Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA ‘JÚLIO DE MESQUITA FILHO’

Instituto de Artes – UNESP

PROJETO

Instituto de Artes - UNATI - UNESP

Universidade Aberta à Terceira Idade

Coordenadora : Profª.Luciana Amorim


Orientador: Profº Lilian Freitas Vilela

Oficina : Yoga, Arte e Autoconhecimento

Ministrante: Ricardo Henrique Marques da Silva

São Paulo
2019
OFICINA “YOGA, ARTE E AUTOCONHECIMENTO”

OBJETIVOS GERAIS:

 Permitir aos participantes uma oportunidade semanal de conexão


com o bem-estar, com a vitalidade e com a alegria ao transmitir os
conhecimentos teórico-práticos do Yoga como sistema ancestral de
aprendizagem e desenvolvimento humano
 Incentivar os participantes no desenvolvimento de sua consciência
corporal, assim como na conquista de foco e concentração e no
gerenciamento do estresse
 Contribuir para o estabelecimento de uma cultura de paz e
desenvolvimento sustentável, ao promover os valores humanos e os
princípios ditados pela ONU e UNESCO para a reconfiguração da
sociedade contemporânea, em contraposição a uma cultura de
violência que não mais deve prevalecer em nenhum âmbito social,
sobretudo o educacional
 Viabilizar a expansão do potencial criativo intrínseco ao ser humano
ao unir o ensino de técnicas conectadas às diversas linguagens
artísticas (dança, música, teatro, artes visuais) ao autocuidado e à
introspecção que a metodologia do ensino de Yoga permite
desenvolver em cada um
 Criar coletivamente, em ambiente universitário, um momento de
integração, amizade e inclusão

OBJETIVO ESPECÍFICO:

O curso visa construir uma comunidade de aprendizagem semanal, com


a intenção de compartilhar com o aluno os conteúdos básicos do sistema de
conhecimento teórico-prático do Yoga clássico em consonância com propostas
de transmissão de conteúdos conectadas ao ensino de linguagens artísticas à
bagagem da contemporânea da Cultura de Paz. A partir disso, o objetivo é que
a oficina possa servir como um momento de paz, saúde e harmonia
potencializador da criatividade existente em cada um.

PÚBLICO ALVO:

Adultos acima de 50 anos, interessados na aprendizagem do Yoga e


abertos a vivências de arte e autoconhecimento.

METODOLOGIA:

Aulas práticas de 2 horas unidas a momentos de reflexão, leitura


vivência artística conectada ao teatro, dança, artes visuais ou música. Sempre
haverá uma roda de conversa no começo e um convite para que todos tragam
um lanche saudável para compartilhar com o grupo, no momento final da
atividade semanal.

MATERIAIS:

 Utilização de computador com projetor


 Aparelho de som com cabo conector para celular ou pen-drive
 Tapetes para prática de Yoga (colchonetes do Instituto de Artes)
 Almofadas, caso haja a possibilidade
 Cadeiras
 Bambus para prática corporal

CRONOGRAMA

Todas as segundas-feiras das 14h00 às 16h00. Primeiro semestre de


2019 (março a junho)
Local: Instituto de Artes - UNATI-UNESP.

CONCLUSÃO

As atividades desse curso desenvolverão a consciência corporal e o


autoconhecimento, e também trarão muitos momentos de descanso, reflexão e
pacificação. Serão aulas preenchidas por propostas de incentivo à promoção
da saúde e do bem-estar, sendo conduzidas com simplicidade e clareza.
Espera-se que seja estabelecido um ambiente de convivência harmônica e
amizade entre todos.
A oficina também possibilitará a ampliação da bagagem de
conhecimentos artísticos dos alunos, tornando-os mais criativos, expansivos e
conectados à humanidade, à espiritualidade e à Cultura de Paz.

BIBLIOGRAFIA

ALVES, Rubem. CONVERSAS COM QUEM GOSTA DE ENSINAR. 1. ed.


Guarulhos -SP: Editora Cortez, 1980.

ALVES, Rubem. Histórias de quem gosta de ensinar. 17ª ed. São Paulo:Cortez,
1994.

ALVES, Rubem. A montanha encantada dos gansos selvagens. São Paulo:


Edições Paulinas, 1987. (Coleção Estórias para pequenos e grandes).

CAMPOS, Antônio. Diálogos no mundo contemporâneo: por uma cultura de


paz. Recife: Carpe Diem, 2011. -CENTRO Internacional de Investigação e
Informação para a Paz. O estado da paz e a evolução da violência: A situação
da América Latina. Campinas, SP: EdUnicamp, 2002.
ESPÍRITO SANTO, Ruy Cezar do. Autoconhecimento na Formação do
Educador. São Paulo: Ágora, 2007.

ESPIRITO SANTO, RUY CEZAR DO. Desafios Na Formação Do Educador.


Retomando O Ato De Educar. São Paulo: PAPIRUS, 2002

GUIMARÃES, Marcelo R. Educação para a paz. Caxias do Sul, RS: EdUCS,


2005.

HERMOGENES, José. Autoperfeição com Hatha Yoga. Rio de Janeiro: Nova


Era, 2007.

HERMÓGENES, José. Saúde na Terceira Idade. Rio de Janeiro, Record,. 1996

INCONTRI, Dora. Educação, Espiritualidade e Transformação Social. New


York: Comenius, 1999.

MALDONADO, Maria T. Os construtores da paz. São Paulo: Moderna, 1997

NAÇÕES UNIDAS. Declaração e Programa de Ação sobre uma Cultura de


Paz. Assembléia Geral. A/RES/53/243. 6 de outubro de 1999.
(http://www.comitepaz.org.br/download/Declara%C3%A7%C3%A3o%20e%20P
rograma%20de%20A%C3%A7%C3%A3o%20sobre%20uma%20Cultura%20de
%20Paz%20-%20ONU.pdf).

UNESCO. AFRICA: Fundamentos e recursos para uma cultura da paz.


http://unesdoc.unesco.org/images/0022/002255/225535por.pdf.

UNESCO. Cultura de paz: da reflexão à ação; balanço da Década Internacional


da Promoção da Cultura de Paz e Não Violência em Benefício das Crianças
doMundo. – Brasília: UNESCO; São Paulo: Associação Palas Athena, 2010.
http://unesdoc.unesco.org/images/0018/001899/189919por.pdf.

UNESCO. BASE DE DADOS.


http://www.unesco.org/new/fr/unesco/resources/publications/unesdoc-database/

VON, Cristina. Cultura de Paz. São Paulo: Peirópolis, 2003.

WEIL, Pierre. A arte de viver em paz. São Paulo: Gente, 1993.