Você está na página 1de 50

Aparelho Locomotor

Passivo - III:
Osteologia

Prof. Dr. Alvaro Galdos


alvarogaldos@alumni.usp.br
VASCULARIZAÇÃO E INERVAÇÃO DOS OSSOS

Aa. nutrícias, epifisárias e periosteais Vasomotora e sensitiva


Ossos Longos do
Membro Inferior

 Fémur
 Tíbia
 Fíbula
 Patela
 Tarso
 Metatarso
 Falanges
2 MEMBRO INFERIOR
Dividido em regiões:

2.1 Região do CÍNGULO ou CINTURÃO PÉLVICO:


Ossos → Sacro e Quadril (coxal)
2.2 Região da PARTE LIVRE DO MEMBRO INFERIOR
2.2.1 Região FEMORAL (coxa): Osso → Fémur
Região do Joelho (Patela)
2.2.2 Região CRURAL: Ossos → Tíbia e Fíbula
Articulação talocrural
2.2.3 Região do PÉ:
- Ossos do Tarso (Ossos Tarsais).
- Ossos do Metatarso (Ossos Metatarsais)
- Ossos dos dedos: Falanges e Sesamóides
2. OSSOS DO MEMBRO INFERIOR

FÊMUR
• O fêmur é o osso mais longo e mais pesado do corpo. Transmite o
peso do corpo do osso do quadril para a tíbia quando a pessoa está
de pé. Seu comprimento corresponde a aproximadamente 25% da
altura da pessoa. O fêmur tem um corpo e duas extremidades,
superior ou proximal e inferior ou distal.
• A extremidade superior (proximal) do fêmur é dividida em cabeça,
colo e dois trocanteres (maior e menor).
• ACIDENTES ÓSSEOS DE INTERESSE:
• Epicôndilos e Côndilos (medial e lateral).

Vista anterior
Vista posterior
Vista anterior do fêmur direito Vista posterior do fêmur direito
2. OSSOS DO MEMBRO INFERIOR

PATELA
• A patela é um grande osso sesamoide. Esse osso triangular, localizado
anteriormente à região mediocondilar do fêmur, articula-se com a face
patelar do fêmur. Esse osso triangular, localizado anteriormente à região
mediocondilar do fêmur, articula-se com a face patelar do fêmur. A face
anterior subcutânea da patela é convexa.

Vista anterior Vista posterior


PATELA
2. OSSOS DO MEMBRO INFERIOR

TÍBIA
• A tíbia e a fíbula são os ossos da perna.
• A tíbia está localizada na face anteromedial da perna, quase
paralela à fíbula. É o segundo maior osso do corpo.
• Ao contrário do fêmur, o corpo da tíbia está realmente em posição
vertical na perna.
• Tem formato aproximadamente triangular ao corte transversal e tem
três faces e três margens: medial, lateral/interóssea e posterior.
• A tíbia articula-se com os côndilos do fêmur superiormente e o tálus
inferiormente e, assim, transmite o peso do corpo.
• A margem anterior da tíbia é a mais proeminente. Essa margem e
a face medial adjacente são subcutâneas em toda a extensão e
conhecidas pelos leigos como “canela”
• Os corpos da tíbia e fíbula são unidos por uma membrana
interóssea densa formada por fibras oblíquas fortes que descem da
tíbia para a fíbula.
Vista anterior Vista posterior
2. OSSOS DO MEMBRO INFERIOR

TÍBIA
2. OSSOS DO MEMBRO INFERIOR

FÍBULA
• A fíbula delgada situa-se posterolateralmente à tíbia e está firmemente
fixada a ela pela sindesmose tibiofibular, que inclui a membrana
interóssea.
• A fíbula não tem função de sustentação de peso. A fíbula atua
principalmente como inserção para músculos, mas também é importante
para a estabilidade da articulação do tornozelo.
• A extremidade distal se alarga e é prolongada lateral e inferiormente como
o maléolo lateral.
• Assim como o corpo da tíbia, é triangular ao corte transversal, tem três
margens (anterior, interóssea e posterior) e três faces (medial, posterior e
lateral).

Vista anterior Vista posterior


2. OSSOS DO MEMBRO INFERIOR

FÍBULA
D

Vista posterior
B

A
https://www.superlutas.com.br/noticias/20844/anderson-voltara-a-andar-sem-muletas-dentro-de-30-dias-diz-dana-white/
Vista posterior

Vista posterior
C
http://fightland.vice.com/es_mx/blog/doctor-de-la-pelea-la-recuperacion-de-anderson-silva
2. OSSOS DO MEMBRO INFERIOR


• Os ossos do pé são os tarsais, os metatarsais e as falanges.
• Existem 7 ossos tarsais, 5 ossos metatarsais e 14 falanges.
• É importante estudar o esqueleto do pé como um todo e
identificar os principais pontos de referência ósseos no pé de
uma pessoa viva

• Ossos tarsais
• Ossos metatarsais
• Falanges
2. OSSOS DO MEMBRO INFERIOR

TARSO
 O tarso (parte posterior ou proximal do
pé; retropé + mediopé) tem sete ossos): tálus,
calcâneo (C), cuboide (CB), navicular (N) e
três cuneiformes. Só um osso, o tálus,
articula-se com os ossos da perna.

 Cuneiformes: medial (Cm), intermédio (Ci),


lateral (Cl).
OSSOS DO TARSO
• O calcâneo (C) é o maior e mais forte osso do pé

VISTA MEDIAL

VISTA LATERAL

• O tálus (T) é o único osso tarsal que não tem inserções musculares ou tendíneas.
OSSOS DO TARSO

VISTA MEDIAL

VISTA LATERAL

• O navicular (N) é um osso achatado, em forma de barco, situado entre a cabeça do tálus
posteriormente e os três cuneiformes anteriormente
OSSOS DO TARSO

VISTA MEDIAL

VISTA LATERAL

• O cuboide (CB), cujo formato é aproximadamente cúbico, é o osso mais lateral na fileira distal
do tarso.
OSSOS DO TARSO
• Os três cuneiformes são o medial, o intermédio e o lateral. O maior deles é o cuneiforme
medial e o menor, o cuneiforme intermédio.

VISTA MEDIAL

• Cada cuneiforme articula-se com o navicular (N) posteriormente e com a base de seu
metatarsal apropriado anteriormente. O cuneiforme lateral também se articula com o
cuboide.
2. OSSOS DO MEMBRO INFERIOR

METATARSO
 O metatarso (parte anterior ou distal do pé, antepé) consiste em cinco
ossos metatarsais, numerados a partir da face medial do pé, Metatarsal –
I, II, III, IV e V).

VISTA MEDIAL
OSSOS DO TARSO
OSSOS DO TARSO
PLANTIGRADO DIGITIGRADO UNGULADO
2. OSSOS DO CÍNGULO DO MEMBRO INFERIOR

OSSOS DO QUADRIL
• O osso do quadril é o grande osso pélvico plano formado pela fusão de três
ossos primários – ílio, ísquio e púbis.

Pelve: Ossos de quadril + Sacro + Cóccix


2. OSSOS DO CÍNGULO DO MEMBRO INFERIOR

* ÍLIO

• O ílio forma a maior parte do


osso do quadril e contribui para
formar a parte superior do
acetábulo.

• O ílio tem partes mediais *


espessas (colunas) para
sustentação de peso e partes
posterolaterais finas, as asas,
que proporcionam superfícies
largas para a inserção carnosa
dos músculos.

• O corpo do ílio se une ao púbis


e ao ísquio para formar o
acetábulo.
2. OSSOS DO CÍNGULO DO MEMBRO INFERIOR

* ÍSQUIO
• O ísquio forma a parte póstero-
inferior do osso do quadril. A
parte superior do corpo do
ísquio funde-se ao púbis e ao
ílio, formando a face
posteroinferior do acetábulo.

• A projeção óssea áspera na


junção da extremidade inferior
do corpo do ísquio e seu ramo é
o grande túber isquiático.

• Na posição sentada, o peso do *


corpo fica apoiado sobre essa
tuberosidade, que é o local de
inserção tendínea proximal dos
músculos posteriores da coxa.
2. OSSOS DO CÍNGULO DO MEMBRO INFERIOR

* PÚBIS
• O púbis forma a parte anteromedial
do osso do quadril, contribuindo para
a parte anterior do acetábulo, e é o
local de inserção proximal dos
músculos mediais da coxa.

• O púbis é dividido em
um corpo achatado e medial e dois
ramos, superior e inferior, que se
projetam lateralmente a partir do
corpo.

• Na parte medial, a face sinfisial do *


corpo do púbis articula-se com a face
correspondente do corpo do púbis
contralateral por meio da sínfise
púbica
• O acetábulo é a grande cavidade
caliciforme na face lateral do osso do
quadril que se articula com a cabeça do
fêmur para formar a articulação do quadril.
Os três ossos primários que constituem o
osso do quadril contribuem para a
formação do acetábulo

• O forame obturado é
uma grande abertura oval
ou triangular irregular no
osso do quadril.
ESQUELETO

AXIAL
CRÂNIO: esqueleto da cabeça

Constituído por 22 ossos que articulados:

• Arcabouço ósseo

PARTES
• Neurocrânio (8 ossos)
• Revestimento ósseo do
encéfalo
• Viscerocrânio/faciais (14 ossos)
• Esqueleto da face – porção
anterior e inferior.
• Ossículos do ouvido médio (6)
Osso hioide (1)
NEUROCRÂNIO

• Frontal (1)
• Parietais (2)
• Temporais (2)
• Occipital (1)
• Etmoide (1)
• Esfenoide (1)
NEUROCRÂNIO

➢Frontal (1)
➢Parietais (2)
➢Temporais (2)
➢Occipital (1)
➢Etmoide (1) Et
➢Esfenoide (1)
VISCEROCRÂNIO

➢ Ossos
➢ Lacrimais (2)
➢ Nasais (2)
➢ Maxilares (2)
➢ Zigomáticos (2)
➢ Palatinos (2)
➢ Conchas Nasais Inferiores (2)
➢ Mandíbula (1)
➢ Vômer (1)
VISCEROCRÂNIO

➢ Ossos
➢ Lacrimais (2)
➢ Nasais (2)
➢ Maxilares (2)
➢ Zigomáticos (2)
➢ Palatinos (2) P
➢ Conchas Nasais Inferiores (2)
➢ Mandíbula (1)
➢ Vômer (1)
V
ASPECTOS SEXUAIS
Formação Anatômica Masculino Feminino
Processo mastóide ++ +
Posição do processo mastóide + Lateral + Medial
Protuberância occipital externa ++ +
Borda inferior do zigomático ++ +
Ângulo da mandíbula ++ +
Margens supraorbitais - “cortantes” + “cortantes”
Seios Frontais + volumosos - volumosos
Ramos da mandíbula + largos - largos
Glabela + desenvolvimento - desenvolvimento
Arco superciliar + desenvolvimento - desenvolvimento
Perfil do Crânio + robusto + suave
COLUNA VERTEBRAL
COLUNA VERTEBRAL
(occipital e ossos do quadril)

• Superposição de ossos (33 vértebras).


• 4 regiões
a) cervical: 7
b) torácica: 12
c) lombar: 5
d) sacro–coccígea: 5; 3 ou 4

CURVATURAS
2 ANTERIORES (cervical e lombar) - lordose

2 POSTERIORES (torácica e sacral) - cifose


Cada vértebra é constituída por um
anel ósseo
PE
CARACTERÍSTICAS GERAIS
• Corpo (C)
• Processo espinhoso (PE)
• Processos transversos (PT) PA PA
Processos (Face) articulares (PA)
C PT
PT

• Forame vertebral - os forames vertebrais de vértebras adjacentes


estão alinhados e formam um canal vertebral, através do qual passa a
medula espinal
• Características regionais e individuais.
Características regionais

Vértebra cervical Vértebra torácica

Vértebra lombar
Características Individuais
Característica principal:
• Sem corpo
• Fóvea dental
vista cranial vista caudal

ATLAS

vista ventral vista dorso cranial

AXIS
Processo Odontoide
COLUNA VERTEBRAL

vista látero-dorsal vista lateral


OSSO SACRO
5 vertebras fusionadas

• Linha transversal (LT)


vista ventral vista dorsal
• Cristas transversais (CT)

• Forames sacrais (FS)

• Cornos sacrais (CS)

C • Asas sacrais (AS)

vista cranial • Faces auriculares (FA)

vista lateral
CC
• Fusão de 3 a 4 vértebras
• Corpos

PT
PT • Cornos coccígeos (CC) CÓCCIX
• Processos transversos (PT)

vista dorsal

PT PT

vista ventral
CAIXA TORÁCICA
CAIXA TORÁCICA
CONSTITUIÇÃO
Posteriormente: 12 vértebras torácicas.
Anteriormente: osso esterno.
Lateralm en te : 12 pares de costelas.

• Protege: coração, pulmões


e vasos sanguíneos
• A musculatura da caixa
torácica é responsável
pelos movimentos
respiratórios

A P
COSTELAS ESTERNO
• Manúbrio – Incisuras
costais
• Corpo – Incisuras
costais
• Processo xifoide

L S A
• Verdadeiras: 7 pares
• Falsas: 3 pares
• Flutuantes: 2 pares

• Cabeça – corpo da vértebra Colo


• Tubérculo da costela - processo transverso da vértebra
• Corpo
• Face esternal

A L
QUESTÃO PARA DISCUSSÃO

 O anúncio de uma loja de colchões diz:


“NOVO COLCHÃO PARA POSTURA
PERFEITA! MANTÉM SUA COLUNA
VERTEBRAL PERFEITAMENTE RETA,
EXATAMENTE COMO QUANDO VOCÊ
NASCEU!” Uma coluna vertebral reta
significa uma postura ideal?
REFERÊNCIAS

Aumüller, G. Anatomia. 1ª ed, Rio de Janeiro: Guanabara Koogan S.A., 2009.


Drake, R.L., Vogl, W., Mitchell, A.W.M. Gray‫׳‬s. Anatomia para estudantes. 1ª ed.
Rio de Janeiro: Elsevier Editora Ltda, 2005.
Gardner, Gray e O‫׳‬Rahilly. Anatomia. 4ª ed, Rio de Janeiro: Guanabara Koogan
S.A., 1978.
Gray‫׳‬s. Anatomia. A base anatômica da prática clínica. 40ª ed. Rio de Janeiro:
Elsevier Editora Ltda, 2010.
Moore, K.L.; Dalley, A.F. Anatomia orientada para a clínica. 6ª ed, Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan S.A., 2011.
Snell, R.S. Anatomia clínica para estudantes de medicina. 5ª ed, Rio de Janeiro:
Guanabara Koogan S.A., 1999.
Acesse através deste LINK Alvaro Galdos - YouTube