Você está na página 1de 17

Engenharia de Software II

Tipos de Testes (Caixa Preta, Caixa Branca)

Adilmar Coelho Dantas


6ª Período TSPI
O que é teste de software ?
• O teste do software é a investigação do software a fim de fornecer
informações sobre sua qualidade em relação ao contexto em que ele
deve operar. Isso inclui o processo de utilizar o produto para
encontrar seus defeitos.
Testes Caixa Preta
• Teste de caixa-preta é um teste de software para verificar a saída
dos dados usando entradas de vários tipos. Tais entradas não são
escolhidas conforme a estrutura do programa.

• Quanto mais entradas são fornecidas, mais rico será o teste


• Numa situação ideal todas as entradas possíveis seriam
testadas, mas na ampla maioria dos casos isso é impossível.
Teste de Caixa Preta
• Essa técnica é aplicável a todas as fases de teste:

• teste unitário
• teste de integração
• teste de sistema
• teste de aceitação
Teste Unitário
• Consiste em validar dados válidos e inválidos via I/O (entrada/saída)
sendo aplicado por desenvolvedores ou analistas de teste.

• Uma unidade é a menor parte testável de um programa de


computador.

• Em programação procedural, uma unidade pode ser uma função


individual ou um procedimento. Idealmente, cada teste de unidade é
independente dos demais, o que possibilita ao programador testar
cada módulo isoladamente.
Teste de Integração

Teste de integração é a fase do teste de software em que módulos são


combinados e testados em grupo. Ela sucede o teste de unidade, em
que os módulos são testados individualmente, e antecede o teste de
sistema, em que o sistema completo (integrado) é testado num
ambiente que simula o ambiente de produção.
Teste de Sistema
O teste de sistema é uma fase do processo de teste de software e de
hardware em que o sistema já completamente integrado é verificado quanto
a seus requisitos num ambiente de produção.

É um teste mais limitado em relação aos testes de unidade e de


integração, fases anteriores do processo de teste, pois se preocupa somente
com aspectos gerais do sistema.

O teste de sistema não se limita a testar somente requisitos funcionais, mas


também requisitos não funcionais como a expectativa do cliente, e por isso
inclui também técnicas não funcionais de teste.
Teste de Aceitação

Sua função é verificar o sistema em relação aos seus requisitos


originais, e às necessidades atuais do usuário. É geralmente realizado
por um grupo restrito de usuários finais, num ambiente parecido com o
deles.
Teste de Caixa Preta

• O Processo normalmente envolve a criação de cenários de testes


para o uso na avaliação das funcionalidades da aplicação, validando
se o que foi especificado foi implementado corretamente.
ENTRADAS Exemplo SAIDAS

VALORES ALEATÓRIOS ERROS


FALAHAS, MENSSAGENS
Testes Caixa Branca
Teste Caixa Branca
• Teste de caixa-branca é uma técnica de teste que usa a perspectiva
interna do sistema para modelar os casos de teste.

• No teste de software, a perspectiva interna significa basicamente o


código fonte. No teste de hardware, cada nó de um circuito pode ser
testado.
Teste Caixa Branca
• Difere do teste de caixa-preta, em que a perspectiva interna do
sistema é desconsiderada, sendo testadas e mensuradas somente as
interfaces do sistema.

• Entretanto, ambas as técnicas podem ser usadas em conjunto, no que


é chamado teste de caixa-cinza. Dessa forma, o teste é modelado
conhecendo-se a estrutura interna do sistema, mas a execução ignora
esse aspecto, como na caixa-preta.
Teste Caixa Branca
• O teste de caixa-branca é aplicável nas fases de
unidade, integração, regressão e sistema do processo de teste, e
geralmente usado na fase de unidade.

• Estratégias usadas no teste de caixa-branca incluem o teste de fluxo


de controle, fluxo de dados e ramificação da execução, além da
análise estática.
Exemplo ( Fluxo de Controle, Fluxo de
Dados)
Referências
• DEVMEDIA Disponível em: <http://www.devmedia.com.br/uma-
visao-da-tecnica-de-teste-de-caixa-branca/15610> Acessado em 01
de Julho de 2013.

• Software Engineer Disponivel em: <http://www.sei.cmu.edu/>


Acessado em 01 de Julho de 2013.

• UFRJ Disponível em:


<http://www.dcc.ufrj.br/~schneide/es/2000/1/a1/al13_20.htm>
Acessado em 01 de Julho de 2013.

Você também pode gostar