Você está na página 1de 3

ENGENHARIA CIVIL – INFRA E SUPERESTRUTURAS DE PORTOS E AEROPORTOS 1

FACULDADE FACFUNAM
INFRA E SUPERESTRUTURAS DE PORTOS E AEROPORTOS

EXERCÍCIO DE REVISÃO VA I
CURSO: ENGENHARIA CIVIL PERÍODO: 9º TURMA:
PROFESSORA: Karolinne Soares da Silva DATA:

ACADÊMICO: ALYNE CRISTINA DE OLIVEIRA SOUSA

QUESTÃO 01. Com o crescimento mundial da construção civil nos últimos anos, foi
necessário repensar os modais de transporte de carga. Inclusive, para reduzir custos com
logística e distribuir produtos e insumos de modo mais ágil, eficiente, seguro e que
trouxesse confiabilidade aos clientes e valorização das empresas. Mais do que tentar
definir uma modalidade de transporte como superior às demais, o importante é identificar
as potencialidades de cada uma dessas modalidades, de forma a se obter o máximo de
todo o conjunto. Descreva as potencialidades de cada um dos 5 principais modais de
transporte.

MODAL RODOVIÁRIO: É o mais utilizado no Brasil. Suas potencialidades/vantagens são:


simplicaidade na contratação; flexibilidade para definri rotas; pode ser combinado com
outros modais, como ferroviário e áreo;

MODAL FERROVIÁRIO: É indicado para cargas de volumes muito grandes, que precisam
ser deslocados por longos trajetos. Suas potencialidades/vantagens são: baixo custo; alta
capacidade de carga; baixo risco de acidentes.

MODAL AÉREO: Permite cobrir longas distâncias, em território nacional e internacional, de


forma ágil e rápida. Suas potencialidades/vantagens são: cobre longas distâncias; tem
trânsito exclusivo; aeroportos ficam próximos a grandes centros urbanos; oferece rapidez
de transporte.

MODAL AQUAVIÁRIO: Assim como o modal aéreo, o aquaviário é indicado para percorrer
grandes distâncias, embora de maneira mais lenta. A vantagem desse modelo é oferecer
condições para transportar bastante quantidade de carga, tal como o ferroviário. Suas
potencialidades/vantagens são: transporte de altos volumes de carga; consegue percorrer
longos trajetos; tem baixo valor de frete.

MODAL DUTOVIÁRIO: É realizado por meio de dutos e tubos subterrâneos, submarinos


ou aparentes — e é realizado por meio da pressão colocada nesses canais. Tem alto
custo de instalação, mas compensa pela baixa necessidade de manutenção. Suas
potencialidades/vantagens são: baixo custo de operação; percorre grandes trajetos;
conduz gases e líquidos em segurança por longas distâncias.
ENGENHARIA CIVIL – INFRA E SUPERESTRUTURAS DE PORTOS E AEROPORTOS 2

QUESTÃO 02. Transporte pode ser definido como o conjunto de meios que possibilitam o
deslocamento de bens e de pessoas. Sabendo que cada tipo de carga necessita de um
tipo de transporte, é CORRETO afirmar que os modais mais adequados para o transporte
de grandes cargas são:

a) (x) ferroviário e hidroviário.


b) ( ) hidroviário e rodoviário.
c) ( ) dutoviário e aeroviário.
c) ( ) rodoviário e ferroviário.
e) ( ) aeroviário e ferroviário.

QUESTÃO 03. O transporte é fundamental para a reunião de matérias-primas, mão-de-


obra e demais meios capazes de viabilizar a produção de bens, assim como a distribuição
desses produtos acabados para diferentes mercados. Sobre os diferentes tipos e usos dos
transportes no Brasil e no mundo, considere as afirmações a seguir:

I. Recomendado para distâncias menores, porém com custos mais elevados. A vantagem
está em transportar o produto do início ao fim, ou seja, retira-o de seu local de produção e
entrega-o ao seu destino final sem a necessidade de outros meios de transporte.

II. Utilizado para grandes distâncias, envolvendo principalmente o deslocamento de


pessoas e mercadorias de custo (e lucro) mais elevado. Apresenta um elevado custo,
porém uma velocidade maior.

III. Recomendado para países de grande extensão territorial, apresentando altos custos em
sua estruturação e baixos custos em sua manutenção. Transporta pessoas e mercadorias,
consumindo uma quantidade de energia relativamente pequena.

As proposições acima representam, RESPECTIVAMENTE, as descrições dos transportes:

a) ( ) rodoviário, ferroviário e hidroviário

b) ( ) ferroviário, rodoviário e aéreo

c) ( ) marítimo, pluvial e aéreo

d) ( ) aéreo, manual e hidroviário

e) (x) rodoviário, aéreo e ferroviário.

QUESTÃO 04. A utilização dos rios como via de transporte/navegação sempre foi presente
na história da humanidade. Em países desenvolvidos, onde a rede de transporte terrestre
é extremamente desenvolvida, as hidrovias ainda assim são de fundamental importância.
A partir do apresentado, avalie as asserções a seguir e a relação proposta entre elas.

I. O transporte marítimo apresenta uma terminologia bastante específica, com muitos


termos em língua inglesa, em virtude da característica internacional· do modo.
ENGENHARIA CIVIL – INFRA E SUPERESTRUTURAS DE PORTOS E AEROPORTOS 3

PORQUE
II. O movimento de mercadorias nas diversas linhas ou vias marítimas. O movimento de
passageiros também se inclui nesta definição, embora o transporte de cargas seja muito
mais significativo.

A respeito dessas asserções, assinale a alternativa CORRETA:

a) ( x ) As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II não é uma justificativa correta


da I.
b) ( ) As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II é uma justificativa correta
da I.
c) ( ) A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.
d) ( ) A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.
e) ( ) As asserções I e II são proposições falsas.

QUESTÃO 05. O transporte de cargas é muito importante para a movimentação da


economia mundial e, por isso, as empresas precisam investir em uma logística eficiente para
atender as demandas do mercado global. As diversas formas de transportar produtos e
serviços para melhor atender ao consumidor podem despertar a competitividade, mantendo
a economia em movimento. O transporte a ser usado tem que atender à necessidade da
carga e superar a distância da maneira mais rápida, possibilitando o deslocamento de bens
e de pessoas. Diferencie o transporte Intermodal e Multimodal.

O conceito de Transporte Multimodal é o definido pela Lei 9.611/98 (vide pergunta 1), já o
termo Transporte Intermodal não possui mais base jurídica, pois a legislação que o definiu,
a Lei 6.288/75 (dispõe sobre a utilização, movimentação e transporte, inclusive intermodal,
de mercadorias em unidades de carga) foi revogada. Embora a primeira Lei revogue esta
última, o conceito de Transporte Intermodal não foi substituído pelo de Transporte
Multimodal, pois há diferenças conceituais entre os dois termos.

A multimodalidade e a intermodalidade são operações que se realizam pela utilização de


mais de um modal de transporte. Isto quer dizer transportar uma mercadoria do seu ponto
de origem até a entrega no destino final por modalidades diferentes.

A intermodalidade caracteriza-se pela emissão individual de documento de transporte para


cada modal, bem como pela divisão de responsabilidade entre os transportadores. Na
multimodalidade, ao contrário, existe a emissão de apenas um documento de transporte,
cobrindo o trajeto total da carga, do seu ponto de origem até o ponto de destino. Este
documento é emitido pelo OTM – Operador de Transporte Multimodal, que também toma
para si a responsabilidade total pela carga sob sua custodia, pois, ele é a pessoa jurídica
contratada para a realização desse tipo de transporte por meios próprios ou por intermédio
de terceiros da sua origem até seu destino final.

Você também pode gostar