Você está na página 1de 7

Queridos Alunos,

Apesar das adversidades que temos passado em razão da


pandemia ocasionada pelo Covid-19, vamos, firmes, continuar com o
nosso curso, buscando sempre o conhecimento. Iremos seguir, na
modalidade híbrida, o nosso plano de ensino, no intuito de que
consigamos nos aprofundar em nossa disciplina, a qual é muito
importante para a boa formação do Operador do Direito.

Força, meus queridos! Tudo ficará bem. Enquanto isso,


estudem! Mergulhem nesse universo do conhecimento. Preparei, com
muito carinho, o conteúdo a seguir.

Um abraço, Profª. Ana Érika.

OBJETIVO DA AULA: METODOLOGIA DA AULA:

Serão explanadas as noções preliminares A metodologia seguida será semelhante

acerca das diferenças entre direito àquela constante no plano de ensino da

processual e direito material. disciplina, com aulas escritas

Posteriormente, ao dar continuidade ao expositivas, onde utilizar-se-á

conteúdo, serão delimitadas questões doutrinas, lei seca em vigor, artigos

acerca da Jurisdição e algumas de suas científicos, revistas jurídicas e

características. jurisprudências, no que couber.


AGORA VAMOS FALAR SOBRE
JURISDIÇÃO?

A Jurisdição possui função bem definida e age de forma


harmônica com as demais funções básicas da relação
processual jurídica.

É função exclusiva do Estado que, por


meio de provocação (concebida pela Ação), faz com que
todo o sistema atue e o Direito produza resultados.

A Jurisdição, assim, é a capacidade que o Estado


tem de decidir imperativamente e impor decisões,
sendo esta capacidade conferida ao Estado de
forma voluntária, a fim de dar uma solução justa
para a lide em questão.

É característica da Jurisdição ser estática, como forma de


garantir estabilidade e isonomia a sociedade.
A doutrina afirma que a Jurisdição é o poder que toca ao Estado,
entre as suas atividades soberanas, de formular e fazer atuar praticamente
a regra jurídica concreta que, por força do direito vigente, disciplina
determinada situação jurídica.

IMPORTANTE!
A jurisdição somente será válida se for
praticada respeitando o Princípio do
Devido Processo Legal.
Princípio do Devido Processo Legal Processo justo e equitativo.

OBS: Posteriormente, veremos acerca de todos os


princípios processuais, momento em que abordaremos o Princípio do
Processo Legal com mais calma, tudo bem?

IMPORTANTE!
A Jurisdição pode ser voluntária ou
contenciosa. Será exercida em todo o território
nacional pelo Poder Judiciário.

Veja o artigo 1º do Código de Processo Civil:

Art. 1º: A jurisdição civil, contenciosa e voluntária, é


exercida pelos juízes, em todo o território nacional,
conforme as disposições que este Código estabelece.

LOGO,

o Acaso seja voluntária, a Jurisdição:

Constitui, em direito, situações jurídicas novas;


Não cuidará de uma lide;
Não tratará de sentença, mas de um
pronunciamento judicial, trazendo-se
legitimidade, validez e eficácia a um determinado
negócio jurídico;
Não haverá partes, mas sim interessados;
Não haverá um processo em si, mas sim um
procedimento;
Não há a substituição do interesse dos
interessados pelo Juiz, mas sim uma
confirmação dos interesses dessas pessoas.
Exemplos de Jurisdição Voluntária:
Artigos 726 a 770 do Código de
Processo Civil.

o Acaso seja CONTENCIOSA, a Jurisdição:

Agirá a partir de uma ameaça ou violação de


direito;

É marcada pela existência de uma lide,


resultando-se na concepção de uma relação
processual;

Trará uma sentença judicial, onde a vontade das


partes, de maneira obrigatória, será substituída
pela vontade do Juiz, ao final da lide. Essa
decisão do Estado-Juiz deverá observar o Devido
Processo Legal;

Haverá partes, trazendo a figura de Autor e Réu;

A sentença judicial proferida fará coisa julgada,


significando que as partes, ou até mesmo
terceiros, não podem discutir novamente os fatos
já decididos pelo Estado-Juiz.
Exemplos de Jurisdição Contenciosa:
Ações judiciais em geral onde há
CONFLITO entre as partes.

Ao ser exercida pelo poder judiciário, a Jurisdição é exercida


mediante três formas distintas:

Poder Jurisdicional: Função Atividade


Jurisdicional: Jurisdicional:

Onde é exercido o poder


Onde é exercida a Onde se dá a ação do juiz
do próprio Estado, ou seja,
capacidade de agir dos no Processo, sendo os atos
capacidade de decidir,
órgãos que atuam como realizados pelo juiz no
impor decisões.
agentes do Estado no processo, exercendo e
cumprimento para que as cumprindo a função que a
decisões tomadas sejam lei lhe confere.
cumpridas.

QUAL SÃO OS OBJETIVOS DO ESTADO NA PRESTAÇÃO


JURISDICIONAL?

Alcançar o objetivo social de preservação do direito


individual dos cidadãos;
Manter a integridade do ordenamento jurídico
positivado;
A preservação da ordem e da paz no convívio social.
QUAL É O OBJETIVO DAS PARTES NA PRESTAÇÃO
JURISDICIONAL?

A satisfação individual frente ao caso concreto.

Caros Alunos,

Chegamos ao fim da nossa aula. Não se esqueçam de


complementar nossos estudos com a leitura da legislação
pertinente, bem como das doutrinas sugeridas em nosso plano
de ensino.

Sejamos firmes e persistentes!


Profª. Ana Érika.

Você também pode gostar