Você está na página 1de 22

Sexta-feira, 29 de Setembro de 2006 III SÉRIE — Número 39

BOLETIM DA REPÚBLICA
PUBLICAÇÃO OFICIAL DA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE

SUPLEMENTO
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA MINISTÉRIO DOS RECURSOS MINERAIS
Direcção Nacional dos Registos e Notariado Direcção Nacional de Minas

DESPACHO AVISO

Nos termos do artigo 362º do Código do Registo Civil, é concedida Em cumprimento do disposto no artigo 14 do Regulamento da Lei
autorização a Raul Juga Júlio para passar a usar o nome completo de Minas, aprovado pelo Decreto nº 28/2003, de 17 de Junho, faz-se
de Raul Juga Júlio Mufaniquiço Nhamunwe.
saber que por despacho de S.Exª a Ministra dos Recursos Minerais
Direcção Nacional dos Registos e Notariado, em Maputo, 17
de 6 de Setembro de 2006, foi atribuída à Amado Chemane Camal Júnior,
de Maio de 2006. – O Director Nacional, Manuel Dídier Malunga.
a Licença de Prospecção e Pesquisa nº 1432L, válida até 6 de Setembro
Nota: Fica sem efeito a publicação inserta no Boletim da República,
de 2011, para bauxite, no distrito de Morrumbala, província da Zambézia,
número 30, 3.ª série, de 26 de Julho de 2006, por ter saído inexacto
o nome do senhor Raul Juga Júlio Mufaniquiço Nhamunwe. O referido com as seguintes coordenadas geográficas:
despacho é de novo publicado na íntegra com a devida correcção.
Vértices Latitude Longitude

DESPACHO 1 17º 26’ 30.00" 35º 21’ 00"


Nos termos do artigo 362º do Código do Registo Civil, é concedida 2 17º 26’ 30.00" 35º 25’ 00"
autorização a Celeste da Olga Vulande Nhantumbo Numburete Sambo 3 17º 30’ 30.00" 35º 25’ 00"
para passar a usar o nome completo de Celeste Fanequisso Nhantumbo 4 17º 30’ 30.00" 35º 21’ 00"
Sambo.
Direcção Nacional dos Registos e Notariado, em Maputo, 4 de Direcção Nacional de Minas, em Maputo, 11 de Setembro de 2006.
Setembro de 2006. — O Director Nacional, Manuel Dídier Malunga. — A Directora Nacional de Minas, Fátima Jussub Momade.

ANÚNCIOS JUDICIAIS E OUTROS

Sociedade do Niassa, Limitada e seis, lavrada a folhas duas do livro de notas Em consequência de deliberação acima
Sonil para escrituras diversas número seiscentos e mencionada fica alterada a composição do pacto
noventa e cinco traço AA, do Primeiro Cartório social no seu artigo quarto, que passa a ter a
RECTIFICAÇÃO seguinte redacção:
Notarial de Maputo, perante mim Anádia
Por ter saído inexacta sexta linha, no número Statimila Estêrvão Cossa, técnica superior dos ARTIGO QUARTO
um, do artigo sétimo do extracto do aumento de registos e notariado e notária, B do referido
capital social, da sociedade em epígrafe, O capital social, integralmente subscrito e
cartório, os sócios deliberaram o seguinte:
publicado no Boletim da República, número 34, realizado é de trinta e dois milhões de meticais,
Cessão total da quota do sócio João Luís Sol
3.ª série, de 23 de Agosto findo, página 2120, correspondente à soma de cinco quotas assim
Carvalho, a favor de João Carlos Alves- de
rectifica-se que, onde se lê: “Khalid Abdul Satar, distribuídas:
Vasconcelos Ribeiro e de sociedade Ébano –
que desde já não são...” deve ler-se: «...Khalid Três) quotas iguais, no valor nominal de oito
Multi – Média, Limitada.
Abdul Satar, que desde já são...». milhões de meticais cada uma, pertencentes aos
O sócio João Luís Sol Carvalho, com uma sócios José Luís de Oliveira Cabaço; Licínio
quota no valor nominal de oito milhões de Silveira da Azevedo e Ana Maria João da
meticais, o equivalente a vinte e cinco por cento Conceição, respectivamente;
do capital social cede ao sócio João Carlos Alves Uma quota no valor nominal de quatro
Ébano – Multimédia, Limitada de Vasconcelos Ribeiro quinze por cento da sua milhões e oitocentos mil meticais, pertencente
Certifico, para efeitos de publicação, que por quota e a Ébano – Multi – Média Limitada fica ao sócio João Carlos Alves de Vasconcelos
escritura de vinte e um de Agosto de dois mil com dez por cento da quota. Ribeiro;
2578 — (2) III SÉRIE — NÚMERO 39

Outra quota no valor nominal de três milhões quinhentos e setenta e seis, quarto andar, Dois) As assembleias gerais reunir-se-ão em
e duzentos mil meticais, pertencente a Ébano – podendo, por deliberação dos sócios, abrir sessões ordinárias, uma vez por ano, para a
Multimédia, Limitada. agências, delegações, sucursais ou outro tipo de apreciação, aprovação ou reijeição do balanço e
Em nada mais havendo a alterar por esta representação em qualquer ponto do país. relatórios, bem como para nomear ou exonerar
escritura pública continua a vigorar o disposto corpos directivos.
no pacto social. ARTIGO TERCEIRO Três) As sessões extraordinárias realizar-se-
Objecto ão sempre que for necessário.
Está conforme.
Maputo, onze de Agosto de dois mil e seis. a) O seu objecto consiste na construção ARTIGO NONO
— O Ajudante, Ilegível. civil, obras públicas, carpintaria, Dissolução
pintura, montagem de persianas,
A sociedade não se dissolve por morte ou
tecto falso, vidros, tijoleiras,
interdição de qualquer dos sócios, antes, porém,
divisórias, electricidade, canalização
Conservatória de Registo continuará com os herdeiros do sócio falecido
e serralharia civil; ou capazes do sócio interdito, os quais nomearão
das Entidades Legais b) Por deliberação dos sócios, a sociedade de entre si, um que a todos represente na
poderá exercer quaisquer outras sociedade enquanto a respectiva quota se
Certificado de Registo – Definitivo
actividades do ramo de comércio ou mantiver indivisa.
Certifica-se que foi efectuado o registo na indústria para os quais obtenha as
Conservatória de Registo das Entidades Legais: necessárias autorizações. ARTIGO DÉCIMO

Nome da entidade legal: Quality Parts Direito subsidiário


ARTIGO QUARTO
Nome do proprietário: Nadiro Ismael Em tudo quanto seja omisso no presente
Capital social
Chutumiá estatuto será regulado segundo as normas do
Endereço: Moçambique, Maputo Cidade O capital, integralmente subscrito e realizado direito comercial, e na sua falta pelas normas do
em dinheiro, é de vinte mil meticais da nova Direito Civil.
Distrito Urbano n.º 4
família, correspondente à soma de duas quotas Está conforme.
Bairro das Mahotas, Avenida Julius Nyerere
distribuídas da seguinte forma:
n.º 1446, Rua 6 Maputo, vinte de Setembro de dois mil
Tipo de entidade legal: Comerciante em a) Uma quota pertencente ao sócio e seis. — O Técnico, Ilegível.
Nome Individual Hassane de Oliveira Omar, no valor
Data de constituição: 01-07-2006 de dezoito mil meticais da nova
família, o equivalente a noventa por
Número único da entidade legal: 100000040
cento do capital social;
Data do registo na Conservatória das b) Uma quota pertencente ao sócio Ismael Esplendido Moç. Limitada
Entidades Legais: 01-09-2006
Abíbo Omarino valor de dois Certifico, para efeitos de publicação, que no
O registo na Conservátoria das Entidades meticais da nova família, o dia vinte e um de Setembro de dois mil e seis,
Legais baseou-se no requerimento com o número equivalente a dez por cento do capi-
de entrada 20060000023640. foi matriculada nesta Conservatória de Registos
tal social. das Entidades sob o número 100001101,
Quaisquer discripâncias devem ser imedia-
ARTIGO QUINTO sociedade por quotas de responsabilidade
tamente comunicadas à Conservatória.
limitada denominada Esplendido,
Data do despacho: um de Setembro de dois Administração e gerência
(Moçambique), Limitada, que se regerá pelas
mil e seis. — O Conservador. Ilegível.
A administração, gerência e representação, cláusulas constantes dos artigos seguintes.
em juízo e fora dele, activa e passivamente, serão Documento complementar elaborado
exercidas pelo sócio Hassane de Oliveira Omar, nos termos do número dois do artigo
que desde já fica nomeado sócio gerente, com setenta e oito do Código do Notariado,
Globo África, Limitada dispensa de caução. que fica a fazer parte integrante desta
Certifico, para efeitos de publicação, que no ARTIGO SEXTO escritura lavrada a folhas do livro do
dia vinte e um de Setembro de dois mil e seis, terceiro Cartório Notarial de Maputo.
Formas de obrigar a sociedade
foi matriculada na Conservatória de Registos
ARTIGO PRIMEIRO
das Entidades Legais sob n.º 100000997, uma Para obrigar a sociedade em todos os seus
sociedade por quotas de responsabilidade actos, contratos e documentos, será necessária Denominação e duração Esplendido (Moç),
limitada denominada Globo África, Limitada, uma assinatura do sócio Hassane de Oliveira Limitada, é uma sociedade por quotas de
que se regerá pelas cláusulas constantes dos Omar. responsabilidade limitada, criada por tempo
artigos seguintes: indeterminado e reger-se-á pelos presentes
ARTIGO SÉTIMO
ARTIGO PRIMEIRO estatutos e demais legislação aplicável.
Cessão de quotas
Denominação e duração ARTIGO SEGUNDO
A cessão de quotas depende sempre do
A sociedade adopta a denominação Globo Sede
consentimento da sociedade.
África, Limitada, é criada por tempo
indeterminado, contando o seu início a partir da ARTIGO SÉTIMO Um) A sociedade tem a sua sede na cidade de
sua constituição. Maputo.
Assembleias gerais Dois) O conselho de gerência poderá, no
ARTIGO SEGUNDO entanto, mediante autorização da assembleia
Um) As assembleias gerais serão convocadas
A sede da sociedade situa-se na cidade por meio de aviso dirigido aos sócios, com geral, transferir a sede social para outro local,
de Maputo, Avenida Emília Daússe, número antecedência mínima de quinze dias. osdo território nacional ou no estrangeiro.
29 DE SETEMBRO DE 2006 2578 — (3)

ARTIGO TERCEIRO ARTIGO SÉTIMO Três) Os sócios que sejam pessoas colectivas
Objecto social Divisão e cessão de quotas
indicarão ao presidente da mesa quem os
representará na assembleia geral.
Um) A sociedade tem por objecto social a Um) Dependem do consentimento da
exploração comercial com a licença importação sociedade as cessões e divisões de quotas. ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
e exportação de: Dois) Na cessão de quotas terão direito de Composição da mesa da assembleia
preferência a sociedade e em seguida os sócios
a) Comércio geral com venda a retalho geral
segundo a ordem de grandeza dos já detidos.
e grosso, roupas, calçado, electro-
Três) Só no caso de a cessão de quotas não Um) A mesa da assembleia geral é composta
domésticos, louça de cozinha e casa
interessar tanto à sociedade como sócios, é que por um presidente e um secretário eleitos pelos
de banho, prestação de serviços na
as quotas poderão ser oferecidas às pessoas sócios de dois em dois anos.
área fisotarapia, massagem,
estranhas a sociedade.
tratamento de cabelo, depilação, etc. ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
b) Qualquer outro ramo de comércio ou ARTIGO OITAVO
indústria que a sociedade venha a Convocação da assembleia geral
Administração e gerência
explorar e para a qual obtenha a
Um) A assembleia geral será convocada pelo
necessária autorização. Um) A administração da sociedade será
presidente da mesa, pelo substituto legal, por
Dois) Para a realização do seu objecto social, representado em juízo e fora dela, activa e
a sociedade poderá associar-se a outra ou a carta registada com aviso de recepção, que será
passivamente, pelo sócio Xiao Yin Wang que
outras sociedades, dentro ou fora do país. enviada a cada um dos sócios, com pelo menos
desde já fica nomeado sócio gerente com
dispensa de caução, bastando a sua assinatura quinze dias de antecedência ou por telefone ou
ARTIGO QUARTO por fax, que serão legalmente enviados a cada
para obrigar a sociedade em todos os seus actos
Capital social e extractos sociais, com a remuneração que vier um dos sócios com a mesma antecedência.
a ser fixada pela assembleia geral. Dois) A assembleia geral reunir-se-á na sede
O capital social é fixado em trinta mil
meticais de nova família, representados por Dois) Compete ao gerente a representação da sociedade, salvo se o presidente da mesa ou
cinco quotas integralmente subscritas pelos da sociedade em todos os actos, activa ou seu substituto legal considere que justifica a
sócios nas seguintes proporções: passivamente, em juízo e fora dele, tanto na reunião noutro local, desde que seja requerido
ordem jurídica interna como na internacional, pelo conselho de gerência.
a) Sócio Xiaoyin Wang, seis mil meticais
despondo de mais amplos poderes consentidos Três) A assembleia geral considera-se
da nova família, correspondente a
para a prossecução e a realização dos objectos constituída quando, em primeira convocação
vinte por cento do capital social;
sociais, nomeadamente quanto ao exercício da estejam presentes ou devidamente representados
b) Sócia Youyong Wang, seis mil meticais
gestão corrente dos negócios sociais.
da nova família, correspondente a cinquenta por cento do capital social e em
vinte por cento do capital, social; ARTIGO NONO segunda convocação com qualquer número de
c) Sócio Yizhu Chen seis mil meticais da sócios presentes ou representados.
Forma de obrigar a sociedade
nova família, correspondente a vinte
por cento do capital social; Um) Para obrigar a sociedade é suficiente a ARTIGO DÉCIMO QUARTO
d) Sócio Xiaojin Wang seis mil meticais assinatura do seu gerente que poderá designar Reunião da assembleia geral
da nova família, correspondente a um ou mais mandatários estranhos a sociedade,
vinte por cento do capital. social; desde que autorizado pela assembleia geral dos Um) A assembleia geral reunir-se-á
e) Sócio Qi Li, seis mil meticais da nova sócios e nestes delegar total ou parcialmente os ordinariamente nos três primeiros meses de cada
família, correspondente a vinte por seus poderes. ano, designadamente para:
cento do capital social. Dois) O gerente ou mandatários não poderá Dois) Aprovar ou modificar o relatório do
Dois) O capital social encontra-se nesta data obrigar a sociedade bem como realizar em nome conselho de gerência. também pelo menos dois
realizado em cem por cento, em dinheiro. desta, quaisquer operações alheias ao seu terços do capital social.
ARTIGO QUINTO objecto social, nem conferir a favor civil e
criminalmente. ARTIGO DÉCIMO QUINTO
Aumento do capital
Um) O capital social poderá ser aumentado ARTIGO DÉCIMO Deliberação da assembleia geral
uma ou mais vezes, mediante entradas em Amortização de quotas Um) As deliberações da assembleia geral são
numerário ou em espécie, pela incorporação de tomadas por maioria de votos de sócios
suprimentos feitos a caixa dos sócios, ou Um) A sociedade poderá amortizar as quotas
dos sócios que não queiram continuar presentes ou representados, salvo nos casos em
capitalização de toda a parte dos lucros ou que a lei exija maioria mais qualificada.
reservas, devendo-se para tal efeito, observar- associados.
Dois) As condições de amortização das Dois) Será exigida a maioria de dois terços
se as formalidades presentes na lei das
quotas referidas no número anterior serão dos votos totais na primeira convocação e a
sociedades por quotas.
Dois) A deliberação sobre o aumento do afixadas pela assembleia. maioria de dois terços dos sócios presentes ou
capital social deverá indicar expressamente se representados na segunda convocação, para
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
são criadas novas quotas ou se é apenas deliberar sobre:
aumentado o valor nominal dos já existentes. Assembleia geral
a) Alteração dos estatutos;
ARTIGO SEXTO Um) A assembleia geral é composta por todos b) Aumento do capital social;
os sócios. c) Cisão ou fusão da sociedade com outras
Suprimentos
Dois) Qualquer sócio poderá fazer-se sociedades;
Não se poderão exigir dos sócios prestações representar na assembleia por outro sócio,
d) Admissão de novos sócios;
suplementares quaisquer deles, porém, poderá sendo suficiente, para a representação, uma carta
emprestar a sociedade, mediante juro, as que e) Dissolução da sociedade.
dirigida ao presidente da assembleia geral, que
em assembleia dos sócios se julgarem tem competência para decidir sobre a Três) Cada quota corresponderá a um voto
indispensáveis. autenticidade da mesma. por duzentos e cinquenta meticais do capital.
2578 — (4) III SÉRIE — NÚMERO 39

ARTIGO DÉCIMO SEXTO ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO Quatro) Representação de instituições e


marcas nacionais e estrangeiras, comércio,
Conselho fiscal Liquidação
indústria, comissões e consignações, assim como
Um) A fiscalização da actividade social Um) A Liquidação da sociedade será feita assessoria.
compete a um conselho fiscal composto por extrajudicialmente nos termos da lei e das Cinco) A sociedade poderá desenvolver
dois membros eleitos anualmente pela deliberações da assembleia geral. outras actividades conexas ou subsidiárias da
assembleia geral. Dois) Serão liquidatários os membros do actividade principal nos domínios da área
Dois) São atribuições do conselho fiscal: conselho de gerência em exercício de funções. geológica e mineração, desde que devidamente
autorizadas.
a) Examinar a escrituração da sociedade ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO
sempre que o julgar conveniente, e ARTIGO QUARTO
Casos omissos
pelo menos de três em três meses;
A sociedade é constituída por tempo
b) Requerer a convocação da assembleia Em tudo o que estiver omisso nestes
indeterminado, contando-se o seu começo a
geral extraordinária sempre que o estatutos, será regulado pela lei das sociedades
partir da data da escritura notarial.
julgar conveniente; comerciais por quotas.
c) Assistir as sessões do conselho de CAPÍTULO II
Está conforme.
gerência quando o entenda
Maputo, vinte e um de Setembro de dois mil Do capital social
conveniente;
d) Fiscalizar a gerência da sociedade, e seis. — O Técnico, Ilegível. ARTIGO QUINTO
verificando frequentemente o estado
O capital social, integralmente realizado em
da caixa e a existência de títulos ou
dinheiro, é de trinta mil meticais da nova família,
valores de qualquer espécie
correspondente à soma de quotas assim
confiados a guarda da sociedade; Indo África Minerais, Limitada constituídas:
e) Verificar se os estatutos estão sendo
cumpridos em relação as condições Certifico, para efeitos de publicação, que no a) Sibusiso Edward Matyeke, quinze mil
fixadas para a intervenção dos sócios dia dezoito de Setembro de dois mil e seis foi meticais da nova família
nas sessões da assembleia geral; matriculada nesta conservatória de registo das correspondente a cinquenta por
f) Dar parecer sobre o balanço, relatórios entidades legais sob o número 000260010, uma cento do capital social;
apresentados pelo conselho de sociedade por quotas de responsabilidade b) António Viriato, quatro mil e quinhentos
gerência; limitada denominada Indo África, Minerais, meticais da nova família,
g) Providenciar para as disposições Limitada, que regerá pelas cláusulas constantes correspondente a quinze por cento
estatutárias seja observado pelo dos artigos seguintes: do capital social;
conselho de gerência. ARTIGO PRIMEIRO c) Indo África, Importação e Exportação,
Limitada, seis mil meticais da nova
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO É constituída uma sociedade por quotas de
família, correspondente a vinte por
responsabilidade limitada, que adopta a
Honorários dos órgãos sociais cento do capital social;
denominação de Indo África Minerais, Limitada,
d) Cândido José, quatro mil e quinhentos
Os honorários dos membros do conselho de que se rege pelos presentes estatutos e pela
meticais da nova família,
gerência e do conselho fiscal serão fixados pela legislação aplicável.
correspondente a quinze por cento
assembleia geral.
ARTIGO SEGUNDO do capital social.
ARTIGO DÉCIMO OITAVO Um) A sociedade terá a sua sede na cidade de ARTIGO SEXTO
Ano social e balanços Maputo, na Avenida Paulo Samuel Kankomba,
número mil duzentos sessenta e três rês-do- Um) Os aumentos de capital que no futuro
Um) O ano social é o civil chão. se tornarem necessários à equilibrada expansão
Dois) Em relação a cada ano de exercício, Dois) A sociedade poderá transferir a sua das actividades sociais e as modalidades da
efectuar-se-á um balanço que encerrará. sede para outro local e abrir ou encerrar, em respectiva realização serão deliberadas em
território moçambicano ou estrangeiro, agências, assembleia geral, para o que os sócios observarão
ARTIGO DÉCIMO NONO
filiais, sucursais, delegações ou qualquer outra as formalidades legais aplicáveis.
Fundo de reserva legal espécie de representação, por deliberação da Dois) É nula qualquer divisão, cessão ou
Um) Dos lucros líquidos apurados serão assembleia geral e observadas as disposições alienação de quotas, feita sem observância do
deduzidos: legais. disposto nos presentes estatutos.
a) Cinco por cento para o fundo de Três) A representação da sociedade em país CAPÍTULO III
reserva legal, enquanto não estiver estrangeiro poderá ser conferida, mediante
SECÇÃO I
preenchido ou sempre que seja contrato, a entidade públicas ou privadas,
necessário reintegrá-lo; localmente constituídas e registadas. Da assembleia geral
b) As quantias que por deliberação da ARTIGO TERCEIRO ARTIGO SÉTIMO
assembleia geral se destinarem a
A sociedade tem por objecto: Um) A assembleia geral é constituída pela
constituir quaisquer fundo de
Um) A prestação de serviços no domínio da totalidade dos sócios e reunirá na sede da
reserva;
pesquisa e prospecção geólogica, exploração, sociedade, ordinariamente uma vez em cada ano
Dois) O remanescente constituirá o
processamento e comercialização de produtos para deliberar sobre quaisquer assuntos para
dividendo a distribuir pelos sócios.
mineiros e seus derivados. que tenha sido convocada e, extraordinariamente
ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO Dois) Realizar operações minerais no âmbito sempre que for necessário.
dos direitos mineiros adquiridos. Dois) A assembleia geral será convocada pelo
Dissolução
Três) Importação de factores de produção, presidente da assembleia geral, designado por
Um) A dissolução da sociedade será feita nomeadamente equipamentos, peças mútuo acordo dos sócios, por meio de carta
extrajudicialmente nos termos da lei e das sobressalentes e materiais destinados à registada, com aviso de recepção e com
deliberações da assembleia geral. actividade da sociedade. antecedência mínima de dez dias.
29 DE SETEMBRO DE 2006 2578 — (5)

Três) São permitidas decisões unânimes dos Quatro) No acto das nomeações ou e) Participar ou de qualquer forma
sócios, por escrito, desde que especifiquem delegações acima mencionadas, deverão ser interessar a sociedade, directa ou
claramente os assuntos a que respeitam e fixadas as áreas e limites das suas competências. indirectamente, nas sociedades
explicitem também o conteúdo da votação, sem Cinco) Enquanto o conselho de referidas no número três do artigo
que seja necessária a convocação da assembleia administração não delegar os poderes nos termos segundo deste pacto.
geral. previstos no número dois do presente artigo, a
ARTIGO OITAVO gerência da sociedade cabe a todos os membros CAPÍTULO IV
deste órgão, devendo serem determinados os Dos lucros e dissolução
As deliberações da assembleia geral são
pelouros de cada membro.
tomadas por maioria simples de votos, presentes
Seis) A constituição de mandatários por cada ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
ou representados, exceptos nos casos em que,
especificamente se estipulem nos estatutos membro do conselho de administração, nos
Um) O exercício social coincide com o ano
outra forma, ou ainda em que a lei o exija. termos do número três do presente artigo carece
civil.
do prévio consentimento do conselho de
ARTIGO NONO Dois) O primeiro ano financeiro começará
administração.
Sete) A presente composição do conselho de excepcionalmente na data da escritura pública
Carecem de autorização escrita de todos os
sócios: administração poderá ser alterada, mesmo antes da constituição da sociedade, terminando em
do fim do mandato, por simples deliberação da trinta e um de Dezembro de cada ano e serão
a) A contratação de financiamentos submetidos à apreciação da assembleia geral, o
assembleia geral nos termos estatutariamente
nacionais ou estrangeiros e a
previstos. balanço e contas de ganhos e perdas,
constituição de garantias a favor de
terceiros, que incidam sobre o Oito) Os actos de mero expediente serão acompanhados de um relatório da situação
património da sociedade; assinados pelos empregados, devidamente comercial, financeira e económica da sociedade,
b) A admissão de novos sócios em virtude autorizados para isso por inerência dos cargos bem como a proposta quanto à repartição de
de aumento de capital social; que ocupam na sociedade. lucros e perdas.
c) A fusão com outras sociedades, cisão e
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO ARTIGO DÉCIMO QUARTO
alteração dos estatutos;
d) A transferência ou desistência de Um) A sociedade fica obrigada pela Um) Dos números líquidos apurados em
concessões; assinatura: cada exercício, deduzir-se-á em primeiro lugar,
e) A divisão e cessão de quotas da
a) De dois administradores; a percentagem legalmente indicada para
sociedade.
b) Do administradores executivo a quem constituir o fundo de reserva legal, cinco por
SECÇÃO II lhe for delegado poderes de gestão, cento, enquanto não estiver realizada, nos
nos precisos termos da sua termos da lei ou sempre que seja necessário
Da gerência e representação da sociedade
delegação; reintegrá-la.
ARTIGO DÉCIMO c) Do director executivo, nos estritos
Dois) Os lucros serão distribuídos pelos
Administração e representação termos do seu mandato, e
sócios, na proporção das suas quotas.
da sociedade d) Pela assinatura do seu mandatário, nos
Um) A administração e representação da termos do respectivo mandato. ARTIGO DÉCIMO QUINTO
sociedade é reservada ao conselho de Dois) Os administradores e mandatários
A sociedade dissolve-se nos casos e termos
administração, órgão composto por todos os estão proibidos de obrigar a sociedade em
da lei e nas condições que os sócios deliberarem.
sócios ou terceiros pessoas, nos termos a ser negócios estranhos ao seu objecto social em
deliberado pela assembleia geral, com o número letras de favor e abonações, garantias, finanças, ARTIGO DÉCIMO SEXTO
de membros que será de três a cinco, e outros similares, sendo nulo e de nenhum efeito
competindo-lhe exercer as mais amplas No caso de interdição ou morte de qualquer
os actos e contratos assinados e praticados em
atribuições de gestão corrente das actividades violação da presente cláusula, sem prejuízo de dos sócios, os herdeiros legalmente constituídos
societárias, representando a sociedade activa e do interdito ou falecido exercerão, desde que
responsabilidade do seu acto pelos danos
passivamente, e praticando todos os actos unanimamente aceites pelos sócios em
causados.
tendentes à realização do objecto social, que a actividade, os referidos direitos e deveres,
lei ou os presentes estatutos não reservem à ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
devendo mandatar um, dentre eles, que a todos
assembleia geral.
Dois) O conselho de administração será O gerente e procuradores poderão, em nome represente na sociedade.
presidido por um presidente eleito pelo seis e em representação da sociedade, praticar os
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
membros, e poderá, o conselho de administração, actos a seguir enumerados, sem prévia
delegar todos ou parte dos seus poderes de autorização da assembleia geral: A sociedade poderá amortizar qualquer quota,
gestão corrente dos negócios sociais a um dos a) Efectuar toda e qualquer transação nos casos seguintes:
seus membros, ou numa terceira pessoa, que relacionada com as quotas da
terá, ou terão, a designação de administrador a) Por acordo com os respectivos
própria sociedade;
executivo e director executivo, respectivamente, proprietários;
b) Adquirir, alienar, permutar e dar em
e atribuir aos restantes membros matérias b) Se a quota for penhorada, dada em
garantia, bens imóveis ou direitos
especificas. penhor sem consentimento da
reais sobre, cujo valor não exceda o
Três) Poderá ainda o conselho de sociedade, arrestada, arrolada ou por
administração, ou cada um dos seus membros capital social;
c) Contrair empréstimos com o público, qualquer outro modo sujeita a venda
dentro das metérias da sua competência segundo
sempre com observância das normas judicial.
deliberado pelo conselho de administração,
legais; Parágrafo único. Em qualquer dos casos,
constituir mandatários para a prática de actos
específicos e nos estritos termos do mesmo d) Adquirir empresas comerciais e amortização será feita pelo seu valor nominal,
mandato. industriais; dentro do prazo de um ano.
2578 — (6) III SÉRIE — NÚMERO 39

ARTIGO DÉCIMO OITAVO representação em outros locais do território passivamente, podendo praticar todos os actos
nacional ou no estrangeiro, sempre e quando relativos a prossecussão do seu objecto social,
Em tudo quanto fica omisso, regularão as
a necessidade da realização do seu objecto desde que a lei ou o presente estatuto não
disposições da Lei de onze de Abril de mil
o justifique. reserve para assembleia geral.
novecentos e um e demais legislação aplicável.
Parágrafo único. Para o prosseguimento do
ARTIGO QUARTO
Está conforme. objecto da sociedade, neste cargo, fica desde já
Maputo, vinte de Setembro de dois mil Objecto nomeada a sócia Linda Cherril Badenhorst, a
e seis. — O Técnico, Ilegível. qual exercerá a gerência durante um triénio, sem
O objecto principal da sociedade é a
prejuízo de reeleição.
prestação de serviços nas áreas de contabilidade,
consultoria, auditoria, gestão e administração CAPÍTULO IV
de empresas. Das disposições diversas
S.C.A — Serviços A Serviços de Contabilidade e Administração,
de Contabilidade ARTIGO OITAVO
Limitada, poderá também dedicar-se a outras
e Administração Limitada actividades, em outras áreas, desde que para tal Balanços sociais
tenha as licenças ou autorizações, junto dos Um) O exercício social corresponde ao ano
Certifico, para efeitos de publicação, que por
respectivos órgãos de tutela. civil.
escritura de três de Maio de dois mil e seis, na
Dois) O balanço encerra com a data de trinta
Conservatória dos Registos e Notariado de CAPÍTULO II
e um de Dezembro e será submetido à aprovação
Nacala, perante mim Daniel Francisco Chapo,
Do capital social da assembleia geral.
técnico superior dos registos e notariado,
Três) Findo o balanço, e verificados lucros,
licenciado em Direito e notário desta ARTIGO QUINTO
estes serão aplicados conforme a deliberação da
conservatória, foi constituída uma sociedade de
Capital social assembleia geral depois de deduzidas as dívidas
serviços de contabilidade e administração
e responsabilidades da sociedade sobre terceiros
limitada entre Wayne Bandenhorst e Linda O capital social é de cinquenta milhões de
e o Estado.
Cherril Bandenhorst, nos termos constantes dos meticais, integralmente subscrito e realizado em
artigos seguintes: dinheiro e bens dividido em duas quotas assim ARTIGO NONO
distribuídas: Morte e interdição
CAPÍTULO I
a) Uma quota no valor de quarenta e cinco Por morte ou interdição de um dos sócios,
Da denominação, sócios,
milhões de meticais, pertencente a a sociedade não se dissolve e continuará com
sede, duração e objecto social
sócia Wayne Bandenhorst, corres- o sobrevivo e o representante legal do sócio
ARTIGO PRIMEIRO pondente a noventa por cento do falecido.
capital;
Denominação social ARTIGO DÉCIMO
b) Outra no valor de cinco milhões
A sociedade adopta o nome de Serviços de de meticais, pertencente à sócia Dissolução
Contabilidade e Administração Limitada, Linda Cherril Bandenhorst, corres- A sociedade só se dissolve nos casos
doravante a designar-se abreviadamente de pondente a dez por cento do capital. previstos na lei e pela vontade dos sócios.
S.C.A, Limitada, e é uma instituição de direito
CAPÍTULO III Está conforme.
privado, que se rege de acordo com o
estabelecido nos presentes estatutos, e em tudo Da assembleia geral, gerência Conservatória dos Registos e Notariado
o que for omisso, pela legislação civil e representação da sociedade de Nacala-Porto, cinco de maio de dois mil
moçambicana. e seis. — O Notário, Ilegível.
ARTIGO SEXTO
ARTIGO SEGUNDO
Assembleia geral
Sócios África Link, Limitada
Um) A assembleia geral reúne-se
A sociedade tem como sócios adiante ordinariamente, uma vez por ano, afim de se Certifico, para efeitos de publicação, que por
denominados: apreciar o balanço e as contas do exercício, bem escritura de dez de Agosto de dois mil e seis,
Wayne Bandenhorst, casado, consultor de como para deliberar qualquer assunto previsto lavrada a folhas setenta e sete e seguintes do
profissão, de nacionalidade sul-africana, na ordem dos trabalhos. livro de notas para escrituras diversas número
portador do Dire número 01087255, emitido Dois) A assembleia geral será convocada pelo nove traço B da Conservatória do Registo Civil
pelos serviços de Migração de Niassa, em vinte gerente da sociedade, por meio duma carta de Maputo, perante mim Guilherme Francisco
e seis de Janeiro de dois mil e seis e Linda Cherril registada, com protocolo, ou por telex ou fax, Sigumundo Chemane, substituto do
Bandenhorst, casada, de nacionalidade sul- com uma antecedência de quinze dias, desde conservador em pleno exercício de funções
africana, portadora do Dire número 01087355, que não seja outro procedimento exigido por notariais as senhoras Fátima Armindo Daúde e
emitido pelos serviços de Migração de Niassa, lei. Sónia Marinha de Araújo Frangoulis, constituem
em vinte e seis de Janeiro de dois mil e seis. entre si uma sociedade por quotas de
ARTIGO SÉTIMO responsabilidade limitada, que se regerá pelas
ARTIGO TERCEIRO cláusulas constantes dos artigos seguintes:
Gerência e representação da sociedade
Sede duração CAPÍTULO I
Um) A gestão da sociedade dispensa caução
Um) A Serviços de Contabilidade e e será exercida indistintamente pelos sócios, que,
Da denominação, duração,
Administração, Limitada, tem a sua sede social contudo, escolherão de entre si, aquele que
sede e objecto
em Nacala-Porto e é constituída a partir desta deverá dispensar à sociedade a sua actividade
data e a sua duração será por um período efectiva, administrando-a e representando-a ARTIGO PRIMEIRO
indeterminado. juridicamente.
Da denominação e duração
Dois) A Serviços de Contabilidade e Dois) Compete ao gerente exercer os mais
Administração, Limitada, poderá abrir amplos poderes de gestão, representando a África Link, Limitada, adiante designada
delegações e sucursais ou outras formas de sociedade em juízo ou fora dele, activa e por sociedade comercial por quotas de
29 DE SETEMBRO DE 2006 2578 — (7)

responsabilidade limitada, criada por tempo ARTIGO SEXTO do exercício e extraordinariamente e quando
indeterminado e que se rege pelos presentes Suprimentos convocada pelo conselho de gerência, sempre
esttutos e pelos preceitos legais aplicáveis. Não serão exigíveis prestações suplemen- que for necessário, para deliberar sobre
tares de capital , podendo, porém, os sócios quaisquer outros assuntos para que tenha sido
ARTIGO SEGUNDO conceder à sociedade os suprimentos de que convocada.
Sede necessite, nos termos e condições fixados por Dois) A cada quota corresponderá a um voto
deliberação do respectivo conselho de gerência por cada duzentos e cinquenta meticais do
Um) A sociedade tem a sua sede na cidade de
ARTIGO SÉTIMO capital respectivo.
Maputo, podendo abrir sucursais, delegações,
Três) As deliberações da assembleia geral são
agências ou qualquer outra forma de Divisão, oneração e alienação tomadas por maioria simples de votos
representação social e quando o conselho de de quotas presentes ou representados excepto nos casos
gerência o julgar conveniente. em que a lei exija maioria qualificada de três
Dois) Mediante simples deliberação, pode o Um) A divisão e a cessão de quotas, bem
como a constituição de quaisquer ónus ou quartos dos votos correspondentes ao capital
conselho de gerência transferir a sede para social, designadamente :
encargos sobre as mesmas, carecem de
qualquer outro local do território nacional.
autorização prévia da sociedade, dada por a) Aumento ou redução do capital social;
ARTIGO TERCEIRO deliberação da respectiva assembleia geral. b) Outras alterações aos estatutos;
Dois) O sócio que pretenda alienar a sua c) Fusão ou dissolução da sociedade.
Objecto
quota informará a sociedade, com mínimo de
Quatro) Além dos casos em que é exigida por lei
Um) A sociedade tem por fim o exercício trinta dias de antecedência, por carta registada,
uma maioria qualificada será também necessária
da actividade a prestação de serviços, com aviso de recepção, dando a conhecer o
uma maioria qualificada para aprovar
compreendendo as seguintes actividades: projecto de venda e as respectivas condições
deliberações relativas a aceitação, cessão ou
contratuais.
a) Prestação de serviços, relações renúncias a concessões ou licenças em nome da
Três) Gozam do direito de preferência, da
públicas, eventos, congressos, aquisição da quota a ser cedida, a sociedade e os sociedade.
reabilitações, organizações de restantes sócios, por esta ordem. ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
grupos de viagens, cartering;
b) Importação e exportação; ARTIGO OITAVO Gerência
c) Publicação comercial, publicidade, aut Nulidade da divisão, cessão, alienação Um) Além das competências fixadas por lei e
dour, estatística e representações ou oneração de quotas pelos presentes estatutos, compete ao conselho
em marcas estrangeiras. de gerência:
É nula qualquer divisão, cessão, alienação
Dois) A sociedade poderá desenvolver outras
ou eneração de quotas que não observe o precei- a) Definir o montante máximo da
actividades, subsidiárias ou complementares do
tuado no artigo sétimo. remuneração dos gerentes;
seu objecto principal, desde que devidamente
b) Representar a sociedade perante
autorizadas. CAPÍTULO III terceiros, activa e passivamente,
ARTIGO QUARTO Das obrigações celebrando os contratos e
praticando os actos necessários ao
Participação em empreendimento ARTIGO NONO
bom desempenho dos negócios
Mediante deliberação do respectivo conselho Obrigações sociais;
de gerência, poderá a sociedade participar, c) Aprovar a constituição de quaisquer
Um) A sociedade poderá emitir obrigações,
directa ou indirectamente, em projecto de ónus ou encargos sobre o património
nominativas ou ao portador, nos termos das
desenvolvimento que de alguma forma social;
disposições legais aplicáveis e nas condições
concorram para o preenchimento do seu objecto d) Deliberar sobre eventuais
fixadas pela assembleia geral.
social, bem como, com o mesmo objectivo, remunerações a atribuir aos
Dois) Os títulos representativos das
aceitar concessões, adquirir e gerir participações membros dos órgãos sociais ou
obrigações emitidas , provisórias ou definitivas,
no capital de quaisquer sociedades, qualquer sócio que exerça
conterão as assinaturas de dois gerentes, uma
independentemente do respectivo objecto social, actividades a serem remuneradas;
das quais poderá ser aposta por chancela.
ou ainda participar em empresas, associações e) Definir políticas relativas às
empresariais, agrupamentos de empresas ou de ARTIGO DÉCIMO actividades da sociedade;
outras formas de associação Obrigações próprias
f) Deliberar sobre qualquer assunto
que envolva a afectação de meios
CAPÍTULO II Por resolução do conselho de gerência, financeiros e humanos da sociedade.
Do capital social poderá a sociedade, dentro dos limites legais, Dois) A gerência pode nomear mandatários
adquirir obrigações própias e realizar sobre elas ou procuradores para a prática de
ARTIGO QUINTO as operações convenientes aos interesses determinados actos ou categorias de actos.
sociais, nomeadamente proceder a sua conversão
Capital social CAPÍTULO V
ou amortização
O capital social , integralmente realizado em Das disposições gerais
CAPÍTULO IV
dinheiro, é de vinte milhões de meticais ,
Dos órgãos sociais, gerência ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
correspondendo à soma de duas quotas iguais
distribuídas da seguinte forma : e representação da sociedade Balanço e prestação de contas

a) Uma quota de dez milhões meticais, ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO Um) O ano social coincide com o ano civil.
subscrita por Sónia Marinha de Dois) O balanço e a conta de resultados
Assembleia geral
Araújo Frangoulis; fecham a trinta e um de Dezembro de cada ano,
b) Uma quota de dez milhões meticais, Um) A assembleia geral reúne-se ordina- e carecem de aprovação da assembleia geral, a
subscrita pela Fátima Armindo riamente na sede social, uma vez em cada ano, realizar-se até ao dia trinta e um de Março do
Daúde. para apreciação do balanço anual das contas e ano seguinte.
2578 — (8) III SÉRIE — NÚMERO 39

Três) A gerência apresenta a aprovação ARTIGO TERCEIRO b) Uma quota correspondente a trinta e
da assembleia geral o balanço de contas de nove por cento do capital social, no
Objecto social
ganhos e perdas, aconpanhados de um relatório montante de sete mil e oitocentos
da situação comercial, financeira e económica Um) A sociedade tem por objecto principal meticais da nova família, subscrita
da sociedade, bem como a proposta quanto as seguintes actividades: por Noémia João Langa Buque;
a repartição de lucros e perdas . c) Uma quota correspondente a dez por
a) Produção, edição, divulgação e cento do capital social, no montante
ARTIGO DÉCIMO QUARTO distribuição de publicações de dois mil meticais da nova família,
Dissolução e liquidação da sociedade impressas e digitais, nomeadamente subscrita por Antonieta Inocência
boletins, jornais, jornais-fax, e Buque.
Um) As omissões serão reguladas e resol- revistas especializadas e Dois) Nos casos de aumento do capital social
vidas de acordo com os presentes estatutos generalistas; os sócios gozam de direito de preferência na
e pela Lei de onze de Abril de mil novecentos b) Prestação de serviços na área de proporção da respectiva participação social.
e um e demais legislação aplicável. comunicação e imagem;
Dois) Até a convocação da primeira c) Organização e promoção de eventos; ARTIGO SEXTO
assembleia geral, as funções do conselho d) Gestão, consultoria e assessoria de Quotas próprias
de gerência serão exercidas pela sócia Sónia marketing e relações públicas.
Marinha de Araújo Frangoulis, que convocará Um) A sociedade poderá, dentro dos limites
Dois) A sociedade terá como actividades
a referida assembleia geral num período máximo legais, adquirir e/ou alienar quotas próprias e
secundárias o comércio geral e prestação de
de seis meses a contar da data da constituição praticar sobre elas todas operações legalmente
serviços.
da sociedade. permitidas.
Três) A sociedade exercerá ainda a actividade
Dois) Enquanto pertençam à sociedade, as
Está conforme. de importação e exportação de bens requeridos
quotas não têm qualquer direito social, excepto
Maputo, dez de Agosto de dois mil e seis. pelo exercício do seu objecto.
o de participação em aumentos de capital por
— A Ajudante, Maria Rosa Combelane. Quatro) A sociedade poderá desenvolver incorporação de reservas, se a assembleia geral
outras actividades, subsidiárias ou não deliberar de formas diversas.
complementares do seu objecto principal, agindo
por conta própria ou em representação de ARTIGO SÉTIMO
terceiros, quer sejam nacionais ou estrangeiros,
SOPOCOS — Sociedade Suprimentos
desde que devidamente autorizadas pela
de Produção, Comércio assembleia geral. Os sócios poderão conceder à sociedade os
e Serviços, Limitada suprimentos de que ela necessite, nos termos e
ARTIGO QUARTO condições definidos pela assembleia geral.
Certifico, para efeitos de publicação, que no
dia vinte e um de Agosto de dois mil e seis, foi Relações com outras instituições ARTIGO OITAVO
matriculada nesta conservatória de registo das Um) Para a prossecução dos seus fins a Transmissão de quotas
entidades legais sob o número dezoito mil sociedade pode estabelecer convénios e acordos
setecentos e oitenta e cinco a folhas duzentas e com instituições públicas ou privadas, Um) A transmissão de quotas entre sócios é
uma do livro C traço quarenta e seis uma nacionais, estrangeiras, ou com organismos livre.
sociedade por quotas de responsabilidade internacionais. Dois) A transmissão de quotas a favor de
terceiros depende sempre do consentimento
limitada denominada Sociedade de Produções, Dois) Mediante deliberação da assembleia
prévio da sociedade, dado por escrito e prestado
Comércio e Serviços, Limitada – SOPOCOS, geral, a sociedade poderá participar, directa ou
em assembleia geral.
que se regerá pelas cláusulas constantes dos indirectamente, em projectos de
Três) Os sócios gozam de direito de
artigos seguintes: desenvolvimento que de alguma forma
preferência na transmissão de quotas, a exercer
concorram para o preenchimento do seu objecto
ARTIGO PRIMEIRO na proporção das respectivas quotas e
social, bem como o mesmo objectivo, aceitar
relativamente aos termos e condições oferecidos/
Denominação e duração concessões, adquirir e gerir participações no propostos por tal terceiro.
capital de quaisquer sociedades,
A Sociedade de Produções, Comércio independentemente do respectivo objecto social, ARTIGO NONO
e Serviços, Limitada, abreviadamente designada ou ainda participar em empresas, associações Amortização de quotas
SOPOCOS, Limitada, adiante designada empresariais, agrupamentos de empresas ou
simplesmente por sociedade, é uma sociedade outras formas de associação. Um) A sociedade poderá amortizar as quotas
comercial por quotas de responsabilidade dos sócios nos seguintes casos:
CAPÍTULO II
limitada, criada por tempo indeterminado e que a) Por acordo com o respectivo titular;
se rege pelos presentes estatutos e pelos Do capital social b) Quando, por decisão transitada em
preceitos legais aplicáveis. julgado, o respectivo titular for
ARTIGO QUINTO
declarado falido;
ARTIGO SEGUNDO Capital social c) Quando a quota for arrestada,
Sede penhorada, arrolada ou de alguma
Um) O capital social, integralmente subscrito
forma apreendida judicial ou
Um) A sociedade tem a sua sede em Maputo, e realizado em dinheiro, é de vinte mil meticais
administrativamente;
podendo abrir sucursais, delegações, agências da nova família, correspondente à soma de três d) Quando o sócio transmita a quota sem
ou qualquer outra forma de representação social quotas assim distribuídas: o consentimento da sociedade;
e quando a assembleia geral o julgar conveniente. a) Uma quota correspondente a cinquenta e) Se o titular da quota envolver a
Dois) Mediante simples deliberação da e um por cento do capital social, no sociedade em actos e contratos
assembleia geral a sede da sociedade pode ser montante de dez mil e duzentos estranhos ao objecto social.
transferida para qualquer outro local do território meticais da nova família, subscrita Dois) Se a amortização de quota não for
nacional. por Adelino Magomanhane Buque; acompanhada da correspondente redução de
29 DE SETEMBRO DE 2006 2578 — (9)

capital, as quotas dos restantes sócios serão b) O consentimento para a alienação ou Dois) Para os actos de mero expediente basta
proporcionalmente aumentadas, fixando a oneração das quotas dos sócios a a assinatura do director-geral, do gerente ou de
assembleia geral o novo valor nominal das terceiros; um empregado da sociedade devidamente
mesmas. c) A constituição de ónus e de garantias autorizado para o efeito.
Três) A amortização será feita pelo valor sobre o património da sociedade;
CAPÍTULO IV
nominal das quotas acrescido da correspondente d) Investimentos da sociedade de valor
parte nos fundos de reserva, depois de superior equivalente a vinte mil Das disposições finais e transitórias
deduzidos quaisquer débitos ou dólares norte americanos;
ARTIGO DÉCIMO QUARTO
responsabilidades do respectivo sócio para com e) A abertura e encerramento de sucursais, filiais,
a sociedade, devendo o seu pagamento ser agências ou outras formas de representação Balanço e aprovação de contas
efectuado no prazo de noventa dias e de acordo comercial;
O relatório de gestão e as contas de exercício,
com as demais condições a determinar pela f) A aquisição de participações sociais em outras
incluindo o balanço e a demostração de
assembleia geral. sociedades e de outros bens a terceiros;
resultados, fechar-se-ão a trinta e um de
g) A contratação e a concessão de
CAPÍTULO III Dezembro de cada ano e serão submetidos à
empréstimos;
aprovação da assembleia geral durante o
Dos órgãos da sociedade h) A concessão de créditos, descontos,
primeiro trimestre do ano seguinte.
financiamentos, pré-pagamentos,
ARTIGO DÉCIMO pagamentos diferidos ou a prática ARTIGO DÉCIMO QUINTO
Assembleia geral de quaisquer outras transações que
Aplicação de resultados
sejam recomendadas pelo gerente;
Um) Compete à assembleia geral todos os i) A exigência de prestações Um) Dos lucros líquidos apurados será
poderes que lhe são conferidos por lei e pelos suplementares de capital; deduzida a percentagem legalmente estabelecida
presentes estatutos. j) A alteração do pacto social; para constituir ou reintegrar o fundo de reserva
Dois) A assembleia geral reúnir-se-á em k) O aumento e a redução do capital legal.
sessão ordinária no primeiro trimestre de cada social; Dois) A parte remanescente dos lucros
ano, para apreciação do balanço e aprovação l) A fusão, cisão, transformação, será distribuída pelos sócios de acordo com
das contas referentes ao exercício do ano anterior, dissolução e liquidação da a deliberação da assembleia geral.
relatório da administração e do relatório dos sociedade.
auditores, caso exista, bem como para deliberar Dois) Dependem ainda da deliberação em ARTIGO DÉCIMO SEXTO
sobre quaisquer outros assuntos do interesse assembleia geral a amortização de quotas e a Dissolução
da sociedade. exclusão de sócios, além de outros actos que a
lei indique. A sociedade dissolve-se nos casos e termos
Três) A assembleia geral poderá reunir-se em
Três) As deliberações da assembleia geral são previstos na lei, ou quando assim for
sessão extraordinária sempre que os sócios o
tomadas por maioria simples, a menos que a lei determinado por deliberação da assembleia geral,
considerem necessário.
preveja de outra forma. sendo os sócios os liquidatários, excepto se o
Quatro) A assembleia geral poderá reunir e
Quatro) As actas das assembleias gerais contrário for decidido em assembleia geral.
validamente deliberar, sem dependência de
prévia convocatória, se estiverem presentes ou deverão identificar os nomes dos sócios e dos ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
representados todos os sócios e estes seus representantes, o valor das quotas de cada
um e as deliberações que foram tomadas, devendo Disposição transitória
manifestem vontade de que a assembleia geral
se constitua e delibere sobre um determinado ainda ser assinadas por todos os sócios Até à realização da primeira assembleia geral
assunto, salvo nos casos em que a lei não o presentes ou representados. da sociedade, a ter lugar dentro de seis meses
permita. após a celebração da escritura de constituição
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
Cinco) Excepto nos casos em que a lei exija da sociedade, exercerá o cargo de director-geral
outras formalidades, a convocação das reuniões Gerência o senhor Adelino Buque, a quem são desde já
da assembleia geral será feita pelo director-geral conferidos todos os poderes necessários,
Um) A gestão e representação da sociedade
através de carta registada, e com a antecedência incluindo os para abertura de contas bancárias,
compete a um director-geral que poderá ser um
mínima de quinze dias relativamente à data da celebração de escritura de constituição, registos
sócio ou não, o qual se encontra dispensado de
reunião. (comercial e fiscal), negociação de projectos de
prestar caução e que poderá mandatar um
Seis) Será dispensada a reunião da assembleia investimento, negociação de contratos com
gerente a quem será confiada a gestão diária da
geral, bem como as formalidades da sua entidades públicas (governamentais ou para-
sociedade.
convocação, quando todos os sócios concordem estatais) e privadas, negociação de contratos de
Dois) O director-geral é eleito pela assembleia
por escrito na deliberação ou quando arrendamento e outros.
geral por um período de três anos, sendo
concordem, também por escrito, que dessa forma permitido a sua reeleição. Está conforme.
se delibere, excepto nos casos em que a lei não o Três) O director-geral poderá constituir Maputo, vinte de Setembro de dois mil
permita. procuradores da sociedade. e seis. — O Técnico, Ilegível.
Sete) Os sócios poderão fazer-se representar Quatro) A gestão e representação da
nas assembleias gerais nos termos legalmente sociedade serão levadas a cabo de acordo com
permitidos. direcções/instruções escritas emanadas dos
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO sócios, com a forma e conteúdo decididos pela
assembleia geral de tempos a tempos. Parah, Limitada
Validade das deliberações
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO Certifico, para efeitos de publicação, que por
Um) Para além do disposto da lei, dependem
escritura de dezoito de Setembro de dois mil e
da deliberação dos sócios em assembleia geral Forma de vinculação
seis, lavrada de folhas trinta e quatro a trinta e
os seguintes actos: Um) A sociedade obriga-se pela assinatura cinco do livro de notas para escrituras diversas
a) A aquisição, alienação ou oneração de do director-geral, ou pelas assinaturas conjuntas número seiscentos e quarenta traço D do
quotas próprias; do director-geral e do gerente. Terceiro Cartório Notarial da Cidade de
2578 — (10) III SÉRIE — NÚMERO 39

Maputo, perante Esperança Pascoal meticais da nova família, correspondente à soma d) Quando seja decretada a penhora ou
Nhangumbe, notária do referido cartório, foi de três quotas, distribuídas na seguinte qualquer outra medida judicial que
constituída entre os sócios Harold Alan Palmer, proporção: impossibilite o sócio de dispor
Carla Florinda Bica dos Santos e Sean Vicent livremente da sua quota;
a) Uma quota com o valor nominal de dez
Olivier uma sociedade por quotas de
mil meticais da nova família, Dois) O preço da amortização a pagar será
responsabilidade limitada, que se regerá pelas
correspondente a cinquenta por calculado em função do valor da quota constante
cláusulas constantes dos artigos seguintes: cento do capital social, pertencente do último balanço aprovado, a que acresce o
CAPÍTULO I ao sócio Harold Alan Palmer; valor proporcional das reservas não destinadas
b) Uma quota com o valor nominal de
Da denominação, duração, à cobertura de prejuízos,
cinco mil meticais da nova família,
sede e objecto correspondente a vinte e cinco por CAPÍTULO III
ARTIGO PRIMEIRO cento do capital social, pertencente
ao sócio Sean Vincent Olivier; Da assembleia geral e administração
Denominação e duração c) Uma quota com o valor nominal de ARTIGO DÉCIMO
A sociedade adopta a denominação Parah, cinco mil meticais da nova família,
correspondente a vinte e cinco por Assembleia geral
Limitada, constitui-se por tempo
indeterminado, contando-se o seu início a partir cento do capital social, pertencente
Um) A assembleia geral reunirá
da data da celebração da presente escritura à sócia Carla Florinda Bica dos
Santos. ordinariamente uma vez em cada ano, para
pública e reger-se-á pelos presentes estatutos e
apreciação, aprovação ou modificação do
pela demais legislação em vigor na República de ARTIGO SEXTO balanço e contas do exercício, e
Moçambique.
Prestações suplementares extraordinariamente sempre que seja convocada
ARTIGO SEGUNDO e suprimentos por iniciativa da administração ou de um dos
Sede Não poderão exigir-se prestações sócios para deliberar sobre quaisquer assuntos
suplementares de capital, mas os sócios poderão para que tenha sido convocada.
Um) A sociedade tem a sua sede na Rua
fazer suprimentos à sociedade, nos termos e Dois) Os formalismos de convocação das
General Pereira D’Eça, número setenta e oito,
condições fixados pela assembleia geral. assembleias gerais poderão ser dispensados,
cidade de Maputo, podendo, mediante simples
deliberação da administração, abrir sucursais, ARTIGO SÉTIMO desde que todos os sócios concordem nesse
filiais ou qualquer outra forma de representação, sentido e assim o deliberem, mesmo que as
Divisão, transmissão e oneração
no país e no estrangeiro. deliberações sejam tomadas fora da sede da
de quotas
Dois)A administração pode, mediante sociedade, em qualquer momento e para
simples deliberação, transferir a sede para Um) A divisão, transmissão ou oneração de quaisquer efeitos.
qualquer outra parte do território da República quotas carece do consentimento prévio da Três) O disposto no número anterior da
de Moçambique. sociedade, dado mediante deliberação em
presente cláusula não se aplica às deliberações
assembleia geral.
ARTIGO TERCEIRO Dois) O sócio que pretenda transmitir a sua relativas aos assuntos que, por lei ou pelos
quota deverá informar por escrito a sociedade, presentes estatutos, careçam de uma maioria
Objecto
através de carta registada com aviso de recepção, qualificada para serem aprovados.
Um) A sociedade tem por objecto principal com uma antecedência mínima de trinta dias, Quatro) A assembleia geral será convocada
a investigação, pesquisa, exploração, extracção, dando conhecimento da sua intenção de venda, pela administração, por meio de carta registada
transformação, armazenamento, transporte, nome do adquirente e respectivas condições enviada aos sócios, com a antecedência mínima
distribuição e comercialização de contratuais. de quinze dias, excepto e devendo a
hidrocarbonetos. Três) A sociedade e, caso esta o não exerça, convocatória indicar o dia, a hora, o local e a
Dois) A sociedade poderá exercer outras os sócios na proporção das respectivas quotas
ordem de trabalhos da reunião.
actividades industriais ou comerciais conexas têm direito de preferência em todos os casos de
com o seu objecto principal desde que para tal transmissão de quotas entre vivos. ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
obtenha aprovação das entidades competentes.
ARTIGO OITAVO Administração e representação
ARTIGO QUARTO Nulidade da divisão, transmissão da sociedade
e oneração de quotas Um) A sociedade será representada em juízo
Aquisição de participações
Qualquer divisão, transmissão ou oneração e fora dele, activa e passivamente, por um ou
A sociedade poderá, mediante deliberação de quotas efectuada sem observância do mais administradores, que serão ou não
dos sócios, participar, directamente ou disposto no artigo sétimo serão nulas. remunerados e prestarão ou não caução,
indirectamente, em quaisquer projectos, quer
sejam similares ou diferentes dos desenvolvidos ARTIGO NONO conforme for deliberado em assembleia geral.
pela sociedade, bem assim adquirir, deter, gerir Amortização de quotas Dois) A sociedade fica obrigada pela
e alienar participações sociais noutras Um) A sociedade poderá amortizar a quota assinatura de um administrador.
sociedades. de um sócio nos seguintes casos: Três) Em caso algum a sociedade poderá ser
obrigada em actos ou documentos que não digam
CAPÍTULO II a) Mediante acordo com o respectivo
sócio; respeito às operações sociais, designadamente
Do capital social b) Em caso de morte, impedimento legal, em letras de favor, fianças e abonações.
ARTIGO QUINTO incapacidade, falência, insolvência
Está conforme.
ou dissolução do sócio;
Capital social c) Quando, em caso de partilha judicial Maputo, vinte e dois de Setembro de dois
O capital social da sociedade, integralmente ou extra - judicial, a quota não seja mil e seis. — A Ajudante, Luísa Louvada
subscrito e realizado em dinheiro, é de vinte mil adjudicada ao sócio existente; Nuvunga Chicombe.
29 DE SETEMBRO DE 2006 2578 — (11)

Companhia Mineira Aura, mineira,tratamento, processamento ARTIGO QUINTO


Limitada e beneficiação bem como a
Prestações suplementares
comercialização, venda exportação
No dia vinte e dois de Setembro de dois mil e importação de recursos minerais e Não são exigíveis suprimentos de capital,
e seis, nesta cidade de Maputo e no Terceiro produtos mineiros; mas os sócios poderão fazer os suprimentos de
Cartório Notarial, perante mim Esperança b) A realização de outras actividades e que a sociedade carecer, mediante termos e
Pascoal Nhangumbe, licenciada em Direito, serviços comerciais e industriais condições a estabelecer em assembleia geral.
técnica superior dos registos e notariado N1, relacionados com as actividades
notária em exercício neste cartório compareceu referidas na alínea anterior, ARTIGO SEXTO
como outorgante: Abdul Hamid Amarci, casado, nomeadamente, a produção mineira
Divisão e cessão de quotas
com Aura Aboobacar Haider Amarci sob o concentração mineira, sondagem,
regime de comunhão geral de bens, natural de importação, marketing, transporte Um) A divisão e cessão de quotas entre os
Maputo e residente nesta cidade, portadora do e manuseamento de mercadoria; sócios é livre.
Bilhete de Identidade número 110108893G, de c) Exercício de actividades relativamente Dois) A divisão e cessão de quotas a pessoas
onze de Julho de dois mil e seis, emitido pelo à comercialização de metais e estranhas à sociedade carece de consentimento
minerais preciosos incluindo pedras expresso desta que gozará sempre do direito de
Arquivo de Identificação Civil de Maputo, que
e gemas semi-preciosas e preciosas; preferência em primeiro lugar e, em segundo
outorga neste acto por sí e em representação de
d) A realização de outras actividades e lugar, os sócios na proporção da sua
Rennie Henley Garnet, casado, com Bonnie
serviços comerciais, subsidiárias ou
Elvira Rennie sob o regime de comunhão geral participalão no capital social.
complementares das actividades
de bens, natural de Swazilândia, de mencionadas nas alíneas anteriores, ARTIGO SÉTIMO
nacionalidade swazi e residente na Swazilândia, incluindo a importação e exportação
Franklin Martin, casado, com Fátima Tikkie Amortização
de bens e mercadorias. e ainda
Martin, sob o regime de separação de bens, prestação de serviços nas àreas Um) A sociedade poderá amortizar as quotas
natural da África do sul, onde reside, de abrangidas dos sócios nos seguintes termos:
nacionalidade sul-africana e Victor Manuel Lima, c) Representação de Marcas e Patentes.
viúvo, natural de Mooihoek-Swazilândia, com a) Por acordo com o sócio titular;
Dois) A sociedade poderá ainda exercer
poderes suficientes para o acto, o que constatei actividades comerciais ou industriais conexas, b) Quando a quota tiver sido arrolada,
da procuração outorgada aos seis de Setembro complementares ou subsidiárias da actividade penhorada, arrestada ou sujeita a
de dois mil e seis, que me apresentou e arquivo principal desde que devidamente autorizada. providência judicial de qualquer
no maço próprio de documentos referentes a Três) A sociedade poderá por deliberação da espécie;
este livro. assembleia geral deter participações em outras c) No caso de falência ou dissolução do
Verifiquei a identidade dos outorgantes por sociedades bem como associar-se por qualquer sócio, sendo pessoa colectiva ou
exibição dos documentos acima mencionados. forma em direito permitido com outras
morte, interdição, inabilitação ou
sociedades ou empresas nacionais ou
CAPÍTULO I insolvência do sócio sendo pessoa
estrangeiras.
singular.
Da denominação, duração, sede
CAPÍTULO II Dois) A amortização será feita pelo valor da
e objecto
Do capital social quota apurado no último balanço da sociedade a
ARTIGO PRIMEIRO pagar nos termos e condições aprovados em
ARTIGO QUARTO assembleia geral.
Denominação e duração
Capital social
Um) É constituida uma sociedade por quotas CAPÍTULO III
de responsabilidade limitada, que adopta a Um) O capital social, integralmente realizado
denominação de Companhia Mineira Aura, em dinheiro, é de trinta mil mtn, correspondente Dos órgãos sociais
Limitada, que se rege pelos presentes estatutos à soma de quatro quotas assim constituídas: ARTIGO OITAVO
e pela legislação aplicável. a) Uma quota no valor de vinte e um mil
Dois) A sociedade é constituida por tempo mtn, correspondentes a setenta por Assembeia geral
indeterminado. cento do capital social, pertnecente Um) A assembleia geral é constituida por
ao sócio Abdul Hamid Amarci; todos os sócios e reunirá ordinariamente uma
ARTIGO SEGUNDO
b) Uma quota no valor de três mil mtn, vez por ano, para apreciação ou modificação do
Sede
correspondente a Dez por cento do balanço e contas do exercício e para deliberar
Um) A sociedade tem a sua sede na cidade de capital social, pertecente á sócio sobre quaisquer outros assuntos para que tenha
Maputo. Rennie Henley Garnett. sido devidamente convocada.
Dois) A sociedade poderá, mediante c) Uma quota no valor de três mil mtn, Dois) A assembleia geral reunirá
deliberação da gerência, criar sucursais ou correspondente a dez por cento do extraordinariamente sempre que se torne
quaisquer outras formas de representação, no capital social, pertecente ao sócio necessário por iniciativa dos gerentes ou a
território nacional ou no estrangeiro, bem como Franklin Martin. pedido de qualquer dos sócios.
mudar o lugar da sua sede, abrir e encerrar d) Uma quota no valor de três mil mtn, da Três) A assembleia geral será convocada pelos
estabelecimentos, sempre que o interesse social nova família correspondente a dez gerentes por meio de carta registada, com a
o aconselhe. por cento do capital social, indicação da respectiva ordem de trabalhos com
ARTIGO TERCEIRO pertencente ao sócio Victor Manuel uma antecedência mínima de oito dias. Os sócios
Lima. poderão dispensar esta formalidade no caso de
Objecto
Dois) Os aumentos de capital que no futuro assembleias gerais universais.
Um) A sociedade tem por objecto social: se tornem necessários à equilibrada expansão Quatro) A reunião da asembleia geral terá
a) Exercício da actividade mineira das actividades sociais e às modalidades das lugar na sede da sociedade, podendo reunir em
incluindo a investigação, respectivas realizações serão deliberadas em qualquer outro local, acidentalmente, se o
reconhecimento, prospecção, assembleia geral, para o que os sócios observarão interesse social o ditar e será presidida pelo sócio
desenvolvimento mineiro, extracção as formalidades legais aplicáveis. maioritário ou pelo sócio gerente.
2578 — (12) III SÉRIE — NÚMERO 39

Cinco) As deliberações da assembleia geral CAPÍTULO IV notário do referido cartório, foi constituída entre
serão tomadas por maioria simples, excepto nos Anísio Gusmão Artur Chidendo e Mário Costa
Das disposições diversas
casos em que a lei comercial ou os presentes Taio uma sociedade comercial por quotas de
estatutos exijam uma maioria qualificada de ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO responsabilidade limitada, que se regerá nos
termos das cláusulas seguintes:
setenta e cinco por cento do capital. Balanço e contas
Seis) Os sócios que sejam pessoas colectivas Um) O exercício fiscal coincide com o ano ARTIGO PRIMEIRO
designarão por carta enviada à sociedade a pessa civil. A sociedade adopta a denominação de EFICO
física que os represente e respectivos poderes e Dois) O primeiro ano financero começará - Empresa de Fiscalização & Construção Civil,
duração do mandato. excepcionalmente no momento do início da Limitada, com sede na cidade da Beira, podendo
actividade da sociedade; transferí-la, abrir delegações, filiais, sucursais,
ARTIGO NONO Três) O Balanço e as contas de resultados escritórios ou qualquer outra forma de
Gerência fechar-se-ão com referência a trinta e um representação, onde e quando os sócios acharem
de Dezembro de cada ano e serão submetidos necessário.
Um) Salvo o disposto no artigo décimo á aprovação da assembleia geral.
quinto, a administração e a representação da ARTIGO SEGUNDO
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
sociedade em juízo e fora dele, compete a um
O seu início conta-se a partir da data da
gerente o qual possuem os mais amplos poderes Lucros
celebração da respectiva escritura pública com
para gerir e conduzir os negócios da sociedade e a duração por tempo indeterminado.
Um) Dos lucros apurados em cada
representá-la em juízo e fora dele. exercício deduzir-se-á em primeiro lugar a
Dois) O gerente é eleito pela assembleia geral, percentagem legalmente fixada para constitir ARTIGO TERCEIRO
podendo a referida eleição recair sobre sócios o fundo de reserva legal enquanto esta não estiver Tem por objectivo a construção civil,
ou pessoas estranhas à sociedade. integralmente realizado ou sempre que seja fiscalização de obras, consultoria, prestação
necessário reintegrá-lo. de serviço, podendo ainda desenvolver qualquer
Três) O gerente exercerá as suas funções pelo
Dois) A parte restante dos lucros será outra actividade comercial ou industrial, depois
período de cinco anos renováveis, estando
aplicado nos termos que forem aprovados pela de obter as autorizações que forem exigidas
dispensado de prestar caução.
assembleia geral. por lei.
Quatro) A remuneração dos gerentes será
ATIGO DÉCIMO QUARTO
fixada em assembleia geral. ARTIGO QUARTO
Cinco) Quando os gerentes forem pessoas Dissolução e liquidação
O capital social, subscrito integralmente
colectivas, esta designará a pessoa física que a A sociedade disolve-se nos casos e nos realizado em dinheiro, é de trinta mil meticais
representa na gerência, mediante carta dirigida termos estabelecidos por lei, ficando desde já da nova família, dividido em duas quotas de
ao sócio maioritário da sociedade. nomeados liquidatários os sócios, salvo se igual valor de quinze mil meticais da nova família
assembleia geral deliberar por modo diferente. cada uma correspondente a cinquenta por cento
ARTIGO DÉCIMO do capital social, pertencentes aos sócios Anísio
ARTIGO DÉCIMO QUINTO
Delegação de poderes Gusmão Artur Chidengo e Mário Costa Taio.
Disposição transitória
Um) O gerente poderá delegar a gestão da ARTIGO QUINTO
sociedade num dos seus membros ou constituir Até à primeira reunião da assembleia geral
que designará os gerentes nos termos do artigo Por deliberação dos sócios, poderá o capital
mandatários nos termos do artigo ducentésimo social ser aumentado com ou sem admissão de
nono dos presentes estatutos, fica desde já
quadragésimo quinto da Lei comercial. novos sócios.
nomeado gerente para obrigar e representar
Dois) O gerente definirá expressamente quais validamente a sociedade a Abdul Hamid Amarci
as atribuições constantes da referida delegação ARTIGO SEXTO
e outorgará para o efeito a respectiva procurção ARTIGO DÉCIMO SEXTO
Não serão exigidas prestações suple-
notarial. Lei aplicável mentares, mas poderão os sócios fazer à
Três) O gerente temporariamente impedido sociedade os suprimentos de que esta carecer,
Em tudo o que for omisso nos presentes
de participar pode fazer-se representar por nas condições a serem deliberadas em assembleia
estatutos regularão as disposições da Lei da
outro gerente mediante carta dirigida ao outro geral.
Sociedade por quotas de onze e Abril de mil
gerente. novecentos e um e demais legilação aplicável. ARTIGO SÉTIMO
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO A cessão ou divisão de quotas, a título
oneroso ou gratuito, será livre entre os sócios,
Forma de obrigar a sociedade
mas a estranhos à sociedade dependerá do
A sociedade fica obrigada nas seguintes consentimento expresso do outro sócio que goza
condições: EFICO - Empresa de do direito de preferência. Não desejando este o
a) Pela asinatura de um gerente; Fiscalização & Construção gozo de seu direito, poderá o cedente alienar a
Civil, Limitada sua quota livremente a quem como entender.
b) Pela assinatura de um gerente a quem
tenha sido nos termos destes ARTIGO OITAVO
Certifico, para efeitos de publicação, que por
estatutos, atribuído poderes para o
escritura de seis de Setembro de dois mil e seis, No caso de falência ou insolvência dum sócio,
efeito; exarada a folhas setenta e nove e seguintes do penhora, arresto, arrolamento, venda ou
c) Pela assinatura do mandatário livro de escrituras avulsas número nove do adjudicação judiciais duma quota, poderá a
especialmente constituído nos Segundo Cartório Notarial da Beira, a cargo de sociedade amortizar a outra com a anuência do
termos e limites específicos do Sérgio Gilberto Buduia, licenciado em Direito, seu titular, nos termos a serem acordados entre
respectivo mandato. técnico superior dos registos e notariado N1, e ambos.
29 DE SETEMBRO DE 2006 2578 — (13)

ARTIGO NONO CAPÍTULO I Três) Se, após ter subscrito o capital,


determinado accionista não o realizar dentro do
A gerência e administração da sociedade, bem Da denominação, espécie, duração,
prazo indicado nas condições de subscrição, será
como a sua representação em juízo ou fora dele, sede e objecto
essa importância subscrita e realizada por outros
activa e passivamente, ficam a cargo de ambos.
ARTIGO PRIMEIRO accionistas, em partes iguais, por todos os que
Parágrafo único. Para obrigar a sociedade em
concorrerem a essa subscrição.
todos oa actos e contratos serão necessárias Denominação e espécie
assinaturas de ambos, podendo ser suficiente ARTIGO SEXTO
A sociedade adopta a denominação INVEPA
uma delas nos actos de mero expediente.
- Investimentos e Participações, S.A., e reger- Acções e títulos
ARTIGO DÉCIMO se-á pelos presentes estatutos e pela demais
Um) As acções são ao portador, livremente
legislação em vigor na República de
Por morte ou incapacidade permanente dum transmissíveis.
Moçambique.
sócio, a sociedade não se dissolve, ela continuará Dois) As acções poderão ser agrupadas em
com o sócio sobrevivo ou capaz e herdeiros ou ARTIGO SEGUNDO certificados representando mais do que uma
representante legal do falecido ou incapaz. Duração acção que poderão, a qualquer momento, ser
substituídas por certificados consolidados
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO A duração da sociedade é por tempo subdivididos.
indeterminado, contando-se o seu início a partir
A assembleia geral reunir-se-á ordinariamente, Três) As despesas de conversão ou
da data da celebração da presente escritura
uma vez por ano para apreciação e aprovação substituição dos títulos são por conta do
pública.
ou modificação do balanço e contas do exercício accionista que as solicite.
e, extraordinariamente, sempre que for ARTIGO TERCEIRO Quatro) Os títulos provisórios ou definitivos
necessário. serão assinados por dois administradores,
Sede e formas de representação social
Parágrafico único. O balanço anual será dado podendo uma das assinaturas ser aposta por
com a data de trinta e um de Dezembro. Um) A sociedade tem a sua sede e principal chancela ou outro meio mecânico.
estabelecimento na Rua General Pereira D´Eça,
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO número setenta e oito, em Maputo. ARTIGO SÉTIMO
Os lucros a apurar, depois de deduzidos os Dois) Mediante simples deliberação, o Aquisição de acções próprias
fundos de reserva necessários, serão para conselho de administração pode estabelecer ou Um) É permitido à sociedade adquirir acções
dividendos aos sócios, na proporçãoi das encerrar sucursais, agências, delegações ou próprias e realizar sobre elas as operações que
quotas. formas de representação social, no país ou no se mostrem convenientes aos interesses sociais.
estrangeiro, e bem assim transferir a sede para
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO qualquer outra parte do território nacional. Dois) Qualquer resolução do conselho de
administração relativa a tais operações carece
As deliberações serão tomadas por consenso. sempre de parecer favorável do conselho fiscal.
ARTIGO QUARTO
ATIGO DÉCIMO QUARTO Objecto Três) As acções próprias que a sociedade
tenha em carteira não dão direito a voto nem à
A sociedade só se dissolve nos casos Um) A sociedade tem por objecto principal percepção de dividendos.
previstos na lei e, nesse caso, será liquidada, a compra, venda, locação, gestão e exploração
conforme a deliberação que for a ser tomada. de imóveis. CAPÍTULO III
Dois) A sociedade pode ainda exercer
ARTIGO DÉCIMO QUINTO Assembleia geral, conselho
actividades comerciais ou industriais conexas,
de administração, direcção executiva
Em todo o omisso será regulado pela lei da complementares ou subsidiárias da actividade
e fiscalização
sociedade por quotas e demais legislação principal, desde que devidamente autorizadas.
existente e aplicável na República de Três) A sociedade pode, por simples SECÇÃO I
Moçambique. deliberação do conselho de administração, Da assembleia geral
Está conforme. participar em agrupamentos complementares de
Segundo Cartório Notarial da Beira, empresas bem assim subscrever e adquirir ARTIGO OITAVO
dezanove de Setembro de dois mil e seis. participações sociais no capital social de outras Composição da assembleia geral
— O Notário, Ilegível. sociedades.
Um) A assembleia geral é constituída pelos
accionistas com direito a voto e as suas
CAPÍTULO II
deliberações, quando tomadas nos termos da lei
Do capital e acções e dos estatutos, são obrigatórias para todos os
INVEPA - Investimentos
accionistas, ainda que ausentes, discordantes ou
e Participações, S.A. ARTIGO QUINTO incapazes.
Capital social e aumentos Dois) Os accionistas sem direito a voto não
Certifico, para efeitos de publicação, que por
escritura de dezoito de Setembro de dois mil e Um) O capital social, totalmente subscrito e podem assistir às reuniões da assembleia geral.
seis, lavrada de folhas vinte e sete a folhas trinta realizado, é de vinte mil meticais da nova família Três) Tem direito a voto o accionista que
do livro de notas para escrituras diversas número e está dividido e representado em vinte acções seja titular de pelo menos uma acção.
seiscentos e quarenta traço D do Terceiro com o valor nominal de mil meticais da nova
Cartório Notarial da Cidade de Maputo, perante família cada uma. Quatro) Poderão assistir às reuniões da
Esperança Pascoal Nhangumbe, notária do assembleia geral pessoas cuja presença seja
Dois) O capital social poderá ser aumentado autorizada pelo presidente da mesa da
referido cartório, foi constituída entre os sócios
Haje Amade Pedreiro, Miguel Ângelo Neves por deliberação da assembleia geral que assembleia geral, nomeadamente técnicos sem
Paiva e Chicovete Magagule, uma sociedade igualmente fixará os termos e as condições da direito a voto e sob proposta do conselho de
anónima que se regerá pelas cláusulas constantes emissão respectiva, subscrição e realização, bem administração, para esclarecimento de questões
dos artigos seguintes: como a espécie das acções e dos títulos. específicas que estejam em apreciação.
2578 — (14) III SÉRIE — NÚMERO 39

ARTIGO NONO ou por outro motivo, dar-se o início dos sucursais, agências ou quaisquer
Mesa da assembleia geral trabalhos, ou tendo-se dado início, eles não outras formas de representação
possam, por qualquer circunstância, concluir- social e deslocar a sede para qualquer
Um) A mesa da assembleia geral é composta se, será a reunião interrompida para prosseguir parte do território nacional,
por um presidente e por um secretário. no dia, hora e local que forem no momento conforme estabelecido no artigo
Dois) Compete ao presidente convocar, com indicados e anunciados pelo presidente da mesa terceiro destes estatutos;
pelo menos trinta dias de antecedência, e dirigir sem que se tenha de observar qualquer outra
forma de publicação. b) Adquirir, alienar ou onerar por qualquer
as reuniões da assembleia geral, dar posse aos
forma outros bens mobiliários;
membros do conselho de administração e do
SECÇÃO II c) Adquirir bens imobiliários e, com o
conselho fiscal e assinar os termos de abertura e
de encerramento dos livros de actas da Do conselho de administração parecer favorável do conselho fiscal,
assembleia geral, do conselho de administração aliená-los por quaisquer actos ou
e do conselho fiscal, bem como exercer as demais ARTIGO DÉCIMO QUINTO contratos, bem como onerá-los,
funções conferidas pela lei ou pelos presentes Composição do conselho de ainda que mediante a constituição
estatutos. administração de garantia;
Três) Ao secretário incumbe, além de A administração da sociedade será exercida d) Negociar com quaisquer instituições
coadjuvar o presidente, a organização e por um único administrador ou por um conselho de crédito, nomeadamente bancos,
conservação de toda a escrituração e expediente de administração composto por três ou cinco casas bancárias e instituições de
relativos à assembleia geral. membros, conforme deliberação da assembleia intermediação financeira, todas e
geral. quaisquer operações de
ARTIGO DÉCIMO
financiamento, que entenda
Reuniões extraordinárias ARTIGO DÉCIMO SEXTO necessárias, designadamente
Haverá reuniões extraordinárias da Periodicidade e formalidades das contrair empréstimos nos termos,
assembleia geral sempre que o conselho de reuniões condições, prazos e forma que
administração ou o conselho fiscal as julguem Um) O conselho de administração reúne-se reputar conveniente;
necessárias ou quando a convocação seja sempre que necessário para os interesses da e) Movimentar contas bancárias,
requerida por accionistas que representem, pelo sociedade e, pelo menos, uma vez em cada três depositar e levantar dinheiro, emitir,
menos, a quarta parte do capital social. meses, mediante convocação escrita do sacar, aceitar e endossar letras,
presidente e sem dependência de qualquer pré- livranças, cheques, extractos de
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO aviso. factura e outros quaisquer títulos
Local de reunião Dois) O presidente não pode deixar de de créditos;
A assembleia geral reúne-se, regra geral, na convocar o conselho sempre que tal seja
f) Confessar, desistir ou transigir em
sede social, mas poderá reunir-se em qualquer solicitado por qualquer dos administradores ou
pelo conselho fiscal. quaisquer acções bem como
outro local do território nacional, desde que o vincular-se a procedimentos
presidente da respectiva mesa assim o decida. Três) O conselho reúne-se, regra geral, na
arbitrais;
sede social, podendo, todavia, sempre que o
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO presidente o entenda conveniente, reunir-se em g) Suprimir as faltas de administradores
Quórum qualquer outra parte do território nacional. permanentemente impedidos de
Quatro) Qualquer administrador participar nas reuniões do conselho,
A assembleia geral só pode funcionar em
temporariamente impedido de comparecer pode escolhendo um substituto que exerça
primeira convocação se estiverem presentes ou
fazer-se representar por outro administrador, o cargo até à próxima reunião da
representados accionistas que reúnam, pelo
mediante comunicação escrita dirigida ao assembleia geral;
menos, cinquenta por cento do capital social e,
presidente do conselho de administração. Ao h) Desempenhar as demais funções
em segunda convocação, qualquer que seja o
mesmo administrador pode ser confiada a previstas nestes estatutos ou na lei,
número de accionistas presentes ou
representação de mais do que um administrador. não reservadas à assembleia geral.
representados.
Cinco) Para que o conselho de administração Dois) O conselho de administração poderá
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO possa deliberar deve estar presente ou
delegar num ou mais dos seus membros a
Quórum deliberativo representada mais de metade dos seus membros.
totalidade ou parte das suas funções e poderes.
Um) Qualquer que seja a forma de votação Seis) As deliberações do conselho de
as deliberações serão tomadas por maioria administração são tomadas por maioria simples ARTIGO DÉCIMO OITAVO
dos votos dos membros presentes ou
simples dos votos dos accionistas presentes ou Direcção executiva
representados, excepto quando nos termos da
representados, salvo se disposição legal
lei seja exigida maioria qualificada. Um) A gestão diária da sociedade poderá ser
imperativa exigir maioria mais qualificada.
conferida a uma direcção executiva, nomeada
Dois) Por cada acção conta-se um voto. ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO pelo conselho de administração.
Três) Quer relativamente aos votos Competências do conselho Dois) Caberá ao conselho de administração
correspondentes à totalidade do capital social de administração
a designação, composição e determinação das
quer relativamente aos votos apurados na funções da direcção executiva.
Um) Compete ao conselho de administração
assembleia geral, não haverá limitação ao número
exercer os mais amplos poderes para dirigir as
de votos de que cada accionista possa dispor, actividades da sociedade e representá-la em juízo ARTIGO DÉCIMO NONO
pessoalmente ou como procurador. e fora dele, activa e passivamente, assim como Forma de obrigar a sociedade
ARTIGO DÉCIMO QUARTO para praticar todos os demais actos tendentes à
realização do objecto social que a lei e os Um) A sociedade fica obrigada:
Interrupção de reuniões estatutos não reservem à assembleia geral e, em a) Pela assinatura do administrador único,
Quando a assembleia geral esteja em especial: caso a administração da sociedade
condições de funcionar, mas não seja possível, a) Estabelecer em território nacional ou seja exercida por um único
por inadequação do local designado para o efeito fora dele, transferir ou encerrar administrador;
29 DE SETEMBRO DE 2006 2578 — (15)

b) Pela assinatura conjunta de dois o presidente e o secretário da mesa da assembleia ARTIGO VIGÉSIMO SEXTO
administradores, caso a adminis- geral, são eleitos pela assembleia geral, sendo Remunerações dos corpos sociais
tração da sociedade seja exercida por permitida a sua reeleição, uma ou mais vezes.
um número ímpar de membros; Os membros dos conselhos de administração
Dois) Os mandatos dos membros dos
c) Pela única assinatura de um e fiscal ou fiscal único e da mesa da assembleia
conselhos de administração e fiscal ou fiscal
administrador delegado, no caso de geral poderão ser remunerados, cabendo à
único e do presidente e secretário da mesa da
uma delegação de poderes por parte assembleia geral fixar as remunerações
assembleia geral terão a duração de três anos, respectivas e a periodicidade das mesmas.
do conselho de administração;
contados a partir da data das suas eleições,
d) Pela única assinatura de um mandatário contando-se como ano completo o ano civil da Está conforme.
com poderes para certa ou certas Maputo, vinte e dois de Setembro de dois
eleição.
espécies de actos; mil e seis. — A Ajudante, Luísa Louvada
Dois) A sociedade fica igualmente obrigada Três) A eleição, seguida de posse, para novo
Nuvunga Chicombe.
pela única assinatura de um administrador ou período de exercício de funções, mesmo que não
de um mandatário com poderes gerais de coincida rigorosamente com o período trienal
administração, quando um ou outro actuem em anterior, faz cessar as funções dos membros
conformidade e para execução de uma anteriormente em exercício. Porém, sempre que
deliberação da assembleia geral ou do conselho a nova eleição ou a respectiva tomada de posse Serfin, Limitada
de administração. não se realize antes do fim do período trienal os Certifico, para efeito de publicação, que por
membros cessantes dos órgãos sociais mantêm- escrituras de seis de Setembro de dois mil e
SECÇÃO III
se em funções até à tomada de posse dos novos seis, lavrada de folhas quinze e seguintes, do
Da fiscalização membros. livro de notas para escrituras diversas número
ARTIGO VIGÉSIMO duzentos e treze traço D, do Segundo Cartório
ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO Notarial de Maputo, a cargo de Batça Banu
Órgão de fiscalização Reuniões conjuntas Amade Mussa, notária do referido cartório, foi
Um) A fiscalização de todos os negócios da constituída entre Ramalho Alberto Luíz e Maria
sociedade incumbe a um conselho fiscal ou a um Um) Haverá reuniões conjuntas dos
Helena Salomão Feliciano Lourenço, uma
fiscal único, conforme deliberação da assembleia conselhos de administração e fiscal ou fiscal
sociedade comercial por quotas de
geral. único sempre que o interesse da sociedade o
responsabilidade limitada denominada, Seviços
Dois) A assembleia geral, quando eleger o aconselhe ou os estatutos o determinem.
Financeiros, Limitada abreviamente, designada
conselho fiscal, deverá indicar um dos seus Dois) As reuniões conjuntas são convocadas Serfin, Limitada, com sede em Maputo, que se
membros para as funções de presidente. e presididas pelo presidente do conselho de regerá pelas cláusulas constantes dos artigos
administração. seguintes:
ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
Periodicidade e formalidades
Três) Os conselhos de administração e fiscal ARTIGO PRIMEIRO
das reuniões ou fiscal único, não obstante reunirem-se
conjuntamente, conservam a sua independência, Denominação, sede, duração e objecto
Um) O conselho fiscal reúne-se
sendo-lhes aplicáveis, sem prejuízo do disposto
periodicamente nos termos da lei e sempre que É constituída nos termos da lei e dos
no número anterior, as disposições que regem
o presidente o convoque, por escrito, e sem presentes estatutos uma sociedade por quotas
dependência de qualquer pré-aviso, quer por cada um deles, nomeadamente as que respeitem
de responsabilidade limitada que adopta a
iniciativa própria, quer por solicitação de ao quórum e à tomada de deliberações.
denominação de Serviços Financeiros, Limitada
qualquer membro do conselho fiscal ou do abreviadamente, designada SERFIN, Limitada.
ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO
conselho de administração.
Dois) Para que o conselho fiscal possa Pessoas colectivas ARTIGO SEGUNDO
validamente deliberar é indispensável que esteja Um) Sendo escolhida para a mesa da Um) A sociedade tem a sua sede na cidade de
presente ou representada mais de metade dos assembleia geral, para o conselho de Maputo.
seus membros. administração ou para o conselho fiscal ou fiscal Dois) A sociedade poderá transferir a sua
Três) A representação dos membros do único uma pessoa colectiva ou sociedade, será sede para qualquer localidade do território
conselho fiscal é regida pelas regras aplicáveis esta representada, no exercício do cargo, pela nacional por deliberação da assembleia geral.
ao conselho de administração. Três) Por deliberação da assembleia poderá
pessoa física que para o efeito tiver sido nomeada
Quatro) As deliberações são tomadas por por carta ou fax dirigidos ao presidente da mesa a sociedade, quando se mostrar conveniente,
maioria simples dos votos dos membros da assembleia geral. abrir e encerrar delegações, sucursais, filiais ou
presentes ou representados. outras formas de representação, no país ou fora
Dois) A pessoa colectiva ou sociedade pode
Cinco) O conselho fiscal reúne-se, em dele.
princípio, na sede, podendo, todavia, sempre livremente substituir o seu representante ou,
que o presidente o entenda conveniente, reunir- desde logo, indicar mais do que uma pessoa para ARTIGO TERCEIRO
se em qualquer outra parte do território nacional. a representar, relativamente ao exercício dos
Um) A duração da sociedade é por tempo
Seis) Os membros do conselho fiscal ou o cargos da mesa da assembleia geral ou do
indeterminado e o seu começo conta-se, para
fiscal único podem assistir livremente a qualquer conselho de administração. Quanto ao conselho
todos os efeitos, a partir da data da aprovação
reunião do conselho de administração, mas não fiscal ou fiscal único, observar-se-ão as
dos presentes estatutos.
têm direito a voto. disposições legais aplicáveis. Dois) A sociedade tem como objecto:
SECÇÃO IV ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO a) A actividade de consultoria em gestão,
Das disposições comuns Caução estudos de viabilidade económica e
financeira, intermediação financeira,
ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO Os membros do conselho de administração, incluindo a actividade seguradora,
Eleição dos corpos sociais conselho fiscal ou fiscal único e mesa da estudos de impacto ambiental e a
Um) Os membros dos conselhos de assembleia geral são dispensados de prestar prestação de serviços conexos, com
administração e fiscal ou fiscal único, assim como caução pelo exercício dos seus cargos. a latitude consentida por lei;
2578 — (16) III SÉRIE — NÚMERO 39

b) A actividade de contabilidade e lei, quotas próprias, desde que inteiramente registada ou fax, confirmado por carta registada,
auditoria. liberadas, até ao limite máximo cumulativo de dirigidos ao presidente da mesa da Assembleia
Três) Compreende-se no seu objecto a dez por cento do montante correspondente ao Geral, uma pessoa singular que exercerá o cargo
participação, directa ou indirectamente, em seu capital social, e realizar sobre elas, no em nome próprio, no entanto, a sociedade ou
projectos de desenvolvimento e de investimento interesse da sociedade, quaisquer operações pessoa colectiva responde solidariamente com
em áreas relacionadas com o objecto principal, permitidas por lei. a pessoa designada pelos actos desta.
e em outras actividades conexas ou Dois) A sociedade pode adquirir quotas Dois) A pessoa colectiva ou sociedade pode
complementares. próprias que ultrapassem o limite estabelecido livremente mudar do representante ou desde
Quatro) Subsidiariamente, a sociedade poderá no número anterior quando: logo indicar mais uma pessoa para o substituir
a) A aquisição resulte do cumprimento
também estabelecer acordos e convenções relativamente ao exercício dos cargos nos órgãos
pela sociedade de disposições da lei;
especiais com outras sociedades ou empresas sociais.
b) A aquisição vise executar uma
congéneres, assumir a sua representação e
deliberação de redução do capital; ARTIGO DÉCIMO
exercer a respectiva direcção. c)A aquisição seja feita a título gratuito;
Cinco)Na prossecução do seu objecto social, d)A aquisição seja feita em processo Os membros dos corpos sociais poderão ser
a sociedade é livre de adquirir participações em executivo para cobrança de dívidas remunerados, cabendo à assembleia geral fixar
sociedades já existentes ou de se associar com de terceiros ou por transacção em as respectivas remunerações e a periodicidade
outras entidades, sob qualquer forma permitida acção declarativa proposta para o destas ou delegar estas atribuições numa
por lei, bem como a livre gestão e disposição mesmo fim; comissão constituída por três membros,
das referidas participações. e) Seja adquirido um património a título designados para o efeito por períodos de três
universal. anos.
CAPÍTULO II Três)A alienação ou cedência de quotas
SECÇÃO II
Do capital social próprias depende de deliberação da Assembleia
Geral, salvo se for imposta por lei ou pelos Da assembleia geral
ARTIGO QUARTO estatutos, caso em que poderá ser decidida pelo
Conselho de administração, o qual, todavia ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
Um) O capital social é de vinte e um mil
informará na primeira Assembleia Geral seguinte Um) A Assembleia Geral representa a
meticais da nova família, integralmente subscrito
sobre os motivos e as condições da operação universalidade dos sócios, e as suas decisões,
por Ramalho Alberto Luiz e por Maria Helena
efectuada. quando tomadas nos termos da lei e dos
Salomão Feliciano Lourenço, devidamente
constantes na escrita da sociedade, dividido em CAPÍTULO III presentes estatutos, são obrigatórias para todos
duas quotas, pertencentes a: os sócios.
Dos órgãos sociais Dois) As Assembleias Gerais são ordinárias
a) Uma quota no valor de catorze mil e extraordinárias e reunir-se-ão nos termos e
ARTIGO SÉTIMO
meticais da nova família pertencente com a periodicidade estabelecida na lei e de
a Ramalho Alberto Luiz corres- São órgão sociais a assembleia geral, o acordo com os presentes estatutos.
pondente a sessenta e seis vírgula conselho fiscal, e o conselho de gerência. Três) Haverá reuniões extraordinárias da
sessenta e seis por cento do capital
SECÇÃO I Assembleia Geral sempre que o Conselho de
social que não deverá, em
administração ou o Conselho Fiscal o julguem
circunstância alguma, ser diminuída Das disposições comuns necessário ou quando a convocação seja
sem o consentimento expresso do
ARTIGO OITAVO requerida por um dos sócios.
titular;
Quatro) A Assembleia Geral realizar-se-á por
b) Uma quota no valor de sete mil meticais Um) A mesa da Assembleia Geral, os regra em Maputo, na sede social, mas poderá
da nova família pertencente a Maria membros do Fiscal e os membros do Conselho reunir em outro local a designar pelo presidente,
Helena Salomão Feliciano Lourenço, de Gerência são eleitos pela Assembleia Geral
correspondente a cerca de trinta e de harmonia com o interesse e conveniência da
com a observância do disposto na lei e nos sociedade.
três vírgula trinta e quatro por cento presentes estatutos, sendo permitida a sua
do capital social que não deverá, em reeleição. ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
circunstância alguma, ser diminuída Dois) Os membros dos órgãos sociais
sem o consentimento expresso do Um) A mesa da Assembleia Geral é composta
exercem as suas funções por períodos por um presidente e um secretário, cujas faltas
titular;
renováveis de três anos, contando-se como são supridas nos termos da lei.
Dois) O capital social será integralmente
completo o ano civil em que forem eleitos. Dois) Compete ao presidente da mesa da
realizado em dinheiro.
Três) Os membros dos órgãos sociais, Assembleia Geral convocar e dirigir as reuniões
Três) A alteração dos estatutos orgânicos dos
embora designados por prazo certo e da Assembleia Geral, dar posse aos membros
sócios em nome colectivo, com a entrada de
determinado, manter-se-ão em exercício, mesmo do Conselho Fiscal e do Conselho de
novos sócios, implica a cedência da sua quota
depois de terminado o mandato para que foram Administração e assinar os termos de abertura e
nesta sociedade, salvo se os outros sócios não
eleitos, até à nova eleição e tomada de posse, de encerramento dos livros de actas da
se opuserem e não exercerem o seu direito de
salvo os casos de substituição, renúncia ou Assembleia Geral e do livro de autos de posse,
preferência.
destituição. bem como exercer as demais funções conferidas
ARTIGO QUINTO Quatro) Se qualquer entidade eleita para fazer pela lei e pelos presentes estatutos.
parte dos órgãos sociais não entrar no exercício Três) Incumbe ao secretário, além de
O capital social poderá ser aumentado por
de funções, por facto que lhe seja imputável, coadjuvar o presidente, organizar todo o
deliberação da assembleia geral, sob proposta
nos sessenta dias subsequentes à eleição, expediente e escrituração relativos à Assembleia
do conselho de gerência ou dos sócios.
caducará automaticamente o respectivo mandato. Geral.
ARTIGO SEXTO
ARTIGO NONO ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
Um) Mediante deliberação da assembleia
geral, e nas condições por esta fixadas, a Um) Sendo eleito para qualquer dos órgãos Um) A convocação da Assembleia Geral far-
sociedade poderá, se a sua situação económica e sociais uma pessoa colectiva ou sociedade, deve se-á com a antecedência mínima de quinze dias,
financeira o permitir, adquirir, nos termos da ele designar em sua representação, por carta por meio de avisos com a indicação expressa
29 DE SETEMBRO DE 2006 2578 — (17)

dos assuntos a tratar, publicados no jornal diário Quarto) Por morte de um sócio, pessoa ARTIGO VIGÉSIMO
da cidade de Maputo com maior tiragem; no singular, gozam de preferência na aquisição da
Um) Sem prejuízo do disposto no artigo
caso de assembleia extraordinária o prazo pode respectiva quota, na sequência seguinte:
anterior, para além dos casos em que a lei o
ser reduzido para cinco dias. a) Os sócios;
exija, só serão válidas, desde que aprovadas por
Dois) As Assembleias Gerais poderão b) Os herdeiros por sucessão;
maioria simples dos votos contados em
funcionar em primeira convocação quando c) Outros sucessíveis.
assembleia a que compareçam ou se façam
estejam presentes ou representados sócios cujas
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO representar sócios possuidores do mínimo de
quotas correspondam a sessenta por cento do
sessenta por cento do capital social, as
capital social, salvo nos casos em que na lei ou Um) Como instrumento de representação
deliberações que tenham por objecto:
nos estatutos se exija maior representação. voluntária bastará uma simples carta, assinada
Três) Quando a Assembleia Geral não possa pelo representado, dirigida e entregue ao a) Alteração ou reforma dos estatutos;
realizar-se por insuficiente representação do presidente da mesa até oito dias antes da data b) Aumento, a redução ou a reintegração
capital será convocada nova reunião para o marcada para a reunião, devendo a respectiva do capital social;
mesmo fim, que se efectuará dentro de trinta assinatura ser reconhecida notarialmente no caso c) Cisão, fusão, transformação, dissolução
dias, mas não antes de quinze, considerando-se de tal reconhecimento constar do aviso ou aprovação das contas de
como válidas as deliberações tomadas nesta convocatório ou quando o presidente da mesa o liquidação da sociedade;
segunda, qualquer que seja o número de sócios exigir, podendo, igualmente, exigir a autenticação d) A venda de imóveis, o trespasse de
dos documentos de representação legal. estabelecimentos, a aquisição,
presentes e o quantitativo do capital
Dois) A concessão da representação é alienação ou oneração de bens,
representado.
revogável, considerando-se revogada quando o incluindo participações sociais,
ARTIGO DÉCIMO QUARTO representado esteja presente na reunião. sempre que a transacção seja de
Três) Os instrumentos de representação valor superior a dez por cento do
Um) Quando a Assembleia Geral esteja em voluntária devem conter, pelo menos:
condições legais de funcionar, mas não seja montante correspondente ao capital
possível, por insuficiência do local designado a) A indicação precisa da pessoa a quem é social.
ou por outro motivo justificável, dar-se conferida a representação; Dois) Não tendo comparecido ou feito
conveniente início aos trabalhos ou tendo-se- b) A especificação da assembleia, representar-se, em Assembleia Geral convocada
lhes dado início eles não possam, por qualquer mediante a indicação do lugar, dia e para deliberações abrangidas pelo número
hora da reunião com referência ao anterior, sócios que representem setenta e cinco
circunstância, concluir-se, será a reunião
respectivo aviso convocatório; por cento do capital social, poderá a deliberação
suspensa para prosseguir em dia, hora e local
c) O sentido em que o representante ser tomada por maioria simples em nova
que forem no momento indicados e anunciados
exercerá o voto na falta de Assembleia Geral, a efectuar dentro de trinta
pelo Presidente da Mesa, sem que haja de se
instruções concretas do dias, mas não antes de quinze, desde que a ela
observar qualquer outra forma de publicidade. representado; compareçam ou se façam representar
Dois) A Assembleia Geral só poderá deliberar d) A menção de que, no caso de possuidores de metade do capital social.
suspender a mesma reunião duas vezes, não circunstâncias imprevistas, o Três) Sempre que os aumentos de capital
podendo distar mais de noventa dias entre duas representante votará no sentido que visem repor o rácio de quarenta por cento entre
sessões. julgue satisfazer melhor os a soma do capital social e reservas e o activo
ARTIGO DÉCIMO QUINTO interesses do representado. líquido total, a respectiva deliberação poderá
Quatro) Compete ao presidente da mesa ser tomada, em primeira convocação, por
Um) A Assembleia Geral é composta verificar a regularidade dos mandatos e das maioria simples dos votos correspondentes a
exclusivamente pelos sócios. representações, com ou sem audiência da
sessenta por cento do capital social.
Dois) A presença em Assembleias Gerais de Assembleia Geral, segundo o seu prudente
qualquer pessoa não indicada nos números critério. SECÇÃO III
anteriores depende de autorização do presidente
ARTIGO DÉCIMO OITAVO Do conselho de gerência
da mesa, mas a assembleia pode revogar essa
autorização. Para além do disposto na lei e nos presentes ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
Três) Os membros do Conselho de Gerência estatutos, compete em especial à Assembleia
Um) A gestão da sociedade é exercida pelo
e do Conselho Fiscal deverão estar presentes Geral deliberar sobre:
Conselho de administração composto por um
nas reuniões da Assembleia Geral e participar
a) A alteração ou reforma dos estatutos; número ímpar de três a sete membros, sendo
nos seus trabalhos quando solicitados para se
b) O aumento, redução ou reintegração um deles o Presidente e os restantes vogais.
pronunciarem nessa qualidade, não tendo,
do capital social; Dois) Os membros do Conselho de
porém, direito a voto.
c) A cisão, fusão, transformação, administração são eleitos pela Assembleia Geral.
ARTIGO DÉCIMO SEXTO dissolução ou aprovação das contas Três) O Presidente tem voto de qualidade.
de liquidação da sociedade; Quatro) Os membros do Conselho de
Um) Os sócios, apenas podem fazer-se d) A venda de imóveis, o trespasse de administração poderão ser ou não sócios, nesse
representar por outro sócio. estabelecimentos, a aquisição, caso devem ser pessoas singulares com
Dois) Exceptuam-se da regra do número alienação ou oneração de bens, capacidade jurídica plena.
anterior os sócios que tenham dado todas as incluindo participações sociais,
suas quotas em usufruto, caso em que os sempre que a transacção seja de ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO
usufrutuários poderão participar nas valor superior a dez por cento do Um) O Conselho de administração escolherá
Assembleias Gerais desde que autorizados pelos montante correspondente ao capital de entre os seus membros, o Presidente e quem,
respectivos proprietários de raiz e em social da sociedade. dentre eles, o substituirá nas suas faltas e
representação destes. impedimentos de carácter temporário.
Três) Os incapazes e as pessoas colectivas ARTIGO DÉCIMO NONO
Dois) O Conselho de administração poderá
serão representados pelas pessoas a quem As deliberações são tomadas por maioria delegar certas matérias de gestão,
legalmente couber a respectiva representação, simples de votos dos sócios presentes ou designadamente a gestão corrente da sociedade,
podendo no entanto o representante delegar essa representados, excepto quando os estatutos ou numa Direcção Executiva cujos elementos
representação num sócio. a lei exigir uma maioria qualificada. podem ser ou não estranhos à sociedade.
2578 — (18) III SÉRIE — NÚMERO 39

Três) O Conselho de Administração deverá h) Constituir mandatários quer para os convocado pelo presidente, por sua iniciativa
definir as matérias ou áreas e os limites da efeitos do artigo ducentésimo ou por solicitação de dois membros, exigindo-
delegação a que se refere o número anterior e sexagésimo quinto do Código se a presença ou representação da maioria dos
eleger o Director Geral que presidirá a Direcção Comercial quer para outros fins, seus membros para que possa validamente
Executiva. conferindo-lhes os poderes que deliberar.
Quatro) O Conselho de Administração pode, entender convenientes. Dois) Salvo nos casos contemplados no
ainda e dentro dos limites legais, encarregar Três) Fica excluída da competência do número seguinte, as deliberações do Conselho
especialmente algum ou alguns dos seus Conselho de Gerência, salvo deliberação de Administração serão tomadas por maioria
membros de se ocupar de certas matérias de expressa da Assembleia Geral em contrário, a simples de votos, tendo o presidente, ou quem
administração. venda de imóveis, o trespasse de sua vez fizer, voto de qualidade.
estabelecimentos, a aquisição, alienação ou
ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO Três) É permitida a representação entre os
oneração de bens, incluindo participações
membros mediante simples carta, telefax ou
Um) Havendo vacatura no número de sociais, sempre que a transacção seja de valor
telegrama dirigidos ao presidente do Conselho
membros do Conselho de Administração , este superior a dez por cento do montante
de Administração , mas cada instrumento de
poderá designar, de entre os sócios, novos correspondente ao seu capital social.
mandato apenas poderá ser utilizado uma vez.
membros do Conselho de Administração que Quatro) Compete ainda ao Conselho de
ocuparão os lugares vagos até à próxima Administração definir a estrutura organizativa Quatro) Nenhum membro do Conselho de
Assembleia Geral que votará o preenchimento da empresa, a hierarquia de funções e as Administração poderá representar na sessão
definitivo. correspondentes atribuições. mais do que um outro membro.
Dois) No caso de, no decurso de um triénio, Cinco) As reuniões do Conselho de Adminis-
ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO
haver aumento de capital com entrada de novos tração realizar-se-ão por regra na sede da
sócios, e não se achando preenchidos todos os Sem prejuízo do disposto nos presentes sociedade, podendo, no entanto ter lugar noutro
lugares do Conselho de Administração , este estatutos, a gestão diária da sociedade poderá local quando o interesse da sociedade o justificar.
poderá, sempre que se justificar, designar ser confiada a um Director Geral, designado pelo
Conselho de Administração, que lhe determinará CAPÍTULO IV
membros representantes dos novos sócios, que
ocuparão os seus lugares até à próxima as funções, fixando-lhe as respectivas Do Conselho Fiscal
Assembleia Geral ordinária em que cesse o competências, e a quem prestará contas.
ARTIGO VIGÉSIMO OITAVO
mandato dos restantes membros deste órgão. ARTIGO VIGÉSIMO SEXTO
Um) A fiscalização dos negócios e contas da
ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO Um) A sociedade fica obrigada:
sociedade será feita por um conselho fiscal
Um) Ao Conselho de Administração a) Pela assinatura do presidente do composto por três membros efectivos eleitos
compete exercer os mais amplos poderes, Conselho de Administração dentro em Assembleia Geral , que designará de entre
representando a sociedade, sem reservas, em dos limites ou quanto às matérias eles o seu presidente.
juízo e fora dele, activa e passivamente, celebrar da delegação do Conselho de Dois) O Conselho Fiscal poderá ser assistido
contratos e praticar todos os actos atinentes à Gerência;
ou substituído conforme deliberação da
realização do objecto social que a lei ou presentes b) Pela assinatura conjunta de dois
Assembleia Geral, por uma sociedade revisora
estatutos não reservarem à Assembleia Geral. membros do Conselho de
de contas.
Dois) Compete-lhe, em particular: Administração;
c) Pela assinatura do Director Geral, no Três) Sem prejuízo do disposto na cláusula
a) Propor à Assembleia Geral que delibere anterior e das competências do Conselho Fiscal,
sobre quaisquer assuntos de exercício das funções conferidas nos
termos destes estatutos, ou de a gerência pode acometer a uma empresa
interesse relevante para a sociedade; independente de auditoria a verificação das
b) Adquirir, vender, permutar ou por, procurador especialmente consti-
tuído, nos termos e limites do contas da sociedade.
qualquer forma, onerar bens e Quatro) Na ocorrência da situação prevista
respectivo mandato;
direitos, mobiliários ou imobiliários, no número anterior, o Conselho Fiscal
d) Os actos de mero expediente poderão
da sociedade;
ser assinados por um membro do pronunciar-se-á obrigatoriamente sobre o
c) obter a concessão de créditos e
Conselho de Administração, pelo conteúdo dos relatório que os auditores
contratar todas e quaisquer
Director Geral ou por qualquer apresentarem.
operações bancárias;
empregado devidamente autori-
d) Adquirir e ceder participações em ARTIGO VIGÉSIMO NONO
zado;
quaisquer sociedades,
e) Para alienar ou onerar bens imobiliários Um) O Conselho Fiscal deve reunir, pelo
empreendimentos ou agrupamentos
é sempre necessário a assinatura de menos, todos os semestres, mediante
de empresas constituídas ou a
dois membros do Conselho de convocação oral ou escrita do presidente.
constituir;
Administração sendo um deles o Dois) Para além das reuniões periódicas
e) Tomar ou dar de arrendamento, bem
presidente. prescritas no número anterior, o presidente
como tomar de aluguer ou locar
Dois) É interdito em absoluto aos membros convocará o conselho fiscal quando,
quaisquer bens ou parte dos
do Conselho de Administração e mandatários fundamentalmente, lhe solicite qualquer dos seus
mesmos;
obrigar a sociedade em negócios que a ela sejam membros ou a pedido de, pelo menos, dois
f) Trespassar estabelecimentos proprie-
estranhos, incluindo letras de favor, fianças, membros do Conselho de Administração.
dade da sociedade ou tomar de
avales e outros procedimentos similares, sendo Três )As deliberações do Conselho Fiscal
trespasse estabelecimentos de
nulos e de nenhum efeito os actos e contratos serão tomadas por maioria simples de votos,
outrem, bem como adquirir, gerir ou
ceder a exploração destes; praticados em violação desta norma sem prejuízo cabendo ao seu presidente voto de qualidade.
g) Obter a concessão de créditos e da responsabilidade dos seus autores pelos Quatro) O Conselho Fiscal reúne, por regra,
contratar todas e quaisquer danos que causarem. na sede social, podendo, todavia, reunir em outro
operações bancárias, bem como local, conforme decisão do presidente, por
ARTIGO VIGÉSIMO SÉTIMO
interesse ou conveniência justificáveis.
prestar as necessárias garantias nas Um) O Conselho de Administração reúne Cinco) Os membros do Conselho Fiscal
formas e pelos meios legalmente
sempre que necessário para os interesses da poderão assistir livremente a qualquer reunião
permitidos; sociedade, e pelo menos trimestralmente, sendo do Conselho de Administração, ou que a gerência
29 DE SETEMBRO DE 2006 2578 — (19)

participe, mas sem direito a voto. CAPÍTULO I Três) Se, após ter subscrito o capital,
determinado accionista não o realizar dentro do
ARTIGO TRIGÉSIMO Da denominação, espécie, duração,
prazo indicado nas condições de subscrição, será
sede e objecto
As referências feitas nestes estatutos ao essa importância subscrita e realizada por outros
Conselho Fiscal ter-se-ão por inexistentes, ARTIGO PRIMEIRO accionistas, em partes iguais, por todos os que
sempre que a Assembleia Geral tenha deliberado concorrerem a essa subscrição.
Denominação e espécie
confiar a uma sociedade revisora de contas e
ARTIGO SEXTO
fiscalização das contas e negócios sociais. A sociedade adopta a denominação KIVU –
Investimentos E Participações, S.A. e reger-se- Acções e títulos
CAPÍTULO V á pelos presentes estatutos e pela demais
Um) As acções são ao portador, livremente
legislação em vigor na República de
Aplicação de resultados transmissíveis.
Moçambique.
Dois) As acções poderão ser agrupadas em
ARTIGO TRIGÉSIMO PRIMEIRO
ARTIGO SEGUNDO certificados representando mais do que uma
Um) O exercício social coincide com o ano acção que poderão, a qualquer momento, ser
Duração
civil e os balanços e contas fechar-se-ão com substituídas por certificados consolidados
referência a trinta e um de Dezembro de cada A duração da sociedade é por tempo subdivididos.
ano. indeterminado, contando-se o seu início a partir Três) As despesas de conversão ou
da data da celebração da presente escritura substituição dos títulos são por conta do
Dois) Os lucros do exercício, apurados de
pública. accionista que as solicite.
conformidade com a lei, terão sucessivamente a
seguinte aplicação: ARTIGO TERCEIRO Quatro) Os títulos provisórios ou definitivos
serão assinados por dois administradores,
Sede e formas de representação social
a) Cobertura de eventuais prejuízos de podendo uma das assinaturas ser aposta por
exercícios anteriores; Um) A sociedade tem a sua sede e principal chancela ou outro meio mecânico.
b) Outras finalidades que a Lei estabeleça estabelecimento na Rua General Pereira D´Eça,
ARTIGO SÉTIMO
ou que a Assembleia Geral delibere, número setenta e oito, em Maputo.
incluindo dividendos a distribuir aos Dois) Mediante simples deliberação, o Aquisição de acções próprias
sócios. conselho de administração pode estabelecer ou Um) É permitido à sociedade adquirir acções
encerrar sucursais, agências, delegações ou próprias e realizar sobre elas as operações que
ARTIGO TRIGÉSIMO SEGUNDO
formas de representação social, no país ou no se mostrem convenientes aos interesses sociais.
A sociedade dissolve-se nos casos e nos estrangeiro, e bem assim transferir a sede para
Dois) Qualquer resolução do Conselho de
termos estabelecidos na lei e nos presentes qualquer outra parte do território nacional.
Administração relativa às tais operações carece
estatutos.
ARTIGO QUARTO sempre de parecer favorável do Conselho Fiscal.
Três) Sendo a dissolução decidida pelos
sócios, a deliberação só será válida quando Objecto Três) As acções próprias que a sociedade
votada de harmonia com o disposto nos presente tenha em carteira não dão direito a voto nem à
Um) A sociedade tem por objecto principal percepção de dividendos.
estatutos.
a compra, venda, locação, gestão e exploração
ARTIGO TRIGÉSIMO TERCEIRO de imóveis. CAPÍTULO III
Dois) A sociedade pode ainda exercer
A primeira Assembleia Geral da sociedade, Da assembleia geral, conselho
actividades comerciais ou industriais conexas,
que deverá proceder à eleição dos órgãos sociais, de administração, direcção executiva
complementares ou subsidiárias da actividade
será convocada para reunir dentro do prazo e fiscalização
principal, desde que devidamente autorizadas.
máximo de dois meses, contado a partir da data
Três) A sociedade pode, por simples SECÇÃO I
da aprovação dos presentes estatutos.
deliberação do conselho de administração, Da assembleia geral
ARTIGO TRIGÉSIMO QUARTO participar em agrupamentos complementares de
empresas bem assim subscrever e adquirir ARTIGO OITAVO
Em todos os casos omissos nos presentes
participações sociais no capital social de outras Composição da Assembleia geral
estatutos, observar-se-ão as disposições
sociedades.
contidas na legislação aplicável. Um) A assembleia geral é constituída pelos
CAPÍTULO II accionistas com direito a voto e as suas
KIVU – Investimentos deliberações, quando tomadas nos termos da lei
Do capital e acções e dos estatutos, são obrigatórias para todos os
e Participações, S.A.
accionistas, ainda que ausentes, discordantes ou
Certifico, para efeitos de publicação, que por ARTIGO QUINTO
incapazes.
escritura de dezoito de Setembro de dois mil e Capital social e aumentos Dois) Os accionistas sem direito a voto não
seis, lavrada de folhas trinta e uma a folhas trinta
Um) O capital social, totalmente subscrito e podem assistir às reuniões da assembleia geral.
e quatro do livro de notas para escrituras diversas
número seiscentos e quarenta traço D do realizado, é de vinte mil meticais da nova família Três) Tem direito a voto o accionista que
Terceiro Cartório Notarial da Cidade de e está dividido e representado em vinte acções seja titular de pelo menos uma acção.
Maputo, perante Esperança Pascoal com o valor nominal de mil meticais da nova Quatro) Poderão assistir às reuniões da
Nhangumbe, Notária do referido Cartório, foi família cada uma. assembleia geral pessoas cuja presença seja
constituída entre os sócios Haje Amade Dois) O capital social poderá ser aumentado autorizada pelo presidente da Mesa da
Pedreiro, Miguel Ângelo Neves Paiva e por deliberação da assembleia geral que Assembleia Geral, nomeadamente técnicos sem
Chicovete Magagule, uma sociedade anónima, igualmente fixará os termos e as condições da direito a voto e sob proposta do Conselho de
que se regerá pelas cláusulas constantes dos emissão respectiva, subscrição e realização, bem Administração, para esclarecimento de questões
artigos seguintes: como a espécie das acções e dos títulos. específicas que estejam em apreciação.
2578 — (20) III SÉRIE — NÚMERO 39

ARTIGO NONO trabalhos, ou tendo-se dado início, eles não outras formas de representação
Mesa da assembleia geral possam, por qualquer circunstância, concluir- social e deslocar a sede para qualquer
se, será a reunião interrompida para prosseguir parte do território nacional,
Um) A Mesa da assembleia geral é composta no dia, hora e local que forem no momento conforme estabelecido no artigo
por um presidente e por um secretário. indicados e anunciados pelo presidente da Mesa terceiro destes estatutos;
Dois) Compete ao presidente convocar, com sem que se tenha de observar qualquer outra b) Adquirir, alienar ou onerar por qualquer
pelo menos trinta dias de antecedência, e dirigir forma de publicação. forma outros bens mobiliários;
as reuniões da Assembleia Geral, dar posse aos c) Adquirir bens imobiliários e, com o
SECÇÃO II
membros do Conselho de Administração e do parecer favorável do Conselho
Conselho Fiscal e assinar os termos de abertura Do conselho de administração Fiscal, aliená-los por quaisquer
e de encerramento dos livros de actas da ARTIGO DÉCIMO QUINTO actos ou contratos, bem como
Assembleia Geral, do Conselho de onerá-los, ainda que mediante a
Administração e do Conselho Fiscal, bem como Composição do conselho de administração constituição de garantia;
exercer as demais funções conferidas pela lei ou A Administração da sociedade será exercida d) Negociar com quaisquer instituições
pelos presentes estatutos. por um único Administrador ou por um de crédito, nomeadamente Bancos,
Três) Ao secretário incumbe, além de Conselho de Administração composto por três casas bancárias e instituições de
coadjuvar o presidente, a organização e ou cinco membros, conforme deliberação da intermediação financeira, todas e
conservação de toda a escrituração e expediente Assembleia Geral.
quaisquer operações de
relativos à Assembleia Geral. ARTIGO DÉCIMO SEXTO financiamento, que entenda
necessárias, designadamente
ARTIGO DÉCIMO Periodicidade e formalidades
contrair empréstimos nos termos,
das reuniões
Reuniões extraordinárias condições, prazos e forma que
Um) O Conselho de Administração reúne-se reputar conveniente;
Haverá reuniões extraordinárias da sempre que necessário para os interesses da e) Movimentar contas bancárias,
Assembleia Geral sempre que o Conselho de sociedade e, pelo menos, uma vez em cada três depositar e levantar dinheiro, emitir,
Administração ou o Conselho Fiscal as julguem meses, mediante convocação escrita do sacar, aceitar e endossar letras,
necessárias ou quando a convocação seja presidente e sem dependência de qualquer pré- livranças, cheques, extractos de
requerida por accionistas que representem, pelo aviso. factura e outros quaisquer títulos
menos, a quarta parte do capital social.
Dois) O presidente não pode deixar de de créditos;
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO convocar o Conselho sempre que tal seja f) Confessar, desistir ou transigir em
solicitado por qualquer dos administradores ou quaisquer acções bem como
Local de reunião pelo Conselho Fiscal. vincular-se a procedimentos
A assembleia geral reúne-se, regra geral, na Três) O Conselho reúne-se, regra geral, na arbitrais;
sede social, mas poderá reunir-se em qualquer sede social, podendo, todavia, sempre que o g) Suprimir as faltas de administradores
outro local do território nacional, desde que o presidente o entenda conveniente, reunir-se em permanentemente impedidos de
presidente da respectiva mesa assim o decida. qualquer outra parte do território nacional. participar nas reuniões do conselho,
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO Quatro) Qualquer administrador escolhendo um substituto que exerça
temporariamente impedido de comparecer pode o cargo até à próxima reunião da
Quórum Assembleia Geral;
fazer-se representar por outro administrador,
A assembleia geral só pode funcionar em mediante comunicação escrita dirigida ao h) Desempenhar as demais funções
primeira convocação se estiverem presentes ou presidente do Conselho de Administração. Ao previstas nestes estatutos ou na lei,
representados accionistas que reúnam, pelo mesmo administrador pode ser confiada a não reservadas à Assembleia Geral.
menos, cinquenta por cento do capital social e, representação de mais do que um administrador. Dois) O Conselho de Administração poderá
em segunda convocação, qualquer que seja o Cinco) Para que o Conselho de delegar num ou mais dos seus membros a
número de accionistas presentes ou Administração possa deliberar deve estar totalidade ou parte das suas funções e poderes.
representados. presente ou representada mais de metade dos ARTIGO DÉCIMO OITAVO
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO seus membros.
Seis) As deliberações do Conselho de Direcção Executiva
Quórum deliberativo
Administração são tomadas por maioria simples Um) A gestão diária da sociedade poderá ser
Um) Qualquer que seja a forma de votação dos votos dos membros presentes ou conferida a uma direcção executiva, nomeada
as deliberações serão tomadas por maioria representados, excepto quando nos termos da pelo conselho de administração.
simples dos votos dos accionistas presentes ou lei seja exigida maioria qualificada. Dois) Caberá ao Conselho de Administra-
representados, salvo se disposição legal ção a designação, composição e determinação
imperativa exigir maioria mais qualificada. ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO
das funções da direcção executiva.
Dois) Por cada acção conta-se um voto. Competências do conselho
Três) Quer relativamente aos votos de administração ARTIGO DÉCIMO NONO
correspondentes à totalidade do capital social
Um) Compete ao Conselho de Administra- Forma de obrigar a sociedade
quer relativamente aos votos apurados na
assembleia geral, não haverá limitação ao número ção exercer os mais amplos poderes para dirigir
Um) A sociedade fica obrigada:
de votos de que cada accionista possa dispor, as actividades da sociedade e representá-la em
a) Pela assinatura do administra-dor
pessoalmente ou como procurador. juízo e fora dele, activa e passivamente, assim
único, caso a Administração da
como para praticar todos os demais actos
ARTIGO DÉCIMO QUARTO sociedade seja exercida por um
tendentes à realização do objecto social que a
único Administrador;
Interrupção de reuniões lei e os estatutos não reservem à Assembleia
Geral e, em especial: b) Pela assinatura conjunta de dois
Quando a Assembleia Geral esteja em administradores, caso a
condições de funcionar, mas não seja possível, a) Estabelecer em território nacional ou Administração da sociedade seja
por inadequação do local designado para o efeito fora dele, transferir ou encerrar exercida por um número ímpar de
ou por outro motivo, dar-se o início dos sucursais, agências ou quaisquer membros;
29 DE SETEMBRO DE 2006 2578 — (21)

c) Pela única assinatura de um Assembleia Geral, são eleitos pela Assembleia ARTIGO VIGÉSIMO SEXTO
administrador delegado, no caso de Geral, sendo permitida a sua reeleição, uma ou
Remunerações dos corpos sociais
uma delegação de poderes por parte mais vezes.
do conselho de administração; Dois) Os mandatos dos membros dos Os membros dos conselhos de administração
d) Pela única assinatura de um mandatário Conselhos de Administração e Fiscal ou Fiscal e fiscal ou fiscal único e da Mesa da Assembleia
com poderes para certa ou certas Único e do presidente e secretário da Mesa da Geral poderão ser remunerados, cabendo à
espécies de actos. Assembleia Geral terão a duração de três anos, assembleia geral fixar as remunerações
Dois) A sociedade fica igualmente obrigada contados a partir da data das suas eleições, respectivas e a periodicidade das mesmas.
pela única assinatura de um administrador ou contando-se como ano completo o ano civil da Está conforme.
de um mandatário com poderes gerais de eleição.
administração, quando um ou outro actuem em Maputo, vinte e dois de Setembro de dois
Três) A eleição, seguida de posse, para novo mil e seis. — A Ajudante, Luísa Louvada
conformidade e para execução de uma
período de exercício de funções, mesmo que não Nuvunga Chicombe.
deliberação da Assembleia Geral ou do Conselho
coincida rigorosamente com o período trienal
de Administração.
anterior, faz cessar as funções dos membros
SECÇÃO III anteriormente em exercício. Porém, sempre que
a nova eleição ou a respectiva tomada de posse
Da fiscalização
não se realize antes do fim do período trienal os B.C. & Faria, Limitada
ARTIGO VIGÉSIMO membros cessantes dos órgãos sociais mantêm-
se em funções até à tomada de posse dos novos Certifico, para efeitos de publicação que por
Órgão de fiscalização escritura de vinte e nove de Agosto de dois mil
membros.
Um) A fiscalização de todos os negócios da e seis, lavrada de folhas cento e quarenta e oito
sociedade incumbe a um Conselho Fiscal ou a ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO a cento e cinquenta e quatro, do livro de notas
um fiscal único, conforme deliberação da Reuniões conjuntas para escrituras diversas número cento e oitenta
Assembleia Geral. e quatro, traço A, deste Quarto Cartório Notarial
Dois) A Assembleia Geral, quando eleger o Um) Haverá reuniões conjuntas dos de Maputo a cargo de Nassone Bembere,
Conselho Fiscal, deverá indicar um dos seus Conselhos de Administração e Fiscal ou fiscal Licenciado em Direito Técnico Superior dos
membros para as funções de presidente. único sempre que o interesse da sociedade o Registos e Notariado N1, e notário em exercício
aconselhe ou os estatutos o determinem. neste cartório, foi constituída entre; Bruno Filipe
ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
Dois) As reuniões conjuntas são convocadas Rolo Manteigas Minas Faria, José Manuel
Periodicidade e formalidades e presididas pelo presidente do Conselho de Barata Henriques e Carlos Manuel Gomes dos
das reuniões Administração. Santos, uma sociedade por quotas de
Um) O Conselho Fiscal reúne-se Três) Os Conselhos de Administração e responsabilidade limitada denominada, B.C. &
periodicamente nos termos da lei e sempre que Fiscal ou fiscal único, não obstante reunirem-se Faria, Limitada, com sede nesta cidade de
o presidente o convoque, por escrito, e sem conjuntamente, conservam a sua independência, Maputo, que se regerá pelas cláusulas
dependência de qualquer pré-aviso, quer por sendo-lhes aplicáveis, sem prejuízo do disposto constantes dos artigos seguintes.
iniciativa própria, quer por solicitação de no número anterior, as disposições que regem
cada um deles, nomeadamente as que respeitem ARTIGO PRIMEIRO
qualquer membro do Conselho Fiscal ou do
Conselho de Administração. ao quórum e à tomada de deliberações. Denominação
Dois) Para que o Conselho Fiscal possa ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO É constituído nos termos da lei dos presentes
validamente deliberar é indispensável que esteja
Pessoas colectivas estatutos uma sociedade comercial por quotas
presente ou representada mais de metade dos
de responsabilidade limitada denominada B.C
seus membros. Um) Sendo escolhida para a Mesa da & Faria, Limitada, é uma sociedade por quotas,
Três) A representação dos membros do Assembleia Geral, para o Conselho de e tem a sua sede nesta cidade de Maputo,
Conselho Fiscal é regida pelas regras aplicáveis Administração ou para o Conselho Fiscal ou podendo por deliberação da Assembleia-geral,
ao Conselho de Administração. fiscal único uma pessoa colectiva ou sociedade, abrir e encerrar mais sucursais delegações ou
Quatro) As deliberações são tomadas por será esta representada, no exercício do cargo, outras formas de representação social, dentro
maioria simples dos votos dos membros pela pessoa física que para o efeito tiver sido ou fora do Território Nacional, desde que,
presentes ou representados. nomeada por carta ou fax dirigidos ao presidente devidamente autorizado por quem de direito.
Cinco) O Conselho Fiscal reúne-se, em da Mesa da Assembleia Geral.
princípio, na sede, podendo, todavia, sempre Dois) A pessoa colectiva ou sociedade pode ARTIGO SEGUNDO
que o presidente o entenda conveniente, reunir- livremente substituir o seu representante ou, Um) A sociedade tem a sua sede na cidade de
se em qualquer outra parte do território nacional. desde logo, indicar mais do que uma pessoa para Maputo;
Seis) Os membros do Conselho Fiscal ou o a representar, relativamente ao exercício dos
Fiscal Único podem assistir livremente a Dois) Por deliberação da Assembleia geral
cargos da Mesa da Assembleia Geral ou do
qualquer reunião do Conselho de Administração, poderá a sociedade, abrir e encerrar delegações,
Conselho de Administração. Quanto ao
mas não têm direito a voto. sucursais, filiais, ou outras formas de
Conselho Fiscal ou fiscal único, observar-se-ão
representação comercial no país ou fora dele,
SECÇÃO IV as disposições legais aplicáveis.
bem como transferir a sede da sociedade para
Das disposições comuns ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO outra localidade no território nacional obtida a
autorização das autoridades competentes, se
ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO Caução necessário.
Eleição dos corpos sociais Os membros do conselho de administração, Três) A representação da sociedade no
Um) Os membros dos Conselhos de conselho fiscal ou fiscal único e mesa da estrangeiro poderá ainda ser confiada, mediante
Administração e Fiscal ou fiscal único, assim assembleia geral são dispensados de prestar o contrato a entidades públicas ou privadas
como o presidente e o secretário da Mesa da caução pelo exercício dos seus cargos. legalmente constituídas ou registadas.
2578 — (22) III SÉRIE — NÚMERO 39

ARTIGO TERCEIRO correspondente a trinta e três ARTIGO NONO


virgula três por cento do capital
Duração Interdição
social, pertencente ao sócio José
A duração da sociedade é por tempo Manuel Barata Henriques; Por interdição ou morte de qualquer sócio a
indeterminado e o seu começo conta-se para c) Uma quota no valor nominal de sociedade continuará com os capazes sobrevivos
todos os efeitos de direito a partir da data da dezasseis mil, seiscentos e sessenta e representantes do interdito ou herdeiros do
escritura da constituição. e sete meticais da nova família, falecido, devendo, este nomear um de entre si
correspondente a trinta e três que a todos represente na sociedade enquanto a
ARTIGO QUARTO
virgula três por cento do capital respectiva quota se mantiver indivisa.
Objecto social social, pertencente ao sócio Carlos
ARTIGO DÉCIMO
Manuel Gomes dos Santos.
Um) A sociedade tem por objecto social:
Dois) O capital social poderá ser aumentado Exercício social
– Investimentos em vários sectores de mediante deliberação expressa da Assembleia
economia; Um) O exercício social corresponde ao ano
Geral alterando-se, o pacto social, para o que se
civil e o balanço de contas de resultados, será
– Construção civil, obras públicas, comércio observarão as formalidades estabelecidas na lei
fechado com a referência a trinta e um de
e indústria; das sociedades por quotas.
Dezembro de cada ano e será submetido à
– Consultoria, prestação de serviços; aprovação da Assembleia Geral.
ARTIGO SEXTO
– Transporte de carga; Dois) Dos lucros que o balanço registar,
Participações sociais líquidos de todas as despesas e encargos,
– Agenciamento, imobiliário;
É permitido à sociedade por deliberação da deduzir-se-á percentagem requerida para a
– Importação e exportação
Assembleia Geral, participar no capital social constituição da reserva legal enquanto esta não
Dois) A prossecução do objecto social é livre estiver legalizada, ou sempre que seja necessário
de outras sociedades, bem como associar-se a
à aquisição, por simples deliberação da reintegrá-la.
estas nos termos da legislação em vigor, desde
Assembleia Geral, da participação em sociedades Três) A parte restante do lucros será
que se mostrem convenientes aos interesses
já existentes ou a constituir e associar-se em conforme deliberação social, repartida entre os
sociais.
outras entidades sob qualquer forma de sócios na proporção das quotas a título de
participações. ARTIGO SÉTIMO dividendos, ou afectos a quaisquer reservas
ARTIGO QUINTO Cessão das quotas especiais criadas por decisão da assembleia
Geral.
A cessão de quotas é livre entre os sócios,
Capital social
mas a estranhos depende do consentimento da ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
Um) O capital social integralmente subscrito sociedade que goza do direito de preferência na
Dissolução da sociedade
e realizado em dinheiro e bens, é de cinquenta aquisição de quotas a ceder, direito esse que, se
mil meticais da nova família, correspondente à não for exercido pertencerá aos sócios No caso de dissolução da sociedade por
soma de três quotas distribuídas de seguinte individualmente. acordo, serão liquidatários os sócios que votarem
forma: a dissolução
ARTIGO OITAVO
a) Uma quota no valor nominal de Administração, Gerência e Representação ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
dezasseis mil, seiscentos e sessenta Um) A Administração e Gerência da Casos omissos
e sete meticais da nova família, sociedade será designada pela primeira
correspondente a trinta e três Assembleia Geral mediante uma acta. Os casos omissos serão regulados pelas
virgula três por cento do capital Dois) Para obrigar a sociedade basta a disposições da lei de onze de Abril de mil
social, pertencente ao sócio Bruno assinatura dum mandatário nomeado pelo noventa e um e demais legislação aplicável na
Filipe Rolo Manteigas Minas Faria; conselho de Gerência. república de Moçambique.
b) Uma quota no valor nominal de Três) Para caso de mero expediente basta a Está conforme
dezasseis mil, seiscentos e sessenta assinatura de qualquer empregado devidamente Maputo, um de Setembro de dois mil e seis.
e sete meticais da nova família, autorizado. – O Ajudante, Ilgível.

Preço — 11,00 MTn (11 000,00 MT)

IMPRENSA NACIONAL DE MOÇAMBIQUE