Você está na página 1de 3

 Introdução

Em 1946, mais de 25 países se reuniram no Instituto de Engenheiros Civis de Londres


a fim de criar uma nova organização internacional, a qual objetivava “facilitar a coordenação
e unificação internacional dos padrões industriais”. A palavra ISO, por sua vez, é derivada do
grego ISOS, que significa “igual”.

Esta norma indica as exigencias mínimas para cilindros leves, recarregáveis, para uso
exclusivo no armazenamento a bordo de gás natural veicular a alta pressão, como combustível
para veículos automotores, aos quais os cilindros devem ser fixados.

A Norma ISO 11439:2000, admite 4 tipos de cilindros para GNV, são eles:
 Tipo 1- cilindros de metal podendo ser de alumínio ou aço;
 Tipo 2- cilindros de metal com reforço de fibra na região anular;
 Tipo 3- cilindros de metal com reforço de fibra em toda a extensão do
material;
 Tipo 4- cilindros de compósitos recobertos com fibra por toda a extensão.

Figura 1 Diferenças entre cada tipo de estrutura dos cilindros

 Cilindro Tipo 1
Este cilindro é totalmente metálico e pode ser fabricado tanto em aço quanto
em alumínio.

Figura 2 Modelo esquematizado do cilindro tipo 1. (a) Vista isométrica. (b) Vista em corte
 Aço
O aço deve ser acalmado ao alumínio e/ou silício e produzidos predominantemente
com fina granulometria. A composição química do aço deve ser declarada e definida pelo
menos por:
 conteúdo de carbono, manganês, alumínio e silício em todos os casos;
 conteúdo de cromo, níquel, molibdênio, boro e vanádio e qualquer outro elemento
de liga intencionalmente adicionado

 Alumínio
 As ligas de alumínio podem ser utilizadas na produção de cilindros, desde que
tenham, no máximo, quantidades de chumbo e bismuto que não excedam 0,003%.

Requisitos de projeto

Pressão de ensaio
 A mínima pressão de ensaio na fabricação deve ser de 30 MPa (1,5x a pressão de
serviço).

Pressão de Ruptura
 A pressão mínima efetiva não deve ser menor que 45 MPa .

Análise de tensões
 As tensões nos cilindros devem ser calculadas para 20 MPa, pressão de ensaio e
pressão de ruptura de projeto.

Pressão máxima de enchimento


 A norma prescreve uma pressão de serviço de 20 MPa, a uma temperatura estabilizada
de 15ºC para GNV com pressão máxima de enchimento de 26 Mpa.

Número de ciclos de enchimento do projeto do cilindro


 Os cilindros devem ser projetados para ser enchidos, à pressão estabilizada de 20 MPa
a temperatura estabelecida de 15ºC, para até 1.000 vezes por ano de serviço.

Vida útil
 A vida útil em serviço admitida é de no máximo de 20 anos.
Temperatura do gás
Os cilindros devem ser projetados para adequarem-se aos seguintes limites de
temperatura do gás:
 à temperatura estabelecida do gás nos cilindros que pode variar da mínima de - 40ºC
a + 65ºC;
 às temperaturas do gás desenvolvidas durante o enchimento e descarga.

Temperaturas do cilindro
 A temperatura dos materiais do cilindro pode variar de - 40ºC a + 82ºC;