Você está na página 1de 37

FOLHA DE ROSTO ORIENTATIVA PARA PROVA OBJETIVA

LEIA AS ORIENTAÇÕES COM CALMA E ATENÇÃO!

INSTRUÇÕES GERAIS

● Atenção ao tempo de duração da prova, que já inclui o preenchimento da folha de respostas.


● Cada uma das questões da prova objetiva está vinculada ao comando que imediatamente a
antecede e contém orientação necessária para resposta. Para cada questão, existe apenas UMA
resposta válida e de acordo com o gabarito.
● Faltando uma hora para o término do simulado, você receberá um e-mail para preencher o cartão-
resposta, a fim de avaliar sua posição no ranking. Basta clicar no botão vermelho de PREENCHER
GABARITO, que estará no e-mail, ou acessar a página de download da prova. Você deve fazer o
cadastro em nossa plataforma para participar do ranking. Não se preocupe: o cadastro é grátis e
muito simples de ser realizado.
– Se a sua prova for estilo Certo ou Errado (CESPE/CEBRASPE):
marque o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado
com o código E, caso julgue o item ERRADO. Se optar por não responder a uma determinada
questão, marque o campo “EM BRANCO”. Lembrando que, neste estilo de banca, uma resposta
errada anula uma resposta certa.
Obs.: Se não houver sinalização quanto à prova ser estilo Cespe/Cebraspe, apesar de ser no
estilo CERTO e ERRADO, você não terá questões anuladas no cartão-resposta em caso de
respostas erradas.
– Se a sua prova for estilo Múltipla Escolha:
marque o campo designado com a letra da alternativa escolhida (A, B, C, D ou E). É preciso
responder a todas as questões, pois o sistema não permite o envio do cartão com respostas
em branco.
● Uma hora após o encerramento do prazo para preencher o cartão-resposta, você receberá um e-mail
com o gabarito para conferir seus acertos e erros. Caso você seja aluno da Assinatura Ilimitada, você
receberá, com o gabarito, a prova completa comentada – uma vantagem exclusiva para assinantes,
com acesso apenas pelo e-mail e pelo ambiente do aluno.

Em caso de solicitação de recurso para alguma questão, envie para o e-mail:


treinodificil_jogofacil@grancursosonline.com.br.
Nossa ouvidoria terá até dois dias úteis para responder à solicitação.

Desejamos uma excelente prova!


PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

� Baseado no formato de prova


• Nas questões a seguir, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas
marcações, use a Folha de Respostas, único documento válido para a correção da sua prova.
• Em seu caderno de prova, caso haja opção(ões) constituída(s) pela estrutura Situação hipotética:... seguida de Assertiva:..., os

� aplicado pela banca Cebraspe


dados apresentados como situação hipotética deverão ser considerados premissa(s) para o julgamento da assertiva proposta.
• Eventuais espaços livres – identificados ou não pela expressão “Espaço livre” – que constarem deste caderno de prova pode-
rão ser utilizados para rascunhos.

POLÍCIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL – AGENTE


CONHECIMENTOS BÁSICOS e os pais achando graça do porre do filho – já é homem, pode
beber! Contudo, se fumar maconha, escandaliza a todos.
 Em muitas casas, em vez de biblioteca na sala,
LÍNGUA PORTUGUESA 45 encontramos o bar, ou o bar como altar, onde se fomenta uma
VÂNIA ARAÚJO cultura do álcool – uma idolatria muitas vezes de funestas
consequências. É extremamente corriqueiro e até de bom tom
1  É comum, em famílias com estrutura geradora de pa- oferecer-se uma bebida, quase sempre alcoólica, para a visita
tologias, que o fenômeno de filhos que se drogam não seja que chega. A pergunta é feita, de preferência no diminutivo
percebido com facilidade. É necessário, muitas vezes, que o – quer uma cervejinha, um whiskyzinho, uma batidinha? –,
50
quadro se agrave para que os outros participantes do grupo forma que se usa para negar o conteúdo perigoso do álcool.
5 familiar se deem conta de sua inclusão na problemática. Em Apesar de sabermos que comer e beber em conjunto sempre
muitos grupos, e na grande maioria no de adolescentes, ex- foi uma forma que os seres humanos utilizaram para reforçar
perimentam-se drogas, sem, entretanto, evoluírem para uma os laços sociais e religiosos, é necessário também lembrar
toxicomania. Até porque, nessa etapa da vida, as pressões 55 que, em certas condições, isso pode se tornar uma prática de
do grupo e a necessidade de contestação sistemática como finalidade oposta, ou seja, não de reforçar, mas de cortar os laços.
10 uma prática de liberdade levam rapazes e moças a experi-
mentarem drogas. Isto não quer dizer que todos se tornarão Luiz Alberto Pinheiro de Freitas. Adolescência, Família e
dependentes, ou que venham de famílias que tenham alguma Drogas. Pág. 42-44 (com adaptações).
predisposição.
 Na origem de qualquer dependência, estão a falta de Julgue os itens a seguir no que tange às ideias e às estruturas lin-
15 amor e o abandono – a verdadeira origem dessa grave patolo- guísticas do texto precedente.
gia. A utilização da droga, seja de qual espécie for, é sempre
um sintoma que denuncia um grave comprometimento com 1 Trata-se de texto expositivo cujo foco é informar sobre os
a possibilidade de se lidar com a frustração. O acúmulo de perigos do álcool e das drogas ilícitas.
frustrações, as quais desde a mais tenra infância atormentam
20 uma pessoa, a leva a uma total intolerância com o seu viver, 2 É correto substituir a locução “através de”, no trecho “ve-
com o seu dia a dia. Essa vida insuportável é aliviada através nham sempre associados a sucesso, dinheiro, felicidade no
da utilização de uma droga, possivelmente como vê ou via amor, através de belos homens ou mulheres.” (l. 28-30) pela
seus pais fazerem, muitas vezes de forma socialmente bem expressão por intermédio de.
aceita, através de um Lexotan, um Rohipnol, um Whisky para
25 relaxar. Ou seja, o efeito psicológico desejado é sempre o de 3 De acordo com a argumentação do texto, a ideia expressa
um anestésico para a angústia, mesmo que o efeito físico- pelo verbo “haver”, no trecho “a angústia irrompe e com ela
-químico seja diverso. temos que nos haver” (l. 33-34) corresponde a enfrentar, li-
 É comum que anúncios de bebidas e cigarros venham
dar, por isso sua substituição por este último verbo preserva-
sempre associados a sucesso, dinheiro, felicidade no amor,
ria a coerência e a correção gramatical do texto.
30 através de belos homens ou mulheres. É a vida de sucesso,
de felicidade plena, ou seja: sem frustrações – o ideal maní-
4 A oração “Essa vida insuportável é aliviada através da utili-
aco da felicidade eterna e ininterrupta! Contudo essa não é a
forma como o ser humano vive: a angústia irrompe e com ela zação de uma droga...”, (l. 21-22) exprime o motivo, a causa
temos que nos haver. Mas nem todos suportam isso, daí os pela qual uma pessoa é levada a uma total intolerância com o
35 anestésicos sob a forma do uso continuado de drogas, as mais seu viver, com o seu dia a dia.
diferentes. O adolescente é presa fácil desse tipo de apelo: ele
também quer ter sucesso, aparecer como importante e cresci- 5 Infere-se da argumentação do segundo parágrafo que o acú-
do. São, contudo, as drogas ditas oficiais as que, na verdade, mulo de frustrações que atormentam uma pessoa a levam a
mais trazem problemas de internações no âmbito da saúde uma total intolerância com o seu viver e esse estado de insa-
40 pública: o cigarro, na área de pneumologia, e a bebida, na tisfação é aliviado por meio da utilização de drogas, muitas
saúde mental. Normalmente o adolescente começa bebendo, vezes, socialmente aceitas.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

6 A supressão da vírgula empregada logo após o vocábulo 30 não haver outro remédio senão irmos parar numa bacia de
“droga” (l. 16) alteraria os sentidos originais do texto, mas alumínio, onde jogamos nossas almas, ou num brejo, onde
manteria sua correção gramatical. elas podem atolar.

Extraído de uma coletânea de Belisário de Lima Tenório.


7 O vocábulo “funestas” (l. 46) pode ser substituído pelo vocá- 2006 (com adaptações).
bulo prejudiciais sem que isso prejudique o sentido do tre-
cho em que se insere. Acerca das ideias, dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto
precedente, julgue os itens subsequentes.
8 Segundo o autor, os diminutivos utilizados nos termos da
pergunta “quer uma cervejinha, um whiskyzinho, uma batidi- 11 A substituição das vírgulas presentes nas linhas 3 e 4 por tra-
nha?” (l. 50) constituem um eufemismo que tem a intenção vessões ou parênteses ainda preservaria a correção gramati-
de camuflar os males que o álcool acarreta ao organismo de cal e a relação de sentido do trecho.
quem consome as bebidas mencionadas.
12 Infere-se das ideias do texto que ao filho não pareceu coeren-
9 As relações de sentido do trecho em que se insere permitem te que um nome tão sugestivo fosse criado exatamente por
a substituição da locução “Apesar de”, na linha 52, pela locu- quem não demonstrava ter muito respeito pelos poetas.
ção A despeito de.
13 Considerando-se o contexto, a expressão “em tom de blague”
10 Segundo as informações do último parágrafo do texto, “co- (l. 8) pode ser entendida como de forma jocosa.
mer e beber em conjunto” (l. 52) são atitudes que sempre
carregam uma finalidade oposta, já que tanto podem reforçar 14 A expressão “E no entanto” (l. 10) é utilizada para anunciar
laços sociais e religiosos como podem rompê-los. uma contradição que o filho detecta no pai, a qual se mani-
festa nos trechos “usa o termo poeta como uma espécie de
Lugar das almas xingamento” (l. 4-5) e “faz questão de escolher expressões
evocativas e nostálgicas para se referir aos objetos mais co-
1  Li este texto outro dia, quando especulava um interes- muns.” (l. 13-14).
sante site da Internet:
 “Meu pai, que gosta de se considerar um sujeito objetivo 15 A partir das informações do texto, é possível inferir que o
e pragmático, usa o termo poeta como uma espécie de xinga- pai do autor criou a expressão “Bacia das almas” (l. 14) ins-
5 mento,. “Fulano é um poeta”, ele diz, querendo dizer “fulano pirado pelo título que Drummond deu ao seu livro Brejo das
é um irresponsável, um incompetente, vive fora da realida-
Almas (l. 24).
de”. A verdade é que, como já disse o grande escritor argen-
tino Jorge Luis Borges, em tom de blague, a gente é obrigado
16 Mantém-se a correção gramatical e as relações de sentido
a se relacionar com poetas – ou até mesmo com gente pior.
do texto com a reescrita do trecho “é lá que viverão eles na
10  E no entanto meu pai tem, sim, e muito mal disfarçada,
improvável esperança de se tornarem úteis novamente, ou,
uma veia poética que sangra regularmente. Ele lê furiosa-
mente, curte palavras charmosas e inteiramente fora de moda, quem sabe, pela primeira vez.” (l. 20-21) como: é lá que eles
faz questão de escolher expressões evocativas e nostálgicas viverão na remota expectativa de se tornarem úteis novamen-
para se referir aos objetos mais comuns. “Bacia das almas” é te, ou, talvez, ganharem utilidade pela primeira vez.
15 o nome que ele deu a uma bacia de alumínio do seu galpão de
ferramentas, à qual remete todas as porcas, arruelas e parafu- 17 A substituição do verbo sublinhado no trecho “à qual remete
sos para os quais não vê aplicação imediata. É na “Bacia das todas as porcas, arruelas e parafusos para os quais não vê
almas” que vão repousar, talvez para sempre, os objetos re- aplicação imediata.” (l. 16-17) pelo verbo joga mantém a
jeitados, tortos, gastos, empenados, os que não se encaixam; correção gramatical e a relação de sentido do texto.
20 é lá que viverão eles na improvável esperança de se tornarem
úteis novamente, ou, quem sabe, pela primeira vez.” 18 No trecho “Lembrei-me, enquanto lia esse texto tão sugesti-
 Lembrei-me, enquanto lia esse texto tão sugestivo, de vo, de que o poeta Carlos Drummond de Andrade escreveu
que o poeta Carlos Drummond de Andrade escreveu há muito há muito tempo um livro chamado Brejo das Almas...” (l. 22-
tempo um livro chamado Brejo das Almas – nome que ele 24), a substituição de “de que” por aonde não prejudicaria a
25 tomou emprestado de uma cidadezinha mineira. É um livro correção gramatical do texto.
melancólico, e o título espelha bem o estado de ânimo em que
se encontrava ele quando escreveu aqueles poemas. 19 Para o autor, Drummond escolheu intencionalmente o nome
 Como se vê, assim como acontece com parafusos tortos “Brejo das Almas” para o seu livro, pois queria transmitir o
e outras tranqueiras inúteis, também conosco parece às vezes
estado de ânimo em que se encontrava ao escrever os poemas.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

20 Trata-se de uma prosa poética, por meio da qual o autor faz constructions about the same set of facts. For instance,
uma reflexão, a partir de um texto que ele lera na internet, their models showed that narrative constructions about the
sobre a destinação que se acaba dando às coisas que deixaram San Bernardino attackers could sway Americans’ likelihood
de ter valor ou que nunca tiveram valia. of labeling the events “terrorism” by wide margins. If the
perpetrators were labeled as having ties to foreign powers
and a goal of changing policy, participants were 82 percent
LÍNGUA INGLESA likely to label the attackers as terrorists. On the other hand,
ALEXANDRE HARTMANN if a media outlet did not mention the attackers’ religion
(Islam) but did raise the specter of mental illness (one
How the Media Can Define Terrorism of the perpetrators, Syed Rizwan Farook, had an abusive
Two scholars argue that the language used to describe violent father), the probability that the public might define the
events influences whether people see it as terrorism—with attacks as terrorism dropped to 31 percent.
real-world consequences.  All told, the authors showed empirically how the
definition of terrorism can be socially constructed. In choosing
 Among the debates that continue to swirl around the how to frame and relate acts of violence to the public, the
events of January 6 is a question of definitions: Does the media wields “considerable power” in this process, Huff and
storming of the U.S. Capitol count as an act of terrorism? Kertzer write.
 Although the events of January 6 are recent, the debate  Crucially, they add, reporters’ decisions about narrative
is an old one. “Whenever a major violent action takes place construction will have real and immediate consequences.
in the United States, a public debate erupts as to whether it Defining a violent act as terrorism to the public will influence
should be classified as terrorism or not,” note Connor Huff how perpetrators are prosecuted, how the country responds,
and Joshua D. Kertzer. The scholars were writing in 2018, how Americans cast their votes in upcoming elections, and
a few years removed from the mass shooting in Charleston, more.
South Carolina; the mass shooting in the Orlando Pulse
nightclub; and the Boston Marathon bombings, among other Source: https://daily.jstor.org/how-the-media-can-
highly publicized acts of violence. define-terrorism/
 As Huff and Kertzer’s work suggests, the media
narratives Americans consume may shape their opinions Judge the following items according to the text.
about whether the events of January 6 constitute terrorism,
to a startling degree. 21 Two intellectuals believe the attack on the U.S. Capitol was
 In an experiment with 1,400 adults, the researchers an act of terrorism.
manipulated key facts about hypothetical acts of violence,
such as the tactic (a protest, a shooting, or a bombing, for 22 An event only counts as terrorism unless aims, locations, and
example), the target (such as a Christian community center intended actions are taken into account.
or a mosque), and the location (with options such as “in
the United States” or “in a foreign dictatorship”). Huff and 23 A mentally ill criminal is as much a terrorist as a group from
Kertzer found that many subjective qualities, such as the an overseas country which performs crimes.
perceived political agenda of the attackers, have a significant
impact on the likelihood that an event will be classified as 24 The 1,400 participants tended to define attacks as terrorism
terrorism.
based on personal opinions rather than the facts themselves.
 Acts carried out by collectives, particularly groups
from foreign countries, were around 15 percent more likely
25 In the eighth paragraph, one can find the argument that
to be labeled as terrorism. On the other hand, individual
supports the title of the text — How the Media Can Define
perpetrators with histories of mental illness are significantly
less likely to be considered terrorists. Terrorism.
 The public also exposed its biases: Participants were
significantly more likely to describe a Muslim actor as a
terrorist and less likely to attribute the same term to an actor
described as Christian. Additionally, attacks in which the
political motivations for the violence are unclear are more
likely to be understood as terrorism: “when in doubt, our
respondents are more likely to assume an incident is political
rather than personal,” the authors write.
 Huff and Kertzer then took their collected data and
modeled how real-world events might have been perceived
differently by the public, assuming different narrative
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

RIDE Tendo como base a Lei n. 9.264/1996 (Dispõe sobre o desmem-


REBECCA GUIMARÃES bramento e a reorganização da Carreira Policial Civil do Distrito
Federal), julgue o item.
26 Antes da transferência da capital para o Planalto Central,
Brazlândia era um povoado que integrava a área rural do mu- 33 Wagner deseja ser Perito Criminal da PC/DF e tem formação
nicípio goiano de Luziânia. A origem do nome da cidade está em Direito. De acordo com a legislação pertinente, é possível
associada à localização do povoado, próximo à fazenda da fa- sê-lo, visto ser exigido para o cargo qualquer curso superior,
mília Braz, às margens da antiga rodovia Goiânia-Planaltina. desde que seja de bacharelado.

27 No DF há presença de rochas cristalinas resistentes aos 34 De acordo com a Lei n. 4.878/1965, que dispõe sobre o regi-
processos erosivos; rios que fazem parte de importantes ba- me jurídico peculiar dos funcionários policiais civis da União
cias hidrográficas brasileiras, como o rio São Bartolomeu e do Distrito Federal, a função policial, fundada na hierarquia
(bacia do Tocantins); vegetação de cerrado com presença e na disciplina, é compatível com qualquer outra atividade,
de matas galerias e ciliares e clima tropical úmido com 4 a desde que haja compatibilidade de horário.
6 meses de seca provocada pelo predomínio da massa de ar
Tropical Continental. 35 De acordo com a Lei n. 4.878/1965 (que dispõe sobre o regi-
me jurídico peculiar dos funcionários policiais civis da União
28 Há predomínio da vegetação de cerrado no DF como também e do Distrito Federal), a precedência entre os integrantes das
a presença de rios pertencentes a importantes bacias hidro- classes e séries de classes do Serviço de Polícia Federal e do
gráficas brasileiras, como o rio Descoberto (bacia do Para- Serviço Policial Metropolitano se estabelece básica e primor-
ná), clima tropical com chuvas concentradas no verão e forte dialmente pela subordinação funcional.
atuação de anticiclones responsáveis por baixa umidade do ar
nos meses de inverno.
LEI N. 13.869/2019
WALLACE FRANÇA
29 Pelo índice de Gini, padrão internacional de análise da renda,
quanto mais próximo de 1, menor é a desigualdade, por con- Considerando as disposições da Lei n. 13.869/2019, julgue o
seguinte, quanto mais próximo de 0, maior é a desigualdade. item subsecutivo.
Logo, o DF concentra um alto índice de Gini.
36 Situação hipotética: Mauro, policial federal, realizou bus-
30 Com a criação da Companhia Urbanizadora da Nova Capital ca e apreensão, autorizada judicialmente, durante o repouso
(NOVACAP), o governo assegurou a distribuição de mora- noturno. Assertiva: Mauro, indubitavelmente, praticou crime
dia aos servidores públicos, vindos do Rio de Janeiro em sua de abuso de autoridade.
maioria, de acordo com a posição de cada um deles na buro-
cracia civil e com o seu nível de renda. A seguir será dada uma situação hipotética e uma assertiva a ser
julgada à luz da Lei n. 13.869/2019.
LEGISLAÇÃO PC/DF
RAFAEL DE OLIVEIRA 37 Situação hipotética: Bernardo, primário, comete cri-
me tipificado na Lei de Abuso de Autoridade – Lei n.
Com base no Decreto-Lei n. 2.266/1985 (criação da carreira PC/ 13.869/2019. Assertiva: deverá ser aplicada a Bernardo a
DF, cargos, valores e vencimentos), julgue o item que se segue. perda do cargo público como efeito da condenação do cri-
me de abuso de autoridade.
31 Considerado o interesse da Administração em priorizar a eco-
nomia e celeridade administrativa, o Governador do Distrito Julgue o item a seguir à luz da Lei n. 13.869/2019.
Federal poderá proibir, negando todos os direitos e vantagens,
inclusive o tempo de serviço, o afastamento de funcionários 38 Para que o agente incorra em crime de abuso de autoridade, é
para cursos de pós-graduação, especialização e extensão, no necessário dolo específico, logo não haverá punição na mo-
País ou no exterior. dalidade culposa dos delitos tratados na referida lei.

32 De acordo com o Decreto n. 30.490/2009 (Regimento Inter-


no da PC/DF), assessorar o Diretor-Geral mediante a execu-
ção das atividades de consultoria e assessoramento técnico
é competência do Chefe da Assessoria da Direção-Geral da
Polícia Civil.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

LEI 8.112/1990 Perceba que os mandados sob a responsabilidade da policial


RAPHAEL SPYERE Ana já foram estabelecidos, enquanto resta ao policial Paulo
a entrega dos mandados (M3, M7, M8, M9), de modo que ele
irá entregar apenas um mandado por dia, porém ele ainda não
39 Segundo a Lei n. 8.112/1990, a remoção é deslocamento do
escolheu a ordem que eles serão distribuídos. A quantidade
cargo público efetivo de ofício, embasado em motivos de
de maneiras distintas que o policial Paulo poderá organizar
interesse público, como o gerenciamento das demandas de
a distribuição dos mandados sob a sua responsabilidade será
serviço entre os diversos órgãos de um mesmo Poder Estatal, superior a 25.
ao passo que a redistribuição é deslocamento do servidor pú-
blico, que poderá ocorrer a pedido, independente do interesse 45 No centro de treinamento da Polícia Civil do Distrito Federal,
da Administração. o policial Carlos pratica uma série de dez tiros, e pelo seu his-
tórico de tiros disparados ele possui acerto ao alvo, em cada
LEI N. 8.429/1992 tiro, de 60%, independente dos tiros anteriores. Considerando
RAPHAEL SPYERE que 0,68 = 0,017, então a chance de que Carlos acerte exata-
mente oito tiros é igual a 12,24%.
Em conformidade com a Lei Geral de Improbidade Administrativa
– Lei n. 8.429/1992, julgue o item a seguir. 46 Considere que aos setecentos novos Policiais Civis do Dis-
trito Federal foram oferecidos três cursos de formação, de
40 Quando se tratar de ato de improbidade administrativa que modo que cada policial citado deverá fazer pelo menos um
importe em enriquecimento ilícito, a aplicação das sanções curso, a saber: Crime Digital (CD), Crime Financeiro (CF)
previstas na Lei n. 8.429/1992 dependerá da rejeição das con- e Crime Tributário (CT). Após todos realizarem a inscrição,
tas pelo órgão de controle interno ou pelo tribunal ou conse- constatou que:
lho de contas. - CD: 400 policiais;
- CF: 500 policiais;
RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO - CT: 500 policiais;
MARCELO LEITE - CD e CF: 260 policiais;
- CF e CT: 360 policiais;
- CD e CT: 240 policiais.
41 A negação da expressão “O delegado acredita que o suspeito
A partir dessas informações, é correto concluir que a quanti-
será julgado em tempo recorde” é equivalente a “O delegado
dade de policiais que se inscreveram nos três cursos ofereci-
acredita que o suspeito não será julgado em tempo recorde”.
dos é superior a 155.

42 A expressão (A ^ B) → (B v A) representa uma tautologia.


47 De acordo com os dados da Secretaria de Segurança Pública
do Distrito Federal, tem-se que 40% dos boletins de ocor-
43 Considere que as afirmações a seguir são verdadeiras:
rência se referem a roubo e que em 60% desses roubos foi
- Qualquer indivíduo que foi aprovado por meio de certame
utilizada arma de fogo. A porcentagem, em relação ao total
é graduado.
- Todo Policial Civil foi aprovado por meio de certame. de ocorrências registradas, de boletins de ocorrências que
É correto afirmar que “Algum Policial Civil não é graduado”. ocorreu tanto roubo quanto a utilização de arma de fogo é
superior a 26%.
44 Considere que Ana e Paulo são policiais civis e que nesta
semana deverão entregar dez mandados (M1, M2, M3, ..., 48 A função definida por F(x) = -x2 + 12x – 56 possui valor
M10) emitidos pelo Delegado-Chefe, e que a policial Ana já mínimo igual a 6.
escolheu o dia e o turno dos mandados sob a sua responsabi-
lidade, conforme é mostrado no quadro a seguir: 49 Considerando que a sequência (a1, a2, a3, ..., an) representa
uma progressão aritmética, de modo que a1 = 120 e razão
igual a -6, então a21 é igual a zero.
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta
Matutino

50 A sequência a seguir (a1, a2, a3, ..., an) possui a seguinte parti-
Ana (M2) Paulo Ana (M4) Paulo Ana (M5)
cularidade: a partir do 2º termo, cada termo será sempre 20%
maior que o termo anterior. Considerando que a1 = 1.000 e
Vespertino

que 1,210 é igual a 6,19, então a11 é superior a 6.189.


Paulo Ana (M6) Ana (M10) Ana (M1) Paulo
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 58 Sob pena de nulidade do ato, uma compra promovida pela
Administração será feita com a adequada caracterização de
seu objeto e a indicação dos recursos orçamentários para
DIREITO ADMINISTRATIVO seu pagamento.
RAPHAEL SPYERE

Acerca do Regime Jurídico Administrativo a que se submete a DIREITO CONSTITUCIONAL


Administração Pública, julgue as afirmativas subsequentes. RICARDO BLANCO

51 Com fundamento no princípio da moralidade e da impesso- Julgue os itens segundo entendimento do STF.
alidade, o STF entende que, independentemente de previsão
em lei formal, constitui violação à Constituição Federal a no- 59 Não cabe mandado de segurança contra decisão judicial com
meação de sobrinho da autoridade nomeante para o exercício trânsito em julgado.
de cargo em comissão, ainda que para cargo político, como o
de secretário estadual. 60 A jurisprudência da Segunda Turma do Supremo Tribunal
Federal consolidou-se no sentido de possibilitar a impetração
52 A prescritibilidade das ações de ressarcimento ao erário pelos de habeas corpus coletivo, notadamente nos casos em que
danos causados por agentes públicos, reconhecida pelo Su- se busca a tutela jurisdicional coletiva de direitos individuais
premo Tribunal Federal nos últimos anos, encontra exceção homogêneos, sendo irrelevante, para esse efeito, a circuns-
nos atos dolosos de improbidade administrativa. tância de inexistir previsão constitucional a respeito.

Julgue as afirmativas subsecutivas quanto ao Controle da Admi- A respeito do que preceitua a Constituição Federal, julgue os
nistração Pública. itens a seguir.

53 Uma das características da relação jurídica de controle exer- 61 A lei só poderá restringir a publicidade dos atos processu-
cido pela Administração Direta sobre a Administração indire- ais quando a defesa da intimidade ou o interesse social
ta é a inexistência de hierarquia. o exigirem.

54 O ato administrativo submete‐se ao controle promovido pela 62 São brasileiros naturalizados os que, na forma da lei, adqui-
própria Administração Pública, bem como pelos Poderes Ju- ram a nacionalidade brasileira, exigidas aos originários de
diciário e Legislativo, em face, respectivamente, do princípio países de língua portuguesa apenas residência por um ano
da autotutela e dos freios e contrapesos. ininterrupto e idoneidade moral.

Sobre a Classificação dos Atos Administrativos e suas Espécies, 63 A inelegibilidade relativa afirma que não podem alistar-se
analise os itens adiante atribuindo o valor de CERTO ou ERRADO. como eleitores os estrangeiros e, durante o período do serviço
militar obrigatório, os conscritos.
55 Uma autorização concedida a uma sociedade empresária para
fins de exploração de jazida, quanto aos efeitos, deve ser en- 64 Para concorrerem a outros cargos, o Presidente da República,
quadrada como ato declaratório. os Governadores de Estado e do Distrito Federal e os Prefei-
tos devem renunciar aos respectivos mandatos até seis meses
56 Ao conceder a determinado particular licença para cons- antes do pleito.
truir, a Administração estará praticando um ato administra-
tivo negocial. Julgue os itens segundo o entendimento do STF.

No tocante à Lei Geral de Licitações Públicas, julgue. 65 O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou que
todos os integrantes de guardas municipais do país tenham
57 As licitações deverão ser realizadas no local onde se situar a direito ao porte de armas de fogo, independentemente do ta-
sede do órgão ou entidade promotora do evento, ressalvado manho da população do município.
motivo de interesse público devidamente justificado e, em
qualquer caso, sem impedir a habilitação de interessados re- 66 É constitucional a atribuição às guardas municipais do exer-
sidentes ou sediados em outros locais. cício de poder de polícia de trânsito, inclusive para imposição
de sanções administrativas legalmente previstas.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

DIREITO PENAL 75 É possível, nos termos da lei, converter a prisão preventiva de


Carlos em domiciliar, desde que fique demonstrado que ele é
(GERAL E ESPECIAL) o único responsável pelos cuidados do filho.
ÉRICO PALAZZO
76 É possível, nos termos da lei, converter a prisão preventiva
67 A novatio legis in mellius sempre retroage, ainda que a con-
de Karolina em prisão domiciliar pelo fato de estar grávida,
duta tenha sido praticada durante a vigência de lei temporária
pois atualmente não é mais necessário estar com sete meses
ou excepcional.
de gravidez para fazer jus à prisão domiciliar.

68 De acordo com o princípio da nacionalidade ativa, a lei penal


77 É possível, nos termos da lei, converter a prisão preventiva
brasileira aplica-se a crime de furto praticado por brasileiro,
de Lúcio em domiciliar, por ele compartilhar os cuidados da
em solo francês, contra cidadão espanhol, se cumpridos de-
mãe deficiente com outra pessoa, mesmo não sendo ele im-
terminados requisitos legais.
prescindível aos cuidados especiais.

69 O princípio da individualização da pena deve ser observado Em relação à investigação criminal, analise a seguinte situação
sob os aspectos judicial, legislativo e administrativo. hipotética e julgue a assertiva.

70 Joana Pereira, dirigente de uma autarquia federal, comete Se policiais civis lotados na PC/DF durante o atendimento a uma
crime de prevaricação. É correto afirmar que Joana terá sua ocorrência policial se envolverem em situação em que usem da
pena aumentada em virtude da função de direção que ocupa. força letal no exercício profissional, é correto afirmar que:

71 Há crime de latrocínio, quando o homicídio se consuma, ain- 78 Neste caso os policiais investigados deverão ser citados da
da que não realize o agente a subtração de bens da vítima. instauração do procedimento investigatório, podendo cons-
tituir defensor no prazo de até 48 (quarenta e oito) horas a
72 A majorante do emprego de arma branca no crime de roubo contar do recebimento da citação.
não é aplicável ao agente que utiliza arma imprópria, a exem-
plo de uma chave de fenda, para roubar. À luz da jurisprudência dos tribunais superiores, julgue o
item a seguir.
73 Ao roubo cometido antes da entrada em vigor da Lei n.
13.964/2019 (Pacote Anticrime) com emprego de arma de 79 Há nulidade da audiência de custódia por violação de súmu-
fogo de uso restrito, deve a pena ser aumentada em dois la vinculante do STF quando o preso for conduzido com al-
terços (2/3). gemas, ainda quando justificada a necessidade do uso desta
pelo segregado, pois isto violaria o princípio da presunção de
74 Com relação aos crimes contra a honra, a retratação somente inocência e o princípio da humanidade.
é cabível na calúnia e difamação, e, para extinguir a punibili-
80 Transcorridas 24 (vinte e quatro) horas após o decurso do
dade do sujeito ativo, deve ocorrer antes da sentença.
prazo estabelecido no Código de Processo Penal para au-
diência de custódia, a não realização desta sem motivação
DIREITO PROCESSUAL PENAL idônea ensejará também a ilegalidade da prisão, a ser re-
DEUSDEDY SOLANO laxada pela autoridade competente e impossibilidade de
imediata decretação de prisão preventiva, o que não veda
Em relação às prisões e liberdade provisórias, analise a seguinte a possibilidade de decretação posterior da prisão cautelar,
situação hipotética e julgue as três assertivas sequenciais, nos quando se fizer necessário.
termos do Código de Processo Penal.
Em relação ao juiz das garantias, nos termos da lei, julgue o
Carlos, Karolina e Lúcio são réus em processo criminal acusados item a seguir.
pela suposta prática dos crimes de tráfico de drogas em associação
criminosa e homicídio qualificado. Os três acusados foram presos 81 Ele é o responsável pelo controle da legalidade da investi-
preventivamente após decisão judicial nesse sentido. Carlos tem gação criminal e pela salvaguarda dos direitos individuais
um filho de 12 anos e meio de idade, Lúcio tem uma mãe com cuja franquia tenha sido reservada à autorização prévia do
deficiência física e cuidava dela juntamente com a irmã com quem Poder Judiciário, sendo de sua competência decidir sobre a
dividia a reponsabilidade, Karolina está grávida de três meses. O
homologação de acordo de não persecução penal ou os de
Código de Processo Penal prevê a possibilidade de substituir a
colaboração premiada, quando iniciados na investigação e
prisão preventiva pela prisão domiciliar.
formalizados na ação penal.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

82 Conforme dispõe o Código de Processo Penal, se necessário Acerca do entendimento sumulado do Supremo Tribunal Federal
à prevenção e à repressão dos crimes relacionados ao tráfico em relação aos direitos humanos, julgue os itens.
de pessoas, o membro do Ministério Público ou o delegado
de polícia poderão requisitar, mediante autorização judicial, 88 Situação hipotética: em razão de sentença penal condenató-
às empresas prestadoras de serviço de telecomunicações e/ ria transitada em julgado, Arthur foi encaminhado a um es-
ou telemática que disponibilizem imediatamente os meios tabelecimento penal que impunha a ele um regime prisional
técnicos adequados – como sinais, informações e outros – mais gravoso. Assertiva: nesse caso, a manutenção de Arthur
que permitam a localização da vítima ou dos suspeitos do em regime prisional mais gravoso não é autorizada, conforme
delito em curso. Nesta hipótese, a diligência pode ser iniciada entendimento sumulado do STF, exceto se o Estado funda-
com o boletim de ocorrência, ou seja, mesmo antes do início mentar sua decisão no fato de não possuir um estabelecimen-
do inquérito policial, o qual deverá ser instaurado no prazo to penal adequado.
máximo de 72 (setenta e duas) horas, contado do registro da
89 Situação hipotética: Pedro vendeu, sem autorização do pro-
respectiva ocorrência policial.
prietário, um veículo do qual era fiel depositário. Assertiva:
nesse caso, conquanto o Pacto de San José da Costa Rica não
DIREITOS HUMANOS admita a prisão de Pedro, o entendimento do STF é de que
LUCIANO FAVARO a prisão é admissível se se tratar de depósito convencional.

Quanto às características, à classificação e ao histórico dos direitos Em 1996, o Brasil deu um importante passo na proteção dos direi-
humanos, julgue os itens: tos humanos ao instituir uma Política Nacional de Direitos Huma-
nos. Sobre essa Política, julgue o item.
83 Malgrado a característica da historicidade, não se admite que
os direitos humanos possam variar em decorrência de trans- 90 A instituição de uma Política Nacional de Direitos Humanos
formações das necessidades humanas, uma vez que os direi- pelo Brasil decorreu de recomendação da Assembleia Geral
tos humanos são também caracterizados como universais. das Nações Unidas na Conferência Internacional que procla-
mou a Declaração Universal dos Direitos Humanos, em 1948.
84 Em que pese o sistema global de proteção dos direitos hu-
manos ter surgido após a constituição da Organização das CONTABILIDADE
Nações Unidas, os sistemas regionais de proteção desses CLAUDIO ZORZO
direitos surgem no início do Século XX, quando países de
determinadas regiões começam a verificar a necessidade de Considerando os conceitos básicos da contabilidade como ciência,
proteger as pessoas de violações de direitos humanos perpe- o seu objeto e campo de aplicação, julgue os itens subsequentes:
tradas por outros Estados.
91 Os usuários externos das informações contábeis apresentadas
85 Situação hipotética: Kelly não é adepta de nenhuma religião pela entidade têm sua necessidade informacional totalmente
e, por esse motivo, pretende elaborar um documento no qual satisfeita pelos dados incluídos nos relatórios contábeis de
renuncia ao seu direito à liberdade de religião. Assertiva: propósito geral, não podendo buscar informações sobre a en-
nesse caso, conquanto Kelly não exerça o direito à liberdade tidade em outros meios.
de religião, ela não poderá renunciá-lo, haja vista que os di-
reitos humanos se caracterizam pela irrenunciabilidade. 92 Por patrimônio, entende-se o conjunto de bens, direitos e
obrigações de uma entidade; segundo a escola contábil atu-
86 O direito ao sufrágio universal pelo voto direto e secreto, com al, o patrimônio é representado no Balanço Patrimonial pelas
igual valor para todos, classifica-se como um direito humano origens e aplicações patrimoniais.
de primeira geração.
O lançamento contábil representa a ferramenta prática que a
87 O Brasil participa de organizações internacionais de âmbito empresa possui para registrar todos os seus fatos contábeis. Sobre
global e regional dedicadas à proteção dos direitos humanos. lançamentos, fórmulas e correções, julgue as seguintes questões:

93 O pagamento de uma despesa incorrida, com apropriação a


pagar de parte dela, será registrado em lançamento de 3ª fór-
mula e é um fato diminutivo.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

Sobre os regimes de escrituração, julgue a assertiva: INFORMÁTICA


TIAGO PÁDUA/MAURÍCIO FRANCESCHINI
94 A compra de mercadoria à vista e a venda dessa mercadoria,
no mesmo mês, com lucro e à vista, afetarão o resultado da Com relação à programação Python, julgue o item que segue.
empresa pelo regime de competência e pelo regime de caixa.
101 Uma tupla em Python é uma estrutura de dados utilizada para
Relativamente à natureza e ao propósito dos ativos e passivos nas armazenar valores, assim como a lista e o dicionário. Uma
entidades, julgue o item que se segue. tupla é uma coleção de dados ordenada e mutável.

95 Um ativo com vida útil indeterminada, como é o caso de um Considere os seguintes comandos na programação em Python.
terreno, não sofrerá depreciação, mesmo estando em uso.
frutas = ['laranja', 'maçã', 'pera', 'banana',
96 Um edifício em construção, que quando pronto será alugado 'maçã', 'banana']
para a Administração Pública Federal, será apresentado no print(frutas.index('banana'))
imobilizado da empresa como obras em andamento.
102 Este comando está correto e ao ser executado irá imprimir a
Sobre a apuração do resultado e a estrutura da DRE, julgue os saída seguinte:
itens seguintes: 3

97 Considerando a determinação da Lei n. 6.404/1976, a DRE Com relação à linguagem R, julgue o item que segue.
deve começar pela conta Receita Bruta de Vendas, de onde
serão excluídas as deduções das vendas, como é o caso do 103 R é uma linguagem de programação popular usada para com-
Imposto de Renda sobre as vendas brutas. putação estatística e representação de gráficos. Seu uso mais
comum é analisar e visualizar dados. Uma das características
98 As contas descontos comerciais concedidos e descontos fi- da linguagem R é de ser "case insensitive", deste modo, duas
nanceiros concedidos são despesas operacionais; não afetam variáveis que tenham o mesmo nome, mas com diferentes
a apuração do lucro bruto da empresa. capitalizações, serão consideradas como a mesma variável:
a <- 10
Sobre a escrituração, lançamentos e fatos contábeis, julgue as print(A)
assertivas: Este comando irá imprimir:
[1] 10
99 O desconto de 100 mil reais de duplicatas, com vencimento
para 90 dias, com encargos financeiros de 10 mil reais, será 104 Por se tratar de diferentes de linguagens de programação, não
registrado somente com contas patrimoniais, sendo os encar- é possível acionar APIs criadas em Python a partir de um pro-
gos registrados como despesa financeira conforme transcor- grama em R.
rer os 90 dias.
Julgue o item a seguir, a respeito de metadados de arquivos.
100 A escrituração contábil começa pelo registro dos fatos no
livro diário, no qual os registros são efetuados mediante 105 Os termos de licença de uso são um exemplo de metadados de
documentos que comprovem as ocorrências dos fatos; preservação, uma vez que tem por objetivo preservar a pro-
posteriormente, os saldos lançados serão registrados no livro priedade intelectual dos arquivos aos quais estão relacionados.
razão, que servirá de base para a elaboração do balancete e,
por consequência, das demonstrações contábeis, que serão 106 No sistema operacional Linux, o uso do comando sudo, no
transcritas no livro razão para fins de encerramento do terminal de comandos, permite alternar o privilégio de acesso
exercício contábil. de um usuário comum para superusuário, oferecendo-lhe per-
missão para executar comandos administrativos.

107 No terminal de comandos Linux, é possível abrir um arquivo


e editá-lo diretamente nesse ambiente por meio do comando
vi, ou apenas exibir o seu conteúdo sem edição, por meio do
comando more.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

108 A operação do cubo dimensional conhecida como slice ou 115 A potência de um teste é igual à probabilidade de rejeitar a
fatiamento, reduz o universo dos dados analisados sem, con- hipótese nula, dado que ela é falsa.
tudo, reduzir a quantidade de dimensões do cubo.
Com base nos conceitos de probabilidade, julgue os seguintes itens.
109 O uso do protocolo HTTPS é suficiente para a implementa-
ção de uma rede VPN, por meio da qual será possível acessar 116 Considere dois eventos A e B, de modo que P(A|B) = 0,50,
uma intranet remotamente com toda a segurança da cripto- P(A) = 0,70 e P(B) = 0,40, então P (A Ս B) = 0,60.
grafia e certificação digital.
117 Quando dois eventos são independentes, A e B são indepen-
110 Para acessar os dados da célula A5 da planilha Plantão da dentes: P(A) = P(A|B).
pasta de trabalho 22DPC.xlsx, que se encontra no mesmo
diretório de outro arquivo do MS Excel, no qual o agente Para determinar a satisfação dos alunos da rede pública de ensino,
Carlos está trabalhando no momento, é suficiente usar a refe- foram selecionadas aleatoriamente algumas escolas e todos os
rência [22DPC.xlsx]Plantão!A5. alunos dessas escolas responderam a um questionário.

Com base nessa situação e nos seus conhecimentos sobre os méto-


ESTATÍSTICA dos de amostragem, julgue os seguintes itens:
THIAGO CARDOSO
118 O método de amostragem utilizado é a amostragem
Em um aeroporto hipotético, o fluxo de passageiros (em milhões ao sistemática.
ano) ao longo desde 2007 a 2020 foi registrado no gráfico a seguir.
119 O método de amostragem utilizado é não probabilístico, por-
que os alunos das escolas selecionadas têm uma probabili-
dade de participar da amostragem diferente dos alunos das
escolas que não foram selecionadas.

120 A amostragem aleatória estratificada é mais custosa, porque


envolve a necessidade de formação de estratos mais homogê-
neos que a população original, porém é mais eficiente que a
técnica ilustrada nesse exemplo.

Com base nessa situação, julgue os itens a seguir.

111 O gráfico mostra uma série temporal.

112 O fluxo médio anual de passageiros de 2015 a 2020 foi infe-


rior a 15 milhões.

Um fabricante de cigarros alegou que o teor de nicotina em seus


cigarros é inferior a 1% com desvio padrão igual a 0,2%. Porém, em
uma amostra de 16 cigarros, encontrou-se um teor médio de 1,1%.
Dados: P (Z < 1,64) = 95%

Com base nessa situação, julgue os itens a seguir.

113 Considerando um nível de significância de 95%, a hipótese


nula foi rejeitada.

114 O teste em questão é unilateral à direita.


PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

PROVA DISCURSIVA
FERNANDO MOURA

• Nesta prova, faça o que se pede, usando, caso deseje, o espaço para rascunho indicado no presente caderno. Em seguida, transcreva
o texto para a FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO DA PROVA DISCURSIVA, no local apropriado, pois não será avaliado frag-
mento de texto escrito em local indevido.
• Qualquer fragmento de texto além da extensão máxima de linhas disponibilizadas será desconsiderado.
• Na Folha de Texto Definitivo, a presença de qualquer marca identificadora no espaço destinado à transcrição do texto definitivo
acarretará a anulação da sua prova discursiva.
• Ao domínio do conteúdo serão atribuídos até 30,00 pontos, dos quais até 1,00 ponto será atribuído ao quesito apresentação (legibi-
lidade, respeito às margens e indicação de parágrafos) e estrutura textual (organização das ideias em texto estruturado).

Leia o texto a seguir.

A tecnologia da informação é hoje parte fundamental da sociedade. Não é mais possível tomar uma ação sem que haja integra-
ção com a TI. Portanto, a polícia deve se tornar cada vez mais aparelhada e especializada para aproveitar a tecnologia no comba-
te ao crime.
Na era digital, as leis do País e as regras de convívio social devem ser transportadas para a internet, afinal, ela é a continuidade
da vida de todos os cidadãos. Os crimes que não são permitidos no mundo real também não podem ocorrer no mundo virtual.
A evolução tecnológica tem sido aproveitada por criminosos para fraudes ao sistema, formações de quadrilhas e exposição de
crimes. Para combater esses episódios de violência, os principais mecanismos são as bases policiais já existentes, tanto a Polícia
Militar, para fazer operações de campo e prender pessoas de fato, quanto as Polícias Civil e Federal, que têm habilidades técnicas
para investigações, descobrir quem são os alvos e aqueles que praticam os crimes. Em um segundo momento, é necessário gerar as
provas para que a Justiça possa prender essas pessoas. Essas ações se tornarão mais efetivas a partir da entrega de ferramentas que
potencializam a capacidade de investigação.

Folha de São Paulo, 23/8/2020 (com adaptações)

Considerando que o fragmento de texto anterior tem caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo acerca do se-
guinte tema.

ERA DIGITAL E SEGURANÇA PÚBLICA.

Ao elaborar seu texto, trate, necessariamente, dos seguintes aspectos:


– Importância da tecnologia no combate ao crime; [valor: 10,00 pontos]
– Necessidade de aplicação de metodologias e capacitação de policiais na era digital; [valor: 10,00 pontos]
– Papel dos setores de inteligência policial. [valor: 9,00 pontos]
SIMULADO PREPARATÓRIO PARA CONCURSO PÚBLICO
POLÍCIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL
AGENTE DE POLÍCIA

GABARITO

Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito E C E E C E C C C E C C C C E C E E E C

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito E E E C C C E C E C E C E E C E E C E E

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
Gabarito E C E E C C E E C C E C C C E C C C C C

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C C E C C C E C C E C E C C E E E C E E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E C E E C C C E E E E C E E C E E E C E

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E C E E E C C E E C C C C C C E C E E C
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

CONHECIMENTOS BÁSICOS forma que se usa para negar o conteúdo perigoso do álcool.
Apesar de sabermos que comer e beber em conjunto sempre
foi uma forma que os seres humanos utilizaram para reforçar
LÍNGUA PORTUGUESA os laços sociais e religiosos, é necessário também lembrar
VÂNIA ARAÚJO 55 que, em certas condições, isso pode se tornar uma prática de
finalidade oposta, ou seja, não de reforçar, mas de cortar os laços.
1  É comum, em famílias com estrutura geradora de pa-
tologias, que o fenômeno de filhos que se drogam não seja Luiz Alberto Pinheiro de Freitas. Adolescência, Família e
percebido com facilidade. É necessário, muitas vezes, que o Drogas. Pág. 42-44 (com adaptações).
quadro se agrave para que os outros participantes do grupo
5 familiar se deem conta de sua inclusão na problemática. Em Julgue os itens a seguir no que tange às ideias e às estruturas lin-
muitos grupos, e na grande maioria no de adolescentes, ex- guísticas do texto precedente.
perimentam-se drogas, sem, entretanto, evoluírem para uma
toxicomania. Até porque, nessa etapa da vida, as pressões 1 Trata-se de texto expositivo cujo foco é informar sobre os
do grupo e a necessidade de contestação sistemática como perigos do álcool e das drogas ilícitas.
10 uma prática de liberdade levam rapazes e moças a experi-
mentarem drogas. Isto não quer dizer que todos se tornarão Errado.
dependentes, ou que venham de famílias que tenham alguma Trata-se de texto argumentativo cujo foco é discutir o fato de
predisposição. que nem sempre o fenômeno dos jovens que se drogam é perce-
 Na origem de qualquer dependência, estão a falta de bido com facilidade na família ou na sociedade de modo geral.
15 amor e o abandono – a verdadeira origem dessa grave patolo-
gia. A utilização da droga, seja de qual espécie for, é sempre 2 É correto substituir a locução “através de”, no trecho “ve-
um sintoma que denuncia um grave comprometimento com nham sempre associados a sucesso, dinheiro, felicidade no
a possibilidade de se lidar com a frustração. O acúmulo de amor, através de belos homens ou mulheres.” (l. 28-30) pela
frustrações, as quais desde a mais tenra infância atormentam expressão por intermédio de.
20 uma pessoa, a leva a uma total intolerância com o seu viver,
com o seu dia a dia. Essa vida insuportável é aliviada através Certo.
da utilização de uma droga, possivelmente como vê ou via A locução através de pertence à família do verbo atravessar.
seus pais fazerem, muitas vezes de forma socialmente bem Deve, portanto, ser empregada no sentido de “passar de um
aceita, através de um Lexotan, um Rohipnol, um Whisky para lado a outro” ou “passar ao longo de” – que não é o caso do
25 relaxar. Ou seja, o efeito psicológico desejado é sempre o de trecho em análise. Já, a locução por intermédio de é emprega-
um anestésico para a angústia, mesmo que o efeito físico- da para atribuir ideia de “mediação”, e constitui, neste caso, o
-químico seja diverso. emprego mais acertado.
 É comum que anúncios de bebidas e cigarros venham
sempre associados a sucesso, dinheiro, felicidade no amor, 3 De acordo com a argumentação do texto, a ideia expressa
30 através de belos homens ou mulheres. É a vida de sucesso, pelo verbo “haver”, no trecho “a angústia irrompe e com ela
de felicidade plena, ou seja: sem frustrações – o ideal maní- temos que nos haver” (l. 33-34) corresponde a enfrentar, li-
aco da felicidade eterna e ininterrupta! Contudo essa não é a dar, por isso sua substituição por este último verbo preserva-
forma como o ser humano vive: a angústia irrompe e com ela
ria a coerência e a correção gramatical do texto.
temos que nos haver. Mas nem todos suportam isso, daí os
35 anestésicos sob a forma do uso continuado de drogas, as mais Errado.
diferentes. O adolescente é presa fácil desse tipo de apelo: ele Embora no trecho “a angústia irrompe e com ela temos que
também quer ter sucesso, aparecer como importante e cresci- nos haver” (l. 33-34) a ideia expressa pelo verbo “haver” cor-
do. São, contudo, as drogas ditas oficiais as que, na verdade, responda mesmo a enfrentar, lidar, e o verbo lidar requeira a
mais trazem problemas de internações no âmbito da saúde preposição “com”, o prejuízo gramatical ficaria por conta do
40 pública: o cigarro, na área de pneumologia, e a bebida, na pronome “nos” que é admitido somente com o verbo haver (O
saúde mental. Normalmente o adolescente começa bebendo, verbo “haver”, no sentido de lidar, enfrentar, é pronominal).
e os pais achando graça do porre do filho – já é homem, pode Portanto, este item somente seria correto se o examinador pro-
beber! Contudo, se fumar maconha, escandaliza a todos. pusesse a substituição de “nos haver” por “lidar”.
 Em muitas casas, em vez de biblioteca na sala,
45 encontramos o bar, ou o bar como altar, onde se fomenta uma
cultura do álcool – uma idolatria muitas vezes de funestas
consequências. É extremamente corriqueiro e até de bom tom
oferecer-se uma bebida, quase sempre alcoólica, para a visita
que chega. A pergunta é feita, de preferência no diminutivo
50 – quer uma cervejinha, um whiskyzinho, uma batidinha? –,
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

4 A oração “Essa vida insuportável é aliviada através da utili- 8 Segundo o autor, os diminutivos utilizados nos termos da
zação de uma droga...”, (l. 21-22) exprime o motivo, a causa pergunta “quer uma cervejinha, um whiskyzinho, uma batidi-
pela qual uma pessoa é levada a uma total intolerância com o nha?” (l. 50) constituem um eufemismo que tem a intenção
seu viver, com o seu dia a dia. de camuflar os males que o álcool acarreta ao organismo de
quem consome as bebidas mencionadas.
Errado.
A oração “Essa vida insuportável é aliviada através da utiliza- Certo.
ção de uma droga...” exprime fato consecutivo ao fato de uma Esta é uma questão de cobrança da compreensão das ideias do
pessoa ser levada a uma total intolerância com o seu viver, com texto (daquilo que está escrito) e, efetivamente, o texto traz essa
o seu dia a dia; por isso, não há como atribuir a essa oração uma informação de que os diminutivos constituem um eufemismo
noção de causa/motivo. cuja intenção é de camuflar os males que o álcool acarreta ao
organismo de quem consome as bebidas mencionadas – con-
5 Infere-se da argumentação do segundo parágrafo que o acú- forme se constata no trecho das linhas 49 a 51: “A pergunta é
mulo de frustrações que atormentam uma pessoa a levam a feita, de preferência no diminutivo – quer uma cervejinha, um
uma total intolerância com o seu viver e esse estado de insa- whiskyzinho, uma batidinha? –, forma que se usa para negar o
tisfação é aliviado por meio da utilização de drogas, muitas conteúdo perigoso do álcool.”.
vezes, socialmente aceitas.
9 As relações de sentido do trecho em que se insere permitem
Certo. a substituição da locução “Apesar de”, na linha 52, pela locu-
Essa inferência pode ser corroborada pelo trecho das linhas 18 ção A despeito de.
a 25: “O acúmulo de frustrações, as quais desde a mais tenra
infância atormentam uma pessoa, a leva a uma total intolerân- Certo.
cia com o seu viver, com o seu dia a dia. Essa vida insuportável As locuções “Apesar de” e “A despeito de” são concessivas
é aliviada através da utilização de uma droga, possivelmente (empregadas para introduzirem orações que exprimem um fato
como vê ou via seus pais fazerem, muitas vezes de forma so- que se admite em oposição a outro) e, por isso, a substituição de
cialmente bem aceita, através de um Lexotan, um Rohipnol, um uma pela outra, além de preservar o sentido do trecho, preserva
Whisky para relaxar.”. também a correção gramatical.

6 A supressão da vírgula empregada logo após o vocábulo 10 Segundo as informações do último parágrafo do texto, “co-
“droga” (l. 16) alteraria os sentidos originais do texto, mas mer e beber em conjunto” (l. 52) são atitudes que sempre
manteria sua correção gramatical. carregam uma finalidade oposta, já que tanto podem reforçar
laços sociais e religiosos como podem rompê-los.
Errado.
O trecho ficaria gramaticalmente incorreto com a supressão da Errado.
vírgula presente após “droga” (l. 16), porque isso implicaria a A informação que se depreende do texto é a de que “comer e be-
interposição de uma vírgula (empregada após “for”, na linha ber em conjunto” são atitudes que carregam, em determinadas
16) entre sujeito e predicado. circunstâncias, uma finalidade oposta, já que tanto podem re-
forçar laços sociais e religiosos como podem rompê-los. Então,
7 O vocábulo “funestas” (l. 46) pode ser substituído pelo vocá- não se pode afirmar que tais atitudes sempre acontecem.
bulo prejudiciais sem que isso prejudique o sentido do tre-
cho em que se insere. Lugar das almas

Certo. 1  Li este texto outro dia, quando especulava um interes-


Contextualmente, a substituição do vocábulo “funestas” por sante site da Internet:
prejudiciais, na linha 46, não provocaria mudança no sentido  “Meu pai, que gosta de se considerar um sujeito objetivo
do trecho, já que o sentido continuaria a ser “(...) onde se fo- e pragmático, usa o termo poeta como uma espécie de xinga-
menta uma cultura do álcool – uma idolatria muitas vezes de 5 mento,. “Fulano é um poeta”, ele diz, querendo dizer “fulano
prejudiciais consequências.”. é um irresponsável, um incompetente, vive fora da realida-
de”. A verdade é que, como já disse o grande escritor argen-
tino Jorge Luis Borges, em tom de blague, a gente é obrigado
a se relacionar com poetas – ou até mesmo com gente pior.
10  E no entanto meu pai tem, sim, e muito mal disfarçada,
uma veia poética que sangra regularmente. Ele lê furiosa-
mente, curte palavras charmosas e inteiramente fora de moda,
faz questão de escolher expressões evocativas e nostálgicas
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

para se referir aos objetos mais comuns. “Bacia das almas” é 14 A expressão “E no entanto” (l. 10) é utilizada para anunciar
15 o nome que ele deu a uma bacia de alumínio do seu galpão de uma contradição que o filho detecta no pai, a qual se mani-
ferramentas, à qual remete todas as porcas, arruelas e parafu- festa nos trechos “usa o termo poeta como uma espécie de
sos para os quais não vê aplicação imediata. É na “Bacia das xingamento” (l. 4-5) e “faz questão de escolher expressões
almas” que vão repousar, talvez para sempre, os objetos re- evocativas e nostálgicas para se referir aos objetos mais co-
jeitados, tortos, gastos, empenados, os que não se encaixam; muns.” (l. 13-14).
20 é lá que viverão eles na improvável esperança de se tornarem
úteis novamente, ou, quem sabe, pela primeira vez.” Certo.
 Lembrei-me, enquanto lia esse texto tão sugestivo, de A expressão “E no entanto”, composta pela aditiva retórica “E”
que o poeta Carlos Drummond de Andrade escreveu há muito e pela locução adversativa “no entanto”, é usada para eviden-
tempo um livro chamado Brejo das Almas – nome que ele ciar essa contradição do pai, constatada pelo filho, conforme
25 tomou emprestado de uma cidadezinha mineira. É um livro corroboram os trechos “usa o termo poeta como uma espécie de
melancólico, e o título espelha bem o estado de ânimo em que xingamento” e “faz questão de escolher expressões evocativas
se encontrava ele quando escreveu aqueles poemas. e nostálgicas para se referir aos objetos mais comuns.”
 Como se vê, assim como acontece com parafusos tortos
e outras tranqueiras inúteis, também conosco parece às vezes 15 A partir das informações do texto, é possível inferir que o
30 não haver outro remédio senão irmos parar numa bacia de
pai do autor criou a expressão “Bacia das almas” (l. 14) ins-
alumínio, onde jogamos nossas almas, ou num brejo, onde
pirado pelo título que Drummond deu ao seu livro Brejo das
elas podem atolar.
Almas (l. 24).
Extraído de uma coletânea de Belisário de Lima Tenório.
2006 (com adaptações). Errado.
A partir da leitura do texto da internet – em que o pai do autor
Acerca das ideias, dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto criou a expressão “Bacia das almas” – o autor do texto em análi-
precedente, julgue os itens subsequentes. se lembrou-se do título do livro de Drummond, Brejo da Almas,
já que, para ele, ambas as expressões eram bastante sugestivas.
11 A substituição das vírgulas presentes nas linhas 3 e 4 por tra-
vessões ou parênteses ainda preservaria a correção gramati- 16 Mantém-se a correção gramatical e as relações de sentido
cal e a relação de sentido do trecho. do texto com a reescrita do trecho “é lá que viverão eles na
improvável esperança de se tornarem úteis novamente, ou,
Certo. quem sabe, pela primeira vez.” (l. 20-21) como: é lá que eles
Como as vírgulas destacam uma explicação, elas podem ser viverão na remota expectativa de se tornarem úteis novamen-
substituídas, de maneira adequada, por travessões ou parênteses. te, ou, talvez, ganharem utilidade pela primeira vez.

12 Infere-se das ideias do texto que ao filho não pareceu coeren- Certo.
te que um nome tão sugestivo fosse criado exatamente por A reescrita proposta preserva tanto a correção gramatical quan-
quem não demonstrava ter muito respeito pelos poetas. to as relações de sentido do texto: “é lá que viverão eles na im-
provável esperança de se tornarem úteis novamente, ou, quem
Certo. sabe, pela primeira vez.” é equivalente a “é lá que eles viverão
Essa inferência é corroborada pelos trechos “Meu pai, que gos- na remota expectativa de se tornarem úteis novamente, ou, tal-
ta de se considerar um sujeito objetivo e pragmático, usa o ter- vez, ganharem utilidade pela primeira vez.”.
mo poeta como uma espécie de xingamento” (l. 3-5) e “E no
entanto meu pai tem, sim, e muito mal disfarçada, uma veia 17 A substituição do verbo sublinhado no trecho “à qual remete
poética que sangra regularmente. Ele lê furiosamente, curte pa- todas as porcas, arruelas e parafusos para os quais não vê
lavras charmosas e inteiramente fora de moda, faz questão de aplicação imediata.” (l. 16-17) pelo verbo joga mantém a
escolher expressões evocativas e nostálgicas para se referir aos
correção gramatical e a relação de sentido do texto.
objetos mais comuns.” (l. 10-14).
Errado.
13 Considerando-se o contexto, a expressão “em tom de blague” Embora os dois verbos tenham sentidos semelhantes, a substi-
(l. 8) pode ser entendida como de forma jocosa. tuição do verbo remete pelo verbo joga acarreta prejuízo gra-
matical, tendo em vista que a regência do primeiro verbo requer
Certo. a preposição “a” e a do segundo requer a preposição “em”, o
O vocábulo “blague” é oriundo do francês e significa “piada”, que necessariamente implicaria a substituição da expressão “à
“história engraçada” e, por isso, essa expressão pode ser inter- qual” por “na qual”.
pretada corretamente como de forma jocosa.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

18 No trecho “Lembrei-me, enquanto lia esse texto tão sugesti- LÍNGUA INGLESA
vo, de que o poeta Carlos Drummond de Andrade escreveu ALEXANDRE HARTMANN
há muito tempo um livro chamado Brejo das Almas...” (l. 22-
24), a substituição de “de que” por aonde não prejudicaria a How the Media Can Define Terrorism
correção gramatical do texto. Two scholars argue that the language used to describe violent
events influences whether people see it as terrorism—with
Errado. real-world consequences.
A substituição da expressão “de que” por “aonde” provoca-
ria erro de regência verbal, já que a preposição “de” é reque-  Among the debates that continue to swirl around the
rida pelo verbo pronominal “lembrei-me”. Ademais, o termo events of January 6 is a question of definitions: Does the
“aonde” atribui ideia de movimento, que não existe no trecho storming of the U.S. Capitol count as an act of terrorism?
demarcado.  Although the events of January 6 are recent, the debate
is an old one. “Whenever a major violent action takes place
19 Para o autor, Drummond escolheu intencionalmente o nome in the United States, a public debate erupts as to whether it
“Brejo das Almas” para o seu livro, pois queria transmitir o should be classified as terrorism or not,” note Connor Huff
estado de ânimo em que se encontrava ao escrever os poemas. and Joshua D. Kertzer. The scholars were writing in 2018,
a few years removed from the mass shooting in Charleston,
Errado. South Carolina; the mass shooting in the Orlando Pulse
O autor não afirma que Drummond escolheu intencionalmente nightclub; and the Boston Marathon bombings, among other
o nome do livro para expressar o seu estado de ânimo ao escre- highly publicized acts of violence.
ver os poemas. Isso seria uma extrapolação das ideias do texto!  As Huff and Kertzer’s work suggests, the media
O que o autor afirma, apenas, é que se lembrou de um livro narratives Americans consume may shape their opinions
escrito por Drummond chamado Brejo das Almas, o qual era about whether the events of January 6 constitute terrorism,
melancólico e cujo título espelhava bem o estado de ânimo em to a startling degree.
que se encontrava ele quando escreveu aqueles poemas.  In an experiment with 1,400 adults, the researchers
manipulated key facts about hypothetical acts of violence,
20 Trata-se de uma prosa poética, por meio da qual o autor faz such as the tactic (a protest, a shooting, or a bombing, for
uma reflexão, a partir de um texto que ele lera na internet, example), the target (such as a Christian community center
sobre a destinação que se acaba dando às coisas que deixaram or a mosque), and the location (with options such as “in
de ter valor ou que nunca tiveram valia. the United States” or “in a foreign dictatorship”). Huff and
Kertzer found that many subjective qualities, such as the
Certo. perceived political agenda of the attackers, have a significant
Trata-se de uma crônica reflexiva, texto de tipologia predomi- impact on the likelihood that an event will be classified as
nantemente narrativa e, portanto, uma prosa poética, por meio terrorism.
da qual o autor reflete sobre a destinação que damos às coisas  Acts carried out by collectives, particularly groups
que não têm mais valor ou que nunca tiveram. E toda essa refle- from foreign countries, were around 15 percent more likely
xão é motivada por um texto que ele lera na internet. to be labeled as terrorism. On the other hand, individual
perpetrators with histories of mental illness are significantly
less likely to be considered terrorists.
 The public also exposed its biases: Participants were
significantly more likely to describe a Muslim actor as a
terrorist and less likely to attribute the same term to an actor
described as Christian. Additionally, attacks in which the
political motivations for the violence are unclear are more
likely to be understood as terrorism: “when in doubt, our
respondents are more likely to assume an incident is political
rather than personal,” the authors write.
 Huff and Kertzer then took their collected data and
modeled how real-world events might have been perceived
differently by the public, assuming different narrative
constructions about the same set of facts. For instance,
their models showed that narrative constructions about the
San Bernardino attackers could sway Americans’ likelihood
of labeling the events “terrorism” by wide margins. If the
perpetrators were labeled as having ties to foreign powers
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

and a goal of changing policy, participants were 82 percent 23 A mentally ill criminal is as much a terrorist as a group from
likely to label the attackers as terrorists. On the other hand, an overseas country which performs crimes.
if a media outlet did not mention the attackers’ religion
(Islam) but did raise the specter of mental illness (one Errado.
of the perpetrators, Syed Rizwan Farook, had an abusive A questão propõe: “Um criminoso doente mental é tão
father), the probability that the public might define the terrorista quanto um grupo oriundo de um país estrangeiro que
attacks as terrorism dropped to 31 percent. comete crimes”. No entanto, o texto afirma apenas que “Atos
 All told, the authors showed empirically how the praticados por organizações, particularmente grupos oriundos
definition of terrorism can be socially constructed. In choosing de países estrangeiros, tiveram cerca de quinze porcento mais
how to frame and relate acts of violence to the public, the probabilidade de serem rotulados como terroristas. Por outro
media wields “considerable power” in this process, Huff and lado, criminosos com histórico de doença mental tendem
Kertzer write. a ser considerados menos terroristas”. [Acts carried out by
 Crucially, they add, reporters’ decisions about narrative collectives, particularly groups from foreign countries, were
construction will have real and immediate consequences. around 15 percent more likely to be labeled as terrorism. On
Defining a violent act as terrorism to the public will influence the other hand, individual perpetrators with histories of mental
how perpetrators are prosecuted, how the country responds, illness are significantly less likely to be considered terrorists.]
how Americans cast their votes in upcoming elections, and O erro da questão? Afirmar que ambos são terroristas.
more.
24 The 1,400 participants tended to define attacks as terrorism
Source: https://daily.jstor.org/how-the-media-can- based on personal opinions rather than the facts themselves.
define-terrorism/

Certo.
Judge the following items according to the text.
A questão propõe: “Os 1.400 participantes tenderam a definir
ataques como terrorismo com base em opiniões pessoais ao in-
21 Two intellectuals believe the attack on the U.S. Capitol was
vés dos fatos em si mesmos”. O texto afirma: “The public also
an act of terrorism. exposed its biases:”. [O público (os participantes) também ex-
pôs sua parcialidade.]
Errado.
A questão propõe: “Dois estudiosos acreditam que o ataque
25 In the eighth paragraph, one can find the argument that
ao Capitólio foi um ato de terrorismo”. Em nenhuma parte do
supports the title of the text — How the Media Can Define
texto, os acadêmicos associam o dia seis de janeiro a um ato
Terrorism.
de terrorismo.

Certo.
22 An event only counts as terrorism unless aims, locations, and
A questão propõe: “No oitavo parágrafo, é possível encontrar
intended actions are taken into account.
o argumento que comprova o título do texto – Como a Mídia
Pode Definir Terrorismo”. O oitavo parágrafo afirma: “All told,
Errado.
the authors showed empirically how the definition of terrorism
A questão propõe: “Um evento somente é considerado
can be socially constructed. In choosing how to frame and relate
terrorismo se alvos, locais e ações pretendidas não forem
acts of violence to the public, the media wields ‘considerable
levados em conta”. O conector “unless” significa except if ou
power’ in this process, Huff and Kertzer write”. [Dito isso,
if... not... O texto afirma: “In an experiment with 1,400 adults,
os autores mostraram empiricamente como a definição de
the researchers manipulated key facts about hypothetical acts of
terrorismo pode ser socialmente construída. Ao mostrar como
violence, such as the tactic (a protest, a shooting, or a bombing,
formular e relacionar atos de violência para os participantes, a
for example), the target (such as a Christian community center or
mídia exerce “considerável influência” neste processo, Huff e
a mosque), and the location (with options such as ‘in the United
Kertzer escrevem.]
States’ or ‘in a foreign dictatorship’).” [Em um experimento
com 1.400 adultos, os pesquisadores manipularam fatores-
chave sobre atos de violência hipotéticos, tais como a tática (um
protesto, um tiroteio ou um bombardeio, por exemplo), o alvo
(tais como um centro comunitário cristão ou uma mesquita), e
a localização (com opções tais como “nos Estados Unidos” ou
“em uma ditadura estrangeira”).]
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

RIDE 30 Com a criação da Companhia Urbanizadora da Nova Capital


REBECCA GUIMARÃES (NOVACAP), o governo assegurou a distribuição de mora-
dia aos servidores públicos, vindos do Rio de Janeiro em sua
26 Antes da transferência da capital para o Planalto Central, maioria, de acordo com a posição de cada um deles na buro-
Brazlândia era um povoado que integrava a área rural do mu- cracia civil e com o seu nível de renda.
nicípio goiano de Luziânia. A origem do nome da cidade está
associada à localização do povoado, próximo à fazenda da fa- Certo.
A NOVACAP além de coordenar a construção de Brasília, tam-
mília Braz, às margens da antiga rodovia Goiânia-Planaltina.
bém distribuiu as moradias entre os servidores públicos que
para cá se dirigiram na época.
Certo.
Brazlândia e Planaltina são exemplos da identidade de uso e
ocupação do solo e da morfologia arquitetônica das cidades LEGISLAÇÃO PC/DF
do Planalto Central anteriores à construção da cidade de Bra- RAFAEL DE OLIVEIRA
sília – à época da construção da nova capital, essas cidades de
pequeno porte eram centros de apoio ao meio rural goiano. Com base no Decreto-Lei n. 2.266/1985 (criação da carreira PC/
Lembrando que, na época, Brazlândia era um distrito de Santa DF, cargos, valores e vencimentos), julgue o item que se segue.
Luzia (Luziânia).
31 Considerado o interesse da Administração em priorizar a eco-
27 No DF há presença de rochas cristalinas resistentes aos nomia e celeridade administrativa, o Governador do Distrito
processos erosivos; rios que fazem parte de importantes ba- Federal poderá proibir, negando todos os direitos e vantagens,
cias hidrográficas brasileiras, como o rio São Bartolomeu inclusive o tempo de serviço, o afastamento de funcionários
(bacia do Tocantins); vegetação de cerrado com presença para cursos de pós-graduação, especialização e extensão, no
de matas galerias e ciliares e clima tropical úmido com 4 a País ou no exterior.
6 meses de seca provocada pelo predomínio da massa de ar
Tropical Continental. Errado.
A questão apresenta alguns erros. De acordo com o artigo 12
Errado. da referida lei:
O rio São Bartolomeu faz parte da bacia do Paraná, e o período
úmido é sempre de duração semestral. Art. 12. Considerado o interesse da Administração em
aperfeiçoar o contingente de recursos humanos da Po-
28 Há predomínio da vegetação de cerrado no DF como também lícia Civil do Distrito Federal, o Governador do Distrito
a presença de rios pertencentes a importantes bacias hidro- Federal poderá autorizar, assegurados todos os direitos e
gráficas brasileiras, como o rio Descoberto (bacia do Para- vantagens, inclusive o tempo de serviço, o afastamento de
ná), clima tropical com chuvas concentradas no verão e forte funcionários para cursos de pós-graduação, especialização
atuação de anticiclones responsáveis por baixa umidade do ar e extensão, no País ou no exterior.
nos meses de inverno.
Portanto, incorreta a questão.
Certo.
O item descreve corretamente as características físicas do DF, 32 De acordo com o Decreto n. 30.490/2009 (Regimento Inter-
como vegetação, clima e hidrografia. no da PC/DF), assessorar o Diretor-Geral mediante a execu-
ção das atividades de consultoria e assessoramento técnico
29 Pelo índice de Gini, padrão internacional de análise da renda, é competência do Chefe da Assessoria da Direção-Geral da
quanto mais próximo de 1, menor é a desigualdade, por con- Polícia Civil.
seguinte, quanto mais próximo de 0, maior é a desigualdade.
Logo, o DF concentra um alto índice de Gini. Certo.
Exatamente. Essa é uma das muitas funções do Chefe da Asses-
Errado. soria da Direção-Geral da Polícia Civil, conforme inciso II do
O Índice de Gini varia de 0 a 1. Sendo que quanto mais próximo artigo 108 da lei.
do 1, mais desigual é a sociedade analisada.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

Tendo como base a Lei n. 9.264/1996 (Dispõe sobre o desmem- LEI N. 13.869/2019
bramento e a reorganização da Carreira Policial Civil do Distrito WALLACE FRANÇA
Federal), julgue o item.
Considerando as disposições da Lei n. 13.869/2019, julgue o
33 Wagner deseja ser Perito Criminal da PC/DF e tem formação item subsecutivo.
em Direito. De acordo com a legislação pertinente, é possível
sê-lo, visto ser exigido para o cargo qualquer curso superior, 36 Situação hipotética: Mauro, policial federal, realizou bus-
desde que seja de bacharelado. ca e apreensão, autorizada judicialmente, durante o repouso
noturno. Assertiva: Mauro, indubitavelmente, praticou crime
Errado. de abuso de autoridade.
Absolutamente. Os cursos exigidos para o cargo são taxativos.
De acordo com o § 2º do artigo 5º: Errado.
Será crime de abuso de autoridade a busca e apreensão efetiva-
Art. 5º, § 2° Será exigido para o ingresso na Carreira da entre as 21 horas de um dia e antes de 05 horas do dia seguin-
de Perito Criminal da Polícia Civil do Distrito Federal te. Desse modo, não é indubitável que tenha praticado o crime
o diploma de Física, Química, Ciências Biológicas, Ci- de abuso de autoridade, tendo em vista que o repouso noturno
ências Contábeis, Ciência da Computação, Informática, pode não estar compreendido dentro desse horário.
Geologia, Odontologia, Farmácia, Bioquímica, Minera-
logia e Engenharia. A seguir será dada uma situação hipotética e uma assertiva a ser
julgada à luz da Lei n. 13.869/2019.
Portanto, incorreta a questão.
37 Situação hipotética: Bernardo, primário, comete cri-
34 De acordo com a Lei n. 4.878/1965, que dispõe sobre o regi-
me tipificado na Lei de Abuso de Autoridade – Lei n.
me jurídico peculiar dos funcionários policiais civis da União
13.869/2019. Assertiva: deverá ser aplicada a Bernardo a
e do Distrito Federal, a função policial, fundada na hierarquia
perda do cargo público como efeito da condenação do cri-
e na disciplina, é compatível com qualquer outra atividade,
me de abuso de autoridade.
desde que haja compatibilidade de horário.
Errado.
Errado. Dentre os efeitos da condenação previstos para o crime de abu-
Segundo o artigo 4º da legislação: “A função policial, fundada so de autoridade estão: tornar certa a obrigação de indenizar o
na hierarquia e na disciplina, é incompatível com qualquer ou- dano causado pelo crime, devendo o juiz, a requerimento do
tra atividade.” Portanto, incorreta a questão. ofendido, fixar na sentença o valor mínimo para reparação dos
danos causados pela infração, considerando os prejuízos por ele
35 De acordo com a Lei n. 4.878/1965 (que dispõe sobre o regi- sofridos; a inabilitação para o exercício de cargo, mandato ou
me jurídico peculiar dos funcionários policiais civis da União função pública, pelo período de 1 (um) a 5 (cinco) anos e a
e do Distrito Federal), a precedência entre os integrantes das perda do cargo, do mandato ou da função pública. Sendo que as
classes e séries de classes do Serviço de Polícia Federal e do duas últimas serão condicionadas à reincidência específica, ou
Serviço Policial Metropolitano se estabelece básica e primor- seja, só poderá perder o cargo, por exemplo, quem é reincidente
dialmente pela subordinação funcional. em crime de abuso de autoridade. Ademais, a questão é clara ao
dizer que Bernardo é primário, logo não poderá perder o cargo
Certo. decorrente da condenação pelo crime de abuso de autoridade.
Exatamente. De acordo com artigo 5º, o qual estabelece os pre-
ceitos da subordinação funcional, um dos pilares das carreiras
policiais. Portanto, correta a questão.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

Julgue o item a seguir à luz da Lei n. 13.869/2019. Em suma, a remoção é o deslocamento do servidor público,
que poderá ocorrer a pedido e independente do interesse da Ad-
38 Para que o agente incorra em crime de abuso de autoridade, é ministração.
necessário dolo específico, logo não haverá punição na mo- Redistribuição, diferentemente, nos termos da lei em tela, art.
dalidade culposa dos delitos tratados na referida lei. 37 e seu § 1º:

Certo. Art. 37. Redistribuição é o deslocamento de cargo de pro-


A Lei de Abuso de Autoridade, em seu art. 1°, § 1º, pre- vimento efetivo, ocupado ou vago no âmbito do quadro
ceitua que: geral de pessoal, para outro órgão ou entidade do mesmo
Poder (...).
Art. 1°, § 1° As condutas descritas nesta Lei constituem § 1° A redistribuição ocorrerá ex offício para ajustamento
crime de abuso de autoridade quando praticadas pelo agen- de lotação e da força de trabalho às necessidades dos ser-
te com a finalidade específica de prejudicar outrem ou be- viços, inclusive nos casos de reorganização, extinção ou
neficiar a si mesmo ou a terceiro, ou, ainda, por mero capri- criação de órgão ou entidade.
cho ou satisfação pessoal.
Em suma, a redistribuição é deslocamento do cargo público
Logo, todas as modalidades para serem configuradas necessi- efetivo de ofício, embasado em motivos de interesse público,
tam de dolo específico, portanto não será punida a modalida- como o gerenciamento das demandas de serviço entre os diver-
de culposa. sos órgãos de um mesmo Poder Estatal.

LEI 8.112/1990 LEI N. 8.429/1992


RAPHAEL SPYERE RAPHAEL SPYERE

39 Segundo a Lei n. 8.112/1990, a remoção é deslocamento do Em conformidade com a Lei Geral de Improbidade Administrativa
– Lei n. 8.429/1992, julgue o item a seguir.
cargo público efetivo de ofício, embasado em motivos de
interesse público, como o gerenciamento das demandas de
40 Quando se tratar de ato de improbidade administrativa que
serviço entre os diversos órgãos de um mesmo Poder Estatal,
importe em enriquecimento ilícito, a aplicação das sanções
ao passo que a redistribuição é deslocamento do servidor pú-
previstas na Lei n. 8.429/1992 dependerá da rejeição das con-
blico, que poderá ocorrer a pedido, independente do interesse
tas pelo órgão de controle interno ou pelo tribunal ou conse-
da Administração.
lho de contas.
Errado.
Errado.
O examinador "trocou" os conceitos dos institutos remoção e
O tipo de improbidade retratado na questão está previsto na Lei
redistribuição. Nos termos do art. 36, “remoção é o desloca-
n. 8.429/1992, art. 9º, segundo o qual constitui ato de improbi-
mento do servidor, a pedido ou de ofício, no âmbito do mesmo
dade administrativa auferir qualquer tipo de vantagem patrimo-
quadro, com ou sem mudança de sede”. Seguindo o mesmo ar-
nial indevida em razão do exercício de cargo, mandato, função,
tigo, em seu parágrafo único, inciso III, alíneas “a” a “c”, tem-
emprego ou atividade nas entidades previstas em lei como alvo
-se a modalidade de remoção:
desse tipo de ilícito. Agora o ERRO da questão: para a apli-
cação das sanções previstas no art. 12, I, desse diploma legal,
Art. 36, parágrafo único, III – a pedido, para outra loca-
NÃO SERÁ NECESSÁRIA a aprovação ou rejeição das contas
lidade, independentemente do interesse da Administração
pelo órgão de controle interno ou pelo Tribunal ou Conselho de
a) para acompanhar cônjuge ou companheiro, também ser-
Contas, como afirmado pelo examinador.
vidor público civil ou militar, de qualquer dos Poderes da
União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,
que foi deslocado no interesse da Administração;
b) por motivo de saúde do servidor, cônjuge, companheiro
ou dependente que viva às suas expensas e conste do seu
assentamento funcional, condicionada à comprovação por
junta médica oficial;
c) em virtude de processo seletivo promovido, na hipótese
em que o número de interessados for superior ao número de
vagas, de acordo com normas preestabelecidas pelo órgão
ou entidade em que aqueles estejam lotados.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO 44 Considere que Ana e Paulo são policiais civis e que nesta
MARCELO LEITE semana deverão entregar dez mandados (M1, M2, M3, ...,
M10) emitidos pelo Delegado-Chefe, e que a policial Ana já
41 A negação da expressão “O delegado acredita que o suspeito escolheu o dia e o turno dos mandados sob a sua responsabi-
será julgado em tempo recorde” é equivalente a “O delegado lidade, conforme é mostrado no quadro a seguir:
acredita que o suspeito não será julgado em tempo recorde”.
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta
Errado.

Matutino
A expressão em questão se trata de uma proposição simples e
Ana (M2) Paulo Ana (M4) Paulo Ana (M5)
para negá-la basta negar a ação do sujeito, assim a negação da
expressão “O delegado acredita que o suspeito será julgado em
tempo recorde” será equivalente a “O delegado NÃO acredita

Vespertino
que o suspeito será julgado em tempo recorde”.
Paulo Ana (M6) Ana (M10) Ana (M1) Paulo
Portanto, o item é ERRADO.

42 A expressão (A ^ B) → (B v A) representa uma tautologia.


Perceba que os mandados sob a responsabilidade da policial
Certo. Ana já foram estabelecidos, enquanto resta ao policial Paulo
A B A^B BvA (A ^ B) → (B v A) a entrega dos mandados (M3, M7, M8, M9), de modo que ele
V V V V V irá entregar apenas um mandado por dia, porém ele ainda não
escolheu a ordem que eles serão distribuídos. A quantidade
V F F V V
de maneiras distintas que o policial Paulo poderá organizar
F V F V V a distribuição dos mandados sob a sua responsabilidade será
F F F F V superior a 25.

43 Considere que as afirmações a seguir são verdadeiras: Errado.


- Qualquer indivíduo que foi aprovado por meio de certame Perceba que a sequência dos mandados possui sempre os mes-
é graduado. mos elementos, diferenciando apenas pela ordem, então se trata
- Todo Policial Civil foi aprovado por meio de certame. de uma permutação.
É correto afirmar que “Algum Policial Civil não é graduado”. Seg./vesp. Ter./mat. Qui./mat. Sex./vesp.
M3 M7 M8 M9
Errado. ≠
M7 M9 M3 M8
Pn = n!
P4 = 4! = 4.3.2.1 = 24 sequências.
Portanto, o item é ERRADO.

45 No centro de treinamento da Polícia Civil do Distrito Federal,


o policial Carlos pratica uma série de dez tiros, e pelo seu his-
tórico de tiros disparados ele possui acerto ao alvo, em cada
tiro, de 60%, independente dos tiros anteriores. Considerando
que 0,68 = 0,017, então a chance de que Carlos acerte exata-
Conclui-se que “Todo Policial Civil é graduado”. mente oito tiros é igual a 12,24%.
Portanto, o item é ERRADO.
Certo.
A variável “tiros disparados” segue uma distribuição Binomial,
de modo que:
Acertar (Sucesso): 60% = 0,6
Errar (Fracasso): 40% = 0,4
P(X = k) = Cn,k .pk.(1-p)n-k
P(X = 8) = C10,8.(0,6)8.(1-0,6)10-8
P(X = 8) = C10,8.(0,6)8.(0,4)2

n!
Como Cn , p =
p !( n − p ) !
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

48 A função definida por F(x) = -x2 + 12x – 56 possui valor


10! 10.9.8! 10.9
C= = = = 45 mínimo igual a 6.
8!(10 − 8 ) ! 8!.2!
10,8
2.1
Assim, teremos: Errado.
P(X = 8) = C10,8.(0,6)8.(0,4)2 Como o coeficiente “a” é negativo, o gráfico da função será
P(X = 8) = 45.(0,6)8.(0,4)2 = 45.0,017.0,16 = 0,1224 = 12,24% representado por uma parábola com concavidade voltada para
Portanto, o item é CERTO. baixo, consequentemente apresenta VALOR MÁXIMO.
Portanto, o item é ERRADO.
46 Considere que aos setecentos novos Policiais Civis do Dis-
trito Federal foram oferecidos três cursos de formação, de 49 Considerando que a sequência (a1, a2, a3, ..., an) representa
modo que cada policial citado deverá fazer pelo menos um uma progressão aritmética, de modo que a1 = 120 e razão
curso, a saber: Crime Digital (CD), Crime Financeiro (CF) igual a -6, então a21 é igual a zero.
e Crime Tributário (CT). Após todos realizarem a inscrição,
constatou que: Certo.
- CD: 400 policiais; Como a1 = 120 e r = -6, utilizando a fórmula do termo ge-
- CF: 500 policiais; ral teremos:
- CT: 500 policiais; an = a1 + (n-1).r
- CD e CF: 260 policiais; a21 = a1 + (21 -1).r
- CF e CT: 360 policiais; a21 = 120 + 20.(-6)
- CD e CT: 240 policiais. a21 = 120 – 120 = 0
A partir dessas informações, é correto concluir que a quanti- Portanto, o item é CERTO.
dade de policiais que se inscreveram nos três cursos ofereci-
dos é superior a 155. 50 A sequência a seguir (a1, a2, a3, ..., an) possui a seguinte parti-
cularidade: a partir do 2º termo, cada termo será sempre 20%
Certo. maior que o termo anterior. Considerando que a1 = 1.000 e
Considerando que n(A) corresponda ao número de elementos que 1,210 é igual a 6,19, então a11 é superior a 6.189.
do conjunto A, assim teremos:
n(CD ∪ CF ∪ CT) = n(CD) + n(CF) + n(CT) – n(CD ∩ CF) – Certo.
n(CD ∩ CT) – n(CF ∩ CT) + n(CD ∩ CF ∩ CT) A sequência formada, de acordo com as informações, constitui
700 = 400 + 500 + 500 – 260 – 240 – 360 + n(CD ∩ CF ∩ CT) uma progressão geométrica (P.G) (1.000, 1.200, 1.440,..., a11)
700 = 540 + n(CD ∩ CF ∩ CT) de modo que a1 = 1.000 e q = 1,2. Utilizando a fórmula do ter-
n(CD ∩ CF ∩ CT) = 160 mo geral, teremos:
Portanto, o item é CERTO. an = a1.qn-1
a11 = a1 .q11-1
47 De acordo com os dados da Secretaria de Segurança Pública a11 = a1.q10
do Distrito Federal, tem-se que 40% dos boletins de ocor- a11 = 1.000 x 1,210
rência se referem a roubo e que em 60% desses roubos foi a11 = 1.000 x 6,19
utilizada arma de fogo. A porcentagem, em relação ao total a11 = 6.190
de ocorrências registradas, de boletins de ocorrências que Portanto, o item é CERTO.
ocorreu tanto roubo quanto a utilização de arma de fogo é
superior a 26%.

Errado.
60 40
Roubo e utilização de arma de fogo = 60% de 40% = x 100
24 100
= 100 = 24%.
Portanto, o item é ERRADO.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 52 A prescritibilidade das ações de ressarcimento ao erário pelos


danos causados por agentes públicos, reconhecida pelo Su-
premo Tribunal Federal nos últimos anos, encontra exceção
DIREITO ADMINISTRATIVO nos atos dolosos de improbidade administrativa.
RAPHAEL SPYERE
Certo.
Acerca do Regime Jurídico Administrativo a que se submete a
De fato, em 2016, o STF reconheceu a prescritibilidade dos da-
Administração Pública, julgue as afirmativas subsequentes.
nos causados ao erário (ilícito civil). Nos autos do RE 669.069/
MG (Rel. Ministro Teori Zavascki, DJe 30/06/2016), foi fixada
51 Com fundamento no princípio da moralidade e da impesso- a seguinte tese de repercussão geral: “é prescritível a ação de
alidade, o STF entende que, independentemente de previsão reparação de danos à Fazenda Pública decorrente de ilícito ci-
em lei formal, constitui violação à Constituição Federal a no- vil”. Contudo, em 2018, o STF criou a ressalva a essa regra,
meação de sobrinho da autoridade nomeante para o exercício ao fixar tese de repercussão geral nos autos do RE 852.475/SP
de cargo em comissão, ainda que para cargo político, como o (Rel. Ministro Alexandre de Moraes, Red. Ministro Edson Fa-
de secretário estadual. chin, DJE 21/03/2019) nos seguintes termos: “são imprescrití-
veis as ações de ressarcimento ao erário fundadas na prática de
Errado. ato doloso tipificado na Lei de Improbidade Administrativa”.
É preciso dividir a questão em duas partes para entender seu Assim, apresenta-se correta a assertiva, que pode ser sinteti-
erro. A primeira delas – "com fundamento no princípio da zada, à luz da jurisprudência do Excelso Pretório, da seguinte
moralidade e da impessoalidade, o STF entende que, indepen- forma: como REGRA GERAL, será prescritível a ação de re-
dentemente de previsão em lei formal, constitui violação à CF a paração de danos causados à Fazenda Pública decorrente de
nomeação de sobrinho da autoridade nomeante para o exercício ilícito civil, RESSALVADAS as ações de ressarcimento ao
de cargo em comissão", tem fundamento na Súmula Vinculante erário fundadas na prática de ato doloso tipificado na lei de
n. 13 (DJe 29.08.2008) e está CORRETA. Nas exatas palavras improbidade administrativa.
da referida súmula:
Julgue as afirmativas subsecutivas quanto ao Controle da Admi-
A nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em li- nistração Pública.
nha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, in-
clusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma 53 Uma das características da relação jurídica de controle exer-
pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou cido pela Administração Direta sobre a Administração indire-
assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou ta é a inexistência de hierarquia.
de confiança ou, ainda, de função gratificada na adminis-
tração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da Certo.
União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, De fato, não existe uma relação de hierarquia entre a Admi-
compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, nistração direta e indireta, mas apenas uma vinculação para
viola a Constituição Federal. efeitos de controle administrativo finalístico que, no âmbito
federal, recebe o nome de supervisão ministerial (Decreto-Lei
De fato, viola a Constituição, pois esbarra nos princípios da n. 200/1967, art. 26). Esse controle administrativo exercido pe-
Administração, em especial, o da impessoalidade e da mora- los órgão da Administração Direta tem por objeto a legalidade
lidade administrativa. E no entendimento sedimentado pelo dos atos praticados pelas entidades da Administração indireta,
STF, a vedação ao nepotismo não exige a edição de lei formal assim como o cumprimento da política pública traçada para o
para coibir a prática, dado que essa proibição decorre direta- setor. Não haverá hierarquia entre as citadas Administrações.
mente dos princípios contidos no art. 37, caput, da Constitui-
ção Federal (RE 579.951/RN, Rel. Ministro Ricardo Lewan- 54 O ato administrativo submete‐se ao controle promovido pela
dowski, DJe 24.10.2008). Agora quanto a segunda parte, é própria Administração Pública, bem como pelos Poderes Ju-
preciso ter atenção – "ainda que para cargo político, como o
diciário e Legislativo, em face, respectivamente, do princípio
de secretário estadual”. Existem decisões no âmbito do STF
da autotutela e dos freios e contrapesos.
(AgRg na Rcl 34.413/PR, Rel. Ministro Alexandre de Moraes,
DJe 10.10.2019) que defendem como regra geral a inaplicabi-
Certo.
lidade da citada súmula vinculante quando a nomeação se der
O princípio da autotutela, extraído das Súmulas 346 e 473 do
para cargos de natureza política, como o de secretário de esta-
STF (respectivamente, DJe 13/12/1963 e DJe 10/12/1969), bem
do citado na questão em baila, ressalvados, entre outros casos,
como da Lei n. 9.784/1999, art. 53, consagra à Administração
eventual fraude na nomeação. Nesse sentido, a segunda parte
Pública o poder de controle de juridicidade e mérito sobre os
da questão está incorreta.
atos que pratica. Graças a esse primado, a Administração anula
e revoga seus próprios atos, promovendo o controle interno ad-
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

ministrativo. Por outro lado, o princípio (ou teoria) dos freios e e continuam sendo atos administrativos (e não contratos
contrapesos encerra ao Poder Judiciário e ao Poder Legislativo administrativos), mas de uma categoria diferenciada dos
a prerrogativa de exercer controle externo judicial e legislativo, demais, porque geram direitos e obrigações para as partes
respectivamente, sobre os atos praticados pela Administração. e as sujeitam aos pressupostos conceituais do ato, a que o
Tem como base a separação dos poderes adotada pela CF/1988, particular se subordina incondicionalmente.
em seu art. 2º, e deverá ser exercido na forma, hipóteses e con-
dições previstas na Constituição. É exemplo de controle judicial No tocante à Lei Geral de Licitações Públicas, julgue.
a decisão exarada em sede de mandado de segurança (CF/1988,
art. 5º, LXIX e LXX). É exemplo de controle legislativo a sus- 57 As licitações deverão ser realizadas no local onde se situar a
tação pelo Congresso Nacional de regulamentos do Executivo sede do órgão ou entidade promotora do evento, ressalvado
que extrapolem o poder regulamentar (CF/1988, art. 49, V). motivo de interesse público devidamente justificado e, em
qualquer caso, sem impedir a habilitação de interessados re-
Sobre a Classificação dos Atos Administrativos e suas Espécies, sidentes ou sediados em outros locais.
analise os itens adiante atribuindo o valor de CERTO ou ERRADO.
Certo.
55 Uma autorização concedida a uma sociedade empresária para Exatamente em conformidade com a Lei n. 8.666/1993, art. 20
fins de exploração de jazida, quanto aos efeitos, deve ser en- e seu parágrafo único, pelo qual:
quadrada como ato declaratório.
Art. 20. As licitações serão efetuadas no local onde se situa
Errado. a repartição interessada, salvo por motivo de interesse pú-
Quanto aos efeitos, um ato administrativo poderá ser clas- blico, devidamente justificado.
sificado como declaratório, constitutivo ou enunciativo. O Parágrafo único. O disposto neste artigo não impedirá a
ato declaratório é aquele em que a Administração reconhe- habilitação de interessados residentes ou sediados em ou-
ce um direito ou situação jurídica pré-existente, como por tros locais.
exemplo, na concessão de licença profissional ou anulação
de ato administrativo. 58 Sob pena de nulidade do ato, uma compra promovida pela
Por seu turno, ato constitutivo é o ato administrativo pelo qual Administração será feita com a adequada caracterização de
a Administração cria, modifica ou extingue um direito ou uma
seu objeto e a indicação dos recursos orçamentários para
situação jurídica, como acontece na concessão de uma autoriza-
seu pagamento.
ção ou em uma revogação. Eis o ERRO: a autorização concedi-
da para exploração da jazida não é exemplo de ato declaratório,
Certo.
como alude a questão, mas sim de ato administrativo constitu-
Trata-se das disposições contidas na Lei n. 8.666/1993, art. 14,
tivo. Isso porque não se reporta a direito ou situação jurídica
segundo o qual:
pré-existente, mas ao contrário, reputa ao interessado direito/
situação jurídica nova. Noutras palavras, a partir da concessão,
Art. 14. Nenhuma compra será feita sem a adequada carac-
o interessado em explorar a jazida mencionada na questão po-
terização de seu objeto e indicação dos recursos orçamen-
derá exercer legitimamente esse direito.
tários para seu pagamento, sob pena de nulidade do ato e
Finalmente, e só para complementar, ato enunciativo é aquele
responsabilidade de quem lhe tiver dado causa.
em que a Administração atesta ou reconhece determinada situ-
ação de fato ou de direito, ou sobre ela emite opinião, tal como
certidões, atestados e pareceres.

56 Ao conceder a determinado particular licença para cons-


truir, a Administração estará praticando um ato administra-
tivo negocial.

Certo.
Ato administrativo negocial é aquele que contém uma manifes-
tação de vontade do Poder Público que coincide com a preten-
são do particular interessado, como por exemplo, as licenças e
as autorizações consentidas no exercício do poder de polícia.
Nas lições de Hely Lopes Meirelles (2016, p. 211):

(...) embora unilaterais, encerram um conteúdo tipicamen-


te negocial, de interesse recíproco da Administração e do
administrado, mas não adentram a esfera contratual. São
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

DIREITO CONSTITUCIONAL 63 A inelegibilidade relativa afirma que não podem alistar-se


RICARDO BLANCO como eleitores os estrangeiros e, durante o período do serviço
militar obrigatório, os conscritos.
Julgue os itens segundo entendimento do STF.
Errado.
59 Não cabe mandado de segurança contra decisão judicial com Trata da inelegibilidade absoluta. “Art. 14, § 2º Não podem
trânsito em julgado. alistar-se como eleitores os estrangeiros e, durante o período do
serviço militar obrigatório, os conscritos.”
Certo.
Não cabe mandado de segurança contra decisão judicial com 64 Para concorrerem a outros cargos, o Presidente da República,
trânsito em julgado. [Súmula 268.] os Governadores de Estado e do Distrito Federal e os Prefei-
tos devem renunciar aos respectivos mandatos até seis meses
60 A jurisprudência da Segunda Turma do Supremo Tribunal antes do pleito.
Federal consolidou-se no sentido de possibilitar a impetração
de habeas corpus coletivo, notadamente nos casos em que Certo.
se busca a tutela jurisdicional coletiva de direitos individuais Art. 14, § 6º Para concorrerem a outros cargos, o Presidente da
República, os Governadores de Estado e do Distrito Federal e
homogêneos, sendo irrelevante, para esse efeito, a circuns-
os Prefeitos devem renunciar aos respectivos mandatos até seis
tância de inexistir previsão constitucional a respeito.
meses antes do pleito.
Certo.
Julgue os itens segundo o entendimento do STF.
A jurisprudência da Segunda Turma do Supremo Tribunal Fe-
deral consolidou-se no sentido de possibilitar a impetração de
65 O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou que
habeas corpus coletivo, notadamente nos casos em que se bus-
ca a tutela jurisdicional coletiva de direitos individuais homo- todos os integrantes de guardas municipais do país tenham
gêneos, sendo irrelevante, para esse efeito, a circunstância de direito ao porte de armas de fogo, independentemente do ta-
inexistir previsão constitucional a respeito. [HC 172.136, rel. manho da população do município.
min. Nunes Marques, j. 10-10-2020, 2ª T, DJE de 1º-12-2020.]
Certo.
A respeito do que preceitua a Constituição Federal, julgue os Por maioria de votos, o Plenário do Supremo Tribunal Federal
itens a seguir. (STF) autorizou que todos os integrantes de guardas municipais
do país tenham direito ao porte de armas de fogo, independen-
61 A lei só poderá restringir a publicidade dos atos processu- temente do tamanho da população do município. Na sessão vir-
ais quando a defesa da intimidade ou o interesse social tual concluída em 26/2, a Corte declarou inconstitucionais dis-
positivos do Estatuto de Desarmamento (Lei n. 10.826/2003)
o exigirem.
que proibiam ou restringiam o uso de armas de fogo de acordo
com o número de habitantes das cidades.
Certo.
O Tribunal julgou parcialmente procedentes as Ações Dire-
Art. 5º, LX – a lei só poderá restringir a publicidade dos atos
tas de Inconstitucionalidade (ADIs) 5948 e 5538, ajuizadas,
processuais quando a defesa da intimidade ou o interesse social
respectivamente, pelos partidos Democratas (DEM) e Verde
o exigirem.
(PV), e improcedente a Ação Declaratória de Constitucionali-
dade (ADC) 38, ajuizada pela Procuradoria-Geral da República
62 São brasileiros naturalizados os que, na forma da lei, adqui-
(PGR). O colegiado tornou definitiva a medida cautelar defe-
ram a nacionalidade brasileira, exigidas aos originários de
rida pelo relator, ministro Alexandre de Moraes, em junho de
países de língua portuguesa apenas residência por um ano 2018, e invalidou os trechos de dispositivos que autorizavam
ininterrupto e idoneidade moral. o porte de arma de fogo apenas para os integrantes de guardas
municipais das capitais dos estados e dos municípios com mais
Certo. de 500 mil habitantes e para os guardas municipais dos municí-
Art. 12. São brasileiros: (...) II – naturalizados: a) os que, na pios com mais de 50 mil e menos de 500 mil habitantes, quando
forma da lei, adquiram a nacionalidade brasileira, exigidas aos em serviço.
originários de países de língua portuguesa apenas residência
por um ano ininterrupto e idoneidade moral.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

66 É constitucional a atribuição às guardas municipais do exer- Art. 327, § 2° A pena será aumentada da terça parte quan-
cício de poder de polícia de trânsito, inclusive para imposição do os autores dos crimes previstos neste Capítulo forem
de sanções administrativas legalmente previstas. ocupantes de cargos em comissão ou de função de direção
ou assessoramento de órgão da administração direta, so-
Certo. ciedade de economia mista, empresa pública ou fundação
É constitucional a atribuição às guardas municipais do exer- instituída pelo poder público.
cício de poder de polícia de trânsito, inclusive para imposição
de sanções administrativas legalmente previstas. [RE 658.570, Observe que o referido dispositivo não menciona autarquias.
rel. p/ o ac. min. Roberto Barroso, j. 6-8-2015, P, DJE de 30-9- Uma vez que não se admite a analogia in malam partem no di-
2015, Tema 472.] reito penal brasileiro, o STF decidiu que esta causa de aumento
de pena não se aplica aos dirigentes de autarquias.

DIREITO PENAL No rol de incidência da causa especial de aumento de pena,


(GERAL E ESPECIAL) entre os entes da Administração Pública indireta, não há
ÉRICO PALAZZO menção às autarquias. Analogia para entender que os ser-
vidores ocupantes de cargos em comissão ou de função de
67 A novatio legis in mellius sempre retroage, ainda que a con- direção ou de assessoramento das autarquias também es-
duta tenha sido praticada durante a vigência de lei temporária tariam sujeitos à majorante. Pelo princípio da legalidade
penal estrita, inadmissível o aproveitamento da analogia in
ou excepcional.
malam partem. Recorrentes que não poderiam ter a pena
majorada em um terço, na forma prevista no § 2º do art.
Errado.
327 do Código Penal. (STF, Ação Originária n. 2093/RN,
As leis temporária e excepcional são ultrativas, isto é, são apli-
julgada em 03/09/2019).
cáveis aos fatos ocorridos durante sua vigência, ainda que pre-
judiciais ao réu. Vide art. 3º do Código Penal.
71 Há crime de latrocínio, quando o homicídio se consuma, ain-
68 De acordo com o princípio da nacionalidade ativa, a lei penal da que não realize o agente a subtração de bens da vítima.
brasileira aplica-se a crime de furto praticado por brasileiro,
Certo.
em solo francês, contra cidadão espanhol, se cumpridos de-
A questão apresenta o exato teor da Súmula 610 do STF.
terminados requisitos legais.
72 A majorante do emprego de arma branca no crime de roubo
Certo.
não é aplicável ao agente que utiliza arma imprópria, a exem-
De fato, crimes praticados por brasileiro no exterior sujeitam-
-se à lei penal brasileira, se cumpridos os requisitos do art. 7º, plo de uma chave de fenda, para roubar.
§ 2º, do CP.
Errado.
O conceito de arma branca estende-se às armas impróprias, ou
69 O princípio da individualização da pena deve ser observado
seja, objetos que não são fabricados com a finalidade de serem
sob os aspectos judicial, legislativo e administrativo.
utilizados como armamentos, mas que o homem o transforma
em armas, a exemplo da própria chave de fenda, furadeira, es-
Certo.
tiletes etc.
A individualização da pena ocorre em 3 circunstâncias: legis-
lativa, quando as penas são abstratamente previstas pelo legis-
73 Ao roubo cometido antes da entrada em vigor da Lei n.
lador; judicial, quando o juiz profere a sentença e aplica a pena
ao caso concreto; e administrativa (execucional), quando do 13.964/2019 (Pacote Anticrime) com emprego de arma de
cumprimento da pena, em virtude da possibilidade de progres- fogo de uso restrito, deve a pena ser aumentada em dois
são e regressão de regimes e recebimento de benefícios como terços (2/3).
livramento condicional, indulto, saída temporária etc.
Certo.
70 Joana Pereira, dirigente de uma autarquia federal, comete De fato, antes da entrada em vigor do pacote anticrime, que
crime de prevaricação. É correto afirmar que Joana terá sua criou o art. 157, §2º-B, todo roubo cometido com emprego de
arma de fogo, independentemente da natureza desta, gerava au-
pena aumentada em virtude da função de direção que ocupa.
mento da pena em 2/3, conforme art. 157, § 2º-A, I, CP.
Errado.
O art. 327, § 2º, do CP dispõe:
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

74 Com relação aos crimes contra a honra, a retratação somente Art. 318-A. A prisão preventiva imposta à mulher gestan-
é cabível na calúnia e difamação, e, para extinguir a punibili- te ou que for mãe ou responsável por crianças ou pesso-
dade do sujeito ativo, deve ocorrer antes da sentença. as com deficiência será substituída por prisão domiciliar,
desde que:
Certo. I – não tenha cometido crime com violência ou grave ame-
De fato, a retratação é uma causa extintiva da punibilidade e aça a pessoa.
não pode se dar no crime de injúria. A retratação deve ser cabal
e deve ocorrer antes da sentença. Vide art. 143 do CP. 77 É possível, nos termos da lei, converter a prisão preventiva
de Lúcio em domiciliar, por ele compartilhar os cuidados da
mãe deficiente com outra pessoa, mesmo não sendo ele im-
DIREITO PROCESSUAL PENAL
DEUSDEDY SOLANO prescindível aos cuidados especiais.

Em relação às prisões e liberdade provisórias, analise a seguinte Errado.


situação hipotética e julgue as três assertivas sequenciais, nos Não é possível, pois além de ter que ser imprescindível aos cui-
termos do Código de Processo Penal. dados especiais da pessoa com deficiência, um dos crimes se
deu com violência contra a pessoa.
Carlos, Karolina e Lúcio são réus em processo criminal acusados
pela suposta prática dos crimes de tráfico de drogas em associação Art. 318. Poderá o juiz substituir a prisão preventiva pela
criminosa e homicídio qualificado. Os três acusados foram presos domiciliar quando o agente for: (...) III – imprescindível
preventivamente após decisão judicial nesse sentido. Carlos tem aos cuidados especiais de pessoa menor de 6 (seis) anos de
um filho de 12 anos e meio de idade, Lúcio tem uma mãe com idade ou com deficiência.
deficiência física e cuidava dela juntamente com a irmã com quem
dividia a reponsabilidade, Karolina está grávida de três meses. O Em relação à investigação criminal, analise a seguinte situação
Código de Processo Penal prevê a possibilidade de substituir a hipotética e julgue a assertiva.
prisão preventiva pela prisão domiciliar.
Se policiais civis lotados na PC/DF durante o atendimento a uma
ocorrência policial se envolverem em situação em que usem da
75 É possível, nos termos da lei, converter a prisão preventiva de
força letal no exercício profissional, é correto afirmar que:
Carlos em domiciliar, desde que fique demonstrado que ele é
o único responsável pelos cuidados do filho.
78 Neste caso os policiais investigados deverão ser citados da
instauração do procedimento investigatório, podendo cons-
Errado.
O direito previsto é para filho de 12 anos incompletos, bem tituir defensor no prazo de até 48 (quarenta e oito) horas a
como um dos crimes ter sido praticado com violência contra contar do recebimento da citação.
pessoa. Conforme o CPP:
Certo.
Art. 318. Poderá o juiz substituir a prisão preventiva pela Está de acordo com o CPP.
domiciliar quando o agente for: (...) VI – homem, caso
seja o único responsável pelos cuidados do filho de até 12 Art. 14-A. Nos casos em que servidores vinculados às ins-
(doze) anos de idade incompletos. tituições dispostas no art. 144 da Constituição Federal figu-
rarem como investigados em inquéritos policiais, inquéritos
76 É possível, nos termos da lei, converter a prisão preventiva policiais militares e demais procedimentos extrajudiciais,
cujo objeto for a investigação de fatos relacionados ao uso
de Karolina em prisão domiciliar pelo fato de estar grávida,
da força letal praticados no exercício profissional, de forma
pois atualmente não é mais necessário estar com sete meses
consumada ou tentada, incluindo as situações dispostas no
de gravidez para fazer jus à prisão domiciliar.
art. 23 do Decreto-Lei n. 2.848, de 7 de dezembro de 1940
(Código Penal), o indiciado poderá constituir defensor. (In-
Errado.
cluído pela Lei n. 13.964, de 2019)
Como um dos crimes foi praticado com violência contra a
§ 1º Para os casos previstos no caput deste artigo, o in-
pessoa, ela não terá esse direito, mesmo estando grávida. Con-
vestigado deverá ser citado da instauração do procedimen-
forme o CPP:
to investigatório, podendo constituir defensor no prazo
de até 48 (quarenta e oito) horas a contar do recebimento
Art. 318. Poderá o juiz substituir a prisão preventiva pela
da citação.
domiciliar quando o agente for: (...) IV – gestante.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

À luz da jurisprudência dos tribunais superiores, julgue o 82 Conforme dispõe o Código de Processo Penal, se necessário
item a seguir. à prevenção e à repressão dos crimes relacionados ao tráfico
de pessoas, o membro do Ministério Público ou o delegado
79 Há nulidade da audiência de custódia por violação de súmu- de polícia poderão requisitar, mediante autorização judicial,
la vinculante do STF quando o preso for conduzido com al- às empresas prestadoras de serviço de telecomunicações e/
gemas, ainda quando justificada a necessidade do uso desta ou telemática que disponibilizem imediatamente os meios
pelo segregado, pois isto violaria o princípio da presunção de técnicos adequados – como sinais, informações e outros –
inocência e o princípio da humanidade.
que permitam a localização da vítima ou dos suspeitos do
delito em curso. Nesta hipótese, a diligência pode ser iniciada
Errado.
Jurisprudência em teses, Edição n. 120, tese n. 9) Não há com o boletim de ocorrência, ou seja, mesmo antes do início
nulidade da audiência de custódia por suposta violação da Sú- do inquérito policial, o qual deverá ser instaurado no prazo
mula Vinculante n. 11 do STF, quando devidamente justificada máximo de 72 (setenta e duas) horas, contado do registro da
a necessidade do uso de algemas pelo segregado. respectiva ocorrência policial.

Em relação à audiência de custódia, julgue o item a seguir. Certo.


Art. 13-B, CPP. Se necessário à prevenção e à repressão dos
80 Transcorridas 24 (vinte e quatro) horas após o decurso do crimes relacionados ao tráfico de pessoas, o membro do Mi-
prazo estabelecido no Código de Processo Penal para au- nistério Público ou o delegado de polícia poderão requisitar,
diência de custódia, a não realização desta sem motivação mediante autorização judicial, às empresas prestadoras de ser-
idônea ensejará também a ilegalidade da prisão, a ser re- viço de telecomunicações e/ou telemática que disponibilizem
laxada pela autoridade competente e impossibilidade de imediatamente os meios técnicos adequados – como sinais, in-
imediata decretação de prisão preventiva, o que não veda formações e outros – que permitam a localização da vítima ou
a possibilidade de decretação posterior da prisão cautelar, dos suspeitos do delito em curso. (...)
quando se fizer necessário. § 3º Na hipótese prevista neste artigo, o inquérito policial deve-
rá ser instaurado no prazo máximo de 72 (setenta e duas) horas,
Errado. contado do registro da respectiva ocorrência policial.
Conforme o CPP:

Art. 310, § 4º Transcorridas 24 (vinte e quatro) horas após


DIREITOS HUMANOS
LUCIANO FAVARO
o decurso do prazo estabelecido no caput deste artigo, a não
realização de audiência de custódia sem motivação idônea
Quanto às características, à classificação e ao histórico dos direitos
ensejará também a ilegalidade da prisão, a ser relaxada pela
humanos, julgue os itens:
autoridade competente, sem prejuízo da possibilidade de
imediata decretação de prisão preventiva.
83 Malgrado a característica da historicidade, não se admite que
Em relação ao juiz das garantias, nos termos da lei, julgue o os direitos humanos possam variar em decorrência de trans-
item a seguir. formações das necessidades humanas, uma vez que os direi-
tos humanos são também caracterizados como universais.
81 Ele é o responsável pelo controle da legalidade da investi-
gação criminal e pela salvaguarda dos direitos individuais Errado.
cuja franquia tenha sido reservada à autorização prévia do Justamente em razão da característica da historicidade é que se
Poder Judiciário, sendo de sua competência decidir sobre a admite que os direitos humanos podem variar em decorrência
homologação de acordo de não persecução penal ou os de de transformações das necessidades humanas em nada confli-
tando com a característica da universalidade.
colaboração premiada, quando iniciados na investigação e
formalizados na ação penal.
84 Em que pese o sistema global de proteção dos direitos hu-
Errado. manos ter surgido após a constituição da Organização das
Art. 3º-B, CPP. O juiz das garantias é responsável pelo contro- Nações Unidas, os sistemas regionais de proteção desses
le da legalidade da investigação criminal e pela salvaguarda dos direitos surgem no início do Século XX, quando países de
direitos individuais cuja franquia tenha sido reservada à autori- determinadas regiões começam a verificar a necessidade de
zação prévia do Poder Judiciário, competindo-lhe especialmen- proteger as pessoas de violações de direitos humanos perpe-
te: (Incluído pela Lei n. 13.964, de 2019) (...) tradas por outros Estados.
XVII – decidir sobre a homologação de acordo de não persecu-
ção penal ou os de colaboração premiada, quando formalizados
durante a investigação.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

Errado. 89 Situação hipotética: Pedro vendeu, sem autorização do pro-


Os sistemas regionais de proteção dos direitos humanos surgem prietário, um veículo do qual era fiel depositário. Assertiva:
todos após a Segunda Guerra Mundial. O sistema regional eu- nesse caso, conquanto o Pacto de San José da Costa Rica não
ropeu surge no final da década de 50; o sistema interamericano, admita a prisão de Pedro, o entendimento do STF é de que
no final da década de 60; e o sistema regional africano, na déca- a prisão é admissível se se tratar de depósito convencional.
da de 80, todos do Século XX.
Errado.
85 Situação hipotética: Kelly não é adepta de nenhuma religião Consoante disposto na Súmula Vinculante 25, “é ilícita a prisão
e, por esse motivo, pretende elaborar um documento no qual civil de depositário infiel, qualquer que seja a modalidade do
renuncia ao seu direito à liberdade de religião. Assertiva: depósito”. Portanto, ainda que se trate de um depósito conven-
nesse caso, conquanto Kelly não exerça o direito à liberdade cional, Pedro não poderá ser preso.
de religião, ela não poderá renunciá-lo, haja vista que os di-
reitos humanos se caracterizam pela irrenunciabilidade. Em 1996, o Brasil deu um importante passo na proteção dos direi-
tos humanos ao instituir uma Política Nacional de Direitos Huma-
Certo. nos. Sobre essa Política, julgue o item.
Em que pese Kelly não ser adepta de nenhuma religião, não se
admite que ela venha a renunciar esse direito, em razão da ca- 90 A instituição de uma Política Nacional de Direitos Humanos
racterística da irrenunciabilidade dos direitos humanos. pelo Brasil decorreu de recomendação da Assembleia Geral
das Nações Unidas na Conferência Internacional que procla-
86 O direito ao sufrágio universal pelo voto direto e secreto, com mou a Declaração Universal dos Direitos Humanos, em 1948.
igual valor para todos, classifica-se como um direito humano
de primeira geração. Errado.
De fato, a instituição de uma Política Nacional de Direitos Hu-
Certo. manos decorreu de uma Conferência Internacional, mas foi de
O direito enumerado é um direito político inserindo-se, por- uma Conferência realizada em 1993, em Viena, e não na Con-
tanto, na classificação de direito humano de primeira geração. ferência que resultou na adoção e proclamação da Declaração
Universal dos Direitos Humanos, em 1948.
87 O Brasil participa de organizações internacionais de âmbito
global e regional dedicadas à proteção dos direitos humanos.
CONTABILIDADE
Certo. CLAUDIO ZORZO
O Brasil participa de organizações de âmbito global, como é o
caso da ONU, e de âmbito regional, como é o caso da Organi- Considerando os conceitos básicos da contabilidade como ciência,
zação dos Estados Americanos – OEA. o seu objeto e campo de aplicação, julgue os itens subsequentes:

Acerca do entendimento sumulado do Supremo Tribunal Federal 91 Os usuários externos das informações contábeis apresentadas
em relação aos direitos humanos, julgue os itens. pela entidade têm sua necessidade informacional totalmente
satisfeita pelos dados incluídos nos relatórios contábeis de
88 Situação hipotética: em razão de sentença penal condenató- propósito geral, não podendo buscar informações sobre a en-
ria transitada em julgado, Arthur foi encaminhado a um es- tidade em outros meios.
tabelecimento penal que impunha a ele um regime prisional
mais gravoso. Assertiva: nesse caso, a manutenção de Arthur Errado.
em regime prisional mais gravoso não é autorizada, conforme Os relatórios contábeis de propósito geral não atendem todas as
entendimento sumulado do STF, exceto se o Estado funda- necessidades de informações necessárias sobre a entidade. Os
mentar sua decisão no fato de não possuir um estabelecimen- usuários externos podem buscar informações sobre a entidade
no mercado e em órgãos oficiais.
to penal adequado.

Errado. 92 Por patrimônio, entende-se o conjunto de bens, direitos e


O entendimento sumulado pelo STF é de que “a falta de es- obrigações de uma entidade; segundo a escola contábil atu-
tabelecimento penal adequado não autoriza a manutenção do al, o patrimônio é representado no Balanço Patrimonial pelas
condenado em regime prisional mais gravoso, devendo-se ob- origens e aplicações patrimoniais.
servar, nessa hipótese, os parâmetros fixados no RE 641.320/
RS”, conforme Súmula Vinculante 56. Registra-se que não se Certo.
encontra nos parâmetros fixados no referido Recurso Extraordi- O patrimônio é o objeto da contabilidade, ele é representado
nário a justificativa alegada pelo Estado na situação hipotética no Balanço patrimonial pelas aplicações, que são as contas do
narrada no item. ativo, e pelas origens, que são as contas do passivo e do PL.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

O lançamento contábil representa a ferramenta prática que a Sobre a apuração do resultado e a estrutura da DRE, julgue os
empresa possui para registrar todos os seus fatos contábeis. Sobre itens seguintes:
lançamentos, fórmulas e correções, julgue as seguintes questões:
97 Considerando a determinação da Lei n. 6.404/1976, a DRE
93 O pagamento de uma despesa incorrida, com apropriação a deve começar pela conta Receita Bruta de Vendas, de onde
pagar de parte dela, será registrado em lançamento de 3ª fór- serão excluídas as deduções das vendas, como é o caso do
mula e é um fato diminutivo. Imposto de Renda sobre as vendas brutas.

Errado. Errado.
O pagamento de uma despesa com apropriação de parte a pagar, A Lei n. 6.404/1976 determina que a DRE comece pela Receita
é um fato diminutivo e será registrado em lançamento de 2ª Bruta de Vendas. Contudo, o Imposto de Renda não é uma de-
fórmula da seguinte forma: dução das vendas brutas. O Imposto de Renda é retirado antes
D – Despesa com aluguel; do cálculo das participações nos lucros.
C – Aluguel a pagar;
C – Banco. 98 As contas descontos comerciais concedidos e descontos fi-
nanceiros concedidos são despesas operacionais; não afetam
Sobre os regimes de escrituração, julgue a assertiva: a apuração do lucro bruto da empresa.

94 A compra de mercadoria à vista e a venda dessa mercadoria, Errado.


no mesmo mês, com lucro e à vista, afetarão o resultado da A conta desconto financeiro concedido é uma despesa opera-
empresa pelo regime de competência e pelo regime de caixa. cional; não afeta o lucro bruto. Já conta desconto comercial
concedido é uma dedução da receita bruta, diminui o valor do
Errado. lucro bruto.
A compra de mercadoria não afeta o resultado no regime de
competência, é um fato permutativo. Sobre a escrituração, lançamentos e fatos contábeis, julgue as
assertivas:
Relativamente à natureza e ao propósito dos ativos e passivos nas
entidades, julgue o item que se segue. 99 O desconto de 100 mil reais de duplicatas, com vencimento
para 90 dias, com encargos financeiros de 10 mil reais, será
95 Um ativo com vida útil indeterminada, como é o caso de um registrado somente com contas patrimoniais, sendo os encar-
terreno, não sofrerá depreciação, mesmo estando em uso. gos registrados como despesa financeira conforme transcor-
rer os 90 dias.
Certo.
A depreciação é a diminuição do valor contábil de um ativo Certo.
pelo uso, considerando a sua vida útil. Se o bem, como é o caso Os encargos cobrados pela instituição financeira quando do
do terreno, não tiver vida útil definida, ele não será deprecia- desconto deverão ser registrados como encargos financeiros a
do. Neste caso o procedimento aplicável é o teste de recupe- transcorrer, conta redutora do passivo. Serão apropriados como
rabilidade. despesa dentro do prazo do desconto.

96 Um edifício em construção, que quando pronto será alugado 100 A escrituração contábil começa pelo registro dos fatos no
para a Administração Pública Federal, será apresentado no livro diário, no qual os registros são efetuados mediante
imobilizado da empresa como obras em andamento. documentos que comprovem as ocorrências dos fatos;
posteriormente, os saldos lançados serão registrados no livro
Errado.
razão, que servirá de base para a elaboração do balancete e,
A essência econômica para a classificação da obra em anda-
por consequência, das demonstrações contábeis, que serão
mento é o uso futuro, assim, o edifício em contração para futuro
transcritas no livro razão para fins de encerramento do
aluguel será classificado como propriedade para investimento,
no ativo não circulante investimento. exercício contábil.

Errado.
O processo contábil está correto; o único erro da assertiva é que
as demonstrações serão transcritas no livro DIÁRIO, para fins
de encerramento do exercício contábil.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

INFORMÁTICA 104 Por se tratar de diferentes de linguagens de programação, não


TIAGO PÁDUA/MAURÍCIO FRANCESCHINI é possível acionar APIs criadas em Python a partir de um pro-
grama em R.
Com relação à programação Python, julgue o item que segue.
Errado.
A linguagem R possui pacotes que permitem realizar a interface
101 Uma tupla em Python é uma estrutura de dados utilizada para
de um programa escrito em R com APIs providas por módulos
armazenar valores, assim como a lista e o dicionário. Uma
Python, um exemplo é o pacote "reticulate":
tupla é uma coleção de dados ordenada e mutável.
library(reticulate)
os <- import("os")
Errado.
os$listdir(".")
Apesar de tuplas serem similares às listas, elas são frequente-
O exemplo de código R anteriormente apresentado importa
mente utilizadas em situações diferentes e com propósitos dis-
um módulo Python e o aciona para realizar uma listagem de
tintos. Tuplas são imutáveis e usualmente contêm uma sequên-
diretórios.
cia heterogênea de elementos.
Julgue o item a seguir, a respeito de metadados de arquivos.
Considere os seguintes comandos na programação em Python.
105 Os termos de licença de uso são um exemplo de metadados de
frutas = ['laranja', 'maçã', 'pera', 'banana', preservação, uma vez que tem por objetivo preservar a pro-
'maçã', 'banana']
priedade intelectual dos arquivos aos quais estão relacionados.
print(frutas.index('banana'))
Errado.
102 Este comando está correto e ao ser executado irá imprimir a Segundo a classificação da NISO – National Information
saída seguinte: Standards Organization, os metadados relacionados à
3 propriedade intelectual são classificados como metadados
de direitos autorais, e os metadados de preservação estão
Certo. ligados à preservação de longo prazo das informações, como
O método index devolve o índice base-zero do primeiro item checksums e hashs.
cujo valor é igual ao argumento informado ou lança o erro Va-
lueError se este valor não existe. 106 No sistema operacional Linux, o uso do comando sudo, no
terminal de comandos, permite alternar o privilégio de acesso
Com relação à linguagem R, julgue o item que segue. de um usuário comum para superusuário, oferecendo-lhe per-
missão para executar comandos administrativos.
103 R é uma linguagem de programação popular usada para com-
putação estatística e representação de gráficos. Seu uso mais Certo.
comum é analisar e visualizar dados. Uma das características O comando sudo concede permissão de superusuário para o
da linguagem R é de ser "case insensitive", deste modo, duas usuário comum.
variáveis que tenham o mesmo nome, mas com diferentes
capitalizações, serão consideradas como a mesma variável: 107 No terminal de comandos Linux, é possível abrir um arquivo
a <- 10 e editá-lo diretamente nesse ambiente por meio do comando
print(A) vi, ou apenas exibir o seu conteúdo sem edição, por meio do
Este comando irá imprimir: comando more.
[1] 10
Certo.
Errado. O comando vi é um editor de texto do terminal de comandos
A linguagem R é "case sensitive", ou seja, as variáveis apresen- do Linux. O comando more apenas exibe o conteúdo de um
tadas anteriormente seriam consideradas como duas variáveis arquivo no terminal de comandos.
distintas. De fato, a execução do código de exemplo gera o se-
guinte erro: 108 A operação do cubo dimensional conhecida como slice ou
Error in print(A) : object 'A' not found fatiamento, reduz o universo dos dados analisados sem, con-
exit status 1 tudo, reduzir a quantidade de dimensões do cubo.

Errado.
A operação slice reduz a quantidade de dimensões a serem ana-
lisadas no cubo dimensional para apenas uma dimensão, ou
seja, uma fatia apenas.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

109 O uso do protocolo HTTPS é suficiente para a implementa- 112 O fluxo médio anual de passageiros de 2015 a 2020 foi infe-
ção de uma rede VPN, por meio da qual será possível acessar rior a 15 milhões.
uma intranet remotamente com toda a segurança da cripto-
grafia e certificação digital. Certo.
Podemos calcular a média somando todos as observações e
Errado. dividindo por 6, que é a quantidade de observações presentes
A VPN implementa a segurança da conexão não apenas na ca- nessa amostra.
mada de aplicação e transporte, como no HTTPS, mas também
na camada de rede, com o uso do IPSec. 12,1 + 13 + 14,5 + 16 + 17,5 + 19, 6 92, 7
=µ = = 15, 45
6 6
110 Para acessar os dados da célula A5 da planilha Plantão da
pasta de trabalho 22DPC.xlsx, que se encontra no mesmo Portanto, o fluxo médio é de 15,45 milhões, que é superior a
diretório de outro arquivo do MS Excel, no qual o agente 15 milhões.
Carlos está trabalhando no momento, é suficiente usar a refe-
rência [22DPC.xlsx]Plantão!A5. Um fabricante de cigarros alegou que o teor de nicotina em seus
cigarros é inferior a 1% com desvio padrão igual a 0,2%. Porém, em
Certo. uma amostra de 16 cigarros, encontrou-se um teor médio de 1,1%.
A referência a células de outras planilhas de outras pastas de Dados: P (Z < 1,64) = 95%
trabalho usa o formato [ABC]PQR!XYZ, no qual ABC é o
nome do arquivo do Excel, PQR é o nome da planilha e XYZ é Com base nessa situação, julgue os itens a seguir.
o nome da célula.
113 Considerando um nível de significância de 95%, a hipótese
nula foi rejeitada.
ESTATÍSTICA
THIAGO CARDOSO
Certo.
Vamos calcular a variável normalizada.
Em um aeroporto hipotético, o fluxo de passageiros (em milhões ao
ano) ao longo desde 2007 a 2020 foi registrado no gráfico a seguir.

Então, aplicando na normal padrão, temos:

Essa probabilidade é inferior a 5%, porque a probabilidade P


(Z > 1,64) é igual a 5%, e a probabilidade de Z > 2 é inferior à
probabilidade de Z > 1,64, como mostrado no esquema a seguir.

Com base nessa situação, julgue os itens a seguir.

111 O gráfico mostra uma série temporal.

Certo.
De fato, como os dados variam somente com o tempo, trata-se
114 O teste em questão é unilateral à direita.
de uma série temporal.
Certo.
A hipótese nula é que a média do teor de nicotina seria inferior a
1%. Portanto, a hipótese alternativa é um teor médio de nicotina
superior a 1%. Desse modo, o teste é unilateral à direita, porque
é a hipótese nula que define a classificação do teste.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

115 A potência de um teste é igual à probabilidade de rejeitar a 119 O método de amostragem utilizado é não probabilístico, por-
hipótese nula, dado que ela é falsa. que os alunos das escolas selecionadas têm uma probabili-
dade de participar da amostragem diferente dos alunos das
Certo. escolas que não foram selecionadas.
É isso mesmo. Essa é a definição de potência de um teste: é o
seu potencial de detectar erros. Errado.
Na realidade, não é essa a definição de método não probabilís-
Com base nos conceitos de probabilidade, julgue os seguintes itens. tico. Antes de se fazer qualquer seleção, cada elemento tinha
uma probabilidade conhecida para ser selecionado. Assim, o
116 Considere dois eventos A e B, de modo que P(A|B) = 0,50, método de seleção é probabilístico. Os exemplos principais de
P(A) = 0,70 e P(B) = 0,40, então P (A Ս B) = 0,60. técnicas de amostragem probabilísticas são: aleatória simples,
estratificada, por conglomerados (que foi utilizada nesse exem-
Errado. plo) e sistemática.
Podemos utilizar a probabilidade condicional fornecida para
calcular a probabilidade da intersecção dos dois eventos: 120 A amostragem aleatória estratificada é mais custosa, porque
envolve a necessidade de formação de estratos mais homogê-
neos que a população original, porém é mais eficiente que a
técnica ilustrada nesse exemplo.
Por fim, podemos calcular a probabilidade da união:
Certo.
De fato, a amostragem aleatória estratificada é a mais eficiente,
porém é mais custosa. Os custos envolvidos são de pesquisa e
117 Quando dois eventos são independentes, A e B são indepen- elaboração dos estratos, que devem ser mais homogêneos que
dentes: P(A) = P(A|B). a população original.

Certo.
Essa é justamente a definição de eventos independentes: quan-
do a probabilidade condicional é igual à própria probabilidade
do evento.

Para determinar a satisfação dos alunos da rede pública de ensino,


foram selecionadas aleatoriamente algumas escolas e todos os
alunos dessas escolas responderam a um questionário.

Com base nessa situação e nos seus conhecimentos sobre os méto-


dos de amostragem, julgue os seguintes itens:

118 O método de amostragem utilizado é a amostragem


sistemática.

Errado.
Nesse caso, foram selecionadas aleatoriamente escolas, que
são equivalentes a conglomerados, dos quais são retirados para
a amostra todos os elementos presentes nesse conglomerado.
Portanto, trata-se de uma amostragem por conglomerados, e
não sistemática.
Em uma amostragem sistemática, somente o primeiro elemento
seria escolhido aleatoriamente. Os demais são selecionados por
uma progressão aritmética.
PCDF – AGENTE DE POLÍCIA

PROVA DISCURSIVA
FERNANDO MOURA

• Nesta prova, faça o que se pede, usando, caso deseje, o espaço para rascunho indicado no presente caderno. Em seguida, transcreva
o texto para a FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO DA PROVA DISCURSIVA, no local apropriado, pois não será avaliado frag-
mento de texto escrito em local indevido.
• Qualquer fragmento de texto além da extensão máxima de linhas disponibilizadas será desconsiderado.
• Na Folha de Texto Definitivo, a presença de qualquer marca identificadora no espaço destinado à transcrição do texto definitivo
acarretará a anulação da sua prova discursiva.
• Ao domínio do conteúdo serão atribuídos até 30,00 pontos, dos quais até 1,00 ponto será atribuído ao quesito apresentação (legibi-
lidade, respeito às margens e indicação de parágrafos) e estrutura textual (organização das ideias em texto estruturado).

Leia o texto a seguir.

A tecnologia da informação é hoje parte fundamental da sociedade. Não é mais possível tomar uma ação sem que haja integra-
ção com a TI. Portanto, a polícia deve se tornar cada vez mais aparelhada e especializada para aproveitar a tecnologia no comba-
te ao crime.
Na era digital, as leis do País e as regras de convívio social devem ser transportadas para a internet, afinal, ela é a continuidade
da vida de todos os cidadãos. Os crimes que não são permitidos no mundo real também não podem ocorrer no mundo virtual.
A evolução tecnológica tem sido aproveitada por criminosos para fraudes ao sistema, formações de quadrilhas e exposição de
crimes. Para combater esses episódios de violência, os principais mecanismos são as bases policiais já existentes, tanto a Polícia
Militar, para fazer operações de campo e prender pessoas de fato, quanto as Polícias Civil e Federal, que têm habilidades técnicas
para investigações, descobrir quem são os alvos e aqueles que praticam os crimes. Em um segundo momento, é necessário gerar
as provas para que a Justiça possa prender essas pessoas. Essas ações se tornarão mais efetivas a partir da entrega de ferramentas
que potencializam a capacidade de investigação.

Folha de São Paulo, 23/8/2020 (com adaptações)

Considerando que o fragmento de texto anterior tem caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo acerca do se-
guinte tema.

ERA DIGITAL E SEGURANÇA PÚBLICA.

Ao elaborar seu texto, trate, necessariamente, dos seguintes aspectos:


– Importância da tecnologia no combate ao crime; [valor: 10,00 pontos]
– Necessidade de aplicação de metodologias e capacitação de policiais na era digital; [valor: 10,00 pontos]
– Papel dos setores de inteligência policial. [valor: 9,00 pontos]
DPDF – ANALISTA – ADMINISTRAÇÃO

POLÍCIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL


CARGO: AGENTE DE POLÍCIA
PROVA DISCURSIVA

PADRÃO DE RESPOSTA DEFINITIVO


O candidato deverá elaborar texto dissertativo completo (introdução, desenvolvimento e fechamento) e atender, necessaria-
mente, aos tópicos solicitados.
Quanto ao primeiro tópico, na introdução, espera-se que o candidato mostre que a segurança pública é um dos assuntos que
mais preocupam os brasileiros, haja vista os índices de assassinatos comparáveis a países em guerra. Nesse contexto, investimento em
recursos tecnológicos e capacitação de policiais é fundamental A tecnologia é eficiente no combate à criminalidade e importante instru-
mento de auxílio à defesa tanto da segurança pública quanto dos cidadãos, em virtude da capacidade de identificar suspeitos, rastreá-los
e solucionar casos.
No tocante ao segundo tópico, espera-se que o candidato evidencie que o uso de recursos tecnológicos pode potencializar
o combate ao crime e ajudar a reduzir os índices de violência, mas esse objetivo será efetivo se a aplicação desses recursos for feita
com base em metodologias. É por meio delas que se assegura o planejamento bem estruturado para que as novas ferramentas atinjam
o máximo potencial que podem entregar. A metodologia não é o simples uso da tecnologia, mas a melhor forma possível de operação
com esses recursos. Por mais avançadas e modernas que sejam, as ferramentas não vêm em primeiro lugar. Estratégias bem-sucedidas
de segurança pública devem partir da observação de qual é o problema de fato para seguir os passos corretos, investigar, gerar provas
e solucionar crimes da maneira mais eficaz. Assim, A extração do máximo potencial dos recursos tecnológicos está atrelada, ainda, à
capacitação dos profissionais que serão responsáveis por sua operação. A capacitação e a atualização devem ser constantes, para que
os agentes de segurança possam acompanhar as mudanças em tecnologia e as respostas a essas alterações sejam o mais breve possível.
Policiais e os demais agentes devem se manter atualizados a respeito de questões sociais, tecnológicas e metodológicas constantemente.
Somente assim serão capazes de saber como combater as novas formas de crime que surgem na era digital.
Em relação ao terceiro tópico, espera-se que o candidato mencione o papel da criação de Núcleos de Inteligência Policial, com
base no Plano Nacional de Segurança Pública. Diversos órgãos de segurança pública no País já contam com áreas de inteligência. O que
deve evoluir no combate ao crime é o entendimento de que o que faz diferença para a diminuição dos índices de violência não é a força
extensiva ou o aumento do contingente em campo. Esse diferencial é a inteligência. O uso de força extensiva sem o apoio da inteligência
gera a perda de muitas vidas. Não basta criar núcleos de inteligência, mas, sim, a base para trazer os resultados esperados. Isso somente
é possível com capacitação para a análise dos dados e informações que são coletados com o auxílio da tecnologia, com a identificação
e formação de profissionais com perfil analítico. Esses agentes de segurança pública convivem diariamente com um grande risco para
suas vidas. Portanto, além de oferecer capacitação, é preciso criar as bases e fundamentos para que esses núcleos de inteligência con-
sigam trazer os resultados esperados. Com o uso da tecnologia fundamentada em metodologias definidas e orientadas por profissionais
bem organizados, é possível combater efetivamente o crime e melhorar a segurança pública.

Você também pode gostar