Você está na página 1de 13

COORDENADAS CILÍNDRICAS

Equipe de Cálculo Diferencial e Integral III:


Lincoln Cesar Zamboni
Luciana Chaves Barbosa
Magda Aparecida Salgueiro Duro
Marcelo de Almeida Carvalhal
COORDENADAS CILÍNDRICAS

• elementos básicos
• relacionamento com coordenadas cartesianas
• Jacobiano
COORDENADAS CILÍNDRICAS
Para obtermos as coordenadas cilíndricas para o
z espaço combinamos coordenadas polares no
plano (𝑥, 𝑦) com o eixo 𝑧 usual. É possível então
associar no espaço um ou mais pontos da forma
𝑟, 𝜃, 𝑧 . z
z2=u2(r,q)
Q z
Dz
P(r,q,z)
z1=u1(r,q )
y
r y
q
x
y r
Dr q2
x
r1=h1(q)
Coordenadas Cilíndricas representam um ponto
r2=h2(q)
𝑃 no espaço por ternas ordenadas 𝑟, 𝜃, 𝑧 nas
x
q1 Dq quais:
• 𝑟 e 𝜃 são coordenadas polares para a projeção
vertical de 𝑃 sobre o plano 𝑥𝑦;
• 𝑧 é a coordenada vertical cartesiana.
3
z
Equações relacionando Coordenadas
Cartesianas (𝑥, 𝑦, 𝑧) e Cilíndricas 𝒓, 𝜽, 𝑧
z

P(x,y,z) 𝑥 = 𝒓. 𝑐𝑜𝑠𝜽
P(r,q,z)
y 𝑦 = 𝒓. 𝑠𝑒𝑛𝜽
r y
q
x
z 𝑧 = 𝑧
x

z
𝒓2 = 𝑥 2 + 𝑦 2
P(x,y,z)
P(r,q,z) 𝒓 = 𝑥2 + 𝑦2
y
r y 𝑦
q
x tg 𝜽 =
𝑥
x
TRANSFORMAÇÃO CILÍNDRICAS × CARTESIANAS
COM 0° ≤ q < 360°
𝑟= 𝑥2 + 𝑦2

𝑦
𝑎𝑡𝑎𝑛 , 𝑠𝑒 𝑥 > 0 𝑒 𝑦 ≥ 0
𝑥
𝑦
𝜋 + 𝑎𝑡𝑎𝑛 , 𝑠𝑒 𝑥 < 0
𝒙 = 𝒓 ∙ 𝒄𝒐𝒔𝜽 𝑥
𝑦
ቐ𝒚 = 𝒓 ∙ 𝒔𝒆𝒏𝜽 2𝜋 + 𝑎𝑡𝑎𝑛 , 𝑠𝑒 𝑥 > 0 𝑒 𝑦 < 0
𝒛=𝒛 𝜃= 𝑥
𝜋
, 𝑠𝑒 𝑥 = 0 𝑒 𝑦 > 0
2
estas vão ser úteis 0, 𝑠𝑒 𝑥 = 0 𝑒 𝑦 = 0
3𝜋
, 𝑠𝑒 𝑥 = 0 𝑒 𝑦 < 0
2

𝑧=𝑧
5
TRANSFORMAÇÃO CILÍNDRICAS × CARTESIANAS
COM -180° < q ≤180°

𝒙 = 𝒓 ∙ 𝒄𝒐𝒔𝜽 𝑟 = 𝑥2 + 𝑦2
ቐ𝒚 = 𝒓 ∙ 𝒔𝒆𝒏𝜽 ൞𝜃 = 𝑎𝑡𝑎𝑛2 𝑥, 𝑦
𝒛=𝒛 𝑧=𝑧

estas vão ser úteis 𝜋 𝑥


− 𝑎𝑡𝑎𝑛 , 𝑠𝑒 𝑦 > 0
2 𝑦
𝜋 𝑥
𝑎𝑡𝑎𝑛2 𝑥, 𝑦 = − − 𝑎𝑡𝑎𝑛 , 𝑠𝑒 𝑦 < 0
2 𝑦
0, 𝑠𝑒 𝑦 = 0 𝑒 𝑥 ≥ 0
𝜋, 𝑠𝑒 𝑦 = 0 𝑒 𝑥 < 0

6
Para se obter o elemento de volume
Cilindros circulares com neste sistema consideram-se as três
eixo em z. famílias de superfícies seguintes:
Definem os raios 𝑟.

• uma sucessão de cilindros circulares


que têm por eixo o eixo dos z;

• uma família de planos passando por


Planos passando pelo eixo z. esse mesmo eixo;
Definem os ângulos 𝜃.
• um sistema de planos paralelos ao
(𝑥, 𝑦) e por conseguinte
perpendiculares ao eixo dos 𝑧.
Planos paralelos ao (𝑥, 𝑦) e
por conseguinte Esses três sistemas cortam-se
perpendiculares ao eixo dos ortogonalmente, formando a região de
𝑧.
Definem as funções z. domínio de Coordenadas Cilíndricas.
7
𝒙 = 𝒓 ∙ 𝒄𝒐𝒔𝜽 A integral Tripla em Coordenadas Cilíndricas
ቐ𝒚 = 𝒓 ∙ 𝒔𝒆𝒏𝜽 sobre uma região Q.
z 𝒛=𝒛
𝜃2 𝑟2 𝑧2 =𝑢2 𝑟,𝜃

ම 𝐹 𝑟, 𝜃, 𝑧 𝑱 𝑑𝑉 = න න න 𝐹 𝑟, 𝜃, 𝑧 𝑱 𝑑𝑧𝑑𝑟𝑑𝜃
z2=u2(r,q) 𝑄 𝜃1 𝑟1 𝑧1 =𝑢1 𝑟,𝜃
Q
Dz r θ z
𝜕𝑥 𝜕𝑥 𝜕𝑥
linha
𝜕𝑧 x
z1=u1(r,q )
𝜕𝑟 𝜕𝜃 𝑐𝑜𝑠𝜃 −𝑟𝑠𝑒𝑛𝜃 0
𝜕(𝑥, 𝑦, 𝑧) 𝜕𝑦 𝜕𝑦 𝜕𝑦 = 𝑠𝑒𝑛𝜃 𝑟𝑐𝑜𝑠𝜃 0 =𝒓
𝑱= = 𝑑𝑒𝑡 y
𝜕(𝑟, 𝜃, 𝑧) 𝜕𝑟 𝜕𝜃 𝜕𝑧 0 0 1
y 𝜕𝑧 𝜕𝑧 𝜕𝑧
Dr coluna z
r1=h1(q) q2 𝜕𝑟 𝜕𝜃 𝜕𝑧
r2=h2(q) 𝑱=𝒓
x
q1 Dq
𝜃2 𝑟2 𝑧2 =𝑢2 𝑟,𝜃

න න න 𝐹 𝑟, 𝜃, 𝑧 𝒓 𝑑𝑧𝑑𝑟𝑑𝜃
𝜃1 𝑟1 𝑧1 =𝑢1 𝑟,𝜃

8
ELEMENTOS BÁSICOS (𝒓,𝜽, 𝒛)
• raio r: 0 ≤ 𝒓

• ângulo polar 𝜽:
-180° < θ ≤ 180°
(ou 0° ≤ θ < 360°)

• cota z

9
z ANALOGAMENTE

A Integral Tripla em Coordenadas Cilíndricas poderá


ter a ocorrência das coordenadas polares no plano
z (𝑦, 𝑧) com o eixo 𝑥 usual. As equações relacionadas
serão.
P(x,y,z)
r
q P(r,q,x) 𝑥
= 𝑥
y
y 𝑦 = 𝒓𝑐𝑜𝑠𝜽
x
z 𝑧 = 𝒓𝑠𝑒𝑛𝜽
x
𝒓2 = 𝑦2 + 𝑧2
z
𝑧
tg 𝜽 =
𝑦
P(x,y,z)
r 𝜃2 𝑟2 𝑥2 =𝑢2 𝑟,𝜃
q P(r,q,x)
y
y න න න 𝐹 𝒓, 𝜽, 𝑥 𝒓 𝑑𝑥𝑑𝑟𝑑𝜃
x
𝜃1 𝑟1 𝑥1 =𝑢1 𝑟,𝜃

x
10
z
ANALOGAMENTE

A Integral Tripla em coordenadas Cilíndricas poderá


z ter a ocorrência das coordenadas polares no plano
P(x,y,z)
(𝑥, 𝑧) com o eixo 𝑦 usual. As equações relacionadas
P(r,q,y) serão.
r
q y
y 𝑥 = 𝒓𝑐𝑜𝑠𝜽
x 𝑦 = 𝑦
z
𝑧 = 𝒓𝑠𝑒𝑛𝜽
x

𝒓2 = 𝑥2 + 𝑧2
z 𝑧
tg 𝜽 =
P(x,y,z) 𝑥
P(r,q,y)
r 𝜃2 𝑟2 𝑦2 =𝑢2 𝑟,𝜃
q y
y න න න 𝐹 𝒓, 𝜽, 𝑦 𝒓 𝑑𝑦𝑑𝑟𝑑𝜃
x
𝜃1 𝑟1 𝑦1 =𝑢1 𝑟,𝜃

x 11
EXEMPLOS
BONS ESTUDOS

Você também pode gostar