Você está na página 1de 26

Políticas Públicas

ME. BRUNO SILVA KAUSS


SUMÁRIO

Histórico
Apontamentos Importantes
Algumas Definições
Críticas
Ciclo das Políticas Públicas
Atores das Políticas Públicas
Desafios
AÇÕES DE ESTADOS,
DÚVIDAS GOVERNOS, SOCIEDADE CIVIL?
DÚVIDAS COMO SURGE O DEBATE?
HISTÓRICO

Contexto de Guerra Fria;

Valorização da tecnocracia como forma de enfrentar


suas consequências (SOUZA, 2006).

O debate sobre políticas públicas ganhou


independência na academia norte-americana,
rompendo a tradição europeia de estudos e
pesquisas nessa área, que se concentravam mais na
análise sobre o Estado e suas instituições do que na
produção dos governos (SOUZA, 2006).
HISTÓRICO

Segundo Souza (2006), o pressuposto analítico


que regeu a constituição e a consolidação dos
estudos sobre políticas públicas é o de que, em
democracias estáveis, aquilo que o governo faz
ou deixa de fazer é passível de ser:

a) formulado cientificamente e,

b) analisado por pesquisadores independentes.


APONTAMENTOS IMPORTANTES
QUAL A DIFERENÇA ENTRE POLÍTICAS PÚBLICAS
ENTRE POLÍTICAS SOCIAIS?

Autonomia do conceito de políticas públicas em


oposição ao conceito de política social.

A diferenciação entre políticas públicas e sociais


guarda íntima relação com a noção de Estado de
bem-estar social (Welfare State) (CUNHA, 2014).

Estado de Bem-estar social

Século XIX: Dirigente, prestacional e marcado pelo


compromisso de promover as demandas e direitos
sociais (CUNHA, 2014).
APONTAMENTOS IMPORTANTES

QUAL A DIFERENÇA ENTRE POLÍTICA


PÚBLICA E DECISÃO POLÍTICA?

Política Pública e Decisão Política

Maria das Graças Rua (2013):


é necessário distinguir entre
política pública e decisão política.
APONTAMENTOS IMPORTANTES

QUAL INTERESSE PREDOMINA NAS POLÍTICAS PÚBLICAS?

Interesse Público e Interesse Privado

O desenvolvimento do conceito de políticas públicas teve


início com os trabalhos acadêmicos da área de ciências
sociais e nos estudos iniciais já se fazia presente a distinção
de interesses individuais e coletivos (SOUZA, 2007).

Costuma-se diferenciar o interesse público (mútuo) do


interesse privado (individual).
APONTAMENTOS IMPORTANTES

A IMPORTÂNCIA DA QUESTÃO “PÚBLICA”

Segundo Potyara Pereira (2013), a palavra


pública que acompanha “política” não tem
identificação exclusiva com o Estado, mas
sim com que em latim significa res publica,
isto é, coisa de todos -› ação que privilegia
o interesse público.
ALGUMAS DEFINIÇÕES

Lynn (1980): um conjunto específico de ações do


governo que irão produzir efeitos específicos.

Peters (1986): política pública é a soma das atividades


dos governos, que agem diretamente ou através de
delegação, e que influenciam a vida dos cidadãos.

A definição mais conhecida continua sendo a de


Laswell, ou seja, políticas públicas dizem respeito às
decisões e análises sobre quem se beneficia com as
políticas públicas, o porquê são gerados tais benefícios
e as mudanças provocadas (apud SOUZA, 2006).
ALGUMAS DEFINIÇÕES

Define-se política pública como o programa de


ação governamental ou não, que resulta de
um processo ou conjunto de processos
juridicamente regulados (BUCCI, 2006).

Como tipo ideal visa a realização de objetivos


sociais relevantes, expressando a seleção de
prioridades, a reserva de meios necessários à
sua consecução e o intervalo de tempo para o
atingimento dos resultados (BUCCI, 2006).
ALGUMAS DEFINIÇÕES

POLÍTICAS PÚBLICAS COMO AÇÃO E OMISSÃO

Dye (1984): Política Pública como Omissão:


aquilo que o governo escolhe fazer ou não fazer.

Secchi (2012) discorda. É uma diretriz elaborada


para enfrentar um problema público.
ALGUMAS DEFINIÇÕES

ABORDAGENS PRINCIPAIS

Abordagem estadista ou estadocêntrica:


monismo estatal

Abordagem multicêntrica ou policêntrica:


problema público e plural
ALGUMAS DEFINIÇÕES

POLÍTICAS PÚBLICAS DIZ RESPEITO


SOMENTE À AÇÃO ESTATAL?
CRÍTICAS

Os conceitos apresentados guardam críticas


quanto à não discussão sobre a essência das
políticas públicas, ou seja, o conflito entre
ideias e interesses (SOUZA, 2006).

No enfoque dado ao papel do governo e do


Estado, essas definições acabam por ignorar
os limites sobre as decisões dos governos.

Também não dão conta de explicar as


possíveis articulações entre os governos e os
grupos sociais (SECCHI, 2014)
CRÍTICAS

Os conceitos apresentados guardam críticas


quanto à não discussão sobre a essência das
políticas públicas, ou seja, o conflito entre
ideias e interesses (SOUZA, 2006).

No enfoque dado ao papel do governo e do


Estado, essas definições acabam por ignorar
os limites sobre as decisões dos governos.

Também não dão conta de explicar as


possíveis articulações entre os governos e os
grupos sociais (SECCHI, 2014)
CRÍTICAS

DEFINIÇÃO ABRANGENTE

Políticas públicas são ações coletivas


que tem por função concretizar direitos
sociais, demandas da sociedade e
previsões legais. Em outros termos, os
direitos declarados e garantidos nas
leis têm aplicabilidade por meio de
políticas públicas correspondentes, as
quais, por sua vez, operacionalizam-se
mediante programas, projetos e
serviços (POTYARA, 2013).
CONCEITOS IMPORTANTES:
O CICLO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS

O CICLO DA POLÍTICA PÚBLICA É CONSTITUÍDO


DOS SEGUINTES ESTÁGIOS (SECCHI, 2012; RUA;
ROMANINI, 2014):

1. Formação de agenda;
2. Elaboração;
3. Formulação;
4. Implementação;
5. Execução;
6. Acompanhamento;
7. Avaliação.
CONCEITOS IMPORTANTES:
ATORES DAS POLÍTICAS PÚBLICAS

Atores públicos e privados

Públicos: burocratas (baixo, médio e alto escalão).

Privados (empresários, organizações sociais).

Policy takers: destinatários das políticas

Movimentos Sociais (ABERS et al, 2013).


CONCEITOS IMPORTANTES:
ATORES DAS POLÍTICAS PÚBLICAS

Movimentos sociais são um tipo particular


de ator/rede (ou coalizão) que participa do
processo de produção de políticas públicas,
elaborando, experimentando e disputando
modelos alternativos de políticas (TEIXEIRA;
TATAGIBA; BLIKSTAD, 2015).
DESAFIOS

Elinor Ostrom e Xavier Barsuto (2011): A análise


estática e mecanicista não é suficiente para
compreender o mundo em constante mudança
em que vivemos.

Desenvolvimento de melhores ferramentas para


estudar a evolução das instituições é importante.

Necessidade de encarar a monocultura


institucional (OSTROM; BARSUTO, 2011).
DESAFIOS

As políticas públicas são caracterizadas


pelo pluralismo teórico, geográfico e de
bem-estar (ALCOK, 2013).
DESAFIOS

Importância para os Sistemas de Proteção Social?

Importância do pluralismo para as políticas


públicas no contexto Latino-Americano e
Caribenho (MESA-LAGO, 2012).
REFERÊNCIAS
ABERS, Rebecca Neaera; SILVA, Marcelo Kunrath; TATAGIBA, Luciana. Movimentos sociais E políticas
públicas: repensando atores E oportunidades políticas. Lua Nova, São Paulo , n. 105, p. 15-46, Sept. 2018 .

ALCOCK, P. 2003. The subject of social policy. In Pete Alcock, Angus Erskine and Margaret May (eds.), The
Student's Companion to Social Policy, Blackwell/Social Policy Association, Oxford, p. 3-10. 9.

BUCCI, Maria Paula. Dallari (Org.). Políticas públicas: reflexões sobre o conceito jurídico. São Paulo:
Saraiva, 2006

CUNHA, Alexandre Luna da.. Judicialização do direito à saúde e a dispensação de medicamentos: a visão
do stf para a problemática.. In: Rogério Luiz Nery da Silva; Dr. Marcelo Benacchio; Dra. Bartira Macedo de
Miranda Santos. (Org.). DIREITOS SOCIAIS E POLÍTICAS PÚBLICAS IV. 1ed.FLORIANÓPOLIS: CONPEDI, 2014,
v. , p. 121-140.

MESA-LAGO, Carmelo. Sistemas de protección social en América Latina y el Caribe: Cuba CEPAL. 2012

OSTROM, Elinor and BASURTO, Xavier. Crafting analytical tools to study institutional change. Journal of
Institutional Economics , 7: 3, 317–343, 2011.

PEREIRA, Potyara Amazoneida P.. Proteção social contemporânea: cui prodest?. Serv. Soc. Soc., São Paulo
, n. 116, p. 636-651, Dec. 2013 .

RUA, Maria das Graças; ROMANINI, Roberta. Tipologia e tipos de políticas públicas (unidade VI), In: Para
aprender políticas públicas – Volume 1 Conceito e Teorias. Brasília: IGEPP, 2014.
Este documento faz parte do curso “Políticas de Equidade em Saúde” disponível na
plataforma Lúmina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É uma iniciativa
Universidade Federal do Rio Grande do Sul e do Instituto Federal do Rio Grande do Sul com
apoio da Secretaria de Educação a Distância e do Núcleo de Apoio à Educação a Distância
da UFRGS. Com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul.

COORDENAÇÃO, IDEALIZAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E CURADORIA


Prof. Dr. Daniel Canavese de Oliveira
Prof. Dr. Maurício Polidoro

APOIO, DESENVOLVIMENTO E CURADORIA


Acad. Bruna de Almada Ghiorzi

CONTEÚDO DA AULA
Me. Bruno Silva Kauss

PESQUISADORES(AS) PARTICIPANTES DOS MATERIAIS PRODUZIDOS


Acad. Aline Armiliato Baldigen
Profª Drª Ariadne Ribeiro Ferreira
Me. Bruno Kauss
Me. Dionne Freitas
Me. Douglas Jacinto da Rosa
Jaqueline Oliveira Soares
Luana Ramalho Martins
Prof. Dr. Luís Eduardo Batista
Profª Drª Maria Gabriela Curubeto Godoy
Me. Milena Cassal Pereira
Me. Péricles Stehmann Nunes
Profª Drª Stela Nazareth Meneghel
Prof. Me. Sávio Marcelino Gomes

SUPERVISÃO E APOIO TÉCNICO


Dra. Marlise Bock Santos
Tatiane Sbardelotto Veronese

IDENTIDADE VISUAL, CAPTAÇÃO E PÓS-PRODUÇÃO


Douglas dos Santos de Aguiar

Você também pode gostar