Você está na página 1de 15

Estudo Físico dos Gases I

Prof. Sérgio
O Estado Gasoso

 Grande distância entre as partículas constituintes;


 As velocidades de movimentação das partículas são altas;
 Os movimentos possíveis são: vibracional, rotacional e
translacional de longo alcance;
 As partículas possuem alta energia cinética;
 Forças de atração e repulsão baixas;
 Grande expansibilidade, compressibilidade, difusibilidade e
dilatabilidade.
Variáveis de Estado

 VOLUME: É o espaço ocupado por um gás.


» Os gases não têm volume próprio. O volume de um gás é
igual ao volume do recipiente que o contém.

 1 m3 = 1000 L
 1 L = 1000 mL = 1000 cm3
 1 L = 1 dm3
 1 mL = 1 cm3
Variáveis de Estado
𝑭
 PRESSÃO: É força por unidade de área. 𝑷 =
𝑨
» É o resultado das colisões das moléculas do gás contra as
paredes do recipiente.

 1 atm = 1, 013 . 105 Pa


 1 mmHg = 133,322 Pa
 1 atm = 760 mmHg
 1 atm = 760 Torr
 1 mmHg = 1 Torr
 1 bar = 0,98716 atm
 1 bar = 105 Pa
Variáveis de Estado

 TEMPERATURA: É a medida do grau de agitação das


partículas de um sistema, ou, ainda, é uma medida da
energia cinética média das partículas, porque quanto maior
a temperatura, maior é a velocidade de movimentação
dessas partículas.
𝒎 . 𝑽𝟐
» Ecinética = K . T » Ecinética = » T α V2
𝟐

 Tk = t°C + 273
Transformações gasosas

 ISOTÉRMICA:
Lei de Boyle-Mariotte: “À temperatura constante, o volume
ocupado por uma determinada massa gasosa é inversamente
proporcional à sua pressão.”
Transformações gasosas

 ISOBÁRICA:
Lei de Gay-Lussac: “À pressão constante, o volume ocupado
por um gás é diretamente proporcional à sua temperatura absoluta.”
Transformações gasosas

 ISOVOLUMÉTRICA (ISOCÓRICA):
Lei de Charles: “À volume constante, a pressão exercida por
um gás é diretamente proporcional à sua temperatura absoluta.”
Teoria Cinética dos Gases
 Um gás é constituído de partículas idênticas entre si, que podem ser átomos,
moléculas ou íons;
 As partículas são dotadas de movimento desordenado (em todas as direções com
velocidades variadas) e obedecem às Leis de Newton;
 O número total de partículas de um gás é grande e o volume delas é desprezível em
relação ao volume ocupado pelo gás devido à grande distância entre as partículas
no estado gasoso;
 As colisões das partículas gasosas entre si e contra a parede do recipiente que as
contém são perfeitamente elásticas e de duração desprezível, ou seja, ao se
chocarem, não há perda de energia, o que confere a elas um movimento contínuo;
 Cada partícula terá uma velocidade e uma energia cinética, embora possuam a
mesma massa;
 As forças de atração ou repulsão que atuam são desprezíveis, exceto durante uma
colisão. Devido à grande distância entre as partículas, tais forças são praticamente
nulas. Uma consequência disso é que o movimento das partículas é retilíneo e
uniforme entre duas colisões.
Gás Ideal ou Perfeito

 Gás ideal ou gás perfeito é todo e qualquer sistema gasoso em que


suas partículas constituintes comportam-se como está previsto na
teoria cinética dos gases e satisfazem as três leis das
transformações gasosas.

● Porém um gás real aproxima-se do comportamento ideal a baixas


pressões e altas temperaturas, pois as partículas praticamente não
interagem.
Equação Geral dos Gases

𝑷𝒊 . 𝑽𝒊 𝑷𝒇 . 𝑽𝒇
=
𝑻𝒊 𝑻𝒇
onde:
 Pi = pressão inicial.
 Vi = volume inicial.
 Ti = temperatura inicial.
 Pf = pressão final.
 Vf = volume final.
 Tf = temperatura final.
considerando uma massa fixa de gás.
Exercícios de Fixação:
01. (UFAL) O gráfico a seguir ilustra o comportamento referente à variação de pressão
versus volume, de um gás ideal, à temperatura constante. Sobre esse sistema, analise o
gráfico e assinale a alternativa correta.
A) Ao comprimir o gás a um volume
correspondente à metade do volume inicial, a
pressão diminuirá por igual fator.
B) Ao diminuir a pressão para um valor
correspondente a 1/3 da pressão inicial, o
volume diminuirá pelo mesmo fator.
C) Quando a pressão triplica, o produto pV
aumenta por igual fator.
D) Quando o gás é comprimido nessas
condições, o produto da pressão pelo volume
permanece constante.
E) O volume do gás duplicará quando a
pressão final for o dobro da pressão inicial.
02. (CMMG) Uma certa massa gasosa sofre as transformações I, II e III,
representadas no diagrama a seguir.
Com relação a variações de pressão sofridas pelo gás nas transformações
descritas, é correto afirmar:
A) A pressão do gás aumenta ao
longo da transformação III.
B) A pressão do gás diminui no
decorrer das três transformações
descritas.
C) Se o volume do gás permanece
constante ao longo da transformação
II, sua pressão também permanece
constante.
D) Se a temperatura permanece
constante ao longo da transformação
I, a pressão do gás aumenta.
E) n.d.a.
03. Uma amostra de gás hélio em equilíbrio térmico apresenta pressão de 100 kPa,
ocupa um volume de 2 m3, tem temperatura de 200 K e está confinado em um vaso
dotado de um pistão. O pistão pode ser travado, de tal maneira que o volume do
sistema pode permanecer constante, ou pode ficar destravado, permitindo ao gás
variar de volume. O sistema passa, então, pelas seguintes transformações:
Transformação 1 – Com o pistão travado, a temperatura absoluta aumentou em 50%.
Transformação 2 – Em seguida, o gás foi expandido em temperatura constante até
ocupar um volume correspondente ao dobro do volume inicial.
Qual é a nova pressão do gás, em kPa, depois de ele ter passado pelas duas
transformações?
𝑷𝟏 . 𝑽𝟏 𝑷𝟐 . 𝑽𝟐 𝑷𝟐 . 𝑽𝟐 𝑷𝟑 . 𝑽𝟑
= =
𝑻𝟏 𝑻𝟐 𝑻𝟐 𝑻𝟑
𝟏𝟎𝟎 𝑷𝟐 𝟏𝟓𝟎 . 𝟐 = 𝑷𝟑 . 𝟒
=
𝟐𝟎𝟎 𝟑𝟎𝟎
𝟏𝟓𝟎 . 𝟐
𝑷𝟑 =
𝟑𝟎𝟎 . 𝟏𝟎𝟎 𝟒
𝑷𝟐 =
𝟐𝟎𝟎 𝑷𝟑 = 𝟕𝟓 𝑲𝑷𝒂
𝑷𝟐 = 𝟏𝟓𝟎 𝑲𝑷𝒂
Vídeos

● https://www.youtube.com/watch?v=CPCL5rTea5Q

 Pontociência - Transformações gasosas


» Para estudar as transformações gasosas, mais especificamente a Lei de
Boyle-Mariotte, assista a esse vídeo em que um experimento demonstra a
transformação que ocorre seguindo tal lei. Note bem o que ocorre com o
balão.
● https://www.youtube.com/watch?v=CdAVW5D58Eg