Você está na página 1de 42

Revisão das aulas 02 e 03

INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA DA
INFORMAÇÃO

Marcelo José Szewczyk


marcelo.jszewczyk@sp.senac.br
Aula 02
Evolução das plataformas de
Computação

2
Plataformas de Computação: do Mainframe
à 3ª Plataforma
1971: Microprocessador Intel
3ª Plataforma
1958 Invenção Cenário atual e futuro
do Circuito Integrado
2ª Plataforma
1980´s
1963: IBM System 360
3ª Plataforma
1947 Invenção
do Transistor 1ª Plataforma Combinação de tecnologias
PCs e Cliente-Servidor✓ Computação em Nuvem +
1960´s – 1980´s Ambiente distribuído ✓ Redes Sociais +
✓ PC’s ✓ Big Data +
✓ Servidor ✓ Mobilidade
✓ Cliente - Servidor ✓ IOT (Internet das Coisas)
Mainframe
Momento Zero ✓Ambiente centralizado
1943, 1946 ✓CPD: Centro de Processamento de Dados

Mark I (US,1943); Colossus (UK, 1943); ENIAC (US, 1946)


Computadores com válvulas termiônicas, cabos elétricos e tubos de vácuo
Plataformas de Computação: do Mainframe
à 3ª Plataforma
1971: Microprocessador Intel
3ª Plataforma
1958 Invenção Cenário atual e futuro
do Circuito Integrado
2ª Plataforma
1980´s
1963: IBM System 360
3ª Plataforma
1947 Invenção
do Transistor 1ª Plataforma Combinação de tecnologias
PCs e Cliente-Servidor✓ Computação em Nuvem +
1960´s – 1980´s Ambiente distribuído ✓ Redes Sociais +
✓ PC’s ✓ Big Data +
✓ Servidor ✓ Mobilidade
✓ Cliente - Servidor ✓ IOT (Internet das Coisas)
Mainframe
Momento Zero ✓Ambiente centralizado
1943, 1946 ✓CPD: Centro de Processamento de Dados

Mark I (US,1943); Colossus (UK, 1943); ENIAC (US, 1946)


Computadores com válvulas termiônicas, cabos elétricos e tubos de vácuo
Plataformas de Computação
1ª Plataforma - Mainframe
1943: Mark I – Harward University, patrocínio IBM
10 computador eletromecânico programável
Plataformas de Computação
1ª Plataforma - Mainframe
• 1943: Colossus foi um computador inglês projetado por Bletchley Park e
utilizado durante a Segunda Guerra Mundial, com objetivo de fazer
a criptoanálise de códigos ultra-secretos usado pelos nazistas.
• Utilizando símbolos perfurados em fitas de papel, o equipamento
processava a uma velocidade de 25 mil caracteres por segundo.
Plataformas de Computação
1ª Plataforma - Mainframe
1946: ENIAC Eletronic Numeric Integrator and Computer
• Primeiro computador digital reprogramável para resolver diferentes problemas.
• Cálculos de artilharia para US Army´s Ballistic Reearch Laboratory
• Capacidade de processamento: 100 mil operações / seg
• Dimensões: 18mil válvulas, Peso: 60mil Libras (27mil Kg);
• Consumo de energia: 25 Kilowatts / hora
Plataformas de Computação
1ª Plataforma - Mainframe
✓ Um mainframe é um computador de grande porte,
dedicado normalmente ao processamento de um
grande volume de informações.
✓ Os mainframes são capazes de oferecer serviços IBM Mainframe na Nuvem

de processamento a milhares de usuários através


de milhares de terminais conectados diretamente
ou através de uma rede.
✓ Embora venham perdendo espaço para
os servidores de arquitetura PC e servidores Unix,
IBM zEnterprise System EC12
que em geral possuem custo menor, ainda são
muito usados em ambientes comerciais e grandes
organizações: bancos, governo, universidades,
empresas de aviação.

IBM System 360


Plataformas de Computação:
1ª Plataforma - Mainframe
✓Os mainframes são computadores que
anteriormente ocupavam um grande IBM Mainframe na Nuvem
espaço e necessitavam de um ambiente
especial para seu funcionamento.
Atualmente possuem o mesmo tamanho
dos demais servidores de grande porte
com menor consumo de energia elétrica.
IBM zEnterprise System EC12

IBM System 360


Plataformas de Computação: do Mainframe
à 3ª Plataforma
1971: Microprocessador Intel
3ª Plataforma
1958 Invenção Cenário atual e futuro
do Circuito Integrado
2ª Plataforma
1980´s
1963: IBM System 360
3ª Plataforma
1947 Invenção
do Transistor 1ª Plataforma Combinação de tecnologias
PCs e Cliente-Servidor✓ Computação em Nuvem +
1960´s – 1980´s Ambiente distribuído ✓ Redes Sociais +
✓ PC’s ✓ Big Data +
✓ Servidor ✓ Mobilidade
✓ Cliente - Servidor ✓ IOT (Internet das Coisas)
Mainframe
Momento Zero ✓Ambiente centralizado
1943, 1946 ✓CPD: Centro de Processamento de Dados

Mark I (US,1943); Colossus (UK, 1943); ENIAC (US, 1946)


Computadores com válvulas termiônicas, cabos elétricos e tubos de vácuo
Plataformas de Computação:
2ª Plataforma – PC
• Graças à evolução eletrônica, com a miniaturização dos componentes e
com o seu barateamento, surgiram os computadores pessoais (PCs).
• Os PCs são lançados ao longo dos anos 70, mas os primeiros
equipamentos com maior utilidade e maior popularização vão surgir nos
anos 80.
Plataformas de Computação:
2ª Plataforma – Cliente-Servidor
• Cliente – Servidor é o modelo computacional que separa o
processamento em duas camadas: cliente e servidor.
• O modelo cliente-servidor (em inglês client/server),
em computação, é uma estrutura de aplicação distribuída que
distribui as tarefas e cargas de trabalho entre os fornecedores de
um recurso ou serviço, designados como servidores, e os
requerentes dos serviços, designados como clientes.

Cliente X

Internet

Cliente Y Servidor

Cliente Z
Plataformas de Computação:
2ª Plataforma – Cliente-Servidor
Os computadores que acessam os serviços de um servidor
são chamados clientes, onde normalmente estão localizados
os usuários finais. São os nossos computadores (PCs),
Smartphones ou outros equipamentos que acessam um
aplicação (aplicativo) na Rede.

Cliente X

Internet

Cliente Y Servidor

Cliente Z
Plataformas de Computação:
2ª Plataforma – Cliente-Servidor
Servidor é um sistema de computação que fornece serviços
para seus clientes através de uma rede de computadores.
Esses serviços podem ser de natureza diversa, tais como:
Páginas Internet, correio eletrônico, entre muitos outros.

Cliente X

Internet

Cliente Y Servidor

Cliente Z
Plataformas de Computação:
2ª Plataforma – Cliente-Servidor
O Servidor atua através do seguinte fluxo:
1 – recebe uma requisição do cliente;
2 – executa o serviço;
3 – envia o resultado como resposta ao cliente.
Requisição de Serviço

Cliente Servidor

Cliente envia
requisições ao servidor
O Cliente possui a Resposta
interface utilizada pelo Servidor disponibiliza
usuário para requisitar os recursos à rede
serviços, sendo chamado
de front-end da aplicação.
Plataformas de Computação:
2ª Plataforma – Cliente-Servidor
Cliente-Servidor é um modelo computacional utilizado como referência
para a maioria das comunicações em rede, baseando-se no conceito de prestação
de um serviço e define um diálogo típico de pedido-resposta.

Clien
te
Cliente
Cliente Servidor

Cliente

Cliente

Cliente

Cliente
Cliente
A Internet utiliza o modelo cliente-servidor. Muitos servidores em todo o
mundo são interligados e processam informações simultaneamente.
Plataformas de Computação:
2ª Plataforma – Cliente-Servidor
A Internet utiliza o modelo cliente-servidor.
Muitos servidores em todo o mundo são interligados e
processam informações simultaneamente.
Plataformas de Computação:
2ª Plataforma – Cliente-Servidor
Principais motivadores de uso:
 Centralização dos serviços;
 Utilização de recursos remotos;
 Sistemas Cooperantes entre si;
 Distribuição de Carga;
 Tolerância à falhas;
 Execução concorrente;
 Falhas Independentes;
 Heterogeneidade.
Plataformas de Computação: do Mainframe
à 3ª Plataforma
1971: Microprocessador Intel
3ª Plataforma
1958 Invenção Cenário atual e futuro
do Circuito Integrado
2ª Plataforma
1980´s
1963: IBM System 360
3ª Plataforma
1947 Invenção
do Transistor 1ª Plataforma Combinação de tecnologias
PCs e Cliente-Servidor✓ Computação em Nuvem +
1960´s – 1980´s Ambiente distribuído ✓ Redes Sociais +
✓ PC’s ✓ Big Data +
✓ Servidor ✓ Mobilidade
✓ Cliente - Servidor ✓ IOT (Internet das Coisas)
Mainframe
Momento Zero ✓Ambiente centralizado
1943, 1946 ✓CPD: Centro de Processamento de Dados

Mark I (US,1943); Colossus (UK, 1943); ENIAC (US, 1946)


Computadores com válvulas termiônicas, cabos elétricos e tubos de vácuo
Plataformas de Computação:
3ª Plataforma – Combinação de Tecnologias
3ª Plataforma – Combinação de Tecnologias
que estão revolucionando TI e transformando o mundo.

Computação em Nuvem

Redes Sociais Mobilidade


Aula 03
Servidor

21
Conceito: Tecnologia da Informação – TI
Tecnologia da Informação (TI) – Definição
Segundo Baker:
“É o conjunto de recursos não humanos dedicados
ao processamento, armazenamento, e
comunicação da informação”

Processo de
Dados transformação Informação

Tecnologia da Informação
Conceito: Tecnologia da Informação – TI
Objetivos da Tecnologia da Informação:

▪ Processar
Dados e
▪ Armazenar
Informações
▪ Comunicar
(distribuir)
Processo de
Dados transformação Informação

Tecnologia da Informação
Componentes Básicos de Servidores

Componentes básicos de
Conceito de TI
Hardware para este fim

Processamento Processador (CPU)

Memória (RAM),
Armazenamento
Discos - Storage (HD, SSD)

Comunicação
Redes e Barramento Interno
Acesso, Distribuição
Conceito: Tecnologia da Informação – TI
Objetivos da Tecnologia da Informação:

1. Processar 3. 3.
1.
2. Armazenar 3.

3. Comunicar 2. 2.
(distribuir)
Componente de Servidor: Processador
• Processador, também denominado
CPU (do inglês, Central Processing
Unit), pode ser identificado como o
cérebro do computador.

• O processador é um circuito
integrado que realiza as funções de
cálculo e tomadas de decisão de
um computador, alocando os
recursos, necessários e apropriados,
junto à memória e outros Intel e AMD são fabricantes de
processadores para a plataforma X86.
componentes eletrônicos do
computador.
Componente de Servidor: Processador
• Processadores podem ser desenvolvidos
para uso genérico ou específico.
• Durante o processo de desenvolvimento do design
de um processador, é vital conhecer e considerar o
uso ao qual o processador se destina.
• Processadores de propósito geral podem executar qualquer tipo
de software, embora sua execução seja mais lenta que o mesmo sendo
executado em um processador especializado.
• Processadores dedicados são fabricados para executarem tarefas
específicas para os quais possuem melhor desempenho que os
processadores para uso genérico.
– Processador gráfico;
– Processador de criptografia;
– Co-processador aritmético: para realizar cálculos complexos;
– A arquitetura de servidores mainframe da IBM prevê diversos tipos de processadores
para cargas de trabalho específicas. Um exemplo é o processador IFL para cargas de
trabalho Linux.
Processadores - Plataformas X86
Plataforma X86 utiliza processadores INTEL (sendo esta a grande
dominante do mercado) e AMD. A grande maioria dos servidores e
computadores utilizam este padrão.

Intel 4004
#1 Processador X86
Processadores – Outras plataformas - RISC
Existe outra plataforma de processadores, utilizada por servidores
específicos para algumas funções. São os processadores chamados
RISC, utilizados por servidores específicos e Mainframes.
IBM Power Systems (System p):
Processadores RISC

Servidores IBM Power Systems


fornecem flexibilidade e opção de
sistemas operacionais AIX, IBM i , Linux
Componente de Servidor : Armazenamento
• Armazenamento ou Memória são todos os dispositivos que permitem a um
computador armazenar dados e programas temporariamente (memórias voláteis) ou
permanentemente (memória persistente).
• A memória principal é aquela que é acessada diretamente pelo processador. Apresenta
alta velocidade e baixa capacidade de armazenamento. O principal elemento é a
memória RAM (do inglês Random Access Memory, que significa “memória de acesso
aleatório”), que armazena as informações que são utilizadas no trabalho do
processador, sendo esta volátil (apaga quando desligado o computador).
• A memória secundária, apresenta alta capacidade de armazenamento e baixa
velocidade. É usada para gravar grande quantidade de dados por um período longo de
tempo. São exemplos de memória os HD (discos), memória sólida (SSD), pendrives,
entre outros. São não voláteis.
Memórias secundárias
Memória principal
Componente de Servidor: Comunicação
• Uma placa de rede (também chamada adaptador de rede ou NIC, sigla de Network
Interface Card, em inglês) é um dispositivo de hardware responsável pela
comunicação entre os computadores de uma rede.
• A placa de rede é o hardware que permite aos computadores conversarem entre si
através da rede. A sua função é controlar todo o envio e recepção de dados através
da rede..
Componente de Servidor: Barramento
• É um conjunto de linhas de comunicação que permite a interligação (comunicação)
entre os dispositivos de um sistema de computação , tais como: processador,
memória, discos e outros periféricos.
• Através do barramento, conectamos os componentes internos do servidor e,
também, conectamos o servidor com componentes externos (periféricos).
– Exemplos de componentes internos do servidor: placa de rede, processador, memória;
– Exemplos de componentes externos: storage,
• Existem vários padrões de barramento que foram desenvolvidos ao longo do tempo.
O mais comum é o padrão PCI – Peripheral Component Interconnect.

Periféricos
Memória CPU Dispositivos
de E/S (I/O)

Barramento
Servidor - utilização
Vídeo: A importância de um servidor nas empresas

https://www.youtube.com/watch?v=O5VL9Unv5o0
Especificação de Servidores:
Alguns itens recomendados para a escolha:
INFORMAÇÕES GERAIS
• Objetivo de uso: qual aplicação irá rodar
• Ambiente:: Produção ou Desenvolvimento
Componentes básicos • Fabricante: Dell, HP, Lenovo, Cisco....
• Sistema Operacional
de servidores • Local de instalação
• Formato: Torre, Rack, Blade
• Prazo de entrega
• Garantia e suporte

Capacidade de processamento:
• Processadores: Fabricante, Tipo, Clock,
Processador e Memória Quantidade de Processadores e Cores
• Quantidade e velocidade de memória

Capacidade de armazenamento:
• Previsão de volume de dados e crescimento
Storage e Backup Quantidade de discos?
(Discos, Fitas ...) • Disco Interno ou Externo?
• Previsão de volume de acesso aos dados
• Requisitos de segurança: Espelhamento, backup

Recursos para • Acessórios e Periféricos: tipo e quantidade


• Padrões de conectividade da Empresa
conectividade • Portas para conectividade LAN, WAN, SAN...
(Rede LAN, WAN, SAN, Cabeamento...) • Cabos
Alguns dos principais fabricantes de Servidores
Market Share: participação no mercado (%)
1Q20: 1 Trimestre 2020 (em Inglês falam Quarter)

Montagem direta. Exemplo: Google (monta seus próprios servidores)

www.idc.com/getdoc.jsp?containerId=prUS46534520
Alguns dos principais fabricantes de
Servidores
Conceito adicional sobre processador (CPU)
Processador Multinúcleo (MultiCore)
 Processador multinúcleo (múltiplos núcleos, do inglês multicore)
é o que tem dois ou mais núcleos de processamento (cores) no
interior de um único Processador Físico (ou soquete).

Ex.: 1 Processador físico (soquete) com 4 núcleos (Cores)


Conceito adicional sobre processador (CPU)
Processador Multinúcleo (MultiCore)
➢ O surgimento dos processadores multicore, tornou-se necessário
principalmente devido a missão cada vez mais difícil de resfriar processadores
singlecore (processadores de apenas um núcleo) com clocks cada vez mais
altos;
➢ Os diversos núcleos não somam a capacidade de processamento, mas dividem
as tarefas entre si, sendo tratados como processadores separados;
➢ O sistema operacional trata cada um desses núcleos como um processador
diferente.
Conceito adicional sobre processador (CPU)
Processador Multinúcleo (MultiCore)
➢ Atualmente (Ago.2020) temos processador Intel para servidores (linha Xeon)
anunciado com 56 Núcleos (Cores), para servidores que podem ter até 8
processadores físicos (soquetes), ou seja, podendo ter em um único servidor a
capacidade de 448 Cores (8 processadores x 56 núcleos) (www.intel.com.br).

https://www.intel.com.br/content/www/br/pt/products/processors/xeon/scalable/platinum-processors.html?page=2
Conceito adicional sobre processador (CPU)
Hyper Threading
O Hyper Threading é uma tecnologia utilizada em alguns processadores que
permite que os mesmos tenham acesso a um recurso de agendamento de tarefas
(Threads ou Segmentos) mais otimizado, no sentido de que é capaz de encaminhar
as threads aos núcleos da CPU de forma muito mais ágil em busca da diminuição
desses períodos de ociosidade.
É um artifício lógico, onde parece que há o dobro de cores, mas não ocorre a
duplicação da capacidade!!!
Hyper Threading permite performance melhor em aplicações que dependem de
alto grau de paralelismo de processamento de dados. Exemplos: editores de vídeo,
jogos, softwares de modelagem e simuladores.
Conceito adicional sobre processador (CPU)
Núcleos e Hyper Threading (proc. Lógicos)

Ctrl+Alt+Del -> Ger. de tarefas ->


Desempenho - CPU

Monitor de Recursos (teclar na área de


busca do Windows ) -> CPU

Você também pode gostar