Você está na página 1de 4

MARTA GUSMÃO DE OLIVEIRA

1050415

Trabalho de Conclusão de Disciplina

Antropologia Teológica

São Paulo

2010

1
SER HUMANO, UMA PROEZA DO CRIADOR DO UNIVERSO

“Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam.”

Salmos 24:1

Deus, o grande arquiteto do universo, criou o mundo e tudo que nele existe. De
uma forma tão “espantosa e tão bela”.

Falar da criação é algo maravilhoso, pois o que nos vem a mente é a imagem da
natureza e a força que ela exerce na vida do homem.

Edilson Santana é filosofo e em seu livro “Filosofar É Preciso” faz a seguinte


citação: “Tudo o que está em harmonia contigo, ó mundo, está em harmonia comigo.
Nada do que para ti chega no momento oportuno chega para mim antecipada ou
tardiamente; tudo o que trazem as tuas estações é fruto para mim, ó Natureza. Tudo
vem de ti, tudo tem em ti a sua essência, tudo reflui a ti.”(Marco Aurélio, imperador
romano, 121/180)

É fantástico refletir e render-se à idéia de que somos criaturas de Deus e


vivemos num planeta que nos acolhe para habitá-lo e desfrutá-lo.

Triste é saber que muitos destes habitantes não possuem a consciência de tudo
isso. A correria do dia-a-dia ofuscou a visão do homem em perceber e sentir a presença
de Deus em toda a Sua criação.

Ser ateu à essa realidade me leva a entender a liberdade e respeito que o próprio
criador deu ao homem de escolher sua posição política diante de tudo isso.

Que somos criaturas é fato. Que existe uma força sobrenatural que governa toda
a criação também é fato. E que o homem tenta se explicar a todo instante é real e
inegável.

“O homem, diferentemente dos outros animais, é portador da capacidade


especial de pensar, o que lhe enseja o poder, não só de interagir, como de conhecer a
realidade. São três os atributos básicos que lhe permitem conhecer: os sentidos, o
raciocínio e a fé. O extraordinário é que consegue ir além das informações captadas
pelos sentidos.” (SANTANA, E. 2007, p.30)

Refletindo nesta afirmação de Santana podemos observar o que realmente


sentimos quanto a tudo que está ao nosso redor. E esse sentir que nos permite o
experimentar a vida sabendo que o quente e o frio existem. O sentimento de ódio e
amor. Decepções, alegrias e sustos que a vida proporciona ao acumulo de experiências e
reações diante de cada circunstância. O Raciocínio que nos leva a percorrer caminhos de
sucesso ou até mesmo de derrota.

2
Isso é também a experiência de que podemos escolher e caminhar por onde seja
vantagem.

Saber que Deus nos dotou com essa primícia que levou o homem a evoluir e
governar o que existe hoje na humanidade. Arcando com as conseqüências desse
raciocínio lógico, de que viver a vida vale a pena. Mas é preciso saber vive-la o que
exige também raciocínio.

E ainda a questão da fé. O homem possui espírito. Por isso o torna um ser
espiritual podendo se relacionar com o Autor da vida. Cada um escolhe o caminho que
deseja seguir para se relacionar com Deus. Mas, não podemos negar que realmente
existe uma essência poderosa em toda a criação. O próprio Deus chama a atenção do
homem todas as vezes que milagres e catástrofes ocorrem neste universo que vivemos.

Diante desta reflexão constatamos que o homem é um conjunto de dimensões


que o torna como uma marca, uma referência de grande importância na vida uns dos
outros. Tornando-nos ligados na constituição histórica de todos que nos cercam e de nós
mesmos.

Na dimensão biológica cada um tem sua estrutura física e vive seu padrão de
alimentação e administração de como vestir, e cuidado próprio. O que muitas vezes nos
exclui ou inclui aos grupos que nos relacionamos. Na questão psíquica também o
homem se destaca através de suas escolhas e atitudes. Trazendo conseqüências para si e
para a sociedade. No aspecto social é imprescindível admitir que ninguém vive sozinho.
Eis aí a chave mestra de que o próprio criador nos revela a necessidade, tanto dEle
como uns dos outros.

Essa busca de Deus se mostra, quando o homem tenta entender a complexidade


que o forma, através de perguntas e respostas inconclusas.

O ser humano pode parecer ser uma essência complexa, mas na medida em que
buscamos mais e mais entender nossa própria essência, contribuímos para tornar o
mundo melhor. Pois a auto-análise nos torna mais humildes e com o desejo ardente de
sermos melhores na vida daqueles que nos cercam.

Passamos a valorizar mais a vida, a família. Não desperdiçar o tempo precioso.


Investir no relacionamento esposo-esposa e vice versa. Como também no
relacionamento pais e filhos. Querendo deixar um legado positivo nesta sociedade.
Mostrando que vale apena amar o próximo e considerá-lo mais importante do que nós
mesmos.

3
Bibliografia:

DANIEL, Eugênio – Apostila de Antropologia Teológica, 2010, p.83.

SANTANA, Edilson – Filosofar é Preciso. 2007, p 168.

Interesses relacionados