Você está na página 1de 12

Análise Financeira

Meios de Financiamento
INSTRUMENTOS DE CURTO PRAZO (até 12 meses)
→ Destinam-se a operações de tesouraria
Crédito Bancário
Papel Comercial
Factoring
INSTRUMENTOS DE MÉDIO PRAZO (de 12 a 60 meses)
E DE LONGO PRAZO (acima de 60 meses)
→ Destinam-se a operações de investimentos em
bens duradouros
Autofinanciamento
Capitais Próprios
Capital de Risco
Empréstimos Bancários Internos e Externos
Emissão de Obrigações
Eurobrigações
Leasing 1
Análise Financeira
Meios de Financiamento
INSTRUMENTOS DE CURTO PRAZO
CRÉDITO BANCÁRIO
♦ O Banco coloca à disposição da Organização um determinado
montante. Nas datas acordadas o cliente reembolsa esse valor
acrescido dos juros (e outros encargos) combinados e fixados
contratualmente.
Pode ser :
* Crédito Directo - a Organização pode utilizar o valor
disponibilizado (por exemplo: Desconto de Letras e de Livranças,
Abertura de Crédito por Conta Corrente, Empréstimo).
* Crédito Indirecto - o Banco substitui-se ao cliente caso este não
cumpra certos compromissos (por exemplo: Garantias e Avales
Bancárias).

2
Análise Financeira
Meios de Financiamento
INSTRUMENTOS DE CURTO PRAZO
CRÉDITO BANCÁRIO
Desconto de Letras e de Livranças
- O Banco adianta à Organização o valor de um título de crédito,
deduzido de uma importância calculada com base na data de
vencimento e na taxa de juro acordada (desconto por dentro).
Abertura de Crédito por Conta Corrente
(Descobertos em Depósito/Conta à Ordem)
- O Banco permite saldos negativos até determinado valor na conta
à ordem, mediante negociação de contrapartidas.
Empréstimo
- O Banco empresta capital às Organizações com pagamento de juros
postecipados.
3
Análise Financeira
Meios de Financiamento
INSTRUMENTOS DE CURTO PRAZO
CRÉDITO BANCÁRIO
Conta Corrente Caucionada
- É um dos mais utilizados. Mediante assinatura de contrato, o Banco
coloca à disposição um limite de crédito em que a Organização pode
utilizar ou amortizar, conforme as suas necessidades e de forma
menos burocrática. Os Bancos, normalmente, pedem uma livrança de
caução avalizada pelos sócios ou accionistas ou administradores.
Crédito por Assinatura
- O Banco compromete-se a assumir ás obrigações do cliente caso
este não o cumpra. Faz uso de Garantias e Avales Bancários pois as
Organizações necessitam delas, por exemplo, para concursos
públicos, onde os Bancos cobram comissões e pedem
contragarantias.
4
Análise Financeira
Meios de Financiamento
INSTRUMENTOS DE CURTO PRAZO
CRÉDITO BANCÁRIO
Crédito Documentário
- Mediante instruções do cliente - o comprador – o Banco se
responsabiliza por colocar determinado valor à disposição de um
vendedor por intermédio de outro Banco. Tem a vantagem, para
quem vende, de não correr o risco de não receber ou de estar muito
tempo à espera do pagamento. Muito usual em operações de
importação ou de exportação.
Comprador Vendedor
Pedido de Contrato
Abertura Confirmação

Banco do Banco do
Comprador Abertura do Crédito Vendedor
5
Análise Financeira
Meios de Financiamento
INSTRUMENTOS DE CURTO PRAZO
FACTORING
♦ FACTOR (instituição financeira) toma os créditos de CP que um
ADERENTE (fornecedor de bens e serviços) tem sobre os
DEVEDORES (os clientes do aderente).
A empresa de factoring (a Factor) paga os valores dos créditos nas
datas de vencimento, ou antecipadamente mediante a prestação de
contragarantias e em certos casos aceita negociar a assunção do risco
de não pagamento.
Este sistema aperfeiçoado de cobranças permite receber muito mais
rapidamente o valor das vendas efectuadas, diminuindo as
necessidades de financiamento e a carga administrativa.
É necessário ponderar os custos e a exequibilidade deste instrumento
de financiamento a curto prazo.
6
Análise Financeira
Meios de Financiamento
INSTRUMENTOS DE MÉDIO E LONGO PRAZOS
RECURSO A CAPITAIS PRÓPRIOS

♦ É um dos meios de financiamento mais baratos, embora prejudique


a actractividade da empresa ao investimento.
O aumento do Capital Social pode ser efectuado por via emissão de
acções (nas S.A.), ou por prestações suplementares (nas S.A. e L.da),
ou por suprimentos dos sócios (nas L.da).
♦ Outra forma de financiamento por capitais próprios é investir os
resultados da empresa na sua própria actividade, em vez de os
distribuir aos sócios ou accionistas.
É denominado Autofinanciamento.
.

7
Análise Financeira
Meios de Financiamento
INSTRUMENTOS DE MÉDIO E LONGO PRAZOS
AUTOFINANCIAMENTO
* Fundos gerados pela empresa e que não são distribuídos (Lucros
não distribuídos + Amortizações + Provisões).
São essenciais para reembolsar dívidas de MLP, garantir a
manutenção da actividade produtiva e assegurar o seu
desenvolvimento.
☺ Principais vantagens:
fonte de financiamento gratuita, reforça a segurança da empresa face
a contratempos e favorece a imagem da empresa (o que lhe traz, por
exemplo, maior poder negocial junto dos stakeholders).
Principal desvantagem:
prejudica remuneração de sócios ou accionistas, o que pode dificultar
novos aumentos de capital. 8
Análise Financeira
Meios de Financiamento
INSTRUMENTOS DE MÉDIO E LONGO PRAZOS
CAPITAL DE RISCO
* Sociedade de Capital de Risco (SCR) entra no Capital Social da
empresa que necessita de financiamento e partilha com ela o risco do
negócio.
Participação da SCR deve ser minoritária e temporária.
Fonte de financiamento barata, pois a empresa não paga encargos
financeiros.
SCR ganha mais-valias quando vender quota.
Permite que a Empresa possa seguir a sua estratégia com mais
fundos permanentes e com o apoio na gestão por parte da SCR.

9
Análise Financeira
Meios de Financiamento
INSTRUMENTOS DE MÉDIO E LONGO PRAZOS
EMISSÃO DE OBRIGAÇÕES
♦ Destinam-se a financiar os investimentos em Capital Fixo ou
Circulante e facilitam o planeamento financeiro.
Só as podem emitir as Sociedades por Quotas, as Sociedades
Anónimas ou outras Sociedades com autorização do Ministério das
Finanças.
O valor total de emissões não pode ultrapassar o Capital Social da
Organização, excepto mediante autorização do Ministério das
Finanças.
O comprador das obrigações recebe juros periodicamente e
é reembolsado do capital investido numa determinada data.
São títulos negociáveis (por ex. em Bolsa) e transmissíveis.
10
Análise Financeira
Meios de Financiamento
INSTRUMENTOS DE MÉDIO E LONGO PRAZOS
EMPRÉSTIMOS BANCÁRIOS
♦ Empréstimos por um prazo superior a 1 ano.
Normalmente destinam-se a financiar investimentos novos ou em
curso.
EUROBRIGAÇÕES
♦ Os emitentes são grandes empresas ou grupos económicos que
desenvolvem projectos de elevada dimensão e que têm uma situação
financeira acima da média.
Normalmente são adquiridas por instituições financeiras que as
revendem aos seus clientes (ex: fundos de investimento).

11
Análise Financeira
Meios de Financiamento
INSTRUMENTOS DE MÉDIO E LONGO PRAZOS
LEASING OU LOCAÇÃO FINANCEIRA

♦ A empresa de leasing - LOCADORA - adquire o bem e, mantendo


a sua propriedade jurídica, coloca-o à disposição do cliente -
LOCATÁRIO - mediante o pagamento de uma renda
(mensal,trimestral ou semestral).
No fim do contrato o locatário poderá adquirir o bem pelo Valor
Residual.
* Leasing mobilário : veículos, material informático, etc.
* Leasing imobiliário : instalações fabris, armazéns, etc.
☺ Vantagens - fácil e rápido
- financiamento pode ser a 100%
- permite evitar riscos de obslolescência
12