Você está na página 1de 5

CIÊNCIAS DA NATUREZA 8º ANO

Atividade da Semana 4

Análise de impactos ambientais

Objetivos
- Determinar os impactos das ações humanas nos ambientes;
- Propor soluções para minimizar os impactos ambientais;
- Compreender a biodiversidade como um bem a ser preservado;

Procedimento

1 – Baixe este arquivo no seu computador;


2 – Siga as instruções da atividade e responda as atividades propostas;
5 – Salve as alterações em PDF;
6 – Envie via moodle para o professor.

Bom trabalho!!

- Texto 1
Campeões de desmatamento e queimadas na Amazônia são dominados pelo gado e pela soja

Primeiro a derrubada, depois o fogo e tudo vira pasto.

Por Bruna Caetano

Brasil de Fato | São Paulo (SP), 30 de Setembro de 2019

O Brasil registrou 131.327 queimadas florestais até o mês de agosto em 2019. Só na Amazônia, foram registrados
43.573 focos, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A origem do fogo na floresta tem sido alvo
de debate nas últimas semanas, repercutindo na imprensa nacional e internacional, aumentando ainda mais a
pressão sobre o governo federal para soluções que freiem as chamas.

A relação entre queimadas e o desmatamento não é nova. As queimadas são uma prática primitiva de limpar terras
desmatadas para torná-las agricultáveis. Ambas — queimadas e desmatamento — práticas bem conhecidas na
dinâmica da agricultura extensiva do agronegócio.

No brasil, são aproximadamente 172 milhões de cabeças de cabeças de gado, de acordo com o Censo Agropecuário,
de 2017.
Não é coincidência que sete dos dez municípios mais queimados do país neste ano também estejam na lista dos mais
desmatados. “O desmatamento avança com o fogo avançando em seguida”, explica Paulo Moutinho, cofundador do
Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam). O fogo é utilizado para limpar as áreas desmatadas para
preparação para o plantio de capim ou cultura agrícola.

A maioria dos municípios presentes na lista elaborada pelo Ipam está localizada no chamado arco do desmatamento
— que é resultado de um processo histórico de ocupação da Amazônia, entre o fim da década de 1950 e início dos
anos 1960.

Essa ocupação se deu principalmente pela chegada de grandes obras de infraestrutura na região amazônica. Em
paralelo, com políticas de incentivo da ditadura militar, introduziu-se um modo de ocupação estimulando a migração
do sudeste, centro-oeste e nordeste.

Grande parte das atividades que deixam um rastro de desmatamento e fogo na Amazônia Legal é voltada para a
pecuária e agricultura extensiva. A média, na região, é a ocupação de um hectare por cabeça de gado, por exemplo.

Segundo o Moutinho, cerca de 30% do desmatamento acontece em terras públicas, numa prática consolidada de
especulação ilegal. “É um crime organizado de grileiros, que tomam a terra pública dos brasileiros para fazer a
derrubada, fazer a queimada e depois especular, vender para terceiros desavisados ou até para um comércio ilegal
de terras na Amazônia”, explica.

(https://www.brasildefato.com.br/2019/09/30/campeoes-de-desmatamento-e-queimadas-na-amazonia-sao-
dominados-pelo-gado-e-pela-soja//)

- Texto 2

Impactos ambientais dos vazamentos de petróleo

Por Redação Pensamento Verde - 10 de outubro de 2013

O petróleo é uma substância oleosa e inflamável, composta principalmente de hidrocarbonetos e também


nitrogênio, enxofre e oxigênio em quantidades menores. Sua extração pode ser feita em terra firme ou no assoalho
oceânico, através de plataformas que bombeiam o óleo para navios ou oleodutos. Neste processo, inúmeros fatores
e situações podem acarretar o vazamento do petróleo, causando enormes danos ao meio ambiente.
Todo derramamento de petróleo, independente das proporções, é considerado uma catástrofe ambiental. A
substância se propaga rapidamente pelo mar, formando uma mancha negra que contamina a água e compromete a
vida de espécies marinhas. A camada superficial formada pelo óleo bloqueia a passagem de luz, impossibilitando o
processo de fotossíntese e impedindo a troca de gases entre a água e o ar.

Foto: grupoescolar

Esse impacto afeta todo o ecossistema marinho. Os peixes, quando entram em contato com a substância, morrem
por asfixia. As aves marinhas podem sofrer com a intoxicação ou pela impregnação do petróleo em suas penas, o
que impede o voo e a regulagem da temperatura corporal, problema que também afeta os mamíferos marinhos. A
ingestão do líquido também provoca a morte de diversas espécies. Além disso, o derramamento de petróleo
prejudica comunidades litorâneas que sobrevivem da pesca.

A contenção das manchas de petróleo no mar é bastante difícil, uma vez que as correntes marítimas e de ar atuam
na dispersão do óleo pelas águas. Um dos métodos mais utilizados é a aplicação de agentes biológicos fertilizantes,
como fósforo e nitrogênio, que promovem o crescimento de micro-organismos que atuam na dissolução do
petróleo.

Foto: hypescience
(http://www.pensamentoverde.com.br/meio-ambiente/impactos-ambientais-vazamentos-petroleo/)

A partir da leitura dos dois textos, responda o que se pede.

Impactos ambientais
A resolução normativa CONAMA 001/86 considera “impacto ambiental qualquer alteração das propriedades físicas,
químicas e biológicas do meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia resultante das
atividades humanas que, direta ou indiretamente, afetam:

I. a saúde, a segurança e o bem-estar da população;

II. as atividades sociais e econômicas;

III. a biota;

IV. as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente;

V. a qualidade dos recursos ambientais.”

A partir da definição acima e da leitura dos textos indique como cada um dos impactos ambientais citados afetam:

a) A saúde, a segurança e o bem-estar da população.

Queimadas: Além do próprio fogo ser perigoso (obviamente) a fumaça também pode fazer mal.

Derramamento de petróleo: Alem de infectar a agua, petróleo também é inflamável, e pode iniciar incêndios.

b) As atividades sociais e econômicas.

Queimadas: O prejuízo para reconstruir locais destruídos sera considerável. Alem disso, plantações e oastos
podem ser destruídos.

Derramamento de petróleo: A intoxicação da agua pode matar os peixes, potencialmente afetando a produção
local. Alem disso limpar a agua poluída vai custar dinheiro

c) A biota.
Queimadas: As queimadas provavelmente vão queimar a fauna e a flora. Alem disso a fumaça também pode
afetar a biota.

Derramamento de petróleo: Peixes podem morrer envenenados, enquanto aves marinhas podem ficar
lambuzadas de petróleo e não conseguir voar.

d) As condições estéticas e sanitárias do meio ambiente.

Queimadas: A fumaça pode diminuir a luminosidade e deixar cheiro.

Derramamento de petróleo: O petróleo pode intoxicar a agua e deixar cheiro.

e) A qualidade dos recursos ambientais.

Queimadas: O solo não sera fertill por um tempo.

Derramamento de petróleo:

A agua vai ficar intoxicada.