Você está na página 1de 5

envelopado e os seus determinantes antigênicos, ou

Virologia seja, as estruturas proteínas capazes de ativar o


sistema imunológico no envelope.
1. ÁCIDO NUCLEICO
Sabemos que vírus são parasitas intracelulares  DNA ou RNA fita simples ou fita dupla (retro
obrigatórios, mas isso não quer dizer que encontraremos vírus, vírus com RNA-HIV)
vírus somente dentre das células, um exemplo disso é  4 tipos de genomas virais: dsDNA (dupla hélice
quando uma pessoa está infectada por vírus ele expele por ou dupla fita), ssDNA (fita simples), dsRNA,
meio do espirro os vírus em si não as células infectadas ssRNA
por vírus.  As moléculas de DNA ou RNA podem ser
encontradas na forma LINEAR ou
Por que consideramos eles intracelulares obrigatórios CIRCULAR
então?  Os vírus RNA devem conter ou sintetizar RNA
transcriptase e replicases (por que ele vai usar
-Eles são considerados parasitas intracelulares uma célula para se replicar,logo ele precisa
obrigatórios por que eles só conseguem fazer replicação que a célula alvo faça a síntese proteica que
dentro de uma célula, fora de uma célula ele é ele não consegue)
considerado um partícula viral ou virion (inerte)  Alguns vírus RNA apresentam genoma
segmentado. (Vários segmentos de moléculas
 Forma extracelular: virion ou partícula viral de RNA)
 Forma intracelular: replicação viral, vírus  Síntese proteica da nossa célula começa com
Os vírus são agentes infecciosos então obrigatoriamente ele o DNA faz a transcrição para síntese de RNA
vai infectar uma célula por que se não ele não consegue se (fita simples), vai para o citoplasma e lá
replicar, nós temos vírus capazes de infectar uma variedade acontece a tradução. Não ocorre tradução de
muito grande de células, os vírus por serem parasitas DNA, só de RNA então eu preciso que esse
intracelular obrigatórios eles vão apresentar células alvo. material genético do vírus se conjugue com o
Eles não conseguem infectar qualquer célula que eles material genético da célula alvo para que ela
quiserem precisa haver uma ligação entre receptores consiga fazer a síntese proteica só que agora
presente na partícula viral e na célula alvo para que esse a partir do momento que você tem a
vírus consiga penetrar na células, alguns receptores são conjugação do material genético do vírus
específicos de uma células outros receptores são comuns com o material genético da célula alvo essa
em várias células, porém todos os vírus possui uma célula célula vai sintetizar proteínas dos vírus.
alvo.  Como o vírus vai conjugar uma fita simples
 Agentes infecciosos, causadores de doenças em de RNA com o DNA da célula? Não tem
humanos, animais ou plantas. jeito, então ele precisa transformar esse RNA
em DNA as nossas células não tem enzimas
-Composição que fazem isso, então o vírus tem que ter
O envelope viral não está presente em todos os vírus. essa enzima que consegue sintetizar DNA a
-Ácido Nucléico: todos os vírus tem e pode ser de formas partir de RNA.
diferentes (constituição)  Todos os vírus tem enzimas mas não as
- mesmas.

Enzimas: todos os vírus tem e também à variação de um


vírus para outro.
-Capsídeo: parte proteica do vírus todos os vírus tem, mas
diferentes formatos:
Se não tiver envelope a parte mais externa será o
capsídeo, por que devemos dar atenção para isso?
2. Capsídeo ou Cápside
Por que se o vírus é envelopado os seus receptores
de reconhecimento da célula alvo estarão no
 Vai acontecer de haver apenas capsídeo durante o ciclo
Cobertura proteica que protege o ácido nucleico
replicativo, mas não é uma partícula infecciosa, por que
contra efeitos físicos, químicos ou enzimáticos (proteína
todos os constituintes dos vírus são sintetizados dentro da
sintetizada pela célula alvo)
célula alvo, SEPARADAMENTE, alguns deles podem vir
 Forma icosaedrica ou helicoidal com falha e ai vem sem material genético ai não vai ser uma
partícula infecciosa sendo somente capsídeo e se apresentar
 Formado por subunidades idênticas,
ácido nucleico e capsídeos ai vai ser considerado um
protômeros, que se agrupam formando os capsômeros
nucleocapsídeo e isso acontece principalmente quando
 Capsídeo + ácido nucléico =
ocorre a lise celular.(TODO VÍRUS TEM
NUCLEOCAPSÍDEO NUCLEOCAPSÍDEO)

Enzimas
Transcriptase reversa (VÍRUS RNA)
Lisozima (bacteriófagos)-Enzima toxinas que a
gente tem nos neutrófilos que é bactericida
(degradação da membrana da bact.), importantes para
que haja o aparecimento de poros na célula bacteriana
para que o bacteriófago consiga injetar o seu material
genético dentro dela.
Polimerases-Enzima que achamos nos vírus se
ele necessitar
Integrases-””””
Proteases-””””

4.Envelope
 Bicamada lipídica com proteínas, em geral,
glicoproteínas
 Podem apresentar espículas (carboidratos -
proteína)
 Componentes do vírus + hospedeiro
 Usado para ancorar o vírus no hospedeiro
 Usado na identificação de vírus
 Ela é formada basicamente pela membrana
plasmática da célula alvo, o vírus vai induzir a
síntese proteica dentro da células alvo então
forma o genoma do vírus o capsídeo e isso
tudo é formado dentro da célula quando esse
vai sair da cél ele faz um brotamento levando
a membrana plasmática da célula
(envolvendo). Mesmo essa membrana tenha
sido proveniente da cél alvo ela VAI TER
PROTEINAS VIRAIS sintetizadas pela célula
alvo, e precisa ter essa proteína viral por que é
dessa forma o nosso sist. Imuno vai
reconhecer aquele vírus como algo estranho
(Espiculas= glicoproteínas)
Se o vírus só andasse com a membrana da cél alvo
ele não seria reconhecido pelo sistema imune, mas
também não conseguiria infectar uma cél logo não
conseguiria se replicar e proliferar

-Tipos de estruturas GENOMA DE RNA (FITA SIMPLES) ELE TEM CAPSIDEO


Os vírus podem ser classificados de acordo
HELICOIDAL MAS ELE É ENVELOPADO ESFÉRICO
com a simetria do capsídeo:
 Vírions icosaédricos -Estrutura complexa
 Vírions helicoidais Subunidades proteicas se ligam formando uma
 Vírions de estrutura complexa estrutura complexa, sem conformação geométrica
definida
Ex: Varíola, Vaccínia, Ebola, bacteriófagos

-CAPSÍDEOS ICOSAÉDRICOS
 Capsídeo construído por CAPSÔMEROS que se
ligam formando um sólido geométrico (icosaedro) - Agentes
01 icosaedro é formado por 20 triângulos equiláteros
organizados sobre a face de uma esfera
subvirais
 Ex: Herpesvírus, Poliovírus, Adenovírus
Seria algo um pouco abaixo do vírus, um pouco menos, isso
O vírus pode ter capsídeo icosaédrico, mas isso não
quer dizer que sua forma é icosaédrica por que seria
ele menos “complexo na estrutura”, logo eles teriam não
pode ter envelope também. teriam uma parte das estruturas obrigatórias para um vírus.

 Viróides: moléculas pequenas de ssRNA


circular, que não codifica nenhuma proteína;
sem capsídeo. Replicam-se em algumas
plantas.
-Capsídeo helicoidais  Prions: proteína infecciosa. Constituídos por
apenas um tipo de proteína e não tem ácido
Subunidades proteicas são equivalentes entre si e
nucléico sem capsídeo.
estão ligadas de modo a formar um eixo de rotação ao
redor do ácido nucléico. REPLICAÇÃO VIRAL
Ex: vírus do Sarampo, Caxumba, Raiva -PRINCÍPIOS DA REPLICAÇÃO VIRAL
 Vírus são parasitas intracelulares obrigatórios.
 Os ciclos replicativos dos vírus variam de 1. Injeção do ácido nucleico (Bacteriófago-
acordo com a duração, local da multiplicação, lisozima-perdura a membrana da cel bac)
destino da célula infectada (ciclo lítico-lise da 2. Endocitose-envelopado e não envelopado –
célula ou não) e produtividade viral. envaginação. -Desnudamento
 Alguns vírus são capazes de entrar em estados 3. Fusão do envelope viral-depois do envelope
latentes, onde não há produção de progênie ocorre o desnudamento para tirar o capsídeo
viral.Ele entra na célula porém ele fica stand 4. Translocação-proteínas transportadoras de
by o objetivo dele nesse caso é se esconder no membrana canais iônicos
sistema imunológico ou fuga de medicação, -Desnudamento
ele vai ser esconder onde aquela droga n
consegue alcançar.

No caso do HIV a medicação faz com que esses vírus,


boa parte deles, se estalem em células que ele não
consegue se replicar, então o vírus foge da medicação
porém são células onde ele não consegue se replicar-
logo em latência

Vírion (fora da célula)


1. ADSORÇÃO
 -Ligação específica entre os receptores virais
e os receptores celulares localizados na
membrana citoplasmática.
 Célula alvo (tropismo celular). Exemplos: CD4
e HIV, C3d e Epstein-Barr
 Os receptores para alguns vírus podem estar
presentes em quase todos os tecidos. Exemplo:
vírus do

sarampo. Os receptores celulares podem mudar com a


idade.

 Para alguns vírus, há necessidade de um


receptor primário e um co-receptor.
Exemplo: HIV.
 Receptor primário: complexo gp120-gp41 +
receptor CD4+
 Co-receptores: CCR4 e CXCR5 + receptores de
citocinas

Os receptores celulares as proteínas das nossas células


algumas delas são expressas ou são deixadas de ser
expressas com a idade. Com a idade as nossa células
começam a diminuir a síntese proteica e algumas dessas
proteínas não sintetizadas servem como receptores de vírus
e isso é um dos motivo que algumas viroses são mais
frequentes em crianças.

2. Penetração/desnudamento
 Entrada na célula de parte ou de todo o vírion, e
na liberação do genoma viral.
 Mecanismos de penetração dos vírus nas
células:
 Ocorre logo após a penetração e precede a  Envelope é adquirido da membrana
expressão do genoma viral (biossíntese) plasmática, as vezes da membrana do
 Compreende a remoção total ou parcial do núcleo
capsídeo viral  Liberação por exocitose (leva um pedaço
 Exposição do genoma para transcrição / da membrana plasmática) com ou sem lise
tradução celular
 Vírus DNA: a replicação acontece no núcleo
 Vírus RNA: a replicação acontece no
citoplasma dependendo do RNA do vírus

3. Biossíntese -Ciclo lítico e Ciclo lisogênico


 Após o DNA do vírus alcança o citoplasma da
célula
Ciclo lisogênico: o vírus não vai sair de dentro da célula
 Inicia-se a biossíntese de ácido nucleico e
alvo, mas ele vai se replicar, o vírus por algum daqueles
proteínas virais
mecanismo de penetração ele conjugo o material genético
 Produção de proteínas virais interrompe a
dele com o da célula só que ele não induziu a
síntese proteica do hospedeiro
BIOSSINTESE, então não houve a síntese de proteínas
 Período de eclipse: fase de alguns minutos
virais-Então ela é um célula infectada que não sintetiza
enquanto não encontra fagos completos,
partículas do vírus, o vírus faz com essa célula continue o
somente componentes isolados (DNA e
ciclo celular e isso faz com que a célula faça mitose e agora
proteína viral)
4. Morfogênese/ maturação
 Morfogênese
 Processo de montagem das
partículas virais
 Ocorre no final do ciclo replicativo
 Maturação
 Aquisição da capacidade infectiva
do vírus (
 Envelopados = aquisição do
envelope (síntese de proteínas que
vão fazer com que esse capsídeo ele
seja dirigido para próximo da membrana
plasmática) tenhamos 2 células infectadas.
5. Liberação Ciclo lítico: replica sai de uma célula e vai para outra.

Vírus sem envelope

 Liberados quando ocorre a destruição das

células infectadas

Vírus envelopado