Você está na página 1de 49

Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina

Departamento Acadêmico de Eletrônica


Retificadores

P tê i em CA
Potência
Triângulo das Potências e Correção de Fator de Potência

Prof. Clóvis Antônio Petry.

Florianópolis, setembro de 2008.


Bibliografia para esta aula

Capítulo 19:
19: Potência (CA)
1 Revisão;
1.
2. Triângulo das potências;
3. P, Q e S totais;
4 Correção de fator de potência.
4. potência

www.cefetsc.edu.br/~petry
Nesta aula

Seqüência de conteúdos:
conteúdos:
1. Revisão;
2. Triângulo das potências;
3. P, Q e S totais;
4. Correção
ç de fator de ppotência.
Circuitos resistivos – potência total

Considerando que:

θ = 0o
1 1 0

p ( t ) = V ⋅ I ⋅ cos ( 0 ) − V ⋅ I ⋅ cos ( 0 ) ⋅ cos ( 2ωt ) + V ⋅ I ⋅ sen ( 0 ) ⋅ sen ( 2ωt )

p ( t ) = V ⋅ I ⋅ ⎡⎣1 − cos ( 2ωt ) ⎤⎦

p ( t ) = VI − VI ⋅ cos ( 2ωt )
Média Parcela que varia no tempo
Circuitos resistivos – potência total

Toda potência fornecida a um resistor é dissipada


em forma de calor
Circuitos resistivos – potência total

Potência aparente, média e reativa:

S =V ⋅I ( volt-ampère, VA )
P = V ⋅ I ⋅ cos (θ ) = V ⋅ I ⋅ cos ( 0 ) = VI ( watts, W )

Q = V ⋅ I ⋅ sen (θ ) = V ⋅ I ⋅ sen ( 0 ) = 0 ( volt-ampère reativo, VAr )

Fator de potência:
P
FP = cos ( 0 ) = = 1
S
Circuitos Indutivos e Potência Reativa

Considerando que:

θ = 90o
0 0 1
p ( t ) = V ⋅ I ⋅ cos ( 90 ) − V ⋅ I ⋅ cos ( 90 ) ⋅ cos ( 2ωt ) + V ⋅ I ⋅ sen ( 90 ) ⋅ sen ( 2ωt )

p ( t ) = V ⋅ I ⋅ sen ( 2ωt )
Variável no tempo
Circuitos Indutivos e Potência Reativa

No caso de um indutor puro (ideal), o fluxo de potência


o fluxo de potência entre a fonte e a carga durante um ciclo
completo
l t é exatamente
t t zero, sendo
d que não ã existe
i t perda
d
no processo.
Circuitos Indutivos e Potência Reativa

Potência aparente, média e reativa:

S =V ⋅I ( volt-ampère, VA )
P = V ⋅ I ⋅ cos (θ ) = V ⋅ I ⋅ cos ( 90 ) = 0 ( watts, W )

Q = V ⋅ I ⋅ sen (θ ) = V ⋅ I ⋅ sen ( 90 ) = VI ( volt-ampère reativo, VAr )

Fator de potência:
P
FP = cos ( 90 ) = = 0
S
Circuitos Capacitivos

Considerando que:

θ = −90o
0 0 1

p ( t ) = V ⋅ I ⋅ cos ( −90 ) − V ⋅ I ⋅ cos ( −90 ) ⋅ cos ( 2ωt ) + V ⋅ I ⋅ sen ( −90 ) ⋅ sen ( 2ωt )

p ( t ) = −V ⋅ I ⋅ sen ( 2ωt )
Variável no tempo
Circuitos Capacitivos

No caso de um capacitor puro (ideal), a troca de potência entre a


fonte e a carga durante um ciclo completo é exatamente zero.
Circuitos Capacitivos

Potência aparente, média e reativa:

S =V ⋅I ( volt-ampère, VA )
P = V ⋅ I ⋅ cos (θ ) = V ⋅ I ⋅ cos ( −90 ) = 0 ( watts, W )

Q = V ⋅ I ⋅ sen (θ ) = V ⋅ I ⋅ sen ( −90 ) = −VI ( volt-ampère reativo, VAr )

Fator de potência:
P
FP = cos ( −90 ) = = 0
S
Triângulo de Potências

Na forma vetorial:
S = P+Q

P = P 0o QL = QL 90o QC = QC −90o

Na forma complexa:
S = P + jQL

S = P − jQC
Triângulo de Potências

Em módulo:

S 2 = P2 + Q2

Forma vetorial da p
potência aparente:
p

S =V ⋅ I*
I* Complexo conjugado da corrente
Triângulo de Potências

Considere o circuito abaixo:

Determinar a corrente, todas as potências o triângulo de potências.


Triângulo de Potências

A impedância total e corrente serão:


ZT = Z R + Z L = 3 + j 4 Ω
ZT = 3 + j 4 = 5 53,130 Ω

V 10 0o
I= = o
= 2 −53,13o
A
ZT 5 53,13
,
A potência média (real) será: A potência reativa (imaginária) será:

P = I 2 ⋅ R = 22 ⋅ 3 = 12 W QL = I 2 ⋅ X L = 22 ⋅ 4 = 16 VAr
A potência aparente (complexa) é:

S = P + jQL = 12 + j16 = 20 53,13o VAr


Triângulo de Potências

A potência aparente (complexa) também pode ser dada por:

S = V ⋅ I * = 10 0o ⋅ 2 53,13o = 20 53,13o VAr

O fator de potência é dado por:


P 12
FP = cos (θ ) = = = 0, 6
S 20
P, Q e S totais

As potências totais podem ser determinadas seguindo:


1. Determine a p potência real ((média)) e a p
potência imaginária
g ((reativa))
para todos os ramos do circuito;
2. A potência real total do sistema (PT) é a soma das potências médias
fornecidas a todos os ramos;
3 A potência reativa total (QT) é a diferença entre as potências reativas
3.
das cargas indutivas e a das cargas capacitivas;
4. A potência total aparente é dada por:
ST = PT 2 + QT 2
5. O fator de potência total é igual a PT/ST.
P, Q e S totais

Exemplo 19.1: Calcule o número total de watts, de volts-ampères reativos


e de volts-ampères
p e o fator de p
potência FP do circuito abaixo. Desenhe o
triângulo de potências e determine a corrente em forma fasorial.
P, Q e S totais

Carga W VAr VA
1 100 0 100
2 200 700 (L) 728,0
3 300 1500 (C) 1529,71
PT=600 QT=800 (C) ST=1000

2002 + 7002 = 728, 0

3002 + 15002 = 1529,


1529 71

6002 + 8002 = 1000


P, Q e S totais

PT 600
FP = = = 0,
0 6 adiantado (C)
ST 1000
ST 1000
ST = V ⋅ I I= = = 10 A Valor eficaz
V 100
O ângulo da corrente será:

θ = cos −1 ( FP ) = cos −1 ( 0, 6 ) = 53,13o

I = I ef θ = 10 53,13o A O circuito
i it é capacitivo,
iti então
tã corrente
t está

adiantada em relação à tensão.
P, Q e S totais
P, Q e S totais

Exemplo 19.2:
a)) Calcule o número total de watts, volts-ampères
p reativos e volts-
ampères e o fator de potência FP para o circuito abaixo;
b) Desenhe o triângulo das potências;
c) Calcule a energia dissipada pelo resistor durante um ciclo
completo da tensão se a freqüência da tensão for de 60 Hz;
d) Calcule a energia armazenada, ou devolvida, pelo capacitor e
pelo indutor durante meio ciclo da curva de potência se a freqüência da
tensão for 60 Hz.
P, Q e S totais

a)
ZT = 6 + j 7 − j15 = 10 −53,13o Ω

E 100 0o
I= = = 10 53,13o
A
ZT 10 −53,13
, o

VR = 10 53,13o ⋅ 6 0o = 60 53,13o V

VL = 10 53,13o ⋅ 7 90o = 70 143,13o V

VC = 10 53,13
, o ⋅15 −90o = 150 −36,87
, oV
P, Q e S totais

PT = E ⋅ I ⋅ cos (θ ) = 100 ⋅10 ⋅ cos ( 53,13o ) = 600 W


a)

ST = E ⋅ I = 100 ⋅10 = 1000 VA

QT = E ⋅ I ⋅ sen (θ ) = 100 ⋅10 ⋅ sen ( 53,13


53 13o ) = 800VA
VAr
PT 600
FP = = = 0,, 6 adiantado ((C))
ST 1000
P, Q e S totais

b)
P, Q e S totais

c) VR ⋅ I 60 ⋅10
WR = = = 10 J
f1 60

d) VL ⋅ I 70 ⋅10 700
WL = = = = 1,86
1 86 J
ω1 2π ⋅ 60 377
VC ⋅ I 150 ⋅10 1500
WC = = = = 3,98
3 98 J
ω1 2π ⋅ 60 377
Correção do Fator de Potência

Material de apoio, disponível em:

www.cefetsc.edu.br/~petry
Correção do Fator de Potência
Correção do Fator de Potência

Carga indutiva sem correção.

C
Correção do ffator de potência usando capacitores.
Correção do Fator de Potência

Se: Imaginária
I s = IC + I L IC = I L
I s = − jI C + I L + jI L I s = I L + j0 Real

I s = I L + j [ IC − I L ]
Correção do Fator de Potência

Exemplo 19.5: Um motor de 5 hp com um fator de potência atrasado de 0,6 e


cuja
j eficiência é 92 p
por cento está conectado a uma fonte de 208 V e 60 Hz.
a) Construa o triângulo de potência para a carga;
b) Determine o valor do capacitor que deve ser ligado em paralelo com
a carga de modo a aumentar o fator de potência para 1;
c) Determine a diferença na corrente fornecida pela fonte no circuito
compensado e a corrente no circuito não-compensado;
d) Determine o circuito equivalente para o circuito acima e verifique
as conclusões.

a)
1 hp = 746W θ = cos −1 ( FP ) = cos −1 ( 0, 6 ) = 53,13o

Po = 5 hp = 5 ⋅ 746 = 3730W
Po 3730
Pi = = = 4054,35
, W
η 0,92
Correção do Fator de Potência

P = S ⋅ cos (θ )
a)

Pi 4054,35
Si = = = 6757, 25VA
cos (θ ) 0, 6
QL = S ⋅ sen (θ ) = 6757, 25 ⋅ sen ( 53,13) = 5405,8VAr
Correção do Fator de Potência

b)
QC = QL = 5405,8VAr
V2 V2 2082
QC = XC = = = 8Ω
XC QC 5405,8
,
1 1
C= = = 331, 6 μ F
2π ⋅ f ⋅ X C 2π ⋅ 60 ⋅ 8
c)
Para FP=0,6:
S = V ⋅ I = 6757, 25VA
S 6757, 25
I= = = 32, 49 A
V 208
Correção do Fator de Potência

c)
Para FP=1,0:
S = V ⋅ I = 4054,35VA
S 4054,35
I= = = 19,, 49 A
V 208
d)
Para FP=0,6:
θ = cos −1 ( FP ) = cos −1 ( 0, 6 ) = 53,13o
S = V ⋅ I = 6757, 25VA
Circuito indutivo
indutivo.
S 6757, 25
I= = = 32, 49 A I = 32, 49 −53,13o A
V 208
E 208 0o
Z motor = = = 6, 4 53,13o
= 3,84 + j 5,12 Ω
I 32, 49 −53,13 o
Correção do Fator de Potência

d) E 208 0o
Z moto = = = 6, 4 53,13o
= 3,84 + j 5,12 Ω
32 49 −53,13
motor o
I 32, 53 13
Formas de correção de fator de potência

Correção passiva de fator de potência:


potência:
• Introduzir elementos passivos (resistores,
(resistores capacitores,
capacitores
indutores) para aumentar o fator de potência;
• Se o fator de potência da carga mudar, o circuito
compensador
p projetado
p j ser tornará ineficiente;
• Circuitos passivos são robustos, mas são volumosos e
pesados.

Correção ativa de fator de potência:


potência:
• Introduzir elementos ativos (conversores) para aumentar
o fator de potência;
• Se o fator de potência da carga mudar, o circuito
compensador poderá se ajustar e continuar eficiente;
• Circuitos ativos são menos robustos, mas são mais leves
e menos volumosos.
volumosos
Correção passiva e ativa

Material de apoio, disponível em:

http://www dsce fee unicamp br/%7Eantenor/pfp html


http://www.dsce.fee.unicamp.br/%7Eantenor/pfp.html
Correção passiva e ativa, a necessidade

Carga não-linear (fontes lineares e fontes chaveadas):


Correção passiva

Inserção de um filtro LC na saída do retificador:


Correção passiva

Inserção de um filtro LC na entrada do retificador, sintonizado em 180 Hz:


Correção passiva

Retificador de múltiplos pulsos:

http://www.tede.ufsc.br/teses/PEEL1007.pdf
Correção ativa

Inserção de um conversor operando em baixa freqüência:


Correção ativa

Uso de um conversor elevador de tensão (Boost):


Correção ativa

Uso de um conversor elevador de tensão (Boost):


Correção ativa

Uso de um conversor elevador de tensão (Boost):


Correção ativa

Conversores trifásicos:

http://www.tede.ufsc.br/teses/PEEL1007.pdf
Simulação usando PSIM
Na próxima aula

Exercícios e introdução ao laboratório:


laboratório:
1 Exercícios de circuitos CA;
1.
2. Exercícios de cálculo de potência em CA;
3. Introdução ao laboratório de circuitos CA.

www.cefetsc.edu.br/~petry

Você também pode gostar