Você está na página 1de 2

Laboratório de Informática – P2 Turma M1 04/12/2018

Os comandos e os pseudocódigos requeridos em cada questão serão entregues num único arquivo
do Writer, colocando o número da questão correspondente. Cada programa/função será entregado em um
arquivo independente para cada um deles. Na última questão, alem dos comandos, também será
encaminhado o gráfico obtido num arquivo aparte. Observar os comentários nas notas do rodapé.

1. O teorema de Rouché-Frobenius mostra a relação entre os postos das matrizes de sistemas lineares
e o número de soluções. De forma resumida o teorema diz:

• Se o posto da matriz do sistema é igual ao posto da matriz ampliada I então o sistema é


compatível (tem solução). Neste caso:

⇒ Se o valor do posto é igual ao número de variáveis, então a solução é única e é chamado


de compatível determinado.

⇒ Se o valor do posto é menor que o número de variáveis, então temos infinitas soluções é
chamado de compatível indeterminado.

• Se posto o posto da matriz do sistema é diferente ao posto da matriz ampliada então o


sistema é incompatível (não tem solução)

i) (1 pontos) Escrever um pseudocódigo de um algoritmo tal que dada uma matriz A e um


vetor b correspondentes a um sistema linear da forma Ax =b determine se o sistema é
incompatível, compatível determinado ou compatível indeterminado. Em cada caso tem que
mostrar uma mensagem dizendo o tipo de sistema e se o sistema é compatível (determinado
ou indeterminado) mostrar uma soluçãoII.

ii) (2 pontos) Escrever um programa em Scilab para o pseudocódigo anterior.

n
2 n k
2. Dado um polinômio da forma p(x)=a0 +a1 x+a 2 x +…+ an x =∑ ak x , definimos a derivada
k=0
n
desse polinômio como o polinômio p' (x)=a1 +2 a2 x+…+na n x n−1=∑ ka k x k−1 Por exemplo,
k=0
2 3 5
se temos o polinômio p(x)=4−3 x + x −6 x , então a derivada dele é
2−1 3−1 5−1 2 4
p' (x)=−2⋅3 x +3 x −5⋅6 x =−6 x+ 3 x −30 x . Vamos criar uma função no Scilab
para determinar a derivada de um polinômio com os seguintes passos:

i) (1 ponto) Se colocamos os coeficientes do polinômio p como um vetor, então temos o vetor


cp=(a 0 , a1 ,… , an) e se colocamos os coeficientes da derivada de p em outro vetor
temos cd=(1⋅a 1 ,2⋅a2, …, n⋅an ). Assim, para nosso exemplo anterior teríamos que
cp=(4,0 ,−3,1,0 ,−6) e cd=(1⋅0, 3⋅(−2), 3⋅1,4⋅0,5⋅(−6))=(0,−6,3,0,−30).

I A matriz ampliada é a matriz composta pela matriz do sistema inserindo o vetor dos coeficientes como uma nova
coluna no final.
II Vocês podem usar as funções do Scilab no algoritmo para obter os postos e as soluções do sistema.

Prof. Felipe Rivero 1 2018.2


Laboratório de Informática – P2 Turma M1 04/12/2018

Dado o vetor cp=(4,0 ,−3,1,0 ,−6) do exemplo, usar as operações e propriedades dos
vetores no Scilab para obter o vetor cd=(0,−6,3,0,−30).
Dica: Observar que cp tem n+1 componentes e cd tem n componentes pois estamos
tirando sempre a0 .

ii) (1 ponto) Dado o vetor cp=(4,0 ,−3,1,0 ,−6), obter o polinômio e a derivada do
polinômio no Scilab usando a função poly.

iii) (2 pontos) Usando os itens i) e ii) anteriores, programar uma função no Scilab tal que:

• O nome da função será deadpool.

• O parâmetro de entrada serão um vetor. Os parâmetros de saída serão dois polinômios.

• Os polinômios de saída da função serão o polinômio formado pelos coeficientes do vetor


de entrada e a derivada desse polinômio.

3. Matematicamente podemos aproximar a função exponencial por um polinômio usando o


desenvolvimento em série de Taylor da função. Assim temos que

x 1 2 1 3 1 4 1 5 ∞
1 n
e =1+ x+ x + x + x + x +…=∑ x
2 6 24 120 n=0 n!
Vamos fazer gráficos no Scilab para ver algumas aproximações desses valores.

i) (1 pontos) Fazer o gráfico da função exponencialIII no intervalo (−2,2) com um passo entre
cada valor de 0.01 . O gráfico será em cor azul.

ii) (1 pontos) Definir o polinômio p(x) para aproximar a função exponencial até ordem 5 e
fazer o gráfico dele na mesma janela do gráfico usando o mesmo intervalo. O gráfico será em
cor preto.

iii) (1 pontos) Fazer o gráfico do valor absoluto da diferença entre a diferença dos valores da
exponencial e do polinômio, ou seja, |e x − p( x)|. O gráfico será em vermelho.

“Never underestimate the stupidity of idiots.”

- Deadpool.

III Usar a função exp do Scilab.

Prof. Felipe Rivero 2 2018.2

Você também pode gostar