição da linha neutra acarreta o maior momento que a viga é capaz de
resistir, ou seja, o momento aplicado será igual ao momento resistente máximo da seção.
Com o limite agora imposto pela norma de x/d = 0,45 para concretos até a classe C 50,
foi visto que o momento máximo é obtido para esse valor e, portanto, é para essa
profundidade da linha neutra que se obtém a menor altura possível para a viga resistir ao
momento atuante de cálculo.
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
Cálculo da Altura Mínima de uma Seção com Armadura Simples
Tomando a equação a seguir

com x/d = 0,45, ou seja, x = 0,45 d, tem-se:


Md = [0,68 . 0,45 d . d – 0,272 . (0,45 d)2] . bw . fcd 
 Md = [0,306 d2 – 0,055 d2] . bw . fcd 
 Md = 0,250 d2 . bw . fcd 

 dmín =
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
Fórmulas Adimensionais para Dimensionamento de Seções Retangulares
a) Equação de Md
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
Fórmulas Adimensionais para Dimensionamento de Seções Retangulares
b) Expressão que fornece o braço de alavanca z (z = d - 0,4 · x)
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
Fórmulas Adimensionais para Dimensionamento de Seções Retangulares
c) Expressão para o cálculo da armadura
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
EXEMPLO 1
Para uma seção retangular de concreto armado com bw = 0,12 m e d = 0,29 m sob a ação de um momento fletor
M = 12,2 kN.m (Md = 1,4 · M = 1,4 · 12,2 = 17,08 kN.m), determinar a quantidade de armadura longitudinal
necessária. Utilizar fórmulas adimensionais e quadro para dimensionamento.
Dados:
- fck = 20 MPa (20.000 kN/m2);
- aço CA 50 (fyd = fyk / 1,15 = 500/1,15 = 434,78 MPa = 43,478. kN/cm2).
RESOLUÇÃO
Primeiro Passo: Cálculo do KMD
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
EXEMPLO 1
Para uma seção retangular de concreto armado com bw = 0,12 m e d = 0,29 m sob a ação de um momento fletor
M = 12,2 kN.m (Md = 1,4 · M = 1,4 · 12,2 = 17,08 kN.m), determinar a quantidade de armadura longitudinal
necessária. Utilizar fórmulas adimensionais e quadro para dimensionamento.
Dados:
- fck = 20 MPa (20.000 kN/m2);
- aço CA 50 (fyd = fyk / 1,15 = 500/1,15 = 434,78 MPa = 43,478. kN/cm2).
RESOLUÇÃO
Segundo Passo: Cálculo de AS
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
CÁLCULO DE SEÇÕES COM ARMADURA DUPLA
Podem ocorrer situações cm que, por imposições de projeto, arquitetônicas etc., seja necessário utilizar
para a viga uma altura menor que a altura mínima exigida pelo momento fletor atuante de cálculo Md.
Nesse caso, determina-se o momento (Mlim) que a seção consegue resistir com a sua altura real e
armadura apenas tracionada (armadura simples A), trabalhando no limite da relação x = 0,45 · d ; a diferença entre
o momento atuante Md e o momento Mlim, que será chamada de M2 (M2 = Md – Mlim), será resistida por uma
armadura de compressão, e, para que seja mantido o equilíbrio, por uma adicional de tração.
Nessa situação, a viga terá uma armadura inferior tracionada e uma superior comprimida (armadura
dupla).
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
CÁLCULO DE SEÇÕES COM ARMADURA DUPLA
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
CÁLCULO DE SEÇÕES COM ARMADURA DUPLA
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
CÁLCULO DE SEÇÕES COM ARMADURA DUPLA
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
CÁLCULO DE SEÇÕES COM ARMADURA DUPLA
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
EXEMPLO 2
Para uma seção retangular de concreto armado com bw = 0,12 m, d = 0,29 m e d’ = 3,6 cm sob a ação de um
momento fletor M = 45 kN.m, determinar a quantidade de armadura longitudinal necessária.
Dados:
- fck = 20 MPa (20.000 kN/m2);
- aço CA 50 (fyd = fyk / 1,15 = 500/1,15 = 434,78 MPa = 43,478. kN/cm2).
RESOLUÇÃO
Primeiro Passo: Cálculo da altura mínima da seção para M = 45 kN.m, em que x/d = 0,45:
Cálculo da Armadura Longitudinal em Vigas sob Flexão Normal
RESOLUÇÃO
Primeiro Passo: Cálculo de momento limite (Mlim)

Segundo Passo: Cálculo de M2

Terceiro Passo: Cálculo de AS

Quarto Passo: Cálculo de AS’

Você também pode gostar