Você está na página 1de 2

UNICARIOCA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

DISCIPLINA :ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL PROFESSOR : GRIMALDE

Processo de admissão de empregados


Normalmente as grandes empresas têm um departamento de recrutamento e seleção, que exige dos
candidatos a apresentação dos seus documentos. Já em outras empresas, de menor porte, é de
responsabilidade do Departamento de Pessoal ou do escritório de contabilidade solicitar os documentos
necessários à contratação. Neste sentido, destacamos a relação dos principais documentos a serem
apresentados no ato da contratação.

 Documentos pessoais tais como CTPS, Fotografias, Identidade, Título de eleitor, CPF, Certificado
de reservista, comprovante de residência, etc.
 Exame médico admissional
 Declaração de dependentes para fins de Imposto de Renda e de Salário Família
 Termo de Adesão ao Vale Transporte

 Registro e Anotações nas FRE/LRE – Ficha ou Livro de Registro de Empregado e na CTPS

Nas FRE/LRE o empregador fará as anotações da admissão (data de admissão, cargo, salário e assinatura
do empregador); no decorrer da vida do empregado na empresa o Departamento de Pessoal lança, tanto
nas FRE/LRE quanto na CTPS as anotações referentes às alterações salariais ou de remuneração, gozo de
férias, afastamentos, contribuição sindical, alterações de cargos, etc.
Na CTPS deverão ser registrados, na admissão, os dados do contrato de trabalho, como admissão, salário,
cargo, bem como devem constar o carimbo da empresa e a assinatura do empregador, e a anotação do
período de experiência, se for o caso.

 Contribuição Sindical
O departamento de pessoal verificará se o empregado já fez sua contribuição sindical naquele ano,
anotando na FRE e na CTPS, em caso positivo, em caso negativo está deverá ser efetivada pelo
empregador, após ser descontada do empregado no mês seguinte à contratação.

 CONTRATO DE EXPERIÊNCIA
Trata-se de um tipo de contrato de trabalho destinado à avaliação do empregado para o desempenho de
funções dentro de uma empresa, bem como da avaliação deste para com o seu empregador.

O contrato de trabalho por prazo determinado deverá ser anotado na CTPS, como um instrumento escrito e
assinado pelas partes contratantes. Não observando estes requisitos, o contrato de trabalho será
considerado por prazo indeterminado. Sua duração é limitada ao prazo máximo de 90 dias, podendo ser
dividido em até dois períodos. Exemplo:

Admissão: 18/01/2017, por 75 dias, dividido em dois períodos, um de 30 e outro de 45 dias.


O término do primeiro período ocorrerá dia 16/02/2017 e o término do segundo período dia 02/04/2017.
Este contrato, ainda que o prazo máximo de 90 dias, não poderá mais ser prorrogado, pois já teve os dois
períodos permitidos.
SALÁRIO PROPORCIONAL - CÁLCULOS NOS MESES DE 28, 29 OU 31 DIAS
Para o cálculo do salário proporcional para os empregados mensalistas nos meses que contém o número de dias
diferente de 30, podemos adotar dois critérios:
- CRITÉRIO MÊS PADRÃO: o divisor sempre 30, independente dos dias do mês,
- CRITÉRIO DIAS REAIS: o divisor pelo número exato de dias no mês, ou seja, fazer a divisão do salário por 28, 29 ou
31 dias, dependendo do respectivo mês.
 
Exemplo 1  Critério Dias Reais do Mês - Fevereiro
Empregado admitido na empresa em 14.02.2017, trabalhou normalmente até dia 28.02.2017, percebendo sua
remuneração proporcional no mês de fevereiro/2017, salário mensal de R$ 1.200,00.
Considerando que o empregado trabalhou 15 dias em fev/17 (14 a 28.02), o salário do mês será dividido por 28 e
multiplicado por 15, para se apurar o salário proporcional.
 
Salário proporcional = salário / 28 x nº de dias trabalhados
Salário proporcional = R$1.200,00 / 28 x 15 = 642,86
Nota: se o empregado fosse admitido em 01.02.2017, teria trabalhado 28 dias no mês, tendo o direito, portanto, do
recebimento integral do mês; no caso a conta seria salário / 28 x 28 = 1.200,00

 
Exemplo 2  Critério Mês Padrão - Fevereiro
Empregado admitido na empresa em 14.02.2017, receberá pelo período contado da admissão até o dia 30, totalizando
17 dias, percebendo sua remuneração proporcional calculada conforme a seguir, com salário mensal de R$ 1.200,00.
Salário proporcional = salário / 30 x nº de dias pagos
Salário proporcional = R$1.200,00 / 30 x 17 = 628,00
Nota: se o empregado fosse admitido em 01.02.2017, teria direito a 30 dias no mês, tendo o direito, portanto, do
recebimento integral do mês; no caso a conta seria salário / 30 x 30 = 1.200,00

Exemplo 3  Critério Dias Reais do Mês – Meses com 31 dias


Empregado admitido na empresa em 14.03.2017, trabalhou normalmente até dia 31.03.2017, percebendo sua
remuneração proporcional no mês de março/2017, salário mensal de R$ 1.200,00.
Considerando que o empregado trabalhou 18 dias em março/17 (14 a 31.03), o salário do mês será dividido por 13 e
multiplicado por 18, para se apurar o salário proporcional.
 
Salário proporcional = salário / 31 x nº de dias trabalhados
Salário proporcional = R$1.200,00 / 31 x 18 = 696,77
Nota: se o empregado fosse admitido em 01.03.2017, teria trabalhado 31 dias no mês, tendo o direito, portanto, do
recebimento integral do mês; no caso a conta seria salário / 31 x 31 = 1.200,00

Exemplo 4  Critério Mês Padrão – Meses com 31 dias


Empregado admitido na empresa em 14.03.2017, receberá pelo período contado da admissão até o dia 30, totalizando
17 dias, percebendo sua remuneração proporcional calculada conforme a seguir, com salário mensal de R$ 1.200,00.
Salário proporcional = salário / 30 x nº de dias pagos
Salário proporcional = R$1.200,00 / 30 x 17 = 628,00
Nota: se o empregado fosse admitido em 01.03.2017, teria direito a 30 dias no mês, tendo o direito, portanto, do
recebimento integral do mês; no caso a conta seria salário / 30 x 30 = 1.200,00 / 30 x 30 =1.200,00

PROCEDIMENTOS EM CASO DE AFASTAMENTOS


 Assim como nos casos de admissão, nos meses em que ocorrerem demissão, afastamento ou retorno do empregado,
o pagamento proporcional seguirá o mesmo raciocínio conforme disposto anteriormente, seja para os meses de 28, 29
ou 31 dias.

Você também pode gostar